Avalie este item
(0 votos)

A Secult (Secretaria de Cultura), em parceria com a Segad (Secretaria de Estado de Gestão Estratégica e Administração), lançará na Expoferr (Feira de Exposição de Roraima) o programa Viaja Mais Servidor.

 

O projeto, desenvolvido por meio do Detur (Departamento de Turismo de Roraima), vai mobilizar todo o trade turístico do Estado para receber todos os servidores públicos do Governo do Estado com descontos em hotéis, pousadas, restaurantes, lanchonetes, agências e locadoras.

 

O diretor do Detur, Bruno Muniz, ressaltou que a ação conjunta tem como objetivo fomentar a economia e movimentar os pontos turísticos do Estado. “O objetivo do programa é oferecer descontos para os servidores estaduais que tenham desejo em fazer visitar turisticamente os nossos roteiros e cidades turísticas, como o Tepequém, a Serra Grande, o Baixo Rio Branco, enfim, uma série de atrativos que nós temos no Estado”, disse.

 

PARCERIAS

 

O programa é uma iniciativa do Estado de Rondônia e funciona também no Acre. Aqui em Roraima, as empresas interessadas em fazer parte desta parceria podem se cadastrar no programa clicando no link do Google Formulários.

 

Muniz explicou ainda que, no momento, o programa busca captar empresas para integrar o programa. As empresas que desejarem aderir ao programa devem ser empresas voltadas para o setor do turismo.

 

“A adesão é gratuita e não gera nenhum custo para os parceiros credenciados. O parceiro deverá ofertar descontos diferenciados para os servidores públicos, seja durante alguns meses do ano, seja por temporada, de forma a reduzir o intervalo de tempo ocioso acarretado pela sazonalidade”, declarou.

 

O servidor público estadual que quiser adquirir os benefícios do programa deverá estar cadastrado e possuir o cartão do Clube de Benefícios do Servidor. Caso não possua ainda o cartão, basta realizar o cadastro e solicitá-lo online via Portal do Servidor.

 

“Nós estamos integrando esse programa agora, e tanto os servidores públicos desses Estados quanto os nossos podem visitar um ao outro procurando a rede credenciada e conseguirem os descontos que o programa vai oferecer. Então, a ideia é a gente fazer essa integração”, completou Muniz.

Avalie este item
(0 votos)

A construção do novo prédio da Seed (Secretaria de Educação e Desporto) de Roraima segue a todo vapor. Nesta semana estão sendo finalizadas as fundações, execução da superestrutura e lajes de concreto do local.

 

O governo de Roraima está executando a obra, que conta com investimentos de R$ 12.060.614,268 investidos pelo próprio Executivo Estadual e o Governo Federal. O prazo para entrega da sede é junho de 2023.

 

“Vamos seguir fortalecendo a nossa educação. É sempre muito importante entregar aos nossos servidores um ambiente de trabalho moderno, acolhedor e de qualidade. É isso que buscamos realizar em todas as nossas obras, sejam elas de requalificações, ampliações ou nas construções que iniciam do zero”, destacou o governador Antonio Denarium.

 

O novo prédio contará com área total de 2.557,12 m², e terá quatro pavimentos, onde funcionará a estrutura administrativa da secretaria, além de auditório com capacidade para 200 pessoas, área especial para eventos, acessibilidade em todos os pisos às pessoas com deficiência física e fachada em pele de vidro.

 

De acordo com o secretário de Infraestrutura, Edilson Damião, o próximo passo é iniciar as paredes de alvenaria. “O prédio vai contar com quatro andares, incluindo o térreo. Os servidores da Educação ganharam um novo prédio com arquitetura moderna que contará com auditório, salas administrativas, biblioteca e estacionamento”, disse.

 

ESCOLAS

 

Os investimentos em reformas, ampliação e construção de novas escolas têm sido um marco na atual gestão do Governo do Estado. Recentemente foram finalizadas as reformas das Escolas Estaduais Voltaire Pinto, no bairro Silvio Leite e Raimunda Nonato Freitas, no bairro Santa Tereza, ambas localizadas na zona oeste da capital.

 

O Executivo investiu recursos próprios na reforma das escolas. Na Voltaire Pinto foram R$ 1.889.457,79. Para a unidade Raimunda Nonato Freitas, foram R$1.385.750,71.

 

As unidades educacionais foram contempladas com os serviços de troca das instalações elétricas e hidrossanitárias, troca de todo o piso para revestimento cerâmico e todo o forro.  Troca de todas as esquadrias e recebeu portas e banheiros totalmente novos. A copa toda ganhou revestimento novo e novas bancadas de mármore.

 

Além disso, as escolas receberam adaptações da acessibilidade em todas as dependências. As quadras de esportes foram totalmente revitalizadas com pintura nova e adequação da cobertura e estrutura e totalmente emassada e pintada.

Avalie este item
(0 votos)

Dando sequência ao processo de modernização da Sesp (Secretaria da Segurança Pública) e visando a descentralização dos serviços para melhor atendimento à população, que reside no sul do Estado, o governo de Roraima está executando a construção da unidade do IML (Instituto Médico Legal) em Rorainópolis. A obra segue a todo vapor e há previsão para entrega do prédio em abril de 2023.

 

O prédio conta com uma área total de 1.485,99 m². O espaço possui três blocos, que contemplam três postos avançados: o Instituto Médico Legal, o Instituto de Identificação e o Instituto de Criminalística.

 

O local também vai atender pessoas em situações em que há casos de violência contra mulheres e crianças, pessoas que são detidas e passam pelo IML antes de seren levadas ao sistema prisional. A obra viabilizará a resolução de crimes por meio da Polícia Científica, e encurtará o tempo de espera, amenizando o sofrimento de quem perde um ente querido e que sempre precisava deslocar-se ao IML em Boa Vista.

 

“O principal objetivo é solucionar de forma definitiva um problema que foi negligenciado por muitos anos pelas gestões passadas, entregando à população e aos servidores um prédio moderno, confortável e que permitirá mais agilidade no trabalho da polícia e também facilitará o atendimento à população do sul do Estado”, afirmou o governador Antonio Denarium.

 

O secretário de Infraestrutura, Edilson Damião, explicou que a construção do IML atende a uma demanda antiga da população, que nesta gestão tornou-se realidade. “Nos blocos já foram executadas todas as fundações, colocada a laje do primeiro piso e a parte de alvenaria”, disse.

 

A construção do novo IML é realizada por meio de um convênio com o MJSP (Ministério da Justiça e Segurança Pública) e emenda de R$ 4 milhões do ex-deputado federal Remídio Monai.

Avalie este item
(0 votos)

Os times da Escola Estadual Indígena São Sebastião do Cailã (Uiramutã) e Escola José Bonifácio (Região Baixo Rio Branco) que representam Roraima nos Jebs (Jogos Escolares Brasileiros) no Rio de Janeiro, tiveram um momento mais que especial na tarde de quarta-feira, 2.

 

O jogador do time do Flamengo, Thiago Maia, que também é roraimense, soube da presença dos times no RJ e se deslocou até o Parque Olímpico para fazer uma visita para as equipes, antes de seguir para o Maracanã para o jogo contra o Corinthians pelo Campeonato Brasileiro.

 

As meninas do Baixo Rio Branco, que participam pela primeira vez dos JEBs, ficaram emocionadas ao verem de perto o jogador, que consideram como inspiração para a equipe.

 

“Eu pensava que era brincadeira do professor. Quando o vi, fiquei emocionada, me tremendo, quase chorei. Nossas mães viram as fotos e também ficaram muito orgulhosas de nós. Uma experiência que vou levar para o resto da vida”, disse a lateral direita do time da Escola José Bonifácio, Ery Kalya. O colégio fica na Vila Santa Maria do Boiaçu.

 

A colega de equipe, Gisele Brazão, também disse que ficou emocionada ao ver Thiago.  “Pra gente que é fã dele, é muito emocionante porque ele é de Roraima, como nós que estamos aqui representando o Estado, e hoje ele está no Flamengo, conseguiu a Copa do Brasil, a Libertadores, então foi um momento maravilhoso", disse.

 

Para um dos técnicos que acompanha a equipe, professor Douglas do Vale, foi uma experiência única e indescritível para os atletas.

 

“Thiago Maia é um ícone, o norte que elas querem seguir. Ele saiu de Roraima, venceu e hoje tem visibilidade mundial. Ele é muito humilde, atendeu a todos, tirou fotos, conversou. Só tenho a agradecer a ele pela humildade e que ele continue sendo um vencedor. Para elas foi um momento incrível", finalizou o professor.

 

BAIXO RIO BRANCO

 

A equipe de futsal feminino do Baixo Rio Branco participa pela primeira vez dos Jogos Escolares, tanto da etapa estadual, em Roraima, quanto agora, da fase nacional, no Rio de Janeiro.

 

Para chegar até a capital fluminense, as meninas enfrentaram oito horas de barco até chegar em Caracaraí e mais duas horas para chegar em Boa Vista para pegar o vôo para o Rio de Janeiro.

 

A experiência na competição está sendo de muito crescimento para a equipe que pela primeira vez tem contato com times de outros Estados. O jogo de estreia na competição foi contra o Paraná (PR) e as meninas perderam por 6x2. O segundo desafio foi contra o time da casa, e a partida ficou em RJ 6 x 3 RR.

 

Apesar de não terem alcançado a vitória, para Kayla, a experiência está valendo a pena. “Está sendo muito bom, a gente nunca saiu de Roraima, estamos conhecendo pessoas de outros Estados, outros times. Lutamos para chegar aqui, não foi fácil, viemos de longe. Vamos tentar ganhar, mas se perdermos, nossas famílias vão continuar orgulhosas de nós. Viemos de muito longe”, disse.

 

JEBS

 

Os Jogos Escolares Brasileiros começaram no Rio de Janeiro na tarde de quarta-feira, 2. Roraima está representado na competição com uma delegação total formada por 266 integrantes, sendo 202 atletas.

 

A maioria das disputas ocorre no Parque Olímpico, localizado na Barra da Tijuca. Mais de 5.600 atletas entre 12 a 14 anos, de todos os estados do país, participam da competição.

 

Os JEBS são realizados pela CBDE (Confederação Brasileira de Desporto Escolar), responsável por toda a logística da competição.

 

A contrapartida do Estado foi a promoção da fase estadual, garantindo a participação dos estudantes dentro da faixa etária específica e a classificação de atletas, o que foi executado pelo Estado com os JER’S (Jogos Escolares de Roraima).

 

Outras informações estão disponíveis no site oficial da competição.

Avalie este item
(0 votos)

Os investimentos realizados pelo Governo de Roraima na agricultura familiar têm fortalecido áreas de produção em todo o Estado. Entre os resultados positivos que demonstram a política de incentivo e desenvolvimento, existe, por exemplo, o cultivo do feijão-caupi nas comunidades indígenas, como o caso da comunidade da Serra do Truaru, na Região da Serra da Moça, zona rural de Boa Vista, que iniciou nesta semana a colheita dos primeiros hectares de produção da leguminosa.

 

Em Roraima, a ação integrada entre a SEI (Secretaria do Índio) e a Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação) resultou na plantação de 385 hectares da cultura do feijão-caupi em cinco municípios: Amajari, Boa Vista, Normandia, Pacaraima e Uiramutã, sendo que foram plantados cerca de 55 hectares de plantação de feijão nas áreas indígenas, incluindo a sede do Truaru, Campo Alegre, Darora e outras.

 

A produção de feijão é uma das medidas executadas pelo Governo para promover o fortalecimento da agricultura familiar e garantir a economia auto-sustentável.

 

“É uma das ações mais promissoras quando se fala em ampliar o potencial que Roraima possui na área. Por isso o Governo investe forte em capacitação, distribuição de insumos e infraestrutura, além de assessoria técnica para dar condições aos pequenos produtores de caminhar para o desenvolvimento”, declarou o governador Antonio Denarium.

 

De acordo com o secretário do Índio, Marcelo Pereira, há áreas aflorando que em breve serão somadas às áreas onde a colheita começou.

 

“O mais gratificante é ver que todas as comunidades indígenas apresentam os primeiros resultados de um trabalho que começou lá atrás, com muito esforço e dedicação. Temos áreas onde estamos colhendo o feijão verde e outras que estão aflorando, ou seja, logo todas terão a oportunidade de colher os bons frutos desse projeto”, complementou.

 

Pereira explica que a estimativa é colher ao todo cerca de 720 toneladas só em áreas indígenas para a cultura do feijão, além do plantio em outras áreas. 

 

“A previsão de colheita que serão distribuídas para os municípios de Uiramutã, Pacaraima, Amajari, Boa Vista, Bonfim, Cantá e São João da Baliza, para atendimento da demanda interna e venda do excedente”, ressaltou o secretário.

 

Outras culturas também vão ser colhidas em breve

 

De acordo com Pereira, a expectativa é colher ainda cerca 132 mil sacas de milho, correspondentes a, aproximadamente, 132 hectares de área plantada para o cultivo dessa cultura.

 

“Dessa forma, teremos em Roraima pouco mais de 1.500 hectares de produção de grãos, incluindo milho e feijão. Esse resultado nos deixa muito satisfeitos e com a certeza de que as ações executadas pelo Governo do Estado estão concretizando o planejamento proposto com muita responsabilidade e organização”, enfatizou.

Avalie este item
(0 votos)

Lançada nesta quinta-feira, dia 03, durante coletiva de imprensa, a Expoferr 2022 (Exposição-Feira Agropecuária de Roraima) será de 11 à 15 de novembro, no Parque de Exposições Dandãezinho, localizado no Monte Cristo, zona Rural de Boa Vista.

 

O evento, que é uma promoção do Governo de Roraima em parceria com a Federação dos Agricultores do Estado de Roraima, reunirá todos os segmentos da agricultura, pecuária, além de empresas e agências bancárias.

 

Para o governador Antonio Denarium, a Expoferr 2022 é uma oportunidade de mostrar o avanço do agronegócio em Roraima, que é o Estado que mais cresce em área plantada, este ano por exemplo, estamos colhendo mais de 200 mil hectares de área plantada, ou seja, será uma vitrine de negócios e de desenvolvimento do setor.

 

Serão cinco dias de intensa movimentação comercial, cultural, educacional e tecnológica, tudo voltado para a expansão do agronegócio dentro de um complexo com mais de 240 mil m².

 

A expectativa do Governo de Roraima para a Expoferr 2022 é que o evento movimente cerca R$ 100 milhões em volume de negócios, e receba mais de 200 mil pessoas no período de 11 à 15 de novembro de 2022.

 

“É o momento que os agricultores têm para expor a produção, como também oportunidade de impulsionar o volume de grãos, a fruticultura, bovinocultura, avicultura, piscicultura e assim fortalecer a nossa economia", enfatizou o governador Antonio Denarium.

 

O governador destacou também as ações da gestão para fortalecer o agronegócio, como a regularização fundiária, que garante a segurança jurídica territorial com a entrega de mais de cinco mil títulos definitivos, além de um licenciamento ambiental mais ágil, simplificado e sem muita burocracia, como também a geração de energia elétrica renovável e a aprovação do ZEE [Zoneamento Ecológico-Econômico].

 

Para o presidente da Faerr, Silvio de Carvalho, a Expoferr 2022 é uma oportunidade, além de comercial, de capacitação para o trabalhador do campo, com palestras, oficinas e outros treinamentos tudo em salas climatizadas e com instrutores qualificados. “Além disso, hoje Roraima tem um pacote de ações e políticas públicas que fortalecem o campo. É um trabalho conjunto com o Governo do Estado que visa o crescimento do agronegócio”, disse.

 

O secretário de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação, Emerson Baú, que é o coordenador da Expoferr 2022, disse que trata-se de um grande evento realizado na região Norte do Brasil voltado para quem produz e investe, buscando ampliar as fronteiras de mercado e encontrar novas linhas de créditos para tornar o ambiente de negócios mais otimista e produtivo.

 

PROGRAMAÇÃO

 

Ao longo dos cinco dias de Expoferr 2022, artistas locais e nacionais farão shows nas Arenas Cultural e Rodeio. As atrações nacionais serão divulgadas na próxima semana. Os shows iniciam todas as noites às 22 horas. Um aplicativo e site serão lançados na próxima semana para facilitar a comunicação com o público.

 

O período também contemplará a colheita da soja, iniciada no mês de setembro. E também, realização cursos, palestras, mostras de maquinários agrícolas, leilões, shows, rodeios, provas equestres, rodadas de negócios, sustentabilidade, inovação, entre outras atividades que potencializam a produtividade em Roraima.

 

CIRCUITO EXPOFERR

Em 2022, o público presenciará uma nova estrutura operacional na programação do circuito, destacando mais eficiência de integração das áreas produtivas, comerciais e de serviços.

 

Na divisão logística ficarão segmentadas as seções para exposição de máquinas e implementos agrícolas; Instituições Bancárias; Mercado e Atendimento Pessoal; Estandes de Exposição Pecuária - com baias específicas para bovinos, ovinos, equinos e suínos.

 

Policiamento e controle de trânsito, com 500 policiais militares destinados aos cinco dias de evento e 53 agentes do Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito); Órgãos Públicos; Praça de Alimentação; Pavilhão Internacional; Cerimonial; Espaço Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural) - voltado à Agricultura Familiar e Indígena (Secretaria do Índio); Palco de Mostras Culturais; Arena do Conhecimento - dedicada à pesquisa científica, tecnológica e inovação; Área de Leilões e Esfera do Rodeio.

 

DIA DA FAMÍLIA

A novidade para a edição 2022 da Expoferr é o Dia da Família, que será na terça-feira, 15 de novembro, das 9h às 12h e das 14h às 16h. A programação incluirá: passeio de cavalos, equoterapia, degustação de produtos da agricultura familiar, parque de diversões, apresentação cultural, espaço sensorial, apresentações e cursos, Governo em Ação (com atendimentos e políticas públicas do governo) e apresentação Kennel Club.

Avalie este item
(0 votos)

O Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima) fará a entrega da premiação para a Escola 13 de Setembro, campeã da II Gincana de Educação de Trânsito. Será nesta quinta-feira, 3, às 10h, na própria unidade de ensino.

 

A escola receberá notebook, impressora e troféu; a professora/coordenadora da equipe campeã, um tablete, e cada um dos alunos da equipe vencedora ganhará um aparelho celular e medalha.

 

A gincana contou com a participação de cinco escolas, sendo quatro de Boa Vista, Colégio Estadual Militarizado Rittler Brito de Lucena, que ficou em 2º lugar; Escola Cívico-Militar Fagundes Varela, 3º lugar; Colégio Militarizado Elza Breves de Carvalho, 5ª posição; e uma do município do Cantá, Escola Estadual Barbosa de Alencar, 4ª colocada.

 

A gincana é uma iniciativa que surgiu dentro do projeto “Se essa rua fosse minha”, promovido em parceria entre o Detran-RR e a Seed (Secretaria de Estado de Educação e Desporto), que teve início no mês de maio deste ano.

 

O presidente do Detran-RR, coronel Álvaro Duarte, avaliou de maneira positiva a realização da gincana, e o engajamento e a interação entre a comunidade escolar e os pais dos alunos.

 

“Levamos o tema educação de trânsito para mais pessoas por meio de alunos, um público cada vez mais engajado quando compreende a sua responsabilidade”, comentou Duarte.

Avalie este item
(0 votos)

O Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima) fará a entrega da premiação para a Escola 13 de Setembro, campeã da II Gincana de Educação de Trânsito. Será nesta quinta-feira, 3, às 10h, na própria unidade de ensino.

 

A escola receberá notebook, impressora e troféu; a professora/coordenadora da equipe campeã, um tablete, e cada um dos alunos da equipe vencedora ganhará um aparelho celular e medalha.

 

A gincana contou com a participação de cinco escolas, sendo quatro de Boa Vista, Colégio Estadual Militarizado Rittler Brito de Lucena, que ficou em 2º lugar; Escola Cívico-Militar Fagundes Varela, 3º lugar; Colégio Militarizado Elza Breves de Carvalho, 5ª posição; e uma do município do Cantá, Escola Estadual Barbosa de Alencar, 4ª colocada.

 

A gincana é uma iniciativa que surgiu dentro do projeto “Se essa rua fosse minha”, promovido em parceria entre o Detran-RR e a Seed (Secretaria de Estado de Educação e Desporto), que teve início no mês de maio deste ano.

 

O presidente do Detran-RR, coronel Álvaro Duarte, avaliou de maneira positiva a realização da gincana, e o engajamento e a interação entre a comunidade escolar e os pais dos alunos.

 

“Levamos o tema educação de trânsito para mais pessoas por meio de alunos, um público cada vez mais engajado quando compreende a sua responsabilidade”, comentou Duarte.

Avalie este item
(0 votos)

Por meio do Programa 'Sorriso é Arte', o Governo de Roraima levará atendimento odontológico aos estudantes da rede pública estadual de ensino, por meio de uma carreta móvel itinerante.

O lançamento do programa ocorrerá nessa quinta-feira, 03, às 9h, no (CEM) Colégio Estadual Militarizado Dr. Luiz Rittler Brito de Lucena, localizado no bairro Nova Cidade.

Os atendimentos já começam na sexta-feira, 04, na unidade de ensino onde a carreta permanecerá durante o mês de novembro. Em dezembro, outra unidade escolar será beneficiada.

O Programa é realizado pela Seed (Secretaria de Educação e Desporto), por meio do DAE (Departamento de Apoio ao Educando).

Para o secretário de Educação e Desporto, Nonato Mesquita, o programa vai ajudar alunos que, muitas vezes, não têm condições de acessar serviços particulares de odontologia e que possuem, inclusive, déficit na aprendizagem por conta da dor e do incômodo que sentem.

“É muito importante que a carreta, ao chegar à comunidade, todos os alunos façam a triagem para que um profissional capacitado possa fazer uma avaliação e dizer se realmente o estudante precisa do procedimento. Muitas vezes, existe a necessidade e não há conhecimento. Com isso, temos a certeza de que estaremos investindo em uma educação bem mais proveitosa, terão mais atenção em sala de aula e poderão absorver melhor os conteúdos”, completou o gestor.

O chefe da Disau (Divisão de Saúde do Educando) do DAE, Izerbledison Franco, disse que a Seed constatou a deficiência e problemática da saúde bucal no Estado junto aos alunos da Educação Básica.

"Identificamos a dificuldade de garantir procedimentos odontológicos para o público escolar matriculado na capital, interior e comunidades indígenas, por isso a Secretaria investiu nesse programa", afirmou.

Ele lembrou ainda que a saúde bucal é parte integrante da saúde geral do indivíduo e está diretamente relacionada às condições de alimentação, moradia, trabalho, renda, transporte, lazer e informação.

 

A Carreta Odontológica

 

O veículo adaptado já está em Boa Vista e é equipado com oito gabinetes odontológicos que podem ser utilizados para atendimentos simultâneos.

Oito dentistas realizarão os procedimentos com previsão de dez atendimentos por dia para cada profissional, o que equivale a uma média de 400 atendimentos semanais.

Entre os procedimentos que poderão ser realizados, estão: manutenção corretiva e preventiva, procedimentos leves e moderados, como obturações, extrações e limpeza.  Casos mais complexos que forem detectados serão encaminhados para tratamentos mais específicos.

O Programa também prevê o fornecimento de material e insumos, além da aplicação coletiva de flúor e escovação supervisionada. O espaço também poderá ser utilizado para orientações sobre higiene e saúde bucal. 

Uma segunda carreta deverá chegar ao Estado, e o atendimento será ampliado em 2023 para as unidades de ensino do interior.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), inicia nesta quinta-feira, 03, a programação da campanha de multivacinação nas cidades gêmeas de Bonfim/Lethem e Pacaraima/Santa Elena de Uairén.

O objetivo da ação é atualizar o cartão de vacina e ampliar a imunização da população de todas as faixas etárias, tanto brasileiros quanto estrangeiros, até o dia 12.

A CGVS (Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde), juntamente com o Ministério da Saúde, fará a campanha com o apoio da Atenção Básica dos municípios de Bonfim e Pacaraima. A ação também terá o suporte do DSEI Leste (Distrito Sanitário Especial Indígena do Leste), Operação Acolhida e OPAS (Organização Panamericana de Saúde).

“É uma campanha de multivacinação nas cidades gêmeas, ou seja, nas cidades de fronteiras, onde nós temos Bonfim e Guiana, e Venezuela com Pacaraima. Além disso, vamos ter um evento em que estarão presentes várias autoridades, fazendo o lançamento oficial dessa campanha no dia 05”, esclareceu a coordenadora da CGVS, Valdirene Cruz.

Durante a campanha, serão oferecidas vacinas para a erradicação de doenças e outras previstas no calendário de imunização contra Poliomielite, Febre Amarela, Covid-19, além da Tríplice Viral, Pentavalente e Pneumocócica-10.

 

Avalie este item
(0 votos)

As inscrições para o PGE (Prêmio Estadual Gestão Escolar 2022) foram prorrogadas para o dia 11 de novembro. A iniciativa é da Seed (Secretaria de Educação e Desporto) por meio do Depe (Departamento de Desenvolvimento de Políticas Educacionais).

“Com a prorrogação do prazo, as unidades escolares terão a oportunidade de organizar suas ações e atividades para a realização das suas inscrições”, disse a diretora do Depe, Rosilda Garcia.

Todas as escolas da rede estadual ainda podem concorrer. Este ano, o PGE distribuirá R$ 33 mil em premiação para as escolas vencedoras, sendo R$ 15 mil para o primeiro lugar, R$ 10 mil para o segundo lugar e R$ 8 mil para o terceiro lugar. Os valores devem ser investidos na instituição de ensino.

Para participar, a equipe gestora deve inscrever a escola por meio do preenchimento de um formulário de inscrição e apresentação do ‘Relato de Boas Práticas’. A inscrição é on-line, por intermédio do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., no período de 13 de outubro a 11 de novembro.

O regulamento completo com todas as informações para participação já foi publicado no DOE (Diário Oficial do Estado), no dia 30 de setembro, e está disponível para consulta no endereço www.imprensaoficial.rr.gov.br.

De acordo com o novo cronograma, entre os dias 14 a 18 de novembro, ocorrerá a avaliação das inscrições e dos Relatos de Boas Práticas, que será realizada pelo Comitê Estadual de Avaliação. Serão selecionadas dez escolas, as quais receberão visita do Comitê entre os dias 23 a 30 de novembro. Das dez, serão escolhidas três escolas.

No dia 06 de dezembro será divulgada a seleção das três escolas classificadas. A divulgação do resultado final e a cerimônia de premiação serão realizadas no dia 16 de dezembro. Todas as escolas que efetivarem a inscrição no Prêmio receberão certificados de participação.

 

Sobre o Prêmio

 

Estimular uma gestão participativa e colaborativa, valorizar ações que fortalecem a relação escola-comunidade e destacar as boas práticas de gestão no ambiente escolar; estes são alguns dos objetivos do PGE (Prêmio Estadual de Gestão Escolar) Professora Maria Odete Calheiros Pena que já está na sua terceira edição.

O PGE (Prêmio Gestão Escolar) Maria Odete Calheiros Pena foi instituído pelo Governador Antonio Denarium, por meio do Decreto N° 29.112-E, de 13 de agosto de 2020.  Seguindo os moldes da edição especial do PGE promovido pelo Consed (Conselho Nacional de Educação), o Prêmio Estadual de Gestão Escolar ‘Professora Maria Odete Calheiros Pena’ foi criado para valorizar as boas práticas escolares em tempos de pandemia.

Na primeira edição, realizada em 2020, o prêmio contou com a participação de 55 escolas, sendo 42 da capital, 11 do interior e 02 escolas de comunidades indígenas. A escola Estadual Major Alcides foi a vencedora dessa edição.

