Avalie este item
(0 votos)

Para oferecer melhoria dos serviços de atendimento, a Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) iniciou em junho a Campanha de Atualização Cadastral dos clientes.

Com duração de 30 dias, inicialmente, a campanha pretende facilitar o contato da empresa com os usuários possibilitando o acesso aos serviços de maneira rápida e prática utilizando a tecnologia.

Com os dados atualizados, os clientes poderão solicitar pelo whatsapp, informações sobre contas, segunda via de boleto de pagamento, extratos, novas ligações de águas e esgotos, aferição de aparelho medidor, entre outros serviços.

A atualização cadastral está ocorrendo diretamente no site da Companhia, no endereço eletrônico, www.caer.com.br, também nas lojas de atendimento em todo Estado e nas ações itinerantes da empresa.

“A atualização dos dados dos clientes é extremamente importante para facilitar a comunicação com a Caer, tratar sobre serviços, contas e resolver problemas sem a necessidade de estar se deslocando até a agência. Com isso, ele [cliente] garante agilidade nos atendimentos.”, explicou o diretor Comercial e do Interior, Cícero Batista.

COMO ATUALIZAR OS DADOS

Basta acessar o site www.caer.com.br, clicar no banner que aparece na tela inicial e preencher os seus dados.

1) Inserir a matrícula do imóvel (apenas números)

2) Complementar com os dados do CPF (apenas números) do titular da conta

3) Atualizar os dados de telefone e email.

Avalie este item
(0 votos)

Um vigilante, que atualmente está desempregado, teve prejuízo de R$ 6 mil ao comprar um carro, após ver um anúncio na internet. Dias atrás, a esposa dele fez um empréstimo em um banco para comprar um veículo.

Ele viu uma postagem de venda em uma rede social, de um veículo Celta ano 2012/2012, cor preta, pelo valor de R$ 9 mil, e começou a negociar com a suposta vendedora.

“Dei uma entrada de R$ 5 mil e a ‘golpista’ disse que se eu pagasse mais R$ 1 mil receberia o carro já com toda a documentação. E assim eu fiz. O restante do valor foi dividido em seis parcelas de R$ 500”, detalhou.

Com a transferência feita, o vigilante foi orientado pela golpista a passar no Detran-RR para pegar a documentação do veículo. “Ao chegar aqui [Detran], fui informado que eu tinha caído em um golpe”, disse.

Uma equipe do Detran-RR observou no documento Contrato de Venda e Compra, apresentado pelo vigilante, que a suposta vendedora se passa por servidora do Detran e tem utilizado a mesma estratégia para fazer vítimas.

Dessa forma, o Detran-RR alerta a população sobre golpes que estão sendo aplicados em nome da Instituição, por meio de perfis falsos criados nas redes sociais.

O Detran-RR pede que a população fique atenta sobre qualquer serviço ofertado por telefone, e-mail, SMS, redes sociais e outros canais, e que não solicita dos usuários o envio de documentos ou pagamentos por meio destes canais.

Para não cair em golpes, os usuários devem acessar o portal www.detran.rr.gov.br, as redes sociais oficiais do Detran-RR, ou entrar em contato pelo telefone 95-3621-3701.

Quem for vítima desse tipo de golpe deve registrar um Boletim de Ocorrência em uma delegacia.

Avalie este item
(0 votos)

Em Belo Horizonte, fiscais da Aderr (Agência de Defesa Agropecuária de Roraima) participam da 7° Conferência Nacional de Defesa Agropecuária. O evento tem por objetivo discutir temas importantes para o trabalho diário das agências, além de proporcionar a troca de experiências para a melhoria das ações de defesa animal e vegetal.

A Conferência tem caráter multidisciplinar e interinstitucional e se consolida como um fórum de ampla discussão da defesa agropecuária, onde se compartilham conhecimentos e responsabilidades a fim de contribuir com a segurança nacional.

Segundo Marcos Prill, diretor de Defesa Vegetal, a conferência reúne participantes de todas as agências do país para discutir ações pertinentes à defesa agropecuária como inspeção vegetal e sanidade animal. Além disso, também há troca de informação como a disponibilização de sistemas informatizados para controle de trânsito e para rastreabilidade de produtos de todas as regiões.

“Nós estamos reunidos aqui para extrair o máximo de informações que possam ser úteis no dia-a-dia do nosso trabalho, para fortalecer as ações de defesa a nível nacional. Por exemplo, se um Estado enfrenta problemas com uma determinada praga e ao obter sucesso no combate compartilha a medida adotada entre as agências” ressaltou Prill.

Ele destacou que o Governo de Roraima tem se empenhado em buscar meios para o desenvolvimento da agropecuária. “A participação dos fiscais agropecuários estaduais  em um evento de grande porte como este, mostra mais uma vez como a Aderr está atenta para inovações e modernas metodologias que possam garantir à sociedade serviços de qualidade”, pontuou.

A conferência

A CNDA teve início em 2006 e tem o objetivo de discutir, de forma transversal, as demandas da sociedade, seja do ponto de vista dos serviços finalísticos prestados às distintas cadeias produtivas, como também dos controles de processos que resultam na oferta de alimentos livres de resíduos e contaminantes.

Busca também fortalecer o sistema de vigilância ativa e passiva pela adoção da inteligência quarentenária e princípios epidemiológicos, além de discutir sobre manejo de pragas, controle de enfermidades e impactos ambientais.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio do PAA-RR (Programa de Aquisição de Alimentos), tem reforçado as redes de comercialização de produtos naturais, promovendo acesso à alimentação, inclusão social, economia e sustentabilidade produtiva.

“Para o alcance deste objetivo, o governo compra alimentos produzidos pela Agricultura Familiar e Indígena - com dispensa de licitação - e os destina às pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional e àquelas atendidas pela rede socioassistencial, pelos equipamentos públicos de segurança alimentar e nutricional e pela rede pública e filantrópica de ensino”, comentou Yoná Suanny, coordenadora do projeto.

Somente em Boa Vista, o PAA-RR atende mais de 50 entidades. Em 2022, o programa iniciou sua execução no último dia 26 de abril e completado um mês, o PAA-RR já entregou 153.225,17 quilos de alimentos, pagando um total de R$ 361.079,37 aos agricultores familiares e indígenas. A Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação (Seadi) tem coordenado os serviços junto a cooperativas e associações credenciadas.

“Por meio do PAA-RR, o Governo de Roraima incentiva a Agricultura Familiar e promove inclusão social beneficiando a população mais carente com acesso à alimentação em quantidade, qualidade e regularidade”, destacou o secretário Emerson Baú.

Na região rural de Boa Vista, o agricultor Jair Sobrinho produz frutas e verduras. “Há dez anos eu lido com plantações de banana, batata, acerola, macaxeira, limão, cereja, graviola, tomate, pimenta do reino e outros produtos. Com a Agricultura Familiar, o Governo de Roraima tem transformado a realidade dos pequenos produtores. Assim, eu tenho desenvolvido melhor os meus negócios, escoando a produção em pontos estratégicos da cidade, abastecendo mercados, participando de feiras livres e, hoje, vivo mais feliz participando deste projeto”, destacou.

Para o governador Antonio Denarium, o PAA-RR valoriza a produção orgânica e agroecológica de alimentos, fortalece o circuito comercial, enaltece a biodiversidade e incentiva hábitos alimentares saudáveis.

“O PAA é um projeto emblemático, um grande sucesso em Roraima e fundamental para o desenvolvimento, reforçando a renda do povo do campo que produz frutas, legumes, verduras, grãos, poupas e demais necessidades básicas na alimentação dos roraimenses”, concluiu o governador.

O orçamento do PAA é composto por recursos do Estado e a execução do programa é feita pela modalidade Compra com Doação Simultânea.

Avalie este item
(0 votos)

O Detran -RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima) está realizando um curso de Educação de Trânsito, para professores, policiais e agentes de trânsito. A finalidade é fazer com que os participantes desenvolvam atividades e ações educativas com os alunos e a comunidade em geral.

O curso ocorre pela manhã e tarde desta terça-feira, dia 7, com aulas teóricas no Sest/Senat, localizado na avenida Princesa Isabel, 1200 – Liberdade.

Nesta quarta-feira, dia 8 , os participantes terão aula prática, que acontece na Escola 13 de Setembro, que fica na avenida Caracaraí, 237, bairro Treze de Setembro.

A capacitação conta com a utilização da minicidade, que faz parte do projeto “Se essa rua fosse minha”, que recria um ambiente simulando as condições encontradas nas cidades, como cruzamentos, faixa de pedestres, calçadas, placas de sinalização e ciclovia.

“Esse recurso permite o desenvolvimento de atividades significativas e interessantes, para que o educador tenha a oportunidade de construir com as crianças conceitos práticos e básicos”, disse a agente de trânsito do Detran-RR Ruth Prill.

“Não só os adultos como as crianças devem ser cidadãos mais conscientes no trânsito, uma vez que o trânsito é um sistema em que todos são responsáveis”, completou a agente.

O treinamento é ministrado pelas profissionais Iricili Mendes e Mariza Hadlich, do Paraná.

Terça, 07 Junho 2022 09:48

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 415.484 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.915 foram confirmados, sendo 30.245 por RT-PCR e 125.670 por teste rápido, 259.569 descartados, sendo 70.064 por RT-PCR e 189.505 por teste rápido e 2.152 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.221 em Alto Alegre, 1.358 no Amajari, 119.925 casos foram notificados em Boa Vista, 2.895 em Bonfim, 3.723 no Cantá, 3.291 em Caracaraí, 2.463 em Caroebe, 1.632 em Iracema, 2.930 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.789 em Pacaraima, 3.906 em Rorainópolis, 1.934 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.407 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.861 em Alto Alegre, 2.427 em Amajari, 202.971 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.598 em Bonfim, 4.401 no Cantá, 4.177 em Caracaraí, 3.492 em Caroebe, 1.880 em Iracema, 3.985 em Mucajaí, 1.088 em Normandia, 7.843 em Pacaraima, 6.527 em Rorainópolis, 3.138 em São João da Baliza, 2.081 em São Luís e 1.210 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.152 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.621 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 54 de Pacaraima, 72 de Rorainópolis, 14 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 153.626 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.180 em Alto Alegre, 1.333 em Amajari, 118.179 são de Boa Vista, 2.857 de Bonfim, 3.676 no Cantá, 3.234 em Caracaraí, 2.442 em Caroebe, 1.612 em Iracema, 2.882 em Mucajaí, 962 em Normandia, 2.734 em Pacaraima, 3.833 em Rorainópolis, 1.919 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.384 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

Em alusão ao Dia do Teste do Pezinho, o Hospital Materno Infantil Nossa de Nazareth realizou na manhã desta segunda-feira, 06, uma vasta programação junto às mães internadas na unidade.

A data foi criada para alertar aos pais sobre a importância do exame para a detecção de doenças em recém-nascidos.

O teste do pezinho é um exame de responsabilidade dos municípios, por meio da Atenção Primária. A Maternidade faz apenas a coleta do exame somente nos bebês que estão internados na unidade hospitalar.

Pode ser colhido até antes do 15º dia de vida do bebê. E a coleta pode ser feita em qualquer posto de saúde e encaminhada ao Laboratório de Referência Municipal, que faz a análise do material genético.

Quanto maior a rapidez na identificação, melhores são as chances de tratamento das doenças congênitas, infecciosas e metabólicas que afetam as crianças nessa faixa-etária.

“O teste do pezinho faz parte da triagem neonatal e é um dos direitos que todo bebê ao nascer possui, como os cuidados com a saúde”, destacou a médica pediatra Ana Carolina Brito.

De 1º de janeiro até o dia 31 de maio deste ano, foram realizados 2.051 testes em bebês internados na Maternidade, enquanto entre 2020 e 2021 foram feitos 3.451 testes. O exame é obrigatório para todos os recém-nascidos e é totalmente gratuito por meio do SUS (Sistema Único de Saúde).

JUNHO LILÁS

Como forma de reforçar a importância do exame, foi instituído o Junho Lilás, mês onde as maternidades intensificam as informações sobre os cuidados com os bebês.

“A maioria das doenças detectadas pelo teste do pezinho pode causar lesão neurológica, e por isso deve ser diagnosticada o mais precocemente possível para que a criança tenha a chance de tratar e reduzir o risco de sequelas, contribuindo assim para a sua saúde”, alerta Ana Carolina.

Segundo ela, é muito importante que todos os pais saibam do direito gratuito que seus bebês têm, para a realização desse teste e que usufruem desse direito.

Avalie este item
(0 votos)

Criado em 2012 com a finalidade de garantir segurança jurídica aos produtores rurais, o CAR (Cadastro Ambiental Rural) tem atualmente cerca de 21.576 inscrições.

Nos últimos três anos, o Estado registrou um salto de 8.798 imóveis registrados para 12.778 imóveis, sendo que destas as mais de 12 mil inscrições foram elaboradas de forma gratuita nos últimos três anos pela Femarh (Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos) que elabora as inscrições com recursos oriundos do BNDES, por meio do Fundo Amazônia e com recursos próprios do Governo do Estado.

Entre as medidas colocadas em prática está a liberação gratuita do CAR que garante mais acesso e menos burocracia aos agricultores familiares que atuam no Estado. Este mês o foco está nos municípios de Bonfim e Cantá.

O trabalho, coordenado pela Femarh, inclui a definição e deslocamento das equipes para as atividades de campo em cada município, onde os produtores são sensibilizados sobre a importância do CAR, um cadastro obrigatório para todos os imóveis rurais, onde são incluídas as informações ambientais das propriedades e posses rurais referentes às Áreas de Preservação Permanente – APP.

De acordo com o presidente da Femarh, Glicério Fernandes, todas as áreas que são de uso restrito, de reserva legal, remanescentes de florestas ou formas de vegetação nativa e áreas consolidadas devem fazer parte do cadastro eletrônico para controle, monitoramento, planejamento ambiental e econômico e combate ao desmatamento.

“E temos feito o trabalho de orientação e sensibilização para que o maior número de produtores saiba e entenda que esse documento é importantíssimo pois possibilita a regularização ambiental e com isso é muito bom porque estando sem nenhuma pendência o produtor consegue acesso mais facilitado às linhas de créditos e poderá buscar mais investimentos para ampliar a produção”, esclareceu o presidente.

Conforme a diretora de pesquisa e tecnologia em gestão territorial, Luana Tabaldi, o Cadastro é fundamental para o desenvolvimento do Estado, pois além da regularização ambiental facilita o acesso a créditos rurais.

“O CAR é uma exigência para ambos os processos, tanto de regularização quanto de fomento do negócio pois garante ao produtor ter ainda ter desconto na aquisição de insumos e sementes, exemplo disso é a compra de insumos na CONAB. Outro ponto positivo é que realizando o Cadastro o produtor consegue ter prioridade em recursos com valor diferenciado para o produtor rural, por meio de programas de recuperação ambiental”, complementou a diretora.

Avalie este item
(0 votos)

No próximo domingo, dia 12, encerram-se as inscrições para o concurso da PCRR (Polícia Civil de Roraima). Os candidatos que pretendem participar do certame, devem estar atentos às regras do edital e aos prazos, exclusivamente, no endereço eletrônico da Fundação Vunesp (Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista) www.vunesp.com.br.

De acordo com o diretor administrativo da PCRR, delegado Jimmy Santana, quem se inscreveu e ainda não pagou o valor da taxa de inscrição, poderá efetuar o pagamento em qualquer agência bancária que integre o sistema de compensação bancária, em dinheiro ou em cheque, bem como por meio do Internet Banking.

O diretor alertou que os candidatos devem estar atentos, pois a inscrição só será confirmada após a comprovação do efetivo pagamento da taxa de inscrição, conforme previsto no edital.

“As inscrições se encerram no dia 12 de junho, às 23h59. Lembrando que não será aceito pagamento da taxa de inscrição por depósito em caixa eletrônico, via postal, fac-símile, transferência eletrônica, PIX, DOC, DOC eletrônico, ordem de pagamento ou depósito comum em conta corrente, ou por qualquer outra via que não a especificada no Edital”, observou.

Jimmy Santana ressaltou que nos endereços eletrônicos Vunesp www.vunesp.com.br e no DOE www.imprensaoficial.rr.gov.br as pessoas podem consultar os detalhes do certame.

Caso surja alguma dúvida, os candidatos podem entrar em contato diretamente com a Vunesp, que é a empresa responsável pela coordenação, supervisão, inscrições, elaboração de questões de provas inéditas, aplicação de provas, fiscalização, correção de provas, divulgação de resultado, acolhimento e julgamento de recursos e divulgação do resultado final, de todas as fases do concurso público para ingresso na Carreira Policial Civil do Estado de Roraima.

O Delegado Geral, Eduardo Wayner, destacou que é de extrema importância a realização do concurso tendo em vista a necessidade de aumentar o quadro efetivo da Polícia Civil, que está defasado, e com o ingresso de novos profissionais, a população terá uma melhor prestação de serviço.

OFERTA DE VAGAS

Ao todo, estão sendo ofertadas 175 vagas para nove carreiras, com remuneração inicial de até R$ 20 mil. As provas objetivas e discursivas serão realizadas em dois finais de semana do mês agosto deste ano, nos dias 6 e 7, e nos dias 13 e 14.

A taxa referente aos cargos de delegado será de R$ 350,00; para médico legista, perito criminal e odontolegista, de R$ 260; para escrivão, agente, perito e papiloscopista, de R$ 120; para auxiliar de necropsia e auxiliar de perito criminal, de R$ 80,00.

Para os cargos de nível superior estão sendo oferecidas 35 vagas para delegado de Polícia Civil; sete vagas para médico legista; uma vaga para odonto-legista; nove vagas para perito criminal; 51 vagas para escrivão de polícia; 52 vagas para agente de polícia; 14 vagas para perito papiloscopista; quatro vagas para auxiliar de perito e duas vagas para auxiliar de necropsia. Todos os cargos vão preencher a classe inicial, respeitando as porcentagens previstas para candidatos com deficiência.

Nas nove vagas disponíveis para o cargo de perito criminal, há uma distribuição por especialidade, com uma vaga para cada área de formação, sendo elas: Engenharia Mecânica (1), Engenharia Civil (1); Engenharia Elétrica ou Engenharia Eletrônica (1); Bioquímica, Biomedicina, Ciências Biológicas, Química, Engenharia Química ou Farmácia (1); Administração, Ciências Contábeis ou Ciências Econômicas (1); Engenharia Florestal (1);

Após a posse, os subsídios serão inicialmente de: R$ 20.410,04 para delegado; R$ 12.901,17 para médico legista, perito criminal e odonto-legista; R$ 5.053,55 para escrivão, agente, perito e papiloscopista; e R$ 3.369,03 para auxiliar de necropsia e auxiliar de perito criminal. Todos os valores acrescidos do auxílio alimentação no valor de R$ 500,00.

Avalie este item
(0 votos)

A inscrição do processo seletivo para contratação de médicos veterinários e técnicos em agropecuária teve início nesta segunda-feira, dia 6, e se encerra na próxima sexta-feira, dia 10. Os interessados devem procurar a Aderr (Agência de Defesa Agropecuária do Estado de Roraima), com toda documentação exigida no edital, na Rua Coronel Mota, 1132, Centro de Boa Vista. O horário de atendimento é das 8h às 13h (horário local).

Com salário base para um contrato de 40 horas semanais para Médico Veterinário R$ 7.525,81 e para Técnico em Agropecuária de R$ 3.762,91, o processo seletivo realizado pelo Governo de Roraima, por meio da Aderr, é uma oportunidade de inserção no mercado de trabalho para profissionais dessas áreas.

Conforme o edital, serão contratados, pelo processo seletivo, 7 Médicos Veterinários e 8 Técnicos em Agropecuária, pelo período de 12 meses, contados a partir da data da assinatura dos contratos referente à primeira convocação.

O seletivo vai contemplar uma das metas para o Estado ficar livre da febre aftosa sem vacinação, segundo informou o presidente da Aderr, Marcelo Parisi. “Além disso iremos ampliar os serviços de atendimento ao produtor rural, que está chegando para produzir em Roraima e aos que já produzem”.

Documentos Exigidos

Conforme o edital do processo seletivo no ato da inscrição o candidato deverá apresentar, currículo original, Cédula de Identidade (RG), Cadastro de Pessoas Físicas (CPF); Título Eleitoral e certidão de quitação eleitoral; comprovante de residência (conta de energia elétrica, água ou telefone); PIS/PASEP; Carteira Nacional de Habilitação (CNH), categoria mínima B, para o cargo de médico veterinário.

Além de Certidão de casamento ou união estável, caso haja; certidão de nascimento dos dependentes, caso haja; certificado de reservista ou dispensa do serviço militar obrigatório, no caso de candidato do sexo masculino; declaração do Imposto de Renda, ou declaração de bens. Certidões negativas criminal e civil da Justiça Federal e da Justiça Estadual; declaração de não ter sofrido sanção disciplinar, declaração de acúmulo de cargos, empregos ou funções públicas, relação de dependentes para fins de Imposto de Renda, relação de dependentes para fins previdenciários  e uma foto 3x4.

De acordo com o edital os documentos originais deverão ser apresentados no momento da inscrição, caso as cópias não sejam autenticadas em cartório. A inscrição deverá ser realizada pelo próprio candidato ou por meio de procuração específica autenticada em cartório.

O procurador deverá apresentar seu RG e entregar cópia do mesmo juntamente com a referida procuração. Os documentos deverão ser entregues em envelope aberto para que os mesmos possam ser conferidos pelo servidor que receber a referida documentação.

A chefe do setor de Recursos Humanos da Aderr, Pewá Gandra, informou que não será permitido entrega de documentação após o período de inscrição.

Avalie este item
(0 votos)

Apresentando oportunidades de investimento em setores estratégicos do agronegócio, energia, infraestrutura, inovação e tecnologia, o Brasil Investment Forum (BIF) realiza sua 5ª edição nos dias 14 e 15 de junho.

O encontro online é considerado o maior evento do segmento de investimentos estrangeiros da América Latina, reforçando a participação de autoridades, executivos de grandes empresas do Brasil e do mundo, além de especialistas de diversos setores econômicos.

O secretário Emerson Baú, da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação) participa do evento com os Coordenadores de Negócios Internacionais (CNIN), Indústria Criativa e Inovação Sustentável (CICI), Competitividade Industrial e Comercial (CCIC).

“O BIF discute temas fundamentais para o desenvolvimento do Brasil, impulsionando novos modelos de negócios, iniciativas de investimento em participação e movimentações das cadeias globais de valor”, comentou o secretário.

Para o coordenador Eduardo Ostreicher, dentre os objetivos do Governo de Roraima está o alinhamento de programas estratégicos com o comércio exterior.

“Roraima tem muito a oferecer com a grande cultura de grãos, carne, madeira, milho e piscicultura. Com isso, buscamos ampliar a qualificação da base exportadora para nossa produção. Contudo, as ações do BIF também integram capacitação e treinamento disponibilizados por entidades públicas e privadas, fortalecendo a economia”, concluiu.

Segundo o analista da ApexBrasil, Essio Lanfredi, a feira funciona como integrador das estratégias de desenvolvimento e sustentabilidade da Amazônia.

“O BIF expressa uma oportunidade de fortalecimento dos negócios com os territórios do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e Maranhão. Durante a realização do Fórum, toda a Amazônia Legal estará conectada com o Brasil e o mundo, onde representantes da Europa, Ásia, Oriente Médio e América do Norte também já garantiram presença no BIF 22”, destacou Essio.

Para o governador Antonio Denarium, o Fórum Brasil de Investimento oportuniza Roraima nos negócios externos.

“O BIF constrói uma ponte global de negócios. E nossa presença nesse evento mostra que somos parceiros, queremos e podemos ajudar a fortalecer as exportações dos estados da Amazônia Legal”, concluiu.

DESEMPENHO

Segundo o Mapa de Oportunidades da Agência, as exportações do agronegócio de estados com território na Amazônia Legal apresentam forte relevância de produtos primários e carnes, sendo os três primeiros a soja em grãos (US$ 9,9 bilhões/ano); o milho (US$ 3,5 bilhões) e a carne bovina in natura (US$ 2,2 bilhões). Outros produtos relevantes foram farelo de soja (US$ 2,1 bilhões/ano), algodão não cardado nem penteado (US$ 1,2 bilhão) e celulose (US$ 873,9 milhões/ano).

Entre 2017 e 2019, os estados com território na Amazônia Legal foram responsáveis por US$ 21,9 bilhões em exportações anuais de produtos do agronegócio – 22,4% do total embarcado pelo Brasil, sendo 15,9 bilhões somente do estado do Mato Grosso.

O Brasil Investment Forum é organizado pela Apex Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações), Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Governo Federal.

SERVIÇO:

Brasil Investment Forum 2022

Encontro Online

Dias 14 e 15 de junho

ACESSO:

https://brasilinvestmentforum.com/br/pt.html

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), vai levar atendimento médico para as comunidades ribeirinhas do Baixo Rio Branco. A caravana inicia a viagem nesta segunda-feira, dia 6.

As atividades serão executadas através da Operação Inverno 2022, uma iniciativa que conta com a atuação da Sesau, do Corpo de Bombeiros e da Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social).

“Levar saúde de qualidade para a população roraimense sempre foi uma preocupação do nosso governador Antonio Denarium, não importando a localidade. Por isso, estaremos levando esta ação para o Baixo Rio Branco, atendendo as necessidades dos nossos ribeirinhos, que são pessoas que realmente necessitam desse cuidado mais especial”, ressaltou a secretária de Saúde, Cecília Lorenzon.

De acordo com o coordenador da Saúde Itinerante, Rafael Sena, a ação terá duração de nove dias, ou seja, estendendo-se até o dia 15 de junho. Na ocasião, os ribeirinhos receberão serviços como atendimentos clínico, ginecológico e cardiológico.

“Através deles [médicos], vamos levar atendimentos especializados, além de consultas clínicas também. Estaremos levando saúde para toda população das comunidades do Baixo Rio Branco”, destacou.

LOCALIDADES BENEFICIADAS

A região do Baixo Rio Branco possui atualmente cerca de 546 famílias ribeirinhas, divididas em 18 comunidades. Essas pessoas vivem basicamente das atividades da agricultura familiar, extrativismo e pesca.

A ação vai visitar as comunidades de Santa Maria do Boiacu, Santa Maria Velha, Sacai, Terra Preta, Lago Grande, Canauni, Itaquera, Remanso, Floresta, Panacarica, Caicubi, Sumaúma e Xixuau. A expectativa da Saúde Itinerante é que a ação atenda 1.200 pessoas.

Avalie este item
(0 votos)

Os indígenas da Raposa Serra do Sol e São Marcos receberam treinamento para formação em agentes de saúde animal, visando capacitá-los para o manejo com bovinos da pecuária de corte e leite. O curso de cinco dias foi uma parceria do Governo do Estado, por meio da Aderr (Agência de Defesa Agropecuária), e o Projeto Bem Viver.

Nos cinco dias de curso, divididos em aulas práticas e teóricas, os indígenas aprenderam sobre febre aftosa, brucelose, raiva dos herbívoros e clostridioses (botulismo e tétano). Eles também tiveram aulas práticas sobre manejo racional.

Segundo informou o médico veterinário e assessor de Educação Sanitária da Aderr, Sylvio Botelho, o curso teve grande participação de lideranças indígenas, estudantes, vaqueiros e coordenadores de gado.

“O curso foi realizado no Centro de Formação Indígena, no município de Uiramutã, e contou com a participação de 27 comunidades da reserva indígena e mais de 70 lideranças. Foi muito importante para a capacitação deles sobre assuntos que serão importantes para o trabalho na pecuária,” destacou Sylvio.

Com 85 mil cabeças de gado, representando 10% do rebanho bovino do Estado, a pecuária indígena tem crescido nos últimos anos, com o apoio do governo de Roraima, que vem desenvolvendo ações importantes, através cursos de capacitação e atividades como a Agulha Oficial, que em parceria com o Mapa (Ministério da Agricultura, pecuária e Abastecimento), tem garantido a sanidade animal.

A partir da formalização do termo técnico de cooperação entre governo de Roraima, por meio da Aderr, e o Projeto Bem Viver foi possível levar aos povos Macuxi, Wapichana, Patamona, Wai Wai e Yekuana, instruções sobre o manejo de gado, como aplicação de vacinas, vermífugos e castração, além de informações relevantes sobre várias doenças que acometem o gado.

Avalie este item
(0 votos)

A Escola Estadual Cívico-Militar Fagundes Varela representará Roraima e a Região Norte com um artigo em um E-book, que será publicado pelo MEC (Ministério da Educação) sobre a implementação do Pecim (Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares). O lançamento do E-book ocorrerá em Brasília-DF, nesta terça-feira, dia 7.

Participarão do evento a professora Sinésia Pereira, diretora da escola, e Shangrilá Camargo, coordenadora pedagógica, acompanhadas do secretário de Educação e Desporto, Nonato Mesquita.  No evento, a equipe da escola também participará também de uma capacitação sobre o Pecim e Ecim (Escola Cívico-Militar).

“É um sentimento de gratidão. O Pecim é um programa muito bom e a aceitação da população também está sendo muito positiva”, destacou a professora Sinésia Pereira.

A Escola Fagundes Varela foi a única escolhida da Região Norte para produzir o artigo. Intitulado “A experiência da Escola Estadual Cívico-Militar Fagundes Varela”, o documento contém dez páginas e conta como ocorreu a implantação do Pecim na instituição de ensino e como o programa modificou o cotidiano dos alunos.

O artigo apresenta as origens e características da escola, o processo de adesão ao programa, os primeiros resultados alcançados no ambiente escolar, nas práticas pedagógicas, no aprendizado e no desempenho dos estudantes.

Hoje, a Escola Cívico-Militar Fagundes Varela atende 1.178 alunos nas modalidades de Ensino Fundamental e EJA (Educação de Jovens e Adultos). A unidade de ensino está localizada no bairro Nova Cidade.

O Pecim

Roraima aderiu ao Programa Nacional das Escolas Cívico Militares em 2019. O Pecim foi instituído pelo Governo Federal por meio do Decreto Presidencial N° 10.004, de 05 de setembro de 2019.

Esse modelo de escola é baseado no conjunto de ações em três áreas específicas: educacional, didático-pedagógica e administrativa. O Programa é desenvolvido pelo MEC com apoio do Ministério da Defesa, por meio das Forças Armadas Federais.

Outras informações sobre o Programa estão disponíveis no site https://escolacivicomilitar.mec.gov.br

Sábado, 04 Junho 2022 19:21

Governo realiza reparos em ruas de Boa Vista

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Seinf (Secretaria de Infraestrutura), iniciou neste sábado, dia 4, serviços de melhoria na Rua Ursa Maior, no bairro Cidade Satélite, para que os moradores não fiquem isolados durante o inverno.

Segundo informou o secretário de Infraestrutura, Emerson Oliveira, é um trabalho emergencial para que as pessoas que moram naquela rua possam se locomover.

“As pessoas que residem na Rua Ursa Maior estavam com dificuldades de acesso para chegar às suas residências. Trafegando de carro, de moto, de bicicleta, ou até a pé, a situação estava muito difícil com a rua alagada. Então, o Governo do Estado, por meio de um contrato que tem com uma empresa de manutenção de vicinais no município de Boa Vista, abriu uma exceção. Visando melhorar as condições da rua e garantir o direito de ir e vir, está realizando um serviço no local”, ressaltou.

O secretário informou que não é um serviço definitivo. É um trabalho paliativo, emergencial, que deve ser concluído no início da próxima semana, para amenizar o problema dos moradores nesse período chuvoso.

“Por enquanto, está sendo feito um serviço emergencial, por meio desse contrato com a empresa de manutenção de vicinais de Boa Vista, para dar segurança e o mínimo de condições necessárias para as pessoas que residem na rua e precisam fazer deslocamentos para vários lugares, inclusive para o trabalho. Posteriormente faremos um serviço mais complexo”, explicou o secretário.

Ele adiantou que está tramitando na Secretaria de Infraestrutura um processo licitatório para contratação de empresas para realização de pavimentação asfáltica de vias urbanas, beneficiando os 15 municípios de Roraima.

O processo está distribuído em três lotes, Norte, Sul e Centro, sendo que cada lote contemplará cinco municípios, compreendendo a pavimentação das vias no perímetro urbano das sedes e das vilas e outros serviços. Além disso, as ruas asfaltadas, mas que já estão deterioradas e com desgaste do pavimento, serão recapeadas.

 

Avalie este item
(0 votos)

Os moradores do bairro Santa Tereza e adjacências tiveram acesso, neste sábado, dia 4, a diversos serviços especializados oferecidos pelo Governo de Roraima, por meio do “Governo Sem Parar”. A ação foi realizada no Centro Integrado de Atenção à Pessoa com Deficiência e mais de três mil pessoas foram atendidas.

“Como sempre o Governo Sem Parar vem atuando em todos os pontos da cidade, em diversos bairros, com o objetivo de melhor atender à população. Hoje, contamos novamente com o clínico geral, com ortopedia, com otorrino, uma especialidade que foi adicionada nas ações do Governo Sem Parar, pediatria, oftalmologia, entre outros atendimentos”, disse a secretária de Saúde, Cecília Lorenzon.

Ela ressaltou ainda o resultado e a importância da ação. “Foi um sucesso de atendimentos médicos e de outros serviços. Foram mil atendimentos só em saúde. Então, demonstra a eficiência, a sensibilidade e a atuação efetiva do Governo do Estado em prol da população”, garantiu a secretária.

A professora Sandra Alves da Costa, de 41 anos, que mora no bairro Silvio Leite, disse que a ação que ocorre aos sábados é uma oportunidade para muitas famílias pela facilidade de acesso aos serviços e a rapidez do atendimento.

“Nossa, é uma grande oportunidade, porque muitas vezes a gente procura esses serviços e não consegue com tanta agilidade. Vim acompanhar minha mãe. Viemos tomar as doses da vacina contra covid 19 que estavam pendentes e tirar o RG. Trouxemos também as crianças para aproveitar as atividades recreativas, o cineminha”, afirmou.

Já o estudante Kayro Alexandre Conceição, de 30 anos, foi em busca dos serviços ofertados pela Defensoria Pública. Ele também destacou a agilidade no atendimento.

“Vim procurar a Defensoria Pública para poder recuperar a minha Certidão de Nascimento. Estou gostando muito do atendimento, está sendo rápido e simples, não tem congestionamento, nem filas”, enfatizou.

SERVIÇOS – São oferecidos diversos serviços, dentre os quais: emissão de primeira e segunda via da Carteira de Identidade; atendimentos sobre CNH (Carteira Nacional de Habilitação); orientação do microcrédito a empreendedores; esclarecimento de dúvidas sobre abertura de empresas e serviço gratuito de certidões simplificadas; regularização de título de terra; atendimento da Defensoria Pública, orientação nas diversas áreas, em especial direito de família; informações sobre o Cesta da Família e Colo de Mãe, programas da Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social; além de corte de cabelo; design de sobrancelhas e oficina de artesanato.

 

 

Avalie este item
(1 Votar)

Neste sábado, 4 de junho, a Secult (Secretaria de Cultura e Turismo) receberá os influenciadores digitais Cristiano Vergilio e Leonardo Vergilio, que vêm ao Estado com o intuito de conhecer roteiros focados no turismo de lazer como parques aquáticos, balneários e cachoeiras dos municípios turísticos de Roraima.

A ação faz parte do programa Voar De Novo, uma parceria do Governo de Roraima com a Abaer (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) e o Fornatur (Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo).

Os dois influenciadores são responsáveis pelas redes do Vergilios na Trip, que dão dicas de viagens em família e somam mais de 1 milhão de inscritos e seguidores. O conteúdo pode ser conferido nas seguintes redes sociais: https://www.tiktok.com/@vergiliosnatrip, https://m.youtube.com/c/vergiliosnatrip e @vergiliosnatrip.

O projeto conta com o apoio do Hotel Ibis, Aquamak, Sindihoteis, Restaurante Tulipa, FlutuaiBV, Lago do Robertinho, Roraima Stand Up Paddle, Cascata Pizzaria, Fredson Guia, Agência de turismo Trekking Roraima, Seu Suassuna, Guia de turismo Sissi, Makunaima Soluções em Turismo e Damorida Gourmet. Esses apoiadores estão colaborando com a hospedagem, alimentação e transporte dos influenciadores durante os quatro dias que permanecerão no Estado.

Na programação estão inclusos: remadão na praia do Curupira; trilha de caminhada para a cachoeira Véu de Noiva; parada no Mirante do Urubu; jantar no Seu Suassuna e passeio noturno; café da manhã no Lago do Robertinho; tirolesa, passeio de barco, passeio a cavalo, stand up, prancha e caiaque, entre outras atividades.

“Nós vamos apresentar para eles nosso lindo e rico roteiro turístico de Roraima. Os canais deles chegam a ter mais de 140 milhões de visualizações, o que vai nos ajudar a alcançar um grande público que terá a oportunidade de conferir tudo que temos para oferecer”, explicou o diretor do Departamento de Turismo, Bruno Muniz.

 

Sábado, 04 Junho 2022 19:13

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 415.316 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.894 foram confirmados, sendo 30.245 por RT-PCR e 125.649 por teste rápido, 259.422 descartados, sendo 70.064 por RT-PCR e 189.358 por teste rápido e 2.152 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.221 em Alto Alegre, 1.358 no Amajari, 119.905 casos foram notificados em Boa Vista, 2.894 em Bonfim, 3.723 no Cantá, 3.291 em Caracaraí, 2.463 em Caroebe, 1.632 em Iracema, 2.930 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.789 em Pacaraima, 3.906 em Rorainópolis, 1.934 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.407 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.849 em Alto Alegre, 2.427 em Amajari, 202.908 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.586 em Bonfim, 4.400 no Cantá, 4.122 em Caracaraí, 3.491 em Caroebe, 1.879 em Iracema, 3.985 em Mucajaí, 1.088 em Normandia, 7.843 em Pacaraima, 6.526 em Rorainópolis, 3.138 em São João da Baliza, 2.081 em São Luís e 1.210 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.152 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.621 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 54 de Pacaraima, 72 de Rorainópolis, 14 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 153.556 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.180 em Alto Alegre, 1.333 em Amajari, 118.167 são de Boa Vista, 2.857 de Bonfim, 3.676 no Cantá, 3.177 em Caracaraí, 2.442 em Caroebe, 1.611 em Iracema, 2.882 em Mucajaí, 962 em Normandia, 2.734 em Pacaraima, 3.833 em Rorainópolis, 1.919 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.384 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

Pessoas com deficiência que compõem o quadro de servidores públicos do Estado de Roraima em breve contarão com regime especial de aposentadoria. É o que propõe o Projeto de Lei Complementar enviado pelo Executivo Estadual à Assembleia Legislativa de Roraima.

“É uma conquista há muito tempo aguardada e muito merecida também. Como alguém que luta por essa causa, fico extremamente feliz de ter acompanhado de perto este trabalho e vê-lo seguir para a aprovação. É uma vitória que nos enche de orgulho e um reconhecimento ao esforço de todos os servidores que possuem alguma deficiência”, disse a primeira-dama e secretária extraordinária de Promoção, Desenvolvimento e Inclusão Social, Simone Denarium.

O projeto tem como base a Emenda Constitucional nº 103, de 12 de novembro de 2019, que altera as regras do Sistema Nacional de Previdência, atingindo substancialmente normas estatutárias que impactavam os fundos previdenciários e normas relativas aos regimes previdenciários.

Com isso, os Estados brasileiros passaram a poder legislar sobre o assunto, que anteriormente era de competência apenas da União.

“Na elaboração da proposta, foram utilizados os mesmos parâmetros técnicos adotados para concessão de aposentadoria especial do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) da União e do Regime Geral de Previdência Social, com algumas alterações sugeridas pela sociedade civil e pelo Conselho Estadual de Direitos da Pessoa com Deficiência”, explicou o secretário-adjunto da Casa Civil, João Alfredo Cruz.

A partir de agora, a aposentadoria de servidores com deficiência segue as regras disciplinadas na da Lei Complementar nº 142, de 8 de maio de 2013. A Lei considera pessoa com deficiência aquela que tem impedimentos de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, os quais, em interação com diversas barreiras, podem obstruir a participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas.

A matéria também define as deficiências em grave, moderada e leve. A avaliação será médica e funcional e o grau de deficiência será atestado por perícia. É assegurada a concessão de aposentadoria aos 25 anos de tempo de contribuição, se homem e 20 anos, se mulher, no caso de segurado com deficiência grave.

Aos 29 anos de tempo de contribuição, se homem e 24 anos, se mulher, no caso de segurado com deficiência moderada. Aos 33 anos de tempo de contribuição, se homem e 28 anos, se mulher, no caso de segurado com deficiência leve.

Aos 60 anos de idade, se homem e 55 anos de idade, se mulher, independentemente do grau de deficiência, desde que cumprido tempo mínimo de contribuição de 15 anos e comprovada a existência de deficiência durante igual período.

O texto agora aguarda a apreciação do legislativo e, se aprovado, seguirá para sanção do governador Antonio Denarium.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), marcou presença, nesta sexta-feira, dia 3, do encontro da Fier (Federação das Indústrias do Estado de Roraima), que apresentou o ‘Observatório da Indústria’, uma nova ferramenta de gestão empresarial.

O objetivo do instrumento é contribuir para a tomada de decisões mais qualificadas e auxiliar na potencialização dos investimentos e prospecção de novos mercados.

Representando o governador Antonio Denarium, o titular da Seadi, Emerson Baú, parabenizou o esforço da Fier e destacou a importância da nova ferramenta.

“O índice de geração de emprego, exportação e PIB é algo incomparável em nosso Estado, quiçá em outras regiões do Brasil. E esta transformação vem acontecendo por meio de parcerias sérias que também buscam o desenvolvimento de Roraima. Com isso, o Governo do Estado está de portas abertas para ampliar os negócios com a produtividade da indústria e do campo, beneficiando toda a população”, disse o secretário.

