Avalie este item
(0 votos)

Mais uma vez o voleibol de Roraima brilha no cenário nacional do desporto escolar. A equipe da Escola Tancredo Neves vai disputar a medalha de ouro neste domingo, 11, contra o time de Sergipe, pela categoria da terceira divisão.

A vaga na final veio após Roraima vencer a equipe de Rondônia na semifinal que ocorreu nesse sábado, 10, pela manhã.

As meninas de Roraima impuseram o ritmo de jogo, com ataques certeiros e boas defesas. O time jogou de forma integrada, o que foi elogiado pelo técnico que acompanha a equipe, professor Roberval Mendonça.

"Agradeço a Deus por mais essa vitória. O jogo teve a participação de todas. O trabalho é coletivo. O time do Tancredo é completo, uma ajuda a outra e o jogo segue. Agora vamos pra grande final e vamos pra cima", disse Roberval.

Se Roraima vencer e conquistar o ouro, eleva também o Estado para a segunda divisão.

 

Medalha de Bronze

 

E neste domingo, 11, Roraima também vai brigar pela medalha de bronze dentro da categoria da primeira divisão, a elite do voleibol escolar.

O time da Escola Monteiro Lobato jogou a semifinal contra a equipe de São Paulo na tarde deste sábado, 10. O jogo foi muito acirrado e os roraimenses deram trabalho para os atuais campeões da categoria.

Com jogadas rápidas e defesa alta na rede, o São Paulo abriu grande diferença no placar. O time de Roraima foi guerreiro e lutou bastante pela vitória. A partida foi definida no quarto set. O placar final ficou em 3x1 para o time paulista.

Agora, os meninos vão buscar a medalha de bronze, e a disputa será contra o time do Rio de Janeiro.

Para o chefe da Delegação de Roraima, Dinaildo Barreto, as equipes estão representando muito bem o Estado e estão de parabéns pelo desempenho até aqui.

"O voleibol masculino evoluiu muito. Os meninos deixaram para trás grandes times como Rio Grande do Sul e Minas Gerais. Eles continuam na primeira divisão, e isso é um excelente resultado. Parabenizo todos os atletas e técnicos pelo belo trabalho desenvolvido dentro dessa modalidade em nosso Estado. Estão todos de parabéns", finalizou.

Avalie este item
(0 votos)

Buscando fomentar cada vez mais o esporte em todas as suas vertentes, o Governo de Roraima inova e, por meio da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), realizará a I Seletiva de Badminton, voltada para estudantes entre 12 a 14 anos.

O evento é organizado pelo IDR (Instituto do Desporto de Roraima), em parceria com a Federr (Federação de Desporto Escolar de Roraima), FRBd (Federação Roraimense de Badminton) e Uerr (Universidade Estadual de Roraima).

As inscrições para a seletiva serão de 12 a 20 de setembro, no Estádio Canarinho (Avenida Ville Roy, 4.596, Canarinho), das 8h às 12h e das 14h às 17h.

Para a inscrição, é necessário preencher uma ficha, apresentar documentos pessoais como RG e CPF (original e cópia) dos atletas, além de um comprovante de residência. A inscrição deve ser efetuada pela escola do estudante.

O campeonato de Badminton ocorrerá entre os dias 23 a 25, também no Canarinho. Antes disso, no dia 21 de setembro, será o congresso técnico.

Os estudantes que vencerem a seletiva garantem vaga para representar Roraima nos JEBS (Jogos Escolares Brasileiros), que ocorrerão de 31 de outubro a 15 de novembro, no Rio de Janeiro, e sãoorganizados pela CBDE (Confederação Brasileira de Desporto Escolar).

"Nós sabemos como o esporte é uma importante ferramenta de transformação na vida de crianças e adolescentes e estamos felizes em agregar mais uma modalidade no desporto escolar de Roraima e já de cara selecionar representantes para os Jogos Escolares Brasileiros", destacou Lucas Guilherme, servidor do IDR.

 

Parabadminton

 

 

Em parceria com a Uerr, durante a seletiva, haverá ainda um momento especial do paradesporto, com a apresentação e vivência do parabadminton, envolvendo estudantes de 13 a 17 anos. A ação é promovida pelo Centro Paralímpico da Uerr.

 

O Badminton

 

Badminton é um esporte dinâmico praticado entre dois ou quatro jogadores. É parecido com o tênis, que usa raquetes e tem a quadra dividida ao meio por uma rede, porém, ao invés de uma bola, ele é jogado com uma espécie de peteca.

A modalidade exige grande treinamento físico, além de agilidade, coordenação e reflexo dos jogadores. O Badminton é considerado o esporte de raquete mais rápido do mundo. No início da década de 90, ele foi incluído nas modalidades olímpicas, sendo disputado pela primeira vez nas Olimpíadas de Barcelona, em 1992.

E neste ano de 2022, a modalidade começa a ser implementada em Roraima, com a fundação da Federação Roraimense de Badminton e a realização da primeira seletiva no Estado.

"Nós do IDR participamos recentemente de um curso sobre badminton e parabadminton, ministrado por meio da Uerr, e pudemos aprender e trocar experiências. É um sentimento especial começar a agregar essa modalidade nas fases estaduais dos jogos escolares. Agradecemos ao Governo por estar apoiando e investindo sempre para que mais jovens e adolescentes possam ser alcançados por meio do esporte", finalizou Lucas Guilherme.

 

Avalie este item
(0 votos)

Devido à grande demanda, a ação do Governo Sem Parar, que envolve várias instituições estaduais e tem o objetivo de facilitar o acesso da população a projetos sociais e serviços do Governo, foi realizada novamente no bairro Raiar do Sol, na Escola Militarizada Professora Wanda David de Aguiar, neste sábado, dia 10.

A secretária de Saúde, Cecília Lorenzon, ressaltou que a população tem procurado, além dos atendimentos de saúde, outros serviços que são disponibilizados durante a ação.

“Hoje foram atendidas mais de 800 pessoas. Foram oferecidas consultas com especialistas e clínicos, emissão de Carteiras de Identidade, além de todos os serviços ofertados pelas outras secretarias. A procura está sendo grande. A população está buscando não apenas a saúde, mas os demais serviços, que não conseguem realizar durante a semana”, afirmou a secretária.

O diretor do Departamento de Políticas de Saúde Itinerante da Secretaria de Saúde, Rafael Sena, disse que é gratificante ver que a população tem buscado os atendimentos durante a ação Governo Sem Parar, que ocorre todos os sábados em um bairro da capital Boa Vista.

“Identificamos uma demanda muito grande na ação passada e viemos hoje, com cardiologista, dermatologista, pediatra, ginecologista e os oftalmologistas. Além dos atendimentos de saúde,tivemos os serviços da Defensoria Pública, com a emissão de Registro Geral, da Codesaima(Companhia de Desenvolvimento de Roraima) e da Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima),resolvendo os problemas da população. Então, foi bastante satisfatório, bem organizado. O povo ficou muito satisfeito”, frisou.

O diretor do Departamento de Vigilância Epidemiológica da CVGS (Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde), José Vieira Filho, destacou os serviços oferecidos para a população na ação Governo Sem Parar.

“A CGVS está acompanhando todas as semanas a ação do Governo. Hoje estamos trazendo a testagem para detecção de HIV, sífilis, hepatite B, hepatite C, covid+19 e também a vacinação. Estamos ofertando a vacina contra a covid-19, hepatite, febre amarela, tríplice viral e tétano, ressaltou.

A estudante do Curso Técnico de Enfermagem, Lorena Lucena, de 25 anos, mora no bairro Raiar do Sol e foi à Escola Wanda Aguiar para se vacinar. Elafalou que é muito bom ter esse tipo de atendimento nofim de semana.

“Eu soube por pessoas próximas a mim e vim procurar pela sala de vacina. Achei o atendimento muito bom para a sociedade, principalmente porque tem pessoas que moram longe, que não têm tempo de ir ao posto de saúde durante a semana.  Achei muito legal essa proposta”, disse.

O pedreiro Aldair José Brito do Nascimento, de 47 anos, que mora no município de São João da Baliza, ficou sabendo da ação em uma fila da Caixa Econômica e resolveu ir para fazer uma consulta com o oftalmologista.

“Eu vim procurar o atendimento com o oftalmologista e fui bem atendido, graças a Deus. É bom esse atendimento no final de semana, pois a gente, às vezes, não tem tempo no meio da semana, porque trabalha e, no final da semana, é ótimo”, afirmou.

Avalie este item
(0 votos)

 

A Secretaria de Saúde, por meio do Núcleo de Processos da CGA (Coordenadoria Geral de Administração) e CSL (Comissão Setorial de Licitação), realizou neste sábado, 10, na ETSUS-RR (Escola Técnica do SUS em Roraima), a 3ª oficina de capacitação de servidores da saúde.

O curso tem como principal foco o aprimoramento das atividades de elaboração de licitações, dando maior celeridade aos serviços executados pela pasta.

“As oficinas de fluxo licitatório têm o objetivo de capacitar o servidor, trazendo mais informações para os requisitantes, e hoje tivemos uma aula baseada em pesquisa de preço. Nós já tivemos uma oficina de ETP, que é o Estudo Técnico Preliminar, outra foi sobre o documento de formalização de demanda das unidades hospitalares, e hoje o curso é voltado para a pesquisa de preço”, explicou o coordenador do Núcleo de Processos da Sesau, Jonathan Amaral.

O diretor de Cotação da pasta, Francinei Pereira, foi responsável pela palestra do dia. Na ocasião, ele apresentou um trabalho sobre pesquisa de preços dentro do Estudo Técnico Preliminar e do Termo de Referência.

“Nessa palestra, nós explicamos o assunto com foco nas normativas relacionadas a pesquisa de preço, demos orientações e tiramos as dúvidas que surgiram na atividade. Esse é um estudo técnico para facilitar a rotina do servidor na realização da cotação oficial para o processo”, destacou.

Assistente administrativa da Coordenadoria Geral de Urgência e Emergência, Sâmara de Souza, está pouco tempo no setor. Ela acredita que o curso facilitará nas pesquisas de preço de materiais para as unidades hospitalares, algo que demanda agilidade e atenção às normativas da Secretaria.

“Esse curso é importante visto a dificuldade quanto a pesquisa de preços nos grandes sites, e muitas vezes as cotações realizadas em outros processos já estão defasadas. Por essa razão, é difícil obter os preços com a agilidade que precisamos, pois os processos são de caráter emergencial”, pontuou.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau(Secretaria de Saúde), não tem medido esforços para melhorar a qualidade do atendimento prestado à população roraimense.

Nos oito meses deste ano, foram realizados 20.783procedimentos cirúrgicos nas unidades hospitalares estaduais, um número que vem crescendo a cada dia, principalmente por conta da execução de estratégias para diminuir a fila de espera do SUS (Sistema Único de Saúde), além de investimentos na contratação de profissionais e aquisição de novos equipamentos.

“Estamos trabalhando com responsabilidade e compromisso, mantendo insumos e o fluxo necessário de medicamentos para realização das cirurgias e dando condições de trabalho aos profissionais para que os procedimentos sejam bem executados”, destacou a secretária de Saúde, Cecília Lorenzon.

Levando em consideração somente as cirurgias eletivas, o Estado já realizou 10.549 procedimentos. Esse resultado expressivo foi possível graças ao retorno de cirurgia de vesícula, correção de hérnias e cirurgias ortopédicas.

“Existe uma gama de cirurgias que estão sendo contempladas, como vesícula, cirurgias ortopédicas, pequenas cirurgias, cabeça e pescoço, otorrino, urologia, herniorrafia, restabelecendo, assim, a qualidade de vida dos roraimenses”, completou a diretora do HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento), Patrícia Renovato.

Outros 10.234 atendimentos estão incluídos entre os procedimentos emergenciais, partos normais e cesarianas.

Bacharel em Direito, Cássia Mariana Nunes, de 25 anos, é mãe do pequeno Tomaz, de 30 dias. Ela falou sobre a experiência que teve quando precisou recorrer aos serviços do Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth.

 

“Confesso que no início tive medo de ir para a Maternidade. Eu estava com 40 semanas de gravidez, e a qualquer momento meu filho poderia nascer. O atendimento foi excelente, foi super rápido. Assim que cheguei uma equipe já me levou para avaliação e fui encaminha para o Centro de Parto Normal. Tinha uma equipe disponível para mim, médicos, enfermeiros, pediatras e todos me deram atenção do início ao fim. Teve um momento que eu já estava sem forças, foi quando a equipe me incentivou e ficou na torcida para eu fazer força pelo meu filho e tudo deu certo”, relatou.

Cássia também ressaltou sobre as orientações que foram repassadas com relação à amamentação e vacinas.

“Eles ensinam a pega correta na hora da mamada e ressaltam a importância de tomar as vacinas, tanto o bebê como a mãe. Como sou mãe de primeira viagem, ensinaram a trocar fralda e limpar o umbigo.Eles também orientam sobre como carregar o bebê e a posição correta para dar de mamar e colocar para arrotar”, destacou.

 

NOVOS EQUIPAMENTOS

 

Para acelerar a realização das cirurgias no Estado, foram comprados para o HGR aparelhos de sistema de vídeo laparoscópico, bombas de infusão, colposcopia com braço pantográfico, oxicapnógrafo, capnógrafos, aspirador de vapores, garrote pneumático eletrônico/manual, bombas de infusão, monitores multiparâmetro, litotriptor intracorpóreo, mesas cirúrgicas, camas para obesos entre outros itens.

Também para cirurgias neurológicas foram adquiridos dois equipamentos de imagem tridimensional, os neuronavegadores, que possibilitam a realização de cirurgias com maior precisão e segurança, além de aparelhos de anestesia, ultrassonografia, torres de videolaparoscopia, monitores multiparâmetro, desfibriladores, coloscópios, ventiladores de transporte, camas elétricas, mesas cirúrgicas e focos auxiliares.

Em maio deste ano, também chegaram 170 escadas com dois degraus, 120 colchões hospitalares, 60 poltronas para acompanhantes, 15 carros de emergência e 9 balanças hospitalares, além de 7 guindastes para auxiliar na locomoção de pacientes com problemas de obesidade.

O Governo de Roraima também investiu na compra de medicamento indicado para o tratamento do infarto agudo do miocárdio e mantém o estoque abastecido.

Além disso, adquiriu 12 aparelhos de anestesia com monitorização de agentes anestésicos; dois desfibriladores cardioversor, com funções adulto; 10 eletrocardiogramas; 54 monitores multiparâmetro, dois microscópios cirúrgicos, para uso em neurocirurgia no HGR; dois sistemas de cirurgias guiadas por imagens, neuronavegador e 30 desfibriladores, totalizando 114 equipamentos

Avalie este item
(0 votos)

O fomento às programações e atrativos locais será o ponto-chave da I Semana do Turismo de Uiramutã, que ocorrerá entre os dias 12 a 16 de setembro no município.

 

O evento tem o apoio do Governo de Roraima, que participará de vários momentos da programação, por meio do Departamento de Turismo, da Secult (Secretaria de Cultura e Turismo).

 

Durante os cinco dias de evento haverá a realização de exposições fotográficas, ciclo de palestras e mesas redondas voltadas a temáticas turísticas e de mudanças climáticas, bem como a exibição do documentário “Fire On Ice”, dirigido por Leila Conners.

 

“O evento vem pra fortalecer esse nosso entendimento de podermos discutir e propor estratégia e planos, para que também possamos executar, de fato, a política de turismo em nosso município”, disse Elder Silva Marques, secretário municipal de Meio Ambiente e Turismo de Uiramutã.

 

No dia 15, a equipe da Secult participará de solenidade na Câmara Municipal de Uiramutã, onde será assinada a lei que regulamenta a atividade de condutor de turismo local nas terras indígenas localizadas no município. Após o ato, haverá ainda pela parte da manhã, debate sobre a política municipal de turismo. Pela tarde, uma mesa redonda sobre experiências em etnoturismo.

 

A LEI

 

O diretor do Departamento de Turismo da Secult, Bruno Muniz de Brito, explica que a discussão para a sanção da lei envolveu o Governo de Roraima e a prefeitura de Uiramutã, que fez a análise jurídica, uma vez que o município faz parte de terra indígena, além da câmara municipal e várias lideranças de organizações indígenas, protagonistas na nova lei.

 

“Principalmente porque os condutores locais desse turismo são os próprios indígenas das comunidades, que participam dos planos de visitação, tanto nas comunidades que fazem parte do Centro Regional Indígena Flexal, quanto em outras comunidades como aquelas do Centro Regional Água Fria e aquelas do entorno do município de Uiramutã que venham futuramente a compor seus planos de visitação turística daquelas comunidades”, disse.

 

De acordo com a coordenadora de Turismo de Uiramutã, Jane Lira Costa, com a sanção da lei, cerca de 200 condutores das comunidades e da sede, já capacitados e certificados, deverão ser beneficiados com liberação para atuação em, pelo menos, dez comunidades indígenas do município, que fazem parte do plano de visitação etnoturísticos dos polos Flexal e Água Fria.

 

“A secretaria de Meio Ambiente e Turismo de Uiramutã convidou a todos, em especial os tuxauas e líderes de comunidades mais próximos da sede para participarem, principalmente no dia 15, onde teremos o debate sobre política municipal de turismo e a mesa redonda falando sobre a experiência do etnoturismo em terras indígenas”, explicou a coordenadora.

 

A Secult também estará presente no ciclo de palestras da Semana de Turismo. No dia 16, o diretor do Departamento de Turismo estará à frente da palestra “Educação Turística Interdisciplinar”, que ocorrerá na Escola Municipal Antônio Rodrigues a partir das 8h30.

 

“Durante a Semana do Turismo, o município também vai ser visitado pela operadora Criativa Turismo, que está conhecendo os nossos roteiros turísticos no Estado e, com o apoio da Secretaria de Cultura e Turismo, os técnicos do departamento e a equipe da Criativa estarão no município, nos dias 12 e 13, conhecendo os roteiros, algumas comunidades e estabelecendo parcerias para futuramente trazer os turistas residentes da região Nordeste para o Uiramutã”, complementou Bruno.

 

Confira abaixo a programação da I Semana do Turismo de Uiramutã:

 

Segunda-feira, dia 12:

 

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA: Pontos turísticos do Plano de Visitação do Flexal

LOCAL: Prefeitura Municipal de Uiramutã

HORÁRIO: 8h às 17h

 

Terça-feira, dia 13:

 

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA: Pontos turísticos do Plano de Visitação do Flexal

LOCAL: Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto

HORÁRIO: 8h às 17h

 

Quarta-feira, dia 14:

 

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA: Pontos turísticos do Plano de Visitação do Flexal

LOCAL: Secretaria Municipal de Saúde

HORÁRIO: 8h às 17h

 

Exibição do documentário “Fire On Ice” / MESA REDONDA: Mudanças climáticas

PARTICIPANTES: Giovanni Sacramento – Articulador do Selo Unicef / Hueliton da Silveira – Chefe da Área Temática de Gestão Socioambiental

LOCAL: Câmara Municipal de Uiramutã

HORÁRIO: 14h às 17h

 

Quinta-feira, dia 15:

 

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA: Pontos turísticos do Plano de Visitação do Flexal

LOCAL: Câmara Municipal de Uiramutã

HORÁRIO: 8h às 17h

 

ASSINATURA DA LEI DE CONDUTOR TURÍSTICO LOCAL

LOCAL: Câmara Municipal de Uiramutã

HORÁRIO: 8h30

 

DEBATE: Política Municipal de Turismo

AUTORIDADES CONVIDADAS: Benísio Roberto de Souza - Prefeito Municipal de Uiramutã / Magnun Cunha - Presidente da Câmara Municipal dos Vereadores / Elder Silva Marques - Secretario de meio Ambiente e Turismo / Osmar Tavares de Melo - Coordenador da Funai-RR / Bruno Dantas Muniz de Brito - Diretor do Departamento de Turismo de Roraima

LOCAL: Câmara Municipal de Uiramutã

HORÁRIO: 9h às 12h

 

MESA REDONDA: Experiências do Etnoturismo em Terras Indígenas

PARTICIPANTES: Havana Maduro – Analista Ambiental do ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) / Geovane Oliveira - Secretário de Meio Ambiente e Turismo de Normandia / Enock Raposo - Consultor de etnoturismo do Plano de visitação da Raposa / Karina Stael - Secretária de Meio Ambiente e Turismo de Pacaraima / Clotildo Contrera de Lima - Coordenador do Plano de Visitação de etnoturismo do Bananal / Maria da providência Gonçalves da Silveira - Diretora Presidente da Fundação Municipal de Turismo e Cultura

LOCAL: Câmara Municipal de Uiramutã

HORÁRIO: 14h às 17h

 

Sexta-feira, dia 16:

 

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA: Pontos turísticos do Plano de Visitação do Flexal

LOCAL: Escola Municipal Antônio Rodrigues

HORÁRIO: 8h às 12h

 

PALESTRA: Educação Turística Interdisciplinar

LOCAL: Escola Municipal Antônio Rodrigues

HORÁRIO: 8h30

 

PROJETO TURISMO E MEIO AMBIENTE NA ESCOLA: Palestra sobre bens arqueológicos com o Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e trilha até o paredão das gravuras rupestres (Alunos da Escola Municipal Antônio Rodrigues)

LOCAL: Escola Municipal Antônio Rodrigues

HORÁRIO: 8h30

 

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA: Pontos turísticos do Plano de Visitação do Flexal

LOCAL: Escola Estadual Joaquim Nabuco

HORÁRIO: 13h às 17h

 

PROJETO TURISMO E MEIO AMBIENTE NA ESCOLA: Palestra sobre bens arqueológicos com o Iphan e trilha até o paredão das gravuras rupestres (Alunos das Escolas Estaduais Joaquim Nabuco e Indígena Júlio Pereira)

LOCAL: Escola Municipal Antônio Rodrigues

HORÁRIO: 14h

Avalie este item
(0 votos)

Nesta segunda-feira, 12, a Seed (Secretaria de Educação e Desporto) entregará revitalizada a Escola Estadual Francisca Élzika de Souza Coelho, no bairro Mecejana, em Boa Vista. A ação será às 16h30 e toda a comunidade escolar está convidada a participar.

 

A escola foi criada em 1996 e há seis anos não passava por nenhuma revitalização, principalmente na parte elétrica, hidráulica e na pintura da escola. O investimento é do Tesouro Estadual e foi de R$ 1.967.701,53.

 

“Em 26 anos a escola só passou por pequenos reparos e pinturas. Agora temos o prazer de ver a unidade está revitalizada. É uma satisfação entre todos os servidores e a comunidade escolar. Sabemos que os alunos se beneficiam e isso melhora o processo de aprendizagem”, ressaltou a gestora Gilmarlene de Medeiros.

 

Entre os mobiliários novos que a escola recebeu estão 350 carteiras escolares, nove kits refeitório, 44 armários, 20 mesas para computador, 42 cadeiras para professor, freezer, geladeira, dois bebedouros, fogão, além de utensílios para copa e cozinha, 15 quadros brancos, uma TV Smart e um projetor. Todas as salas também estão climatizadas.

 

A Escola Francisca Élzika atende 307 estudantes no Ensino Fundamental (6° ao 9° ano) e 32 professores. As aulas iniciam, em formato presencial, na terça-feira, 13.

 

Investimentos da gestão na recuperação de prédios escolares

 

O Governo de Roraima investe na reestruturação de prédios escolares. Até o momento, já foram reinauguradas 36 escolas revitalizadas e mobiliadas em todo o Estado.

 

Na Capital, das 17 escolas que passam por manutenção, nove já foram entregues para a comunidade escolar. O investimento com a revitalização é de R$ 9 milhões do Tesouro Estadual, beneficiando mais de 6.800 estudantes com ambientes revitalizados, equipados e propícios para o desenvolvimento do processo educacional.

 

As escolas na capital são: Lobo D’Almada, no Centro, Carlo Casadio, no bairro Centenário, Olavo Brasil no Jóquei Clube, Colégio Estadual Militarizado Wanda David de Aguiar, no bairro Raiar do Sol.

 

Além do Colégio Estadual Militarizado Maria de Lourdes Neves, no Pintolândia, Escola Estadual Fernando Grangeiro, no Caranã, Escola Estadual Ana Libória, no Mecejana, Escola Estadual Carlos Drummond de Andrade, no Pricumã e Escola Estadual Dom José Nepote, no pricumã.

 

“A entrega da [escola] Francisca Élzika é a continuidade do trabalho do Governo de Rotina nas escolas. A comunidade escolar já recebeu a escola Dom José Nepote totalmente revitalizadas e nas próximas semanas, outras escolas serão entregues, um compromisso com a educação", afirmou o secretário de Educação e Desporto, Nonato Mesquita.

 

Avalie este item
(0 votos)

A Sesau (Secretaria de Saúde), promove na próxima semana, no auditório da CGVS (Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde), a 4ª Oficina de Planejamento e Nivelamento para a Realização da Campanha Antirrábica e Controle da Raiva.  

 

A atividade tem como objetivo equiparar o conhecimento e as técnicas de campanha de todos os municípios em relação a métodos, tipo de mobilização, forma de realização, técnicas de conservação, aplicação e uso consciente do imunobiológico.

 

No dia 12, a oficina será voltada para médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem que atuam na rede de saúde e o tema discutido será a atualização do esquema profilático antirrábico humano de pré e pós exposição.

 

Já no dia 13, será a vez dos servidores que compõem as equipes de vigilância e controle de endemias e zoonoses dos municípios de Roraima. Na ocasião, será discutida a epidemiologia de agravo, definição de metas e nivelamento das ações que serão executadas na campanha deste ano.

 

“Estaremos levando para esse público as atualizações sobre vacinas e esperamos com isso alcançar o maior número de animais vacinados nos municípios, para podermos atingir a meta anual do Ministério da Saúde”, salientou a gerente do NCZ (Núcleo de Controle de Zoonoses), Ingrid Albuquerque.

 

Avalie este item
(0 votos)

Na próxima semana, a Codesaima irá realizar mais uma etapa de regularização fundiária urbana. Desta vez o serviço será para os moradores do conjunto habitacional Cambará e acontece de segunda-feira, 12, a sábado, 17.

 

O atendimento dos moradores será na Escola Estadual Militarizada Pedro Elias Albuquerque, na rua Ametista, nº 631, bairro Jóquei Clube, de segunda, 12, a sexta-feira, 16, no horário das 14h às 18h30. No sábado, 17, o horário será das 8h às 12 h.

 

Antes do início do trabalho na escola, os moradores serão informados sobre os documentos que devem providenciar. São eles: RG, CPF, Comprovante de Residência, Certidão de Casamento, Matrícula do imóvel e Carteira de Vacinação contra a Covid-19 para isenção de tarifas.

 

O conjunto Cambará possui 820 imóveis e espera-se que os residentes não percam a oportunidade para regularizar as moradias.

 

OUTROS CONJUNTOS

 

Em agosto a ação foi realizada para os conjuntos Caimbé l e ll. O atendimento aos moradores aconteceu na Escola Estadual Major Alcides, no bairro Asa Branca. De 631 casas, 229 mutuários procuraram o serviço. A campanha para esses conjuntos deve retornar, provavelmente, entre os dias 26 a 30 de setembro.

 

A presidente da Codesaima, Maria Dantas, destacou a importância de mais uma etapa de regularização urbana. “Essa ação dá voz e vez aos moradores desses conjuntos habitacionais que esperam há mais de 40 anos pela escritura pública de suas casas. Iniciamos com um levantamento das condições dos imóveis e daremos seguimento ao processo de maneira responsável e legal, com total segurança jurídica para os verdadeiros donos das residências”, concluiu.

Avalie este item
(0 votos)

Para melhorar a qualidade de vida e facilitar a mobilidade urbana no Distrito Industrial, o Governo de Roraima está executando a obra de pavimentação das ruas da região, localizada no bairro Governador Aquilino Mota Duarte, em Boa Vista.

 

Ainda nesta etapa, será feita a duplicação do trecho da BR-174 da altura da Embrapa até o 5° Distrito Policial, que vai contar com calçada, ciclovia e serviço de drenagem.

 

O projeto consiste no asfaltamento de 3 km de vias, executados com investimentos de R$ 8.554.249,00 da Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus), referentes à emenda do deputado federal Hiran Gonçalves. O Governo também entra com contrapartida de R$ 84.406,00.

 

“O Distrito Industrial possui cerca de 150 empresas. O projeto vai trazer melhores condições para as empresas atuarem no local mais estruturado", ressaltou o governador Antonio Denarium.

 

A empresária Sandra Gama possui um empreendimento deste 2014 na região e destaca que a obra trará não apenas a melhoria na trafegabilidade, mas também na valorização dos imóveis da região.

 

“A transformação é muito importante, pois neste período aqui [no Distrito Industrial] era intrafegável. Sem dúvidas haverá uma valorização dos terrenos e das empresas, devido inclusive à titulação dos imóveis feita pelo Governo de Roraima”, afirmou a empresária.

 

Para o secretário estadual da infraestrutura, Emerson de Paula,  a obra é um salto para o desenvolvimento de Boa Vista e do Estado. “A pavimentação asfáltica é uma obra muito solicitada pelos empresários. Esses serviços beneficiam não apenas os moradores das ruas asfaltadas, mas também quem está nas vizinhanças. Em breve vamos iniciar a segunda etapa de pavimentação, que abrangerá todo o bairro [Aquilino Duarte Mota]”, enfatizou.

 

PRÓXIMA FASE

 

O valor aplicado na segunda etapa de pavimentação das ruas do polo industrial será de R$ 10.021.661,00 milhões, com contrapartida do Estado de R$ 21.661,00. Serão pavimentados 5 km de ruas que dão acesso às empresas instaladas no Distrito Industrial. Além da pavimentação, será feito todo O trabalho de urbanização com a implantação de meio-fio e calçadas.

Avalie este item
(0 votos)

A produção de citros em Roraima tem crescido ano após ano, resultado de incentivos do governo do Estado e do controle fitossanitário rigoroso executado pelos técnicos e fiscais agropecuários da Aderr(Agência de Defesa Agropecuária de Roraima).

 

Para continuar o trabalho em defesa da produção, será realizado de 13 a 16 de setembro, no auditório da Superintendência da Federal de Agricultura um curso para capacitar técnicos da Aderr sobre prevenção e controle do greening, ministrado pela instrutora doutora Suely Xavier de Brito Silva - Fiscal Estadual/Engenheira Agrônoma da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia-ADAB.

 

Popularmente conhecida como greening, a praga Huanglongbing (HLB) é causada pela bactéria Candidatus liberibacter spp e tem o poder de destruição de todo pomar, pois não há cura. Por essa razão, o curso tem objetivo de treinar os servidores do grupo de fiscalização da Aderr na detecção dos sintomas da doença.

 

“O curso é voltado para os técnicos em fiscalização agropecuária e engenheiros agrônomos. Estamos trazendo uma pesquisadora do greening para realizar o curso, que entre outros aprendizados será estudada as metodologias de implantações de armadilhas e monitoramento do vetor da doença”, ressaltou o presidente da Aderr, Marcelo Parisi

 

A praga, que não chegou a Roraima e está sob controle oficial nos Estados de Minas Gerais, Paraná, São Paulo e Moto Grosso do Sul, vem causando vários danos à citricultura no mundo. O curso para técnicos da Aderr é uma medida preventiva realizada pelo Governo do Estado, visando contemplar as ações do Plano de Contigência do HLB.

 

O Plano de Contigência, elaborado pela Aderr, em atendimento ao Programa Nacional de Prevenção e Controle à Huanglongbing (HLB) – PNCHLB criado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento é uma ação que tem como objetivo garantir a sanidade na produção de citros em Roraima, no caso da ocorrência da doença.

 

A PRAGA

O HLB é uma praga que acomete todos os tipos de citros e não há cura para as plantas doentes. As árvores novas afetadas não chegam a produzir e as adultas em produção sofrem uma grande queda prematura de frutos e definham ao longo do tempo.

 

A bactéria Candidatus Liberibacter asiaticus é a principal causadora da doença no Brasil, pois são transmitidas pelo psilídeo Diaphorina citri, inseto de coloração branca acinzentada e manchas escuras nas asas, com comprimento de 2 a 3 mm, e muito frequente nos pomares nas épocas de brotação.

Avalie este item
(1 Votar)

Em atividade desde 1982, o Laper (Laboratório de Anatomia e Patologia de Roraima) é o único laboratório de patologia e biópsias de Roraima que atende todas as demandas da capital e do interior, sejam da rede pública ou particular. A relevância não é por acaso, e os números traduzem a importância do laboratório.

 

Somente em agosto deste ano, 850 exames de patologia cérvico-vaginal e 540 exames especializados foram analisados pela unidade, um quantitativo que cresceu expressivamente por conta do retorno das cirurgias eletivas.

 

“Temos uma média de exames de anatomia patológica de 400 a 600 mensais, atualmente estamos com uma demanda muito grande por conta do aumento no número de cirurgias. Por isso, as unidades que fazem essas cirurgias estão constantemente mandando materiais para fazer os exames anátomo patológicos”, afirmou a bióloga e diretora do Laper, Cleonice Barbosa.

 

Das peças cirúrgicas estudadas pela equipe do laboratório entre janeiro a julho de 2022, foram dadas como resultado positivo 250 neoplasias malignas no período. Os materiais geralmente ficam na unidade por até 10 anos, mas parte dos resultados aguardando o retorno dos pacientes.

 

“Um alerta que eu deixo para todos os usuários e pacientes que fazem exames anátomo patológico é que se você faz o exame é preciso vir buscar o resultado, para levar ao seu médico e dar uma continuação ao tratamento”, completou a diretora.

 

O LABORATÓRIO

 

Composta por um corpo multiprofissional especializado com quatro patologistas, um citopatologista e um patologista bucal, o Laper dispõe ainda de biólogos, bioquímicos, químicos, biomédicos e técnicos em laboratório.

 

A unidade está localizada na rua Amsterdã, 505, bairro Aeroporto, ao lado do HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento).

 

“Funcionamos de segunda a sexta, das 6h30 às 18h, e nossa equipe estará toda aqui para receber os exames e entregar os resultados”, disse Barbosa.

Avalie este item
(1 Votar)

Com o objetivo de difundir o conhecimento aos produtores rurais, estudantes e toda sociedade, foi realizado na manhã desta quinta-feira, 8, o “Dia de Campo e Roda de Conversa: Vamos falar de Café?”, no município de Bonfim.

 

O evento contou com a participação da Faperr(Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Roraima), representada pelo presidente Pedro Cerino, e do assessor técnico da instituição, Josias Ferreira.

 

Com grande potencial para a cafeicultura, a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) divulgou os híbridos de café Robustas Amazônicos, no sítio do senhor Roque Sichinel, que participa do projeto de cultivo da planta. Os resultados foram apresentados pelo engenheiro e pesquisador da superintendência do órgão em Rondônia, Marcelo Curitiba.

 

De acordo com o pesquisador, o Brasil produz 35% do café que é distribuído pelo mundo, e a Região Norte é um forte produtor. “O tipo de café que está sendo produzido em Roraima é o café Canéfora, conhecido por conilon ou robusta, que se desenvolve em locais mais quentes. Aqui em Roraima é produzido um café com características da própria Amazônia, o que o torna 100% único”, afirmou.

 

Para o assessor técnico da Faperr, Josias Ferreira, o evento foi importante para também estimular a agricultura familiar. “Os agricultores e os pesquisadores também poderão obter fomento para auxiliar a alavancar as pesquisas e o desenvolvimento agrário em Roraima por meio da Faperr. Uma ação relevante para a agricultura do nosso estado”, declarou.

 

Para o secretário da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), Emerson Baú, a Faperrpossui um papel fundamental neste contexto. “É de extrema relevância termos a fundação, porque não adianta termos uma pesquisa básica sem aplicação, e é nisto que ela atua, justamente para proporcionar estruturalmente a pesquisa”, ressaltou Baú.

 

Já o chefe da Embrapa Roraima, Edvan Chaves, afirmou que a produção do café trará retornos para Roraima. “Para obter êxito, precisamos de produção e tecnologia, que é justamente o que a Embrapa fornece, para trazer êxito aos produtores. Somos um Estado em crescimento e com forte agricultura, por isso precisamos destes atores. Vamos cada vez mais produzir e desenvolver”, afirmou Chaves.

Avalie este item
(1 Votar)

Da região das Serras do Uiramutã, no extremo Norte do Brasil, para Aracaju, capital de Sergipe, na costa do mar nordestino. Foi o trajeto de nove atletas de futsal feminino da Escola Estadual Joaquim Nabuco, após serem campeãs na etapa estadual dos JER’s(Jogos Escolares de Roraima).

 

Com a vitória na seletiva estadual, as meninas de Uiramutã garantiram a vaga para representar o Estado nos Jogos da Juventude de 2022. Das nove atletas que formam o time, apenas duas já tinham saído do município. Para as demais, tudo está sendo novidade, até mesmo a viagem de avião.

 

A viagem de avião foi mais ou menos”, confessa a goleira Lara Ruana. Tive medo no começo, mas depois fiquei de boa. A gente veio para ganhar, dar o nosso melhor aqui”, completa a atleta. Lara veio da comunidade indígena Popó, no município que representou nas competições. Lara também está firme em relação à primeira competição fora do Estado.

 

A jogadora Thalissa Silva, que atua no time como pivô e central, veio da comunidade indígena Monte Moriá I. Ela diz ser estranho estar fora de casa, mas que também está sendo um momento de aprendizado. Esta também é a primeira viagem dela.

 

“É a primeira vez que participo, viemos na esperança de ganhar, de conquistar a vitória. Está sendo um aprendizado porque jogamos com times de outros Estados, vendo outras pessoas e adquirindo mais experiência”, diz Thalissa.

 

As meninas de Uiramutã tiveram dois jogos até o momento: o primeiro foi contra a equipe do Amazonas, que venceu por 6 a 3; o seguinte foi contra o time da casa, Sergipe. No segundo jogo, as meninas mantiveram o ritmo, comandaram a partida, chegaram a abrir o placar por 3 a 1. Mas bastou um descuido para Sergipe conseguir virar o placar e finalizar a partida por 7x3. O próximo desafio é contra Tocantins.

 

 

 

Jogos da Juventude, muito mais do que medalhas

 

Para a professora Gardênia Cavalcante, técnica que acompanha a equipe, a oportunidade que as meninas conquistaram de participar dos Jogos da Juventude, de viajar para outro Estado e conhecer coisas novas, vale mais do que a vitória dentro da quadra.

 

“Sair de Uiramutã para conhecer outras realidades é de grande valia para elas. Muitas nunca tinham saído do município. Conhecer outro mundo, outra cultura, ter essa vivência, é algo que ficará marcado e que elas vão levar para o resto da vida”, destaca.

 

Em relação à parte técnica do futsal, Gardênia disse que o campeonato está sendo importante para que elas possam avaliar o próprio desempenho.

 

“Elas estão percebendo o quanto os demais times têm capacidade técnica e tática e o quanto elas conseguem desenvolver na quadra. Isso faz com que percebam que precisam trabalhar ainda mais e se aperfeiçoar, para que no futuro possam estar competindo em pé de igualdade”, explica.

 

A professora cita ainda alguns fatores externos que também comprometem o desempenho das atletas. “A falta de uma quadra com as medidas oficiais para treinamento influencia no rendimento. Nossa quadra de treinamento é menor. Mas apesar de não termos vencido os jogos, a experiência para elas com toda certeza está sendo muito boa”, finaliza.

 

Avalie este item
(0 votos)

Os times de voleibol de Roraima estão dando um verdadeiro show nos Jogos da Juventude em Aracaju (SE). As equipes masculinas (Escola Monteiro Lobato) e feminina (Escola Tancredo Neves) seguem invictas e com as vitórias de hoje, 08, avançam na competição. 

 

Pela manhã, o time da Escola Tancredo Neves jogou contra a equipe da Bahia. O jogo foi tranquilo e a vitória veio fácil, com placar elástico: 25x04 e 25x09. Na próxima partida, as meninas, que estão na terceira divisão, encaram o time de Alagoas. 

 

Já o jogo da equipe masculina foi adrenalina pura. Roraima mostrou sua potência em quadra enfrentando o Rio de Janeiro, time forte e vice-campeão da primeira divisão. 

 

No primeiro set, o time da Escola Monteiro Lobato dominou o jogo, apesar do placar bem equilibrado. Os meninos acertaram muitas jogadas com bons levantamentos e venceram os cariocas por 25x20. 

 

Porém, no segundo set, o Rio de Janeiro acertou o ritmo dos ataques e acabou vencendo com o placar 25x20, o que levou o jogo para o tiebreak. No terceiro set, Roraima voltou a se encontrar na partida.

 

Com jogadas trabalhadas, ataques certeiros e bolas bem colocadas na quadra adversária, os roraimenses abriram o placar e conseguiram manter a concentração até o final,  vencendo por 15x10.

 

“A gente sabia que ia ser difícil, mas conseguimos alcançar um bom resultado e atingir a nossa meta que era vencer. Agora é bola pra frente, vamos dar o nosso melhor dentro da quadra e buscar o pódio”, disse, confiante Mizael Araújo Sampaio, central do time.