Em 2021, na segunda edição, participaram 43 escolas, sendo 40 da capital, uma indígena (Escola Estadual Indígena David de Souza) e duas do interior: Escola Estadual Geraldo da Silva Pinto, de Alto Alegre, e Colégio Estadual Militarizado Tenente João de Azevedo Cruz, de Nova Colina, Rorainópolis.

Avalie este item
(0 votos)

Com o objetivo de disseminar a educação musical nas escolas de Roraima e fortalecer projetos de bandas e fanfarras estudantis, a Seed (Secretaria de Educação e Desporto), por meio do Depe (Departamento de Desenvolvimento de Políticas Educacionais), publicou o edital da 29ª edição do Festival de Bandas e Fanfarras Escolares.

 

As inscrições para escolas estaduais, colégios militarizados, cívico-militares e militares vão ser realizadas entre os dias 7 e 18 de novembro pelo e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. no horário das 7h30 às 17h59, conforme o edital.

 

“Essas inscrições devem ser realizadas pelo gestor da unidade escolar”, afirmou o coordenador do projeto da Seed e coordenador do evento, Adriano Rodrigues.

 

O preenchimento da documentação de inscrição deverá ser digitado, no intuito de evitar equívocos e dificuldades de leitura. Documentos ilegíveis serão desclassificados.

 

Podem participar alunos devidamente matriculados no ano letivo de 2022 e alunos egressos dos anos de 2019, 2020 e 2021.

 

São esperadas 30 inscrições entre bandas marciais, bandas musicais, bandas de fanfarra e bandas de percussão, além de um público de 1500 estudantes, compondo ainda as torcidas organizadas de cada escola participante.

 

O Festival de Bandas e Fanfarras será realizado no Forródromo do Parque Anauá nos dias 26 e 27 de novembro das 15h às 21h.

 

Deve ser enviado no ato da inscrição:

 

Ficha de Inscrição da Banda ou Fanfarra, devidamente preenchida (anexo II);

Histórico da Banda ou Fanfarra;

Cadastro Individual do aluno, com foto (Anexo III);

Cópia da comprovação de matrícula do aluno; e

Cadastro Individual do aluno egresso, com foto (anexo IV);

Ficha de Inscrição do Regente da Banda ou Fanfarra;

Ficha de Inscrição do comandante-mor;

Ficha de inscrição para baliza;

Ficha de inscrição individual para Portas-Bandeiras;

Ficha de inscrição individual para corpo coreográfico.

 

O Edital completo estará disponível no DOE (Diário Oficial do Estado) do dia 4 de novembro ou por meio deste link.

 

BANDAS E FANFARRAS

 

O projeto, que começou em 2015, é executado durante todo o ano letivo. Hoje possui 35 regentes lotados nas escolas da capital e interior para dar aulas teóricas e práticas de música para a formação das bandas ou fanfarras com os alunos das escolas inseridas na iniciativa.

 

Os concursos de fanfarras ocorrem desde 1996 em Roraima. Após a implementação do projeto, no mês de novembro, a Seed realiza o festival para os alunos apresentarem o que aprenderam. Isto não quer dizer que as apresentações estejam limitadas ao festival. Durante todo o ano as bandas das escolas se apresentam em instituições públicas e privadas.

 

Avalie este item
(0 votos)

Referência hospitalar do Estado, o HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza) passará a contar em breve com um setor especializado no tratamento de pacientes acometidos por AVC (Acidente Vascular Cerebral).

 

A implantação da unidade está sendo possível graças a uma série de investimentos em infraestrutura realizados pelo Governo de Roraima. O novo espaço terá 14 leitos monitorizados e o auxílio de uma equipe médica multiprofissional formada por fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicólogos e assistentes sociais.

 

“Esse setor vai acolher a todos pacientes que entram com AVC agudo, com aplicação de medicação específica que ajuda a reverter os sintomas, desde que esse paciente entre [na unidade] em até 4h30 após o início dos sintomas”, ressaltou a coordenadora da neurologia do HGR, Ana Rosa Fonseca.

 

No Brasil, estima-se que mais de 100 mil pessoas tenham sido acometidas pela doença, sendo ela a segunda maior causa de mortes no país. Para a coordenadora, a implantação deste setor dará maior segurança aos pacientes.

 

“Teremos a parte de reabilitação de fisio e fono, tudo mais direcionado para esses pacientes que vão ficar nessa unidade. Antes os pacientes não tinham isso, eles ficavam muitos espalhados pelo hospital e não direcionados para a neurologia”, completou.

 

A neurologista salientou ainda que o paciente precisa reconhecer os sintomas da doença, procurando imediatamente um serviço de saúde. Isso aumenta as chances de um tratamento mais eficaz.

 

“É importante que os pacientes não demorem para chegar ao hospital. Logo que verem alguma alteração, seja na fala, um sorriso na perna ou no braço, já procurem logo o atendimento, chamem o SAMU para serem direcionados para a nossa unidade”, pontuou.

 

Avalie este item
(0 votos)

Para comemorar os 30 anos de trabalho e dedicação do Iteraima (Instituto de Terras e Colonização) ao Estado, o Governo de Roraima vai inaugurar a nova sede do órgão para melhor atender à população. A obra está quase finalizada e a previsão é de que o prédio seja entregue em dezembro deste ano.

 

A obra executada pelo Governo de Roraima conta com recursos próprios no valor de R$ 1.013.928,82. A nova sede proporcionará melhores condições de trabalho para os cerca de 160 servidores e .

 

O antigo prédio do Boa Vista Shopping, localizado na avenida Capitão Júlio Bezerra, no bairro 31 de Março, está passando por uma ampla reforma para acomodar todos os departamentos do Instituto. Nesta terça-feira, 1º, o secretário de Infraestrutura, Edilson Damião, e o presidente do Iteraima, Márcio Grangeiro, visitaram a nova sede, que já está com 85% da obra executada.

 

“Este prédio possui uma arquitetura moderna, tudo foi feito pensando na melhor acomodação do público atendido e dos servidores. Até o momento, já foram feitas as instalações elétricas e sanitárias, esquadrias, colocação de forro em gesso acartonado, divisórias em drywall e pavimentação do espaço externo e cobertura”, destacou Damião.

 

“É uma grande conquista para os servidores. Com certeza esse espaço mais amplo poderemos atender com mais conforto a população e estaremos dando aos nossos servidores condições de desempenharem de forma mais digna o seu trabalho. É um local bem localizado e de fácil acesso. Nós agradecemos ao governo por ter essa atenção com nossos serviços”, disse Grangeiro.

 

MAIS INVESTIMENTOS

 

Além do Iteraima, também estão em construção a nova sede da Segad (Secretaria da Gestão Estratégica e Administração), na rua Major Manoel Corrêa, no valor de R$ 15,7 milhões; a construção da sede da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), na Praça do Centro Cívico, ao custo de R$ 12.060.614,268 e conta com investimentos do Executivo Estadual e Ministério da Defesa. O prazo para entrega da obra é junho de 2023.

 

Além do mais, serão feitas as reformas no Palácio da Cultura, Teatro Carlos Gomes e Totozão.

Avalie este item
(0 votos)

A 42ª campanha contra febre aftosa encerrou nesta segunda-feira, 31 de outubro. Agora, a Aderr (Agência de Defesa Agropecuária do Estado de Roraima) inicia o período de notificação, quando os produtores rurais precisam declarar a vacinação do rebanho, que tem prazo final no dia 15 de novembro. Até lá, os pecuaristas devem procurar o órgão e seus escritórios nos municípios do interior para fazer a declaração da vacina.

 

Para fazer a notificação, é preciso levar a nota fiscal da compra da vacina e a estratificação por sexo e idade do rebanho, conforme informou o presidente da Aderr, Marcelo Parisi.

 

“Pedimos aos produtores para que notifiquem as vacinações de seus rebanhos dentro do prazo, até 15 de novembro. É muito importante para evitar penalidades, além de ser rápido e fácil. Isso também garante a manutenção do status de livre de febre aftosa de Roraima com vacinação”, enfatizou Parisi.

 

Com mais de 90% de cobertura vacinal, a 42ª campanha de vacinação obteve o êxito necessário para continuar livrando o rebanho da doença, mantendo Roraima como área livre da doença por meio da vacinação.

 

O pecuarista que não conseguiu realizar a vacinação dentro do prazo determinado pela Aderr deve procurar o órgão para obter a autorização de venda ao produtor. Somente com esse documento será possível comprar a vacina nas lojas agropecuárias do Estado.

 

AGULHA OFICIAL

 

A campanha continua nas comunidades localizadas nas Terras Indígenas Raposa/Serra do Sol e São Marcos, dentro dos municípios de Normandia, Pacaraima e Uiramutã. A meta é vacinar as 52 mil cabeças de gado localizadas nas comunidades e garantir o índice de mais 95% de cobertura vacinal em Roraima.

Avalie este item
(1 Votar)

Cidadãos que têm precatórios para receber do Estado de Roraima tem até o dia 18 de novembro (sexta-feira) para entrar em um acordo e receber de forma mais rápida os valores devidos. A possibilidade se tornou real a partir da aprovação da Lei nº 1.691, de 21 de junho de 2022, que dispõe sobre quitação de precatórios por acordo direto.

 

Estão aptos a negociar os credores que não tenham vendido total ou parcialmente para terceiros ou que tenham oferecido a carta precatória em processo de compensação tributária.

 

A negociação é feita diretamente com o TJRR (Tribunal de Justiça do Estado de Roraima), que disponibiliza o edital por meio do site, com todos os critérios e prazos para celebração dos acordos.

 

A coordenadora do Núcleo de Execução da Procuradoria-Geral do Estado de Roraima, procuradora Daniella Bezerra, detalhou o processo de entrada no acordo. “A parte interessada entra no site do próprio Tribunal [de Justiça] e preenche a proposta. No edital também diz quais são os documentos que têm que ser apresentados. Então é aberto prazo de cinco dias para as impugnações e o TJ vai organizar a lista com base na ordem cronológica do precatório, não na data de apresentação da proposta”, disse.

 

Bezerra explicou ainda que as audiências relativas a precatórios já devem iniciar neste mês de novembro.

 

Conforme os critérios, serão aplicados deságios (diminuições de valores de títulos) que variam de 20% a 40% do valor bruto, além dos encargos obrigatórios. Para isso, já foram disponibilizados em conta mais de R$ 10 milhões.

 

Todas as informações estão disponíveis no endereço eletrônico do Tribunal de Justiça de Roraima.

Avalie este item
(1 Votar)

Reforçando a política de formação de professores para atuação no Novo Ensino Médio, o Governo de Roraima, em parceria com o Sebrae-RR (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), vai realizar uma semana de formação continuada que contará com palestras e oficinas.

 

A palestra de abertura ocorre no dia 7 de novembro, em dois horários: das 8h30 às 10h30 e das 14h às 16h, no Palácio da Cultura Nenê Macaggi. O tema será “Interfaces entre as competências gerais da BNCC e as características do comportamento empreendedor no Ensino Médio”. As palestrantes serão Vânia Rego e Márcia Gomes.

 

Para participar da palestra, os professores precisam fazer uma rápida inscrição online, escolhendo o horário que deseja participar. Os interessados na palestra no turno matutino devem se inscrever neste link com o formulário. Quem quiser participar no turno vespertino, a inscrição deve ser feita por meio deste link.

 

De acordo com a coordenadora estadual do Novo Ensino Médio da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), Fernanda Rodrigues do Nascimento, o objetivo do evento é trazer a materialidade das reformas da BNCC (Base nacional Comum Curricular) para a prática dos planos de aulas, em consonância com a nova legislação do Ensino Médio, focando nos eixos estruturantes.

 

“Na formação, vamos demonstrar de que forma podemos colocar em prática a legislação referente a implementação do Novo Ensino Médio, à luz da BNCC, focando principalmente no protagonismo do aluno”, destacou Fernanda.

 

NEM

 

O NEM (Novo Ensino Médio), que tem como base legal a Lei 13.415/17, traz algumas mudanças principais nesta etapa de ensino, entre as principais estão a ampliação da carga horária anual (de 800 horas para 1.000 horas) e os Itinerários Formativos, (a parte flexível do currículo), a qual deve se desenvolver em três componentes: Aprofundamento, Eletivas e Projeto de Vida.

 

Esses componentes devem estar interligados a quatro eixos estruturantes, também trazidos por este novo modelo de ensino, sendo Investigação científica; Processos criativos; Mediação e intervenção social e Empreendedorismo.

 

OFICINAS

 

Entre os dias 8, 9 e 10 de novembro, serão realizadas na Uerr (Universidade Estadual de Roraima), oficinas de formação por componente curricular, no horário das 8h às 18h. No dia 08, a formação é destinada aos gestores escolares com o tema “A BNCC do Ensino Médio e o Eixo Estruturante Empreendedorismo nos Itinerários Formativos”.

 

Nos dias 9 e 10, o encontro é para professores, com o tema “A BNCC do Ensino Médio e o Eixo Estruturante Empreendedorismo na prática Docente – Planejamento sobre competências empreendedoras integradas à BNCC”. Vão ser trabalhadas as temáticas “Ciências da Natureza e suas tecnologias”, “Ciências Humanas e Sociais aplicadas”, “Linguagem e suas tecnologias” e “Matemática e suas tecnologias”.

 

“Um dos eixos trazidos pelo Novo Ensino Médio é o empreendedorismo, que também estão presentes na BNCC. Na formação, vamos auxiliar os docentes a realizarem um planejamento integrado à Base, mostrando como eles podem inserir os eixos estruturantes nas eletivas, no projeto de vida e no planejamento diário”, explicou Fernanda.

 

EM RORAIMA

 

A implementação do NEM teve início este ano obrigatoriamente em todo país com as primeiras séries, de acordo com a realidade de cada Estado. Atualmente, das 153 escolas que ofertam na rede estadual, 14 já implementaram o NEM.

 

As escolas inseridas neste novo modelo são: Lobo D’Almada, Monteiro Lobato, Maria das Dores Brasil, Major Alcides Rodrigues dos Santos, Mário David Andreazza, América Sarmento Ribeiro, Antônio Carlos Natalino e Ana Libória.

 

Escola Indígena José Marcolino (Pacaraima), Presidente Castelo Branco (Caracaraí), José Vieira de Sales Guerra (Caracaraí), José de Alencar (Rorainópolis), Padre José Monticone (Mucajaí) e Geraldo da Silva Pinto (Alto Alegre). Serão alcançados inicialmente 8.825 estudantes nesta primeira etapa.

 

Até 2023, as demais 139 escolas devem concluir o ciclo de implementação. Para auxiliar a equipe gestora das escolas, a Seed promove uma série de oficinas de formação e qualificação curricular.

 

Avalie este item
(1 Votar)

O CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar de Roraima) realizou na manhã desta segunda-feira, 31, no auditório do QCG (Quartel do Comando Geral), a solenidade de encerramento do CATTS (Curso de Abordagem Técnica a Tentativas de Suicídio) e, na sequência, deu início ao CSaq (Curso de Salvamento Aquático).

 

O CATTS teve um total de 60 horas-aula, divididas em módulos que abordaram técnicas e táticas utilizadas em ocorrências dessa natureza, além do estudo prático dos diversos cenários que envolvem abordagem a tentativas de suicídio.

 

Ao todo, 19 profissionais entre militares do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar de Roraima, da FAB (Força Aérea Brasileira), da PRF (Polícia Rodoviária Federal) e da ETSUS (Escola Técnica do SUS) participaram da capacitação.

 

A coordenadora do curso, a major Sandra Menezes, falou da importância da habilitação desses novos profissionais nas técnicas mais atualizadas de abordagem a tentativas de suicídio. “O curso trouxe a doutrina mais atualizada sobre a abordagem humanizada dentro da técnica, com ênfase na oratória e no diálogo com a pessoa que está precisando de apoio”, declarou.

 

O comandante-geral geral do CBMRR, coronel Anderson Carvalho de Matos, reforçou a preocupação da corporação em especializar seu efetivo, possibilitando o emprego de profissionais cada vez mais preparados para lidar com essas ocorrências.

 

“É um tema que nós já estamos abordando há algum tempo e agora tivemos a oportunidade de iniciar e viabilizar para o Corpo de Bombeiros de Roraima. É um curso bastante técnico, que trabalha não somente a questão da abordagem a esse tipo de ocorrência, mas também a atuação de forma preventiva”, disse.

 

CSAQ

 

A 3ª turma do CSaq (Curso de Salvamento Aquático), promovido pela corporação militar, ocorre no período de 31 de outubro a 18 de novembro de 2022, com carga horária total de 150 horas-aula.

 

O curso é composto de duas fases: a primeira fase é voltada para águas fechadas / controladas (piscinas); a segunda fase é realizada em águas abertas (rios, lagos, igarapés, represas e corredeiras).

 

O CSAq iniciou com 17 alunos, dos quais 11 são bombeiros militares, quatro militares do Exército Brasileiro, um militar da Marinha do Brasil e uma agente da Polícia Federal.

 

Ao término do curso, os alunos estarão qualificados com o preparo técnico necessário para o resgate de vítimas de afogamento e também para atuação como condutores de embarcações públicas.

Avalie este item
(1 Votar)

No início desta semana, 5.646 atletas de escolas de todos os Estados do Brasil começam a chegar no Rio de Janeiro para mais uma disputa dos JEBs (Jogos Escolares Brasileiros). Roraima também está representado na competição e neste domingo, 30, a primeira parte da delegação, com 52 integrantes, desembarcou na capital fluminense.

 

A delegação roraimense está hospedada no hotel Windsor Florida, no bairro do Flamengo. Neste primeiro momento, chegaram à cidade-sede da competição, as equipes de futsal, além dos atletas de xadrez e judô.

 

Um dos professores que acompanha a comitiva é o professor Weberti Veloso, técnico da equipe de futsal feminino da Escola Estadual José Bonifácio, Região do Baixo Rio Branco, em Rorainópolis. Ele destacou o esforço do time.  “Alcançamos nosso objetivo, as meninas estavam focadas, o treinamento foi muito intenso e o resultado desse esforço nos trouxe até aqui e vamos dar o máximo de nós na competição”, disse.

 

Esta é a primeira vez que a equipe de atletas ribeirinhas participa dos Jogos Escolares. O time estreou na disputa estadual, e agora está avança na etapa nacional.

 

“Tivemos que sair de uma vila para outra para treinar. Foi difícil, intenso, mas estamos aqui e vamos dar o melhor de nós. Estou orgulhosa de cada uma de nós, de ver onde chegamos. Estamos no Rio de Janeiro, representando Roraima, até parece um sonho, nunca vivemos isso antes”, disse a atleta de futsal da Escola José Bonifácio, Nayandra Souza Santos.

 

Até terça-feira, 1° de novembro, embarcam equipes de vôlei de praia, karatê, taekwondo e tênis de mesa. Estas são as modalidades que iniciam as disputas já na quarta-feira, 2 de novembro. Os JEBs serão disputados no Parque Olímpico, que conta com uma gigantesca estrutura de ginásio, quadras, além de centro de convivência e refeitório.

 

SEGUNDA COMITIVA

 

No dia 8 de novembro desembarca no Rio de Janeiro a segunda parte da delegação, com os atletas de natação, atletismo, badminton, basquetebol, ciclismo, handebol, natação, voleibol e wrestling (luta olímpica). A delegação roraimense possui 266 integrantes, sendo 202 atletas.

 

Toda a logística do evento como passagens, hospedagem e alimentação são de responsabilidade da CBDE (Confederação Brasileira de Desporto Escolar). A contrapartida do Estado foi a promoção da fase estadual, garantindo a participação dos estudantes dentro da faixa etária específica e a classificação de atletas, o que foi executado pelo Estado dos JER’S (Jogos Escolares de Roraima).

 

Outras informações estão disponíveis no site dos JEBs.

Avalie este item
(1 Votar)

O ginecologista é o especialista nos cuidados e prevenções do sistema reprodutor feminino, a fim de zelar pela saúde da mulher, desde a infância até a fase adulta. Neste dia 30 de outubro, o Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), reforça a importância dessa profissão e dos cuidados femininos.

A médica especialista em ginecologia e obstetrícia, Jéssica Lopes, trabalha no Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazaré e no CRSM Centro de Referência à Saúde da Mulher Maria Luíza Castro Perin. Ela conta que o acompanhamento feito com um profissional aumenta a qualidade de vida da mulher.

“Cada mulher tem necessidades específicas e, por isso, ter informações confiáveis sobre contracepção, sexualidade, corpo e saúde feminina é fundamental para uma boa qualidade de vida, e nessa missão atua a ginecologia”, afirmou.

A especialista ressalta ainda que manter uma rotina de cuidados com a saúde íntima previne doenças. “A avaliação da região íntima entre outros exames direcionados individualmente pelo especialista são indispensáveis. Todo esse cuidado evita doenças como câncer, lesões infecciosas avançadas ou mesmo transtornos psicológicos gerados pela falta de apoio profissional adequado”, disse.

Além dos cuidados diários, anualmente toda mulher deve fazer uma rotina de avaliação ginecológica que inclui o preventivo do colo uterino, o exame do papanicolau, ultrassonografia de mamas e pelve, bem como mamografia, de acordo com a idade.

A advogada Rayanne Lima, de 29 anos, conta que faz uma visita periódica a sua ginecologista e todos deveriam seguir esse exemplo.

"Desde cedo vou ao ginecologista, e é ótimo para a saúde ir a uma consulta com o profissional, porque podemos prevenir doenças. Além de ser bom tirar dúvidas que aparecem às vezes", comentou.

 

Relação de respeito e confiança garante o melhor atendimento

 

Essa profissão é marcada pela confiança e respeito. A mulher expõe sua intimidade, dúvidas e desconfortos para esses profissionais. Às vezes, por vergonha, elas deixam de ir ao ginecologista, mas é fundamental fazer consultas, para prevenir doenças, e, caso seja detectado algum problema de saúde, assegurar um tratamento adequado.

Na obstetrícia, o ginecologista se dedica à reprodução e assiste a paciente durante a gestação, acompanhando o pré-natal, parto e pós-parto, garantindo a segurança e saúde da mãe e da criança.

Avalie este item
(1 Votar)

O dia 29 de outubro é marcado pela sensibilização sobre os riscos do AVC (Acidente Vascular Cerebral), um mal de saúde cuja prevalência é maior entre os idosos, mas que também tem atingido a população jovem. No Brasil, estima-se que mais de 100 mil pessoas tenham sido acometidas pela doença, sendo ela a segunda maior causa de mortes no país.

“Essa doença traz consequências sociais e econômicas severas. Por isso, a importância de ter uma data voltada para a conscientização sobre os riscos do AVC, porque prevenir, reconhecer e tratar é essencial para reduzir essas estatísticas”, destacou a neurologista Lívia Martins.

Em Roraima, o HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento) vem se firmando como referência no tratamento da fase mais aguda dessa doença. Os investimentos mais recentes realizados pelo Governo do Estado permitiram que toda a sua estrutura de emergência fosse melhorada, dando maior segurança aos pacientes.

“Na unidade, há um tratamento muito eficaz que, se você chegar em até 4h30 após o início dos sintomas, é feita medicação que vai dissolver esse coágulo nas artérias do cérebro, diminuindo consideravelmente as chances de sequela e de mortalidade”, ressaltou a médica.

Em agosto deste ano, o HGR implantou o projeto Angels, uma iniciativa internacional da empresa farmacêutica Boehringer Ingelheim, que visa melhorar o atendimento das unidades hospitalares, fornecendo treinamento e capacitação para todos os profissionais envolvidos na assistência do AVC.

O objetivo da iniciativa é credenciar o HGR como centro especializado, tornando a unidade referência no Estado e na Região Norte.

 

SINAIS E FORMAS DE EVITAR A DOENÇA

 

O AVC é caracterizado pelo entupimento ou rompimento dos vasos que levam o sangue para o cérebro, provocando a paralisia das funções cerebrais. Os danos à saúde podem ser severos, causando a incapacitação do paciente ou, em casos mais extremos, a morte.

De acordo com Lívia, os sinais mais comuns do AVC são a sensação de fraqueza ou formigamento na face, no braço ou na perna, seguida de déficit de força em um lado do corpo. Esses sintomas podem variar e se manifestar de forma isolada ou em conjunto.

"A doença pode se apresentar de diversas maneiras, mas a mais comum está relacionada a confusão mental, alteração da fala ou da compreensão, perda da capacidade de visão, dor de cabeça súbita, intensa, sem causa aparente e desequilíbrio físico”, frisou.

A especialista lembrou ainda que, a cada minuto que passa, a pessoa que manifesta os sinais do AVC perde 2 milhões de neurônios. Por esse motivo é importante que as pessoas procurem de imediato o atendimento hospitalar.

"É importante prevenir ou tratar os fatores de riscos para evitar o AVC, como a hipertensão arterial sistêmica, que é responsável pela maioria desses casos; a diabete; o colesterol elevado; o fumo; a ingestão de álcool; o excesso de peso; o sedentarismo; e o estresse", pontuou.  

Avalie este item
(1 Votar)

Para garantir tranquilidade no decorrer do segundo turno das eleições, o Governo de Roraima manterá, neste domingo, 30, o esquema de segurança da Operação Eleições 2022, conforme foi alinhado em reunião com o TRE (Tribunal Regional Eleitoral).

“Atuaremos de forma efetiva como no primeiro turno. O Centro Integrado de Comando e Controle Regional coordenará as ações, com a atuação de policiais das forças estadual, municipal e federal em operação integrada, tanto na capital Boa Vista como nos municípios do interior”, explicou o coordenador estadual da Operação Eleições 2022, tenente-coronel Ronivon Silva de Oliveira.

“O Centro já está no seu status operacional pleno e, no dia do pleito, todo o monitoramento será feito, e as informações de qualquer ocorrência de crime eleitoral serão repassadas ao Centro Nacional em Brasília em tempo real. Vale ressaltar que as tropas especializadas da Polícia Militar estão subdivididas, parte estará no terreno e os demais ficarão aquartelados e poderão ser acionados para atender qualquer eventualidade mais complexa”, acrescentou o coordenador.  

A PMRR (Polícia Militar de Roraima) atuará com cerca de 1000 militares, distribuídos na Capital e no Interior. Somente em Boa Vista, serão 125 locais de votação, contando também com os polos de transmissão a serem guarnecidos. Nos demais 14 municípios, são 194 locais de votação, incluídos os polos de transmissão.

Participam da Operação também agentes da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Departamento Estadual de Trânsito de Roraima, Secretaria Municipal de Trânsito e Polícia Civil.

O Corpo de Bombeiros Militar e a Defesa Civil permanecerão com equipes em condições de serem acionadas em caso de emergência na esfera de atribuição de cada um.

Para informações, denúncias, comunicação de crimes e emergência, durante as eleições, o cidadão poderá ligar para o 190, que funciona 24 horas.

Avalie este item
(1 Votar)

Com base no Plano de Desenvolvimento Sustentável Estadual - Roraima 2030, o Governo tem avançado com políticas públicas efetivas para criação de um ambiente favorável ao crescimento socioeconômico, e um dos destaques é o aproveitamento das condições especiais de produção.

Nesse novo cenário, resultante de políticas públicas efetuadas ao longo dos últimos quatros anos, o primeiro grande empreendimento agroindustrial de Roraima, a indústria de beneficiamento de soja Serra Verde, localizada na região do Monte Cristo, em Boa Vista, já começou a produzir e exportar farelo de soja para países caribenhos.  

Durante visita às instalações da Serra Verde, nesta sexta-feira, dia 28, o governador Antonio Denarium destacou as políticas públicas de atração de investimentos, fundamentais para geração de emprego e renda, a produção com sustentabilidade e o início da exportação do farelo de soja.

“Roraima tem sido visto com olhar diferenciado por investidores de todo o Brasil, porque o Governo está valorizando o empreendedor, gerando emprego, renda e desenvolvimento sustentável. Estamos produzindo com sustentabilidade um óleo e um farelo de soja de excelente qualidade. A primeira venda de oito mil toneladas de farelo foi para o Caribe e também já foram comercializadas duas mil toneladas do produto para a Guiana”, disse.

