n
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima está participando do V Encontro Regional: Sinase pra Valer, que iniciou nesta terça, 23, e segue até quinta-feira, 26, no Fórum Cível Advogado Sobral Pinto.

 

O evento é promovido pelo MDHC (Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania), em parceria com os ministérios da Saúde, Educação, Justiça e Segurança Pública e do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome.

 

A programação tem como objetivo fortalecer o Sinase (Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo) pela aproximação da gestão nacional junto às redes socioeducativas em todas as regiões do País.

 

O V Encontro está acontecendo de forma híbrida em Boa Vista, para o público prioritário, atores do sistema de Justiça e profissionais que atuam na rede socioeducativa dos programas de meio fechado e aberto, com a participação dos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia e Tocantins.

 

A titular da Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social), Tânia Soares, ressaltou a importância da iniciativa do Governo Federal em promover os encontros regionais do SINASE.

 

“O encontro do Sinase pra Valer permite uma maior integração e uma ótima qualificação das políticas públicas referentes ao sistema socioeducativo em nosso estado e demais regiões do Brasil”, explicou Tânia.

 

Segundo o coordenador Estadual da Política de Medidas Socioeducativa, Hugo Vissotto, o encontro serve ainda para apresentar sugestões, apresentar projetos e melhorias no atendimento socioeducativo do estado.

 

“Além de compartilhar as boas práticas realizadas no Estado de Roraima, onde somos umas das referências na Política de Socioeducação em todo Brasil, podemos também dividir experiências com os outros estados e contextualizar os 7 estados da região norte que estão participando do Sinase”, disse Hugo.

 

REGIONAIS

 

Os encontros regionais Sinase pra Valer foram implementados pelo MDHC em maio deste ano para fomentar ações de integração entre os programas de atendimento socioeducativo e contribuir para a retomada do levantamento de dados e informações sobre o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo.

 

Nos eventos regionais, é possível que cada um dos Estados do País faça apresentações institucionais de ações e iniciativas, rodas de conversas e escuta ativa com representantes estaduais, familiares, sociedade civil e movimentos sociais, por visitas aos locais de execução das medidas e pela elaboração de registros por imagem, gravação e escrita.

Avalie este item
(0 votos)

O salário dos mais de 30 mil servidores estaduais das administrações direta e indireta, referente ao mês de outubro, será creditado nesta quinta-feira, dia 26. Com a medida, serão injetados cerca de R$ 265 milhões na economia local.

 

“Está chegando o dia mais esperado: o dia do pagamento. E, como sempre aconteceu durante a atual gestão, o salário cai na conta dentro mês trabalhado. É o Governo de Roraima valorizando aqueles que trabalham diariamente em prol do desenvolvimento do nosso Estado", pontuou o governador Antonio Denarium.

 

Ele destacou que, nos últimos meses, tem havido muita especulação e fake news sobre a situação financeira do Estado e fez questão de tranquilizar a população, em especial os servidores públicos.

 

“Houve queda no repasse do FPE [Fundo de Participação do Estados] nos últimos meses, mas estamos conseguindo equilibrar as contas públicas com o aumento da arrecadação de ICMS [Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços]. Nossos servidores podem ficar tranquilos que não haverá atraso nos salários e nossa população pode ter a certeza de que os investimentos e as políticas públicas não serão prejudicados”, garantiu o governador.

 

Avalie este item
(0 votos)

No dia 25 de outubro é celebrado o Dia Mundial da Mielomeningocele e Hidrocefalia. Muitas famílias enfrentam desafios significativos quando os filhos são diagnosticados com mielomeningocele e a hidrocefalia relacionada a essa condição.

 

A mielomeningocele é um defeito do fechamento da coluna vertebral e da medula espinhal que ocorre nas primeiras semanas de gestação. Quando um bebê nasce com essa condição, ela pode afetar seus movimentos e algumas funções dos órgãos internos.

 

Para entender melhor essas questões, a médica neuropediatra do CRSM (Centro de Referência de Saúde da Mulher), Charlotte Buffi, explicou essas condições e os tratamentos disponíveis.

 

“Dependendo do local do defeito de fechamento do tubo neural, que é constituído pela coluna e pela medula espinhal, teremos sintomas que variam de acordo com o tamanho e a localização desse defeito”, disse.

 

A hidrocefalia é uma complicação que atinge crianças com mielomeningocele, e geralmente se desenvolve após o nascimento e requer correção cirúrgica.

 

“A hidrocefalia ocorre quando a drenagem do líquido intracraniano é prejudicada, seja por obstrução ou aumento da produção desse líquido. Isso pode causar hipertensão intracraniana e sintomas associados”, esclareceu Charlotte.

 

TRATAMENTO

 

O tratamento para a hidrocefalia é cirúrgico e envolve uma DVP (derivação ventrículo peritoneal), que cria uma via alternativa para o dreno do líquido intracraniano. A cirurgia pode ser altamente benéfica na melhora da qualidade de vida das crianças afetadas.

 

PREVENÇÃO

 

Uma das formas de prevenir defeitos de fechamento do tubo neural e situações que afetam a coluna vertebral e a medula espinhal nas primeiras semanas de gestação é o cuidado pré-natal adequado.

 

Buffi destacou ainda a importância do pré-natal adequado e com acompanhamento cuidadoso.

 

“O uso de ácido fólico antes da concepção são essenciais para prevenir a maior parte dessas situações. Embora não seja possível evitar todos os casos, o uso de ácido fólico reduz significativamente o risco”, afirmou.

 

Em casos em que as condições não puderam ser identificadas precocemente, o atendimento é crucial nos primeiros dias de vida, com o suporte de equipes médicas especializadas, incluindo neonatologistas e neurocirurgiões.

Avalie este item
(0 votos)

Os produtores rurais precisam ficar atentos para os últimos dias de vacinação contra febre aftosa. A 46ª campanha entra na reta final e é preciso atender aos prazos, e não deixar para última hora e comprometer o trabalho de imunização dos rebanhos de Roraima.

 

Na próxima terça-feira, 31, será encerrada a vacinação. Nesta etapa, são vacinados bovinos e bubalinos de até 24 meses de idade.

 

O produtor tem menos de uma semana para efetuar a compra das vacinas na loja agropecuária de sua preferência e colaborar para manter um alto índice de cobertura vacinal no Estado.

 

O presidente da Aderr, Marcelo Parisi, conclamou os pecuaristas de Roraima para intensificarem o trabalho de vacinação para que não tragam prejuízo para a sanidade animal e que comprometa as ações desenvolvidas ao longo dos anos, garantindo a manutenção do status de área livre da febre aftosa com vacinação.

 

“Entramos na reta final da 46ª campanha, e por isso é importante que os pecuaristas, que já contribuem nesse trabalho sólido de defesa sanitária do rebanho do Estado, não deixem para a última hora para vacinar os animais. Lembrando que o prazo final é na próxima terça-feira [31 de outubro] e precisamos acelerar a vacinação”, enfatizou Parisi.

 

METAS

 

A 46ª campanha de vacinação contra febre aftosa que se encerra na próxima terça-feira, 31, tem como meta a vacinação de cerca de 500 mil animais de 0 a 24 meses do rebanho que já corresponde a mais de 1,2 milhões de cabeças.

 

Na campanha passada, onde foram vacinados animais de toda faixa etária, a cobertura vacinal chegou a 97% do rebanho bovino no Estado. Esse percentual corresponde a cerca de 1.150.000 cabeças de gado vacinadas e declaradas pelos produtores na Aderr.

 

Roraima é livre de febre aftosa com vacinação, status concedido pela Organização Internacional de Saúde Animal. A conquista é fruto do esforço do Governo do Estado, por meio de técnicos e gestores em conjunto de pecuaristas, comerciantes de revenda de vacinas que têm garantido a sanidade do plantel bovino do Estado.