 

O técnico da equipe, Antônio Fidelis disse que está muito feliz com o resultado do grupo. Ele ressaltou a boa atuação e o crescimento da equipe, do primeiro jogo contra o Rio Grande do Sul para o segundo, contra o Rio de Janeiro.

 

“Fiquei emocionado com a atuação, eles estão em uma crescente, jogando muito bem. Começamos um pouco assustados, afinal é primeira divisão, times altos, mas conseguimos superar obstáculos. Nosso jogo técnico foi muito bom, com excelentes levantamentos. Só alegria para o grupo”, destacou Fidelis.

 

O próximo desafio de Roraima será o Ceará, nesta sexta-feira, dia 9.

 

Avalie este item
(0 votos)

Em alusão ao Setembro Amarelo, mês dedicado à prevenção ao suicídio, a Clínica Médica Especializada Coronel Mota vai promover nesta sexta-feira, 9, uma blitz educativa para os usuários do SUS. A programação inicia a partir das 10h, em frente ao setor de psiquiatria da unidade, na avenida Capitão Júlio Bezerra, no Centro de Boa Vista.

 

“A blitz consiste em chamar a atenção da população sobre a importância dos cuidados com a vida e a saúde mental”, destacou a responsável pelo setor da psiquiatria, Suely do Nascimento.

 

Conforme Suely, a blitz vai contar com o apoio de estudantes do curso de psicologia da Faculdade Cathedral. A ideia é prestar todo o suporte de acolhimento aos pacientes que aguardam pela realização da consulta com especialista.

 

“A equipe vai estar em uma sala fazendo acolhimento e psicoeducação para os pacientes. Nosso objetivo maior é alertar e sensibilizar sobre a prevenção do suicídio. Em outras palavras, é importante que a população entenda que a atenção à saúde mental é tão importante quanto a saúde física”, frisou.

 

A psiquiatra conta ainda que este é o terceiro ano que a unidade realiza a ação, que contará também com apresentações musicais, dança e entrega de brindes.

 

“Esse é o terceiro ano em que realizamos a ação de prevenção na unidade com palestras, atividades motivacionais com os pacientes, distribuição de livros, pirulitos, chocolates, picolés. Contamos ainda com o apoio da psicologia, que realiza tarefas não apenas para os pacientes, mas também para os funcionários”, concluiu.

 

VALORIZANDO A VIDA

 

Dentre as ações para o Setembro Amarelo, a Clínica Médica Especializada Coronel Mota ampliou a quantidade de vagas para os atendimentos com os psicólogos e psiquiatras, decorrente do alto número de consultas marcadas no mês de julho. No período, foram 1.573 atendimentos com psiquiatras e psicólogos.

 

Atualmente, a unidade conta com cinco profissionais especializados no atendimento à saúde mental. As marcações e consultas ocorrem regularmente na unidade, de segunda a sexta-feira.

Além das unidades de saúde, a população também pode contar com o suporte de orientação do CVC (Centro de Valorização da Vida), por meio do 188. Os profissionais dão todo o apoio emocional e preventivo contra o suicídio, de forma voluntária e gratuitamente.

 

VEJA A PROGRAMAÇÃO

 

9h - Abertura com apresentação de coreografia (grupo de dança da Igreja do Evangelho Quadrangular) e acolhimento feito pelos estudantes do curso de psicologia da Faculdade Cathedral.

 

10h – Blitz pela unidade com entrega de brindes.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima deu início nesta quinta-feira, 8, à 2ª Oficina Intersetorial de Programas Federais em Roraima. As atividades são voltadas a agentes que atuam nas áreas de saúde, educação e assistência social do Estado e municípios e seguem até sexta-feira, 9, no auditório da UERR (Universidade Estadual de Roraima).

 

Realizada entre Sesau (Secretaria de Saúde), Seed(Secretaria de Educação e Desportos) e Setrabes(Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social), o evento conta ainda com o apoio do Ministério da Saúde e tem como foco principal fortalecer a promoção e a articulação intersetorial pela qualidade de vida dos jovens e adolescentes em idade escolar.

 

De acordo com a gerente do NAPSJ (Núcleo de Ações Programáticas de Saúde do Adolescente e Jovem), Ilma Saraiva, o foco é somar forças para ampliar e reforçar a assistência de saúde, utilizando o PSE (Programa Saúde na Escola), o Crescer Saudável e o Auxílio Brasil, executados em Roraima.

 

“Essa discussão é importante para que os municípios, integrando saúde, educação e assistência social, desenvolvam ações de promoção por meio dos programas executados pelo Governo Federal”, destacou.

 

Como convidado do evento, o consultor técnico do Ministério da Saúde, Lucas Fernandes, disse que a oficina ajudará a melhorar o diálogo entre os setores envolvidos, mesmo que sejam de pastas distintas, uma da outra.

 

“A importância desse evento para o estado é fortalecer essa articulação intersetorial cotidianamente, as relações entre saúde e educação é uma maneira de manter vivo esse programa [o PSE]. Vamos dialogar sobre o que tem sido realizado até o momento e como podemos aperfeiçoar algumas dificuldades nesse processo”, frisou.

 

A assistente social e técnica responsável pelo PSE em Bonfim, Shaundessa Guimarães, está participando pela primeira vez da oficina. Ela pretende levar o aprendizado dos dois dias de evento para reforçar as ações de qualidade de vida junto às escolas de seu município.

 

“A expectativa para hoje é de levar conhecimento para o meu município e executar melhor o meu trabalho dentro do que o programa oferece”, declarou.

 

 

Escolas de Roraima são beneficiadas com ações de saúde do PSE

 

Executado em 93 escolas estaduais da capital e do interior de Roraima, o PSE (Programa Saúde na Escola) promove a atenção à saúde e previne doenças de estudantes e comunidades. São feitas ações de saúde bucal dos estudantes, combate ao mosquito aedes aegypti, atividades físicas e lazer nas escolas, além de métodos de prevenção à covid-19 no ambiente escolar.

 

O programa do Governo Federal é executado em Roraima por várias secretarias estaduais, incluindo a Seed (Secretaria de Educação e Desporto), com a articulação de entidades municipais.

 

“São 290 escolas em todo o Estado, sendo 93 unidades só do Estado. Assumimos o compromisso de essas atividades chegarem para os estudantes, e isso foi possível graças à parceria entre as secretarias de Governo, grandes facilitadoras para desenvolver o projeto”, disse o titular da Seed, Nonato Mesquita.

 

Ainda segundo o gestor, a saúde bucal dos alunos é prioridade porque atinge diretamente o desenvolvimento escolar deles, pois o Estado busca um ensino de excelência e qualidade.

 

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DA OFICINA

 

Quinta-feira, 8 de setembro:

 

- 8h – Credenciamento;

- 8h30 – Boas-vindas e abertura da oficina;

- 9h30 – Exposição Dialogada: Cenário Estadual – PSE na Saúde;

- 10h – Intervalo;

- 10h30 – PSE no Estado na perspectiva da Educação;

- 11h – PSE no Estado na perspectiva do Proadi-SUS (Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde);

- 11h30 – Dúvidas e discussão;

- 12h – Almoço;

- 14h – Gestão intersetorial: implementando o PSE;

- 15h30 – Intervalo;

- 16h – Diagnóstico situacional e planejamento do PSE no Estado;

- 18h Encerramento.  

Sexta-feira, 9 de setembro:

 

- 8h30 – Dinâmica de grupo;

- 9h – Orientações quanto ao preenchimento da ficha de atividade coletiva do e-SUS;

- 10h – Intervalo;

- 10h30 – A importância da articulação intersetorial do Programa da saúde na Escola e o Auxílio Brasil com as condicionalidades Educação e Saúde;

- 11h15 – Ações de alimentação e nutrição: Programa Crescer Saudável;

- 12h – Almoço;

- 14h – Ações de alimentação e nutrição: Programa Crescer Saudável (continuação);

- 15h – Intervalo;

- 15h15 – Debate;

- 17h – Encerramento.

Avalie este item
(0 votos)

Nos últimos sete dias, o Governo de Roraima realizou e participou das comemorações da Semana da Pátria. Na tarde desta quarta-feira, 7, foi realizado, na Esplanada do Palácio Senador Hélio Campos, o encerramento da programação, com o apagamento do fogo simbólico da Pátria e o arriamento das bandeiras.

 

O evento foi aberto ao público e contou com a participação de 50 policiais militares que realizaram as atividades da cerimônia. Representando a chefia da Casa Militar, o diretor do Departamento Administrativo da pasta, capitão Júlio Cesar, enfatizou a importância de retomar o momento patriótico após dois anos da pandemia da covid-19.

 

“Em razão da pandemia, foram suspensos os desfiles e outras comemorações. Mas sempre realizamos as solenidades de abertura e de encerramento da Semana da Pátria. É uma forma de enaltecer um período tão importante para a nossa Pátria”, disse.

 

CRONOGRAMA

 

As comemorações da Semana da Pátria tiveram início no dia 1º deste mês. Na primeira etapa, houve a cerimônia de acendimento do fogo simbólico. Antes, o fogo simbólico havia sido acendido em um porto no bairro São Pedro e percorreu algumas ruas de Boa Vista até chegar à Esplanada do Palácio do Governo.

 

Posteriormente, na quarta-feira, 7, foi realizado o tradicional desfile cívico-militar em alusão ao Dia da Independência, cujo bicentenário é comemorado em 2022. Como sempre, o evento ocorreu na avenida EneGarcez, em frente ao Portal do Milênio.

 

A solenidade contou com o desfile de forças de segurança das esferas Federal, Estadual e Municipal, como o Exército Brasileiro e a Polícia Militar. Houve ainda apresentação de quatro aviões da FAB (Força Aérea Brasileira), que cortaram os céus de Boa Vista.

 

Cerca de 1.500 alunos de 47 escolas, sendo 29 civis, 18 colégios militarizados, além do Colégio Estadual Militar Cel. PM Derly Luiz Vieira Borges também desfilaram na avenida Ene Garcez, além de várias instituições civis convidadas para o evento.

 

“Foi um desfile com a participação de todas as instituições militares do estado de Roraima, Forças Armadas, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar, escolas e outras instituições roraimenses. Demonstramos apreço a essa data tão especial para o Brasil e nossa formação como cidadãos”, frisou o capitão Júlio Cesar.

Avalie este item
(1 Votar)

Nesta quarta-feira, 7, teve início o segundo bloco de competições dos Jogos da Juventude, com disputas nas modalidades de voleibol, futsal, taekwondo e ginástica artística. Para esta fase da competição, desembarcaram em Aracaju mais 48 integrantes da delegação de Roraima.

 

E a estreia foi de vitórias para as equipes de voleibol. O time das meninas, formado por atletas da Escola Tancredo Neves, jogou contra o Ceará. A partida foi acirrada e cada ponto muito disputado pelos times. Roraima venceu o primeiro set, e o Ceará venceu o segundo, o que levou o jogo para o tiebreak.

 

No terceiro set, as roraimenses, que já têm experiência em competições nacionais, não deixaram espaço para as cearenses abrirem vantagem e Roraima levou a melhor, vencendo o set final por 15x12.

 

“Foi um pouco difícil por erro nosso mesmo, mas vamos treinar mais e botar pra ganhar”, declarou a levantadora da equipe roraimense, Yasmim Ribeiro,.

 

O técnico Roberval Mendonça, disse que o time vai buscar a vitória dentro da categoria, que é a terceira divisão. “Primeiramente agradeço a Deus pela vitória. Elas são as campeãs de Roraima e agora estamos tentando ganhar o nacional. É difícil, mas vamos em frente. Essa foi a primeira. Que venham mais vitórias”, disse.

 

O próximo jogo será contra a Bahia, nesta quinta-feira, 8.

 

MASCULINO

 

O time masculino, que está na primeira divisão, considerada a elite do voleibol escolar, também não deixou por menos no jogo de estreia. A equipe da Escola Monteiro Lobato, liderada pelo professor Antonio Fidelis, enfrentou o Rio Grande do Sul em um jogo muito equilibrado.

 

No final, Roraima conquistou a vitória. Parciais 25x20 e 25x21. O próximo desafio será contra a equipe do Rio de Janeiro.

 

OUTROS RESULTADOS

 

Também começaram as disputas de futsal nesta quarta-feira, 7 de setembro. O time masculino da Escola Ayrton Senna jogou contra o time do Acre. No início do primeiro tempo, os roraimenses comandaram o jogo, abrindo a diferença de 3x1 no placar.  Mas bastou um minuto de desconcentração e o Acre empatou e virou o jogo.

 

No segundo tempo, os roraimenses tentaram recuperar a vantagem, mas estava difícil marcar o gol no adversário. Porém, nos últimos instantes, os meninos conseguiram o empate e o placar final contra os acreanos foi de 5x5.

 

Agora eles vão enfrentar o time do Amazonas.

 

No futsal feminino, as atletas da Escola Joaquim Nabuco (Uiramutã) jogaram contra o Amazonas. As manauaras levaram a melhor vencendo a partida por 6x3. O próximo jogo será contra o time da casa, Sergipe.

 

Roraima estreou também no taekwondo. A equipe é formada por nove atletas de escolas de Boa Vista, Caracaraí, Cantá e Normandia. Na quarta-feira, 7, foram disputadas cinco lutas e nesta quinta, 8, segue a competição para os representantes roraimenses nesta modalidade.

 

JOGOS DA JUVENTUDE

 

Os Jogos da Juventude são organizados pelo COB (Comitê Olímpico Brasileiro), que é responsável por toda a logística do evento como alimentação, hospedagem e transporte para locais de competição.

 

O Governo de Roraima disponibilizou todas as 170 passagens para os integrantes da Delegação do Estado. Até o momento, houveram disputas no atletismo, tênis de mesa, natação e vôlei de praia, com a conquista de duas medalhas de ouro, no masculino e feminino, feito que elevou Roraima para a primeira divisão do vôlei de praia escolar.

 

No próximo bloco da competição, chegam a Sergipe entre os dias 10 a 12, os atletas de judô, ginástica rítmica, ciclismo, basquetebol e handebol. Os Jogos da Juventude seguem até dia 18 de setembro.

 

Outras informações sobre a competição estão disponíveis no site do COB (www.cob.org.br). Os jogos também podem ser acompanhados ao vivo pelo site www.canalolimpicodobrasil.com.br.

Avalie este item
(1 Votar)

Como parte das comemorações da Semana da Pátria, ocorreu na ensolarada manhã desta quarta-feira, 7, na Avenida Ene Garcez, o tradicional desfile cívico-militar,que não aconteceu nos últimos dois anos em razão da pandemia da Covid-19.

O evento, que neste ano comemora o bicentenário da Independência, teve início com a revista à tropa pelo governador Antônio Denarium.

Em seguida, servidores e usuários dos serviços ofertados pela Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-estar Social) desfilaram na avenida, entre os quais, o Centro de Apoio à Pessoa com Deficiência e o Centro de Equoterapia de Roraima.

O desfile também contou com a participação dos alunos da rede estadual de ensino. Foram 1500 estudantes de 47 escolas estaduais, sendo 29 civis, 18 colégios militarizados, além do Colégio Estadual Militar Cel. PM Derly Luiz Vieira Borges. Cada unidade escolar foi representada na avenida por um pelotão de 30 alunos.

Entre estes pelotões, 19 fanfarras abrilhantaram o desfile também com a participação de uma média de 30 integrantes cada. Os alunos da Escola Estadual Monteiro Lobato, a exemplo das outras unidades educacionais, abriram o desfile da escola com a banda marcial.

“A banda marcial, chamada de Villa Lobos, ensaiou desde fevereiro, porque, devido à pandemia, iniciamos os treinamentos do zero e muitos terminaram o ensino médio e saíram da escola”, explicou a gestora da Escola Monteiro Lobato, Rozmeri Assunção.

Após o desfile das unidades escolares, os servidores e organizadores educacionais da Seed (Secretaria de Educação e Desporto) entraram na avenida. Na sequência, desfilaram as instituições não governamentais.

“É uma emoção ver a alegria de centenas de estudantes das escolas estaduais desfilando. Após dois anos sem o desfile cívico-militar, devido à pandemia de covid-19, retornamos hoje, com uma grande festa da democracia, festa da Independência do Brasil”, ressaltou o governador Antonio Denarium.

“Há dois anos estávamos impossibilitados de realizar esta festa. É a oportunidade de a sociedade civil do nosso Estado demonstrar a organização, a disciplina e o respeito que os nossos alunos têm com os símbolos nacionais”, complementou o secretário de Educação e Desporto, Nonato Mesquita.

De visita a Roraima, a mineira Lorena Vaz assistiu ao desfile em Boa Vista pela primeira vez e disse que é uma alegria desfrutar deste momento em família.

“Meus familiares falaram que passamos dois anos sem desfile, devido a pandemia, mas agora estou feliz porque não só aqui no Estado como nos outros estamos comemorando nossa independência como nação”, disse empolgada. “É uma emoção ver a alegria de centenas de estudantes das escolas estaduais desfilando.

O desfile cívico-militar foi organizado pelo Governo do Estado de Roraima em parceria com as organizações da sociedade civil e militares.

 

Bicentenário da Independência do Brasil - o Brasil comemora, neste 7 de setembro, os 200 anos da Independência. O fato é um dos momentos mais importantes da história, uma vez que esse foi o dia em que teve início o processo de separação de Portugal.

Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima, por meio da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), em parceria com a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e as Prefeituras de Bonfim e Normandia, realiza nesta semana duas programações do Dia de Campo.

Nesta quinta-feira, 8, o Encontro: Vamos Falar de Café acontece no Sítio Pitaya Vermelha, localizado na BR-401, quilômetro 58, vicinal 1, região do Projeto de Assentamento Caju II, no município de Bonfim.

“Nesta oportunidade, contaremos com a palestra do Dr. Marcelo Espindula, pesquisador da Embrapa em Rondônia, um profissional que atua na produção de mudas, condução, nutrição e melhoramento genético. Também visitaremos algumas plantações e, em seguida, haverá o lançamento de um manual técnico para implementação de lavouras de café, pelo Iater(Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural)”, destacou Esther Brasil, zootecnista na Seadi.

Já na sexta-feira, 9, em Normandia, o Dia de Campo será dedicado ao Caju. Também haverá visita técnica às plantações e palestra com o chefe da Embrapa Agroindústria Tropical em Fortaleza, Dr. Gustavo Saavedra. O pesquisador atua no desenvolvimento de processos fermentativos; bioconversão de resíduos e coprodutos agroindustriais; maceração enzimática de polpas de frutas tropicais.

Para o titular da Seadi, Emerson Baú, o Dia de Campo objetiva o desenvolvimento das culturas agrícolas. “Fomentar a pesquisa no setor primário é fundamental para melhorar a produtividade e segurança econômica de quem trabalha e produz. Dessa forma, o Governo de Roraima, por meio da Seadi, vem promovendo um ambiente favorável aos negócios, com incentivo à produção, ao empreendedorismo e à inovação em bases sustentáveis”, concluiu.

O Dia de Campo conta com apoio do Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural), Femarh(Fundação do Meio Ambiente e Recursos Hídricos), Aderr (Agência de Defesa Agropecuária) e Faperr(Fundação de Amparo à Pesquisa).          

 

SERVIÇO:

 

Dia de Campo

Vamos Falar de Café

Dia 8, em Bonfim

Vamos Falar de Caju

Dia 9, em Normandia

 

Avalie este item
(1 Votar)

Nesta quarta-feira, 7, com o desfile de 7 de Setembro, data em que é comemorada a Independência do Brasil, o Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima) informa que haverá mudanças no trânsito da região central de Boa Vista.

 

O órgão detalha que ruas e avenidas permanecem interditadas para o evento, que começa a partir das 7h30, na avenida Ene Garcez. As vias serão liberadas para o trânsito de veículos após a finalização do desfile.

 

Além dos agentes de trânsito do Detran, a Polícia Militar e a Secretaria Municipal de Trânsito também estarão auxiliando os motoristas e pedestres sobre as alterações no trânsito durante o desfile.

 

“Devido às restrições, os motoristas devem trafegar com atenção nas proximidades dos trechos em que o trânsito estará interditado”, disse o diretor de Segurança do Trânsito do Detran-RR, GueresMesquita.

 

CONFIRA OS TRECHOS DE INTERDIÇÃO

 

Pontos sentido Centro:

 

- Terêncio Lima com Pedro Rodrigues;

- Cerejo Cruz com Vitor Maia;

- Cerejo Cruz com Capitão Ene Garcez;

- Ajuricaba com Capitão Ene Garcez;

- Ajuricaba com Vitor Maia;

- Cecília Brasil com Capitão Ene Garcez;

- Araújo Filho com Capitão Ene Gracez;

- Capitão Ene Gracez com Praça do Centro Cívico.

 

Pontos sentido bairros:

 

- Coronel Pinto com General Penha Brasil;

- Alfredo Cruz com General Penha Brasil;

- Barão do Rio Branco com Capitão Ene Garcez;

- Coronel Mota com Capitão Ene Garcez;

- Pedrinho Filho com Capitão Ene Garcez;

- José Ribeiro da Silva com Capitão Ene Garcez;

- Major Williams com major Manoel Corrêa;

- Terêncio Lima com Capitão Ene Garcez.

Avalie este item
(1 Votar)

Estão abertas as inscrições para oficinas de formação do novo ensino médio promovidos pela Seed(Secretaria de Educação e Desporto), por meio do Ceforr (Centro Estadual de Formação dos Profissionais da Educação de Roraima). As vagas são limitadas.

 

O público-alvo são professores e coordenadores pedagógicos de escolas que ofertam o ensino médio com o intuito de fortalecer os currículos escolares nas escolas estaduais de Roraima.

 

LÍNGUA PORTUGUESA

 

Para a oficina “Novo Ensino Médio: Planejamento de aulas nas áreas de conhecimento em língua portuguesa e suas tecnologias”, as inscrições estão abertas até o dia 8 de setembro. O curso tem carga horária de quatro horas e acontece no dia 15 de setembro, das 14h às 18h de forma presencial no Ceforr. Para se inscrever acesse o link: https://forms.gle/346tpLqnQKFYyQpv8.

 

CIÊNCIAS DA NATUREZA

 

Já a oficina “Novo Ensino Médio: Planejamento de aulas nas áreas de conhecimento em ciências da natureza e suas tecnologias”, também está com inscrições abertas até quinta-feira, dia 8. A capacitação será ministrada no dia 15 de setembro na Escola Estadual Senador Hélio Campos, com quatro horas de duração. A inscrição pode ser feita pelo link: https://forms.gle/j8RLpEoE1FzwqQkN8.

 

PROJETO DE VIDA

 

Também com inscrições até quinta-feira, dia 8, a oficina “Novo Ensino Médio: Projeto de vida no novo ensino médio”, é voltada para o mesmo público. Para se inscrever é necessário preencher o formulário no link https://forms.gle/nLzW13ywY9JTH88Q9. Esta oficina acontece no dia 16 de setembro, na Escola Estadual Maria das Neves Rezende de forma presencial e com carga horária de quatro horas.

 

“São oficinas voltadas às áreas do conhecimento para ajudar o professor no planejamento pedagógico das suas aulas. Os formadores do Ceforr que estão trabalhando com essas capacitações são das áreas de ciências da natureza, ciências humanas, matemática e linguagens e códigos”, salienta a coordenadora pedagógica do Ceforr, Maristela Pereira.

Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima realiza, a partir desta quinta-feira, 8, a 2ª Oficina Intersetorial de Programas Federais em Roraima em parceria com o Ministério da Saúde. O evento inicia às 8h, no auditório da UERR (Universidade Estadual de Roraima) e é voltado aos agentes que atuam nas áreas de saúde, educação e assistência social do Estado e dos municípios.

 

A Sesau (Secretaria de Saúde), a Seed (Secretaria de Educação e Desportos) e a Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social) participam da oficina, que trabalha a articulação setorial em prol do desenvolvimento de jovens e adolescentes em Roraima.

 

A programação segue até a sexta-feira, 9. A ideia é fortalecer a articulação dos municípios na promoção da qualidade de vida de jovens e adolescentes em idade escolar, por meio da aplicação dos programas Saúde na Escola, Crescer Saudável e Auxílio Brasil, complementando assim as discussões da oficina anterior realizada no ano passado.

 

Segundo a gerente do NAPSJ (Núcleo de Ações Programáticas de Saúde do Adolescente), IlmaSaraiva, o objetivo é ampliar o entendimento das equipes de Atenção Básica de Saúde, de responsabilidade dos municípios, e a articulação com a educação, promovendo ações intersetoriais nos setores em conjunto com a assistência social.

 

“A oficina vem para mudar a perspectiva do comportamento e do autocuidado do público adolescente e jovem, focando nas ações de alimentação saudável, saúde sexual, ambiental e bucal, além da prevenção da obesidade, do uso de drogas ilícitas e das DSTs [Doenças Sexualmente Transmissíveis]”, completou Ilma.

 

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO

 

Quinta-feira, 8 de setembro:

 

- 8h – Credenciamento;

- 8h30 – Boas-vindas e abertura da oficina;

- 9h30 – Exposição Dialogada: Cenário Estadual – PSE na Saúde;

- 10h – Intervalo;

- 10h30 – PSE no Estado na perspectiva da Educação;

- 11h – PSE no Estado na perspectiva do Proadi-SUS (Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde);

- 11h30 – Dúvidas e discussão;

- 12h – Almoço;

- 14h – Gestão intersetorial: implementando o PSE;

- 15h30 – Intervalo;

- 16h – Diagnóstico situacional e planejamento do PSE no Estado;

- 18h Encerramento. 

 

Sexta-feira, 9 de setembro:

 

- 8h30 – Dinâmica de grupo;

- 9h – Orientações quanto ao preenchimento da ficha de atividade coletiva do e-SUS;

- 10h – Intervalo;

- 10h30 – A importância da articulação intersetorial do Programa da saúde na Escola e o Auxílio Brasil com as condicionalidades Educação e Saúde;

- 11h15 – Ações de alimentação e nutrição: Programa Crescer Saudável;

- 12h – Almoço;

- 14h – Ações de alimentação e nutrição: Programa Crescer Saudável (continuação);

- 15h – Intervalo;

- 15h15 – Debate;

- 17h – Encerramento.

Avalie este item
(1 Votar)

Para celebrar o Dia da Amazônia e voltar a atenção e cuidados da sociedade para a maior reserva natural do mundo, oito escolas estaduais realizaram ações de revitalização de áreas verdes em várias comunidades escolares de Boa Vista.

 

Na segunda-feira, 5, a Seed (Secretaria de Educação e Desporto) e a Femarh (Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos) distribuíram mudas de plantas frutíferas e ornamentais para as escolas estaduais 13 de Setembro, Olavo Brasil Filho, Girassol, Presidente Tancredo Neves, Antônio Ferreira de Souza, Francisca Élzika, além do Colégio Militarizado Vitória Mota Cruz e o Colégio Cívico-Militar Fagundes Varela.

 

Devido à chuva ocorrida na segunda-feira, 5, dia referente à data, quatro das escolas transferiram o evento comemorativo de plantio de mudas para a manhã desta terça-feira, 6. A ação foi coordenada pelo Depe (Departamento de Desenvolvimento de Políticas Educacionais) da Seed com a Femarh.

 

“Nós conseguimos 350 plantas que foram distribuídas nessa escola fortalecendo a discussão sobre o reflorestamento e a conscientização das pessoas”, salientou a diretora do Depe, Rosilda Garcia da Silva.

 

Os alunos da Escola Antônio Ferreira de Souza, no bairro Jardim Floresta, participaram plantando 40 mudas ao redor da unidade. Para a gestora Luzinete de Souza Mota Dias, o Dia da Amazônia não deve limitar-se a uma data simbólica, mas precisa ser lembrado durante todo o ano.

 

“Até por conta da consciência que devemos manter de conservar o verde. A floresta é sinônimo de vida, nosso bem maior. E a Amazônia representa essa vida não só para a gente aqui em Roraima ou na Região Norte, mas para o mundo inteiro”, destacou.

Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima avança com as obras de asfaltamento de vicinais em municípios na região sul do Estado. É o caso da Vicinal 26, em São João da Baliza, que vai receber 20 km de asfalto e pontes construídas ao longo do trecho.

 

A população que trafega no percurso que conecta a sede de São João da Baliza até a Vila Nova Colina terá mais conforto com um novo caminho sem buracos e totalmente pavimentado para escoar a produção e viajar com mais segurança.

 

A pavimentação do trecho de 45 km tem prazo de execução previsto para dezembro deste ano. O projeto foi viabilizado com recursos de emenda parlamentar do senador Telmário Mota e contrapartida do Governo do Estado de R$ 12 milhões.

 

Os moradores da Vicinal 28, em São João da Baliza, que dá acesso à BR-210 e a diversos assentamentos, também vão ganhar a terraplanagem da estrada e em breve, será totalmente asfaltada com recursos destinados pelo senador Mecias de Jesus.

 

O trecho terá a extensão de 18 km asfaltados, com recursos de R$ 26.196.841,74, destinados pelo parlamentar. O prazo de execução é de 12 meses.

 

“As vicinais ao sul do Estado são muito importantes para o tráfego dos moradores e da produção agrícola. Por isso depois do trabalho de terraplanagem, pavimentação e substituição de pontes, o Governo foca também em melhorar galerias e bueiros de vários trechos”, destacou o titular da Seinf (Secretaria de Infraestrutura), Emerson de Paula.

 

Outro trecho que também receberá asfalto é o que liga a Vila Martins Pereira, em Rorainópolis, à Vila Moderna, em São Luiz do Anauá. Serão pavimentados 24 quilômetros com emenda do senador Chico Rodrigues de R$ 28 milhões.

 

“Todas estas obras feitas em parceria com o Governo de Roraima significam um grande salto para a nossa região no sentido de darem mais segurança e auxiliarem no deslocamento da população, além do escoamento da produção de banana e madeira”, destacou a prefeita de São João da Baliza, Luiza Maura.

 

EDUCAÇÃO

 

A obra de reconstrução da Escola Estadual Henrique Dias, em São João do Baliza, também segue em ritmo acelerado. Os serviços são executados com recursos de mais de R$ 3 milhões de emendas do deputado federal Jhonatan de Jesus. A reforma teve início em fevereiro.

Avalie este item
(1 Votar)

Foi das quadras de areia que saíram as primeiras medalhas de ouro para Roraima nos Jogos da Juventude. As duplas Jamile Santos e Cláudia Valente, da Escola Tancredo Neves, e Jorge Barros e Raylan Martins, da Escola Camilo Dias, conquistaram o lugar mais alto do pódio dentro da segunda divisão do vôlei de praia.

 

A dupla feminina jogou sete partidas e a disputa final foi contra Pernambuco, em um jogo tranquilo que teve parciais 21x09 e 21x14. As meninas chegaram à final da competição invictas, sem perder nenhum set e nenhum jogo. Com a vitória, Roraima passa para a primeira divisão da modalidade.

 

“Estou muito feliz com a vitória. É nosso último ano e a sensação é de dever cumprido. Deixamos um legado, colocando o Estado novamente na primeira divisão do vôlei de praia, para que os próximos possam dar continuidade”, disse Jamile.

 

Os meninos também cumpriram bem a missão e conseguiram chegar invictos à final disputando o ouro com a equipe do Amapá. Os roraimenses começaram bem o jogo, porém, os adversários reagiram e passaram na frente no placar.

 

Mas Roraima conseguiu novamente impor o ritmo de jogo com algumas defesas e ataques certeiros, e a vitória chegou. As parciais foram 21x14 e 21x16.

 

"O jogo foi bem equilibrado, eles estavam defendendo bem. Mas estávamos focados na medalha de ouro e deu certo. Esse é meu primeiro Jogos da Juventude e já estou saindo daqui com medalha. Estou muito feliz", disse Raylan.

 

Para o professor Wallace Souza, que acompanha as duplas, a vitória é consequência de muito trabalho. Ele destacou também o potencial dos atletas de Roraima.

 

“Essa competição foi um grande aprendizado e com certeza os atletas saem daqui mais fortes. Estamos felizes por ver Roraima voltar para a elite do vôlei de praia, na primeira divisão. Acredito que o Estado é hoje uma potência na modalidade. Só felicidade. Somos campeões, é Roraima no top”, ressaltou Wallace.

 

Segunda parte da delegação de Roraima começa a chegar em Sergipe

 

Nesta terça-feira, 6, começa a desembarcar em Aracaju a segunda parte da Delegação de Roraima, com 113 integrantes entre atletas e dirigentes das modalidades de basquetebol, voleibol, handebol, futsal, judô, taekwondo e ginástica rítmica.

 

O Governo de Roraima disponibilizou todas as passagens para os 170 integrantes da Delegação do Estado. Esta edição dos Jogos conta com a participação de 4.180 atletas representando 1.856 escolas de todo o Brasil. Os atletas disputam medalhas em 16 modalidades.

 

Os Jogos da Juventude, organizados pelo COB (Comitê Olímpico Brasileiro) seguem acontecendo até o próximo dia 18 de setembro.

 

O COB é responsável por toda a logística do evento, como alimentação, hospedagem (serão utilizados 20 hotéis) e transporte para locais de competição.

 

Outras informações sobre a competição estão disponíveis no site do COB (www.cob.org.br).

 

As competições também podem ser acompanhadas ao vivo pelo www.canalolimpicodobrasil.com.

Avalie este item
(1 Votar)

O CRSM (Centro de Referência de Saúde da Mulher Maria Luiza Perin Castro) passa a contar com uma nova sala para atendimentos de fisioterapia para bebês nascidos de risco. O novo espaço é mais uma das ações do Governo de Roraima para melhorar a assistência em saúde aos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) no Estado.

 

“Tivemos a felicidade de receber uma nova sala de terapia aqui no Centro de Referência da Saúde da Mulher. Um espaço lindo, adequado e com recursos necessários para seguir estimulando e acompanhando centenas de bebês que passam por aqui conosco”, afirmou a fisioterapeuta e coordenadora do setor de Terapia da unidade, Joelma Magalhães.

 

Conforme Joelma, o acompanhamento na unidade é feito por meio de encaminhamento pelo HMI (Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth) ou por outras unidades de saúde do Estado. No local, as crianças são avaliadas para receberem o tratamento adequado, de acordo com os parâmetros preconizados pelo método Follow-Up (acompanhamento e continuidade do cuidado ao paciente).

 

“É de extrema importância que eles passem aqui conosco para receber uma avaliação e orientação de qualidade, para que os bebês cresçam sem o risco de desenvolver sequelas por terem nascidos antes ou depois do tempo”, reforçou a fisioterapeuta.

 

Entre os pacientes atendidos está a pequena Melissa Cruz, de apenas um ano e três meses de idade. Por conta da prematuridade, ela acabou adquirindo alguns problemas de saúde, sendo necessário o acompanhamento especial pela equipe de profissionais da unidade.

 

O pai da menina, o autônomo Pedro Dean da Silva, conta que o método tem trazido benefícios que certamente darão autonomia à paciente no futuro.

 

“Nós temos trabalhado muito a parte motora dela, e a experiência que eu tive com a nova sala é que é um lugar completo e bem preparado para receber as crianças, tanto prematuras quanto as nascidas em tempo normal. Queremos a autonomia dela, para que ela possa comer, andar e poder tomar as próprias decisões dela”, ressaltou.

 

Além de fisioterapeutas, a equipe do Centro de Referência também conta com profissionais das áreas de neurologia, fonoaudiologia, pediatria, odontologia, nutrição, psicologia e oftalmologia. Somente no mês passado, foram contabilizados mais de 500 atendimentos a nascidos de risco com até os dois anos, um número que deve crescer até o fim do ano.

 

“Hoje temos um público mensal em torno de 500 bebês sendo acompanhados, seja da capital, de outros municípios ou de países vizinhos. E nossa equipe é composta por 5 fisioterapeutas e uma fonoaudióloga”, completou Joelma.

 

O pequeno Nicolas Kaleo Lopes, de 9 meses, é outro paciente assistido pelos profissionais da unidade. A mãe, a dona de casa Eliene Pereira Lopes, fala com orgulho dos progressos que o filho tem tido com o tratamento.

 

“Eu vim porque ele nasceu passando da hora e então ficou sem oxigênio, foi então que me encaminharam para fazer um acompanhamento até os dois anos para saber se não ficou sequelas. Agora trago ele todo mês para não prejudicar o desenvolvimento dele”, completou.

Avalie este item
(1 Votar)

A prova da segunda fase da 17ª OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas), que será realizada nesta quinta-feira, 8, terá representação de estudantes de escolas estaduais de todo o Estado. São 2.955 estudantes de 106 unidades da capital e interior, incluindo 22 escolas indígenas e 11 colégios militarizados.

Na segunda fase, os melhores colocados entre alunos, professores, escolas e secretaria de educação são premiados. Os alunos destaques, que são premiados com medalhas de ouro, prata ou bronze, também são convidados a participar do PicJr (Programa de Iniciação Científica) com incentivo e promoção do desenvolvimento acadêmico.

“É importante que o aluno participe da segunda fase porque, a partir dela, são escolhidos os vencedores. Caso o aluno seja medalhista, seja bronze, prata ou ouro, é agraciado com um ano de bolsa de estudos, acompanhado por um professor orientador”, destacou o coordenador da OBMEP em Roraima, Gilson Costa.

Pais e professores são essenciais no incentivo ao aluno, principalmente na fase que está por vir, pois, segundo o coordenador, é muito provável que, caso o aluno seja contemplado com a bolsa, os estudos sejam influentes para sua vida acadêmica e profissional.

O resultado final está previsto para sair no mês de dezembro. Para saber mais e acompanhar esta fase da Olimpíada, basta acessar o site oficial da competição.

SOBRE A OLIMPÍADA

A avaliação, a maior da América Latina, é realizada pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada e é destinada aos estudantes do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio, divididos em 3 níveis. Em Roraima, 73.956 estudantes de 211 escolas participaram da 1ª fase da Olimpíada.

A Olimpíada é dividida em duas fases: a primeira com questões objetivas, e a segunda com seis questões discursivas de acordo com o grau de escolaridade do aluno.

Avalie este item
(0 votos)

O domingo foi de vitórias para as duplas de Vôlei de Praia de Roraima. Depois de vencerem os jogos de hoje, 04, as duplas masculina e feminina conquistaram vaga para as semifinais dos Jogos da Juventude, em Aracaju (SE).

Jamily e Cláudia, atletas da Escola Estadual Tancredo Neves, enfrentaram no primeiro jogo da manhã a dupla do Maranhão. As parciais foram 21x15 e 21x09.

Pela parte da tarde, as roraimenses jogaram com o Pará e venceram com muita folga e placar elástico: 21x05 nos dois sets. Com o resultado, a dupla garantiu vaga na semifinal e enfrentará o Mato Grosso.

E a dupla masculina formada pelos atletas Raylam e Jorge, da Escola Camilo Dias, também não deixou barato. Os roraimenses venceram a partida das quartas de final contra os alagoanos e também estão na semifinal da competição. As parciais do jogo foram 21x06 e 21x12. Agora a dupla se prepara para enfrentar o Acre.

O técnico que acompanha as equipes, professor Wallace Souza, falou sobre os próximos desafios.

As nossas duas duplas estão muito bem preparadas, muito bem treinadas. As duplas de Mato Grosso sempre que podem estão disputando as etapas nacionais, mas eu acredito muito na dupla de Roraima. Se as meninas jogarem o que elas sabem, a vitória será consequência do trabalho", disse Wallace.

No atletismo, o atleta Enzo Watson, do CEM (Colégio Estadual Militarizado) Aldébaro José Alcântara do Bonfim, foi destaque na prova de 800m rasos. Ele ficou em primeiro lugar na sua série.

No total, foram disputadas seis séries e, ao final, ele conquistou o oitavo melhor tempo, ficando então entre os oito melhores atletas da competição nesta prova.

JOGOS DA JUVENTUDE

Os Jogos da Juventude são organizados pelo COB (Comitê Olímpico Brasileiro), que é responsável por toda a logística do evento, como alimentação, hospedagem (serão utilizados 20 hotéis) e transporte para locais de competição.

O Governo de Roraima disponibilizou todas as passagens para os 170 integrantes da Delegação do Estado. Esta edição dos Jogos conta com a participação de 4.180 atletas representando 1.856 escolas de todo o Brasil. Os atletas disputam medalhas em 16 modalidades.

No dia 06 de setembro, inicia a segunda fase da competição, com a chegada das delegações das modalidades coletivas. Os Jogos da Juventude em Aracaju seguem até o dia 18 de setembro. Outras informações e detalhes sobre a competição estão disponíveis no site do COB (www.cob.org.br).

As competições também podem ser acompanhadas ao vivo pelo www.canalolimpicodobrasil.com.

Avalie este item
(0 votos)

Uma solenidade, com a presença de autoridades civis e militares, realizada na manhã deste domingo, dia 3, no 6ªº BEC (Batalhão de Engenharia de Construção),local onde foi construída uma Réplica do Forte São Joaquim, marcou homenagem a esse importante monumento histórico brasileiro.

O evento foi organizado pela Comunidade Portuguesa Forte São Joaquim, criada em Roraima em 2018, e pelo Exército Brasileiro.