O Observatório da Indústria trabalha o fenômeno do Big Data, utilizando-se de metodologias como matriz SWOT, arco de Maguerez, análises estatísticas, econométricas espaciais e tributárias, além de mapas mentais e tecnologias como Power BI, em prol da prosperidade e assertividade dos negócios empresariais.

Com o auxílio da ferramenta, a Fier pretende coletar, analisar e montar cenários, arquitetando o futuro dos negócios, focado no desenvolvimento econômico, social e ambiental. Este serviço irá viabilizar a análise e estudos que abrangem todos os setores econômicos, especialmente a cadeia industrial, sob a demanda dos clientes.

O novo serviço de inteligência de mercado foi desenvolvido pela Fier, em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso (FIEMT), e vai proporcionar às empresas conhecimentos sobre a economia roraimense e o setor industrial.

Avalie este item
(0 votos)

Cerca de 250 CNHs (Carteira Nacional de Habilitação), no novo modelo, chegaram ao Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima). Do total, aproximadamente 50 condutores de veículos, entre motoristas e motociclistas, já receberam o documento.

O empresário Jean Aguiar é o primeiro condutor de Roraima a receber a CNH em novo formato, após ter ido ao Detran fazer o processo de renovação do documento. “Recebi minha carteira e gostei desse novo modelo, mais moderno e com mais segurança, o que evita fraudes e falsificações”, disse.

Aguiar, que é motociclista, deixou um recado aos motoristas. “Ando de moto, mas dirijo com muita atenção para que nada de errado ocorra, e outros condutores também devem ter atenção no trânsito, pois lidamos com vidas e devemos respeitar todos, assim teremo

um trânsito mais seguro”, comentou.

O mestre de obras Raimundo Farias, 58 anos, esteve no Detran para receber a segunda via da CNH, após, dias atrás, ter sido roubado.

“Como tenho trabalhado muito, graças a Deus, por esses dias não me liguei nos noticiários para saber sobre esse novo modelo de CNH. Mas, ao chegar aqui fui informado que receberia a nova carteira. Achei mais bonita e agora estou sabendo das vantagens que o documento traz”, disse Farias.

NOVA CNH

Desde o dia 1º deste mês, o Detran-RR passou a emitir a CNH em novo formato, para primeira habilitação, renovação ou segunda via do documento.

A nova CNH traz mudanças, que vão de alterações na identidade visual à inclusão do nome social e dos pais afetivos.

O documento apresenta informações impressas em espanhol, inglês e francês, além do português, o que facilitará o uso em outros países. Nas cores verde e amarela, a nova CNH tem novos elementos gráficos para dificultar a falsificação e fraudes.

Tem também uma tabela para identificar os tipos de veículos que o condutor está apto a conduzir, bem como informações sobre o exercício de atividade remunerada do motorista e possíveis restrições médicas.

Essas e outras modificações constam da Resolução nº 866, publicada em dezembro de 2021 pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito) que regulamenta especificações, produção e expedição da CNH.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), lançou edital de Processo Seletivo Simplificado para Contratação Temporária de Docente/Instrutor, Supervisor de Estágio e Tradutor Intérprete de Libras (Língua Brasileira de Sinais), com o objetivo de atender o CEEPPAPL (Centro Estadual de Educação Profissional Professor Antônio de Pinho Lima).

Estão sendo ofertadas 61 vagas para preenchimento imediato e Cadastro Reserva, garantidos 10% de vagas destinadas aos candidatos PcD (Pessoa com Deficiência).

São 42 vagas para cargos de Nível Superior distribuídas nas áreas de Administração, Direito, Enfermagem, Engenharia de Alimentos, Engenharia Mecânica Automotiva, Psicologia, Ciências da Computação, Sistema de Informação, Tecnologia da Informação, Engenharia da Computação, Tradutor Intérprete de Libras.

Também estão sendo ofertadas 19 vagas para cargos de Nível Médio, distribuídos para áreas de Técnico em Móveis, Mecânica ou Manutenção Automotiva, Refrigeração/Climatização e Segurança no Trabalho.

Os profissionais contratados terão jornada de trabalho de 25 a 30 horas semanais e remunerações entre R$ 2.572,87 a R$ 4.199,06, dependendo do cargo escolhido. O seletivo terá vigência de 12 meses, prorrogável por igual período.

As informações completas constam no Edital Nº 98/2022, encaminhado para publicação no DOE (Diário Oficial do Estado). O documento poderá ser consultado no site www.imprensaoficial.rr.gov.br e também está disponível no Facebook da Seed: Seed.Roraima.

“Os profissionais contratados vão atender estudantes que esperam pelo Estágio Profissional Supervisionado e também os Cursos Técnicos em Alimentação Escolar, Secretaria Escolar e Recursos Humanos. O seletivo também vai suprir uma demanda do Novo Ensino Médio, que está sendo implementado na rede estadual de ensino”, conta a gerente pedagógica do Centro, professora Luciana Freitas dos Santos.

Inscrições

As inscrições serão realizadas presencialmente entre os dias 8 e 10 de junho, das 8h às 11h e das 14h às 17h, no Centro Pinho Lima, localizado na Av. Chile, nº 593, bairro Caranã, em Boa Vista.  No ato da inscrição, os candidatos deverão portar os documentos pessoais exigidos no edital, cópia e original e certificados que atestem seus conhecimentos nas áreas pretendidas, legíveis e sem rasura.

“Pedimos que os candidatos leiam o edital e confiram os documentos exigidos e alertamos para que fiquem atentos para não perder a data de inscrição”, explicou a presidente da Comissão de Processos Seletivos da Seed, Rosalete Saldanha.

Cronograma

Segundo o cronograma do edital, a relação preliminar dos inscritos será divulgada no dia 15 de junho e a relação final, no dia 23 do mesmo mês. O resultado preliminar das avaliações de títulos sairá no dia 24 de junho e o resultado final, juntamente com a convocação dos classificados, será publicado no dia 30 do mesmo mês. Já o período de assinatura de contrato e lotação, ocorrerá no dia 04 de julho.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), está realizando a 4ª convocação de profissionais cuidadores e a 12ª convocação de profissionais de copa e cozinha aprovados em Processo Seletivo para atender a rede estadual de ensino.

Estão sendo convocados 22 cuidadores, sendo 20 para atender escolas da Capital (09 do sexo feminino e 11 do sexo masculino), além de um cuidador do sexo masculino para o Cantá e outro do sexo feminino para o município de Uiramutã.

“Estamos chamando os profissionais aprovados no seletivo a fim de atender as demandas ainda existentes na rede estadual de ensino. Já foram convocados 115 cuidadores e ainda há necessidades. Sabemos da importância desse profissional para o atendimento integral do estudante público alvo da educação especial e queremos sanar todas as pendências”, destacou Nonato Mesquita, secretário de Educação e Desporto.

Além dos cuidadores, o Governo de Roraima também está convocando mais 19 profissionais de copa e cozinha (merendeiros), para atender escolas da capital e do interior. Estão sendo chamados 10 merendeiros que irão atuar em escolas de Boa Vista, um para o Cantá, um para Caracaraí, um para Mucajaí e seis para Rorainópolis.

Os editais de convocação foram encaminhados para publicação no DOE (Diário Oficial do Estado). O documento poderá ser consultado no site da imprensa oficial www.imrpensaoficial.rr.gov.br ou no Facebook oficial da Seed: Seed Roraima.

Convocados devem se apresentar na Educação na próxima terça-feira, 7

Os convocados devem comparecer à sede da Seed na próxima terça-feira, 7, às 8 horas, para assinatura dos contratos e lotação. Os profissionais devem levar em um envelope A4, contendo uma foto 3x4, ficha de cadastro, declaração de bens e declaração de acúmulo de cargo, além de cópia e original de documentos pessoais como CPF, documento de identificação com foto, PIS/PASEP, Título de Eleitor, comprovante de escolaridade, comprovante de residência, certidão de casamento, certidão de nascimento dos dependentes, comprovante de quitação do Serviço Militar (para candidatos do sexo masculino) e dados bancários.

Sexta, 03 Junho 2022 09:05

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 415.055 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.841 foram confirmados, sendo 30.242 por RT-PCR e 125.599 por teste rápido, 259.214 descartados, sendo 69.993 por RT-PCR e 189.221 por teste rápido e 2.152 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.219 em Alto Alegre, 1.358 no Amajari, 119.890 casos foram notificados em Boa Vista, 2.894 em Bonfim, 3.723 no Cantá, 3.260 em Caracaraí, 2.463 em Caroebe, 1.632 em Iracema, 2.926 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.789 em Pacaraima, 3.905 em Rorainópolis, 1.934 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.407 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.845 em Alto Alegre, 2.426 em Amajari, 202.771 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.570 em Bonfim, 4.396 no Cantá, 4.122 em Caracaraí, 3.481 em Caroebe, 1.877 em Iracema, 3.961 em Mucajaí, 1.087 em Normandia, 7.839 em Pacaraima, 6.524 em Rorainópolis, 3.138 em São João da Baliza, 2.081 em São Luís e 1.210 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.152 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.621 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 54 de Pacaraima, 72 de Rorainópolis, 14 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 153.518 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.180 em Alto Alegre, 1.333 em Amajari, 118.164 são de Boa Vista, 2.857 de Bonfim, 3.676 no Cantá, 3.145 em Caracaraí, 2.442 em Caroebe, 1.611 em Iracema, 2.879 em Mucajaí, 962 em Normandia, 2.734 em Pacaraima, 3.833 em Rorainópolis, 1.919 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.384 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

Localizado no bairro Pintolândia, o Pronto Atendimento Cosme e Silva tem sido o destino para os pacientes que procuram atendimento com maior celeridade. A unidade é exclusivamente voltada para o atendimento de casos de urgência e emergência médica.

Tamanha importância não é por acaso, uma vez que parte das demandas que a unidade atende envolve moradoras da zona Oeste de Boa Vista. Nos primeiros cinco meses deste ano foram realizados mais de 70 mil atendimentos, uma média diária de 474 acolhimentos.

“Aqui na nossa unidade, nós recebemos pacientes de todos os níveis, exceto as pessoas abaixo dos treze anos. Aqui, nós realizamos o primeiro atendimento, exames laboratoriais e raio-x, para conseguir um diagnóstico pronto, com uma média de 474 atendimentos ao dia”, destacou a diretora do Pronto Atendimento do Cosme e Silva, Moema Barbosa.

Por meio da adoção do protocolo de Manchester, a equipe de atendimento da unidade consegue a identificação do grau de prioridade que o momento exige e o tempo de duração da especialidade requerida para a avaliação médica.

Além dos atendimentos de urgência e emergência, o PACS também realiza exames de malária e laboratoriais, e ainda triagens clínicas que analisam as funções hepáticas e renais dos pacientes que procuram a unidade. A unidade disponibiliza atendimento psicológico e odontológico.

“Hoje em dia nós somos um pronto atendimento que consegue atender uma grande quantidade de pacientes com o atendimento na sala rápida, que são as prioridades elencadas com base no protocolo de Manchester, podendo ela ser classificadas com a cor verde ou azul; ou amarelo e laranja, que são cores destinadas para aqueles pacientes que precisam fazer exames, além da cor vermelha, para os casos de atendimento imediato”, explicou.

Caso haja a necessidade de internação, a equipe do pronto atendimento pode realizar o encaminhamento do paciente a leitos de retaguarda no Hospital das Clínicas Dr. Wilson Franco Rodrigues ou para o Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento, sendo este último voltado para os casos mais graves.

ENTENDA O FLUXOGRAMA DE ATENDIMENTO DO COSME E SILVA

Ao ser atendido pela recepção, o paciente que busca o Pronto Atendimento Cosme e Silva é direcionado para a sala de triagem, onde receber uma classificação para o seu grau de prioridade.

As cores verde e azul, por exemplo, são atribuídas para os casos de menor gravidade. O atendimento da demanda é realizado nas salas rápidas, locais que abrange os pacientes com dores leves, torcicolo, enxaqueca, estado febril sem a presença de alterações vitais, resfriados e viroses, náuseas e tonturas, hemorragia controlada, asma não diagnosticada como quadro de crise, entre outros.

Já as cores amarela e laranja são dadas para os casos de urgência moderada. Recebem essa classificação o paciente que apresentar desmaio, dor moderada, vômito intenso, crises de pânico, hemorragia moderada, picos de hipertensão, alteração dos sinais vitais e outros quadros clínicos.

Os casos mais graves ou com risco de morte são classificados pela cor vermelha. Isso significa que o paciente necessitará de atendimento imediato, como quadros de queimadura em mais de 25% do corpo, problemas respiratórios, dor no peito relacionada à falta de ar, crises de convulsão, trauma cranioencefálico, tentativa de suicídio, parada cardiorrespiratória, hemorragias incontroláveis e outros.

Avalie este item
(0 votos)

Consolidando a política de fomento do cultivo de cacau, nesta quinta-feira, dia 2, o Governo de Roraima, por meio do Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural), doou 1000 mudas da árvore, para a Adaf, (Associação dos Agricultores Familiares da Vicinal 06, de São Luiz do Anauá), com o intuito de criar uma área experimental dentro da associação.

Ao todo, são 60 mil mudas que serão doadas este mês para os produtores rurais. A doação foi possível por meio da parceria com a Ceplac (Comissão Executiva do Plano de Lavoura Cacaueira), instituição de pesquisa vinculada ao Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. As sementes vieram numa remessa no ano passado e foram germinadas em parceria com a empresa Palmaplan.

O presidente do Iater, Marlon Buss, explica que o Instituto irá realizar todo o acompanhamento em assistência técnica para os produtores.

“Nosso trabalho de gestão é completo. Vamos acompanhar o desenvolvimento dessas mudas, oferecemos toda a parte técnica para os produtores beneficiados e seguiremos até a comercialização”, pontuou Buss.

Segundo o coordenador estratégico do Iater, Guilherme Cavalcante, o total de mudas doadas equivale a quase 40 hectares.

“Os produtores já foram inicialmente cadastrados e irão receber durante este mês, conforme planejamento de entrega. Para cada produtor ou associação, estamos entregando a quantidade equivalente a um hectare. Outro fator importante, é que vamos acompanhar todo o processo de desenvolvimento dessas plantas”, explicou o coordenador.

“Nós estamos no viveiro da Palmaplan, onde estamos recebendo as mudas em parceria do Estado de Roraima, e com os nossos amigos do Iater. Isso é o primeiro passo do projeto, trazendo essa parceria junto com a associação. É um avanço muito grande, é uma importância gigantesca à agricultura familiar. Isso vai fortalecer a nossa área agrícola aqui no Estado de Roraima. Vai abrir as fronteiras, um novo horizonte para os produtores rurais”, comemorou Paulo Cesar Fagundes, presidente da Adaf.

A região Sul do Estado, foi escolhida depois que a Ceplac, analisou todos os municípios de Roraima, e foi constatado que na região sul, existem as condições climáticas favoráveis, para a implantação de cultura do cacau.

Avalie este item
(0 votos)

As escolas da rede estadual de ensino já estão recebendo os produtos da agricultura familiar para complementar a alimentação escolar. Os gêneros são entregues a cada 15 dias para escolas do interior, da Capital e de comunidades indígenas.

O Governo de Roraima, por meio da Seed (Secretaria de Educação e Desporto) adquire os produtos direto dos agricultores, valorizando e fomentando o trabalho do pequeno produtor rural, movimentando a economia local e cumprindo a legislação vigente, que determina que mínimo 30% dos recursos repassados para aquisição da merenda escolar devem ser utilizados com a aquisição de gêneros alimentícios da agricultura familiar.

“O Governo de Roraima desde 2019 vem cumprindo a legislação e investimos bem mais de 30% na aquisição de produtos da agricultura familiar, abastecendo todas as escolas da rede. São produtos que complementam os chamados gêneros secos (arroz, feijão, macarrão), que também estamos entregando regularmente”, destacou o diretor do DAE (Departamento de Apoio ao Educando) da Seed, Naicon Rodrigues.

Quatro cooperativas abastecem as escolas da rede estadual

A Seed realizou o procedimento de Chamada Pública e quatro cooperativas são responsáveis pelo fornecimento dos produtos: Coophorta (Cooperativa dos Hortifrutigrangeiros de Roraima), Coopercinco (Cooperativa Agropecuária dos Cinco Polos).

Coopana (Cooperativa Agropecuária Nova Amazônia) e Aagriprorr (Associação dos Agricultores Familiares e Produtores Rurais do Estado de Roraima). Os recursos investidos na ordem de R$ 16,8 milhões são do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar) com complementação do Tesouro Estadual.

Entre os produtos entregues estão frutas como melão, melancia, abacaxi, banana, laranja, limão; hortaliças como alface, cheiro-verde, couve, e ainda batata, repolho, tomate, cebola, pimentão, cará, milho verde, macaxeira, abóbora, feijão verde, feijão de corda, ovo caipira, mel de abelha e polpa de frutas.

A gestora da Escola Estadual São José, Jeane Soares Batista Lima disse que os produtos são bem aceitos pelos estudantes.

“Os produtos da agricultura familiar enriquecem a merenda dos nossos estudantes e contribui para motivar os hábitos de uma alimentação saudável. A aceitação dos alunos é muito boa, principalmente as frutas in natura”, destacou Jeane.

Avalie este item
(0 votos)

Em alusão ao Dia Mundial do Meio Ambiente, o Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima), em parceria com a Femarh (Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos), fará a entrega de mudas de plantas à sociedade.

A retirada das mudas de plantas ocorrerá a partir das 8h15 desta sexta-feira, dia 3, na entrada principal da sede do Detran-RR (Avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, 4214 – Aeroporto).

Serão entregues 400 mudas de plantas nativas do Estado (açaí e embaúba) e material educativo sobre segurança no trânsito e meio ambiente.

O chefe da Divisão de Prevenção e Educação para o Trânsito, do Detran-RR, Milton de Oliveira, disse que a ação tem o objetivo de incentivar a população a realizar o plantio de árvores, valorizando e ajudando o meio ambiente.

“Muito importante essa ação, até porque existem artigos dentro do CTB [Código Brasileiro de Trânsito] que abordam sobre trânsito e meio ambiente. O uso de veículos automotores está diretamente associado a dois tipos de poluição: sonora e do ar”.

Avalie este item
(0 votos)

Foi realizado na manhã desta quinta-feira, dia 2, no auditório do Corpo de Bombeiros Militar de Roraima, no bairro Pricumã, um treinamento com gestores e secretários de escolas da Capital, a fim de guiar os profissionais na declaração dos dados do Censo Escolar 2022. O secretário adjunto da Educação Básica, Semaias Alexandre, prestigiou a abertura do evento.

“Os gestores e secretários das escolas da Capital são os protagonistas do processo, pois realizam o censo online, preenchendo as informações diretamente na plataforma do Educacenso”, destacou a coordenadora estadual do Censo Escolar, Rosalete Saldanha. Ela explicou ainda que nas escolas do Interior, onde há uma dificuldade no acesso à internet, a equipe do Censo da Seed (Secretaria de Educação e Desporto) é quem media esse cadastramento.

No evento, foi apresentada a estrutura organizacional da equipe do Censo, também foi abordada a importância da coleta de dados para a educação, as etapas do processo censitário e a inserção dos dados no Sistema Educacenso.

“Para os secretários, esse treinamento é muito importante porque somos nós que fazemos esse mapeamento e garantimos a transparência do processo”, afirmou o secretário da Escola Estadual Lobo D’Almada, Arione Costa.

Na Capital, a inserção dos dados na plataforma Educacenso fica sob responsabilidade da equipe gestora das escolas. Já no interior, nas áreas rurais e comunidades indígenas onde há uma maior dificuldade no acesso à internet, a equipe da Seed é que realiza as coletas para inserir as informações no sistema.

Censo Escolar

O Censo Escolar, que iniciou no dia 25 de maio, ocorre de forma simultânea em todos os estados do País. Todo o processo é coordenado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) e é realizado em regime de colaboração entre as secretarias estaduais e municipais de Educação, com a participação de escolas públicas e privadas.

O Censo é uma importante ferramenta para o processo de ensino uma vez que é com base nos dados coletados que são definidas as políticas públicas educacionais e o repasse de recursos do Governo Federal para o fomento das ações na área da educação. A primeira etapa do Censo Escolar 2022 segue até o dia 1° de agosto.

Avalie este item
(0 votos)

Entre os dias 31 de maio e 1º de junho, foram emitidos 101 Carteiras de Identidade de alunos-atletas que vão participar dos JER’S (Jogos Escolares de Roraima).

A ação fez parte do programa do Governo de Roraima “RG na Mão”, que viabiliza de forma rápida a emissão do documento (primeira e segunda vias) para a comunidade.

Ao longo do mês de junho, o RG na Mão vai estar na escola Estadual Cívico-Militar Fagundes Varela (06 a 10.06), Colégio Estadual Militarizado Wanda David Aguiar (13 a 17.06), Escola Estadual Olavo Brasil Filho (20 a 24.06) e Colégio Estadual Militarizado Maria de Lourdes Neves (27.06 a 01.07).

“Para fazer a emissão da primeira via, o interessado que mora perto das escolas onde tem posto de atendimento, tem que apresentar a Certidão de Nascimento para emitir o documento de identificação”, esclareceu o diretor do IIOC (Instituto de Identificação Odílio Cruz), Hênio Stânio Lima Andrade.

Para quem vai emitir a segunda via do RG, além a Certidões de Nascimento ou de casamento, é necessário anteriormente ter efetuado o pagamento do DARE (Documento de Arrecadação Estadual). “Os contribuintes em geral podem emitir o DARE avulso por meio da internet, disponível no endereço eletrônico da Sefaz [www.sefaz.rr.gov.br]”, detalhou Hênio.

O programa "RG na Mão" realizado pelo Governo de Roraima começou no ano de 2021 e já emitiu em torno de 2.500 documentos.

 

Avalie este item
(0 votos)

Com a titulação de lotes institucionais no Distrito Industrial Governador Aquilino Mota Duarte, em Boa Vista, o Governo do Estado vem potencializando ainda mais o empreendedorismo na região. Nos últimos anos, a instalação de novas empresas no polo tem ampliado os negócios, gerando emprego e renda, fortalecendo a economia da população roraimense.

Nesta semana, uma equipe técnica da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação) iniciou a demarcação e efetivou a entrega de cinco lotes para três empresas, dentre as nove vencedoras da licitação realizada pelo Governo de Roraima.

Foram firmados com empresários, 14 contratos de compra de 15 lotes institucionais, possibilitando o investimento de cerca de R$ 7 milhões, por meio do Fundo de Desenvolvimento Industrial de Roraima.

Segundo Nayara Benitez, técnica da Seadi, a modalidade de compra de lotes no Distrito Industrial é inédita. “Todo o investimento aplicado pelo Estado ajudará na infraestrutura e desenvolvimento local. Com isso, o Governo de Roraima ainda planeja inserir novas benfeitorias no pólo, através de processo de leilão do Condomínio Industrial, além da modalidade de Concessão de Direito Real de Uso (CDRU), que seria uma espécie de aluguel da área. Estas ações objetivam o desenvolvimento do setor industrial do Estado, gerando emprego e renda para o povo roraimense”, destacou.

O titular da Seadi, Emerson Baú, destacou que o procedimento licitatório envolveu 62 empresas, representando uma conquista especial e fundamental para os envolvidos.

“Todo o trâmite ocorreu de forma transparente dentro do Sistema Eletrônico de Informações, sobretudo, com base na legislação brasileira garantindo total segurança jurídica aos empresários. Com isso, os nove vencedores firmaram seus títulos definitivos e podem agora gerar emprego, renda e desenvolver ainda mais o nosso Estado”, reforçou o secretário.

Para o governador Antonio Denarium, Roraima é uma região favorável para os investimentos.

“No Distrito Industrial existem muitas áreas apropriadas para encorajar a produção roraimense. Com isso, nosso Estado vem se tornando um polo bom para empreender e viver”, concluiu.

Novas oportunidades de emprego e renda

Visando a potencialização dos negócios, empresários dos mais diferentes setores estão se instalando no local, beneficiando serviços e oportunidades de trabalho.

“A iniciativa do Governo de Roraima em ativar áreas desocupadas no Distrito Industrial tem grande importância para o desenvolvimento dos negócios. Nossa empresa de reciclagem de materiais ferrosos e plásticos vai estimular a sustentabilidade e gerar 16 empregos diretos na região”, destacou o empresário Fernando Palhares.

Para João Holanda, que atua na Construção Civil, Roraima está percorrendo um caminho ascendente na economia.

“O governo tem oportunizado a todos aqueles que produzem e fomentam cadeias de empregos. Com isso, os negócios acontecem beneficiando a população”, reforçou.

Quinta, 02 Junho 2022 09:04

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 414.887 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.817 foram confirmados, sendo 30.242 por RT-PCR e 125.575 por teste rápido, 259.070 descartados, sendo 69.931 por RT-PCR e 189.139 por teste rápido e 2.152 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.219 em Alto Alegre, 1.358 no Amajari, 119.884 casos foram notificados em Boa Vista, 2.894 em Bonfim, 3.723 no Cantá, 3.242 em Caracaraí, 2.463 em Caroebe, 1.632 em Iracema, 2.926 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.789 em Pacaraima, 3.905 em Rorainópolis, 1.934 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.407 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.844 em Alto Alegre, 2.425 em Amajari, 202.642 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.569 em Bonfim, 4.396 no Cantá, 4.121 em Caracaraí, 3.481 em Caroebe, 1.876 em Iracema, 3.961 em Mucajaí, 1.086 em Normandia, 7.836 em Pacaraima, 6.524 em Rorainópolis, 3.138 em São João da Baliza, 2.081 em São Luís e 1.210 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.152 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.621 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 54 de Pacaraima, 72 de Rorainópolis, 14 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 153.506 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.180 em Alto Alegre, 1.333 em Amajari, 118.161 são de Boa Vista, 2.856 de Bonfim, 3.676 no Cantá, 3.136 em Caracaraí, 2.442 em Caroebe, 1.609 em Iracema, 2.879 em Mucajaí, 962 em Normandia, 2.734 em Pacaraima, 3.833 em Rorainópolis, 1.919 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.384 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

Para melhorar o atendimento de mães e bebês do Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth, o Governo de Roraima tem investido tanto na aquisição de equipamentos de ponta, quanto na capacitação dos profissionais que por lá atuam.

 

Nesta quarta-feira, dia 1º, a Sesau (Secretaria de Saúde) promoveu um treinamento para os profissionais que vão passar a operar a nova máquina de ultrassom da unidade. A ação visa certificar que os operadores saberão lidar com a tecnologia que o equipamento proporciona.

 

“Todos os profissionais certificados para realizar esse exame estão sendo contemplados com esse treinamento. É uma preocupação nossa, principalmente dos médicos, pois o equipamento possui funções e aplicações específicas”, ressaltou a diretora da Coordenação de Rádio e Imagem da Maternidade, Janaira Cavalcante.

 

Um dos profissionais treinados foi o ultrassonografista Orlando Robert. Ele classifica o treinamento como relevante, uma vez que todo o conhecimento adquirido resultará em benefícios para os pacientes da unidade.

 

“Esse aparelho vai melhorar a qualidade de atendimento. Ainda mais, sabendo que aqui na maternidade recebemos todos os pacientes de alto risco obstétrico”, declarou.

 

MAIS INVESTIMENTOS

 

Em maio deste ano, o Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth recebeu 88 novos equipamentos para melhorar o atendimento e conforto dos pacientes assistidos na unidade. Os itens vão desde novos mobiliários a incubadoras de transporte, equipamento que auxilia no trânsito de recém-nascidos.

 

“Todos estamos felizes, e foi uma festa quando o aparelho chegou para atender a demanda dos nossos pacientes", pontuou Janaira.

 

Avalie este item
(0 votos)

O CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar de Roraima) em parceria com a Assembleia Legislativa de Roraima, realizou na manhã desta segunda-feira, dia 30, no auditório do Quartel do Comando Geral,Coronel Jean Cláudio de Souza Hermógenes, uma palestra sobre Autismo.

A solenidade foi presidida pelo Subcomandante-Geral do CBMRR, Coronel Gewrly Batista Melo, e contou com a presença da deputada estadual Ângela Águida Portella, entusiasta e defensora desse tema e idealizadora do projeto TEAMARR.

A palestra, com o tema Transtorno do Espectro Autista (TEA), foi proferida pelo Professor Doutor em Educação Ednaldo Coelho, coordenador do projeto TEAMARR.

O TEAMARR foi criado para ser um centro de apoio humanitário às crianças com autismo e seus familiares. O projeto tem como objetivo acolher as famílias e encaminhá-las para atendimentos.

O TEAMARR promove palestras, oficinas e cursos com o objetivo de divulgar informação, conhecimento e dados, para melhorar a compreensão sobre o tema, trazendo maior dignidade aos autistas.

A deputada Ângela Águida Portella falou do objetivo do evento no Corpo de Bombeiros. “A nossa visita hoje é exatamente para organizar um termo de cooperação técnica para que possamos ter o apoio do Corpo de Bombeiros no nosso trabalho lá no Centro de Atendimentos às Famílias Autistas”, declarou.

O subcomandante-geral, coronel Gewrly Batista, destacou a preocupação de trazer a discussão do tema para dentro da Corporação. “Solicitamos a palestra para que nossos militares entendam melhor sobre o tema e nos colocamos à disposição para colaborar com o projeto também, tanto na capacitação dos profissionais, quanto também nas atividades lúdicas do TEAMARR”, disse.

O professor doutor Ednaldo Coelho reforçou a importância da parceria. “Estamos fazendo essa parceria de tal forma que viemos fazer essa palestra para conscientizar primeiro, falar sobre a temática do autismo e que a gente possa fazer uma parceria para outras ações de conscientização na sociedade como um todo e principalmente na questão de primeiros socorros” finalizou.

A sede do TEAMARR fica localizada na Rua Da Jaqueira,623, bairro Cacari. O telefone para contato é o 95-99129-7119.

 

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio Secretaria de Saúde, vem retomando a realização de cirurgias cardíacas de grande porte no Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento. Esse tipo de procedimento não vinha sendo executado pelo Estado desde de 2006.

Ao todo, quatro pacientes, com idades entre 38 e 54 anos, foram contemplados, sendo três mulheres e um homem.

A secretária de Saúde, Cecília Lorenzon, destacou o fato como uma vitória, reforçando o comprometimento da gestão Antonio Denarium em melhorar a qualidade da saúde em Roraima.

“A nossa ideia foi facilitar o tratamento para o paciente e a função de acompanhante para os familiares, proporcionando mais conforto, porque eles não teriam mais que se deslocar para outros Estados [via TFD]. Tudo isso foi possível graças à união de esforços e ao empenho do nosso governador Antonio Denarium, que trabalha incansavelmente para melhorar a cada dia a saúde da nossa população”, afirmou.

A diretora do HGR, Patrícia Renovato, falou sobre a importância de o procedimento voltar a ser feito no local de residência do paciente.

“O paciente vai receber o tratamento dentro no Estado, com apoio da família, ajudando na logística dele e tornando os custos [que ele teria fora do estado] bem menores. Fora isso, o retorno desse procedimento no HGR acaba reduzindo o tempo de espera dos pacientes que aguardam na fila pelo procedimento”, frisou a diretora.

Segundo o coordenador da Cardiologia do HGR, Alexandre Klipel, todas as intervenções realizadas até o momento foram bem sucedidas, sendo que os procedimentos realizados foram para retirada de tumor cardíaco, revascularizações miocárdicas e janela pericárdica.

“As cirurgias foram realizadas com auxílio de uma máquina de circulação extracorpórea, que é um dispositivo que possibilita manter a circulação de oxigenação do paciente, enquanto a equipe cirúrgica realiza a intervenção. O coração fica em um estado de cardioplegia, isto é, ele é deixado estático, sem batimentos, para que os cirurgiões realizem os atos operatórios no interior do deste órgão”, ressaltou.

Mãe do paciente beneficiado com o procedimento, Doracelia da Silva Madera, de 57 anos, disse estar feliz pelo filho ter feito a cirurgia no Estado.

“Eu fiquei muito feliz em saber que a cirurgia seria feita no HGR, porque aqui ele tem os familiares e todo o apoio da família. É uma confiança que eu senti, e a equipe médica me passou uma segurança, o médico me garantiu que seria uma cirurgia tranquila e graças a Deus foi. E o melhor de tudo foi que pode ser feito aqui em Roraima”, declarou.

MAIS EQUIPAMENTOS E PROFISSIONAIS

O Governo também investiu na compra de medicamento indicado para o tratamento do infarto agudo do miocárdio e mantém o estoque abastecido.

Além disso, adquiriu 12 aparelhos de anestesia com monitorização de agentes anestésicos; dois desfibriladores cardioversor, com funções adulto; 10 eletrocardiogramas; 54 monitores multiparâmetro, dois microscópios cirúrgicos, para uso em neurocirurgia no HGR; dois sistemas de cirurgias guiadas por imagens, Neuronavegador, e 30 desfibriladores, totalizando 114 equipamentos.

Contratou mais médicos especialistas. Atualmente, a Secretaria de Saúde conta com 15 cardiologistas e contratou mais sete através do seletivo, sendo que três são específicos de arritmologia, responsável pela realização do diagnóstico, prevenção e tratamento de pacientes com arritmia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

Agora, a Polícia Militar de Roraima está mais próxima do cidadão roraimense. O Governo do Estado lançou nesta quarta-feira, 1º, o novo site oficial da Corporação e o aplicativo Polícia Na Rua.

As ferramentas tecnológicas foram desenvolvidas pela PMRR para dar suporte ao programa de segurança pública Polícia na Rua, lançado pelo Governo de Roraima no ano passado.

Por meio do site (www.pm.rr.gov.br) e do aplicativo Polícia na Rua, o cidadão terá acesso a diversos serviços, inclusive, com disque denúncias, que funcionará com um número exclusivo para atendimento na plataforma de pesquisa, de forma segura e sigilosa.

Também no site, os policiais terão acesso aos editais para o processo seletivo, aos cursos de capacitação e também a toda legislação da Corporação. Além do mais, está disponível informações sobre o processo seletivo do Colégio Militar Derly Vieira Borges, assim como toda relação das escolas militarizadas.

Além disso, possibilita que tenha acesso aos links relacionados diretamente com as forças de segurança do Estado, e até mesmo a possibilidade de formalizar a declaração de acidentes de trânsito por meio da DAT, (Delegacia de Acidente de Trânsito), conforme explica o comandante Geral, coronel Francisco Xavier.

“Por meio da tecnologia nós buscamos uma interação maior com o cidadão que vai poder ter acesso às ferramentas como a declaração de acidente de trânsito de menor gravidade, o link com a Polícia Civil para o preenchimento do boletim de ocorrência virtual, o contato com os quartéis, delegacias do interior do Estado e uma série de outras funcionalidades que o site do aplicativo oferece e disponibiliza ao cidadão”, enfatizou.

Xavier ressaltou ainda que tanto o site quanto o aplicativo de celular, não substituem o 190, no qual permanece operando normalmente na Capital. “Gostaria de lembrar a todos que essas ferramentas não substituem o 190, apesar que em alguns casos no interior do Estado teremos essa possibilidade de o cidadão fazer um contato direto com o número do whatsapp da PMRR e da Polícia Civil”, pontuou.

O aplicativo de celular foi disponibilizado para duas versões, Android e IOS, para o modelo Iphone. Para ter acesso ao aplicativo, o cidadão terá como opção fazer o download diretamente do site da PMRR, pelo QR Code, ou por meio da loja de aplicativos do celular.

PARCERIAS

O novo serviço oferecido pela PMRR permite que em ambos os instrumentos o cidadão tenha condições de acessar o link da DAT para fazer o relatório do acidente, com isso a PMRR vai poder homologar esses acidentes de trânsito de menor gravidade, acidentes que não tenha ocasionado danos pessoais (vítimas), mas apenas danos materiais.

Na própria plataforma será disponibilizado tutoriais para o preenchimento dos relatórios, o que facilita ainda mais o serviço oferecido.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

O resultado preliminar da prova de títulos do concurso público específico e diferenciado para contratação de professores indígenas será divulgado no dia 13 de junho. São 2.707 candidatos concorrendo a uma das mil vagas ofertadas no certame promovido pelo Governo de Roraima.

“O concurso está seguindo tranquilamente e em breve teremos novos professores para reforçar o quadro efetivo de docentes para atuação na educação escolar indígena. Estamos investindo para alcançarmos uma educação de qualidade, com professores qualificados, melhoria da infraestrutura dos prédios escolares e aquisição de novos mobiliários para as escolas”, destacou o secretário adjunto da Educação Básica da Seed (Secretaria de Educação e Desporto) e presidente da Comissão do Concurso Público, Semaias Alexandre Silva.

Até o momento, os candidatos realizaram a prova objetiva escrita, prova de redação e prova de títulos. Os dias 14 e 15 de junho estão reservados para interposição de recurso contra o resultado preliminar da prova de títulos e o resultado definitivo será no dia 20 de junho. Já o resultado final do concurso público será publicado no dia 21 de junho.

O certame está sendo coordenado pelo Idecan (Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional) e todas as fases do concurso podem ser acompanhadas diretamente no site www.idecan.org.br.

“Estamos acompanhando todas as fases do concurso, desde a aplicação das provas que ocorreram no mês de março e até aqui tudo está transcorrendo dentro da normalidade. Temos a expectativa de preencher todas as vagas imediatas ofertadas e de ter em breve os professores atuando nas escolas indígenas”, reforçou o secretário adjunto.

Atualmente a rede estadual de ensino conta com 1.760 professores indígenas, sendo 345 do quadro efetivo e 1.415 do quadro temporário. Segundo o Censo Escolar da Educação Básica, a rede estadual de ensino possui 226 escolas indígenas e 17.279 estudantes matriculados.

Sobre o concurso

O concurso público específico e diferenciado para professores indígenas era uma demanda aguardada há 15 anos pelos docentes e também pelas lideranças indígenas.

O Governo de Roraima ofertou mil vagas imediatas com cadastro reserva para cargos de nível médio e superior com salários variando entre R$ 3.004,80 e R$ 3.782,94, e jornada de trabalho de 30 horas semanais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

Para garantir a segurança e o bem-estar da população, o CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar de Roraima) tem alertado aos roraimenses sobre como agir diante de focos de incêndios em grandes ou pequenas proporções.

O objetivo da Corporação é trabalhar com máxima eficiência e rapidez no controle de chamas, quando acionados, mas é necessária a sensibilização de todos.

Em 2022 foram registrados 38 incêndios em residências e 12 incêndios em edificações públicas e privadas. No ano passado, foram 52 atendimentos em residências e 34 em edificações.

As principais causas são simples, como por exemplo: deixar tapetes e cortinas compridas perto de fios elétricos, falta de cuidado com velas, não dar um fim adequado para as bitucas de cigarro ou até mesmo não ficar atento com o que está no fogão.

O ferro de passar roupa e o microondas são aparelhos que têm grande potencial de causar um incêndio e é importante certificar-se que estão longe do alcance de crianças e desligados após o uso.

LIGAR PARA O 193

Assim que notar o foco do incêndio, a pessoa deve ligar para o número 193 e relatar a ocorrência para o atendente, que enquanto coleta as informações sobre o incêndio, faz o acionamento das equipes do CBMRR e mantém o solicitante na linha até a chegada das equipes.

Em casos de incêndio em residências, veículos e em edificação, seja pública ou privada, é encaminhado o trem de socorro que envolve todas as viaturas do serviço operacional. Um caminhão ou mais, dependendo da gravidade, uma ambulância para atender as vítimas queimadas, viatura de salvamento para o resgate de pessoas e a viatura do oficial do dia, para gerir toda a ocorrência.

O major Macksuel Lopes explicou que é necessário ter muito cuidado com as sobrecargas nas instalações elétricas. “Sempre devem ser utilizados disjuntores, não tentar realizar trabalhos que envolvem a rede elétrica, por mais fáceis que pareçam ser. É preciso chamar um eletricista e fazer uma vistoria a cada 10 anos na parte elétrica da residência”, pontuou.

Aparelhamento do CBMRR garante eficiência no atendimento das demandas

A eficiência no trabalho de combate a incêndios e as demais demandas atendidas pelo CBMRR, dependem de investimentos no aparelhamento. O Governo do Estado investiu mais de R$ 20 milhões nos últimos três anos.

Os recursos foram aplicados na aquisição de itens como caminhonetes 4x4, 18 kits Pick-up para combate a incêndio florestal, 138 conjuntos de aproximação (blusão e calça), 98 abafadores, 30 esguichos de combate a incêndio, 20 lanternas tipo cotovelo e 50 Equipamentos de Respiração Autônoma

Com recursos próprios do Estado, também foram adquiridos materiais para o resgate, equipes de salvamento e setores administrativos. Entre os itens comprados estão 1 mil pacotes de atadura, quatro micro retíficas, seis aspiradores de secreção elétrica, 102 cadeiras tipo secretária e 15 notebooks. O Corpo de Bombeiros também recebeu 58 novos equipamentos para serem utilizados pela corporação durante as ocorrências.

PROMOÇÃO MILITAR

Além do aparelhamento, o governo tem valorizado os bombeiros militares. Somente na atual gestão foram promovidos 474 bombeiros, sendo 121 bombeiros em 2019, 74 em 2020, 145 em 2021 e 134 em 2022.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

O governo de Roraima concedeu, por meio da Aderr (Agência de Defesa Agropecuária), mais dois títulos de registro no Serviço de Inspeção Estadual (SIE). Dessa vez, foi para uma indústria de fécula de mandioca, para a comercialização de goma de tapioca, e para uma granja avícola, para a venda de ovos de codorna.