O governador ressaltou ainda o impacto da agroindústria para outras cadeias produtivas, beneficiando também a agricultura familiar e fortalecendo todos os agentes envolvidos no processo.

“O grupo Serra Verde vai comprar soja de médios e grandes produtores e também de pequenos produtores da agricultura familiar. Além disso, o farelo de soja é a base da ração animal para a produção de peixe, de frango, de porco, enfim para a produção de carne; e o pequeno produtor poderá comprar aqui, ou seja, a indústria poderá vender direto para o agricultor familiar, que terá uma redução do custo da produção. Roraima vai se transformar em um grande celeiro de produção, vai gerar segurança alimentar para os estados da Amazônia, para o Brasil e para o mundo”, frisou o chefe do Executivo.

 

 

Incentivos e melhorias na infraestrutura tornam o Estado mais competitivo na atração de novos investidores

 

 

“Roraima tem uma gama de incentivos federais, entre os quais, a redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), do PIS e Cofins, com a Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus), a diminuição do imposto de renda pessoa jurídica da Sudam (Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia), redução do imposto de exportação por sermos Área de Livre Comércio. Dentro do Estado, temos a Lei 215, que possibilita subsidiar o ICMS para a produção agropecuária e agroindustrial. Então Roraima é o Estado que tem as melhores vantagens fiscais e tributárias para se implantar um empreendimento. É tanto que vários estão sendo implantados”, disse o titular da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), Emerson Baú.

Ele mencionou também os investimentos em infraestrutura feitos pela atual gestão para garantir segurança e trafegabilidade à população e facilitar o escoamento da produção agrícola e o planejamento a ser executado para o avanço das atividades econômicas.

“O projeto desenvolvido pelo Governo do Estado nos primeiros quatro anos da atual gestão é para reconstruir a malha viária, atendendo a todos de maneira estruturada. Somado a isso, dentro do planejamento, na área de desenvolvimento, identificamos que esses próximos quatro anos serão da agroindustrialização do Estado e da prestação de serviços especializados. Então nosso mercado é muito aberto para novas oportunidades”, afirmou o secretário.

 

 

Empresário destaca o comprometimento do Governo para criação do ambiente favorável ao desenvolvimento

 

 

O sócio proprietário e diretor do Grupo Serra Verde, Felipe Castro, ressaltou a condução de políticas públicas que favorecem o desenvolvimento.

“O que estão vendo aqui é um investimento de R$150 milhões em estrutura industrial que só aconteceu em Roraima, porque vimos, nesses últimos três ou quatro anos, a intenção do Governo de retirar os entraves que existiam para se produzir e investir neste Estado, como a regularização fundiária, que é fundamental. Não se faz investimento desse vulto em local onde não se tem segurança de titulação das terras.  Além disso, houve investimento também muito importante na segurança energética. O Governo está fazendo o seu trabalho, criando a estrutura para que os investidores cheguem com aportes vultosos, minimizando os riscos”, disse.

O empresário destacou ainda a geração de emprego e renda e a venda dos produtos para mercados vizinhos.

“Durante o período de obras, empregamos quase 500 pessoas. Durante o período produtivo, serão oferecidos 150 empregos diretos, mas atingimos mais de 2.200 pessoas na ponta na área produtiva, porque todos os produtores que trabalham em parceria com a gente, fornecendo grãos, têm suas equipes de trabalho nas fazendas”, explicou.

Sobre os mercados consumidores, ele destacou o Caribe, além de Roraima e Amazonas. “O Caribe é um mercado extremamente importante. Enxergamos isso lá atrás, quando se desenvolveu o projeto do investimento, até porque essa indústria produzirá mais de cinco vezes a capacidade de consumo de Roraima e Amazonas juntos, então precisamos do mercado de exportação”, afirmou.

A facilidade do acesso ao produto também foi destacada pelo sócio proprietário da Serra Verde.

“Temos visto o fortalecimento da cadeia produtiva dos pequenos e médios produtores de frango, de suíno, de gado leiteiro, e eles terão o acesso a um farelo de qualidade aqui. Não precisam ir buscar a quase dois mil quilômetros de distância. O pessoal vai fugir dessa dificuldade de logística”, concluiu.

Avalie este item
(1 Votar)

Nos dias 31 de outubro e 1º de novembro, os ambulantes inscritos para participarem da 41ª Expoferr, podem fazer um pré-cadastro para o Microcrédito Empreendedor, uma linha de crédito ofertada pelo Governo de Roraima por meio da Desenvolve.

 

A finalidade é permitir que os ambulantes tenham capital de giro e mais possibilidade de investir em mercadoria para comercialização durante as cinco noites da 41ª Expoferr.

 

O pré-cadastro acontece no auditório da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), localizado na avenida General Penha Brasil, nº 1121, bairro São Francisco. 

 

A linha disponível aos ambulantes varia de 3 mil para autônomos e 10 mil para pessoa jurídica, para compra de produtos a serem comercializados no Parque de Exposições Dandãezinho.

 

O presidente da Desenvolve Roraima, Adailton Fernandes, disse que essa iniciativa é uma forma de estimular o empreendedorismo. "Quem quer comercializar produtos na 41ª Expoferr e não tem recursos suficientes para isso, pode ter na Desenvolve, a oportunidade de fomentar o próprio negócio. A oferta de financiamento por meio do Governo do Estado tem papel fundamental para movimentar o comércio, potencializar a produtividade dos micro e pequenos empreendedores além de ajudar a fomentar a geração de emprego e renda no Estado", detalhou Fernandes.

 

A EXPOFERR

 

A 41ª Expoferr – Exposição-Feira Agropecuária de Roraima, será de 11 à 16 de novembro, no Parque de Exposições Dandãezinho, localizado no Monte Cristo, zona Rural de Boa Vista.

 

O local está sendo preparado para acomodar as instituições do Governo de Roraima que atuam na frente do agronegócio com exposição dos projetos e programas, bem como empresas do segmento expondo produtos, agências bancárias e atrações culturais regionais e nacionais.

Avalie este item
(1 Votar)

Pensando nas transformações que o meio ambiente vem sofrendo ao longo dos anos, a gestão do Colégio Estadual Militarizado Dr. Luiz Rittler Brito de Lucena, localizado no bairro Nova Cidade em Boa Vista, está incentivando a comunidade escolar a doar óleo de cozinha já utilizado.

A ideia surgiu após uma visita a uma fábrica de produtos de limpeza da capital, onde o produto é usado como matéria prima. O intuito é trocar o óleo por produtos de limpeza para o colégio e, em contrapartida, beneficiar o meio ambiente com a coleta seletiva. O dia “D” da campanha será em 4 de novembro no colégio.

“Solicitamos que os alunos trouxessem o óleo em garrafas pet. Com isso faremos um ensino multidisciplinar. Na área pedagógica, podemos trabalhar a matemática e a química, na manipulação do óleo, na área ambiental, a conscientização dos alunos, e na área da saúde, conscientizar sobre a utilização única na alimentação para não gerar doenças futuras”, disse o gestor militar da unidade, o major Henrique Cruz Pereira.

O empreendedorismo também é pauta no projeto, mostrando que produtos reutilizáveis podem ser rentáveis para uma família ou para a comunidade. A intenção da gestão é integrar o projeto no calendário de atividades da escola. Toda comunidade pode colaborar; basta procurar o colégio, que fica localizado na Rua João Pessoa, s/n°, bairro Nova Cidade, e doar o óleo utilizado.

Avalie este item
(1 Votar)

A Femarh (Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos) participou, nesta quinta-feira, 27, de uma ação integrada no Igarapé Auaí Grande, localizado entre os bairros Jóquei Clube e Jardim Olímpico. O objetivo da proposta é sensibilizar a comunidade escolar a respeito da preservação e conservação dos igarapés que entrecortam a cidade de Boa Vista.

Participaram da atividade a UERR (Universidade Estadual de Roraima), por intermédio do PPGEC (Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências), e alunos e professores da Escola Estadual Dr. Ulysses Guimarães.

Durante a ação, os estudantes participaram de uma aula prática em que foram realizadas limpeza e coleta de lixo acumulado nas margens do igarapé, além disso plantaram mudas de ipê-rosa e ingá no entorno para reposição da mata ciliar degradada.

De acordo com a pesquisadora Dra. Patrícia Macedo de Castro, uma das orientadoras do projeto, o objetivo é diagnosticar o que os alunos pensam e conhecem a respeito do Igarapé Auaí Grande, que se localiza no entorno da escola, e sensibilizá-los sobre a preservação e conservação dos cursos hídricos da cidade, despertando um olhar crítico sobre a temática igarapés.

“O trabalho tem como foco a mata ciliar, a sua importância para a qualidade da água, para a flora e para o meio ambiente como um todo. Trabalhar com os alunos essa perspectiva, sensibilizando e fazendo com que eles percebam que fazem parte desse meio, que as tomadas de decisão que eles levam para a vida são importantes para o planeta, é essencial”, destacou.       

O aluno Dennys Allef Paulo Martins, do 8º ano, falou um pouco sobre a experiência da participação na aula prática.

“Percebemos que o igarapé está muito poluído, a mata ciliar foi quase toda retirada e existe muito lixo espalhado pelas margens. Praticamente não existem mais seres vivos no curso da água, sendo que é muito importante cuidar dos igarapés diante da escassez de água que o mundo vivencia hoje”. 

 

RIO BRANCO

 

No início de outubro, o projeto foi desenvolvido com alunos do 1ª ano do Ensino Médio da Escola Estadual Gonçalves Dias, e os estudantes puderam aprender um pouco mais sobre a importância da mata ciliar às margens do Rio Branco para a preservação da flora, da fauna e dos mananciais, visando a preservação da vida na Terra.

Na ocasião, puderam conhecer um trecho da mata ciliar e observar no perímetro as espécies da fauna e da flora, discutindo aspectos ambientais como poluição, assoreamento, desmatamento, queimadas e ocupação urbana. 

A atividade faz parte do projeto “O uso da mata ciliar do rio Branco como ferramenta de ensino interdisciplinar à luz do pensamento sistêmico e da Teoria da Aprendizagem Significativa, em uma turma de ensino médio no contexto Amazônico”, desenvolvido pela Pesquisadora professora Roseanne Plata Sanches Alencar da UERR, sob a orientação da professora Dra. Patrícia Macedo de Castro. 

Avalie este item
(0 votos)

Com a finalidade de ampliar a gestão de serviços, comércio, indústria, agricultura empresarial e agricultura familiar, o Governo de Roraima, por meio da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), criou a UAE (Unidade de Apoio ao Empreendedor). O atendimento funciona de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 13h30, no prédio da Seadi, situado na avenida General Penha Brasil, nº 1121, bairro São Francisco.

Segundo Max Fraga, coordenador de Competitividade Industrial e Comercial, o objetivo do núcleo é aprimorar as atividades de gestão empreendedora em Roraima.

“A UAE nasce como um apoio direto aos trabalhadores buscando tornar mais eficazes as atividades comerciais, estimulando capacitação e treinamentos, orientando os meios empresariais na sua formalização, atuando ainda em parceria com a Fier (Federação das Indústrias), Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), Junta Comercial, Sefaz (Secretaria da Fazenda), Desenvolve RR e demais bancos, fomentando incentivos fiscais, linhas de crédito e orientações estratégicas para a efetiva segurança dos negócios”, explicou.

Para o secretário Emerson Baú, o Governo do Estado tem feito um trabalho promissor com quem trabalha e produz, gerando emprego e renda no Estado.

“Estamos constantemente implementando políticas de desenvolvimento voltadas para o aumento da produtividade, da competitividade e do empreendedorismo de negócios, estimulando também a criação de mecanismos que facilitem a atração de parcerias”, destacou.

Na opinião do governador Antonio Denarium, o aperfeiçoamento de políticas públicas se faz necessário para a evolução da produtividade roraimense.

“Com a criação da Unidade de Apoio ao Empreendedor colocamos em prática a execução de ações que ampliam as necessidades da indústria, do comércio e serviços que promovem a produção originária do nosso Estado no mercado interno e externo. E este é um grande projeto que temos realizado nos últimos anos, incluindo as vantagens de financiamentos, desburocratização e sustentabilidade com foco nas micro e pequenas empresas pela geração de emprego e renda”, concluiu.

Avalie este item
(0 votos)

Em celebração ao Dia do Servidor Público, o HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento) promoveu na manhã desta quinta-feira, 27, uma programação especial para todos os trabalhadores que atuam na referência hospitalar do Estado.

 

Os servidores da unidade ganharam uma manhã com coffee break, música ao vivo e execução de diversos serviços estéticos, como manicure, pedicure, maquiagem, design de sobrancelha, cabeleireiro, barbeiro, depilação, massagem, e consulta nutricional. As atividades seguem até às 18h.

 

“Nossos servidores estão diariamente se esforçando e dedicando a sua força de trabalho dentro da unidade hospitalar, tanto na parte administrativa quanto na assistência direta ao paciente. Então, essa foi uma forma de valorizarmos os profissionais do hospital, com uma gratificação para eles”, afirmou a diretora do HGR, Patrícia Renovato.

 

Devido ao feriado ser comemorado na sexta-feira, 28, a direção da unidade decidiu antecipar as festividades junto aos servidores O objetivo da ação é criar uma aproximação entre os servidores e promover um relaxamento durante o dia de trabalho.

 

“É uma forma de interagir com todos os servidores, consideramos o que passamos dentro das unidades hospitalares durante a pandemia [de covid-19], que desde o início dela não tínhamos como fazer eventos dentro do hospital. E esse veio para interagir, unir e também homenagear nosso servidor”, destacou a gerente dos serviços administrativos, Letânia Fontes.

 

Servidora há 16 anos, a assistente administrativa da Unacon-RR (Unidade de Alta Complexidade em Oncologia), Cleneide Oliveira, ressaltou que pretende aproveitar ao máximo os serviços disponíveis durante a programação.

 

“Para mim é muito importante esse contato com o servidor, essa é uma programação ótima que cuida tanto da beleza e bioimpedância”, disse.

Avalie este item
(0 votos)

Nessas eleições, a Sesp (Secretaria da Secretaria de Segurança Pública) tem sido uma instituição parceira na garantia da tranquilidade e segurança da população durante a votação. O segundo turno do pleito presidencial de 2022 entrou na reta final, e no próximo domingo, 30, o povo brasileiro definirá o novo presidente do País.

 

Em Roraima, a pasta informou que, após consulta ao TRE-RR (Tribunal Regional Eleitoral de Roraima), constatou que cerca de 70% dos Estados brasileiros não emitiram o decreto. Portanto, ficou definido que Roraima não publicaria norma proibindo o consumo e comercialização de bebidas alcoólicas no domingo.

 

“A decisão foi tomada em comum acordo, tendo em vista que essa eleição é mais rápida. Nas eleições anteriores aqui no Estado não houve nenhum incidente. Portanto, não teremos a emissão da portaria referente à Lei Seca”, esclareceu o secretário de Segurança Pública, Edison Prola.

 

No entanto, Prola ressaltou que as medidas quanto à Lei Seca de trânsito continuam valendo e as forças de segurança estarão atuando nas ruas.

 

“É importante esclarecer a todos os cidadãos que a Lei Seca para o trânsito continua com todo empenho e repressão e as Polícias Militar e Civil vão continuar com a fiscalização e prevenção à direção de motoristas que, por ventura, estejam dirigindo sob efeito de bebida alcoólica", disse o secretário.

 

Conforme o parágrafo 1°, inciso I do artigo 306, quando o resultado do teste do bafômetro ou do exame clínico indicar concentração igual ou superior a seis decigramas de álcool por litro de sangue ou igual ou superior a 0,3 miligrama de álcool por litro de ar alveolar, o caso será configurado como crime de trânsito, e o infrator sofrerá as sanções previstas na lei por tal agravo.

 

APOIO NA SEGURANÇA

 

Assim como ocorreu no primeiro turno, a PMRR estará presente nos 316 locais, e dois policiais serão responsáveis pela operação no Estado no dia de votação, 30 de outubro.

Avalie este item
(0 votos)

De 31 de outubro a 15 de novembro acontece, no Rio de Janeiro (RJ), mais uma edição dos JEBs (Jogos Escolares Brasileiros). Roraima participa da competição esportiva com uma delegação formada por 266 integrantes. Destes, 202 são atletas.

 

Nesta quinta-feira, 27, representantes do IDR (Instituto do Desporto de Roraima) e da Federr (Federação de Desporto Escolar de Roraima) se reuniram com os pais dos atletas para repassar os informes da competição.

 

Toda a logística do evento, incluindo passagens, hospedagem e alimentação são de responsabilidade da CBDE (Confederação Brasileira de Desporto Escolar). A contrapartida do Estado foi a promoção da fase estadual, garantindo a participação dos estudantes dentro da faixa etária específica e a classificação de atletas, o que foi executado nos JER’s (Jogos Escolares de Roraima). 

 

As competições nacionais serão disputadas no Parque Olímpico, que conta com uma gigantesca estrutura de ginásio, quadras, além de centro de convivência e refeitório. Devem participar 5.646 atletas de escolas de todos os Estados do Brasil nesta edição.

 

Yusvelis dos Santos Perez é mãe de Deyberth Johan Ramirez dos Santos, atleta de judô da Escola Estadual Vitória Mota Cruz. De origem venezuelana, eles moram em Roraima há seis anos e para ela, é uma honra que o filho viaje para o Rio de Janeiro para representar Roraima, Estado que os acolheu.

 

“Estou muito emocionada porque o matriculei no judô e isso o ajudou muito. O Johan estuda, é responsável e foi campeão aqui nos Jogos Escolares. Agora ele vai viajar para o Rio para representar Roraima. Para nós, como imigrantes, isso é motivo de honra e felicidade”, relatou Yusvelis.

 

Além dos atletas, 15 dirigentes (incluindo jornalista, fotógrafo, fisioterapeuta e um enfermeiro), 45 técnicos e quatro árbitros compõem a delegação roraimense. Os profissionais são responsáveis por acompanhar e apoiar os atletas durante os dias de competição na cidade carioca.

 

Pela primeira vez, Roraima terá representantes no badminton e wrestling

 

Serão disputadas 17 modalidades: atletismo, badminton, basquetebol, ciclismo, futsal, ginástica artística, ginástica rítmica, handebol, judô, karatê, natação, taekwondo, tênis de mesa, voleibol, vôlei de praia, wrestling (luta olímpica) e xadrez. Roraima terá atletas em todas as modalidades, com exceção na ginástica artística.

 

A novidade deste ano é que, pela primeira vez, Roraima terá representantes nas modalidades de badminton e wrestling. Para o diretor do IDR (Instituto do Desporto de Roraima) da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), Dinaildo Barreto, as expectativas para a competição são as melhores possíveis.

 

“Estamos ansiosos porque sabemos que temos atletas de ponta em Roraima com grandes chances de medalhas em algumas modalidades como por exemplo na natação e no voleibol que está em uma grande ascensão. Se Deus quiser voltaremos com muitas medalhas deste escolar”, finalizou confiante.

 

Outras informações estão disponíveis no site oficial dos Jogos Escolares Brasileiros.

 

Avalie este item
(0 votos)

O dia 27 de outubro é marcado pelo Dia Nacional de Luta pelos Direitos das Pessoas com Doenças Falciformes, data que ressalta a sensibilização sobre o cuidado com pacientes que sofrem com esse tipo de problema.

 

No Estado, segundo dados do Hemoraima (Centro de Hemoterapia e Hematologia de Roraima), da Sesau (Secretaria de Saúde), 97 pacientes fazem algum tipo de tratamento de hemoglobinopatias, por meio da Clínica Hematológica da unidade.

 

“Eu comecei a manifestar a doença desde criança, e nessa época o assunto era desconhecido. Eu sofria tanto com dores a ponto de estar frequentemente na urgência dos hospitais. Isso só mudou quando eu tinha 16 anos e comecei a fazer o tratamento de forma correta”, relatou a dona de casa Sara Carvalho, 42. Antes disso, mesmo sem diagnóstico conclusivo para a enfermidade, ela realizava tratamento desde os 7 anos.

 

Sara se mudou para Roraima este ano, dando sequência aos cuidados de saúde por meio do Hemoraima. Ela ressalta a importância do serviço em sua rotina diária de vida. “Meu tratamento era feito em Belém, mas este ano me mudei para Roraima. Fico feliz em saber que o Governo do Estado tem uma unidade que faz esse tipo de tratamento, pois é importante para a nossa saúde”, completou.

 

A DOENÇA

 

Afecção genética causada por um defeito na estrutura da cadeia beta da hemoglobina, as doenças falciformes podem ser transmitidas dos pais para os filhos. Os sintomas variam de acordo com a idade do paciente e com os cuidados que são tomados.

 

“O diagnóstico é feito por meio de exames laboratoriais e, no caso das crianças, a doença pode ser detectada no teste do pezinho. Caso haja a confirmação, esse paciente deve ser acompanhado por um médico especializado, de forma contínua”, destacou a coordenadora do ambulatório do Hemoraima, Leonilde da Silva.

 

Ela lembra ainda que as doenças falciformes podem se manifestar em forma de anemia crônica e suas características, crises de dor, infecções, úlcera de perna e acidente vascular isquêmico, podendo inclusive acometer crianças e adolescentes.

 

“Esse paciente diagnosticado deve ser acompanhado a vida toda com o tratamento para prevenir as crises de dores crônicas, as mais frequentes são nas articulações dos ossos. Com o devido tratamento o paciente pode ter uma vida normal, sem isso pode levar a morte”, completou.

 

FUNCIONAMENTO

 

Localizado dentro do Hemoraima, a Clínica Hematológica funciona de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 12h e de 13h30 às 18h, na avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, próximo ao HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento).

 

O paciente é acompanhado não só pela equipe multiprofissional, mas também recebe todo o suporte do ambulatório da unidade.

Avalie este item
(0 votos)

O HC (Hospital das Clínicas Dr. Wilson Franco Rodrigues) e o PACS (Pronto Atendimento Cosme e Silva) deram início, na manhã desta quinta-feira, 27, a uma programação de valorização e sensibilização alusiva ao Outubro Rosa para as servidoras públicas das duas unidades.

 

Dentro da programação, as trabalhadoras puderam usufruir de palestras, consultas com nutricionista, massoterapeuta e exames de mamografia. A ação seguiu até o final da tarde de quinta.

 

“Estamos com programação voltada às mulheres, principalmente as que têm acima de 40 anos. Oferecemos bioimpedância, massagem e ventosas na ação para as nossas servidoras”, afirmou a enfermeira do ambulatório do Hospital das Clínicas, Jany Oliveira.

 

A técnica em enfermagem da Vigilância Epidemiológica do HC, Francisca Bezerra, 45, compareceu no auditório da unidade junto a outras servidoras para assistir a uma palestra sobre a prevenção do câncer de mama.

 

“A gente vê a importância dessa mobilização de saúde e cuidado das mulheres, como a prevenção e tratamento do câncer de mama. Parece algo simples, mas tem uma grande relevância para nós enquanto servidoras. É uma maneira de cuidar de quem cuida”, disse.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima inaugurou, na quarta-feira, 26, a obra de revitalização do Bloco 1 do CSE (Centro Socioeducativo Homero de Souza Cruz Filho), estrutura do Estado voltada para o cumprimento de medidas socioeducativas de internação e semiliberdade. A unidade é vinculada à Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social).

 

O complexo, localizado na RR-321, no bairro Pedra Pintada, em Boa Vista, foi inaugurado em outubro de 2014 e até o momento não havia recebido nenhuma manutenção. A situação estrutural se agravou com a rebelião ocorrida em 2017, o que comprometeu os alojamentos e o bloco 1, que abriga o setor administrativo.

 

A revitalização do bloco 1 envolve toda a parte hidráulica e elétrica da unidade, que recebeu um novo dimensionamento, e as salas de audiências também receberam atenção especial, segundo informou a primeira-dama e secretária extraordinária de Promoção, Desenvolvimento e Inclusão Social, Simone Denarium.

 

“Ainda no período da intervenção, em 2018, o CSE foi uma das primeiras unidades que visitamos. Encontramos um local sem condições e nenhuma dignidade. É gratificante ter a oportunidade de entregar este complexo funcionando perfeitamente”, declarou no evento de entrega.

 

A titular da Setrabes, Tânia Soares, explicou que o projeto de vida saudável foi iniciado em 2019, quando a unidade foi reestruturada com novo método pedagógico, proporcionando uma reincidência quase zero, e de imediato, foram sendo feitas adequações na estrutura predial até a conclusão da revitalização.

 

“A primeira vez que chegamos para conhecer o CSE foi um impacto muito negativo. Reunimos e planejamos de forma emergencial uma frente de trabalho com o apoio de outras instituições governamentais e retomar o projeto de acolhimento dos adolescentes que cumprem medidas socioeducativas. Com a revitalização, viramos uma página negativa da história e avançamos com respeito e dignidade aos nossos servidores e aos adolescentes”, relatou.

 

ATIVIDADES

 

O diretor da unidade, Hugo Vissotto, detalhou que o CSE oferece aos adolescentes atividades educacionais, por meio das salas descentralizadas da Escola Estadual Nilo José, que funciona em dois turnos de segunda a sexta-feira, oferecendo aulas de música e coral com o projeto “Tom do Bem” que traz ao conhecimento dos adolescentes ritmos e músicas de artistas locais, mostra de cinema e realizações de peças teatrais, supervisionadas pelo núcleo pedagógico.

 

“Aliado a estas ações temos também a realização de práticas esportivas e o projeto da Horta Orgânica e Jardinagem, supervisionado pelo Núcleo de Produção. Com as parcerias desenvolvemos o projeto de profissionalização com o Sistema S. Temos ainda o Projeto Aprendizagem na Medida da coordenação de Trabalho, Emprego e Renda da Setrabes”, finalizou.

Avalie este item
(0 votos)

Na quarta-feira, 26, a Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social), realizou a cerimônia de entrega da obra de revitalização do Centro Estadual de Equoterapia Thiago Vidal Magalhães Pinheiro.

 

A Equoterapia é um método de reabilitação que utiliza o cavalo em abordagens interdisciplinares, unindo saúde, educação e equitação para auxiliar no desenvolvimento biopsicossocial das pessoas atendidas pela unidade.

 

A primeira-dama de Roraima, Simone Denarium, declarou no evento que o Governo planejava e efetivou a entrega de um espaço apropriado, com todas as condições para o trabalho de reabilitação ser ainda mais efetivo para pais, crianças e praticantes do centro.

 

“Estamos felizes em proporcionar aos usuários um espaço com acessibilidade e muito bem equipado. O trabalho desenvolvido na Equoterapia ajuda no processo de reabilitação e resgata a dignidade das crianças e das pessoas com deficiência. Acreditamos no potencial do nosso público, é uma gestão que tem toda a empatia, o respeito e o compromisso dos envolvidos no projeto”, afirmou Simone.

 

A coordenadora de Política da Pessoa com Deficiência da Setrabes, Sulamita Bento, destacou que a obra de revitalização da Equoterapia foi muito importante e necessária, e vai melhorar a qualidade de vida para praticantes, servidores e beneficiários. Além disso, está garantido o bem-estar dos cavalos, essenciais no processo de tratamento dos pacientes.

 

“Esta é uma conquista importante para a nossa comunidade atendida aqui. O centro conta com picadeiro, baias para os cavalos e áreas administrativa e pedagógica”, disse Sulamita.

 

A titular da Setrabes, Tânia Soares, relatou que, além da revitalização do prédio e dos equipamentos, o Centro de Equoterapia passa ainda por reformulação no conceito do trabalho praticado com os pacientes, que será desenvolvido com os praticantes, em um ambiente com mais recursos e acessibilidade para os usuários.