O governador Antonio Denarium participou da cerimônia e destacou a importância da manutenção das tradições da cultura portuguesa em Roraima. Ele disse que vai encaminhar para a ALE (Assembleia Legislativa do Estado) um Projeto de Lei que institui o Dia do Forte São Joaquim.

“Vou enviar para a Assembleia Legislativa o Projeto de Lei que institui o primeiro domingo de setembro como o Dia do Forte São Joaquim. Hoje somos este país gigantesco, graças à coragem e à determinação dos portugueses que, com bravura, entraram por todo o Brasil e chegaram aqui ao extremo norte.  A integração Brasil - Portugal é fundamental para preservar a cultura entre os dois países”, frisou.

O chefe do Executivo garantiu ainda que será feito um trabalho integrado com o Exército Brasileiro e a Comunidade Portuguesa para restauração do Forte ou a construção de uma réplica. Além da edição do livro que conta a história da colonização portuguesa na Amazônia e também a história do Forte São Joaquim.

Autoridades destacaram a importância do Forte São Joaquim 

O presidente da Comunidade Portuguesa em Roraima, Paulo Inácio, ressaltou a relevância da estrutura militar para a defesa do território brasileiro.

Esse é um dos 800 fortes e fortalezas construídos pelos portugueses desde o Brasil até Macau. É por causa dele que o Brasil tem hoje as dimensões continentais que tem. Esse Forte é que não deixou acontecer as invasões dos espanhóis pelo rio Uraricoera e dos ingleses e franceses pelo rio Tacutu, na junção dos dois rios onde foi construído”, afirmou.

O comandante da 1ª Brigada, general Marcelo Lorenzini Zucco, frisou a importância de preservar as tradições e a História.

“O Forte São Joaquim é um exemplo de como a História é importante. Se hoje estamos hasteando a bandeira do Brasil no Estado de Roraima, devemos muito ao Forte São Joaquim. Por isso, o Exército Brasileiro participa, com a colônia portuguesa e com ogoverno estadual, dessa celebração à memória daqueles que nos deixaram esse legado maravilhoso que é Roraima. Então, para nós é muito importante estar aqui hoje”, disse.

O professor doutor Alcir Gursen de Miranda fez uma breve palestra sobre o Forte São Joaquim e ressaltou que o povo de Roraima tem em seu território um monumento histórico que foi importante para defesa e segurança das fronteiras nacionais.

“A colonização de Roraima começou com o Forte São Joaquim, que foi importante na questão da delimitação das fronteiras e para a defesa, porque tivemos embates sérios com a Espanha, pelo rio Uraricoera, embates menores com os holandeses, pelo rio Rupununi e, depois, os ingleses acabaram ganhando a questão do Pirara e ficando com 19 mil quilômetros quadrados. Então, temos que olhar com carinho, estudar a nossa história, porque muitas famílias de Roraima têm sua ascendência lá nos comandantes do Forte São Joaquim”, concluiu.

Avalie este item
(0 votos)

O primeiro dia de competições nos Jogos da Juventude começou com vitórias para Roraima na modalidade Vôlei de Praia. A dupla feminina formada pelas atletas Jamily e Cláudia, da Escola Tancredo Neves, venceu os três primeiros jogos deste sábado, 03, e avança na competição.

As meninas jogaram contra as duplas do Pará, (parciais 21x05 e 21 a 05), Piauí (21x05 e 21x07) e Goiás (21x10 e 21x10). Os jogos acontecem na arena do Clube da Caixa. “Foi uma experiência muito boa hoje. Jogamos bem, erramos pouco e conseguimos um bom resultado”, disse Jamilly.

A dupla masculina, formada pelos atletas Raylan e Jorge da Escola Camilo Dias, também venceu o único jogo do dia contra o Piauí, com as parciais 21x13 e 21x07. O técnico da modalidade, Wallace Souza, destacou o bom desempenho das duplas.

“Quando eles jogam o que sabem, o jogo se torna fácil e foi isso que eles fizeram. Com dedicação e concentração, atingimos o objetivo de hoje que era ganhar os jogos classificatórios. Agora vamos caminhar em busca do que queremos que são as medalhas”, disse.

No atletismo, muita dedicação dos atletas de Roraima que competiram nas provas de arremesso de peso, lançamento de disco, 100m rasos, 400m rasos e salto em distância. Destaque para os atletas Vitor Uriel do CEM (Colégio Estadual Militarizado) Aldébaro José Alcântara do Bonfim,que chegou a disputar a semifinal dos 100m rasos, e Enzo Watson também do CEM Aldébaro José Alcântara, que conseguiu classificação para a semifinal do salto em distância, que será disputado neste domingo, 04.

Outros resultados

No tênis de mesa, a dupla masculina venceu o primeiro jogo contra o Sergipe por 3x2 e, na sequência, jogou com a dupla de São Paulo, perdendo a partida por 3x0. A dupla feminina também não seguiu na disputa, após perder a primeira partida para o Amapá por 3x0. Neste domingo,04, começam os jogos individuais.

E na natação, também disputaram em 10 provas entre 50m peito, 100m costa, 100m peito, 100m borboleta, 200m livre,além de revezamentos 4x100 medley e 4x200 livre. E hoje, 04 os atletas caem na piscina novamente em busca de medalhas.

JOGOS DA JUVENTUDE

Os Jogos da Juventude são organizados pelo COB (Comitê Olímpico Brasileiro), que é responsável por toda a logística do evento, como alimentação, hospedagem (serão utilizados 20 hotéis) e transporte para locais de competição.

O Governo de Roraima disponibilizou todas as passagens para os 170 integrantes da Delegação do Estado. Esta edição dos Jogos conta com a participação de 4.180 atletas representando 1.856 escolas de todo o Brasil. Os atletas disputam medalhas em 16 modalidades.

No dia 06 de setembro, inicia a segunda fase da competição, com a chegada das delegações das modalidades coletivas. Os Jogos da Juventude em Aracaju seguem até o dia 18 de setembro. Outras informações e detalhes sobre a competição estão disponíveis no site do COB (www.cob.org.br).

As competições também podem ser acompanhadas ao vivo pelo www.canalolimpicodobrasil.com.br.

Avalie este item
(0 votos)

Em Roraima, o programa Agro em Campo tem fomentado desenvolvimento e sustentabilidade econômica para os pequenos produtores, disponibilizando o amparo de serviços técnicos rurais, assegurando logística, investimento, regularização fundiária, segurança jurídica, infraestrutura e demais avanços na produção primária. 

Nessa sexta-feira, 2, a população de Entre Rios, no município de Caroebe, recebeu o suporte do Governo do Estado, por meio da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural), Aderr (Agência de Defesa Agropecuária), Iteraima (Instituto de Terras e Colonização), Femarh (Fundação Estadual do Meio Ambiente) e Desenvolve Roraima.

A Associação dos Pequenos Produtores Rurais de Bananas de Entre Rios conta com 30 famílias cadastradas e efetivamente organizadas com a produtividade desde 2009. Durante o Agro em Campo, os coordenadores das instituições do Governo conversaram com os populares e notificaram novas políticas públicas de ampliação rural.

Na Vicinal 15, as famílias rurais acolheram a comitiva do Agro em Campo com bastante entusiasmo. “O Governo do Estado não mede esforços para ampliar o desenvolvimento sustentável com a Agricultura Familiar abrangendo todas as regiões que fomentam economia com trabalho e produtividade”, destacou o coordenador-técnico da Seadi, Regis Monteiro.

Para o produtor Cisso Moreira, 70 anos, a esperança da assistência rural tornou-se realidade na localidade. “Sempre trabalhei com a agricultura e jamais presenciei um esforço contínuo e honesto do Governo do Estado com as famílias do campo recebendo incentivos para encontrarmos autonomia econômica. Nossa região tem como característica a pecuária e o plantio de bananas, mas de tudo um pouco conseguimos produzir e prosperar com esforço rural. Nessa oportunidade, os projetos do Governo também têm reforçado o escoamento de nossa produção, ampliando a logística das vicinais, e a cada ano conquistamos ainda mais evolução com o nosso trabalho”, comentou.

“Entender a relação do pequeno agricultor com o cliente também é um aspecto relevante para considerarmos, no que possamos melhorar o estudo e a discussão sobre a margem de lucro, competitividade e comércio importando no potencial técnico com o atravessador. Com isso, buscamos ampliar as necessidades administrativas destes empreendedores, mesmo diante do processo agroindustrial”, afirmou o coordenador-técnico da Seadi, Max Fraga.

De acordo com o secretário Emerson Baú, o Agro em Campo é um projeto essencial no fortalecimento da Agricultura Familiar. “O amparo técnico executado pelo programa disponibiliza orientação, legalização fundiária, crédito, entre outros serviços importantes que agregam, sobretudo, autonomia para o povo do campo”, ressaltou o titular da Seadi. 

Farinha de Banana e Chocolate

A produtora Zezinha Sousa, 62 anos, cria gado e cultiva hortifruti há 30 anos em Entre Rios, onde também empreende fazendo farinha de banana e chocolate em pó. “A minha satisfação com a produtividade é enorme. Aqui, eu adoro cuidar dos meus animais e plantação, mas ainda enfrentamos problemas com a logística, melhorar as vicinais é crucial para continuarmos evoluindo”, explicou. 

Milho para os frangos em Rorainópolis 

A caminho de Caroebe, a comitiva do Agro em Campo ainda visitou a Granja Mariana, em Rorainópolis, região Sudeste de RR, onde a paraense e pequena empreendedora Raquel Fontes, 40 anos, apresentou seu milharal de três hectares como resultado da Agricultura Familiar, já quase pronto para a colheita.

“Me sinto contente e muito confiante com o Projeto de Grãos ativo na minha propriedade. Hoje, somos abençoados com a economia prosperando nesta localidade, onde também oportunizamos contratos e renda para mais seis famílias que somam conosco esta realização”, destacou.

Com o abatedouro de frangos ativo em sua propriedade, Raquel supre com sobra as necessidades do mercado local. “Logo vamos expandir a comercialização de aves e atender todo o Estado. Nessas condições, estamos concluindo alguns detalhes para trabalharmos com afinco e alimentarmos Roraima”, ressaltou. 

Na Agricultura Familiar, a Prefeitura de Rorainópolis, em parceria com o Governo de Roraima, lançou um projeto de avicultura, onde cada família recebeu parte da ração e 300 pintos do tipo Kobe, um frango branco comumente comercializado por multinacionais.

“Com a iniciativa desse projeto, a absorção local foi grande nos supermercados e o consumo direto, assegurando o produto na cesta básica das famílias de Rorainópolis. Nesta proposta, a Seadi implementou a migração do frango branco para o caipirão, onde a qualidade visual também predominou, ressaltando mais pigmentação ao animal, condizendo até mesmo um melhor palato, acarretando em mais aceitabilidade e consumo tradicional, principalmente no aspecto da Agricultura Familiar”, concluiu o coordenador-técnico da Seadi, Marcelo Hentges.

Avalie este item
(0 votos)

O programa Governo Sem Parar, uma realização do Governo de Roraima, atendeu cerca de 1.500 moradores do bairro Raiar do Sol e circunvizinhos, neste sábado, dia 3. Os atendimentos ocorreram na Escola Militarizada Professora Wanda David Aguiar.

A ação envolve todos os órgãos públicos estaduais e tem como objetivo aproximar a população do acesso a projetos sociais e serviços de Governo.

Foram 540 atendimentos só em consultas com especialistas e a realização de testes rápidos de covid-19, HIV, sífilis, hepatite B e C, além de vacinação contra a covid-19, dupla adulto, hepatite B, febre amarela e tríplice.

O coordenador do Departamento de Políticas de Saúde Itinerante da Sesau (Secretaria de Saúde), Rafael Sena, falou da importância da ação que leva vários atendimentos à população em um único dia e com rapidez.

“Neste sábado, na escola Wanda David de Aguiar, só os atendimentos de saúde foram 540, e a expectativa de público circulante foi em torno de 1.500 pessoas que buscaram os atendimentos não só de saúde, mas também dos demais órgãos que fazem parte do Governo Sem Parar”, disse.

Outro ponto destacado pelo coordenador foi com relação à demanda que existe no serviço público e que a ação do Governo Sem Parar diminui a procura por atendimentos.  

“A demanda é muito grande. O serviço itinerante é justamente para desafogar o sistema público de saúde, para que pessoas que, às vezes, ficam um mês numa fila esperando por atendimento possam ser atendidas mais rápido. Com relação à documentação,a gente sempre evidencia que em todo atendimento médico na rede pública o cartão do SUS (Serviço Único de Saúde), ou o CPF (Cadastro de Pessoa Física), e o comprovante de residência são documentos essenciais”, completou.

A atendente de farmácia Ellen Nathalia, que mora no bairro São Bento e foi atendida pelo oftalmologista, disse que soube da ação por meio do grupo de amigos do WhatsApp.

“O atendimento foi rápido. Eu ia para o Coronel Mota na semana que vem, mas como surgiu essa ação eu aproveitei, porque durante a semana a gente quase não tem tempo. No fim de semana facilita muito”, frisou.

Quem também aproveitou a ação do Governo Sem Parar deste sábado foi a diarista Gorete Pinto da Silva, que mora no bairro Equatorial. Ela disse que,durante a semana, a vida dela é bem corrida, então aproveitou a ação para solicitar a segunda via do RG e fazer um check-up com a equipe de enfermagem da Uerr (Universidade Estadual de Roraima).

“Estou achando ótima, porque tive a oportunidade de tirar a segunda via da minha Carteira de Identidade e aproveitei para fazer testes com o pessoal da Uerr,porque estava me sentindo mal. Foi muito bom. Que mais serviços como esses sejam oferecidos para a população, principalmente no fim de semana que é bastante tranquilo. Veio em boa hora”, agradeceu.

Avalie este item
(0 votos)

Os alunos do 9° ano do Colégio Militar Derly Luiz Vieira Borges, em Boa Vista, e do 5º ano da Escola Municipal Tia Ercilia, localizada no município do Cantá, realizam, nesta segunda-feira, 5, às 8h30, o plantio de mais de 300 mudas nativas da Amazônia, entres elas, o Pau-Brasil, Angico, Angelim, Ingá, Ipê, Itaúba e Jatobá.

A ação alusiva ao Dia da Amazônia, comemorado dia 5 de setembro, ocorre simultaneamente na capital Boa Vista, na sede da Femarh (Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos), e no Cantá, em uma área degradada, em parceria com a prefeitura do Cantá.

O presidente da Comissão de Educação Ambiental, o assessor técnico Richard Marcelo Silva Costa, destacou a importância da data comemorativa e chamou a atenção para a preservação e proteção da Amazônia.

“É importante que as pessoas se sensibilizem quanto ao uso correto do fogo, principalmente quando tiverem a licença para a queima controlada, e também quanto ao desmatamento. Nós sabemos que o solo, a partir do momento que fica descoberto, provoca consequências para o meio ambiente, como assoreamento dos rios, igarapés e lagos. E quando você realiza a queima da vegetação nativa, ocorre a emissão de gases poluentes para a atmosfera”, destacou.

A iniciativa conta com a participação do tenente José Alexandre Faustino, responsável pelo projeto e produção das mudas. Na solenidade, Faustino fará explanações aos alunos e convidados sobre como funciona o projeto Pau-Brasil desenvolvido por ele.

ATENDIMENTO A PRODUTORES

A CEA (Comissão de Educação Ambiental) da Femarhtambém realiza palestras e ações de cadastramento das pessoas que estão no campo. O órgão leva aos produtores da agricultura familiar ações de licenciamento ambiental e outorga de água para essesagricultores, além de outras demandas apresentadas nos municípios.

Neste sábado, 3, e no domingo, dia, 4, a partir das 9h, equipes do CEA estarão no município de Amajarirealizando esse cadastro com os produtores e associações dos projetos de assentamento Amajari, Vila Brasil, Ametista, Bom Jesus, Vila do Trairão e Tepequém.

O objetivo é realizar o cadastro para uma futura ação conjunta com todas as divisões da Femarh, como a Licença Ambiental Simplificada, com o acompanhamento da prefeitura de Amajari, para o licenciamento de uso alternativo do solo e também a licença de uso da água que é a outorga.

A CEA vai levar à população palestras sobre a sensibilização a respeito de queimadas, com a chegada do verão, uso correto da queima controlada. Levará também orientações a respeito de educação ambiental, descarte correto das embalagens de agrotóxicos; como evitar a poluição do solo e da água;uso correto de pesticida, veneno que é usado muito na agricultura familiar, entre outras.

Avalie este item
(0 votos)

Durante a manhã desta sexta-feira, 2, engenheiros florestais e técnicos da Femarh (Fundação Estadual do Meio e Recursos Hídricos) participaram da abertura do 1º Festival Agroindígena, na comunidade Juraci, localizada no município de Amajari. O evento é uma iniciativa do Governo de Roraima, por meio da SEI (Secretaria do Índio) e apoio de parceiros. 

O festival faz parte do plano de desenvolvimento sustentável para os próximos dez anos, o Roraima 2030, e propõe rodas de conversas sobre o desenvolvimento dos projetos que estão contemplando a comunidade, entre eles o Projeto de Grãos, da SEI, e o Programa Roraima Verde, implementado pela Femarh, que trabalha o sistema ILPF (Integração Lavoura-Pecuária-Floresta).

O objetivo foi ouvir as organizações, representantes dos povos indígenas no direcionamento do planejamento e das políticas públicas do Governo do Estado, além de sanar dúvidas sobre o plantio de eucaliptos que será iniciado na segunda-feira, 5, e que fará parte da integração de diferentes sistemas produtivos dentro de uma mesma área.

O programa vai suprir as necessidades dos povos indígenas, uma vez que a ILPF eleva a produtividade e amplia o uso da terra em uma mesma área, otimizando o uso de insumos e diversifica a produção, gerando mais renda.

De acordo com o engenheiro florestal, Eclair Moraes que também é um dos coordenadores do Programa Roraima Verde, a implantação do projeto irá trazer diversos benefícios para a comunidade, entre eles o econômico, uma vez que poderão comercializar, fortalecendo a agricultura familiar, além dos benefícios que serão gerados ao solo.

“O projeto vai contribuir para o alcance da sustentabilidade e propiciará elevação na renda da comunidade indígena, já que o eucalipto é uma espécie de rápido crescimento e que logo poderá ser comercializado, pois com cinco anos alcança 12 metros de altura. Dele podem ser retirados diversos materiais comercializáveis”, destacou.

Eclair ressaltou, que o programa Roraima Verde foi criado com objetivo em apoiar o desenvolvimento e iniciativas que adotem sistemas de produção com foco em sustentabilidade ambiental que é o caso da ILPF, cujo benefícios ambientais são gerados pela maior eficiência do uso da terra com o incremento de várias atividades no mesmo local, bem como a possibilidade de grãos, carne, leite e madeira.

“A integração aumenta a disponibilidade de madeira para as comunidades indígenas utilizarem de diversas formas, como construção, e ainda preserva a floresta nativa que na região de cerrado amazônico [lavrado] são chamadas de ilhas, que são poucas”, disse.

O sistema de produção também traz sustentabilidade do solo com maior sequestro de carbono, aumento da matéria orgânica do solo, redução da erosão, assim como a melhoria do bem-estar animal.

SISTEMA

ILPF é a sigla de integração-lavoura-pecuária-floresta. Trata-se de uma estratégia de produção agropecuária que integra diferentes sistemas produtivos, agrícolas, pecuários e florestais dentro de uma mesma área. Pode ser feita em cultivo consorciado, em sucessão ou em rotação, de forma que haja benefício mútuo para todas as atividades. 

A forma de sistema integrado otimiza o uso da terra, elevando os patamares de produtividade em uma mesma área, usando melhor os insumos, diversificando a produção e gerando mais renda e emprego. Tudo isso, de maneira ambientalmente correta, com baixa emissão de gases causadores de efeito estufa ou mesmo com a mitigação desses gases.

Diferentes culturas agrícolas, visando alimentação, produção de fibras ou energia podem ser utilizadas na ILPF. Da mesma forma, o componente pecuário pode ser feito com bovinos de corte ou leite, bubalinos, caprinos, ovinos e, em alguns casos, até suínos e aves podem compor o sistema. Já em relação às árvores, podem ser usadas espécies para fins madeireiros e não madeireiros, nativas ou exóticas.

Devido a essa grande variedade de culturas, os sistemas ILPF podem ser adaptados para pequenas, médias e grandes propriedades em todos os biomas brasileiros. As definições sobre as características do sistema adotado dependerão de condições edafoclimáticas da região, logística, relevo, mercado, aptidão do produtor, disponibilidade de mão-de-obra, de assistência técnica, entre outros fatores.

Avalie este item
(0 votos)

Principal referência hospitalar de Roraima, que atende tanto à população local quanto cidadãos de outros países, o HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento) comemora 31 anos de fundação nesta sexta-feira, 2, com apresentação de músicas e programação alusiva à comunidade de servidores.  

O hall de entrada do hospital foi onde se concentrou parte das ações culturais preparadas pela direção da unidade, um momento único de confraternização que reuniu servidores e pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde).

“Esse é um momento lúdico para todos nós, pois é uma forma que encontramos de agradecer ao empenho de toda a equipe, de abraçar e de emocionar a todos que fazem ou já fizeram parte da história do HGR”, destacou a diretora geral da unidade, Patrícia Renovato.

O HGR é composto por uma comunidade de 3 mil servidores, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, corpo administrativo, profissionais de serviços gerais, entre outros.

Com uma área de 23 mil metros quadrados, o HGR evoluiu com o passar das décadas, mas a sua transformação mais notável vem ocorrendo nos últimos três anos, com o melhoramento de sua estrutura física e investimentos em equipamentos de ponta.

Dentre os servidores que contribuíram com a programação do evento estava o funcionário público Fabrício Cavalcante. Ele integrou a equipe administrativa do hospital por 11 anos e hoje fala com carinho sobre o que a unidade representou para o seu crescimento profissional. 

“Fui funcionário do HGR e hoje estou como servidor da CGUE [Coordenadoria Geral de Urgência e Emergência]. Tenho um carinho muito especial pela unidade e fiquei muito grato por ter sido convidado pela segunda vez, para participar do aniversário do Hospital, e contribuir para programação musical do evento”, disse. 

Outra que também enalteceu os avanços do HGR foi a atual diretora de enfermagem da unidade, Joelma Rebouças, que lembrou que o hospital foi o primeiro a dispor de um centro cirúrgico em todo o Estado.

“Entrei para a equipe do HGR em 1998, e naquela época era a única unidade com centro cirúrgico do Estado. Foi a minha primeira escola, onde aprendi tudo o que eu sei hoje de centro cirúrgico, de gestão [em saúde], passei por várias funções e hoje estou como diretora de enfermagem pela quarta vez. Posso dizer [por experiência própria] que o HGR evoluiu muito e a cada ano estamos mais próximos do atendimento ideal”, relatou.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO:

18h30 – Apresentação do grupo Vocal Masculino, no salão do térreo do anexo José de Anchieta Júnior;

18h35 – Palestra sobre espiritualidade com Wesley Queiroz (Igreja Adventista), diácono Ozarias Silva Conceição e padre Josimar Lobo (Catedral Cristo Redentor);

18h40 – Canto de entrada com o Coral Celestial;

18h45 – Momento de louvor com Wesley Queiroz (Igreja Adventista);

19h05 - Canto de reflexão com Maristela Gomes (Sonda-Me);

19H10 – Palavra e mensagem do diácono Ozarias Silva;

19h20 –Benção do padre Josimar Lobo;

19h25 – Canto de encerramento com o grupo vocal Doce Melodia.

 

Avalie este item
(0 votos)

Aperfeiçoar a gestão territorial do estado de Roraima é o principal objetivo da Riderr (Rede de Integração de Dados Espaciais de Roraima) que foi discutida durante um workshop, realizado na manhã desta sexta-feira, 2, na sede do Iteraima (Instituto de Terras e Colonização de Roraima).

Avalie este item
(0 votos)

A primeira parte da delegação de Roraima, formada por 57 integrantes, já está em Aracaju (SE) para participar dos Jogos da Juventude 2022. A competição, organizada pelo COB (Comitê Olímpico Brasileiro), é para estudantes da categoria infantil (15 a 17 anos). A cerimônia de abertura ocorre nesta sexta-feira, 2, às 18h, no Ginásio de Esportes Constâncio Vieira.

O Governo de Roraima disponibilizou todas as passagens para os 170 integrantes da Delegação. Nesta primeira fase da competição, haverá disputas nas modalidades de atletismo, tênis de mesa, natação, vôlei de praia e badminton. Os congressos técnicos das modalidades ocorrem ao longo desta sexta-feira, 02.

E no sábado, 3, os 4.180 atletas iniciam uma verdadeira jornada esportiva, competindo em 16 modalidades em 15 locais de competição. Para incentivar ainda mais os jovens atletas, Embaixadores dos Jogos vão circular nos locais de competição.

São grandes nomes do esporte nacional como Rebeca Andrade (ginástica artística), Ana Marcela Cunha (águas abertas), Sarah Menezes (judô), Natália Falavigna (taekwondo), Letícia Oro (atletismo), Virna Dias (voleibol), entre outros.

Os atletas terão oportunidade de conversar, tirar fotos e estar perto de grandes ícones do esporte nacional.

“O Governo do Estado trabalha para proporcionar essa vivência para os estudantes. Tudo começa com os Jogos Escolares, com as regionais que realizamos em Roraima, e hoje os atletas classificados estão aqui. Todos bem acomodados nos hotéis, alimentados e mais tarde participarão da cerimônia de abertura. É uma experiência maravilhosa para todos,”, destacou Dinaildo Barreto, chefe da Delegação de Roraima.

A atleta de tênis de mesa Ana Rita Castro é estudante da Escola Estadual José de Alecar, de Rorainópolis. Ela participa pela primeira vez dos Jogos da Juventude e conta como está sendo a experiência até aqui.

“Está sendo incrível. Nunca imaginei que teria essa oportunidade que o esporte me trouxe. Estou nervosa, mas muito animada. Quero fazer o meu melhor”, disse Ana, empolgada.

JOGOS DA JUVENTUDE

Os Jogos da Juventude são organizados pelo COB, responsável por toda a logística do evento, como alimentação, hospedagem (serão utilizados 20 hotéis) e transporte para locais de competição.

Nesta edição, está prevista a participação de cinco mil pessoas entre atletas, técnicos e dirigentes de 1.856 escolas de todo o Brasil representadas.

O Centro de Convenções de Aracaju concentra boa parte das atividades dos Jogos da Juventude, além de ser palco de disputas em algumas modalidades, como tênis de mesa. No local também está o refeitório e um centro de convivência com jogos, espaço para leitura, atividades culturais e esportivas.

No dia 6 de setembro inicia a segunda fase da competição, com a chegada das delegações das modalidades coletivas e realização dos congressos técnicos.

Os jogos das coletivas iniciam no dia 07 seguindo até o dia 18 de setembro. Outras informações e detalhes sobre a competição estão disponíveis no site do COB (http://www.cob.org.br).

Sexta, 02 Setembro 2022 13:35

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde (Sesau), e do Centro de
Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima (COERR) torna pública a
divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O
CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de
Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações
vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 453.900
notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do
Ministério da Saúde.

Destes 174.795 foram confirmados, sendo 30.703 por RT-PCR e 144.092 por teste
rápido, 279.105 descartados, sendo 73.666 por RT-PCR e 205.439 por teste rápido e
2.172 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.625 em Alto Alegre, 1.447 no
Amajari, 133.067 casos foram notificados em Boa Vista, 3.166 em Bonfim, 4.286 no
Cantá, 4.875 em Caracaraí, 2.637 em Caroebe, 1.874 em Iracema, 4.075 em Mucajaí,
1.017 em Normandia, 2.879 em Pacaraima, 4.072 em Rorainópolis, 2.255 em São
João da Baliza, 1.129 em São Luiz e 1.458 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 4.676 em Alto Alegre, 2.529 em Amajari, 213.499
notificações ocorreram em Boa Vista, 6.409 em Bonfim, 4.957 no Cantá, 4.503 em
Caracaraí, 4.023 em Caroebe, 2.241 em Iracema, 6.640 em Mucajaí, 1.105 em
Normandia, 7.957 em Pacaraima, 7.589 em Rorainópolis, 3.765 em São João da
Baliza, 2.371 em São Luís e 1.558 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.172 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39
são de Alto Alegre, 26 de Amajari, 1.633 do município de Boa Vista, 37 do Bonfim, 47
do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 48 de Mucajaí, 37 de
Normandia, 54 de Pacaraima, 74 de Rorainópolis, 15 de São João da Baliza, 14 de
São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 172.406 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de
isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.584 em Alto Alegre, 1.420 em
Amajari, 131.289 são de Boa Vista, 3.124 de Bonfim, 4.231 no Cantá, 4.791 em
Caracaraí, 2.614 em Caroebe, 1.855 em Iracema, 4.021 em Mucajaí, 979 em

Normandia, 2.821 em Pacaraima, 3.993 em Rorainópolis, 2.238 em São João da
Baliza, 1.112 de São Luiz e 1.429 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou
que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

O HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento) completa 31 anos nesta sexta-feira, 2. Para celebrar a data, a unidade promove uma série de atividades voltadas para servidores, pacientes e acompanhantes.

“Ao longo de três décadas, o HGR se tornou referência do Estado em atendimentos de urgência e emergência, buscando melhorar cada vez mais a assistência em saúde para a população de Roraima. Este ano em especial estamos muito orgulhosos, pois estamos retomando as cirurgias eletivas após a estabilização da pandemia da covid-19, atendendo aos anseios dos pacientes que aguardam na fila do SUS”, destacou a secretária de Saúde, Cecília Lorenzon.

A programação inicia na manhã de sexta-feira, 2, no hall de entrada da unidade, às 8h. Na ocasião, será realizada uma apresentação de grupos de louvor, distribuição de fôlderes e sorteio de lembranças.

A direção do HGR fará ainda a explanação de dados relacionados aos serviços prestados pelas equipes que compõem a unidade, como forma de prestação de contas para a sociedade roraimense.

“Apesar de toda a complexidade do HGR, a gente consegue salvar vidas e curar pessoas. A ideia é mostrar para a população que a gente evoluiu bastante durante esses 31 anos, sempre buscando prestar um serviço resolutivo e humanizado”, ressaltou o diretor administrativo do HGR, Edgar Hoover.

As atividades serão encerradas às 18h30, com a realização de um culto ecumênico.

PROTAGONISMO NA SAÚDE

Inaugurado no ano de 1991, o Hospital Geral de Roraima é uma unidade de grande porte, vinculado à CGUE (Coordenadoria Geral de Urgência e Emergência) da Sesau. Possui atualmente mais de 3 mil servidores, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, corpo técnico administrativo, dentre outros.

Devido à sua estrutura, a unidade é considerada a principal referência hospitalar de Roraima, tendo realizado neste ano 3.825 procedimentos eletivos e 1.405 cirurgias de emergência, um número que tem crescido com a ampliação de especialidades médicas.

Além do crescimento de estrutura, o hospital também se beneficiou de uma série de investimentos em equipamentos de ponta. Foram repassados 12 aparelhos de anestesia com monitorização de agentes anestésicos; dois desfibriladores cardioversor, com funções adulto; dez eletrocardiogramas; 54 monitores multiparâmetro, dois microscópios cirúrgicos, para uso em neurocirurgia no HGR; dois sistemas de cirurgias guiadas por imagens, neuronavegador e 30 desfibriladores, totalizando 114 equipamentos.

“Todo o nosso corpo clínico que trabalha aqui, sejam enfermeiros, técnicos, fisioterapeutas, médicos, enfim, toda a área de saúde que vivenciou essa evolução do HGR para melhor está de parabéns”, salientou a diretora-geral da unidade, Patrícia Renovato.

A farmacêutica Maristela Gomes de Moura iniciou a sua trajetória junto ao HGR em 2001, quando ainda trabalhava como agente de vigilância sanitária. Ela conta do orgulho de fazer a diferença no atendimento de qualidade para os roraimenses.

“Ao longo dos anos, eu pude testemunhar a implantação de vários serviços, como oncologia, cardiologia e neurologia. Então, a gente evoluiu bastante e o hospital cresceu de forma estrondosa. Isso muito me orgulha, porque a população roraimense está bem assistida”, completou.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO

8h – Recepção aos servidores da unidade com atração musical, distribuição de folder e sorte de lembranças;

8h e 14h – Exposição de fotos da história do HGR no hall de entrada da unidade e apresentação de dados;

18h30 – Culto ecumênico com grupos de canto no salão do térreo do anexo José de Anchieta Junior.

 

Avalie este item
(0 votos)

Em um momento de acolhimento e respeito mútuo, a Escola Estadual Prof.ª Antônia Coelho de Lucena, localizada no bairro Dr. Silvio Leite, em Boa Vista, realizou a 4ª edição do Sarau Inclusivo da instituição.

O projeto, intitulado “A Escola de Mãos Dadas com a Inclusão”, foi implantado em 2017. Neste ano, o programa foi desenvolvido na Sala Multifuncional pelas professoras Cristiane Pereira Ferreira, Ana Paula Maia, Marina Fonseca, Ana Carolina da Silva e Maeli Garcia, que realizaram palestras, rodas de conversas, produções de desenhos envolvendo alunos, professores, gestão e comunidade escolar.

O sarau aconteceu no pátio da escola. Os alunos tiveram a oportunidade de mostrar seus talentos com apresentações de teatro, dança, leitura de poemas, canto, jogral, performance de beat box, além de um concurso de paródia e a apresentação de um jornal inclusivo.

“Neste ano, o sarau quer incluir a comunidade como um todo, construindo laços por intermédio de apresentações culturais, reflexões que ressignifiquem o manejo com as diferenças, respeito às pessoas com deficiência, assim como incentivar a cidadania”, disse a gestora da escola, Elisângela Costa Miranda.

O incentivo resultou em conquistas para a escola. Tanto a gestão quanto os alunos perceberam que existe progresso no rendimento escolar quando os estudantes se sentem acolhidos pela comunidade. Por isso, o projeto já está no quinto ano e seguirá permanentemente no calendário de atividades da escola.

A escola atende hoje 603 estudantes do 6º ao 9º ano do ensino fundamental entre os turnos matutino e vespertino incluindo alunos com déficit de atenção, autismo e múltipla deficiência.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima alerta para que os pais ou responsáveis de crianças menores de cinco anos busquem imunizá-las contra a poliomielite. A preocupação com a reintrodução da doença no Brasil é alta, principalmente levando em consideração a queda da cobertura vacinal nos últimos anos. A vacinação é de responsabilidade das prefeituras dos 15 municípios do Estado.

A gerente estadual do NCPFIT (Núcleo de Controle da Pólio, Paralisia Flácida, Influenza e Tétano) da Sesau (Secretaria de Saúde), Larissa Costa, explica que a poliomielite ainda persiste em alguns países, de forma que não foi eliminada totalmente. “O risco da reintrodução do vírus no Brasil tem sido de muita preocupação neste momento. Há relatos não oficiais de casos na Venezuela, o que aumenta essa preocupação”, destacou.

Até o último dia 29 de agosto, o Estado havia contabilizado a aplicação de 3.194 doses de imunizantes durante a campanha de vacinação contra a Pólio e Multivacinação, de responsabilidade dos municípios.

No entanto, o quantitativo equivale a apenas 6,41% do total de 63.565 crianças que precisam ser imunizadas contra a doença, um número muito abaixo da cobertura de 95% preconizada pelo Ministério da Saúde.

“Não é competência do Estado executar os serviços de vacinação, mas sim os municípios. Logo, temos acompanhado o desempenho dos municípios, que por lei têm de fazer este trabalho. Nós monitoramos os dados inseridos no sistema, dando orientações e sugerindo estratégias no intuito de elevar tais coberturas, além de tirar as dúvidas dos coordenadores municipais referentes à vacinação ou à inserção das doses no sistema digital”, completou Costa.

Além da Sesau, a adesão da população à campanha de vacinação tem sido acompanhada de perto pela OPAS (Organização Panamericana de Saúde). A gerente do NCPFIT ressalta que a única forma segura e eficaz de manter as crianças livres da doença é por meio da vacinação.

“Os municípios precisam adotar novas estratégias a fim de alcançar o público-alvo, como vacinação em feiras, praças, igrejas, shopping, ou seja, em lugares onde há aglomeração de pessoas. É necessário que intensifiquem as estratégias que já existem, busquem parcerias com universidades ou escolas técnicas com o intuito de aumentar a mão de obra [de técnicos de enfermagem] para uma cobertura mais efetiva das áreas onde são ofertados os serviços de vacinação”, completou.

VACINAR É PREVENIR

Vale ressaltar que a campanha de combate a Poliomielite e Multivacinação encerra no dia 9 de setembro, e que até o momento não há nenhuma sinalização do Ministério da Saúde sobre uma possível prorrogação.

Por esse motivo, é importante que a população não deixe de procurar pela vacina, que está disponível em qualquer UBS (Unidade Básica de Saúde).

“Sabemos que a comunicação é primordial para se alcançar o resultado esperado. Por isso, todos os meios possíveis de comunicação devem ser utilizados para alertar a população sobre o alto risco de reintrodução da pólio no País e informar os lugares onde estão sendo disponibilizados esses serviços de vacinação”, finalizou Larissa.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima pagou a quinta parcela de retroativos de progressões verticais para professores da rede estadual de ensino, na ordem de R$ 5,5 milhões. Desta vez, foram beneficiados 307 docentes efetivos lotados na Seed (Secretaria de Educação e Desporto).

Com este quinto lote, são R$ 26,4 milhões injetados na economia de pagamentos efetuados pelo Governo de Roraima entre novembro de 2021 e agosto de 2022, saldando uma dívida deixada há anos por gestões anteriores.

Os pagamentos foram possíveis devido ao equilíbrio fiscal e a recuperação econômica que Roraima vem alcançando ao longo dos últimos três anos, com uma gestão austera e responsável. 

Este pagamento recente é destinado aos professores que tiveram portarias concedendo progressão vertical publicadas entre os anos de 2018 a 2021. Os valores individuais que cada docente vai receber variam entre R$ 720 e R$ 136 mil reais.

“Estamos, mais uma vez, valorizando os servidores da educação. Além da realização de novos concursos, fortalecendo o quadro efetivo do Estado, o Governo de Roraima está pagando salários em dia, de forma antecipada, e saldando dívidas antigas com os professores”, enfatizou o secretário de Educação e Desporto, Nonato Mesquita.

Ele informou ainda que, com este pagamento, as dívidas de progressões verticais estão zeradas.

VALORIZAÇÃO DA CARREIRA

Em novembro do ano passado, o Governo de Roraima pagou R$ 5 milhões em retroativos de progressões verticais devidas aos professores há 13 anos. No total, 817 docentes foram contemplados com valores que variaram entre R$ 720 a R$ 35 mil reais. 

O Governo pagou em março deste ano, mais R$ 7 milhões em retroativos de progressões verticais devidas dos anos de 2014 e 2015 para 278 professores. Os valores recebidos individualmente foram entre R$ 1,3 mil a R$ 56 mil.

Em maio deste ano, foram pagos mais R$ 4,9 milhões de progressões para 418 docentes e em julho, foram beneficiados mais 231 professores com o pagamento de R$ 4 milhões em progressões.

Avalie este item
(0 votos)

Na manhã desta quinta-feira, 1º de setembro, o Governo de Roraima iniciou a programação da Semana da Pátria, alusiva ao Bicentenário da Independência do Brasil, com uma solenidade militar de acendimento do fogo simbólico na Esplanada do Palácio Senador Hélio Campos.

Participaram da cerimônia as Forças Armadas (Exército, Aeronáutica e Marinha), Força Nacional, Polícia Rodoviária Federal, Casa Militar da Governadoria, Forças de Segurança Estaduais (Polícias Militar, Civil, Penal e Corpo de Bombeiros Militar) e Departamento Estadual de Trânsito de Roraima. 

A tocha com o fogo simbólico da Pátria foi conduzida de um porto localizado no bairro São Pedro, no tanque Urutú composto por comboio de veículos das organizações militares, percorrendo algumas das principais avenidas da Capital, logo nas primeiras horas da manhã.

“Um momento muito importante, um momento cívico o qual marca a abertura oficial das comemorações da Semana da Pátria no estado de Roraima. É por Deus, pela família, pela liberdade, pelos princípios de todas as instituições. Fico muito feliz em estar participando desse momento”, afirmou o governador Antonio Denarium.

Durante 2 anos de pandemia, as comemorações da Semana da Pátria foram suspensas, mas após a vacinação e investimentos na saúde e proteção da população, aos poucos os grandes eventos estão voltando a ocorrer. Na ocasião, foram hasteadas a bandeira do Brasil, do estado de Roraima, de Boa Vista e do Mercosul.

O secretário Adjunto da Casa Militar, coronel Ilmar Soares, explica que o ato solene abertura e encerramento da Semana da Pátria cabe à Casa Militar, que faz a programação; já o desfile, fica sob responsabilidade do Exército Brasileiro, que coordena com todo apoio necessário do Governo.

“Este ano, de maneira inédita, o fogo para o acendimento da tocha veio do forte São Joaquim, foi recepcionado no porto no bairro São Pedro, e escoltado até o Palácio Senador Hélio Campos. Realizamos algumas reuniões com todas as forças de segurança estaduais e federais, com a Secretaria de Cultura e Secretaria de Educação, para alinhamento das programações”, detalhou o coronel Ilmar.