Os dois registros atendem aos produtos de origem animal e vegetal que passam a produzir respaldados pelo registro do SIE, que hoje é uma exigência das redes de supermercados, para oferecer aos seus clientes alimentos saudáveis, como informou o representante da Jô Alimentos. “Sem o selo do Serviço de Inspeção não tem como a gente chegar no comércio. É um requisito fundamental.”

O objetivo do título do SIE é dar garantia para os produtos, assegurando a sanidade e permitindo um consumo que não cause danos à saúde da população. Para o produtor é a regularização da sua produção, abrindo a oportunidade de atender todos os mercados no Estado, gerando empregos e maior lucro.

Os registros no SIE na Aderr, além de garantir a legalidade das empresas alimentícias de Roraima, traz a possibilidade para o empreendedor colocar seus produtos nas gôndolas dos supermercados, e segurança alimentar para os consumidores, que podem adquirir produtos com o selo que atesta a qualidade do alimento.

O trabalho de inspeção de produtos alimentícios é diário. Eles passam por rigoroso controle de qualidade até chegar à mesa dos roraimenses, por isso, enfatiza o presidente da Aderr, Marcelo Parisis, é importante que o consumidor fique atento para quando for ao mercado, verificar se o produto que irá comprar tenha o selo com o registro do SIE.

Esse cuidado em observar se carnes, aves, queijos, iogurtes, ovos, mel, tapiocas, paçocas, entre outros produtos produzidos em Roraima, têm o selo de registro é de suma importância para garantir que os alimentos consumidos não causem danos à saúde, ressalta Parisi.

“O trabalho do Governo de Roraima, por meio da Aderr, tem sido relevante para a segurança alimentar da população. Os consumidores podem ter essa garantia ao adquirir produtos que tragam o selo do SIE. Ele é a comprovação de que foi inspecionado e, portanto, está pronto para ir à mesa”, disse Parisi.

Além da segurança alimentar, o registro do SIE garante ao produtor, que está trabalhando para produzir dentro dos padrões de qualidade, a oportunidade de comercializar em todo Estado e até exportar, visando a abertura de outros mercados, já que o selo é o passaporte que dá essa condição ao empreendedor.

“A indústria de alimentos em Roraima tem crescido, criando empregos e gerando renda para dezenas de empreendedores que têm se dedicado a produzir no Estado. Cada registro do SIE é a comprovação de que empreender aqui tem garantias e que estamos cada vez mais trabalhando para dar condições, a fim de que os empresários possam crescer e ampliar seus negócios”, destacou o governador Antonio Denarium.

Importância do SIE

O Selo de Inspeção é importante para a indústria e para os consumidores. A regularização dos títulos do registro assegura que a empresa está cumprindo todas as normas estabelecidas pelo serviço de inspeção.

“Todos os produtos são vistoriados desde o início até o final da sua produção,” disse Cristiane Pedrosa, chefe do Núcleo de Inspeção de Produtos de Origem vegetal da Aderr.

A colocação do Selo num produto, que está sendo comercializado, é uma forma de controle. O trabalho de inspeção consegue eliminar riscos de contaminação e, consequentemente, doenças e infecções.

O principal objetivo do selo é assegurar que o produto está apto ao consumo, não apresentando indícios de danos à saúde do consumidor. Quem não tiver o selo pode ser multado, sofrer interdição e suspensão das atividades.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

A UERR (Universidade Estadual de Roraima) realizou nesta terça-feira, 31, a aula inaugural do projeto de extensão “Atividades Físicas e Esportivas Para Pessoas Com Deficiência”, que oferece aulas gratuitas de basquete e handebol em cadeira de rodas para o público de 12 a 45 anos.

Durante a solenidade, o reitor Regys Freitas anunciou que a iniciativa será ampliada em breve com a aquisição de mais 50 equipamentos e parceria com a Setrabes (Secretaria Estadual do Trabalho e Bem-Estar Social).

As cadeiras de rodas possuem angulação diferente que dão mais velocidade e facilitam o deslocamento dos atletas. O projeto de Extensão iniciou as atividades com 12 unidades. “Desse projeto vão nascer atletas que poderão participar de campeonatos nacionais e internacionais. O projeto vai possibilitar que essas pessoas possam treinar e participar desses eventos”, destaca.

Coordenador da iniciativa, o professor Vinícius Denardin, do curso de Educação Física, frisou essa como uma das metas do projeto. “Estamos contribuindo imensamente para que Roraima entre e permaneça no cenário paralímpico nacional. Isso já é uma realidade graças ao trabalho da UERR de incentivo. É um orgulho fazer parte dessa instituição que apoia a pessoa com deficiência”, comemorou.

A aula inaugural contou com a presença de autoridades, entre elas o chanceler da UERR e governador de Roraima, Antonio Denarium, que esteve no evento para prestigiar a participação do filho - João Antonio - que faz parte da turma de alunos assistidos.

A titular da Secretaria de Estado Extraordinária de Promoção, Desenvolvimento e Inclusão Social, Simone Denarium, falou da parceira com a UERR na execução do projeto. “Esse é um importante passo para a inclusão social das pessoas com deficiência. Além de especial ele é necessário. Essa inciativa vai transformar vidas”, pontuou.

Vidas como da Ângela Camanho, de 46 anos. Ela sonha com uma carreira no basquete profissional. “Eu gosto demais de basquete. Eu acredito que as aulas vão melhorar bastante minha saúde de forma geral. E também espero futuramente participar de competições oficiais”, ressalta.

Já na vida de Luiz Otávio Seabra, de 44 anos, o esporte está presente há mais tempo. Ele tem medalhas de ouro, prata e bronze em eventos no Brasil e no exterior, na modalidade Tênis. Agora na turma de basquete do projeto de extensão da UERR, sonha com novas conquistas. “O esporte é uma forma de reabilitação. Além de ajudar nas questões físicas, também eleva a autoestima”, salienta.

AULAS

As aulas de basquete e handebol ocorrem no Ginásio Hélio Campos, às segundas e quartas-feiras, a partir das 14 horas. As inscrições são gratuitas e ficarão permanentemente abertas. Quem quiser saber mais pode entrar em contato pelo telefone (95) 98120-2329.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

As obras para a universalização de água tratada realizadas pela Companhia de Águas e Esgotos de Roraima (Caer) receberão aporte financeiro governamental no valor de R$ 40 milhões.

O montante foi aprovado em sessão ordinária na Assembleia Legislativa do Estado, nesta terça-feira, 31, conforme o projeto de lei 249/2022, com 15 votos favoráveis e nenhuma abstenção.

Pela matéria, o Poder Executivo está autorizado a realizar aporte em favor da Companhia para complementar os investimentos do Programa Água Para Todos, que hoje compreende obras executadas e em diversos estágios de desenvolvimento.

Dentre elas, a construção do Sistema de água potável nos bairros Pedra Pintada, João de Barro, Jardim das Copaíbas (Distrito Industrial), no município de Boa Vista; a implantação de cinco mil caixas d'água no município de Boa Vista; a construção de torre pré-moldada de concreto e caixa d'água de mil litros no município de Boa Vista; a implantação de redes autoria, distribuição e ligações, perfuração de poço tubular, no bairro Senador Hélio Campos, município de Boa Vista.

E ainda, a implantação do Sistema de Abastecimento de Água Tratada na Cooperativa UNICARVÃO, no Distrito Industrial, no município de Boa Vista; a implantação dos Sistemas de Água em 21 comunidades no interior do Estado; Construção de novas sedes da Caer nos municípios de São Luiz, Rorainópolis, Mucajaí, Cantá, Uiramutã e Amajari (Tepequém); além da construção de escritório padrão Caer e depósito na sede do município de Mucajaí; e a recuperação do Centro de Reservação e Distribuição, em Rorainópolis.

Permite também a realização de melhorias do Sistema de Abastecimento de Água tratada em diversas outras localidades do Estado de Roraima.

Segundo o presidente da Caer, James Serrador, o programa Água Para Todos foi lançado em novembro de 2021 com a previsão de investimento de R$ 60 milhões em saneamento básico. “O primeiro aporte financeiro foi enviado pelo Governo do Estado no ano passado o que permitiu executar inúmeras obras, como o bairro Nova Vida, Jardim das Copaíbas, João de Barro, como também no interior”, enfatizou.

AÇÕES EXECUTADAS

Em três anos, foram contratados 90 poços artesianos para perfuração em todo o Estado, sendo que 26 foram ativados em Boa Vista, aumentando em 50,75% a captação de água feita por poços artesianos e chegando a mais de 99% em cobertura na Capital. Outros 20 poços foram perfurados e mais seis reativados.

Em 2019, três poços foram ativados no São Bento e Cidade Satélite, bem como as obras do CRD (Centro de Reservação e Distribuição) do Cidade Satélite foram concluídas beneficiando mais de 14 mil pessoas.

Em 2020, mais seis poços foram perfurados nos bairros Operário, Jardim Tropical, 13 de Setembro, Cinturão Verde, Ayrton Rocha (Conjunto Pérola) e Cidade Satélite.

No ano passado, sete poços entraram em funcionamento, sendo três no Cidade Satélite, dois no bairro Ayrton Rocha (Conjunto Pérola), um no São Bento e outro no Centenário. Além de a Companhia ter recuperado os CRD’s Caranã e Pintolândia, que há anos não passavam por melhorias.

Para aumentar a pressão da rede, e solucionar problemas em bairros mais centralizado, em 2022, mais quatro poços foram perfurados, sendo dois no Santa Tereza, um no Caimbé e um no Buritis.

A Caer dispõe de 1.135.979 metros de extensão de rede implantados em Boa Vista, sendo mais 11.900 metros de rede de água nos bairros São Bento, Pedra Pintada e Comunidade Nova vida, com a regularização mais de 1.000 mil ligações de água.

Mais sete obras serão entregues no primeiro semestre de 2022

O sistema de abastecimento de água do Jardim das Copaíbas está construção e inclui 3.700 metros de extensão de rede, regularização de 120 ligações e um poço tubular profundo.

A implantação dos sistemas de água da Cooperativa dos Carvoeiros, João de Barro, Pedra Pintada e Senador Hélio Campos, vai garantir a regularização de 10 mil ligações domiciliares.

As obras de recuperação do CRD São Vicente estão 75% concluídas. O investimento vai beneficiar os moradores dos bairros São Vicente, Pricumã, Calungá, 13 de Setembro, Liberdade e Mecejana.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Terça, 31 Mai 2022 18:40

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

 

 

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 414.836 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.795 foram confirmados, sendo 30.242 por RT-PCR e 125.553 por teste rápido, 259.041 descartados, sendo 69.931 por RT-PCR e 189.110 por teste rápido e 2.152 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.219 em Alto Alegre, 1.358 no Amajari, 119.871 casos foram notificados em Boa Vista, 2.894 em Bonfim, 3.723 no Cantá, 3.235 em Caracaraí, 2.463 em Caroebe, 1.632 em Iracema, 2.926 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.788 em Pacaraima, 3.905 em Rorainópolis, 1.934 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.407 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.844 em Alto Alegre, 2.425 em Amajari, 202.613 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.569 em Bonfim, 4.396 no Cantá, 4.121 em Caracaraí, 3.481 em Caroebe, 1.876 em Iracema, 3.961 em Mucajaí, 1.086 em Normandia, 7.836 em Pacaraima, 6.524 em Rorainópolis, 3.138 em São João da Baliza, 2.081 em São Luís e 1.210 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.152 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.621 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 54 de Pacaraima, 72 de Rorainópolis, 14 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 153.493 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.180 em Alto Alegre, 1.333 em Amajari, 118.156 são de Boa Vista, 2.856 de Bonfim, 3.676 no Cantá, 3.133 em Caracaraí, 2.442 em Caroebe, 1.609 em Iracema, 2.879 em Mucajaí, 962 em Normandia, 2.734 em Pacaraima, 3.833 em Rorainópolis, 1.918 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.383 em Uiramutã.

 

 

 

 

 

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

A realidade vivida pelos centros de Hemoterapia e Hematologia foi o tema central das discussões do 1º Encontro Técnico-Científico dos Hemocentros do Brasil. A ação foi realizada nos dias 26 e 27 deste mês, na cidade de Fortaleza, capital do Ceará.

O primeiro dia de encontro foi direcionado para os gestores das unidades de captação espalhados pelo país, onde foram compartilhadas as experiências vivenciadas por cada um dos participantes.

“Essa reunião foi de grande valia para nós, com uma troca de experiências, tendo sido explanada as dificuldades encontradas em cada hemocentro, e verificado a possibilidade de sanar essas problemáticas”, destacou a diretora Geral do Hemoraima, Liliana Alves.

Já o segundo dia foi dedicado à realização de palestras, grande parte delas transmitidas de forma on-line. Nelas, foram discutidas temáticas envolvendo estratégia de captação e fidelização de doadores; coletas externas; questões éticas relacionadas a doação de sangue, entre outros.

“Nesse segundo dia, foi dada a oportunidade para os servidores do hemocentro participarem, de forma online, dessas palestras. Então, nesse momento eles tiveram a oportunidade de tirar as suas dúvidas sobre o tema abordado e isso foi bastante importante para nós”, detalhou Liliana.

Avalie este item
(0 votos)

A partir desta quarta-feira, 1º de junho, o Detran - RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima) passa a emitir a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) em novo formato, para novas emissões ou renovações do documento.

A nova CNH traz mudanças, que vão de alterações na identidade visual à inclusão do nome social e dos pais afetivos.

O documento apresenta informações impressas em francês e inglês, além do português, o que facilitará o uso em outros países. A nova CNH tem as cores verde e amarela e novos elementos gráficos para dificultar a falsificação e fraudes.

Tem também uma tabela para identificar os tipos de veículos que o condutor está apto a conduzir, bem como informações sobre o exercício de atividade remunerada do motorista e possíveis restrições médicas.

Essas e outras modificações constam da Resolução nº 866, publicada em dezembro de 2021 pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito) que regulamenta especificações, produção e expedição da CNH.

“A substituição da CNH não é obrigatória. E dia 1º de junho já inicia as impressões no novo formato. Ela será implementada de forma gradual para as novas habilitações e também quando os condutores vierem renovar ou emitir a segunda via do documento”, disse o presidente do Detran-RR, coronel Álvaro Duarte.

 

 

 

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde, deu início nesta terça-feira, 31, à apresentação dos itens que farão parte do Projeto de Fortalecimento das Áreas de Regulação e Apoio à Contratualização do SUS no Estado.

A programação foi iniciada pela parte da manhã, com a realização de uma oficina para diretores e técnicos das coordenações da pasta no auditório da Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde.

“[Até o momento] 24 estados estão inseridos nesse formato [de projeto], [ele] está funcionando [em cada um desses Estados], e eu acredito que o estado de Roraima também consiga fazê-lo. Nós somos capazes, conhecemos o nosso serviço, temos ciência das nossas deficiências e sabemos onde queremos chegar, que é uma saúde de excelência”, destacou a secretária de Saúde, Cecília Lorenzon.

Idealizado por meio da parceria entre Ministério da Saúde e Conselho Nacional das Secretarias de Saúde, o projeto será executado em duas unidades de Roraima, sendo elas o Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento e o Hospital das Clínicas Dr. Wilson Franco Rodrigues.

“Além de disponibilizar novas ferramentas para a contratualização com mais eficiência em busca de atender a real necessidade dos usuários do SUS. O projeto vai nos ajudar a montar os fluxos de trabalho, definindo quais as ações iremos tomar para implementar a regulação no estado em benefício da população”, explicou a diretora de Regulação da Sesau, Ana Claudia Almeida.

Para a atividade de hoje, foram convidadas duas técnicas do Hospital Sírio-Libanês. Ambas auxiliarão na elaboração dos trabalhos que serão formados pelas equipes das unidades que receberão o projeto.

“A regulação é a coluna mestre da Secretaria de Saúde. Se você consegue ter uma regulação atendendo a necessidade da população, então conseguirá melhorar o acesso deles aos serviços de saúde, e com isso a qualidade de saúde pública vai melhorar bastante”, salientou a especialista em projetos do Sírio-Libanês, Tersa Franco.

Para o diretor geral interino do HGR, Raphael Brunelli, o projeto vai agregar uma rotina transformadora, uma vez que propiciará a criação de metas e organização do fluxograma das atividades desenvolvidas pelas equipes que atuam na unidade.

“O nosso hospital tem crescido cada vez mais de tamanho, e quanto mais fluxos e experiências a gente receber melhor vai ser para atender os nossos pacientes de forma adequada e eficaz”, pontuou.

SOBRE O PROJETO

O Projeto de Fortalecimento das Áreas de Regulação e Apoio à Contratualização do SUS visa prestar apoio técnico e metodológico para contribuir com o fortalecimento da área de regulação das unidades hospitalares, além de aprimorar o processo de contratualização nas secretarias de saúde dos estados que aderirem à iniciativa.

Contempla a contratualização de serviços de saúde, seguindo as normas e políticas específicas do Ministério da Saúde, estando dividido em preparação, operacionalização e institucionalização. A intenção é concluir todos os processos de implantação até dezembro de 2023.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

O projeto Renascer, executado pelo Governo de Roraima por meio da Secretaria de Justiça e Cidadania, atende atualmente 50 reeducandos do sistema prisional e registrou em maio deste ano um aumento de 135.86% na demanda dos serviços em comparação a maio do ano passado.

As iniciativas do Governo têm possibilitado que o projeto se torne vitrine para na prestação de serviços à sociedade, por meio da contração pela iniciativa privada. O que aponta como resultados positivos no trabalho de ressocialização.

O foco é o desempenho das atividades nas áreas de mecânica elétrica, lanternagem, posto de lavagem, serralheria, borracharia, marcenaria e barbearia, e dessa forma os reeducandos da Cadeia masculina realizam as atividades aprendendo um ofício, o que reduz a pena em um dia para cada três dias trabalhados.

De acordo com o secretário de Justiça e Cidadania, André Fernandes, o Projeto nunca havia realizado essa quantidade de serviços e a ampliação do recurso adquirido comprova o interesse maior da sociedade pelo trabalho deles e a confiança no processo de mudança dos reeducandos que fazem parte das oficinas.

“A ressocialização é uma medida importante no trabalho de atenção ao público que integra o sistema prisional. O objetivo é possibilitar oportunidades para que os reeducandos possam despertar e se sensibilizar sobre a importância de voltar ao convívio social utilizando a força do trabalho como estratégia principal para esse retorno”, esclareceu o secretário.

EM REAIS

Fernandes ressalta que o aumento da demanda de serviços possibilitou um salto de mais de R$ 25 mil para mais de R$ 60 mil, na comparação do mês de maio deste ano e maio do ano passado.

O valor é investido na manutenção do Projeto e uma parte entregue aos reeducandos para ajuda no sustento da família e até economia, se desejarem abrir o próprio negócio quando sair do presídio.

“Todos os dias os reeducandos saem para trabalhar e retornam ao final das atividades, para dormir no presídio, ou seja, essa é mais uma estratégia colocada em prática pela Sejuc para realizar de forma ampla e adequada o trabalho de ressocialização destes homens, que por algum motivo estão no sistema prisional, mas que poderão retornar aos seus lares e reintegrados à sociedade de forma plena”, disse Fernandes.

Ele agradeceu o apoio do Governo do Estado nas ações executadas pela Secretaria e pela confiança no trabalho que está sendo executado, que tem garantido a evolução do Projeto a cada dia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

Com o objetivo de levar mais cidadania para os estudantes da rede pública estadual de ensino, o Governo de Roraima retoma a emissão de documentos de identidade nas escolas, em uma ação institucional envolvendo a Seed (Secretaria de Educação e Desporto), Sesp (Secretaria de Segurança Pública) e PCRR (Polícia Civil de Roraima), por meio do programa “RG na Mão”.

O primeiro atendimento começa nesta terça-feira, 31, e segue até amanhã, 1°, no Estádio Canarinho. Nestes dois dias, a emissão de documentos será destinada aos alunos-atletas que vão participar dos JER’S 2022 (Jogos Escolares de Roraima) e que necessitam do documento para fazer a inscrição. A emissão do RG será durante todo o dia das 8h às 12h e das 14h às 17h30.

“Entendemos que este é um serviço essencial para a sociedade e o Governo do Estado está facilitando esse processo, levando até a escola, para os estudantes. E a comunidade onde a escola está inserida também será atendida. Ou seja, o pai, a mãe, um familiar do estudante ou alguém do bairro que comparecer à escola também será atendido”, explicou o chefe da Divisão de Saúde do Educando da Seed, Izerbledison Franco.

A partir da semana que vem, o atendimento acontecerá nas escolas das 8h às 12h e das 14h às 17h. A confecção do RG acontecerá ao longo da semana e a entrega dos documentos será sempre nas sextas-feiras.

No período de 6 a 10 de junho será na Escola Estadual Cívico Militar Fagundes Varela, no bairro Nova Cidade. Na semana que vai de 13 a 17 de junho, será no Colégio Estadual Militarizado Wanda David Aguiar, no bairro Raiar do Sol.

Já no período de 20 a 24 de junho, a confecção dos documentos ocorrerá na Escola Olavo Brasil Filho, no bairro Jóquei Clube. Os atendimentos encerram no período de 27 de junho a 1° de julho, no Colégio Estadual Militarizado Maria de Lourdes Neves, no bairro Pintolândia.

O que é necessário para emitir o RG?

A primeira via do RG está sendo emitida de forma gratuita, basta apresentar a certidão de nascimento (original e cópia), CPF e comprovante de residência. No caso de pessoas casadas, divorciadas ou viúvas, também é necessário levar a certidão de casamento (original e cópia) e constar a averbação.

No caso de emissão da segunda via do documento, além dos documentos já citados, é necessário pagar uma taxa na Sefaz (Secretaria de Estado da Fazenda) no valor de R$ 54,93. Para emissão de RG para pessoas estrangeiras, precisa levar o Certificado de Naturalização, emitido no Diário Oficial de Justiça Federal.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

A semana na educação começou movimentada com a entrega de tablets para estudantes da rede estadual de ensino. O Governo de Roraima segue com a distribuição dos 21 mil dispositivos móveis adquiridos para auxiliar na recomposição das aprendizagens no período pós-pandemia.

Somente nesta segunda-feira, 30, foram entregues 1.642 tablets, sendo 902 na Escola Vanda da Silva Pinto, no bairro Raiar do Sol, 450 na Escola Estadual Tancredo Neves, localizada no bairro de mesmo nome e 290 dispositivos na Escola Mário David Andreazza, no Caimbé.

Segundo o secretário de Educação e Desporto, todos os alunos do Ensino Médio da rede estadual de ensino serão contemplados. “Mas, neste momento, o Governo vai priorizar estudantes e professores de escolas que continuam com a oferta do ensino remoto em função de reforma ou revitalização na estrutura física. Essa é uma determinação do governador Antonio Denarium a fim de garantir a continuidade do ensino, de forma remota”, acrescentou.

Para o estudante Josué Jaran, que cursa a 1ª série do Ensino Médio na Escola Estadual Tancredo Neves, o tablet vai ajudar muito nos seus estudos. “É sempre bom ter uma tecnologia dessa em casa. Vai ser uma ajuda muito boa para estudar”, disse.

A primeira-dama do Estado, Simone Denarium, destacou que a entrega desses equipamentos é um compromisso de gestão em busca de ajudar estudantes e professores no desenvolvimento das atividades pedagógicas e na recomposição das aprendizagens. “Estou muito feliz em participar dessas entregas em nossas escolas. Os tablets são um complemento que vão enriquecer a qualidade do ensino”, complementou.

O pai do estudante, o Yosvane Rivero, que compareceu à escola para receber o equipamento, disse que está sempre acompanhando as atividades escolares do filho e agradeceu o recebimento do equipamento.

“Quero agradecer a todos. Antes de ter o tablet, eu vinha na escola pegar os livros para meu filho estudar e agradeço a todos os professores, que sempre me atenderam muito bem. Agora será mais fácil com essa ferramenta de estudo, pois as aulas estão online. O mais importante para os jovens são os estudos. Estou muito agradecido”, disse Rivero.

Investimento em tecnologia educacional

Para potencializar as ações pedagógicas, o Governo do Estado adquiriu 21 mil tablets educacionais para estudantes e professores do Ensino Médio, totalizando investimento na ordem de R$ 25,4 milhões, recursos do Tesouro Estadual.

Os dispositivos móveis estão sendo distribuídos para escolas do interior, da capital e comunidades indígenas. Já foram entregues mais de 6 mil tablets.

Além do equipamento, o Governo de Roraima por meio da Seed (Secretaria de Educação e Desporto) está adquirindo internet que será disponibilizada em breve aos estudantes da rede para utilização nos tablets educacionais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

Agricultores familiares, representantes das Cooperativas, profissionais da área de projetos e técnicos da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação) e Sefaz (Secretaria da Fazenda) discutiram esta semana os entraves na estrutura produtiva durante o período de pandemia. No encontro também foi debatido o regramento de acesso à Lei 215/98.

“O Governo do Estado estruturou um novo decreto desobrigando a vistoria nos exercícios de 2020/21 e primeiros seis meses de 2022, possibilitando o resgate do volume de 2019 para 2020/21. Ou seja, ficam restabelecidos os quantitativos conforme o orçamento de aplicação e relação de insumos utilizados na propriedade rural referentes ao Projeto Anual de Exploração Agropecuária (PAEA) 2020/2021. Os termos desta portaria ainda poderão ser prorrogados sob as medidas complementares de prevenção e enfrentamento à pandemia causada pela covid-19”, destacou o titular da Seed, Emerson Baú.

A lei 215/98 dispõe sobre o incentivo fiscal para empreendimentos agropecuários com isenção de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

“A nova forma de trabalhar a Lei 215/98 também foi modernizada com o peticionamento eletrônico de informação, proporcionando desburocratização e celeridade nas documentações”, reforçou o secretário, que ainda orientou sobre o Projeto Técnico Econômico, que passa a vigorar no próximo dia 1° de julho, alterando o Paea, que exigia uma renovação constante pelo produtor rural. O Projeto estende a validade da proposta de isenção de tributos para cinco anos, possibilitando ao produtor associado ou cooperativado elevar o nível de sua produtividade, ofertar emprego, capacitar recursos humanos e tecnológicos, reinvestir os lucros, entre outros fatores”, destacou Baú.

O secretário também explicou como funciona a tramitação processual do Projeto Técnico Econômico. “Um profissional da Cooperativa ou Associação encaminha o pedido de isenção de imposto via Sei (Sistema Eletrônico de Informações) junto a Seadi, que verifica a legalidade da documentação para o monitoramento técnico do Iater, que formaliza um relatório junto a Sefaz, que avalia a regularidade da propriedade para fins tributários”, concluiu.

Para a presidente da Comissão de Análise do Projeto Técnico Econômico, Herbene Cerri, a reunião revestiu a importância do processo de fruição dos benefícios da Lei 215/98 junto aos produtores roraimenses. “O corpo técnico da Seadi pôde sanar as dúvidas quanto ao novo formato da Lei 215/98, discutir com a categoria os entraves ao longo do processo de concessão, anotar todas as sugestões e reforçar que o Governo de Roraima sempre estará disposto a encontrar as melhores soluções para fomentar o desenvolvimento econômico da população do Estado", disse.

O agricultor Jackson Faccio avaliou o estreitamento do Estado com a categoria buscando soluções contra os entraves do desenvolvimento. “Na reunião, ouvimos todos os lados envolvidos no projeto, tanto a parte da revenda, os beneficiados e os projetistas que articulam as necessidades do agricultor na lavoura. Mas o que a maioria dos produtores busca na lei 215/98 é sanar as despesas com combustíveis, pois o preço elevado reflete na redução dos lucros”, disse.

O projetista John D’avila acredita que a reformulação do processo de acesso ao benefício da 215 fortalece o posicionamento de Roraima no mercado local e externo. “As demandas e entraves que os produtores enfrentam são enormes, mas estamos alinhados com o atual governo e as demais secretarias a fim de desprender as lacunas do desenvolvimento, buscando melhorias para os processos produtivos com segurança jurídica, além da ampliação de incentivos fiscais, pois o povo quer muito produzir. Dessa forma, o Governo do Estado vem transformando Roraima em um polo produtivo. Com isso, a atuação da Seadi, Iater e Sefaz tem ampliado este processo de evolução”, avaliou.

Além do corpo técnico da Seadi e da Sefaz, também participaram do encontro servidores do Iteraima (Instituto de Terras e Colonização de Roraima), Sei (Secretaria Estadual do Índio) e Aderr (Agencia e Defesa Animal e Vegetal de Roraima).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

Com intuito de melhorar os serviços prestados no HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento), a Secretaria de Saúde iniciou nesta segunda-feira, dia 30, uma capacitação que ajudará na implementação do Projeto LEAN dentro da emergência da unidade.

Produzido graças a parceria entre Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Secretários de Saúde e Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde, a iniciativa é voltada para os gestores e diretores de hospitais. A ideia é diminuir a superlotação do pronto socorro, melhorando a humanização do atendimento aos pacientes.

“[O projeto] vai dar um norte muito grande pra gente, pois traz experiência profissional de outros setores que tem os mesmos problemas que o nosso, além de trazem conhecimento e prática. São inúmeros fatores que auxiliam para que a gente tenha uma perspectiva melhor do futuro”, afirmou o diretor geral interino do HGR, Raphael Brunelli.

Médico consultor da Beneficência Portuguesa de São Paulo, Vinícius Menezes é um dos mediadores do Projeto LEAN das emergências no Hospital Base de Roraima. Ele conta que a capacitação terá duração de seis meses, divididas em visitas quinzenais.

Além da apresentação do projeto, os profissionais participantes serão inseridos em uma dinâmica para começar a aplicar as metodologias de organização, disciplina, padronização e processos do LEAN.

“Nessa primeira visita, fizemos uma apresentação do projeto para a equipe que vai encabeçar o projeto dentro do hospital, e para o máximo de pessoas que possam participar também. O intuito é demonstrar a importância [do LEAN] e explicar o que é o projeto, qual o seu objetivo e começar a formação [dos profissionais]” completou Menezes.

Especialista em processo da BP, a médica Bruna Andrade ressaltou que o projeto LEAN é integrado não somente com o pronto socorro, mas também com as enfermarias e UTI do hospital. Essa integração faz com que haja a diminuição do tempo de permanência de pacientes nas salas de espera, dando maior celeridade aos atendimentos.

“O objetivo do processo é que esses pacientes entrem aqui no hospital e tenham um destino mais rápido. Se ele precisa de um leito de UTI, que ele suba o mais rápido possível. Ou seja, diminuir esse tempo sempre pensando na qualidade e na segurança desse paciente”, completou.

Coordenador de Recepção do HGR, Reilã Rodrigues afirma que a capacitação surge em momento oportuno, uma vez que o HGR encontra-se atualmente em fase de mudanças de fluxo e em sua infraestrutura.

“Estamos caminhando para o pronto atendimento novo e a importância de entrar com esse projeto, que tem a intenção de reduzir o número de espera no pronto atendimento”, pontuou.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Terça, 31 Mai 2022 10:20

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

 

 

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 414.718 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.766 foram confirmados, sendo 30.241 por RT-PCR e 125.525 por teste rápido, 258.952 descartados, sendo 69.885 por RT-PCR e 189.067 por teste rápido e 2.152 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.219 em Alto Alegre, 1.358 no Amajari, 119.857 casos foram notificados em Boa Vista, 2.894 em Bonfim, 3.723 no Cantá, 3.220 em Caracaraí, 2.463 em Caroebe, 1.632 em Iracema, 2.926 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.788 em Pacaraima, 3.905 em Rorainópolis, 1.934 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.407 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.843 em Alto Alegre, 2.424 em Amajari, 202.533 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.569 em Bonfim, 4.395 no Cantá, 4.121 em Caracaraí, 3.481 em Caroebe, 1.876 em Iracema, 3.961 em Mucajaí, 1.085 em Normandia, 7.834 em Pacaraima, 6.523 em Rorainópolis, 3.138 em São João da Baliza, 2.081 em São Luís e 1.210 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.152 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.621 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 54 de Pacaraima, 72 de Rorainópolis, 14 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 153.485 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.180 em Alto Alegre, 1.333 em Amajari, 118.151 são de Boa Vista, 2.856 de Bonfim, 3.676 no Cantá, 3.130 em Caracaraí, 2.442 em Caroebe, 1.609 em Iracema, 2.879 em Mucajaí, 962 em Normandia, 2.734 em Pacaraima, 3.833 em Rorainópolis, 1.918 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.383 em Uiramutã.

 

 

 

 

 

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

Em pleno mês de maio, quando é realizada a campanha Maio Amarelo, com foco ao respeito e responsabilidade que cada indivíduo deve ter no trânsito, o STF (Supremo Tribunal Federal) manteve a punição ao motorista que se recusar a fazer o teste do bafômetro. Essa decisão é do dia 19 deste mês. A multa para quem rejeitar o exame é de R$ 2,9 mil, além de ter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) retida e esse mesmo documento fica retido por um ano.

O presidente do STF, ministro Luiz Fux, defendeu tolerância zero para os motoristas que dirigirem alcoolizados e votou pela constitucionalidade das regras vigentes no CTB (Código Brasileiro de Trânsito). Os ministros do STF mantiveram, por unanimidade de votos, trechos da Lei Seca.

O presidente do Detran-RR, coronel Álvaro Duarte, comentou a decisão do STF, destacando que é válida manter essa punição aos motoristas, porque direção e álcool não combinam.

“Não é só sobre a multa em si, mas um motorista dirigindo embriagado pode provocar um acidente com vítima fatal, por exemplo. Só para termos uma ideia, aqui em Roraima, somente nos quatro primeiros meses deste ano, 173 motoristas já foram autuados por dirigirem sob o efeito de bebida alcoólica. Um aumento de 37,3%, comparando com o mesmo período do ano passado, quando registrou 126 autuações”, ressaltou.

BAFÔMETRO

A recusa ao bafômetro era objeto do Recurso Extraordinário 1224374, com repercussão geral, interposto pelo Detran do Rio Grande do Sul (Detran-RS) contra decisão do Tribunal de Justiça local (TJ-RS), que anulou o auto de infração lavrado contra um motorista que se recusara a fazer o teste. Segundo o TJ-RS, as normas do CTB que instituíram essa infração autônoma (artigos 165-A e 277, parágrafo 3º), são arbitrárias, pois a mera recusa não comprova a embriaguez.

Por unanimidade, prevaleceu o entendimento do ministro Fux no sentido de que, como a recusa à realização de testes não constitui crime e implica apenas sanção administrativa, não há violação ao princípio da não auto-incriminação, regra utilizada em procedimentos penais.

Segundo o colegiado, a tolerância zero é uma opção razoável, proporcional e legítima do legislador para enfrentar o perigo da direção sob os efeitos do álcool, e a sanção à recusa aos testes é um meio eficaz de garantir o cumprimento da proibição. Com isso, foi cassada a decisão do TJ-RS e restabelecido o auto de infração.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

Acabar com a demanda reprimida de pacientes que aguardam para realização de procedimentos cirúrgicos é uma prioridade para o Governo de Roraima. Por isso, a Sesau (Secretaria de Saúde) zerou a fila de espera para cirurgias de catarata, doença que afeta a visão.

Os procedimentos foram realizados nas quatro clínicas conveniadas, durante toda a semana, nos quatro primeiros meses do ano. Ao todo, foram feitas 737 cirurgias realizadas em quatro meses, zerando a demanda reprimida.

“Foi de suma importância essa união de forças, para acabar com a demanda reprimida de muitos pacientes que aguardavam pela cirurgia. Com isso, aumentamos a assistência na saúde e melhoramos a qualidade de vida e tratamento do paciente. Tudo isso foi possível graças ao empenho do nosso governador Antonio Denarium, que trabalha incansavelmente para melhorar a cada dia a saúde da nossa população”, destacou a secretária de Saúde, Cecília Lorenzon.

De acordo com o coordenador Geral de Regulação, Avaliação e Controle, Eliakin Terminelle, as demandas são atendidas conforme a chegada de pacientes. Caso o especialista encontre a necessidade de realização de procedimento, a solicitação para a cirurgia é encaminhada para a Central de Marcação de Exames e Consultas, mediante o preenchimento de formulário de Autorização de Procedimento de Alta Complexidade.

“Os exames oftalmológicos são realizados na Clínica Médica Especializada Coronel Mota, e quando a indicação é de cirurgia, o paciente é encaminhado para central de marcação de exames, e deve ir munido da solicitação de cirurgia, juntamente com o cartão do SUS, Identidade, CPF e comprovante de residência. E na central de marcação de exames serão encaminhados para uma das clínicas conveniadas”, ressaltou Eliakin Terminelle.

Os atendimentos com os profissionais de oftalmologia são agendados através das Unidades Básicas de Saúde, que após avaliação médica, envia a solicitação para o Coronel Mota, para atendimento com o oftalmologista. Os atendimentos são realizados de segunda a sexta-feira, nos horários da manhã e tarde.

Para o agricultor João Alves Martins, de 67 anos, morador do bairro Santa Tereza, o atendimento foi excelente e ele ainda saiu do procedimento enxergando.

“Minha cirurgia foi boa, foi ótima, cheguei na clínica cego, usando uma bengala e com ajuda do meu sobrinho. Sentei na cadeira para cirurgia, e após 30 minutos, já sai enxergando o médico e a médica que estavam ao meu lado. E já pude ir pra casa enxergando tudo. Em menos de um mês, foi operado do outro olho. Eu não conseguia ver a mais de três anos. Realizei um sonho de voltar a ver, pra mim é uma vitória, com a glória de Deus”, completou.

CATARATA

A maioria dos casos de catarata desenvolve-se lentamente ao longo de anos. O principal sintoma é a visão embaçada, como se a pessoa estivesse olhando por um vidro opaco. Quando a catarata interfere nas atividades normais do indivíduo, o cristalino embaçado pode ser substituído por lentes artificiais transparentes. Este geralmente é um procedimento ambulatorial seguro.

ATENDIMENTOS

De acordo com dados de atendimento ambulatorial da Clínica Médica Especializada Coronel Mota, foram realizadas no ano de 2021, 13.546, consultas.

Já em 2022, nos quatro primeiros meses, foram realizados 4.345, atendimentos oftalmológicos, sendo 829 em janeiro, 936 em fevereiro, 1.409 em março e 1.171 em abril.

Vale destacar ainda que graças aos investimentos realizados pelo Governo, não há mais demanda reprimida da especialidade na Central de Marcação de Exames e Consultas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

As ações de resposta do Governo do Estado acerca do inverno rigoroso em Roraima chegam esta semana nas vilas do Baixo Rio Branco, em Caracaraí e Rorainópolis. Serão entregues 1.400 cestas básicas emergenciais do programa Cesta da Família, com gêneros para dois meses de consumo para as famílias ribeirinhas que tiveram as casas e roças tomadas pelas águas das chuvas.

A ação, que vai durar 25 dias, vai percorrer todas as comunidades ribeirinhas do Baixo Rio Branco a partir do dia 5 de junho, com a entrega das cestas com gêneros alimentícios e oferta de atendimento médico. E será composta pelo Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil Estadual, Secretaria de Trabalho e Bem-estar Social e Secretaria de Saúde.

Serão atendidas as famílias que moram nas comunidades Santa Maria do Boiaçu, Santa Maria Velha, Dona Cota, Sítio São José, Remanso, Floresta, Fazendinha, Bela Vista, Itaquera, Samaúma e Xixuaú, todas em Rorainópolis. E em Caracaraí: Sacai, Terra Preta, Lago Grande, Canauiní, Cachoeirinha, Caicubi, Panacarica, Ilha do Homero e Sítio Uga Uga.

CANTÁ

No município de Cantá a ação do Governo do Estado chegou na sexta-feira, dia 27, com a entrega de 130 cestas básicas emergenciais para a população atingida pelas chuvas e cheias dos rios no Cantá.

As cestas foram entregues as famílias dos Projetos de Assentamentos Pau Brasil e Pau Rainha, locais já próximos da divisão entre o município e Caracaraí e fortemente atingidos pelas cheias do Rio Baruana.

“Com as fortes chuvas da semana passada, as famílias destes dois assentamentos ficaram isoladas e sem acesso as demais áreas do município. Com isso, faltaram os meios necessários para a subsistência no local”, disse o diretor Executivo de Proteção e Defesa Civil de Roraima, coronel Cleudiomar Ferreira.

 

 

 

 

 

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

No mês de abril, o Governo do Estado anunciou a retomada e a programação presencial do São João, realizado no Parque Anauá. O evento será de 24 de junho ao dia 1º de julho. Mas, a partir desta segunda-feira, dia 30 de maio, iniciam as inscrições para vendedores ambulantes e barraqueiros.

As inscrições seguem até o dia 08 de junho, e serão feitas na sede da Secult (Secretaria de Cultura e Turismo), no Palácio da Cultura, das 8h às 17h de segunda à sexta-feira. Para se inscrever o candidato deverá apresentar cópias e originais de RG, CPF, comprovante de residência e em caso de comercialização de alimentos e bebidas, Carteira de Saúde.

As inscrições são gratuitas, e estão sendo ofertados 200 espaços fixos e mais 60 no formato rotativa. Serão mais de 300 oportunidades de trabalho, ocasião em que o governo busca valorizar essa classe de trabalhadores tão afetadas durante o pico pandêmico.

O diretor de Promoção Cultural da Secult, Enos Almeida explica que além da Associação de Ambulantes, outras pessoas interessadas, que estejam precisando de alguma renda poderão se inscrever e participar do sorteio.

“A pessoa sorteada vai receber um número e chegando lá, vai encontrar a barraca na localização já definida. Os outros espaços de brinquedos infláveis, piscina de bolinha, vão ficar em uma área específica para crianças” ressaltou.

PROGRAMAÇÃO

Os oito dias de evento também contarão com apresentações musicais, espaço kids e comidas típicas, valorizando a cultura regional e fomentando a economia local.