 

“É um lindo trabalho que está sendo construído e para nós é muito gratificante. O Governo de Roraima vem estruturando muitos serviços, e o investimento na Equoterapia é parte do processo. O espaço vai atender ainda melhor a comunidade e as pessoas com deficiência por meio do desenvolvimento humano”, explicou Tânia.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sefaz (Secretaria da Fazenda), realiza nesta quinta-feira, 27, o pagamento do salário dos servidores estaduais da administração direta e indireta referente ao mês de outubro. Com a medida, serão injetados mais de R$ 237 milhões na economia local.

 

O secretário da Fazenda, Manoel Sueide Freitas, destacou que a gestão do governador Antonio Denarium prioriza o pagamento dos servidores em dia como mais uma forma de valorizar o trabalho executado em prol do desenvolvimento de Roraima, zelando ainda pelo equilíbrio das contas públicas.

 

“Tem sido uma premissa da gestão do governador Antonio Denarium fazer capacitações, promover o bem-estar e a qualidade de vida, além de dar boas condições de trabalho aos funcionários estaduais. O pagamento do salário dentro do mês trabalhado, muitas vezes antecipado, coroa esse processo de valorização dos nossos servidores”, pontuou o secretário.

 

CALENDÁRIO DE PAGAMENTO

 

O Governo do Estado lançou no início do ano, o Calendário de Pagamento de 2022, que vem sendo rigorosamente respeitado, muitas vezes com antecipação da data do pagamento. No mês de outubro, o pagamento será creditado em conta nesta quinta-feira, dia 27. Em novembro, o pagamento será feito no dia 30, juntamente com a segunda parcela do décimo terceiro. Já em dezembro, o pagamento será efetuado no dia 22, para facilitar a compra dos presentes de natal pelos servidores.

Avalie este item
(0 votos)

Até o momento, a PCRR (Polícia Civil de Roraima) cumpriu 300 mandados de prisão expedidos pela Justiça. O número representa crescimento de 11,9% em relação ao registrado em 2021, quando em todo o ano foram cumpridos 268 mandados de prisão.

 

A mais recente prisão ocorreu na segunda-feira, dia 24, quando um indígena, de 26 anos, condenado pelo crime de estupro de vulnerável foi detido pela Polinter.

 

Contra ele havia um mandado de prisão expedido pela Vara de Vulneráveis, o qual foi sentenciado de forma definitiva à pena de 12 anos de reclusão em regime inicial fechado.

 

A prisão ocorreu na zona rural do município de Bonfim, em sua residência na Comunidade Indígena do Jabuti. Ele colaborou com a ação policial e não resistiu à prisão.

 

O indígena foi recambiado à Capital e levado à sede Polinter para trâmites formais, depois foi submetido a exame de integridade física no IML (Instituto de Medicina Legal), em seguida encaminhado à Custódia da Polícia Civil.

 

 

Para o diretor do Departamento de Operações Especiais, Maurício Nentwig, essa marca foi alcançada graças à integração entre as forças policiais, onde apresentam os foragidos da justiça para que seja formalizada o cumprimento dos mandados.

 

Ele destacou a participação da Polinter, por meio da PCRR na Operação Hórus, que permitiu o trabalho da polícia em vários locais de difícil acesso, pois o apoio do Governo Federal através dessas operações, possibilita que haja cumprimento efetivo dessas prisões nessas áreas.

 

“A integração com as equipes de outros setores da Polícia Civil e até mesmo de outras Instituições policiais, tanto na Capital, quanto no Interior demonstra a seriedade, compromisso e a responsabilidade dos policiais em cumprir o trabalho, coibindo a impunidade”, ressaltou.

 

COLABORAÇÃO

 

A Polícia Civil reforça que, qualquer pessoa que tenha informações sobre o paradeiro de foragidos da justiça poderá acionar por meio dos telefones 190, 197 e celular (95) 98414-0249 (WhatsApp), diretamente com a Polinter, sendo assegurado o anonimato da fonte.

Avalie este item
(0 votos)

Por meio de uma parceria entre a Seed (Secretaria de Educação e Desporto) e Centro Universitário Estácio da Amazônia, estudantes da rede estadual de ensino têm acesso ao ‘Enem Action’, plataforma de estudos voltada à preparação para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

 

 

A plataforma está disponível no site oficial do Enem Action. O acesso é gratuito e estão disponíveis vídeo-aulas, simulados, conteúdos personalizados, atividades e testes vocacionais.

 

 

“Basta acessar o portal e escolher uma disciplina que você queira estudar”, explicou o gerente comercial da Estácio, Gilberto Flores.

 

 

No próximo dia 29 deste mês será realizado o “Simuladão Enem Action”. Para participar, os interessados devem fazer a inscrição até esta quinta-feira, 27, também pelo site. Ao fazer a inscrição, o estudante concorre ainda a alguns brindes.

 

 

O simulado tem por objetivo principal capacitar o candidato. Serão 60 questões objetivas e redação. A correção será sob a mesma metodologia do Enem oficial com 90% de precisão. O resultado sairá no dia 7 de novembro no site.

 

 

Para a diretora do DEB (Departamento de Educação Básica) da Seed, Nildete Melo, a parceria vem em boa hora e é mais uma importante ferramenta de estudo para os alunos da rede.

 

 

“A plataforma de estudo é mais uma oportunidade para que os estudantes se qualifiquem e se preparem para o Exame. Além disso, o simulado é importante para os alunos fazerem uma autoavaliação, verem o que ainda precisam melhorar e focarem nos estudos. Recomendamos que todos participem do simuladão, destacou Nildete.  

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima vai destinar aparelhos de ecografia a oito unidades hospitalares estaduais. De um total de 13 itens que chegaram ao Estado no início de outubro, seis vão ser destinados para o CRSM (Centro de Referência de Saúde da Mulher Maria Luiza Castro Perin).

 

O aparelho de ecografia é utilizado para realização de exames de imagem, facilitando o início de investigação e diagnóstico clínico, sendo realizado no paciente de maneira simples e indolor.

 

Os aparelhos foram adquiridos através de emendas parlamentares e recurso próprio, totalizando o valor de R$ 2.753.400,00. Eles já passaram por processo de tombamento e montagem.

 

Outras unidades da Sesau (Secretaria de Saúde) que serão contempladas são o HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento), o HC (Hospital das Clínicas Dr. Wilson Franco Rodrigues), o HMI (Hospital Materno Nossa Senhora de Nazareth), o PACS (Pronto Atendimento Cosme e Silva), o HRS (Hospital Regional Sul Ottomar de Souza Pinto), o Hospital Epitácio de Andrade e a Unidade Mista de Caroebe.

 

A coordenadora-geral de Urgência e Emergência da Sesau, Adélia Bonfim, informou que as unidades passaram a ganhar maior dinamismo em suas atividades, uma vez que os aparelhos são mais ágeis e possuem maior qualidade de imagem, dando maior segurança para os profissionais de saúde e pacientes.

 

“São aparelhos de última geração que devem ampliar e agilizar consultas e exames dessas unidades”, informou.

Avalie este item
(0 votos)

A partir da próxima segunda-feira, 31, até 25 de novembro, o Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima) promoverá a primeira etapa de capacitação em Libras (Língua Brasileira de Sinais) para os servidores da autarquia.

 

O curso será ministrado pela intérprete de Libras do Detran, Beatriz Teófilo, e ocorrerá na sala de prova teórica. A qualificação tem o objetivo de habilitar os servidores para melhor atender as pessoas surdas.

 

“Essa capacitação será muito importante, principalmente para os agentes de trânsito que atuam nas ruas, pois quando abordarem um surdo ou pessoa com deficiência, com certeza terão condições de prestar um atendimento com qualidade e mais humanizado”, afirmou Beatriz.

 

A primeira etapa vai explorar os temas “Estratégias de atendimento ao público” e “Introdução à Libras”. Beatriz informou ainda que a terceira e última etapa será concluída no mês de janeiro do próximo ano.

 

O presidente do Detran-RR, Álvaro Duarte, disse que a língua de sinais possibilita uma melhor interação com as pessoas surdas. “A capacitação vai permitir uma melhor comunicação entre os servidores e a comunidade surda. Nossos funcionários terão um diferencial neste sentido e estarão ainda mais preparados”, frisou.

 

Participam servidores da sede do Detran e das agências descentralizadas e das Ciretrans (Circunscrição Regional de Trânsito) de Roraima.

Avalie este item
(0 votos)

Nesta quarta-feira, 26, o Iper (Instituto de Previdência do Estado de Roraima) se reuniu com os membros do Coede-RR (Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Roraima) para esclarecer dúvidas sobre a Lei Complementar nº 318, sancionada em 30 de junho pelo governador Antonio Denarium.

 

A peça regulamenta a concessão de aposentadoria dos servidores estaduais que são PCDs (pessoas com deficiência) e segurados do RPPS (Regime Próprio de Previdência).

 

Durante a reunião, o diretor de previdência do Iper, Marlisson Lobato, esclareceu que o órgão realizou a definição de parâmetros do sistema para atender às demandas de aposentadoria dos servidores com deficiência.

 

“A Lei nº 318 foi implantada no nosso sistema previdenciário de gestão de RPPS. O processo para requerer o benefício se torna simples, mas deve obedecer a algumas etapas. Primeiramente, o servidor precisa fazer a solicitação para a perícia médica definir o grau de deficiência”, esclareceu Lobato.

 

De acordo com o presidente do Coede-RR, Jean Martins, a reunião foi produtiva e ajudou a esclarecer várias dúvidas. “O Iper é uma instituição que sempre esteve atenta às questões dos servidores de Roraima que têm deficiência. É muito bom saber que o processo para nossa aposentadoria já possui um padrão de funcionamento e tramitação”, disse o presidente.

 

Foi levantada ainda a questão sobre a necessidade de regulamentação da lei que vai ajudar a definir parâmetros e critérios sobre a aposentadoria.

 

Conforme a Lei Complementar, ficou estabelecido que a concessão de aposentadoria deve atender aos seguintes critérios:

 

I - aos 23 anos de tempo de contribuição, se homem, e 20 anos, se mulher, no caso de segurado com deficiência grave;

 

II - aos 27 anos de tempo de contribuição, se homem, e 24 anos, se mulher, no caso de segurado com deficiência moderada;

 

III - aos 31 anos de tempo de contribuição, se homem, e 28 anos, se mulher, no caso de segurado com deficiência leve; ou

 

IV - aos 60 anos de idade, se homem, e 55 anos de idade, se mulher, independentemente do grau de deficiência, desde que cumprido tempo mínimo de contribuição de 15 anos e comprovada a existência de deficiência durante igual período.

 

A lei complementar foi elaborada pelo Iper em conjunto com representantes da Casa Civil, Defensoria Pública de Roraima e Coede-RR.

Avalie este item
(0 votos)

A produção pecuária em Roraima tem crescido ano após ano, resultado do trabalho de incentivo e apoio à atividade feito pelo Governo de Roraima como parte importante do desenvolvimento do agronegócio. São números robustos, comprovando o crescimento e a força do setor responsável por gerar renda e centenas de empregos.

 

O serviço de inspeção da Aderr (Agência de Defesa Agropecuária de Roraima) registrou, até setembro deste ano, por exemplo, 58.114 animais guiados para o abate em todos os frigoríficos do Estado.

 

O ranking de municípios é feito a partir de números levantados pela agência, que comprova a liderança de Mucajaí há meses em primeiro lugar no abate. Em sequência estão Cantá, Iracema, Caroebe, Caracaraí, Alto Alegre, Bonfim, Rorainópolis, Amajari, São Luís do Anauá, São João da Baliza, Boa Vista, Normandia, Pacaraima e Uiramutã.

 

“A nossa gestão fomenta o crescimento econômico do Estado e isso passa pelo agronegócio. São ações pontuais que fortalecem a atuação do agronegócio, gera emprego e renda para a população”, destacou o governador Antonio Denarium.

 

De forma complementar, muitos municípios localizados em posições abaixo no abate são campeões no ranking roraimense de produção de bezerros. Eles fornecem grandes quantidades de bovinos para as cidades onde ocorrem os abates, como o caso de Mucajaí, que trabalha principalmente com a engorda e concentra o maior rebanho local.

 

Os números são registrados na base de dados da Aderr e trazem informações precisas sobre a quantidade de animais guiados para o abate, evolução do rebanho bovino e percentuais de vacinação contra febre aftosa, entrada de animais no estado, além da população bovina em todo o Estado.

 

Para o presidente da agência, Marcelo Parisi, a tendência é que o rebanho local aumente cada vez mais, pois o produtor rural hoje tem o apoio do Governo do Estado para produzir e acreditar no seu trabalho.

 

“Estamos certos que a pecuária está se tornando uma grande atividade para o Estado, os números comprovam isso. O governador Antonio Denarium é um gestor comprometido com o desenvolvimento de Roraima e trabalha para isso”, disse Parisi.

 

Maior rebanho bovino na história de Roraima

 

A evolução do rebanho tem sido consistente ao longo dos anos. Esse aumento foi registrado pelos números coletados pela Aderr nas campanhas de vacinação contra febre aftosa. Para se ter uma ideia desse avanço na pecuária, no primeiro semestre de 2018 foram computadas 808.503 cabeças.

 

Já no segundo semestre de 2021 esse número cresceu e ultrapassou a barreira de um milhão de animais, sendo o maior crescimento do plantel bovino na história de Roraima. Hoje o Estado tem 1.101.342 bovinos.

 

Para esse crescimento, foram essenciais o trabalho e incentivo do Governo do Estado, que em parceria com os pecuaristas, criou e mantém condições para o desenvolvimento da pecuária, seja por meio da melhoria das estradas e vicinais, aproveitamento das pastagens, o incremento de tecnologias, o cuidado com a sanidade animal, melhoramento genético do rebanho, técnicas de produção e estrutura física das propriedades, além da entrega de títulos e licenças ambientais em todo o estado fomentando o acesso ao crédito para a atividade.

 

SANIDADE E ENTRADAS DE ANIMAIS

 

Esse pacote de investimentos do Governo do Estado também engloba o controle sanitário, como comprovam as campanhas contra a febre aftosa, que têm obtido sempre porcentagem próximas a 100% de animais imunizados. O resultado são produtos e subprodutos de qualidade, que garantem a segurança alimentar dos consumidores roraimenses e conquistam acesso a mercados externos.

 

No Posto de Vigilância Agropecuária do Jundiá, onde o ingresso de animais cumpre exigência da vigilância sanitária, com a inspeção de animais e documentação que comprova a sanidade da carga, os números também trazem a comprovação do crescimento da pecuária no Estado.

 

Em 2021, entraram em Roraima 18.446 bovinos e bubalinos (búfalos) destinados à cria, recria, reprodução e engorda. São animais de alto valor genético destinados à melhoria do rebanho do Estado.

 

POPULAÇÃO BOVINA

 

Com um patrimônio bovino avaliado em R$ 4 bilhões, conforme informou o médico veterinário e pecuarista da Aderr, Sylvio Botelho, Roraima tem na pecuária uma atividade que potencializa sua economia e aumenta a oferta de alimentos, não só para os consumidores locais, como também para outros lugares. Atualmente, o Estado exporta carne para o Suriname e para o Amazonas.

 

A vacinação contra febre aftosa é uma das importantes ações que tem fortalecido a sanidade animal e garantido a abertura de mercado para os pecuaristas poderem comercializar a produção.

 

Avalie este item
(0 votos)

Duas estudantes orientadas por uma professora da Escola Estadual Lobo D’Almada são representantes de Roraima na Mostratec (Mostra de Ciência e Tecnologia), realizada anualmente no Rio Grande do Sul, em formato presencial e virtual.

 

A professora Maria Bernadete Barbosa e as alunas Larissa Nunes Guimarães e Ana Karoline Belo Costa concorrem com o projeto intitulado ‘Acolhimento: somos responsáveis pelo que cativamos’. No projeto, as alunas identificaram inúmeros casos de problemas emocionais entre os colegas resultando, inclusive, na perda de rendimento escolar.

 

O objetivo geral do projeto é realizar o acolhimento de todos os alunos por meio de ações de interação e um bom convívio na escola colaborando para a superação dos problemas emocionais.

 

“O objetivo específico é promover ações para a melhora emocional do estudante, realizar palestras com temas específicos como ansiedade, depressão, bullying e o combate e prevenção ao suicídio, contribuindo com a orientação educacional da escola, no auxílio aos alunos que estão passando por algum tipo de problema emocional”, disse Larissa Nunes.

 

Para chegar às finais concorrendo com estudantes de mais de 20 países, as alunas precisam ter votação expressiva sobre os demais projetos da categoria “Ciências da Saúde”. Elas concorrem com o projeto no formato virtual.

 

Para votar no trabalho das alunas é muito simples. Basta acessar o endereço oficial da Mostratec e clicar no coração vermelho que está à direita da tela, caso acesse pelo computador, ou no final da explicação do projeto, caso o acesso seja via smatphone.

 

O QUE É A MOSTRATEC?

 

É o maior evento de ciência e tecnologia da América Latina, realizado pela Fundação Liberato, na cidade de Novo Hamburgo (RS). 

 

No evento, são apresentados projetos de pesquisa em diversas áreas do conhecimento humano realizados por jovens cientistas da Educação Infantil ao Ensino Médio, incluindo a Educação Profissional Técnica de Nível Médio.

 

Neste ano, o evento ocorre até esta quinta-feira, 27, tanto no formato presencial quanto no formato virtual, o qual as estudantes estão participando, assim como o período para votação dos trabalhos.

Avalie este item
(0 votos)

Atualmente, a Faperr (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado) está funcionando no Bloco 10 da UFRR (Universidade Federal de Roraima), ao lado do CAF (Centro Amazônico de Fronteiras), por meio de empréstimo da instituição de ensino superior. Mas essa realidade vai mudar nos próximos 60 dias, quando serão concluídos os reparos na estrutura física do prédio do Governo de Roraima, localizado no Parque Anauá, em Boa Vista.

 

A nova sede também contempla o Iaterr (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural). Durante visita técnica realizada nesta terça-feira, 25, o presidente da Faperr, Pedro Cerino, conheceu o espaço onde, futuramente, a instituição deverá funcionar.

 

“É um espaço amplo e bem localizado. Nós agradecemos ao Governo de Roraima, em especial à Seinf e ao Iater, que prontamente atenderam o nosso pedido de cessão do espaço e da reforma, sem falar na adequação do local. Estamos ansiosos e contando os dias para a entrega”, afirmou.

 

O presidente do Iater, Marlon Buss, explicou que a reforma atende a uma demanda antiga. “Nosso prédio tem uma estrutura muito boa, mas que precisa de uma manutenção. Isso atende a um anseio dos nossos servidores, que sem dúvida vão ganhar e muito com a reforma”, destacou Buss.

 

De acordo com a engenheira da Seinf (Secretaria de Infraestrutura), Sônia Nattrodt, a reforma do prédio da Faperr e do Iater é prioridade. “Nosso processo está todo legalizado e empenhado. Temos esta prioridade, pois percebemos a urgência. Em breve teremos novas sedes para os servidores e população”, ressaltou Sônia.

Avalie este item
(1 Votar)

A hora do recreio é sempre muito esperada por todos os estudantes. É o momento de pausa das atividades em sala de aula para se alimentar e repor as energias. Na rede estadual de ensino, os alunos dispõem de uma merenda de alta qualidade, tornando esse momento muito mais saboroso e nutritivo.

 

“Os alunos têm gostado bastante, até hoje não vimos nenhuma reclamação. As merendas são canja, arroz com frango e legumes, paçoca com arroz, arroz doce. Esse cardápio de certa forma nos ajuda uma vez que estamos estudando e precisamos nos alimentar bem”, disse Laís de Oliveira, que é estudante do 9° ano da Escola Maria Raimunda Mota de Andrade, no bairro Pintolândia.

 

Desde o início do ano letivo 2022 até este mês de outubro, o Governo de Roraima por meio da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), distribuiu 170 toneladas de gêneros ‘secos’ como arroz, macarrão, feijão, farinha, além de proteínas como carne, filé de tambaqui (peixe), frango, charque.

 

Além de mais 110 toneladas de gêneros da agricultura familiar que inclui hortaliças, legumes, polpa de frutas e frutas como laranja, banana, melão, melancia, entre outras. Até o final de 2022, serão investidos R$ 16 milhões somente com a agricultura familiar.

 

Esses produtos saudáveis e de excelente qualidade permitem pratos balanceados preparados pelos merendeiros que atuam nas escolas. O cardápio inclui sopas, “Maria Isabel”, saladas, peixe assado, macarronada, paçoca, além da oferta de frutas, sucos, achocolatados e biscoitos.

 

Dilvania Santos da Costa, é merendeira na Escola Estadual Cívico-Militar Fagundes Varela, no bairro Nova Cidade. Ela disse que sua satisfação é ver os estudantes bem alimentados.

 

“É com muito amor eu saio de casa todos os dias para fazer a merenda dos alunos. Eu saio da escola satisfeita sabendo que todos vão voltar para casa bem alimentados, pois sabemos que às vezes eles não tem essa alimentação em casa”, disse Dilvania.

 

Os gêneros secos são entregues a cada 20 dias e os produtos da agricultura familiar, a cada dez. Os mesmos produtos entregues nas escolas da Capital, também chegam para escolas do interior e de comunidades indígenas. A logística da entrega dos produtos é realizada pelo DAE (Departamento de Apoio ao Educando), da Seed.

 

“Além dos produtos, a Seed também realiza a entrega periódica de gás de cozinha e recentemente também distribuiu utensílios de cozinha para estruturar as copas das escolas. Foram entregues colheres, pratos, copos, panelas, escumadeiras, frigideiras, peneiras, facas, entre outros itens que há anos as escolas não recebiam”, ressaltou o diretor o DAE, Naicon Rodrigues.

 

AGRICULTURA FAMILIAR INDÍGENA

 

Uma novidade da alimentação escolar em 2022 é a aquisição, pela primeira vez de gêneros alimentícios direto da agricultura familiar indígena. Além de fomentar a produção das comunidades indígenas, o Estado também cumpre determinação prevista no PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar).

 

Atualmente essa aquisição está ocorrendo nos municípios de Uiramutã, Normandia, Pacaraima e Boa Vista Rural. A Seed adquire os gêneros dos produtores indígenas para abastecer as escolas indígenas localizadas nesses municípios. A alimentação dos estudantes fica mais nutritiva, regionalizada e é muito bem aceita por eles por se tratar de produtos os quais já conhecem e estão acostumados. 

 

Entre esses produtos estão beiju, castanha do Pará, cará branco e roxo, caruru, farinha de tapioca, farinha de mandioca, café, feijão verde, galinha caipira, peixe regional, carne, ovo de galinha caipira e pimenta.

 

Além de frutas como banana, abacaxi, laranja melancia, limão, e ainda abóbora, couve, cheiro verde, macaxeira, batata doce, inhame, milho verde e polpa de frutas de buriti, bacaba, açaí, cupuaçu e taperebá.

 

Os produtores e grupos formais foram contratados por meio de uma Chamada Pública e desde o mês de maio, vem atendendo as escolas. Até o final do ano, serão investidos R$ 2,5 milhões na aquisição desses produtos regionais.

 

Avalie este item
(0 votos)

Nesta terça-feira, 25, a Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) promoveu uma palestra para sensibilizar as colaboradoras sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e útero, com a presidente da Liga Roraimense de Combate ao Câncer, Magnólia Rocha.

 

“É fundamental que a mulher se conscientize da importância dos cuidados e da saúde das mamas. A campanha do Outubro Rosa vem para alertar que, descobrindo precocemente o nódulo, as intervenções para os tratamentos são menos radicais, pois de cada dez mulheres com nódulos, oito são benignos”, pontuou Magnólia.

 

A convidada do evento, Jamilda da Silva, falou dos desafios que enfrentou no combate ao câncer e a importância de iniciar logo o tratamento. “Em 2020 fui diagnosticada com câncer de mama. Percebi um nódulo por meio de um autoexame e fazia três meses dos últimos exames, então nunca imaginei se tratar de um câncer. O recado que eu deixo para as mulheres, é de que torne rotina o autoexame, pois contra o câncer, nosso maior aliado é o tempo”, disse.

 

CAMPANHAS

 

A palestra faz parte da campanha outubro rosa e novembro azul, promovida pelo SESMT (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho) da Caer, que estão ocorrendo simultaneamente com intuito de conscientizar os colaboradores para a prevenção dos câncer de mama e próstata.

 

“A Caer abraça essa causa e todos os anos unifica a campanha do Outubro Rosa e Novembro Azul, trazendo ações de incentivo e cuidados com a saúde da mulher e do homem para dentro do ambiente de trabalho”.  destacou Elisângela Rodrigues, diretora de Engenharia e Gestão Ambiental da Companhia

 

A programação segue até dia 16 de novembro e durante esse tempo estará realizando arrecadação de lenços, acessórios, chapéus e bonés para os pacientes em tratamento para o câncer de mama e próstata, em parceria com a Liga Roraimense de Câncer.

Avalie este item
(0 votos)

Nesta terça-feira, 25, o governador Antonio Denarium participou de reunião por videoconferência com o presidente da Guiana, Mohamed Irfaan Ali, e a primeira-ministra de Barbados, Mia Amor Mottley, para dar continuidade à agenda de políticas de relações exteriores e comerciais com esses países visando a exportação de produtos de Roraima e setor logístico.

 

Foram discutidos ainda temas infraestruturais, como o asfaltamento da rodovia que liga Lethem a Mabura, que, posteriormente, conecta a estrada ao porto de águas profundas de Linden, no Oceano Atlântico.

 

Na ocasião, o presidente guianense, Irfaan Ali, informou que o Afreximbank (African Export-Import Bank), o Banco Africano de Importação-Exportação, tem um portfólio de investidores interessados em financiar a obra e busca brasileiros que possam participar do empreendimento. A instituição foi representada no encontro virtual pelo presidente do banco, Benedict Oramah.

 

Denarium reforçou que, desde que assumiu a gestão de Governo, trabalha para articular Roraima como um Estado que está de portas abertas para países vizinhos e potenciais parceiros econômicos.

 

“Trabalhamos para que esses projetos se transformem em ações concretas em benefício da nossa população. A articulação que fazemos vai no sentido de olharmos para um mercado muito mais amplo. É importante a gente destacar o nosso papel hoje de abrir portas para que os produtores, empresários e investidores roraimenses possam concretizar negócios”, declarou o governador.

 

O governador e o presidente Ali discutiram ainda questões operacionais da implementação do acordo sobre o transporte rodoviário de passageiros e cargas entre Brasil e Guiana e assumiram as participações para formar um grupo de trabalho para levantar viabilidade e informações de parceiros na estruturação do setor logístico da Amazônia (em especial Manaus e Boa Vista) para a região caribenha.

 

“Para nós, é muito importante esse contato com Roraima como parceiro primário na relação comercial e exterior com o Brasil. Temos uma região que demanda investimentos, e isso pode ser feito de maneira ordenada e satisfatória para as economias dos nossos países e outros companheiros de empreitada, como Barbados. E isso não se limita ao Caribe, tem potencialidade de acontecer com países africanos”, relatou o presidente Ali.

 

A primeira-ministra de Barbados, Mia Mottley, explicou que o país caribenho tem grande interesse em estreitar laços comerciais para ter acesso a itens de consumo, principalmente aqueles relacionados à alimentação. “Seria uma boa oportunidade para o nosso país ter esta parceria e a opção de exportar carnes, frutas e grãos de locais próximos e com variedade. Estamos dispostos a investir em estruturas e logística se isso for necessário”, explicou, durante a reunião.

 

O governador Antonio Denarium adiantou que o titular da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), Emerson Baú, será o interlocutor dos interesses do Estado nas tratativas com os países do Caricom. Na ocasião, o secretário afirmou que Roraima está avançando na internacionalização dos produtos locais.