Avalie este item
(0 votos)

A Clínica Médica Especializada Coronel Mota realizou, neste mês de outubro, dois mutirões no setor de ultrassonografia direcionados para pacientes dos municípios do interior de Roraima.

 

A iniciativa, que ocorreu nos dias 14 e 21, teve como objetivo reduzir a demanda reprimida de exames de ultrassom abdominal total, renal e articulações, que têm se tornado cada vez mais procurados na região.

 

“Existe uma demanda reprimida de exames do interior, então esse mutirão foi uma forma de atender a população e sanar a procura por esses exames que não têm as vagas suficientes para atender a todos nos mapas semanais”, destacou a gerente técnica do CMECM, Raudenya Pereira, coordenadora da ação.

 

Os mutirões contaram com a participação de três profissionais de saúde, dois auxiliares e dois médicos, e atenderam pacientes dos municípios de Cantá, Alto Alegre, Normandia e Mucajaí, onde a demanda por exames de ultrassom tem aumentado significativamente.

 

Durante os dois dias de mutirões, um total de 86 pacientes realizaram os exames necessários, trazendo alívio aos moradores do interior de Roraima que aguardavam por esses procedimentos.

 

A ação realizada pela Clínica Coronel Mota foi uma resposta à necessidade de ampliar a capacidade de atendimento e garantir o acesso a exames. As atividades são importantes para reduzir a demanda reprimida e oferecer um serviço de qualidade à população.

Avalie este item
(0 votos)

O HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento) iniciou, nesta semana, um treinamento abrangente voltado para enfermeiros e técnicos, com foco no tratamento de feridas. O objetivo é melhorar e humanizar os cuidados prestados aos pacientes da unidade.

 

A capacitação acontecerá até quinta-feira, 26, ocorrendo em enfermarias com palestras e atividades práticas.

 

O enfermeiro especializado em tratamento de feridas e dermatologia, Fernando Barbosa, destacou a importância do tema tanto para os profissionais de saúde quanto para os pacientes do HGR.

 

“Estamos oferecendo treinamento em todos os setores de internação e portas de entrada do hospital, abordando a questão de curativos, tratamento de feridas e prevenção de lesões por pressão. Isso proporciona maior segurança aos pacientes, garantindo um tratamento de qualidade”, enfatizou Barbosa durante a palestra.

 

A necessidade para a qualificação surgiu com a chegada de novos profissionais selecionados, que precisam estar familiarizados com as técnicas de tratamento de feridas de alto nível tecnológico utilizadas na unidade.

 

“São coberturas que ajudam no processo de cicatrização, coberturas de alto nível de tecnologia, o melhor que o estado pode oferecer, pois no HGR podemos tratar desde feridas simples até uma de alta complexidade”, complementou o enfermeiro.

 

A técnica de enfermagem Iva Gregório de Souza conta com 42 anos de experiência e atua no Núcleo de Curativos do Bloco A do HGR. Ela considera a capacitação um conhecimento adicional que ajuda na recuperação dos pacientes de forma mais ágil.

 

“O diferencial é garantir a recuperação do paciente. Quando ele é admitido na unidade, espera-se que saia com a ferida cicatrizada, ou seja, com uma melhora significativa em sua condição de saúde, proporcionando maior segurança”, enfatizou.

 

Avalie este item
(0 votos)

Na próxima sexta-feira, 27, o Governo de Roraima reinaugura a Escola Estadual Vanda da Silva Pinto, no bairro Santa Luzia, em Boa Vista. A unidade de ensino foi completamente revitalizada e mobiliada. A solenidade será às 16h e toda população está convidada a prestigiar o evento.

 

A Escola Vanda Pinto foi criada em março de 1998 e desde sua fundação, há 25 anos, não recebia qualquer tipo de reforma. A unidade de ensino, que atende 865 estudantes no Ensino Fundamental, foi toda climatizada, recebeu reparos nas partes elétrica e hidráulica, além de pintura geral.

 

A quadra poliesportiva também foi toda recuperada. Um investimento na ordem de R$ 2,5 milhões com recursos do Tesouro Estadual.

 

“A educação de Roraima está avançando e a recuperação dos prédios escolares é essencial dentro desse processo. Sabemos como é importante para o desenvolvimento do aprendizado, um ambiente organizado, equipado e acolhedor. Por isso o Governo de Roraima vem investindo na infraestrutura escolar tanto na capital quanto no interior”, destacou o secretário adjunto de Educação Básica da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), Semaias Alexandre Silva.

 

A unidade de ensino retomou as aulas presenciais em agosto e ao retornar para as salas de aulas, estudantes e servidores encontraram novos mobiliários. Foram entregues 489 carteiras escolares, seis mesas para alunos cadeirantes, 14 kits refeitório, além de armários e estantes.

 

Também foram entregues materiais para equipar a copa e cozinha como geladeira, fogão e liquidificador além de bebedouro e TV smart.

 

“O Governo de Roraima está trabalhando cada vez mais para melhorar os ambientes educacionais e percebemos que não há privilégios. A melhoria chega para todas as escolas e ficamos felizes em saber que os nossos alunos estão sendo olhados com carinho por essa gestão”, disse a gestora da escola, professora Erlene de Aguiar Moreira.

 

INVESTIMENTOS

 

Com a Vanda Pinto, o Governo do Estado contabiliza 49 escolas reinauguradas e entregues para a população tanto na capital, quanto no interior e em comunidades indígenas. O investimento total é na ordem de R$ 51 milhões e as escolas novas já beneficiaram 21.500 estudantes.

 

Outras escolas seguem em processo de revitalização ou reforma e em breve também serão entregues para a comunidade escolar, entre elas: o CEM (Colégio Estadual Militarizado Tancredo Neves, Escolas Antônio Ferreira, Antônia Coelho de Lucena ambas em Boa Vista, Escola Indígena Lauro Melquior (Ticoça/Uiramutã), CEM Ovídio Dias (Amajari), Escola Indígena Santa Luzia (Três Corações/Amajari).

 

Além do CEM João Rogélio Schuertz (Caracaraí), Escola Indígena Nossa Senhora da Consolata (Manoá/Bonfim), Escola Henrique Dias (São João da Baliza) e Dom Pedro II (Iracema).

Avalie este item
(0 votos)

INICIAÇÃO CIENTÍFICA

Feiras de Ciências em Uiramutã reúnem 60 trabalhos científicos produzidos por alunos indígenas

 

 

A 1ª Fecind (Feira Estadual Indígena de Ciências) estreou na Quadra Poliesportiva do município de Uiramutã, marcando um novo capítulo na iniciação científica em comunidades indígenas de Roraima. A ação ocorreu no fim de semana.

 

Organizado pelo Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Educação e Desporto, o evento teve mais de 60 trabalhos inscritos, sendo um instrumento fundamental de fomento aos trabalhos científicos desenvolvidos nas escolas indígenas, seja no âmbito estadual ou municipal de Roraima.

 

“Trata-se do primeiro evento científico para comunidades indígenas. Nós estamos inaugurando uma fase de valorização de trabalhos das escolas indígenas, com o apoio incondicional dos professores com saberes tradicionais”, disse a diretora do Ceforr (Centro Estadual de Formação dos Profissionais de Educação de Roraima), Stella Damas.

 

A Fecind é uma iniciativa em parceria com a Prefeitura de Uiramutã e o Sebrae-RR (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas). Além disso, ocorreu simultaneamente com a 4ª Feciu (Feira de Ciências de Uiramutã) que premiou escolas municipais da região.

 

“Para nós estarmos aqui, auxiliando e apoiando a educação, sobretudo a educação escolar indígena é uma grande satisfação, inclusive a iniciação científica envolve o empreendedorismo ao fazer ciência, envolvendo alunos e professores”, destacou a coordenadora de educação empreendedora do Sebrae-RR, Graciela Mussio.

