Avalie este item
(0 votos)

Com o avanço da vacinação contra a covid-19, Roraima começa a colher os frutos de um trabalho intenso em prol da proteção da população. Nesta sexta-feira, 1, o Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth registrou pela primeira vez, em dois anos de pandemia, internação zero de recém-nascidos ou pacientes com a doença.

A diretora técnica da unidade, Cristiane Greca de Born, classificou a novidade como uma vitória do Estado no combate ao vírus.

“Isso nos deixa felizes, pois é uma situação que ocorre pela primeira vez em muito tempo, desde que começou a pandemia e a nossa unidade está muito contente por isso ter acontecido, pelo controle da doença, pela vitória da vacinação, pelo apoio da Secretaria de Saúde no combate a essa pandemia”, ressaltou.

Segundo o Boletim Epidemiológico, o Estado possui atualmente 155.190 pessoas testadas positivo para a covid-19, 252.730 casos descartados e 152.924 pessoas recuperadas da doença.

Vale destacar que, para que o cenário pandêmico continue a melhorar, é importante que as pessoas mantenham os cuidados com a doença, adotando sempre as medidas de prevenção e buscando a vacina como único meio de superar a covid.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima anunciou, nesta semana, um novo concurso para a Sefaz (Secretaria da Fazenda). Serão ofertadas 54 novas vagas, sendo 33 vagas para os cargos do Cetif (Centro de Tecnologia da Informação Fazendária) e 21 vagas para o cargo de Técnico de Tributos Estaduais.

A realização do certame já teve parecer favorável da Segad (Secretaria de Gestão Estratégica e Administração) e da Seplan (Secretaria de Desenvolvimento e Planejamento) e, agora, as etapas administrativas de confecção do edital terão prosseguimento.

Será criada a Comissão do Concurso, que definirá todos os direcionamentos da elaboração do edital, respeitando os prazos legais, inclusive, considerando também a existência de algumas restrições, visto que 2022 é um ano eleitoral. Desta forma, a Sefaz dará andamento ao processo, para que o certame seja realizado no início do próximo ano.

O governador Antonio Denarium destacou que o novo concurso vai dar mais dinamismo aos trabalhos da Sefaz.

“Depois de 15 anos realizamos o concurso para auditores fiscais de tributos, que já tomaram posse e vão começar a trabalhar. Em breve, os novos profissionais que serão aprovados no próximo concurso darão suporte a esses auditores, garantindo que o nosso Fisco fique cada dia mais forte, melhorando a fiscalização e a arrecadação em nosso Estado”, disse.

Fortalecimento da tecnologia da informação

O concurso vai ofertar 33 vagas para o Cetif, sendo 28 para nível superior, nos cargos de Desenvolvedor de Software, Implementador de Software, Administrador de Banco de Dados e Administrador de Redes de Dados. Também serão ofertadas 5 vagas para nível médio, no cargo de Técnico em Infraestrutura de Tecnologia da Informação.

Para o secretário adjunto do Cetif, Kleber da Silva Lyra, o concurso tem a missão de modernizar a administração tributária do Estado de Roraima, o braço tecnológico da Sefaz, que proporciona soluções informatizadas e automatizadas para sustentar o crescimento econômico do Estado e do fisco.

“A realização do concurso público para o provimento do quadro do Cetif vai proporcionar continuidade e perenidade dos projetos da Sefaz, uma vez que o servidor efetivo cria fortes vínculos com a instituição, retendo e mantendo por mais tempo o conhecimento do negócio fiscal e implementando sistemas cada vez mais eficientes”, pontuou.

Avalie este item
(0 votos)

“Chegar ao Oficialato é uma alegria imensa para nós, algo muito satisfatório. Cada promoção dentro da corporação é importante. Então, todos que estão aqui hoje, tanto os oficiais, quanto os praças, com certeza estão felizes. É a maior promoção da corporação”.

A fala cheia de emoção é da agora 1ª tenente, Márcia Gauger, uma dos 134 bombeiros militares promovidos para novas patentes pelo Governo de Roraima.

O evento de formatura ocorreu na tarde desta sexta-feira, 1, na Esplanada do Palácio Senador Hélio Campos.

Ao todo, foram promovidos 134 militares, sendo 75 oficiais e 59 praças, dos mais variados postos e graduações da corporação Bombeiro Militar de Roraima, alcançando um percentual de 25,86% do efetivo total da corporação.

Foram promovidos: oito majores, 28 capitães, nove 1º tenentes, dez 2º tenentes, 20 subtenentes, 24 1º sargentos, 34 2º sargentos e um 3º sargento.

O governador Antonio Denarium ressaltou que a maior parte do quadro do CBMRR (Corpo de Bombeiros Militares de Roraima) já vem sendo promovido durante a atual gestão e destacou que a corporação é uma das mais preparadas e bem equipadas do Brasil

“Hoje, além de estar promovendo os nossos bombeiros militares, estamos entregando mais R$ 560 mil em equipamentos para os bombeiros. O Bombeiro Militar do Estado de Roraima hoje pode se considerar um dos mais bem equipados do Brasil, com viaturas, caminhões autobombas de última geração, motocicletas e equipamentos de salvamento de todas as espécies”, disse.

O comandante do CBMRR, coronel Anderson Carvalho de Matos, pontuou que a promoção destes 134 militares é significativa e mostra o respeito da atual gestão com a corporação.

“Estamos fazendo a entrega de materiais e equipamentos, mas sobretudo, a importância da nossa promoção, com 134 militares sendo promovidos hoje, entre oficiais e praças. Então isso representa muito pra nossa instituição e valorização profissional. É motivação na tropa e são mais investimentos também”, destacou.

ENTREGA DE EQUIPAMENTOS

Além da promoção dos 134 bombeiros militares, o Corpo de Bombeiros também recebeu 58 novos equipamentos para serem utilizados pela corporação durante as ocorrências.

Itens como botas de combate à incêndio, óculos de proteção e equipamentos de proteção respiratória serão utilizadas em casos de combate a incêndio em edificações, como bem explicou o comandante do CBMRR.

“São equipamentos de fundamental importância pra o Corpo de Bombeiros e estamos recebendo 58 unidades”, frisou o comandante.

PROMOÇÕES

Contados os militares promovidos na solenidade desta sexta-feira, foram promovidos 474 bombeiros desde o início da gestão, sendo 121 bombeiros em 2019, 74 em 2020, 145 em 2021 e 134 em 2022.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima segue reforçando a segurança pública com novas convocações para compor as corporações. Exemplo disso é a convocação da terceira turma de aprovados do concurso público da PMRR (Polícia Militar de Roraima) ocorrido em 2018. O anúncio foi feito nesta sexta-feira, 1.

Comporão a nova leva de convocados um total de 334 aprovados no certame, que passarão por curso de formação com duração de seis meses.

O governador Antonio Denarium ressaltou que o chamamento representa um importante reforço na segurança pública do Estado e explicou que os novos convocados são aqueles que passaram no concurso e ficaram no cadastro de reserva.

“Nós já chamamos uma primeira turma que são as mulheres do cadastro reserva, chamamos mais 120 policiais que estão na Academia de Polícia e, acabando no mês de junho o curso de formação de pouco mais de 150 policiais militares, nós vamos convocar todo o cadastro reserva pra fazer o curso de formação”, destacou.

O chefe do Executivo ressaltou ainda que, com os novos policiais do quadro da corporação, o Polícia na Rua, que é o maior programa de segurança pública ostensiva da história de Roraima, estará totalmente equipada e com o quadro completo.

“O Governo do Estado também construirá novos batalhões, novos destacamentos e reformando e revitalizando todos os batalhões da Polícia Militar do Estado de Roraima”, complementou.

O início da convocação dos 400 aprovados no certame veio em abril de 2021, quando o Executivo Estadual convocou todos eles no concurso da polícia militar feito em 2018.

No mês de setembro de 2021, foram convocadas 48 mulheres aprovadas no concurso da polícia militar que vão concluir o curso de formação em abril de 2022.

A formatura da primeira turma ocorreu em outubro do mesmo ano, quando 374 novos policiais entraram para a PMRR, sendo essa a maior turma convocada. Já a segunda turma, composta por 137 aprovados, foram convocadas no 24 de janeiro deste ano para o curso de formação, que será concluído em julho.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima vai promover a regularização fundiária do bairro Pedra Pintada. A partir da próxima terça-feira, dia 5, inicia a ação de regularização para emissão de títulos definitivos para os moradores do local.

As equipes do Iteraima (Instituto de Terras e Colonização de Roraima) estarão no bairro até o dia 6 de maio, onde em um escritório móvel, vão atender os moradores dos mais de 1.400 lotes do bairro.

O presidente do Iteraima, Márcio Grangeiro, explicou que a área em que está localizado o bairro é de propriedade do Estado, então somente o Iteraima pode realizar a emissão dos títulos definitivos.

“O Iteraima vem trabalhando em todo o Estado, não só no rural, mas no urbano também, em cima de áreas que são propriedades do Estado de Roraima, como o bairro Pedra Pintada. Então só o Iteraima pode fazer a regularização fundiária lá”, detalhou Grangeiro.

Segundo ele, foi necessário fazer um projeto de parcelamento que demorou muito tempo para ser aprovado. “Agora nós conseguimos a aprovação, vamos iniciar uma ação para promover a regularização fundiária das pessoas que ali moram”, esclareceu o presidente.

Ele explicou ainda que, durante a ação, haverá uma equipe no escritório móvel para atendimentos de abertura de processos e recebimento de documentos, e outras duas equipes percorrendo as casas para a realização de vistorias e orientações aos moradores.

O ESCRITÓRIO – Os moradores que ainda não têm processo devem procurar o escritório que estará na RR 321, próximo ao CSE (Centro Sócio Educativo).

E aqueles que já possuem, devem aguardar as equipes do Iteraima em suas residências para a realização da vistoria. Os atendimentos irão ocorrer de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 13h30.

Avalie este item
(0 votos)

Sexta-feira de boas notícias para os moradores do interior do Estado. Hoje o governador Antonio Denarium inaugurou a pavimentação de 28 km da rodovia – RR 342, estrada que dá acesso à Vila do Taiano, um dos maiores pólos agrícolas do estado, localizado no município de Alto Alegre. As obras fazem parte do programa Aqui Tem Obra, o maior trabalho de construção, revitalização e manutenção de rodovias da história de Roraima.

“Assumi essa responsabilidade com os produtores rurais, de dar melhores condições para escoar a produção. E hoje o governo entrega uma estrada pavimentada e totalmente sinalizada, que vai beneficiar além do Taiano, várias comunidades indígenas que utilizam esse trajeto diariamente. Asfalto da melhor qualidade”, disse o governador.

A obra foi executada pela Seinf (Secretaria de Infraestrutura) . São 46 quilômetros. Destes, 28 já estão asfaltados. Também foram realizados os serviços de terraplanagem, implantação de obras de artes corrente, substituição de pontes de madeira por galerias, drenagem superficial e sinalização horizontal e vertical. Na ocasião, o secretário de Infraestrutura, Edilson Damião, destacou o empenho e compromisso do governo para estruturar as estradas, possibilitando melhor desenvolvimento para os municípios. 

“Iniciamos essa obra em setembro do ano passado. E hoje é com alegria que entregamos essa estrada tão importante para o pólo produtor do estado. A marca deste governo é responsabilidade”, complementou o secretário.

Foram investidos na obra R$ 23 milhões. A rodovia asfaltada também beneficiará moradores das localidades da Barata e Truarú. E irá mudar a realidade local, levar desenvolvimento para toda região. Esta é a avaliação dos moradores, produtores rurais e profissionais que utilizam a rodovia diariamente.

Dionísio Fernandes de Lima, de 78 anos, é um dos moradores mais antigos da região do Taiano. Ele criou os quatro filhos,10 netos e dois bisnetos, às margens da estrada. Hoje ele está vendo um sonho se tornar realidade.

“Agora levo apenas alguns minutos para ir até a capital. Antes esse mesmo trajeto levava horas. Agora temos mais facilidade para escoar a produção e esse presente entregue pelo governador só mostra o compromisso dele com a população. Ele falou e fez”, agradeceu.

Empreendedores da região também são beneficiados com incentivos comerciais

Além da estrada nova os moradores da região foram beneficiados também com apoio financeiro para fortalecer a produção. O comerciante Alziro Coelho dos Reis e a esposa Neli Balbino Gomes, que moram no P.A Nova Amazônia há mais de sete anos, foram atendidos com o Microcrédito Empreendedor no valor de 21 mil, disponibilizado pelo Governo, por meio da Desenvolve RR.

“Eu jamais imaginei receber esse apoio e hoje depois de sete anos trabalhando aqui no comércio, me sinto feliz demais porque vou poder pagar por um valor com juros mais baixos e com um prazo maior de carência, o que facilita muito”, agradeceu.

Outro produtor atendido pelo Microcrédito Empreendedor é Raimundo Pimenta de Oliveira, de 40 anos. Produtor rural do P.A Nova Amazônia, ele aproveitou o crédito de R$ 21 mil para investir na produção de melancia. “Eu trabalho com a produção de melancia há mais de 30 anos e sempre tive dificuldades para ampliar o negócio, mas com esse apoio do governo, eu investi no que gosto de fazer que é a produção de melancia. E me sinto agradecido porque com essa ajuda pude ampliar a área de produção e agora é só esperar o lucro chegar”, salientou.

Só para o município de Alto Alegre o governo ofertou mais de R$ 87 mil para empreendedores e produtores rurais com o Microcrédito Empreendedor e Crédito Rural.

“Para ter acesso ao microcrédito empreendedor o produtor pode procurar a Desenvolve RR e tirar todas as dúvidas sobre as formas de financiamento. É simples e rápido e a nossa equipe está sempre pronta para atender”, ressaltou o diretor presidente da Desenvolve, Adailton Fernandes.

Governo tem transformado Roraima em um verdadeiro canteiro de obras

Por meio do “Aqui Tem Obra” foram pavimentados e receberam serviços de conservação e manutenção do asfalto o total de mais de três mil quilômetros, beneficiando vários municípios e rodovias. A rodovia 203 recebeu 30 km de pavimentação nova, além de 75 km de conservação e manutenção, num investimento de R$ 10 milhões.

Na RR-325 foram pavimentados 25 km, além da conservação e manutenção de 125 km, resultado de investimento de mais de R$ 6 milhões.

O trecho da RR-452 que liga a vila de São Silvestre, localizada no mesmo município, também passará por obras de pavimentação. Serão asfaltados 17,16 km. No município do Cantá, a estrada Tronco da Malacacheta, iniciou os serviços de terraplanagem para receber a pavimentação de 12 quilômetros. Em Amajari serão asfaltados 17,674 km da rodovia 347, conhecida como Tronco Trairão. Os moradores do Sul do Estado também serão beneficiados com a pavimentação de 20 km da vicinal 26, que liga o município de São João do Baliza a Nova Colina. A obra inclusive já está em andamento.

Na região do Distrito Industrial, na capital, está sendo realizada a pavimentação asfáltica na BR-174 entre o quinto distrito policial e a Embrapa (incluindo drenagem, meio fio e iluminação pública) e foi realizado também o asfaltamento de 10 quilômetros. No bairro Cidade Satélite, ocorrerá à duplicação da rodovia RR 205, no trecho da rotatória até o anel viário, com extensão de 18 quilômetros.

Novos municípios serão atendidos – O trecho de 18 quilômetros da vicinal 28, do Baliza também passará em breve por serviço de pavimentação. Ainda no Sul do Estado, na rodovia que liga a Vila Martins Pereira em Rorainópolis até a Vila Moderna, em São Luíz do Anauá, também receberá pavimentação. Serão 28km que receberão asfalto novo.

Avalie este item
(1 Votar)

A comunidade do bairro Caranã em breve vai voltar a contar um espaço para lazer e diversão. O Parque Aquático do bairro receberá serviço de manutenção e revitalização geral. A ordem de serviço para início da obra foi assinada na manhã desta sexta-feira, 1°, pelo governador Antonio Denarium.

"Este é um espaço importante para a comunidade, e a recuperação do Parque Aquático era um clamor, uma demanda antiga da população, pois há 20 anos está desativado. Hoje estamos assinando a ordem de serviço e em breve a comunidade poderá voltar a frequentar o local", destacou o governador.

O Parque Aquático conta com uma área de piscinas, pista para caminhadas, além de quadras para práticas de esportes como futebol e voleibol, além de áreas administrativas.

Toda a área do Parque receberá manutenção e a previsão é que os serviços sejam concluídos em até 60 dias. A recuperação dos Parques Aquáticos integra o 'Aqui tem Obra', o maior Programa de Recuperação de prédios públicos do Governo de Roraima.

O investimento é do Tesouro Estadual na ordem de R$ 19 milhões e contemplará a recuperação do Parque Aquático Caranã e a revitalização e manutenção preventiva e corretiva de outros espaços esportivos do Estado como ginásios, campos de futebol e parques aquáticos da capital (Caçari, Jardim Primavera, Asa Branca, e Parque Anauá) e do interior.

Mais investimentos na área de esporte e lazer

O governador Antonio Denarium anunciou que ainda hoje,1°, assinará ordem de serviço para reforma completa da Praça Interativa José Renato Haddad, localizada ao lado do Ginásio Totozão.

E em Caracaraí, o Parque Aquático Ottomar de Souza Pinto já está recebendo obra de reforma geral. A ordem de serviço foi assinada em novembro do ano passado. Os recursos na ordem de R$ 830 mil são do Tesouro Estadual. 

"Sabemos que educação, esporte e lazer são políticas públicas que caminham juntas. A recuperação desses espaços proporcionará para a sociedade um ambiente para atividades esportivas e de lazer e com isso, também teremos  melhor qualidade de vida", destacou a secretária de Educação e Desporto, Leila Perussolo.

Avalie este item
(0 votos)

A sexta-feira começou da melhor forma para quatro famílias: com aprendizado, diversão e muita emoção. A Polícia Militar de Roraima realizou um sorteio no Instagram da corporação com o intuito de selecionar quatro crianças para conhecer nesse primeiro momento a rotina do BOPE (Batalhão de Operações Policiais Especiais).

A iniciativa surgiu após identificar grande participação de crianças nas redes sociais da PMRR. O próximo sorteio ainda não tem data definida, mas dessa vez será para conhecer a CIPA (Companhia Independente de Policiamento Ambiental), onde as crianças vão poder passear de barco, fazer trilha, entre outras ações promovidas pela Companhia.

A princípio as crianças aprenderam a importância do hasteamento das bandeiras e logo após, ocorreu uma apresentação do Grupo Tático da PM com demonstração de respostas rápidas, utilizando balas de borracha e bomba de gás para dissipar tumultos. A subcomandante Geral da PMRR, coronel Valdeane Alves, acompanhou a ação.

“A gente percebe no nosso dia-a-dia que as crianças têm uma admiração muito grande pelos policiais na rua. Eles se aproximam, pedem para conhecer a viatura. Hoje, tenho certeza que eles vão sair daqui muito felizes e vão levar tudo que aprenderam para a vida toda.” ressaltou.

A parte mais esperada pelas crianças era conhecer o Canil, que atualmente tem 16 cães que são utilizados para detectar explosivos e entorpecentes. Foi demonstrado como funciona essas operações e explicado que os cães não são agressivos e só avançam sob comando policial.

Uma das crianças presentes tem uma história muito emocionante com a PMRR. Lucas Carvalho, que é diagnosticado com hidrocefalia, passou por 9 cirurgias e ficou internado durante 8 meses. Em certo momento, ele não tinha mais vontade de comer e foi aí que a avó, dona Francisca, teve a ideia de ir até o BOPE conversar com os policiais, que sabendo das condições do menino, foram até o hospital fazer uma visita.

“Nesse dia nasceu a paixão de Lucas pelos policiais, em específico o BOPE. Eles trouxeram para o meu neto a vontade de lutar e melhorar. Hoje em dia, não pode ver uma viatura que fica feliz e sorridente”, comemorou a avó. 

Avalie este item
(0 votos)

O governador Antonio Denarium anunciou nesta quinta-feira, 31, o curso de formação de 444 aprovados da segunda turma de Policiais Penais do Estado de Roraima. O início do curso será no dia 1 de agosto de 2022.

A notícia foi repassada aos aprovados no Palácio Senador Hélio Campos. Além disso, também nesta quinta-feira, foi aprovado na Assembleia Legislativa de Roraima a abertura de mais 100 vagas para os Policiais Penais do Estado de Roraima. O Governo anunciou ainda várias ações que permitirão a ampliação do quadro da Polícia Penal com a convocação de mais aprovados da segunda turma de concursados.

“Anuncio agora o início do curso de formação para 444 policiais penais aprovados com início no dia 1 de agosto de 2022. Foi aprovado hoje pela Assembleia Legislativa a ampliação do número de vagas para 800 policiais penais. O governo também vai construir mais uma unidade prisional dentro da penitenciária agrícola Monte Cristo. E Roraima será o primeiro Estado do Brasil a acabar com o déficit carcerário”, declarou.

A convocação da segunda turma de aprovados para o concurso de formação demonstra o respeito e compromisso da gestão estadual, não somente com os reeducandos, mas também com políticas públicas sérias que refletem em toda sociedade, conforme explicou o secretário de Justiça e Cidadania, André Fernandes.

“É mais um reforço. É a valorização do sistema prisional. Para ajudar na ressocialização daqueles que já estão trabalhando para não ter reincidência. Logo, com esses novos policiais penais, nós vamos conseguir trabalhar com muito mais qualidade e, principalmente, dar conforto às famílias que estão aqui fora. Eles estão ali dentro cumprindo pena, mas devem cumprir com dignidade e com condição de sair renovados e úteis à nossa sociedade”, disse.

De acordo com o representante da Comissão de Concursados Aprovados no Concurso Público para Policial Penal, Júlio Pessoa, o anúncio feito pelo governador vai de encontro ao sentimento de esperança, por acreditarem nos esforços de cada um e que foi coroado com o sonho de entrar no serviço público.

“Até o ano passado nós não existimos no concurso, conseguimos o orçamento. O governador passou essa missão, conseguimos o orçamento junto à Assembleia e com o apoio dos deputados, nós trabalhamos incansavelmente para chegar a esse dia que é justamente a data do início do curso de formação. Será necessário mais policiais penais em virtude das inaugurações no sistema prisional. Então, consequentemente, vai abarcar todo o cadastro de reserva. É uma satisfação enorme, um sonho alcançado, nós batalhamos muito. Tivemos a sensibilidade do governador, pois todas as vezes que ele conversou com a gente, se comprometeu e cumpriu, isso é muito importante”, contou.

Sexta, 01 Abril 2022 08:38

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 407.530 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 407.786 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.172 foram confirmados, sendo 30.232 por RT-PCR e 124.940 por teste rápido, 252.614 descartados, sendo 68.189 por RT-PCR e 184.425 por teste rápido e 2.145 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.213 em Alto Alegre, 1.278 no Amajari, 119.630 casos foram notificados em Boa Vista, 2.889 em Bonfim, 3.670 no Cantá, 3.087 em Caracaraí, 2.460 em Caroebe, 1.610 em Iracema, 2.882 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.782 em Pacaraima, 3.902 em Rorainópolis, 1.933 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.406 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.734 em Alto Alegre, 2.405 em Amajari, 197.883 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.418 em Bonfim, 4.148 no Cantá, 4.102 em Caracaraí, 3.326 em Caroebe, 1.868 em Iracema, 3.869 em Mucajaí, 1.072 em Normandia, 7.783 em Pacaraima, 6.416 em Rorainópolis, 3.049 em São João da Baliza, 2.034 em São Luís e 788 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.145 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.619 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 62 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 53 de Pacaraima, 71 de Rorainópolis, 12 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 152.895 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.174 em Alto Alegre, 1.252 em Amajari, 117.910 são de Boa Vista, 2.853 de Bonfim, 3.623 no Cantá, 3.023 em Caracaraí, 2.439 em Caroebe, 1.578 em Iracema, 2.835 em Mucajaí, 961 em Normandia, 2.725 em Pacaraima, 3.829 em Rorainópolis, 1.920 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.382 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

O governador Antonio Denarium lançou, nesta quinta-feira, dia 31, o edital do concurso público para provimento de vagas no âmbito da PCRR (Polícia Civil de Roraima), que será publicado no DOE (Diário Oficial do Estado), desta sexta-feira, dia 1º.

Ao todo, serão 175 vagas, para nove carreiras, com remuneração inicial de até R$ 20 mil. As provas objetivas e discursivas serão realizadas em dois finais de semana do mês agosto deste ano.

“Roraima vive um momento único na segurança pública. O lançamento deste tão esperado edital está completamente assegurado para sua plena realização e, com certeza, trará não só a realização de sonhos para os futuros aprovados, como um retorno inestimável em segurança para a população”, disse o governador Antonio Denarium.

Para o delegado Geral de Polícia Civil, Eduardo Wayner, o certame é uma necessidade da PCRR.

“É conhecido por todos que o único concurso realizado foi no ano de 2003, há 19 anos. A expectativa é não somente preencher vagas que são urgentes, como também trazer uma nova dinâmica de trabalho”, afirmou o delegado.

VAGAS E REMUNERAÇÃO

O edital estará disponível no site da Fundação Vunesp e no DOE, a partir desta sexta-feira, e prevê vagas para cargos de nível superior, sendo: 35 vagas para Delegado de Polícia Civil; sete vagas para Médico Legista; uma vaga para Odonto-Legista; nove vagas para Perito Criminal; 51 vagas para Escrivão de Polícia; 52 vagas para Agente de Polícia; 14 vagas para Perito Papiloscopista; quatro vagas para Auxiliar de Perito e duas vagas para Auxiliar de Necropsia.

Todos os cargos vão preencher a classe inicial, respeitando as porcentagens previstas para candidatos com deficiência.

Nas nove vagas disponíveis para o cargo de Perito Criminal, há uma distribuição por especialidade, com uma vaga para cada área de formação, sendo elas: Engenharia Mecânica (1), Engenharia Civil (1); Engenharia Elétrica ou Engenharia Eletrônica (1); Bioquímica, Biomedicina, Ciências Biológicas, Química, Engenharia Química ou Farmácia (1); Administração, Ciências Contábeis ou Ciências Econômicas (1); Engenharia Florestal (1); Geologia, Engenharia de Minas ou Bacharelado em Geografia (1); Física (1); Computação Científica ou Análise de Sistemas (1).

Quanto à remuneração, os candidatos, após aprovados devem passar pelo Curso de Formação, na Academia de Polícia e, nesses seis meses de formação irão receber uma bolsa, sendo R$ 6.123,01 para Delegado, R$ 3.870,35 para os cargos de Médico Legista, Perito Criminal e Odonto-Legista; R$ 1.516,06 para os aprovados como Escrivão, Agente, Perito, Papiloscopista, além de R$ 1.010,70 para Auxiliar de Necropsia e Auxiliar de Perito Criminal.

Após a posse, os subsídios serão inicialmente de: R$ 20.410,04 para Delegado; R$ 12.901,17 para Médico Legista, Perito Criminal e Odonto-Legista; R$ 5.053,55 para Escrivão, Agente, Perito e Papiloscopista; e R$ 3.369,03 para Auxiliar de Necropsia e Auxiliar de Perito Criminal. Todos os valores acrescidos do auxílio alimentação no valor de R$ 500,00.

INSCRIÇÕES E PROVAS

As inscrições para o Concurso iniciam no dia 13 de abril, a partir das 10h, e seguem até às 23h59 do dia 12 de junho, e devem ser realizadas, exclusivamente, no endereço eletrônico da Fundação Vunesp:  www.vunesp.com.br.

A taxa de inscrição referente aos cargos de Delegado será de R$ 350,00; para Médico Legista, Perito Criminal e Odonto-Legista, de R$ 260; para Escrivão, Agente, Perito e Papiloscopista, de R$ 120; para Auxiliar de Necropsia e Auxiliar de Perito Criminal, de R$ 80,00. As provas do certame serão divididas por vagas.

Na tarde do sábado, dia 6 de agosto, está prevista a prova objetiva e discursiva para os candidatos ao cargo de Escrivão de Polícia. 

No dia seguinte, dia 7, pela manhã, será aplicada a prova objetiva para o cargo de Auxiliar de Perito Criminal.

Ainda no dia 7, durante a tarde, será a vez das provas objetivas e discursivas para Agente de Polícia.

No final de semana seguinte, no dia 13, à tarde, serão aplicadas as provas objetivas e discursivas para Perito Papiloscopista e a prova discursiva para o cargo de Delegado.

Avalie este item
(0 votos)

Ter uma equipe ampla e qualificada é fundamental para o sucesso da gestão, mas não adianta ter muita gente e não dar condições de trabalho. É por isso que o Governo de Roraima tem realizado as contratações de novos servidores de forma planejada e organizada.

Nesta quinta-feira as boas notícias são para a Sefaz-RR (Secretaria da Fazenda de Roraima). É que os 30 auditores fiscais aprovados no concurso público realizado pelo Governo de Roraima, tomaram posse na tarde desta quinta-feira, 31, no Salão Nobre Augusto Cardoso, do Palácio Senador Hélio Campos.

Avalie este item
(1 Votar)

"Eu não tinha mais esperança que esse concurso seria feito, pois muitos governos prometeram e não fizeram, mas o governador Antonio Denarium realizou o concurso esperado por muitos e por mim. É um avanço para minha carreira profissional, isso é um sonho realizado, sou só gratidão".

Esse foi o depoimento emocionado da professora de Geografia Isabela Raquelane Souza da Silva que atuava no quadro temporário do Estado há seis anos. Ela e outros 64 professores assinaram o Termo de Posse do Concurso da Educação do Estado.  A cerimônia ocorreu na manhã desta quinta-feira, dia 31, no Palácio da Cultura Nenê Macaggi.

“Estamos investindo para alcançar uma educação de alta qualidade, com reformas de escolas, aquisição de mobiliários, equipamentos tecnológicos, contratação de professores efetivos e valorização de servidores, com pagamentos de progressões, retroativos, reajustes salariais e enquadramentos. Estamos trabalhando para reconstruir a Educação de Roraima”, destacou o governador Antonio Denarium.

O Governo do Estado convocou para a posse 88 professores aprovados no concurso público que estavam no cadastro reserva, porém, 17 não compareceram e outros seis não estavam aptos. Foram empossados 65 professores para reforçar o atendimento educacional nas escolas da Capital e do Interior.

O professor Herman França também foi empossado e vai atuar na área de Educação Física em uma escola da capital Boa Vista. Ele falou sobre o período de preparação para o concurso.