Serão apresentados 28 grupos de quadrilhas juninas. O governo está investindo R$ 1 milhão, repassados por meio de convênio com a Ferquaj (Federação Roraimense de Quadrilhas Juninas), além de mais de R$ 100 mil em premiações.

 

 

 

 

 

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

Motivação e muito conteúdo pedagógico. Assim foi a tarde deste sábado, 28, para mais de 450 estudantes do Ensino Médio da rede estadual de ensino que compareceram ao Palácio da Cultura Nenê Macaggi para a 'Maratona Enem pelo Brasil'.

Um aulão presencial preparatório para o Enem (Exame Nacional do Ensino) foi promovido pelo Governo de Roraima, em parceria com o Estudo Play e TV Assembleia, com transmissão ao vivo para todo o Brasil.

"Essa é uma estratégia adotada pelo Governo de Roraima para auxiliar os estudantes na recomposição das aprendizagens, com aulas dinâmicas, alegres, motivacionais, para ajudá-los a alcançar sucesso nos estudos e a tão sonhada aprovação", destacou o secretário adjunto de Gestão da Educação Básica, Semaias Alexandre.

Para a embaixadora da 'Maratona Enem pelo Brasil', Adriana Aguiar, esta é uma forma de complementar as aulas ministradas na rede estadual de ensino.

"Parabenizamos o Governo de Roraima e a Assembleia Legislativa que abraçaram a Maratona com essa sensibilidade em proporcionar mais uma ferramenta para ajudar os alunos do Ensino Médio que estão organizando suas vidas nesse período pós-pandemia, estudando na escola e também para Enem e vestibulares", disse Adriana.

A primeira parada da Maratona Enem foi em Roraima

Os alunos tiveram aulas das disciplinas de Química, Física, Biologia e Matemática. O time de professores da Estudo Play utilizou dinâmicas diferenciadas para repassar os conteúdos de Ciências da Natureza, cobrados no Enem.

Por meio da parceria firmada, as aulas são exibidas diariamente na plataforma Estudo Play e reprisadas aos sábados a partir das 14h pela TV Assembleia (canal 57.3).

"Nossos professores têm um conhecimento profundo da matriz de habilidades e competências da prova do Enem. A nossa conectividade e interação com os alunos, além do material didático acessível a todos, é o nosso grande diferencial em busca de ajudar o aluno a acertar o máximo de questões possíveis no Enem", disse o professor de Física, Breno Morais, do time de docentes da plataforma Estudo Play.

O 'Maratona Enem pelo Brasil' vai percorrer os Estados do país levando o aulão presencial com foco nos estudantes da rede pública, com transmissão simultânea ao vivo pela plataforma Estudo Play.

A aluna da Escola Estadual Professor Camilo Dias, Veronica Nazareth, imigrante venezuelana, disse que fará este ano seu primeiro Enem, e que a maratona a estimulou a intensificar os estudos.

“Estava procurando outro método de estudo, então fiquei motivada a vir para a maratona. Desde criança sempre me interessei pela área da medicina e meu objetivo é estudar na Universidade Federal de Roraima”, disse a estudante.

 

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

Os moradores do Cauamé e de bairros circunvizinhos foram beneficiados, neste sábado, dia 28, com vários serviços ofertados durante a Ação Governo Sem Parar, realizada no Colégio Estadual Militarizado Professora Maria Nilce Brandão.

“Aproximadamente cinco mil pessoas foram atendidas na ação deste sábado. São pessoas que moram no bairro Cauamé e nas redondezas, que buscaram consultas com médicos especialistas, serviços de saúde preventiva, atendimento de nutrição, entre outros. Todas as Secretarias do Governo de Roraima participam da ação, levando serviços para a comunidade”, disse o secretário-adjunto de Educação, Semaias Alexandre Silva.

O assessor jurídico da Defensoria Pública de Roraima, Flávio Fonseca, ressaltou os serviços que são oferecidos durante o Governo Sem Parar.

“A Defensoria participa da ação oferecendo serviço de orientação jurídica, de desarquivamento de processo, consulta processual, divórcio, alimentos, execução de alimentos, segunda via de Certidão de Nascimento e orientação em geral. Esclarecemos as dúvidas e orientamos a população, caso não consigamos resolver aqui, já deixamos agendado atendimento a ser feito durante a semana na sede da Defensoria”, explicou.

Uma das pessoas atendidas pela Defensoria foi a funcionária pública Maria Santos, de 54 anos, moradora no bairro Alvorada. Ela foi em busca de retirar a segunda via da Certidão de Nascimento e ficou satisfeita com a rapidez do atendimento.

“Essa ação que acontece nas escolas trazendo vários serviços é boa para todo mundo, porque fica mais fácil, e o atendimento é muito bom”, afirmou.

A autônoma Bruna Santos, de 29 anos, que mora no bairro Airton Rocha, foi ao Colégio Professora Nilce Brandão, porque precisava de consulta com o cardiologista e contou que ficou sabendo da ação pelo WhatsApp.

“Fiquei sabendo pelo WhatsApp, e eu e minha filha viemos para nos consultar com o cardiologista. Achei o atendimento ótimo, porque ajuda as pessoas que trabalham e que só têm tempo livre no fim de semana. É uma ação muito boa para o povo”, destacou Bruna.

 

 

Avalie este item
(0 votos)

A mecanização agrícola tem revolucionado o agronegócio mundial, potencializando a economia das famílias do campo e das cidades, diante do aumento expressivo da produtividade. Dentre alguns avanços se destacam: maior rapidez do plantio e colheita, facilidade para o manejo e manutenção das lavouras, além da padronização de diferentes processos agrícolas.

Segundo o último censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), entre tratores, semeadeiras, colheitadeiras e adubadeiras, o Brasil conta com mais de 2 milhões de máquinas, número que cresceu nos últimos três anos.

Em Roraima a situação não é diferente, o Governo do Estado, por meio da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), tem investido bastante no campo para a evolução da vida rural.

Estão sendo injetados recursos na mecanização, tecnologias que ampliam as colheitas, acelerando o ritmo de escoamento da produção, visando também a sustentabilidade do trabalho sem sobrecarregar o agricultor, além da preservação da natureza.

Somente em 2022, já foram investidos apenas pela Seadi R$ 49.856.345,00 na compra de equipamentos agrícolas, como tratores, grades aradoras e niveladoras, distribuidor de calcário, plantadeira de grãos, caixas individuais para sementes, pulverizadores, roçadeiras acopladas no trator, carretas agrícolas, perfurador de solo, enxadas e batedeira de cereais.

Para o secretário Emerson Baú, a motorização e o trabalho mecânico no campo se destacam entre as eficiências da produtividade. “As máquinas e implementos agrícolas são fatores importantes nas propriedades rurais, representando investimentos na operação agrícola e apoio na lucratividade do produtor”, ressaltou.

O governador Antonio Denarium reforçou que a mecanização e a tecnologia são instrumentos importantes na agricultura. “Os serviços do campo também exigem correlacionar dados e análises, a fim de melhorar as aplicações e eficiência das máquinas, promovendo a segurança da produtividade”, afirmou.

 

 

Agricultor fala sobre investimentos

 

No município do Cantá, o mecânico Reginaldo Dias tem percebido in loco a satisfação dos agricultores com a motorização favorecendo a renda das famílias rurais.

“Tem sido gratificante observar a felicidade no olhar de cada produtor. A patrulha mecanizada tem chegado às propriedades para trabalhar nos terrenos, transformando áreas inférteis com a incorporação de insumos, potencializando matéria orgânica para o plantio de grãos. E uma vez na roça, a gente colabora com todos que precisam de reforço mecânico, seja com regulagem ou troca de peças, o nosso trabalho é com a produtividade rural”, pontuou.

Reginaldo também enfatizou que a esperança do agricultor roraimense é ver sua lavoura consolidada. “Nos últimos meses, tenho percorrido todo o Estado trabalhando na Agricultura Familiar, sendo testemunha do empenho do Governo, que está proporcionando mecanização, adubação, plantio, colheita e renda, garantindo prosperidade aos produtores rurais por meio do Projeto de Grãos, impulsionando a produtividade no Estado para os próximos anos”, concluiu.

Na Serra Grande II, a produtora de milho Fátima Viana frisou que o programa de grãos tem funcionado ativamente, beneficiando as famílias rurais da região. “Nunca havíamos recebido um suporte tão funcional do Governo em gestões anteriores. Agradecemos o empenho do Estado agindo em parceria também com as demais prefeituras na Agricultura Familiar”, disse.

O secretário Baú concluiu que o milho é uma cultura que vem crescendo significativamente em Roraima nos últimos anos.

“Em todo o Estado, já foram plantados mais de 15 mil hectares de milho. Com isso, o Governo vem fortalecendo cada vez mais a cultura do grão, que além de seu valor agregado tem fundamental importância na geração das cadeias produtivas, sendo base alimentar para aves, peixes e porcos, por exemplo. E essa possibilidade também destaca ativamente a Agricultura Familiar inserida no mercado, promovendo trabalho e renda”, finalizou.

 

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio do CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar), da Defesa Civil Estadual e da Setrabes (Secretaria de Trabalho e Bem-Estar Social), realizou, na tarde desta sexta-feira, 27, a entrega de 72 cestas básicas emergenciais para a população atingida pelas chuvas e cheias dos rios no Cantá.

As cestas foram entregues às famílias dos Assentamentos Pau Brasil e Pau Rainha, locais já próximos do limite com o município de Caracaraí e fortemente atingidos pelas cheias do rio Baruana.

“Com as fortes chuvas da semana passada, as famílias destes dois assentamentos ficaram isoladas e sem acesso às demais áreas do município. Com isso, faltaram os meios necessários para a subsistência no local”, explicou o diretor executivo de Proteção e Defesa Civil de Roraima, coronel Cleudiomar Ferreira.

O Governo entregará cestas básicas emergenciais para todas as famílias atingidas pelas chuvas; conforme planejamento e demanda das prefeituras.

Ações de resposta no Cantá

O Governo do Estado atua, desde a quarta-feira, dia 18, nas ações de resposta às cheias dos rios no Cantá e em outros municípios de Roraima.

“No Cantá, estávamos com equipes realizando a baldeação no rio Cachorro, Itã, Baruana e Baruaninha. As vicinais de acesso aos Projetos de Assentamento Tatajuba, Taboca, Pau Brasil e Jatobá ficaram isoladas e os moradores estavam recebendo apoio para locomoção”, destacou o comandante geral do CBMRR e coordenador estadual de Proteção e Defesa Civil de Roraima, Coronel Anderson Carvalho de Matos.

Devido à diminuição do volume de chuvas e do nível dos rios, não há mais necessidade de baldeação no acesso aos Projetos de Assentamento Pau Brasil e Pau Rainha. Porém, as equipes estaduais permanecem no município realizando a entrega das cestas e atendendo possíveis solicitações da população e dos órgãos municipais de Proteção e Defesa Civil.

 

Avalie este item
(0 votos)

Com o intuito de plantar 1.500 hectares de milho em todo o Estado, o Governo de Roraima iniciou nesta semana, no município de Iracema, uma nova fase do Projeto de Grãos.

Inicialmente os técnicos do Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural) estavam atuando no mapeamento das propriedades e auxiliando na preparação da terra com os insumos, agora começa a etapa do plantio das sementes.

“Efetivamente iniciamos o plantio de milho pelo município de Iracema. Estamos muito felizes com esta nova etapa do projeto do Governo. Temos certeza de que os produtores rurais, com o nosso auxílio, terão um excelente desempenho e retorno financeiro”, frisou o presidente do Iater, Marlon Buss.

Em Iracema, estão previstos 120 hectares plantados; para o Estado, a expectativa são 1.500 hectares do cultivo de milho. "Estamos dando dignidade aos pequenos produtores rurais, com condições reais de cultivo. Determinei que eles tenham acompanhamento para que o retorno seja exitoso. Produzindo, nossos agricultores terão condições financeiras para dar continuidade aos seus projetos e suas lavouras", ressaltou o governador Antonio Denarium.

O Projeto de Grãos está sendo implantado em todo o Estado. Com o incentivo de cultivos de alta produtividade, a estimativa é colher no mínimo 120 sacas de milho por hectare.

O produtor rural do município de Iracema, Paulo Rodrigues Chaves, comemorou o início do plantio de milho em sua propriedade e destacou a importância do Projeto de Grãos para os pequenos agricultores.

“Estou orgulhoso porque começamos. Estamos trabalhando e vamos, com fé em Deus, conseguir concluir essas áreas todas. Está muito difícil para a agricultura familiar, pra gente poder plantar alguma coisa, porque está muito caro o insumo. E hoje temos o incentivo do Governo do Estado, só temos a agradecer e concluir o projeto”, afirmou o agricultor.

CONTINUIDADE

O projeto de plantio de milho chamou a atenção dos produtores rurais, pois além de do acompanhamento e monitoramento do cultivo pelos técnicos extensionistas do Iater, um dos objetivos principais é dar condições financeiras aos agricultores familiares, conforme afirma o presidente do Iater.

“Com o resultado positivo da comercialização do milho, os pequenos produtores terão recursos financeiros para iniciar a implantação de lavouras irrigadas. Um grande exemplo é o plantio de batata-doce, ou o que o produtor tiver expertise no manejo”, informou Buss.

 

 

 

Sábado, 28 Mai 2022 22:29

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

 

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 414.585 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.753 foram confirmados, sendo 30.241 por RT-PCR e 125.512 por teste rápido, 258.832 descartados, sendo 69.885 por RT-PCR e 188.947 por teste rápido e 2.152 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.219 em Alto Alegre, 1.358 no Amajari, 119.844 casos foram notificados em Boa Vista, 2.894 em Bonfim, 3.723 no Cantá, 3.220 em Caracaraí, 2.463 em Caroebe, 1.632 em Iracema, 2.926 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.788 em Pacaraima, 3.905 em Rorainópolis, 1.934 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.407 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.843 em Alto Alegre, 2.424 em Amajari, 202.427 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.568 em Bonfim, 4.392 no Cantá, 4.121 em Caracaraí, 3.481 em Caroebe, 1.876 em Iracema, 3.953 em Mucajaí, 1.085 em Normandia, 7.834 em Pacaraima, 6.523 em Rorainópolis, 3.138 em São João da Baliza, 2.079 em São Luís e 1.210 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.152 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.621 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 54 de Pacaraima, 72 de Rorainópolis, 14 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 153.478 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.180 em Alto Alegre, 1.333 em Amajari, 118.146 são de Boa Vista, 2.856 de Bonfim, 3.675 no Cantá, 3.129 em Caracaraí, 2.442 em Caroebe, 1.609 em Iracema, 2.879 em Mucajaí, 962 em Normandia, 2.734 em Pacaraima, 3.833 em Rorainópolis, 1.918 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.383 em Uiramutã.

 

 

 

 

 

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

Nesta quinta-feira, dia 26, a equipe da Seinf(Secretaria de Infraestrutura) realizou a manutenção em um antigo bueiro metálico, próximo à rotatória do Roxinho, localizado na RR-325 no município de Mucajaí. A obra se fez necessária e urgente, já que o asfalto da rodovia cedeu após as fortes chuvas que caíram na região.

O Governo de Roraima está sempre trabalhando em prol da melhoria das estradas vicinais e rodovias, para mantê-las em bom estado facilitando assim o tráfego de veículos nas vias durante o inverno.

“Com foco e trabalho, solucionamos cada um dos pontos críticos que surgiram durante o período chuvoso. E vamos seguir com todas as nossas equipes de manutenção de plantão em todos os municípios”, afirmou o governador Antonio Denarium.

A nova estrutura executada com pedras e camada asfáltica está mais resistente e oferece mais segurança aos usuários da rodovia.

“No verão, vamos implantar novos bueiros ao longo da RR-325. Os bueiros terão mais extensão, o que ampliará a vazão da água”, garantiu o secretário de Infraestrutura, Emerson de Paula.

Mais investimentos em infraestrutura

Está em fase de licitação a contratação de uma empresa para o mês de junho, que prestará serviços de roçagem, tapa buraco, melhorias de obras-de-arte correntes e sinalização na RR-325, e também nas rodovias do Tronco/Roxinho e Tronco/Campos Novos, pelo período de dois anos.

Em abril, o Governo entregou para os moradores da região dos municípios de Mucajaí e Alto Alegre, as cinco pontes de concreto localizadas na RR-325, que interliga os dois municípios.

Com recursos próprios, na ordem de mais de R$ 9 milhões, as cinco pontes somam 120 metros e beneficiarão diretamente moradores e produtores da região, com a garantia de uma trafegabilidade segura. As pontes têm o formato de via dupla, possibilitando a passagem de dois veículos ao mesmo tempo.

Em Mucajaí, de 2019 a 2022, o governo investiu R$ 4.863.844,58 na reconstrução de 32 pontes de madeira, beneficiando moradores e produtores rurais das vicinais Samaúma (02 pontes), Apiaú (22 pontes), Embrapa (02 pontes) e Roxinho (02 pontes).

Além disso, entre estradas recuperadas, com obras em andamento, e as que ainda serão executadas estão sendo investidos R$ 8.623.685,48.

Foram recuperados 119 quilômetros de estradas na região, atendendo a 13 vicinais: 18, 19, 21, 08, 09, 11, 12, 13, Travessão 03, 14, 25 e a vicinal do Evandro.

As vicinais 06 e 15 estão recebendo os serviços de terraplanagem, com mais 32km recuperados.

Até junho, serão atendidas as vicinais 16, 17, 20, 23 e 27. Foi feita também a substituição de estruturas em poste de madeira por postes de concreto tipo DT, na vicinal do Tronco/Roxinho, incluindo vila do Roxinho e vicinal 04.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde, tem se empenhado em garantir o conforto no Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth. Novos equipamentos foram entregues nesta quinta-feira, 26, para atender as necessidades dos bebês que nascem na unidade.

“Esse material que a gente recebeu é justamente o que estávamos precisando para fazer essas adequações, por que a nossa maternidade ganhou mais leitos, nós tivemos um aumento quando viemos para a estrutura do hospital de campanha e vamos utilizar todo esse material”, explicou a Fernanda Soares, diretora de enfermagem da Maternidade.

Ao todo, a unidade recebe 88 novos itens, desde aparelhos de raio-x a incubadoras neonatal. O valor de investimento foi de R$ 793.061,23. De acordo com o Serviço de Arquivamento Médico e Estatística, a unidade realiza, em média, 26 partos por dia, entre procedimentos normais e cesarianas.

Além da população brasileira, a maternidade também recebe pacientes estrangeiros. Por esse motivo, os novos equipamentos vão garantir uma melhor assistência para todas as mães que recorrem à unidade.“A nossa demanda nunca diminuiu, muito pelo contrário. A população tem crescido e somos referência para os hospitais do interior também”, concluiu a diretora.

 EQUIPAMENTOS NOVOS

ESPECIFICAÇÃO DO OBJETO

QUANTIDADE (UND)

 

 

EMISSÕES OTOACÚSTICAS

1

 

 

BERA SISTEMA DE POTENCIAL EVOCADO 

1

 

 

APARELHO DE RAIO-X

1

 

 

ASPIRADOR DE SECREÇÕES ELÉTRICO MÓVEL                                    

13

 

 

ULTRASSOM DIAGNÓSTICO SEM APLICAÇÃO TRANSESOFÁGICA

1

 

 

RADIOMÊTRO PARA FOTOTERAPIA

2

 

 

BERÇO AQUECIDO

2

 

 

INCUBADORA NEONATAL (ESTACIONÁRIA)

2

 

 
   

BANHO-MARIA 

1

   
   
   

BALANÇA ANTROPOMÉTRICA INFANTIL 

10

   
   
   
   
   

BOMBA DE INFUSÃO

14

   

MESA GINECOLÓGICA

4

   

CADEIRA C/ ASSENTO/ ENCOSTO EM POLIPROPILENO

22

CAMA PPP

9

   
   
   

INCUBADORA DE TRANSPORTE NEONATAL

5

 

Avalie este item
(0 votos)

Na manhã desta quinta-feira, dia 26, a Desenvolve Roraima reuniu em sua sede, 56 micro e pequenos empresários que foram contemplados com os recursos disponibilizados pelo Microcrédito Empreendedor. A linha é destinada a MEIs, micro e pequenas empresas de variadas áreas de atuação, com o objetivo de impulsionar, principalmente, os negócios de pessoas jurídicas, tanto do comércio quanto de prestadoras de serviços.

O diretor presidente da instituição, Adailton Fernandes, destacou o trabalho desempenhado para atender o pequeno empreendedor.

“É o Governo do Estado por meio da Desenvolve Roraima, que, na data de hoje, está liberando recursos que superam o valor de R$ 1 milhão, recursos que têm a principal finalidade de fortalecer as empresas, que poderão aplicar em capital de giro para reposição de estoque, aquisição de máquinas e equipamentos, e, principalmente, com estes investimentos gerar novos empregos, gerando novos empregos e aumentando as vendas e faturamento”, explicou.

Com esta liberação diversos segmentos de mercado estão sendo atendidos, tais como os segmentos de alimentação, perfumaria, saúde, comércio varejista e serviços. O propósito é levar aos empreendimentos a oportunidade de realizar investimentos, impulsionar os negócios, proporcionar aumento da capacidade produtiva, disponibilizar capital de giro, melhorar a infraestrutura, além de incrementar as receitas e vendas das empresas por meio de um crédito facilitado.

Para a empresária Paula da Silva, que trabalha com a produção e distribuição de pipoca gourmet, este crédito é uma maneira de incrementar o negócio.

“Hoje, a gente recebeu um incentivo da Desenvolve Roraima e, com isso, a gente vai conseguir alavancar as vendas e melhorar nossa produção”, disse.

Seguindo o alinhamento das políticas públicas com foco em desenvolvimento, o Microcrédito Empreendedor visa fortalecer o empreendedorismo, garantindo mais geração de emprego e renda, além de movimentar a economia local.

Para Francisco Janes, que atua no comércio varejista, o crédito é um estímulo para o crescimento do empreendimento.

“Eu trabalho no Caxambu, trabalho com miudezas, e hoje estou aqui na Desenvolve Roraima pegando este empréstimo para ampliar minha empresa e crescer junto”, afirmou.

A Desenvolve Roraima oferece condições de financiamento mais vantajosas do que aquelas praticadas pelo mercado financeiro, uma vez que os clientes têm seis meses de carência para iniciar o pagamento das parcelas, com juros de 0,99% ao mês e até 30 meses para saldar o empréstimo.

Avalie este item
(0 votos)

Atuar na área previdenciária exige atender uma série de regras estabelecidas pela Legislação Federal. Para cumprir A exigência da lei e garantir a melhoria no serviço prestado, o Iper (Instituto de Previdência do Estado de Roraima) em parceria com a Ejurr(Escola do Poder Judiciário), está promovendo o curso preparatório para as provas de Certificação Profissional no Regime Próprio de Previdência Social (CP/RPPS). A capacitação teve início na quarta-feira, 25, e encerra nesta sexta-feira, 27, na Ejurr.

O curso conta com a participação de 60 profissionais entre servidores do Iper que exercem cargo de dirigentes e gestores, membros do CEP (Conselho Estadual de Previdência) e do Comitê de Investimentos.

Para a presidente do Iper, Adriana Padilha, o curso visa atender uma necessidade de preparar os profissionais, visando à regularidade do exercício de suas funções.

“O servidor que atua na gestão do RPPS precisa apresentar a comprovação técnica para a Secretaria de Previdência do Ministério do Trabalho e Previdência. Por isso, estamos garantindo aos profissionais esse curso, visando principalmente a boa gerência dos recursos previdenciários”, explicou Adriana Padilha.

O curso está sendo ministrado pelo professor José Marcos Alves Barros, bacharel em Direito, gerente de investimentos da Reciprev e com Certificação Avançada de Gestor de Recursos e Comitê de Investimentos.

“Estamos promovendo esse curso em diversas partes do País. A intenção não é apenas preparar o aluno para a prova de certificação, mas mostrar tudo o que se faz dentro de um RPPS”, esclareceu José Marcos.  

Para o diretor de Investimento e Arrecadação do Iper, Wemerson Batista, o curso aborda informações importantes como investimentos e gestão fiscal.

“Por isso, existe essa necessidade de capacitar todas as pessoas que fazem parte dos Comitês de Investimentos e Conselho Previdenciário, que são os servidores que pertencem aos poderes Legislativo, Judiciário e Executivo”, disse Batista.

O curso aborda diversas matérias previdenciárias, como seguridade social, plano de benefícios, plano de custeio, gestão atuarial, gestão de investimentos, gestão contábil, compensação previdenciária, responsabilidade fiscal, governança, planejamento controle interno e externo, certificação institucional, compliance e ética, administração pública, legislação específica, dentre inúmeros outros, motivo pelo qual o evento se revela uma oportunidade de agregação de conhecimentos sobre a previdência estadual.

Avalie este item
(0 votos)

A taxa de desemprego em Roraima no primeiro trimestre deste ano foi de 8,8%, ficando abaixo da média nacional, que foi 11,1%. O resultado colocou Roraima entre os sete estados que possuem a menor taxa de desocupação do país.

Os dados são de um estudo da Seplan (Secretaria de Planejamento e Orçamento), com base nas informações do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), por meio do PNADCT (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Trimestral).

“Estamos entre os sete estados com menor taxa de desemprego do Brasil. Ficamos à frente de estados com economias mais fortes, como São Paulo e Amazonas, e chegamos próximos da taxa de desocupação do Rio Grande do Sul, um dos estados que costumeiramente registra taxas de desemprego mais baixas”, frisou o governador Antonio Denarium.

O comportamento da taxa de desocupação no estado de Roraima referente ao primeiro trimestre dos anos de 2016 a 2022 evidencia que o resultado deste ano foi o melhor do período, como pode ser visto no gráfico abaixo:

 

Gráfico 1: Taxa de desocupação no primeiro trimestre (%), entre 2016 e 2022

2016 

16,7

2017 

15,2

 

2018 

14,4

2019

10,4

2020    

10,5

2021 

8,3

2022

8,8

Fonte: Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Trimestral - PNADCT, IBGE. Elaboração: CGEES/SEPLAN.

Para o secretário da Seplan, Diego Prandino, as ações do governo para reestruturar a economia, na busca da independência econômica do Estado, bem como a atração de investidores para a geração de emprego e renda, contribuíram diretamente para a melhoria deste cenário.

“Roraima tem apresentado resultados positivos mesmo após anos difíceis, marcados por um fluxo migratório acentuado desde 2015, uma intervenção federal no fim de 2018 e pandemia em 2020 e 2021. Essas circunstâncias afetaram fortemente a empregabilidade no setor de serviço, além de setores secundário e primário. Mas, mesmo quando comparado com os demais estados, Roraima tem mostrado sinais de forte aquecimento econômico”, assegurou.

Só em 2022, quase 2 mil novos empregos gerados

Conforme dados do Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho e Previdência, no mês de janeiro de 2022 foi registrado um saldo positivo de 375 novos empregos, e nos meses de fevereiro e março, 1.118 e 390 respectivamente, totalizando 1.883 novos postos de trabalho em Roraima no primeiro trimestre deste ano.

São 786 empregos a mais do que o primeiro trimestre de 2021 e 337 empregos a mais do que o mesmo período de 2020.

“Isso é fruto de um conjunto de esforços entre o Governo do Estado e a população. O roraimense é um povo trabalhador, e é nosso dever ajudar a criar as condições para que todos possam ter oportunidades de ingressar no mercado de trabalho e garantir o sustento, dignidade e mais qualidade de vida”, afirmou o governador Antonio Denarium.

O titular da Seplan destacou que um pacote de ações executadas pelo governo tem colaborado fortemente para a geração de empregos, dentre elas a realização de concursos públicos com chamamento imediato de aprovados, além do início de obras de infraestrutura (estradas e pontes) e também nos setores de saúde (reformas e construção de hospitais) e educação (ampliação, reforma e construção de escolas e quadras), entre outras medidas.

“Temos que reconhecer que, hoje, Roraima possui um ambiente com segurança jurídica, que incentiva o empreendedorismo e, consequentemente, promove a geração e emprego e renda. As finanças estaduais equilibradas e o pagamento em dia de fornecedores e servidores viabilizaram a concessão de incentivos fiscais e atração de novos investidores para Roraima”, acrescentou Diego.

Avalie este item
(0 votos)

Promovendo o desenvolvimento do agronegócio em Roraima, o Governo do Estado, por meio da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), vem implantando estratégias importantes e benéficas para a transformação agropecuária.

Nesta semana, técnicos da Seadi reuniram-se com dirigentes da Coopercinco (Cooperativa Agropecuária dos Cinco Polos), para formalizar um convênio de transporte de escoamento da demanda de aves, suínos e ovinos da região do Passarão, zona Rural de Boa Vista.

“Essa alternativa é uma solução imediata aos produtores, enquanto eles se organizam para a aquisição de um transporte próprio. Outra formalidade discutida envolveu o credenciamento do abatedouro de aves para a Agricultura Familiar”, esclareceu Esther Brasil, zootecnista da Seadi.

Esther ainda avaliou que as demandas da categoria estão sendo atendidas com celeridade e segurança jurídica.

“O Governo do Estado tem envolvido os produtores roraimenses em programas que beneficiam o desenvolvimento econômico das famílias rurais. Com isso, a Seadi vem organizando toda a logística, credenciamento, emissão de selo sanitário e demais necessidades dos produtores para a efetivação segura da produção. Também estamos buscando espaços na Capital para atender a demanda alimentícia gerada pela Agricultura Familiar”, concluiu.

Para o secretário Emerson Baú, o país responde a uma crescente demanda de carne suína, aves, ovinos e demais produtos que favorecem a receita econômica dos estados.

“Roraima tem investido forte no agronegócio, buscando ampliar o orçamento da produção rural do Brasil, beneficiando o orçamento das famílias do campo gerando alimentos de qualidade na mesa do povo das grandes cidades, municípios e comunidades mais distantes”, destacou.

Para o governador Antonio Denarium, a produção alimentícia está fortalecendo o Estado. “O Governo de Roraima tem realizado diferentes programas fomentando o desenvolvimento das atividades do campo, promovendo linhas de crédito, manejo, gerenciamento, valorização, tecnologia, expansão, fluxo de colheitas e renda ao povo rural”, concluiu.

Avalie este item
(0 votos)

A Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) inicia dia 1º de junho, a Campanha de Negociação de Dívidas, que tem como objetivo atender clientes que acumularam débitos durante a pandemia da Covid-19, reduzir a inadimplência, e com os valores arrecadados, aumentar os investimentos no saneamento básico.


A campanha ocorrerá em todo o Estado e terá duração de 30 dias. Os interessados em fazer a negociação podem procurar o atendimento comercial na Capital, na sede da empresa, localizada na Rua Melvin Jones, 219, São Pedro, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30. As negociações também podem ser realizadas na Unidade do Pintolândia, na Rua Ver Waldemar Gomes, n° 1848, no bairro Pintolândia e na Casa do Cidadão, Rua Izídio Galdino da Silva, 2425, no Senador Hélio Campos, além das demais unidades da Caer nos municípios do interior, das 7h30 às 13h30.                                                        

Cícero Batista, diretor Comercial e do Interior, explicou que, durante a pandemia, a Companhia atendeu ao Decreto Governamental e a recomendação dos órgãos de saúde, e não efetuou corte no fornecimento de água por débitos adquiridos no período.

“O fornecimento de água trata-se de serviço essencial e não foi suspenso durante a pandemia. Com isso, e por diversos motivos, muitos usuários acumularam dívidas com a empresa, e causou um alto índice de endividamento, o que levou a Caer a disponibilizar a campanha de negociação com descontos especiais para o cliente sair da inadimplência e ficar em dia com a empresa”, disse o diretor.

Atualmente, a empresa registra em todo o Estado, a inadimplência de 122.340 imóveis entre residenciais, comerciais, industriais e públicos, que totalizam R$ 204.167.254,92 em dívidas.                                            

CAMPANHA

Todas as negociações terão inserção de 100% nos juros e multas por impontualidade.  

A entrada será no mínimo de 10% do valor total do débito podendo parcelar o restante em até 60 vezes, sem juros, com parcela igual ou maior que R$ 50,00 que serão cobradas nas próximas faturas.                                        

E a segunda forma é o pagamento no cartão de crédito, com valor mínimo da parcela de R$ 100, divididas em no máximo 12 vezes sem juros.                                

Além disso, os usuários também poderão efetuar o pagamento da entrada por meio da chave Pix, gerada no boleto no ato da negociação que será disponibilizada na modalidade presencial em todas as unidades da Caer no Estado.

Sexta, 27 Mai 2022 10:46

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau(Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 414.317 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.745 foram confirmados, sendo 30.241 por RT-PCR e 125.504 por teste rápido, 258.572 descartados, sendo 69.755 por RT-PCR e 188.817 por teste rápido e 2.152 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.219 em Alto Alegre, 1.358 no Amajari, 119.837 casos foram notificados em Boa Vista, 2.894 em Bonfim, 3.723 no Cantá, 3.220 em Caracaraí, 2.463 em Caroebe, 1.632 em Iracema, 2.926 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.788 em Pacaraima, 3.905 em Rorainópolis, 1.934 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.407 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.842 em Alto Alegre, 2.423 em Amajari, 202.209 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.560 em Bonfim, 4.387 no Cantá, 4.120 em Caracaraí, 3.481 em Caroebe, 1.875 em Iracema, 3.942 em Mucajaí, 1.083 em Normandia, 7.831 em Pacaraima, 6.522 em Rorainópolis, 3.138 em São João da Baliza, 2.079 em São Luís e 1.210 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.152 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.621 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 54 de Pacaraima, 72 de Rorainópolis, 14 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 153.474 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.180 em Alto Alegre, 1.333 em Amajari, 118.144 são de Boa Vista, 2.856 de Bonfim, 3.675 no Cantá, 3.127 em Caracaraí, 2.442 em Caroebe, 1.609 em Iracema, 2.879 em Mucajaí, 962 em Normandia, 2.734 em Pacaraima, 3.833 em Rorainópolis, 1.918 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.383 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

Policiais do Ciptur (Companhia Independente de Policiamento de Trânsito Urbano e Rodoviário) apreenderam na madrugada desta quinta-feira, dia 26, três toneladas de minério aparentando ser cassiterita, no loteamento Caburaí, próximo ao Anel Viário.

O minério foi apreendido durante patrulhamento ostensivo pela RR-205. Os policiais avistaram três veículos em atitude suspeita, com sujeira de barro, aparentemente fazendo escolta de um micro-ônibus que tinha indícios de que realizava o transporte de algo pesado, pois estava muito baixo.

No momento da abordagem, o veículo que fazia escolta atrás parou na via e ficou observando o procedimento por aproximadamente três minutos e logo em seguida se deslocou. Após isso, os policiais abordaram o veículo e em uma busca encontraram alguns sacos contendo minério aparentando ser cassiterita.

Ao ser questionado, I.D.S.A, de 66 anos, um dos envolvidos, disse que o mineral era proveniente de garimpo da região do Boqueirão e que o proprietário do mineral havia contratado ele para realizar o transporte da carga até Boa Vista. O pagamento seria R$ 1,00 por cada quilo transportado.

Os envolvidos e o minério apreendido foram encaminhados para a Polícia Federal, que adotará os procedimentos legais. Na sede da Polícia Federal, durante a checagem do material apreendido, foram contabilizados 61 sacos contendo o minério.

Os policiais informaram ainda que o segundo envolvido, A.B, de 60 anos, fazia o contato via rádio de comunicação com os outros dois veículos que faziam a escolta do veículo para se livrar de uma possível abordagem policial.

 

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde, realizou nesta quinta-feira, 26, na sede da Coordenação Geral de Vigilância em Saúde, o 1º Encontro Estadual de Segurança do Paciente, evento que teve como finalidade discutir a importância do gerenciamento de riscos hospitalares.

Alusivo ao Dia Nacional de Controle de Infecção Hospitalares, a atividade foi inteiramente voltada para os gestores de unidades hospitalares do Estado, conforme explica a gerente do Núcleo de Controle de Infecção Hospitalar e Segurança do Paciente, Suelen Belo.

"Esse primeiro encontro teve o objetivo de fortalecer as ações de segurança do paciente das unidades, melhorar a atuação dos núcleos de controle de infecções, entender a realidade deles, as dificuldades e mostrar a importância de melhorar a atuação deles", afirmou.

Ao todo, a atividade contou com quatro palestras, com destaque para o tema “Protocolos de Segurança do Paciente”, que foi ministrada pela enfermeira e especialista em qualidade e segurança do paciente pela Fiocruz do Rio de Janeiro, Ester Correa.

“O cuidado da enfermagem é fazer basicamente a gestão de riscos. É por meio da sistematização do trabalho da enfermagem, do trabalho desse profissional, que a gente consegue avaliar um paciente diariamente e atuar de uma forma preventiva, com cuidados que evitem o surgimento de eventos adversos”, destacou.

ANÁLISE DOS INDICADORES

Outro assunto discutido durante o evento foi a análise de indicadores de saúde, que são as ferramentas para auxiliar no trabalho dos gerentes dos núcleos de segurança do paciente.

A farmacêutica Alderly de Souza, que atua no Hospital Irmã Aquilina, em Caracaraí, classificou como fundamentais as discussões propostas no encontro. Para ela, muito do que foi debatido servirá de instrumento para melhorar a atuação dos núcleos de segurança nas unidades de saúde do Estado.

“Além de prestar uma assistência integral e adequada, a segurança do paciente é o nosso maior objetivo. Então, pra mim é ótimo [participar do encontro], pois é uma oportunidade de crescimento e de também praticar o que foi repassado", completou.

REFORÇANDO O CONHECIMENTO

Durante os meses de abril e maio, o NCIH promoveu uma série de atividades junto a estudantes e profissionais da área de saúde. Todas as ações tiveram foco nos cuidados com o paciente.

Para Suelen, a intenção da promoção das ações é sempre promover o melhoramento do conhecimento de gestores e profissionais que, consequentemente, prestarão um ótimo serviço para a população. 

“É importante por que a gente sabe que os erros podem acontecer, todos nós somos passivos de erros e a gente tenta minimizar ao máximo o erro que possa acontecer com relação ao cuidado do paciente”, complementou.

 

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima realizou mais uma etapa de entrega de Títulos Definitivos de imóveis urbanos de Boa Vista, do programa Aqui Tem Dono. A solenidade ocorreu na manhã desta quinta-feira, dia 26, no Palácio Senador Hélio Campos.

Nesta etapa, foram contemplados 205 moradores dos bairros Centro, Cidade Satélite, Equatorial, Silvio Leite, Silvio Botelho, Liberdade, Pintolândia, Pricumã, Santa Luzia, São Bento, São Francisco e Senador Hélio Campos.

Uma das beneficiadas foi Rosilda Brito da Luz Freitas, 74 anos, moradora do bairro São Bento.

“Me sinto gratificada, porque se eu não tenho o título, eu não sou dona da minha casa, e tendo o título eu posso dizer que sou a dona, sou a proprietária”, disse a moradora.

Outra moradora contemplada foi Eraldina das Graças Dama Beidy, também do bairro São Bento. “Muito orgulho e muita satisfação, só temos a agradecer ao governador por termos chegado onde chegamos, com o nosso título na mão, garantindo que a terra é nossa”, disse.

Com esta etapa, o programa Aqui Tem Dono, executado pelo Iteraima (Instituto de Terras e Colonização de Roraima), já entregou mais de 1.700 títulos de imóveis urbanos em Boa Vista, Cantá e Rorainópolis, além de mais de 500 títulos rurais, equivalentes a mais de 170 mil hectares de terra.

Conforme o presidente do Iteraima, Márcio Grangeiro, o título definitivo garante cidadania e dignidade, além de oportunidade de acesso a políticas públicas.

“O Governo do Estado trabalha para que essas pessoas tenham esse alicerce jurídico, que eles possam, inclusive, acessar outras políticas públicas que vão promover o desenvolvimento dos seus lares”, disse o presidente.

Ele disse ainda que os moradores que ainda não possuem o documento devem comparecer à sede do Iteraima para dar início ao processo de regularização, e posteriormente, receber o título definitivo.

O Iteraima funciona na Rua João Evangelista Pereira de Melo, 228, Aparecida, e na Casa do Cidadão, na Rua Izidio Galdino da Silva, 2425, Senador Hélio Campos, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 13h30.

 

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Aderr (Agência de Defesa Agropecuária do Estado de Roraima), lança edital de abertura do processo seletivo simplificado para contratação de profissionais para os cargos de Médico Veterinário (sete) e Técnico em Agropecuária (oito), por 12 meses, a fim suprir as necessidades dos serviços essenciais da Agência. As inscrições são do dia 06 a 10 de junho.

O presidente da Aderr, Marcelo Parisi, destaca que esse é mais um reforço do Governo do Estado para o quadro técnico da Agência nas ações de sanidade animal e uma oportunidade que o governo de Roraima dá aos profissionais dessas áreas se inserirem no mercado de trabalho.

“O governador Antonio Denarium tem sido sensível às demandas da defesa agropecuária, pois acredita que a sanidade é importante para o desenvolvimento seguro do agronegócio e, consequentemente, ao fortalecimento da produção do campo, apoiando o produtor e reforçando as ações da Aderr,” enfatizou Marcelo Parisi.

Ele também ressaltou que o seletivo vai contemplar uma das metas para o Estado ficar livre da febre aftosa sem vacinação e ampliar os serviços de atendimento ao produtor rural, que está chegando para produzir em Roraima e aos que já produzem.

REQUISITOS EXIGIDOS

Os requisitos para concorrer ao processo seletivo para os cargos médio e superior são: ser brasileiro, nos termos do art. 12 da Constituição Federal/1988 ou estrangeiro com visto permanente no país; ter idade mínima de 18 anos; estar quite com as obrigações eleitorais; Carteira Nacional de Habilitação (CNH) categoria mínima B; estar em dia com as obrigações militares, no caso de candidato do sexo masculino. Além desses requisitos também é exigido a declaração de não acumulação de cargos públicos.