DESFILE DE 7 DE SETEMBRO

A programação segue até o dia 7 de setembro, na avenida Ene Garcez, a partir das 7h30. Na ocasião ocorrerá o desfile da Semana da Pátria, com participação das tropas estaduais e federais, além de 1.500 estudantes de 47 escolas da rede estadual de ensino e 19 fanfarras escolares. O evento é aberto ao público.

Os condutores de veículos devem ficar atentos, pois haverá o isolamento de grande parte da avenida Ene Garcez durante o dia do desfile cívico-militar.

Logo após o desfile dos civis, os militares seguem com apresentação de viaturas, da cavalaria e motocicletas.

A novidade deste ano é a participação de quatro aeronaves da Aeronáutica sobrevoando e fazendo apresentações durante o desfile. As celebrações da Semana da Pátria encerram às 17h, na Esplanada do Palácio Senador Hélio Campos.

Avalie este item
(0 votos)

Entre os dias 2 e 4 de setembro acontece, no ginásio Hélio Campos, a 3ª edição do Intermunicipal de Vôlei – Edição Boa Vista. A competição é aberta para 27 equipes da categoria adulto. A entrada é franca. 

O evento é realizado pela Seed (Secretaria de Educação e Desporto) por meio do IDR (Instituto de Desporto de Roraima). 

A 1ª edição aconteceu em Mucajaí, com 17 equipes participantes. Já a 2ª etapa ocorreu em Iracema, com a presença de 21 equipes.

“Neste ano, participam equipes de Rorainópolis, Caracaraí, Mucajaí, Bonfim e Boa Vista. É um torneio que agrega atletas de vários municípios”, disse o coordenador do evento, Lucas Ferreira.

O objetivo é levar interação, descentralização e oportunidades a diversas equipes dos municípios vizinhos à capital, garantindo a troca de experiências e a elevação do nível das equipes de voleibol em Roraima.

Na terça-feira passada, dia 30 de agosto, professores e técnicos das equipes participaram de um congresso para definição da programação do Intermunicipal e regras a serem seguidas por todas as equipes.

PREMIAÇÃO

Os três primeiros colocados nos naipes masculino e feminino receberão medalhas, troféus e premiações em dinheiro assim distribuídas: 

- 1º Lugar: R$1.000,00

- 2º Lugar: R$ 600,00

- 3º Lugar: R$ 400,00

Avalie este item
(0 votos)

O Parque de Exposições Dandãezinho, localizado no Monte Cristo, zona rural de Boa Vista, recebe nesta quinta-feira, 1º, um lote de 100 cabeças de touros da raça Nelore. O rebanho foi adquirido via leilão digital por produtores em Roraima, com o objetivo de fomentar o melhoramento genético no Estado.

“Os animais são excelentes reprodutores e foram arrematados no tradicional Leilão Elite de Pasto. Chegando em Roraima, estes touros vão possibilitar a adaptação genética nas condições da pecuária, fomentando a qualidade da carne bovina e mais economia para o Estado”, destacou o produtor Renato Primo.

Exótico, o gado nelore é de origem indiana e consta como uma das primeiras raças que veio ao Brasil, sendo facilmente encontrado em todo o território nacional. A pelagem desses animais pode variar do branco ao cinza, com pintas brancas e pretas ou brancas e vermelhas.

Desde de 2013, a Fazenda Novo Mundo iniciou a venda de animais de criatório próprio para Roraima, onde já foram comercializados 784 reprodutores e matrizes. “Na 67ª edição do Leilão, Roraima arrematou 104 touros e nove novilhas para 33 criadores do Estado”, ressaltou Renato.

O recebimento e a comercialização de animais no Parque de Exposições Dandãezinho integram o processo de revitalização do complexo, onde o Governo de Roraima, por meio da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), favorece a movimentação frequente de produtores e do público no local.

“O processo de revitalização do Parque é um incentivo para os produtores conquistarem este espaço estratégico em Roraima, promovendo atividades periódicas de serviços, também de lazer, diversão, cultura e esportes”, explicou Emerson Baú, titular da Seadi.

Para o governador Antonio Denarium, o Parque de Exposições Dandãezinho é uma referência importante em Roraima segmentando acolhida e saída da produtividade local. “Com a revitalização do complexo, temos mais um ponto de visitação em nosso Estado, com muitas opções, incluindo atividades econômicas como a comercialização de animais de raça pura e leilões, todas sendo programadas anualmente”, concluiu.

REBANHO

Ocupando uma baia no Parque de Exposições Dadãenzinho, o produtor rural Eduardo Ferreira está comercializando um rebanho de carneiros das raças Santa Inês e Dorper. “Esses carneiros vieram de Pernambuco e ao todo são 22 reprodutores e 60 matrizes. É interessante porque o Governo tem incentivado a produção aqui mesmo em Roraima e dá suporte para a gente que trabalha utilizar as dependências do Parque. Isso é muito importante para quem produz”, frisou.

EQUOTERAPIA

No Dandãezinho também funciona o Centro Estadual de Equoterapia Thiago Vidal de Magalhães Pinheiro, que trabalha a abordagem interdisciplinar nas áreas de saúde, educação e equitação utilizando cavalos como método terapêutico, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiência.

Os praticantes são atendidos de forma gratuita, das 7h30 às 11h45 e das 13h30 às 18h. “A unidade foi inaugurada em 2003 e desde então nunca havia sido revitalizada de forma tão significativa. Estamos em um momento em que a acessibilidade se destaca com rampas de acesso ao picadeiro, readequação do piquete facilitando o deslocamento dos animais, piso tátil e barras de apoio”, detalhou a gestora do centro, Aline Reis.

POLICIAMENTO

Ainda no local, a Cavalaria da Polícia Militar reforça a segurança e a manutenção do complexo. “O policiamento no Parque de Exposições é muito importante para coibir atos ilegais. Com isso, o trabalho desenvolvido pelo Governo de Roraima ainda tem oportunizado melhoramentos e ampliações na infraestrutura do complexo, possibilitando mais acesso e fluidez dos serviços”, explicou o major da PM, Gerson Luis.

BOVINOCULTURA

A pecuária é uma atividade econômica tradicional em Roraima, com grande potencial de expansão para rebanhos. Em 2019, o setor registrou saldo positivo quanto ao número de população bovina e de animais guiados para abate.

Segundo dados divulgados pela Aderr (Agência de Defesa Agropecuária de Roraima), o número de cabeças de gado no Estado saltou de 817.198 mil, em 2018, para 879.543, em 2019. Com destaque para os municípios de Mucajaí (131.429), Amajari (107.014) e Alto Alegre (88.127) com os maiores números locais de cabeças de gado. As raças predominantes nos rebanhos bovinos são nelore, gir e guzerá, por serem mais resistentes e adaptadas para a produção de carne.

Na produção de leite, a raça utilizada é a girolanda (misto de gir com holandês – preto e branco) e segundo o dado mais recente do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano de 2018, o plantel de Roraima alcançou uma produção de 12.580 mil litros de leite, o que evidencia uma leve retração com relação ao ano anterior, que foi de 12.721 mil litros de leite.

Os números expressam que há condições favoráveis para que a produção local volte a crescer, considerando ainda que mercados próximos, como o do Amazonas, não possuem produção suficiente que atendam à demanda interna.

 

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), está realizando um censo empresarial no Distrito Industrial Governador Aquilino Mota Duarte, em Boa Vista. O trabalho estatístico serve, entre outros objetivos, para o desenvolvimento de um cadastro referente às atividades produtivas do polo.

“A Seadi está atuando com uma equipe técnica no local verificando o ramo produtivo, a regularização das empresas, aferindo contatos, a situação atual do empreendimento, mão de obra, área ocupada, controle, fiscalização, entre outros detalhes que reforçarão uma listagem, garantindo o desenvolvimento de um mapeamento interativo que vai facilitar a atualização de dados e pesquisas”, destacou a coordenadora-técnica da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), Jádila Cotrim.

“O questionário utilizado pelos pesquisadores consta na ferramenta KoBoToolbox que permite a otimização dos dados através do smartphone, tornando o trabalho de tabulação automático e menos burocrático”, reforçou Ivonete Costa, técnica da Seadi.

Para o empresário Edson Jae, de 41 anos, o Distrito Industrial ainda carece de novas políticas públicas para fomentar melhor seu aspecto econômico. “Há sete anos trabalhamos no setor da construção civil e já empregamos mais de 700 pessoas. Contudo, ainda estamos sanando problemas com a logística, falta de mão de obra qualificada e buscando também mais interação com os demais ramos de negócios desenvolvidos no polo”, comentou.

O secretário estadual Emerson Baú destacou os projetos do Governo que impulsionam a economia roraimense com a modernização do Distrito. “O empreendedorismo no polo tem ganhado forças através de incentivos fiscais e titulação de lotes abrangendo segurança jurídica, além dos demais investimentos do Governo de Roraima que fazem a revitalização urbana de todo o complexo”, concluiu o titular da Seadi.

ATIVIDADES DO POLO

O Distrito Industrial Governador Aquilino Mota Duarte, localizado no perímetro urbano de Boa Vista, possui uma área de 785 hectares e está situado às margens da BR-174, com fácil acesso à Venezuela e à República Cooperativista da Guiana, assim como o Amazonas.

De acordo com dados de 2020 da CEPC (Coordenação de Estruturas para Promoção e Comercialização) da Seadi, o Distrito reúne cerca de 150 empresas instaladas, com atividades que se destacam para o beneficiamento de grãos (arroz), indústrias de madeira e móveis, produtos cerâmicos (tijolos e telhas), artefatos de concreto, curtume, produtos químicos (sabão e detergentes), fábrica de ração, tintas, argamassas e transportadoras.

O governador Antonio Denarium já anunciou mais de R$ 100 milhões em recursos para o Distrito Industrial e mais R$ 20 milhões que serão alocados por meio de emendas do senador Mecias de Jesus. O objetivo do Governo do Estado é fomentar a modernização da estrutura do Distrito Industrial, por meio de capital privado, que deverá ser atraído pela gama de incentivos fiscais existentes na região, bem como a criação do segundo Distrito Industrial.

TÍTULOS DEFINITIVOS

Na atual gestão, mais de 100 títulos definitivos foram entregues no Distrito Industrial, assegurando a tão sonhada segurança jurídica de suas terras e permitindo a abertura de créditos junto a instituições financeiras, pois com a titulação, é possível que essas empresas consigam créditos com juros mais baixos, ampliando investimentos.

O Governo tem se preocupado com a atração de investimentos e com o fortalecimento dos empresários que já empreendem em Roraima, trabalhando para desenvolver a indústria, o comércio e serviços atrelados à produção do de Roraima para incrementar a economia e gerar emprego e renda, fins que a atual gestão busca para que o Estado seja cada vez mais independente do poder público.

ETAPAS DO ASFALTAMENTO

Essa primeira etapa consiste na pavimentação de três quilômetros e inclui a duplicação do trecho da BR-174, no trecho da Embrapa até o 5° Distrito Policial, com calçada e serviço de drenagem. O valor do investimento é de aproximadamente R$ 10 milhões.

A segunda etapa do projeto terá mais R$ 10 milhões investidos com recursos da Sudam (Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia). Nesta fase, está prevista a pavimentação de mais cinco quilômetros de ruas, que dão acesso às empresas instaladas no Distrito Industrial.

Além da pavimentação, será feito todo trabalho de urbanização com a implantação de meio-fio e calçadas. O projeto prevê ainda revitalização, pavimentação e urbanização do complexo industrial. Também contempla a implantação de rede de água, esgoto e drenagem, além de iluminação pública e construção de uma praça.

HOMENAGEM

Aquilino Duarte nasceu em 19 de outubro de 1901. Ele foi vaqueiro, garimpeiro, trabalhou com geologia e garimpagem; foi técnico de Caça e Pesca; delegado da Comissão de Abastecimento e Preço, além de delegado de polícia do interior. Aquilino foi ainda o primeiro roraimense a ocupar o cargo de governador do Territórios Federal do Rio Branco, de 28 de junho de 1952 a 30 de outubro de 1953. Já em 1956 foi nomeado prefeito de Boa Vista.

No esporte, foi fundador e presidente do Baré Esporte Clube, criado em 26 de outubro de 1946 e que teve como sede sua residência, na avenida Jaime Brasil, esquina com a avenida Getúlio Vargas, onde hoje está localizado o Banco Bradesco.

Na Educação, enquanto prefeito de Boa Vista, Aquilino construiu a Escola Jardim de Infância Princesa Isabel, na avenida Jaime Brasil. A evolução do setor gráfico na capital também se deve ao governador Aquilino Mota Duarte, que durante seu governo adquiriu a primeira máquina de linotipo, permitindo maior agilidade na elaboração e publicação do Diário Oficial e de outros impressos.

Em sua homenagem, após sua morte, foram nomeados a Escola Aquilino da Mota Duarte; o Distrito Industrial; a Praça Governador Aquilino, no bairro Pricumã, e a rua Governador Aquilino, ao lado da Maternidade, no bairro São Francisco.

 

Avalie este item
(0 votos)

Apoiar e promover a pesquisa em Roraima é um dos focos do Governo do Estado, que por meio da Faperr (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Roraima), realizou o lançamento dos principais programas que serão desenvolvidos pela Fundação no próximo ano. O evento de divulgação do planejamento ocorreu na manhã desta quarta-feira, 31, no Palácio Senador Hélio Campos.

Participaram do encontro o governador do estado, Antonio Denarium, o presidente do Confap (Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa), Odir Dellagostin, o presidente da Faperr, Pedro Cerino, secretários estaduais, representantes de universidades e órgãos de inovação e pesquisa de Roraima, além dos servidores da fundação.

Durante o evento, o presidente da Faperr, Pedro Cerino, ressaltou a importância da instituição recém-criada para a pesquisa de Roraima: “Era um sonho antigo para todos nós. Com a união dos Poderes Executivo e Legislativo, criamos e aprovamos a Faperr. Hoje existimos de fato e de direito para desenvolver um trabalho de forma eficaz e eficiente”, afirma Cerino.

O presidente do Confap, Odir Dellagostin, fez uma apresentação sobre o número e os avanços da pesquisa no Brasil. Roraima, agora com a criação da Faperr, completa a lista de estados com órgãos relativos ao apoio em inovação.

“Roraima era o único Estado que não tinha uma fundação própria de amparo à pesquisa. Hoje, com orgulho, posso dizer que fechamos este ciclo. A família está completa com as 27 unidades da federação”, disse Dellagostini.

Dentre os representantes das instituições de pesquisa, o reitor da UFRR (Universidade Federal de Roraima), Geraldo Ticianeli, também destacou o trabalho de referência da Faperr. “Uma das finalidades da pesquisa é gerar respostas à nossa sociedade. Hoje, sem dúvida, é um dia histórico para todos nós. Estamos cada vez mais nos rumos certos para aumentar ainda mais nosso espaço científico”, declarou.

EIXOS

O assessor técnico da Faperr, Elemar Favreto, exibiu os principais projetos que fazem parte do planejamento. Os eixos prioritários são relativos a um programa de conservação de solos, manejo de culturas e potencialidades agrícolas regionais, além de outro projeto voltado à gestão de recursos hídricos e estudos de mudanças climáticas.

Os dois eixos são divididos em sete subprogramas, que serão executados a partir do ano que vem.

“Ao longo de dois meses de operações da Faperr, estivemos em diálogo com instituições afins do estado de Roraima. Isso possibilitou o delineamento de 11 programas, sendo dois prioritários na hierarquia. Cada programa possui um conjunto de subprogramas, capaz de abranger a diversidade de projetos que buscamos fomentar”, detalhou Favreto.

O secretário da Seadi (Secretaria de Estado de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação de Roraima), Emerson Baú, destacou a importância dos eixos de pesquisa: “É um trabalho de valorização de uma sociedade que quer crescer. É um trabalho sério e com aspectos produtivos importantes. Precisamos e vamos desenvolver o agronegócio, a indústria, o comércio, a inovação e também diversas outras áreas como a saúde e o social. A Faperr vem para agregar”, destaca Baú.

A INSTITUIÇÃO

Criada por meio da Lei nº. 1641, de 25 de janeiro de 2022, a Faperr atende uma demanda antiga de diferentes segmentos de pesquisa em Roraima. A principal atribuição da fundação será o amparo à pesquisa científica básica e aplicada, inovação e ao desenvolvimento tecnológico, com o objetivo de fomentar o conhecimento científico voltado ao desenvolvimento do Estado.

 

Avalie este item
(0 votos)

Em alusão ao Setembro Amarelo, a Clínica Médica Especializada Coronel Mota vai realizar uma série de ações em prol da valorização da vida, dentre elas a ampliação da quantidade de vagas para os atendimentos com os psicólogos e psiquiatras da unidade. 

“No dia 1º faremos a abertura do Setembro Amarelo, chamando os servidores e usuários para o cuidado com a saúde mental. Durante o mês, estaremos realizando rodas de conversa para sensibilizar as pessoas sobre o suicídio, de forma a trabalhar com a prevenção”, afirmou a diretora do Coronel Mota, Rayane Santos.

Em julho deste ano, a unidade registrou um total de 1.573 atendimentos com os psiquiatras e psicólogos. Com isso, a direção decidiu ampliar o número de agendamentos para as duas especialidades.

“Ampliamos o número de vagas das consultas médicas para atender um pedido da população. Além disso, um médico que estava afastado retornou às atividades, o que aumenta a quantidade de vagas”, ressaltou Rayane.

A IMPORTÂNCIA DO MÊS

Criado em 2015, o Setembro Amarelo é uma iniciativa nacional que visa a prevenção ao suicídio. O assunto é considerado tabu entre as pessoas, por isso é necessário discutir o tema, uma vez que a incidência de casos é alta e considerado um grave problema de saúde pública.

O médico psiquiatra do Coronel Mota, Alessandro Leipnitz, explicou que o suicídio é a segunda causa de morte em jovens de 15 a 29 anos, um problema agravado pela pandemia.

“Nós estamos vivendo um período pós-pandemia onde muitas pessoas ainda estão vivendo luto, alguns podendo levar a uma depressão mais grave com ideações suicidas. E também, muitos infectados [pela covid-19] apresentaram sequelas psiquiátricas em decorrência disso”, destacou.

O motorista Andrelino Silveira, de 35 anos, precisou se afastar do trabalho para cuidar da sua saúde mental após sentir os sintomas graves da depressão. Ele afirmou que decidiu procurar apoio psicológico após pesquisar mais sobre o assunto e entender a gravidade da doença.

“Sou motorista e no momento estou afastado do trabalho, porque os profissionais de saúde falam que a depressão é a doença do século. A procura está grande, mas o atendimento aqui no Coronel Mota é rápido e tranquilo”, disse.

Atualmente, o Coronel Mota conta com cinco profissionais especializados no atendimento à saúde mental. As consultas ocorrem regularmente na unidade, de segunda a sexta-feira. 

Além das unidades de saúde, a população também pode contar com o suporte de orientação do CVC (Centro de Valorização da Vida), por meio do número de telefone 188. Os profissionais dão apoio emocional e preventivo contra o suicídio, de forma voluntária e gratuita.

Quinta, 01 Setembro 2022 09:51

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde (Sesau), e do Centro de
Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima (COERR) torna pública a
divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O
CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de
Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações
vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 453.512
notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do
Ministério da Saúde.

Destes 174.701 foram confirmados, sendo 30.703 por RT-PCR e 143.998 por teste
rápido, 278.811 descartados, sendo 73.628 por RT-PCR e 205.183 por teste rápido e
2.172 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.625 em Alto Alegre, 1.447 no
Amajari, 133.063 casos foram notificados em Boa Vista, 3.166 em Bonfim, 4.286 no
Cantá, 4.790 em Caracaraí, 2.636 em Caroebe, 1.874 em Iracema, 4.072 em Mucajaí,
1.017 em Normandia, 2.879 em Pacaraima, 4.071 em Rorainópolis, 2.255 em São
João da Baliza, 1.129 em São Luiz e 1.458 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 4.665 em Alto Alegre, 2.523 em Amajari, 213.264
notificações ocorreram em Boa Vista, 6.406 em Bonfim, 4.957 no Cantá, 4.502 em
Caracaraí, 4.020 em Caroebe, 2.241 em Iracema, 6.632 em Mucajaí, 1.103 em
Normandia, 7.951 em Pacaraima, 7.587 em Rorainópolis, 3.765 em São João da
Baliza, 2.371 em São Luís e 1.546 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.172 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39
são de Alto Alegre, 26 de Amajari, 1.633 do município de Boa Vista, 37 do Bonfim, 47
do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 48 de Mucajaí, 37 de
Normandia, 54 de Pacaraima, 74 de Rorainópolis, 15 de São João da Baliza, 14 de
São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 172.269 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de
isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.584 em Alto Alegre, 1.420 em
Amajari, 131.251 são de Boa Vista, 3.124 de Bonfim, 4.229 no Cantá, 4.706 em
Caracaraí, 2.613 em Caroebe, 1.855 em Iracema, 4.017 em Mucajaí, 979 em

Normandia, 2.821 em Pacaraima, 3.992 em Rorainópolis, 2.238 em São João da
Baliza, 1.111 de São Luiz e 1.428 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou
que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

A Seed (Secretaria de Educação e Desporto) por meio do Ceforr (Centro de Formação dos profissionais da Educação de Roraima), realizou na manhã desta quarta-feira, 31, a formatura de 24 alunos do curso de magistério indígena Tamî’kan, investindo na formação inicial dos profissionais deste setor educacional.

O curso qualificou professores das etnias macuxi, ingarikó, wai-wai e wapichana, que vão atuar na região das serras de Roraima.

O Tamî’kan tem por objetivo habilitar professores indígenas para atuar nos anos iniciais do ensino fundamental, selecionando e indicando profissionais conforme a organização das lideranças de cada comunidade.

O curso teve início em 2017 com duração de quatro anos, com carga horária de 3.685 horas. As aulas foram ministradas por professores formadores indígenas e não indígenas.

“Devido à pandemia fizemos algumas adequações e adiamos o término do curso, mas com investimentos fortes no setor. Um exemplo é o concurso público diferenciado, que reflete no compromisso do Governo de Roraima com a educação indígena”, disse o secretário-adjunto da educação básica, Semaias Alexandre.

“A carreira dos professores indígenas inicia com o magistério, essencial inclusive para concorrer em concurso público. São mais 24 professores nas comunidades, indígenas com representatividade em Boa Vista e no interior”, completou.

CONCURSO ESPECÍFICO

Até o momento, já foram empossados 529 professores do concurso público específico e diferenciado para professor indígena do Governo de Roraima. Os novos docentes chegam para fortalecer o trabalho de valorização do ensino nas comunidades do Estado.

SETE POVOS

A palavra tamî’kan, na língua indígena macuxi, significa “sete estrelas”. Para o curso ofertado no Ceforr, surgiu a partir da existência dos sete povos que seriam contemplados com o ensino indígena, retratando a união dos povos do Estado de Roraima envolvidos no processo de sistematização do conhecimento.

O curso surgiu dos anseios de comunidades para atender necessidades do campo educacional organizada coletivamente pelos movimentos e lideranças indígenas, organizações governamentais e não governamentais.

 

Avalie este item
(0 votos)

Desde fevereiro deste ano, a Seed (Secretaria de Educação e Desporto), em parceria com a empresa especializada em tecnologia e educação pública SIM Inova, de Sorocaba (SP), vem atuando em 15 escolas do ensino médio de Roraima para assessorar as unidades, que receberam kits de robótica educacional para alunos.

A assessoria aos professores e gestão das escolas serve para utilização e manuseio do kit e verificação de possíveis dúvidas ou análise de resultados. Nesta semana o coordenador educacional do projeto, CainãGodoy, está em Roraima para visitar algumas escolas e observar trabalhos desenvolvidos pelos estudantes. As visitas seguem até sexta-feira, 2 de setembro.

“Nós utilizamos o programa SIM Robótica nas escolas de ensino médio. O programa, em sua composição, utiliza além do nosso material um conjunto da Lego Education. Hoje os alunos utilizam em sala de aula o kit EV3 Mindstorm, trabalhado em parceria com o programa desenvolvido nas escolas”, disse Godoy.

Entre os meses de fevereiro e abril deste ano, a equipe realizou treinamento de manuseio dos kits em cada escola.

Cada aula de robótica é diferente uma da outra. Uma vez por semana, os alunos têm a possibilidade de criar, em grupo, infinitas possibilidades em torno do projeto proposto pelo programa.

Cada estudante tem uma função importante dentro do grupo de criação. Hora ele é o responsável pela liderança do grupo, ou responsável pela construção do protótipo ou ser o planejador de recursos e ainda o programador para dar vida aos futuros robôs.

“Nós não queremos que o jovem seja, somente, um utilizador da tecnologia, mas que ele seja um protagonista nesse meio e através desse contato estabelecido possa ser a pessoa que vai criar tecnologia. Desejo que todo o trabalho em equipe seja espelho para esse aluno na vida acadêmica e profissional”, destacou o coordenador.

AGENDA

As visitas técnicas iniciam nesta quarta-feira, 31, no CEM (Colégio Estadual Militarizado) Cícero Vieira Neto em Pacaraima e no dia 1º de setembro no CEM Aldébaro José Alcântara em Bonfim. No mesmo dia a equipe segue para o município de Cantá para visita ao CEM José Aureliano. Já no dia 2, será a vez do CEM Mariano Vieira em Normandia, e finaliza em Boa Vista na Escola Ana Libória, por enquanto a única da capital a receber o kit de robótica. 

AQUISIÇÃO DE KITS

Em janeiro deste ano, o Governo de Roraima distribuiu 165 kits de robótica para 15 escolas da Capital e Interior que ofertam o Ensino Médio. Cada instituição de ensino recebeu 11 kits, 10 para utilização dos alunos e um para uso do professor. Um investimento na ordem de R$ 3.162.905,16 em recursos do Tesouro Estadual e outros R$ 1.208.400,00 de emendar parlamentar.

“O Governo de Roraima investe em tecnologia educacional para dinamizar o processo de ensino aprendizagem na rede estadual de ensino. Um exemplo é a aquisição destes kits de robótica, além de internet e de tablets educacionais. Isso torna as aulas mais dinâmicas e atrativas e estimula o protagonismo dos nossos estudantes”, ressaltou o secretário de Educação e Desporto, Nonato Mesquita.

Avalie este item
(0 votos)

A PMRR (Polícia Militar de Roraima) efetivou nesta terça-feira, 30, a implantação do destacamento fixo de policiamento na comunidade ribeirinha de Caicubi, na região do Baixo Rio Branco, no município de Caracaraí, sul do Estado.

A cerimônia de inauguração contou com a presença da comandante de policiamento do interior, tenente-coronel Carla Meneses, além de oficiais e praças da divisão e de moradores de Caicubi.

A presença da Polícia Militar na comunidade atende a um anseio antigo da população. As comunidades do Baixo Rio Branco já contavam com a presença de policiais militares na comunidade de Santa Maria do Boiaçu, em Rorainópolis, mas não tinham este novo reforço, considerando que estão em um local mais ao sul de Roraima, próximo à divisa com o Amazonas.  

Após levantamento de viabilidade, a PMRR intensificou as ações preventivas nesta região do Estado, levando mais segurança à população das mais de 20 comunidades ali presentes.

“A implantação desse policiamento nessa região tão importante do nosso Estado é um marco para a Polícia Militar e para a segurança pública de Roraima. Com a efetivação, a PM reforça a capilaridade e garante a ordem nas comunidades ribeirinhas até o Rio Negro”, declarou o comandante-geral da PMRR, coronel Francisco Xavier.

EM TODO O ESTADO

Criada há 46 anos, a Polícia Militar de Roraima tem feito um grande esforço para levar segurança pública aos quatro cantos do Estado. No Baixo Rio Branco, a instituição atua preventivamente nas comunidades, vias de transporte e arredores da região, além de rios e igarapés.

“Vamos atuar de forma preventiva, buscamos evitar a ocorrência de crimes e de forma repressiva, quando nos deparamos com o crime em flagrante delito. Nossa polícia visa coibir todo o tipo de crime, mas a região é muito vulnerável para a prática de crimes ambientais e tráfico de drogas, diante disso, o combate a estes tipos penais será intensificado”, reforçou Xavier.

Avalie este item
(0 votos)

De forma a melhorar a qualidade de vida das pessoas com necessidades especiais, o Governo de Roraima, por meio da Sesau(Secretaria de Saúde), oferece a terapia com uso da toxina botulínica para aperfeiçoar as funções motoras de pacientes com problemas neurológicos.

No último mês, 70 pacientes com espasticidade receberam a aplicação da toxina no CER II (Centro Especializado em Reabilitação Física e Intelectual), em atendimentos que ocorrem nas terças-feiras.

A espasticidade é uma sequela de condições neurológicas, como a paralisia cerebral, AVC (acidente vascular encefálico), traumatismo craniano e raquimedular (lesão da medula espinhal).

O método começou a ser utilizado pela unidade em 2015. Antes da criação do serviço em Roraima, a única maneira de ter acesso ao tratamento era buscá-lo em outro estado via TFD (Tratamento Fora do Domicilio).

De acordo com o médico especialista em reabilitação, Rodrigo Vasconcelos Dias, desde que foi implantado, o tratamento por toxina botulínica tem se mostrado bem-sucedido na evolução no quadro dos pacientes.

Ele explica ainda que o uso da toxina ajuda a promover o relaxamento da musculatura do paciente, inibindo o padrão inapropriado de rigidez, resultando não só na melhora de suas funções motoras, mas também facilitando o ganho funcional de independência. Em outros casos, promove o controle da dor facilitando assim a administração de cuidados com o paciente.

“É uma medicação que primeiramente necessita de uma avaliação funcional do paciente. Além da sequela, decidimos qual a região, musculatura e movimento terá o ganho maior de benefício para o paciente. E quando não tem ganho de função, aplicamos para o controle de dores e prevenção de deformidades”, afirma.

Mãe do pequeno Luis Otávio, de seis anos, a técnica em enfermagem Vanessa Sayuri de Sousa sabe muito bem da importância de ter o serviço de forma acessível no Estado. Ela conta que tem notado uma melhora na qualidade de vida do filho desde que ele iniciou o tratamento na unidade.

Ao longo dos quatro anos de tratamento, LuisOtávio evoluiu consideravelmente a rigidez do seu padrão neurológico que desenvolveu da paralisia cerebral. Através do tratamento e terapias, ele consegue andar de mãos dadas com a mãe, e caminhar pequenas distâncias se apoiando em objetos.

“Com a aplicação, ele começou a abrir a mãozinha, a pisar no chão e a se movimentar sozinho melhor com o andador. A toxina ajuda bastante a criança que tem esse problema neurológico para não atrofiar os ossos. Tem mãezinhas que ainda não sabem disso, mas é muito bom”, diz a técnica.

SERVIÇOS DO CER II

As atividades do CER II funcionam no prédio do Centro Integrado de Atenção à Pessoa com Deficiência em Boa Vista. A unidade atende todos os casos neurológicos do estado, como síndrome de Down, espectro autista, microcefalia, AVC e traumatismo craniano.

A equipe é composta por assistentes sociais, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, fisioterapeuta, fisiatra, pediatra, psicólogos e profissionais de enfermagem.

O Centro Integrado de Atenção à Pessoa com Deficiência em Boa Vista está localizado na Avenida São Sebastião, 1195, bairro Santa Tereza. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h e das 13h às 18h30.

Avalie este item
(0 votos)

Incentivar a independência de pessoas da comunidade escolar e da sociedade que possuem deficiência faz parte do trabalho desenvolvido há 21 anos pelo CAP-DV (Centro de Apoio Pedagógico para Atendimento às Pessoas com Deficiência Visual). A unidade vem transformando a realidade de muitos que necessitam de auxílio para exercer atividades do cotidiano.

Para celebrar o aniversário do centro, que é no dia 3 de setembro, a unidade irá realizar diversas atividades durante esta semana, de forma a integrar alunos e usuários e divulgar ações pedagógicas ofertadas à comunidade.

Haverá visita guiada de alunos das escolas da rede estadual Monteiro Lobato, Penha Brasil, CEM (Colégio Estadual Militarizado) Irmã Maria Teresa Parodi e CEM Pedro Elias Albuquerque ao CAP-DV, com atividades sensoriais para que eles possam sentir a experiência da falta da visão.

Antecedendo a data de aniversário, no dia 2 de setembro, haverá uma comemoração para a comunidade a partir das 8h30, com apresentação do Coral do CAP-DV, peça teatral, apresentação de materiais pedagógicos desenvolvidos na unidade e atividades sensoriais com os participantes e visitantes. Todos estão convidados a prestigiar o evento.

A UNIDADE

O Centro de Apoio Pedagógico foi instituído por meio de um decreto no dia 3 de setembro de 2001 para atender a toda pessoa com deficiência visual do Estado.

A coordenadora da unidade, Silvana Gouvêa, explica que no formato atual, o CAP-DV é formado por núcleos, como o de produção de Sistema Braille para a execução de materiais pedagógicos como livros, textos e apostilas.

“O núcleo de apoio pedagógico disponibiliza apoio a estudantes, usuários e professores. O de tecnologia dispõe da utilização de ferramentas para o acesso à informação e o de prática da vida diária, trabalhamos a convivência social, orientação e mobilidade”, detalha Gouvêa.

Além disso, o centro oferece o serviço de estimulação visual voltado às crianças com baixa visão, indicado por oftalmologistas a fim de estimular o resíduo visual do usuário.

Avalie este item
(0 votos)

Com o retorno das cirurgias eletivas, vários exames são necessários para realização dos procedimentos. O serviço é oferecido pela CMEC (Central de Marcação de Exames e Consultas) da Sesau (Secretaria de Saúde).

A pasta realizou 143.056 exames laboratoriais, atendendo a demanda de 12.359 pacientes da capital e do interior nos primeiros sete meses de 2022.

O exame laboratorial é uma ferramenta que o profissional de saúde utiliza para fechar um diagnóstico e saber qual é o tratamento mais adequado ou quais são os medicamentos a serem indicados ao paciente.

Segundo o coordenador-geral de Regulação, Avaliação e Controle da Sesau, Eliakin Terminelle, os exames mais procurados foram os de rotina, principalmente os de hemograma, colesterol, triglicerídeos, entre outros.

“Os exames que são autorizados pela Central são solicitados por meio das unidades estaduais: a Clínica Médica Especializada Coronel Mota, o Centro de Referência de Saúde da Mulher, o Hospital das Clínicas e o Hospital Geral de Roraima”, explicou.

A servidora pública, Maria Clara Gomes da Silva, 25 anos, moradora do Conjunto Pérola, no bairro Airton Rocha, parabenizou pela eficiência do atendimento da CMEC.

“Fui à central para autorizar os exames de hemograma completo que o médico tinha solicitado e fui bem atendida. Peguei senha e demorou em média uns 20 minutos e foi tudo muito rápido”, relatou.

COMO FUNCIONA?

Para solicitar a autorização, o interessado deve ir até a CMEC (Central de Marcação de Exames e Consultas) munido das cópias dos seguintes documentos: carteira de identidade, CPF e comprovante de residência, além do Cartão do SUS e da guia de encaminhamento médico.

“É importante sempre ter a cópia da documentação e a solicitação dos exames pedidos pelo médico”, complementou Terminelle.

O prédio da Central está localizado na Avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, 1364, no bairro dos Estados, ao lado da sede do TFD (Tratamento Fora de Domicílio). O atendimento ao público é de segunda à sexta-feira, das 7h às 9h.

Avalie este item
(0 votos)

As inscrições para a Fecirr (Feira Estadual de Ciências de Roraima), que encerrariam nesta terça-feira, 31, foram prorrogadas. Agora, as escolas têm até o dia 14 de outubro para realizar a inscrição e participar do evento. 

A data da realização da feira também foi alterada, e agora ocorrerá nos dias 10 e 11 de novembro, no Parque Anauá, de forma presencial. O evento, que já está na 29ª edição, é uma iniciativa do Governo de Roraima por meio da Seed (Secretaria Estadual da Educação e Cultura) em parceria com o Sebrae-RR (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Roraima).

“Participar da Feira é colaborar com o desenvolvimento da iniciação científica na escola. Por isso reforçamos o convite: professores e gestores escolares, mobilizem suas escolas e participem da Fecirr”, ressaltou uma das coordenadoras da Fecirr, a professora Gisele Oliveira.

TEMÁTICA

Este ano a 29ª Fecirr traz o tema “Roraima: 33 anos de Ciência, Tecnologia e Inovação”. Até o momento a coordenação registrou a inscrição de 46 projetos. Com a prorrogação do período de inscrição, outra novidade é que cada escola agora poderá inscrever até sete projetos.

Nos próximos dias, a Seed publicará no DOE (Diário Oficial do Estado), um edital com as novas datas da Fecirr. As inscrições continuam sendo realizadas pela internet, por meio do link https://forms.gle/xCt99mXdpU8qsYhaA.

PREMIAÇÃO 

Uma comissão ficará responsável por selecionar os melhores trabalhos. Ao final da XXIX Fecirr, a Seedpremiará os projetos que possuam as melhores pontuações de todo o evento.  Além disso, os cinco melhores colocados receberão troféus, certificados e medalhas. Os primeiros colocados de cada etapa de ensino receberão também Menção Honrosa.

Avalie este item
(0 votos)

Vão começar os Jogos da Juventude 2022 em Aracaju (SE), e Roraima estará bem representado na competição com uma delegação formada por 170 integrantes. A primeira parte da comitiva, com 36 pessoas, embarca na madrugada desta quarta-feira, 31, rumo à capital sergipana.

Os primeiros são os atletas das modalidades de vôlei de praia, tênis de mesa, atletismo e natação. São 26 atletas, além de cinco técnicos, três oficiais, um fisioterapeuta e uma jornalista. O chefe da Delegação de Roraima, Dinaildo Barreto, já está no local da competição. Os demais integrantes da Delegação seguem embarcando para Aracaju entre os dias 1° a 14 de setembro.

“O Governo de Roraima vem investindo muito no esporte porque entende a sua importância para transformação social e formação integral do cidadão. O Estado disponibilizou todas as passagens da delegação, viabilizando com tranquilidade a participação de nossos alunos-atletas nessa grande experiência que são os Jogos da Juventude” destacou Nonato Mesquita, secretário de Educação e Desporto.

Os Jogos da Juventude são voltados aos atletas da categoria infantil (15 a 17 anos). Os representantes de Roraima garantiram vaga para a competição nacional após vencerem os JER’S (Jogos Escolares de Roraima), disputado em seis fases, quatro delas realizadas no interior do Estado. Os JERS foram realizados pelo IDR (Instituto de Desporto de Roraima) da Seed (Secretaria de Educação e Desporto) entre os meses de julho e agosto. 

O Estado terá representantes em oito modalidades individuais (ciclismo, taekwondo, judô, atletismo, natação, tênis de mesa, ginástica rítmica, vôlei de praia) e em quatro coletivas (futsal, voleibol, handebol e basquetebol). Ronnys Silva Batista é técnico de Tênis de Mesa e acompanhará quatro atletas nesta modalidade. 

O professor destacou a realização do 1° Camping de Treinamento Pré-competitivo promovido pelo IDR para auxiliar na preparação dos atletas. “Foi muito importante o Camping para melhorar a técnica e também para conhecermos melhor os atletas, principalmente os que vêm do interior”, disse.

Sobre a competição, para ele, mais importante do que conquistar medalhas é a oportunidade que os alunos têm de buscarem novos conhecimentos. “Muitos deles nunca viajaram para lugar nenhum e esta é uma oportunidade para eles interagirem com outras culturas e terem uma grande experiência. O objetivo é trazer bons resultados, mas se não acontecer, eles vão voltar com outra vivência, e isso é bom para eles, para que almejem um bom rumo na vida”, ressaltou o professor Ronys Batista.

A COMPETIÇÃO

Os Jogos da Juventude são organizados pelo COB (Comitê Olímpico Brasileiro), que é responsável por toda a logística do evento, como alimentação, hospedagem (serão utilizados 20 hotéis) e transporte para locais de competição.

Nesta edição, está prevista a participação de cinco mil pessoas entre atletas, técnicos e dirigentes. Serão 1.856 escolas de todo o Brasil representadas com atletas disputando 16 modalidades. O Centro de Convenções de Aracaju concentrará boa parte das atividades dos Jogos da Juventude.

A cerimônia de abertura está marcada para o dia 1° de setembro, assim como os congressos técnicos das modalidades individuais. No dia 2 iniciam as disputas.

No dia 6 de setembro começa a segunda fase da competição, com a chegada das delegações das modalidades coletivas e realização dos congressos técnicos. Os jogos das coletivas iniciam no dia 7, seguindo até o dia 18 de setembro. Outras informações e detalhes sobre a competição estão disponíveis no site do COB (https://www.cob.org.br).

 

Avalie este item
(0 votos)

Mais 44 aprovados no concurso público específico e diferenciado para professor
indígena do Governo de Roraima tomaram posse na tarde desta segunda-feira, 29,
em solenidade no auditório da Seed (Secretaria de Educação e Desporto).