“A gente se prepara desde a época da Graduação, almejando ingressar em uma esfera boa como a estadual. Quando veio o edital, reforçamos os estudos. Todos nós que estamos aqui, nos preparamos com muito afinco e hoje estamos comemorando, colhendo os frutos, que foi possível graças ao Governo do Estado, que possibilitou a realização desse sonho”, disse o professor Herman.

Na próxima semana, nos dias 4 e 5 será realizada a lotação dos novos professores. Os docentes devem comparecer ao DRH (Departamento de Recursos Humanos da Seed (Secretaria de Educação e Desporto) nos dias e horários estabelecidos conforme município de atuação e componente curricular, de acordo com o Edital publicado no DOE (Diário Oficial do Estado) do dia 31 de março.

Governo convocará mais professores aprovados no Concurso

Durante a cerimônia, o governador Antonio Denarium anunciou a convocação de mais 100 professores do cadastro reserva para compor o quadro efetivo da Seed. Em breve uma nova lista será publicada.

A secretária de Educação e Desporto, Leila Perussolo, destacou que o Governo de Roraima vem realizando grandes investimentos na educação, e que umas das preocupações é exatamente os recursos humanos e que o concurso veio atender uma demanda reprimida de 15 anos.

“Hoje estamos realizando a segunda chamada do concurso e já foi encaminhado para a Secretaria de Administração a convocação dos novos cem concursados, o que demonstra celeridade, compromisso e valorização da Educação”, destacou Leila.

Além disso, a titular da Educação lembrou algumas ações do Governo de Roraima que demonstram o respeito e a valorização dos professores como o pagamento de mais de R$ 12 milhões em retroativos de progressões, enquadramentos, pagamento de abono pecuniário e autorização de um reajuste salarial de 21%, que aguarda aprovação do Projeto de Lei na Assembleia Legislativa do Estado.

“Essas ações demonstram para a sociedade que uma gestão séria se faz com compromisso, eficiência e com a aplicação correta dos recursos públicos”, finalizou a secretária.

Avalie este item
(0 votos)

O tablet é hoje uma importante ferramenta tecnológica e todos os 380 estudantes do Ensino Médio e professores da Escola Estadual Carlo Casadio agora terão mais facilidade no acesso ao mundo digital.

A novidade foi anunciada para os estudantes durante a entrega da revitalização do prédio da unidade de ensino feita pelo Governo do Estado. A cerimônia ocorreu na tarde desta quarta-feira, dia 30, no bairro Cinturão Verde.

“Será mais uma ferramenta educacional à disposição dos nosso estudantes e professores, possibilitando uma melhor aprendizagem e produtividade das ações pedagógicas, que poderão ser realizadas no método presencial ou em casa”, destacou o governador Antonio Denarium.

São mais de 21 mil tablets para alunos do ensino médio e professores que estão sendo entregues pelo Governo do Estado de Roraima. Já na obra de revitalização da escola, foram investidos mais de R$ 1,5 milhão. Entre outros serviços, a revitalização contemplou, a troca e reparos de portas, janelas na pintura em toda estrutura interna e externa, troca de piso, forro, telhados e fiação elétrica.

"Além de toda estrutura, a escola recebeu novos mobiliários, a cantina escolar está abastecida com a merenda escolar, novos freezers, geladeiras, fogão, liquidificador e utensílios. Na sala de aula, novas carteiras escolares, poltronas para professores, carteiras para alunos com deficiência e novos kits de refeitório. Enfim, tudo novo nas escolas que estão sendo revitalizadas", disse.

Para a secretária de Educação, Leila Perussolo, a entrega da unidade e dos tablets valoriza ainda mais a educação, contribuindo com a qualidade no retorno das aulas presenciais.

“Os professores e os alunos do ensino médio da Escola Casadio são os primeiros a rede estadual a receberem os tablets. Esse é um projeto de recomposição das aprendizagens para retomada das aulas presenciais com compromisso, com equidade, diminuindo os impactos da pandemia. Quero aqui parabenizar o governador Antonio Denarium pelo compromisso, pela valorização da nossa educação que tem recebido uma atenção especial e, sobretudo, valorização, reconhecimento e respeito aos nossos professores e alunos.

TABLETS - A aquisição dos tablets faz parte dos investimentos do Governo de Roraima para apoiar e fortalecer a recomposição das aprendizagens, potencializar os processos educativos e avaliações diagnósticas, principalmente diante do cenário ocasionado pela pandemia a covid-19.

Foram adquiridos 21.852 tablets que vão beneficiar mais de 19.200 estudantes e cerca de dois mil professores da rede estadual de ensino. Um investimento de R$ 26,4 milhões em recursos do tesouro estadual.

Avalie este item
(0 votos)

Na tarde desta quarta-feira, 30, uma tentativa de fuga foi desarticulada pela equipe do setor de segurança da Pamc (Penitenciária Agrícola de Monte Cristo). A ação ocorreria a partir de uma cela da ala 1.

A equipe de segurança, além de ouvir barulhos suspeitos e receber algumas informações sobre a possível fuga, foi acionada para verificar a cela. No local, foi encontrado um buraco, cuja escavação já estava em estado avançado, faltando pouco para o rompimento na laje superior da cela.

Os servidores da unidade também encontraram pedaços de ferro escondidos em um ralo e em um vaso sanitário.

O secretário de Justiça e Cidadania, André Fernandes, ressaltou que a desarticulação só foi possível graças ao novo método de vigilância implantada no sistema penitenciário roraimense durante a atual gestão.

“Hoje nós temos uma vigilância aproximada, nós temos uma estrutura que nos permite entrar em todas as unidades prisionais. Assim, o agente consegue perceber qualquer tipo de movimentação que não conduza com aquela que é diária e assim conseguimos impedir esse tipo de situação”, destacou.

O titular da Sejuc também pontuou que, além da nova estrutura e da vigilância aproximada, outros fatores, como a capacitação dos policiais penais, evitam essas tentativas de fuga.

“Eu costumo dizer que quem segura o interno dentro da cela não são grades, mas sim o olho e o ouvido da gente. Mais uma vez, isso foi comprovado”, frisou.

Avalie este item
(0 votos)

A Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) investiu R$ 580 mil na aquisição de equipamentos geofísicos, tipo radar de penetração de solo, com capacidade para identificação de ligações clandestinas e que serão utilizados por diversos setores da empresa para auxiliar no combate à ligações irregulares e mapeamento dos sistemas de água e esgotamento sanitário.

A tecnologia visa diminuir custos, evitando escavações desnecessárias, minimizando os transtornos ocasionados pela demolição de pavimentação asfáltica e calçadas para a localização de tubulações das redes de saneamento, além de ser um poderoso aliado no combate às ligações irregulares, mapeamento e atualização do cadastro técnico do serviço de fornecimento de água e de tratamento do esgotamento sanitário.

 “Os equipamentos adquiridos pela Caer são de extrema importância, principalmente, para a identificação de tubulações irregulares, que não seria possível sem o equipamento. E também pelo fato de não precisar fazer uma escavação ou interferência no subsolo que possa trazer algum tipo de prejuízo para Companhia”, explicou o técnico Tiago Duck, que realizou o treinamento dos colaboradores.

Para operar os georadares, os colaboradores da companhia passaram por uma capacitação técnica nos dias 29 e 30 de março. O treinamento teórico ocorreu no auditório da Caer e as aulas práticas em locais mapeados pela empresa.

Com o auxílio desse equipamento, a Caer pretende intensificar as fiscalizações para a erradicação das ligações clandestinas, conhecidas como “gatos”; by pass, ligação paralela à oficial, ou seja, uma tubulação conectada na entrada até a saída da água, sem passar pelo hidrômetro. E a localização de ramais domiciliares para a adequação das caixas onde estão situados os hidrômetros, facilitando a leitura e manutenção dos equipamentos, reduzindo as perdas não físicas ou comerciais, que correspondem aos volumes de água que são consumidos, mas não são contabilizados pela empresa, principalmente devido às irregularidades.

Outra utilidade do GPR será auxiliar na redução das perdas físicas ou reais, que correspondem aos volumes de água que não são consumidos, por serem perdidos através de vazamentos nas redes de abastecimento de água. Para tanto, serão realizados o mapeamento e a atualização constante do cadastro técnico de água e também de esgotamento sanitário, visando a identificação e correção imediata dos pontos de vazamentos identificados.

"O investimento da Caer nesses dispositivos vai facilitar as fiscalizações. Essas ligações clandestinas configuram crime e geram perdas na arrecadação da empresa, pois o consumidor deixa de pagar pela água consumida. Portanto, trata-se de um avanço para a companhia”, declarou o presidente da Caer, James Serrador.

GPR – Ground Penetrating Radar (Radar de Penetração no Solo) ou georadar

Os equipamentos são de investigação geofísica não destrutivo, capaz de realizar detecções e localizações de tubulações, sem a necessidade de quebra de asfalto e calçadas. Este equipamento emprega ondas de rádio em frequências muito altas que permitem localizar estruturas e feições geológicas rasas de subsuperfície e objetos enterrados pelo homem como tubos de água, esgoto, drenagem de águas pluviais e fibra óptica.

Sua metodologia de aquisição de dados é comparada à técnica de reflexão sísmica e a técnica de sonar, com a diferença de que o GPR é baseado na reflexão de ondas eletromagnéticas. O modelo adquirido pela companhia opera com duas frequências, permitindo visualizar, em tempo real, as interferências rasas e profundas, presentes no subsolo.

Avalie este item
(0 votos)

Em mais uma etapa do programa de regularização fundiária Aqui Tem Dono, o Governo do Estado entregou mais de 160 documentos para produtores rurais, entre Títulos Definitivos, Autorizações de Ocupação e Termos de Ocupação, do polo produtivo do Passarão. A solenidade ocorreu na manhã desta quarta-feira, dia 30, no Palácio Senador Hélio Campos.

Nesta etapa, foram contemplados produtores rurais dos municípios de Alto Alegre, Amajarí, Boa Vista, Bonfim, Cantá, Caracaraí, Iracema e Mucajaí, totalizando mais de 20 mil hectares de terras regularizados.

Durante o evento, o governador Antonio Denarium falou dos investimentos na produção rural, como meio de incentivo ao desenvolvimento do Estado.

“Somente hoje, estamos entregando mais de 20 mil hectares de terra totalmente regularizados, em todo o estado já foram mais de 200 mil hectares. São produtores que esperam há 10, 20, 30 anos pelo Título Definitivo, e hoje temos a alegria de entregar esses documentos”, declarou o governador.

Liduina Gomes de Sousa, 63 anos, produtora do polo produtivo do Passarão, que foi contemplada com Termo de Ocupação, falou da segurança que o documento garante para a produção de suas frutas e hortaliças.

“Um momento como este é muito gratificante por estarmos representando famílias de pequenos produtores rurais na qual nós plantamos para alimentar a cidade, então nós estamos aqui hoje para agradecer”, disse a produtora.

Outro produtor contemplado com Título Definitivo foi Juviniano, produtor no município do Cantá há 24 anos.

“Hoje eu sinto como um sonho se realizando, depois de tantos anos correndo atrás ,e hoje, foi realizado. É um dia muito importante”, disse o produtor.

Com esta etapa, o programa Aqui Tem Dono, executado pelo Iteraima (Instituto de Terras e Colonização de Roraima) já entregou mais de 1.500 Títulos de lotes urbanos em Boa Vista, Cantá e Rorainópolis, além de 510 títulos rurais, equivalentes cerca de 200 mil hectares de terra.

O presidente do Iteraima, Márcio Grangeiro, falou da importância da entrega dos documentos aos produtores para o incremento da economia de Roraima.

“Essa entrega de documentos é o reconhecimento do Governo do Estado a estas pessoas que diuturnamente trabalham para alimentar as nossas mesas, o Governo está proporcionando o desenvolvimento de Roraima por meio da produção rural”, disse o presidente.

POLO PRODUTIVO PASSARÃO

A criação do polo produtivo do Passarão, em 2018, ocorreu em atendimento à demanda da Ouvidoria Agrária Nacional, uma vez que essas famílias estavam acampadas às margens do Anel Viário da BR-174, em situação de vulnerabilidade.

Como incentivo à produção, foi perfurado um poço artesiano e, no final de 2019, também foi implantada a rede de energia elétrica, para atendimento dos lotes do projeto.

A destinação dos lotes ocorreu em consonância com o Acordo de Cooperação Técnica assinado entre o Instituto de Terras e Colonização do Estado de Roraima (Incra), a Secretaria de Estado de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação (Seadi) e a Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Femarh), que previa a criação do projeto agrícola, para beneficiar agricultores familiares e incentivar a produção hortifrutigranjeira.

Avalie este item
(0 votos)

O governo de Roraima, por meio da Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social (Setrabes), inaugurou nesta terça-feira, 29, o Centro de Atendimento ao Cidadão (CEAC) “Waldenhilton Gomes”, reunindo em um único local, os programas, projetos e serviços na área da assistência social; segurança alimentar e nutricional; trabalho, emprego e renda; esporte; e outros benefícios sociais executados pela pasta.

O Centro vai disponibilizar informações sobre todos os atendimentos disponibilizados pela Setrabes, concentrando e simplificando todas as ações e os programas públicos ofertados à comunidade, como o Cesta da Família, Colo de Mãe, a expedição do Passe Livre Intermunicipal, Auxílio Funerário e demais serviços que integram a assistência social.

O governador Antonio Denarium disse as obras estão sendo entregues, em várias frentes de trabalho contemplando as áreas de educação, saúde e ação social. "Mais que um compromisso de gestão é realizar este trabalho que ficou parado por décadas, pois são obras essenciais para a população, que ficaram simplesmente ignoradas, deixando de proporcionar um melhor atendimento em várias frentes. Isso representa respeito e dignidade às pessoas", comentou.

A secretária Tânia Soares, ressaltou que a nova unidade integra todas as ações sociais executadas pela Setrabes e vai contemplar um atendimento humanizado para a população, com o compromisso de assegurar as políticas públicas executadas pelo governo de Roraima.

"São 21 unidades que compõe a estrutura da Setrabes. Os projetos aumentaram e as necessidades a serem atendidas nas 14 políticas públicas necessitavam deste novo complexo", destacou.

SOBRE O HOMENAGEADO

O Centro de Atendimento ao Cidadão “Valdenhilton Gomes” recebe o nome do servidor público da Setrabes que desempenhou com compromisso e dedicação, suas atividades na área da assistência social por 20 anos. Neste período foi gestor do Sistema Único de Assistência Social, defensor das políticas públicas sobre drogas e pastor geral da comunidade congregacional do Avivamento Church.

Valdenhilton Gomes, “Val”, para os colegas e familiares, dedicou sua vida à política pública de assistência social, onde nunca mediu esforços para promover esta política pública com qualidade e eficiência. Foi coordenador do programa Criança Feliz, assumiu a coordenação de regulação do SUAS – CRSUAS onde desenvolveu suas atividades até sua passagem em 2021 vítima da covid 19.

A nova unidade da Setrabes fica localizada na Rua Pavão, 206, no bairro Mecejana (rua lateral à sede da Setrabes).

Avalie este item
(1 Votar)

Pela primeira vez, em dois anos de pandemia de covid-19, não foi registrada a ocupação de paciente com a doença em tratamento na UTI do HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento) e nem em leito clínico específico. O anúncio foi feito pela Sesau (Secretaria de Saúde).

De acordo com o Boletim Epidemiológico desta terça-feira, 29, os sete pacientes internados por covid-19, foram testados negativos para SARS-CoV-2, permanecendo internados por sequelas da doença ou outros comprometimentos de saúde, mas não ocupando mais os leitos específicos de UTI e clínicos para o tratamento da covid-19.

“Hoje, no Hospital Geral, não possuímos pacientes internos em leitos clínicos e nem em UTI Covid", reforçou a diretora Geral do HGR, Patrícia Renovato.

Ainda de acordo com o documento epidemiológico, o Estado possui atualmente 155.121 pessoas testadas positivo para a covid-19 e 252.079 casos descartados da doença.

Avalie este item
(1 Votar)

Roraima é um estado com uma localização estratégica por ser o Estado mais ao Norte do Brasil e fazer fronteira com a Venezuela e a Guiana, além de ter o Amazonas como principal Estado vizinho. Isso faz com que a região seja visada para crimes transfronteiriços.

Para combater crimes como contrabando, descaminho, tráfico de armas, de drogas e humano, além de outros crimes correlatos nessas áreas de fronteira e de divisa, o Governo de Roraima, em conjunto com o Governo Federal, mantém permanentemente a Operação Hórus, que faz parte do programa Vigia, do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

“Semanalmente temos feito a prisão de vários criminosos de outros estados que tentam adentrar em Roraima com mandado de prisão em aberto, nós estamos trabalhando tanto na entrada do Amazonas, quanto na entrada das fronteiras com a Guiana e Venezuela”, explicou o Major Igo Mayko Evangelista, Comandante do Policiamento do Interior da PMRR (Polícia Militar de Roraima).

“Principalmente na divisa com o Amazonas, onde temos feito a uma quantidade considerável de apreensões de arma de fogo, drogas, pessoas foragidas, pessoas com mandado de prisão, veículos roubados e outros crimes”, complementou.

Criada em fevereiro de 2021, a operação já causou prejuízos de R$ 2.685.017,91 para o crime organizado, segundo relatório da CGFRON (Coordenadoria Geral de Fronteiras). Esse total foi obtido com a apreensão de drogas, armas de fogo e munição, veículos e outros tipos de transporte utilizados por traficantes e criminosos, além de produtos oriundos de contrabando e descaminho.

O mesmo documento também aponta que, desde o início da operação, 326 pessoas foram presas por conta de crimes transfronteiriços, sendo 225 adultos presos em flagrante e 83 conduzidas por conta de ordem judicial, além de 17 menores apreendidos em flagrante e um levado pelas guarnições por ordem judicial.

Integrada pela PMRR, PCRR (Polícia Civil de Roraima) e pelo Departamento de Inteligência da Sesp (Secretaria de Segurança Pública), a operação possui fiscalização fixa nas fronteiras com a Venezuela e a Guiana, na região da Vila Novo Paraíso, em Caracaraí, e no posto de fiscalização na Vila do Jundiá.

Para cobrir esses locais e percorrer todo o Estado para coibir atos criminosos, são empregadas equipes do Bope (Batalhão de Operações Especiais), do Giro (Grupo Independente de Intervenção Rápida e Ostensiva), dos batalhões da Polícia Militar, das Companhias de Fronteiras, entre outras unidades operacionais da PMRR.

“Quebrando a logística e a movimentação financeira, de armamentos, munições, drogas, nós conseguimos atacar diretamente as ações ou a possibilidade do crescimento do crime organizado em Roraima. Temos feito um bom trabalho com a integração dos órgãos de segurança pública de Roraima”, destacou o governador Antonio Denarium.

Quarta, 30 Março 2022 09:00

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 407.190 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.121 foram confirmados, sendo 30.232 por RT-PCR e 124.889 por teste rápido, 252.079 descartados, sendo 68.022 por RT-PCR e 184.057 por teste rápido e 2.145 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.212 em Alto Alegre, 1.278 no Amajari, 119.584 casos foram notificados em Boa Vista, 2.889 em Bonfim, 3.669 no Cantá, 3.087 em Caracaraí, 2.460 em Caroebe, 1.608 em Iracema, 2.882 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.782 em Pacaraima, 3.901 em Rorainópolis, 1.933 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.406 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.731 em Alto Alegre, 2.404 em Amajari, 197.428 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.413 em Bonfim, 4.138 no Cantá, 4.101 em Caracaraí, 3.299 em Caroebe, 1.868 em Iracema, 3.863 em Mucajaí, 1.067 em Normandia, 7.781 em Pacaraima, 6.411 em Rorainópolis, 3.049 em São João da Baliza, 2.033 em São Luís e 785 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.145 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.619 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 62 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 53 de Pacaraima, 71 de Rorainópolis, 12 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 152.772 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.173 em Alto Alegre, 1.252 em Amajari, 117.840 são de Boa Vista, 2.853 de Bonfim, 3.622 no Cantá, 3.023 em Caracaraí, 2.439 em Caroebe, 1.573 em Iracema, 2.835 em Mucajaí, 961 em Normandia, 2.725 em Pacaraima, 3.828 em Rorainópolis, 1.919 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.339 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(1 Votar)

As oficinas do Previne Brasil seguem acontecendo em todo território nacional. Nesta terça-feira, 29, foi a vez de Roraima receber os técnicos do Ministério da Saúde. 

A ação conta com mais de 100 participantes dos 15 municípios, entre coordenadores da atenção primária, secretários de saúde e técnicos do E-SUS, de forma presencial no auditório da Universidade Estadual de Roraima.

O evento é promovido pela Secretaria de Saúde, em parceria com o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, Conselho Estadual de Secretarias Municipais de Saúde e Ministério da Saúde. A programação segue até esta quarta-feira, 30.

Na abertura do encontro, o secretário de saúde adjunto, Dr. Edson Castro, destacou a importância da atenção primária nos municípios do estado.

“Tudo começa na atenção primária e quando se tem uma atenção primária reforçada, evita que atenção especializada seja sobrecarregada. O Programa Previne Brasil é de suma importância, porque vivemos em um mundo informatizado. E hoje se perde recursos porque o sistema não foi alimentado e precisamos capacitar nossos profissionais e informatizar cada vez mais. Precisamos nos reciclar”, ressaltou.

O secretário de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde, Dr. Raphael Câmara, esteve na abertura e destacou o apoio do Ministério aos municípios e governos que centram seus esforços na melhoria da atenção básica.

“A ideia do Ministério da Saúde é ir aos Estados e municípios que mais necessitam e que são vulneráveis para que possamos ajudar e contribuir com o máximo de informação possível. A nossa ideia é capacitar, orientar e tirar todas as dúvidas possíveis e assim ajudar todos os gestores”, completou.

Sobre o Previne Brasil

O Previne Brasil é um novo modelo de financiamento do programa do Ministério da Saúde, tendo como base três critérios. O primeiro deles se baseia no número de pessoas acompanhadas nos serviços de saúde, em especial os usuários que participam de programas sociais, crianças e idosos.

O segundo tem como prioridade as pessoas que passam tratamento de doenças crônicas, como diabetes e redução de mortes de crianças e mães; enquanto o terceiro ponto focal é na adesão de programas estratégicos, como o Saúde na Hora, que ampliam o horário de atendimento à população dos serviços.

Avalie este item
(1 Votar)

O Projeto de Lei que autoriza a adequação do PCCR (Plano de Cargos, Carreira e Remuneração) dos professores da rede estadual de ensino foi assinado pelo governador Antonio Denarium, nesta terça-feira, dia 29, durante reunião com representantes do Sinter (Sindicato dois Trabalhadores em Educação de Roraima) e da Assembleia Legislativa de Roraima.

A adequação é de um percentual de 10%, que somados ao reajuste de 11%, concedido pelo Governo do Estado a todos os servidores públicos, totalizam 21% de acréscimo para a categoria.

“Com muito diálogo foi possível chegar a um novo percentual de reposição salarial para os professores, uma categoria a qual tem todo meu respeito. Estamos fazendo muitos esforços para reconhecer e valorizar os nossos profissionais da Educação”, destacou o governador.

O Projeto de Lei foi encaminhado para análise e apreciação na Assembleia Legislativa do Estado. A secretária de Educação e Desporto, Leila Perussolo explicou que o Governo estava fazendo estudos para verificar as possibilidades de reajustes.

“Durante os últimos dias a equipe econômica do Estado, juntamente com a equipe da Secretaria de Educação, esteve fazendo estudos de impacto financeiro e verificando a possibilidade de reajuste. Isso é um ganho, é reconhecimento, é valorização. Esse percentual só é possível em razão do atual crescimento econômico do Estado”, ressaltou Leila.

VALORIZAÇÃO DA CATEGORIA

O Governo de Roraima vem investindo fortemente na melhoria da educação, e na valorização dos profissionais. Em novembro do ano passado o Governo pagou R$ 5 milhões de retroativos de progressões verticais devidas aos professores há 13 anos, e 817 docentes foram contemplados com valores que variam de R$ 720 a R$ 35 mil reais.

Ainda sobre progressões, o Governo pagou nesta terça-feira, dia 29, mais R$ 7 milhões em retroativos de progressões verticais devidas dos anos de 2014 e 2015 para 278 professores (ativos e inativos). Os valores recebidos individualmente variam entre R$ 1,3 mil a R$ 56 mil.

Também no pagamento referente ao mês de março, os professores e os demais servidores do Estado foram contemplados com um reajuste linear de 11%, o maior da história de Roraima. O reajuste salarial não ocorria desde 2016.

Em agosto de 2021, o Governo pagou R$ 600 mil em retroativos para 46 servidores inativos (aposentados) e em junho, efetuou pagamento na ordem de R$ 959.568,33 em verbas rescisórias para 235 servidores.

Também em 2021, foram atualizadas progressões para 3.454 professores sendo 3.154 horizontais (por tempo de serviço) e 300 verticais (por titulação). E em dezembro do mesmo ano todos os servidores da educação foram contemplados com um abono pecuniário no valor de R$ 6 mil.

NOVOS PROFESSORES EFETIVOS

Para garantir a melhoria da qualidade da educação na rede, o Governo do Estado realizou dois concursos públicos para reforçar o quadro de professores efetivos. Em 2021 ocorreu o Concurso Público para Professor da Carreira de Magistério da Educação Básica com a oferta de 650 vagas imediatas.

Nos dias 26 e 27 de janeiro deste ano, tomaram posse 417 docentes. Na próxima quinta-feira, dia 31, devem ser empossados mais 88 professores e o governador já anunciou a convocação de mais cem professores do cadastro reserva.

Além disso, no dia 20 de março desse ano, foi realizado o Concurso Público específico e diferenciado para professor da carreira do magistério indígena com a oferta de mil vagas com cadastro de reserva. O certame está tramitando e o resultado final está previsto para o dia 21 de junho de 2022. A última vez que foi realizado Concurso Público no Estado foi no ano de 2007.

Vale ressaltar, que o professor Nível Superior, Licenciatura Plena início de carreira, com jornada de trabalho de 25 horas semanais, recebe o salário de R$ 2.317,90. Para jornada de 30h semanais, recebe a ordem de R$ 3.782,94 e para jornada de 40h semanais, o profissional recebe R$ 5.043,92.

Os valores estão sendo praticados desde 2015 e o Estado já vinha cumprindo e pagando valores acima do Piso estabelecido para a categoria e, a partir deste mês de março, estes valores tiveram ainda um aumento de 11%.

Avalie este item
(1 Votar)

Gratidão! Esse é o sentimento da dona de casa Antônia Maria de Oliveira, ao ver que a mãe dela, dona Rosa César de Oliveira, de 73 anos, vai realizar o sonho da tão esperada reforma do banheiro de casa.

"Minha mãe foi contemplada quando a equipe da Codesaima [Companhia de Desenvolvimento de Roraima] esteve no bairro Nova Cidade. Nós nem acreditávamos que esse momento chegaria e agora estou feliz demais por ela", agradeceu a filha.

E quem é que não gosta de dar uma reformulada no visual de casa e deixar o ambiente mais aconchegante? Mas, nem todo mundo tem condições financeiras de garantir essa conquista, e é pensando na qualidade de vida da população de Roraima, que o Governo do Estado iniciou nesta terça-feira, dia 29, a segunda etapa do Programa Morar Melhor, que tem levado dignidade às famílias de baixa renda, que sonham em deixar a casa mais bonita.

Para essa segunda fase as novidades incluem a ampliação do investimento, com salto de R$ 6 milhões, com recursos próprios, para R$ 10 milhões, até o final do programa, que tem como foco chegar a 10 mil famílias atendidas.  Em média cada obra é orçada em R$ 6 mil.

"Começamos o trabalho com cuidado e responsabilidade, agora o Estado tem R$ 72 milhões em conta para atender o Morar Melhor, por isso vamos ampliar o número de famílias e ajudar a nossa gente a ter uma condição de vida melhor", complementou o governador Antonio Denarium.

Durante a cerimônia de início da segunda fase, na Escola Estadual Militarizada Rittler de Lucena, foram assinadas as primeiras ordens de serviço para início das obras de reforma em 700 lares, distribuídos nos bairros Nova Cidade, Raiar do Sol, São Bento, Aracelis, Jóquei Clube, Centenário e Cinturão Verde.

“O Programa que atendeu mais de 1000 famílias com obras concluídas ou em andamento contempla telhados, banheiros, instalação hidrossanitárias, instalações elétricas, assentamento de cerâmicas, obras de acessibilidade e até substituição de casas de madeira por alvenaria, de acordo com a necessidade dos beneficiários.”, enfatizou a presidente da Codesaima, Maria Dantas.

Para Adail Seixas, a expectativa agora é festejar o novo telhado que a casa vai ganhar.

“Não tivemos dinheiro para concluir o telhado totalmente e com as chuvas a gente sempre sofria com as goteiras, agora com essa ajuda vamos nos livrar de um problema antigo e melhorar o nosso telhado”, agradeceu o autônomo Adail Seixas, de 63 anos.

Obras são executadas por empresas locais

O programa foi lançado em outubro do ano passado, e é coordenado pela Companhia de Desenvolvimento de Roraima, com parceria da Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social, com foco na melhoria habitacional nas modalidades construção e reforma.

A partir da assinatura, as empresas, as empresas têm prazo de 30 dias para execução do serviço. Atualmente 30 empresas estão cadastradas na Codesaima para execução das obras de reforma, o que garante o aquecimento da economia local.

Avalie este item
(1 Votar)

Com mais de 30 anos de atuação no Estado, a Liga Roraimense de Combate ao Câncer (LRCC) terá nova sede. A cerimônia realizada na manhã desta terça-feira (29), selou o lançamento da pedra fundamental onde será construído o novo espaço.

O terreno destinado para a entidade, localizado no bairro São Vicente, foi uma doação do Governo Federal. Parceiro do projeto, o Governo de Roraima, por meio da (Seinf) Secretaria de Infraestrutura, realizou o serviço de terraplanagem na área para o início da construção do Pavilhão Renascer.

O espaço que será construído com a emenda parlamentar da deputada estadual Betânia Almeida, será posteriormente anexada à sede definitiva, que será edificada no terreno. Inicialmente foram investidos R$ 150 mil.