Para o cargo de médico veterinário, além dos requisitos básicos, é exigido diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso superior de graduação em Medicina Veterinária fornecido por instituição de Ensino Superior credenciada por órgão competente e registro profissional.

Já para o cargo de técnico em Agropecuária também é exigido o certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível técnico em agropecuária ou técnico agrícola, fornecido por instituição de ensino legalmente autorizada e registro profissional.

Os estrangeiros precisam apresentar diploma de conclusão de curso superior devidamente revalidado por Instituição de Ensino Superior do Brasil e que sejam reconhecidas pelo Ministério da Educação, estar registrado nos Conselhos de Classe, apresentando certidão de regularidade junto ao respectivo Conselho.

A chefe de Recursos Humanos da Aderr, Pewá Gandra enfatizou que as vagas serão preenchidas conforme interesses e necessidades da Aderr, considerando os limites e locais de lotação. “O candidato somente poderá inscrever-se em uma área de atuação”, enfatizou.

REMUNERAÇÃO

O presidente da Aderr, Marcelo Parisis destacou que a remuneração do pessoal selecionado neste Processo Seletivo Simplificado atenderá o que determina o art. 7° da Lei N° 323, de 31 de dezembro de 2001, sendo em importância não superior ao valor do vencimento legalmente estabelecido para o servidor em início de carreira, titular de cargo, cujas funções sejam idênticas ou assemelhadas com as que serão desempenhadas pelo contratado.

“O salário base para o contrato de 40 horas semanais para o Médico Veterinário é de R$ 7.525,81 e para o Técnico em Agropecuária é de R$ 3.762,91,” disse o Parisi.

INSCRIÇÃO PARA O SELETIVO

Os interessados devem se inscrever entre os dias 06 e 10 de junho de 2022. Conforme o edital do processo seletivo no ato da inscrição o candidato deverá apresentar: currículo original; Cédula de Identidade (RG); Cadastro de Pessoas Físicas (CPF); Título Eleitoral e certidão de quitação eleitoral; comprovante de residência (conta de energia elétrica, água ou telefone); PIS/PASEP; Carteira Nacional de Habilitação (CNH) categoria mínima B, para o cargo de médico veterinário.

Além de Certidão de casamento ou união estável (caso haja); certidão de nascimento dos dependentes (caso haja); certificado de reservista ou dispensa do serviço militar obrigatório, no caso de candidato do sexo masculino; declaração do Imposto de Renda, ou declaração de bens. Certidões negativas, criminal e civil, da Justiça Federal e da Justiça Estadual; declaração de não ter sofrido sanção disciplinar; declaração de acúmulo de cargos, empregos ou funções públicas; relação de dependentes para fins de imposto de renda, relação de dependentes para fins previdenciários e uma foto 3x4.

De acordo com o edital os documentos originais deverão ser apresentados no momento da inscrição, caso as cópias não sejam autenticadas em cartório. A inscrição deverá ser realizada pelo próprio candidato ou por meio de procuração específica autenticada em cartório.

O procurador deverá apresentar seu RG e entregar cópia do mesmo juntamente com a referida procuração. Os documentos deverão ser entregues em envelope aberto para que os mesmos possam ser conferidos pelo servidor que receber a referida documentação.

As inscrições são gratuitas e serão realizadas na sede da Aderr, localizada na Rua Coronel Mota, 1132, Bairro Centro, Boa Vista-RR, conforme cronograma no horário das 8h às 13h (horário local).

 

Avalie este item
(0 votos)

No próximo sábado, dia 28, será realizado o evento ‘Maratona Enem’, um aulão presencial preparatório para o Exame Nacional do Ensino Médio, destinado aos estudantes de escolas públicas. A Maratona ocorrerá no Palácio da Cultura Nenê Macaggi das 14h às 18h, e será gratuita.

O Maratona Enem é fruto da parceria entre o Governo de Roraima, plataforma Estudo Play Soluções Educacionais e TV Assembleia (canal 57.3), para disponibilizar aulas gratuitas preparatórias para o exame.

As vagas são limitadas em função do espaço físico, então, os interessados em participar precisam fazer uma inscrição bem simples, on line, acessando o site www.estudoplay.com.br/maratonaenem.

O aulão será conduzido por um time de professores da plataforma Estudo Play e também de Roraima, com experiência em aulas preparatórias para o Enem, cursinhos e vestibulares, com dicas especiais para os estudantes garantirem aprovação e será transmitida de forma on line para todo Brasil, por meio da Plataforma Estudo Play. Também haverá transmissão ao vivo do aulão pela TV Assembleia.

“Esta é uma parceria muito bem vinda e é mais uma estratégia do Governo de Roraima para ajudar os alunos do Ensino Médio, que estão estudando para o Enem e vestibulares. Um reforço neste período de aulas pós-pandemia, para auxiliar os alunos a alcançarem o sucesso nos estudos”, destacou o secretário de Educação e Desporto, Nonato Mesquita.

Aulas pela internet e TV

Por meio dessa parceria, são ofertadas diariamente aulas gratuitas via canal do Youtube (@EstudoPlay) e reprisadas todos os sábados, a partir das 14h, pela TV Assembleia. As aulas são ministradas por professores experientes de vários estados do Brasil.

Por meio da plataforma, são disponibilizadas questões via QR Code, propostas de redação, textos motivadores, simulados fórum tira-dúvidas. São aulas dinâmicas e diferenciadas envolvendo todos os componentes curriculares do Ensino Médio.

Por meio de links, os estudantes também podem interagir e sugerir à equipe da Estudo Play, temas para serem trabalhados nas aulas ou revisão de determinados conteúdos que tenham maior interesse.

 

Quinta, 26 Mai 2022 12:15

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 414.121 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.720 foram confirmados, sendo 30.241 por RT-PCR e 125.479 por teste rápido, 258.401 descartados, sendo 69.703 por RT-PCR e 188.698 por teste rápido e 2.152 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.219 em Alto Alegre, 1.358 no Amajari, 119.828 casos foram notificados em Boa Vista, 2.894 em Bonfim, 3.723 no Cantá, 3.209 em Caracaraí, 2.463 em Caroebe, 1.632 em Iracema, 2.926 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.788 em Pacaraima, 3.905 em Rorainópolis, 1.934 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.407 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.842 em Alto Alegre, 2.421 em Amajari, 202.055 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.560 em Bonfim, 4.380 no Cantá, 4.120 em Caracaraí, 3.480 em Caroebe, 1.875 em Iracema, 3.942 em Mucajaí, 1.082 em Normandia, 7.830 em Pacaraima, 6.521 em Rorainópolis, 3.138 em São João da Baliza, 2.079 em São Luís e 1.209 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.152 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.621 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 54 de Pacaraima, 72 de Rorainópolis, 14 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 153.453 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.180 em Alto Alegre, 1.333 em Amajari, 118.139 são de Boa Vista, 2.856 de Bonfim, 3.675 no Cantá, 3.116 em Caracaraí, 2.442 em Caroebe, 1.609 em Iracema, 2.879 em Mucajaí, 962 em Normandia, 2.734 em Pacaraima, 3.833 em Rorainópolis, 1.918 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.383 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

Nesta quarta-feira, dia 25, a PCRR (Polícia Civil de Roraima) recebeu, por meio do IML (Instituto de Medicina Legal), a visita da comitiva do CICV (Comitê Internacional da Cruz Vermelha), que realizou uma doação, por meio de uma parceria, para o serviço de deslocamento e manutenção das câmaras frias, utilizadas para armazenamento de cadáveres.

A comitiva da Cruz Vermelha foi representada pelo chefe das Operações da Delegação Regional do CICV para o Brasil, Argentina, Chile, Uruguai e Paraguai, Laurent Reza Wildhaber, e pela Delegada de Proteção da Comissão, Jimena Leyva.

De acordo com a delegada adjunta da Polícia Civil de Roraima, Darlinda Moura, que acompanhou a visitas ao local onde foram instaladas as câmaras frias, desde 2018 a PCRR e o CICV têm realizado várias parcerias, por meio de doações e serviços que têm sido de grande importância para a Instituição.

“Nessa parceria foi possível restaurarmos as câmaras frigoríficas do IML, deslocando-as para uma área mais ampla. A cada dia nossa população aumenta e são necessárias as ampliações de todos os serviços de atendimento à população. Nesta ocasião, o CICV disponibilizou os serviços de manutenção das câmaras frias que necessitavam de reparos para o pleno funcionamento”, disse a delegada.

Conforme a diretora do IML, Marcela Campelo, foram restauradas seis câmaras frias, cada uma com seis gavetas, ampliando para 36 a capacidade de armazenamento de corpos. Para este serviço, de conservação de cadáveres, apenas o Instituto conta com as câmaras frias para atender todas as demandas do Estado.

“Quando um cadáver dá entrada em nosso Instituto e não tem familiar presente ou o corpo não é prontamente identificado, é necessário que ele permaneça conservado em condições adequadas, até que ele seja liberado para a família. Por sermos o único órgão público que possui câmaras frias no Estado, é imprescindível que tenhamos disponibilidade de vagas para atender toda a demanda, que só aumenta a cada dia”, enfatizou a diretora.

De acordo com Laurent Reza Wildhaber, além de oferecer o serviço de deslocamento e manutenção das câmaras frias, o CICV deve continuar com a parceria com o Instituto em outras ações.

Laurent destacou que o CICV deve oferecer apoio técnico ao IML, e a parceria continuará sendo valorizada.

“Observamos um aumento de óbitos de imigrantes, que muitas vezes precisam de repatriação, e trabalhamos para que isso ocorra. Desta forma entendemos e ajudamos nesse serviço, para que câmaras frias estejam funcionando adequadamente e atendendo à demanda, nesse momento delicado”, disse.

Para o médico legista e presidente da ARPO (Associação Roraimense de Peritos Oficiais de Natureza Criminal), Antônio Medeiros, é de grande importância para o Estado a ampliação do número das câmaras de conversação.

“Elas vão atender tanto às periciais de natureza criminal, que é objeto de atendimento do Instituto, como também atender aos pedidos da Secretaria de Saúde, por exemplo, para conservação de pessoas que evoluíram a óbito por natureza epidemiológica, de doenças e não por mortes violentas, como de acidentes, homicídios e suicídios”, finalizou.

Avalie este item
(0 votos)

Encerrando o ciclo de eventos relativos à Segurança do Paciente e ao Dia Nacional de Controle de Infecção Hospitalares, comemorado no dia 15 de maio, a Secretaria de Saúde, promove nesta quinta-feira, dia 26, o I Encontro Estadual de Segurança do Paciente.

O evento começa às 9 horas, no auditório da CGVS (Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde), que fica localizado na rua Dr. Arnaldo Brandão com avenida Capitão Júlio Bezerra, nº 283, bairro São Francisco.

"Esse encontro será presencial, aqui na CGVS, e será voltado para os gerentes dos núcleos de segurança do paciente das unidades hospitalares", destacou a gerente do Núcleo de Controle de Infecção Hospitalar e Segurança do Paciente, Suelen Belo.

O encontro contará com quatro palestras que abordarão temas como a importância dos núcleos de segurança dos pacientes, adoção de protocolos de segurança e a execução de ações e metas para fortalecer o trabalho nas unidades de saúde.

“Queremos reforçar a importância dos núcleos de segurança do paciente, o trabalho em conjunto das unidades, e as metas para fortalecer as notificações de eventos adversos. Nós teremos duas palestrantes de fora e esse evento vai auxiliar ainda mais os trabalhos da nossa saúde”, completou.

PROGRAMAÇÃO

Palestra 1 - Histórico, Legislação e Importância dos Núcleos de Segurança do Paciente

Palestrante: Suelen Belo (Mestra em Recursos Naturais pelo PRONAT/UFRR e gerente do Núcleo de Controle de Infecção Hospitalar e Segurança Pública da Sesau).

Palestra 2 - Protocolos de Segurança do Paciente

Palestrante: Enfª Ester Correa Rodrigues Faria (Enfermeira e especialista em Qualidade em Saúde e Segurança do Paciente pela Fiocruz-RJ).

Palestra 3 - Uso racional de medicamentos e autocuidado

Palestrante: Irlany Dayana Moreno Rodrigues (Bioquímica e Especialista em Saúde Pública, Gestão da Assistência Farmacêutica e Perícia Criminal).

Palestra 4 - Importância das notificações de eventos adversos. Notificações no ano de 2021

Palestrante: João Ferreira de Lira Neto (Especialista em Epidemiologia/ FAMA-PR).

Avalie este item
(0 votos)

O Estado de Roraima já atinge 95% do rebanho imunizado nesta 43º edição da campanha de vacinação contra a febre aftosa. Esse percentual corresponde a 1.038.189 cabeças de gado vacinadas e declaradas pelos produtores na Aderr (Agência de Defesa Agropecuária).

Esse número é considerado pelos técnicos responsáveis pela campanha como satisfatório, pois está dentro dos parâmetros exigidos pela OIE (Organização Mundial de Saude Animal) e pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), para manutenção do status internacional de livre da febre aftosa com vacinação.

Para conclusão do relatório final da campanha ainda falta serem lançados parte dos números da Agulha Oficial, que encerrou suas atividades no último final de semana nos municípios de Pacaraima, Uiramutã e Normandia, região das reservas indígenas Raposa/Serra do Sol e São Marcos, com fronteiras internacionais.

A exigência do Mapa para as etapas de vacinação é que sejam imunizados acima de 90% de todo o rebanho. Com o percentual de 95%, Roraima consegue manter a regularidade no índice de cobertura vacinal com números que contribuem para a manutenção do status sanitário.

“Os investimentos que o governador Antonio Denarium vem fazendo na defesa agropecuária são determinantes para manter esse percentual de vacinação contra a febre aftosa. Além disso, é importante ressaltar a parceria com o Ministério da Agricultura, que tem ajudado muito para assegurar a sanidade dos nossos rebanhos”, enfatizou o presidente da Aderr, Marcelo Parisi.

Segundo o médico veterinário e fiscal agropecuário Marcos Duarte, Chefe do Programa Estadual de Vigilância da Febre Aftosa da Aderr, o produtor rural tem papel fundamental na manutenção do status internacional, pois já consolidou uma consciência capaz de assegurar a sanidade de seu rebanho, que é reforçado com a realização das campanhas de vacinação.

“Vários motivos podemos elencar para justificar o aumento dessa conscientização por parte do produtor rural. Por exemplo, a presença do Governo do Estado, por meio da Aderr, no Interior fazendo essa educação, orientando o produtor sobre a importância de cuidar da sanidade do rebanho, pois ele rende mais, os ganhos são maiores”, ressaltou Duarte.

Avalie este item
(0 votos)

A Femarh (Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos) e a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil encerraram nesta terça-feira, dia 24, a última etapa do edital para contratação de 226 brigadistas da Defesa Civil, no Corpo de Bombeiros Militar de Roraima, promovida pelo Governo do Estado.

Essa etapa, conhecida como TAF (Teste de Aptidão Física), ocorreu entre os dias 16 a 24 de maio na sede de cada um dos 15 municípios do Estado.

Ao todo foram compostas quatro equipes de avaliação que percorreram os 15 municípios para a aplicação do teste em cumprimento do Edital 03/2022 que resultará na contratação dos 226 brigadistas.

O teste é dividido em quatro etapas. A primeira é a caminhada com bomba costal, que tem a finalidade de aferir e avaliar a resistência muscular, aeróbica e a capacidade cardiorrespiratória dos candidatos. A mochila contém cerca de 24 litros de água e o candidato deve caminhar no mínimo 3 quilômetros em 30 minutos.

O segundo é a flexão de braço, que afere a força e resistência dos membros superiores; A terceira contemplou os exercícios abdominais e por fim, a corrida de 12 minutos onde foi possível avaliar as condições cardiorrespiratórias de cada candidato.

Segundo o presidente da Femarh, Glicério Fernandes, o Governo vai contratar 12 brigadistas no município de Alto Alegre, 20 no Amajari, 17 em Boa Vista, 22 no Bonfim, 9 no Cantá, 16 em Caracaraí, 16 em Caroebe, 11 em Iracema, 18 em Mucajaí, 20 em Normandia, 15 em Pacaraima, 12 em Rorainópolis, 14 em São João da Baliza, 16 em São Luiz e 8 no município de Uiramutã.

Glicério informou que a comissão de avaliação continuará trabalhando com o objetivo de consolidar os resultados da performance física de cada candidato, segundo a tabela do Corpo de Bombeiros Militar. “E então teremos a classificação final, os cumprimentos dos prazos de contestação, se houver, a publicação e a assinatura do contrato entre a Femarh e os 226 novos brigadistas”, adiantou.

Os brigadistas atuarão no combate e prevenção de incêndios florestais, além de participação efetiva em operações de estiagem, inverno, e de combate à endemias, além de outras operações coordenadas pela Femarh e Defesa Civil.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima está contratando mais 40 profissionais para reforçar o atendimento na rede estadual de ensino. Após finalização do processo seletivo, nesta quarta-feira, 25, os candidatos aprovados para os cargos de psicólogos, assistentes sociais e nutricionistas estão assinando contratos e recebendo a lotação de local de trabalho.

O Processo Seletivo Temporário tem validade de 12 meses, a contar da data da homologação do certame, e poderá ser prorrogado por igual período, por excepcional interesse da Administração Pública.

“É a primeira vez que o Governo de Roraima contrata esses profissionais para o atendimento da educação. Eles vão auxiliar o trabalho da rotina escolar, garantido assistência necessária para que o estudante alcance o sucesso escolar, que é o nosso maior objetivo”, destacou o governador Antonio Denarium.

Estão sendo contratados 18 psicólogos, 10 assistentes sociais e 12 nutricionistas que vão atender escolas nos 15 municípios do Estado, com o objetivo de assegurar um ensino integral aos estudantes, uma vez que esses profissionais são essenciais para auxiliar o pleno desenvolvimento educacional.

O processo seletivo teve início em abril e contou com várias etapas, entre elas, avaliação de provas e títulos e entrevistas, sendo encerrado no dia 20, com a publicação do resultado final no Diário Oficial do Estado. Nos próximos dias 26 e 27 haverá uma capacitação para os profissionais assistentes sociais e psicólogos.

A assistente social Vanessa Francisca Chagas de Oliveira disse que desde a sua graduação, faz pesquisa na área de assistência social voltada para crianças e adolescentes.

“E quando foi aprovada lei para inserção de psicólogos, assistentes sociais na educação, me debrucei a pesquisar ainda mais sobre o assunto. Agora tivemos a causa abraçada pelo Governo do Estado que está inserindo esses profissionais no âmbito da educação e eu espero fazer o melhor trabalho para os estudantes”, disse Vanessa.

Os novos servidores terão uma remuneração de R$ 3.918,00 e jornada de trabalho de 30 horas semanais. Para o secretário Adjunto da Educação Básica, Semaias Alexandre, os profissionais vão fazer a diferença no ambiente escolar.

“Os psicólogos e assistentes sociais vão nos ajudar a acolher tantos estudantes quanto professores nesse retorno de aulas presenciais pós-pandemia, que foram afetados de alguma forma pela covid-19 e precisam de auxílio. Já a contratação dos nutricionistas era uma demanda antiga, eles vão atuar para garantir ainda mais a segurança alimentar e qualidade da merenda que chega em nossas escolas”, destacou Semaias.

Avalie este item
(0 votos)

Após nove dias de Gymnasiade, campeonato escolar mundial disputado na França, a estudante Rafaela Marques da Silva, de 17 anos, retornou para casa com muita alegria e orgulho por ter representado tão bem o Estado de Roraima, bem como o Brasil.

Na manhã desta quarta-feira, dia 25, a campeã mundial de boxe estudantil foi recebida pelos amigos e professores do CEM (Colégio Estadual Militarizado) Professora Maria dos Prazeres Mota, onde a jovem cursa a 3ª Série do Ensino Médio.

“Às vezes faltam palavras para descrever o que eu estou sentindo, mas os principais sentimentos são de orgulho e de dever cumprido, por ter realizado um bom trabalho”, disse, satisfeita, Rafaela.

Como forma de homenagem, a equipe escolar organizou para a atleta um desfile pelas principais ruas da Capital no caminhão do Corpo de Bombeiros Militar de Roraima, que foi acompanhada por professores, familiares e alunos do Colégio.

A COMPETIÇÃO

O Gymnasiade é a maior competição esportiva escolar do mundo, realizada pela Federação Internacional de Desporto Escolar. Nesta edição, o evento contou com a participação de 3.399 estudantes-atletas de 69 países, em 20 modalidades.

A delegação da Confederação Brasileira do Desporto Escolar contou com 345 integrantes (atletas, técnicos, árbitros e equipe médica). Foi a maior delegação da competição com 230 estudantes atletas, de 22 estados competindo em 18 modalidades. Em Roraima, as competições contam com apoio da FEDERR (Federação Roraimense de Desporto Escolar).

Autoridades recepcionam aluna-atleta

A campeã também foi recebida no Palácio Senador Hélio Campos, pelo governador Antonio Denarium e pela primeira dama Simone Denarium. O governador parabenizou a atleta e reforçou o compromisso com o esporte escolar.

“É um título inédito para o esporte estudantil roraimense, então parabenizo à Rafaela e todos os profissionais envolvidos no trabalho em apoio ao esporte no Estado. O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Educação e Desporto e da Secretaria de Trabalho e Bem-Estar Social, está enviando centenas de alunos para participar de competições nacionais e internacionais, valorizando o esporte roraimense”, afirmou o governador.

Antes de embarcar para a França, a atleta Rafaela Marques conquistou medalha de bronze nos Jogos Sul-americanos da Juventude, em Rosário, na Argentina, junto da Seleção Brasileira de Boxe.

O pai da atleta e também boxeador, Ronaldo Silva, não escondeu a emoção em ver a filha campeã mundial.  “Minha filha em 15 dias, conquistou dois continentes. Ela treina desde os oito anos de idade comigo e recentemente foi treinar com a Seleção Brasileira de Boxe, onde ela pôde se aprimorar, até se consagrar campeã mundial”, disse Ronaldo.

Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima, por meio do Corpo de Bombeiros Militar e da Defesa Civil Estadual, deu início à Operação Inverno 2022. A montagem do gabinete emergencial ocorreu durante reunião, na terça-feira, 24, realizada na sede da Defesa Civil de Roraima.

A atuação emergencial de resposta do Governo de Roraima iniciou no dia 17 de maio, seguindo o plano de contingência da Defesa Civil e em decorrências das fortes chuvas registradas naquele dia. Entre os dias 17 e 18, foram registrados, pelo Instituto Nacional de Meteorologia, 193 milímetros de chuvas no Estado.

“Demos início, devido às fortes chuvas ocorridas na semana passada, as ações emergenciais de resposta nos municípios de Boa Vista, Alto Alegre, Cantá, Rorainópolis, Caroebe, São João da Baliza e São Luiz. Nestes municípios, realizamos vistorias nas estradas, vicinais e pontes, acionando os órgãos municipais, estaduais e federais responsáveis”, disse o comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar e secretário Executivo de Proteção e Defesa Civil de Roraima, coronel Anderson Carvalho de Matos.

Além das vistorias, as equipes do Governo de Roraima vêm atuando na baldeação e remoção de famílias de áreas atingidas. “Realizamos remoção de famílias ilhadas em Rorainópolis, Caroebe e Baliza. Estamos com equipes realizando baldeações no município do Cantá, São Luiz e Caroebe”, destacou o coronel Anderson Carvalho de Matos.

Com a montagem do gabinete emergencial, as ações estaduais serão centralizadas, oferecendo maior agilidade no apoio à população atingida. “Ao verificarmos o aumento do volume de chuvas, me reuni com os órgãos de proteção e defesa civil do estado e determinei a montagem do gabinete. O Governo de Roraima, com os Bombeiros Militares e os brigadistas estaduais, está preparado para atuar nas ações emergenciais necessárias neste inverno”, disse o governador de Roraima, Antonio Denarium.

AÇÕES EMERGENCIAIS ESTADUAIS

O Governo de Roraima está atuando nas ações de resposta às cheias dos Rios e Igarapés do Estado. Alguns municípios, como Amajari, Cantá, Bonfim, Rorainópolis, São João da Baliza, Caroebe, São Luiz, Mucajaí e a capital Boa Vista enfrentam problemas mais graves e estão recebendo maior atenção dos órgãos de Proteção e Defesa Civil do Estado.

Neste momento, o Governo de Roraima atua na baldeação e retirada de famílias no Cantá, devido a cheia do Rio Cachorro e Itã. As vicinais de acesso aos Projetos de Assentamento Tatajuba, Taboca, Pau Brasil e Jatobá ficaram isoladas e os moradores estão recebendo apoio para locomoção.

Em Boa Vista, algumas famílias foram retiradas de residências nos bairros Senador Hélio Campos e Cauamé.

Em São Luiz, na vicinal 21, e em Caroebe, vicinal 03, o Governo do Estado mantém equipes atuando na baldeação de famílias. E em Rorainópolis, a 2ª Companhia do Corpo de Bombeiros Militar de Roraima realizou a remoção de algumas famílias nas vicinais 01, 09 e 28 e na vicinal 32 de São João do Baliza.

As cheias do Rio Jauaperi também atingiram o município de Rorainópolis, impossibilitando o tráfego de veículos pequenos no KM 166 pela BR 174, próximo a vila de Nova Colina. Uma equipe da 2ª CIA esteve no local e acionou a Polícia Rodoviária Federal para o isolamento e controle do tráfego de veículos.

A BR-432, que interliga o Sul do Estado de Roraima rompeu em três trechos, impossibilitando totalmente o tráfego de veículos. Os locais foram vistoriados pela Defesa Civil de Roraima que acionou o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre), que realizou a manutenção da via e o trânsito de veículos foi normalizado.

No Bonfim, uma forte chuva causou o isolamento da comunidade indígena do Pium. A Defesa Civil de Roraima esteve no local.

ESTIMATIVA DE FAMÍLIAS ATINGIDAS PELAS CHUVAS

Segundo dados repassados pelos órgãos municipais, o Governo de Roraima estima que mais de 200 famílias foram atingidas pelas chuvas e cheias dos rios. Grande parte desse total de famílias foi atendida pelas equipes estaduais, seja com baldeação apenas para locomoção diária ou retirada e destinação para outras residências.

Avalie este item
(0 votos)

Para melhorar o serviço prestado pelo Iper Instituto de Previdência do Estado de Roraima) e estreitar a relação  com os segurados, a Ouvidoria instalou, na sala de atendimento presencial, uma urna de manifestações, que permite o registro de reclamações, sugestões, denúncias, elogios e solicitações de informações, garantindo mais uma ferramenta de comunicação para ouvir os segurados. 

O Iper já dispõe de outros canais de comunicação com os beneficiários, que podem fazer suas manifestações pelos emails Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.,  e pelo site Fala BR (falabr.cgu.gov.br) .

Para a presidente do Instituto, Adriana Padilha, o importante é manter o diálogo com os aposentados e pensionistas.

“Queremos ouvir os nossos beneficiários para estar sempre melhorando nossos serviços e criar essa relação de confiança,” afirmou.

A ouvidora Luanny Neves de Mesquita explica que a urna de manifestações é um espaço livre e sigiloso e visa estreitar os laços com os beneficiários do Iper.

“As pessoas podem fazer algum elogio, critica ou sugestão. Lembramos que os dados são sigilosos e a Ouvidoria estará monitorando todos os dias essas informações e entrando em contato para dar uma resposta sobre as demandas”, explicou a Ouvidora.

As manifestações coletadas serão cadastrados no site Fala BR, um sistema desenvolvido pela CGU (Controladoria-Geral da União) que integra as ouvidorias do País. 

Avalie este item
(0 votos)

O Etnoturismo é o tipo de turismo em que os viajantes conhecem de perto a vida, os costumes e a cultura de um determinado povo, especialmente povos indígenas.

Roraima, estado brasileiro que concentra os maiores territórios indígenas, está iniciando a prática do turismo nas comunidades, evidenciando os costumes desses povos. E tudo isso está em destaque na revista “RORAIMA, Um Destino, Mil Roteiros – Edição Etnoturismo”, que conta com a parceria institucional da Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Roraima).

A digital influencer escreve as histórias de viagem de família e amigos para o blog https://elizabethwerneck.com/, uma mistura de experiência compartilhada com todos que adoram conhecer destinos turísticos e uma forma de agradecer devolvendo um pouco das informações já recebidas. Além disso, a influencer tem mais de 130 mil seguidores no Instagram.

“O intuito da publicação é apresentar as comunidades indígenas que hoje operam com etnoturismo, que estão com o plano de visitação aprovados pela Funai [Fundação Nacional do Índio] e que já vem trabalhando com o receptivo turístico nas suas comunidades”, alegou o diretor do Departamento de Turismo do Governo de Roraima, Bruno Muniz.

Além do etnoturismo, a revista apresenta outros atrativos do Estado como a Serra do Tepequém, Serra Grande, a pesca esportiva no Baixo Rio Branco e o famoso Monte Roraima. Também é possível encontrar na revista um mapa legendado, especificando municípios turísticos, localidades, hidrografia, limites municipais, limites estaduais e limites internacionais.

“A partir desses roteiros, vamos ampliar o número de produtos turísticos do nosso Estado. As comunidades que estão presentes na revista ganham notoriedade, destaque e é um compromisso da atual gestão do governo em desenvolver diversas oportunidades de negócios e de empreendimentos nas comunidades indígenas, e uma dessas grandes oportunidades é o turismo”, explicou Muniz.

A revista também está disponível para download no link: https://www.portal.rr.gov.br/etno.

OUTRAS EDIÇÕES

No dia 19 de maio de 2021, a primeira edição da revista “RORAIMA, Um Destino, Mil Roteiros” foi lançada com o tema Turismo e Pesca Esportiva. A ação ocorreu durante o evento de lançamento do Roraima Fishing Show, 1º Simpósio da Pesca Esportiva no Estado.

Avalie este item
(0 votos)

A Sesau (Secreatria de Saúde) anunciou a retomada das biópsias de próstata na Clínica Médica Especializada Coronel Mota nesta terça-feira, dia 24. O exame é indispensável para detectar lesões malignas ou nódulos suspeitos que possam resultar no câncer de próstata.

Anteriormente, o procedimento era ofertado por meio de uma clínica conveniada. Agora, o serviço passa a ser realizado todas às sextas-feiras, na própria unidade, que fica localizada na rua Coronel Pinto, 636 Centro.

“Para o paciente que necessitar realizar o exame, basta comparecer na recepção do Coronel Mota com o pedido médico e as cópias de identidade, CPF, cartão do SUS e comprovante de residência. Será feito o agendamento de uma consulta prévia para o especialista avaliar esse paciente antes do procedimento”, destacou a diretora geral do Coronel Mota, Rayane Phranklismar.

Além da apresentação das cópias documentais, o paciente também precisa apresentar ao médico urologista que fará o exame prévio, outros exames complementares, como PCA, hemograma, entre outros.

No dia da consulta, serão analisados os exames já feitos pelo paciente para que o especialista identifique possíveis alterações, para em seguida encaminhá-lo ao procedimento, que acontece todas às quartas-feiras.

“Na consulta prévia, o paciente vai receber todas as orientações necessárias, de como o exame é realizado, o preparo que precisa ter antes da realização da biópsia, os aspectos do pós-exame, entre outras situações. Depois da coleta do material, o paciente levará essa amostra para o Laper [Laboratório de Anatomia e Patologia de Roraima]”, completou.

A IMPORT NCIA DO EXAME

Exame de próstata é um procedimento preventivo capaz de identificar alterações presentes nas glândulas, inclusive da próstata. A avaliação das alterações precisa ser complementada para definir se é compatível com hiperplasia, infecções, inflamações ou câncer.

Recomenda-se que os homens façam exames de próstata periodicamente a partir dos 40 anos. Se houver casos na família de câncer de próstata, a melhor idade para iniciar os exames deve ser previamente conversada com um médico, uma vez que a hereditariedade é um dos principais fatores de risco para a doença.

 

Avalie este item
(0 votos)

O Censo Escolar 2022, maior pesquisa educacional do país, terá início nesta quarta-feira, dia 25 e seguirá até o dia 1° de agosto. Neste período, serão coletados dados importantes sobre a Educação no Brasil.

O Censo é coordenado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) e realizado em regime de colaboração entre as secretarias estaduais e municipais de educação, com a participação de escolas públicas e privadas.

Durante a pesquisa, são coletados dados de todas as etapas e modalidades de ensino como Educação Infantil, Ensino Fundamental, Médio, além de Educação Especial, EJA (Educação de Jovens e Adultos) e Educação Profissional. As informações são inseridas por gestores e secretários escolares no Sistema Educacenso.

Nesta primeira etapa, os responsáveis preenchem questionários sobre a escola, quantitativo de alunos, dados de professores e gestores, bem como informações sobre o funcionamento da instituição. Neste ano, também serão coletados dados sobre o Novo Ensino Médio em escolas que já aderiram ao modelo.

“Convido todos os gestores e secretários de escola, envolvidos na realização do Censo Escolar a se engajarem nessa importante tarefa”, ressaltou a coordenadora estadual do Censo Escolar, Rosalete Saldanha.

CENSO ESCOLAR

O Censo Escolar ocorre de forma simultânea e programada em todos os estados do país. Por meio da coleta de dados, é possível obter informações individualizadas de cada estudante, professor, turma e escola do Brasil, de todas as redes, públicas (municipais, estaduais e federais) e privadas.

O Censo é uma importante ferramenta para o processo de ensino, uma vez que é com base nos dados coletados que são definidas as políticas públicas educacionais e o repasse de recursos do Governo Federal para o fomento das ações na área da educação.

No ano passado, o Censo Escolar da Educação Básica registrou 46,7 milhões de matrículas, em 178 mil escolas da Educação Básica. O Estado de Roraima registrou a matrícula de 77.313 estudantes em 346 escolas.

Avalie este item
(0 votos)

Como parte da programação da campanha Maio Amarelo, o Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima) promove o I Workshop Segurança no Trânsito. Será no dia 27 deste mês, das 8h às 12h e das 14h às 18h, no auditório da OAB-Roraima.

Durante o workshop, representantes do Detran-RR, Sest-Senat (Serviço Social do Transporte e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte), Polícia Rodoviária Federal , Corpo de Bombeiros Militar de Roraima, Polícia Militar de Roraima e Ministério Público de Roraima irão ministrar palestras sobre primeiros socorros, equipamentos de segurança e prevenção de acidentes.

O evento é aberto à população e acadêmicos de universidades e faculdades podem participar, fazendo a inscrição no site do Detran-RR (www.detran.rr.gov.br). Ao final, irão receber certificado de horas complementares.

O workshop faz parte da campanha Maio Amarelo, dedicada à segurança viária. O movimento é internacional e tem o objetivo de conscientizar a população sobre a segurança no trânsito. Foi instituído com base em uma resolução da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), publicada em 11 de maio de 2011, por isso maio foi escolhido como o mês para o evento.

PROGRAMAÇÃO

I WORKSHOP SEGURANÇA NO TRÂNSITO

LOCAL: Auditório da OAB-RR

Dia: 27/05

Horário: Das 8h às 12h e das 14h às 18h

MANHÃ

RECEPÇÃO

ABERTURA

PRF-RR

Tema: Equipamentos obrigatórios: dispositivos para preservar vidas e bens

Palestrante: PRF Adriano Bom Jesus

DETRAN-RR

Tema: Álcool e direção

Palestrante: Agente de trânsito Vilmar Florêncio Barbosa

TARDE

CORPO DE BOMBEIROS

Tema: Primeiros socorros em acidentes envolvendo motociclista

Palestrante: Sargento Gabriel Oliveira de Araújo

POLÍCIA MILITAR

Tema: Educação para o trânsito, quando e onde começa?

Palestrante: SGT PM Josué Figueiredo

SEST-SENAT

Tema: Prevenção de acidentes

Palestrante: Daniel Gameiro - responsável técnico pela clínica de saúde do SEST-SENAT

MINISTÉRIO PÚBLICO

Tema: O rigor das leis para prevenção no trânsito

Palestrante: Promotor Silvio Hadad Macias

MESA REDONDA

COQUETEL

Avalie este item
(0 votos)

A maior competição esportiva estudantil do Estado de Roraima está de volta. Após dois anos de pandemia, o Governo de Roraima promoverá a 49ª edição dos JER’S (Jogos Escolares de Roraima).

“O esporte é uma ferramenta importante para educação, socialização e inclusão. Em minha gestão tenho incentivado nossos jovens e adolescentes a participarem de eventos nacionais e internacionais e temos visto bons resultados, com muitos destaques em competições. Mas, acima dos resultados, estão os valores que são ensinados por meio dos treinos e convivência diária em cada modalidade esportiva”, destacou o governador Antonio Denarium.

O Governo de Roraima, por meio da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), realiza o evento que envolve várias equipes como arbitragem, alojamento, alimentação e logística de transporte. Toda a organização dos JER’S é de responsabilidade do IDRR (Instituto do Desporto de Roraima).

Inscrições e fases da competição

As inscrições para participação nos 49° JER’S já estão abertas e ocorrem de 23 de maio a 3 de junho.  Para as escolas da Capital, as inscrições são presenciais, na sede do IDRR, localizada no Estádio Canarinho, das 8h às 12h e das 14h às 17h30. As escolas devem enviar as fichas de inscrição devidamente preenchidas.

Para as escolas do interior, a inscrição será on line, via e-mail. E as fichas de inscrição devem ser enviadas no formato PDF.

Este ano, os JER’S serão realizados em seis fases, sendo quatro fases regionais, fase capital e fase final. A Regional I ocorrerá em Normandia, no período de 1° a 4 de julho e envolverá os municípios de Bonfim e Cantá. As inscrições da Regional I devem ser enviadas para o email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

A Regional II ocorrerá em Rorainópolis, entre os dias 7 a 10 de julho, para os municípios de Caroebe, São João Baliza e São Luiz. As inscrições deverão ser enviadas para o email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

A Regional III será realizada em Caracaraí, de 13 a 16 de julho, para atender os estudantes dos municípios de Mucajaí e Iracema. As inscrições devem ser enviadas para o email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

A Regional IV será em Amajari, de 20 a 23 de julho, e contemplará os municípios de Pacaraima, Alto Alegre e Uiramutã. As inscrições devem ser enviadas ao email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

A etapa Capital será realizada em Boa Vista, de 27 a 30 de julho, atendendo alunos-atletas de escolas da cidade de Boa Vista e da Zona Rural. As inscrições de atletas da região Boa Vista Rural devem ser enviadas para o email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

A fase final, que reunirá as equipes e atletas classificados nas fases regionais e capital, está marcada para ocorrer em Boa Vista, no período de 3 a 10 de agosto.

“Estamos retornando esse momento histórico para a vida estudantil de nossos alunos, que terão a oportunidade de se reencontrar, socializar, dividir esse momento de alegria após um período pandêmico. A Secretaria de Educação está empenhada em fazer uma bonita festa e cumprir a determinação do governador Antonio Denarium para realizar mais uma edição dos tradicionais Jogos Escolares de Roraima”, disse Nonato Mesquita, secretário de Educação e Desporto. 

A última edição dos Jogos Escolares de Roraima, realizada em 2019, reuniu 3.304 alunos-atletas de 127 escolas da Capital e do Interior.

Modalidades disputadas

Os alunos-atletas vão disputar medalhas e o lugar mais alto do pódio em dez modalidades individuais (atletismo, ciclismo, judô, karatê, natação, taekwondo, tênis de mesa, vôlei de praia, xadrez e ginástica rítmica) e em quatro coletivas (basquetebol, futsal, handebol e voleibol) nas categorias 12 a 14 anos e 15 a 17 anos, nos naipes masculino e feminino.

No xadrez, somente haverá disputa na categoria 15 a 17 anos e a ginástica rítmica, na categoria 13 a 15 anos, somente no naipe feminino. Já a modalidade de futebol de campo será disputada em um outro evento escolar que será organizado pelo IDRR, no segundo semestre deste ano.

Avalie este item
(0 votos)

Nesta terça-feira, 24 de maio, a Secult (Secretaria de Cultura e Turismo) receberá a digital influencer Elizabeth Werneck, que vem ao Estado com o intuito de conhecer o etnoturismo e explorar o trade indígena, os novos roteiros, evidenciando assim a cultura indígena e belezas naturais.

Elizabeth inicia a visita por Boa Vista e no dia 25 de maio, quarta-feira, viaja com destino à Comunidade Indígena Raposa I, em Normandia.

A digital influencer escreve as histórias de viagem de família e amigos para o blog https://elizabethwerneck.com/, uma mistura de experiência compartilhada com todos que adoram conhecer destinos turísticos e uma forma de agradecer devolvendo um pouco das informações já recebidas. Além disso, a influencer tem mais de 130 mil seguidores no Instagram.

A ação faz parte do programa Voar De Novo, uma parceria entre o Governo de Roraima, com a Abaer (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) e o Fornatur (Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo).

A comunidade da Raposa l foi a primeira comunidade indígena de Roraima a protocolar um plano de visitação aprovado pela Funai (Fundação Nacional do Índio) a fim de operar o turismo em terras indígenas em Roraima.

“Ela vai ter uma vivência junto com a família sobre toda a experiência do etnoturismo aqui no estado de Roraima. Vai vivenciar lá as experiências da elaboração da panela de barro, pintura corporal, oficina de etnojoias e vai visitar os atrativos turísticos da comunidade”, explicou o diretor do Departamento de Turismo, Bruno Muniz.

A Secult também terá a parceria das agências Roraima Adventure e Fui Trilhar. As duas agências operam com o turismo em terras indígenas, oferecendo todo o apoio necessário. Outro parceiro será o Hotel Aipana, onde Elizabeth ficará hospedada durante grande parte do período de visitação, pois também passará alguns dias na comunidade.