 

Escolas dos municípios de Alto Alegre, Amajari, Boa Vista, Normandia, Pacaraima e o município anfitrião, Uiramutã, apresentaram trabalhos de pesquisa com conexão à cultura do lugar onde viviam com o tema "Etnossustentabilidade: Biodiversidade, culturas tradicionais e o desenvolvimento sustentável". O evento contou com a participação de 386 pessoas, entre estudantes e professores orientadores.

 

O vice-prefeito de Uiramutã, Jeremias Lima, disse que o incentivo à educação é fundamental para o crescimento das comunidades: “É um momento importante para a troca de saberes do conhecimento científico e cultural através do intercâmbio entre os municípios, compartilhando desde a medicina tradicional, trajes e utensílios”, disse.

 

Durante o evento, diversos grupos culturais se apresentaram como os Filhos de Maruai, da comunidade Enseada, e o grupo Paraikoman da comunidade Serra do Sol, ambas do município de Uiramutã.

 

O secretário de Educação e Desporto, Nonato Mesquita destacou a importância do incentivo à iniciação científica. “Nossos alunos sempre nos surpreendem com os trabalhos apresentados nas feiras de ciências, e isso é muito bom, é um sinal de que a educação está avançando nas escolas estaduais e contam com o investimento do Governo do Estado, com aquisição de kits tecnológicos, material didático, dentre outros incentivos”, enfatizou.

 

OS PROJETOS

 

Estudantes da Escola Estadual Indígena Eurico Mandulão, da comunidade Raimundão, em Alto Alegre, apresentaram projeto sobre a eficácia das plantas medicinais que muito foram utilizadas no período da Covid-19. Os tratamentos surtiram o efeito desejado na comunidade, que comprovou nenhum caso confirmado durante todo o período crítico da doença que afetou o mundo.

 

“Como os moradores não tinham acesso à farmácia, as plantas medicinais ganharam força, um exemplo é o gengibre e o jambu por agirem como excelentes anti-inflamatórios, que pode ser consumido naturalmente ou por meio de xarope”, explicou o estudante Neimar Peixoto.

 

Já os alunos da Escola Estadual Indígena São Sebastião do Cailã da Comunidade Indígena Água Fria do Uiramutã, conseguiram destilar a bebida tradicional Caxiri e descobrir o teor alcoólico do líquido. Pensando na saúde dos moradores, a intenção é mostrar que nem todos podem consumir a bebida por conter uma porcentagem elevada de álcool.

 

“É muito comum o consumo do Caxiri, inclusive por crianças. Até então são sabíamos o teor alcoólico e descobrimos que a bebida possui 20% de álcool em sua composição. Queremos aconselhar a população de que somente os adultos possam consumir”, disse o estudante do Ensino Médio, Vinicius Sales.

 

PREMIAÇÃO

 

Os vencedores da 1ª Fecind e 4ª Feciu foram premiados com troféus e medalhas, além de terem a oportunidade de participar da XIV MCTIA (Mostra de Ciências e Tecnologia do Instituto Açaí), que ocorre em novembro, em Belém do Pará. Além disso, o evento selecionou trabalhos que participarão da 30ª edição da Fecirr, que acontecerá nos dias 6 e 7 de dezembro, no Parque Anauá.

 

 

 

 

Conheça os vencedores da I Fecind:

 

Categoria

Escola Vencedora

Projeto

Educação Infantil

Creche Municipal

Maria Augusta Esbell

(Normandia)

A arte de criar brincando

Ensino Fundamental I

Escola Municipal

Castro Alves

(Normandia)

Corpo e Movimento:         

Educando para um

Trânsito mais seguro na

Sede e comunidades

Indigenas de normandia

Ensino Fundamental II

Escola Estadual Indígena Presidente João Pessoa

(Uiramutã)

A valorização da panela de barro

como expressão da identidade

cultural do

Povo macuxi na

Comunidade willimo

Ensino Médio

Escola Estadual

Indígena Julio Pereira

(Uiramutã)

Tanajura como alternativa

sustentável e suplemento

alimentar do passado, presente e

 futuro.

Sala Multifuncional

Escola Estadual

Indígena Ko’Ko Isabel

Macuxi (Uiramutã)

O cultivo e manuseio artesenal da da semente de jamarú da serra

(lagenaria siceraria) como

ferramenta pedagógica para a

 inclusão e valorização da

Cultura indígena na

Comunidade indígena

Enseada, município de

 Uiramutã – RR

Educação de Jovens e Adultos

Escola Estadual

Indígena Joaquim Jones

José Ingaricó

(Uiramutã)

Areruya e tranças, manifestações

 da cultura ingaricó

Avalie este item
(0 votos)

A Rota do Conhecimento na 42ª Expoferr Show (Exposição-Feira Agropecuária de Roraima) é uma novidade que tem despertado saber e entretenimento para estudantes de escolas estaduais indígenas e não indígenas, além do público acadêmico.

 

Coordenada pela Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), em parceria com a Seed (Secretaria de Educação e Desporto), a Rota do Conhecimento potencializa atividades extraclasse, favorecendo um aprendizado novo para a comunidade estudantil que se beneficia com a realização da Expoferr Show sendo um evento difusor da cultura e economia local.

 

Ao todo, 10 escolas da rede estadual do Governo de Roraima participarão da celebração, totalizando a visitação de 80 alunos por dia, em média. “Nosso objetivo é tornar a experiência dos alunos um momento bastante agradável, percorrendo o artesanato Indígena, fazendinha, rota do agro, pavilhão dos animais, agricultura familiar, vitrine tecnológica, rodeio e demais pontos importantes que complementam a estrutura da Expoferr Show”, explicou a engenheira Agrônoma da Seadi, Ivaníria Fraquinella.

 

Para o secretário Marcio Grangeiro, os estudantes também integram o futuro da cultura agropecuária, e, recebê-los na Expoferr Show é sempre um motivo engrandecedor.

 

A programação da Rota do Conhecimento ocorrerá das 9h às 20h, com turmas alternadas durante os dias do evento, de 15 a 17.

 

 

EXPOFER SHOW 2023

 

A 42ª Expoferr Show será realizada nos dias 14 a 18 de novembro, no Parque de Exposições Dandãezinho, localizado no bairro Monte Cristo, zona Rural de Boa Vista. A meta para 2023 é superar os R$ 355 milhões de negócios movimentados no ano passado e chegar a R$ 500 milhões em volume de negócios nesta edição.

 

Ao todo, mais de 93 mil m² de infraestrutura serão montados no Dandãezinho, possibilitando a geração de negócios, empregos diretos e indiretos, além da presença média de 70 mil visitantes por dia. O evento contará com três shows nacionais, além da participação de artistas locais, leilões, rodeios, vaquejadas, gastronomia, palco cultural, arena do conhecimento, entre outros.

 

 

Avalie este item
(0 votos)

Os cuidados com a saúde da mulher e a prevenção contra o câncer de mama são pautas amplamente difundidas no mês de outubro, e para integrar à ação, a PCRR (Polícia Civil de Roraima) realiza no dia 25, uma roda de conversa e diversos atendimentos voltados para as servidoras da Instituição.

 

Programada para iniciar às 8h, no auditório da Casa da Mulher Brasileira, a programação alusiva ao Outubro Rosa terá uma palestra com o tema “Alimentação saudável trabalhando sob estresse e perdendo o sono”, com a nutricionista Gabriele Lucena.

 

Logo em seguida será a vez da roda de conversa com acadêmicas de Psicologia. O assunto será saúde mental e autoconhecimento.

 

Segundo a diretora do Departamento de Polícia Especializada, delegada Elivania Aguiar, a ideia é fazer um momento relax, uma roda de conversa sobre autoconhecimento, autoestima e autocuidado.

 

Além disso, a programação contará com a atuação de acadêmicos de nutrição, enfermagem e fisioterapia.

 

“Cada especialidade ofertará diversos serviços em atendimentos individuais, vamos ter massagens, aplicação de ventosas, aferição de pressão e muitas outras atividades”, disse a delegada.