“São novos professores que chegam para fortalecer o ensino em nossas
comunidades indígenas oriundos de um concurso necessário realizado na gestão do
governador Antonio Denarium, que respeita a cultura dos nossos povos originários.
Desejo as boas-vindas aos novos docentes da rede estadual de ensino”, destacou
Nonato Mesquita, secretário de Educação e Desporto.

Prestigiaram também a solenidade de posse, a secretária-adjunta da Segad
(Secretaria de Gestão Estratégica e Administração), Betânia Avelino, um
representante do Idecan (Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e
Assistencial Nacional), banca responsável pelo certame, Vitor Gomes, além dos
secretários-adjuntos da Seed, Semaias Alexandre Silva e Adelaid Bezerra.

Os novos docentes foram empossados após terem seus recursos deferidos pela
comissão de análise da Segad. Os docentes vão atuar nos municípios de Amajari,
Boa Vista (área rural), Bonfim, Cantá, Caroebe, Pacaraima, São João da Baliza,
Uiramutã e Normandia. De mil vagas ofertadas no concurso, até o momento, 529
professores já foram empossados.

Os familiares dos novos docentes do quadro efetivo também estiveram presentes,
lotando o auditório e registrando cada passo do novo concursado da família.
Aprovada pelo município de Normandia, Tatiana Soares Peixoto passou dez anos
como professora por meio de processos seletivos. Agora tem a chance de fazer.

carreira dentro de sua comunidade de origem, Xumina, após ser aprovada no seu
primeiro concurso público como professora de Biologia.

“Meu endereço atual é a comunidade indígena Truaru, em Boa Vista, mas estou
voltando para as minhas origens, minhas raízes, na região da Raposa. Estou muito
feliz por saber que o concurso dá estabilidade a nós, profissionais da educação
indígena” contou a nova professora efetiva do Estado.

Ana Claudia da Silva Gino foi a responsável por fazer o juramento dos novos
professores. Agora, efetiva do Estado, ministrará aulas para crianças do 1º ao 5º ano
do Ensino Fundamental. Para realizar seu sonho, sairá da região do Mutum em Boa
Vista para seguir carreira no município do Cantá.

“Já trabalho há dez anos na área, mas nunca tinha feito nenhum processo seletivo
do Estado. Estou ansiosa e muita alegre em poder contribuir com o ensino”, afirma a
professora de Pedagogia.

Na última sexta-feira, dia 26, em um momento histórico, foram empossados 485
novos professores indígenas em solenidade realizada no Parque Anauá.

LOTAÇÃO IMEDIATA

A partir das 8h da próxima sexta-feira, 2 de setembro, todos os empossados da
tarde de hoje serão lotados pelo DRH (Departamento de Recursos Humanos). No
momento da lotação, serão realizados o procedimento de assinatura do termo de
exercício e o cadastro dos novos concursados. A ação ocorrerá no auditório da
Seed, localizado na rua Barão do Rio Branco, n° 1.495, Centro.

DOCUMENTOS

Para a lotação, os professores devem apresentar original e cópia dos seguintes
documentos: Ofício de Apresentação, Termo de Posse, Carteira de Identidade,

Título de Eleitor, RANI ou Autodeclaração e Declaração de Pertencimento Étnico,
Diploma e Histórico Escolar, Comprovante de Residência, Pis/Pasep, Certidão de
Casamento (caso seja casado), Certidão de Dependentes (caso tenha filhos),
Certificado de Reservista (para homens), comprovante de conta do Branco do Brasil
além de uma foto 3x4.

 
Terça, 30 Agosto 2022 09:39

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde (Sesau), e do Centro de
Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima (COERR) torna pública a
divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O
CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de
Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações
vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 453.286
notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do
Ministério da Saúde.

Destes 174.615 foram confirmados, sendo 30.703 por RT-PCR e 143.912 por teste
rápido, 278.671 descartados, sendo 73.628 por RT-PCR e 205.043 por teste rápido e
2.171 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.625 em Alto Alegre, 1.447 no
Amajari, 133.053 casos foram notificados em Boa Vista, 3.165 em Bonfim, 4.286 no
Cantá, 4.726 em Caracaraí, 2.635 em Caroebe, 1.874 em Iracema, 4.072 em Mucajaí,
1.017 em Normandia, 2.879 em Pacaraima, 4.063 em Rorainópolis, 2.254 em São
João da Baliza, 1.129 em São Luiz e 1.458 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 4.664 em Alto Alegre, 2.522 em Amajari, 213.161
notificações ocorreram em Boa Vista, 6.404 em Bonfim, 4.957 no Cantá, 4.501 em
Caracaraí, 4.012 em Caroebe, 2.241 em Iracema, 6.629 em Mucajaí, 1.103 em
Normandia, 7.951 em Pacaraima, 7.587 em Rorainópolis, 3.765 em São João da
Baliza, 2.371 em São Luís e 1.526 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.171 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39
são de Alto Alegre, 26 de Amajari, 1.632 do município de Boa Vista, 37 do Bonfim, 47
do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 48 de Mucajaí, 37 de
Normandia, 54 de Pacaraima, 74 de Rorainópolis, 15 de São João da Baliza, 14 de
São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 172.149 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de
isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.584 em Alto Alegre, 1.420 em
Amajari, 131.215 são de Boa Vista, 3.121 de Bonfim, 4.229 no Cantá, 4.643 em
Caracaraí, 2.612 em Caroebe, 1.855 em Iracema, 4.016 em Mucajaí, 979 em

Normandia, 2.819 em Pacaraima, 3.984 em Rorainópolis, 2.238 em São João da
Baliza, 1.111 de São Luiz e 1.428 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou
que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

Os servidores que atuam na matriz da Seed (Secretaria de Educação e Desporto) e
nas escolas da rede estadual de ensino poderão usufruir de atendimentos médicos e
de ações de cidadania por meio do Programa Cuidando do Servidor durante o mês
de setembro.

O programa é promovido pelo Governo do Estado, por meio da Escola de Governo,
da Segad (Secretaria de Gestão Estratégica e Administração), em parceria com o
Centro Universitário Estácio da Amazônia.

Durante os atendimentos, os servidores podem contar com serviços de enfermagem,
farmácia, biomedicina, nutrição, fisioterapia, testagem rápida para covid-19,
vacinação e atendimento pelo Procon (Programa de Proteção e Defesa do
Consumidor).

E ainda atendimentos da Caerr (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima),
Detran (Departamento Estadual de Trânsito), Clube de Benefício do Servidor, além
de atendimentos jurídicos.

CRONOGRAMA

A programação iniciou no dia 24 de agosto na Escola Estadual Lobo D’Almada e
segue até o dia 21 de setembro em pontos estratégicos para melhor atender os
servidores da área de educação.

“Estamos com este cronograma para atender aos servidores da Seed de acordo
com a disponibilidade de tempo, proximidade do local de trabalho ou da sua
residência”, informou o chefe da Disau (Divisão de Saúde do Educando) da Seed,
Izerbledison Franco.

O horário é das 8h às 12h e os atendimentos seguem ocorrendo nos dias e locais
conforme cronograma abaixo:

- 31 de agosto: Ceep (Centro Estadual de Educação Profissional Professor Antônio
de Pinho Lima) - Avenida Chile, 593, Caranã, Boa Vista;
- 14 de setembro: Escola Estadual América Sarmento Ribeiro – Avenida Raimundo
Rodrigues Coelho, Pintolândia, Boa Vista;
- 21 de setembro: Escola Estadual Buriti – Rua Antônio Pinheiro Galvão, 837,
Buritis, Boa Vista.

“Os servidores que atuam nas escolas, no prédio da Seed ou nos setores
administrativos descentralizados da sede podem procurar qualquer um desses locais
e buscar o seu atendimento”, esclareceu Izerbledison.

 
Avalie este item
(0 votos)

A união entre a agropecuária e a inovação tem sido peça-chave para as atividades
do Governo de Roraima, que por meio do Iater (Instituto de Assistência Técnica e
Extensão Rural), participou do workshop Integra Zebu 2022, organizado pela ABCZ
(Associação Brasileira dos Criadores de Zebu). O evento ocorreu entre os dias 23 e
24 deste mês em Uberaba (MG).

O projeto consiste no incentivo à recuperação de pastagens degradadas em todo o
país, por meio dos sistemas de Integração Lavoura e Pecuária (ILP) e Integração
Lavoura, Pecuária e Floresta (ILPF).

De acordo com o médico-veterinário do Iater, Denylson Amaral, a equipe do órgão
foi ao workshop para conhecer melhor o projeto, visando firmar parceria com a
ABCZ de forma a implantar a iniciativa no Estado, beneficiando o pequeno produtor.
Ele também explicou como funcionaria o organograma de execução, uma vez que o
projeto seja implantado em Roraima.

“A ABCZ entraria com os insumos, como sementes, calcário, adubo, melhoramento
de pastagem ou plantio de alguma cultura consorciada com o capim, fazendo a
integração lavoura, pecuária e floresta. Já o Iater, junto com o produtor, entraria com
a mão de obra e a execução do trabalho, como trator, maquinário, implementos
necessários para preparação da terra, combustível, entre outras coisas”, explicou.

SECRETARIA ESTADUAL DE COMUNICAÇÃO
Palácio Senador Hélio Campos | Praça do Centro Cívico s/n | Centro
Boa Vista | Roraima | Brasil | CEP 69301-380 |

O médico veterinário pontuou a importância que o Integra Zebu possui, uma vez que
trata da sustentabilidade do meio ambiente. “Com isso a gente consegue recuperar
áreas que já estão muito degradadas, conseguindo com isso aumento na produção
de leite e também na produção de carne. A gente também consegue o
melhoramento das florestas. Então isso aí acaba refletindo positivamente na vida
dos produtores rurais e no bem-estar animal, que é o que a gente sempre quer”,
frisou.

OUTROS PROJETOS

Ainda durante o evento, a equipe do Iater foi apresentada a outros dois projetos
durante o evento da ABCZ: o Programa Pró-Genética, executado pela Emater-MG
(Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais), e a
política pública ABC+, o Projeto de Pecuária de Baixo Carbono e Pecuária Carbono
Neutro

O Pró-Genética é um projeto que propõe o aprimoramento do rebanho bovino do
Estado. É realizado através de feiras ou leilões de touros e matrizes, promovidos por
um arranjo local entre as instituições parceiras. 

Em relação ao Projeto de Pecuária de Baixo Carbono e Pecuária Carbono Neutro,
pesquisadores da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária)
apresentaram resultados positivos de pesquisas realizadas nos últimos anos e
confirmaram que a Carne de Carbono Neutro (CCN) já é uma realidade no Brasil. 

O certificado é resultado do cumprimento de uma série de protocolos específicos,
onde o carbono utilizado em todo ciclo produtivo é zerado, agrega valor à carne
brasileira, além de abrir portas em mais de 40 países espalhados pelo mundo.

O coordenador de Assuntos Estratégicos do Iater, Guilherme Cavalcante, que
também representou o instituto no workshop, destacou ser essencial a participação
em eventos que discutam temáticas voltadas à inovação agropecuária.

“O produtor que inserir esses conceitos em sua propriedade só terá bons resultados
para seu sistema de produção, pois aumentará a eficiência, produtividade,
recuperação de pastagens degradadas e cuidados com o bem-estar animal. Como
resultado, tem agregação de valor que só traz benefícios para o consumidor, que vai
ter acesso a uma carne produzida em sistemas de baixo impacto ao meio ambiente,
bem-estar, alta qualidade, sabor e maciez da carne”, disse.

 
Avalie este item
(0 votos)

Para reforçar a importância da saúde mental, o Hospital das Clínicas Dr. Wilson
Franco Rodrigues, em parceria com o Pronto Atendimento Cosme e Silva (PACS),
vai promover nesta quinta-feira, 1º de setembro, uma panfletagem junto aos usuários
do SUS.

A ação é alusiva ao Setembro Amarelo, mês dedicado à prevenção e sensibilização
contra o suicídio, desmistificando tabus sobre o tema. Os trabalhos de orientação
junto à população devem iniciar a partir das 9h, conforme explica a coordenadora de
Serviço Social do HC, Núbia Souza.

“Será um dia alusivo a conscientização, sensibilização a uma temática tão séria e
importante, mas ainda tem muito tabu que é a questão do suicídio”, informou.

CUIDANDO DO PACIENTE

Referência no atendimento a pacientes do SUS, o Hospital das Clínicas é composto
atualmente por 120 leitos. A unidade dispõe ainda de equipe multidisciplinar com
profissionais das áreas psicologia, assistência social, terapia ocupacional, entre
outras especialidades.

“Atualmente, temos 107 pacientes internados. Nele os pacientes são oriundos do
HGR e do Cosme e Silva. Ao todo temos 120 leitos para atender a população que
necessita do nosso serviço”, completou Núbia.

Segundo a coordenadora, discutir o assunto é de extrema importância, uma vez que
ajuda a população a identificar sinais da ideação suicida, facilitando assim a busca
de amparo para quem mais precisa. 

“Tanto o serviço social como a psicologia do Hospital das Clínicas e do Cosme Silva
pretendem levar um suporte para as pessoas. Pode ser que você não esteja
passando por um momento difícil, mas pode conhecer um amigo, um vizinho, algum
colega da faculdade ou da escola e você pode estar estendendo essa ajuda para
essas pessoas”, finalizou.

 
Avalie este item
(0 votos)

Para dinamizar o ensino na rede pública estadual de ensino, o Governo de Roraima
distribuiu 21 mil tablets educacionais para estudantes do Ensino Médio da capital,
interior e de comunidades indígenas. Agora, os professores orientadores de
tecnologia vão participar de uma oficina sobre “Boas práticas no uso dos Tablets”. 

A ação ocorre nesta terça-feira, 30, no laboratório de informática do Ierr (Instituto de
Educação de Roraima), das 8h às 11h e das 14h às 17h. A oficina será ministrada
pela equipe Multi_Educa, da empresa Multilaser. Devem participar 120 docentes. 

A oficina tem como principal objetivo capacitar os profissionais de ensino sobre boas
práticas para garantir a maior durabilidade dos equipamentos adquiridos, orientando
sobre o correto manuseio e conservação dos tablets. 

Na qualificação, os orientadores de tecnologia também vão receber orientações
sobre a manutenção preventiva dos equipamentos e sobre a ‘metareciclagem’ para
um descarte correto, e ainda sobre dicas para o bom uso do equipamento digital.

“Não basta apenas adquirir os equipamentos é preciso saber manusear de forma
correta, para que tenha uma qualidade maior de uso. Todas as despesas da oficina
são de responsabilidade da empresa da qual foram adquiridos os equipamentos.
Esperamos que a ação tenha um excelente resultado”, destacou o gerente de
Tecnologia, Informação e Comunicação da Seed (Secretaria de Educação e
Desporto), Samuel Castro.

A oficina terá carga horária total de 10 horas, sendo 3h de aula presencial e outras
7h de aula à distância. Foram formadas quatro turmas, sendo duas no turno
vespertino e outras duas no turno matutino. Os participantes receberão certificados
emitidos pela equipe Multi_Educa.

 
Avalie este item
(0 votos)

Nesta segunda-feira, 29, teve início a segunda turma do curso de Redação Oficial no SEI (Sistema Eletrônico de Informação), capacitação promovida pela Escola de Governo, vinculada à Segad (Secretaria de Gestão Estratégica e Administração). 

 

O curso é ministrado pela Analista de Recursos Humanos Karen Souza, e direcionado aos servidores públicos da administração direta e indireta do Poder Executivo.

A Redação Oficial otimiza a elaboração de documentos no âmbito do SEI, colaborando com a formação educacional dos servidores públicos, e auxilia na elaboração de documentos realizados pelo sistema, com atenção a preceitos constitucionais e a conduta ética que o profissional deve possuir.

“O curso tem como finalidade implementar e qualificar os servidores estaduais para as demandas do cotidiano das secretarias, trazendo qualidade para os serviços prestados pelo Governo de Roraima em diversas áreas”, explicou Anselmo Gonçalves, titular da Segad.

De acordo com o servidor do Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural), Higor Paiva, a capacitação é de suma importância para atualizar os conhecimentos. “Assim a gente garante que os documentos confeccionados na secretaria atendam às exigências que a redação oficial prevê”, destacou.

Todos os servidores estaduais podem participar das capacitações promovidas pela Escola de Governo. Para isso, basta se inscrever no site oficial da Segad.

Avalie este item
(0 votos)

Como parte das comemorações da Semana da Pátria, no dia 7 de setembro, quarta-feira, acontecerá na avenida Ene Garcez o tradicional desfile cívico-militar que não ocorreu nos últimos dois anos em razão da pandemia de covid-19.

O evento terá início a partir das 7h30 e contará com a participação dos alunos da rede estadual de ensino.

Devem desfilar na avenida cerca de 1500 estudantes de 47 escolas estaduais sendo 29 estaduais civis e 18 colégios militarizados, além do Colégio Estadual Militar Coronel PM Derly Luiz Vieira Borges. Cada unidade escolar será representada na avenida por um pelotão de 30 alunos.

Entre estes pelotões, 19 fanfarras vão abrilhantar o desfile também com a participação de uma média de 30 integrantes cada. Os alunos da Escola Estadual Monteiro Lobato, a exemplo das outras escolas, estão se preparando para o desfile de pelotão e apresentação da fanfarra.

“A banda marcial da escola, chamada de Villa Lobos, está ensaiando diariamente desde fevereiro. Devido à pandemia, iniciamos os treinamentos do zero e muitos terminaram o ensino médio e saíram da escola. A primeira apresentação foi no Dia do Estudante e faremos a abertura do desfile de 7 setembro. Já o ensaio do pelotão inicia nesta semana com 30 alunos”, explicou a gestora da escola, Rozmeri Assunção.

O secretário-adjunto de Educação Básica da Seed(Secretaria de Educação e Desporto), SemaiasAlexandre Silva, explicou que a logística da organização está focada na capital, mas as escolas dos municípios têm total liberdade para fazer o desfile cívico. “É o momento de cada um exaltar os valores e sentimentos pela Pátria em parceria com as entidades locais”, explicou.

O EVENTO

O desfile cívico-militar é organizado pelo Governo de Roraima em parceria com as organizações militares. O evento terá início às 7h30 com a revista do governador Antonio Denarium das tropas militares.

Após as honras militares, terá início o desfile com a representação dos projetos sociais do Governo. Em seguida, passam pela avenida as escolas das redes pública, particular e federal. Na sequência, as representações das entidades civis.

Fechando o evento, desfilam na avenida as representações militares do Exército e também da Polícia Militar de Roraima, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar de Roraima, Corpo de Bombeiro Civil entre outras organizações militares e de segurança pública do Estado. Haverá ainda desfile de tropas mecanizadas. 

Avalie este item
(0 votos)

De forma a dar celeridade aos processos vitais na administração pública, o Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), promoveu neste sábado, dia 27, a II Oficina de Processo Licitatório, na ETSUS (Escola Técnica de Saúde do SUS).

A iniciativa visa capacitar os servidores que atuam nos setores de licitação da pasta para aprimorar conhecimentos sobre Elaboração do Documento de Oficialização de Demanda e Estudo Técnico Preliminar, visto a importância e a obrigatoriedade desses documentos nas contratações e aquisições da Secretaria.

Participaram da qualificação os funcionários da CGUE (Coordenadoria Geral de Urgência e Emergência), CGAB (Coordenadoria Geral de Assistência Básica), CGAE (Coordenadoria Geral de Assistência Especializada), CGVS (Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde), CGAF (Coordenadoria Geral de Assistência Farmacêutica) da Sesau.

De acordo com o presidente da Comissão Setorial de Licitação, Bruno Uchôa, a atividade é essencial para que os servidores que atuam nas coordenações entendam a formulação dos processos licitatórios.

“Há uma dupla importância, a primeira é que se trata de uma imposição legal da nova Lei de Licitações, pois houve mudança de terminologia. Por exemplo, o documento conhecido antigamente como a requisição de necessidades que vem das unidades de saúde, agora, com a nova Lei de Licitações, a nomenclatura correta é Documento de Formalização de Demanda. A segunda importância é que os servidores devem estar capacitados para que na prática o processo ocorra da forma mais célere possível”, completou Bruno Uchôa.

A servidora Neiziane dos Santos aproveitou a oportunidade da oficina para aprimorar os seus conhecimentos em processos.

“A oficina agregou conhecimento para todos que estavam participando. Conseguimos enriquecer nossos conhecimentos quanto à elaboração do documento de demandas e quanto ao estudo técnico preliminar, que são regras básicas para que o processo licitatório dê início. E aproveito para convidar todos os servidores para que possam participar das oficinas”, pontuou.

Avalie este item
(0 votos)

Mais de 700 pessoas foram atendidas pela ação do Governo Sem Parar deste sábado, dia 27, que foi realizada no Loteamento Social João de Barro e atendeu também moradores de outros bairros.

Os atendimentos de saúde totalizaram 300, distribuídos em várias especialidades, além de outros serviços oferecidos durante a ação que ocorre todos os sábados em um bairro da capital Boa Vista.

“A procura está sendo grande. A população está buscando não apenas os atendimentos de saúde, mas os demais serviços. Hoje foram atendidas mais 700 pessoas, entre consultas com especialistas e clínico geral. Também foram realizados pela CGVS (Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde) testes rápidos de covid-19, HIV, sífilis, hepatite B e C e vacinação contra a covid-19, dupla adulto, hepatite B, febre amarela e tríplice. Além dos serviços das demais instituições do Governo”, destacou a secretária de Saúde e uma das coordenadoras do Governo Sem Parar, Cecília Lorenzon.

O coordenador do DPSI (Departamento de Políticas de Saúde Itinerante) da Sesau (Secretaria de Saúde), Rafael Sena, frisou a importância de a ação chegar aos moradores do Loteamento Social João de Barro que não contam com uma Unidade de Saúde.

“É uma região que carece de atendimento. Não temos Unidade Básica de Saúde por aqui. E a gente vê o retorno muito positivo da população com relação a esse atendimento que está bem organizado e todos são bem atendidos”, disse.

A assessora de Defensoria Pública do Estado, Eduarda Alves Barros, destacou as ações oferecidas pela instituição.

“A Defensoria Itinerante está todos os sábados com os serviços de ação de alimentos, cumprimento de sentença de alimentos, segunda via de Registro de Nascimento, desarquivamento de processo, além de orientação referente a outros processos da Defensoria Itinerante”, explicou.

Gilziane Passos, de 22 anos, mora no bairro Cidade Satélite e buscou atendimento na Defensoria Pública.

“Eu vim procurar atendimento da Defensoria Pública pra eu tirar a segunda via da minha Certidão de Nascimento. O atendimento foi rápido e prático”, disse satisfeita.

Moradora do João de Barro, Francisca Pachias da Silva, de 77 anos, que já passou por cirurgia ocular, procurou a ação para fazer a limpeza das lentes dela.

“Fiquei sabendo da ação pelo grupo que temos aqui no bairro. Graças a Deus eu limpei minhas lentes, porque faz muito tempo que fui operada e já não estava mais quase enxergando. O atendimento foi muito bom”, afirmou.

A pescadora Francisca Alves e Silva, de 56 anos, moradora do bairro Caranã, passou por consulta com o otorrinolaringologista e falou que foi bem atendida. “Meu atendimento foi muito legal. Tinha um problema no meu nariz há muitos anos e ainda não tinha encontrado um otorrino que fizesse o que esse fez”, ressaltou.

Avalie este item
(0 votos)

Melhorar a assistência em saúde do Estado sempre foi uma das marcas do Governo
de Roraima, que desde 2019 executa uma série de ações com foco na ampliação da
oferta das mais variadas especialidades, atendendo assim os anseios da população.

Dentre os serviços que mais avançaram neste sentido foi o de saúde bucal. Este tipo
de tem sido prontamente atendido pelos profissionais que atuam no CEO (Centro de
Especialidades Odontológicas), unidade que funciona dentro do Pronto Atendimento
Cosme e Silva.

Só no primeiro semestre deste ano, foram realizados 2.992 atendimentos, com
média de 10 consultas diárias e 427 acompanhamentos mensais.

“O CEO possui 12 especialidades, sendo elas as de prótese, bucomaxilofacial,
endodontia, ortopedia, periodontia, disfunção temporomandibular, saúde coletiva,
radiologia, odonto para pacientes com necessidades especiais, estomatologia e
dentística”, explicou o coordenador do centro, William Pereira Guedes.

De acordo com William, o encaminhamento é feito por meio das UBS (Unidades
Básicas de Saúde) e hospitais espalhados pelos municípios. A equipe realiza a
triagem e avaliação do paciente antes da consulta com o especialista.

Ao todo, o CEO possui 08 consultórios completos, equipados com aparelhos
odontológicos modernos para atender a demanda da população. A unidade também
conta com insumos e materiais informáticos.

Para agendar uma consulta, é necessário que o paciente tenha o encaminhamento
de uma UBS ou unidade hospitalar, além das cópias da carteira de identidade, CPF,
comprovante de residência e cartão do SUS.

A estudante Maria Aldemira Martins Oliveira, de 20 anos, ficou sabendo do serviço
do CEO por meio de colegas de curso. Ela avaliou de forma positiva o atendimento
realizado pelos profissionais da unidade.

“Eu não tinha condições de tirar o dente em uma clínica particular. O atendimento do
Estado realmente me ajudou muito”, comentou.

ONDE FICA?

O Centro de Especialidades Odontológicas funciona dentro do Pronto Atendimento
Cosme e Silva, que fica localizado na rua Delman Veras, s/n, bairro Pintolândia. O
horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e 14h às 18h.

 
Sábado, 27 Agosto 2022 12:39

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde (Sesau), e do Centro de
Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima (COERR) torna pública a
divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O
CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de
Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações
vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 453.087
notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do
Ministério da Saúde.

Destes 174.569 foram confirmados, sendo 30.703 por RT-PCR e 143.866 por teste
rápido, 278.518 descartados, sendo 73.628 por RT-PCR e 204.890 por teste rápido e
2.167 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.625 em Alto Alegre, 1.444 no
Amajari, 133.044 casos foram notificados em Boa Vista, 3.165 em Bonfim, 4.286 no
Cantá, 4.692 em Caracaraí, 2.635 em Caroebe, 1.874 em Iracema, 4.072 em Mucajaí,
1.017 em Normandia, 2.879 em Pacaraima, 4.063 em Rorainópolis, 2.254 em São
João da Baliza, 1.129 em São Luiz e 1.458 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 4.660 em Alto Alegre, 2.516 em Amajari, 213.080
notificações ocorreram em Boa Vista, 6.385 em Bonfim, 4.957 no Cantá, 4.500 em
Caracaraí, 4.006 em Caroebe, 2.241 em Iracema, 6.600 em Mucajaí, 1.103 em
Normandia, 7.948 em Pacaraima, 7.585 em Rorainópolis, 3.765 em São João da
Baliza, 2.371 em São Luís e 1.526 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.167 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39
são de Alto Alegre, 26 de Amajari, 1.631 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 47
do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 37 de
Normandia, 54 de Pacaraima, 73 de Rorainópolis, 15 de São João da Baliza, 14 de
São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 172.068 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de
isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.584 em Alto Alegre, 1.417 em
Amajari, 131.174 são de Boa Vista, 3.122 de Bonfim, 4.227 no Cantá, 4.612 em
Caracaraí, 2.609 em Caroebe, 1.855 em Iracema, 4.017 em Mucajaí, 979 em

Normandia, 2.819 em Pacaraima, 3.984 em Rorainópolis, 2.238 em São João da
Baliza, 1.110 de São Luiz e 1.427 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou
que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

Estimular a prática de atividades científicas dentro das escolas. Este é o principal objetivo das Feiras de Ciências que estão ocorrendo em diversas escolas estaduais da capital e interior de Roraima.

Nesta sexta-feira, 26, durante três turnos letivos (manhã, tarde e noite), a Escola Estadual Cívico-Militar Fagundes Varela, no bairro Nova Cidade, realiza exposição com temática semelhante à proposta pela Feira Estadual de Ciências, que ainda está com inscrições abertas até 30 de agosto.

Já no sábado, 27, duas escolas estarão com Feiras de Ciências abertas à visitação da comunidade escolar. Uma acontece na Escola Euclides da Cunha (conhecida popularmente como GEC), no Centro, e outra na Escola Penha Brasil, no bairro Aparecida, ambas com programações matutinas.

O GEC traz como tema a independência do Brasil para dentro das conquistas tecnológicas do país, especificamente em Roraima.

“A independência vem com um conceito de liberdade, autonomia e autodeterminação. Trazendo esse conceito para a escola, temos hoje a BNCC [Base Nacional Comum Curricular], pautada também no uso das tecnologias como ferramentas para estimular o desenvolvimento do estudante, para que ele seja protagonista da própria história emocional e financeira”, destacou a gestora do Euclides da Cunha, Flávia Coelho.

A Escola Penha Brasil além de mostrar trabalhos científicos desenvolvidos pelos alunos, também fará uma Mostra Pedagógica para enaltecer trabalhos já desenvolvidos pelos professores.

Na segunda-feira, 29, nos turnos matutino e vespertino, o CEM (Colégio Estadual Militarizado) Dr. Luiz Rittler de Lucena realiza, no pátio da instituição, a 5ª Feira de Ciências e Tecnologia da unidade de ensino, que fica localizada no bairro Nova Cidade.

FEIRA ESTADUAL DE CIÊNCIAS

O período de inscrições para a tradicional FECIRR (Feira Estadual de Ciências de Roraima) de 2022 está aberto. Após a pandemia de covid-19, o evento, que celebra a 29ª edição, acontecerá de forma presencial no Parque Anauá. Este ano, o tema será “Roraima: 33 anos de Ciência, Tecnologia e Inovação”.

As inscrições devem ser efetuadas pelo professor-orientador, gestor escolar ou coordenador pedagógico da escola, por meio do preenchimento de um formulário eletrônico oficial, encontrado no edital da feira.

Para participar da feira, é importante que cada trabalho inscrito esteja composto por no máximo três estudantes além do professor-orientador. Cada professor-orientador poderá orientar um único projeto por turma e por escola. Cada instituição poderá inscrever até três projetos por etapa de ensino.

Avalie este item
(1 Votar)

Para garantir o estoque regular do banco de sangue de Roraima, os servidores do Iper (Instituto de Previdência do Estado de Roraima) compareceram nesta sexta-feira, 26, ao Hemocentro, mobilizados pela “Campanha Iper pela Vida”.

Durante os dias de campanha, os servidores do órgão foram orientados sobre a importância em doar sangue com material impresso e online, além de participarem de palestra com um profissional de saúde do Hemocentro que esteve no Iper falando sobre o processo de coleta.

“É uma campanha solidária que vai ajudar muitas pessoas e principalmente sensibilizou quem nunca havia doado sangue e se prontificaram a fazer esse ato de amor”, disse a presidente do Iper, Adriana Padilha.

Apesar de sempre ter vontade de doar sangue, o servidor Rogério Aragão, de 28 anos, nunca havia participado de uma ação. Foi durante a campanha que encontrou a oportunidade de fazer o gesto de solidariedade. “Nunca fui doador e fui sensibilizado pela campanha, depois de perceber a importância em ser doador,” afirmou o servidor.

Além de incentivar novos doadores, foi uma oportunidade para as pessoas que são doadoras regulares, como é o caso do servidor Rodrigo Alves. “É muito importante essa ação que busca promover a solidariedade e conscientização sobre a importância de ser doador regular”, disse.

Avalie este item
(0 votos)

O governador Antonio Denarium anunciou o pagamento da quinta parcela de retroativos de progressões verticais para professores da rede estadual de ensino, na ordem de R$ 5,5 milhões. Desta vez serão beneficiados 307 docentes.

Com este quinto lote, serão R$ 26,4 milhões de pagamentos efetuados pelo Governo de Roraima entre novembro de 2021 e agosto de 2022, saldando uma dívida deixada há anos por gestões anteriores.

Os pagamentos foram possíveis devido ao equilíbrio fiscal e a recuperação econômica que Roraima vem alcançando ao longo dos últimos três anos, com uma gestão austera e responsável.

O pagamento é destinado aos professores que tiveram suas portarias concedendo a progressão vertical publicadas entre os anos de 2018 a 2021. Os valores individuais que cada docente vai receber variam entre R$ 720 e R$ 136 mil reais. A previsão é que o dinheiro esteja na conta dos docentes na próxima segunda-feira, 29.

“Este já é o quinto grupo de docentes que estão sendo beneficiados com a efetivação de seus direitos que não vinham sendo respeitados por gestões anteriores. Também faz parte de um acordo firmado com o Sinter [Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Roraima] e que estamos cumprindo à risca. O professor é uma categoria que admiro e tem todo o meu respeito”, afirmou o governador Antonio Denarium.

A lista dos professores contemplados foi encaminhada para o Sinter e pode ser consultada no próprio sindicato.

“Estamos atendendo as determinações do governador Antonio Denarium, que vem valorizando os servidores da educação. Além da realização de novos concursos, fortalecendo o quadro efetivo do Estado, está pagando salários em dia, de forma antecipada e saldando dívidas antigas com os professores”, enfatizou o titular da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), Nonato Mesquita.

Ele reforçou ainda que com este pagamento, zeram as dívidas de progressões verticais. Quanto às progressões horizontais, as equipes da Seed estão trabalhando nos cálculos, impactos financeiros e dentro de uma nova programação financeira da secretaria, também serão quitadas.

CARREIRA

Em novembro do ano passado, o Governo de Roraima pagou R$ 5 milhões em retroativos de progressões verticais devidas aos professores há 13 anos. No total, 817 docentes foram contemplados com valores que variaram entre R$ 720 a R$ 35 mil reais.

O Governo pagou em março deste ano, mais R$ 7 milhões em retroativos de progressões verticais devidas dos anos de 2014 e 2015 para 278 professores. Os valores recebidos individualmente foram entre R$ 1,3 mil a R$ 56 mil.

Em maio deste ano, foram pagos mais R$ 4,9 milhões de progressões para 418 docentes e em julho, foram beneficiados mais 231 professores com o pagamento de R$ 4 milhões em progressões.

REAJUSTE SALARIAL

No mês de março de 2022, os professores e os demais servidores do Estado foram contemplados com um reajuste linear de 11%, o maior da história de Roraima. O reajuste salarial não ocorria desde 2016.

E mantendo diálogo aberto com a categoria dos professores, além do reajuste salarial de 11%, o governador Denarium autorizou a criação de um Projeto de Lei para adequação do PCCR (Plano de Cargos, Carreira e Remunerações) dos professores em um percentual de 10%, que somados ao reajuste de 11% totalizaram 21% de acréscimo para a categoria.

O Governo também pagou R$ 600 mil em retroativos para 46 servidores inativos (aposentados) em agosto do ano passado em junho do mesmo ano, efetuou pagamento na ordem de R$ 959.568,33 em verbas rescisórias para 235 servidores.

Também em 2021, foram atualizadas progressões para 3.454 professores, sendo 3.154 horizontais (por tempo de serviço) e 300 verticais (por titulação). E em dezembro de 2021, todos os servidores da educação foram contemplados com um abono pecuniário no valor de R$ 6 mil.

 

Avalie este item
(0 votos)

Em um momento histórico para Roraima, dezenas de comunidades indígenas de dez municípios do Estado estiveram presentes para prestigiar a assinatura do termo de posse dos aprovados no concurso público para professor indígena da Seed (Secretaria de Educação e Desporto).

O evento ocorreu no Parque Anauá na tarde de quinta-feira, 25. Dos 837 professores convocados, 485 compareceram para receber o seu termo de posse após apresentar toda a documentação exigida em edital. Foram ofertadas mil vagas imediatas.

“Esse concurso era um pedido antigo das comunidades indígenas, pois o último ocorreu há 15 anos. É uma satisfação participar de um momento tão importante para a Educação de Roraima, uma ação pioneira que atende as nossas comunidades indígenas”, destacou a primeira-dama Simone Denarium, que prestigiou a solenidade.

Muitos familiares foram ao evento para celebrar a posse de parentes e amigos. Em alguns casos, membros da mesma família foram empossados juntos e vão seguir a mesma carreira no magistério. Foi o caso das professoras Josélia de Assis e Josinete Mara de Assis, que são irmãs. 

Ambas são do município de Alto Alegre. Josélia já era servidora concursada do Estado, mas investiu nos estudos para tentar uma vaga como professora indígena. Ela afirma ter como motivação a própria comunidade onde vive, para a qual quer dedicar o novo trabalho. “Muito orgulho em representar o meu povo”, delcarou a nova concursada.

Já Josinete prestou concurso pela primeira vez e teve a conquista da aprovação. Agora, ela vai lecionar História para alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental em escolas indígenas de Alto Alegre. “Eu estava cursando a faculdade quando o edital foi publicado. Me inscrevi e passei em primeiro lugar”, explicou, emocionada.  

A professora Maria Betânia veio do município de Amajari para assinar o termo de posse. Para ela, a conquista do concurso é resultado da luta do povo indígena em busca de melhorias para as comunidades. “É um momento único porque foi uma luta muito grande não só de professores, mas também das lideranças indígenas. Trago a importância dessa valorização, o entendimento de como se faz uma educação específica diferenciada”, destacou.

Concurso garante estabilidade e benefícios para novos professores indígenas efetivos

Os professores concursados ganham além de um emprego, estabilidade e carreira. Não necessitam mais se candidatar anualmente em um processo seletivo, além de receber benefícios estaduais como progressões verticais e horizontais.

“É um marco na história de Roraima por se tratar do momento da posse dos aprovados do primeiro concurso diferenciado para as comunidades indígenas realizado pelo Governo de Roraima. Isso mostra respeito, zelo e compromisso do governador Antonio Denarium com todos os povos e as suas respectivas culturas do Estado”, salientou o secretário de Educação e Desporto, Nonato Mesquita.

A coordenadora da Opirr (Organização de Professores Indígenas de Roraima), Rosivânia Demétrio Magalhães, disse que além de um marco, é um privilégio ter um concurso diferenciado para atender aos povos indígenas.

“É com espírito de gratidão às nossas lideranças que lutaram para que esse concurso acontecesse, e acreditamos que vá fazer a diferença porque há muitos anos vivíamos como professores ‘seletivados’. Chegava no final do ano, o contrato acabava e nossas aulas muitas vezes só começavam no meio do ano. O concurso fortalece a educação e nos ajuda”, completou.

 

LOTAÇÃO IMEDIATA

Desde as 8h da manhã desta sexta-feira, 26, o DRH (Departamento de Recursos Humanos) da Seed (Secretaria de Educação e Desporto) está realizando o procedimento de assinatura do termo de exercício, cadastro e lotação dos novos concursados no auditório do órgão, localizado na rua Barão do Rio Branco, nº 1.455, Centro.

As senhas são entregues de acordo com o nível de classificação do empossado e por município de inscrição, conforme consta em edital. 

 

AGENDA

- Nesta sexta-feira, 26, os empossados que vão lecionar no município de Uiramutã estão sendo atendidos.

- No dia 29 de agosto às 8h inicia a entrega de senhas para os professores de Pacaraima.

- No dia 30 de agosto, é a vez dos professores de Normandia. 

- No dia 31 de agosto, a partir das 8h, os professores de Alto Alegre serão atendidos; e do Cantá, a partir das 13h.

- No dia 1º de setembro, às 8h da manhã, professores de Bonfim, Caroebe e São João da Baliza serão atendidos; no mesmo dia, professores da Boa Vista (área rural) serão atendidos a partir das 11h.

DOCUMENTOS

Para a lotação, os professores devem apresentar original e cópia dos seguintes documentos 

- Ofício de Apresentação,

- Termo de Posse,

- Carteira de Identidade,

- Título de Eleitor,

- RANI ou Autodeclaração e Declaração de Pertencimento Étnico,

- Diploma e Histórico Escolar,

- Comprovante de Residência,

- Pis/Pasep,

- Certidão de Casamento (se for casado),

- Certidão de Dependentes (se tiver filhos),

- Certificado de Reservista (para homens),

- Comprovante de conta do Branco do Brasil

- Uma foto 3x4.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima segue valorizando as forças de segurança do Estado, inclusive por meio de promoções dentro das corporações. Nesta quinta-feira, 25, a Polícia Militar de Roraima promoveu 56 policiais militares. Deste total, 11 subtenentes ascenderam ao primeiro posto, enquanto 45 praças foram elevados a outras graduações.

A promoção ocorreu durante formatura alusiva ao dia 21 de agosto, conforme o calendário de promoção previsto pela corporação, e ao Dia do Soldado, comemorado na data da formatura. A data celebra a atividade exercida pelos soldados do Exército Brasileiro, que trabalham e lutam pela proteção da nação.

O comandante-geral da PMRR, coronel Francisco Xavier, ressaltou a importância da realização, uma vez que isso é um dos principais atos de reconhecimento e valorização do policial militar, uma forma importante de se priorizar os recursos humanos da corporação, que trabalham diariamente na capital e interior.

“As promoções vão refletir diretamente na motivação e na valorização do profissional, valorizado através de uma promoção. Obviamente ele vai se ver mais empenhado, o serviço dele vai refletir numa qualidade melhor no atendimento ao público. É um passo muito importante que a Polícia Militar continua seguindo, através dessas condições que são dadas pelo Governo de Roraima”, disse Xavier.