“Recebemos na semana passada o Guilherme Serpa, influenciador de observação de aves e agora a Elizabeth que é especializada em turismo de família. Então a aposta do Governo do Estado é que o turismo se transforme em um roteiro que possa ser visitado tanto pelas as famílias roraimenses quanto as famílias de todo o mundo”, reforçou Bruno.

Avalie este item
(0 votos)

Nesta quarta-feira, dia 25, serão entregues as camisetas para os inscritos no 3º Passeio Ciclístico do Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima), que acontece neste próximo domingo, dia 29. No ato do recebimento é necessário apresentar um documento com foto.

A entrega será feita das 8h às 14h, na Assessoria de Comunicação do Detran-RR. Ainda há vagas abertas e o valor da inscrição, que pode ser feita no www.eventbrite.com.br, custa R$ 10,00. O arrecadado será revertido em alimentos para doações.

O evento acontece em alusão à Campanha Maio Amarelo, com a finalidade de chamar atenção dos condutores para um trânsito mais seguro e humanizado.

Este ano, o tema da campanha Maio Amarelo é “Juntos Salvamos Vidas”, uma vez que todos podem ajudar na segurança viária, com mais responsabilidade afetiva e paciência com as pessoas no trânsito.

PERCURSO

A concentração do passeio acontece a partir das 7h30, em frente à sede do Detran-RR. Em seguida, os ciclistas irão seguir por dentro da UFRR (Universidade Federal de Roraima), Avenida Ene Garcez, Parque do Rio Branco, pela Avenida Jaime Brasil e depois retornam para o local de origem.

Terça, 24 Mai 2022 10:10

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 413.630 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.679 foram confirmados, sendo 30.241 por RT-PCR e 125.438 por teste rápido, 257.951 descartados, sendo 69.703 por RT-PCR e 188.248 por teste rápido e 2.152 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.219 em Alto Alegre, 1.358 no Amajari, 119.823 casos foram notificados em Boa Vista, 2.893 em Bonfim, 3.723 no Cantá, 3.176 em Caracaraí, 2.463 em Caroebe, 1.632 em Iracema, 2.926 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.788 em Pacaraima, 3.905 em Rorainópolis, 1.934 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.406 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.842 em Alto Alegre, 2.421 em Amajari, 201.735 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.552 em Bonfim, 4.368 no Cantá, 4.119 em Caracaraí, 3.477 em Caroebe, 1.875 em Iracema, 3.941 em Mucajaí, 1.081 em Normandia, 7.830 em Pacaraima, 6.521 em Rorainópolis, 3.138 em São João da Baliza, 2.057 em São Luís e 1.128 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.152 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.621 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 54 de Pacaraima, 72 de Rorainópolis, 14 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 153.423 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.180 em Alto Alegre, 1.332 em Amajari, 118.129 são de Boa Vista, 2.856 de Bonfim, 3.675 no Cantá, 3.101 em Caracaraí, 2.442 em Caroebe, 1.609 em Iracema, 2.878 em Mucajaí, 962 em Normandia, 2.732 em Pacaraima, 3.833 em Rorainópolis, 1.918 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.383 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

O Dia Nacional do Calcário Agrícola, celebrado em 24 de maio, técnicos do Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural), do Governo de Roraima, explicam a importância do insumo para a correção da acidez do solo.

Além disso, o Iater oferece assistência especializada para o pequeno produtor rural. É o extensionista que vai orientar a quantidade adequada de corretivo, com base no resultado da análise de solo.

Segundo a engenheira Agrônoma do Iater, Rosianne Thomé, a acidez dos solos roraimense é elevada e, por isso, se faz necessário realizar a correção para que a produção não seja afetada. “Quando se aplica o calcário, ele anula o alumínio que é um elemento tóxico para as plantas e vai aumentar o pH para uma faixa ideal, que as plantas conseguem tirar os nutrientes do solo. Então, o calcário faz com que os nutrientes estejam disponíveis para a planta absorver, se nutrir e produzir os frutos”, explica a especialista.

O presidente do Iater, Marlon Buss, destaca a atuação dos técnicos para auxiliar os pequenos produtores com a correção do solo de forma adequada e exitosa. “O calcário é o principal ingrediente para iniciarmos qualquer atividade de produção agrícola, é o elemento básico para iniciarmos a produção. E diante disso, nossa equipe técnica está acompanhando cada produtor, mesmo que seja uma área que esteja iniciada, como também área que já esteja produzindo. Fazer uma avaliação de análise de solo, interpretando qual seria as necessidades, para darmos um equilíbrio, que dê uma alta produtividade, na correção do solo com a aplicação do calcário”, detalhou.

SOBRE A CALAGEM

A calagem é uma prática utilizada para correção da camada superficial do solo, de zero a 20 centímetros de profundidade, explica Rosianne.

“A partir dessa prática, se consegue elevar o valor do pH do solo para o intervalo de 5,5 a 6,3, o que possibilita o bom crescimento e desenvolvimento da maioria das culturas. A calagem bem feita, neutraliza o alumínio, e hidrogênio do solo e fornece cálcio e magnésio como nutrientes para as plantas”, frisou a engenheira agrônoma.

Além disso, a calagem permite o maior crescimento e desenvolvimento das plantas devido melhorar as propriedades físicas do solo, o que facilita a absorção e a utilização dos nutrientes e da água.

Os corretivos agrícolas mais utilizados para neutralizar a acidez do solo, são os calcários. Usualmente, o calcário é aplicado de modo uniforme na superfície, em toda a área de cultivo e, em seguida, incorporado ao solo. “Essa prática corrige todo o volume de solo propiciando melhores condições para o crescimento das raízes em toda a área corrigida, pois não haverá limitações na absorção de água e de nutrientes pelas plantas”, completou Rosianne.

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

Caso o produtor rural esteja precisando de orientação técnica para a devida aplicação de calcário, Marlon Buss informa como proceder. “O produtor rural pode entrar em contato com qualquer Iater do Estado, ou com a nossa sede aqui na Capital. Nos procurar que daremos um atendimento ideal para a cultura que ele venha a precisar para dar a aplicação de calcário”, informou.

Avalie este item
(0 votos)

Quando o assunto é alimentação não tem jeito, é preciso estar bem alimentado para deixar o corpo pronto para a rotina. E é com o compromisso de levar comida de qualidade para a mesa de quem mais precisa que o Governo de Roraima, por meio da Setrabes (Secretaria de Trabalho e Bem-estar Social), executa o Programa Cesta da Família, que até o momento alcançou cerca de 50 mil famílias na Capital e no Interior, e Comunidades Indígenas.

Cada cesta é composta por itens fundamentais para uma alimentação balanceada, rica em vitaminas e minerais, elaborada com base nas orientações de um profissional de nutrição.

“O objetivo é levar comida para a mesa de famílias que não têm condições de arcar com todas as despesas e precisam de auxílio para ter o que comer, o Governo criou o Programa com o propósito de atender essas pessoas porque o objetivo é desenvolver o Estado e para isso é fundamental dar condições às pessoas mais carentes”, esclareceu a secretária da Setrabes, Tânia Soares.

CALENDÁRIO NO INTERIOR

Esta semana serão atendidos os moradores de dois municípios do interior. Nos dias 24 e 25 as equipes da Setrabes estarão em Pacaraima, na sede e nas vilas Sorocaima I e II, Surumu e Contão.

Entre os dias 25 e 27 serão atendidas as famílias que vivem em Amajari, na sede e nas vilas Trairão/Vila Nova, Tepequem, Bom Jesus, Garagem, Cajueiro e Monte das Oliveiras, Anamás, Leão de Ouro e Santa Inês, P.A/Amajari, Novo Paraíso, Guariba, Aningal e Vida Nova, Três Corações, Nova União, Ponta da Serra, Juracy e Urucury, Anaro, Ouro e São Francisco, Mangueira e Mutamba, Araçá.

“É importante que cada família cadastrada fique atenta aos locais atendidos, aos horários de entrega e a todas as informações importantes para poder receber o cartão ou a Cesta”, complementou a secretária.


Projetos em comunidades indígenas contribuem para a segurança alimentar

O Governo também investe no plantio de grãos, avicultura, psicultura e hortaliças em terras indígenas com o foco no desenvolvimento sustentável de Roraima e segurança alimentar dos povos indígenas.

Nas áreas indígenas é trabalhada atualmente a produção das culturas de milho e feijão caupi em mais de 100 comunidades indígenas localizadas nos municípios de Alto Alegre, Amajari, Boa Vista, Bonfim, Cantá, Normandia, Pacaraima, São João da Baliza e Uiramutã.

Entre os municípios, Uiramutã surpreendeu na produção de grãos graças ao trabalho realizado pelo Governo por meio da Secretaria do índio no ano passado que resultou no cultivo de aproximadamente 70 hectares, com bom desempenho. E esse ano a área de plantio foi ampliada com expectativa de produção em 230 hectares.

“O foco é promover a segurança alimentar para as famílias que vivem em Roraima, incluindo as comunidades indígenas que têm na produção de milho e feijão caupi a alternativa para alimentação e venda do excedente como estratégia para a auto sustentabilidade. Paralelo a esse trabalho, a iniciativa do Governo de levar o Cesta da Família para as comunidades ajuda a amenizar o impacto que o inverno tem causado, principalmente por conta das enchentes que fizeram muitas famílias perder a produção, e com esse auxílio tem a alimentação de qualidade”, acrescentou o secretário do Índio, Marcelo Pereira.

Avalie este item
(0 votos)

Otimizar as notificações de casos da malária, melhorando as ações de combate à doença em Roraima. É com esse objetivo que o Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), deu início nesta segunda-feira, dia 23, ao Curso Básico de Epidemiologia Aplicada à Vigilância das Doenças Transmissíveis.

Realizada em parceria com o Ministério da Saúde, o curso terá duração de 180 horas, com realização de três encontros presenciais, sendo este o primeiro das atividades. Todo o acompanhamento está sendo realizado no IERR (Instituto de Educação de Roraima), na avenida São Sebastião, no bairro Santa Tereza.

Segundo a consultora do Ministério da Saúde Etna Leal, as atividades são voltadas para os profissionais de saúde pública das secretarias estadual e municipal de saúde, responsáveis pela vigilância da malária - coleta de dados, monitoramento, análise e resposta da malária.

“O objetivo desse curso é fortalecer a vigilância da malária no território e, principalmente, reforçar a atenção nesses municípios, que são prioritários na malária. Vamos trabalhar um pouco do ciclo de vigilância da malária com os participantes, prevenção e as etapas de surtos”, reforçou Etna.

Para o gerente do Núcleo de Controle da Malária, Gerson Castro, a capacitação é primordial para se ter um controle maior dos agravos recebidos pela unidade.

“O curso tem uma importância muito grande para os gestores municipais [de endemias], e vem justamente para atualizar o conhecimento deles e melhorar de maneira mais focada, econômica e prática, o trabalho no seu município”, destacou.

Nesse primeiro curso participam oito municípios: Alto Alegre, Amajari, Rorainópolis, Cantá, Caracaraí, Pacaraima, Mucajaí e Iracema.

O gerente de Endemias do município do Cantá, Gleison Barbosa, ressaltou que é de suma importância não só para os municípios como também para o Estado, saber trabalhar de maneira mais eficaz.

“O curso é muito importante não só para os municípios, como também para o Estado. Levar melhoria para o município e trabalhar em cima do controle da malária e na redução”, afirmou Barbosa.

As ações do curso serão finalizadas em agosto.

 

Avalie este item
(0 votos)

Em alusão à campanha Maio Amarelo, o Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), deu início nesta segunda-feira, dia 23, às atividades do curso sobre prevenção e combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.

As ações ocorrem até sexta-feira, dia 27, na ETSUS (Escola Técnica do Sistema Único de Saúde), no bairro São Vicente, em Boa Vista, sendo totalmente voltadas para os agentes do SUS que atuam na área da Assistência Social.

“Esse tipo de capacitação é imprescindível dentro do organograma da saúde, pois ela trabalha a educação continuada dos entes que atuam nas nossas unidades”, destacou o diretor pedagógico da ETSUS, Braz Barros.

O curso seguirá até a sexta-feira, com atividades ocorrendo somente no turno matutino. Além disso, alguns conteúdos serão ainda disponibilizados numa sala virtual, servindo de complemento para o aprendizado dos servidores.

“O objetivo é capacitar os profissionais, porque, quanto mais o servidor se capacita, melhor ele exerce o seu trabalho na sua área de atuação”, frisou a assistente social a Cinthya Malveira.

Com a atividade em curso, os organizadores esperam melhorar a percepção dos profissionais participantes, auxiliando-os a agirem da melhor forma diante de casos envolvendo abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.

“Essa capacitação veio para contribuir e somar no meu trabalho e nas minhas ações cotidianas dentro da UBS”, ressaltou o assistente social da Unidade Básica de Saúde do bairro Jóquei Clube, Ivan Santos.

CAMPANHA MAIO LARANJA

A campanha Maio Laranja é uma ação alusiva ao dia 18 de maio, data em que é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Ela foi instituída por meio da Lei Federal 9.970/2000, como uma forma de homenagear a menina Araceli Cabrera Sánchez Crespo.

Araceli tinha oito anos quando foi raptada, violentada e brutalmente assassinada. O caso aconteceu no dia 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória, no Espírito Santo, e está impune até hoje.

Caso presencie ou desconfie de qualquer tipo de violência contra crianças e adolescentes, o cidadão pode realizar denúncia pelo Disque 100. O serviço funciona 24 horas, incluindo finais de semana e feriados.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio do Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural), firmou um acordo de cooperação com o Governo da Guiana, no sábado, dia 21, para a troca de informações, tecnologia, conhecimento e boas práticas agrícolas com o país vizinho.

Para o presidente do Iater, Marlon Buss, este foi um passo importante na relação entre os dois países. “O momento que tivemos lá na Guiana, pode ter sido o maior marco da história na relação política, comercial e de desenvolvimento socioeconômico dos países entre Brasil e Guiana, onde também estiveram presentes países caribenhos que fazem parte do Caricom”, explicou o presidente do Instituto.

Buss ressaltou ainda que a assinatura representa a consolidação da gestão compromissada, do corpo técnico especializado. “Estamos trabalhando para o crescimento da agricultura do Estado, e quando outros países querem cooperação técnica, mostra o quanto estamos no caminho certo, o caminho do desenvolvimento”, pontuou.

Ele enfatizou ainda o interesse do país vizinho na expertise bem sucedida do Instituto. “O Iater foi a referência desse encontro, que por meio da assinatura do acordo de cooperação, nós levaremos conhecimento técnico, informação e experiências bem sucedidas no nosso Estado, para a Guiana e demais países caribenhos”, frisou Buss.

Sobre o Caricom

O Caricom (Mercado Comum e Comunidade do Caribe) é um bloco de cooperação econômica e política que, além de questões econômicas, aborda aspectos como política externa, saúde, meio ambiente, educação e comunicação.

Atualmente os países membros do Caricom são: Antígua e Barbuda, Bahamas, Barbados, Belize, Dominica, Granada, Guiana, Haiti, Jamaica, Montserrat, Santa Lúcia, São Cristóvão e Neves, São Vicente e Granadinas, Suriname e Trinidad e Tobago. Em 1998, Cuba foi aceita no grupo como país observador.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Aderr (Agência de Defesa Agropecuária), concedeu mais um título de registro do SIE (Serviço de Inspeção Estadual). Dessa vez foi para uma empresa de processamento de carnes e produtos cárneos.

O título de registro do SIE, de número 118, foi concedido para a Maboni, que está instalada no bairro Aparecida, em Boa Vista. Segundo o representante da empresa, com o selo, a produção poderá garantir inovações para o mercado local com a produção hamburgueres, carnes desossadas, charques e vários tipos de linguiças.

Marciano Maboni ressaltou a importância do SIE para as indústrias alimentícias de Roraima. “O selo é o ponto principal do nosso trabalho e tem valor inestimável, por uma questão de regularização e segurança dos nossos produtos para os consumidores.”

O objetivo do título do Serviço de Inspeção é dar garantia para os produtos, assegurando a sanidade e permitindo um consumo que não cause danos à saúde da população. Para o produtor é a regularização da sua produção, abrindo a oportunidade de atender todos os mercados no Estado, gerando empregos e maior lucro.

Conforme informou o gerente de Inspeção de Produtos de Origem Animal (GPOA), Diego Costa, a legalização não é uma chancela documental. Ela também leva em consideração estrutura física, materiais, funcionários e uma série de exigências que garantem a sanidade no processamento do produto.

“A legalização garante um produto de qualidade, pois o alimento é produzido de forma sanitariamente correta, obedecendo à legislação. Essa garantia se dá por fiscalizações periódicas no estabelecimento”, enfatizou o presidente da Aderr, Marcelo Parisi.

Avalie este item
(0 votos)

O sistema prisional é reconhecido como importante ferramenta da segurança pública e, na manhã desta segunda-feira, 23 de maio, a Secretaria de Justiça e Cidadania recebeu cinco motocicletas BMW F850 GS que serão usadas durante a escolta de detentos. A aquisição se deu por meio de emenda parlamentar, com investimento de R$ 425 mil.

Com essa nova aquisição, a Sejuc passa a ter uma frota de dois ônibus, oito veículos celas, cinco Hilux, cinco motos, e oito veículos administrativos.

“Desde o início da atual gestão, a Sejuc recebeu diversos investimentos com o objetivo de pacificação dentro das unidades e trazer mais segurança para todos nas unidades prisionais. Com esse reconhecimento e valorização do servidor, o policial penal entende o seu serviço a ser prestado, trazendo também a ressocialização dos internos como prioridade”, explicou o secretário de Justiça e Cidadania, André Fernandes, ao acrescentar que as motocicletas foram adquiridas por meio de emendas do deputado estadual Renan Filho.

Em janeiro deste ano, o governo entregou 400 pistolas da marca Taurus para os policiais penais empossados em 2021. Além das pistolas, foram entregues as munições para as armas e as credenciais provisórias desses policiais penais.

AVANÇOS NO SISTEMA

Entre as ações e investimentos, estão a contratação de 400 policiais aprovados em concurso público, e ainda o curso de formação de 444 aprovados da segunda turma, com previsão de início do curso para o mês de agosto de 2022.

Foram realizadas também melhorias na estrutura física das unidades incluindo a reforma e entrega do Bloco B da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, reforma da Cadeia Pública Masculina de Boa Vista, Cadeia Feminina e foi concluído o presídio de Rorainópolis, após 14 anos da obra paralisada.

RESSOCIALIZAÇÃO

A ressocialização também está presente na atuação da Sejuc. Está em execução o projeto Renascer, que busca dar oportunidades para os reeducandos que desejam voltar ao convívio social por meio da força do trabalho.

O projeto consiste em atividades em sete frentes: Mecânica; Posto de Lavagem; Lanternagem e Pintura; Borracharia; Serviços Gerais; Serralheria e Marcenaria.

Avalie este item
(0 votos)

Dando sequência aos investimentos na rede pública de Saúde, o Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), deu início nesta segunda-feira, dia 23, à convocação de 896 profissionais aprovados no seletivo da saúde.

Por conta da grande quantidade de candidatos, a Coordenadoria Geral de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde decidiu disponibilizar três salas da sede da Secretaria para o recebimento de documentação.

“Mais uma vez, nós estamos realizando a convocação [de candidatos] para reforçar os nossos serviços de saúde, mais especificamente do HGR. Esses dias, nós estarmos recebendo os enfermeiros e os técnicos [em enfermagem] hoje e amanhã, 23 e 24, e na quarta-feira, 25, os demais cargos”, destacou a assessora técnica da CGTES, Claudimar Rita Costa.

Somente de enfermeiros e técnicos em enfermagem, estão sendo convocados 537 candidatos. Na quarta-feira, dia 25, serão chamados os aprovados para os cargos de Assistente Social, Biomédico, Bioquímico, Farmacêutico, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Psicólogo, Nutricionista, Técnico em Laboratório, Técnico em Radiologia, Condutor de Ambulância, Atendente de Farmácia e Maqueiro.

“Nós vamos atender [esses candidatos] das 9h até às 13h e das 14h às 18h”, completou Claudimar.

Outras informações, incluindo a lista de documentos para apresentação pode. ser acessada no site www.saude.rr.gov.br. A equipe da CGTES também dará todo o suporte para que o candidato possa tirar todas as suas dúvidas antes da assinatura do contrato de posse imediata de vaga.

CONFIRA OS CARGOS E O QUANTITATIVO DE CONVOCADOS

Assistente Social – 26 Convocados;

Biomédico – 07 Convocados;

Bioquímico – 08 Convocados;

Enfermeiro – 128 Convocados;

Farmacêutico – 42 Convocados;

Fisioterapeuta – 79 Convocados;

Fonoaudiólogo – 10 Convocados;

Psicólogo – 15 Convocados;

Nutricionista – 47 Convocados;

Técnico em Laboratório – 56 Convocados;

Técnico em Enfermagem – 409 Convocados;

Técnico em Radiologia – 24 Convocados;

Condutor de Ambulância – 05 Convocados;

Atendente de Farmácia – 20 Convocados;

Maqueiro – 20 Convocados.

 

Avalie este item
(0 votos)

A LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) que define as principais metas e prioridades do Governo para o exercício de 2023 está tramitando na ALE-RR (Assembleia Legislativa de Roraima).

De acordo com a Seplan (Secretaria de Planejamento e Orçamento), o Projeto de Lei nº 213/2022 foi protocolado pelo Poder Executivo dentro do prazo definido em lei. A previsão orçamentária para 2023 é de R$ 6,4 bilhões em receitas e despesas.

“Roraima vem registrando acréscimo nas receitas, e a expectativa é que em setembro possamos encaminhar a Assembleia um orçamento equilibrado, sem déficit. Iniciamos o governo com um déficit orçamentário de R$ 1 bilhão, e nossa meta é zerá-lo este ano”, disse o governador Antonio Denarium.

A tramitação da LDO inicia a partir do momento em que a matéria é lida no expediente. Após a leitura, passa a tramitar nas comissões da Assembleia Legislativa para que os deputados apresentem emendas. Depois de aprovada em plenário, segue novamente para o Governo do Estado, para ser sancionada.

O titular da Secretaria de Planejamento e Orçamento, Diego Prandino, explicou que a Lei de Diretrizes Orçamentárias fixa os tetos para as propostas orçamentárias dos poderes Executivo, Legislativo, Judiciário e Ministério Público para o ano seguinte.

“Essa lei vem do Executivo traçando objetivos, metas, prioridades, onde os recursos serão aplicados, os limites, gastos com pessoal e o repasse do duodécimo para os Poderes. Assim como em nossas casas, em que precisamos organizar o orçamento, o governador precisa fazer essas adequações por meio de leis”, ressaltou.

PRÓXIMO PASSO

Após a votação da LDO, o próximo passo será o envio e a discussão da Lei Orçamentária Anual (LOA), que trata do orçamento anual do Estado. Esse projeto é elaborado com base nas prioridades determinadas pela Lei de Diretrizes Orçamentárias.

Na LOA estão detalhados todos os gastos do governo para o ano seguinte. Esta discussão na Assembleia Legislativa deve iniciar após 30 de setembro, que é o prazo para envio do projeto ao Poder Legislativo, como estabelece a Lei Complementar estadual n° 66/2003.

Avalie este item
(0 votos)

O bloco de cooperação econômica e política Caricom (Comunidade e Mercado Comum do Caribe), grupo composto por alguns países da região caribenha, se reuniu na Guiana entre os dias 18 e 21 de maio para um Fórum de Agricultura realizado no país vizinho.

Como parte da programação, o presidente da Guiana, Mohamed Irfaan Ali, e representantes de outros nove países, se reuniram na Fazenda Santa Fé, em Lethem, no sábado, dia 21, para um almoço com investidores do Brasil.

O objetivo é estreitar relações comerciais com o Brasil para o fornecimento de alimentos para os países que compõem o Caricom, garantindo a segurança alimentar da região.

Representando o governador Antonio Denarium, que não pode comparecer ao encontro, o secretário de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação, Emerson Baú, afirmou que a reunião também é uma continuidade das tratativas iniciadas com a visita do presidente Jair Bolsonaro, acompanhado do governador de Roraima, ao país vizinho no dia 6 de maio.

“Esse encontro de hoje tem a finalidade de apresentar produtores de alimentos brasileiros e fazer uma conexão com os países do Caricom, em especial a Guiana, para começar prospectivas de negócio entre as partes. Essa relação comercial já existe e nos próximos anos vai se solidificar ainda mais com a melhoria da infraestrutura da Rupununi Road, rodovia que liga a cidade de Lethem, na fronteira com o Brasil, até Linden, próximo ao litoral guianense”, explicou o secretário.

Para o presidente da Guiana, a parceria com Roraima é fundamental para garantir a segurança alimentar da Guiana e dos países do Caricom, onde a produção de alimentos não atende a demanda. “Essa região [Roraima] é a solução para este problema que enfrentamos no Caribe. Entendemos que, para essa relação se solidificar, é necessário infraestrutura de escoamento. Por isso, na sexta-feira (20), assinamos a Ordem de Serviço para o asfaltamento de 120 km da Rupununi Road, que liga Lethem ao nosso litoral”, anunciou Mohamed Irfaan Ali.

Além do presidente da Guiana, a comitiva do Caricom era composta por representantes de Barbados, Trinidad e Tobago, Jamaica, Suriname, Saint Vincent, Antígua e Barbuda, Montserrat (território ultramarino do Reino Unido), Dominica e Grenada.

Empresários comemoram estreitamento de relações

O empresário Yucatan Reis, que atua há mais de sete anos na Guiana, comemora a parceria com o Brasil. A empresa dele exporta milho e farelo de soja de Roraima para Georgetown por meio da Rupununi Road e de lá traz adubo que é utilizado para o plantio em solo brasileiro.

“Em Roraima, nós escutamos muito falar sobre essa ligação do Brasil com a Guiana. Essa visita do presidente da Guiana e líderes de países do Caricom demonstra a importância da segurança alimentar para os países do Caribe, isso é importante para Roraima, pois essa rota já acontece hoje de maneira pequena e tem de tudo para ser ampliada”, detalhou.

Para Felipe Castro, empresário do Grupo Falavinha, Roraima é um grande celeiro do Brasil e principalmente nessa região do extremo norte, onde tem a possibilidade de ser um importante produtor de alimentos para o Caribe.

“Roraima deve produzir 700 mil toneladas de alimento este ano. Pra você ter uma ideia, pelos números da Organização Mundial de Saúde, 700 mil toneladas de grãos alimentam 2 milhões de pessoas. Então, teremos condições de alimentar o estado de Roraima todo e a Guiana. Temos condições, com a produção estimada do estado, de alimentar além de Roraima, outros países circunvizinhos”, disse.

Castro anunciou ainda que o Grupo Falavinha está terminando a construção de uma esmagadora de soja que produz farelo e óleo vegetal. O farelo é a base da ração para os frangos, suínos e peixes, que são a base alimentar da Guiana.

“A partir do momento que essa indústria se instala, a gente passa a ter oferta local de um produto que antes viajava quase 3 mil quilômetros pra chegar a Roraima. Com isso conseguimos atender a demanda da proteína vegetal e animal no Estado, tendo ainda a possibilidade de exportação para o Caricom por meio da Guiana”, pontuou.

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO - Durante o encontro, o presidente do Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural), Marlon Buss, assinou um protocolo de cooperação com a Guiana para que o Governo de Roraima possa prestar assistência técnica para o plantio de trigo na fazenda Santa Fé.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), assinou, esta semana, um termo de compromisso com o IFRR (Instituto Federal de Roraima /Campus Novo Paraíso) para análise de solos da Agricultura Familiar.

Na oportunidade, o secretário Emerson Baú destacou o esforço científico entre o Instituto e o Governo somando forças para ampliar a qualidade da produção e agregar benefícios para o povo roraimense.

“Nesta parceria, o Governo do Estado fará a compra de vidrarias e reagentes via processo licitatório. Em campo, os serviços serão estruturados por técnicos extensionistas do Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural). E com o laboratório de análise de solos ativado, atuarão estagiários bolsistas do IFRR efetuando pesquisas mensais. Este esforço deverá agregar expertise profissional aos acadêmicos que, no término do curso, estarão preparados para o mercado de trabalho, podendo também empreender montando um laboratório particular”, destacou.

Para o pró-reitor de Desenvolvimento Institucional, Sivaldo Silva, a aproximação entre a educação e o trabalho é um fator importante para o desenvolvimento da sociedade. “Esta iniciativa prima na promoção rural. Dessa forma, avaliando o solo regional, encontraremos os meios necessários para gerar mais produtividade agrícola. E com a correção do solo, o plantio fornecerá qualidade alimentícia equilibrada e em maior escala”, pontuou.

A professora Vanessa Rufino também avaliou positivamente a parceria. “A ciência e a tecnologia geram conhecimentos que potencializam a transformação do solo. E estes fatores são importantes para o desenvolvimento da agricultura. Roraima é um Estado privilegiado no Norte do país, possuindo uma região fronteiriça favorável para a escoação das demandas de mercado de toda a cadeia produtiva, beneficiando o Caribe e a Europa, por exemplo”, reforçou a diretora geral do IFRR/Campus Novo Paraíso.

Conforme o governador Antonio Denarium, o Governo do Estado não mede esforços frente aos avanços que impulsionam a renda das famílias roraimenses. “Quando as atividades do campo funcionam bem, o agricultor e a população se orgulham consumindo um alimento de qualidade e saudável, sobretudo, sendo produzido em nosso Estado”.

 

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima entregou 97 Cadastros Ambientais Rurais, totalmente gratuitos, para agricultores familiares, neste sábado, 21, no município de Normandia. As equipes da Femarh (Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos) visitaram as propriedades, levantaram os dados e a documentação e entregaram os Cadastros sem nenhum custo para os produtores.

Para quem recebeu os documentos, o momento foi de muita emoção. Esse foi o primeiro CAR que os agricultores do município de Normandia receberam.

O Agenor Lima classificou esse dia como histórico e disse que só tem que agradecer por esse sonho realizado.

"São 29 anos morando nesta terra e nunca vi um documento desse. Agora posso ir atrás de investimento e vou poder aumentar minha produção. Só tenho a agradecer e comemorar", enalteceu.

A diretora de Pesquisa e Tecnologia da Femarh, Luana Tabaldi, destacou a atuação da Cooperativa Agropecuária do Vale do Maú, que procurou a Femarh para que os documentos fossem emitidos.

"Tudo começou com a mobilização da Cooperativa e nós iniciamos os trabalhos dia 31 de março, em parceria com a Cooperativa e com o Iater [Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural]", disse.

O CAR é obrigatório para todos os imóveis rurais, sendo um registro público eletrônico para integrar as informações ambientais das propriedades e posses rurais referentes às Áreas de Preservação Permanente - APP, de uso restrito, de Reserva Legal, de remanescentes de florestas e demais formas de vegetação nativa, e das áreas consolidadas, compondo base de dados para controle, monitoramento, planejamento ambiental e econômico e combate ao desmatamento, como explicou o presidente de Femarh, Glicério Fernandes.

"Esse documento é fundamental para que os agricultores familiares de Normandia possam fazer a regularização ambiental, possibilitando que os produtores tenham acesso a linhas de créditos", disse.

O Governo de Roraima, desde de 2020, já entregou mais de 12 mil Cadastros Ambientais Rurais gratuitos, incentivando a agricultura familiar e valorizando todos que trabalham e produzem.

Avalie este item
(0 votos)

Moradores do Nova Cidade e bairros adjacentes foram novamente contemplados, neste sábado, 21, com ações do Governo Sem Parar, programa desenvolvido pelo Governo de Roraima, com apoio de várias secretarias e autarquias estaduais.

Durante todo o período da manhã, as pessoas que compareceram ao Colégio Estadual Militarizado Dr. Luiz Rittler de Lucena tiveram acesso a uma variedade de serviços, nas áreas de saúde, assistência social e lazer.

“O Governo Sem Parar foi criado com intuito de oferecer os serviços prestados pelo Estado, só que de forma mais acessível, fazendo com que o cidadão não precise se deslocar muito para ter o atendimento de que necessita. Com isso, a gente garante um dos propósitos do Governo de Roraima, que é melhorar a vida da população, principalmente as pessoas mais carentes”, destacou a secretária de Saúde, Cecília Lorenzon.

Ao todo, foram realizados 2.292 atendimentos. A Secretaria de Saúde, por exemplo, ofereceu os serviços de oftalmologia, clínico geral, ginecologia, otorrinolaringologia, dermatologia e cardiologia. A Universidade Estadual de Roraima ficou responsável pela triagem, graças à participação de estudantes da área de enfermagem.  Houve ainda a entrega de cadeiras de rodas, pares de muletas, tipoias e colchões para usuários cadastrados no Núcleo Estadual de Reabilitação Física 05 de Outubro.

A ação deste sábado também contou com emissão de RG pelo IIOC (Instituto de Identificação Odílio Cruz); distribuição de mudas de stevia e maracujá pela Femarh (Fundação do Meio Ambiente e Recursos Hídricos); orientações sobre os programas Morar Melhor, da Codesaima (Companhia de Desenvolvimento de Roraima), e Colo de Mãe, da Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social); atendimentos do Procon estadual e exibição de filmes infantis pela Secult (Secretaria da Cultura).

Serviços de testagem e vacinação também foram oferecidos

Outro destaque da ação foi a oferta de vacinas e testagem rápida para detecção de covid-19 pela CGVS (Coordenação Geral de Vigilância em Saúde). As equipes do órgão também disponibilizaram teste para detecção de HIV, sífilis e hepatites virais.

Moradora do bairro Raiar do Sol, a dona de casa Dulcinéia Sobral aproveitou a oportunidade para conferir se a saúde estava em dia. Para ela, ações como essa facilitam a vida de muita gente.

“Às vezes é bastante complicado encontrar tempo durante a semana para fazer esses testes e tendo uma ação como essa, com vários serviços sendo oferecidos em um único lugar, certamente ajuda bastante”, completou.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde, vai promover na próxima semana, na ETSUS (Escola Técnica de Saúde do SUS), o Curso de Prevenção e Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

As inscrições poderão ser feitas online, por meio de documento disponibilizado às unidades na plataforma Google Docs. A programação do curso será iniciada a partir das 8 horas da próxima segunda-feira, 23, estendendo-se até a sexta-feira, 27.

"O objetivo principal é capacitar os profissionais da saúde para atuarem como agentes de prevenção e enfrentamento de casos de exploração e abuso sexual de crianças e adolescentes, fortalecendo a campanha nacional de promoção de uma cultura de não violência, de paz e respeito aos direitos humanos. Atuando também, sempre que necessário, na orientação sobre as redes de apoio e acolhimento às vítimas", destacou o diretor pedagógico da ETSUS, Brás Barros.

Ao todo, foram disponibilizadas 50 vagas. O curso será voltado para todos os profissionais da saúde, em especial para os que atuam na área da assistência social.

“No primeiro momento dessa capacitação, foram liberadas 50 vagas para os profissionais que atuam na rede de acolhimento”, completou.

A ETSUS fica localizada na Rua Uraricoera, nº 1346, bairro São Vicente, próximo à Feira do Produtor.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), está realizando consultas públicas para militarização de 15 escolas estaduais. As consultas iniciaram nesta semana e seguem até o fim deste mês.

“O Governo do Estado pretende ampliar a rede de colégios estaduais militarizados por ser um modelo de escola que vem dando bons resultados e que tem a aprovação e procura por parte da comunidade. Desta forma, pretendemos aumentar a oferta de vagas em outras instituições de ensino, tanto da capital quanto do interior”, explicou o secretário adjunto da Coordenação dos Colégios Estaduais Militarizados da Seed, José de Souza.

Será realizada consulta pública em 15 escolas, entre instituições de ensino localizadas em Boa Vista e também em municípios do interior do Estado. Pais, professores, equipe gestora, alunos e representantes de alunos são convidados para participar da solenidade.

No evento, o projeto de militarização da escola é apresentado para a comunidade. Logo após, é aberto um momento para debates, questionamentos e discussões e, ao final, é feita uma votação aberta, para saber se a comunidade escolar deseja ou não a militarização. Todo o processo é registrado em Ata.

“Estamos seguindo esse formato de consulta pública, que é uma forma democrática, utilizada inclusive em outros estados e também no Distrito Federal, para implantação de colégios cívico-militares”, esclareceu o secretário José.

Rede de Colégios Militarizados

Atualmente, em Roraima, 18 escolas integram a Rede de Colégios Militarizados, sendo 11 na capital e 6 no interior, além de um Colégio Militar Estadual. Juntos, os colégios atendem 15.830 alunos.

A Rede de Colégios Militarizados foi instituída com o objetivo de trabalhar dentro das unidades de ensino os princípios de hierarquia, civismo e cidadania como forma de disciplina e integração social.

Recentemente, o Governo de Roraima instituiu, na estrutura da Seed, a Secretaria Adjunta de Coordenação dos Colégios Estaduais Militarizados, por meio do Decreto Nº 31.822, com o objetivo de auxiliar na gestão educacional e garantir assistência específica para essas instituições.

Roraima também aderiu, em 2019, ao Pecim (Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares), instituído pelo Governo Federal por meio do Decreto Presidencial N° 10.004, de 05 de setembro de 2019.

Esse modelo de escola é baseado no conjunto de ações em três áreas específicas: educacional, didático-pedagógica e administrativa. O Programa é desenvolvido pelo MEC com apoio do Ministério da Defesa por meio das Forças Armadas Federais e, no Estado, a Escola Estadual Cívico-Militar Fagundes Varela é a instituição que integra o Pecim. 

Avalie este item
(0 votos)

Com intuito de fortalecer a cadeia produtiva de ovinos e caprinos em Roraima, o Governo do Estado, por meio da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), reuniu a categoria de criadores, nesta semana, para diagnosticar os entraves e definir soluções urgentes.

A discussão pontuou estratégias de lucro e mercado, demandas do abate, políticas de defesa sanitária animal e taxações.

“Diante da escassez de ovinos circulando em Roraima e regiões adjacentes como Manaus, os criadores estão perdendo força, deixando de obter renda, lidando apenas com uma produtividade mais ‘recreativa’. Nosso objetivo é impulsionar a produção e os negócios de uma turma desacreditada e reorganizá-los, inicialmente, no mercado boa-vistense”, destacou o coordenador de Desenvolvimento Agroambiental, Marcelo Hentges.

Marcelo ainda avaliou a reativação da Associação de Ovinocultura. “A categoria precisa reanimar a associação para que todos usufruam dos benefícios já adquiridos. Contudo, a Seadi pretende resolver os entraves de fiscalização, logística, legalização do abate, padronização, selo de qualidade da produção e demais necessidades”, concluiu.

Para o técnico agrícola Claudionei Simon, a ovinocultura em Roraima oportuniza segurança alimentar e economia para muitos produtores.

“Todavia, a categoria tem sofrido bastante com a falta de apoio governamental refletida por gestões anteriores. Hoje, percebemos um Governo engajado nos negócios do campo. E com força de vontade, esperamos, finalmente, prosperar neste ofício, superando os entraves das taxações abusivas, distribuição das carcaças, etc.”, avaliou.

Há 17 anos trabalhando com a produção de ovinos e caprinos no Estado, o cearense Manoel Leopoldo ressaltou que o rebanho roraimense está praticamente na estaca zero. “Hoje, estamos retomando as atividades da associação, investindo motivação e reorganização da cadeia produtiva, porque a demanda existe em Roraima, onde vivem muitos nordestinos. E atendendo este alvo interno, logo também poderemos ampliar e externar os serviços”, frisou.

O secretário Emerson Baú destacou que as demandas mais urgentes da categoria logo serão sanadas com empenho e celeridade, “A ovinocultura é mais uma necessidade alimentar da população roraimense e que muito contribui e reforça o agronegócio. Com isso, o Governo de Roraima está trabalhando, incessantemente, para desenvolver e alavancar o orçamento das famílias agrícolas em todos os setores de produção”, disse.

Para o governador Antonio Denarium, a segurança alimentar e a qualidade dos produtos estão entre as exigências do mercado global. “O Governo do Estado empenha esforços para o desenvolvimento de toda a produção roraimense, modernizando o campo, ampliando as safras, produzindo investimento e capital de giro”, concluiu.

Ovinocultura

No Brasil, a produção de carne ovina é uma atividade que vem se desenvolvendo gradativamente, viabilizando sistemas de produção animal em pequenas propriedades como na agricultura familiar, sendo uma alternativa de investimento agropecuário.

Dados do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) apontam que o rebanho nacional de ovinos gira em torno de 18,2 milhões de cabeças. Em 2020, até setembro, o volume importado foi de 3.110 toneladas, gerando receita de US$ 22,2 milhões.

Avalie este item
(0 votos)

A delegação de Roraima que disputa o Campeonato Brasileiro de Karatê 2022, realizado de 19 a 22 deste mês em Cuiabá, Mato Grosso, alcançou um resultado expressivo.

A competição teve a participação de nove atletas e dois integrantes na comissão técnica. Camila Magalhães, Sub 12, divisão especial faixa Roxa a preta, conquistou a medalha de ouro no Kata. Geovana Magalhães e Rafaelle Vitoria categoria feminino sub 14, divisão especial, especial faixa Roxa a preta, foram Bronze no Kata, enquanto, Thylor Kayky, categoria Cadete masculino, divisão especial, faixa Roxa a preta, foi Prata no Kata. E Rafael Maciel, da divisão Sênior de novos da faixa branca a verde, foi ouro no Kata.

Os atletas receberam o apoio do Governo de Roraima, por meio do programa Compete Roraima, da Setrabes, que concedeu as passagens para os competidores e técnicos.

Segundo o chefe da delegação, Rogério Uchôa Martins, a equipe estava com foco e concentração redobrada buscando o melhor resultado.

A secretária Tânia Soares, destacou a garra dos competidores com o expressivo resultado, ainda no segundo dia de competições, uma vez que ainda terão outras disputas até domingo.