 

Para a diretora, esse é um momento de atenção e cuidado que, muitas vezes, pode ser suprimido na rotina das policiais civis femininas.

 

“Sempre falamos que a rotina é pesada, mas é muito importante que a gente não esqueça que se não estivermos bem, não temos como realizar o nosso trabalho com excelência. Esse é, com certeza, um momento de cuidado com nossas mulheres guerreiras e contamos com a presença de todas”, destacou a delegada Elivania.

 

A Delegada-Geral Adjunta da Polícia Civil, Darlinda de Moura Viana, enfatizou a importância dos cuidados com a saúde, pelas mulheres, observando que as mulheres policiais enfrentam desafios únicos na carreira, na busca por justiça e segurança.

 

“Muitas vezes, deixamos de lado os cuidados conosco em prol do nosso compromisso com a sociedade. No entanto, é essencial lembrar que só poderemos continuar servindo à comunidade de forma eficaz se estivermos bem conosco mesmas.

 

Darlinda Viana disse acreditar que a chave para um desempenho excepcional reside no bem-estar físico e mental.

 

“Portanto, é fundamental cuidar de nossa saúde e bem-estar. A roda de conversa no dia 25 oferecerá um espaço seguro para compartilharmos experiências, aprendermos umas com as outras e, o mais importante, cuidarmos de nós mesmas”, disse.

Avalie este item
(0 votos)

A partir desta segunda-feira, 23, os clientes da Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) vão dispor de novas ferramentas no atendimento virtual via WhatsApp, seja para solicitar serviços ou falar com um atendente, economizando tempo e tendo mais celeridade nas demandas relacionadas aos serviços de saneamento.

 

O número também mudou para (95) 98406-3918, sendo que, o cliente será direcionado ao novo número no momento que entrar em contato com o anterior, bastando clicar no link: wa.me/5595984063918. Os novos recursos permitirão ao usuário, por exemplo, emitir a segunda via da conta, acessar o extrato detalhado de contas e faturas, obter certidões ou falar diretamente com um atendente, gerando melhores resultados na prestação dos serviços por parte da Companhia.

 

Os serviços funcionarão 24 horas, com exceção do atendimento pelo atendente, que é das 7h às 18h durante a semana e das 8h às 18h, nos finais de semana e feriados. O diretor Comercial e do Interior da Companhia, Cícero Batista, ressaltou que as mudanças têm o objetivo de fortalecer o relacionamento entre os clientes e a empresa, que detém atualmente um cadastro de 149 mil usuários no seu banco de dados.

 

Conforme Batista, o serviço está disponível para todos os consumidores da Companhia, pessoas físicas ou jurídicas. Para obter a segunda via de contas, basta informar o número da matrícula do imóvel. Porém, para dados mais detalhados é necessário ter o cadastro atualizado no site da Caer: www.caer.com.br, com a segurança de que as informações prestadas estarão protegidas, em conformidade com a Lei nº 13.709 - Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

 

“A gestão está sensibilizada sobre a necessidade de ampliação do sistema de comunicação direta com o cliente para resolver problemas do cotidiano. Os aplicativos são rápidos, seguros e podem ser acessados via celular a qualquer momento, o que facilita a vida das pessoas que precisam dos serviços da Caer”, destacou o diretor.

 

Outros atendimentos

 

Os clientes da Caer também dispõem de atendimento via Call Center: 0800.280.9520, que funciona das 8h às 18h e em regime de plantão aos domingos e feriados para os serviços de manutenção das redes de água e esgoto e atendimento de ocorrências.

 

No site da Caer: www.caer.com.br, o cliente também tem acesso a diversos serviços clicando nos ícones da Agência Virtual ou no Chat com o atendente virtual “Ed”. Para atendimento via chat, basta acessar o site e clicar no avatar localizado no canto inferior do lado direito da página e solicitar os serviços.

 

 

Outra modalidade de atendimento é o aplicativo Caer mobile: Disponível para Android na Google Play Store (https://play.google.com/store/apps/details?id=com.caer.caerMobileApp) e IOS na App Store.

Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima por meio da Secidades (Secretaria das Cidades, Desenvolvimento Urbano e Gestão de Convênios) firmou nesta quinta-feira, 19, um acordo de cooperação técnica com Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) em Roraima para a realização do censo empresarial nos centros comerciais do Estado.

 

O governador Antonio Denarium assinou o documento durante reunião no Palácio Senador Hélio Campos com presença do superintendente do Sebrae-RR, Emerson Baú, e do presidente da Faerr (Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de Roraima), Silvio de Carvalho.

 

O objetivo é saber as necessidades de cada setor comercial, ouvir pequenos produtores e empresários, reunir informações e criar um plano de ação com a criação de produtos e soluções adequadas para fortalecer as empresas roraimenses, além de orientações e treinamento dos profissionais sobre marketing.

 

A parceria vai contar com pelo menos 100 servidores da Secidades para a visita de estabelecimentos nos principais centros comerciais de Roraima. Os servidores têm experiências em visitação e recenseamento já realizadas em outros programas, como o projeto Colo de Mãe e o Cesta da Família.

 

“Acabamos de assinar um acordo de cooperação para realizar um censo empresarial. Em breve as equipes vão começar a visitar empresas do nosso Estado para realizar levantamento de dados e conhecer todas as demandas e necessidades dos empreendedores roraimenses”, destacou o governador Antonio Denarium.

 

Os servidores vão receber um tablet e um questionário como ferramenta, o que dará mais agilidade e rapidez na realização do censo. A expectativa é que, após o início, seja concluído em 60 dias.

 

Segundo o superintendente do Sebrae, Emerson Baú, o levantamento das informações contará ainda com uma capacitação e o auxílio de um sistema que será fornecido pelo Sebrae.

 

“Vamos iniciar o treinamento das pessoas que farão a visita e todos estarão devidamente identificados, com camisa e crachá. A ideia do levantamento é entender as necessidades dos pequenos empresários e produtores, e com isso, a gente pode desenvolver produtos e soluções adequados para essas pessoas”, detalhou Baú.

 

Avalie este item
(1 Votar)

Como forma de garantir o direito da população privada de liberdade à saúde, o Governo de Roraima realiza, entre esta quinta-feira, 19, e sábado, 21, um mutirão de atendimentos odontológicos voltados aos reeducandos da Pamc (Penitenciária Agrícola do Monte Cristo), localizada na zona rural de Boa Vista.

 

O mutirão, fruto de parceria entre a Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania) e a Sesau (Secretaria de Saúde), oferta procedimentos de limpeza, raspagem, restaurações odontológicas e extração e urgência, para os casos considerados mais graves.

 

A ação, que deve atender cerca de 250 internos da unidade, segue a rotina de garantia de direitos dos reeducandos de todas as unidades prisionais do Estado, dando acesso à saúde, educação e projetos voltados à ressocialização.

 

“A gestão do governador Antonio Denarium não tem medido esforços para garantir que o sistema prisional do Estado seja referência para todo o Brasil tanto em segurança pública quanto em direitos humanos. Os internos das unidades de detenção podem sim recomeçar a vida após cumprirem a pena e parte do processo são por ações como esta”, declarou o secretário de Justiça e Cidadania, Hércules Pereira.

 

O mutirão de atendimento odontológico ocorre pelo menos a cada três meses em todas as unidades penitenciárias do Estado, conforme demanda. Pereira também frisou que todas as cadeias, penitenciárias e presídios de Roraima possuem unidades básicas de saúde para prover o que é previsto na LEP (Lei de Execução Penal).

 

“O Governo garante essa assistência, inclusive com o fornecimento de medicamentos e insumos para trabalhar com a saúde dos reeducandos”, ressaltou.

 

A responsável técnica da Unidade Móvel Itinerante Odontológica, Aline Amâncio, esclareceu que os serviços ofertados para os internos são os mesmos ofertados corriqueiramente para qualquer cidadão nas ações em que a equipe atua.