 

“O caminho para esse processo passa pela Guiana como uma porta de entrada e o Caricom é o destino natural. A gente apresenta nosso potencial produtivo e o trabalho desenvolvido pelo Governo de Roraima nos investimentos do setor primário e em infraestrutura para alavancar o crescimento econômico, além de melhorar a capacidade logística e de exportação”, disse Baú.

 

ANTECEDENTES

Este é o terceiro encontro de 2022 feito com representantes do bloco econômico da Comunidade do Caribe (Caricom). Ao longo do ano ocorreram outras reuniões, como a do dia 10 de outubro, em que o governador Antonio Denarium recebeu a embaixadora de Barbados no Brasil, Tonika Sealy-Thompson.

 

Anteriormente, houve uma reunião no dia 21 de agosto, em que foram discutidos a ampliação das relações comerciais e cooperação técnica entre Brasil e Barbados.

 

No dia 6 de julho, o governador recebeu ainda o primeiro-ministro de Belize, John Briceño, e uma comitiva de ministros da Guiana.

 

CARICOM

O Caricom é um bloco de cooperação econômica e política criado nos anos 1970 com a união de quatro países da região caribenha: Jamaica, Trinidad e Tobago, Guiana e Barbados. Com a adesão de mais países da região, passou a chamar-se Comunidade do Caribe, formada por meio do tratado de Chaguaramas, assinado em 4 de julho de 1973.

 

Os objetivos do Caricom são basicamente o desenvolvimento dos países envolvidos na comunidade, por meio da ampliação das relações econômicas e comerciais entre seus signatários.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), torna público o período de inscrições para o credenciamento dos interessados em comercializar produtos durante a Expofer 2022 - 41ª Exposição-Feira Agropecuária de Roraima, que será de 11 à 16 de novembro, no Parque de Exposições Dandãezinho, localizado no Monte Cristo, zona Rural de Boa Vista.

 

As inscrições devem ser realizadas nos dias 27, 31 de outubro e 1º de novembro, no auditório da Seadi, localizado na avenida General Penha Brasil, nº 1121, bairro São Francisco.

 

A coordenadora da Expoferr 2022, Angelita Vogel, orienta que os cadastrados precisam ficar atentos aos termos do edital, bem como atender às normas de segurança. “As tendas e espaços estarão disponibilizados aos contemplados até o dia 8 de novembro. E já no evento, a fiscalização vai estar presente fazendo seu trabalho, e quem não estiver regularizado terá os produtos apreendidos”, destacou.

 

Durante seis dias a Expoferr 2022 vai movimentar o comércio, indústria, cultural, ciência e tecnológica na expansão do agronegócio, incluindo cursos, palestras, mostras de maquinários agrícolas, leilões, rodeios, provas equestres, rodadas de negócios, sustentabilidade e inovação potencializando a produtividade roraimense.

Avalie este item
(0 votos)

Para aprimorar os programas que serão executados a partir de 2023, a Faperr (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Roraima) reuniu, na segunda-feira, 24, na sede da instituição, diversos representantes de secretarias de Estado.

 

De acordo com o diretor técnico da Faperr, Carlos Borges, as demandas apresentadas na reunião permitiram o desenvolvimento de editais mais adequados aos problemas reais do estado de Roraima. “Tudo isso vai possibilitar o fomento de pesquisas que possam trazer possíveis soluções a estes problemas. Vamos nos reunir com essas secretarias, por meio de visitas técnicas, para facilitar ainda mais essa construção”, afirmou Borges.

 

Segundo o presidente da Aderr (Agência Agência de Defesa Agropecuária do Estado de Roraima), Marcelo Parisi, as pesquisas a serem realizadas precisam também fazer um diagnóstico do mercado. “Tudo isso é interessante porque, deste modo, o poder público tem condições de lançar políticas que possibilitem o desenvolvimento de cadeias produtivas mais sustentáveis para o Estado de Roraima", destacou Parisi. 

 

Além da diretoria técnica da Faperr e a Aderr, participaram da reunião o presidente da Femarh (Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos), Glicério Fernandes, além de representantes do Iteraima (Instituto de Terras e Colonização de Roraima), Seadi (Secretaria de Abastecimento, Desenvolvimento e Inovação), Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural) e Sei (Secretaria Estadual do Índio).

 

CENTELHA RORAIMA

 

De início, foi apresentado o Programa Centelha, que é desenvolvido em todo o país e que já está em sua segunda edição, sendo o programa mais consolidado da Faperr até o momento. Com edital previsto para ser lançado em breve no estado, o Centelha RR visa estimular a criação de empreendimentos inovadores, a partir da geração de novas ideias, e disseminar a cultura do empreendedorismo inovador em todo território nacional, incentivando a mobilização e a articulação institucional dos atores nos ecossistemas locais, estaduais e regionais de inovação do país.

 

Além disso, o Centelha visa contribuir para ampliação da quantidade e melhoria da qualidade das propostas de empreendimentos de base tecnológica submetidas aos ambientes promotores de inovação existentes no país, tais como incubadoras e aceleradoras de empresas, espaços de coworking, laboratórios abertos de prototipagem, parques e polos tecnológicos, entre outros.

 

PROGRAMAS

 

Também foram apresentados os 14 programas já construídos pela Faperr e os editais previstos para o ano que vem que vão contemplar diversas áreas do conhecimento. São programas como: pró-solos/águas, pró-equipamentos, pró-ciência, pró-educação e pró-pesquisador, além de outros programas com abrangência nas áreas de inovação, saúde, segurança, realização de eventos, indústria, biodiversidade, entre outros. Para mais informações, basta acessar o site oficial da Faperr.

Avalie este item
(0 votos)

No Dia Mundial de Combate à Poliomielite, celebrado nesta segunda-feira, 24, a Sesau (Secretaria de Saúde), reforça a importância de imunizar crianças contra uma doença capaz de gerar uma série de complicações na vida de muitas famílias.

 

A poliomielite é uma doença contagiosa aguda causada por um vírus que pode infectar crianças e adultos, por meio do contato direto com fezes ou com secreções eliminadas pela boca das pessoas doentes. Em casos graves, ela pode acarretar paralisia dos membros inferiores e até mesmo levar o paciente à morte.

 

A vacinação é a única forma de prevenção, mas a consciência da população é parte importante para evitar a reintrodução da doença no Brasil. A Campanha Nacional contra a Pólio e Multivacinação termina no fim deste mês, mas apenas 16.551 crianças roraimenses de 1 a 5 anos foram imunizadas, o que equivale a uma cobertura vacinal de apenas 33,23%.

 

É importante ressaltar ainda que a vacinação é de responsabilidade das 15 prefeituras do Estado. O trabalho do Governo de Roraima neste caso é acompanhar o desempenho dos municípios, inserir dados no sistema digital e dar orientações, além de tirar dúvidas e sugerir estratégias às prefeituras, que por lei têm de executar as campanhas de vacinação a nível local.

 

“Graças à vacinação, a poliomielite foi eliminada nas Américas em 1994, e fomos a primeira região do mundo a alcançar esse resultado. Porém, o Brasil é atualmente um dos países com um alto risco de reintrodução dessa doença, devido à baixa cobertura de vacinação, que tem caído ano após ano”, destacou a médica pediatra, Flávia Bonini.

 

PORCENTAGENS

 

A meta estipulada pelo Ministério da Saúde é que 95% da população alvo seja vacinada contra a Pólio, mas em Roraima, apenas o município de Caracaraí atingiu esse objetivo.

 

“Visto que os índices de vacina estão baixos e há o risco da reintrodução da doença, o Ministério da Saúde lançou a campanha de sensibilização e vacinação contra a poliomielite e multivacinação, no intuito de regularizar o cartão vacinal de crianças e adolescente”, ressaltou a pediatra.

 

A situação é ainda mais preocupante nas cidades de Uiramutã e Cantá, que atualmente somam cobertura vacinal de 13,68% e 21,15%, respectivamente. Os dados são parciais e podem ser alterados até o fim da campanha.

 

“A boa notícia é que temos solução para melhorar esse cenário. A vacina é a única medida de proteção contra a pólio. Ela é gratuita e está disponível em todas as unidades de saúde. O ideal é que todas as famílias se conscientizem e levem as crianças para se vacinar”, completou Flávia.

 

A zeladora Maria da Silva, de 41 anos, teve seu terceiro filho que já está com o cartão de vacina em dia. A mãe conta que é importante proteger seu filho das doenças e que a melhor maneira de fazer isso é através da vacinação.

 

“O Pedro Henrique já foi vacinado. A importância de levar ele para vacinar é para evitar que ele pegue doenças”, salientou.

Avalie este item
(0 votos)

Está sendo divulgado nesta segunda-feira, 24, no site da Fundação Vunesp, o resultado provisório da aplicação da prova objetiva do cargo de delegado e publicado o gabarito definitivo da prova objetiva e o resultado do julgamento dos recursos ao gabarito provisório dos cargos de agente e auxiliar de perito do concurso da PCRR (Polícia Civil de Roraima). 

 

Para o cargo de delegado, com a publicação do edital com o resultado provisório da prova objetiva, o candidato poderá interpor recurso no site da Fundação Vunesp, na página do concurso, das 8h de 25 de outubro até às 23h59 (horário de Brasília) de 27 de outubro de 2022.

 

Neste período recursal referente ao resultado provisório das provas objetivas, será concedida a vista da folha de respostas das provas objetivas a todos os candidatos, mas perdurará até o período de interposição de recurso, quando não estarão mais acessíveis.

 

Para os cargos de agente e auxiliar de perito criminal, foi publicado o gabarito definitivo da prova objetiva e o resultado do julgamento dos recursos ao gabarito provisório.

 

O candidato que não for considerado com deficiência na avaliação biopsicossocial (perícia), caso tenha sido aprovado e classificado nas provas objetivas até a posição equivalente a oito vezes a quantidade de vagas para ampla concorrência, respeitados os empates na última colocação, figurará na lista de classificação geral e poderá continuar no certame. Os que não se enquadrarem neste quesito, serão eliminados do concurso, não tendo qualquer classificação.

 

Segundo o diretor administrativo da PCRR, delegado Jimmy Santana, os candidatos inscritos precisam estar atentos às datas estipuladas em edital para ingressarem com recursos.

 

MAIS PROVAS

 

O concurso para o provimento de vagas na PCRR segue com novas provas previstas para novembro deste ano. Na manhã do sábado, 5, serão aplicados exames de caráter objetivo e discursivo para os candidatos aos cargos de médico-legista, odontolegista e perito criminal.

 

Ainda neste dia, pelo período da tarde, serão aplicadas as provas objetiva e discursiva para o cargo de perito papiloscopista.

 

No dia 6 de novembro (domingo), será aplicada a prova objetiva para os concorrentes às vagas de auxiliar de necrópsia no período da manhã.

 

Na tarde do dia 6 de novembro serão aplicadas as provas objetiva e discursiva para o cargo de escrivão.

Avalie este item
(0 votos)

As placas destinadas a vagas de estacionamento exclusivas para idosos devem ser alteradas para um novo modelo. É o que diz uma nova resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), que dá um prazo de cinco anos para essa mudança.

 

Com a decisão, a nova placa deverá ter a imagem de uma pessoa com a postura reta e o sinal 60+ (acima de 60 anos), ao lado da imagem.

 

O presidente do Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima), Álvaro Duarte, disse que será feita a substituição das placas antigas afixadas no estacionamento do Detran pelo novo modelo a ser adotado, conforme a resolução do Contran.

 

“Semana passada recebemos representantes do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos dos Idosos no Detran, e nessa reunião definimos algumas ações que vamos realizar em parceria tendo os idosos como público-alvo”, comentou o presidente.

 

Segundo Duarte, a iniciativa do Contran em trocar a sinalização evita o rótulo de que pessoas com mais de 60 anos são frágeis. “Temos que acabar de uma vez com esse pensamento de que essa turma não tem função na sociedade”, ressaltou.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), promove na próxima segunda-feira, 31, no auditório do HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza), um workshop voltado para o atendimento humanizado de pacientes indígenas no SUS (Sistema Único de Saúde).

 

Voltado para as coordenadorias de saúde indígena e profissionais das unidades de saúde, a atividade será realizada graças a uma parceria com o Programa Indígena do Centro de Ciências de Saúde da UFRR (Universidade Federal de Roraima).

 

“Além desse público, essa atividade contará ainda com a participação de profissionais que atuam no HGR, Hospital das Clínicas, [Pronto Atendimento] Cosme e Silva, Hospital Materno Infantil e os distritos indígenas do Leste e Yanomami, além de convidados da saúde de Boa Vista”, informou a coordenadora do Núcleo de Saúde Indígena do HGR, Patrícia Oliveira.

 

Segundo a coordenadora, a ideia é melhorar a compreensão dos profissionais que atuam diretamente no atendimento em saúde ao paciente indígena, dando-lhes o conhecimento necessário sobre suas rotinas de vida.

 

“Temos que nos capacitar cada dia mais para lidar com esses diferentes povos que possuem suas peculiaridades. Vivemos em um estado que possui 11% da população indígena e não sabemos lidar com isso, e o objetivo dessa capacitação é trazer um atendimento humanizado e diferenciado, assim como rege o subsistema de saúde indígena”, destacou Oliveira.

 

O número de participantes será limitado pelas próprias unidades e a atividade terá duração de dois dias, ou seja, com previsão de encerramento para o dia 1º de novembro. 

 

PROGRAMAÇÃO

 

Dia 31 de outubro

ABERTURA DA ATIVIDADE

Horário: 8h às 12h e das 14h às 18h.

 

Dia 1º de novembro

CONTINUIDADE DO WORKSHOP

Horário: 8h às 12h e das 14h às 18h.

Avalie este item
(0 votos)

O CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar de Roraima) e a CEPDC (Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil) registraram em 2022 um aumento no número de focos de calor no Estado em comparação com o ano de 2021.

 

Até meados de outubro, os órgãos estaduais verificaram 23.059 focos de calor em Roraima. No ano passado, durante o mesmo período, o CBMRR e a Defesa Civil de Roraima registraram 17.692 focos.

 

Um foco de calor é um dado capturado por satélites de monitoramento que estão a uma altitude de 700 a 900 km sobre o planeta. Os sensores do satélite registram temperaturas acima de 47°C. Um incêndio ou uma ocorrência podem gerar um ou vários focos de calor, dependendo da extensão da linha de fogo.

 

“Em 2021, Roraima enfrentou um inverno forte e de bastante duração. As chuvas iniciaram cedo e demoraram para terminar, saindo do previsto observado pela normal climatológica. Por este motivo e dentro da normalidade, 2022 está registrando um aumento do número de focos e de incêndios florestais”, disse o comandante-geral do CBMRR e coordenador estadual da Defesa Civil de Roraima, coronel Anderson Carvalho de Matos.

 

Apesar do aumento registrado em 2022 em relação a 2021, Roraima registra diminuição do número de focos quando comparado com os mesmos períodos de 2019 e 2020.

 

Em 2019, os órgãos verificaram 161.471 focos entre janeiro e outubro. Já em 2020 foram registrados 38.967.

 

FOCOS POR MÊS

 

Os meses que apresentam registro do maior número de focos de calor em Roraima são os quatro primeiros meses do ano e os quatro últimos, nos quais predominam o clima quente e seco em Roraima. Entre maio e agosto, ocorreu uma diminuição considerável do número de ocorrências em decorrência do período chuvoso.

 

Janeiro de 2022 registrou 9117, sendo o mês com maior registro de focos até o momento. Fevereiro 6372, março 2119, abril 2130, maio 231, junho 71, julho 121, agosto 342, setembro 1288 e outubro, até 21/10, 1178.

 

No ano passado, os satélites do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia e Estatística) registraram 1504 focos em Janeiro, 4867 em Fevereiro, 5620 em Março, 1971 em Abril, 89 em Maio, 133 em Junho, 119 em Julho, 295 em Agosto, 1239 em Setembro e 2058 em Outubro.

 

“Com o fim do período chuvoso e o início do período quente (seco) em 2022, estamos com uma tendência normal e natural de aumento do número de focos de calor e, consequentemente, o aumento do número de ocorrências de incêndio em vegetação”, disse o capitão Rodrigo Maciel, gerente de Proteção e Defesa Civil de Roraima.

 

INCÊNDIOS FLORESTAIS

 

De janeiro a setembro de 2022, o Corpo de Bombeiros Militar e a Defesa Civil registraram o atendimento de 389 ocorrências envolvendo incêndios em vegetação no Estado. No mesmo período do ano passado, a corporação registrou 119, ou seja, um aumento de 227%.

 

Os anos de 2019 e 2020 foram os que mais registraram atendimentos de ocorrências de incêndio florestais. Entre janeiro e setembro de 2019 e 2020, o CBMRR atendeu, respectivamente, 1.094 e 747 ocorrências.

 

“Assim como no ano passado, o CBMRR e a Defesa Civil Estadual estão bem preparados para combater os incêndios florestais. Graças aos investimentos em viaturas, materiais, equipamentos e pessoal feitos pelo Governo de Roraima, estamos garantindo, mesmo com o aumento do número de ocorrências, a pronta resposta em todas as situações necessárias", destacou o Coronel Anderson Carvalho de Matos.

 

RECOMENDAÇÕES

 

O CBMRR reforça que a queima de vegetação sem a devida autorização dos órgãos competentes é crime ambiental, passível de sanções civis e criminais.

 

A corporação orienta a população a não atear fogo para limpeza de terrenos urbanos, lotes rurais ou queima de lixo. O clima quente e a vegetação seca, juntamente com ventos fortes, auxiliam na propagação das chamas, fazendo com que o incêndio atinja áreas adjacentes, podendo causar danos às pessoas, aos animais, ao meio ambiente e ao patrimônio.

Avalie este item
(0 votos)

O uso responsável de insumos de saúde para rastreio e monitoramento da covid-19 conferiu ao NCPFIT (Núcleo de Controle da Pólio, Paralisia Flácida, Influenza e Tétano), da Sesau (Secretaria de Saúde), o selo de excelência do Ministério da Saúde pelo uso do SIES (Sistema de Insumos Estratégicos de Saúde).

 

A ferramenta é utilizada para reforçar a rastreabilidade de insumos e transparência das ações que são desempenhadas pelos municípios brasileiros. Além de Roraima, os estados do Amazonas, Espírito Santo e Rio Grande do Norte também foram contemplados com o selo.

 

“O SIES é o sistema do Ministério da Saúde que nós recebemos todos os insumos que são destinados ao Estado. A CGVS tem um técnico que fica responsável pela parte de capacitação do sistema Sies e organiza todos os fluxos de logística dentro do site”, destacou a coordenadora Geral de Vigilância em Saúde, Valdirene Oliveira.

 

Outro efeito prático do SIES é o aprimoramento do abastecimento de insumos estratégicos, por meio da gestão eficiente dos processos de recebimento, distribuição e acompanhamento de estoques fornecidos pelo MS.

 

“Somos excelência [no uso do SIES na área de influenza] e isso é muito importante, inclusive para que os profissionais que estão trabalhando à frente do plano de testagem [de covid-19] recebam este incentivo e tenham o feedback do trabalho que está sendo realizado no Estado”, acrescentou.

Avalie este item
(0 votos)

A Aderr (Agência de Defesa Agropecuária do Estado de Roraima) abriu inscrições para o Curso de Habilitação de Responsáveis Técnicos para Emissão de CFO (Certificado Fitossanitário de Origem e CFOC (Certificado Fitossanitário de Origem Consolidado) e Inclusão de Pragas. O público-alvo são engenheiros agrônomos com registro profissional em dia no conselho de classe. O curso será realizado entre os dias 21 a 30 de novembro de 2022.

 

As inscrições para o curso poderão ser realizadas até 16 de novembro, por meio do link oficial da Aderr. O valor da inscrição para curso de habilitação de novos profissionais é de R$ 360,56.

 

Já para o curso de inclusão de pragas, o valor é de R$ 480,75, que serão recolhidos através de DAS (Documento Arrecadação de Serviços). Após a efetivação da inscrição, o candidato receberá, em até 24 horas, o DAS. A programação completa do curso pode ser acessada no endereço do Sigaderr (Sistema Integrado de Gestão Agropecuária).

 

“O objetivo é promover a habilitação de novos engenheiros agrônomos como responsáveis técnicos para emissão de CFO e CFOC relacionadas às pragas quarentenárias e possibilitar ainda a inclusão dessas pragas na habilitação de RTs [responsáveis técnicos] já habilitados”, explicou o chefe do NCF (Núcleo de Certificação Fitossanitária) da Aderr, Marco Evangelista.

 

Essas pragas podem ser, por exemplo, a mosca-da-carambola (Bactrocera carambolae), o ácaro-hindustânico-dos-citros (Schizotetranichus hindustanicus) e cancro cítrico (Xanthomonas citri subsp. citri).

 

Após a inscrição, o participante deverá realizar o envio para o e-mail do NCF, Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. com os seguintes documentos digitalizados: carteira do conselho de registro profissional; certidão de registro e quitação de pessoa física junto ao conselho de registro profissional; comprovante de pagamento do DAS; e termo de autorização de uso de imagem (Anexo II do edital), disponível neste link

 

“A Carteira de Habilitação como Responsável Técnico é apenas para os profissionais inscritos para inclusão de pragas”, enfatizou Evangelista.

 

LOCAL DO CURSO 

 

As aulas serão ministradas no sistema híbrido de ensino. Será obrigatoriamente presencial para os profissionais de Roraima e à distância para os profissionais de outros Estados brasileiros.

 

A avaliação do curso será presencial e aplicada no local escolhido pelo inscrito no momento da inscrição. O link para acesso às aulas serão encaminhadas para o e-mail do participante até a véspera do início do curso. Conforme ressalta Evangelista, é de inteira responsabilidade do aluno o acesso ao link, bem como providenciar local com garantia de internet estável para acompanhamento das aulas.

 

Informações e esclarecimentos podem ser obtidos pelo telefone (95) 3198-8602 ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Avalie este item
(0 votos)

Ao todo, 2.585 inscritos no Vestibular 2023 da UERR (Universidade Estadual de Roraima) fizeram as provas, neste domingo, dia 23, em Boa Vista e em Rorainópolis. A instituição oferta 450 vagas para 15 cursos, com ingresso no primeiro semestre do ano que vem.

As provas foram aplicadas em quatro locais: em Boa Vista e no Campus da UERR em Rorainópolis. Os portões foram abertos às 8 horas e fechados às 9 horas, e os candidatos tiveram o período das 9 horas às 14 horas para responder 72 questões objetivas e escrever a redação.

Foi registrada abstenção de 16,53%, conforme a CPV (Comissão Permanente de Vestibular) da UERR. 

A presidente da CPV, Cristiani Dália de Mello, destacou o número de inscritos neste vestibular e os cursos oferecidos pela instituição.

“Na edição deste ano, tivemos 3.097 candidatos inscritos e estamos ofertando 15 cursos e 450 vagas. Dentre os cursos oferecidos, temos os de licenciatura, entre os quais, Química, Biologia, Letras e Pedagogia, e também os de bacharelado, entre eles os mais concorridos, Medicina, Direito, Ciência da Computação e Enfermagem”, frisou.

Ela ressaltou também os avanços alcançados pela UERR nos últimos anos. “Nós já oferecemos cursos de mestrado em Educação, em Agroecologia, em Segurança Pública, em Ciências e agora, em parceria com a CAPS, estamos oferecendo o mestrado em Filosofia. Ofertamos também cursos de especialização, e temos programas com a sociedade nas escolas. Além disso, em nosso quadro de professores a maioria já é doutor. Então a nossa universidade só prospera”, afirmou.

Outro diferencial da UERR é o oferecimento de cursos das áreas de meio ambiente e ciências agrárias no Campus de Rorainópolis. “O vestibular está sendo realizado também em Rorainópolis e temos dois cursos ativos lá, mais voltados para a área da terra, Agronomia e Engenharia Florestal. É um campus que prospera muito nessa área”, disse a presidente da CPV.

 

Vestibulandos falaram sobre as provas e sobre expectativas de sucesso  

 

Lorrany Liandra dos Santos Rodrigues, de 19 anos, pretende cursar Educação Física. Ela considerou a prova um pouco difícil, porém revelou confiança no bom resultado.

“A prova foi um pouquinho difícil, creio que até para quem estudou muito foi um pouco complicado, mas estou com a expectativa sempre lá em cima, a gente precisa sempre sonhar. Então espero passar e, se Deus quiser, entrar na faculdade ano que vem”, afirmou.

Anny Kamily Braga Galvão, de 19 anos, fez vestibular para Enfermagem. Ela já estuda em uma faculdade particular e espera conseguir a vaga na UERR.

“A prova estava um pouco difícil, mas espero passar e estudar para ser uma futura enfermeira, trabalhar na área de que gosto, que é a saúde. Já estudo Enfermagem em uma faculdade só que lá é pago, e a gente tenta fazer o vestibular para conseguir uma vaga em uma instituição pública”, disse.

O jovem Adrian Felipe, de 17 anos, escolheu um dos cursos mais concorridos, Ciência da Computação, e está otimista quanto ao futuro.

“Minha expectativa é que dê tudo certo. Espero conseguir uma boa nota e, mais pra frente, conseguir um bom emprego. Fiz Ciência da Computação que é uma área de que gosto bastante”, frisou.

 

RESULTADO

 

O gabarito preliminar da prova objetiva será publicado ainda neste domingo. Já a divulgação do gabarito oficial ocorrerá no dia 4 de novembro. Das 450 vagas ofertadas, 40% são destinadas aos alunos que cursaram o ensino médio integralmente em escolas públicas, 60% para ampla concorrência. Todos os 15 cursos oferecidos reservam 10% das vagas para as pessoas com deficiência.

 

 

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), tem intensificado uma série de capacitações para profissionais de saúde que atuam em regiões de fronteira. A ideia é melhorar a cobertura vacinal do Estado, evitando a reintrodução de doenças já consideradas erradicadas.

Conforme a coordenadora Geral de Vigilância em Saúde, Valdirene Oliveira, as capacitações servem de preparação para a campanha de vacinação que será realizada no período de 3 a 12 de novembro, nas cidades gêmeas de Bonfim/Lethen e Pacaraima/Santa Elena de Uairén.

“Serão dez dias de imunização nas fronteiras, e os nossos técnicos estão capacitando, orientando e tirando todas as dúvidas das equipes que trabalharão nessa campanha”, destacou.

Realizada em parceria com Ministério da Saúde, a campanha de vacinação nas cidades gêmeas contará ainda com o apoio da Atenção Básica dos municípios de Bonfim e Pacaraima, Distrito Sanitário Especial Indígena do Leste, Operação Acolhida e OPAS (Organização Panamericana de Saúde).

Segundo a apoiadora do PNI (Programa Nacional de Imunizações) pela OPAS, Naiáde Bezerra, serão ofertadas todas as vacinas presentes no calendário de vacinação do país, a fim de preencher os cartões de vacinação de brasileiros e estrangeiros.

“Houve uma capacitação pontual justamente só para essa ação, para saber quais vacinas serão oferecidas e qual é o instrumento administrativo que estaremos utilizando para registrar essas doses de vacina tanto do lado brasileiro quanto de estrangeiros”, frisou.

Vale destacar que, neste período, serão abordados todos aqueles que não estiverem portando o cartão de vacina durante a passagem pelas fronteiras. Caso não esteja com o documento ou esteja com alguma dose em falta, o visitante deverá completar sua imunização no local indicado pelo fiscal.

“As fronteiras são portas abertas e precisamos elevar a cobertura vacinal entre essas cidades gêmeas. Então não importa se você é brasileiro ou estrangeiro vão pedir o cartão de vacina”, alertou Naiáde. 

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima prorrogou até o dia 11 de novembro as inscrições para o concurso público da Sefaz (Secretaria da Fazenda). A data da prova também foi alterada de 11 de dezembro de 2022 para 15 de janeiro de 2023.