 "Estou feliz com o resultado e deixo minhas felicitações aos nossos atletas de Roraima pela sua determinação em alcançar com brilhantismo este resultado, elevando o nome de nosso Estado no cenário nacional do esporte", destacou.

Segunda, 23 Mai 2022 10:00

COMUNICADO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 413.398 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.655 foram confirmados, sendo 30.241 por RT-PCR e 125.414 por teste rápido, 257.743 descartados, sendo 69.660 por RT-PCR e 188.083 por teste rápido e 2.152 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.219 em Alto Alegre, 1.358 no Amajari, 119.810 casos foram notificados em Boa Vista, 2.893 em Bonfim, 3.723 no Cantá, 3.169 em Caracaraí, 2.463 em Caroebe, 1.632 em Iracema, 2.924 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.788 em Pacaraima, 3.905 em Rorainópolis, 1.934 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.406 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.841 em Alto Alegre, 2.421 em Amajari, 201.662 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.546 em Bonfim, 4.367 no Cantá, 4.119 em Caracaraí, 3.472 em Caroebe, 1.873 em Iracema, 3.933 em Mucajaí, 1.081 em Normandia, 7.828 em Pacaraima, 6.521 em Rorainópolis, 3.138 em São João da Baliza, 2.042 em São Luís e 1.038 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.152 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.621 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 54 de Pacaraima, 72 de Rorainópolis, 14 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 153.417 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.180 em Alto Alegre, 1.332 em Amajari, 118.123 são de Boa Vista, 2.856 de Bonfim, 3.675 no Cantá, 3.099 em Caracaraí, 2.442 em Caroebe, 1.613 em Iracema, 2.877 em Mucajaí, 962 em Normandia, 2.732 em Pacaraima, 3.833 em Rorainópolis, 1.918 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.383 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

Profissionais que atuam no atendimento a pacientes no Hospital das Clínicas Dr. Wilson Franco Rodrigues ganharam uma programação especial para comemorar o Dia do Técnico e Auxiliar de Enfermagem. A data é comemorada em todo o país nesta sexta-feira, 20.

Além de promover roda de conversa, a programação contou ainda com um delicioso coquetel e sorteio de brindes, tudo isso para agradecer a dedicação dos profissionais que desenvolvem funções básicas dentro da unidade, como auxiliar no banho, alimentação, administração de medicamentos do paciente, e até mesmo em procedimentos cirúrgicos.

“Sem o técnico e o auxiliar, a gente não consegue ter uma conduta mais especial com aquele que está precisando. Sem eles, as unidades não andam. Por isso precisamos realmente reconhecer que essa profissão é de suma importância”, destacou a coordenadora de Enfermagem dos blocos 3 e 4, Jessica Alaides.

O diretor de Enfermagem da unidade, Gutemberg Faustino revelou que começou a atuar na área de saúde como auxiliar em enfermagem, há pouco mais de 20 anos. Ele acredita que a forma mais importante de valorização é escutar o anseio de cada um dos profissionais, fazendo com que se sintam motivados a realizarem um trabalho benéfico para a população.

“São eles que trazem as principais demandas e melhorias. Porque é ele que está no dia a dia com o paciente e é ele que identifica precocemente uma necessidade que a gente de longe não consegue observar”, expressou o diretor. 

UNIÃO QUE FAZ A DIFERENÇA

Atualmente, 75% da classe da área da saúde e enfermagem que atuam no Hospital das Clínicas é composta por profissionais dessas duas funções, sendo 259 profissionais técnicos e 68 enfermeiros, distribuídos em 06 blocos.

A assistência de enfermagem da unidade é ofertada de forma ininterrupta, dividida nos turnos matutino, vespertino, noturnos, com carga horária de 30 horas semanais.

“O médico nos orienta o que prescreve e diz o que devemos fazer, mas o técnico e o auxiliar de enfermagem é quem executa toda a ação demandada. Nós somos a ponta, nós que estamos ligados com o paciente diretamente”, reforçou a técnica de Enfermagem, Rayanne Almeida.

Além do Hospital das Clínicas, a programação alusiva ao Dia do Técnico e Auxiliar de Enfermagem também se estenderá aos profissionais do Pronto Atendimento Cosme e Silva, que comemorarão a data em uma programação prevista para ocorrer neste sábado, 21.

Avalie este item
(1 Votar)

A estudante Rafaela Marques Silva, de 17 anos conquistou medalha de ouro durante os Jogos Estudantis na Gymnasiade, maior evento esportivo escolar do planeta realizado na região da Normandia, na França, título que consagra o amor da jovem pelo boxe.

O caminho até o título na categoria até 60 kg teve três lutas, contra atletas da Turquia e Ucrânia. Na final, a roraimense derrotou a representante do Cazaquistão.

A conquista é inédita para o desporto escolar de Roraima e foi muito comemorada pela atleta, que contou com o apoio do Governo de Roraima na trajetória que antecedeu o ouro na França, como a disputa do Campeonato Brasileiro da modalidade.

Aluna do 3º ano do Ensino Médio, da Escola Militarizada Professora Maria dos Prazeres Mota, a jovem promessa que participou de competições nacionais, agora conquistou o primeiro título internacional.

“Foi uma emoção muito grande chegar ao primeiro lugar e esse momento vou guardar pra sempre na lembrança porque foi uma vitória suada, com treinos bem puxados e um ritmo intenso. Em primeiro lugar agradeço a Deus que e à minha família que me apoia desde o início da minha trajetória, agradeço também aos meus professores e amigos de escola que me ajudaram com os estudos. Quero agora descansar e quando voltar para Roraima festejar com meus amigos”, disse a jovem. 

A COMPETIÇÃO

A Gymnasiade é a competição que reúne estudantes-atletas de todo o mundo, o evento esportivo é organizado pela Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF).

Este ano, a competição tem a participação de 3.399 estudantes-atletas de 69 países, em 20 modalidades durante os nove dias de evento.

Além da Rafaela, a delegação da CBDE (Confederação Brasileira do Desporto Escolar) conta com 345 integrantes (atletas, técnicos, árbitros e equipe médica). É a maior delegação da competição com 230 estudantes-atletas, de 22 estados competindo em 18 modalidades.

AS MODALIDADES

Tiro com arco, atletismo, badminton, basketball 3x3, vôlei de praia, boxe, dança esportiva [breaking], esgrima, ginástica artística, ginástica rítmica, judô. orientação, rugby 7, natação, tênis de mesa, taekwondo, wrestling, para atletismo, para judô, para natação.

A NORMANDIA

Como um dos territórios mais famosos do mundo, Normandia não é apenas conhecida por sua história, monumentos culturais em várias cidades e, claro, sua gastronomia, também é conhecida por sua visão esportiva. Um quarto de sua população tem menos de 20 anos e a região é voltada para a juventude.

As competições acontecem nas cidades de Caen, Deauville, La Havren, Pont Audamer, Rouen, Val de Reuil, Grandville & Radon e Montivilliers.

 

Avalie este item
(1 Votar)

O Projeto ‘Dorinha pelo Brasil - Inclusão sem Barreiras’, iniciativa voltada para crianças com deficiências visuais do Brasil, foi lançado em Roraima nesta quinta-feira, 20. O evento aconteceu no auditório da Escola Estadual Lobo D’Almada.

O evento contou com a participação de profissionais e alunos do (CAP-DV/RR (Centro Estadual de Apoio Pedagógico aos Deficientes Visuais de Roraima) e familiares, da primeira-dama do Estado, Simone Denarium, do secretário de Educação e Desporto, Nonato Mesquita e da representante da Fundação Dorina Nowill, Perla Assunção.

Idealizado pela Fundação Dorina Nowill em parceria com o Instituto Maurício de Souza, o Projeto distribui para todos os estados do Brasil, kits de livros infantis acessíveis para deficientes visuais, adaptados com escrita braile, fontes ampliadas e audiodescrição. O CAP-DV/RR recebeu 20 kits para os alunos.

Para a primeira-dama Simone Denarium, os livros do Projeto ‘Dorinha pelo Brasil - Inclusão sem Barreiras’ são mais uma ferramenta para os alunos do CAP-DV, para que possam aprender de forma lúdica e inclusiva.

“Eu acredito que é dessa forma que estamos sempre construindo acessos e derrubando barreiras, incluindo as nossas crianças. É uma bandeira que eu levanto como mãe especial e como primeira dama, cuidar das pessoas com muito carinho”, ressaltou.

SOBRE OS KITS

Cada kit contém cinco livros infantis e cd’s com áudio livro que contam de forma lúdica as aventuras da protagonista deficiente visual Dorinha, que sai do bairro do Limoeiro, em São Paulo junto com os amigos da Turma da Mônica, para conhecer as culturas, músicas, culinária e costumes das cinco regiões do país.

“Junto ao Instituto Maurício de Souza, nós produzimos a coleção Dorinha pelo Brasil, com o foco em apresentar um pouquinho de cada região do país, sobretudo mostrando as brincadeiras regionais”, disse Perla Assunção.

A representante ainda contou que a personagem Dorinha é inspirada na Dorina Nowill, que foi a primeira professora cega do Brasil, sendo uma das precursoras da educação especial no país.

Perguntada sobre o que achou dos livros, a jovem aluna do CAP-DV/RR, Anny Estefanne Silva, de apenas 14 anos, disse ter ficado encantada com as histórias. “Eu achei tão lindas as histórias, me emocionei, até chorei. Estou tão empolgada para ler que meu coração está até acelerado”, disse Anny, deficiente visual atendida pelo CAP-DV.

Para o secretário de Educação e Desporto, Nonato Mesquita, o material vai potencializar o processo de ensino das crianças e adolescentes atendidos no CAP-DV.

“Para trabalhar com a educação especial tem que existir o amor, o carinho, a atenção, o afeto, e foi isso que nós vivenciamos na tarde de hoje. Essa parceria entre a Fundação Dorina e o Governo do Estado, irá contribuir com o ensino-aprendizagem desses alunos”, disse Nonato Mesquita.

O evento contou ainda com apresentações musicais e relatos dos alunos atendidos no CAP-DV/RR, e exposição de materiais adaptados utilizados no Centro como jogos, livros e instrumentos em braile e exposição dos livros de poesias em braile e tinta, produzidos por Ronald Melville, usuário do CAP-DV que faleceu de Covid-19.

Avalie este item
(1 Votar)

As ações de fortalecimento da agricultura familiar em áreas indígenas executadas pelo Governo de Roraima, por meio da Secretaria do índio, têm contribuído para o alcance da sustentabilidade, geração de emprego e renda em mais de 105 comunidades, distribuídas em nove municípios.

Em 2022, o Governo do Estado repassou os insumos necessários para 90% dos polos de produção que estão preparados para o início do plantio em 1.500 hectares, para as culturas de milho e feijão caupi. No ano passado, o plantio contemplou pouco mais de 800 hectares.

“Com a produção de milho e feijão caupi queremos garantir a segurança alimentar, sustentabilidade de desenvolvimento para Roraima, envolvendo áreas indígenas e não indígenas. O foco é possibilitar autonomia para que as comunidades possam produzir o alimento e com isso ter segurança alimentar e ainda ter geração de emprego e renda nestas áreas com a venda do excedente”, esclareceu o governador Antonio Denarium.

Segundo o secretário do Índio, Marcelo Pereira, o plantio contempla comunidades indígenas localizadas nos municípios de Pacaraima, Uiramutã, Normandia, Amajari, Boa Vista, Bonfim, Cantá, São João da Baliza e Alto Alegre.

Ele explica que a cultura do milho na variedade recomendada pela Embrapa foi plantada no ano passado e mostrou ótimos resultados.

“Em 2021 o Governo conseguiu colocar em prática várias ações de incentivo à agricultura, além disso foi possível nivelar e baixar o preço do milho em Roraima, uma vez que a quantidade de milho produzida foi significativa e possibilitou a redução no mercado regional, e o bom é que resultou na comercialização de aproximadamente R$ 1,5 milhão de produção pelas comunidades indígenas”, esclareceu o secretário.

Menos gastos com insumos

O aumento na produção de grãos no ano passado possibilitou também benefícios indiretos para os produtores em Roraima. A alta produção de milho ajudou a reduzir os gastos com alguns insumos, como a alimentação utilizada na avicultura, suinocultura, bovinocultura e equinocultura, entre outras.

“Com a produção em larga escala foi possível aproveitar o excedente também na alimentação de animais criados em Roraima, pois o produtor não precisou comprar fora de Roraima e com isso houve ganho em todas as atividades relacionadas direta e indiretamente à agricultura indígena”, salientou Pereira. 

Uiramutã surpreende na produção

De acordo com o diretor de Apoio à Produção Indígena da Secretaria do Índio, Claudionei Simon, o município de Uiramutã tem uma particularidade especial porque era conhecido como uma região historicamente inviável para a produção de grãos, por ser uma região de muitas serras, mas no ano passado o Governo enfrentou o desafio e cultivou cerca de 70 hectares, com bom desempenho.

“E diante desse resultado em 2022 foi ampliada a área de plantio podendo chegar a 230 hectares de produção somente em Uiramutã, o que é muito positivo porque a produção de milho e feijão caupi vem com a alternativa principal garantir a produção da alimentação das famílias e também utilizar esse cultivo como um projeto de auto sustentabilidade”, reforçou o diretor.

 

Avalie este item
(1 Votar)

O Encceja (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos) é a oportunidade para que todo jovem ou adulto que não concluiu as etapas escolares possa obter o diploma do Ensino Fundamental ou Médio e dar continuidade em sua vida escolar.

O INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) é o órgão responsável pela organização do Encceja em todo o país.

Para 2022, as inscrições vão de 24 de maio até 4 de junho e podem ser realizadas gratuitamente pelo site do Inep, por meio do site http://enccejanacional.inep.gov.br/encceja.

A inscrição na modalidade de Ensino Fundamental, o candidato deve ter no mínimo 15 anos completos e na modalidade de Ensino Médio, 18 anos completos.

O Exame deste ano será realizado no dia 28 de agosto em todos os Estados do Brasil. A prova contém 120 questões objetivas e uma redação e é realizada em apenas um dia, dividido em 2 períodos (manhã e tarde).

“A inscrição é online e individual por que gera uma senha pessoal, para que a pessoa tenha acesso às informações, certificações e demais documentos. A rede de Ensino, por meio da DIEJA [Divisão de Educação de Jovens e Adultos] tem um material de estudo para destinada aos candidatos. Os interessados podem procurar a Divisão para que esse conteúdo seja disponibilizado”, ressaltou a chefe da Dieja, da Secretaria de Educação e Desporto, Rosangela Viana.

A Dieja está localizada no prédio da antiga Escola Estadual Princesa Isabel, localizada na Av. Jaime Brasil, Nº 527 - Centro.

Editais, locais de prova, resultados e demais informações podem ser obtidas diretamente no site do INEP https://www.gov.br/inep/pt-br.

Sexta, 20 Mai 2022 09:39

COMUNICADO

Escrito por
Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 413.308 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.650 foram confirmados, sendo 30.241 por RT-PCR e 125.409 por teste rápido, 257.658 descartados, sendo 69.606 por RT-PCR e 188.052 por teste rápido e 2.152 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.219 em Alto Alegre, 1.358 no Amajari, 119.806 casos foram notificados em Boa Vista, 2.893 em Bonfim, 3.722 no Cantá, 3.169 em Caracaraí, 2.463 em Caroebe, 1.632 em Iracema, 2.924 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.788 em Pacaraima, 3.905 em Rorainópolis, 1.934 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.406 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.840 em Alto Alegre, 2.421 em Amajari, 201.614 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.546 em Bonfim, 4.363 no Cantá, 4.119 em Caracaraí, 3.472 em Caroebe, 1.868 em Iracema, 3.917 em Mucajaí, 1.081 em Normandia, 7.827 em Pacaraima, 6.514 em Rorainópolis, 3.138 em São João da Baliza, 2.042 em São Luís e 1.038 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.152 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.621 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 54 de Pacaraima, 72 de Rorainópolis, 14 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 153.414 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.180 em Alto Alegre, 1.332 em Amajari, 118.123 são de Boa Vista, 2.856 de Bonfim, 3.675 no Cantá, 3.097 em Caracaraí, 2.442 em Caroebe, 1.613 em Iracema, 2.876 em Mucajaí, 962 em Normandia, 2.732 em Pacaraima, 3.833 em Rorainópolis, 1.918 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.383 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima deu início à obra de construção do Centro de Atendimento à Criança e ao Adolescente da Polícia Civil, onde vai funcionar a DDIJ (Delegacia de Defesa da infância e Juventude) e a DPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente).

Serão investidos R$ 2.053.160,77 na construção, com previsão para ser concluída até o final do ano de 2022.

De acordo com o governador Antonio Denarium, a obra, que tem grande importância para estrutura da PCRR, está sendo construída com recursos provenientes de um convênio entre o Governo do Estado e o MJSP [Ministério da Justiça e Segurança Pública], decorrente de emenda da ex-senadora Ângela Portela.

O delegado Geral da Polícia Civil, Eduardo Wayner, destacou que essas construções atendem a política de atendimento à criança e ao adolescente estabelecida no ECA [Estatuto da Criança e do Adolescente].

“Além de a estrutura adequada, os atendimentos às crianças e adolescentes, sejam elas em condições de infração ou vítima, estarão em consonância com a legislação que prevê que o trabalho policial ocorra em ambiente humanizado”, enfatizou o delegado Geral.

Conforme o diretor Administrativo da PCRR, delegado Jimmy Santana, são dois prédios independentes, com área construída de aproximadamente 380m² cada um.

O Centro de Atendimento à Criança e ao Adolescente está sendo erguido na Av. Nazaré Filgueiras, ao lado do 2º BPM (Batalhão da Polícia Militar, onde funcionou o 4º DP (Distrito Policial). Além dos novos prédios, houve a reserva do espaço necessário à construção, no futuro, das novas instalações do 4º DP.

“Nossas expectativas é que toda a obra esteja pronta até o final do ano, e em seguida, seja inaugurada prestando um serviço de qualidade a população”, frisou Jimmy.

Avalie este item
(1 Votar)

A reestruturação do sistema prisional de Roraima é destaque no novo levantamento de informações penitenciárias do Depen (Departamento Penitenciário Nacional), publicado no dia 17 de maio. Roraima ficou em primeiro lugar entre os estados brasileiros que mais criaram vagas no sistema prisional no ano de 2021, com 950 novas vagas, seguido de Tocantins e Ceará. 

A pesquisa foi publicada no dia 17 de maio e mostra que as vagas no sistema penitenciário brasileiro aumentaram 2,7% durante o ano de 2021. De acordo com o Secretário de Justiça e Cidadania, André Fernandes, os dados contidos no levantamento de informações penitenciárias refletem as mudanças positivas que vêm sendo conquistadas em Roraima graças ao empenho da gestão estadual em colocar em prática medidas estratégicas e fundamentais para o atendimento desse público. 

“Roraima foi o estado brasileiro que ficou em primeiro lugar na criação de mais vagas no sistema prisional. Isso mostra que o trabalho está sendo bem feito, está sendo planejado e com muita responsabilidade de forma constante, possibilitando que Roraima caminhe para acabar com o déficit prisional”, esclareceu o secretário. 

Investimentos foram fundamentais para melhorar o sistema 

A pesquisa deste ano mostra que na comparação com os dados de 2020, não houve alteração significativa no total de presos. Os dados mostram que Roraima possui cerca de três mil reeducandos que integram o sistema prisional. 

E para que o atendimento a esse público seja prestado de forma adequada o Governo de Roraima, por meio da Sejuc tem intensificado as medidas de reestruturação das unidades prisionais. Entre as ações estão a contratação de 400 policiais penais aprovados em concurso público, e ainda o curso de formação de 444 aprovados da segunda turma, com previsão de início do curso para o mês de agosto de 2022.

Foram realizadas também melhorias na estrutura física das unidades incluindo a reforma e entrega do Bloco B da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, com 154 celas, reforma da Cadeia Pública Masculina de Boa Vista que passou por reforma e ganhou 480 novas vagas, e com isso a capacidade de atendimento subiu de 120 para 600 vagas. A Cadeia Feminina, localizada no bairro Asa Branca, também passou por reestruturação com capacidade para 260 reeducandas e foi concluído o presídio de Rorainópolis com capacidade para 178 presos, após 14 anos da obra iniciada. 

Os investimentos incluem a construção do novo presídio de segurança máxima, na área externa da Pamc, com capacidade para 286 vagas. A obra está mais de 70% concluída e a previsão é que o prédio esteja pronto até junho de 2022. A antiga Casa do Albergado passa por uma reestruturação para instalação do CPP (Centro de Progressão Penitenciária). Além disso, o Governo está executando a obra de reforma e ampliação do Centro de Progressão Penitenciária para Implantação de uma Prisão Especial para policiais e autoridades. 

Medidas incluem ressocialização e cuidados com saúde mental

Para melhorar o serviço prestado pelo sistema prisional estão em prática ações de reinserção de reeducandos na sociedade. Entre eles o Projeto “Costurando Recomeços”, apoiado pela Sejuc para dar oportunidade às reeducandas da Cadeia Pública Feminina de Boa Vista. Criado em 2021 tem como foco reforçar o trabalho de reinserção na sociedade de mulheres que, por algum motivo, passaram a fazer parte do sistema prisional. 

Outra medida é o treinamento em Inteligência Emocional disponibilizado em 2022 para quase 600 detentos da cadeia pública masculina, cadeia pública feminina e Centro de Progressão Penitenciária. O Método CIS (Método de inteligência emocional) teve como objetivo despertar o interesse dos reeducandos para o auxílio na área da saúde emocional, fundamental necessário para que o trabalho de ressocialização.

“Para o estado de Roraima ver essa notícia é um reconhecimento muito importante, pois tínhamos um sistema penitenciário falido e graças aos investimentos do governo do estado na infraestrutura e na capacitação dos policiais penais conseguimos reverter essa realidade. E é diante desse novo momento é com muita alegria que recebemos essa notícia do Departamento Penitenciário Nacional”, esclareceu o secretário. 

Avalie este item
(1 Votar)

O Banco de Leite Humano do Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth realizou nesta quinta-feira, dia 19, uma blitz educativa para sensibilizar mães lactantes sobre a importância da doação de leite materno.

Alusiva ao Dia Nacional da Doação de Leite Materno, a ação desta manhã contou com a participação de acadêmicos de medicina das universidades Federal e Estadual de Roraima. Eles se dividiram em grupos, tudo com o intuito de divulgar o processo de doação e como as voluntárias podem ajudar a unidade.

“Os alunos de Medicina possuem, em seu período de estágio dentro da maternidade, uma passagem pelo Banco de Leite. No ‘Dia D’, eles foram convidados a somar forças com a unidade para realizar uma blitz de doação de leite humano”, explicou a diretora de Ensino do HMINSN, Raissa Sampaio.

Durante três horas, os estudantes conversaram com as pacientes, ocasião onde puderam tirar as dúvidas de cada uma delas.

“A gente está passando com as mães que estão amamentando aqui na ala das Rosas do HMI e instigando-as, esclarecendo todas as dúvidas sobre a doação e, se possível, realizar algum cadastro de mãe”, ressaltou o estudante Phelipp Borges, da UERR.

Para a Semira Jales, representante da UFRR, além de enfatizar os benefícios da amamentação, a atividade também reforçou junto às mães a importância da doação do excedente de leite.

“Muitas mulheres já sabem que nos seis primeiros meses de vida, o ideal é que a criança se alimente apenas do leite materno, uma vez que o sistema digestório do bebê não está completamente formado. Entretanto, existem aquelas que têm dificuldade de produzir leite para os seus próprios filhos, e aí elas recorrem ao banco de leite”, completou.

A IMPORTÂNCIA DE REFORÇAR O ESTOQUE

De acordo com a coordenadora do Banco de Leite Humano da Maternidade, Sílvia Furlin, ao todo, 1.533 mães realizaram doações para a unidade no ano de 2021, gerando um total de 771 litros de leite humano, que foram distribuídos aos bebês prematuros internados na Maternidade. Números que têm crescido cada vez mais após a diminuição dos números de novos casos da covid-19.

Atualmente, 35 bebês encontram-se internados na UTI Neonatal do HMINSN e o Banco de Leite tem recebido uma média mensal de 100 doações.

“É muito importante que mesmo com o estoque satisfatório a gente não pare de fazer campanha, porque na nossa UTI sempre está dando entrada bebês prematuros”, ressaltou Sílvia.

UM DOS MELHORES DO BRASIL

Outro fato que torna o BLH de Roraima como um dos melhores do país é o trabalho desenvolvido em parceria com o Corpo de Bombeiros.

Por meio do projeto “Bombeiros Amigos do Peito”, as mães podem fazer sua doação de sua própria residência, uma vez que uma equipe é destinada para fazer a coleta e o encaminhamento para a maternidade.

Segundo o soldado bombeiro Wendell Sales, a coleta do leite ocorre a cada cinco dias, de segunda a sexta, com rotas programadas pela equipe do BLH. Para ele, o serviço é indispensável para salvar a vida de muitos recém-nascidos.

“É sempre uma sensação de dever cumprido, pois nós bombeiros temos um lema, que é ‘Vidas alheias, riquezas salvar’. Então, aqui no Banco de Leite, a gente faz isso diariamente e com muita satisfação”, salientou.

Mãe de um bebê prematuro de 29 semanas, Wendela Lima é uma das receptoras atendidas pela unidade. Ela tinha entendimento sobre as atividades do BHL, mas nunca pensou que passaria pelas dificuldades que muitas mães passam a ter para amamentar um filho.

“A importância desse leite é o salvamento de vidas e eu passei a enxergar isso agora. Tem criança prematura que realmente precisa desse leite, porque tem mãe que tem dificuldade em amamentar”, completou.

COMO DOAR

Para as mães interessadas em doar, além de estar com boa saúde, é importante que tenha uma produção de leite maior do que as necessidades de seu próprio filho, além de não fazer uso de medicamentos contraindicados para a amamentação.

A apresentação de exames pré-natal também é indispensável para facilitar no cadastro.

Para a manutenção das atividades do Banco de Leite, é necessário também o uso de frascos de vidro com tampa plástica, que servem para armazenar o leite humano, sem perder as características. Qualquer pessoa pode doar frascos de vidros, podendo entrar em contato pelo telefone (95) 98414-0772.

 

Avalie este item
(1 Votar)

Ao longo da manhã desta quinta-feira, dia 19, inserida na programação da Polícia Civil de Roraima (PCRR), alusiva ao Maio Laranja, de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, foi realizada uma Roda de Conversa com o tema “Desenvolvendo competências para acolher pessoas em situação de vulnerabilidade". A palestra foi ministrada pela psicóloga Mônica Lopes, do CQV (Centro de Qualidade de Vida), da Sesp (Secretaria de Segurança Pública).

A ação teve como alvo os policiais lotados no NPCA (Núcleo de Proteção à Criança e Adolescente). O bate-papo teve como foco filtrar as emoções e identificar áreas da vida que precisam receber mais atenção, para que estes policiais possam acolher melhor as pessoas que buscam atendimento nas delegacias, além de promover melhores relações tanto em casa, como no ambiente de trabalho.

Outro método trabalhado com os servidores foi a relação interpessoal e intrapessoal de cada um.

Para a diretora do DPE (Departamento de Polícia Especializada), delegada Elivânia Aguiar, a ação foi excelente, pois trouxe um maior despertamento aos policiais, levando-os a ter um olhar mais acolhedor aos mais vulneráveis, como crianças e adolescentes.

A psicóloga Mônica Lopes ressaltou que o encontro foi um momento de bastante descontração durante as dinâmicas de grupo.

 

Avalie este item
(1 Votar)

Entre os dias 20 e 21 de maio, no Teatro Hélio Melo, em Rio Branco, no Acre, acontece o 1º Encontro Internacional de Etnoturismo da Amazônia. O evento, proposto pelo Detur (Departamento de Turismo de Roraima) da Secult (Secretaria de Cultura e Turismo de Roraima), conta com a parceria da RAI (Rotas Amazônicas Integradas), grupo de trabalho organizado pelos gestores de turismo dos estados da Amazônia.

O diretor do Detur, Bruno Muniz, explicou que o evento visa divulgar e fortalecer o etnoturismo na região. Estarão presentes no evento os secretários da região Norte, o presidente do Fornatur (Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo) e o presidente da Embratur (Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo).

“Na última reunião realizada ano passado, chegamos ao consenso de que o próximo segmento a ser trabalhado seria o etnoturismo da Amazônia. Na abertura do evento ocorrerá o lançamento do novo ciclo promocional”, detalhou.

Em conjunto, Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins visam divulgar e fortalecer o turismo da região. “Cada Estado preparou o seu material. Nós produzimos uma revista e um vídeo promocional sobre o etnoturismo em Roraima e vamos divulgar junto com as nossas rotas para o mercado nacional e internacional. Tudo isso com o apoio do Ministério do Turismo e da Embratur”, pontuou Muniz.

Roraima será representado no evento com a palestra “Estratégias para o fortalecimento do Turismo na Amazônia”, nesta sexta-feira, dia 20. “Vamos falar sobre a promoção do etnoturismo para 2022 e 2023, desenvolvendo a atividade junto às comunidades com a valorização do artesanato, gastronomia, cultura, música, danças típicas e línguas maternas”, afirmou.

Confira a programação desta sexta-feira, 20

MANHÃ

09h - Abertura

09h05 - Composição do dispositivo de honra

10h25 - Apresentação das Políticas Públicas do Governo através da SEET para o Etnoturismo e Sustentabilidade. Taiane Santos - Diretora Técnica da Secretaria de Estado de Empreendedorismo e Turismo- SEET. Rio Branco/AC.

10h35 - Apresentação do Plano de Desenvolvimento do Turismo nas Terras Indígenas da Região do Alto Rio Purus e Alto Rio Juruá do Estado do Acre. Camila Canova - Empresa IAPERON. Porto Velho/RO.

10h45 - Ações da EMBRATUR no fortalecimento do Etnoturismo. (Brasília). Gentil Venâncio Palmeira Filho. Coordenador Especial do Turismo Náutico. Brasília/DF.

10h55 - Estratégias para Fortalecimento do Turismo na Amazônia. Prof. Dr. Bruno Dantas. Boa Vista/RR.

12h - Encerramento. Almoço: Restaurante Mata Nativa - Custo individual. 

TARDE

14h30 - Abertura - Interação cultural indígena (Etnia Shanenawa).

14h40 - Painel Case de Sucesso: Etnoturismo na Aldeia Indígena Morada Nova. Cacique Carlos Shanenawa. Feijó/AC.

14h50 - Painel Case de Sucesso: Grupo Associação Metareilá - Povo Indigena Surui. Porto Velho/RO.

15h - Painel Case de Sucesso: Made in Acre. Juliana Pejon e Rayssa Alves. Rio Branco/AC

15h20 - Painel Case de Sucesso: Organização de Viagens às Terras Indígenas - Tereza Lundgren. Rio Branco/AC.

15h30 - Desfile Artesanato Indígena.

15h45 - Intervalo

16h - Roda de conversa com trade turístico de Rio Branco/AC Cassiano Marques, Diogo Lemos e Rizomar Araújo.

16h15 - Aqui Tem Turismo / Vai Turismo. João Bosco Nolasco Nunes. Fecomércio. Rio Branco/AC.

Avalie este item
(1 Votar)

Com o início do período chuvoso, diariamente, a Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) tem recebido demandas relacionadas a problemas na rede de esgotamento sanitário. E, frequentemente, os técnicos têm se deparado com resíduos que não deveriam ser despejados nos ralos ou diretamente na própria rede.

A diretora de Engenharia e Gestão Ambiental da Caer, Elisângela Rodrigues, explica que, somado à precipitação pluviométrica e aos furtos das tampas dos Poços de Visita da empresa, parte da obstrução da rede é provocada pelo uso indevido por parte dos usuários.

“Com o furto das tampas dos Poços de Visita é comum encontrarmos sacolas plásticas, latas, garrafas e outros materiais como redes de nylon e até mesmo peças de aço ou ferro. A limpeza e manutenção nestes casos tomam tempo e elevam os gastos da empresa, que poderiam ser direcionados a outras melhorias no sistema da Companhia”, explicou Elisângela.

Segundo a diretora, óleo de cozinha, pontas de cigarro, cotonetes, fios de cabelo e absorventes íntimos lideram a lista de produtos ou objetos que são descartados de forma incorreta e acabam entupindo a tubulação.

Todos estes materiais devem ser descartados no lixo, com exceção do óleo de cozinha, que pode ser armazenado em garrafas pets e entregue nos pontos de recolhimentos, ou na própria sede da Caer, no bairro São Pedro, para que seja doado às igrejas e cooperativas que produzem sabão.

 

Avalie este item
(1 Votar)

Teve início na manhã desta quinta-feira, dia 19, o 'I Seminário de Educação Escolar dos Povos Indígenas Originários da Venezuela no Brasil’. O evento acontece no auditório do Colégio Militar Estadual Derly Luiz Vieira Borges, no bairro Canarinho, até esta sexta-feira, dia 20.

O Seminário é uma ação integrada envolvendo o MPF (Ministério Público Federal), Funai (Fundação Nacional do Índio), Governo de Roraima, Seed (Secretaria de Educação e Desporto), Prefeitura de Pacaraima e Prefeitura de Boa Vista.

O objetivo é definir estratégias e ações para garantir a oferta da educação para aproximadamente 1.700 crianças e adolescentes venezuelanos indígenas em idade escolar os quais vivem em abrigos e que, por algum motivo, ainda não estão matriculados nas escolas, seja das redes municipais ou estadual. 

“Teremos dois dias de evento para ouvir os povos indígenas e discutir a melhor forma de atendê-los. É um dever nosso corrigir alguma deficiência que ainda possa existir na oferta da educação escolar indígena. O Governador Antonio Denarium tem uma preocupação muito grande com os povos indígenas e a determinação é atender da melhor maneira possível”, destacou Raimundo Nonato Mesquita, secretário de Educação e Desporto.

O procurador do MPF Alisson Marugal falou sobre o desafio de garantir a oferta educacional aos povos indígenas venezuelanos que moram no Brasil e destacou sobre o trabalho que vem sendo feito entre as instituições envolvidas.

“O evento de hoje é resultado de um diálogo que o Ministério Público Federal tem mantido com as secretarias de Educação do Estado, de Boa Vista, de Pacaraima e Funai em busca de oferecer uma educação culturalmente diferenciada, o que é um desafio bem significativo. O Seminário propõe discutir como os indígenas desejam essa educação culturalmente diferenciada a partir da legislação brasileira”, explicou o procurador.

Plano de ação será apresentado durante o Seminário

Na programação, haverá exposições de representantes de instituições como o CIR (Conselho Indígena de Roraima), Instituto Insikiran da UFRR (Universidade Federal de Roraima), Sebrae/RR (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Roraima), Amirr (Associação dos Migrantes Indígenas de Roraima), além de apresentações de professores que atuam nas redes de ensino.

A professora Stela Damas, diretora do Ceforr (Centro Estadual de Formação dos Profissionais de Educação de Roraima), explicou que durante o Seminário será apresentado um Plano de Ação. A garantia da matrícula escolar, o estreitamento do diálogo com as famílias dos estudantes, formação continuada de professores estão entre os temas abordados no documento.

“O plano de ação é fruto de uma ação integrada entre Governo do Estado, prefeituras de Boa Vista e Pacaraima, e Funai, acompanhados pelo Ministério Público Federal que apresenta ações estratégicas para que possamos atender essas crianças e adolescentes não apenas com o acesso, mas também com a permanência deles nas escolas”, explicou Stela Damas.

O ‘I Seminário de Educação Escolar dos Povos Indígenas Originários da Venezuela no Brasil’ conta com a parceria da Operação Acolhida, Acnur (Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados), Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e Fraternidade.

Avalie este item
(1 Votar)

A população poderá conhecer os equipamentos e veículos utilizados pelo Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima) e pela PRF (Polícia Rodoviária Federal).

A exposição ocorre no sábado, dia 21, no Garden Shopping, no Caçari, das 10h às 22h. No dia 28 de maio, o evento será no Pátio Roraima Shopping, no mesmo horário.

O chefe da Divisão de Prevenção e Educação para o Trânsito, do Detran-RR, Milton Emílio Melo de Oliveira, disse que a exposição tem a finalidade de expor a funcionalidade dos equipamentos que os agentes usam no dia a dia.

“Iremos expor também uma ‘minicidade’, que recria um ambiente simulando as condições encontradas nas cidades, como cruzamentos, faixa de pedestres, calçadas, placas de sinalização, ciclovia, entre outras”, adiantou.

Haverá ainda a entrega de panfletos educativos, com informações sobre a educação no trânsito. Além dos agentes de trânsito do Detran, o evento contará com a participação de profissionais da PRF, que fará exposição de seus veículos e acessórios de trabalho.

A exposição faz parte da programação da campanha Maio Amarelo, que o Detran promove desde o início deste mês, com o objetivo de conscientizar motoristas, motociclistas e pedestres sobre a segurança viária.

Avalie este item
(1 Votar)

Ao todo, 350 professores da rede estadual de ensino estão participando do Encontro Formativo para Implementação do DCRR (Documento Curricular de Roraima) - Segunda Etapa Boa Vista.

A abertura do evento ocorreu na tarde de quarta-feira, dia 18, no auditório do Palácio da Cultura Nenê Macaggi e contou com a participação do professor João Paulo Cêpa, articulador do Movimento pela Base. E segue com a programação nesta quinta-feira, dia 19.

O secretário de Educação e Desporto, Nonato Mesquita prestigiou a abertura, ao lado do secretário adjunto Semaias Alexandre Silva e da coordenadora da equipe Pró-BNCC em Roraima, Simone Batista.

Voltado para a formação de professores do Ensino Fundamental do 6° ao 9° ano, o Encontro Formativo tem o objetivo de capacitar e ampliar os conhecimentos profissionais e fortalecer a prática docente, para efetivar a implementação do DCRR nas escolas.

Para o professor João Paulo, a implementação da BNCC (Base Nacional Comum Curricular) é um grande desafio que deve ser enfrentado por todos, com foco na recomposição das aprendizagens, principalmente neste período pós-pandemia.

“Sabemos que estamos em um cenário complexo e é na construção do processo pedagógico da escola e no planejamento que muitas respostas vão aparecer. Mas o desafio, a responsabilidade é de todos, das secretarias, escolas, professores, gestores, sociedade civil. Nosso objetivo é a melhoria da educação brasileira”, destacou João.

PROGRAMAÇÃO DE HOJE

O Encontro Formativo segue durante toda esta quinta-feira, 19. As atividades práticas ocorrem na Escola Estadual Oswaldo Cruz, com a equipe de formadores do Ceforr (Centro Estadual de Formação dos profissionais da Educação de Roraima).

A professora Stela Damas, diretora do Centro de Formação explicou que a capacitação está baseada em três importantes pilares: conhecimento, prática profissional e engajamento.

“Nós fizemos um primeiro momento para que o professor tenha um panorama conceitual do que o DCRR traz, depois propomos a prática, que é a efetivação do planejamento em si, a partir das competências e habilidades que a Base propõe. Por fim, estamos fazendo um trabalho de sensibilização dos professores sobre a importância do documento, pensando então no seu engajamento”, explicou Stela Damas.

A BNCC (Base Nacional Comum Curricular) é um documento de caráter normativo que define o conjunto de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidade da Educação Básica. Sua implementação ocorre em todo o Brasil.

O DCRR foi construído à luz das diretrizes estabelecidas na BNCC e é um instrumento estadual que direciona as políticas públicas educacionais e o currículo a ser ministrado em todas as escolas das redes estadual e municipal, tendo como foco os direitos de aprendizagem e a formação integral do aluno.

“É importante essa formação, pois é uma base comum nacional, isso significa que não só no cenário regional, mas nacional, todos os estudantes terão o mesmo nível de acesso ao conhecimento”, destacou o professor de História Saulo Chaves.

Governo já realizou quatro encontros formativos

Este já é o quarto encontro formativo. O primeiro aconteceu em Boa Vista (primeira etapa), no mês de março com a participação de 400 professores, o segundo em abril foi realizado em Normandia para 400 professores e o terceiro em Uiramutã, na semana passada, que contou com a presença de 420 docentes.

A formação para implementação do DCRR e BNCC ocorre em regime de colaboração entre Estado e municípios, Consed (Conselho Nacional dos Secretários de Educação) e Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação).

Avalie este item
(1 Votar)

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, celebrado em 18 de maio, é marcado por programações que visam a ampla divulgação dos meios de combate à exploração infantil.

Por ser uma instituição que trabalha diretamente nesta causa, a PCRR (Polícia Civil de Roraima), por meio da DPE (Departamento de Polícia Especializado) em parceria com o NPCA (Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente), realiza durante todo o mês de maio, ações que visam sensibilizar e alertar a sociedade para o tema.

No dia 18 de maio, o delegado titular da DDIJ (Delegacia de Defesa da Infância e Juventude), Alberto Correia de Oliveira Filho, ministrou palestra na manhã desta terça-feira (18), no Auditório do Senai, a convite do CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) Centro, com o tema “Riscos da Internet”.

Hoje, dia 19, às 14h30, no Espaço Cultural do Campus Novo Paraíso, do IFRR (Instituto Federal de Roraima), em Rorainópolis, a delegada Suébia Cardoso, ministrará palestra com o tema “Enfrentamento ao abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes).

A diretora do DPE, delegada Elivânia Aguiar, destacou que as duas palestras têm abordagens diferentes, mas muito importantes.

“Os pais e responsáveis precisam estar sempre atentos às crianças, e os jovens precisam entender quando algo ruim acontece e se sentirem encorajados a procurar ajuda. Muitas vezes essa conscientização ocorre ao longo de palestras educativas”, disse a delegada.