 

“É importante a parceria da Sesau com a Sejuc para oferecer uma população que tem um pouco mais de restrição a esse tipo de atendimento. É bem interessante para essa população, que também necessita de todos os cuidados básicos de atenção à saúde, ao ser humano”, disse.

 

ATENDIMENTOS

 

O trabalho desenvolvido pelo Governo de Roraima voltada à saúde dos reeducandos abrange vários serviços, como atendimento médico e odontológico, dispensação de medicação com a farmácia, serviços de enfermagem, psicologia, serviços social e dermatologia, conforme explicado pela coordenadora de saúde da Pamc, Ana Cláudia Oliveira.

 

“Sempre que a gente tenha algum problema que a gente precise ter esse apoio da Itinerante, a gente sempre está acionando e tendo esse retorno para dar esse suporte maior com relação à mutirão e/ou à ação de saúde que estamos sempre realizando aqui na Pamc”, reforçou Oliveira.

 

Avalie este item
(1 Votar)

A participação da delegação roraimense com 227 integrantes nos JEBs (Jogos Escolares Brasileiros) 2023 está garantida. O Governo do Estado disponibilizou todas as passagens aéreas para alunos-atletas, técnicos e dirigentes. A entrega das passagens foi realizada na manhã desta quinta-feira, 19, no Salão Nobre do Palácio Senador Hélio Campos.

 

A competição esportiva vai ocorrer entre os dias 27 de outubro a 9 de novembro em Brasília (DF). Os JEBs são realizados pela CBDE (Confederação Brasileira de Desporto Escolar), órgão responsável por toda logística e organização do evento.

 

Este ano, a CBDE contou com a parceria dos Estados para o envio de suas delegações. O investimento com a aquisição das passagens aéreas foi na ordem de R$ 1 milhão, do Tesouro Estadual.

 

“A delegação do Estado não poderia ficar de fora de um evento esportivo tão importante como os JEBs. Nosso Governo tem investido muito no esporte local, com a entrega de passagens aéreas para competições nacionais e internacionais, além de recuperar espaços esportivos como ginásios, quadras, campos e parques aquáticos”, destacou o governador Antonio Denarium.

 

O secretário da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), Nonato Mesquita, parabenizou todos os atletas que vão representar Roraima na Capital Federal e ressaltou o trabalho dos professores.

 

“Quero parabenizar todos os professores de Educação Física que estão no dia a dia na escola, na quadra, treinando com os nossos alunos e trabalhando o respeito, disciplina, trabalho em equipe, obediência, entre outros valores importantes para a formação dos nossos jovens e adolescentes”, disse Nonato.

 

PARCERIA

 

Em Roraima, a parceria do Governo do Estado por meio da Seed com a Federr (Federação de Desporto Escolar de Roraima) tem fortalecido o esporte escolar.

 

O presidente do órgão, Gean Menezes, afirmou que o trabalho em conjunto tem um objetivo em comum: a promoção da prática esportiva nas escolas da rede.

 

“O envio de toda a delegação pelo Governo do Estado para os Jebs vem demonstrar o compromisso e o respeito com nossos atletas e também com o trabalho dos técnicos e professores”, disse.

 

Atletas relatam boas expectativas para representar Roraima na competição

 

A aluna-atleta da Escola São José, Ayna Crisla, vai viajar pela primeira vez para uma competição nacional. Ela joga na equipe de voleibol do colégio e disse que, apesar do nervosismo, vai batalhar por uma medalha de destaque para Roraima.

 

“Bate um nervosismo de competir em um estado diferente, mas vou dar tudo de mim na quadra. Estamos treinando bastante, e a cada jogo, a cada amistoso a gente tá melhorando e acredito que dá para trazermos um medalha para casa”, disse Ayna Crisla.

 

Para estimular a participação dos atletas roraimenses na competição, a campeã mundial de karatê/kumite Larissa Amorim participou da cerimônia e deixou uma mensagem para os atletas.

 

Ela, que é estudante do Colégio Estadual Militarizado Luiz Rittler Brito de Lucena, se destacou nos JEBs 2022 e também venceu a Gymnasiade, evento multiesportivo organizado pela Federação Internacional do Desporto Escolar, se tornando campeã mundial escolar na categoria cadete (-54kg).

 

“Foi uma experiência única participar dos JEBs e me classificar para esse campeonato mundial. Essa medalha foi muito importante para mim, para meus pais, para o Estado. Estou muito feliz em estar aqui e contar minha experiência para esses atletas, muitos vão pela primeira vez ou pela segunda vez e tenho certeza que eles também podem se sair muito bem porque nada é impossível”, afirmou a atleta.

 

OS JOGOS 

 

Os JEBs 2023 são uma importante competição escolar do país que proporciona aos alunos-atletas a oportunidade de um grande intercâmbio esportivo e cultural e de se destacarem nacionalmente.

 

A competição é destinada a estudantes com idades entre 12 a 14 anos matriculados em escolas públicas e privadas de todo o país. Este ano a estimativa é da participação de mais de 6 mil atletas.

 

Os jogos serão disputados em 17 modalidades sendo 12 individuais (atletismo/ atletismo adaptado, badminton, ciclismo, ginástica artística, judô, karatê, natação, taekwondo, tênis de mesa, wrestling e xadrez nos naipes feminino e masculino e, ginástica rítmica, no naipe feminino) e cinco coletivas (basquetebol, futsal, handebol, voleibol e vôlei de praia nos naipes feminino e masculino).

 

Nos JEBs do ano passado, disputados no Rio de Janeiro, a Delegação de Roraima voltou para casa com 25 medalhas na bagagem sendo seis de ouro, oito de prata e 11 de bronze.

 

Avalie este item
(1 Votar)

Como forma de garantir o direito da população privada de liberdade à saúde, o Governo de Roraima realiza, entre esta quinta-feira, 19, e sábado, 21, um mutirão de atendimentos odontológicos voltados aos reeducandos da Pamc (Penitenciária Agrícola do Monte Cristo), localizada na zona rural de Boa Vista.

 

O mutirão, fruto de parceria entre a Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania) e a Sesau (Secretaria de Saúde), oferta procedimentos de limpeza, raspagem, restaurações odontológicas e extração e urgência, para os casos considerados mais graves.

 

A ação, que deve atender cerca de 250 internos da unidade, segue a rotina de garantia de direitos dos reeducandos de todas as unidades prisionais do Estado, dando acesso à saúde, educação e projetos voltados à ressocialização.

 

“A gestão do governador Antonio Denarium não tem medido esforços para garantir que o sistema prisional do Estado seja referência para todo o Brasil tanto em segurança pública quanto em direitos humanos. Os internos das unidades de detenção podem sim recomeçar a vida após cumprirem a pena e parte do processo são por ações como esta”, declarou o secretário de Justiça e Cidadania, Hércules Pereira.

 

O mutirão de atendimento odontológico ocorre pelo menos a cada três meses em todas as unidades penitenciárias do Estado, conforme demanda. Pereira também frisou que todas as cadeias, penitenciárias e presídios de Roraima possuem unidades básicas de saúde para prover o que é previsto na LEP (Lei de Execução Penal).

 

“O Governo garante essa assistência, inclusive com o fornecimento de medicamentos e insumos para trabalhar com a saúde dos reeducandos”, ressaltou.

 

A responsável técnica da Unidade Móvel Itinerante Odontológica, Aline Amâncio, esclareceu que os serviços ofertados para os internos são os mesmos ofertados corriqueiramente para qualquer cidadão nas ações em que a equipe atua.

 

“É importante a parceria da Sesau com a Sejuc para oferecer uma população que tem um pouco mais de restrição a esse tipo de atendimento. É bem interessante para essa população, que também necessita de todos os cuidados básicos de atenção à saúde, ao ser humano”, disse.