 

O concurso vai ofertar 54 vagas para convocação imediata, sendo 33 vagas para os cargos do Cetif (Centro de Tecnologia da Informação Fazendária) e 21 vagas para o cargo de Técnico de Tributos Estaduais. Também serão ofertadas 228 vagas para cadastro de reserva.

 

De acordo com o secretário adjunto da Sefaz, Cel. Manoel Sueide Freitas, as mudanças foram necessárias devido ao período das eleições.

 

“Como esse é um concurso que atrai candidatos de todo o País, chegamos ao entendimento de prorrogar o período de inscrições, já que muita gente ainda está envolvida em campanhas eleitorais e tem dificuldade de conseguir tempo para se inscrever e até mesmo para se preparar para as provas”, explicou o secretário.

 

O secretário informou ainda que foi acertado com a banca organizadora do certame, o Idecan (Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional), a mudança do dia da prova, já que seria necessário mais tempo para organizar todo o processo após o período das inscrições.

 

As inscrições devem ser feitas diretamente no site do Idecan (http://www.idecan.org.br/). A taxa de inscrição é de R$ 102,00 para os cargos de nível superior e R$ 64,00 para os cargos de nível médio.

 

Das vagas e remunerações

 

O concurso vai ofertar 33 vagas para o Cetif, sendo 28 para nível superior, das quais 24 para ampla concorrência e 04 para Pessoas com Deficiência, nos cargos de Desenvolvedor de Software, Implementador de Software, Administrador de Banco de Dados e Administrador de Redes de Dados, com salário inicial de R$ 5.037,97.

Também serão ofertadas 5 vagas para nível médio, das quais 04 para ampla concorrência e 01 para Pessoa com Deficiência, no cargo de Técnico em Infraestrutura de Tecnologia da Informação, com salário inicial de R$ 2.672,38.

 

Serão ofertadas 21 vagas para o cargo de Técnico de Tributos Estaduais, sendo 19 para ampla concorrência e 02 para pessoas com deficiência, com remuneração inicial de R$ 1.339,22 mais a GEP (Gratificação de Estímulo à Produtividade). As vagas exigem nível superior em qualquer área.

 

Avalie este item
(0 votos)

A Secretaria de Saúde, por meio do Núcleo de Processos e da Comissão Setorial de Licitações, realizou neste sábado, 22, a 6ª Oficina de Fluxo de Processo Licitatório, dessa vez com ênfase na Gestão e Fiscalização de Contratos.

 

A atividade aconteceu pela manhã, no auditório da ETSUS-RR (Escola Técnica do SUS em Roraima), no bairro São Vicente. Estiveram presentes fiscais e gestores de processos da Secretaria.

 

“O Núcleo está organizando juntamente com a CSL [Comissão Setorial de Licitação] a sexta oficina de fluxo processual. Essa teve como tema a gestão de contratos. A ideia é que quanto mais fiscais e gestores de processos participarem nessas oficinas, mais servidores capacitados nós teremos dentro da Sesau”, afirmou o coordenador do Núcleo de Processos da Pasta, Jonathan Amaral.

 

A oficina foi ministrada pelo diretor do Departamento de Assistência Farmacêutica da CGAF (Coordenadoria Geral de Assistência Farmacêutica), Edson Moreira, que trouxe sua experiência para enriquecer o trabalho dos servidores. 

 

“A palestra deste sábado abordou a respeito da fiscalização de contratos administrativos, o principal objetivo disso é garantir o fiel cumprimento do que está pactuado no instrumento contratual, se os serviços estão sendo realizados de forma satisfatória, e se o objeto condiz com especificação solicitada no edital, entre outras situações”, explicou.

 

O diretor do Departamento de Triagem do Núcleo de Processos, Ryan Lima, foi um dos que participaram da oficina. Ele espera que a temática do dia traga benefícios para os servidores que trabalham com a gestão de contratos.

 

“Acredito que a oficina vai trazer uma melhoria para as coordenadorias que fazem a gestão contratual dos procedimentos da Sesau, e qualificando os servidores podemos ter um melhor aproveitamento das disposições que a lei nos dá sobre a vigência, as contratações, as obrigações e até mesmo na questão das sanções”, comentou.

Avalie este item
(0 votos)

Representantes do Governo de Roraima estiveram em Manaus, nesta sexta-feira, 21, visitando estaleiros com objetivo de identificar uma substituição para a balsa Trombetas. A embarcação, situada na Vila Passarão, zona rural de Boa Vista, é responsável por transportar veículos, cargas e pedestres sobre o rio Uraricoera, conectando 14 comunidades indígenas do baixo São Marcos.

 

Segundo o secretário Emerson Baú, a visita técnica determinada pelo governador Antonio Denarium busca uma solução para trocar a antiga balsa. “Estamos verificando uma oportunidade de melhoria e acesso seguro para atender ao tráfego no Passarão. Concluído este diagnóstico, iniciaremos um processo licitatório para efetuarmos a aquisição da nova embarcação”, destacou o titular da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação).

 

No Amazonas, também no intuito de encontrar melhorias e recursos para Roraima nos setores produtivos, estão o secretário Marcelo Pereira (Secretaria Estadual do Índio) e o presidente Marcelo Parisi (Agência de Defesa Agropecuária).

 

“Com a substituição da balsa, os povos indígenas serão os maiores beneficiados com a garantia ao transporte de passageiros, cargas e a produção local ascendente, em especial com o projeto de grãos nas comunidades do baixo São Marcos”, reforçou Marcelo Pereira.

 

ENCONTRO COM O CAS

 

Na última quinta-feira, 20, a comitiva roraimense esteve reunida na Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus), durante encontro do CAS (Conselho de Administração da Suframa), lidando com os desafios que estruturam o crescimento da região Norte, oportunizando trabalho e sustentabilidade.

 

Na ocasião, o secretário Emerson Baú destacou os avanços na produção primária em Roraima, além do ZEE-RR (Zoneamento Ecológico-Econômico), Regularização Fundiária, revitalização do Distrito Industrial e acordos com a Caricom (Mercado Comum do Caribe).

Avalie este item
(0 votos)

Nesta sexta-feira, 21, a diretoria da Caer (Companhia de Água e Esgoto de Roraima) entregou os kits de EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual) aos colaboradores que trabalham na área operacional da Empresa. Os equipamentos vão atender cerca de 300 colaboradores em todo o Estado e consistem em óculos de proteção, máscaras, luvas, capacetes, botas, colete salva-vidas e de navegação, protetor solar, entre outros.

 

“A aquisição de EPI’s é necessária para a companhia, principalmente diante das atividades consideradas de alto risco executadas na parte operacional interna e externa. São equipamentos importantes para nossos colaboradores e uma preocupação da diretoria em garantir que todos façam uso dos mesmos para sua segurança laboral”, afirmou o presidente da Caer, James Serrador.

 

CIPA

 

Na ocasião, também foi realizada a posse dos novos membros da Cipa (Comissão Interna de Prevenção a Acidentes e Assédio) para a gestão 2022–2023. O colaborador Juarez da Silva foi reconduzido ao cargo de presidente. Ele explicou que a comissão vai reforçar o trabalho de acompanhamento das atividades da empresa com a extensão da nomeclatura que traz nova atribuição. “Temos o apoio da diretoria e vamos dar continuidade aos trabalhos, tanto na capital, quanto no interior”, afirmou.

 

A Cipa é regulada pela NR-5 para empresas regidas pela Consolidação das Leis do Trabalho. Ela tem o papel de ajudar a prevenir situações de risco e doenças que podem acontecer no ambiente laboral. Assim, é essencial para tornar o local mais seguro para todos, além de ajudar na organização e na redução do número de acidentes que podem acontecer.

Avalie este item
(0 votos)

O HC (Hospital das Clínicas Dr. Wilson Franco Rodrigues), em parceria com o PACS (Pronto Atendimento Cosme e Silva), realizará na próxima quinta-feira, 27, uma programação alusiva ao Outubro Rosa, mês dedicado à prevenção do câncer de mama e colo de útero.

 

A atividade será realizada em dois horários, sendo inteiramente voltada para as servidoras das duas unidades, conforme explica a enfermeira do HC, Jany de Oliveira.

 

“A programação vai contar com palestras e consultas com solicitação de exames de mamografia para as servidoras com mais de 40 anos, além de outros serviços, como massoterapia, ventosa e bioimpedância para mulheres de todas as a idades”, destacou.

 

Oliveira reforça ainda a importância da discussão do tema, uma vez que tanto o câncer de mama quanto o câncer de colo de útero são considerados problemas de saúde pública.

 

“É importante a gente enfatizar que a campanha de prevenção, já que esses tipos de câncer são algumas das doenças que mais acometem mulheres do Brasil e os índices de mortes são considerados altos”, completou.

 

Para a auxiliar de serviços gerais da unidade, Cristina Lopes, promover ações como essa reforçam a preocupação do Estado com o bem-estar das servidoras públicas.

 

“Eu acho esse tipo de ação muito interessante, pois às vezes a funcionária está trabalhando e não tem tempo de se consultar. É importante fazer os exames de rotina, porque nisso podemos acabar descobrindo um problema de saúde precocemente”, alertou.

 

 

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO:

 

MANHÃ

 

PALESTRA - Conscientização do Câncer de Mama

Palestrante: Enfermeira Jany de Oliveira

Horário: 8h às 18h30

 

CONSULTAS CLÍNICAS (Com a solicitação do exame)

Mamografia: 10 vagas

 

Massoterapia e Ventosa: 9h às 11h30

Bioimpedância: 8h30 às 11h

 

 

TARDE

 

PALESTRA - Conscientização do Câncer de Mama

Palestrante: Enfermeira Odorica Costa

Horário: 14h às 14h30

 

CONSULTAS CLÍNICAS (Com a solicitação do exame)

Mamografia: 20 vagas

 

Massoterapia e Ventosa: 15h às 17h

Bioimpedância: 14h30 às 15h

 

 

 
Avalie este item
(0 votos)

Desde agosto, a Seed (Secretaria de Educação e Desporto) está trabalhando intensamente na reestruturação dos conselhos escolares do Estado. O responsável pelas articulações é o Depe (Departamento de Desenvolvimento de Políticas Educacionais).

 

O órgão é vinculado à Divisão de Educação Ambiental e Temáticas, que está visitando escolas para verificar a estrutura dos conselhos ativos e inativos, que durante a pandemia da covid-19 não puderam refazer os quadros de componentes.

 

No início das operações, o departamento verificou a atividade de conselhos escolares de 12 escolas. Tendo em vista a inatividade para escolas com número igual ou superior a 50 alunos, foi feita uma busca ativa e toda a rede foi mapeada.

 

“Observamos e fizemos listas de escolas por especificidade. Fizemos o levantamento dos colégios militarizados, das escolas de Boa Vista incluindo rurais e indígenas, e ainda as do interior. Depois iniciamos as reuniões, fizemos atendimento, orientamos e demos suporte para a reestruturação dos conselhos”, disse a chefe da Divisão Ambiental e Temáticas da Seed, Naiva Pereira Lima.

 

Até agora, 47 escolas já tiveram seus conselhos reativados e o trabalho atualmente está concentrado no interior. As escolas dos municípios de Cantá, Bonfim, Amajari, Iracema, Caracaraí e Alto Alegre já foram orientadas pelas equipes do Depe.

 

COMO É FEITO?

 

Na prática, a reestruturação acontece por meio de eleição envolvendo todos os segmentos da escola: gestão, professores, alunos com mais de 16 anos, pais de alunos, servidores de apoio e comunidade externa organizada. Seis segmentos para escolas de ensino médio e cinco segmentos para escolas de ensino fundamental, pois não possuem alunos com idade acima dos 16 anos.

 

Todos podem ser candidatos porque são esses segmentos que compõem o conselho e consequentemente sua reestruturação, quando inativo.

 

Em seguida uma reunião com a comunidade escolar é realizada para expor as atribuições do conselho. Cada segmento será representado por uma pessoa. Uma comissão é formada para iniciar o processo de eleição.

 

“Quem não deseja ser candidato, dentro do seu segmento, pode fazer parte da comissão eleitoral, que fará a organização da eleição, fazendo um edital simples, e fazer a divulgação na comunidade escolar e comunidade externa”, complementa Naiva.

 

Depois que a eleição é realizada, uma ata é escrita e assinada por todos os envolvidos no pleito e enviam ao Depe para que seja publicado no Doe (Diário Oficial do Estado).

 

A IMPORTÂNCIA

 

O conselho escolar não é apenas uma possibilidade da escola receber recursos financeiros. É importante que estes recursos cheguem para que projetos pedagógicos sejam realizados na escola, porém a função principal é outra.

 

Ele é um colegiado que possui maior poder de decisão dentro do ambiente escolar, muitas vezes mais que a própria gestão. Todo recurso que a escola recebe, o colegiado decide como será investido, tendo o maior objetivo dividir responsabilidades com a gestão pedagógica.

 

PDDE INTERATIVO

 

Um dos grandes motivos para a reestruturação dos conselhos é a implementação do NEM (Novo Ensino Médio). Todas as escolas que ofertam a modalidade precisam estar com seus conselhos restituídos, devido às novas orientações do PDDE (Programa Dinheiro Direto na Escola) Interativo.

 

O PDDE Interativo é uma ferramenta de apoio à gestão escolar desenvolvida pelo MEC (Ministério da Educação), em parceria com as Secretarias de Educação e está disponível para todas as escolas públicas cadastradas no Censo Escolar.

 

Existe uma aba dentro da ferramenta que solicita o nome de cada conselheiro das unidades escolares. Com isso o levantamento foi realizado para que nenhuma informação fique vaga ao MEC.

 

Para a reestruturação dos conselhos, não só as escolas de ensino médio foram atendidas, como toda a rede de ensino fundamental.

 

As escolas que estão com Conselhos Reestruturados são:

 

  • Escola Estadual Jesus Nazareno de Souza Cruz;
  • Escola Estadual Professora Diva Alves de Lima;
  • Escola Estadual Professora Maria das Dores Brasil;
  • Escola Estadual Professor Antônio Carlos da Silva Natalino;
  • Escola Estadual Indígena Tuxaua Evaristo;
  • Escola Estadual Lobo D’Almada;
  • Escola Estadual Indígena Carlos Gomes;
  • Escola Estadual Indígena Koko Isabel Macuxi;
  • Escola Estadual Indígena Marechal Cândido Rondon;
  • Escola Estadual Indígena Tuxaua Manoel Horácio;
  • Colégio Estadual Militarizado Professor Jaceguai Reis Cunha;
  • Escola Estadual Indio Manoel Barbosa;
  • Colégio Estadual Militarizado Vitória Mota Cruz;
  • Escola Estadual Major Alcides Rodrigues dos Santos;
  • Escola Estadual Mário David Andreazza;
  • Colégio Estadual Militarizado Luiz Ribeiro de Lima;
  • Escola Estadual Professora Antônia Coelho de Lucena;
  • Colégio Estadual Militarizado Wanda David Aguiar;
  • Colégio Estadual Militarizado Professora Conceição Costa e Silva;
  • Escola Estadual Buriti;
  • Escola Estadual Doutor Ulysses Guimarães;
  • Colégio Estadual Militarizado Doutor Luiz Rittler Brito de Lucena;
  • Colégio Estadual Militarizado Presidente Tancredo Neves
  • Escola Estadual Indígena Antonio Dias de Souza Cruz;
  • Escola Estadual General Penha Brasil;
  • Escola Estadual Indígena Tuxaua Raimundo Tenente;
  • Escola Estadual Professora Vanda da Silva Pinto;
  • Escola Estadual São José;
  • Colégio Estadual Militarizado Desembargador Sadoc Pereira;
  • Escola Estadual América Sarmento;
  • Escola Estadual 13 de Setembro;
  • Colégio Estadual Militarizado João Rodrigues da Silva
  • Colégio Estadual Militarizado Ovídio Dias de Souza
  • Escola Estadual Monteiro Lobato
  • Colégio Estadual Militarizado Dom Pedro II
  • Colégio Estadual Militarizado Maria Sônia de Brito Oliveira
  • Colégio Estadual Militarizado Professora Maria dos Prazeres Mota
  • Colégio Estadual Militarizado Pedro Elias Albuquerque
  • Escola Estadual Sebastião Felix Correia
  • Escola Estadual Indígena Rosa Nascimento
  • Escola Estadual Professor Antônio Ferreira de Souza
  • Escola Estadual Oswaldo Cruz
  • Escola Estadual Caranã
  • Escola Estadual Raimunda Nonato Freitas da Silva
  • Colégio Estadual Militarizado Teresa Parodi
  • Colégio Estadual Militarizado Carlos Drummond de Andrade
  • Escola Estadual Rui Barbosa
  • Escola Estadual Nossa Senhora da Penha
Avalie este item
(0 votos)

O governo de Roraima, por meio de parceria da Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social) com o Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima) e a PMRR (Polícia Militar de Roraima) inaugurou, nesta quinta-feira, 20, o CAS (Centro de Atendimento Social) do residencial Vila Jardim.

 

 

O CAS tem como finalidade atender as famílias em situação de vulnerabilidade social e risco pessoal, sendo um instrumento de integração das políticas públicas.

 

 

A unidade será utilizada como suporte para ações institucionais e de cidadania, com uma unidade permanente da Polícia Militar de Roraima atuando 24 horas. O CAS também vai facilitar os serviços de licenciamento e até retirada da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e as ações e serviços oferecidos pela Setrabes, que incluem política de emprego, geração de renda e esporte.

 

 

A primeira-dama e secretária extraordinária de Promoção, Desenvolvimento e Inclusão Social, Simone Denarium, ressaltou que, além da finalidade social de aproximar os serviços ofertados pelo Governo de Roraima, a unidade cumpre a finalidade de ser um suporte a toda comunidade do Vila Jardim no acesso às ações institucionais de três importantes pastas do Executivo.

 

 

“Desde quando iniciamos a gestão, era um compromisso do governador Antonio Denarium, melhorar a qualidade de vida da população do Vila Jardim. Por isso o CAS vai ajudar a reconstruir projetos de vida, na busca de autonomia individual, de cidadania, além de contribuir na orientação e preparação dos jovens e da comunidade no mercado de trabalho com inclusão produtiva e na prevenção da dependência química e criminalidade”, declarou.

 

 

O comandante da PM de Roraima, Coronel Francisco Xavier, destacou que a participação da Polícia Militar será além de garantir a segurança dos moradores, onde a corporação passa a atuar com um destacamento permanente no local, tem a missão de aproximar a população do trabalho social que é uma referência em suas ações de cidadania.

 

 

“Seremos um suporte permanente atuando em duas frentes importantes no Vila Jardim, sendo o primeiro auxiliando  na segurança de todo o residencial e o principal de todos que é apresentar  as nossas ações de cidadania trabalhando com a juventude na preparação de cidadãos de valor à sociedade”, informou Xavier.

 

 

A titular da Setrabes, Tânia Soares, enfatizou que além de todas estas finalidades a unidade cumpre a função de proteger e estimular o empoeiramento social, motivar a habilidade empreendedora e de trabalho em equipe, oportunizar espaços de reflexão sobre a convivência familiar e comunitária com a parceria de instituições que irão agrupar este espaço de cidadania.

 

 

“Nossa contribuição será efetiva neste espaço que vai reunir inúmeras ações positivas em benefício da comunidade do Vila jardim. Estamos consolidando um projeto iniciado em 2019 e agora passa a ser permanente com inúmeros serviços de cidadania aliando também o esporte e a música neste grandioso espaço”, disse.

 

Avalie este item
(1 Votar)

Nos últimos dois anos, o Lacen-RR (Laboratório Central de Saúde Pública de Roraima) da Sesau (Secretaria de Saúde) já realizou 142.920 exames. A unidade é responsável por realizar procedimentos laboratoriais de média e alta complexidade.

 

Os exames mais frequentes são nas áreas da vigilância sanitária, epidemiológica e ambiental, tais como micologia clínica, tuberculose, bacteriologia clínica, biologia molecular e sequenciamento genético.

 

Também são realizados exames confirmatórios e para detecção da carga viral de HIV (Vírus da Imunodeficiência Humana) e hepatites virais B e C, além de diagnósticos laboratoriais na área de imunologia e parasitologia, microbiologia de água e alimentos, físico-química, tendo ainda os setores de malária, hanseníase, preparo de reagentes, preparação de meios de cultura, setor de lavagem, esterilização e almoxarifado.

 

De acordo com a diretora técnica do Lacen, Cátia Meneses, anualmente o Lacen-RR planeja metas, incluindo análises laboratoriais a serem executadas. Essas metas estão de acordo com as atribuições definidas em portaria pelo Ministério da Saúde.

 

No ano passado, a meta foi alcançada com 99,2% nas ações realizadas. Nos dois primeiros quadrimestres deste ano, cerca de 50 mil exames foram analisados, e até o momento atingiu 92,50% das metas propostas.

 

“No ano de 2021, nós tivemos durante todo o ano a realização de cerca de 90 mil exames de interesse em saúde pública. Esse é um número muito significativo quando tratamos de exames de interesse nas áreas de vigilância epidemiológica, ambiental e sanitária. Não são exames de análises clínicas, nós trabalhamos com demandas com suspeita de doenças, como COVID-19, dengue, chikungunya, sarampo, meningite”, destacou.

 

HORÁRIO DE ATENDIMENTO

 

O Lacen-RR fica localizado na Avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, 3510, Aeroporto. Os atendimentos são de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h, mas o recebimento das amostras acontece somente até às 17h, e seguindo o perfil epidemiológico da situação, há equipes durante o turno da noite e no final de semana que podem receber essas amostras.

 

Além de diagnósticos, também são feitas capacitações de laboratórios públicos e privados que realizam exames de interesse em saúde pública, treinamento de novos profissionais e também atualizações. No ano passado, foram cumpridas ao todo 35 capacitações externas e internas.

 

A unidade também passa por avaliações de qualidade realizadas pelo Ministério da Saúde através dos laboratórios de referência, avaliando a qualidade do diagnóstico e dos insumos que são utilizados durante a rotina.

 

“Ao longo desses treinamentos, que acontecem semestralmente para atender toda a rede, nós fazemos o controle de qualidade analítica deles. Não basta formar novos profissionais, mensalmente nós fazemos a acurácia dos diagnósticos, fortalecendo a saúde pública do nosso Estado”, ressaltou Cátia.

Avalie este item
(1 Votar)

Na tarde de quinta-feira, 20, o Governo de Roraima, por meio da Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social), realizou a cerimônia de reinauguração do Abrigo Masculino.

 

Agora, o abrigo tem capacidade de atender simultaneamente a mais de 20 crianças e adolescentes, com espaço mais adequado, banheiros em cada quarto, sala pedagógica, de artesanato, de música, refeitório, área de lazer e horta. Todo o espaço foi revitalizado para proporcionar aos nossos adolescentes mais dignidade e oportunidade no futuro ao sair do abrigo e serem aceitos na sociedade.

 

O abrigo é uma unidade de acolhimento institucional, destinada ao atendimento socioassistencial de adolescentes do sexo masculino, com faixa etária de 12 a 18 anos incompletos e, excepcionalmente, menores de 12 anos quando se tratar de grupo de irmãos, que estejam afastados do convívio familiar por medida protetiva de abrigo, conforme Art. 101 do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente).

 

“É com muita gratidão que recebemos esta obra de revitalização do Governo que com certeza vai melhorar a qualidade de vida dos jovens”, relatou o coordenador do Departamento de Proteção Especial, Aminadabi Santos.

 

A primeira-dama, Simone Denarium destacou que é dever de todos trabalhar no acolhimento do jovem, e que sua passagem no abrigo ocorra com conforto, dignidade, em um ambiente acolhedor e que ofereça o necessário para que os adolescentes possam se desenvolver de maneira saudável.

 

“Estou muito feliz com a inauguração do Abrigo Masculino. Essa é uma gestão que acolhe quem tem empatia e amor pelas pessoas. Os nossos adolescentes estão recebendo um novo espaço para que eles se sintam acolhidos da forma que merecem”, explicou a primeira-dama.

 

A secretária Tânia Soares, disse que foi necessário a obra de revitalização no abrigo masculino, pois vai garantir a oferta do serviço de forma qualificada, um espaço digno, organizado, com local apropriado para estudo e lazer, prioridades para os adolescentes.

 

“Iremos proporcionar uma série de atividades que são necessárias na formação de cada adolescente. Eles são acolhidos temporariamente, mas assim que estão no abrigo, precisam dar continuidade na vida e a equipe de acolhimento deve estar preparada para ajudar os jovens em processo de aceitação”, afirmou Tânia.

 

 

HISTÓRICO

 

A criação do Abrigo Masculino remonta à década de 1980. O local anteriormente era uma instituição assistencial e conhecido como “Casa Lar Masculina”. Era dirigida pelo casal Albertino Castro e Maria Silva de Castro, e funcionava na av. São Sebastião, no bairro Tancredo Neves. Alguns momentos importantes na trajetória da unidade merecem destaque:

 

2004 – Realização do primeiro concurso público do Estado que inseriu servidores efetivos no quadro de funcionários do abrigo.

 

2006 – A instituição é regulamentada como unidade vinculada à Setrabes, por meio do Decreto nº 7224-E, de 13 de julho de 2006.

 

- O Abrigo Masculino passa a funcionar em novo endereço (na avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, no bairro Mecejana).

 

2008 - Em julho ocorre nova mudança de endereço, passando a localizar-se no bairro São Vicente, onde permaneceu por cinco anos.

 

2012 - Aprovação dos documentos normativos da unidade (Projeto Político Pedagógico e Regimento Interno), estabelecendo parâmetros de funcionamento e orientações específicas para o trabalho social desenvolvido;

 

- Realização de processo seletivo simplificado 001/2012 para contratação temporária de profissionais de nível médio e superior;

 

- Manutenção do imóvel com a realização de reparos na parte hidráulica e elétrica, pintura de paredes e construção de uma lavanderia;

 

- O Abrigo muda novamente de endereço, passando a localizar-se na rua Jauaperi, bairro Mecejana.

 

2017 - Mudança de endereço do Abrigo Masculino a ser localizado na Rua Jacamim, número 22, bairro Mecejana, onde permaneceu por dois anos.

 

2019 - O Abrigo Masculino passa a ser localizado no atual endereço, no bairro Mecejana.

 

- Intervenção do Juizado da Infância e Juventude limitando a capacidade máxima da entidade de acolhimento em 15 acolhidos, em decorrência da migração venezuelana que impactou o serviço de acolhimento.

 

2020 - Declarada situação de emergência em saúde pública pela OMS Organização Mundial da Saúde), em 11 de março, em decorrência do surto do novo coronavírus e publicado o Decreto Estadual nº 28.587-E, que dispõe sobre o plano de contingência no enfrentamento da COVID-19;

 

- Restrição de visitas familiares, afastamento de servidores considerados grupo de risco, remanejamento das escalas de plantão, suspensão de atividades externas;

 

- Contratação de profissionais de nível médio e superior por meio do processo seletivo simplificado nº 001/2020.

 

- A situação de emergência em saúde pública perdura e o Poder Judiciário emite a Portaria nº 3/2021, prorrogando a suspensão de visitas ao abrigo.

 

Avalie este item
(1 Votar)

Durante a 306ª reunião ordinária do CAS (Conselho de Administração da Superintendência da Zona Franca de Manaus), o secretário Emerson Baú destacou a ascensão do agronegócio e da agroindústria de Roraima nos últimos três anos. O encontro da Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus) foi realizado nesta quinta-feira, 20, na capital amazonense, onde Baú representou o governador Antonio Denarium na ocasião.

 

No ciclo de reuniões, o titular da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação) reforçou a responsabilidade da Suframa em lidar com os desafios que estruturam o crescimento de toda a Região Norte, oportunizando trabalho e sustentabilidade.