“A Liga Roraimense de Combate ao Câncer é uma das principais entidades de combate à doença e assistência gratuita aos portadores de câncer no Estado e por reconhecer a missão importante dessa organização, todos juntos nos sensibilizamos e abraçamos esta causa. Aproveito a oportunidade para parabenizar a doutora Magnólia Rocha, por toda a sua dedicação frente aos trabalhos da entidade”, destacou o governador Antonio Denarium.

A LRCC é uma organização não governamental reconhecida de utilidade pública municipal, estadual e federal. A entidade atua em Roraima há mais de 30 anos e funciona somente com o apoio da sociedade e de parceiros.

A unidade de apoio à saúde da mulher em Boa Vista tem como presidente, a Drª. Magnólia Rocha, que dedica parte do seu tempo às mulheres desenvolvendo trabalhos de conscientização com palestras em escolas, órgãos públicos, igrejas e para a comunidade de uma forma geral. além disso realiza o trabalho de acolhimento das mulheres em busca de tratamento contra o câncer.

Entre os principais serviços estão o atendimento fisioterápico, oncológico e psicológico para mais de  7 mil pessoas cadastradas, moradoras de Roraima e de outros Estados do norte do país e, inclusive, da Guiana e Venezuela.

Magnólia, agradeceu a sensibilidade e parceria para a construção da nova sede.

“Trata-se de um sonho que agora começa a se tornar realidade. À todos, o meu agradecimento, em especial ao apoio da deputada Betânia Almeida, o governador Antonio Denarium e do secretário Edilson Damião, pois sem a participação de cada um esse momento não poderia se realizar. Espero que muito em breve, estejamos aqui inaugurando o nosso prédio”, frisou.

Atualmente a Liga Roraimense de Combate ao Câncer está localizada na Avenida Ville Roy, 4706, Bairro Aparecida, zona sul da Capital.

Avalie este item
(2 votos)

Após o encerramento da divulgação do segmento da pesca esportiva na Amazônia, o Governo de Roraima dará início à divulgação do segmento de etnoturismo das RAI (Rotas Amazônicas Integradas), da qual o Estado faz parte, durante a 15ª reunião extraordinária da Fornatur (Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais do Turismo).

No evento, que ocorre na próxima quinta-feira, 31, no barco hotel Rio Negro Queen, em Manaus (AM), será mencionada pela equipe da Secult (Secretaria de Cultura e Turismo) a produção das revistas “Roraima: Um Destino, Mil Roteiros” e “6Clicks”, que terá uma edição especial sobre o etnoturismo em Roraima.

De acordo com o diretor do Detur (Departamento de Turismo), Bruno Muniz de Brito, na reunião será feito o anúncio do pré-lançamento e realização da FITA (Feira Internacional de Turismo da Amazônia), primeiro momento de divulgação do novo segmento das RAI.

“Nós vamos informar que vamos fazer um pré-lançamento na FITA em Belém do Pará nos dias 2 a 5 de maio, e o lançamento do segmento do etnoturismo, no dia 20 de maio, no estado do Acre. Então, essa reunião do Fornatur é para apresentar para os demais secretários dos estados essa nossa agenda de trabalho aqui da região Norte”, explicou.

O governador Antonio Denarium ressaltou que as ações promovidas pela atual gestão fazem parte do programa Turismo 2030, que integra o plano estadual de desenvolvimento, o Roraima 2030.

Dentre as ações, estão a capacitação das comunidades, viabilização da construção de roteiros, formação de condutores locais em terras indígenas, cuidados com os primeiros socorros, manipulação dos alimentos e todas as demais ações necessárias para construir os planos de visitação.

“A importância de estarmos juntos com a RAI nesse novo segmento, nesse novo ciclo de promoção envolvendo o etnoturismo, tem por objetivo um dos pilares do desenvolvimento do Estado, defendido pela nossa gestão, que é contribuir para o etnodesenvolvimento das comunidades indígenas de Roraima, a partir dos seus modelos de desenvolvimento”, destacou o chefe do Executivo.

ETNOTURISMO NO NORTE DE RORAIMA

Para essa divulgação do etnoturismo em Roraima e na região Norte, a equipe da Secult dará destaque a quatro municípios do Norte do Estado, sendo eles Amajari, Pacaraima, Uiramutã e Normandia.

“Entre elas aí que já estão na rota do turismo é a comunidade do Guariba, lá em Amajari, as comunidades de Pacaraima, que tem Boca da Mata, Bananal, Nova Esperança, também já estão fazendo parte, além de Ingarumã, Cauê, Tarauparu e Perdiz também”, enumerou o diretor do Detur.

“Perdiz é um novo destino que vai entrar logo em seguida. Em Uiramutã, nós temos o Centro Regional Flexal, com aproximadamente sete comunidades, que vão trabalhar desde a comunidade Urucá, até a Santa Creusa. São várias comunidades que fazem parte do centro regional indígena Flexal. E, em Normandia, a comunidade da Raposa I”, complementou Muniz.

 

Avalie este item
(1 Votar)

A semana começou com boas notícias para a educação roraimense. Nesta segunda-feira, dia 28, o Governo do Estado entregou mais uma escola totalmente revitalizada. O Colégio Estadual Militarizado Professora Wanda David Aguiar teve melhorias importantes por meio do Programa “Aqui tem Obra”, com investimento de R$ 1.115.784,43.

A unidade que fica localizada no Bairro Raiar do Sol estava há 16 anos sem receber nenhuma reforma, situação que fez o Governo mobilizar as Secretarias de Infraestrutura e de Educação para o trabalho conjunto de levantamento das necessidades, planejamento das ações, execução do projeto, com rapidez e responsabilidade.

“Desde o primeiro dia do nosso governo temos trabalhado muito e visitado todas as escolas estaduais, porque é impossível fechar os olhos e compactuar com o descaso das gestões anteriores que não deram a atenção que os nossos alunos precisam de verdade. É por isso que determinei que as equipes se reunissem para definir as estratégias de ação e graças a Deus, o resultado é mais uma escola nova sendo entregue aos alunos”, esclareceu o governador Antonio Denarium.  

A escola foi criada em 1997 e passou a integrar a rede de colégios militarizados em 2018, passando então a ser o Colégio Estadual Militarizado Professora Wanda David Aguiar – CEM XI. A instituição de ensino atende 1.054 alunos do Ensino Fundamental (6° ao 9° ano) e Ensino Médio, e possui em seu quadro 102 servidores, sendo 45, professores.

Comunidade se emociona com mudanças

Na quadra da escola, alunos, professores, gestores e familiares da professora Wanda Aguiar, que dedicou a vida à educação na escola, se emocionaram ao ver a homenagem prestada à família da professora que ajudou na formação de inúmeros estudantes roraimenses.

"Hoje estamos aqui eu, meu sobrinho e minha irmã muito felizes por essa homenagem à minha irmã que não está mais entre nós e que será eternamente lembrada, afinal, quem educa ensina a amar e é a missão que a nossa irmã deixou. E por essa homenagem e lembrança dessa pessoa boa e linda que ela foi, que só quero agradecer", ressaltou o irmão Walber Aguiar.

Emoção também para a servidora Iara Laiana, que possui três filhos na escola. Ao ver as mudanças o sentimento é de gratidão.

"Eu como mãe de aluno quero agradecer ao governo pelo trabalho e atenção aos nossos filhos. Eles precisavam dessa atenção e hoje estamos felizes de ver que terão condições de estudar em um ambiente bom e de qualidade", agradeceu.

A revitalização consistiu em melhorias nas instalações hidráulica, elétrica e física, além da aquisição de mesas para alunos cadeirantes, tv smart, projetor multimídia, mobiliários novos incluindo mais de 300 carteiras escolares, kits refeitórios e eletrodomésticos, incluindo freezer, fogão, geladeira e liquidificador.

“O nosso objetivo é proporcionar mais conforto e infraestrutura aos estudantes. E graças ao apoio do governador Antonio Denarium, temos hoje essa conquista para celebrar. A gestão tem nos ajudado sempre, ouvido as demandas e buscado soluções. E o resultado é mais investimentos na infraestrutura e na qualidade da educação oferecida aos alunos”, concluiu o gestor da escola, Cel. Mozart.

 

Terça, 29 Março 2022 08:59

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 407.003 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.076 foram confirmados, sendo 30.232 por RT-PCR e 124.844 por teste rápido, 251.931 descartados, sendo 68.022 por RT-PCR e 183.909 por teste rápido e 2.144 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.212 em Alto Alegre, 1.278 no Amajari, 119.553 casos foram notificados em Boa Vista, 2.889 em Bonfim, 3.669 no Cantá, 3.085 em Caracaraí, 2.460 em Caroebe, 1.600 em Iracema, 2.881 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.780 em Pacaraima, 3.901 em Rorainópolis, 1.933 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.405 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.731 em Alto Alegre, 2.404 em Amajari, 197.327 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.413 em Bonfim, 4.138 no Cantá, 4.100 em Caracaraí, 3.266 em Caroebe, 1.868 em Iracema, 3.863 em Mucajaí, 1.067 em Normandia, 7.781 em Pacaraima, 6.402 em Rorainópolis, 3.048 em São João da Baliza, 2.030 em São Luís e 785 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.144 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.618 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 62 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 53 de Pacaraima, 71 de Rorainópolis, 12 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 152.724 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.173 em Alto Alegre, 1.252 em Amajari, 117.798 são de Boa Vista, 2.853 de Bonfim, 3.622 no Cantá, 3.023 em Caracaraí, 2.439 em Caroebe, 1.568 em Iracema, 2.834 em Mucajaí, 961 em Normandia, 2.725 em Pacaraima, 3.828 em Rorainópolis, 1.919 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.339 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(1 Votar)

Os serviços de terraplanagem para o asfaltamento da estrada Tronco/Malacacheta, região que dá acesso ao Taboca, no município do Cantá, seguem em ritmo acelerado. Nem mesmo a chuva é empecilho para as máquinas, que trabalham de segunda a domingo.

A Obra vai beneficiar as comunidades indígenas de Canaunim, Tabalascada, Malacacheta e Bonfim.

“Agora os moradores vão sair da poeira no verão e da lama no inverno. Estamos trabalhando para trazer o desenvolvimento em todas as regiões e aqui não seria diferente. Além de dar melhores condições para escoamento da produção agrícola”, afirmou o governador Antonio Denarium.

Atualmente, as máquinas estão trabalhando na etapa de terraplanagem ao longo do trecho de 5,8 quilômetros até o Igarapé do Inácio, local onde será feita a substituição de uma ponte de madeira com 15 metros de extensão.

“Retornamos os trabalhos, após a estiagem das chuvas. E já foram realizados os serviços de obras de artes correntes. E vamos iniciar a galeria, que vai substituir a ponte do Inácio. Devido ao inverno, os trabalhos devem seguir conforme as condições climáticas. Mas não vamos parar”, explicou, o diretor do Departamento de Infraestrutura e Transporte, Emerson de Paula Oliveira. 

O trecho de 11 quilômetros receberá pavimentação asfáltica. Essa obra conta com recursos originários de emenda parlamentar do deputado federal Jhonathan de Jesus e contrapartida do Governo do Estado, no valor de R$ 8 milhões.

MAIS OBRAS

No município também ocorre a implantação da vicinal 06, onde serão construídos 21 quilômetros de estrada que receberão serviços de obras correntes. São investidos recursos do governo de Roraima e emenda parlamentar do deputado estadual Gabriel Picanço, que juntos somam o valor de R$ 1.941.073,71.

A obra vai beneficiar produtores rurais, moradores da comunidade Genipapo, além de comunidades indígenas da região.

 

Avalie este item
(0 votos)

Roraima dá mais um passo rumo à independência energética. Nesta segunda-feira, dia 28, foram inauguradas nos municípios do Cantá e Bonfim, duas usinas termelétricas do complexo energético Serra da Lua, da empresa Oxe. As plantas fazem parte de um empreendimento composto por quatro usinas que juntas vão gerar 40,4 megawatts de energia limpa, a partir da queima de cavaco de madeira reflorestada, com investimento de R$ 365 milhões.

O complexo energético Serra da Lua é composto pelas usinas Bonfim e Cantá, que levam o nome dos municípios onde estão localizadas. Desde o dia 25 de fevereiro, a usina Cantá, está entregando energia para Roraima Energia, que está abastecendo partes do município de Bonfim e da capital Boa Vista.

A construção das usinas é resultado do leilão para suprimento de Boa Vista e localidades conectadas para suprir a demanda de sistemas isolados, realizado em maio de 2019. O leilão foi um pedido do governador Antonio Denarium ao presidente Jair Bolsonaro, para solucionar o problema energético de Roraima, que há anos sofre por não estar conectado ao SIN (Sistema Interligado Nacional). O certame resultou na contratação de nove empreendimentos de variadas fontes, totalizando 294 megawatts de potência.

"Fomos ágeis na liberação de licenças ambientais, mas sem deixar de respeitar o que determina a legislação, para a construção dessas usinas que vão garantir mais energia para Roraima. Além de garantir energia, esses empreendimentos geram 2 mil empregos diretos e indiretos, gerando renda e movimentam a economia" disse o governador.

O diretor industrial da Oxe, Luiz Perea, afirmou que os empreendimentos só se tornaram realidade devido ao apoio do Governo do Estado. “O interesse do Governo é que Roraima seja independente na energia e não poupou esforços. A estrada que dá acesso a usina está em constante manutenção. A Femarh [Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos] foi ágil nas licenças, o Corpo de Bombeiros também nos auxiliou no que foi necessário. Onde não há entraves, o desenvolvimento chega rápido”, declarou.

LEILÃO

Além das quatro usinas do complexo Serra da Lua, o leilão possibilitou a construção de outros cinco empreendimentos. A solução de suprimento com maior potência, 126,29 megawatts, é produzida pela usina termelétrica de Jaguatirica II, movida a gás natural, localizada em Boa Vista e em operação desde setembro de 2021.

Dois dos vencedores, localizados na área sul de Roraima, consideram a produção local de biocombustíveis líquidos, sendo ambos híbridos: um conjugando o uso de biomassa e outro com fotovoltaica. Somados aos quatro projetos de biomassa florestal, Roraima passará a ter ao todo sete alternativas de fontes renováveis.

Avalie este item
(0 votos)

Roraima está a um passo de ter o seu próprio Zoneamento Ecológico-Econômico (ZEE-RR) e, para isso, o Governo do Estado, por meio da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), realiza a última fase de elaboração do ZEE com uma Audiência Pública, que acontece na próxima quarta-feira, dia 30, a partir das 9h, no Palácio da Cultura Nenê Macaggi.

O encontro pretende reunir representantes do poder público, setor privado e sociedade civil, para debater e definir as diretrizes das zonas de gestão, que embasarão o Projeto de Lei, que ao ser concluído, deverá ser encaminhado à ALE-RR (Assembleia Legislativa do Estado de Roraima).

“Concluir o Zoneamento é uma das prioridades da nossa gestão. São mais de 20 anos de espera e, finalmente, Roraima se aproxima da realidade de ter esta ferramenta, que é fundamental para o processo de desenvolvimento sustentável do nosso Estado”, frisou o governador Antonio Denarium.

Contemplando esta etapa final de conclusão do estudo, o Governo, através da Seplan (Secretaria de Planejamento e Orçamento), percorreu todos os municípios de Roraima levando consultas públicas, na busca de coletar subsídios que pudessem contribuir na elaboração das ferramentas de Cenários e Zonificação.

Para o coordenador técnico do ZEE-RR, Francisco Pinto, as consultas foram fundamentais para repassar a importância do ZEE, cujo maior objetivo do instrumento é ordenar o território estadual.

O Zoneamento é uma ferramenta de apoio à gestão pública na definição das políticas de ordenamento territorial. É através dele que conseguiremos identificar o que cada região é mais favorável para produzir, levando em consideração as vulnerabilidades, as potencialidades e particularidades de cada área, evitando maior impacto ambiental possível”, frisou Francisco.

O secretário da Seadi, Emerson Baú, também reiterou que o ZEE é a peça chave para alavancar o desenvolvimento de Roraima e reforçou a importância de todos participarem da Audiência Pública e dar a sua contribuição.

“A participação da sociedade neste momento é fundamental, por isso, convido todos a estarem conosco nesta última fase de elaboração do estudo. Queremos apresentar a versão final do ZEE, bem como também ouvir as pessoas, para que o Zoneamento seja de fato um instrumento de planejamento indispensável para que o nosso Estado possa avançar”, disse.

SOBRE O ZEE

O Projeto é uma iniciativa do Governo de Roraima, e teve como executor, desde o início, a Seplan, por meio da Coordenadoria do Zoneamento Ecológico Econômico. Devido a uma restruturação administrativa, agora a Coordenadoria do ZEE-RR passa a ser integrada à Seadi.

O Zoneamento constitui um dos instrumentos da Política Nacional de Meio Ambiente que tem como objetivo subsidiar com informações técnicas o poder público, setor privado e sociedade civil, no intuito de promover o desenvolvimento ordenado do território.

Nesse contexto, do processo de uso e ocupação do solo, o ZEE proporciona nortear o planejamento geral do processo de uso e ocupação da região estadual, considerando áreas de produção, preservação e conservação, urbanização, terras indígenas, faixas de fronteira, áreas privadas e áreas militares.

Avalie este item
(0 votos)

O Sistema de Proteção Social dos Militares do Estado de Roraima vai realizar a primeira eleição para a escolha dos membros que vão compor o Conselho Estadual de Proteção Social dos Militares (CEPSM), representantes dos militares ativos e inativos. As inscrições começam na próxima segunda-feira, dia 4 de abril, e seguem até dia 8, sexta-feira.

O edital foi publicado no site do Iper (https://www.iper.rr.gov.br/downloads/editais/)  e no Diário Oficial do Estado nesta segunda-feira, dia 28, com todas as informações sobre o processo eleitoral.

O candidato interessado em participar da eleição, deve entregar a documentação no horário das 8h às 13h, na Diretoria de Previdência Militar que fica no prédio do Iper (Instituto de Previdência de Roraima), localizado na Rua Araújo Filho, 823, no Centro.

Para o diretor de Previdência Militar, coronel Doriedson Ribeiro, o CEPSM é um grande avanço que mostra o respeito e a consideração do governador Antonio Denarium para a categoria.

“O  Conselho será integrado por membros da Polícia Militar  e Bombeiros, eles vão ficar encarregados pela  fiscalização dos recursos do Sistema de Proteção Social”, explicou o diretor.

O novo Sistema de Proteção dos Militares do Estado de Roraima integra as medidas adotadas pela Reforma da Previdência e dispõe sobre remuneração, pensão, saúde, assistência médica-hospitalar e social, destinado aos policias militares e bombeiros militares estaduais e seus dependentes.

Em janeiro deste ano, o governador Antonio Denarium sancionou a lei que cria o Sistema de Proteção dos Militares do Estado e Roraima (SPSMRR). A publicação saiu no Diário Oficial N. 4123 do dia 18 de janeiro, alterando a Lei Complementar  nº 194, de  28 de  janeiro  de 2012, que refere-se ao Estatuto dos Militares.

O SPSMRR apresenta uma série de benefícios e garantias importantes como a  manutenção da integralidade e paridade dos proventos de inativos com os subsídios da ativa;  manutenção do direito de ser reformado com posto ou graduação acima para casos de acidente ou doença no serviço ou com causa e efeito; pensão militar com simetria às regras das Forças Armadas, entre outras conquistas. 

Avalie este item
(0 votos)

Nesta segunda-feira, dia 28, o Ministério do Turismo lançará mais uma edição do Mapa do Turismo Brasileiro, que traz como novidade o mapa interativo com os novos municípios que figuram como prioridade para o desenvolvimento turístico nacional.

Em 2019, apenas oito municípios do Estado faziam parte do mapa. Com o crescimento para 10, constata-se o crescimento da relevância do turismo em Roraima como importante vetor de desenvolvimento local.

Os municípios que agora fazem parte do Mapa do Turismo Brasileiro em 2022 são: Amajari, Normandia, Pacaraima, Bonfim – Região Turística O Extremo Norte do Brasil; Alto Alegre, Boa Vista, Mucajaí, Cantá – Região Turística Roraima, a Savana Amazônica, e; Caracaraí e Rorainópolis – Região Turística Águas e Florestas da Linha do Equador.

O Governo do Estado, por meio da Secult (Secretaria de Cultura e Turismo) vem atuando com o objetivo de proporcionar estruturação aos municípios e demais profissionais do trade turístico estadual, oferecendo melhoria na infraestrutura viária das vicinais, além da identificação e apoio à construção de novos roteiros turísticos, capacitação de novos condutores locais, guias de turismo e formatação de novos roteiros, sobretudo apoiando a implementação do turismo em terras indígenas junto as comunidades.

O município que ainda não conseguiu entrar no Mapa do Turismo Brasileiro neste momento deve procurar o Departamento de Turismo da Secult e buscar orientações para que possa atender a todos os critérios estabelecidos pelo Ministério do Turismo e Governo do Estado de Roraima.

O Mapa do Turismo Brasileiro é um instrumento no âmbito do Programa de Regionalização do Turismo, que define a área a ser trabalhada prioritariamente pelo Ministério do Turismo, consoante à política pública de desenvolvimento do turismo nacional.

Para isso, o município precisa possuir um órgão responsável pela pasta de Turismo. Esse órgão pode ser uma secretaria, fundação, coordenadoria, gerência, departamento, ou diretoria. Além disso, entre outros critérios, deve apresentar um plano de trabalho de, pelo menos, dois anos para ser executado em razão do turismo municipal, além de apresentar nos quadros dos servidores municipais um profissional formado em Turismo ou com especialização na área, para que possa auxiliar os gestores municipais na construção de sua política local de turismo.

Para o diretor do Detur (Departamento de Turismo), Bruno Muniz, Roraima tem grande potencial de crescimento nessa área. "Foi feita uma série de trabalhos envolvendo todos os segmentos do turismo de Roraima, a exemplo dos segmentos de aventura, ecoturismo, pesca esportiva, etnoturismo, observação de aves e, agora, vamos colher esses resultados positivos para o Estado" afirmou.

A atual gestão já qualificou mais de 620 condutores locais de turismo, durante cerca de 40 cursos promovidos pelo departamento em todas as regiões turísticas.

Segunda, 28 Março 2022 09:20

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 406.878 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.064 foram confirmados, sendo 30.232 por RT-PCR e 124.832 por teste rápido, 251.817 descartados, sendo 68.022 por RT-PCR e 183.795 por teste rápido e 2.144 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.212 em Alto Alegre, 1.278 no Amajari, 119.544 casos foram notificados em Boa Vista, 2.889 em Bonfim, 3.669 no Cantá, 3.085 em Caracaraí, 2.460 em Caroebe, 1.597 em Iracema, 2.881 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.780 em Pacaraima, 3.901 em Rorainópolis, 1.933 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.405 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.730 em Alto Alegre, 2.403 em Amajari, 197.243 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.412 em Bonfim, 4.136 no Cantá, 4.100 em Caracaraí, 3.253 em Caroebe, 1.868 em Iracema, 3.863 em Mucajaí, 1.067 em Normandia, 7.780 em Pacaraima, 6.391 em Rorainópolis, 3.048 em São João da Baliza, 2.030 em São Luís e 785 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.144 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.618 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 62 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 53 de Pacaraima, 71 de Rorainópolis, 12 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 152.711 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.173 em Alto Alegre, 1.252 em Amajari, 117.788 são de Boa Vista, 2.853 de Bonfim, 3.622 no Cantá, 3.023 em Caracaraí, 2.439 em Caroebe, 1.566 em Iracema, 2.834 em Mucajaí, 961 em Normandia, 2.725 em Pacaraima, 3.827 em Rorainópolis, 1.919 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.339 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima está priorizando investimentos para melhorar a estrutura física e de atendimento da rede estadual de saúde. Nos casos de cardiopatias, um levantamento feito pela Secretaria de Saúde revela que, desde 2019 até 2022, as aquisições feitas pelo Governo foram importantes para ampliar o número de atendimento a pessoas afetadas por infarto e AVC (acidente vascular cerebral) no Estado.

Em 2019, o Estado voltou a oferecer aos pacientes com problemas cardíacos o procedimento de angioplastia. Cirurgia essa que não era feita desde 2014. O custo só da UTI aérea era de R$140 mil, com a cirurgia e a ajuda de custo do paciente e do acompanhante, o gasto por cirurgia não saía por menos de R$170 mil. Agora, cada cirurgia vai custar de R$20 a R$25 mil.

Em 2021, o Estado realizou, por meio do CDI (Centro de Cardiologia e Diagnóstico por Imagem), 2.288 atendimentos e 367 procedimentos cirúrgicos. Já no Hospital das Clínicas Dr. Wilson Franco foram realizados 580 exames de imagem que auxiliam a cardiologia, como cateterismo e arteriografia, e 327 cirurgias com a colocação de mais de 500 stents, pequenas próteses que são colocadas nas artérias.

Os investimentos feitos em recursos materiais e insumos foram aplicados mais de R$ 5,4 milhões. Já em equipamentos para a especialidade, o Governo aplicou R$ 5,7 milhões. Foram feitos ainda investimentos em mão de obra qualificada, a contratação do corpo clínico, por meio de seletivos. Além disso, foram ampliados os números de leitos de internação cardiológica.

Especialista em cardiologia, o médico Alisson Siqueira falou sobre a estrutura com a qual hoje os profissionais contam para melhor atender a população no Estado.

“Hoje nós contamos com aproximadamente 50 leitos de internação cardiológica no nosso Estado. Temos 30 leitos no HC e abrindo aproximadamente 20 leitos agora no HGR [Hospital Geral de Roraima] com a sua expansão. Também aumentamos a oferta do número de ecocardiograma em nossas unidades. Hoje temos o exame sendo realizado no HC, no HGR e também no CDI, onde realizamos aproximadamente cerca de 300 exames por mês”, declarou.

Alisson relatou que a estrutura atual de saúde tem condições de atender aos pacientes, que em anos anteriores eram encaminhados para outro Estado.

“Nos dois últimos anos também realizamos mais de 600 cateterismos, que são exames de diagnóstico invasivo para ver se temos obstruções nas coronárias. Destes 600 cateterismos, a nossa equipe realizou cerca de 500 angioplastias, ou seja, implante de 500 stents na nossa população, procedimento que até pouco tempo atrás tínhamos que encaminhar o paciente para fazer fora do nosso Estado”, revelou.

Mais medicamentos e mais equipamentos

Em dezembro de 2021, o Governo também investiu na compra de medicamento indicado para o tratamento do infarto agudo do miocárdio e mantém o estoque abastecido.  

Além disso, o Governo adquiriu 12 aparelhos de anestesia com monitorização de agentes anestésicos; dois desfibriladores cardioversor, com funções adulto; 10 eletrocardiogramas; 54 monitores multiparâmetro, dois microscópios cirúrgicos, para uso em neurocirurgia no HGR; dois sistemas de cirurgias guiadas por imagens, Neuronavegador, e 30 desfibriladores, totalizando 114 equipamentos.

Contratou mais médicos especialistas. Atualmente, a Secretaria de Saúde conta com 15 cardiologistas e contratou mais sete através do seletivo, sendo que três são específicos de arritmologia, responsável pela realização do diagnóstico, prevenção e tratamento de pacientes com arritmia.

Alisson Siqueira destacou essa ampliação no quadro de profissionais e alertou sobre os cuidados que a população deve tomar com a saúde do coração.

“Tivemos ainda a contratação de novos colegas que chegaram ao nosso Estado reforçando o nosso time. Isso mostra o tanto que as doenças cardiovasculares impactam na nossa sociedade. Um terço das mortes são derivadas das doenças cardiovasculares. Então, devemos manter os nossos cuidados: não fumar, ter o controle adequado da hipertensão, o controle adequado do diabetes e o controle dos níveis de colesterol e triglicerídeo. Devemos ter hábitos de vida mais saudáveis, praticar atividade física e visitas regulares aos médicos”, aconselhou.

Avalie este item
(0 votos)

A comunidade indígena de Sucuba, no município de Alto Alegre, foi palco para a abertura oficial do Agroindígena, com o lançamento do plantio de 2022, nesse sábado, 26.

O evento contou com a presença do governador Antonio Denarium, dos prefeitos de Alto Alegre, Pedro Henrique, de Normandia, Dr. Raposo, de Uiramutã, Benísio Roberto, além de secretários, vereadores, tuxauas da região e aproximadamente 300 indígenas de comunidades de várias localidades.

O Agroindígena faz parte do Programa Agro em Campo realizado pelo Governo de Roraima em todos os municípios do Estado desde 2019. Nas comunidades indígenas, teve início em 2020, coordenado pela SEI (Secretaria Estadual do Índio) em parceria com outros órgãos do Estado que, juntos, ajudam a fomentar a agricultura familiar indígena e não indígena.

O governador Denarium falou da importância do apoio do Governo às comunidades indígenas com a entrega de maquinários, insumos e assistência técnica.

“É o maior projeto de agricultura indígena familiar da história de Roraima. Em 2020, plantamos 800 hectares de milho e de feijão. Em 2022, serão plantados 1.500 hectares na agricultura familiar indígena e 1.500 hectares da agricultura familiar não indígena. Hoje, o lançamento do plantio de 2022 na comunidade de Sucuba, o Governo está entregando novos tratores, caminhões, adubo, calcário, todos os implementos necessários para a produção mecanizada em comunidades indígenas, valorizando todos que trabalham e produzem”, destacou o chefe do Executivo.

Lideranças indígenas e autoridades governamentais destacaram a importância do projeto

O 1º tuxaua de Sucuba, Dogivaldo Tomás Caetano, ressaltou o apoio que os indígenas estão recebendo do Governo.

“Hoje é um dia muito importante, histórico.  Pela primeira vez, aqui na comunidade de Sucuba, está acontecendo esse evento. O lançamento oficial do Agroindígena. Agradecemos ao governador por estar dando essa oportunidade para nós. A gente tem muito que agradecer em nome da comunidade. O trabalho não para com a parceria também com os prefeitos vamos ampliar muito mais essa área”, disse.  

O prefeito de Alto Alegre destacou a valorização e o suporte que o Governo tem dado ao município em todos os segmentos e agradeceu ao governador por ter escolhido Alto Alegre para o pontapé inicial do projeto.

“Agradeço ao governador pelo apoio que tem dado ao município de Alto Alegre em todas as áreas. Hoje, em especial, às comunidades indígenas. O trabalho está chegando a todos os municípios de Roraima, a todas as comunidades indígenas”, afirmou Pedro Henrique.

O secretário do Índio, Marcelo Pereira, falou do desafio que recebeu do governador para promover o desenvolvimento e a autossustentabilidade das comunidades indígenas.