 

ATENDIMENTOS

 

O trabalho desenvolvido pelo Governo de Roraima voltada à saúde dos reeducandos abrange vários serviços, como atendimento médico e odontológico, dispensação de medicação com a farmácia, serviços de enfermagem, psicologia, serviços social e dermatologia, conforme explicado pela coordenadora de saúde da Pamc, Ana Cláudia Oliveira.

 

“Sempre que a gente tenha algum problema que a gente precise ter esse apoio da Itinerante, a gente sempre está acionando e tendo esse retorno para dar esse suporte maior com relação à mutirão e/ou à ação de saúde que estamos sempre realizando aqui na Pamc”, reforçou Oliveira.

 

Avalie este item
(2 votos)

A Sesau (Secretaria de Estado da Saúde de Roraima) divulgou os resultados do LIRAa (Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti) realizado nos municípios do estado. Os resultados indicaram a necessidade dos Gestores Municipais e população reforçarem os cuidados contra o Aedes aegypti.

 

De acordo com o LIRAa de 2023, observou-se que quatro municípios apresentam baixo risco para epidemias de arboviroses, enquanto oito municípios estão em risco médio e dois em alto risco.

 

O município de Normandia não realizou o levantamento.

 

De acordo com a Gerente do Núcleo de Controle de Febre Amarela e Dengue, Rosangela Santos, apesar do último levantamento apresentar uma redução no risco, o resultado já era esperado.

 

“Historicamente essa redução já era esperada, porque entre os meses de setembro e abril nós temos o período seco e os depósitos com água secam. Mesmo que tenham criadouros eles se tornam inviáveis, devido às poucas chuvas”, explicou.

 

A análise revelou que, nos locais onde foi identificada a presença do Aedes aegypti, o lixo foi o principal fator identificado, predominando em 53% dos municípios.

 

Além disso, larvas do mosquito também foram encontradas em depósitos nivelados ao solo utilizados pela população para o armazenamento de água, como tonéis, tambores e caixas d'água, em 60% dos municípios, inclusive na capital Boa Vista.

 

Para combater essa situação, é fundamental intensificar as visitas domiciliares realizadas pelos ACEs (agentes de combate às endemias), com o objetivo de oferecer orientação e educação sanitária à população. Isso inclui incentivar o armazenamento adequado de água, o descarte correto de resíduos e a higienização de recipientes que possam acumular água, como vasos de plantas.

 

A Sesau reitera o compromisso em trabalhar de forma colaborativa com os municípios a fim de evitar casos graves e óbitos relacionados à dengue, chikungunya e zika no Estado. Desde janeiro de 2023, a equipe do NCFAD (Núcleo de Controle de Arboviroses e Doenças Febris Agudas) de Roraima vem auxiliando os municípios na avaliação de risco, no desenvolvimento do LIRAa, na manutenção de equipamentos e na execução de atividades de controle do Aedes aegypti na forma adulta.

 

É necessário contar com o apoio da sociedade civil, das instituições de controle, do Ministério Público e das Secretarias de Educação, Urbanismo e Limpeza Urbana para que todos sejam participantes ativos no processo de vigilância e controle das arboviroses no estado de Roraima.

 

Confira os índices apresentados pelo levantamento:

 

Figura 1 com tabela - Resultado do LIRAa/LIA realizado pelos municípios do estado de Roraima no ano de 2023

 

 

 

BAIXO RISCO

MÉDIO RISCO

ALTO RISCO

Amajarí

Alto Alegre

Cantá

Caroebe

Boa Vista

Caracaraí

S J da Baliza

Bonfim

 

Uiramutã

Iracema

 

 

Macajaí

 

 

Pacaraima

 

 

Rorainópolis

 

 

São Luiz

 

 


Depósito ao nível do solo (tonel, tambor, caixa d’água)

Depósito passíveis de remoção (lixo, recipientes plásticos)

Depósito passíveis de remoção (pneus e outros materiais rodantes)

Pequenos depósitos móveis (pratos, vasos com água)

 

Alto Alegre

77,8%

 

 

 

Amajarí

 

100%

 

 

Bonfim

 

20%

 

40%

Boa Vista

22%

 

 

47%

Cantá

 

20%

13%

 

Caracaraí

 

31,6%

47%

 

Caroebe

 

 

100%

 

Iracema

20%

40%

 

 

Mucajaí

 

37,5%

 

37,5%

Pacaraima

33,3%

33,3%

 

 

S J da Baliza

 

50%

50%

 

São Luiz

25%

75%

 

 

Uiramutã

 

25%

 

50%

Figura 2 com tabela - Depósitos Predominantes identificados durante a realização do LIRAa/LIA, no período de 25 a 29 de setembro, pelos municípios do estado de Roraima no ano de 2023.

 

 

Avalie este item
(1 Votar)

Estão abertas as inscrições do processo seletivo do Colégio Militar Estadual Coronel PM Derly Luiz Vieira Borges para o ano letivo de 2024. As inscrições seguem até o dia 31 de outubro e devem ser realizadas por meio do site https://www.colegiopmrr.com.br.

 

Estão sendo ofertadas 172 vagas para o 6º e 8º ano do Ensino Fundamental e 1ª série do Ensino Médio, sendo 50% delas destinadas para dependentes de militares. O processo seletivo terá validade de 20 dias úteis após o início do ano letivo de 2024.

 

Para participar do certame os candidatos precisam estar cursando os níveis educacionais adequados em 2023, (5º, 7º ou 9º anos do Ensino Fundamental), dependendo do nível de ingresso desejado. Idades máximas são estipuladas para cada nível de ingresso: 12 anos para o 6º ano do Ensino Fundamental; 14 anos para o 8º ano do Ensino Fundamental e 16 anos para a 1ª série do Ensino Médio.

 

INSCRIÇÕES E CLASSIFICAÇÃO

 

“As inscrições são realizadas no site do CME até o dia 31 de outubro. Existe a possibilidade de isenção da taxa de inscrição para candidatos de baixa renda inscritos no Cadastro Único para programas sociais do Governo Federal”, explicou o gestor administrativo do colégio, major Vilar.

 

A prova do processo seletivo, que está agendada para o dia 19 de novembro das 8h às 12h, terá 40 questões, sendo 20 de Língua Portuguesa e 20 de Matemática. O gabarito preliminar será divulgado no mesmo dia.

 

A classificação final incluirá duas listagens, uma para dependentes de militares e a outra para a comunidade em geral. Após a divulgação dos resultados, o período de matrículas ocorrerá entre os dias 08 e 12 de janeiro de 2024 na secretaria do colégio.

 

CME DERLY LUIZ VIEIRA BORGES

 

O Colégio Militar Estadual Cel. PM Derly Luiz Vieira Borges foi criado por meio da Lei Complementar n° 192 de 30 de dezembro de 2011, integra a estrutura organizacional da Polícia Militar do Estado de Roraima e tem uma gestão compartilhada com a Seed (Secretaria de Educação e Desporto).

 

A Seed é responsável pela merenda e material escolar, limpeza da instituição de ensino além de manter todos os servidores de apoio e administrativo e professores da instituição de ensino.

 

Segundo dados do Censo Escolar 2022, o Colégio Militar atende 892 estudantes no Ensino Fundamental Anos Finais (6° ao 9° ano) e Ensino Médio.

 

O Colégio Militar se destacou no último Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) divulgado em 2021. O Ideb, realizado a cada dois anos, é um índice que avalia a qualidade do ensino nas escolas públicas.

 

O CME alcançou a nota 7,3 no Ensino Fundamental e 6,4 no Ensino Médio, sendo que as médias nacionais para as etapas de ensino foram 5,1 e 4,2, respectivamente. Com essas notas, o CME também conquistou a melhor nota do Ideb da Região Norte.

Avalie este item
(1 Votar)

Em alusão ao mês de prevenção e sensibilização sobre o câncer de mama e o colo uterino, a Sesau (Secretaria de Saúde) iniciou nesta quarta-feira, 18, uma ação voltada para as servidoras da pasta.