Desde de 2019, o Governo já promoveu 2.153 policiais militares, ascendendo, assim, dentro da carreira policial. Somente na promoção anterior, ocorrida no final de abril, no Estádio Flamarion Vasconcelos, o Canarinho, 282 policiais militares foram promovidos, entre oficiais e praças.

MAIS EQUIPAMENTOS

Durante a formatura, o Governo de Roraima entregou para a Polícia Militar de Roraima novos equipamentos que vão reforçar o trabalho do efetivo junto à população. No total, foram entregues 37 motocicletas modelo BMW F 850 GS, bem como 70 fuzis modelo T4 da marca Taurus, calibre 5,56x45mm.

A entrega segue o trabalho da atual gestão de investimento na PMRR. Durante os últimos três anos e meio, foram investidos R$ 604 milhões na estrutura da corporação, com a compra de viaturas, locação de veículos, compras de motocicletas, entre outros tipos de veículos.

Com esse montante, também foram adquiridos outros equipamentos, como novo armamento, coletes à prova de balas, mobiliário, entre outros materiais de uso. Esse investimento também contemplou a reforma de unidades da PMRR, como o quartel do Giro e o 1° Batalhão, bem como o pagamento de dívidas anteriores.

Sobre a aquisição mais recente, o coronel Xavier explicou que as novas motocicletas serão entregues ao Giro (Grupamento Independente de Intervenção Rápida e Ostensiva), considerado um policiamento de segunda malha, ou seja, que tratam de ocorrências consideradas mais complexas, enquanto que os fuzis serão utilizados pelo policiamento de primeira e segunda malha.

“Nossa intenção é dotar todas as equipes da Polícia Militar de serviço com um fuzil, que é um fuzil calibre .556 com ótimo poder de fogo”, completou o comandante.

Avalie este item
(0 votos)

Promover a inclusão de pessoas com mobilidade reduzida sempre foi uma preocupação para o Governo de Roraima, que por meio da Sesau (Secretaria de Saúde) investe na aquisição de meios auxiliares de locomoção.

Somente no primeiro semestre de 2022, foram entregues 1.508 meios auxiliares de locomoção para pacientes da rede pública de saúde. O trabalho é executado pelo PAPD (Programa de Atenção e Prevenção a Deficiência), que desenvolve ações que proporcionam autonomia para quem possui algum problema de locomoção.

Os meios auxiliares de locomoção são compreendidos por aqueles que ajudam as pessoas a percorrer distâncias longas ou curtas. São as cadeiras de rodas, andadores, muletas e bengalas. Eles devem ser indicados por profissionais médicos, fisioterapeutas ou terapeutas ocupacionais.

“Nós fazemos as entregas todos os dias no NERF [Núcleo Estadual de Reabilitação Física], pelo PAPD e outros eventos, onde é realizado um quantitativo para fazer uma entrega maior da demanda”, destacou a gerente técnica do programa, Neire Gonçalves.

Mensalmente, o PAPD realiza a entrega de aproximadamente 215 dispositivos, como muletas, andadores, cadeiras de banho, entre outros.

Para receber o item, o interessado deve fazer um cadastro junto ao PAPD, dentro do NERF. Os documentos exigidos são os seguintes:

- Cópia da Carteira de Identidade ou Registro de Nascimento;

- Cópia do CPF;

- Cópia de um Comprovante de Residência;

- Cópia do Cartão do SUS;

- Solicitação original do Material Médico, Fisioterapeuta ou Terapeuta Ocupacional.

O NERF (Núcleo Estadual de Reabilitação Física) está localizado na avenida Ataíde Teive, 6459, bairro Nova Canaã.

O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 10h30 e das 13h às 16h30.

Avalie este item
(0 votos)

O trabalho realizado pelo Governo de Roraima com foco na reestruturação das forças de segurança garantiu mais uma conquista positiva para a população. Um levantamento realizado pelo Monitor da Violência, por meio da parceria do G1 com o NEV-USP (Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, mostra que Roraima superou o índice nacional de redução de mortes violentas no país, com 34% de queda contra 5% em todo o país.

A pesquisa considera os dados do primeiro semestre de 2021 em comparação com o mesmo período do ano passado, e mostra que o país teve uma queda de 21.272 assassinatos em 2021 para 20.126 registros em 2022, nos 26 estados brasileiros e do Distrito Federal.

De acordo com o secretário de Segurança Pública, coronel Edison Prola, os dados refletem o compromisso da gestão com uma segurança pública de qualidade.

“A redução é resultado do maior investimento feito nos últimos 30 anos na segurança pública. Roraima nunca teve tanto investimento neste setor como agora, com aporte de recursos em várias vertentes. Ou seja, tivemos um momento em que o sistema prisional era comandado pelos presos e a maioria dos casos de assassinatos era resultado da disputa de território. De 2018 para cá, a reconstrução dos estabelecimentos prisionais possibilitou ao Estado retomar o controle”, explicou.

Outras das medidas que contribuíram para a redução da violência foram o investimento em mão de obra e a reestruturação das unidades relacionadas à segurança pública.

“Não adianta ter apenas pessoas e mão de obra sem mudar a forma de administrar. Foi com o trabalho do Governo de aplicar aqui a política nacional de administração dos presídios que garantimos ao sistema a retomada do controle. Isso se reflete na segurança na rua, e ter toda essa mudança e quebra de paradigmas foi extremamente importante”, complementou o secretário.

Governo incrementou segurança pública com mais policiais, viaturas e estrutura

Graças ao compromisso e responsabilidade do Governo do Estado, houve uma mudança positiva na realidade das forças de segurança de Roraima.

Com mais de 30 anos de atuação na área de segurança pública em Roraima, o coronel Edison Prola ressaltou que os dados refletem os resultados do grande investimento realizado pelo Governo de Roraima nas corporações estaduais, incluindo as polícias Civil, Militar e Penal.

Ele explicou que os concursos públicos e convocações realizadas pela gestão foram cruciais para o fortalecimento das polícias, e houve um aumento considerável de novos policiais militares e penais atuando na segurança.

“Houve um aumento de mais de 60% no efetivo da Polícia Militar de Roraima. Com mais mão de obra, houve um aumento real do efetivo, ou seja, os policiais estão entrando e somando. Com o [Programa] Polícia na Rua foi possível ampliar também as viaturas no Estado e pela primeira vez o armamento é de ponta e em quantidade até maior do que a demanda do Estado”, salientou.

“Atualmente a Polícia Civil tem mais viaturas e não há mais situações de falta de combustível como havia antes. Hoje podemos celebrar estes dados, pois em nenhum governo tivemos tantas viaturas, policiais e estrutura para fazer segurança em Roraima”, enfatizou Prola.

Sexta, 26 Agosto 2022 09:45

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde (Sesau), e do Centro de
Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima (COERR) torna pública a
divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O
CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de
Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações
vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 452.634
notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do
Ministério da Saúde.

Destes 174.551 foram confirmados, sendo 30.702 por RT-PCR e 143.849 por teste
rápido, 278.083 descartados, sendo 73.594 por RT-PCR e 204.489 por teste rápido e
2.167 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.625 em Alto Alegre, 1.439 no
Amajari, 133.039 casos foram notificados em Boa Vista, 3.163 em Bonfim, 4.286 no
Cantá, 4.691 em Caracaraí, 2.635 em Caroebe, 1.874 em Iracema, 4.070 em Mucajaí,
1.017 em Normandia, 2.878 em Pacaraima, 4.063 em Rorainópolis, 2.254 em São
João da Baliza, 1.128 em São Luiz e 1.458 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 4.642 em Alto Alegre, 2.503 em Amajari, 212.834
notificações ocorreram em Boa Vista, 6.360 em Bonfim, 4.949 no Cantá, 4.497 em
Caracaraí, 4.005 em Caroebe, 2.235 em Iracema, 6.551 em Mucajaí, 1.103 em
Normandia, 7.938 em Pacaraima, 7.578 em Rorainópolis, 3.749 em São João da
Baliza, 2.370 em São Luís e 1.516 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.167 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39
são de Alto Alegre, 26 de Amajari, 1.631 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 47
do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 37 de
Normandia, 54 de Pacaraima, 73 de Rorainópolis, 15 de São João da Baliza, 14 de
São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 172.008 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de
isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.582 em Alto Alegre, 1.413 em
Amajari, 131.141 são de Boa Vista, 3.118 de Bonfim, 4.226 no Cantá, 4.605 em
Caracaraí, 2.607 em Caroebe, 1.855 em Iracema, 4.012 em Mucajaí, 979 em

Normandia, 2.819 em Pacaraima, 3.984 em Rorainópolis, 2.238 em São João da
Baliza, 1.110 de São Luiz e 1.425 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou
que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

Principal referência em unidade especializada e responsável por atender gestantes de Roraima e inclusive de outras nacionalidades, o HMI (Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth) realizou 6.323 partos em 2022, conforme dados do SAME (Serviço de Arquivo Médico Estatístico) da unidade.

As informações levam em consideração o número de procedimentos de partos normais e cesarianos feitos no período de 1º de janeiro até 22 de agosto. O número mostra por si que mesmo com a pandemia da covid-19, a procura pelos serviços se manteve elevada.

“Aproximadamente 30% desses partos são cesarianos e os outros 70% normais. Até o final deste mês a gente provavelmente vai alcançar ou ultrapassar o número de partos que ocorreram no ano anterior, que foi de 6.585”, observou o médico obstetra e coordenador da Ginecologia Obstétrica da Maternidade, Ruben Murillo Elorrieta.

Para conseguir acolher a todas as gestantes, uma vez que a demanda local oscila ao longo dos meses, é realizado o atendimento de todas as pacientes que procuram a unidade, ocorrendo a internação de pacientes que possuem critério clínico (trabalho de parto ou comorbidade que precise de tratamento clínico), enquanto as demais são atendidas e recebem orientação, além de serem referenciadas para o atendimento ambulatorial.

“O que tem acontecido nos últimos tempos, principalmente de 2017 para cá, é que houve um grande aumento de gestantes devido a migração da Venezuela para Roraima. A primeira onda de imigração levou a um aumento no número de partos ultrapassando a quantidade de 10 mil partos por ano”, completou o coordenador.

OUTRAS ESPECIALIDADES

Durante a pandemia, o número de partos diminuiu, mas com o avanço no combate ao vírus essa quantidade voltou a crescer na unidade. Além da parte obstétrica, graças à efetividade do avanço no controle da pandemia, as cirurgias eletivas puderam ser retomadas em 2022.

Ao todo, além dos partos normais e cesáreas, foram realizadas 578 curetagens pós-aborto e 200 cirurgias de urgência.

“As pacientes não conseguem agendar consultas nos postos de saúde, então chegam na unidade com pré-natal incompleto e sem o diagnóstico de várias comorbidades. Isso leva a um aumento no número de complicações, de internações na UTI neonatal e de cesarianas de urgência pelos quadros não diagnosticados”, comentou Murillo.

A unidade também contabilizou quase 500 procedimentos eletivos, tais como histerectomias, perineoplastia e laqueaduras. Até o final de agosto, a unidade deverá zerar a fila de pacientes que aguardam por procedimentos de laqueaduras.

SEGURANÇA DE MÃES E BEBÊS

A atenção ao recém-nascido é a principal prioridade da equipe multiprofissional do Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth, garantido a segurança dos pequenos nos seus primeiros dias de vida.

Na unidade, são realizados os primeiros exames, como teste do olhinho, da orelhinha e do coração antes mesmo de receber alta, além da parceria com cartório, facilitando os trâmites de registro da criança.

Esse mesmo cuidado também é estendido para as mães, que recebem suporte de orientação sobre aleitamento materno e cuidados no pós-parto, bem como a vigilância sobre a hemorragia pós-parto, que é uma das principais causas de mortalidade materna.

“Temos uma monitoração contínua a respeito disso [hemorragia pós-parto]. As pacientes do parto normal geralmente permanecem na maternidade por no mínimo 24 horas e as da cesariana ficam até 72h em observação, para prevenir hemorragias e outras complicações. Além disso, temos o monitoramento dos bebês e os primeiros cuidados”, explicou o Murillo.

A jornalista Ana Lúcia Montel, de 26 anos, teve a sua primeira filha, Maria Lúcia Montel, antes do previsto e por isso precisou fazer uma cesariana no dia 18. Ela contou um pouco da sua experiência durante essa semana internada na maternidade.

“Está sendo uma experiência boa desde quando eu cheguei na Maternidade. Fui bem tratada, recebi acompanhamento da equipe. Meu parto foi cesáreo e a equipe que estava comigo me ajudou bastante. Eu estava um pouco nervosa, mas foram compreensivos, me apoiaram nesse momento único e especial para quem é mãe e estou aqui me recuperando. Está sendo muito importante receber todo esse tratamento e os medicamentos todos corretos”, relatou.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sefaz (Secretaria da Fazenda), antecipou para esta sexta-feira, dia 26, o pagamento do salário referente ao mês de agosto dos mais de 25 mil servidores estaduais das administrações direta e indireta. Com a medida, serão injetados cerca de R$ 233,6 milhões na economia local.

Para o secretário-adjunto da Fazenda, Manoel Sueide Freitas, a antecipação do pagamento é reflexo de uma gestão que buscou, desde o início, fazer o equilíbrio das contas públicas e zelar pelo respeito aos servidores.

“Desde o início da gestão o governador Antonio Denarium tem trabalhado junto com sua equipe econômica e de planejamento para garantir o controle fiscal e o desenvolvimento do Estado. Esse trabalho sério tem se refletido no aumento da arrecadação e uma gestão transparente, responsável e focada no crescimento de Roraima”, pontuou o secretário 

Freitas complementa ainda que todo esse cenário também tem se refletido em investimentos em todos os setores da administração pública.

“A própria Sefaz nunca havia recebido tanta atenção de gestões anteriores. Tivemos investimentos tanto na estrutura dos nossos postos fiscais como em equipamentos e materiais, além do concurso público para auditores fiscais, que possibilitou a chegada de 37 novos profissionais para reforçar o trabalho de controle fiscal no Estado”, disse.

Avalie este item
(0 votos)

De forma a estimular, orientar e promover a geração de empresas inovadoras e de alto crescimento em todo o território nacional, o Programa Centelha II foi a pauta da reunião entre representantes da Faperr (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Roraima) e da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), realizada na manhã desta quinta-feira (25).

Em Roraima, o Programa Centelha será executado pela Faperr, que contará com o apoio metodológico e financeiro da Seadi. Executado em quase todos os estados do país, a iniciativa, que já está na segunda edição, iniciou suas ações em agosto de 2021 no Rio Grande do Sul.

De acordo com o assistente técnico da Faperr, Elemar Favreto, a parceria entre Seadi, Faperr, como o apoio do MCTI (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações) e da Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), poderá estimular o empreendedorismo inovador dos roraimenses.

“Em breve estaremos lançando edital para captação dessas ideias que possam se transformar em projetos inovadores e empreendimentos formalizados a partir do aporte financeiro do programa. O importante, sem dúvida, é desenvolver o empreendedorismo e ideias inovadoras”, afirmou Favreto 

Conforme acordado pelas três instituições participantes, o edital de lançamento do Programa Centelha II será lançado oficialmente em Roraima em outubro deste ano no site oficial da Faperr.

Participaram do encontro, de forma presencial, o diretor técnico da Faperr, Carlos Borges, o assistente técnico, Elemar Favreto, o coordenador de inovação da Seadi, Reginaldo Rubhi, a chefe de divisão de promoção, Kátia Silva, e, por videoconferência, o superintendente da área de Pesquisa Aplicada e Desenvolvimento da Finep, Nicolas Camargo.

CENTELHA

O Programa Nacional de Apoio à Geração de Empreendimentos Inovadores, popularmente chamado Programa Centelha II, tem o intuito de selecionar propostas de Parceiros Operacionais Descentralizados a nível estadual para o estímulo, orientação e promoção da criação de empresas de base tecnológica inovadoras e de alto crescimento em todo território nacional.

O Centelha deverá ser executado de forma descentralizada, por meio da articulação institucional e cooperação com órgãos e entidades da administração pública estadual que atuam na área de ciência, tecnologia e inovação, com o apoio técnico e financeiro do MCTI e das agências federais de fomento.

 

Avalie este item
(0 votos)

O Parque de Exposições Dandãezinho já está sendo preparado para receber a 41ª Expoferr (Exposição-Feira Agropecuária de Roraima). O maior evento de negócios da tríplice fronteira será realizado de 11 a 16 de novembro de 2022, trazendo uma intensa programação comercial, cultural, educacional e tecnológica voltadas para a expansão do agronegócio regional dentro de um complexo de mais de 240 mil m².

 

“Os serviços de capina, remoção de entulhos, pintura, manutenção elétrica, hidráulica e demais reparos necessários já estão sendo feitos no Dandãezinho, aumentando nossa expectativa para a Expoferr 2022. É um importante evento e muito aguardado pela população roraimense que visa a ampliação da economia regional”, destacou a coordenadora Angelita Vogel.

O processo de revitalização do parque é uma parceria entre a Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima), Cerr (Companhia Energética de Roraima) e Seinf (Secretaria Estadual de Infraestrutura).

“Todo o complexo do Dandãezinho está recebendo um reforço também em sua infraestrutura no intuito de garantir mais segurança ao público e o sucesso dos negócios tri-fronteiriços que tanto a Expoferroportuniza”, reforçou Emerson Baú, titular da Seadi.

A programação da Expofer 2022 inclui cursos, palestras, mostras de maquinários agrícolas, leilões, shows, rodeios, provas equestres, rodadas de negócios, sustentabilidade, inovação, entre outras atividades que potencializam a produtividade em Roraima.

Para o governador Antonio Denarium, a Expoferr ainda insere uma gama de experiências tecnológicas, inovação e sustentabilidade. “A Expoferr é um grande evento voltado para quem produz e investe. É muito importante para o ambiente produtivo de Roraima pelos impactos tecnológicos, de inovação e de sustentabilidade”, concluiu.

CIRCUITO DE ARRANCADAS

A Arra (Associação Roraimense de Automobilismo) tem utilizado as dependências do Parque Dandãezinho nas etapas do Circuito de Arrancadas. Segundo o presidente do coletivo, DiosneiNeizão’ Rodrigues, o Dandãezinho é um espaço público emblemático para o povo roraimense e necessita de uma periodicidade de atividades culturais, esportivas, lazer, diversão e serviços.

“Com o Circuito de Arrancadas estamos promovendo entretenimento familiar, adaptando o espaço com as categorias de motos e carros, trabalhando com legalidade, credibilidade e segurança esportiva e colaborando com a manutenção do local”, destacou.

DANDÃEZINHO

O roraimense João Alves dos Reis, popularmente conhecido por ‘Dandãezinho’, foi um grande fazendeiro criador de gado e cavalos. Ele viveu de 1907 a 1992, teve pais cearenses, mas foi criado por seu tio ‘Dandãe’, João Evangelista de Pinho, de quem herdou o apelido ‘Dandãezinho’. 

O fazendeiro foi casado com a dona ‘Vivi’, apelido da senhora Elvira Fonseca Silva dos Reis. O casal não teve filhos, mas adotou Reinaldo e Sônia. Após sua morte, o Governo de Roraima denominou o atual e moderno Parque de Exposição-Feira Agropecuária de Roraima (Expoferr) como ‘Parque de Exposição Dandãezinho’, instalado na região do Monte Cristo, na BR-174 Norte.

SERVIÇO

Expoferr 2022

Data: de 11 a 16 de novembro de 2022

Local: Parque de Exposições Dandãezinho – BR-174 (sentido Norte), Monte Cristo, área rural de Boa Vista

Avalie este item
(0 votos)

Nesta quinta-feira, 25, o Ipem-RR (Instituto de Pesos e Medidas de Roraima), realizou o I Workshop de Avaliação de Conformidade para empreendedores dos ramos de produtos têxteis e blocos cerâmicos da capital.

A ação é uma iniciativa da Diretoria de Qualidade e Metrologia do instituto, e serviu para informar e esclarecer dúvidas dos empreendedores sobre portarias e legislações que regulamentam as atividades, especificamente sobre a forma de apresentação das informações para venda ao consumidor roraimense.

“Esse é o primeiro de muitos workshops que vamos realizar para receber o empreendedor para atendimento direto. O intuito não é apenas fiscalizar, mas instruir o empresário sobre a forma correta de apresentação das informações aos consumidores, como a presença das etiquetas nos produtos têxteis e as marcações corretas nos blocos cerâmicos”, afirmou a presidente do instituto, Isabella Dias.

O diretor de Qualidade e Metrologia, Jackson Medeiros, ressaltou a importância das portas abertas do Ipem-RR ao empresário, que juntamente com a população em geral, os consumidores finais, são foco do trabalho do Instituto.

“É importante a interação, pois os consumidores precisam saber que temos fiscais a postos para tirar dúvidas e uma ouvidoria atuante para receber elogios, sugestões, denúncias e reclamações. A partir da informação, o empreendedor pode realizar o trabalho na legalidade e em concorrência justa com os demais, o que é bom principalmente para a população que compra os seus produtos com segurança”, pontuou Jackson.

Durante as fiscalizações realizadas rotineiramente e periodicamente pelo Ipem-RR, os produtos que se encontram fora da normalidade são apreendidos e encaminhados para o órgão. As empresas têm um prazo de dez dias para apresentar a nota fiscal da compra, origem do produto e ou defesa jurídica. Podendo estar sujeito à multa, caso não apresente a documentação exigida.

OUVIDORIA

Caso encontre irregularidades no comércio local, o consumidor roraimense pode entrar em contato com o órgão por meio da ouvidoria do instituto ou enviar mensagens para o telefone (95) 99135-3061 ou (95) 99971-6066.

O Ipem-RR está localizado na avenida Surumu, nº 1719, bairro São Vicente, e atende de segunda à sexta, das 7h30 às 13h30.

Avalie este item
(0 votos)

No início do século passado, os agricultores rurais brasileiros não tinham a menor ideia de como comercializar os produtos fora de empórios e mercearias. Mas no dia 25 de agosto de 1914, foi realizada a primeira feira de rua do país em São Paulo, onde 26 feirantes estrearam a venda de itens alimentícios como frutas, verduras e legumes a preços abaixo do praticado em outros locais. Desde então, a data é comemorada anualmente.

 

Uma das principais feiras livres de Roraima é a Feira do Produtor, localizada no bairro São Vicente, zona sul de Boa Vista. O local possui atualmente 365 feirantes cadastrados e recebe cerca de mil clientes por semana. Nos finais de semana e feriados, o número flutua entre 1.500 a 3.000 visitantes.

Uma dessas profissionais é a feirante Joanice Pereira dos Santos, de 48 anos. Ela trabalha há 25 anos com a venda de produtos derivados da mandioca, como farinha, goma, tucupi e carimã.

Vinda do Maranhão, Joanice chegou a Roraima em 1993 e se estabeleceu na região do Apiaú, município de Mucajaí, onde produz a mandioca e derivados do tubérculo. Para ela, os comerciantes que estão instalados na Feira do Produtor são como uma família.

“Eu gosto de trabalhar na feira, ser feirante, ser produtora. Eu já estou há tanto tempo trabalhando aqui na feira que considero a feira como minha segunda casa e os colegas como uma família. A gente tem uma boa comunicação entre os vizinhos e os clientes”, disse.

A feirante explica que todos os comerciantes do espaço tentam repassar um preço mais barato ao consumidor, sempre mantendo a qualidade dos produtos oferecidos vindos do interior para serem levados à mesa do roraimense.

VENDA DIRETA

A administração da Feira do Produtor aponta que, dos 365 feirantes cadastrados, cerca de 60% dos profissionais vendem o próprio produto, ou seja, são agricultores do Estado que têm seu espaço no local. Isso coloca o restante dos feirantes como intermediários, ou seja, revendem produtos de terceiros. Ainda de acordo com o setor, há um fluxo de mil trabalhadores atuando no local.

“A gente abre às 5h e fecha por volta de 18h para consumo, ficando somente carga e descarga até 20h. A gente tem uma variedade muito grande. Hoje você vem aqui na feira e acha praticamente tudo. De tempero a ervas medicinais, óleos, farinha, derivados da farinha, tapioca, tudo. Tem açougue, tem peixaria, tem polpa de frutas, fruta in natura. Então tudo que você procurar, aqui na feira tem”, destacou Denis Tupinambá, chefe da Feira do Produtor.

A feira comporta uma média de 800 a mil clientes por semana. Durante finais de semana e feriados, o público vai de 1.500 a 3.000 pessoas que buscam preços mais atrativos no mercado local.

Reformas nas feiras vão beneficiar público e comerciantes roraimenses

As feiras do Produtor e do Passarão são as mais importantes do Estado, já que são as principais plataformas de venda para os pequenos produtores rurais. E para modernizar o atendimentnestes locais, o Governo de Roraima vem realizando importantes obras nestes locais.

PRODUTOR

Na Feira do Produtor estão sendo investidos R$ 1,3 milhão para a reforma geral do espaço, administrado pelo Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural). As obras tiveram início em maio deste ano, estão sendo executadas por partes e o prazo de conclusão é de 180 dias.

Estão sendo executados serviços de melhoria na estrutura como esgoto e elétrica. Com a revitalização, o local, criado na década de 1980, ganhará um espaço moderno, pronto para atender o agricultor, o feirante e a clientela boa-vistense, com produtos de qualidade e muito mais conforto. Nenhum feirante será prejudicado com a obra, uma vez que ela será realizada em etapas.

PASSARÃO

No bairro Caimbé, zona oeste de Boa Vista, o Governo de Roraima deu início à construção da nova Feira do Passarão, criada em 1994 e abandonada por gestões passadas. Em execução desde julho, a obra encontra-se na etapa de terraplanagem e fundação.

Para este prédio estão sendo investidos R$ 4,5 milhões oriundos de recursos próprios do Governo e mais R$ 3 milhões provenientes de emenda parlamentar do deputado federal Hiran Gonçalves. A construção resultará em uma estrutura mais arrojada, moderna e com capacidade para comportar até 125 feirantes.

O novo espaço terá quatro câmaras frias, áreas administrativas, área de apoio, sala multiuso, banheiros comuns e com acessibilidade, estacionamento para carros e motocicletas, bicicletário com vagas para idosos e pessoas com necessidades especiais.

A feira também será contemplada com rampa de acesso, piso tátil direcional e de alerta perceptível, bem como mapa tátil em todas as portas de acesso público do prédio para pessoas com deficiência visual.

O diretor de organização de produção e comercialização rural do Iater, Hygho Robson, pontua que a atual gestão avalia ser de suma importância a reforma das duas feiras, essenciais para a comercialização de alimentos no Estado.

“A gente vê que as reformas são de suma importância nas duas feiras para dar maior qualidade de vida para nossos feirantes e também para dar mais comodidade às pessoas que vêm aqui para ter acesso aos produtos”, ressaltou o diretor.

Quinta, 25 Agosto 2022 08:12

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde (Sesau), e do Centro de
Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima (COERR) torna pública a
divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O
CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de
Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações
vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 452.236
notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do
Ministério da Saúde.

Destes 174.522 foram confirmados, sendo 30.702 por RT-PCR e 143.820 por teste
rápido, 277.714 descartados, sendo 73.557 por RT-PCR e 204.157 por teste rápido e
2.167 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.625 em Alto Alegre, 1.427 no
Amajari, 133.034 casos foram notificados em Boa Vista, 3.159 em Bonfim, 4.286 no
Cantá, 4.691 em Caracaraí, 2.635 em Caroebe, 1.874 em Iracema, 4.070 em Mucajaí,
1.017 em Normandia, 2.878 em Pacaraima, 4.063 em Rorainópolis, 2.254 em São
João da Baliza, 1.128 em São Luiz e 1.451 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 4.641 em Alto Alegre, 2.501 em Amajari, 212.615
notificações ocorreram em Boa Vista, 6.295 em Bonfim, 4.945 no Cantá, 4.496 em
Caracaraí, 4.000 em Caroebe, 2.234 em Iracema, 6.514 em Mucajaí, 1.103 em
Normandia, 7.937 em Pacaraima, 7.577 em Rorainópolis, 3.733 em São João da
Baliza, 2.370 em São Luís e 1.510 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.167 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39
são de Alto Alegre, 26 de Amajari, 1.631 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 47
do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 37 de
Normandia, 54 de Pacaraima, 73 de Rorainópolis, 15 de São João da Baliza, 14 de
São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 171.936 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de
isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.582 em Alto Alegre, 1.401 em
Amajari, 131.092 são de Boa Vista, 3.113 de Bonfim, 4.225 no Cantá, 4.605 em
Caracaraí, 2.606 em Caroebe, 1.855 em Iracema, 4.011 em Mucajaí, 979 em

Normandia, 2.818 em Pacaraima, 3.984 em Rorainópolis, 2.237 em São João da
Baliza, 1.110 de São Luiz e 1.425 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou
que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

Os estudantes do Ensino Médio da rede pública estadual de ensino poderão participar do Programa “Jovens Embaixadores" em 2023. Até o dia 12 de setembro, alunos com idades entre 15 e 19 anos, poderão participar do processo seletivo que teve início no dia 12 de agosto.

O objetivo do programa é valorizar alunos brasileiros de todo o Brasil que sejam engajados politicamente e socialmente, proporcionando-lhes um intercâmbio nos Estados Unidos.

A primeira etapa é a pré-inscrição, com o preenchimento de um questionário que está no site oficial do programa. Caso seja aprovado, o candidato recebe uma mensagem para as próximas etapas do processo.

Entre os pré-requisitos para participar estão: ter nacionalidade brasileira, não ter menos que 15 anos em janeiro de 2023 nem ter completado 19 anos até o mesmo período, ser aluno do Ensino Médio na rede pública brasileira no ano de 2022, ter boa fluência oral e escrita em inglês, ter pouca ou nenhuma experiência em outro país e não ter viajado para os Estados Unidos.

“O programa também é voltado para estudantes com excelente desempenho escolar, que tenham perfil de liderança e iniciativa, sejam comunicativos e engajados em iniciativas de empreendedorismo, com impacto social na sua comunidade”, complementou a coordenadora do programa na Seed (Secretaria de Educação e Desporto), a professora Maria Nilda Araújo Lima.

PRÓXIMAS ETAPAS

Após a aprovação para a segunda etapa do processo seletivo, o estudante candidato inicia o procedimento de inscrição, onde se preenche mais uma ficha com a cópia das documentações exigidas em edital, tudo on-line.

Até o final do processo são nove etapas. Quem já está na segunda fase tem até o dia 18 de setembro para finalizar. As etapas são fundamentais para saber se o aluno está apto para representar sua comunidade no intercâmbio.

O PROGRAMA

O Jovens Embaixadores é uma iniciativa do Departamento de Estado Norte-Americano e, no Brasil é coordenado pela Embaixada e Consulados dos EUA (Estados Unidos da América) com apoio do Consed (Conselho Nacional dos Secretários de Educação) e parceiros.

O programa foi criado em 2002 com a finalidade de promover um intercâmbio de curta duração para jovens estudantes brasileiros do Ensino Médio que já estejam envolvidos em causas empreendedoras, tenham desempenho acadêmico, conhecimento da Língua Inglesa, capacidade de liderança e atitude positiva.

Avalie este item
(0 votos)

Em alusão ao Dia do Psicólogo, data celebrada em todo o país no dia 27 de agosto, o HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento) promove uma programação especial com palestras e debates sobre saúde mental.

“Temos palestras previstas para essa semana, mesas de debate, interação multidisciplinar, panfletagem para abordar o servidor sobre a importância do cuidado com a saúde mental no ambiente de trabalho e fora dele”, afirmou a coordenadora do Núcleo de Psicologia do HGR, Brígida Dantas.

Durante as palestras, serão abordados temas como o manejo e acompanhamento de pacientes com tentativas de suicídio e oncológicos, bem como a importância do acolhimento da família na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e atendimentos psicológicos no pré e pós operatório.

A programação deste ano também lembrará os 60 anos da psicologia como ciência e profissão no Brasil. Vários trabalhos serão expostos com o objetivo de divulgar a importância do cuidado com a saúde mental do paciente, familiares e servidores.

“Teremos panfletagem sobre saúde mental no hospital, abordando o servidor a respeito da importância desse cuidado e conversando. Temos um trabalho diferenciado e voltado para a nossa tríade, que é paciente, família e servidor, nós temos um profissional específico para atender o servidor em regime de ambulatório”, reforçou a coordenadora.

Especialista em psicologia hospitalar, Alberto Cruz palestrou nesta quarta-feira, 24, sobre o acolhimento da família em casos de óbito. Para ele, o assunto é de extrema importância, principalmente por se tratar de um momento delicado para quem mais necessita de consolo.

“Trabalhamos muito com a subjetividade, com temas abstratos, com emoções. A importância maior [do evento] é justamente poder estar pessoalmente, ter essa troca e apresentar as nossas experiências e vivências dentro do ambiente hospitalar”, comentou.

A psicóloga Cristina Silva de Araújo trabalha há 18 anos no HGR. Ela comentou como a troca de experiências durante os debates poderá fortalecer a categoria, que atua em diferentes setores dentro da unidade.

“Nós estamos em vários setores do hospital, mesmo sendo a mesma profissão, a atuação terá um diferencial nas especificidades dos setores. O trauma tem um modo de atendimento, o pronto-socorro outro tipo de paciente, a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) é outra modalidade, mas tudo é psicologia. Nessas palestras, veremos como é a atividade do nosso colega no dia a dia e trocar experiências”, disse.

Avalie este item
(0 votos)

O Detran RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima) vai iniciar o processo de implantação do RNPC (Registro Nacional Positivo de Condutores) no Estado. Isso vai ocorrer logo após a deliberação do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) ser regulamentada pela Senatran (Secretaria Nacional de Trânsito), o que deve acontecer no próximo mês de setembro.

O RNPC é o registro que contém a relação dos condutores que não cometeram, em um período de 12 meses, infração de trânsito sujeita à pontuação na CNH (Carteira Nacional de Habilitação). A finalidade é conceder descontos e incentivos aos bons condutores cadastrados nesse sistema.

Para ser contemplado, o condutor que tenha interesse de ser inserido no cadastro positivo deve inscrever-se no RNPC, uma vez que a inserção não será automática. Até setembro deve ser disponibilizada uma ferramenta pela Carteira Digital de Trânsito ou pelo site da Senatran para que o condutor faça a inscrição.

O presidente do Detran RR, Álvaro Duarte, destacou que a regulamentação do RNPC deve estimular as boas práticas no trânsito. 

Segundo Duarte, após a regulamentação o Detran buscará junto ao Governo de Roraima e à Assembleia Legislativa a propositura de projetos de lei, com o objetivo de contemplar com benefícios os condutores cadastrados no RNPC.

“Inclusive o Detran dará descontos em taxas para os condutores inscritos no cadastro positivo, assim como vai estimular órgãos públicos e empresas privadas a utilizarem o RNPC e conceder benefícios tributários e descontos para esses motoristas”, disse Álvaro.

Avalie este item
(0 votos)

Mais uma importante ação para o fortalecimento da Educação Escolar Indígena de Roraima. Nesta quinta-feira, 25, ocorrerá a posse de novos professores aprovados no Concurso Público específico e diferenciado para professor indígena. O evento será às 17h no Parque Anauá.

O Governo de Roraima ofertou mil vagas imediatas. Nesta primeira convocação, o governador Antonio Denarium autorizou o chamamento de 837 professores e, destes, 504 docentes apresentaram toda a documentação exigida em edital e estão aptos à posse. Novas chamadas serão feitas.

“Esse foi um concurso muito esperado pelos povos indígenas. O Governo do Estado tem feito grandes investimentos na educação e para as comunidades indígenas, respeitou a vontade dos indígenas [decidida em assembleia geral] e realizou o certame diferenciado. Isso é compromisso e respeito com os povos tradicionais”, complementou o governador Antonio Denarium.

Segundo o secretário de Educação e Desporto, Nonato Mesquita, o certame era aguardado há 15 anos pela comunidade escolar indígena. “O Governo promoveu o certame, ofertando mil vagas, porém neste primeiro momento, 504 estão aptos para ingressar no quadro efetivo do Estado. Mas após a lotação, o Governo vai realizar novas chamadas de candidatos aprovados para suprir a necessidade da rede”, explicou.

A lotação dos professores será imediata e ocorrerá na sexta-feira, 26 e segue até o dia 1° de setembro, a partir das 8h no auditório da Seed (Secretaria de Educação e Desporto). Dia 26 será a lotação dos professores de Uiramutã. No dia 29, os docentes de Pacaraima e no dia 30, os professores de Normandia.

No dia 31 de agosto, será a vez dos professores de Cantá, Alto Alegre e Amajari. E no dia 1° de setembro, os professores que vão atuar em Caroebe, São João da Baliza, Bonfim e Boa Vista – Zona Rural.

Para a chefe da Divisão de Educação Escolar Indígena da Seed, Gleide Rodrigues, os novos docentes vão gerar impacto muito positivo no ensino nas comunidades indígenas principalmente pela estabilidade que o Concurso Público oferece.

“Antes, com os processos seletivos havia muita rotatividade de professores e agora com o concurso eles vão ficar efetivos nas comunidades. Com isso vai melhorar o ensino aprendizagem e os alunos vão estar melhor assistidos. Contamos com cada um desses professores, para que honrem o compromisso com a escola, com os alunos e com a comunidade onde serão lotados”, destacou Gleide.

Concurso era aguardado há 15 anos

O último concurso público para professores indígenas ocorreu em 2007 e a necessidade de professores concursados na rede estadual de ensino era uma demanda muito antiga.

Somente na atual gestão, em dezembro de 2019, o Concurso Público específico e diferenciado para professor indígena foi autorizado pelo Governo de Roraima com publicação do Decreto N° 28.297-E de 27 de dezembro de 2019 no DOE (Diário Oficial do Estado), bem como o Concurso para o Magistério da Educação Básica (Decreto N° 28.296-E).

A partir de então, foi instituída uma Comissão para trabalhar na organização do certame, com a publicação da Portaria N° 463/20 publicada no DOE no dia 03 de fevereiro de 2020. Todas as fases do certame foram acompanhas pelas representações e lideranças indígenas como a Opirr (Organização dos Professores Indígenas de Roraima), Sodiur (Sociedade de Defesa dos índios do Norte de Roraima) e Cir (Conselho Indígena de Roraima).

A banca selecionada para organizar o concurso indígena foi o Idecan (Instituto de Desenvolvimento Educacional Cultural e Assistência Nacional) após vencer sorteio público realizado no dia 26 de janeiro de 2021, como resultado do procedimento licitatório de contratação realizado pela Seed.

As provas do Concurso Público para professor indígena foram aplicadas no dia 20 de março de 2022 com a participação de 2.707 candidatos. Foram ofertadas mil vagas imediatas sendo 300 vagas para cargos de Magistério Nível Médio Completo com salário inicial de R$ 3.004,80 e outras 700 vagas para cargos de Nível Superior, com salário inicial de R$ 3.782,94, ambos com jornada de trabalho de 30 horas semanais.

Avalie este item
(0 votos)

Na manhã desta quarta-feira, 24, os servidores da Escola Lobo D’Almada usufruíram dos atendimentos sociais e de saúde do programa Cuidando do Servidor, conduzido pela Escola de Governo da Segad (Secretaria de Gestão Estratégica e Administração).

O programa é uma iniciativa do Governo de Roraima, que acredita que investir no cuidado e na atenção é uma maneira de demonstrar a importância e valorizar o servidor público, percorrendo vários órgãos do Estado levando atendimento nutricional, farmacêutico, enfermagem e fisioterapia, além de assistência jurídica e contábil.

A ação é feita em parceria com o Detran RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima), Sesau (Secretaria de Saúde), Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima), Procon e Centro Universitário Estácio da Amazônia. A Seed (Secretaria de Estado de Educação e Desporto) organiza os serviços para acesso dos servidores das escolas estaduais.

“Devido à correria da modernidade, muitas vezes deixamos de dar atenção para o nosso autocuidado. Ações como essa são uma oportunidade para colocar a saúde em dia”, afirmou a coordenadora pedagógica do Lobo D’Almada, Gerusa Souza, que aproveitou o evento para atualizar suas vacinas.

Para o chefe da Divisão de Saúde do Educando da Seed, Izerbleidson Franco, a ideia de levar a ação às escolas estaduais é para facilitar o acesso dos servidores aos serviços do programa, e para isso, a ação vai percorrer diversas escolas em diferentes localidades.

Na oportunidade, os servidores puderam contar com atendimentos do Detran, da Caer, do Procon e da Sesau em diversas modalidades, como vacinação, testes rápidos, aferição de pressão e glicose, além de fisioterapia e nutrição. 

Parceiro no programa, o Centro Universitário Estácio também leva esclarecimento sobre cursos e serviços oferecidos pela instituição, o que chamou a atenção de alunos e servidores da escola.

Avalie este item
(0 votos)

As obras de reforma do Pronto Socorro Dr. Airton Rocha (Urgência), que funciona no complexo hospitalar do Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento, estão 99% concluídas.