“A gente sempre diz que as comunidades indígenas de Roraima precisam de oportunidade e essa oportunidade está chegando. Em 2021, foram 800 hectares plantados e agora, em 2022, vamos trabalhar em 1.500 hectares. Não só o projeto de grãos, vamos trabalhar 100 unidades do projeto de frangos, a criação 150 mil alevinos, 45 unidades de cultivo de hortaliças e 45 hortas medicinais, o fortalecimento do artesanato, da dança e da culinária, de forma que a gente possa dar oportunidade para as comunidades indígenas se inserirem no mercado e se tornarem autossustentáveis”, destacou o secretário.

O Estado de Roraima conta com uma população de aproximadamente 120 mil indígenas, 80 mil vivem nas comunidades. São 33 terras indígenas e dentro dessas terras indígenas são 719 comunidades

As comunidades a serem atendidas estão divididas em oito municípios e, em cada localidade, serão atendidas 10 famílias, beneficiando 570 famílias ao todo.

Vistoria em estradas

Ainda no sábado, 26, o governador Antonio Denarium, acompanhado do secretário de Infraestrutura, Edilson Damião, e do prefeito de Alto Alegre, Pedro Henrique, vistoriou as obras de recuperação da estrada que dá acesso à comunidade do Boqueirão, que estava há mais de dez anos sem reparos, e a obra de asfaltamento de 48 quilômetros da estrada do Taiano. Destes, 28 já estão asfaltados.

“O nosso Governo tem o maior programa de recuperação de estradas da história de Roraima. Já são mais de três mil quilômetros de estradas vicinais recuperadas, além de já termos construído aproximadamente 300 novas pontes”, frisou o governador.

Avalie este item
(0 votos)

Equipes da PCRR (Polícia Civil de Roraima) ministraram uma capacitação aos funcionários da Roraima Energia, tendo como foco o crime de furto e estelionato de energia. A iniciativa é fruto de um acordo de cooperação técnica, que visa fortalecer o combate aos desvios e furtos de energia elétrica e ocorreu na última sexta-feira, 25.

Participaram da ação pela PCRR, a delegada titular da DRCAP (Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Administração Pública), Magnólia Soares, e o perito criminal do IC (Instituto de Criminalística), João Euclides. Eles ensinaram como deve ser a conduta ao constatar os crimes e como colher as provas necessárias para o inquérito policial.

“Esclarecemos sobre a diferença entre furto e estelionato, e tudo que a perícia precisa ter em mãos para comprovar a materialidade do crime. Uma vez que um laudo bem feito precisa de boas fotografias e um bom relato do crime para que os responsáveis possam ser indiciados”, explicou a delegada. 

De acordo com Magnólia Soares, a parceria com a concessionária ocorre desde 2019. “O resultado desse trabalho em conjunto é a autuação dos envolvidos e a conclusão das investigações, tendo a responsabilização judicial. Assim, as pessoas que responderam judicialmente perceberam que o crime não compensa”, avaliou a titular da DRCAP.

O gerente substituto e coordenador das equipes de dispersão e ligação nova da Roraima Energia, Fábio Almeida, destacou a importância do trabalho em conjunto com a PCRR.

“O resultado da parceria está claro. A gente tinha uma perda comercial entre 22% a 25% e hoje, com as capacitações, a gente está com uma perda entre 7% e 8%. Isso é o resultado do apoio que tivemos da Polícia”, afirmou.

Almeida destacou ainda que a empresa visa oferecer um serviço de qualidade sem prejudicar os clientes.

“A nossa ideia não é prejudicar o cliente, mas que a gente possa oferecer um bom serviço para sociedade. Furtar energia causa danos na nossa rede e na casa daqueles que usam o serviço, por isso é importante inibir este tipo de situação”, frisou.

Almeida ressaltou ainda que a população necessita entender que, de fato, é diretamente afetada pelo furto de energia.

 "Quando a própria população entender isso, ela própria irá combatê-lo, porque o valor de tudo que é furtado é dividido e cobrado na fatura pela ANEEL [Agência Nacional de Energia Elétrica], que subsidia as empresas de energia que ficam com o prejuízo. Por isso, quanto menos furto tiver, menor será a conta de energia de todos”, concluiu.

CAPACITAÇÃO - Realizada semestralmente, a capacitação é voltada para aperfeiçoar e atualizar o atendimento dos técnicos de energia nas situações de furto ou estelionato, com disciplinas teóricas e práticas aplicadas tanto pelos agentes da Roraima Energia quanto pelos da PCRR.

Desta vez o curso foi dividido em quatro turmas, com cinco dias de aula cada.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sefaz (Secretaria da Fazenda), antecipou para esta segunda-feira, dia 28, o pagamento do salário dos mais de 25 mil servidores estaduais, das administrações direta e indireta, referente ao mês de março.

Os créditos em conta estarão disponíveis a partir das 14 horas para que haja tempo da instituição financeira abastecer todos os caixas eletrônicos e atender da melhor maneira possível essa antecipação. Com a medida, serão injetados mais de R$ 200 milhões na economia local.

O governador Antonio Denarium destaca que a antecipação do pagamento, que estava previsto para o dia 31, conforme o calendário lançado em janeiro, é reflexo do saneamento das contas públicas, que permite um melhor planejamento dos gastos.

“Os servidores são a 'máquina' que movimenta a administração pública. E, desde o início da minha gestão, tenho buscado meios de valorização e reconhecimento deles, com capacitações, progressões, enquadramentos, condições adequadas de trabalho e o pagamento do salário dentro do mês trabalhado”, pontuou o governador Antonio Denarium.

De acordo com o secretário da Sefaz, Marcos Jorge, o trabalho conjunto das Secretarias colaborou para que fosse feita essa antecipação do pagamento.

“A equipe da Segad [Secretaria de Gestão e Administração] se debruçou sobre o fechamento da folha de pagamento, pois teve de fazer todos os cálculos devido à reposição salarial de 11% concedida pelo governador Antonio Denarium, e nossa equipe na Sefaz agilizou os trâmites para que a lista fosse enviada ao banco em tempo hábil, para que o pagamento caia na conta do servidor na segunda-feira pela manhã”, explicou.

CALENDÁRIO DE PAGAMENTO

O Governo do Estado lançou, no início do ano, o calendário de pagamento de 2022.

No mês de março, o pagamento será creditado em conta nesta segunda-feira, dia 28. Nos meses subsequentes, fica da seguinte forma: abril (28); maio (26); junho (30); julho (28); agosto (31); setembro (29); outubro (27); novembro (30); e dezembro (22).

A primeira parcela do 13º salário será creditada na conta do servidor no dia 30 de junho, juntamente com o salário daquele mês. Já a segunda parcela será paga dia 30 de novembro, junto com o salário do mês.

Domingo, 27 Março 2022 10:33

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 406.808 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.062 foram confirmados, sendo 30.231 por RT-PCR e 124.831 por teste rápido, 251.750 descartados, sendo 67.957 por RT-PCR e 183.793 por teste rápido e 2.144 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.212 em Alto Alegre, 1.278 no Amajari, 119.542 casos foram notificados em Boa Vista, 2.889 em Bonfim, 3.669 no Cantá, 3.085 em Caracaraí, 2.460 em Caroebe, 1.597 em Iracema, 2.881 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.780 em Pacaraima, 3.901 em Rorainópolis, 1.933 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.405 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.729 em Alto Alegre, 2.403 em Amajari, 197.184 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.412 em Bonfim, 4.136 no Cantá, 4.099 em Caracaraí, 3.253 em Caroebe, 1.868 em Iracema, 3.863 em Mucajaí, 1.067 em Normandia, 7.777 em Pacaraima, 6.391 em Rorainópolis, 3.047 em São João da Baliza, 2.030 em São Luís e 785 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.144 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.618 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 62 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 53 de Pacaraima, 71 de Rorainópolis, 12 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

 

Além disso, 152.710 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.173 em Alto Alegre, 1.252 em Amajari, 117.787 são de Boa Vista, 2.853 de Bonfim, 3.622 no Cantá, 3.023 em Caracaraí, 2.439 em Caroebe, 1.566 em Iracema, 2.834 em Mucajaí, 961 em Normandia, 2.725 em Pacaraima, 3.827 em Rorainópolis, 1.919 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.339 em Uiramutã.

 

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

Com o intuito de desenvolver a agricultura no Estado e aproximar as grandes instituições financeiras, o Governo de Roraima, por intermédio do Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural), fomenta a produção no campo por meio do crédito rural.

“O objetivo é possibilitar a aproximação do homem do campo com as agências bancárias, para que ele consiga obter as linhas de crédito tão necessárias para expandir sua produção”, destacou o governador Antonio Denarium.

De acordo com o presidente do Iater, Marlon Buss, o Instituto irá atuar de forma contínua para que todos os produtores possam ser alcançados. “Nós pretendemos levar ao homem do campo, o agricultor familiar, uma estrutura nova, com o custeio agrícola, investimento para melhorar as suas condições de trabalho e, com isso, conseguir melhor produtividade. Estamos dimensionando esse volume. A meta é chegarmos a até R$50 milhões, por meio da Desenvolve Roraima e de outras instituições financeiras”, frisou Buss.

O gerente de Crédito e Incentivo Fiscal, José Roberto da Silva, explica o que o produtor rural pode esperar do trabalho do Iater para captar recursos. “Hoje, com a reunião que realizamos, fechamos todas as metas que temos, vamos iniciar o ano com todos os agentes financeiros, e o produtor pode esperar com certeza que conseguiremos atender a todos. Recurso tem, o Governo Federal disponibilizou as agências financeiras como o Banco da Amazônia, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e o nosso Governo do Estado, por meio da Desenvolve Roraima, também disponibiliza recursos para que possamos atender a agricultura familiar”.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Segad (Secretaria da Gestão Estratégica e Administração) e em parceria com o Centro Universitário Estácio da Amazônia, oferece uma equipe de acadêmicos para auxiliar os servidores públicos estaduais com as declarações de Imposto de Renda e com a emissão da Cédula C.

Para desfrutar dessa comodidade, os interessados devem agendar, via Whatsapp, pelo número 98127-1201. Os atendimentos serão feitos até o dia 23 de abril.

O atendimento é realizado no Campus da Estácio, na Rua Jornalista Humberto Silva, 308, bairro União, no horário das 14h às 18h, de segunda a sexta-feira, no bloco do Núcleo de Apoio Fiscal - NAF.

O secretário de Administração, Anselmo Gonçalves, ressalta o apoio que a Estácio sempre tem dado aos servidores estaduais. “Ficamos felizes com essa parceria, buscamos sempre o melhor para os servidores públicos, e a Estácio é uma parceira que nos ajuda sempre. A ideia é agilizar o atendimento aos servidores estaduais, deixando-os satisfeitos”, disse.

De acordo com o coordenador do curso de Contabilidade da Estácio, professor Eduardo Merlin, o Centro Universitário está pronto para colaborar. “Caso o contribuinte tenha alguma dificuldade na declaração, dispomos de uma equipe pronta para ajudar, ou, ainda, dificuldade de locomoção, a Instituição providenciará uma maneira de atendê-lo. O importante é que todos façam suas declarações em tempo hábil", afirmou.

Merlin pede ainda que os servidores contribuam, levando uma lata de leite em pó, que será doada a uma instituição de caridade.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima levou, neste sábado, 26, serviços especializados do programa Governo Sem Parar aos moradores do Cauamé e de bairros circunvizinhos. A ação interinstitucional oferece, todo fim de semana, atendimentos diversos à população e ocorreu das 9h às 14h, no Colégio Estadual Militarizado Professora Maria Nilce Macedo Brandão. Conforme os organizadores, mais de três mil pessoas foram atendidas.

Com uma dinâmica de aproximação maior com a sociedade, por meio de ação itinerante, o Governo Sem Parar oferta a cada edição atendimento médico com especialistas; orientações sobre variados procedimentos oferecidos por instituições estaduais para empresas e pessoas físicas; emissão de Carteira de Identidade; entrega de óculos e de cadeiras de rodas; além de atividades recreativas e culturais.

“Estamos em mais uma ação do Governo Sem Parar. Temos hoje aqui diversas Secretarias oferecendo atendimentos, trazendo para mais perto da população os serviços do Governo do Estado, que está trabalhando, apoiando todos os segmentos, no social, na infraestrutura, na segurança, na educação e na saúde”, enfatizou o governador Antonio Denarium.

Uma das pessoas atendidas hoje foi a técnica de enfermagem aposentada, Teresa Cristina Magalhães, de 63 anos, moradora do bairro Paraviana. Ela fez consulta com o oftalmologista e destacou a importância da ação.

“A ação é maravilhosa. São oferecidos muitos serviços, consultas com especialistas, entrega de óculos e de outros equipamentos para quem precisa.  Muitas pessoas não teriam acesso a tudo isso. É difícil para quem não tem condições financeiras. Esse programa é espetacular”, afirmou.

A manicure Cleidimar Maria, de 36 anos, moradora do bairro São Bento, foi receber os óculos do filho. Ele é uma das mais de 500 pessoas beneficiadas neste sábado com o recebimento de óculos, após atendimento com o oftalmologista em ações anteriores.

 “O Governo está trazendo atendimento para quem realmente precisa. Meu filho tem 22 anos, faz tempo que ele precisava usar óculos, e a gente nunca teve condições para comprar. Agora conseguimos receber”, disse.

A consulta com o oftalmologista é uma das mais procuradas. O imigrante Ronald Josué Garcia também foi atendido pelo especialista, passou pela Ótica, e receberá os óculos nos próximos dias.

“A gente chegou e o atendimento já tinha começado bem cedo. Foi ótimo, rápido e organizado, inclusive na parte da Ótica”, disse Ronald.

De acordo com a secretária de Saúde, Cecília Lorenzon, são realizados cerca de 800 atendimentos médicos a cada ação. “Conforme a nossa rotina de trabalho, atenderemos 800 pessoas com consultas médicas e mais de 500 óculos serão entregues. Em relação aos números gerais, são mais de três mil pessoas passando aqui hoje”, enfatizou.

 

Serviços

 

Entre os serviços ofertados no Governo Sem Parar, estão: atendimento médico com especialistas, orientações para empresas, emissão de RG; atendimentos sobre CNH; atendimento e orientação sobre microcrédito a empreendedores; sobre abertura de empresas e serviço gratuito de certidões simplificadas, orientação jurídica nas diversas áreas, em especial direito de família; informações sobre o Auxílio Empreendedor; atendimentos diversos da Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima), entre outros.

Avalie este item
(0 votos)

O Estado de Roraima foi representado pelo Delegado Geral, Eduardo Wayner Brasileiro, no encontro promovido pelo MJSP (Ministério da Justiça e Segurança Pública), por meio da Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública), e que reuniu o CONCPC (Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil). A reunião foi realizada nesta sexta-feira, 25, em Brasília.

O encontro destacou a importância do alinhamento do trabalho de enfrentamento à criminalidade.

Foram discutidas as boas práticas e os principais problemas enfrentados em cada capital, como crimes envolvendo o novo cangaço, crimes cibernéticos, crimes contra a mulher, delitos cometidos em áreas rurais, roubo a bancos, roubo de cargas, dentre outras situações que envolvem diretamente a atuação de organizações criminosas, além das ações implementadas ao combate à criminalidade.

Entre os participantes, o secretário nacional de Segurança Pública, Renato Paim, que conduziu a reunião e alinhou demandas com o Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil e a delegada Nadine Anflor, presidente do CONCPC e chefe da Polícia Civil do Rio Grande do Sul.

Segundo Eduardo Wayner, o encontro foi importante, pois permitiu conhecer a realidade dos Estados, identificando as problemáticas e as soluções que vêm sendo implementadas.

Avalie este item
(0 votos)

Com o propósito de fortalecer ainda mais a agricultura familiar em Roraima, o Governo do Estado segue firme com as ações voltadas para o apoio ao homem do campo. Uma das estratégias colocadas em prática para fomentar a produção agrícola, o Agro em Campo, chega em 2022 com a meta de aproximar ainda mais o produtor rural das instituições que atuam nessa área, atendendo às famílias indígenas e não indígenas.

A terceira edição do evento, realizado pelas Secretarias de Agricultura e do Índio e parceiros, está marcada para os dias 28 de março a 01 de abril, na Vila Nova Petrolina, no município de Caracaraí. As equipes técnicas visitarão as propriedades rurais com orientações, identificação de demandas e atendimento das necessidades.

O primeiro ano do Agro em Campo, em 2019, marcou o início da celeridade nas ações de governo para o fomento da agricultura familiar. No ano passado, as atividades foram mais discretas por causa da pandemia. Este ano, o encontro será realizado com força total para atender ao maior número de famílias.

“O nosso objetivo é levar mais qualidade de vida para o homem do campo, incluindo produtores indígenas e não indígenas, e o Agro em Campo tem a proposta de levar aos produtores, em um mesmo momento, todas as informações sobre o trabalho que o Governo tem realizado em cada uma das instituições que atuam nessa área”, esclareceu o governador Antonio Denarium.

No Agro em Campo o produtor rural tem todas as orientações necessárias sobre como produzir mais e melhor, como adquirir crédito para ampliar a produção, esclarecimentos sobre como obter a licença ambiental e certificação da propriedade.

“São informações fundamentais que devemos levar para todos eles, e garantir com isso que estes produtores saibam como ter acesso aos serviços importantes para manter a sua produção e de que forma podem contar com o apoio do Governo”, complementou o secretário de Agricultura, Emerson Baú.

“Na Secretaria do Índio o objetivo é dar a assistência para que as comunidades indígenas tenham condições de colocar em prática as suas atividades agrícolas, com o foco de levar aos produtores os serviços públicos de regularização fundiária e ambiental, crédito rural e os dados referentes à assistência técnica e extensão rural para as comunidades, como medida de diminuição da distância entre os órgãos públicos e os produtores”, ressaltou o secretário do índio, Marcelo Pereira.

Parcerias reforçam ação de Governo   

A programação será realizada em parceria com o Iteraima (Instituto de Terras e Colonização de Roraima), Aderr (Agência de Defesa Agropecuária), Femarh (Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos) e Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural). 

O Iater levará a assistência técnica para os produtores rurais da região, o Iteraima participará com o serviço de regularização de pendências dos processos junto ao Instituto, a Femarh vai fazer a demonstração do Plantio do Programa Roraima Verde, que visa à implantação de 30 hectares de eucalipto, contemplando um dos eixos do Programa que é o apoio aos setores produtivos do agronegócio. Já a Aderr levará serviços de educação sanitária, orientações sobre o Certificado Fitossanitário de Origem - CFO e o Certificado Fitossanitário de Origem Consolidado – CFOC, além de orientações sobre a 43ª Campanha de Vacinação Contra a Febre Aftosa e sobre as pragas quarentenárias.

Estratégias vão ampliar produção agrícola nas comunidades indígenas  

As medidas incluem a ampliação das políticas públicas destinadas às comunidades indígenas, entre elas o Agro indígena, um Programa de implementação de projetos no setor agropecuário, com foco na produção de grãos das culturas de milho e feijão.

Esse ano a meta é possibilitar a ampliação da área de produção das comunidades indígenas, alcançando 1500 famílias. Há ainda outras medidas em andamento como por exemplo o Projeto de Piscicultura, com a proposta de uma produção de 300 mil quilos de alevinos, beneficiando cerca de 700 famílias. Outro projeto é a avicultura para alavancar 88 comodidades e ter cerca de 450 famílias atendidas.

“Vamos implementar ainda projetos voltados para o reflorestamento em parceria com a Femarh, para a plantação de eucalipto, açaí e buriti e realizar a horta sustentável, com a produção de legumes e verduras para garantir às famílias indígenas a produção de produtos importantes para a nutrição e venda do excedente. Além do artesanato e a culinárias que são outras áreas exploradas para agregar qualidade, dando visibilidade em nível local e nacional, e mostrando às comunidades a importância da qualidade na hora da produção”, reforçou o secretário do Índio.

Avalie este item
(0 votos)

Em virtude da queda no número de casos de internações e de óbitos por covid-19, a Secretaria de Saúde, está colocando em prática mudanças no fluxo de rotina nas unidades hospitalares da rede estadual.

A medida visa garantir o atendimento de todas as demandas de saúde relacionadas ou não à pandemia, dando a população a assistência necessária em todas as áreas.

Nesse sentido, a partir da próxima segunda-feira, 28, o serviço que era prestado para pacientes com a doença no pronto atendimento do Hospital Estadual de Retaguarda Covid-19 será oferecido no Pronto Atendimento Cosme e Silva, situado na rua Delman Veras, s/n, no bairro Pintolândia.

A diretora geral do Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento, Patrícia Renovato, destaca que o atendimento para pacientes com covid-19 que necessitem de acompanhamento em leito de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) continuará sendo prestado na unidade, por se tratar da maior referência hospitalar do Estado.

“O Hospital Geral é a unidade referência para os casos graves da doença, e desta forma os leitos de UTI e de suporte ventilatório serão mantidos. Isso significa que não haverá nenhuma alteração nesse fluxo de atendimento, uma vez que ainda estamos em pandemia e as mudanças visam a continuidade do atendimento”, ressaltou a diretora.

A coordenadora Geral de Vigilância em Saúde, Valdirene Oliveira, ressalta que o monitoramento da covid-19 continuará a ser realizado, mesmo com a queda da incidência de casos da doença.

“Continuaremos dando todo o suporte técnico e a análise de risco epidemiológica dos casos, e assim dando suporte a gestão e fazendo os alertas sempre que necessário”, enfatizou.

ENTENDA O FLUXO

Com a mudança, o Pronto Atendimento Cosme e Silva passará a fazer a triagem de pessoas sintomáticas respiratórias para covid-19. Caso o paciente venha a apresentar critério para internação, seja em leito clínico ou UTI, a unidade fará o encaminhamento do mesmo para o HGR.

“Queremos tranquilizar a população e dizer que nenhum paciente ficará sem atendimento, pois a preocupação do Governo do Estado de atender toda a população continua sendo o foco do nosso trabalho. O que vai ser feito é apenas uma reorganização no fluxo de atendimento, visto que hoje temos um maior controle da pandemia que nos possibilita fazer as mudanças”, esclareceu Patrícia.

 

Avalie este item
(0 votos)

Os investimentos do Governo para melhorar a saúde de Roraima seguem a todo vapor. Nesta sexta-feira, dia 25, o Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento recebeu novos equipamentos que vão reforçar a realização dos procedimentos cirúrgicos e exames de imagem da unidade.

Os equipamentos foram destinados para o Bloco E Governador José de Anchieta, inaugurado no dia 11 de março. A ideia é começar a utilizá-los já nos próximos dias, conforme explica o diretor administrativo do HGR, Edgar Hoover.

“São três torres para procedimentos de videolaparoscopia e um tomógrafo. Essas torres serão usadas para a realização de cirurgias gerais e também artroscopia, urologia, otorrino e neurocirurgia, enquanto o tomógrafo será usado para atendimento de demandas internas da urgência e emergência do HGR”, explicou.

Hoover conta ainda que as equipes que farão o manuseio dos equipamentos já passaram por treinamento, o que deve ajudar na diminuição no tempo de espera de pacientes que aguardam por procedimentos na unidade.

“As três torres chegaram esta semana e foram montadas nesta quinta-feira, dia 24. A equipe que vai operar esses equipamentos passou por treinamento para iniciar as cirurgias. O tomógrafo já estava na nossa unidade, foi energizado e agora segue para o término do protocolo final de instalação”, disse.

Avalie este item
(0 votos)

Um dos grandes entraves para Roraima é a energia elétrica, uma vez que o Estado ainda não é ligado ao Sistema Interligado Nacional e, desde 2019, é gerada por meio de termelétricas movidas a combustível, fonte cara e poluidora, que gasta cerca de 700 a 1.100 litros de combustível diariamente.

Para mudar essa matriz, duas novas usinas termelétricas, movida à biomassa de floresta reflorestada, do tipo Acácia Mangium, começarão a funcionar em Roraima. A inauguração do projeto, que teve apoio do Governo de Roraima, será nesta segunda-feira, dia 28, em uma das unidades construídas, localizada a 44,8 quilômetros da Capital, no município do Cantá.

Ao assumir o Governo, o governador, Antonio Denarium, iniciou o diálogo com o presidente da República, Jair Bolsonaro, para viabilizar a realização de leilão para geração de energia elétrica para Roraima. “Sensível à necessidade do nosso Estado, o presidente Bolsonaro imediatamente atendeu ao nosso pedido e em maio de 2019 foi feito o leilão”, frisou o governador.

Após esse processo do leilão, relembrou Denarium, para a execução e viabilização do projeto e da geração de empregos, a atual gestão liberou, por meio de decretos publicados em janeiro de 2021, benefícios fiscais para o consórcio de empresas Oxe Energia, responsável pelas usinas. A corporação também foi beneficiada com isenções fiscais, com base na Lei Estadual 215.

“Foram 1.000 empregos criados diretamente e mais 300 postos indiretos somente na construção dessas duas usinas. Toda essa mão de obra foi necessária para que este empreendimento fosse criado e cumprisse seu objetivo: criar energia limpa e de qualidade para o nosso povo. E com o início das atividades, mais postos de trabalho serão criados”, disse o governador.

As duas novas usinas fazem parte do projeto de quatro usinas que serão geridas pelo Consórcio Oxe Energia, sendo elas Bonfim, Cantá, Pau Rainha e Santa Luz. Cada uma delas gerará 10 MW de energia, totalizando 40 MW quando as quatro unidades estiveram em pleno funcionamento. O investimento foi de R$ 365 milhões.

O presidente da Femarh (Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos), Glicério Fernandes frisou que, com a produção dessa capacidade de energia, com baixa emissão de carbono, Roraima terá uma grande conquista, uma vez que a oferta de energia propicia o crescimento da economia local e traz maior segurança a todos os empreendimentos do nosso Estado.

“Esse complexo de geração de energia fica implantado no munícipio de Boa Vista, na região de Jacitara, e no município de Cantá, na região da Serra da Lua. É um empreendimento que impulsionará, cada vez mais, o setor do agronegócio no nosso Estado”, complementou.

O INÍCIO DE TUDO

A partir de 2001, Roraima passou a ser abastecido, primordialmente, por energia elétrica oriunda da Venezuela e, secundariamente, por termelétricas locais.

Entretanto, em março de 2019, a transmissão de energia do país vizinho foi interrompida. Com isso, a energia do Estado passou a ser gerida por meio das termelétricas existentes por aqui, fontes caras e extremamente poluentes.

Com o diálogo entre o governador Denarium e o presidente Bolsonaro, para amenizar a problemática, a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) realizou leilão, com o objetivo de encontrar projetos que supram essa demanda da Capital de localidades próximas.

A vitória da Oxe Energia no leilão do órgão, com o projeto “Térmica a Biomassa”, foi o pontapé inicial para garantir a diversificação do suprimento de fontes energéticas em Roraima e na região Norte do Brasil, por meio de alternativa com baixo potencial poluidor e com menores custos de implantação e manutenção.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio do Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural) realizou na manhã desta sexta-feira, dia 25, um alinhamento com a equipe responsável por realizar os procedimentos de melhoramento genético de gado de corte e leiteiro no Estado.

O Programa Iater IATF garante a inseminação artificial do gado, tanto de produtores indígenas, quanto aos produtores agro-familiares. Com isso, o Governo de Roraima incentiva a produção e o crescimento da pecuária no Estado.

“Determinei que a o pequeno produtor fosse valorizado com todos os incentivos possíveis. A nossa pecuária fortalecida com o melhoramento genético vai transformar a nossa produção de leite e gado de corte”, ressaltou o governador Antonio Denarium.

Marlon Buss, presidente do Iater, explica o alinhamento proposto durante a reunião.

“Nós já tínhamos um trabalho em andamento. Agora, nós estamos dimensionando para atender mais pecuaristas, montamos uma nova versão nas atividades propostas. Vamos melhorar as condições para que todo mundo possa participar e atingir uma pecuária mais evoluída em nosso Estado”, salientou.

O programa Iater IATF tem o objetivo primordial na melhoria da qualidade do rebanho, conforme indica o médico veterinário do Iater, Denylson Nantes.

“Com essa apresentação, sentimos um incentivo muito grande do Instituto e do Governo do Estado neste projeto. A gente já está realizando este trabalho na área indígena e com pequenos agricultores no sul do Estado, o município do Cantá já vai fazer, e logo em seguida será do município de Bonfim”, explicou.

Denylson Nantes fala ainda da satisfação em constatar as primeiras vacas prenhas, já resultado das inseminações, após os primeiros protocolos.

“Hoje, já estamos com a média de 200 vacas prenhas e acreditamos que vamos conseguir mais 200 nas próximas inseminações. Daqui a nove meses, vamos estar em condições bem melhores com o nascimento destes bezerros”, declarou.

Avalie este item
(0 votos)

Ao longo desta semana as escolas da rede se mobilizaram para discutir temáticas sobre o Dia Mundial da Água, celebrado no dia 22 de março. Nesta sexta-feira, dia 25, ocorreu o encerramento das atividades.

A Escola Estadual Penha Brasil, no bairro Aparecida, realizou o projeto “A gota d'água", realizado durante esta semana, com amostras de canto, poesia, cartazes, desenhos e redações feitas pelos alunos. Também foi realizada palestra sobre “Criação de peixes ornamentais e cuidados com aquários”.

Para a professora Marly Bernardo, coordenadora do projeto que ocorre na escola desde 2013, é necessário conscientizar os alunos sobre a importância da preservação da água, para que eles possam levar esses pensamentos para suas famílias, a fim de que alcance toda a comunidade.

“Toda a sociedade é beneficiada quando nós desenvolvemos desde cedo em nossos alunos a consciência e o respeito aos recursos naturais e ensinamos que todos os recursos são finitos e devem ser preservados”, completou.

Desde o dia 14 de março a escola trabalha com a temática e alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental realizaram de maneira interdisciplinar, atividades como redações, acrósticos, desenhos e cartazes temáticos. Estudantes que se destacaram nas produções foram premiados com mini aquários com peixes e outros brindes.

A estudante do 9º ano, Karoline Gonzaga, produziu uma redação intitulada “Nossos 3%”, e utilizou conhecimentos adquiridos nas aulas de Ciências para produzir o texto. “Nós aprendemos que de toda a água presente no planeta, apenas 3% dela é doce, e ideal para o consumo”, disse a aluna.