 

“Hoje Roraima colhe os melhores frutos de um esforço produtivo em que o Governo do Estado tem sido visto com bons resultados econômicos, beneficiando os processos de industrialização, implementando programas de energias renováveis, lidando com a integração amazônica e fronteiriça por mais avanços significativos de crescimento rentável”, comentou.

 

Sobre a base produtiva roraimense, Baú reforçou o reconhecimento do Governo Federal destacando Roraima com o maior índice de liberdade econômica e o terceiro Estado inserido no ambiente de negócios e atração de investimentos.

 

“No agronegócio, saímos de um volume de produção de 45 mil hectares para mais de 160 mil em 2022, evoluindo 400% a produtividade roraimense. Para 2023, nossa estimativa é ultrapassar a casa dos 200 mil hectares de plantio. Hoje, Roraima também comporta uma esmagadora e refinadora de soja, a Serra Verde, uma empresa que tem beneficiado renda para o Estado integrando pequenos, médios e grandes produtores, além da Agricultura Familiar Indígena que a cada ano vem produzindo mais”, disse.

 

Os negócios transfronteiriços também foram discutidos durante o encontro do CAS. O secretário relatou a aproximação de Roraima com alguns países da Caricom (Mercado Comum do Caribe), que têm enxergado a Amazônia como potencial fornecedor de alimentos, com a perspectiva de que Roraima está situada em região estratégica, viabilizando logística, tecnologia e produção sustentável para exportação.

 

“Contudo, nosso Estado tem avançado bastante com a gestão atual alinhada com o Governo Federal, onde já evoluímos com o Zoneamento Ecológico-Econômico [ZEE-RR], além da regularização fundiária, também no intuito de preservar o meio ambiente das queimadas e do desmatamento irregular”, detalhou.

 

INDÚSTRIA E INFRAESTRUTURA

 

Outro fator importante conquistado pela atual gestão do Governo de Roraima é a revitalização do Distrito Industrial em Boa Vista, e novos polos também serão criados no interior.

 

“Nesse sentido a Suframa é mais um parceiro no desenvolvimento do Estado. Com uma infraestrutura industrial adequada, vamos somar nos indicadores macroeconômicos que permitem formar e consolidar filiações estratégicas para melhorar a economia, e, consequentemente, a qualidade de vida para todos os roraimenses”, concluiu Emerson.

Avalie este item
(0 votos)

Um dos projetos da Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania) voltados à ressocialização, o Costurando Recomeços, promove, com a produção de bonecas, uma nova realidade às reeducandas da Cadeia Pública Feminina de Boa Vista. O artesanato será apresentado para a sociedade roraimense na IV Feira de Bonecas.

 

O evento ocorrerá nesta sexta-feira, 21, entre 9h e 16h, na sede da Sejuc, e será aberto para toda a comunidade. No local, os visitantes vão conhecer e podem adquirir, além das bonecas, outros itens produzidos no projeto, como toalhas, panos de prato e outros itens expostos.

 

Nascido em setembro de 2021, por meio de uma iniciativa de uma policial penal, o “Costurando Recomeços” atende atualmente 12 detentas da Cadeia Pública Feminina de Boa Vista.

 

As detentas trabalham com a produção de bonecas, panos de prato, toalhas, capas de travesseiro, entre outros itens produzidos com máquinas de costura. Em breve, o projeto também deverá qualificar as participantes da iniciativa para produzirem os uniformes das unidades prisionais do Estado.

 

Conforme o titular da pasta, André Fernandes, o projeto e a feira se traduzem como chances de recomeço para as reeducandas que estão no sistema penitenciário, proporcionando novos rumos a elas quando estiverem reinseridas na sociedade.

 

“É muito importante para as internas essa oportunidade de ressocialização. Sempre pensamos na maioria, que são os homens, mas não podemos esquecer das mulheres. Elas estão sendo capacitadas para que no futuro possam gerar renda própria, quando saírem de dentro da unidade prisional e, principalmente, possam sustentar e dar dignidade às suas famílias”, destacou.

 

PROJETO RENASCER

 

Durante a atual gestão do Governo de Roraima, outras iniciativas voltadas à ressocialização de internos do sistema penitenciário vêm sendo executadas. Uma delas é o Projeto Renascer, que atende, atualmente, 50 detentos do sistema prisional.

 

No projeto, os detentos trabalham com atividades nas áreas de mecânica elétrica, lanternagem, posto de lavagem, serralheria, borracharia, marcenaria e barbearia, e dessa forma os reeducandos realizam as atividades aprendendo um ofício, o que reduz a pena em um dia para cada três dias trabalhados.

Avalie este item
(0 votos)

Retomadas no HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento) em setembro deste ano, as cirurgias reparadoras são procedimentos que vão além da estética. O serviço é bastante solicitado por pessoas que passaram pela cirurgia bariátrica, um método menos invasivo para pacientes com obesidade grave.

 

 

“A [cirurgia] reparadora não está envolvida apenas no aspecto pós-operatório, mas também leva em consideração a questão da saúde pública. Os pacientes que se submetem ao procedimento têm sua autoestima resgatada e, posteriormente, conseguem ter uma melhoria na saúde mental”, destacou o cirurgião-geral da unidade, Elias Carvalho.

 

Quanto ao pós-operatório, o especialista explica que são tomadas as mesmas medidas de uma operação comum, com vistas para a potencialização de resultados, garantindo a pronta recuperação do paciente.

 

“Nesse pós-operatório, os pacientes são submetidos a sessões de drenagem. Isso ocorre uns dois dias após o procedimento cirúrgico e são entre 10 a 15 sessões. A técnica que usamos não utiliza dreno e as chances de abertura de feridas ou acúmulo de líquido são mínimas, o que reduz os riscos de infecção”, completou.

 

Além do uso de medicamentos, é necessário ainda que o paciente siga todas as orientações médicas no que diz respeito a repouso e cuidado básicos, como uso da cinta ou sutiã pós-cirúrgico, a não exposição aos raios solares, ingestão de água e alimentação saudável.

 

A paciente Greice Terra passou pelo procedimento e hoje conta como felicidade os benefícios que tem sentido no dia a dia.

 

“Fiz a cirurgia e recebi alta em menos de 24 horas. Me sinto maravilhosamente bem. Tenho mantido meu foco [nas orientações médicas] e a minha recuperação está sendo fantástica. Agradeço a todos os envolvidos, que se empenharam muito para a realização dessa cirurgia. Eles me tratam bem na sala do centro cirúrgico Todo o HGR está de parabéns, o tratamento foi VIP e fiquei muito encantada”, salientou.

Avalie este item
(0 votos)

Para discutir estratégias de implementação do NEM (Novo Ensino Médio) e do DCRR (Documento Curricular de Roraima), técnicos da Seed (Secretaria de Educação e Desporto) vão estar no município de São Luiz do Anauá nesta quinta-feira, 20, e sexta-feira, 21, para um encontro formativo.

 

O evento acontece das 8h às 12h e das 14h às 18h, no ginásio do CEM (Colégio Estadual Militarizado) João Rodrigues da Silva, e é voltado aos gestores e coordenadores pedagógicos de escolas de São Luiz, São João da Baliza e Caroebe.

 

“O professor vai receber a capacitação de acordo com a área equivalente de formação. Esta ação vem se repetindo nos municípios e vai continuar acontecendo. Ela é contínua, e o conteúdo, neste momento, são os documentos curriculares do Ensino Fundamental e Médio e a implementação do NEM”, disse a diretora do DEB (Departamento de Educação Básica) da Seed, Nildete Melo.

 

O encontro é uma iniciativa da Seed por meio do DEB, Ceforr (Centro Estadual de Formação de Profissionais da Educação de Roraima) e equipe ProBNCC (Programa da Base Nacional Comum Curricular).

 

NOVO ENSINO MÉDIO

 

A implementação do Novo Ensino Médio teve início neste ano obrigatoriamente em todo país com as primeiras séries, de acordo com a realidade de cada Estado.

 

Atualmente, das 153 escolas estaduais de Ensino Médio na rede estadual, 14 já implementaram o NEM no Estado.

 

No interior, as unidades são a Escola Indígena José Marcolino (Pacaraima), Presidente Castelo Branco e José Vieira de Sales Guerra (Caracaraí), José de Alencar (Rorainópolis), Padre José Monticone (Mucajaí) e Geraldo da Silva Pinto (Alto Alegre).

 

Serão alcançados inicialmente 8.825 estudantes nesta primeira etapa. Até 2024, mais 139 escolas devem concluir o ciclo de implementação. Para auxiliar a equipe gestora das escolas, a Seed promove uma série de oficinas de formação e qualificação curricular.

 

Os componentes curriculares “Eletivas” e “Projeto de Vida”, que estão inseridos na parte flexível da nova matriz curricular na 1ª série do Ensino Médio e a ampliação da carga horária anual, que passou de 800 horas para mil horas, são algumas das mudanças do novo modelo de ensino, trazidas pela Lei 13.415 de 2017.

 

DOCUMENTO CURRICULAR

 

A BNCC (Base Nacional Comum Curricular) é um documento de caráter normativo, que define o conjunto de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidades da Educação Básica. Sua implementação ocorre em todo o Brasil.

 

Em Roraima, o DCRR foi construído à luz das diretrizes estabelecidas na BNCC e é um instrumento estadual que direciona as políticas públicas educacionais e o currículo a ser ministrado em todas as escolas das redes estadual e municipal, tendo como foco os direitos de aprendizagem e a formação integral do aluno.

 

No Estado, o processo de implementação da BNCC e DCRR ocorre mediante regime de colaboração entre Consed (Conselho Nacional de Secretários de Educação), Seed e Undime-RR (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação de Roraima).

Avalie este item
(0 votos)

Com editais a serem lançados em breve, a Faperr (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Roraima) realizou na manhã desta quarta-feira, 19, no auditório da UERR (Universidade Estadual de Roraima), uma apresentação de todos os programas que serão executados a partir de 2023 a professores, alunos e toda a sociedade.

 

Estiveram presentes o diretor técnico Carlos Borges e os assessores técnicos Elemar Favreto, Josias Silva e Gabriel Carvalho representando a Faperr. Eles exibiram os 15 programas já constituídos pela fundação, além do Programa Centelha, criado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e, que será coordenado pelo órgão em Roraima.

 

De acordo com o vice-reitor da UERR, Cláudio Travassos Delicato, a criação da Faperr representa um marco para o Estado. “Estamos vivendo um período histórico, onde hoje já podemos contar com os trabalhos da fundação, algo que era um pedido antigo de todos nós. Hoje estamos conhecendo os programas e, sem dúvidas, vamos colaborar para o desenvolvimento da pesquisa”, afirmou Delicato.

 

Para o assessor técnico Elemar Favreto, a apresentação dos programas e o retorno dos pesquisadores da UERR é fundamental para a melhoria e desenvolvimento dos editais.

 

“Entender melhor o ambiente de pesquisa e o ecossistema de inovação de Roraima é uma das funções da Faperr nesse momento de implantação dos trabalhos, de modo a desenvolver programas que sejam mais adequados e adaptados à realidade roraimense e respondendo às demandas sociais, econômicas e de pesquisa do Estado”, destacou.

 

CENTELHA RORAIMA

 

De início, o Programa Centelha, desenvolvido em todo o País, já está em sua segunda edição, e é o programa mais consolidado pelo órgão até o momento.

 

Com edital que será lançado em breve no Estado, o Centelha Roraima visa estimular a criação de empreendimentos inovadores, a partir da geração de novas ideias, e disseminar a cultura do empreendedorismo inovador em todo território nacional, incentivando a mobilização e a articulação institucional dos atores nos ecossistemas locais, estaduais e regionais de inovação do país.

 

Além disso, o Programa visa contribuir para ampliação da quantidade e melhoria da qualidade das propostas de empreendimentos de base tecnológica submetidas aos ambientes promotores de inovação existentes no país, tais como incubadoras e aceleradoras de empresas, espaços de coworking, laboratórios abertos de prototipagem, parques e polos tecnológicos, entre outros.

 

OS PROGRAMAS

 

São 15 programas já construídos pela Faperr e os editais previstos para o ano que vem, que contemplará diversas áreas do conhecimento. Projetos como pró-solos/águas, pró-equipamentos, pró-ciencia, pró-educação, além de subprogramas com abrangência nas áreas de inovação, saúde e segurança, para estudantes da educação básica, realização de eventos, indústria, biodiversidade, entre outros. Para mais informações, basta acessar o site oficial da Faperr.

Avalie este item
(0 votos)

Nesta quarta-feira, 19, o governador Antonio Denarium, juntamente com o Ministro de Minas e Energia, Adolpho Sachsida, o presidente da Eletrobrás, Wilson Ferreira Júnior e demais autoridades participaram da solenidade de concretização de acordo para a interligação Manaus – Boa Vista do linhão de Tucuruí. O evento ocorreu no Palácio Senador Hélio Campos.

 

A linha de transmissão, esperada há 30 anos pela população, vai interligar Roraima ao SIN (Sistema Interligado Nacional). A subestação será construída na BR-174, na região do Monte Cristo, zona rural de Boa Vista.

 

Quando o governador Antonio Denarium assumiu o Estado, ainda quando interventor em dezembro de 2018, o projeto do linhão estava parado no STF (Supremo Tribunal Federal). A partir daí, o Governo de Roraima e o Governo Federal, trabalharam em parceria para que as obras finalmente acontecessem.

 

Em agosto deste ano, a Justiça revogou a suspensão da obra. Com a decisão, foram reiniciadas as negociações com as comunidades da terra indígena waimiri-atroari, por onde passará a linha de transmissão de energia elétrica.

 

“Gostaria de agradecer ao presidente Bolsonaro pela parceria e pelo apoio para que essa obra fosse iniciada. Essa nova fase vai permitir a Roraima um marco muito importante para o desenvolvimento de toda a Região Norte, que será concluída ainda no nosso próximo mandato”, reforçou Denarium.

 

HISTÓRICO E PROGRESSOS

 

Roraima é o único Estado brasileiro não integrado ao Sistema Interligado Nacional, um conjunto de instalações e de equipamentos que possibilitam o suprimento de energia elétrica nas regiões do País que estão conectadas à rede.

 

Em março de 2019, houve o corte da transmissão de energia da Venezuela, e Roraima passou a obter energia elétrica somente de suas termelétricas, com um consumo diário variável entre 700 a 1.100 mil litros de combustível.

 

Anteriormente, em 2021, o presidente da República, Jair Bolsonaro, veio a Roraima e concedeu a autorização de instalação e a licença ambiental. Essas obras foram aprovadas pelo Conselho de Defesa Nacional. No entanto, foi importante trabalhar pela via de negociação com os povos indígenas waimiri-atroari, estabelecendo um acordo judicial para compensação ambiental no valor de R$ 90 milhões.

 

O ministro de Minas e Energia, Adolpho Sachsida, acredita que além do aspecto econômico, social e ambiental, essa obra tem o aspecto moral. “Roraima é um importante estado da nossa Federação e tem que estar ligado ao sistema energético. Ou seja, vamos ter uma energia limpa, segura e barata para a população”, disse.

 

A OBRA

 

Segundo o Ministério de Minas e Energia, nos próximos 36 meses, serão construídos cerca de 715 km de linha de transmissão. Deste total, 425 km passarão pelo estado de Roraima e 290 km no Amazonas, margeando a BR-174, rodovia federal que liga as duas capitais brasileiras.

 

Com a obra, haverá a redução de custo para os consumidores de todo país, a ampliação da segurança do atendimento à capital Boa Vista e a redução do uso de combustíveis fósseis. “O empreendimento constitui a maior ação ambiental do Ministério de Minas e Energia, com a redução de geração de energia elétrica de fontes de combustíveis fósseis, além de gerar mais de 4 mil empregos diretos e indiretos”, detalhou Sachsida.

 

Para a presidente da Fier (Federação das Indústrias do Estado de Roraima), Izabel Itikawa, é importante destacar a importância da obra do Linhão de Tucuruí para a indústria roraimense.

 

“Hoje esperançosamente recebemos esse acordo com muita alegria e motivação de que vai alavancar economicamente o nosso Estado. Além disso, vai trazer novos investidores que, por meio dessa notícia, podem comprovar a mudança da matriz econômica em Roraima”, complementou.

Avalie este item
(0 votos)

O Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima) divulgou um novo edital com os nomes de selecionados no projeto social CNH Cidadã, que também estão sendo convocados para que comprovem os dados cadastrais.

 

Os beneficiários são da capital Boa Vista e de outros municípios do Estado. A relação com os nomes selecionados está disponível no site do Detran, por meio do link do edital com a divulgação da seleção.

 

Os contemplados devem comparecer entre os dias 20 de outubro a 4 de novembro de 2022, das 8h às 14h, no salão de atendimento na sede do Detran-RR, na avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, nº 4214, bairro Aeroporto.

 

O diretor de Controle de Condutores e Veículos do Detran-RR, Diego Aragão, informou que os contemplados que residem nos municípios do interior do Estado, podem entregar a documentação nas sedes das Ciretrans de seus municípios ou no mais próximo.

 

“O prazo de entrega para os beneficiários do interior é o mesmo de Boa Vista. Ou seja, das 8h às 14h entre os dias 20 de outubro a 04 de novembro de 2022”, ressaltou Aragão. 

 

O não comparecimento ao local no prazo estabelecido, bem como a não comprovação dos dados informados no ato da inscrição, implicará na eliminação do candidato do projeto social CHN Cidadã.

 

No ato da comprovação dos dados cadastrais, o selecionado deverá informar 1ª, 2ª e 3ª opção para a categoria de CNH pretendida (A, B ou AB).

 

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), iniciou no último mês de setembro a Missão Baixo Rio Branco de Subsistência Extrativista e Produção Agrícola. A pesquisa em campo forneceu dados da realidade comunitária ribeirinha, que vão fomentar novas políticas públicas de desenvolvimento sustentável.

 

Ao todo, foram visitadas 16 comunidades: Bela Vista, Cachoeirinha, Caicubi, Canauani, Floresta, Itaquera, Lago Grande, Panacarica, Remanso, Sacaí, Samaúma, Santa Maria do Boiaçú, Santa Maria Velha, Terra Preta e Xixuaú.

 

As comunidades analisadas permeiam as margens dos rios Branco, Várzea do Negro, Jufari e Jauaperi, nos municípios de Rorainópolis e Caracaraí.

 

“Realizamos um diagnóstico socioeconômico nestas localidades verificando as atividades de produção primária, onde é comum o plantio de açaí, bananas, castanha-do-brasil, pescado, macaxeira, milho, feijão, melancia, pupunha e cupuaçu como modelos de subsistência”, explicou o engenheiro agrônomo Vanderson Mesquita.

 

Em Santa Maria do Boiaçu, com intuito de atender os serviços rurais na localidade, o Governo do Estado disponibilizou um trator na casa de apoio do Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural). Na oportunidade, o produtor Alexandro Barroso observou a necessidade de mais implementos agrícolas operacionais para desenvolver a produção comunitária.

 

“Com a chegada do trator, daremos continuidade a abertura das áreas de plantio, mas ainda necessitamos de mais e, principalmente, da atenção política recuperando 17 quilômetros de vicinais, que hoje está intrafegável, inviabilizando o escoamento da nossa produção”, disse Barroso.

 

Na comunidade Santa Maria Velha, em Rorainópolis, o pescador Antônio Batista pediu a atenção das secretarias municipal e estadual com a agricultura familiar. “Onde vivemos, o acesso continua remoto. Aqui ainda precisamos de água tratada, estradas, eletricidade e conexão permanente”, reforçou.

 

Para o titular da Seadi, Emerson Baú, o diagnóstico realizado no Baixo Rio Branco subsidiará projetos de subsistência produtiva na região. “O Governo atenderá as necessidades rurais e de infraestruturas nas comunidades ribeirinhas fomentando produção de arroz, milho, suinocultura, avicultura, criação de casas de farinha, fábrica de gelo, além de assistência técnica, acompanhando a evolução de projetos de curto, médio e longo prazo. É um compromisso do governador Antonio Denarium com quem produze e gera renda no Estado”, concluiu.

 

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), tem reforçado cada vez mais a importância da prevenção e diagnóstico precoce das IST's (Infecções Sexualmente Transmissíveis), em especial a sífilis.

 

Entre o ano de 2021 até a segunda semana de outubro de 2022, o estado registrou 1.131 casos confirmados de sífilis, sendo 754 casos em gestantes. A doença é transmitida por meio do ato sexual sem uso de preservativo, podendo também ser repassada durante a gestação ou no parto.

 

“Em razão desses números, pedimos para que as pessoas estejam atentas aos sinais, principalmente as gestantes, de maneira que possamos fazer o tratamento e evitar a sífilis congênita”, destacou a gerente do NCDST/AIDS (Núcleo Estadual de Controle das DST/AIDS), Sumaia Dias.

 

A sífilis é uma infecção causada pela bactéria Treponema pallidum, podendo se manifestar de várias formas. A transmissibilidade é ainda maior nos estágios primário e secundário da infecção.

 

Em formas mais graves da doença, como no caso da sífilis terciária, se não houver o tratamento adequado, pode causar complicações graves como lesões cutâneas, ósseas, cardiovasculares e neurológicas, podendo levar à morte.

 

PERIGO NA GESTAÇÃO

 

Sumaia ressalta ainda que a infecção pela sífilis pode colocar em risco não apenas a saúde do adulto, como também a de bebês durante a gestação. O acompanhamento das pacientes e parceiros sexuais durante o pré-natal é fundamental para prevenir a transmissão para a criança.

 

“No dia de Combate à Sífilis e Sífilis congênita, que é comemorado hoje, dia 19, nós pedimos que a população procure os métodos de prevenção para a sua vida. Nisso, nós temos o uso de preservativos, seja o masculino ou feminino, que é o insumo mais eficaz para que a pessoa não adquira uma IST e que pode ser encontrado em qualquer unidade básica de saúde”, completou.

 

Vale lembrar ainda que além da distribuição de preservativos, o NCDST/AIDS também realiza o teste rápido e a orientação para o usuário em ações de saúde, como forma de sensibilizar a população sobre os riscos das DTS’s. 

 

“O resultado destes testes demora 20 minutos, e tendo resultado positivo, o usuário pode buscar ajuda em alguma unidade básica de saúde para assegurar o seu tratamento”, finalizou Sumaia.

Avalie este item
(0 votos)

Nesta quinta-feira, 20, o canal do YouTube OlimpíadaLP Cenpec realiza a live “Relatos do Norte – Saberes na Prática: Convite à Partilha”. Professores de língua portuguesa da Rede Estadual de Ensino podem participar.

 

O encontro virtual será às 17h (horário local) e tem o objetivo de celebrar aprendizagens sobre o relato de práticas, encerrando o ciclo de formação do ano de 2022 do Programa da Olimpíada de Língua Portuguesa – escrevendo o futuro.

 

Durante o ano, ocorreram três encontros formativos divididos por regiões. Roraima sediou o primeiro, Tocantins o segundo, e o Amazonas o terceiro evento.

 

“O Programa é destinado a todos os professores de língua portuguesa da rede pública. Todos os professores interessados podem participar. A formação deste ano veio com uma roupagem nova porque foi realizada por meio de lives”, afirmou a coordenadora estadual da Olimpíada de Língua Portuguesa, Elenice Pereira Prado.

 

COMO SE INSCREVER

 

Até o momento, apenas seis professores se inscreveram. O link de inscrição está aberto por meio do link do Google Formulários.

 

COMO ASSISTIR

 

Durante a transmissão, haverá a palestra “O diário de leituras e a dimensão narradora dos sujeitos: reflexões em torno de práticas autorais de leitura e escrita”, além de uma conversa com as professoras Edzélia da Silva Moreira, do Amazonas, e Gilcélia Amaral Mendes, do Pará, que mostrarão suas reflexões sobre a formação e o processo da escrita. 

 

Todos os participantes receberão certificados de participação. A live será transmitida por meio do endereço do link do YouTube, às 17h de quinta-feira, 20.

 

O PROGRAMA

 

O Programa de Formação Escrevendo o Futuro, ocorreu, no ano de 2022 de forma diferenciada, por regiões e lives interativas.

 

A proposta era relatar os trabalhos desenvolvidos por professores de Língua Portuguesa da rede pública com um dos gêneros da Olimpíada Brasileira de Língua Portuguesa, que envolve poemas, memórias literárias, crônicas, documentários e artigos de opinião.

Avalie este item
(0 votos)

A Codesaima (Companhia de Desenvolvimento de Roraima) iniciou, nesta segunda-feira, 17 de outubro, o atendimento do programa de regularização urbana Aqui Tem Dono, do Governo de Roraima, nos conjuntos habitacionais Caçari l, Caçari ll e Monte Roraima.

 

A ação deve atingir 198 moradias sendo: são no 40 casas no Caçari l; 82 casas no Caçari ll; e 76 apartamentos no conjunto Monte Roraima.

 

Os moradores foram notificados a comparecerem até sexta-feira, 21, na Escola Estadual Vitória Mota Cruz, na rua Zacarias Mendes Ribeiro, n° 1344, no bairro Paraviana, no horário das 14h às 18h.

 

No local, são analisados os documentos solicitados como: RG e CPF (original e cópia); comprovante de residência (original e cópia); certidão de casamento (original e cópia); matrícula do imóvel, caso tenha (original e cópia) e carteira de vacinação contra Covid-19 para isenção de tarifas.

 

No caso do primeiro mutuário, aquele primeiro proprietário do imóvel, é preciso apresentar a cópia do contrato de compra e venda firmado com a Codesaima (ou o Banco de Roraima, a instituição financeira responsável pela transação na época de lançamento do empreendimento).

 

Do segundo comprador em diante, deve ser apresentada a cópia do recibo ou contrato de compra e venda, particular e/ou procuração pública.

 

Nestes empreendimentos, muitos moradores já conseguiram, através da Justiça, a escritura pública de seus imóveis em processos longos e onerosos. Os remanescentes que estão sendo chamados, terão a oportunidade de abrir o processo de transferência da moradia, que ainda está no nome da Codesaima para o seu, de maneira rápida e gratuita.

 

A coordenadora da campanha, Jaíra Monteiro, falou do atendimento dos moradores dos conjuntos habitacionais. “Lembramos que temos uma equipe na sede da Codesaima recebendo todo e qualquer requerimento de todos os conjuntos pertencentes à carteira da Codesaima”, disse.

 

OUTROS BAIRROS

 

O Governo de Roraima já levou o Aqui Tem Dono para moradores dos bairros Alvorada e Equatorial e os conjuntos habitacionais Caimbé l e ll em duas ações durante o mês de agosto. A ação também ocorreu para beneficiários de 1200 casas dos conjuntos habitacionais Caimbé I e Caimbé II.

 

Foram mais de 600 declarações de posse para moradores de conjuntos habitacionais construídos desde 1979, e a entrega de mais de 2 mil títulos rurais e urbanos em parceria com o Iteraima (Instituto de Terras e Colonização de Roraima).

 

Avalie este item
(0 votos)

Estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental e da 1ª série do Ensino Médio de Roraima podem participar do Desafio Nacional “SouTEC”. As inscrições seguem até o dia 23 de outubro.

 

O SouTEC é um aplicativo desenvolvido pelo MEC (Ministério da Educação), por meio da Setec (Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica), que busca auxiliar jovens e estudantes na escolha de cursos técnicos e carreiras, de acordo com o seu perfil, inclusive apresentando cursos que lhe atendem nas proximidades de sua residência.

 

O Desafio “SouTEC” é um concurso técnico-cultural que tem o objetivo de ampliar o acesso ao aplicativo e mobilizar estudantes a pensarem em estratégias que estimulem o uso do mesmo. A iniciativa do MEC é feita em parceria com o Núcleo de Excelência em Tecnologias Sociais da UFA (Universidade Federal de Alagoas).