O novo espaço está sendo ampliado e totalmente revitalizado para atender ao público do SUS (Sistema Único de Saúde) do Estado. O investimento é na ordem de R$ 2 milhões, oriundos de recursos próprios do Governo de Roraima.

O novo Pronto Socorro terá ambientes que incluem novas salas de recepção, triagem, oito consultórios médicos, sala de observação com 11 leitos, conforto para os técnicos de enfermagem, enfermeiros e médicos, além de sala de sutura e curativo, de higienização, de reanimação, leitos de observação, salas de aplicação de medicação e coleta.

Outra novidade é que os setores contarão com uma estrutura moderna totalmente climatizada, inclusive, com todos os corredores equipados com centrais de ar-condicionado, proporcionando mais conforto aos pacientes, além de um espaço moderno.

“Uma das prioridades do Governo do Estado foi retomar todas as obras que estavam paradas, abandonadas por gestões anteriores, e iniciar a ampliação e adequação de todas as unidades de saúde, para oferecer atendimento de qualidade à população”, frisou a secretária de Saúde, Cecília Lorenzon.

Segundo a diretora Geral do HGR, Patrícia Renovato, os trabalhos na unidade seguem acelerados para que a população possa ter um atendimento adequado. “O objetivo é manter o foco e concluir o trabalho o mais rápido possível, e ter condições de realizar o atendimento de forma digna e com a qualidade que cada cidadão merece”, enfatizou a médica.

ESTRUTURA

O espaço do Pronto Socorro possui uma área totalmente acessível que possibilitará o atendimento rápido e seguro aos pacientes com necessidades especiais.

“O Pronto Socorro Dr. Airton Rocha, passou por uma revitalização ao longo desses 10 meses, trocando a parte de gases, readequação dos ambientes de consultas, implantação de novos espaços que atendem o fluxo sanitário, uma concepção moderna da arquitetura hospitalar na parte da acessibilidade e do atendimento mais humanizado”, destacou o coordenador do Departamento de Engenharia da Sesau, Rannieri Schneider.

Nos 1.025 m² que a unidade possui, foi implantada mais uma sala para um segundo tomógrafo, além da revitalização da imagem do prédio com a implantação de novos equipamentos de raio-X, local para realização de colonoscopia, endoscopia, ultrassonografia, fortalecimento dos atendimentos da triagem dos atendimentos de urgência e correção de toda a parte de elétrica e climatização do prédio.

Avalie este item
(5 votos)

Nesta terça-feira, 23, a Faperr (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Roraima) realizou na sede da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), a primeira apresentação aos representantes do Conselho Deliberativo Superior.

O conselho tem como objetivo principal determinar a orientação geral da Faperr, além de elaborar ou modificar estatuto, aprovar proposta orçamentária, julgar contas, apreciar relatórios e também o Plano Anual de Atividades da instituição.

Além de um diretor da instituição, fazem parte do conselho representantes de vários órgãos e autarquias estaduais, legislativo e instituições de ensino superior, universidades públicas e privadas de Roraima, além de empresas estatais, entidades patronais e federações.

Durante o primeiro encontro, foram apresentados aos futuros conselheiros o estatuto, o regimento interno e a estrutura organizacional da Fundação. De acordo com o presidente da Fundação, Pedro Cerino, a Faperr já dá seus primeiros passos.

“É um dispositivo legal previsto na lei nº 1.641/22, que a Fundação precisa ter a participação dessas entidades e que têm similaridade com as ações da Faperr. Sem dúvidas teremos grandes resultados”, destacou Cerino.

O secretário da Seadi, Emerson Baú, explicou que com o início das atividades, a Faperr ganhou ainda mais força.

“Lutamos muito e nos enche de orgulho termos uma fundação de amparo à pesquisa e vê-la dando os primeiros passos no Estado. É o início de um longo e árduo trabalho com um único objetivo: desenvolver Roraima”, disse.

O reitor da UFRR, Geraldo Ticianelli, destacou que este é um momento importante para a pesquisa e a ciência local.

“É um momento histórico para a iniciação científica em Roraima elaborar o estatuto e o regimento da Faperr. É uma expectativa de todos nós, principalmente dos pesquisadores que enfrentam inúmeras dificuldades na hora de realizar seu objetivo de pesquisa”, afirmou Ticianelli.

Edvan Chagas, presidente da Embrapa, ressaltou que desde 2009 se discutia a criação de uma instituição como a Faperr.

“Um ganho para todos nós que estávamos esperando há anos pelo direito de termos uma instituição de pesquisa que pudesse amparar nossa tecnologia, pesquisa e inovação.”, destacou Chagas.

Representando o setor industrial, a superintendente da FIER (Federação das Indústrias de Roraima), Almecir Câmara afirmou que é necessário desenvolver uma pesquisa com qualidade.

“É muito bom estar neste movimento científico porque queremos ver uma indústria forte e cada vez mais avançada. Hoje, estamos criando uma aliança em prol da evolução do nosso estado.”, ressaltou.

O Conselho Deliberativo Superior da Faperr irá realizar encontros mensais com todos os representantes dos órgãos e instituições citados que forem nomeados pelo Governo de Roraima. Cada representante tem mandato de dois anos, podendo ser renovado uma vez e não terá remuneração.

CONSELHEIROS DA FAPERR

Farão parte do Conselho Deliberativo Superior, além de um diretor da Faperr, representantes dos seguintes órgãos e instituições: Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação); Seed (Secretaria de Estado da Educação); Sesau (Secretaria de Estado da Saúde); Sefaz (Secretaria de Estado da Fazenda); Femarh (Fundação de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado); Uerr (Universidade Estadual de Roraima); Ierr (Instituto Estadual de Roraima); ALE RR (Assembleia Legislativa de Roraima); UFRR (Universidade Federal de Roraima); IFRR (Instituto Federal de Roraima); Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária); FIER (Federação das Indústrias de Roraima); FAER (Federação de Agricultura de Roraima) e também representantes das Instituições de Ensino Superior privadas sediadas no Estado.

Quarta, 24 Agosto 2022 08:42

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde (Sesau), e do Centro de
Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima (COERR) torna pública a
divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O
CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de
Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações
vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 451.945
notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do
Ministério da Saúde.

Destes 174.480 foram confirmados, sendo 30.701 por RT-PCR e 143.779 por teste
rápido, 277.465 descartados, sendo 73.557 por RT-PCR e 203.908 por teste rápido e
2.167 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.625 em Alto Alegre, 1.427 no
Amajari, 133.028 casos foram notificados em Boa Vista, 3.156 em Bonfim, 4.286 no
Cantá, 4.682 em Caracaraí, 2.635 em Caroebe, 1.871 em Iracema, 4.061 em Mucajaí,
1.017 em Normandia, 2.878 em Pacaraima, 4.056 em Rorainópolis, 2.252 em São
João da Baliza, 1.128 em São Luiz e 1.449 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 4.640 em Alto Alegre, 2.501 em Amajari, 212.516
notificações ocorreram em Boa Vista, 6.269 em Bonfim, 4.944 no Cantá, 4.495 em
Caracaraí, 3.997 em Caroebe, 2.215 em Iracema, 6.473 em Mucajaí, 1.102 em
Normandia, 7.937 em Pacaraima, 7.578 em Rorainópolis, 3.686 em São João da
Baliza, 2.370 em São Luís e 1.503 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.167 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39
são de Alto Alegre, 26 de Amajari, 1.631 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 47
do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 37 de
Normandia, 54 de Pacaraima, 73 de Rorainópolis, 15 de São João da Baliza, 14 de
São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 171.855 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de
isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.581 em Alto Alegre, 1.401 em
Amajari, 131.056 são de Boa Vista, 3.110 de Bonfim, 4.224 no Cantá, 4.590 em
Caracaraí, 2.605 em Caroebe, 1.851 em Iracema, 4.005 em Mucajaí, 978 em

Normandia, 2.817 em Pacaraima, 3.977 em Rorainópolis, 2.235 em São João da
Baliza, 1.110 de São Luiz e 1.423 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou
que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

Para inserir os alunos no clima da Copa do Mundo, o CEM XXXI (Colégio Estadual Militarizado) Carlo Casadio promove, nesta quarta-feira, 24, os 6º Jiecc’s (Jogos Estudantis Carlo Casadio). Toda a comunidade escolar está convidada a prestigiar o evento esportivo a partir das 16h, na quadra da escola. Haverá desfile das equipes e homenagens póstumas.

“Nossos jogos foram iniciados em 2015 com objetivo de promover a interação social, educacional e esportiva dos alunos”, afirma a professora de educação física, Flávia Alves, responsável pela organização dos jogos na escola.

No dia seguinte à abertura serão realizadas competições nas modalidades de voleibol, basquetebol, futsal, xadrez, tênis de mesa e queimada, nos naipes masculino e feminino. No dia 27, no encerramento das atividades, haverá premiação para os 1º e 2º colocados. Os Jogos Estudantis do Colégio Militarizado fazem parte do PP (Projeto Pedagógico) da escola, abraçado pela gestão da unidade de ensino.

ATIVIDADES INTERDISCIPLINARES

Por ser ano de Copa do Mundo no Catar, os professores aproveitaram a temática para realizar trabalhos interdisciplinares sobre os países participantes do torneio mundial, e há três meses os alunos desenvolvem pesquisas e estudos sobre a cultura de cada país.

“Dos 32 países, foram escolhidos 12, que foram depois distribuídos para quase 800 alunos divididos da manhã e da tarde. Todos estão envolvidos e ansiosos. Ano passado fizemos uma atividade similar, mas online, em forma de brincadeira, sem premiações. Agora temos premiações para as 1ª e 2ª colocações, nas oito modalidades em dos Jiecc’s”, detalhou a professora.

Avalie este item
(0 votos)

A PCRR (Polícia Civil de Roraima) faz uma alerta aos donos de concessionárias para não caírem em golpes aplicados por estelionatários que utilizam documentos falsificados para compra de veículos.

De acordo com o delegado titular da DRRVAT (Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores Terrestres), Glauber Carneiro Lorenzini, um desses casos está em investigação, sob sigilo policial. Duas caminhonetes zero quilômetros foram adquiridas em uma concessionária da capital em uma operação fraudulenta, com documentação falsificada em nome do proprietário de um CNPJ regular.

Lorenzini alerta às concessionárias locais sobre negociações de compras de veículos e lembra que o preenchimento de cadastro e recolhimento de documentos nas negociações devem ser realizados de forma presencial, inclusive com o recolhimento de cópias de documentos, principalmente nas modalidades de compra sem entrada.

“Estelionatários compram os veículos com documentação falsificada, encaminhada por meios eletrônicos, de forma parcelada, sem qualquer tipo de depósito ou transferência para abater do valor total do bem”, explicou o delegado.

Ele ressaltou que os criminosos normalmente desejam levar os veículos de forma fraudulenta ou de graça para posteriormente utilizá-los em outros golpes.

Glauber faz ainda um alerta às revendedoras para evitarem fraudes em nomes de terceiros e uso de documentos falsos.

“É muito importante estar atento aos documentos utilizados nessas negociações e transações de vendas. Se a pessoa desconfiar de golpe, pedimos que pare a negociação imediatamente e procure a Polícia”, finalizou Lorenzini.

Em qualquer caso de ocorrência de crimes envolvendo veículos, orienta-se que as vítimas ou envolvidos procurem a DRRFVAT, situada na Av. Ville Roy, no prédio da Sesp (Secretaria de Segurança Pública) para registro da devida ocorrência e adoção de outros procedimentos.

Avalie este item
(0 votos)

A Sesau (Secretaria de Saúde) retomou os atendimentos da nefrologista na Clínica Médica Especializada Coronel Mota. A volta do serviço foi possível graças à reestruturação do quadro de profissionais da especialidade promovida pelo Governo de Roraima.

Em média, são realizados 250 atendimentos mensais, com consultas ocorrendo normalmente todas as quartas-feiras, conforme explicou o diretor técnico da unidade, Valtecy Mendes.

“O paciente pode ser encaminhado da UBS (Unidade Básica de Saúde) ou mesmo aqui no Coronel Mota. Ele vai marcar a consulta com o nefrologista na terça-feira pela recepção 01, a partir das 7h da manhã até 18h, por ordem de chegada”, detalhou.

Para garantir a consulta, é importante estar portando os documentos necessários, que são a carteira de identidade, comprovante de residência e cartão do SUS (Sistema Único de Saúde).

Os pais do operador de usina Murilo Machado, de 42 anos, são pacientes que passaram recentemente por consulta no Coronel Mota. Ele afirma que o encaminhamento foi feito por um dos médicos que atuaram em uma das ações da Saúde Itinerante da Sesau.

“Aproveitei uma dessas ações para levar meus pais. O médico fez o atendimento lá mesmo e nos encaminharam para o Coronel Mota, onde estamos sendo muito bem atendidos”, disse.

SOBRE A ESPECIALIDADE

Nefrologia é uma especialidade médica dedicada ao diagnóstico e tratamento clínico das doenças do sistema urinário, principalmente relacionadas aos rins.

É recomendado que pacientes com mais de 40 anos e pessoas que tenham problemas de saúde relacionados à diabetes, pressão alta, pedra nos rins ou histórico familiar de problemas renais façam a consulta e o tratamento com o profissional nefrologista.

A Clínica Médica Especializada Coronel Mota está localizada na rua Coronel Mota, nº 636, Centro.

Avalie este item
(0 votos)

A comunidade do bairro Pricumã, em Boa Vista, conta com mais uma escola nova na região. Nesta segunda-feira, 22, o Governo de Roraima entregou revitalizada e mobiliada a Escola Estadual Dom José Nepote, que há 15 anos não passava por nenhuma reforma ou manutenção na estrutura predial.

O investimento com a recuperação do prédio escolar foi de R $1,6 milhões advindos do Tesouro Estadual.

Além da revitalização do prédio com reparos na parte elétrica, hidráulica e pintura geral, os estudantes e servidores contam com salas climatizadas, 300 carteiras escolares novas e 14 kits refeitórios, além de novos armários, bebedouros, quadros brancos e smart TV’s, entre outros equipamentos.

A primeira-dama de Roraima, Simone Denarium, prestigiou a ação, ao lado do secretário de Educação e Desporto, Nonato Mesquita, e do adjunto, Semaias Alexandre Silva. “Já são 36 escolas entregues neste trabalho de valorização da Educação de Roraima. A comunidade recebe hoje uma escola organizada, com mobiliários e equipamentos novos e segura para nossos estudantes”, destacou.

A copa também foi equipada com freezer, geladeira, fogão e devidamente abastecida com produtos de qualidade para a merenda escolar. O secretário Nonato Mesquita conversou com os pais dos alunos e pediu à comunidade escolar para colaborar com a conservação do prédio.

“Pedimos aos estudantes e também aos pais que orientem seus filhos a preservar a escola, que está limpa, com equipamentos novos e organizada. É um investimento do Governo do Estado para a melhoria do ensino e desejamos que o ambiente seja bem cuidado por todos”, ressaltou.

Comunidade aprovou a revitalização da unidade de ensino

Nesta terça-feira, 23, os 520 estudantes matriculados no Ensino Fundamental já retornam para as aulas presenciais. Será um período de adaptação e acolhimento, mas a escola está preparada para receber os alunos com o quadro de docentes completo.

O estudante do 8° ano, Aurelio José Gutierrez Rico, não escondia a ansiedade em voltar para a sala de aula. “A escola ficou muito bonita. A primeira sensação quando a gente chega é: ‘já quero começar a aula!’ Mas depois de tanto tempo sem vir à escola você fica nervoso. Estou ansioso”, disse.

A mãe de Aurelio, Mariella Rico, afirmou que não foi difícil para o filho estudar em casa na pandemia, pois é dedicado e estudioso. Mas ela reconhece a importância da convivência na escola.

“Na escola, o estudo é muito melhor com a presença dos professores. Quando matriculei o Aurelio, o prédio da escola estava muito diferente de agora, que está lindo e agradável. Estou feliz por ele estudar aqui. Com certeza trará bons resultados para ele e para todos da escola. Estou muito grata”, relatou.

“Durante a pandemia, tanto nós professores como os alunos descobrimos novas formas de ensinar e de aprender. Com o retorno, acredito que será uma junção de tudo, teremos uma fase de adaptação. Mas é uma oportunidade ímpar voltar para uma escola praticamente nova”, destacou Angelina Cruz Silva, professora da Sala de Recursos Multifuncionais.

A gestora da Escola, professora Rosângela Maria Ponciano Mendes disse que valeu esperar.

“Estamos muito felizes com a recuperação da escola, pois é uma revitalização de verdade. Valeu a pena esperar para termos uma escola nova, com mobílias novas, merenda, tudo funcionando, para continuarmos com o processo educacional. Só tenho a agradecer ao Governo de Roraima”, finalizou.

Avalie este item
(0 votos)

Após o encerramento das disciplinas teóricas, a nova turma de policiais penais de Roraima inicia agora o período de aulas práticas de defesa pessoal. O curso de formação começou no dia 1º de agosto e tem previsão para encerrar até o dia 9 de outubro.

Ao todo, são 338 participantes que estudam os assuntos abordados durante a formação: aulas práticas envolvendo a LEP (Lei de Execução Penal), sistemas de identificação de reeducandos e sistema de informação, além de palestras sobre assédio sexual e moral no trabalho.

Anteriormente, foram 444 convocados pelo Governo de Roraima que haviam sido aprovados do cadastro de reserva e estavam aptos a participar desta etapa. Destes, apenas 360 efetuaram as inscrições, mas apenas 338 se apresentaram e fizeram a matrícula.

“Agora que completamos praticamente duas semanas e meia de curso. As atividades tiveram início no dia 1º de agosto, então eles já tinham alguns conhecimentos básicos. Foram passados de ordem unida, como se portar em um stand de tiro, mas por enquanto, ainda estamos nas aulas teóricas”, destacou o titular da Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania), André Fernandes.

Na próxima fase, os participantes vão aprender na prática instruções e técnicas de defesa pessoal voltada para situações próximas à realidade e que podem ocorrer no sistema prisional.

“São os mais variados assuntos. E vamos começar com as aulas práticas, que incluem defesa pessoal, intervenção, tiro, técnicas de tecnologias menos letais e assim por diante”, ressaltou.

TURMA ANTERIOR

Após passar por todas as etapas do concurso da Secretaria de Justiça e Cidadania, a primeira turma de policiais penais do Brasil foi empossada em 29 de novembro de 2021. Fernandes contou que todos os 444 foram chamados e tomaram posse.

“Todos que se formaram nas turmas anteriores foram distribuídos dentro aqui da capital e todos foram chamados e tomaram posse. Formamos na turma passada 444, todos esses tomaram posse no sistema prisional de Roraima, na capital. Agora precisamos desse pessoal também que está sendo formado para trabalhar na unidade de Rorainópolis”, disse.

Terça, 23 Agosto 2022 09:47

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde (Sesau), e do Centro de
Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima (COERR) torna pública a
divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O
CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de
Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações
vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 451.695
notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do
Ministério da Saúde.

Destes 174.403 foram confirmados, sendo 30.701 por RT-PCR e 143.702 por teste
rápido, 277.292 descartados, sendo 73.557 por RT-PCR e 203.735 por teste rápido e
2.167 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.625 em Alto Alegre, 1.427 no
Amajari, 132.997 casos foram notificados em Boa Vista, 3.152 em Bonfim, 4.283 no
Cantá, 4.681 em Caracaraí, 2.635 em Caroebe, 1.871 em Iracema, 4.055 em Mucajaí,
1.014 em Normandia, 2.878 em Pacaraima, 4.030 em Rorainópolis, 2.252 em São
João da Baliza, 1.128 em São Luiz e 1.447 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 4.638 em Alto Alegre, 2.500 em Amajari, 212.425
notificações ocorreram em Boa Vista, 6.257 em Bonfim, 4.943 no Cantá, 4.495 em
Caracaraí, 3.993 em Caroebe, 2.215 em Iracema, 6.443 em Mucajaí, 1.102 em
Normandia, 7.936 em Pacaraima, 7.578 em Rorainópolis, 3.660 em São João da
Baliza, 2.370 em São Luís e 1.502 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.167 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39
são de Alto Alegre, 26 de Amajari, 1.631 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 47
do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 37 de
Normandia, 54 de Pacaraima, 73 de Rorainópolis, 15 de São João da Baliza, 14 de
São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 171.713 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de
isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.578 em Alto Alegre, 1.399 em
Amajari, 130.975 são de Boa Vista, 3.103 de Bonfim, 4.222 no Cantá, 4.587 em
Caracaraí, 2.600 em Caroebe, 1.851 em Iracema, 4.001 em Mucajaí, 973 em

Normandia, 2.816 em Pacaraima, 3.953 em Rorainópolis, 2.235 em São João da
Baliza, 1.110 de São Luiz e 1.423 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou
que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(1 Votar)

Nesta segunda-feira, 22, o HMI (Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth) deu início a um curso sobre a importância da amamentação para recém-nascidos. A qualificação segue até amanhã, 23, sendo mais uma atividade da programação alusiva ao mês do Agosto Dourado.

Os trabalhos foram iniciados pela manhã com um bate-papo entre a coordenadora do Banco de Leite Humano da Maternidade, Silvia Furlin, e os participantes do curso. Ela apresentou o terceiro passo para o sucesso do aleitamento materno em uma capacitação que acontece na unidade ao longo de todo o ano.

“Nosso hospital está sempre capacitando os servidores para melhor assistência do aleitamento materno. Esse curso está dentro da seção três do Hospital Amigo da Criança, temos esse selo que é uma estratégia do Ministério da Saúde onde se preconiza os dez passos para o sucesso do aleitamento materno. E ele vem para reforçar os benefícios do aleitamento materno para as gestantes”, explicou.

A atividade iniciada hoje também tem a finalidade de instruir médicos, enfermeiros, técnicos e acadêmicos das áreas de saúde sobre a melhor maneira de informar as mulheres que chegam à maternidade sobre os benefícios da amamentação.

A técnica de enfermagem Maria da Paz Costa, de 51 anos, trabalha na ala das orquídeas do HMI. Ela comentou sua visão sobre o curso.

“É importante porque aprendemos como orientar a mãe a falar o certo. E assim, como trabalhamos no Materno Infantil, é muito bom sabermos quais são os cuidados que a mãe deve ter com o bebê, como amamentar, e que o leite materno é muito importante para a criança”, disse.

7.500 PARTOS EM 2022

Segundo dados do SAME (Serviço de Arquivo Médico Estatístico) da unidade, de janeiro até o dia 21 de agosto, o Hospital Materno Infantil realizou 7.505 procedimentos, entre partos normais, cesáreas e cirurgias de emergência. O número representa uma média de 28 partos diários, fazendo com que as demandas por leite materno também se elevem.

DEZ PASSOS PARA O SUCESSO DO ALEITAMENTO MATERNO

Todos os estabelecimentos que oferecem serviços obstétricos e cuidados a recém-nascidos devem seguir os seguintes passos:

1) Ter uma norma escrita sobre aleitamento, que deve ser rotineiramente transmitida a toda a equipe de cuidados de saúde;

2) Treinar toda a equipe de cuidados de saúde, capacitando-a para implementar a norma;

3) Informar todas as gestantes sobre as vantagens e o manejo do aleitamento;

4) Ajudar as mães a iniciar o aleitamento na primeira meia hora após o nascimento;

5) Mostrar às mães como amamentar e como manter a lactação, mesmo se vierem a ser separadas de seus filhos;

6) Não dar a recém-nascidos nenhum outro alimento ou bebida além do leite materno, a não ser que tal procedimento seja indicado pelo médico;

7) Praticar o alojamento conjunto, permitindo que mães e bebês permaneçam juntos 24 horas por dia.

8) Encorajar o aleitamento sob livre demanda;

9) Não dar bicos artificiais ou chupetas a crianças amamentadas ao seio;

10) Encorajar o estabelecimento de grupos de apoio ao aleitamento, para onde as mães deverão ser encaminhadas por ocasião da alta, no hospital ou ambulatório.

PROGRAMAÇÃO DO AGOSTO DOURADO

23.08 - Blitz de Amamentação com alunos do Ceterr (Centro de Educação e Técnica Especializada de Roraima);

23 e 24.08 - Curso sobre Manejo Clínico no Aleitamento Materno promovido pelo IHAC (Instituto de Humanidades, Artes & Ciências Professor Milton Santos);

26.08 - Blitz de Amamentação com a Liga Acadêmica de Enfermagem Obstétrica de Roraima;

30.08 - Blitz de Amamentação com acadêmicos do Centro Universitário Estácio da Amazônia;

30 e 31.08 - Curso de Sensibilização ao Recém-Nascido de Baixo Peso - Método Canguru.

Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima tem retomado, de forma gradativa, a realização de cirurgias eletivas. Os procedimentos haviam sido suspensos por conta dos impactos da pandemia da covid-19, fazendo com que fossem priorizados os casos de urgência e emergência. 

Com a situação pandêmica sob controle, a Sesau (Secretaria de Saúde) conseguiu readequar o fluxo de atendimentos das unidades do Estado, e os resultados desse trabalho começam a aparecer agora.

Na Clínica Médica Especializada Coronel Mota, por exemplo, as consultas da área de otorrino cresceram este ano, registrando 3.854 atendimentos ambulatoriais no ano de 2022.

“O atendimento ambulatorial de otorrino não parou aqui no Coronel Mota, mas nós tivemos o adicional das cirurgias há quase dois meses com quatro profissionais realizando as cirurgias no HGR [Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento]”, afirmou o diretor técnico da unidade, Valtecy Mendes.

No primeiro semestre, foram realizadas 82 cirurgias de otorrinolaringologia de pacientes que passaram por avaliação no Coronel Mota, um número que deve aumentar até o fim de 2022.

“Essas cirurgias estão ocorrendo em uma quantidade maior. Está acontecendo uma procura bem grande pelos procedimentos da especialidade de otorrino”, completou.

COMO FUNCIONA O ENCAMINHAMENTO?

Localizada no Centro de Boa Vista, a Clínica Médica Especializada Coronel Mota é uma das referências em saúde do Estado. No caso da especialidade de otorrino, a unidade é responsável por realizar os exames pré e pós operatório.

O encaminhamento para avaliação é feito por encaminhamento do médico que realiza o atendimento inicial na Atenção Básica, ou seja. A UBS (Unidade Básica de Saúde) envia a demanda para a equipe do Coronel Mota, que faz a marcação da consulta solicitada, conforme a disponibilidade de profissionais.

“O paciente vai ser avaliado pelo otorrino, o profissional vendo a necessidade de realizar qualquer tipo de procedimento cirúrgico, ele vai fazer o todo o pré-operatório aqui na unidade. Depois é encaminhado ao HGR para a realização da cirurgia, após isso ele volta para fazer o pós-operatório”, explicou Mendes.

Para que não haja nenhum tipo de imprevisto, é importante que o paciente esteja munido dos documentos necessários para iniciar todo o processo, como carteira de identidade, comprovante de residência e cartão do SUS (Sistema Único de Saúde).

A acadêmica de biomedicina Ângela Nascimento, 44, explicou como foi o caminho para marcar uma consulta no Coronel Mota.

“Fui encaminhada pelo posto, fiz a consulta [na UBS], peguei o encaminhamento e consegui marcar [a consulta no Coronel Mota]. A gente vem, faz a consulta, e já marcam o seu retorno. Tem um aplicativo que dá a resposta em alguns dias dizendo que você precisa comparecer no consultório naquela data marcada. O atendimento é excelente”, relatou.

 

Avalie este item
(1 Votar)

O governador Antonio Denarium recebeu na tarde deste domingo, 21, no Palácio Senador Hélio Campos, o presidente da Guiana, Mohamed Irfaan Ali, e a primeira-ministra de Barbados, Mia Amor Mottley, acompanhados de ministros e secretários dos dois países, para discutir a ampliação das relações comerciais e cooperação técnica.

Durante o encontro, o governador, acompanhado de secretários de Estado, apresentou as potencialidades produtivas e o trabalho desenvolvido pelo Governo com investimentos no setor primário e em infraestrutura, para alavancar o crescimento socioeconômico, além da capacidade de logística de exportação a partir de Roraima.

Denarium lembrou que o estreitamento nas relações viabiliza oportunidades e, com isso, a integração será maior entre Roraima e esses países.

“Essa é uma busca do nosso Governo nos últimos três anos. E agora, com a abertura do diálogo permanente com o presidente Ali e chefes de Estado de países do Caribe, estamos construindo bases sólidas para ações estruturantes que farão Roraima estar no centro de importantes acordos comerciais e de logística”, destacou o governador.

Outro assunto debatido foi sobre os incentivos fiscais para combustível de aviação, estabelecendo a frequência mínima semanal para que voos internacionais, saindo de São Paulo para Barbados, possam fazer conexão em Boa Vista. Da mesma forma, voos saindo de Barbados para São Paulo, fazendo conexão em Boa Vista.

“É uma nova janela de oportunidades que surge por meio do Estado de Roraima, melhorando o relacionamento com os países integrantes da Caricom (Comunidade do Caribe), principalmente Barbados e a Guiana. É uma integração maior com os países da América Central, e Roraima estará ligado diretamente à Europa e aos Estados Unidos”, explicou Denarium.

Ele ressaltou ainda que essa aproximação revela o olhar dos países do Caribe, que passam a ver Roraima como uma nova fronteira para o estreitamento de relações comerciais.

“Com o presidente da Guiana, tratamos sobre o acordo internacional de transporte de cargas e passageiros; ampliação do intercâmbio e também sobre o asfaltamento da estrada que liga Georgetown a Lethem e, consequentemente, a Boa Vista, que vai fazer com que Roraima seja a melhor logística do Brasil para exportações”, frisou.

O presidente da Guiana destacou a importância da reunião e disse que seu país está aberto para negócios e investimentos.

“A Guiana está aberta para negócios e para investimentos. Mais uma vez quero externar também a importância da visita da primeira ministra Mia Mottley aqui. Em conjunto com Barbados, vamos trabalhar para desenvolver esse corredor logístico de Roraima para o Caribe e para o mundo. Queremos que Roraima participe de maneira integral e constante dessas discussões de segurança alimentar e dessa integração regional dos nossos povos”, ressaltou Mohamef Irfaan Ali.

A primeira-ministra de Barbados, Mia Amor Mottley, disse que vai trabalhar em conjunto com a Guiana, para que Roraima se torne um membro convidado da Caricom.

“Vamos trabalhar para que Roraima tenha protagonismo no comércio com o Caribe. Roraima, Guiana e os países caribenhos podem trabalhar a produção e processamento de produtos alimentares, para que possam utilizar os tratados de livre comércio que Barbados tem com mais de 40 países. Existe uma gama de relacionamento com vários países da Europa e do restante do mundo. Guiana, Roraima e Barbados podem, conjuntamente, processar alimentos e também fazer essas exportações. Barbados tem essa teia de conexões com vários lugares e isso pode beneficiar os produtos de Roraima”, afirmou.

Avalie este item
(1 Votar)

Mais de 1.500 moradores do bairro Pricumã e adjacências foram atendidos pelo programa Governo Sem Parar deste sábado, dia 20. A ação ocorreu no Colégio Estadual Militarizado Carlos Drummond de Andrade.

O programa Governo Sem Parar tem como objetivo aproximar a população do acesso a projetos sociais e serviços e envolve todos os órgãos públicos estaduais.

O coordenador do DPSI (Departamento de Políticas de Saúde Itinerante) da Sesau (Secretaria de Saúde), Rafael Sena, disse que é uma preocupação do Governo de Roraima que os serviços cheguem à população que mais necessita e com mais rapidez.

“É uma ação muito positiva. Hoje foram atendidas mais de 1.500 pessoas. Só de consultas com especialistas e clínicos, foram realizadas 540, fora os atendimentos da equipe da CGVS (Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde) com a realização de testes rápidos de covid-19, HIV, sífilis, hepatite B e C, vacinação contra a covid-19, dupla adulto, hepatite B, febre amarela e tríplice”, ressaltou o coordenador.

Ele destacou também os serviços oferecidos por outras instituições. “Durante a ação, a população pode solicitar a emissão de 1ª e 2ª via da Carteira de Identidade, que é feita pela equipe da Polícia Civil, atendimentos do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), com consulta de CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e documentação de veículos; da DPE (Defensoria Pública Estadual), com orientação jurídica, e 2ª via de certidões de Casamento e Nascimento, entre outros serviços que são realizados durante o Governo Sem Parar”, frisou.

A professora do Colégio Carlos Drummond de Andrade, Cláudia Andréa da Silva Amorim, de 49 anos, disse que ao ficar sabendo que a ação seria realizada na escola, começou a divulgar nos grupos para os alunos e também para a comunidade.

 “É importante cuidar da saúde. Temos problemas com alunos que, às vezes, têm dificuldade de passar pelo médico. E o atendimento indo até a escola, fica mais fácil para esse acompanhamento. Reparei que foi muito tranquilo. Eu mesma trouxe meu filho, falei pra sogra, pra minha sobrinha, veio toda a família”, agradecemos por esta ação”, afirmou.

A merendeira Maria Cleudes de Souza Cruz, de 41 anos, ficou sabendo da ação pela filha dela, que já tinha participado do Governo Sem Parar anteriormente.

“Vim aproveitar essa oportunidade e me consultar com o cardiologista e o oftalmologista.  Temos que aproveitar as oportunidades.  Até mesmo porque muitas vezes a gente trabalha o dia todo e não tem como ir ao médico. O atendimento foi maravilhoso. Organização perfeita.  Atendimento excelente”, ressaltou.

Avalie este item
(1 Votar)

Após o período de fortes chuvas, o Governo de Roraima retomou com força total os trabalhos de reconstrução de pontes e estradas vicinais do Estado.  Por meio da Seinf (Secretaria de Infraestrutura), foram concluídas as obras de construção de mais seis pontes de madeira na zona rural do município de São Luiz do Anauá.

Nesta etapa, foram contempladas as vicinais 10, 11, 12, 20 e 21, totalizando 95 metros de extensão. Todos os recursos empregados na construção das pontes são do orçamento do Governo Estadual, no valor de aproximadamente R$1,5 milhão.  

As obras visam melhorar as condições de acesso dos usuários das estradas e de transporte da produção agrícola, além de proporcionar segurança e conforto no transporte dos alunos até a escola.

Desde o início da gestão, foram intensificados os serviços de reestruturação, conservação e manutenção das estradas rurais e a reconstrução de pontes, a fim de garantir acesso às comunidades.

“As pontes tiveram todo o madeiramento substituído, bem como a estrutura reforçada com longarinas de sustentação”, destacou o secretário de Infraestrutura, Emerson de Paula. 

Em breve, mais pontes serão entregues, os trabalhos intensificam-se nas vicinais 12, 20, 21 e 24. Ainda no município de São Luiz, as estradas vicinais também passam pelos serviços de terraplanagem e os trabalhos incluem melhorias em galerias e bueiros e a substituição de uma ponte.

 Pavimentação

 Além disso, a rodovia que liga a Vila Martins Pereira, em Rorainópolis, até a Vila Moderna, em São Luiz, receberá pavimentação. A obra terá início em breve.

Avalie este item
(4 votos)

Na próxima segunda-feira, 22, o Governo de Roraima reabre completamente revitalizada e mobiliada a Escola Estadual Dom José Nepote, no bairro Pricumã, em Boa Vista. A ação será às 16h30, e toda a comunidade escolar está convidada a participar.

O investimento com a recuperação do prédio escolar é de R$ 1.627.344,98 advindos de recursos próprios do Governo do Estado. A escola, criada em 1980, não passava por nenhuma revitalização há 15 anos, principalmente na parte elétrica, hidráulica e escoamento da água do telhado, um pedido antigo do corpo escolar.

Entre os mobiliários novos que a unidade recebeu, estão 300 carteiras escolares, 14 kits refeitório, 40 armários, 36 mesas para computador, 43 cadeiras para professor, freezer, geladeira,02 bebedouros, fogão, além de utensílios para copa e cozinha, 14 quadros brancos, uma TV Smart e um projetor. Todas as salas também estão climatizadas.

A Escola Dom José Nepote atende a 488 estudantes no Ensino Fundamental (6° ao 9° ano). O quadro de professores da unidade está completo, não havendo necessidade de reposição em nenhuma disciplina. No dia da reinauguração, ocorrerá também a reunião de pais e mestres para definição de algumas práticas político-pedagógicas da instituição.

“Não foi uma coisa feita de qualquer maneira. Foi uma revitalização de qualidade, feita para durar bastante tempo. Só temos a agradecer, porque anteriormente a luta era grande com goteiras e remanejando alunos por causa de salas alagadas. Agora temos conforto”, destacou a gestora da escola, Rosângela Maria Mendes.

SALAS TEMÁTICAS

A gestão comemora ainda a renovação da escola com as chamadas “Salas Temáticas”, já adotadas durante a pandemia e que renderam bons frutos para a comunidade escolar.  Cada sala é ambientada de acordo com a disciplina ofertada.

A Sala de Ciências, por exemplo, tem equipamentos e materiais específicos deste componente curricular. Os espaços diferenciados são uma estratégia adotada pela escola para dinamizar o processo de ensino-aprendizagem.

Vencedora do Prêmio Gestão Escolar 2006, a escola também tem a prioridade de inserir a família no contexto escolar e, para isso, trabalha o apoio aos pais, com destaque para o acolhimento, desde a entrada até a saída da escola.

Investimentos do Governo na recuperação de prédios escolares

O Governo de Roraima segue investindo na reestruturação dos prédios escolares. Até o momento, já foram entregues 35 escolas revitalizadas e mobiliadas em todo o Estado.

Na capital, das 17 escolas que passam por manutenção, oito já foram entregues para a comunidade escolar. O investimento com a revitalização destas escolas é de R$ 9 milhões do Tesouro Estadual, beneficiando mais de 6.800 estudantes com ambientes renovados, equipados e propícios para o desenvolvimento do processo educacional.

As escolas entregues na capital são: Lobo D’Almada, no Centro, Carlo Casadio, no bairro Centenário, Olavo Brasil, no Jóquei Clube, Colégio Estadual Militarizado Wanda David de Aguiar, no bairro Raiar do Sol.

Também é o caso do Colégio Estadual Militarizado Maria de Lourdes Neves, no Pintolândia, Escola Estadual Fernando Grangeiro, no Caranã, da Escola Estadual Ana Libória, no Mecejana, e da Escola Estadual Carlos Drummond de Andrade, no Pricumã.

 

Segunda, 22 Agosto 2022 08:08

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde (Sesau), e do Centro de
Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima (COERR) torna pública a
divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O
CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de
Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações
vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 451.416
notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do
Ministério da Saúde.

Destes 174.350 foram confirmados, sendo 30.701 por RT-PCR e 143.649 por teste
rápido, 277.066 descartados, sendo 73.528 por RT-PCR e 203.538 por teste rápido e
2.167 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.625 em Alto Alegre, 1.427 no
Amajari, 132.972 casos foram notificados em Boa Vista, 3.152 em Bonfim, 4.283 no
Cantá, 4.681 em Caracaraí, 2.635 em Caroebe, 1.870 em Iracema, 4.049 em Mucajaí,
1.013 em Normandia, 2.878 em Pacaraima, 4.018 em Rorainópolis, 2.245 em São
João da Baliza, 1.127 em São Luiz e 1.447 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 4.630 em Alto Alegre, 2.499 em Amajari, 212.314
notificações ocorreram em Boa Vista, 6.232 em Bonfim, 4.928 no Cantá, 4.493 em
Caracaraí, 3.989 em Caroebe, 2.215 em Iracema, 6.406 em Mucajaí, 1.102 em
Normandia, 7.936 em Pacaraima, 7.578 em Rorainópolis, 3.643 em São João da
Baliza, 2.370 em São Luís e 1.501 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.167 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39
são de Alto Alegre, 26 de Amajari, 1.631 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 47
do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 37 de
Normandia, 54 de Pacaraima, 73 de Rorainópolis, 15 de São João da Baliza, 14 de
São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 171.596 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de
isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.575 em Alto Alegre, 1.399 em
Amajari, 130.915 são de Boa Vista, 3.103 de Bonfim, 4.217 no Cantá, 4.571 em
Caracaraí, 2.598 em Caroebe, 1.851 em Iracema, 3.994 em Mucajaí, 971 em

Normandia, 2.816 em Pacaraima, 3.941 em Rorainópolis, 2.228 em São João da
Baliza, 1.110 de São Luiz e 1.423 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou
que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima, por meio da CGVS (Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde) da Secretaria de Saúde, promove neste sábado, 19, visitas nas UBS’s (Unidades Básicas de Saúde) de Boa Vista que vão estar participando do “Dia D” da campanha de combate à poliomielite e multivacinação.

Conforme a gerente do Núcleo de Controle da Pólio, Larissa Costa, a ideia das visitas é assegurar que a população está aderindo à campanha, além de dar o suporte necessário para os vacinadores do município.

“Toda vez que ocorre um ‘Dia D’, a coordenação do Núcleo Estadual do Programa Nacional de Imunização; junto com a gerência técnica da campanha, que no caso é a Pólio; a Vigilância Epidemiológica Estadual e a Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde se reúnem para em seguida fazer visitas nas unidades de saúde que vão receber as pessoas para a vacinação. Vamos até as unidades para verificar como está a adesão da população”, destacou.