Ela falou ainda sobre o conhecimento que adquiriu com as atividades propostas. “A conscientização sobre os cuidados com a água tem que começar em nós, que vamos passar esses conhecimentos para nossas famílias e amigos, incentivando a economia desse recurso tão essencial em casa, em ações do dia a dia, como escovar os dentes e lavar roupa”, disse a estudante.

Atividades da Semana da Água ocorreram em outras escolas da Capital

Estudantes da Escola Estadual Cívico Militar Fagundes Varela participaram de uma ação conjunta com a Femarh (Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos) no Parque Anauá.

Os estudantes ajudaram na coleta de embalagens descartadas no chão do Parque e realizaram o plantio de 25 mudas de ipê, 25 de açaí e 25 de jacarandá, em volta do Lago dos Americanos.

Já na Escola Estadual Major Alcides Rodrigues dos Santos, os alunos realizaram com o apoio do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), uma blitz educativa para alertar os motoristas sobre os cuidados com a água.

Na oportunidade, os estudantes também receberam palestras educativas sobre o tema ministradas por profissionais da Seed (Secretaria Estadual de Educação) e Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima).

Avalie este item
(0 votos)

No bairro Pedra Pintada, 10 ruas receberão infraestrutura urbana com pavimentação, drenagem e sistema de esgotamento sanitário. O Governo do Estado já lançou o edital de licitação para concorrência das empresas interessadas em executar o serviço que vai proporcionar melhor qualidade de vida aos moradores.

“Este foi um compromisso importante que firmamos junto à população. É uma obra que vem para atender os cidadãos no sentido de valorizar as pessoas e os imóveis, ao dar mobilidade, resolver os problemas de poeira e lama, e trazer qualidade de vida para todos os moradores”, destacou o governador Antonio Denarium.

A obra conta com emenda parlamentar do deputado federal Carlos Nicoletti, com valor máximo para contratação de R$ 19.056.249,21. Os serviços envolvem ainda calçamento, sinalização de vias e a criação de espaços de acessibilidade para pessoas com deficiência física.

“O governo também trabalha na infraestrutura e desenvolvimento dos bairros da Capital. Essa obra busca dar melhores condições de vida para a população”, comentou o secretário de Infraestrutura, Edilson Damião.

Ao todo, será pavimentado um trecho de 33.376 metros quadrados, também serão feitos 2.655.20 metros de drenagem. Além disso, os serviços abrangem o esgotamento sanitário, com extensão de 6.961m e passeio com acessibilidade que terá ao todo 11.112,8 m².

Serão contempladas as ruas: ABC, Topázio, Olho de Tigre, Jaspe, Pérola, Quartzo, Amazonita e a área entre os canteiros da avenida Amazonita. Além disso, a rua RR-321 receberá os serviços de drenagem e sinalização viária.

O edital de licitação está disponível no portal da Seinf (Secretaria de Infraestrutura do Governo). Para mais informações basta acessar: http://www.seinf.rr.gov.br/

Avalie este item
(0 votos)

A movimentação de animais exige atenção das normas sanitárias por parte dos proprietários de caminhões e também pelos produtores rurais com seus próprios caminhões, pois o transporte irregular pode espalhar doenças e trazer danos para a economia de Roraima.

O transporte de animais precisa ser regularizado na Aderr (Agência de Defesa Agropecuária) para facilitar o rastreamento de veículos em caso de risco sanitário. Proprietários de caminhões podem fazer acessando o site do Sigaderr (Sistema de Gestão Agropecuária da Aderr), na página inicial do sistema, ou indo diretamente nas Unidades de Defesa Agropecuária e escritórios da Agência.

A fiscalização, que é feita pelo NFTA (Núcleo de Transporte e Aglomeração), tem realizado ações nas rodovias e vicinais do Estado com objetivo de controlar esse trânsito, a fim de evitar que o deslocamento de animais doentes, de uma propriedade para outra, possa causar danos a sanidade dos rebanhos de Roraima.

Para que a regularização seja feita, a Aderr tem orientado os caminhoneiros e produtores rurais proprietários de caminhões, para providenciarem a documentação, evitando assim problemas no transporte de animais. No momento, segundo informou Pamela Nascimento, chefe do NFTA, estão sendo feitas notificações de advertência.

“Durante a 43ª Campanha de vacinação contra Febre Aftosa, que começa no dia 1º e vai até o dia 30 de abril, muitos produtores que possuem caminhões podem ir nas UDAS ou acessar o Sigaderr para realizar o cadastro do veículo, para regularizar o transporte de animais. Essa ação é importante para as ações de controle sanitário da Aderr”, ressaltou Pamela.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo do Estado, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), promove nesta sexta-feira, dia 25, o curso de capacitação sobre “Estratificação de Risco à Atenção Primária à Saúde”. A iniciativa é da Coordenação Geral de Atenção Básica e Centro de Referência de Saúde da Mulher Maria Luíza Castro Perin.

O curso tem como objetivo abordar aspectos relacionados à estratificação de risco gestacional, tendo como público alvo 180 profissionais, entre médicos e enfermeiros que atuam em unidades básicas de saúde dos municípios de Amajari, Boa Vista, Bonfim e Uiramutã. A programação será realizada na ETSUS (Escola Técnica de Sistema Único de Saúde de Roraima), localizado na Rua Uraricoera, 1346, no São Vicente, das 14h às 18h.

De acordo com a coordenadora Geral de Atenção Básica, Helena Castelo Branco, serão debatidos assuntos fundamentais que tratam da gestação de alto risco, incluindo fatores de risco com foco na construção de um novo modelo de assistência à saúde.

“A estratificação de risco gestacional, ajuda a identificar de forma precoce os fatores de riscos presentes na gestão, permitindo a intervenção preventiva e cuidados necessários para proteção da mãe e do bebê. Além disso, auxilia na padronização do pré-natal, voltado para diretrizes clinicas”, ressaltou Helena.

A estratificação de risco gestacional em linhas gerais, se refere à vigilância contínua sobre o desenvolvimento da gestação para identificação de fatores de riscos, tais como suas condições de saúde e sociais, possibilitando o direcionamento das intervenções preventivas às gestantes de risco habitual e a atenção diferenciada às de alto risco.

Importância do PlanificaSUS para Roraima

O projeto PlanificaSUS tem como finalidade apoiar o corpo técnico-gerencial das secretarias estaduais e municipais de Saúde, na organização dos macroprocessos da APS e da Atenção Ambulatorial Especializada (AAE), permitindo desenvolver a competência das equipes para o planejamento e a organização da atenção à saúde, com foco nas necessidades dos usuários sob sua responsabilidade, baseando-se em diretrizes clínicas, de acordo com o Modelo de Atenção às Condições Crônicas (MACC).

Avalie este item
(0 votos)

Nesta sexta-feira, dia 25, a Seed (Secretaria de Educação e Desporto) divulgou o resultado final do Processo Seletivo para contração de Profissionais Intérpretes de Libras (Língua Brasileira de Sinais) para o atendimento do público alvo da educação especial, matriculados na rede pública estadual de ensino.

As duas listas com o resultado final do seletivo estão disponíveis nos murais da Seed e foram enviadas para publicação no Diário Oficial do Estado. O resultado também pode ser consultado nas redes sociais da Seed (Facebook @SeedRoraima).

Para Intérpretes, foram ofertadas 50 vagas, sendo 36 para Capital e 14 para o Interior. Para os Cuidadores, 150 vagas, sendo 80 para a capital e 70 para o interior. Do total de vagas ofertadas. Os profissionais contratados terão uma carga horária de trabalho de 30 horas semanais e remuneração de R$ 1.332.

"O governo de Roraima sempre buscou maneiras de melhorar a vida de pessoas da educação especial. Com respeito, qualificação e dedicação dos nossos professores, os alunos da rede estadual merecem as melhores condições possíveis para o desenvolvimento, dentro de suas limitações.", destacou o governador Antonio Denarium.

O objetivo é atender escolas da rede estadual de ensino na zona urbana e rural, além de formação de Cadastro de Reserva.

Os classificados devem se apresentar para lotação e assinatura de contratos na Seed conforme abaixo:

28.03 - Candidatos aprovados para Boa Vista - Sexo feminino

29.03 - Candidatos aprovados para Boa Vista Sexo masculino

30.03 - Candidatos aprovados para o interior

A presidente da Comissão dos Processos Seletivos, Rosalete Saldanha, explica que, como todos os processos seletivos, foi cumprido o rito das publicações de cada etapa no Diário Oficial e agora finaliza com a contratação desses profissionais.

“É importante que os classificados fiquem atentos para o horário de chegada junto ao departamento de Recursos Humanos na Seed, munidos com toda a documentação que o edital solicitou", disse.

INVESTIMENTO

De acordo com Censo Escolar, a rede estadual de ensino atende 1.763 estudantes na Educação Especial, que são aqueles que apresentam deficiências diversas como a surdez, autismo e deficiência visual. Para os investimentos nos materiais pedagógicos inclusivos, os recursos na ordem de R$ 197 mil são do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação). 

Avalie este item
(0 votos)

O Estado de Roraima segue em alto crescimento econômico. Prova disso é a marca de US$ 35,9 milhões em exportação de produtos roraimenses atingida em fevereiro deste ano. É o maior índice registrado no Estado desde 1997.

Os dados são da Coordenadoria Geral de Estudos Econômicos e Sociais (CGEES) da Seplan (Secretaria do Planejamento e Orçamento), com base nos dados do Portal Comex Stat, do Ministério da Economia.

“Isso é reflexo do forte potencial de Roraima para se tornar um grande expoente econômico dentro do Brasil. Temos produtos de qualidade para vender e o governo tem trabalhado para mudar o cenário produtivo do nosso Estado”, frisou o governador Antonio Denarium.

Segundo o estudo, houve um ganho de US$ 2,5 milhões a mais em relação a janeiro deste ano. Em comparação com o mesmo período de 2021, foram arrecadados US$ 33,1 milhões em exportações, o que significa um aumento de 34% entre um ano e outro.

Os dados da Seplan apontam que os produtos mais exportados foram: enchidos de carne (linguiça) com o valor de US$ 8,3 milhões; margarina com o valor de US$ 7,5 milhões; preparações alimentícias com o valor de US$ 4,4 milhões; óleo de soja com o valor de US$ 2,2 milhões; açúcares no valor de US$ 1,8 milhões e agentes orgânicos com o valor de US$ 1,4 milhões. Todos estes produtos foram vendidos para a Venezuela

O secretário-adjunto de Planejamento e Orçamento, Fábio Martinez, ressaltou a parceria comercial com a Venezuela como um dos fatores para o alto resultado. Entretanto, ele também salientou a venda da soja, que é atualmente o principal produto de exportação do Estado.

“A soja é o nosso principal produto de exportação, mas é sazonal, tanto é que agora no mês de fevereiro, não teve exportação de soja. Mas a gente não pode esquecer desse grande produto, que vem aumentando sua produção e, consequentemente também, sua exportação”, explicou.

Sobre as vendas para a Venezuela, Martinez destacou que o Estado e o país vizinho tem sido grandes parceiros comerciais desde que, por lá, foram liberados os impostos para compra de materiais essenciais.

“É claro que, também por conta dos embargos americanos, principalmente nos portos venezuelanos, acabou estimulando para que a Venezuela comprasse por via terrestre dos parceiros aqui. No caso, Roraima e o próprio Amazonas também foram os grandes beneficiados, por assim dizer”, disse o secretário adjunto.

“A gente continua abastecendo o mercado venezuelano. Boa parte desses produtos de fato não são produzidos aqui em Roraima, a gente acaba intermediando. Mas ainda assim o lucro e a margem de comercialização ficam aqui, os empregos também ficam aqui. É uma vantagem, um impacto muito grande para o PIB de Roraima essa movimentação tão acentuada. E a tendência natural é que a gente permaneça nisso”, complementou.

Avalie este item
(0 votos)

Quatro postos avançados do IIOC (Instituto de Identificação Odílio Cruz) da Polícia Civil, trabalharão com o horário ampliado para emissão do RG (Registro Geral). A ação, faz parte da política de proximidade do Governo de Roraima com a população, por meio do programa "Seu RG na Mão".

Nós municípios de Normandia, Alto Alegre e São Luiz do Anauá, os serviços já estão com horário de atendimento estendido. Antes era até às 13h30.

Com a mudança, o atendimento será das 7h30 às 17h30, de segunda à sexta-feira, sem intervalo para o almoço. A partir de segunda-feira (28), o novo horário passa a valer para o município de Iracema.

De acordo com o diretor do IIOC, Hênio Stânio Lima Andrade, a ampliação do horário de atendimento facilita o acesso da população aos serviços oferecidos pelo Instituto.

“Estamos trabalhando para que os serviços sejam acessíveis à toda sociedade, facilitando o atendimento, conforme orientação do Governo do Estado. A previsão é que em 120 dias todos os municípios que dispõem do serviço ofereçam a emissão do RG durante todo dia”, disse o diretor.

Em Normandia o Posto Avançado atende a população durante todo o dia, no Centro de Assistência do Município. Em Alto Alegre o Instituto disponibiliza os serviços na sede da DPE (Defensoria Pública do Estado). Em São Luiz a emissão do RG funciona na sede da DPE.

Em Iracema o horário de emissão do RG será estendido a partir de segunda-feira, (28). O Posto Avançado do funciona no Centro Comercial da cidade.

Atualmente em Roraima, além da Capital que conta com dois postos de atendimento, 9 municípios também já disponibilizam os serviços do IIOC: Alto Alegre, Caracaraí, Pacaraima, Amajari, Rorainópolis, Iracema, Mucajaí, São Luiz do Anauá e São João da Baliza.

O delegado geral, Eduardo Wayner, destacou que o objetivo do Governo do Estado é que os serviços tenham horários ampliados, para facilitar a vida do cidadão que precisa do documento.

"Levando os serviços até os municípios, o Governo de Roraima amplia sua carta de serviços, ajuda o cidadão a reduzir gastos, pois será desnecessário que as pessoas se desloquem para outras cidades em busca do documento”, finalizou o delegado.

DOCUMENTOS - Somente a primeira via da Carteira de Identidade é gratuita. Os documentos necessários para solicitar o documento são: Certidão de Nascimento original e a cópia para quem é solteiro ou de Casamento (original e cópia), aos casados. Além disso, deve-se apresentar também o comprovante de residência. Não é necessário levar fotografia.

Para emissão da segunda via, o cidadão deve acessar o site da Sefaz: www.sefaz.rr.gov.br, clicar no banner escrito “Dare Avulso” e preencher seus dados, inserir o código da Receita 8095 – Segurança Pública, depois selecione Cédula de Identidade Segunda via e confirmar.

O valor da taxa é de R$ 54,93. Com o boleto pago, o cidadão deve apresentar o comprovante juntamente com os documentos citados acima, no momento em que for solicitar a segunda via.

Sexta, 25 Março 2022 09:12

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 406.026 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 154.973 foram confirmados, sendo 30.231 por RT-PCR e 124.742 por teste rápido, 251.053 descartados, sendo 67.839 por RT-PCR e 183.214 por teste rápido e 2.144 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.210 em Alto Alegre, 1.277 no Amajari, 119.467 casos foram notificados em Boa Vista, 2.888 em Bonfim, 3.669 no Cantá, 3.085 em Caracaraí, 2.458 em Caroebe, 1.590 em Iracema, 2.881 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.780 em Pacaraima, 3.901 em Rorainópolis, 1.933 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.405 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.716 em Alto Alegre, 2.402 em Amajari, 196.557 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.411 em Bonfim, 4.128 no Cantá, 4.099 em Caracaraí, 3.222 em Caroebe, 1.868 em Iracema, 3.860 em Mucajaí, 1.067 em Normandia, 7.771 em Pacaraima, 6.390 em Rorainópolis, 3.046 em São João da Baliza, 2.030 em São Luís e 785 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.144 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.618 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 62 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 53 de Pacaraima, 71 de Rorainópolis, 12 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 152.611 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.171 em Alto Alegre, 1.250 em Amajari, 117.706 são de Boa Vista, 2.852 de Bonfim, 3.621 no Cantá, 3.023 em Caracaraí, 2.437 em Caroebe, 1.559 em Iracema, 2.833 em Mucajaí, 961 em Normandia, 2.725 em Pacaraima, 3.827 em Rorainópolis, 1.919 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.339 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

A tuberculose ainda é um sério e desafiador problema de saúde pública global. Em 2020, cerca de dez milhões de pessoas adoeceram por tuberculose e 1,5 milhão morreram em decorrência da doença no mundo.

Nesta quinta-feira, 24, Dia Mundial de Combate à Tuberculose, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde, reforçou a importância da prevenção à doença. Iniciou as atividades com uma oficina para os coordenadores de Atenção Básica dos municípios e capital, técnicos das ONGs responsáveis pela população imigrante e distritos sanitários indígenas, para discutir a situação da tuberculose no Estado, avaliar os indicadores epidemiológicos e operacionais, ações e estratégias para o controle em 2022.

De acordo com dados repassados pela gerente do Núcleo de Controle da Tuberculose, Angela Maria Feliz Alves Oliveira, em 2021, foram diagnosticados em Roraima, 349 casos de TB. Destes, 314 (90%) foram casos novos. A doença acomete todas as idades com predominância na faixa etária de 16 a 59 anos, com 85,5% dos casos e afetou principalmente o sexo masculino com 72,7% dos casos.

“O núcleo trabalha a questão do monitoramento dos casos notificados através do sistema, apoio aos municípios e equipes que nos procuraram para tirar dúvidas sobre a doença, encaminhamento para o centro de referência de tuberculose, visitas de monitoramento aos municípios, capacitação de recursos humanos. Hoje no dia mundial de combate à doença, vários municípios estão realizando atividades ao longo de todo o dia. Estivemos pela manhã no Dsei Leste realizando uma palestra sobre a prevenção da doença”, destacou a gerente Angela Oliveira.

O Núcleo Estadual de Controle da Tuberculose vem realizando ações contínuas para manter o controle da doença, visitas técnicas, monitoramento dos casos notificados, assessoria técnica aos municípios, Unidades Básicas de Saúde, saúde indígena, reuniões, capacitações, programação e distribuição dos medicamentos, articulação com a rede laboratorial de diagnóstico, controle e autorização para distribuição de medicamentos, reuniões online com vários setores (imigrantes, laboratórios, vigilância do óbito) em parceria com o Ministério da Saúde.

Vale ressaltar que durante a pandemia do Coronavírus, o Estado teve que reorganizar a rede de diagnóstico para tuberculose, garantindo a continuidade dos serviços, e com isso, conseguiu manter um número de casos diagnosticados esperados pelo Ministério da Saúde.

Avalie este item
(0 votos)

A parceria entre as iniciativas pública e privada tem fortalecido cada vez mais a saúde em Roraima. Nesta quinta-feira, 24, a Secretaria de Saúde recebeu a doação de equipamentos da Drogasil, uma das maiores redes de drogarias do Brasil. 

Os itens foram entregues no período da tarde, no almoxarifado da Coordenadoria Geral de Assistência Farmacêutica, que fica no bairro Caimbé, em Boa Vista. Parte do material também vai ser destinado para ajudar nas atividades do Bloco E do Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento.

“É sempre louvável esse tipo de ação por parte da Drogasil para Roraima e cabe destaque que no passado, quando a empresa estabeleceu a sua primeira unidade aqui, eles realizaram uma doação para o HGR. A gente recebe essa doação de braços abertos e com imensa gratidão”, destacou Charles Gonçalves, coordenador da CGAF.

Ao todo, foram doados 3 computadores; 5 relógios de parede; 3 banquetas com três degraus; 5 armários de aço; 7 beliches em aço; 5 cadeiras do tipo longarina, com três acentos cada; 15 lixeiras plásticas com pedal de 100 litros; 15 lixeiras plásticas com pedal de 50 litros; e 15 lixeiras plásticas com tampa de 30 litros.

A entrega dos equipamentos foi acompanhada pela gerente da Drogasil em Roraima, Jéssica dos Santos, que falou da importância da doação.

“Essa ação vem reforçar a nossa cultura de cuidar da saúde e bem-estar das pessoas em todas as etapas da vida e também incentivar os empresários locais a doarem. A iniciativa privada pode fazer muito mais pela população do que vem fazendo hoje”, salientou.

Avalie este item
(0 votos)

O 1º Batalhão da Polícia Militar de Roraima tem desenvolvido diversas ações de prevenção e alerta para a população. Uma delas é denominada "Polícia de proximidade", voltada para questões sociais, trabalhando diretamente com a sociedade e evitando ações repressivas.

Com a chegada de novos policiais, novas viaturas e retorno das aulas presenciais, guarnições do programa Polícia na Rua são designadas diariamente para irem até as escolas públicas e particulares com intuito de conversar com alunos e professores, apresentando palestras sobre patriotismo, segurança pública, motivação e principalmente, aproximação dos roraimenses com a PMRR.

Até o momento, 21 escolas estão dentro do cronograma para receberem essas visitas. O capitão do 1º Batalhão, Adriano Lopes, reforça a importância dessa aproximação.

"Pretendemos visitar o máximo de escolas possíveis durante esse primeiro semestre. O principal critério para a seleção é a localidade das escolas, geralmente mais afastadas ou em bairros com margem criminal um pouco mais elevada. Fortalecendo a presença da Polícia, damos ao estudante a oportunidade de ter na escola um ambiente sem as influências do crime”.

Para a gestora da escola Major Alcides Rodrigues dos Santos, Ana Ilza, é uma grande honra receber os militares na escola com uma ação tão significativa voltada aos jovens.

“Eu vejo com muita importância esse projeto que vem agregar e somar valores aos nossos alunos. É uma parceria muito importante que a sociedade só tem a agradecer ao governo.” ressaltou Ana.

Em Normandia, recentemente a PMRR também contribuiu com a Polícia Civil em palestras com temas relacionados ao combate a diversos ilícitos, como violência doméstica e familiar contra a mulher, violência sexual, direcionadas aos alunos do Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano, da Escola Estadual Indígena Ko’Ko Luíza, que atende às comunidades Santa Cruz, Serra Grande, Macaco, Jiboia, Nova Amizade, Piaba, Lameiro e Reforma.

Avalie este item
(0 votos)

Manhã de quinta-feira agitada na Escola Estadual São Vicente, durante a programação da Semana da Água, promovida pelo Governo de Roraima, por meio da parceria entre a Seed (Secretaria de Educação e Desporto), Femarh (Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos), Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) e Detran (Departamento Estadual de Trânsito).

As atividades começaram com blitz educativa na área externa do colégio, por alunos do 6º ano do Ensino Fundamental que utilizaram cartazes e mudas de plantas para sensibilizar motoristas sobre o tema, já nas salas de aula alunos do 7º, 8º ano e 9 º ano participaram de palestras, dinâmicas de grupo e o jogo interativo no “tabuleiro sustentável” (tapete móvel utilizado pela Caer).

“Nestes primeiros quatro dias de ação é gratificante ver que o envolvimento das equipes que integram a gestão de governo tem dado certo e muitos alunos estão sendo envolvidos nesse trabalho tão importante que é a preservação da água e o combate ao desperdício”, esclareceu o governador Antonio Denarium.

De acordo com o chefe da divisão de gestão e planejamento hídrico da Femarh, Rogério Gonçalves, a parceria tem possibilitado mostrar para crianças e jovens, o conhecimento sobre o monitoramento dos recursos hídricos de Roraima, com foco nos cuidados por todos os cidadãos.

“Temos participado sempre porque a educação ambiental nos dá a oportunidade de divulgar um pouco do nosso trabalho de monitoramento dos nossos recursos hídricos com o acompanhamento de 23 pontos na capital e interior, ou seja, aproveitamos ações como essa para mostrar que o ser humano precisa e deve cuidar dos nossos rios”, complementou.

A professora Aldeciria Magalhães, que leciona a disciplina de ciências, ressalta que a Escola tenta executar de forma contínua ações que envolvam os alunos na educação ambiental, para que desde cedo aprendam a preservar os recursos naturais e que mantenham a cultura de cuidar seja dentro ou fora de casa.

“Quando a gente fala em meio ambiente precisamos tratar de questões importantes, pois a maioria de nós pensa no meio ambiente como algo separado do ser humano e na verdade não é, então os trabalhos de educação ambiental na escola visa envolver os alunos  e mostrar que eles estão dentro do meio ambiente e fazem parte desse universo, ou seja, nosso objetivo é fazer eles enxergar que estão inseridos no meio ambiente onde vivemos, em qualquer lugar em que estamos e fazer o exercício de cuidar de independente do lugar onde eles estejam, preservando e cuidando”, ressaltou.

Escola é reconhecida por prêmios recebidos na área de educação ambiental –

A Escola que possui 410 alunos e 76 servidores explora a preservação ambiental por meio do Projeto “Agenda 21”, onde os professores junto com a equipe de gestão desenvolvem diferentes projetos sobre meio ambiente, e incentivam os alunos na busca por estratégias e medidas com o intuito de manter a preservação ambiental. 

De acordo com a gestora da escola Francirene Grana, entre os projetos desenvolvidos estão “Quem apaga não paga”, relacionado ao cuidado com a economia de energia, “Quem usa não abusa”, para evitar o desperdício de água, a “Horta do Guri”, para que os estudantes aprendam utilizar a natureza de forma sustentável, iniciativas que garantiram destaque em diversos eventos ambientais.

“Nós nos preocupamos muito com a questão ambiental e durante essa semana da água nós motivamos os alunos através de projetos que visam a economia da água, e por isso reforçamos os trabalhos de conscientização para que eles levem essa ideia para fora da comunidade, o que tem gerado resultados positivos, pois é muito engraçado e interessante que a gente recebe relatos dos pais de que a gente precisa ter economia na hora do banho, na hora de regar a planta, na hora de lavar a louça e enfim a gente percebe que temos conseguido uma abrangência muito grande, o que é gratificante”, ressaltou a gestora.

A aluna Brenda Ferreira de 11 anos aprendeu o recado e pretende reforçar com a família e as pessoas mais próximas.

“Eu aprendi que é muito importante cuidar bem da água e preservar, é sempre bom economizar água em casa, na escola e onde a gente estiver, principalmente em casa e conversar com os pais, mães e irmãos pequenos de que a gente devemos economizar água principalmente na hora de escovar os dentes para não deixar a torneira aberta com água derramando, e na hora de tomar banho evitar demorar muito no banho, porque é um desperdício e isso é muito ruim”, disse a aluna do 6° ano.

Nesta sexta-feira, pela manhã, as palestras e jogos interativos da programação da Semana da Água incluirão os alunos da Escola Estadual Major Alcides Rodrigues, na Avenida dos Imigrantes, S/N, no bairro Asa Branca.

Avalie este item
(0 votos)

Com foco na política de prevenção às drogas, a Delegacia de Repressão ao Entorpecente da Polícia Civil realizou palestras e ações de prevenção às drogas na Vila da Penha, no município de Mucajaí.

A ação aconteceu na Escola Estadual Nossa Senhora da Penha, nesta quarta-feira, dia 23. De acordo com a delegada Geral adjunta, Darlinda de Moura Santos Viana, a Polícia Civil vem realizando trabalhos sociais, voltados à prevenção às drogas junto às escolas estaduais, tanto na Capital, quanto no interior.

“Além do trabalho de repressão, a Polícia Civil trabalha também a prevenção, levando palestras nas escolas, conversando com a juventude, mostrando sobre a atuação do crime organizado e como os criminosos têm agido para cooptar os jovens para o tráfico de drogas”, explicou a delegada.

Ao todo, 250 alunos com idades entre 11 a 17 anos, foram atendidas pelo trabalho. As palestras e os trabalhos voltados à prevenção às drogas foram conduzidos pelos agentes de Polícia Francival Lima e Patrício Rodrigues e os escrivães Lidemar Felizardo e Elisângela Castro. 

Ao longo do trabalho, o delegado Herbert de Amorim, falou sobre crimes cibernéticos. Os policiais fizeram exposição sobre os tipos de drogas, demonstrando os malefícios que causam à saúde e a vida social das pessoas.

Ao longo do trabalho, uma equipe do IIOC (Instituto de Identificação Odílio Cruz), realizou uma espécie de mutirão para emitir RG (Registro Geral), uma vez que muitos jovens não tinham o documento de identificação.

“Esse trabalho já ocorre na Polícia Civil e atendemos conforme a demanda das escolas. É um trabalho importante, porque visa exatamente trabalhar a juventude, mostrando a eles que a vida tem várias perspectivas de conquistas e que o caminho das drogas somente pode levá-los à destruição”, destacou a diretora.

Avalie este item
(0 votos)

O Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) elegeu nesta quarta-feira, dia 23, em Brasília, a diretoria para o biênio 2022/2023. A secretária de Saúde de Roraima, Cecília Lorenzon, foi eleita para um dos cargos de titular do conselho fiscal.

“É com muita honra que assumo esse papel dentro do Conselho Fiscal. Nossa entrada no Conass não só coloca o estado de Roraima em destaque, mas também reforça o protagonismo da região Norte dentro dessa entidade tão importante para a saúde do país”, destacou Cecília.

O secretário da Saúde do Espírito Santo, Nésio Fernandes de Medeiros Júnior, assumirá como presidente do conselho. O Conass é a entidade que reúne os secretários de saúde de todos os estados e integra a Comissão Intergestores Tripartite (CIT).

Criado em fevereiro de 1982, o Conass está sediado na capital federal. A entidade tem a missão de promover a articulação e a representação política da gestão estadual do Sistema Único de Saúde (SUS), proporcionando apoio técnico às secretarias estaduais de saúde, por meio da disseminação de informações, produção e difusão de conhecimento, inovação e incentivo à troca de experiências e de boas práticas.

A diretoria do Conass é composta pelo presidente, cinco vice-presidentes regionais, pela Comissão Fiscal e por representantes do Conass na Agência Nacional de Saúde e representantes do Conass no Conselho Consultivo da Anvisa.