 

O ônibus da Saúde da Mulher Itinerante estará presente no estacionamento da Sesau até sexta-feira, 20, oferecendo os serviços oferecidos pela unidade móvel incluindo preventivo, consulta ginecológica, exames de mamografia e ultrassonografia.

 

Para ter acesso aos atendimentos, os interessados deverão apresentar os documentos pessoais (RG, CPF, comprovante de residência, carteira do SUS).

 

“A Sesau prioriza e sabe da importância dos exames e ainda mais para suas funcionárias, para que estejam bem de saúde e que sirva de exemplo para as demais mulheres da população”, afirmou o secretário-adjunto da Sesau, Edson Castro.

 

A recepcionista do setor de Coleta do Hemoraima (Centro de Hemoterapia e Hematologia de Roraima), Fabrícia Souza, soube da ação através do grupo de servidoras, e aproveitou para cuidar da sua saúde.

 

“Achei muito interessante essa atenção especial às servidoras. Vou fazer os exames para cuidar da minha saúde, que é primordial”, destacou a servidora.

 

HOSPITAL GERAL

 

A Unacon-RR (Unidade de Alta Complexidade Oncológica de Roraima) iniciou na segunda-feira, 16, a programação em comemoração ao Outubro Rosa com atendimentos de prevenção direcionados às servidoras do HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento).

 

Os atendimentos serão realizados até o dia 20 no ambulatório da Unacon-RR, com o objetivo de prevenir e diagnosticar precocemente o câncer do colo de útero e o câncer de mama. A expectativa é de realizar até 200 atendimentos.

 

Entre os serviços oferecidos estão ultrassonografia mamária, coleta de preventivo, atendimento de fisioterapia, avaliação pélvica, acupuntura e consulta com mastologista. Além disso, as pacientes receberão acompanhamento e avaliação médica.

 

Segundo dados do Same (Serviço de Arquivo Médico e Estatística), de janeiro a agosto deste ano, a unidade recebeu 101 novas pacientes diagnosticadas com o câncer de mama no estado, enquanto que para o câncer de colo uterino deram entrada 50 pacientes.

 

“A questão mais importante para conscientizar as mulheres é fazer com que elas busquem uma avaliação para um diagnóstico precoce, quanto mais precoce o diagnóstico menos agressivo são os tratamentos e a chance de cura pode chegar até 100%”, afirmou o coordenador da Unacon-RR, Anderson Dalla Benetta.

 

A técnica de enfermagem Adriamara da Silva aproveitou seu tempo livre durante o dia agitado de trabalho para se prevenir. Ela destacou a importância dos cuidados e a comodidade de poder ter esse atendimento dentro da própria unidade de saúde.

 

“Agendamos previamente as consultas e hoje estou passando para realizar o preventivo, durante essa semana ainda vou fazer ultrassom de mama, vou passar com a mastologista e fazer outros exames”, ressaltou a servidora.

 

MATERNIDADE

 

O HMI (Hospital Materno-Infantil Nossa Senhora de Nazareth) também preparou uma programação especial para suas servidoras através de palestras voltadas para a conscientização do câncer de mama e de colo uterino. As ações iniciaram no dia 10 com uma palestra sobre autocuidado e uma oficina de maquiagem, e outra na última terça-feira, 17.

 

“São informativos justamente para trabalhar a conscientização, a importância do autoexame e a prevenção do câncer de mama. E na última semana teremos uma ação educativa voltada para as pacientes e acompanhantes”, afirmou a diretora interina do setor de Ensino e Pesquisa da Maternidade, Joyce Leda,.

 

O HMI realizará ainda uma blitz educativa com a pacientes internadas na unidade e suas acompanhantes, no dia 27, para alertar sobre a importância da prevenção e de um diagnóstico precoce.

 

SERVIÇOS NOTURNOS

 

As servidoras estaduais têm acesso em horário estendido do CRSM (Centro de Referência da Saúde da Mulher Maria Luiza Castro Perin), a partir das 18h, de segunda a quinta-feira. Nos serviços noturnos estão ginecologia geral, mastologia geral, nutrição, dermatologia, fisioterapia, pilates, coleta de preventivo, e havendo a necessidade é feito o exame de ultrassonografia, e fisioterapia em uroginecologia.

 

Para abrir o prontuário, é preciso comparecer ao SAME (Serviço de Arquivo Médico e Estatística) da unidade durante o dia, das 7h às 18h, com os documentos em mãos, incluindo o cartão do SUS, RG, CPF, comprovante de residência, e também um crachá ou declaração do RH (Recursos Humanos) constatando que se trata de uma servidora. A unidade fica na avenida Capitão Júlio Bezerra, nº 1632, Aparecida.

 

Avalie este item
(1 Votar)

A 1ª Fecind (Feira Estadual Indígena de Ciências), evento realizado pelo Governo de Roraima, ocorre neste sábado, 21, e estreia com 60 trabalhos inscritos e é um instrumento de fomento aos trabalhos científicos das escolas estaduais indígenas de Roraima.

 

A programação é feita em parceria com a prefeitura de Uiramutã em o Sebrae-RR (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), e também ocorre simultaneamente com a 4ª Feciu (Feira de Ciências de Uiramutã).

 

Serão apresentados trabalhos de pesquisa de escolas localizadas nos municípios de Alto Alegre, Amajari, Boa Vista, Normandia, Pacaraima e do município anfitrião, Uiramutã. Assim como a Fecirr (Feira Estadual de Ciências de Roraima), a Fecind é organizada pela Seed (Secretaria de Educação e Desporto) por meio do Ceforr (Centro Estadual de Formação dos Profissionais da Educação de Roraima).

 

O tema escolhido para a estreia foi “Etnossustentabilidade: Biodiversidade, culturas tradicionais e o desenvolvimento sustentável”. Foram contabilizados 386 participantes entre estudantes e professores orientadores.

 

A coordenadora estadual da Fecind, Gisele Oliveira, explicou que o evento é inédito e será um divisor de águas para a iniciação científica em comunidades indígenas de Roraima. “Esperamos para o evento um público de mil pessoas entre expositores, professores orientadores e visitantes”, disse.

 

CREDENCIAMENTOS

 

Os vencedores da Fecind serão agraciados com troféus e medalhas, além de serem credenciados para participarem da XIV MCTIA (Mostra de Ciências e Tecnologia do Instituto Açaí), que ocorre em novembro deste ano, em Belém do Pará.

 

Através do evento, serão selecionados, ainda, trabalhos que participarão da 30ª edição da Fecirr, que, neste ano, acontecerá nos dias 6 e 7 de dezembro, no Parque Anauá.

Avalie este item
(1 Votar)

A Sesau (Secretaria da Saúde) participa da “Oficina de Capacitação sobre o diagnóstico e notificação de anomalias congênitas no pré-natal e ao nascimento”, promovida pela Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde. O evento ocorre nesta quarta-feira, 18, no Auditório do Centro de Ciências da Saúde da UFRR (Universidade Federal de Roraima).

 

A iniciativa tem como objetivo capacitar médicos e enfermeiros que trabalham na área do pré-natal, parto e exame físico do recém-nascido em unidades de saúde pública da capital e do interior de Roraima.

 

Além disso, o evento é voltado para a melhora do diagnóstico de anomalias congênitas tanto durante o pré-natal quanto no momento do nascimento, buscando qualificar a notificação de casos para subsidiar a organização do atendimento às crianças com anomalias congênitas e garantindo o cuidado adequado e apoio necessário.

 

O coordenador da CGAB (Coordenação Geral de Atenção Básica) em Roraima, Hudson Pinto, destacou que com o surto do zika vírus em 2019, o MS informou que as anomalias devem ser notificadas e acompanhadas.

 

“Por meio da notificação, conseguiremos acompanhar a criança durante o processo, logo após o nascimento, e identificar quais são suas necessidades. Após a capacitação, os profissionais vão ter a habilidade e o conhecimento necessários para identificar o tipo de anomalia, fazer o diagnóstico e realizar a notificação corretamente”, pontuou.