Ao todo, serão disponibilizadas 16 unidades de saúde, três pontos fixos e um ponto volante, que rodará pelo centro comercial de Boa Vista, na avenida Jaime Brasil.

“Vamos orientar as equipes, registrando a movimentação para relatórios, ver quais são as dificuldades [das unidades participantes], trocar ideias. Ou seja, a gente se mantém presente com o município neste Dia D”, completou Larissa.

A abertura das atividades nas unidades ocorrerá a partir das 8h, estendendo-se até às 17h. Não haverá pausa para o almoço.

“O PNI [Programa Nacional de Imunização], através da coordenação de Vigilância Epidemiológica, capacitou todos os 15 municípios em salas de vacina e orientou a ampliação da oferta do serviço para esse Dia D, independente se é UBS ou outra unidade do Estado. No dia "D" A gente vai ficar de campana, dando suporte às unidades para eventuais dúvidas ou necessidades que surgirem”, finalizou a coordenadora da Pólio.

 

CONFIRA AS UNIDADES PARTICIPANTES:

 

UBS OLENKA MACELLARO

Avenida Mário Homem de Melo, 5.075, bairro Caimbé

UBS ASA BRANCA

Rua Francisco Custódio de Andrade, 505, bairro Asa Branca;

UBS PRICUMÃ

Avenida Via das Flores, 2.347, bairro Pricumã;

UBS LUPÉRCIO LIMA

Rua Laura Pinheiro Maia, S/N, bairro Pintolândia;

UBS BURITIS

Rua Raimundo Filgueiras, 661, bairro Buritis;

UBS SAYONARA MATOS

Rua Raimundo Rodrigues Coelho, 2.280, bairro Senador Hélio Campos;

UBS DÉLIO TUPINAMBÁ

Avenida Belo Horizonte, 178, bairro Nova Cidade;

UBS RAIAR DO SOL

Rua das Estrelas, 672, bairro Raiar do Sol;

UBS AYGARA MOTTA PEREIRA

Rua J, 256, bairro Cidade Satélite;

UBS HÉLIO MACEDO

Rua Joca Farias, S/N, Jardim Caranã;

UBS PROF. MARIANO DE ANDRADE

Avenida Deco Fonteles, 264, bairro Caranã;

UBS DR. DALMO SILVA FEITOSA

Rua Austrália, 700, bairro Cauamé;

UBS SÃO VICENTE

Avenida Presidente Castelo Branco, 1.875, bairro São Vicente

UBS DR. SILVIO BOTELHO

Avenida Minas Gerais, 512, bairro Paraviana;

UBS DR. SÍLVIO LEITE

Rua Vicente Tavares de Melo, S/N, bairro Dr. Sílvio Leite;

UBS JORGE ANDRÉ VIEIRA

Rua CC-24, S/N, Conjunto Cidadão - bairro Laura Moreira.

PONTOS FIXOS:

ESCOLA MUNICIPAL LAUCIDES OLIVEIRA

Avenida A, S/N, Conjunto Pérola do Rio Branco - bairro Airton Rocha;

ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO BAIRRO JOÃO DE BARRO

Avenida Dom Aparecido José Dias, S/N, bairro João de Barro;

ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO BAIRRO PEDRA PINTADA

Avenida Diamante, S/N, bairro Pedra Pintada.

PONTO VOLANTE:

CENTRO COMERCIAL DA JAIME BRASIL

Avenida Jaime Brasil, Centro.

Avalie este item
(1 Votar)

A Polícia Civil de Roraima encerrou nesta sexta-feira, 19, o Curso de Inteligência e Investigação Criminal em Fontes Abertas e Fechadas, ofertado exclusivamente para policiais civis.

De acordo com a delegada-geral adjunta Darlinda Moura, a capacitação foi direcionada para todos os agentes da corporação que atuam no Estado.

“O curso teve como objetivo trazer conhecimento e capacitar todos os policiais em termos de inteligência e investigação criminal. O curso aperfeiçoa os profissionais para que atuem em ambiente digital e amplia os conhecimentos de análise de dados na teoria e na prática, auxiliando nas investigações e atividade de inteligência”, destacou.

Conforme a delegada, as capacitações visam atender de forma antecipada a Lei Complementar 312/2022, de março de 2022, que prevê interstício de cinco anos para a promoção de policiais civis.

“Além de uma necessidade prevista na lei, essas capacitações trazem ao profissional uma atualização para o trabalho diário, bem como aprimoramento da rotina da atividade policial”, finalizou a delegada.

Avalie este item
(1 Votar)

A partir de segunda-feira, 22, o IDR (Instituto de Desporto de Roraima), da Seed (Secretaria de Educação e Desporto) inicia, de forma inédita, uma série de treinamentos intensivos com os campeões que participarão das etapas nacionais dos Jogos Escolares da Juventude, que ocorrem em Aracajú (SE) de 1° a 18 de setembro.

Durante toda a semana, alunos- atletas de 15 a 17 anos das modalidades de atletismo e tênis de mesa se reúnem no 1º Camping de Treinamento Pré-competitivo.

O objetivo é melhorar as performances técnicas antes da competição na capital sergipana, em busca de aumentar as chances de medalhas na competição nacional.

“Escolhemos o atletismo e o tênis de mesa tendo em vista que os alunos-atletas são de diferentes escolas e cidades, muitos terão que se adaptar aos técnicos que vão acompanhá-los. O camping será ministrado por esses técnicos sob a coordenação dos professores Edvaldo Pereira e Ronys Batista” explicou a diretora interina do IDR, Adriana de Souza Pinto.

Professores e acadêmicos de educação física podem participar do camping

Os professores e acadêmicos da área de educação física interessados em aperfeiçoar seus conhecimentos na preparação de alunos-atletas e esporte de alto rendimento vão poder acompanhar a rotina de treinamento no camping, que funcionará no Estádio Canarinho até o dia 31 de agosto.

O horário das 7h30 às 9h30 e das 21h30 às 22h30 para a modalidade de atletismo. Já as práticas de tênis de mesa acontecem das 10h às 11h30 e das 20h às 21h30.

Os alunos dos municípios do interior vão permanecer durante 10 dias nos alojamentos do Estádio Canarinho, recebendo todo acompanhamento e alimentação necessária para um bom condicionamento físico durante os dias de treinamento.

PRÓXIMO CAMPING

Para os alunos-atletas de 12 a 14 anos classificados para a etapa nacional dos Jogos Escolares Brasileiros no Rio de Janeiro (RJ) de novembro, o camping será realizado nos dias 24 e 31 de outubro, no mesmo local.

Avalie este item
(1 Votar)

Como parte da programação de fechamento do segundo bimestre letivo de 2022, as instituições de ensino da Rede de Colégios Estaduais Militarizados realizam, até o final do mês de agosto, a entrega de alamares e promoções de estudantes.

A honraria do alamar é entregue para os alunos que alcançaram nota igual ou superior a 8,5 e tiveram comportamento no mínimo bom ao longo do bimestre.

Na tarde desta quinta-feira, 18, o CME (Colégio Militar Estadual) Coronel PM Derly Luiz Vieira Borges também realizou uma cerimônia para a entrega de 256 alamares. O evento ocorreu na avenida Ene Garcez, em frente ao Quartel do Comando Geral da Polícia Militar de Roraima, em Boa Vista.

O secretário de Educação e Desporto, Nonato Mesquita, e o comandante geral da Polícia Militar, coronel Francisco Xavier prestigiaram o evento.

“É uma alegria participar dessas solenidades, prestigiar os alunos que efetivamente se destacaram no decorrer do bimestre. Sabemos que valorizamos os alunos que estão se esforçando. O colégio está de parabéns, assim como todas as demais escolas que compõem a rede de colégios estaduais militarizados”, disse Nonato.

Nádia Estefânia, mãe de aluno do CME aprova o modelo adotado pelo colégio e acredita que a instituição tem ensino de excelência. "Parabéns aos professores e alunos. Hoje foram 256 estudantes condecorados com alamares e isso mostra o comprometimento dos alunos e também dos professores para alcançar esse objetivo. A formatura foi linda”, destacou.

Já a estudante da 1ª série do Ensino Médio, Ynaila Nicoly, afirmou que a condecoração é uma foram de estimular os estudos. “Eu acho ótimo. As promoções e o alamar, que é uma gratificação da escola, fazem nós alunos estudarmos nos dedicarmos para sermos cada vez melhores”, disse a aluna.

PROCESSO

As solenidades de entrega dos alamares fazem parte da rotina dos colégios militarizados da capital e interior de Roraima. A cada encerramento do bimestre os alunos destaque são agraciados com a honraria.

No último dia 16, também foi realizada a entrega de 53 alamares para os estudantes do CEM VII (Colégio Estadual Militarizado) Professora Maria dos Prazeres Mota, no bairro Santa Tereza. “É uma grande conquista para os alunos que recebem. Os critérios são rígidos e estão relacionados às melhores notas em todas as disciplinas e a questão do comportamento”, explicou o gestor militar do colégio, coronel Cássio Augusto Lima.

O coronel explicou ainda como ocorre a entrega da honraria. “É organizado um pelotão que irá receber o alamar. Os três primeiros colocados ficam em destaque e são condecorados pelas autoridades presentes no local. Em seguida, convidamos os pais para entregarem os alamares dos demais alunos”, destacou.

AGENDA

Já está programado para o dia 23 de agosto a entrega de alamar no CEM Luiz Rittler Brito de Lucena no bairro Nova Cidade e no dia 24, no CEM Elza Breves de Carvalho no bairro Laura Moreira. Já no dia 26 de agosto a solenidade acontece no CEM Jaceguai Reis Cunha, no bairro Asa Branca e dia 29 de agosto, no CEM Pedro Elias de Albuquerque Pereira, bairro Jóquei Clube.

No Interior, o CEM João Rogélio Schuertz realiza a entrega de alamar no dia 29 de agosto, em Caracaraí. O CEM Tenente João de Azevedo Cruz, na Vila Nova Colina promove a cerimônia no dia 30 de agosto e o CEM Antônia Tavares, no dia 31 de agosto, ambos em Rorainópolis.

A REDE

Atualmente em todo o Estado existem 33 colégios militarizados, sendo 20 na capital e 13 no interior do Estado, incluindo sedes e localidades dos municípios de Mucajaí, Iracema, Caracaraí, Rorainópolis, Nova Colina (Rorainópolis), Pacaraima, Bonfim, Alto Alegre, Samaúma (Mucajaí), São Luiz do Anauá e Amajari. Os colégios militarizados em Roraima atendem, juntos, a 27.885 estudantes.

Avalie este item
(0 votos)

O trabalho feito pelo Governo de Roraima, por meio da Secult (Secretaria de Cultura e Turismo) na divulgação do potencial turístico do Estado em eventos regionais e nacionais voltados à área ganha seus primeiros resultados.

Interessada em investir no turismo local, a empresa paraibana Criativa Turismo vai enviar, entre os dias 6 e 15 de setembro, uma equipe para conhecer o Estado. O objetivo é firmar parcerias com o trade turístico de Roraima para atuação na área de turismo de experiência e vivência, principal atividade da agência.

O diretor do Departamento de Turismo da Secult, Bruno Muniz, ressaltou que a operadora é a primeira empresa de fora do Estado a manifestar a vontade de realizar esse tipo de atividade. Segundo Muniz, o interesse é resultado da iniciativa do Governo de Roraima em fortalecer a divulgação em eventos regionais e nacionais voltados à área e marca um novo momento para o setor.

“Para nós é motivo de orgulho, e esse fato inédito marca um novo ciclo de promoção turística, quando Roraima começa a ser enxergado como destino pelas operadoras de turismo do país. A Criativa Turismo inaugura esse processo direcionada a públicos estratégicos, como grandes operadoras. Então essas operadoras passam a comercializar o destino Roraima no seu rol de ofertas e de produtos turísticos”, ressaltou.

Segundo o proprietário da Criativa Turismo, Mário Murta, a operadora, que funciona há sete anos, sempre deu prioridade ao turismo de vivência e que, por conta disso, sempre está à procura de novos roteiros de trabalho. Daí o interesse por investir em Roraima.

“Chegamos a Roraima procurando, primeiramente, o lugar mais sonante, que é o Monte Roraima, mas há muito mais que isso. Estamos fazendo uma parceria muito bacana com uma agência, que é a Roraima Adventure. Já faz uns dois ou três meses que trabalhamos com a equipe no sentido de construir um roteiro que posteriormente seja possível e divulgar e vender a partir daqui da Paraíba e outros Estados da região”, explicou o empresário.

ROTEIRO DE VIAGEM

A visita da equipe da Criativa Turismo percorrerá os municípios de Amajari, Pacaraima, Uiramutã, Normandia e Bonfim, bem como a capital Boa Vista, primeira parada da viagem.

No primeiro dia do roteiro, a equipe da empresa irá realizar um city tour e um passeio no Rio Branco. Nesta primeira etapa, a Secult contará com o apoio do Aipana Plaza Hotel, da Roraima Adventures e da prefeitura de Boa Vista.

Entre os dias 7 e 8, a Secult levará a equipe da empresa para a Serra do Tepequém, no município de Amajari, com visitas às cachoeiras do Barata e do Paiva, à Pedra Mão de Deus, ao Platô, às ruínas do Cabo Sobral e ao Tilim do Gringo. A prefeitura de Amajari, a Pousada PSJ e a Aguiconte (Associação de Guias e Condutores de Turismo da Serra do Tepequém) também prestam apoio à programação.

Já entre os dias 9 e 10, a equipe estará em Pacaraima para conhecer não só a sede do município, mas também a cidade de Santa Elena de Uairén e a base do Monte Roraima, na Venezuela. Também haverá visita nas comunidades indígenas Kauwê e Nova Esperança. Para essa visita, a Secult terá, além do apoio das comunidades anteriormente citadas, o apoio da Prefeitura do município e do Hotel Pacaraima.

Entre os dias 11 e 12, a Secult levará a equipe da operadora para o município de Uiramutã. No roteiro, há a previsão de visitas ao complexo Paiuá, à Cachoeiras das Sete Quedas, ao complexo da Cachoeira Urucá, ao CRIF (Centro Regional Indígena Flexal) e à comunidade Santa Creusa. A Prefeitura de Uiramutã, a Pousada Uiramutã, condutores locais e o Crif estarão dando apoio à programação.

No dia 13, os convidados estarão conhecendo as belezas da comunidade Raposa I, na Terra Indígena Raposa/Serra do Sol, município de Normandia. Aqui, a Secult contará com o apoio da Prefeitura de Normandia e da comunidade indígena a ser visitada.

Já no dia 14, a Secult levará a equipe da Criativa Turismo para conhecer a sede de Bonfim e a Fazenda Buritizal Grosso, também no município, bem como a cidade fronteiriça de Lethem, na Guiana. A Prefeitura de Bonfim, a Fazenda Buritizal Grosso e o Rupunini Eco Hotel darão apoio na viagem.

Já no último dia, em 15 de setembro, a equipe visita o Lago do Robertinho, localizado na zona rural de Boa Vista. Para este último destino, a Secult contará com o apoio do Lago do Robertinho e do Boa Vista Eco Hotel. A volta dos membros da operadora será na madrugada do dia 16.

 

Avalie este item
(0 votos)

A PCRR (Polícia Civil de Roraima) está com inscrições abertas para a segunda turma de treinamento do PPE (Procedimento Eletrônico) e registro de boletim de ocorrência, no período de 17 a 22 de agosto.

O curso terá carga horária de 12h e faz parte do Programa de Capacitação Continuada promovido pela Delegacia Geral, visando atender à Lei Complementar 312/2022, de março de 2022.

“A capacitação ofertada é uma ferramenta para atingirmos uma melhor eficiência no que tange o trabalho dos policiais civis”, disse a delegada Verlânia Silva de Assis, diretora interina do DPE (Departamento de Polícia Especializada).

Ainda conforme a delegada, o curso tem 35 vagas disponíveis, é especificamente direcionado a policiais civis e será ministrado nos dias 24, 25 e 26 de agosto.

As inscrições podem ser realizadas por meio do SEI (Sistema Eletrônico de Informações). Para mais informações os interessados devem entrar em contato com o Nupen (Núcleo de Ensino e Pesquisa) no número (95) 98414-8100.

O curso será realizado no Ierr (Instituto de Educação de Roraima), localizado na rua Alameda dos Bambus, 525, bairro Pricumã, e terá como instrutores a delegada-geral adjunta Darlinda Moura, e os escrivães de polícia Amauri de Oliveira Carvalho, Fernando Luiz Ejji de Lucena Imagawa e Giovane Pimenta de Sousa.

 

Sexta, 19 Agosto 2022 08:39

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde (Sesau), e do Centro de
Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima (COERR) torna pública a
divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O
CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de
Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações
vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 451.139
notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do
Ministério da Saúde.

Destes 174.278 foram confirmados, sendo 30.701 por RT-PCR e 143.577 por teste
rápido, 276.861 descartados, sendo 73.528 por RT-PCR e 203.333 por teste rápido e
2.167 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.625 em Alto Alegre, 1.427 no
Amajari, 132.946 casos foram notificados em Boa Vista, 3.152 em Bonfim, 4.281 no
Cantá, 4.640 em Caracaraí, 2.634 em Caroebe, 1.870 em Iracema, 4.048 em Mucajaí,
1.013 em Normandia, 2.878 em Pacaraima, 4.018 em Rorainópolis, 2.245 em São
João da Baliza, 1.127 em São Luiz e 1.447 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 4.630 em Alto Alegre, 2.496 em Amajari, 212.276
notificações ocorreram em Boa Vista, 6.228 em Bonfim, 4.799 no Cantá, 4.490 em
Caracaraí, 3.985 em Caroebe, 2.214 em Iracema, 6.387 em Mucajaí, 1.102 em
Normandia, 7.935 em Pacaraima, 7.578 em Rorainópolis, 3.643 em São João da
Baliza, 2.370 em São Luís e 1.501 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.167 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39
são de Alto Alegre, 26 de Amajari, 1.631 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 47
do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 37 de
Normandia, 54 de Pacaraima, 73 de Rorainópolis, 15 de São João da Baliza, 14 de
São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 171.467 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de
isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.575 em Alto Alegre, 1.399 em
Amajari, 130.846 são de Boa Vista, 3.102 de Bonfim, 4.217 no Cantá, 4.521 em
Caracaraí, 2.595 em Caroebe, 1.851 em Iracema, 3.990 em Mucajaí, 971 em

Normandia, 2.816 em Pacaraima, 3.941 em Rorainópolis, 2.228 em São João da
Baliza, 1.110 de São Luiz e 1.423 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou
que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima realizou a substituição de antigas pontes de madeira por bueiros de concreto do município de Alto Alegre, além de fazer a manutenção da estrada na Vicinal 4. As obras, executadas pela Seinf (Secretaria de Infraestrutura), vão possibilitar mais segurança para o escoamento da produção agrícola e a chegada de insumos às propriedades, além de contribuir com o transporte escolar local.

Foram feitos investimentos de R$ 8 milhões na recuperação das estradas e mais de R$ 2 milhões na construção de pontes com recursos próprios do Governo, que resultaram em três estruturas ao longo da estrada vicinal que interliga a RR-325 à outra rodovia estadual, a RR-205.

Passaram ainda por serviços de manutenção de estradas e pontes as vicinais na região do Paredão, no Raimundão, São Paulo, além das Vicinais 10 e 12, e as rodovias RR-342 e RR-343, que dão acesso ao Taiano.

“Em Alto Alegre já conseguimos fazer manutenção em mais de 300 km de estradas vicinais e já realizamos a recuperação de aproximadamente 170 metros de pontes de madeira. Temos outras pontes e aos poucos vamos efetuando as substituições”, disse o secretário de Infraestrutura, Emerson de Paula, que afirmou ainda que o investimento promove melhor logística e assegura mais dignidade ao homem do campo roraimense.

A Secretaria de Infraestrutura atualmente está recuperando a ponte sobre o rio Cauamé, na Vicinal da Mangueira e na Vicinal do Campinho.

Com relação à RR-205 , os serviços continuam a todo vapor. Já chegaram as vigas metálicas que vão substituir a ponte do Rio Matrinxã.  “A nova ponte será feita de concreto e aço e terá pista dupla de forma a facilitar a passagem dos usuários na Vila do Paredão”, finalizou Emerson.

Avalie este item
(0 votos)

De forma a melhorar cada vez mais a produtividade no ambiente de trabalho e dar celeridade aos processos vitais na administração pública, o Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde) capacita os servidores que atuam nos setores de licitação da pasta para aprimorar conhecimentos sobre o ETP (Estudo Técnico Preliminar) e a gerência de contratos após a fase licitatória.

Quem participa da qualificação, iniciada no dia 13 de agosto, são os funcionários do NP (Núcleo de Processos), GCA (Coordenadoria Geral de Administração) e CSL (Comissão Setorial de Licitação) da Sesau.

“A princípio começamos com uma aula protótipo junto à CGA, onde trabalhamos uma oficina de ETP. O intuito agora é juntar outras coordenações para esse mesmo tipo de atividade”, destacou o coordenador do Núcleo de Processos, Jonathan Amaral.

De acordo com Jonathan, a atividade é essencial para que os servidores que atuam nos departamentos entendam todos os parâmetros que compõem a formulação dos processos licitatórios. Após isso, o curso avançará a etapa do fluxograma de pregões eletrônicos.

“As atividades desse curso ocorrerão em quatro sábados, sendo o primeiro deles voltado para o fluxo do pregão eletrônico, já que 90% das nossas atividades envolvem o pregão. A ideia é fazer com que os participantes entendam como funciona o fluxo processual”, completou.

Gerente de PPI (Programação Pactuada Integrada) do Departamento de Controle, Sarah Mangin decidiu que vai aproveitar a realização do curso para aprimorar os próprios conhecimentos.

“A minha expectativa para o curso é aprimorar meus conhecimentos e agilizar a elaboração dos estudos técnicos, já instrumentando ele na nova lei de licitações. Assim vamos tornar mais eficiente os trâmites processuais na secretaria, tendo em vista que o ETP é a base para elaboração de um processo de contratação”, pontuou.

Avalie este item
(0 votos)

Em mais uma realização do programa Voar de Novo, uma parceria do governo do
Estado com a Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas), Roraima recebe,
entre os dias 20 e 23 de agosto, a visita de mais um influenciador digital no
segmento do turismo.


Agora será a vez do influencer Lucian Grillo, administrador da página “Os Lugares
Incríveis do Brasil” (https://www.instagram.com/oslugaresincriveisdobrasil/), que
conta com mais de um milhão de seguidores no Instagram.


Grillo terá como destino os roteiros de ecoturismo na Serra do Tepequém e de
etnoturismo na região de Uiramutã. Após a chegada em Boa Vista, ele segue para
Uiramutã, onde vai conhecer a cachoeira Urucá e Sete Quedas, além da cachoeira
Paiuá. Ele também vai poder experimentar uma vivência na comunidade indígena
Flexal.


No Tepequém, em Amajari, o passeio inicia com a visita ao Platô, à Cachoeira da
Laje Verde e ao mirante Mão de Deus, finalizando o dia admirando o pôr do sol na
cachoeira do Paiva.


Para o diretor do Departamento de Turismo da Secult (Secretaria de Cultura e
Turismo), Bruno Muniz, o programa é um sucesso.


“Conseguimos atingir uma meta de mais de dois milhões de pessoas recebendo as
informações e os insights promovidos pelos influenciadores nos diversos segmentos
em que trabalhamos. Na observação de aves, ecoturismo, etnoturismo, gastronomia
e turismo de aventura”, disse.


Diversas empresas e associações do turismo do estado participaram da iniciativa.
Dessa vez, os parceiros que vão proporcionar a melhor experiência e conforto para
o visitante são: Pousada PSJ, Pousada Uiramutã, Macunaima Soluções em Turismo
e Clube Native. Além do hostel Caçari, onde Lucian ficará hospedado durante a sua
estada em Boa Vista e vai conhecer alguns roteiros da nossa capital.

“A promoção cultural é resultado de um trabalho envolvendo todo o trade turístico, e
o resultado é esse: uma promoção inteligente, orientada, focada e direcionada para
públicos específicos”, finalizou Bruno.

Avalie este item
(0 votos)

Quando o assunto é alimentação na mesa das pessoas, o Governo de Roraima dá
provas do compromisso com o bem-estar da população. Nos últimos três meses, a
gestão estadual investiu quase R$ 800 mil na distribuição de mais de 300 mil quilos
de produtos para escolas e instituições sem fins lucrativos.


O investimento foi realizado por meio do Programa Estadual de Aquisição de
Alimentos no período entre 26 de abril a 28 de julho de 2022.
Por meio da medida, os alimentos são adquiridos diretamente do produtor rural
cadastrado nas cooperativas e associações, ou seja, trata-se de uma forma do
Governo valorizar, incentivar e fortalecer a agricultura familiar no Estado, bem como
contribuir para a alimentação saudável das pessoas atendidas pelas instituições
cadastradas no Programa.


“O PAA é um projeto emblemático que executamos para solidificar a excelência de
resultados com envolvimento do produtor rural, além do reforço na nutrição de
pessoas em situação de vulnerabilidade alimentar”, destacou o secretário da Seed
(Secretaria de Educação e Desporto), Nonato Mesquita.


Conforme o titular da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e
Inovação), Emerson Baú, com o PAA, o Governo trabalha de forma sistemática,
gerando resultados para quem precisa comercializar excedentes e quem necessita
se alimentar.


“A equipe do programa atua na base, buscando consistência e força na legalidade
dos negócios, além da parceria com o corpo técnico do IATER [Instituto de
Assistência Técnica e Extensão Rural], que recebe os produtos e distribui para as
entidades cadastradas”, complementou.


MAIS INVESTIMENTOS


Nos últimos anos, o PAA recebeu R$ 2,3 milhões de investimento do Governo de
Roraima e foram destinados R$ 1 milhão para a continuidade do projeto em 2022,
favorecendo a agricultura familiar.

Em Boa Vista, instituições arrecadaram mais de 11 toneladas de alimentos frescos.
São alimentos ricos em proteínas e sais minerais que complementam a alimentação,
repassados a cada quinze dias para as escolas estaduais da capital, interior e áreas
indígenas, além de instituições sem fins lucrativos que atuam em Roraima.


“Para que todas tenham a oportunidade de serem atendidas, é feito revezamento de
entrega durante o período de duas semanas, pois só em Boa Vista são mais de
cinquenta instituições atendidas”, explicou a coordenadora da Seadi, Yoná Suanny.
A coordenadora ressalta que entre os produtos adquiridos de cooperativas e
associações estão melão, batata doce, farinha de batata doce, melancia, abacaxi,
banana, laranja, limão, hortaliças como alface, cheiro-verde, couve, e ainda batata,
tomate, pimentão, cará, milho verde, macaxeira, abóbora, feijão verde e polpa de
frutas, além de alimentos agroecológicos frescos e saudáveis, comprados pelo
Governo de Roraima e posteriormente entregues às instituições.


“Os alimentos são comprados com recursos próprios do Governo do Estado por
meio do Programa Estadual e graças ao investimento temos agricultores com
oportunidade de vender a produção e as pessoas consumindo alimentos mais
saudáveis”, salientou.


Frutas enriquecem merenda escolar nas escolas estaduais
Para a gestora da Escola Estadual Professor Coema Souto Maior Nogueira, Joziane
Lima Rodrigues, todo o material que é recebido é de grande importância para deixar
a merenda das crianças mais saudável e saborosa.


“As crianças amam. A gente coloca de forma diversificada e fazemos salada de
frutas. Eu não tenho nem palavras para expressar o quanto é importante, pois é uma
contribuição de maneira significativa para a merenda dos alunos, já que diversifica o
cardápio da merenda e ainda complementa com a fruta como sobremesa”, salientou.
Para o diretor da Escola Estadual Barão de Parima, as frutas e verduras enviadas
são de qualidade, o que deixa os estudantes satisfeitos.


“O programa é uma excelente iniciativa do Governo de Roraima. Essa parceria serve
de estímulo e quando recebemos as frutas percebemos que a aceitação é muito
boa, tanto que eles sempre perguntam quando teremos mais e procuram saber
sobre o cardápio diferenciado”, complementou.

Avalie este item
(0 votos)

O decreto assinado pelo governador Antonio Denarium nesta quinta-feira, 18,
nomeia os primeiros conselheiros para atuar no CEPSM (Conselho Estadual de
Proteção Social dos Militares). O ato está previsto pela lei n º 305/2022, que instituiu
o Sistema de Proteção Social dos Militares em âmbito do Estado de Roraima.


Com a assinatura do decreto, Roraima passa a integrar um dos poucos estados
brasileiros a ter um CEPSM. A posse dos novos conselheiros está prevista para
ocorrer no prazo de dez dias, após a publicação do decreto no DOE.


O governador Antonio Denarium afirmou que o trabalho dos membros do CEPSM
dará maior transparência e ajudará a fiscalizar a questão previdenciária dos
militares. “É uma forma justa de fiscalizar os recursos do Fundo de Proteção Social
dos Militares e garantir um futuro tranquilo para os servidores estaduais”, disse.


O Conselho Estadual de Proteção Social dos Militares é composto por
representantes do Iper (Instituto de Previdência do Estado de Roraima), da Polícia
Militar e do Corpo de Bombeiros de Roraima, entre representantes dos ativos e
inativos, eleitos para o exercício do biênio 2022/2024.


Segundo o coronel Doriedson Ribeiro, diretor de Previdência Militar, o apoio
proporciona oportunidade para consolidar a gestão previdenciária militar. “É um
momento importante porque são os primeiros membros do Conselho que vão se
dedicar para acompanhar toda a gestão dos recursos”, explicou.

Avalie este item
(0 votos)

O Detran RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima) está disponibilizando
uma intérprete de Libras (Língua Brasileira de Sinais) para facilitar o atendimento de
pessoas com deficiência auditiva aos serviços do órgão.


O atendimento é feito presencialmente e foi implantado pela autarquia após a
percepção das dificuldades enfrentadas por pessoas com deficiência que
procuravam o Detran para resolver questões relacionadas à CNH (Carteira Nacional
de Habilitação), documentação de veículos, além de outros serviços.


A profissional que está atendendo o público é a intérprete Beatriz Teófilo da Silva,
formada no curso de Letras com habilitação em Libras pela UFRR (Universidade
Federal de Roraima).


Segundo o presidente do Detran RR, Álvaro Duarte, a presença da profissional
ajudará ainda, simultaneamente, os servidores da autarquia, que terão seu trabalho
facilitado, e também os usuários que poderão ser atendidos de forma acessível.


“Nós do Detran fizemos esse trabalho justamente para ter a inclusão das pessoas
que necessitam deste serviço, tendo acesso a todos os serviços que
disponibilizamos”, disse.


A intérprete em Libras trabalha das 8h às 14h, na sede do Detran, localizada na
Avenida Brigadeiro Eduardo Gomes.

Avalie este item
(0 votos)

Dando sequência às ações para a melhoria da estrutura das unidades de saúde do
Estado, o Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), realizou o
repasse de computadores e mobiliários que vão reforçar as atividades desenvolvidas
pelo CER II (Centro Especializado em Reabilitação Física e Intelectual).


Ao todo, foram repassados 12 novos computadores e 5 armários.
“Somos uma referência para todo o Estado e ultimamente temos recebido esse
reforço de equipamentos. Na semana passada foram entregues os armários e agora
recebemos computadores de última geração que vão ajudar muito nos serviços [da
unidade]”, destacou a diretora Geral do CER II, Irgélia Ramos.


SERVIÇOS DO CER II


As atividades do CER II funcionam no prédio do Centro Integrado de Atenção à
Pessoa com Deficiência em Boa Vista. A unidade atende todos os casos
neurológicos do estado, como síndrome de Down, espectro autista, microcefalia,
AVC (Acidente Vascular Cerebral) e traumatismo craniano.


A equipe é composta por assistentes sociais, fonoaudiólogos, terapeutas
ocupacionais, fisioterapeuta, fisiatra, pediatra, psicólogos e profissionais de
enfermagem. Um trabalho essencial para os pacientes, que será aprimorado com os
novos equipamentos.


O paciente é encaminhado até a unidade com o diagnóstico fechado. Logo, é feito
agendamentos para que ele receba os serviços.
“O médico indica quais são as terapias que ele precisará realizar e então fazemos o
agendamento, uma ou duas vezes na semana dependendo da necessidade”,
explicou Ramos.

Segundo a diretora, o centro realiza uma média de 3.667 atendimentos mensais em
todas as áreas para auxiliar os pacientes com problemas neurológicos em processo
de recuperação.


“É um trabalho importante para a comunidade. Vamos melhorar muito para que cada
vez mais possamos estar prestando um serviço com qualidade”, ressaltou.


O Centro Integrado de Atenção à Pessoa com Deficiência em Boa Vista está
localizado na Avenida São Sebastião, 1195, bairro Santa Tereza. O funcionamento é
de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h e das 13h às 18h30.

Quinta, 18 Agosto 2022 08:53

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde (Sesau), e do Centro de
Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima (COERR) torna pública a
divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O
CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de
Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações
vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 450.772
notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do
Ministério da Saúde.

Destes 174.184 foram confirmados, sendo 30.701 por RT-PCR e 143.483 por teste
rápido, 276.588 descartados, sendo 73.462 por RT-PCR e 203.126 por teste rápido e
2.165 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.625 em Alto Alegre, 1.416 no
Amajari, 132.926 casos foram notificados em Boa Vista, 3.152 em Bonfim, 4.281 no
Cantá, 4.583 em Caracaraí, 2.633 em Caroebe, 1.870 em Iracema, 4.047 em Mucajaí,
1.013 em Normandia, 2.876 em Pacaraima, 4.018 em Rorainópolis, 2.243 em São
João da Baliza, 1.127 em São Luiz e 1.447 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 4.620 em Alto Alegre, 2.479 em Amajari, 212.139
notificações ocorreram em Boa Vista, 6.203 em Bonfim, 4.798 no Cantá, 4.490 em
Caracaraí, 3.971 em Caroebe, 2.214 em Iracema, 6.380 em Mucajaí, 1.102 em
Normandia, 7.935 em Pacaraima, 7.576 em Rorainópolis, 3.610 em São João da
Baliza, 2.368 em São Luís e 1.490 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.165 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39
são de Alto Alegre, 26 de Amajari, 1.630 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46
do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 37 de
Normandia, 54 de Pacaraima, 73 de Rorainópolis, 15 de São João da Baliza, 14 de
São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 171.283 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de
isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.569 em Alto Alegre, 1.388 em
Amajari, 130.786 são de Boa Vista, 3.102 de Bonfim, 4.214 no Cantá, 4.434 em
Caracaraí, 2.589 em Caroebe, 1.851 em Iracema, 3.986 em Mucajaí, 970 em

Normandia, 2.816 em Pacaraima, 3.940 em Rorainópolis, 2.227 em São João da
Baliza, 1.110 de São Luiz e 1.423 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou
que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), tem intensificado uma série de
ações com o objetivo de proporcionar maior qualidade de vida para a população. Graças ao programa
Saúde Itinerante, vários serviços médicos estão chegando a todos os cantos do Estado, tanto na
capital quanto nos municípios do interior.


Até o fim de agosto, o Saúde Itinerante deve realizar mais de 6.300 atendimentos médicos,
contabilizados durante todo o período mensal. Esse quantitativo abrange os municípios de Alto
Alegre, Amajari, Boa Vista, Bonfim, Cantá, Caracaraí, Caroebe, Iracema, Mucajaí, Normandia,
Pacaraima, Rorainópolis, São João da Baliza e São Luiz.


“A Secretaria de Saúde tem o compromisso de estar cada vez mais próximo da população. É por
meio da Saúde Itinerante que estamos reafirmando isso, levando mais dignidade, saúde e qualidade
de vida para todos”, ressaltou o coordenador do DPSI (Departamento de Políticas de Saúde
Itinerante), Rafael Sena.


ESPECIALIDADES


Durante essas ações, serão disponibilizadas consultas com especialistas nas áreas de cardiologia,
ginecologia, oftalmologia, pediatria, clínico geral, urologia, dermatologia e otorrino.
No caso da oftalmologia, além da avaliação médica, o Governo também estará disponibilizando o
cadastro para aquisição de óculos pelo SUS (Sistema Único de Saúde).


Para dar entrada na solicitação, o interessado deve apresentar a guia de atendimento do profissional
junto a APAC (Autorização de Procedimentos Ambulatoriais), munidos do original e cópias de RG,
CPF, Comprovante de Residência e Cartão do SUS.


A confecção dos óculos é feita pelas empresas que possuem convênio com a Sesau.

Avalie este item
(0 votos)

Melhorar a qualidade de vida das pessoas sempre foi uma preocupação para o
Governo de Roraima, que por meio da (Sesau) Secretaria de Saúde, tem reforçado
cada vez mais o seu olhar para atender as necessidades de pessoas com
deficiência auditiva.

Conforme dados da CGAE (Coordenadoria Geral de Atenção Especializada), 121
pessoas com alterações na audição foram beneficiadas com aparelhos auditivos e
voltaram a ouvir sons ao seu redor.

“O paciente sabe que a pessoa está falando, mas não consegue compreender as
palavras. É aí onde o aparelho codifica e amplifica esse som, dando o retorno para
ouvir e entender o locutor, oferecendo melhor qualidade de vida social e melhora da
autoestima’’, destacou a fonoaudióloga e coordenadora da CGAE, Léa Maria
Sversut.

A coordenadora lembra ainda que a perda auditiva desencadeia um distanciamento
social e os benefícios do aparelho trazem de volta a confiança do paciente, assim
como a melhora da relação com a família e amigos, além de diminuir o estresse e a
ansiedade.

“Na maioria dos casos de perda auditiva, o aparelho é eficaz para devolver ao
paciente a capacidade de ouvir sons com clareza. E quando ocorre nos dois
ouvidos, a chamada perda auditiva bilateral, é fundamental a utilização dos
aparelhos em ambos os lados, mesmo que um ouvido tenha capacidade parcial de
audição”, afirmou.

O pedreiro Francisco dos Santos, de 69 anos, teve a audição dos seus dois ouvidos
prejudicada em 2002, após um acidente de carro. À época, ele ainda chegou a usar
um aparelho auditivo de baixa qualidade, o que não conseguiu resolver o problema.

Sem condições de arcar com um aparelho novo, os problemas só foram
aumentando, tendo o comprometimento de capacidade auditiva de 50% da audição
direita e 75% da esquerda.

Diante da situação, Francisco decidiu procurar um otorrinolaringologista para
viabilizar um pedido pelo Estado. Depois da consulta, o médico, e o exame de
audiometria atestando grau e tipo de perda auditiva após realizou a solicitação dos
dispositivos para a Coordenadoria Geral de Atenção Especializada, sendo enfim
contemplado com os Aparelhos Auditivos.

A companheira de Francisco, Veranilze Almeida de Souza, agradeceu ao cuidado
que a equipe da CGAE teve com seu marido, que agora poderá retomar livremente a
rotina.

“Quero agradecer a toda a equipe na secretaria que proporciona essa ajuda para
quem precisa. Espero que o trabalho continue, pois é algo muito importante”,
completou.

 
Quarta, 17 Agosto 2022 08:21

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde (Sesau), e do Centro de
Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima (COERR) torna pública a
divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O
CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de
Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações
vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 450.604
notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do
Ministério da Saúde.

Destes 174.146 foram confirmados, sendo 30.700 por RT-PCR e 143.446 por teste
rápido, 276.458 descartados, sendo 73.425 por RT-PCR e 203.033 por teste rápido e
2.165 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.625 em Alto Alegre, 1.416 no
Amajari, 132.921 casos foram notificados em Boa Vista, 3.152 em Bonfim, 4.281 no
Cantá, 4.564 em Caracaraí, 2.633 em Caroebe, 1.870 em Iracema, 4.035 em Mucajaí,
1.013 em Normandia, 2.876 em Pacaraima, 4.017 em Rorainópolis, 2.243 em São
João da Baliza, 1.127 em São Luiz e 1.446 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 4.619 em Alto Alegre, 2.479 em Amajari, 212.085
notificações ocorreram em Boa Vista, 6.188 em Bonfim, 4.797 no Cantá, 4.489 em
Caracaraí, 3.960 em Caroebe, 2.214 em Iracema, 6.355 em Mucajaí, 1.102 em
Normandia, 7.935 em Pacaraima, 7.575 em Rorainópolis, 3.603 em São João da
Baliza, 2.368 em São Luís e 1.478 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.165 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39
são de Alto Alegre, 26 de Amajari, 1.630 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46
do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 37 de
Normandia, 54 de Pacaraima, 73 de Rorainópolis, 15 de São João da Baliza, 14 de
São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 171.105 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de
isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.567 em Alto Alegre, 1.388 em
Amajari, 130.698 são de Boa Vista, 3.097 de Bonfim, 4.210 no Cantá, 4.393 em
Caracaraí, 2.585 em Caroebe, 1.851 em Iracema, 3.964 em Mucajaí, 970 em

Normandia, 2.816 em Pacaraima, 3.939 em Rorainópolis, 2.223 em São João da
Baliza, 1.108 de São Luiz e 1.422 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou
que o mundo vive uma pandemia da doença.