Confira abaixo a composição da Diretoria do Conass – Biênio 2022/2023

PRESIDENTE

Nésio Fernandes de Medeiros Junior – SES/ES

VICE-PRESIDENTES

Região Norte: Juan Mendes Da Silva – SES/AP

Região Nordeste: Cipriano Maia de Vasconcelos – SES/RN

Região Sudeste: Fábio Baccheretti Vitor – SES/MG

Região Sul: À Definir

Região Centro Oeste: A definir

CONSELHO FISCAL

Titulares

André Longo – SES/PE

Cecilia Smith Lorenzon Basso – SES/RR

Paula Augusta Maia de Faria Mariano – SES/AC

Suplentes

A definir

REPRESENTANTES DO CONASS NA ANVISA

Titular: Alexandre Chiepp – SES/RJ

Suplente: René Santos (Conass)

REPRESENTANTES DO CONASS NA ANVISA

Titular: Jean Gorinchteyn – SES/SP

Suplente: Maria Cecília (Conass)

SECRETÁRIO EXECUTIVO

Jurandi Frutuoso

Avalie este item
(1 Votar)

Uma delegação composta por 20 atletas e dois treinadores vai participar entre os dias 9 e 16 de abril da Go Cup 2022, tradicional competição infantil de futebol que este ano acontece na cidade de Aparecida de Goiânia, em Goiás. As passagens de ida e volta para o campeonato foram garantidas pelo Governo do Estado por meio do programa “Mais Esporte, Mais Cidadania”, executado pela Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social). 

Mais de 250 equipes de todo o país estão inscritas para a oitava edição da Go Cup. Roraima está representada pela escolinha de futebol do Flamengo. “O Governo é um grande incentivador do esporte em Roraima. Para o coordenador da unidade, Tarsis Almeida, o apoio do Governo foi fundamental para os atletas concretizarem o sonho de participar de uma das maiores competições infantis do Brasil.

“A expectativa é a melhor possível, vamos em busca de representar da melhor maneira o nome de Roraima, por meio de nossa escolinha. Eu particularmente estou muito otimista com um resultado positivo e ao mesmo tempo agradecido pelo apoio do governo de Roraima em nos proporcionar a participação com a doação das 22 passagens”, destacou.

Na avaliação da secretária Tânia Soares, o programa Compete Roraima oportuniza a realização do sonho de muitos atletas de participar de competições nacionais e internacionais.

“Com esse atendimento são mais de 300 atletas já beneficiados com bons resultados para o esporte local. Temos buscado por meio de nossa coordenadoria de esporte oferecer esta chance de evidenciar o quanto temos bons talentos em Roraima em diversas modalidades esportivas”, disse.

COMPETE RORAIMA – Desenvolvido pela Coordenação de Esportes da Setrabes, o “Compete Roraima” é uma das iniciativas do programa “Mais Esporte, Mais Cidadania”, que desenvolve políticas públicas voltadas ao esporte local por meio de várias ações. O projeto tem como principal objetivo dar suporte técnico aos atletas, com oferecimento de oficinas e qualificações, auxílio financeiro e material, além do apoio com o translado do desportista para as competições.

Avalie este item
(1 Votar)

Os investimentos na saúde de Roraima não pararam. Na tarde desta quarta-feira, dia 23, foi assinada a ordem de serviço para ampliação de mais uma unidade, o Centro de Referência de Saúde da Mulher Maria Luiza Castro Perin.

"Ontem inauguramos o Centro de Referência em Saúde de Rorainópolis, já inauguramos a nova maternidade do município e agora estamos assinando a ordem de serviço para a reforma e ampliação do Centro de Referência de Saúde da Mulher. A nossa intenção é ampliar a qualidade diária de atendimentos e equipar melhor a unidade", destacou o governador Antonio Denarium.

Serão construídos quatro novos consultórios que somados aos oito disponíveis atualmente vão possibilitar o atendimento de mais pacientes. Um desses locais terá 13.32 m², enquanto os demais serão de 14.37 m².

A ampliação também vai possibilitar a criação de mais uma sala de fisioterapia de 27.73 m², um auditório de 52.96 m², dois depósitos e um fraldário de 4.31 m². Para o secretário adjunto da Saúde, Edson Castro, a ampliação do Centro irá beneficiar ainda mais a população que necessita tanto de um atendimento de qualidade.

"Melhorar e ampliar o serviço sempre é necessário, e quem ganha com isso é a população. Como o próprio nome já diz, o Centro é uma unidade de referência para as mulheres e crianças no Estado e o Governo só está fazendo a sua parte, investindo na estrutura e contratação de novos profissionais ", completou Denarium.

ATENDIMENTOS REALIZADOS PELO CENTRO - De janeiro a dezembro de 2021, o Centro de Referência de Saúde da Mulher Maria Luiza Castro Perin realizou 53.384 atendimentos, uma média de 214 atendimentos por dia. Já nos dois primeiros meses de 2022, foram 7.037 atendimentos, média de 190 atendimentos por dia.

Orientações para mulheres e homens sobre planejamento familiar

Além de oferecer diversos serviços voltados para a saúde da mulher, a unidade também trabalha com ações para os homens, por meio de orientações sobre planejamento familiar.

Dentre as especialidades existentes para este público está a realização de procedimentos de vasectomia. Para tanto, é necessário que o interessado participe das palestras sobre o assunto.

De acordo com a diretora do Centro, Dra Marília Pinto, cada palestra tem duração de cerca de 30 minutos, e a atividade é realizada todas as sexta-feira, em dois momentos durante o dia, e nas quartas-feiras, no período da noite.

“Após assistir as palestras e receber todas as informações importantes, bem como ter a oportunidade de tirar dúvidas, o homem tem ainda 60 dias para decidir sobre a realização ou não do procedimento. O procedimento cirúrgico é realizado no próprio Centro de Referência, às quartas e sextas, durante o dia”, complementou a diretora.

Quinta, 24 Março 2022 09:16

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 405.950 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 154.956 foram confirmados, sendo 30.231 por RT-PCR e 124.725 por teste rápido, 251.002 descartados, sendo 67.839 por RT-PCR e 183.163 por teste rápido e 2.144 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.209 em Alto Alegre, 1.277 no Amajari, 119.452 casos foram notificados em Boa Vista, 2.888 em Bonfim, 3.669 no Cantá, 3.085 em Caracaraí, 2.458 em Caroebe, 1.590 em Iracema, 2.881 em Mucajaí, 997 em Normandia, 2.780 em Pacaraima, 3.901 em Rorainópolis, 1.933 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.405 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.710 em Alto Alegre, 2.402 em Amajari, 196.514 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.411 em Bonfim, 4.128 no Cantá, 4.099 em Caracaraí, 3.212 em Caroebe, 1.876 em Iracema, 3.860 em Mucajaí, 1.067 em Normandia, 7.771 em Pacaraima, 6.390 em Rorainópolis, 3.046 em São João da Baliza, 2.030 em São Luís e 785 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.144 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.618 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 62 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 53 de Pacaraima, 71 de Rorainópolis, 12 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 152.589 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.170 em Alto Alegre, 1.250 em Amajari, 117.687 são de Boa Vista, 2.852 de Bonfim, 3.621 no Cantá, 3.023 em Caracaraí, 2.436 em Caroebe, 1.559 em Iracema, 2.833 em Mucajaí, 960 em Normandia, 2.725 em Pacaraima, 3.827 em Rorainópolis, 1.919 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.339 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(1 Votar)

Os agricultores familiares do Projeto de Assentamento Caju II, Vicinal I e II, no município de Bonfim, receberam nesta terça-feira, dia 22, a primeira visita técnica para a implantação do projeto Lavoura Sustentável, com foco em lavouras de milho para a safra de 2022. A expectativa é que o Governo de Roraima viabilize até 1,5 mil hectares de plantação do cultivo de milho em todo Estado.

O presidente do Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural), Marlon Buss, acompanhado dos técnicos extensionistas e representantes da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), conversaram com um grupo de 16 produtores. Cada um poderá receber ajuda para custear até dois hectares.

"Nosso trabalho é dar condições para que os produtores da agricultura familiar fiquem aptos para produzir. Produzindo eles vão ter condições financeiras de dar continuidade em seus projetos e suas lavouras. Nós acreditamos plenamente na produtividade do homem do campo e vamos sempre investir com quem mais precisa", explicou o governador Antonio Denarium.

O presidente do Iater, Marlon Buss, explicou que no evento foi discutida a dinâmica da implantação do projeto, por meio da orientação dos técnicos, monitoramento e acompanhamento. “Hoje podemos ver a alegria desses agricultores, o sentimento de participar de uma proposta do governo, onde eles receberão atendimento e de uma ajuda, com todos os insumos para a lavoura de milho, que neste caso serão até dois hectares por família, que serão 16 famílias atendidas nesta proposta”, comemorou.

ALTA PRODUTIVIDADE

Com o incentivo de cultivos de alta produtividade, a estimativa é colher no mínimo 120 sacas de milho por hectare. O projeto Lavoura Sustentável será estendido para todo o Estado de Roraima.

“Todos os municípios serão contemplados nesta mesma versão que apresentamos aqui no Bonfim, onde serão identificados agricultores que tem esta condição, que tenha esta necessidade de serem atendidos por esta proposta do Governo de Roraima, esta foi a primeira reunião técnica e durante esta semana, e nos próximos 15 dias, todos os municípios terão este mesmo atendimento”, destacou o presidente do Iater.

A produtora Maria Aldenea, da associação do Baixadão do Bem-te-vi, localizada no Bom Intento, região rural de Boa Vista, falou sobre o incentivo. “Eu estou muito satisfeita, eu vi uma oportunidade que não tínhamos antes, a gente não era visto, hoje a gente tem um governo que está a favor da agricultura familiar. A primeira oportunidade e hoje estamos sendo apoiados pelo governo”, comemorou dona Maria.

O projeto chamou atenção dos moradores em relação à continuidade, além de acompanhar e monitorar a plantação de milho, um dos objetivos é dar condições financeiras aos agricultores familiares, conforme afirma o presidente do Iater. “Vamos incentivar a implantação de lavouras irrigadas, a exemplo da batata-doce. O resultado dessa cultura vai viabilizar o investimento da irrigação e o custeio da lavoura”, frisou Buss.

Avalie este item
(1 Votar)

As equipes da primeira turma de policiais femininas da Polícia Militar do Estado de Roraima participaram na manhã desta quarta-feira, dia 23, de uma qualificação sobre o atendimento às vítimas de violência doméstica, conhecendo as dependências e o funcionamento da Casa da Mulher Brasileira. Na oportunidade realizaram também a doação de kits de higiene pessoal.

Sob o comando da capitã Diana Oliveira, as policiais femininas foram recepcionadas pela coordenadora estadual de Políticas Públicas para as Mulheres, Graça Policarpo e pela titular das Setrabes, Tânia Soares, oportunidade em que foram entregues as doações de kits de higiene contendo absorvente, pasta de dente, sabonete e shampoo.

“É importante possibilitar as policiais femininas que conheçam como funciona este atendimento diferenciado por parte da Polícia Militar de Roraima, às mulheres vítimas de violência. Pelo contexto e relevância do serviço social de acolhimento oferecido pela Casa da Mulher Brasileira, elas tiveram a motivação de realizar a doação destes kits”, ressaltou.

A titular da Setrabes, Tânia Soares, destacou que a Casa da Mulher Brasileira tem recebido inúmeras visitas de instituições que visam conhecer como funciona a dinâmica de atendimento às vítimas e as ações de prevenção nas campanhas realizadas com o intuito de orientar como buscar atendimento.

“Em 2022 estamos completando três anos de atendimentos com mais de 10 mil mulheres acolhidas em vários serviços que oferecemos na Casa da Mulher Brasileira. Ao longo deste período realizamos em parceria ações itinerantes nos municípios, sempre com o foco na prevenção da violência contra a mulher. Ficamos muito felizes em receber a visita das policiais femininas que em breve estarão nas ruas oferecendo este atendimento”, informou.

Avalie este item
(1 Votar)

Na madrugada desta quarta-feira, dia 23, cabos elétricos do Centro de Captação de Água da Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima), em Mucajaí, foram mais uma vez furtados por criminosos, prejudicando o abastecimento de água potável na sede do município.

O sistema de captação local produz 180 mil litros/hora e está paralisado devido ao furto. A cidade está sendo abastecida pelos oito poços artesianos ativos, que não suprem a necessidade total, considerando que o Centro de Captação é que garante o fornecimento para todas as residências.

A diretoria da Companhia já esteve reunida com autoridades do município solicitando providências em situações anteriores e instalou câmeras de segurança na extensão da ponte por onde passam os cabos que alimentam o sistema de captação, o que não coibiu as ações dos criminosos. O presidente da Caer, James Serrador, lamentou o episódio.

“A Caer sobrevive do que arrecada. Mucajaí é um município deficitário, e esses furtos comprometem ainda mais nossa operação na cidade. É crucial que as forças de segurança façam rondas naquele local e que a prefeitura fiscalize os ferros velhos para combater esse crime contra a administração pública. Faremos todos os protocolos junto à Polícia Civil, a empresa não suporta esses prejuízos constantes”, pontuou James.

O caso será registrado junto à Polícia Civil e a equipe técnica da empresa está se deslocando de Boa Vista até Mucajaí para fazer a reposição dos cabos para reativação do Centro. A previsão é que o serviço seja concluído ainda hoje.

Avalie este item
(2 votos)

Nesta terça-feira, dia 22, a secretária de Educação e Desporto, Leila Perussolo, participou de uma reunião na comunidade Indígena Manoá, no município de Bonfim, a convite do tuxaua José Rodrigo.

O encontro contou com a participação de Gleide Almeida, chefe da Divisão de Educação Escolar Indígena da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), Gerson Cláudio, representante da Opirr (Organização dos Professores Indígenas de Roraima), além de pais, professores, estudantes e tuxauas de outras comunidades indígenas do município.

A secretária Leila ouviu todas as demandas apresentadas pelos representantes da comunidade e lideranças indígenas. Uma das principais pautas levantadas foi a reforma da Escola Estadual Indígena Nossa Senhora da Consolata, localizada na comunidade Manoá, e sobre a definição da gestão da unidade de ensino.

Leila Perussolo informou sobre a reforma prevista para a escola, com emenda da deputada federal Joênia Wapichana na ordem de R$ 579.200,00, e contrapartida do Estado na ordem de R$ 409.700,77.

Esclareceu que o projeto já foi autorizado pela Funai (Fundação Nacional do Índio) e está em análise no FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação). Além disso, a secretária apresentou e entregou documentos para a comunidade sobre outras reformas previstas para o município.

"O Governo de Roraima vem investindo na melhoria da Educação Indígena. Para o Bonfim, existem mais de R$ 7 milhões de emendas parlamentares destinadas para reformas, ampliações e construções de 11 escolas indígenas. Os processos estão todos tramitando. Além disso, realizamos agora o concurso público específico para professores indígenas além da contratação de motoristas e monitores de transporte escolar para atender o município com veículos do Programa Caminhos da Escola", informou a secretária.

Em relação à atual situação do prédio escolar, que está com a parte elétrica comprometida, a secretária informou que já foi solicitada à Seinf (Secretaria de Infraestrutura) a revisão de toda a parte elétrica da escola. Ela lembrou ainda que a unidade de ensino já recebeu 175 carteiras escolares, seis kits refeitórios e cadeiras para salas administrativas, as quais foram entregues em agosto de 2021. Além disso, a escola também recebeu máquina impressora multifuncional para auxiliar nas atividades pedagógicas da instituição.

"Gostei muito da secretária ter vindo aqui. Ela disse que viria e veio. Cumpriu o compromisso e está aqui nos ouvindo e trazendo também as ações realizadas pelo Estado" , disse a professora Maria Luzineide.

SOBRE O FUNCIONAMENTO DA ESCOLA

A Escola Estadual Nossa Senhora da Consolta atualmente atende 385 estudantes do Ensino Fundamental, Médio e EJA (Educação de Jovens e Adultos).

A unidade está com a APM (Associação de Pais e Mestres) inadimplente, o que impede o recebimento de recursos para execução de diversos programas federais, incluindo recursos para pequenos reparos na estrutura física. Algumas turmas da escola estavam funcionando no barracão da comunidade sem consentimento ou autorização da Seed.

Em relação à gestão da escola, a secretária informou que existe o respeito às indicações realizadas pelas comunidades para o cargo, porém, destacou que a partir do momento em que o gestor é imbuído de um cargo público, tem direitos e deveres a serem cumpridos junto à administração pública, ressaltando que nomeação e exoneração são atos discricionários da administração pública.

Ainda durante o encontro, a comunidade Manoá  reunida juntamente com o Tuxaua e a Secretária, entraram em consenso e foi definido o retorno do professor Alan Douglas para a gestão da escola, o qual havia sido exonerado na semana passada.

"Acatei a decisão da comunidade, porém, com compromisso firmado junto à gestão da escola para regularizar, o mais breve possível, a APM e PP [Projeto Pedagógico] da instituição de ensino que, atualmente, encontram-se irregulares", ressaltou a secretária Leila, explicando que sem o PP aprovado, os atos da escola ficam comprometidos.

Ela explicou que foi concedido o prazo de dois anos para que as escolas indígenas se regularizassem junto ao Conselho Estadual de Educação. O prazo já foi encerrado e muitas escolas ainda precisam se regulamentar, incluindo a Escola Estadual Nossa Senhora da Consolata.

Para o Tuaxau Rodrigo, a reunião foi bastante produtiva. "Foi um momento bom de diálogo. Não devemos só reivindicar, mas devemos olhar e cobrar a nossa comunidade também em seus deveres. A reunião foi positiva, nos unimos e decidimos situações em conjunto", disse o Tuxaua.

Quarta, 23 Março 2022 09:05

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(2 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

 

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

 

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 405.591 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

 

Destes 154.903 foram confirmados, sendo 30.229 por RT-PCR e 124.674 por teste rápido, 250.688 descartados, sendo 67.730 por RT-PCR e 182.958 por teste rápido e 2.144 óbitos.

 

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.204 em Alto Alegre, 1.274 no Amajari, 119.431 casos foram notificados em Boa Vista, 2.888 em Bonfim, 3.669 no Cantá, 3.085 em Caracaraí, 2.458 em Caroebe, 1.568 em Iracema, 2.881 em Mucajaí, 996 em Normandia, 2.780 em Pacaraima, 3.900 em Rorainópolis, 1.933 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.405 em Uiramutã.

 

Já sobre os casos descartados, 3.693 em Alto Alegre, 2.401 em Amajari, 196.288 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.411 em Bonfim, 4.126 no Cantá, 4.098 em Caracaraí, 3.182 em Caroebe, 1.876 em Iracema, 3.859 em Mucajaí, 1.065 em Normandia, 7.770 em Pacaraima, 6.370 em Rorainópolis, 3.046 em São João da Baliza, 2.030 em São Luís e 785 em Uiramutã.

 

O estado também contabiliza 2.144 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.618 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 62 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 53 de Pacaraima, 71 de Rorainópolis, 12 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

 

Além disso, 152.555 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.165 em Alto Alegre, 1.246 em Amajari, 117.674 são de Boa Vista, 2.852 de Bonfim, 3.620 no Cantá, 3.023 em Caracaraí, 2.436 em Caroebe, 1.550 em Iracema, 2.833 em Mucajaí, 960 em Normandia, 2.724 em Pacaraima, 3.827 em Rorainópolis, 1.919 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.33 em Uiramutã.

 

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(2 votos)

O Governo do Estado, por meio do IIOC (Instituto de Identificação Odílio Cruz) da Polícia Civil, está realizando um mutirão para emissão de RG (Registro Civil) na área indígena Raposa Serra do Sol.

O trabalho é realizado em parceria com o Tribunal de Justiça e a Defensoria Pública do Estado. A emissão das carteiras de identidade, teve início na segunda-feira, (21) e segue até sábado, dia 26 de março.

De acordo com o diretor do IIOC, Hênio Stânio de Andrade, essas ações possibilitam que os cidadãos que estão mais distantes da capital e sedes de municípios, tenham acesso aos seus documentos.

“Possibilitamos que as pessoas que vivem nas comunidades indígenas, nos mais difíceis acessos, possam tirar seu RG, garantindo assim seu registro civil sem precisar ter que se deslocar até um posto de atendimento, seja na capital ou nas sedes dos municípios do Estado”, disse o diretor

De acordo com informações do delegado geral, Eduardo Wayner, o Governo do Estado de Roraima vem por meio dessas ações facilitar o acesso ao RG, que é um documento de extrema importância para o cidadão.

BONFIM - A emissão de documentos também será realizada no município de Bonfim, entre os dias 23 e 25 de março. O RG poderá ser expedido na sede do município, na Escola Municipal Oscar Fernandes da Costa.

DOCUMENTOS - Seja nas ações itinerantes ou na sede do IIOC e nos postos avançados, somente a primeira via da Carteira de Identidade é gratuita. Os documentos necessários para solicitar o documento são:  Certidão de Nascimento original e a cópia para quem é solteiro ou de Casamento (original e cópia), aos casados. Além disso, deve-se apresentar também o comprovante de residência. Não é necessário levar fotografia.

Para emissão da segunda via, o cidadão deve acessar o site da Sefaz: www.sefaz.rr.gov.br, clicar no banner escrito “Dare Avulso” e preencher seus dados, inserir o código da Receita 8095 – Segurança Pública, depois selecione Cédula de Identidade Segunda via e confirmar.

O valor da taxa é de R$ 54,93. Com o boleto pago, o cidadão deve apresentar o comprovante juntamente com os documentos citados acima, no momento em que for solicitar a segunda via.

Avalie este item
(2 votos)

As vicinais mais críticas de Rorainópolis passam pelos serviços de recuperação por meio do Programa Aqui Tem Obra, do Governo de Roraima.

Nesta terça-feira, dia 22, o governador Antonio Denarium esteve no Sul do Estado e aproveitou   para fiscalizar os serviços que estão em andamento em algumas vicinais da região.

No momento, o maquinário contratado pela Seinf (Secretaria de Infraestrutura) executa os trabalhos nas vicinais 11 ( 15km) e 25 (20km). Na ocasião, o governador também visitou a vicinal 02, onde está em execução a construção de uma ponte com extensão de 110 metros sobre o rio Anauá.  A obra está na fase de fundição.

Para recuperação dessas estradas e da ponte estão sendo investidos mais de R$ 2 milhões em recursos próprios do Governo do Estado.

“Esses serviços são essenciais para manter a trafegabilidade local e aumentar o escoamento da produção, gerar renda e melhorar as condições de vida dos produtores do Sul do Estado”, destacou o governador, Antonio Denarium.

Os serviços de recuperação de estradas estão espalhados em outras vicinais de Rorainópolis são: vicinal Zé do Valdo, vicinal Equador e vicinal 06.

Wesley Barbosa, de 19 anos, é ajudante de obra e foi contratado para os serviços que estão sendo executados na vicinal 02, em Rorainópolis.

Ele é morador da região e já tem experiência na construção de pontes. "Com a ponte, vai melhorar a vida de muitas pessoas", disse.

PAVIMENTAÇÃO- Os moradores do Sul do Estado também serão beneficiados com a pavimentação de 20km da vicinal 26, que liga o município de São João do Baliza à Nova Colina.

Na rodovia que liga a Vila Martins Pereira em Rorainópolis até a Vila Moderna, em São Luiz também receberá pavimentação. A obra já está em processo de licitação.

Avalie este item
(2 votos)

“Preservar a água é importante para a gente ganhar e manter as coisas lindas da natureza, porque se não preservar, a gente pode causar a destruição do mundo e provocar o caos, e se a gente jogar o lixo nos rios, mares e igarapés vamos destruir a natureza e matar os animais marítimos”, esse é o aprendizado que o estudante Emanuel Mota, de 12 anos, guardará após a produção da revista de história em quadrinhos em homenagem ao Dia Mundial da Água, celebrado nesta terça-feira, 22 de março.

E, para alcançar o maior número de alunos nas ações de sensibilização sobre o tema este ano, o Governo de Roraima apostou na integração entre as instituições que fazem parte da Administração Direta e Indireta. Por meio da parceria entre a Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima), Femarh (Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos) e Seed (Secretaria de Educação e Desporto), ao longo da semana uma programação variada é executada de forma simultânea nas escolas estaduais.

“O nosso objetivo é envolver toda a equipe no trabalho e, por isso, as instituições são chamadas para esse compromisso com o bem-estar coletivo, com a sociedade e com o meio ambiente, porque inseridos em um trabalho integrado é possível fortalecer o trabalho da Secretaria de Educação e da Caer”, esclareceu o governador Antonio Denarium.

 Hoje, pela manhã, a programação da semana proporcionou um dia de aula descontraído e interativo para os 239 alunos do 6º ao 9º ano, do Colégio Estadual Militarizado Professor Jaceguai Reis Cunha, no bairro Asa Branca.

“Com certeza essa parceria fortalece o trabalho, porque temos um objetivo afim e o público alvo são os alunos, então, é preciso que a gente desenvolva as parcerias para somar esforços e envolver o maior número de crianças e jovens para termos adultos conscientes da importância da água”, complementou Karen Gonçalves Ribeiro, chefe de educação ambiental e temáticas da Seed.

Divididos em ciclos de palestras, os estudantes receberam informações sobre como evitar o desperdício da água e manter em casa o tratamento correto da rede de esgoto.

“O Núcleo de Meio Ambiente da Caer trabalha o ano inteiro as ações voltadas para o saneamento, envolvendo o tema preservação da água, e estar aqui com os alunos nos deixa satisfeitos, pois parcerias como a de hoje nos dá a oportunidade de educar os alunos e fazer com que eles enxerguem os problemas ambientais e ajudem a buscar soluções”, enfatizou Airlene Carvalho, educadora ambiental da Caer.

De acordo com o gestor pedagógico da escola, Ângelo Augusto Coelho Freire, a atividade de hoje contribuiu com o processo de retomada presencial das aulas.

“O retorno das aulas presenciais está sendo diferente e, nesse sentido, precisamos utilizar estratégias que possibilitem o retorno dos alunos de forma mais dinâmica e criativa, e ações dessa natureza fortalecem o trabalho pedagógico na escola e as parcerias são importantes”, salientou.

Para a estudante Ruhama Kumberlly, que participou da dinâmica no tabuleiro ambiental, a melhor forma de celebrar o Dia Mundial da Água é ensinar os mais próximos a combater o desperdício.

“Nós aprendemos que a poluição da água prejudica nós seres humanos e também o meio ambiente e a terra toda e quem vive nela, por isso, então, quando for escovar os dentes devemos usar a torneira do jeito certo para evitar o desperdício e ter mais cuidado com esse bem tão especial”, ressaltou.

Avalie este item
(1 Votar)

Depois de 14 anos com as obras paradas, o presídio de Rorainópolis foi inaugurado na manhã desta terça-feira, dia 22. Esse era o convênio mais antigo do Governo de Roraima e o Departamento Penitenciário Nacional e somou investimento de mais de R$ 17 milhões.

Dividida em seis blocos, a nova Unidade tem capacidade para 178 presos.

A obra, retomada em julho de 2020, na gestão do governador Antonio Denarium, tem estrutura de 2.916,79 m² dividida em 43 celas coletivas, sendo que  quatro delas  são destinadas para pessoas com deficiência.

"Quando assumi o Governo logo identifiquei a necessidade de retomar essa obra e concluir. Regularizei as contrapartidas do Estado, o que nos permitiu retomar a construção", resgatou o governador Antonio Denarium.

Ele enfatizou que, com o investimento do Governo no sistema prisional, desde dezembro de 2018 não se registra fuga, rebelião ou morte nos presídios do Estado. Nossa meta agora é acabar com a reincidência dos reeducandos e por isso estamos investindo na profissionalização, com construção de fábricas de pré moldados, marcenaria, pintura e outras atividades.

Além disso, o Complexo Prisional conta com espaço para a assistência educacional do detento, dependências para policiais penais, setor administrativo, sala de espera e áreas para visitantes.

Para o secretário de Justiça e Cidadania, André Fernandes, com a inauguração do presídio de Rorainópolis aumentam as vagas no sistema prisional e ainda mais, tira o Estado de Roraima da linha de superlotação nos presídios.

"Estamos trabalhando na estruturação do sistema prisional. Nossa população carcerária agora tem atendimentos médicos, kits de higiene pessoal, uniformes e educação, além dos projetos de ressocialização para profissionalizar esse público", frisou Fernandes.

Segundo ele, a unidade prisional está pronta para receber os reeducandos. "Agora vamos nos reunir com a Justiça para definir como se dará a transferência dos presos para a nova unidade", adiantou.

OUTRAS OBRAS NO SISTEMA PRISIONAL

O Governo de Roraima já reformou e entregou o Bloco B da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, com 154 celas.

A Cadeia Pública Masculina de Boa Vista também passou por reforma, e ganhou 480 novas vagas. Após a reforma a Cadeia ampliou a capacidade de atendimento de 120 para 600 vagas.

O investimento na obra foi de mais de R$ 8 milhões, recurso repassado pelo Depen. A estrutura conta com área de 4.261,97 m² divididos nos setores administrativo, recepção, triagem, tratamento penal, saúde, educativo e esportes.

A Cadeia Feminina, localizada no bairro Asa Branca, também passou por reestruturação com capacidade para 260 reeducandas. Foram investidos recursos federais na ordem de  R$  R$ 4.986.405,10.

Está em andamento a construção do novo presídio de segurança máxima, na área externa da Pamc com capacidade para 286 vagas. A obra está mais de 70% concluída e o investimento é na ordem de quase R$ 20 milhões. A obra contou com recursos do Depen e do Governo do Estado. A previsão é que o prédio esteja pronto até junho de 2022.

A antiga Casa do Albergado passa por uma reestruturação para  instalação do CPP (Centro de Progressão Penitenciária). Para esta obra estão sendo investidos R$ 1. 613.284,00 do Depen, com previsão de entrega para julho deste ano.

Além disso, o Governo está executando a obra de reforma e ampliação do Centro de Progressão Penitenciária para Implantação de uma Prisão Especial para policiais e autoridades. Nesta obra serão investidos R$ 826.459,70 também com recursos do Depen. Com previsão de entrega para maio de 2022.

A reforma e ampliação das unidades prisionais fazem parte do projeto de reestruturação do sistema prisional do Estado, que tem como meta zerar o déficit carcerário em Roraima.

 

 

Avalie este item
(1 Votar)

A população de Rorainópolis e todo o Sul do Estado contam a partir desta terça-feira, dia 22, com uma nova unidade de saúde: o Centro de Especialidades Médicas Dr. Alceste Madeira. Com isso, os moradores da região não precisarão mais se deslocar por 290 km para uma consulta com especialista na Capital.

Essa é a primeira unidade desse porte no município de Rorainópolis. O Governo do Estado investiu R$ 601.375,26 de recursos próprios e R$ 486 mil de emenda parlamentar do ex-deputado federal Remidio Monai, totalizando R$ 1.087.375,26.

"Com a inauguração desse Centro, as pessoas não precisarão se deslocar para Boa Vista. Isso é um avanço para a população", ressaltou o governador, ao destacar que a Maternidade de Rorainópolis, inaugurada também na sua gestão, já realizou mais de 700 partos de forma segura e confortável.