Ainda na programação, está prevista também, para esta quinta-feira (19), uma Roda de Conversa com o tema “Desenvolvendo competências para acolher pessoas em situação de vulnerabilidade", a ser ministrada pela psicóloga Mônica Lopes, do Centro de Qualidade de Vida, voltada para os policiais lotados no NPCA.

CAMPANHA DE ARRECADAÇÃO

Além disso, conforme explicou a delegada titular do DPE, durante todo o mês de maio a PCRR estará arrecadando brinquedos para reformular o Espaço Acalento.

“O espaço funciona dentro do NPCA, utilizado no pré-atendimento de crianças vítimas de violência, que precisam ir até a delegacia especializada para serem ouvidas pelas autoridades policiais. Por isso ele precisa ser local onde essas vítimas se sintam seguras e acolhidas”, explicou a delegada.

Ainda de acordo com delegada Elivânia Aguiar, ao longo deste mês o Espaço Acalento do NPCA deve ser reinaugurado. Ela destacou também, que está sendo apresentado ao Consupol (Conselho Superior de Polícia), a proposta para que o Espaço Acalento seja implantado em todas as Delegacias do Interior.

“É de extrema importância que todas as Delegacias do Interior e, o NPCA, em Boa Vista, tenham o Espaço Acalento. A meta é atender a criança vítima de violência em um espaço mais humanizado, no momento em que esteja em atendimento nas unidades da Polícia Civil”, disse a diretora.

Quem tiver interesse em participar da campanha, pode entregar os brinquedos no NPCA, localizado na Cidade da Polícia, 1ª casa a direita. Ou pode fazer contato pelo telefone (95) 98414 7674 que a equipe do NPCA vai buscar.

Avalie este item
(1 Votar)

Quarta-feira, 18 de maio, é considerado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes e a Escola Estadual Euclides da Cunha realizou pela manhã uma programação voltada ao tema com palestras, apresentações e exposições. O evento contou com o apoio da OAB/RR (Ordem dos Advogados do Brasil de Roraima).

Estiveram presentes no evento profissionais da Educação, advogados representantes da OAB/RR, a delegada da Polícia Civil Simone Arruda e o diretor da Faculdade Cathedral, professor Marcos Pereira.

Os profissionais explicaram aos estudantes o motivo desta data, além de esclarecer sobre o que é abuso, exploração sexual, informando sobre os principais sinais que uma pessoa violentada emite e destacaram que todos devem ficar alerta a esses sinais.

Foi reforçado também sobre o papel da escola, que, por sua vez serve como um local seguro, em que os jovens e adolescentes podem pedir ajuda e proteção.

O ‘Maio Laranja’ foi definido também para chamar atenção da sociedade para esse tema tão delicado e busca reforçar a necessidade de um olhar apurado sobre os casos de abuso contra crianças e adolescentes.

ESCOLA QUE PROTEGE

Durante todo o ano, a Escola Estadual Euclides da Cunha, por meio da equipe da Orientação Educacional da escola composta pelas professoras Gabriela Gusmão e Rosiane Oliveira, realiza projetos de sensibilização junto aos mais de 500 estudantes da instituição de ensino sobre combate ao suicídio e ao abuso e violência sexual contra crianças e adolescentes.

“O projeto da escola para o ano de 2022 é: ‘Escola que Protege’. Ao longo do ano haverá diversas ações para que o aluno se sinta acolhido, abrigado emocionalmente e para que retorne os laços neste período pós pandemia. E também para que tenha segurança e conheça seus direitos e deveres”, explicou a gestora da Escola, Flávia Coelho.

A denúncia é uma das principais formas de combater o abuso e a violência sexual. Caso haja suspeitas de alguma criança ou adolescente que esteja sofrendo violação dos seus direitos, é possível fazer uma denúncia por meio do Disque 100.

Quarta, 18 Mai 2022 20:54

COMUNICADO

Escrito por
Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 413.232 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.650 foram confirmados, sendo 30.241 por RT-PCR e 125.409 por teste rápido, 257.582 descartados, sendo 69.530 por RT-PCR e 188.052 por teste rápido e 2.152 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.219 em Alto Alegre, 1.358 no Amajari, 119.806 casos foram notificados em Boa Vista, 2.893 em Bonfim, 3.722 no Cantá, 3.169 em Caracaraí, 2.463 em Caroebe, 1.632 em Iracema, 2.924 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.788 em Pacaraima, 3.905 em Rorainópolis, 1.934 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.406 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.839 em Alto Alegre, 2.420 em Amajari, 201.547 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.546 em Bonfim, 4.362 no Cantá, 4.118 em Caracaraí, 3.472 em Caroebe, 1.868 em Iracema, 3.914 em Mucajaí, 1.081 em Normandia, 7.827 em Pacaraima, 6.514 em Rorainópolis, 3.138 em São João da Baliza, 2.042 em São Luís e 1.038 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.152 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.621 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 54 de Pacaraima, 72 de Rorainópolis, 14 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 153.409 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.180 em Alto Alegre, 1.332 em Amajari, 118.121 são de Boa Vista, 2.856 de Bonfim, 3.675 no Cantá, 3.094 em Caracaraí, 2.442 em Caroebe, 1.613 em Iracema, 2.876 em Mucajaí, 962 em Normandia, 2.732 em Pacaraima, 3.833 em Rorainópolis, 1.918 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.383 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde, deu início nesta quarta-feira, 18, no auditório da Coordenação Geral de Vigilância em Saúde, às atividades de uma oficina que visa fortalecer ainda mais a gestão estadual do Sistema Único de Saúde.

Até esta quinta-feira, 19, a atividade será realizada para representantes de áreas técnicas que são primordiais para o funcionamento das atividades do SUS no Estado. A principal é que eles tenham total entendimento da boa execução orçamentária e financeira da pasta.

“Será um momento reflexivo para a melhoria do desenvolvimento de trabalhos e projetos em andamento”, ressaltou a diretora do Departamento do Planeja-SUS, Waléria Tupinambá.

A oficina será uma continuação do projeto Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS – PROADI-SUS, que auxilia na construção de gestões fortalecidas de saúde, além de permitir o planejamento estratégico situacional que identifica as maiores necessidades da população.

Além disso, o PROADI-SUS reúne hospitais sem fins lucrativos que são referência em qualidade médico-assistencial e gestão em saúde, conforme ressalta o mediador da oficina e professor doutor do Hospital Alemão Oswaldo Cruz – HAOC, Manoel Geraldo.

“Neste momento do projeto, onde olhamos o monitoramento e avaliação dos resultados, o PROADI é fundamental para possamos tomar outros caminhos para resolver aquilo que não foi resolvido e melhorar o que precisa ser mantido”, frisou.

Técnico responsável pelo planejamento e orçamento das ações de Vigilância em Saúde, Jander Arruda comentou a importância da oficina para a ampliação dos conhecimentos dos participantes convidados.

“É importante esse ponto que podemos trabalhar todas as áreas da secretaria de uma forma que vá beneficiar todo mundo. Como um organismo que tenta entender todos os lados da Secretaria”, completou.

Além de dinâmicas em dupla e apresentação de dados, a atividade contará também com momentos de reflexão, de modo que todos os participantes possam dar as suas impressões pessoais do que aprenderam na ação.

 

Avalie este item
(1 Votar)

A Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação) iniciou um diálogo com empresários do setor de suinocultura para discutir estratégias de desenvolvimento para o setor.

A discussão pontuou a execução de um calendário de vacinação, fiscalização sanitária, isenção de taxas, transporte de frios, escala veterinária, comercialização, além da criação de salas de abate artesanal nas propriedades rurais para facilitar a logística de transporte e coibir a clandestinidade.

“Essa reunião é uma atitude inovadora situando as demandas dos suinocultores do Estado. Com isso, estamos avaliando as diferentes realidades da categoria, enumerando as dificuldades, buscando ações imediatas”, disse o coordenador de Desenvolvimento Agroambiental da Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação, Marcelo Hentges.

O coordenador ainda referiu as ações da Agricultura Familiar que ajudam a fortalecer a produtividade em Roraima. “Dentre os principais motivos do projeto de grãos está a produção de insumos para a criação de aves e suínos. Grande parte da ração destes animais é composta de milho, 80%, e o preço dos insumos está custando caro no bolso do produtor e pode piorar. Outras problemáticas vivenciadas pelos suinocultores são o abate, a logística e demais taxações que impõem barreiras. Com a fundação da Cooperativa, o intuito é darmos suporte técnico, organização de crédito, normativas, regulamentações e outras necessidades”, detalhou Marcelo. 

Produtor na região do Cantá, Luiz Cruz destacou que em Roraima existe muita gente envolvida no segmento de suínos, mesmo trabalhando em pequena escala e reforçou. “Recentemente, compramos matrizes do Paraná e trouxemos para fortalecer a genética local. O governo também tem avaliado as necessidades de desenvolvermos este serviço. Com isso, aguardamos a diminuição dos custos de produção, baixando o preço de insumos, combustível e outras necessidades, possibilitando aos empresários mais investimentos na suinocultura”, disse.

O suinocultor Frank Júnior avaliou a fundação de uma cooperativa que atenderá mais de 250 criadores de suínos em Roraima. “Temos um registro contabilizando 242 suinocultores, além de outros 26 empresários já engajados na fundação da Cooperativa. Nosso objetivo é integrar os criadores de suínos, auxiliá-los e caminharmos juntos no planejamento da venda local e exportação da demanda também com a Venezuela e Guiana”, disse.

Da região de Amajari, o produtor Taylor Filgueiras analisou positivamente a reunião da categoria de suínos. “Esse é um segmento que beneficia o investidor em um mercado amplo, mas precisamos do apoio do Governo do Estado adequando os benefícios necessários para o desenvolvimento da suinocultura. Contudo, percebemos que o secretário Emerson Baú e o governador Antonio Denarium já estão à frente destas decisões fundamentais com esforço técnico dos órgãos competentes, formalizando o acesso ao pequeno e médio produtor solucionar a renda das famílias roraimenses no campo”, complementou.

Para o secretário Emerson Baú, a suinocultura brasileira se destaca mundialmente. “A produção de suínos é uma das cadeias mais produtivas e avançadas - utilizando alta tecnologia genética, nutrição, manejo e instalações. Dessa forma, o padrão de qualidade do alimento é uma preocupação constante e o Brasil é uma referência mundial dentre os principais países produtores de carne suína”, referiu.

O governador Antonio Denarium reforçou o esforço do Estado contra os entraves dos insumos. “A ração contabiliza demasiadamente os custos necessários para suprir a criação dos animais, e resolver esta questão é mais uma prioridade do Governo de Roraima que não cessa os trabalhos”, destacou. 

Dados da Suinocultura no Brasil

Competir no mercado globalizado é um grande desafio, pois requer posicionamento estratégico constante. Uma pesquisa realizada pala United States Department of Agriculture (Usda), destacada pelo anuário 2022 da Suíno Cultura Industrial, revelou que a suinocultura brasileira - no cenário global - vem atingindo patamares recordes de produção, ganhando destaque nas exportações mundiais, passando de 7,4% dos volumes em 2018 para 10,4% em 2021, com previsão de atingir 10,9% em 2022.

Os números evidenciam o Brasil respondendo a uma crescente demanda internacional ainda puxada pelos efeitos dos surtos de PSA na Ásia e pelos preços internacionais da carne suína, gerando receitas cambiais próximas a US$ 3 bilhões.

  

Avalie este item
(1 Votar)

Melhorar a assistência aos bebês que nascem no Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth sempre foi prioridade para o Governo de Roraima. Além de realizar a reforma da estrutura física da unidade, a gestão Antonio Denarium também tem aplicado uma série de investimentos na aquisição de equipamentos.

Nessa segunda-feira, dia 16, o hospital foi contemplado com cinco novas incubadoras de transporte, para auxiliar na preservação da saúde de bebês prematuros. O valor do investimento foi de R$ 170 mil, fruto de convênio do Ministério da Saúde com emenda parlamentar do senador Telmário Mota.

Diretora Clínica e pediatra da Maternidade, Dra. Flávia Bonini explica que a principal função dos novos equipamentos é manter as condições de temperatura do recém-nascido dentro dos padrões necessários, garantindo a preservação de sua saúde e culminando em uma boa evolução.

“Nós do HMI ficamos muito felizes em receber esses equipamentos. A principal função de uma incubadora e a sua importância é manter a temperatura de recém-nascidos prematuros, que perdem calor com muita facilidade”, ressaltou.

Flávia destaca ainda que a maternidade realiza em torno de 900 partos mensais, entre normais e cesarianas. Ao todo, 36 incubadoras dão suporte às ações de unidade, sendo 17 dessas incubadoras de transportes, que auxiliam no transporte intersetorial, ou seja, dentro e fora do próprio HMI.

“Nós temos, diariamente, em torno de 35 pacientes internados em nossa unidade de terapia intensiva e semi-intensiva, com certeza os equipamentos contribuirão para melhor evolução e qualidade de atendimento dos nossos bebês”, completou.

 

 

Avalie este item
(1 Votar)

O Iper (Instituto de Previdência do Estado de Roraima) realizou nesta quarta-feira, dia 18, treinamento técnico sobre gestão de transações bancárias e fundos financeiros para os militares que administram o Sistema de Proteção Social do Estado de Roraima.

O treinamento ocorreu na sala de reunião do Instituto e foram apresentados os trâmites sobre as operações bancárias, controle financeiro e contábil, recursos e aplicações pertinentes  aos  militares do Roraima.  E foi coordenado pelo diretor de Administração e Finanças, Rafael Alencar e pelo gerente Financeiro, Anderson Ribeiro.

Segundo o diretor da Previdência Militar, Cel. Doriedson Ribeiro, após o Ato Delegatório assinado pela presidente do Iper, Adriana Padilha, os servidores militares podem atuar no gerenciamento. “Estamos cumprindo todos os trâmites da Lei Complementar Estadual nº 305/2022, que criou o Sistema de Proteção Social dos Militares de Roraima, que será o órgão para gerenciar todos os processos previdenciários desde a arrecadação até a concessão de benefícios”, esclareceu.

Este é o primeiro treinamento de circuito que deverá ocorrer durante o ano para adequações dos trabalhos. Participaram desta reunião o gerente Militar de Proteção Social, Cap. Dagmar Vieira Ramalho e o chefe de Benefícios Militar Ten. Lindberg Kent dos Santos Castro.

 

Avalie este item
(1 Votar)

Empresários do setor agrícola do Mato Grosso do Sul, Paraná e Rio Grande do Sul estiveram esta semana em Roraima para conhecer as potencialidades que o estado oferece para a produção.

Eles se reuniram com o secretário estadual Emerson Baú, da Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação (Seadi) e os presidentes Marlon Buss (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural), Márcio Grangeiro (Instituto de Terras de Roraima), Glicério Fernandes (Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos) e Marcelo Parisi (Agência de Defesa Agropecuária de Roraima).

O encontro ocorreu na Seadi, onde foram discutidos investimentos na produção de alimentos, tecnologia, ciência do campo, clima, regularização ambiental e negócios fronteiriços.

A convite do governador Antonio Denarium, a comitiva veio testemunhar in loco os potenciais de investimento agropecuário e agroindustrial de Roraima. “Nosso clima favorece o desenvolvimento rural e acelera os ciclos de cultura, privilegiando o estado no setor produtivo, tecnológico e econômico”, destacou Baú.

Marlon Buss citou o saldo positivo dos cofres públicos do Governo atual, que sanou bilhões em dívidas das gestões passadas. “Hoje, Roraima tem caminhado no desenvolvimento com mais de mil obras em andamento e muitas delas sendo realizadas no interior. E nos últimos anos, com a presença de agricultores de outros estados, percebemos uma grande evolução no cenário em várias culturas produtivas”, disse.

Sobre os trâmites burocráticos para o licenciamento de terras, Márcio Grangeiro reforçou que o Estado está desenvolvendo modelos de simplificação dos protocolos. “Nossa intenção é diminuirmos a discricionariedade das documentações, padronizando a vistoria técnica. E esta sistematização deverá encurtar toda a papelada exigida, proporcionando celeridade das certidões e segurança jurídica”, frisou.

O produtor gaúcho Emerson Walter positivou a reunião e agradeceu a recepção da equipe técnica do Governo de Roraima. “Este encontro possibilitou esclarecimentos e orientação para a comitiva, referindo fatores importantes da produção, aquisição de terras, zoneamento agrícola, entre outros. E visitando Roraima, analisamos a logística dos municípios, conversamos com produtores locais e tivemos uma boa impressão das áreas rurais. Visitamos a Embrapa e ainda conversamos com o secretário Emerson Baú e o governador Antonio Denarium que juntos têm trabalhado para o desenvolvimento rural do Estado. Ou seja, levantamos informações diversas para em seguida sentarmos novamente e tomarmos decisões”, pontuou.

O engenheiro agrônomo Tiago Carlet é produtor de soja e milho no Paraná. “Nosso intuito é expandir o horizonte de serviços com investimento em Roraima. Dessa forma, estamos observando como o Estado está se preparando para receber grandes investimentos no setor agrícola. E não é qualquer estado do Brasil que proporciona essa oportunidade”, complementou.

Para o governador Antonio Denarium, Roraima tem se destacado cada vez mais nos negócios. "As famílias do campo estão prosperando com o trabalho e as oportunidades da indústria e do agronegócio. Os roraimenses estão plantando e colhendo bons frutos e este esforço é um orgulho para todos nós", reforçou.

ZONEAMENTO ECOLÓGICO

“Atualmente, estamos realizando um avanço na atualização dos mapas de zoneamento ecológico econômico, observando as aptidões de cada região, ampliando as expectativas dos municípios com a produção rural, aperfeiçoando também a logística para entrada e saída de insumos, negociando acessos com o porto da Guiana e com a Venezuela”, adiantou o secretário da Seadi durante a reunião com os empresários.

Além disso, completou Baú, dessa forma, a infraestrutura de Roraima está sendo fortalecida para a ampliação dos negócios com as indústrias e agroindústrias de outras regiões. “Tudo isso em um momento crucial de consolidação do setor energético com a construção do linhão de Tucuruí - que deve ampliar ainda mais a economia de Roraima, oportunizando qualidade de vida para a população”, complementou.

Avalie este item
(1 Votar)

Pensando em fortalecer o empreendedorismo nas áreas indígenas, o Governo de Roraima tem colocado em prática estratégias para possibilitar que mais pessoas tenham acesso às linhas de crédito, criadas pelo Governo, com juros mais baixos e melhores condições de pagamento. 

Para atender aos moradores das comunidades indígenas, desde terça-feira, 17, o governo está com uma ação integrada entre a Secretaria do Índio, Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação, Desenvolve Roraima, Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural, Banco da Amazônia, prefeitura de Amajari e a empresa Confiança que atua na elaboração de projetos agrícolas.

Mais de 100 pessoas de 18 comunidades indígenas entre produtores, lideranças indígenas e coordenadores de polos de produção participaram do primeiro dia da ação realizada no Centro Regional de Educação Indígena, na comunidade da Mangueira, no município de Amajari. As atividades seguem até sexta-feira,20, em outras comunidades.

Segundo o secretário do Índio, Marcelo Pereira, o objetivo é levar informações e orientar o homem do campo sobre as medidas disponíveis criadas pelo governo para o fomento da economia e a geração de emprego e renda em Roraima.

“Nesse sentido o nosso foco é levar informações e orientá-los sobre como é possível ter acesso às linhas de crédito para a abertura do próprio negócio ou ampliação do investimento, e para isso reunimos as principais instituições ligadas a essa política para esclarecer as dúvidas daqueles que tenham interesse em atuar no empreendedorismo”, esclareceu o secretário.

Pereira ressalta que a ação permitirá fazer um levantamento de todas as pessoas que têm interesse em desempenhar alguma iniciativa ligada ao microcrédito ou crédito rural e como elas podem se enquadrar nos critérios exigidos para ter acesso.

“A intenção é atender todas as pessoas que atuam em atividades não agrícolas como a panificação, produção e venda com doces, venda de espetinho, borracharia e que podem ter acesso ao microcrédito e expandir o seu negócio, bem como atender aqueles que atuam na agricultura com o crédito rural”, complementou.

NOME LIMPO NA PRAÇA

Durante a ação ficou definido ainda que será feito o levantamento das pessoas que têm interesse de acessar as linhas de crédito para verificação se há a necessidade de regularização do CPF junto às instituições financeiras, para que fiquem aptas aos financiamentos. 

“O objetivo é verificar futuramente com as instituições se estas pessoas têm alguma pendência e informá-las se for necessária a regularização, ou seja, estamos levando informações, dando as orientações e ajudando no que for preciso para que todas as etapas fundamentais sejam concluídas e efetivada a liberação dos recursos”, alertou Pereira.

Governo investiu quase R$ 5 milhões

A Desenvolve Roraima oportuniza a liberação do Crédito Rural para agricultores e Microcrédito Empreendedor que é um programa permanente.

O empreendedor, formal ou autônomo, que seja contemplado com o crédito tem seis meses de carência para começar a pagar o valor recebido, com juros de 0.99% e até 30 parcelas para pagamento.

Nos últimos anos o Governo de Roraima investiu quase R$ 5 milhões em linhas de crédito por meio da Desenvolve Roraima, sendo R$ 3,7 milhões até 2021 e mais de R$ 1 milhão e duzentos nos primeiros cinco meses de 2022.

Podem ser contemplados o dono do próprio negócio com os empreendimentos estabelecidos tanto na capital Boa Vista quanto nos municípios, nos diversos segmentos incluindo alimentação, corte e costura, confecção, setor do comércio ou serviço.

 

Avalie este item
(1 Votar)

Garantir a inclusão de pessoas com deficiência no processo de ensino-aprendizagem é uma das bandeiras do Governo de Roraima. De encontro com essa política pública estadual, o CAP-DV/RR (Centro de Apoio Pedagógico às Pessoas com Deficiência Visual de Roraima) receberá vinte kits de livros paradidáticos doados pela ‘Fundação Dorinha Nowill para Cegos’.

A ação ocorrerá na quinta-feira, dia 19, às 15 horas, no auditório da Escola Estadual Lobo D’Almada, no Centro de Boa Vista. A programação contará com apresentações musicais, depoimentos de alunos atendidos pelo Centro, leitura de textos, exposição de materiais adaptados e específicos utilizados no CAP-DV/RR, roda de conversa e coquetel de confraternização.

Para a diretora do CAP-DV, Maria Francinete Queiroz, o material trará grandes benefícios aos usuários do Centro e possibilitará atividades pedagógicas lúdicas e divertidas.

“Esses kits que serão entregues aos nossos alunos na faixa etária de 7 a 11 anos, serão mais uma ferramenta para auxiliar os alunos e professores, sanando algumas dificuldades. É muito importante para nós essa parceria com a Fundação Dorinha”, ressaltou Francinete.

Sobre os Kits

Os kits que serão recebidos pelo CAP-DV fazem parte da coleção “Dorinha pelo Brasil – Inclusão sem barreiras” e cada kit possui 10 títulos inéditos, sendo cinco livros em formato acessível (braile, fonte ampliada e com audiodescrição) e cinco histórias diferentes em audiolivro, desenvolvidos em parceria com o Instituto Maurício de Souza, a fim de propiciar a inclusão e o respeito a todos.

Nas histórias dos livros, as crianças acompanharão a personagem com deficiência visual chamada Dorinha, que sai do bairro do Limoeiro, em São Paulo, ao lado de seu cão-guia Radar e de toda a Turma da Mônica, para conhecer as riquezas culturais, aprender sobre as comidas típicas, música e folclore de cada uma das cinco regiões do Brasil.

O CAP-DV

O CAP-DV/RR está localizado na Avenida Santos Dumont, N° 439, no bairro São Pedro, e integra a estrutura da Seed. A unidade atende atualmente 47 pessoas com deficiência visual, sendo 20 alunos em idade escolar, matriculados em instituições de ensino regular.

“Nós damos o suporte no horário oposto ao escolar, na parte pedagógica. Os alunos aprendem o braile, a manusear o computador, além de participarem de momentos de convivência, e dessa forma, tentamos diminuir as barreiras que eles enfrentam no dia-a-dia”, explicou Francinete.

Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima por meio do IIOC (Instituto de Identificação Odílio Cruz) da PCRR (Polícia Civil), realizou ao longo desta segunda-feira, dia 16, atendimentos de cidadania inseridos no programa “RG na Mão”, na comunidade indígena de São Mateus, no município de Uiramutã.

Ao todo, mais de 40 alunos foram atendidos com carteiras de identidade, entre crianças e adolescentes. A ação, visou atender a uma solicitação da direção da Escola São Mateus, que demonstrou preocupação em relação ao número de alunos que não tinham o documento de identidade.

Para o delegado Geral, Eduardo Wayner, a ação de Governo visa levar mais cidadania às pessoas, facilitando a vida dos que vivem em locais mais distantes e que têm dificuldades para buscar os serviços.

Na ocasião, também atendendo a solicitação da comunidade, foi ministrada palestra sobre os malefícios das drogas; a atuação de criminosos captando jovens para o crime organizado; os malefícios do alcoolismo e sobre crimes de violência sexual.

Avalie este item
(1 Votar)

O governador de Roraima, Antonio Denarium, anunciou na manhã desta terça-feira (17), a realização de concurso público para a Seplan (Secretaria de Planejamento e Orçamento). Serão ofertadas 50 vagas para o cargo de Analista de Planejamento e Orçamento, sendo 35 vagas para preenchimento imediato e 15 para o cadastro de reserva.

O certame será realizado em duas especialidades: 45 vagas para atuação na área de Planejamento de Orçamento e 05 vagas para Tecnologia da Informação. Para participar é necessário ter nível superior em qualquer área. A remuneração é de R$ 5.853,30 com uma jornada de trabalho de 30h semanais.

“Foi um importante passo que demos, criando a carreira de Analista de Planejamento e Orçamento. Um momento histórico que coloca Roraima ao lado de outros 21 estados que já possuíam esta área específica de atuação. Nós enviamos à Assembleia Legislativa o Projeto de Lei para realização do concurso, que foi aprovado e hoje estamos aqui anunciando o certame. Muito em breve faremos o lançamento do edital”, disse o governador Antonio Denarium.

O secretário da Seplan, Diego Prandino explicou que a realização do concurso já teve parecer favorável da Segad [Secretaria de Gestão Estratégica e Administração] e da Seplan e, agora, segue as etapas administrativas para confecção do edital, que tem previsão para ser lançado ainda no segundo semestre de 2022.

“A próxima fase agora é a criação da Comissão, que definirá todos os direcionamentos de elaboração do edital, respeitando os prazos legais, inclusive, considerando também a existência de algumas restrições, visto que estamos em um ano eleitoral. Nosso objetivo é dar andamento ao processo, para que o certame seja realizado este ano e concluído no primeiro semestre de 2023”, destacou o titular da Seplan.

Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima inicia nesta terça-feira, dia 18, as manobras executadas pela Companhia de Águas e Esgotos de Roraima (Caer) no sistema de água que abastece o Bairro São Bento. Dentre os serviços, está a recuperação do poço artesiano localizado na Rua Bem Te Vi, que tem apresentado um alto teor de dureza e gerado reclamações por parte dos moradores.

Conforme o gerente do Sistema de Águas da Caer, Paulo Anderson Amorim, os serviços ocorrerão num período de sete dias para a retirada do conjunto motobomba e aplicação de brita e calda de cimento para selar a entrada de água que apresenta as características de dureza.

"Durante a execução dos serviços, a pressão na rede de distribuição no abastecimento do Bairro será reduzida, porém, não haverá suspensão do abastecimento", disse.

Os serviços são necessários para ofertar água de qualidade aos moradores e ressalta que a produção do São Bento atende aos critérios estabelecidos pela Portaria nº 888/21 do Ministério da Saúde.

PARÂMETRO DE QUALIDADE

A dureza da água ocorre da presença, principalmente, de cálcio e magnésio (CaC03), ou de outros metais em menor intensidade que alteram o sabor e podem afetar as tubulações.

A classificação da água em termos de dureza fica entre 50 miligramas por litro (mg/l) a 300 mg/l, variando entre água mole, água com dureza moderada, água dura e água muito dura. Quando essa classificação ultrapassa 100 mg/l, a água apresenta alteração no sabor ficando salobra e recebe tratamento para retirar o gosto.

Para garantir que a água chegue às residências incolor, inodora e insípida, a empresa realiza por meio do Núcleo de Controle de Qualidade (NCQ) a análise semanal da produção e controle em toda a cidade de Boa Vista, tanto na rede de distribuição quanto nos poços. Nos poços é feita a análise de ferro, dureza total e dureza de cálcio mensalmente, de maneira que nenhuma alteração passa despercebida.

O poço do Bairro São Bento foi ativado no dia 15 de outubro para reforçar o abastecimento da Comunidade Nova Vida e parte do bairro São Bento, que há anos enfrentava problemas no fornecimento de água potável.

Avalie este item
(1 Votar)

Incentivar o desenvolvimento sustentável nos estados da Amazônia, aliando progresso tanto na economia como no meio ambiente, é a proposta do Amazônia Que Eu Quero, projeto desenvolvido nos estados do Amazonas, Acre, Amapá, Rondônia e Roraima pela Fundação Rede Amazônica (FRAM), braço institucional do Grupo Rede Amazônica.

Roraima participa do projeto por meio da Seplan (Secretaria de Planejamento e Orçamento), com a integração do secretário-adjunto da pasta, Fábio Martinez, ao comitê Modelo Econômico da Amazônia. O secretário é economista de carreira da secretaria, mestre em Desenvolvimento pela Ufam (Universidade Federal da Amazônia) e atual presidente do Corecon (Conselho Regional de Economia de Roraima).

Conforme Martinez, os comitês do Amazônia Que Eu Quero são instâncias formadas com especialistas de cada tema abordado, dispostos a articular e discutir ações do Plano Econômico da Amazônia.

“Recentemente, a Fundação Rede Amazônica divulgou uma lista de soluções do fórum da plataforma Amazônia Que Eu Quero. São propostas sobre modelos econômicos na Amazônia, que foram elaboradas pelo comitê que nós integramos. Elas serão expostas nas multiplataformas do Grupo Rede Amazônica e se juntarão às propostas das outras câmaras temáticas do projeto, em um caderno que será entregue em setembro de 2022 aos parlamentares”, disse.

Fábio explicou que a plataforma Amazônia Que Eu Quero foi lançada no ano passado e chama todos à reflexão: qual a Amazônia que você quer para o futuro?

“Essa plataforma busca incentivar uma ação democrática que leve a população a exigir seus direitos junto aos representantes legais. E, para isso, serão realizados painéis, fóruns de debates on-line e ações presenciais para discussão e engajamento da população nos 5 estados da Amazônia”, frisou.

Veja as propostas sobre modelo econômico

 

  1. Manter e fortalecer a atual legislação de incentivos fiscais para a Amazônia Ocidental (Estados do Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima) e Áreas de Livre Comércio através da sensibilização sobre os benefícios da Zona Franca Verde. Criação de campanhas regionais educativas direcionadas aos pequenos e médios empresários.

 

  1. Implementar Agências de Inovação (AGINs) nas universidades na Amazônia baseadas na agenda “economia da era do conhecimento”, conectando conhecimento da academia e setor privado.

 

  1. Incentivar a criação da política nacional de Bioeconomia específica para a Amazônia, e em consonância com a Lei da Biodiversidade e o Protocolo de Nagoya.

 

  1. Incluir as Unidades de Conservação da Amazônia no programa BNDES Parques e Florestas, fortalecendo o desenvolvimento do mercado de Concessões Públicas de Parques e Florestas como alternativa sustentável para atividades madeireiras e turísticas, com base na Lei de Gestão de Florestas Públicas.

 

  1. Incentivar a agricultura sustentável voltada para cadeias globais de valor com redução de emissões de gases de efeito estufa, conforme Lei de Pagamento por Serviços Ambientais (14.119/21).

 

  1. Incentivar o Etnoturismo sustentável e outras potencialidades naturais como a pesca esportiva, o ecoturismo, turismo de aventura e o turismo de base comunitária, como fonte de renda, fortalecimento cultural e conservação das florestas. Em terras indígenas as atividades são disciplinadas pela Instrução Normativa Nº 3, da Funai (Fundação Nacional do Índio).

 

  1. Regulamentar e monitorar mercado de crédito de carbono da Amazônia baseado na Política Nacional de Mudança do Clima, em 2009, que previu o desenvolvimento do Mercado Brasileiro de Redução de Emissões (MBRE)

 

  1. Investir em projetos REDD+ como um mecanismo importante para a conservação das florestas e incentivo ao processo dos créditos de carbono.

 

  1. Estimular a implementação efetiva das Zonas de Processamento de Exportações (ZPE), como forma de induzir o desenvolvimento industrial e ampliar as exportações.

 

  1. Incentivar a implementação de Free Shops (lojas francas) em municípios de fronteira caracterizados como cidades gêmeas, que foi autorizada pela lei 12.723 ainda em 2012 - incentivar, divulgar, estimular - regulamentar instalações de empresas que têm isenção de tributos.

 

Terça, 17 Mai 2022 14:27

Vaqueiros são localizados em Rorainópolis

Escrito por
Avalie este item
(1 Votar)
Os dois vaqueiros que estavam desaparecidos desde a manhã de sábado (14), em Rorainópolis, foram localizados às 12 horas desta segunda-feira (16).
 
A equipe do Corpo de Bombeiros já tinha iniciado as buscas quando os desaparecidos surgiram 2km acima do ponto de entrada, na mesma vicinal, em Rorainópolis.
 
Os vaqueiros estavam tranquilos e orientados e sem nenhum problema de saúde. Eles informaram que só se alimentaram no fim do segundo dia com fruto coquinho e palmito de açaí.
 
Eles disseram também que em cada dia fizeram uma barraca com palha, para se abrigar e pernoitar, e somente nesta segunda-feira conseguiram se orientar pelo sol para sair da mata.
 
A equipe do Corpo de Bombeiros prestou o apoio levando-os para as residência em Nova Colina e ajudou as demais equipes de mateiros a sair da mata.
 
DESAPARECIDOS
 
Os dois vaqueiros, um de 35 e outro de 21 anos, estavam desaparecidos desde sábado (14), quando saíram para verificar um lote na Vila Equador, Vicinal Arara Vermelha.
 
Após a comunicação do desaparecimento, o Corpo de Bombeiros montou uma equipe para iniciar as buscas. A guarnição iniciou os trabalhos às 10 horas de segunda-feira, e logo depois, às 12 horas, recebeu a confirmação da localização das vítimas.
Avalie este item
(1 Votar)

Ser reconhecido pelo esforço é animador para qualquer estudante, e nesta semana, os CEM (Colégios Estaduais Militarizados) Irmã Maria Teresa Parodi e Professor Jaceguai Reis Cunha realizam cerimônias de formaturas para entrega da Boina Grená, Alamares e Promoção de alunos.

A solenidade no CEM Irmã Maria Teresa Parodi, localizado no Residencial Vila Jardim, bairro Cidade Satélite, ocorrerá nesta terça-feira, dia 17, às 17h30, na quadra esportiva da escola. Já o CEM Jaceguai Reis Cunha, no bairro Asa Branca, realizará a cerimônia na quarta-feira, dia 18, às 16h30, também na quadra da instituição.

Durante o evento no CEM Teresa Parodi, haverá a promoção do batalhão escolar, a condecoração com Alamar para 200 alunos e também a entrega da Boina Grená para os novos alunos. A instituição atualmente possui 1.480 estudantes.

A Boina Grená é entregue para os novos alunos da escola, após passarem por um período de adaptação. O Alamar é uma condecoração destinada aos estudantes que obtiveram média superior a 8,5 em todas as disciplinas no bimestre. A formatura, é o momento em que os alunos que se destacaram recebem patentes dentro do batalhão, as quais vão de cabo a coronel aluno.

“O intuito das nossas condecorações é incentivar nossos alunos a ocuparem posições de destaque e liderança, através da dedicação, compromisso e disciplina com o seu próprio processo de ensino-aprendizagem”, disse a sargento Riane, monitora do corpo de aluno do CEM Teresa Parodi.

No CEM Jaceguai, serão entregues Boinas Grenás e Alamares para 200 alunos que obtiveram bom desempenho no bimestre. Também ocorrerá a formatura dos novos integrantes do Batalhão Escolar. A instituição de ensino atende atualmente 630 estudantes.

“Durante o mês de maio, todos os 18 colégios militarizados tanto da Capital quanto do Interior, realizarão as solenidades de incorporação, entrega de Alamar e Promoção de alunos. É uma forma de incentivar os alunos a se dedicarem ainda mais aos seus estudos”, ressaltou o secretário adjunto de Coordenação dos Colégios Militarizados, José de Souza.

Rede de Colégios Militarizados

Em Roraima, 18 escolas integram a Rede de Colégios Militarizados, sendo 11 na Capital e seis no Interior, além de um Colégio Militar Estadual. Juntos, os colégios atendem a 15.830 alunos.

A Rede de Colégios Militarizados foi instituída em 2018 por meio do Decreto Nº 25.974, com o objetivo de trabalhar dentro das unidades de ensino, os princípios de hierarquia, disciplina, civismo e cidadania como forma de integração social.

Recentemente o Governo de Roraima instituiu na estrutura da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), a Secretaria Adjunta de Coordenação dos Colégios Estaduais Militarizados, por meio do Decreto Nº 31.822, com o objetivo de auxiliar na gestão educacional e garantir assistência específica para essas instituições.

Roraima também aderiu ao Pecim (Programa Nacional das Escolas Cívico Militares), instituído pelo Governo Federal por meio do Decreto Presidencial N° 10.004 de 05 de setembro de 2019.

Esse modelo de escola é baseado no conjunto de ações em três áreas específicas: educacional, didático-pedagógica e administrativa. O Programa é desenvolvido pelo MEC com apoio do Ministério da Defesa por meio das Forças Armadas Federais.

E no Estado, a Escola Estadual Cívico-Militar Escola Fagundes Varela, no bairro Nova Cidade, é a instituição que integra o PECIM.

Avalie este item
(1 Votar)

Nesta segunda-feira, dia 16, Roraima recebeu o ministro da Infraestrutura Marcelo Sampaio para visita técnica nas obras de duplicação da BR-401 e pavimentação da BR-432, executadas pelo Governo Federal no Estado.

O governador Antonio Denarium acompanhou o ministro juntamente com deputado federal Antonio Carlos Nicoletti, o senador Chico Rodrigues, os secretários de Infraestrutura do Governo, Emerson de Paula e Delchelly Oliveira, o prefeito do Cantá, André Castro, o diretor geral do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), general Santos Filho e o secretário Nacional de Transportes Terrestres do DNIT, Felipe Queiroz.

A primeira parada foi na obra de duplicação da BR-401, onde as atividades são executadas pelo DNIT e integram parte do planejamento de ações do Governo Federal para Roraima.

“Quero agradecer a parceria com o Governo de Roraima especialmente no que refere a essa obra que é um trecho tão aguardado pois essa duplicação [da BR-401] traz segurança para quem transita por essa área, possibilita competitividade e eficiência e essa é a tônica do Governo Federal que tem trabalhado com o lema mais Brasil e garantindo a identificação das maiores necessidades nos estados brasileiros e elegendo o que deve ser prioridade, então ficamos muito satisfeitos de ver que a população terá esse acesso melhor que é um anseio antigo que está sendo atendido agora”, esclareceu o ministro Marcelo Sampaio.

"Recebemos o ministro da Infraestrutura e mostramos um pouco do que Roraima necessita e tem a ganhar com a conclusão de obras como essa duplicação da BR-401. São investimentos importantes e fundamentais para o crescimento de Roraima", complementou o governador Antonio Denarium.

OBRAS NA BR-432
O ministro foi até a BR- 432, onde o trabalho de pavimentação é realizado pelo Exército Brasileiro. A obra envolve 12 quilômetros de extensão e nove estão prontos. Essa é a principal forma de acesso aos municípios do Cantá e Caracaraí.

De acordo com o ministro a meta é finalizar até o final do ano a pavimentação da BR-432 e com isso encurtar a distância entre Roraima e Manaus, além de outros municípios e possibilita benefícios para os produtores que atuam na produção de grãos e que terão uma estrada confiável que é fundamental para o desenvolvimento regional.

"Essa é uma das obras que faz parte das obras antigas que estavam paradas e que na gestão do presidente Bolsonoro foram retomadas e estamos conseguindo avançar ainda mais na infraestrutura no estado de Roraima e encurtando a distância de Boa Vista a Manaus e aos municípios utilizam essa estrada para ter acesso à Capital, ou seja, é uma obra que está sendo concluída porque esse é um papel do Governo Federal que tem feito para promover ações importantes para o desenvolvimento do Estado, e em relação às estradas no trecho até Bonfim está todo recuperado", enfatizou.

Ministro inspeciona trabalho de reestruturação do Aeroporto

A agenda ministerial incluiu também a visita técnica no Aeroporto Internacional de Boa Vista Atlas Catanhede, que é administrado pela empresa francesa Vinci Airports.

"Ficamos satisfeitos com a proposta da empresa de fazer a ampliação e reforma do Aeroporto, construir novas áreas de embarque e desembarque e praça de alimentação. Com foco em ofertar a infraestrutura necessária para que as companhias aéreas possam atuar e o público ter um serviço melhor mais voos comerciais. Entendemos que o transporte aeroportuário precisa melhorar e para isso uma das alternativas foi transferir o aeroporto para o setor privado porque há a necessidade de ampliar e reforçar as ações e essa parceria com os governos estaduais é fundamental para o bom resultado", disse o ministro.

A revitalização do aeroporto vai ter investimentos de mais de R$ 170 milhões e mais de 200 empregos diretos.

“Uma das medidas do Governo do Estado foi a aprovação junto ao Ministério da Economia para a internacionalização do terminal de cargas do aeroporto e com isso novas empresas poderão se instalar em Roraima para nacionalizar as cargas aqui e distribuir par