 

De acordo com a diretora substituta do Daent (Departamento de Análise Epidemiológica e Vigilância de Doenças não Transmissíveis), Marli Souza Rocha, as oficinas fazem parte do plano de educação continuada para fortalecer a vigilância das anomalias congênitas.

 

“É necessário treinar os profissionais de saúde que atuam na assistência e na vigilância para que tenhamos o diagnóstico e a notificação feitos no momento certo, e para que sejam desencadeadas ações de saúde que aumentem a sobrevida e a qualidade de vida da criança e de suas famílias”, disse.

 

AGENDA

 

Além dos profissionais de saúde, o evento também está aberto ao público externo interessado em conhecer mais sobre o diagnóstico de anomalias congênitas. A programação ocorre durante todo o dia, com sessões das 08h às 12h e das 13h30 às 17h30, para garantir que o maior número possível de participantes possa se beneficiar desta oportunidade de capacitação.

Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima, por meio da Sepi (Secretaria dos Povos Indígenas), tem reforçado medidas de apoio à agricultura familiar e indígena como política pública. Entre algumas destas ações, está a distribuição de alevinos e ração animal para fortalecer o desenvolvimento sustentável nas comunidades indígenas.

 

No ano passado foram atendidas 117 comunidades em seis municípios, beneficiando 1.170 famílias. Já em 2023, a expectativa é alcançar mais de 2 mil famílias que vivem em 200 comunidades localizadas nos municípios de Boa Vista, Alto Alegre, Bonfim, Pacaraima, Cantá e Amajari.

 

Nesta quarta-feira, 18, as equipes da Sepi encerram a segunda etapa com a entrega de 18 mil alevinos aos produtores de Uiramutã, fechando o balanço total de 90 mil alevinos distribuídos nesta segunda fase.

 

Para garantir maior eficiência na logística o trabalho é feito em parceria com o later (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural)

 

“O objetivo é organizar e dinamizar a cadeia produtiva, criando condições favoráveis ao acesso e abastecimento de alevinos, rações aumentando assim a produção do pescado em cativeiro e propiciando uma melhor qualidade alimentar, geração de renda aos povos indígenas”, declarou o governador Antonio Denarium.

 

Conforme o titular da Sepi, Terêncio Tadeu, a proposta do Governo de Roraima é distribuir 150 mil alevinos, de modo a beneficiar a agricultura familiar e indígena, dando ao homem do campo condições para sustentar a família e ter renda.

 

“Para implantar os projetos nas comunidades, a Sepi criou etapas, critérios e contrapartidas que visam o envolvimento e compromisso dos indígenas para tornar as comunidades autossustentáveis e empreendedoras”, complementou o secretário.

 

INVESTIMENTO

 

A ação inclui ainda a entrega de ração proporcional ao ciclo de desenvolvimento, além de capacitação e doação de redes de arrasto, puçá, balança digital e tela para berçário. Um investimento de mais de R$ 6,5 milhões em apoio às comunidades indígenas.

 

De acordo com a diretora do Departamento de Apoio a Produção Indígena, Wisdenia Silva de Souza, as entregas são feitas aos polos de produção que solicitam o benefício.

 

“Entre os critérios o produtor apresenta ofício, carta de anuência com abaixo assinado da comunidade e a ficha de levantamento de participantes do polo de produção, que possuírem tanques escavados e aptos para o recebimento dos peixes”, ressaltou a diretora.

Avalie este item
(1 Votar)

Um dos agravos que a OMS (Organização Mundial de Saúde) está trabalhando para eliminar até 2035 é a malária. Alinhada às diretrizes nacionais, a CGVS (Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde) promove até quinta-feira, 19, a Oficina Conjunta de Eliminação da Malária no estado de Roraima.

 

A iniciativa tem como objetivo fortalecer a luta contra a malária na região, capacitando gerentes de endemia dos municípios, coordenadores de vigilância, da atenção básica, e os os DSEIs (Distritos Sanitários Especiais Indígenas) Yanomami e Leste.

 

"Nós apresentamos aos municípios os marcos intermediários e as metas que cada município tem que cumprir, e a gente está nessa oficina com o objetivo de montar estratégias factíveis e que a gente consiga ter um resultado", afirmou a técnica do Programa Nacional de Controle da Malária e da Coordenação de Eliminação da Malária, Eliandra Castro.

 

A Oficina Conjunta de Eliminação da Malária reunirá mais de 60 participantes de todos os municípios e DSEIs de Roraima.

 

O gerente de Endemias de Caroebe, Ageu Cavalcante, destacou a importância do evento para adquirir conhecimento prático e se tornar um multiplicador das informações no combate à malária no município.

 

“Essa oficina tem grande importância pra adquirir o conhecimento que vamos levar para o Caroebe. Assim vamos conseguir aplicar os conhecimentos na prática e poder ser um multiplicador das informações que vamos adquirir aqui nesse treinamento e eliminar a malária”, afirmou.

 

POSIÇÃO

 

Roraima está entre os três estados da Amazônia Legal com maior concentração de casos de malária, ficando atrás apenas do Amazonas e do Pará.

 

O gerente Estadual da Malária, Gerson Castro, ressaltou que a capacitação continuará em outros Estados para cobrir a região, englobando todos os municípios e apresentando novas estratégias para a redução dos casos de malária.

 

“Para conseguir eliminar a malária, no próximo ano a capacitação vai continuar em outros estados, estão com o objetivo é fechar a Amazônia Legal, chamando todos os municípios, capacitando, treinando, ensinando a pensar e mostrando novas estratégias de como trabalhar em cima da diminuição dos casos de malária”, pontuou.

 

A programação da oficina inclui discussões sobre metas de eliminação da malária no estado, ampliação do acesso ao diagnóstico e tratamento, estratégias de diagnóstico e tratamento, além da apresentação de atividades propostas para curto, médio e longo prazo. O evento encerra no dia 19 de outubro com esclarecimentos finais e encaminhamentos dos Planos Municipais de Eliminação da Malária.

 

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO:

 

18 de outubro

 

Manhã

 

08:45 às 09:10 - Apresentação de diferentes estratégias e desafios para eliminação da malária em área indígena.

09:10 às 09:30 - Apresentação da Mastriz SWOT e dinâmica da oficina e estratégia de gestão 5W2H

09:30 às 10:30 - Discussão em grupos sobre o direcionamento das ações segundo cenário de transmissão e inserção na planilha 5W2H – eixo Diagnóstico e tratamento

10:50 às 11:50 Discussão em grupos sobre o direcionamento das ações segundo cenário de transmissão e inserção na planilha 5W2H – eixo Gestão/Vigilância

 

Tarde

 

14:00 às 16:00 Discussão em grupos sobre o direcionamento das ações segundo cenário de transmissão e inserção na planilha 5W2H – eixo Educação em saúde – eixo Vigilância Entomológica e Controle Vetorial

16:20 às 17:05 Apresentação das atividades propostas (curto, médio e longo prazo) – Grupos 1 e 2

18:15 Encerramento

 

19 de outubro

 

Manhã

 

08:25 às 09:40 Apresentação das atividades propostas (curto, médio e longo prazo)-  Grupo 3

09:40 às 10:10 - Discussão

10:30 às 11:30 - Apresentação das atividades propostas (curto, médio e longo prazo) – Grupo 4

11:30 às 12:00 - Discussão

 

Tarde

 

14:00 às 15:00 - Apresentação das atividades propostas (curto, médio e longo prazo) – Grupo 5

15:00 às 15:30 - Discussão

15:50 às 17:00 - Encaminhamentos – Planos Municipais de Eliminação da Malária

17:00 às 18:00 - Esclarecimentos finais

18:00 – Encerramento do evento

Publish modules to the "off-canvas" position.

Orjinal cialis sipariş hattı orjinal cialis resmi sitesi olan https://cialispillshop.com adresidir. mert tesisat