Segundo ele, o investimento que o Governo está fazendo na Saúde está proporcionando uma mudança não só na estrutura física, mas também na melhoria da oferta de serviço para a população. "Estamos virando a página da Saúde, em todos os municípios. Nossas unidades no interior estão passando por reforma e ampliação para atender melhor a população", destacou.

A nova unidade vai funcionar nos moldes da Clínica Especializada Coronel Mota e oferecerá serviços de atenção especializada aos moradores da região Sul, a segunda mais populosa de Roraima.

O deputado Federal Hiran Gonçalves, que é médico, parabenizou o investimento do Governo do Estado na saúde, que está reformando e ampliando unidades e ainda construindo outras, para melhor atender a população. "Isso é se preocupar com a saúde da população. Estão sendo feitos investimentos para melhorar a oferta do serviço em todo o Estado", frisou.

ESTRUTURA FÍSICA - São oito consultórios para atendimento especializado nas áreas de otorrino, urologia, ortopedia, ginecologia, oftalmologia, ultrassonografia e eletrocardiograma, além de salas administrativas.

Toda a estrutura tem acessibilidade para garantir segurança e autonomia às pessoas com deficiência e seguindo a legislação em vigor.

Além disso, o governador Antonio Denarium anunciou a reforma geral do Hospital Regional Sul Ottomar de Sousa Pinto.

"Estamos trabalhando para ofertar um serviço de excelência para a população não só de Rorainópolis, mas de todo o Sul do Estado, de forma séria e respeitosa", destacou a secretária de Saúde, Cecília Lorenzon.

Além dos consultórios especializados, a unidade tem ainda salas administrativas, banheiros, sala de utilidades, copa, atendimento, entre outros espaços.

Unidade registra 600 atendimentos no primeiro dia de funcionamento

A inauguração do Centro de Especialidades Médicas Dr. Alceste Madeira registrou no primeiro dia de atividade, mais de 600 atendimentos médicos especializados.

Foram ofertados atendimentos médicos especializados com ginecologista, pediatra, otorrino, oftalmologista, cardiologista e ortopedista.

A professora Maria Laudilene, de 53 anos, ressaltou a importância de levar o atendimento de qualidade para a população.

“Importante que o Centro abrange várias especialidades em um único lugar e trará vários benefícios para nosso município. Era exatamente isso que falta para a nossa população “, destacou.

O aposentado José Farias de Souza, de 87 anos, que mora no Conjunto Cidadão, elogiou o serviço oferecido e o excelente atendimento.

“Estão de parabéns os profissionais e o atendimento oferecido. Passei pela triagem e logo após fui atendido pelo Oftamologista", enfatizou.

Avalie este item
(1 Votar)

A 43ª Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa terá início no dia 1º de abril e se encerrará no dia 30 do mesmo mês. o Governo do Estado, por meio da Aderr (Agência de Defesa Agropecuária) espera uma vacinação recorde com um milhão e cem mil cabeças.

Nessa edição, terão que ser vacinados animais de todas faixas etárias, por isso a meta se estende à imunização de 100 % do rebanho bovino e bubalino de Roraima.

Os produtores, conforme destaca o coordenador do Programa Nacional de Vigilância da Febre Aftosa (PNEFA) em Roraima, Marcos Duarte, devem ficar atentos para a atualização dos dados cadastrais (marca ferro, documento da terra, RG e CPF), pois é importante estar com a documentação em dias.

“A atualização cadastral é importante para o serviço de defesa agropecuária, porque é necessário ter conhecimento do rebanho e de seus produtores, a fim de traçar estratégias de defesa que são fundamentais para o trabalho da Aderr”, disse Marcos Duarte.

Muitos produtores receberam seus títulos definitivos e já estão com suas propriedades regularizadas, por isso, precisam procurar a Aderr para fazer a atualização cadastral. Os dados das outras espécies que o produtor tem na fazenda, como: caprinos, equinos, suínos, aves e ovinos é necessário ser informado para implementação das ações de defesa.

RETIRADA DA VACINA

Com a retirada da vacina a cadeia produtiva da carne bovina em Roraima terá vários benefícios, como a diminuição de custos, trabalho e desgaste no manejo dos animais, além do acesso a novos mercados.

Em contrapartida, aumentará também a responsabilidade de todos os envolvidos a fim de reforçar os cuidados com o rebanho, que precisa estar sempre sendo monitorado em ações constantes de prevenção.

 A retirada da vacinação também vai proporcionar maior lucratividade para o produtor rural do Estado, além de ratificar a defesa sanitária de Roraima, como capaz de manter o status de área livre de febre aftosa sem vacinação.

O produtor rural de Roraima vai poder acessar o mercado de carnes chamado circuito não aftósico, onde a exportação chega à casa dos bilhões de reais.

 “A 43ª Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa começa em 1º de abril. Vamos realizar mais uma edição para reforçar a luta contra essa doença, consolidando cada vez mais nossa área livre da aftosa com vacinação e assegurando a sanidade de bovinos e bubalinos de Roraima. Lembrando que nessa etapa serão vacinados animais de todas as idades e que o produtor deve estar atento a atualização dos dados cadastrais da sua propriedade para que a Aderr continue fazendo as ações de defesa”, enfatizou o governador Antonio Denarium.

NOTIFICAÇÃO

O produtor tem até o dia 15 de maio para fazer a notificação da vacinação junto à Aderr. Para isso, basta apresentar as notas fiscais da vacina e os dados do rebanho, que inclui sexo e idade dos animais.

“Mas, a partir do momento que vacinar, o produtor já pode fazer a declaração, não deixando para a última hora,” ressaltou o presidente da Aderr, Marcelo Parisi.

Ele também lembrou que é importante o produtor rural preparar seus animais para receber a vacinação e ficarem atentos para a atualização dos dados cadastrais.

Avalie este item
(1 Votar)

As cirurgias eletivas que estavam paralisadas em razão da pandemia da Covid-19 estão sendo retomadas de forma gradativa, graças ao empenho do Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria da Saúde).

Os pacientes que aguardavam na lista de espera estão sendo chamados pela Coordenação Geral de Regulação, Avaliação e Controle, através de ligações telefônicas e busca ativa. Eles estão sendo reavaliados por especialidades durante a semana, para a realização de exames pré-operatório no Hospital Geral de Roraima, Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazaré e na Clínica Médica Especializada Coronel Mota, para em seguida estarem aptos para internação.

Segundo a diretora geral do Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento, Patrícia Renovato, foram realizados 547 procedimentos cirúrgicos em pouco mais de um mês, sendo 415 cirurgias no HGR, 55 no HMI e 77 no Coronel Mota.

“Existe uma gama de cirurgias que estão sendo contempladas, como vesícula, cirurgias ortopédicas, pequenas cirurgias, cabeça e pescoço, otorrino, urologia, herniorrafia, entre outros. Portanto, todos serão contemplados com o retorno das cirurgias eletivas e assim restabelecendo a qualidade de vida dos roraimenses”, explicou a diretora.

A secretária de Saúde, Cecília Lorenzon, ressaltou que o objetivo da ação é zerar a fila de espera, cumprindo com mais uma meta estabelecida pela atual gestão estadual.

“O nosso objetivo é voltar a manter o fluxo de cirurgias atualizado. Oferecendo uma saúde de qualidade para população do nosso estado”, completou.

Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima não para de trabalhar. Nesta segunda-feira, 21, o governador Antonio Denarium entregou, totalmente revitalizada, a Escola Estadual Olavo Brasil Filho, no Jóquei Clube.

A unidade de ensino atende 862 alunos do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio. Além da revitalização da estrutura, a escola recebeu ainda mobiliários novos entre, carteiras, bebedouros, freezer, geladeiras e kits refeitórios.

O governador Antonio Denarium falou sobre os projetos que o Governo realiza para atender e reformar escolas públicas em todo Estado.

“Nós estamos com um projeto de revitalização e reforma de 125 escolas estaduais. Só na Capital, nesse momento, são 17 escolas reformadas. O Governo do Estado tem reformado na capital, no interior e nas comunidades indígenas. Todas escolas reformadas recebem novos mobiliários, carteiras escolares, kit refeitório, as cantinas ganharam fogão, geladeira, freezer, liquidificador, talheres. Também recebem centrais de ar novas, poltronas e mesa para professor, carteiras para portadores de necessidades, valorizando a educação do Estado de Roraima”, disse.

Aluno do 3º ano do Ensino Médio, João Vitor Lopes da Silva contou que a reforma era um anseio antigo dos alunos e vai beneficiar, não somente os atuais estudantes, mas também outros que virão.

“Quero agradecer ao governador por estar entregando nossa escola. É um momento mágico, pois desde 2015 eu estudo aqui e há 26 anos que ela não recebia uma reforma. É meu último ano aqui e espero que daqui pra frente todos os alunos possam zelar para que outras gerações usufruam dessa linda estrutura que temos hoje. Então, o Governo está de parabéns”, comentou.

De acordo com o gestor da unidade, José Silvano, um ambiente escolar saudável melhora o rendimento educacional dos alunos. “Esse é um momento muito importante, pois estávamos há anos sem nenhum tipo de revitalização. Além da reforma é importante destacar a troca de equipamentos, tudo está novo. Também é importante, dizer que um ambiente limpo, agradável e com equipamentos de qualidade, contribui para que os alunos tenham um processo de aprendizado bem melhor”, ressaltou.

MAIS OBRAS E MAIS INVESTIMENTOS

Construída em 1996, a escola Olavo Brasil Filho jamais recebeu qualquer tipo de reforma em sua estrutura. Por meio da Secretaria de Educação e Desporto, em julho de 2021, com recursos próprios do Estado, o Governo de Roraima deu início aos serviços de revitalização do prédio.

Assim como a Olavo Brasil, mais 17 escolas na capital recebem revitalização simultânea. A revitalização vai beneficiar mais de 13 mil alunos. Os investimentos na ordem de R$21 milhões são provenientes do tesouro estadual.

O projeto de revitalização das escolas da capital e do interior contempla a manutenção da rede elétrica, hidráulica, piso, teto, paredes, pátio e refeitório das escolas. Inicialmente, serão recuperadas 125 escolas na Capital, interior e comunidades indígenas.

Nesta primeira etapa, também em 2021, o Governo já recuperou 17 escolas em todo Estado, somando todas, serão 34 unidades recuperadas na atual gestão.

Está previsto para os próximos dias a entrega de mais cinco unidades, sendo duas no município de Uiramutã, uma no Amajari e mais duas em Caracaraí.

Outras 34 unidades também serão contempladas, sendo 29 na zona urbana e cinco escolas indígenas na Zona Rural de Boa Vista. Serão investidos mais de R$ 71 milhões, recursos oriundos de emendas parlamentares.

Avalie este item
(1 Votar)

O Estado de Roraima participa da Campanha Nacional de Coleta de DNA de Pessoas Vivas Sem Identificação, lançada nesta segunda-feira, dia 21. O trabalho é coordenado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), no âmbito da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), em parceria com as secretarias estaduais de Segurança Pública do país.

Em Roraima, o trabalho é realizado pela PCRR (Polícia Civil de Roraima), por meio do LGF (Laboratório de Genética Forense) do IC (Instituto de Criminalística).

De acordo com a perita criminal Andréa Cristina Sant’Ana, a campanha é voltada para pessoas não identificadas, que estão internadas em hospitais, abrigos ou clínicas, e terão a oportunidade de serem localizadas por familiares a partir da campanha.

“Essa campanha é voltada para as instituições de atendimento às pessoas cuja identidade é desconhecida e tem o objetivo de solucionar os desaparecimentos, possibilitando o seu reencontro com familiares. Consiste na coleta de material biológico para extração de DNA e sua inclusão no Banco Nacional de Dados de Perfis Genéticos, a fim de ser feita a comparação de perfis genéticos de familiares. Quem deverá doar DNA são pessoas sem qualquer identificação civil que desconheciam a própria identidade e que desejam encontrar seus familiares”, enfatizou a perita

Andréa destacou que a coleta é voluntária e será realizada mediante a assinatura de um termo de consentimento livre e esclarecido. O material coletado será utilizado única e exclusivamente para fins de identificação. Se a amostra apresentar resultados de busca positivo, será emitido um laudo oficial por autoridade responsável pela investigação do desaparecimento e a amostra vai ficar cadastrada no banco de dados, até a identificação da pessoa por estabelecimento de vínculo familiar.

Em Roraima as instituições públicas com pacientes sem identificação podem entrar em contato com o Laboratório de Genética Forense para agendamentos de coletas, por meio do número de telefone (95) 99114 8451.

“A campanha será um trabalho permanente do laboratório de genética e sempre que houver demanda faremos coleta e inserimos no banco de dados”, finalizou a perita criminal.

De acordo com informações do Delegado Geral, Eduardo Wayner, o Estado de Roraima vem participando de todas as ações realizadas pelo Governo Federal e acredita que essa campanha será de extrema importância para a sociedade.

Terça, 22 Março 2022 08:49

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 405.348 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 154.862 foram confirmados, sendo 30.229 por RT-PCR e 124.633 por teste rápido, 250.486 descartados, sendo 67.730 por RT-PCR e 182.756 por teste rápido e 2.144 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.204 em Alto Alegre, 1.264 no Amajari, 119.403 casos foram notificados em Boa Vista, 2.887 em Bonfim, 3.669 no Cantá, 3.085 em Caracaraí, 2.458 em Caroebe, 1.568 em Iracema, 2.881 em Mucajaí, 996 em Normandia, 2.780 em Pacaraima, 3.900 em Rorainópolis, 1.933 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.402 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.686 em Alto Alegre, 2.400 em Amajari, 196.135 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.411 em Bonfim, 4.125 no Cantá, 4.098 em Caracaraí, 3.154 em Caroebe, 1.874 em Iracema, 3.858 em Mucajaí, 1.064 em Normandia, 7.770 em Pacaraima, 6.369 em Rorainópolis, 3.046 em São João da Baliza, 2.026 em São Luís e 783 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.144 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.618 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 62 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 53 de Pacaraima, 71 de Rorainópolis, 12 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 152.509 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.165 em Alto Alegre, 1.236 em Amajari, 117.642 são de Boa Vista, 2.851 de Bonfim, 3.620 no Cantá, 3.023 em Caracaraí,  2.436 em Caroebe, 1.550 em Iracema, 2.833 em Mucajaí, 960 em Normandia, 2.724 em Pacaraima, 3.827 em Rorainópolis, 1.919 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.335 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

O resultado preliminar do Processo Seletivo para contratação de Cuidadores será publicado nesta segunda-feira, dia 21, no DOE (Diário Oficial do Estado) e pode ser consultado no site www.imprensaoficial.rr.gov.br.  O resultado também estará disponível no mural da Seed (Secretaria de Educação e Desporto).

O Cronograma do certame sofreu alteração em algumas datas. O recurso contra o resultado preliminar poderá ser protocolado nesta terça-feira, dia 22 de março. A análise de recursos será publicada no dia 23, o resultado final e a convocação no dia 25 e a assinatura de contrato e lotação serão realizadas nos dias 28, 29 e 30 de março. A alteração das datas também foi encaminhada para publicação no DOE.

“É muito importante que as pessoas que participam do processo acompanhem a divulgação das várias etapas do processo seletivo. A contratação e lotação nos dias 28, 29 e 30 de março acontecerá na Secretaria de Educação”, disse Rosalete Saldanha, presidente da comissão de Processo Seletivo da Seed.

O certame está ofertando 150 vagas, sendo 80 para a capital e 70 para o interior. 10% dessas vagas serão destinadas para PcD (Pessoa com Deficiência). Os profissionais contratados terão uma carga horária de trabalho de 30 horas semanais e remuneração de R$ 1.332,00. Todas as informações podem ser encontradas no Edital Nº 21/2022, disponível no site da Imprensa Oficial no dia 21 de fevereiro.

Avalie este item
(0 votos)

Nesta segunda-feira, dia 21, o governador Antonio Denarium entregou oito novas caminhonetes e uma van para a Seinf (Secretaria de Infraestrutura). O investimento visa dar melhores condições de trabalho, com mais segurança aos servidores que precisam se deslocar a serviço da pasta pelo interior do Estado.

Durante a solenidade, o governador Antonio Denarium agradeceu aos servidores pelo empenho em atender as demandas de obras que são executadas tanto na Capital quanto no Interior.

“Agradeço ao secretário da pasta e toda a equipe que estão sempre à disposição para ajudar na reconstrução desse Estado. Sem eles, essa jornada seria impossível. Meu muito obrigado!“, destacou.

Os novos veículos foram adquiridos por meio de recursos do Governo do Estado, na ordem de R$ 1 milhão e emenda parlamentar do senador Telmário Mota de mais  R$ 1 milhão.

Na ocasião o senador parabenizou o secretário da Seinf, Edilson Damião, e toda a equipe da pasta pelo trabalho que vem desenvolvendo, de extrema importância para o desenvolvimento do Estado.

“Não tenho dúvida que vocês são o pulmão, ou talvez o coração de um governo. Se hoje temos uma melhoria na infraestrutura da saúde, da educação e das estradas, tudo isso é por causa do empenho de todos vocês”, pontuou.

Atualmente, a Seinf coordena serviços de recuperação de estradas vicinais, rodovias, construção e manutenção de pontes em 15 municípios. 

Para o secretário Edilson Damião, o bom resultado no trabalho da Seinf está ligado à união e à dedicação de todos os servidores em sempre prestar um serviço qualidade, que resulta em levar melhor infraestrutura para todos os setores do Estado.

“Para mim, sempre foi importante dar melhores condições de  trabalho para os servidores, pois são eles que garantem a qualidade no trabalho desenvolvido pela secretaria. São eles que fiscalizam as obras, eles são os olhos do governo, são eles que garantem a segurança e qualidade na infraestrutura dos prédios e estradas de Roraima”, disse.  

Os veículos antigos serão encaminhados em breve para leilão e os valores serão repassados aos cofres do Governo Estadual.

ESPECIFICAÇÕES DOS VEICÚLOS

Caminhonetes - Os veículos são tipo picape cabine dupla com quatro portas, motor a diesel, tração 4x4, zero quilômetro, pneus originais de fábrica, pintura na cor branca, ar condicionado, vidros elétricos nas portas dianteiras, travas elétricas das portas, com acionamento na chave e som multimídia integrada ao veículo com capacidade para quatro passageiros e um motorista.

Van - Teto alto, zero quilometro, na cor branca, com capacidade de transporte para 15 passageiros e 1 motorista , tem vidros dianteiros  com acionamento elétrico, motor a diesel, pneus e rodas originais de fábrica, freios ABS, Airbags dianteiros, ar condicionado original de fábrica que atende todos os passageiros, bancos reclináveis, porta lateral corrediça, retrovisores externos elétricos com controle interno, travas elétricas nas portas com acionamento na chave e acompanha um som multimídia integrada ao veículo.

Avalie este item
(0 votos)

O concurso público específico e diferenciado para professores indígenas promovido pelo Governo de Roraima registrou um número baixo de abstenção. Dos 2.707 candidatos inscritos, 311 não compareceram para fazer as provas, o que corresponde a 11,49% do total de inscrições.

O Idecan (Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional), banca responsável pelo certame, disponibilizou os gabaritos preliminares das provas, que podem ser consultados no site www.idecan.org.br.

Segundo o governador Antonio Denarium, o concurso público específico e diferenciado para professores indígenas era uma demanda aguardada há 15 anos pelo público e também de lideranças indígenas. “Em respeito à educação indígena, realizamos o concurso com a certeza de que isso é promoção da qualidade em educação para essa população”, disse, ao enfatizar que o Governo está revitalizando escolas indígenas para garantir mais conforto e segurança para a comunidade escolar.

“Não tivemos nenhuma intercorrência grave, o certame ocorreu de forma tranquila em todas as sete escolas que foram locais de aplicação de prova na Capital. É um momento de grande satisfação para o Governo do Estado e para a Secretaria de Educação, pois trabalhamos muito para a realização desse concurso específico e diferenciado para professores indígenas”, destacou Leila Perussolo, secretária de Educação e Desporto.

Seguindo o cronograma do concurso, os dias 22 e 23 de março estão reservados para interposição de recursos contra o gabarito preliminar das provas objetivas. No dia 12 de abril será divulgado o resultado do julgamento dos recursos e também o resultado das provas objetivas.

PROVA DE TÍTULOS

A convocação para a prova de títulos está prevista para o dia 20 de maio e o envio dos títulos, de 23 a 27 de maio. O resultado definitivo das provas de títulos será publicado no dia 20 de junho e o resultado final do Concurso Público está previsto para ser divulgado no dia 21 de junho. O cronograma completo, com todas as datas, está disponível no site do Idecan.

O Governo de Roraima ofertou mil vagas imediatas com Cadastro Reserva para cargos de Nível Médio e Superior com salários variando entre R$ 3.004,80 e R$ 3.782,94, e jornada de trabalho de 30 horas semanais.

Segunda, 21 Março 2022 08:57

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 405.177 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 154.838 foram confirmados, sendo 30.227 por RT-PCR e 124.611 por teste rápido, 250.339 descartados, sendo 67.659 por RT-PCR e 182.680 por teste rápido e 2.144 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.204 em Alto Alegre, 1.259 no Amajari, 119.390 casos foram notificados em Boa Vista, 2.887 em Bonfim, 3.665 no Cantá, 3.085 em Caracaraí, 2.458 em Caroebe, 1.568 em Iracema, 2.881 em Mucajaí, 996 em Normandia, 2.780 em Pacaraima, 3.899 em Rorainópolis, 1.933 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.401 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.674 em Alto Alegre, 2.400 em Amajari, 196.025 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.409 em Bonfim, 4.121 no Cantá, 4.098 em Caracaraí, 3.149 em Caroebe, 1.874 em Iracema, 3.858 em Mucajaí, 1.064 em Normandia, 7.765 em Pacaraima, 6.367 em Rorainópolis, 3.045 em São João da Baliza, 2.025 em São Luís e 783 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.144 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.618 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 62 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 53 de Pacaraima, 71 de Rorainópolis, 12 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 152.489 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.165 em Alto Alegre, 1.232 em Amajari, 117.630 são de Boa Vista, 2.851 de Bonfim, 3.617 no Cantá, 3.023 em Caracaraí,  2.436 em Caroebe, 1.550 em Iracema, 2.833 em Mucajaí, 960 em Normandia, 2.724 em Pacaraima, 3.826 em Rorainópolis, 1.919 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.335 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Segunda, 21 Março 2022 08:51

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 405.157 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 154.827 foram confirmados, sendo 30.227 por RT-PCR e 124.600 por teste rápido, 250.330 descartados, sendo 67.659 por RT-PCR e 182.671 por teste rápido e 2.144 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.204 em Alto Alegre, 1.259 no Amajari, 119.381 casos foram notificados em Boa Vista, 2.887 em Bonfim, 3.665 no Cantá, 3.085 em Caracaraí, 2.458 em Caroebe, 1.568 em Iracema, 2.881 em Mucajaí, 995 em Normandia, 2.779 em Pacaraima, 3.899 em Rorainópolis, 1.933 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.401 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.674 em Alto Alegre, 2.400 em Amajari, 196.018 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.407 em Bonfim, 4.121 no Cantá, 4.098 em Caracaraí, 3.149 em Caroebe, 1.874 em Iracema, 3.858 em Mucajaí, 1.064 em Normandia, 7.765 em Pacaraima, 6.367 em Rorainópolis, 3.045 em São João da Baliza, 2.025 em São Luís e 783 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.144 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.618 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 62 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 53 de Pacaraima, 71 de Rorainópolis, 12 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 152.473 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.165 em Alto Alegre, 1.232 em Amajari, 117.617 são de Boa Vista, 2.851 de Bonfim, 3.617 no Cantá, 3.023 em Caracaraí,  2.435 em Caroebe, 1.550 em Iracema, 2.833 em Mucajaí, 959 em Normandia, 2.723 em Pacaraima, 3.826 em Rorainópolis, 1.919 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.335 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

"Este concurso é um sonho. Me preparei e estou ansioso pela prova. Espero ter êxito", declarou Márcio Romualdo da Silva, professor de Geografia que atua há oito anos no quadro temporário, no município de Uiramutã.

Neste domingo, 20, ele e mais de 2.700 candidatos participam das provas do Concurso Público específico e diferenciado para professores indígenas promovido pelo Governo do Estado. O certamente era aguardado há 15 anos pelos docentes.

"Estamos realizando mais uma importante ação para a Educação do Estado. Trabalhamos intensamente para que este concurso fosse realizado. Em breve teremos novos professores indígenas no quadro efetivo, o que representa um grande avanço para Roraima", destacou Leila Perussolo, secretária de Educação e Desporto.

Nas sete escolas da Capital onde estão sendo aplicadas as provas, a movimentação é tranquila. Os professores chegaram cedo para identificar as salas e todos os protocolos de segurança em saúde foram seguidos.

As escolas também prepararam ambientes para acolher familiares e acompanhantes dos candidatos indígenas que estão com crianças pequenas e bebês de colo em fase de amamentação.

Foram registrados 2.707 inscritos e estão sendo ofertadas mil vagas com Cadastro Reserva para cargos de Nível Médio e Superior com salários que variam entre R$ 3.004,80 e R$ 3.782,94, ambos com jornada de trabalho de 30 horas semanais. Também estão sendo ofertadas 36 vagas para PcD (Pessoa com Deficiência).

"Estamos muito felizes com esse concurso, é uma vitória para os povos indígenas. Serão mil professores que vão efetivar sua vida profissional e que terão uma segurança financeira maior, fazendo parte do quadro efetivo do Estado. Agradecemos a todos que compareceram para fazer a prova hoje.", destacou Gleide Almeida, chefe da Divisão de Educação Escolar Indígena da Seed (Secretaria de Educação e Desporto).

Avalie este item
(0 votos)

A partir da próxima segunda-feira, 21, o recadastramento de pacientes da fila única de cirurgias eletivas do SUS (Sistema Único de Saúde) passará a ser realizado em novo horário. A mudança ocorre após a Secretaria de Saúde constatar baixa adesão por parte dos pacientes que ainda não realizaram o procedimento.

“Devido à baixa procura de pacientes da fila única de cirurgias eletivas do SUS nos pontos da capital, estaremos mudando o horário de atendimento”, afirmou Eliakin Terminelle, coordenador Geral de Regulação, Avaliação e Controle da Sesau.

Com a mudança, o horário de atendimento para o recadastramento na Clínica Médica Especializada Coronel Mota, que fica na rua Coronel Pinto, Centro, passa a ser de segunda a sexta-feira, das 16h às 18h. A unidade atende exclusivamente os pacientes com iniciais de A a J.

Já os pacientes com nomes iniciados de K a Z passarão a ser atendidos na Central de Marcação de Exames e Consultas, que fica na Avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, ao lado do TFD, no bairro dos Estados, de segunda a sexta, das 15h às 18h.

“Aos sábados não estaremos funcionando, pois não tem ocorrido procura para o recadastramento”, completou.

Para fazer o recadastramento, o usuário deve levar identidade, CPF, comprovante de residência e o Cartão do SUS. A não realização do procedimento poderá ocasionar a exclusão do nome do paciente da fila única do SUS.

Nos casos em que a pessoa não puder comparecer presencialmente por questão de saúde que impeça a locomoção até os locais onde está sendo realizado o recadastramento, um familiar poderá fazê-lo, munido dos documentos originais do paciente (RG, CPF, Cartão do SUS e encaminhamento médico).

A lista com o nome completo dos pacientes que constam da fila única de cirurgias eletivas foi publicada no Diário Oficial do Estado, na edição do dia 14 fevereiro, a partir da página 23. A lista também está disponível no site www.saude.rr.gov.br.

Vale lembrar que o procedimento segue até o fim deste mês.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo do Estado levou vários serviços para os moradores do Conjunto Cidadão e adjacências, neste sábado, dia 19. A ação atendeu mais de duas mil pessoas que procuraram atendimento médico, cadastro no programa Morar Melhor, emissão de carteira de identidade, entre outros serviços oferecidos por diversas secretarias. 

O governador Antonio Denarium participou da ação, que ocorreu no Colégio Militar Professora Elza Breves de Carvalho, e falou da importância do programa para a população.

 “É o Governo do Estado levando atendimento para aquelas pessoas que mais precisam. O Governo Presente trabalha todos os sábados em um bairro diferente. Hoje, aqui no Conjunto Cidadão, trazendo melhoria para o nosso povo. São consultas médicas, emissão de carteiras de identidade, cadastro no Morar Melhor, no Cesta da Família. Tem atendimento do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), da Junta Comercial, da Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima). Enfim, é o Governo no bairro trazendo atendimento para toda a população”, disse o chefe do Executivo. 

A secretária de Saúde, Cecília Lorenzon, falou que a intenção é levar os serviços para mais próximo da população, de modo que ela seja melhor atendida e tenha o menor deslocamento da sua residência. 

“A nossa previsão é de aproximadamente 500 atendimentos médicos especializados, além dos serviços da Sefaz (Secretaria da Fazenda), da Caer, da Agência de Fomento Desenvolve Roraima, da Codesaima (Companhia de Desenvolvimento de Roraima), com o Programa Morar Melhor, da Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social), com o Colo de Mãe, a Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania), com apresentação dos serviços deles. Então, de atendimento médico é essa a previsão, mas já passaram na escola mais de duas mil pessoas”, disse a secretária Cecília.

A dona de casa Tereza Mendonça, de 40 anos, destacou como muito boa a ação do Governo, sobretudo para as pessoas que não têm tempo para sair de casa.

“Estou achando muito boa essa ação do Governo aqui, porque, às vezes, a dona de casa está ocupada diariamente com serviços de casa, leva menino pra escola, e aí a gente não tem tempo de procurar um atendimento médico, procurar tirar um documento. Gostei do atendimento médico, e já vou fazer o pedido dos meus óculos, e ainda tem também corte de cabelo e manicure”, disse satisfeita.

Moradora do conjunto Cidadão, Maria Francelina, além de passar por atendimento com o oftalmologista, recebeu duas cadeiras de rodas para o seu pai, José Souza da Costa, de 80 anos. 

“Eu recebi com muito prazer e fico muito feliz em ter conseguido as cadeiras para o meu pai.  Porque eu vim pra me consultar e já recebi também as cadeiras para o meu pai. Agradeço a Deus e ao governador”, disse.

Maria Luzenira, que mora no Conjunto Cidadão, passou pelo atendimento médico ginecológico e falou da importância da ação realizada pelo Governo, devido à dificuldade de marcar consulta com ginecologista no posto de saúde.

“É difícil conseguir consulta no posto de saúde.  Eu achei bom que o Governo está trazendo esses atendimentos com pediatra, ginecologista, ortopedista, oftalmologista, e a gente pode fazer o cadastro no Morar Melhor. Achei ótima essa ação do Governo”, afirmou.  

Avalie este item
(0 votos)

O Governo do Estado, por meio da Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima), entregou neste sábado, dia 19, aproximadamente 6 mil metros de rede de distribuição de água do bairro Nova Vida.  A obra, iniciada no dia 6 de janeiro, teve um investimento de R$ 685 mil e vai beneficiar cerca de duas mil pessoas que moram no local, proporcionando mais dignidade por meio do acesso à água potável e encanada.

 “Investir em saneamento básico é fundamental para melhorar a qualidade de vida dos roraimenses e nossa gestão não tem medido esforços para que os recursos estaduais sejam aplicados em obras que beneficiam a população. Vamos chegar a 100% de água tratada em nossa capital. Vamos levar esse benefício também para todos os municípios e vilas do interior. Água é vida, água é saúde. É isso que queremos para o nosso povo”, afirmou o governador Antonio Denarium.

Ao todo, foram construídos 5.970,95 metros de rede de distribuição de água encanada e tratada e foram feitas 585 ligações domiciliares. “A construção de todo o sistema do bairro Nova Vida está sendo executada com recurso estadual por meio do programa Água para Todos. O aperfeiçoamento do sistema de água implantado no local vai regularizar o abastecimento, que até então estava sendo feito de forma indevida”, explicou o presidente da Caer, James Serrador.

“O Governo do Estado, por intermédio da Caer, está investindo em obras para ampliação de redes, como aqui no Nova Vida, na implantação de sistemas completos, como no João de Barro, que já está com a licitação aberta. No Jardim das Copaíbas, já concluímos a licitação e vamos começar a obra agora em abril. São muitos investimentos do Governo, graças à sensibilidade do governador que entende as necessidades das pessoas mais carentes e investe em saneamento básico”, complementou o presidente.

Em outubro de 2021, a Caer ativou um poço artesiano ao lado da Praça, na Avenida Brigadeiro, com 120 metros de profundidade e vazão de 70m3/h. O poço interligado à nova rede de distribuição está reforçando o sistema de abastecimento do bairro Nova Vida e de parte do São Bento. Os testes de qualidade da água realizados pelo NCQ (Núcleo de Controle de Qualidade) da Caer já foram concluídos e o sistema interligado à rede.

Morador do bairro Nova Vida, Wagner Pimentel destacou a importância da obra para a comunidade local. “Estou aqui desde o início, lembro que a gente trazia água de outros bairros, dentro de baldes, dentro de vasilhames. A falta de água era muito grande. Cada morador tinha uma bomba, que custava cerca de R$180,00, para poder puxar água para as residências. Muitas vezes essa bomba queimava e precisávamos fazer reparo ou trocar. Agora temos essa obra do Governo trazendo uma melhora grande para as famílias, água com qualidade e muito forte”, enfatizou.

 

Avalie este item
(0 votos)

Neste domingo, 20 de março, ocorrem as provas do concurso público específico para a Carreira do Magistério Indígena, promovido pelo Governo de Roraima. Estão inscritos 2.707 candidatos e a banca responsável pelo certame é o Idecan (Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional).

“Estamos trabalhando muito para transformar a educação escolar indígena em Roraima, e a contratação de professores para o quadro efetivo é um importante passo em busca da melhoria da qualidade do ensino, além de ser um anseio de 15 anos dos docentes e lideranças indígenas. Desde já, quero desejar boa sorte a todos os candidatos inscritos no concurso”, destacou o governador Antonio Denarium.

Estão sendo ofertadas mil vagas para cargos de nível médio e nível superior com cadastro reserva. O salário inicial para cargos de magistério nível médio completo é de R$3.004,80 e para cargos de nível superior, R$3.782,94, ambos com jornada de trabalho de 30 horas semanais. Os aprovados vão atender as escolas indígenas da rede estadual de ensino.

 

As provas terão início às 9h, horário local

As provas terão início às 9h, com encerramento previsto para as 13h, horário local. A recomendação é para que os candidatos cheguem com antecedência mínima de uma hora antes do início da aplicação das provas.

 

As sete escolas da capital em que haverá aplicação das provas são: Ana Libória e Ayrton Senna, (as duas escolas estão funcionando de forma compartilhada no mesmo prédio, no bairro Mecejana), Monteiro Lobato e Oswaldo Cruz, (no Centro), Gonçalves Dias (no bairro Canarinho), Diva Lima (São Francisco) e no Colégio Estadual Militarizado Luiz Rittler Brito de Lucena (Nova Cidade).

Para conferir o local de prova, o candidato deve acessar o site www.idecan.org.br, procurar a sessão ‘Locais de Prova’, e informar o CPF. A consulta é individual. Nesta sexta-feira, 18, uma equipe da Comissão do Concurso Público esteve nas escolas vistoriando a organização do espaço para o dia da prova.

“Percorremos todas as escolas para conferir a organização. Está tudo pronto, somente aguardando os candidatos. Esse concurso estava sendo esperado há 15 anos e agora chegou a oportunidade. Desejamos boas provas a todos”, destacou Gleide Almeida, membro da Comissão.

Os candidatos devem levar caneta esferográfica de tinta azul ou preta, com ponta grossa e feita de material transparente, além do Cartão de Confirmação de Inscrição, documento de identidade original. Também será obrigatório a utilização de máscara de proteção facial durante toda a permanência no local de prova.

Avalie este item
(0 votos)

Cerca de 60 moradores do bairro Maria Oliveira Barbosa, na sede do município do Cantá, receberam do Governo do Estado nesta sexta-feira, dia 18, o título definitivo das casas.

Esse é o caso da servidora pública Tatiane dos Santos, que há 13 anos esperava pelo documento.

"Moro nessa casa há mais de 10 anos e ter o título definitivo na minha mão é uma felicidade, pois antes eu não podia dizer que era meu de fato. Esse documento diz que a casa é minha, é uma felicidade sem tamanho, uma conquista e tanto, só tenho a agradecer", declarou.

A ação de regularização fundiária faz parte do programa "Aqui Tem Dono", criado em julho de 2019 para fazer a regularização fundiária de áreas urbanas e rurais pertencentes ao Estado.

Executado pelo Iteraima (Instituto de Terras e Colonização de Roraima), o programa já regularizou 247 lotes somente no bairro Maria Oliveira Barbosa.

"É o maior programa de regularização fundiária da história de Roraima. Estamos entregando títulos definitivos para dar segurança jurídica para todos os proprietários de lotes urbanos e rurais. É o Governo do Estado trazendo dignidade, esperança e a valorização patrimonial por meio da entrega dos títulos definitivos", pontuou o governador Antonio Denarium.

O presidente do Iteraima, Márcio Grangeiro, lembrou que o trabalho de regularização fundiária do bairro Maria Oliveira Barbosa começou em 2019. "Toda a área pertence ao Governo do Estado, mas essas famílias habitam o local há muito tempo. Fizemos o trabalho de parcelamento dos solos e submetemos a prefeitura, que aprovou. Nós registramos no cartório de imóveis. A partir daí fizemos o levantamento ocupacional das áreas. Quase todos os lotes  dentro do bairro estão regularizados. Com a entrega desta sexta-feira, chegamos a marca de 247 títulos emitidos. O mesmo trabalho vamos fazer no bairro Pedra Pintada e os trabalhos devem começar no mês de abril", anunciou.

Avalie este item
(0 votos)

Seguindo com as ações do Programa Aqui tem Obra, o Governo do Estado entregou nesta sexta-feira, 18, a Escola Estadual Antônio Augusto Martins completamente revitalizada e mobiliada na Vila Central, município do Cantá.

“Estamos trabalhando em todo o Estado e hoje reinauguramos a Escola Estadual Antônio Augusto Martins, na Vila Central. Além de manutenção geral, a escola foi toda equipada, com carteiras escolares, kits refeitório e outros mobiliários, para proporcionar a melhoria da qualidade do ensino”, disse o governador Antonio Denarium.

Fundada em 1983, a instituição de ensino que atende 185 alunos nos E

Ensinos Fundamental e Médio e conta com 12 professores, não recebia qualquer serviço de revitalização desde 2016.

“Essa revitalização vai contribuir para o desenvolvimento da aprendizagem, além de garantir maior conforto aos alunos, que terão aulas em um ambiente confortável, climatizado e equipado”, disse Josimar Aguiar, gestor da escola.

O recurso da revitalização da escola é do Tesouro Estadual, na ordem de R$ 422.046,12. A secretária de Educação e Desporto, Leila Perussolo, falou sobre os investimentos do Estado na recuperação dos prédios escolares neste retorno de aulas presenciais.

“Mais uma escola revitalizada foi entregue completamente nova para receber os alunos e a comunidade, para dar oportunidade de aprendizagem nesse momento de retorno presencial, totalmente mobiliada e equipada. Estamos reconstruindo a educação do nosso Estado trazendo para os nossos alunos, a dignidade que todos merecem”, disse Leila Perussolo.

A escola recebeu equipamentos e mobiliários novos, que irão aumentar o conforto e a qualidade de ensino na instituição. Entre os materiais entregues estão: 120 carteiras escolares, seis kits refeitórios, cinco quadros brancos, smat tv's, projetor, e equipamentos para a cozinha.

Para o aluno finalista da 3ª série do Ensino Médio, Tarcio Oliveira, a revitalização da escola é um presente, que trará muitos benefícios para a comunidade. “Os benefícios, principalmente para as próximas gerações, serão enormes, pois terão a oportunidade de estudar em uma escola bonita, confortável e equipada e com certeza, terão orgulho de estudar aqui”, completou o estudante.

Mais investimentos na infraestrutura das escolas do Cantá

Até o momento, o Governo de Roraima inaugurou 27 escolas entre revitalizações, construções e reformas em todo o Estado. Duas delas no município do Cantá: a Escola Barbosa de Alencar, na Vila São José e hoje, a escola Antonio Augusto Martins.

Ainda no Cantá, duas escolas vão receber obras de reforma geral com recursos do Tesouro Estadual: Escola Estadual Raimundo Carlos Mesquita e Escola Estadual Alcides Miguel de Souza.

Além disso, existem recursos garantidos de emendas parlamentares na ordem de R$ 2,6 milhões para reforma de cinco escolas indígenas (Antonio Dias de Souza Cruz, Sinzenando Diniz, Luiz Cadete, Alcides Solon, Ednilson Lima Cavalcante), e para a construção da quadra coberta e vestiário na Escola Estadual José Aureliano da Costa, na sede do município.

Avalie este item
(0 votos)

Um dos grandes polos de produção de mel em Roraima, o município do Cantá, a partir de agora, conta com um reforço para aumentar ainda mais a produtividade na região. O Governo do Estado autorizou a Associação dos Apicultores e Produtores de Roraima a utilizar a Casa do Mel, localizada no perímetro urbano da BR-432, para o beneficiamento da produção local.

"Com essa nova estrutura, a produção será ampliada. Hoje, eles produzem cerca de seis toneladas e com a Casa do Mel vão passar das 10 toneladas. Além da autorização de uso do prédio, por meio da Desenvolve Roraima, vamos trabalhar no financiamento de caixas de colmeias para estes apicultores. A cada 100 colmeias, trabalhando em média três dias por semana, é possível ter uma renda mensal de aproximadamente R$ 2 mil. Estamos fomentando o desenvolvimento do setor, gerando emprego, renda e valorizando aqueles que trabalham e produzem", afirmou o governador Antonio Denarium.

O presidente da Associação, José Ferreira, afirmou que atualmente tem 45 associados. "A nossa produção hoje é em torno de seis toneladas, mas se Deus quiser, ela vai dobrar, pois antes, não tínhamos um espaço adequado para o beneficiamento. Hoje, graças a Deus, nós estamos aqui recebendo esse prédio", comemorou.

Com a nova estrutura, a Associação vai em busca do SIF (Selo de Inspeção Federal). "O prédio atende todas as normas sanitárias, vamos dar entrada nessa certificação para valorizar ainda mais a nossa produção. Essa estrutura vai facilitar a comercialização, possibilitando a exportação", anunciou.

O deputado estadual Renato Silva, destacou que o Governo está garantindo meios para o desenvolvimento de Roraima. "São trabalhadores, pais e mães de família, que são apicultores, vão produzir mel, vender e ganhar dinheiro com dignidade. O Governo trabalha para que Roraima não seja conhecido como o estado do contracheque e sim o estado que desenvolve, que trabalha, que produz e gera a sua própria renda", pontuou o parlamentar.

INVESTIMENTOS DO GOVERNO NO SETOR

Em 2020, o Governo do Estado autorizou R$ 570 mil em linhas de crédito por meio da Desenvolve Roraima. Com o investimento do Governo do estado e entrega de 3.000 caixas de colmeias. No ano passado, a apicultura registrou crescimento de 30% e, com a entrega de 3 mil caixas de colmeias.

Ainda em 2020, os apicultores realizaram pela primeira vez uma exportação. Foram mais de 50 toneladas de mel exportadas para a Alemanha. Ainda em 2020, no mês de outubro, os Apicultores de Roraima realizaram outra exportação de mel, dessa vez, mais de 300 toneladas para a Europa.

A ação contou com o apoio do Governo, que cedeu espaço para a produção e auxiliou na articulação para emissão de nota fiscal.

"Com todo esse investimento por parte do Governo do Estado, o quilo do mel produzido em Roraima valorizou, passando de R$ 3,00 para R$ 14,00", disse Denarium.

Avalie este item
(0 votos)

A diretora do Denarc (Departamento de Narcóticos), Darlinda de Moura Viana, assumiu nesta sexta-feira (18), como delegada geral adjunta da Polícia Civil e, juntamente com o delegado geral Eduardo Wayner Santos Brasileiro, tem a função de administrar a instituição.

Darlinda Viana é a terceira mulher a assumir a Delegacia Geral Adjunta. Desde o dia 04 de fevereiro deste ano, após o pedido de exoneração do delegado Herbert de Amorim Cardoso, a Polícia Civil vem sendo administrada pelo delegado Eduardo Wayner, que era o delegado geral adjunto.

Wayner assumiu a Delegacia Geral com a proposta de promover mais agilidade nas investigações, com foco no combate eficaz à criminalidade, sobretudo às ações do crime organizado.

“Temos uma orientação do governador Antonio Denarium de trabalhar ações que venham fortalecer a Segurança Pública de Roraima, alinhado ao projeto Estado Seguro e, para isso, estamos atuando em algumas frentes, visando acelerar ações de enfrentamento ao crime”, destacou.

Com um efetivo de 769 policiais civis, as mulheres representam 27,4% do efetivo, um total de 221. Atualmente, a Polícia Civil conta com representatividade feminina nas chefias de cartórios, dos SIOPS (Seção de Investigação e Operação), da titularidade de delegacias, departamentos e do IML (Instituto de Medicina Legal).

A Polícia Civil já foi chefiada por três mulheres: a delegada Haydee Magalhães, delegada Edineia Chagas e delegada Giuliana Castro. Também teve três mulheres como delegada geral adjunta: Luciana Kulay, Eliane Gonçalves e Elisa Alice. Darlinda Moura é a quarta delegada a assumir o cargo.

Para o delegado geral, o nome da delegada Darlinda Moura, como adjunta, vem ao encontro da nova política de trabalho, que visa maior agilidade nas investigações.

“A delegada Darlinda vem chefiando o Denarc e vai continuar acumulando a função, devido ao trabalho que vem desenvolvendo de combate ao tráfico de drogas. É uma excelente profissional, comprometida e com expertise nas mais diversas e complexas investigações policiais e, principalmente, preparada para o cargo”, disse.

Darlinda destacou que a Polícia Civil é uma instituição madura, com excelentes profissionais que tratam com seriedade sua missão.

“É um orgulho poder ajudar o delegado geral Eduardo Wayner a gerir a Instituição, enxergando a PCRR do futuro, modernizando-a e preparando-a para os desafios que virão”, disse.

BIOGRAFIA - Darlinda de Moura Santos Viana tem 45 anos e é graduada em direito e análise e desenvolvimento de sistemas, pós-graduada em processo civil, processo penal e direito penal. Tem 18 anos de efetivo exercício na atividade policial, onde exerceu a titularidade do 3°, 4° e 5° Distritos Policiais, DRCAP (Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Administração Pública) e DECOR (Divisão Especializada de Combate ao Crime Organizado), além das Delegacias de Iracema e Rorainópolis. Também foi por duas vezes chefe do Núcleo de Inteligência da PCRR, diretora de Administração. Vinha exercendo o cargo de Diretora do Departamento de Narcóticos, além de titular do Distrito Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos.

Sábado, 19 Março 2022 19:27

COMUNICADO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 405.119 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 154.801 foram confirmados, sendo 30.227 por RT-PCR e 124.574 por teste rápido, 250.318 descartados, sendo 67.659 por RT-PCR e 182.659 por teste rápido e 2.144 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.203 em Alto Alegre, 1.259 no Amajari, 119.357 casos foram notificados em Boa Vista, 2.887 em Bonfim, 3.665 no Cantá, 3.085 em Caracaraí, 2.458 em Caroebe, 1.568 em Iracema, 2.881 em Mucajaí, 995 em Normandia, 2.778 em Pacaraima, 3.899 em Rorainópolis, 1.933 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.401 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.674 em Alto Alegre, 2.400 em Amajari, 196.012 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.406 em Bonfim, 4.121 no Cantá, 4.098 em Caracaraí, 3.149 em Caroebe, 1.874 em Iracema, 3.858 em Mucajaí, 1.064 em Normandia, 7.765 em Pacaraima, 6.366 em Rorainópolis, 3.045 em São João da Baliza, 2.025 em São Luís e 783 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.144 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.618 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 62 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 53 de Pacaraima, 71 de Rorainópolis, 12 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 152.423 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.164 em Alto Alegre, 1.232 em Amajari, 117.573 são de Boa Vista, 2.851 de Bonfim, 3.617 no Cantá, 3.023 em Caracaraí, 2.435 em Caroebe, 1.550 em Iracema, 2.833 em Mucajaí, 958 em Normandia, 2.723 em Pacaraima, 3.822 em Rorainópolis, 1.919 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.335 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

Ações estratégicas executadas pelo Governo de Roraima têm contribuído para o fomento do artesanato roraimense. E graças às medidas de incentivo, tem sido fortalecida a participação de artesãos roraimenses em eventos locais e nacionais.

Nesse sábado,19, Dia Nacional do Artesão, profissionais celebram o reconhecimento da sociedade e traçam o planejamento de metas para 2022.

Por meio da integração entre as secretarias do Índio e do Trabalho e Bem-Estar Social, o governo tem incentivado a produção, estruturação e comercialização de produtos, possibilitando aos artesãos indígenas e não-indígenas, maior autonomia para o trabalho de divulgação da arte roraimense.

“O nosso objetivo é desenvolver Roraima em todas as áreas e a cultura também é prioridade. Por isso tenho orientado a equipe de governo que as secretarias estaduais façam um trabalho conjunto e somem esforços para que as ações do governo consigam apresentar um resultado melhor e mais eficaz para a população”, explicou o governador Antonio Denarium.

De acordo com Lucineide Rocha, coordenadora do Programa de Artesanato de Roraima, organizado pela Setrabes, graças ao apoio do governo, novos artesãos têm sido beneficiados pelo programa, que atualmente conta com 200 artesãos cadastrados e atendidos pelas ações do PAR.  

“O governo tem contribuído para as ações e incentivado as medidas de reestruturação e graças ao apoio nos últimos anos, temos aumentado de forma gradativa o número de artesãos no programa. Com isso, montamos uma lojinha de venda e divulgação dos trabalhos, onde eles deixam parte da sua produção aqui na sede para venda na Setrabes e também nas feiras itinerantes que fazemos junto às instituições do Estado”, esclareceu a coordenadora.

Síria Maria Mota Bezerra, diretora do Centro de Artesanato Indígena Ko'go Damiana – CAIKD da Secretaria do Índio, explica que o artesanato indígena também tem sido fortalecido em Roraima.

“A Secretaria do Índio tem tido o apoio do governo no sentido de dar condições aos artesãos de divulgar e vender seus produtos diretamente ao público e, com isso, o valor resultante da venda do artesanato indígena é destinado diretamente às comunidades indígenas, ou seja, as comunidades recebem o recurso direto sem precisar passar por terceiros. O Estado incentiva, colabora e o lucro vai direto para as comunidades indígenas, graças ao apoio do governo que possibilitou a reestruturação do setor e a geração de renda”, complementou.

Ações do governo têm contribuído para o artesanato roraimense ganhar visibilidade local e nacional –

Após seis anos de ausência, o artesanato roraimense esteve presente no ano passado, no “14º Salão de Artesanato Raízes Brasileiras”, realizado em Brasília e considerado o maior encontro nacional dessa área. Durante os cincos dias de evento Roraima foi representado com peças de artesanato de etnias indígenas e não-indígenas. Outra conquista foi a participação na 32° Feira Nacional de Artesanato, realizada ano passado, em Minas Gerais.

Destaque ainda para a Vitrine Emanon, que significa “Bonito” em macuxi, criada em agosto de 2020, com o objetivo de divulgar a arte indígena e fomentar a geração de renda de forma justa e com o reconhecimento merecido, onde cerca de 58 artesãos de todas as etnias têm tido a sua arte valorizada e fortalecida.

“A partir do momento em que fazemos a divulgação fortalecemos também o fomento desses produtos. E em breve vamos iniciar as oficinas de capacitação, para envolver a arte indígena em 42 polos de 11 municípios, para alcançar até 1.000 artesãos, ou seja, vamos conseguir alavancar a arte indígena em Roraima. E graças ao apoio do governo, participar novamente dos eventos nacionais”, ressaltou.

Artesãos se emocionam ao falar sobre a arte roraimense –

A artesã Rosângela Nogueira, conhecida como Rosi biscuit, trabalha com artesanato há 18 anos. E a cada dia que passa tem ampliado a produção. Para ela o artesanato é um dom e tem proporcionado conquistas todos os dias.

“Nesses 18 anos trabalhando com artesanato tenho aprendido muito, especialmente com o biscuit. E aprendi a explorar também o artesanato indígena, a modelagem de biscuit e me sinto feliz por ver a minha arte sendo divulgada e valorizada”, disse Rosângela.

A artesã Vanda Domingos da Silva é indígena e aprendeu a trabalhar com artesanato na infância, quando via minha mãe fazendo peças de artesanato.

“Eu aprendi com a minha mãe e repassando para minhas filhas para que a juventude não esqueça da nossa cultura. Eu tenho levado a arte para vários lugares em Roraima e fora do Estado, tenho peças vendidas para a Europa, Jamaica, Estados Unidos, Guiana Inglesa e é muito bom, porque fico muito alegre e me dá coragem para continuar fazendo artesanato junto com meus filhos e filhas e os outros parentes”, complementou. 

Avalie este item
(0 votos)

O governador Antonio Denarium assinou, na manhã desta sexta-feira, dia 18, a ordem de serviço para a implantação da vicinal 6, no município do Cantá. 

Serão 21 quilômetros que receberão serviços de obras correntes com recursos do governo de Roraima e emenda parlamentar do deputado estadual  Gabriel Picanço no valor de  . A obra vai beneficiar produtores rurais, moradores da comunidade Genipapo, além de comunidades indígenas da região.

O Governo do Estado tem construído novas pontes, galerias de concreto, recuperando estradas vicinais, pavimentação, valorizando toda a região e facilitando a vida do produtor.  “O programa Aqui Tem Obra é o maior projeto de asfaltamento de estradas da história de Roraima. Estrada boa significa menos gastos com frete e transporte, consequentemente, preços mais competitivos para quem produz. Além de melhorar a segurança de quem se desloca. São obras aguardadas há muito tempo pela população do Estado e que agora, estamos realizando. É o Governo trabalhando e apoiando quem trabalha e produz”, garantiu o governador.

O prefeito André Castro se mostrou feliz com a assinatura da ordem de serviço. E destacou a parceria que vem realizando com o Governo para trazer mais infraestrutura e desenvolvimento para o município. 

“Aqui temos agricultura familiar são pequenos produtores de banana, pimenta, macaxeira, entre outros. E com ajuda do Governo fazendo estradas, pontes, esses agricultores poderão escoar a produção  para a capital e outros municípios, gerando renda para essas famílias” agradeceu.

OUTRAS OBRAS NO CANTÁ

Outra obra muita aguardada pela população e que segue a todo vapor é o asfaltamento da estrada Tronco/ Malacacheta, região que dá acesso ao Taboca. Serão 11 quilômetros que receberão asfalto, com recursos do governo de Roraima, fruto de emenda parlamentar do deputado federal Jhonatan de Jesus e do senador Mecias de Jesus. A obra vai beneficiar as comunidades indígenas de Canaunim, Tabalascada, Malacacheta e a região do Taboca e Bonfim.

Avalie este item
(0 votos)

Um convênio de cooperação técnica entre a PCRR (Polícia Civil de Roraima) e a empresa Roraima Energia vai fortalecer o combate às fraudes e desvios de energia elétrica. A prática desses crimes tem resultado em prejuízos ao cidadão com relação à cobrança da tarifa da energia elétrica. O assunto foi tratado em uma reunião realizada nesta quinta-feira, dia 17, na Delegacia Geral.

A iniciativa busca realizar um trabalho integrado para intensificar as operações de investigação e demais ações de repressão relacionadas aos furtos de energia, furto de cabos e transformadores, fraudes de medidores de consumo, que prejudicam o fornecimento de energia elétrica à população e, também, trazem prejuízos financeiros não somente à empresa de distribuição de energia, como aos consumidores.

Estiveram reunidos para discutir o convênio, o delegado geral, Eduardo Wayner, a diretora do Denarc (Departamento de Narcóticos), delegada Darlinda Moura, o diretor adjunto administrativo e financeiro da Roraima Energia, Jimmy Luz Costa, e a diretora de Relações Institucionais e Gerente do Departamento Jurídico da empresa, Sarassele Freire.

Conforme a diretora do Denarc, o convênio firmado entre a PCRR e a empresa, resultará em uma maior eficácia no tratamento das ocorrências de desvios de energia, além do compartilhamento de informações.

“O convênio tem por finalidade reduzir os crimes que causam perdas comerciais da Roraima Energia S/A, como também o rastreamento, mapeamento e formação de banco de dados de fraudadores, possibilitando maior conhecimento sobre os cidadãos que geram essas perdas que, consequentemente, são transferidas ao restante da população”, finalizou a delegada Darlinda Moura.

Avalie este item
(0 votos)

Os PVAs (Postos de Vigilância Agropecuária) da Aderr (Agência de Defesa Agropecuária de Roraima) receberam novos equipamentos para reforçar o atendimento e melhorar os serviços prestados pela Agência. A reestruturação dos PVAs tem a parceria do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e Governo do Estado como parte importante para manter as ações de defesa fortalecidas, visando a sanidade da produção animal e vegetal, além da proteção e segurança da cadeia produtiva de Roraima.

Por meio do convênio Mapa/Aderr e Plataforma +Brasil nº 902747/2020 firmado, que deve ser aditivado com novo aporte de recursos para este ano, a Aderr tem conseguido realizar muitos serviços, que são fundamentais para o desenvolvimento do setor agropecuário de Roraima.

Com ele, que é uma parceria entre o Mapa e Governo de Roraima, foi possível adquirir equipamentos de informática, automóveis, materiais de uso contínuo, diárias, combustível, entre outros itens importantes para a implementação das ações que a Aderr vem realizando no Estado.

Com os novos equipamentos, segundo informou o presidente da Aderr, Marcelo Parisi, os servidores poderão validar GTAs (Guias de Trânsito Animal), GTVs (Guia de Trânsito de Vegetais), emitir relatório, acessar sistemas internos, imprimir, escanear e copiar documentos para melhorar o desempenho no trabalho.

O diretor de Defesa Vegetal, Marcos Pril, enfatizou que o principal benefício é dar condições para que o servidor possa trabalha com condições de oferecer um atendimento de qualidade para a população.

“Já temos acesso à internet, agora também eles podem realizar rapidamente os serviços, validar guias de trânsito animal e vegetal, emitir e escanear documentos”, informou Prill

O convênio está em vias de passar por um processo de aditivo, que permitirá a chegada de novos equipamentos até o fim do ano, que serão destinadas a todas as Unidades de Defesa Agropecuária e aos PVAs.

Avalie este item
(0 votos)

Quando o assunto é cuidado com o bem-estar das pessoas, o Governo do Estado dá provas do compromisso que tem com a população. Por meio do programa Governo Sem Parar, crianças, jovens e adultos têm acesso a diversos serviços em um mesmo momento e local. No próximo sábado, dia 19, os atendimentos serão realizados no Colégio Militar Elza Breves de Carvalho, no bairro Laura Moreira, das 8h às 14h.

Os moradores do bairro e áreas próximas serão atendidos com serviços na área da cidadania, incluindo emissão de RG, entrega de cadeiras de rodas, oficinas de artesanato, atendimento do programa Morar Melhor, da Defensoria Pública, da Casa da Mulher Brasileira, Desenvolve, Costurando Recomeços (da Sejuc), Procon, Uerr, Caer, Setrabes e Sefaz, além da Secult, que ficará com a programação cultural e música ao vivo.

“Tenho o cuidado com a vida de cada um e de todas as idades, e é por isso que o trabalho não para. Desde o primeiro dia de governo, seja dia útil ou fim de semana, não tenho medido esforços para levar as ações de gestão pra perto do povo, ouvindo as pessoas e buscando medidas para atender as necessidades da nossa gente”, esclareceu o governador Antonio Denarium.

Durante toda a manhã de sábado serão disponibilizados também serviços na área de saúde, com consultas médicas nas especialidades de oftalmologia, com oferta de óculos se for necessário, ginecologia, cardiologia, dermatologia, pediatria e ortopedia.

“A nossa expectativa é realizar cerca de 5 mil atendimentos, mas, se tiver mais demanda as equipes estarão prontas para atender e garantir que a população tenha acesso ao serviço desejado. É importante que todos sigam as orientações e mantenham os cuidados importantes porque a pandemia não acabou e, se Deus quiser, será mais um dia produtivo e de trabalho intenso em prol da nossa população”, ressaltou o governador.