 

Para participar, os alunos interessados devem enviar propostas que incentivem o uso do aplicativo SouTec. Propostas para novas funcionalidades de imagem, acesso e inclusão também serão aceitas.

 

“Cada proposta será avaliada por quatro membros da comissão de avaliação, dois da Setec/Mec e dois do Núcleo da Ufa. Eles pontuarão individualmente cada um dos cinco critérios especificados em edital, considerando a pontuação de 0 a 3, obtidas pela proposta. O resultado final será feito por meio da soma das pontuações”, explicou o coordenador da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), professor Augusto de Oliveira.

 

O resultado do concurso está previsto para divulgação no dia 11 de novembro.

 

INSCRIÇÃO

 

A inscrição é gratuita e pode ser feita por meio do formulário disponível no link do Google Formulários.

 

Já o edital completo com todas as informações está disponível no site oficial do MEC.

 

O APLICATIVO

 

Visando orientar o estudante que está ingressando no Ensino Médio a escolher uma carreira, o aplicativo SouTec foi lançado com ferramentas que podem facilitar esta decisão, como o teste de orientação profissional que ao final, mostra o perfil profissional que mais se identifica com o estudante.

 

O aplicativo Soutec pode ser baixado gratuitamente por download em equipamentos com sistema Android ou iOS.

Avalie este item
(0 votos)

A Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação) recebeu, nesta terça-feira, 18, a primeira remessa de insumos que beneficiam 41 famílias produtoras de pescado no PA Nova Amazônia, em Boa Vista, e Vila Nova Esperança, no Bonfim.

 

O objetivo do Governo de Roraima é ampliar a verticalização da piscicultura em todo o Estado, possibilitando autonomia econômica aos pequenos produtores.

 

Segundo o coordenador de aquicultura e pesca, Wolney Costa, a ração chegará nas localidades já nos próximos dias. “Esta é a primeira etapa do projeto que vai alimentar a criação de peixes de cativeiro do início até sua retirada com peso ideal para comercialização. E dentre os peixes estão o tambaqui e matrinxã, além de outros”, destacou.

 

O projeto é um incentivo do Governo de Roraima com a Agricultura Familiar fomentado políticas públicas que geram renda e trabalho nos setores produtivos. “A piscicultura tem conquistado seu espaço na Agricultura Familiar, beneficiando a sustentabilidade do povo do campo, das grandes cidades e dos bichos. Nesse intuito, logo daremos andamento às etapas seguintes, além dos demais projetos da piscicultura”, reforçou o secretário Emerson Baú.

 

Para o governador Antonio Denarium, além da piscicultura, a economia roraimense vem expandindo seus negócios também na fruticultura, citricultura, suinocultura, avicultura, bovinocultura e outros.

 

“Nossos esforços com a produtividade em Roraima é uma realidade que amplia o desenvolvimento de todos. E dentro da piscicultura ainda vamos promover mais trabalho e renda também com a construção de novos tanques para o produtor expandir sua criação, alimentar sua família e comercializar seus excedentes, garantindo assistência técnica no trato alimentar, e melhorar as condições para criar pescado com suporte da Seadi e do Iater [Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural]”, finalizou.

Avalie este item
(0 votos)

Com o objetivo de capacitar agentes públicos em todo o País para o combate eficaz ao crime organizado, a Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública) deu início nesta terça-feira, 18, à capacitação e treinamento para o combate à corrupção e à lavagem de dinheiro.

 

Ao todo, 61 pessoas participam da capacitação, dentre eles oito policiais civis de Roraima. O treinamento ocorre na sede da Polícia Federal em Boa Vista, e encerra no próximo dia 21.

 

A iniciativa é feita por meio do DRCI (Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional, do MJSP (Ministério da Justiça e Segurança Pública), em parceria com a Polícia Federal.

 

O delegado-geral da Polícia Civil de Roraima, Eduardo Wayner, participou da abertura do treinamento e destacou a importância desta capacitação ser aplicada em Roraima aos agentes públicos.

 

“Este treinamento já capacitou mais de 26 mil agentes públicos em todo o País e serve para fortalecer as habilidades necessárias para a adoção de medidas preventivas na condução de investigações, além da troca de experiência entre as instituições”, destacou.

 

PLANO INTEGRADO

 

O curso faz parte do PNLD (Programa Nacional de Capacitação e Treinamento para o Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro) como meta da ENCCLA (Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro).

 

O objetivo é criar um plano integrado de capacitação e treinamento de agentes públicos, orientar a sociedade, e otimizar a utilização de recursos públicos, promovendo a cultura de prevenção e combate à corrupção e à lavagem de dinheiro no Brasil.

 

A capacitação consiste em articular os órgãos e a sociedade civil que atuam, direta ou indiretamente, na prevenção e combate à corrupção e à lavagem de dinheiro, com o objetivo de identificar e propor ajustes aos pontos falhos do sistema antilavagem e anticorrupção.

 

Ao longo do treinamento, serão aplicadas aulas teóricas, como prevenção à fraude documental, a perícia criminal no combate à lavagem do dinheiro, inteligência financeira, técnicas de investigação, dentre outros, bem como a apresentação de casos práticos.

Avalie este item
(0 votos)

O CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar de Roraima) registrou aumento no número de ocorrências relacionadas à captura de animais domésticos no Estado.

 

Segundo dados estatísticos da corporação, entre o início de janeiro e o final de setembro deste ano, foram registradas 188 ocorrências envolvendo captura de animais domésticos. No mesmo período do ano passado, o CBMRR havia realizado o atendimento de 112 ocorrências envolvendo captura e/ou remoção de animais.

 

“Percebemos um aumento de 67,8% no número de ocorrências envolvendo animais domésticos. Geralmente são animais que fogem das residências ou que adentram em locais de difícil acesso e não conseguem sair”, disse o tenente Natan Mesquita, comandante da Companhia de Busca e Salvamento do CBMRR.

 

O CBMRR realiza a captura dos animais domésticos que estão em situação de risco ou ameaçando a população, seja dentro ou fora das residências.

 

“Quando os tutores são localizados, os animais são devolvidos. Quando não, direcionamos o animal para ONGs, Centro de Zoonoses, etc”, completou Mesquita.

 

O número de ocorrências registradas entre janeiro e setembro de 2022 também supera o registrado nos anos de 2019 e 2020, mesmo quando considerado anos completos. Nos anos citados, foram registradas, respectivamente, 117 e 123 ocorrências.

 

EM 24 HORAS

 

O Corpo de Bombeiros Militar de Roraima realizou, nesta segunda-feira, 18, a captura de três animais domésticos em Boa Vista.

 

As duas primeiras envolveram a captura de cães da raça pitbull que estavam em via pública. A terceira envolveu a captura de um gato que havia caído em uma fosse séptica. O animal foi retirado e entregue aos cuidados dos tutores.

 

O CBMRR orienta a população a entrar em contato com a corporação somente quando que verificar a existência de um animal em via pública ameaçando os populares que transitam pelo local ou em caso de grave risco para o próprio animal.

Avalie este item
(0 votos)

Nesta terça-feira, 18, é comemorado o Dia do Médico, um profissional vital na garantia do bem-estar da população e de pacientes que recorrem às unidades de saúde. Ao todo, Roraima dispõe de 767 profissionais, entre efetivos, seletivados e temporários, segundo levantamento da Sesau (Secretaria de Saúde).

 

“São profissionais que se dedicam com tanto amor, carinho e cuidado com a saúde da nossa população. E nós, enquanto Sesau, seguimos investindo em qualificação e infraestrutura para que eles possam sempre atuar da melhor maneira possível”, destacou a secretária da Sesau, Cecília Lorenzon. 

 

Deste quantitativo, 315 atuam no HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento), a principal unidade de referência do Estado. Eles estão divididos por especialidades, atendendo 24 horas por dia.

 

“É graças ao amor, dedicação e profissionalismo dos médicos que muitas vidas continuarão sendo salvas. Aproveitamos não só para parabenizá-los por esse dia, mas também para agradecer pelos investimentos feitos pelo Governo na infraestrutura, aquisição de materiais e equipamentos, e outros feitos na área de saúde, pois estes trazem qualidade a quem trabalha”, salientou a diretora-geral do HGR, Patrícia Renovato.

 

O professor José de Souza, de 51 anos, é atendido pela cardiologia do HGR há quase dois meses. Ele relatou sobre a boa relação e atendimento humanizado recebido da equipe médica que compõe a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da unidade.

 

“Eu só tenho a agradecer a todos os médicos da unidade, em especial à UTI cárdio. A equipe é humanizada e vou sair daqui levando exemplos de vida”, completou.

Avalie este item
(0 votos)

Na manhã desta terça-feira, 18, servidoras da Seed (Secretaria de Educação e Desporto) participaram de um evento alusivo à campanha Outubro Rosa, no pátio da antiga Escola Estadual Princesa Isabel, no centro de Boa Vista.

 

O encontro de autocuidado sobre a saúde feminina abrangeu um momento cultural com música, café compartilhado e palestra com a médica e diretora do CRSM (Centro de Referência de Saúde da Mulher), Marília Pinto.

 

O evento foi uma iniciativa do DEB (Departamento de Educação Básica), da Dipse (Divisão de Desenvolvimento Psicossocial) em parceria com a Assessoria de Comunicação da Seed.

 

“Nós procuramos neste momento atingir dois pontos de prevenção: o autocuidado, elevando a autoestima e o emocional e quando se busca o cuidado através dos exames. O outro ponto é o equilíbrio e saúde emocional, quando a mulher precisa encontrar apoio em profissionais preparados para ampará-la”, disse a chefe da Dipse, Nazaré Sicsú.

 

Na oportunidade, a palestrante repassou orientações importantes para identificar o câncer de mama palpável e não palpável, e como o Centro de Referência da Saúde da Mulher, localizado no bairro Aparecida, pode ajudar no diagnóstico precoce.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo do Estado concedeu, por meio da Aderr (Agência de Defesa Agropecuária), mais um título no SIE (Serviço de Inspeção Estadual). Desta vez, o registro foi para uma agroindústria familiar produtora de queijo coalho, localizada no município de Mucajaí.

 

A nova empresa foi registrada no SIE sob o selo 121, classificada como queijaria, e está apta a comercializar produtos em todos os mercados de Roraima. O respaldo do serviço de inspeção garante à empresa o comércio legal e para os consumidores um alimento de qualidade e sem risco para a saúde.

 

“A partir de agora, a queijaria fica autorizada a comercializar o seu produto em todo Estado, por atender as exigências do SIE, visando preservar a inocuidade, qualidade e a integridade dos produtos de origem animal, além da saúde pública” afirmou o presidente da Aderr, Marcelo Parisi.

 

De acordo com o gerente de Produtos de Origem Animal do órgão, Diego Costa, o objetivo do título do SIE é dar garantia aos produtos comercializados. “Isso assegura a sanidade e permite um consumo que não cause danos à saúde da população. Já para o produtor, significa a regularização da sua produção, abrindo a oportunidade de atender todos os mercados no Estado, gerando empregos e maior lucro”, disse.

 

O trabalho de inspeção de produtos alimentícios é diário. Eles passam por rigoroso controle de qualidade até chegar à mesa dos roraimenses, por isso, enfatiza o presidente da Aderr, Marcelo Parisi, é importante que o consumidor fique atento para quando for ao mercado, verificar se o produto que irá comprar tenha o selo com o registro do SIE.

 

“O cuidado em observar se carnes, aves, queijos, iogurtes, ovos, mel, tapiocas, paçocas, entre outros produtos em Roraima é feito pela concessão do selo de registro é de suma importância para garantir que os alimentos consumidos não causem danos à saúde”, ressaltou Parisi.

Avalie este item
(0 votos)

Debater desenvolvimento, pesquisa e tecnologia é um dos principais objetivos da XVI Semana Nacional de Ciência e Tecnologia em Roraima, realizada nesta segunda-feira, 17, na UFRR (Universidade Federal de Roraima).

 

O evento será realizado até o dia 23 de outubro, no auditório de Ciências Biológicas da UFRR. O encontro é aberto para a comunidade escolar como alunos e professores da educação básica, técnica, tecnológica e sociedade roraimense.

 

A Faperr (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Roraima) participou do debate, representada pelo presidente da instituição, Pedro Cerino, além de professores e alunos de diversos cursos de graduação.

 

Com o tema “Bicentenário da Independência: 200 anos de ciência, tecnologia e inovação no Brasil - Da Independência do Brasil à Emancipação Tecno-científica do Estado de Roraima”, os participantes divulgaram os resultados científicos produzidos por instituições de ensino de Roraima, valorizando as conquistas alcançadas por pesquisadores do Estado.

 

Para Cerino, a XVI Semana Nacional de Ciência e Tecnologia traz mais possibilidades de inovação e evidencia pesquisas realizadas em Roraima. “É um ótimo evento, que sem dúvidas só engrandece nossa pesquisa. A Faperr está de braços abertos para futuros apoios e programas que serão realizados em breve”, afirmou.

 

EMPREENDEDORISMO

 

A 5ª edição da Semei (Semana de Empreendedorismo e Inovação), realizada pelo IFRR (Instituto Federal de Roraima) teve início nesta quarta-feira ,17, com o tema “Fomentar Educação Empreendedora e Inovação dos Servidores e Estudantes do IFRR”.

 

A edição, que será realizada até o dia 21 de outubro, incentiva boas práticas empreendedoras e inovadoras dos setores do instituto. A Faperr foi represenda no evento por assessores técnicos, que fizeram uma apresentação sobre o Programa Centelha, criado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e, que agora está sendo coordenado pelo órgão de fomento recém-fundado em Roraima. 

 

De acordo com o coordenador do Programa Centelha em Roraima, Elemar Favreto, a Semana de Empreendedorismo e Inovação do IFRR é um evento que busca aproximar o mundo acadêmico do mundo empresarial.

 

“É uma oportunidade para que diversas ideias inovadoras possam surgir nas discussões. Nesse sentido, o Programa Centelha Roraima se mostra como um diferencial para o impulsionamento dessas ideias dentro das Instituições de Ciência, Tecnologia e Inovação de Roraima", destacou Favreto.

Avalie este item
(0 votos)

Durante dois dias (18 e 19 de outubro), 825 reeducandos do sistema prisional de Roraima fazem a prova do Encceja (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para Pessoas Privadas de Liberdade ou sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade).

 

As provas iniciaram às 8h, com previsão de término para às 12h. À tarde, das 14h às 19h e o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) é o órgão responsável pela organização.

 

O exame é a oportunidade para que todo jovem ou adulto que não concluiu as etapas escolares na idade certa possa obter o diploma do Ensino Fundamental ou Médio e dar continuidade em sua vida escolar.

 

Do total de inscritos no sistema prisional de Roraima, 454 são para o nível fundamental e 371 para o nível médio. A Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania) juntamente com a Seed (Secretaria de Educação e Desporto) tem trabalhado para ampliar a oferta de educação dentro do sistema prisional. “Com essa nossa estratégia, podemos observar o avanço por meio dos dados comparativos dos inscritos nos anos anteriores”, reforçou o secretário de Justiça e Cidadania, André Fernandes.

 

Segundo ele, em 2017 foram 59 inscritos; em 2018, foram 67; em 2019 foram 177 e em 2020, 520 inscritos no Encceja. “O que corresponde um aumento de 58% comparado a última inscrição do Encceja realizado em 2020”, detalhou.

 

AS PROVAS

 

Para o Ensino Fundamental serão quatro provas objetivas que avaliarão as seguintes áreas:  prova I: Ciências Naturais, prova II: Matemática, prova III: Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física e Redação e prova IV: História e Geografia.

 

As provas de Ensino Médio serão abordadas as seguintes áreas:  prova I: Ciências da Natureza e suas Tecnologias, prova II: Matemática e suas Tecnologias, prova III: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Redação e prova IV: Ciências Humanas e suas Tecnologias.

 

As disciplinas mudam de acordo com o nível de ensino (Fundamental ou Médio) e as provas são distribuídas nos dois turnos.

 

SOBRE O ENCCEJA

 

A participação no Encceja é voluntária, gratuita e destinada a jovens e adultos que não concluíram os estudos na idade apropriada para cada etapa de ensino, desde que tenham, no mínimo, 15 anos completos para o ensino fundamental e, no mínimo, 18 anos completos, no caso do Ensino Médio, na data de realização do exame.

 

As provas do Encceja têm o mesmo nível de dificuldade do Encceja regular. A única diferença está na aplicação, que ocorre dentro de unidades prisionais e socioeducativas indicadas pelos respectivos órgãos de administração prisional e socioeducativa de cada unidade da Federação.

 

O Encceja é uma avaliação para aferição de competências, habilidades e saberes de jovens e adultos. Dessa forma, estabelece uma referência nacional de avaliação para esse público, tendo, assim, uma relevância multidimensional para a educação brasileira.

 

Para ser aprovado é preciso atingir o mínimo de 100 pontos em cada área de conhecimento do Encceja e obter nota igual ou superior a 5 pontos na prova de redação.

 

Para realização da prova foi montado todo uma estrutura de segurança pela direção de cada unidade prisional com apoio dos Policiais Penais. Durante a aplicação da prova foram mantidos todos os protocolos de segurança contra o covid-19, buscando atender as orientações e prevenção contra o vírus.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima deu início às obras de pavimentação nas ruas do bairro Pedra Pintada, em Boa Vista. A região também recebe os serviços de drenagem, totalizando 2.655.20 metros. Além disso, os serviços abrangem o esgotamento sanitário, com extensão de 6.961m e passeio com acessibilidade que terá ao todo 11.112,8 m².

 

“Aqui no bairro Pedra Pintada está sendo colocado asfalto, esgoto, água tratada, calçadas, meio fio, drenagem, sarjetas, acabando com todos os problemas dessa localidade. Além do mais, estamos entregando títulos definitivos no bairro. É o Governo do Estado trabalhando e levando dignidade para o nosso povo”, destacou o governador Antonio Denarium.

 

Segundo Denarium, o Governo vai investir ainda mais em infraestrutura levando dignidade aos moradores, e, em breve, terão uma escola estadual.

 

“O Pedra Pintada nunca mais será o mesmo. Estamos beneficiando mais de 10 ruas, fazendo drenagem profunda com urbanização completa, calçada, meio-fio, sarjeta e canteiro central. É um trabalho que muda totalmente a realidade do local. As casas passam a valer mais e as pessoas têm mais qualidade de vida”, destacou o secretário de Infraestrutura Edilson Damião.

 

Entre as ruas contempladas estão: ABC, Topázio, Olho de Tigre, Jaspe, Pérola, Quartzo e Cristal, além da avenida Amazonita.

 

Para a moradora Nilmara Melo com a obra de pavimentação o bairro terá mais valorização. “Aqui era intrafegável,uma verdadeira lagoa. Agora tenho certeza que muitas pessoas terão mais interesse em vir morar aqui. Posso dizer que Antônio Denarium meteu a mão no arado, e disse aqui eu vou construir e trazer desenvolvimento. E ta aí, mostrando que o  trabalho continua”, afirmou.

 

No total, serão investidos R$ 19.056.249,21 que foram viabilizados por meio de emenda parlamentar do deputado federal Carlos Nicoletti.

 

“Quero agradecer ao Governo, pois fez questão de aprovar essa emenda parlamentar para trazer melhoria e qualidade de vida as pessoas do bairro, que há muitos anos sofriam para se deslocar, pois as ruas eram poças da água. Agora o cenário é outro, o governo está dando dignidade a milhares de família”, ressaltou Nicoletti.

 

Avalie este item
(0 votos)

Garantir saúde para todas as pessoas, dando a assistência necessária aos 15 municípios do Estado. É com esse objetivo que o Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), vem investindo na ampliação da capacidade de imunização da população roraimense.

 

De janeiro até o dia 14 de outubro deste ano, o Estado realizou a distribuição de quase dois milhões de insumos, como vacinas e soros, tudo com o intuito de reforçar as salas de vacinas existentes em Roraima.

 

A gerente do NEPNI (Núcleo Estadual do Programa Nacional de Imunização), Simirames Lopes, explicou que na rede de frio são recebidas as vacinas. “Elas [vacinas] são armazenadas e distribuídas aos municípios com qualidade e excelência, dentro dos padrões preconizados pelo Ministério da Saúde”, ressaltou.

 

Além do envio de insumos, o NEPNI também tem sido responsável por promover orientação aos profissionais de saúde, graças à realização de capacitações sobre a eficiência da vacinação e combate às notícias falsas.

 

“Desde abril deste ano, nós capacitamos os 15 municípios em salas de vacinação, além dos DSEIs [Distrito Sanitário Especial Indígena] Leste e Yanomami. Houve sensibilização desses técnicos para buscar o público-alvo com o objetivo de manter o cartão de vacina atualizado, porque observamos que há um descrédito em relação às vacinas, por conta da disseminação de fake news”, ressaltou.

 

MONITORAMENTO

 

A Campanha contra a Poliomielite e Multivacinação segue até o final deste mês, conforme determinação do Ministério da Saúde. Até o momento, Roraima aplicou 16.551 doses de vacinas, o que equivale a cobertura vacinal de 33,23%. Os dados são parciais e estão em constante atualização.

 

Cabe destacar que os municípios são responsáveis pela execução das campanhas junto ao público-alvo, sem desconsiderar ainda o papel dos pais na responsabilidade em vacinar os filhos, evitando a reintrodução de doenças já consideradas erradicadas no país.

 

Paralelamente, a CGVS (Coordenação Geral de Vigilância em Saúde), órgão da Sesau, tem executado algumas atividades nas chamadas cidades gêmeas das fronteiras de Roraima, como a vacinação simultânea em Pacaraima e Bonfim, municípios vizinhos de Santa Elena de Uairén (Venezuela) e de Lethem (Guiana), respectivamente.

 

As atividades nessas localidades iniciam no dia 2 de novembro e se encerram no dia 12, beneficiando ainda a área indígena que é assistida pelos DSEI Leste e Yanomami.

Avalie este item
(0 votos)

Esta segunda-feira, 17, é o último dia para se inscrever na oficina de formação para professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual sobre o Novo Ensino Médio em Roraima, promovida pelo Ceforr (Centro Estadual de Formação de Profissionais da Educação de Roraima), da Seed (Secretaria de Educação e Desporto).

 

As vagas são para três oficinas de capacitação. O público-alvo são professores e coordenadores pedagógicos de escolas que ofertam o ensino médio e para professores de educação física com o intuito de fortalecer seus currículos escolares nas escolas estaduais de Roraima.

 

A oficina “Aspectos Legais e Ressignificação Conceituais do Novo Ensino Médio na Política Educacional da BNCC”. Com carga horária total de quatro horas, a oficina acontece no dia 20 de outubro, das 8h às 12h, de forma presencial, no Colégio Estadual Militarizado Camilo Dias localizado no bairro Liberdade. Para se inscrever, basta acessar o link do Google Formulários.

 

“Essa oficina faz parte de um ciclo de 15 capacitações que o Ceforr está proporcionando aos profissionais do Estado. Elas tratam de planejamento com áreas de conhecimento, planejamento de eletivas e projeto de vida. Estamos na 12ª oficina, e fecha no mês de novembro”, explicou a coordenadora pedagógica do Ceforr, Maristela Pereira.

Avalie este item
(0 votos)

Retomadas no mês passado na rede estadual, as cirurgias bariátricas são os procedimentos mais adequados para tratar quadros de obesidade. A volta do procedimento é mais um compromisso do Governo de Roraima, que não tem medido esforços para atender aos anseios da população.

 

“Atualmente, a cirurgia bariátrica é um método que faz com que você controle melhor essas doenças que são associadas com a obesidade, e ofertar esse procedimento é de vital importância para a saúde da população”, destacou o coordenador do serviço de cirurgia bariátrica do HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento), Gláucio Carneiro.

 

Desde a retomada até o momento, foram realizados sete procedimentos na unidade hospitalar. A tendência é aumentar o fluxo de cirurgias conforme o crescimento da demanda.

 

O coordenador explicou ainda que a obesidade é um mal que pode trazer uma série de riscos à saúde do paciente, tais como pressão alta, diabetes, problemas cardíacos, depressão e até mesmo câncer.

 

“O paciente geralmente perde peso, mas logo em seguida volta a ganhá-los novamente, o que é muito maléfico para a saúde. Na medicina, atualmente, a cirurgia bariátrica é o método de perda de peso mais eficaz, em que a pessoa vai ter uma manutenção do próprio peso”, completou.

 

A empresária Jeanie Lima, de 49 anos, sofreu de obesidade há cerca de duas décadas. Como consequência, acabou adquirindo problemas como hipertensão, pré-diabetes e dores na coluna. Ela tentou perder peso de diversas formas, através de dietas e procedimentos, mas não conseguiu chegar ao peso ideal.

 

Com o retorno das cirurgias bariátricas, a paciente entrou na fila de espera das cirurgias eletivas para realizar o sonho de recuperar a saúde e a autoestima.

 

“Há três meses fizeram contato comigo. Fui para uma consulta com o doutor Gláucio [Carneiro] e ele marcou o procedimento e passou alguns exames para fazer no Coronel Mota. No dia 4 de outubro eu fiz o procedimento, foi uma cirurgia muito boa e tranquila. Fui internada e bem atendida no HGR, muito bem amparada pelos profissionais”, salientou.

 

COMO FUNCIONA?

 

A cirurgia bariátrica costuma ser um procedimento seguro, consistindo em um método menos invasivo ao corpo humano, chamado de videolaparoscopia.

 

“Foi um procedimento rápido, indolor e satisfatório. Realmente é uma coisa de primeiro mundo, muita tecnologia, eu saí da cirurgia sem dor nenhuma, já está até cicatrizando, não aparece mais os furinhos na barriga”, detalhou Jeanie.

 

Para melhores resultados da cirurgia, é preciso tomar bastante alguns cuidados no período pós-operatório, assim como seguir as orientações médicas. A mudança para hábitos mais saudáveis também é um dos passos importantes na recuperação e melhora na saúde do paciente.

 

“Às vezes [os pacientes] depositam tudo na cirurgia, achando que será uma mágica que vai mudar a vida deles, o que é um engano. Por mais que ela perca peso, a tendência é que eles resgatem isso no futuro, caso não se cuidem como devem”, finalizou Carneiro.

Avalie este item
(0 votos)

Instituições da rede estadual de ensino, entre elas, o CME (Colégio Militar Estadual) Coronel PM Derly Vieira Borges, Escola Estadual Euclides da Cunha e Escola Estadual São José, todas em Boa Vista, alcançaram excelentes médias no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) 2021.

O resultado foi divulgado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), no dia 16 de setembro de 2022, e revela um cenário de superação, em meio ao enfrentamento da pandemia de Covid-19. Algumas notas ultrapassaram a média nacional.

O Colégio Militar obteve nota 7.3, a Escola Euclides da Cunha 5,6 e a Escola São José 5,0 para o Ensino Fundamental. O Colégio Militar também obteve a nota 6,4, no Ensino Médio Regular, maior que a média nacional, que é de 5,0.

“Nós atribuímos o resultado satisfatório do Ideb à nossa filosofia de trabalho que é fundamentada no gerenciamento participativo de toda a comunidade escolar. A educação oferecida pelo colégio visa um ensino de qualidade, aliado a disciplina consciente e interativa. É um trabalho realizado a várias mãos e que tem trazido bons frutos”, disse a gestora militar do CME, a major Ana Cláudia de Santana Mourão.

A Escola Euclides da Cunha alcançou a segunda melhor nota entre as escolas de Ensino Fundamental, e a gestora Flávia Coelho afirmou que a colocação tem um grande sabor de vitória.

“Estávamos em pandemia, com alunos em casa, as salas de aula viraram grupos de WhatsApp. No início, não sabíamos o caminho a percorrer, tivemos dificuldades, mas paramos, nos organizamos e, através do modelo guarda-chuva, pudemos realizar uma nova gestão envolvendo funcionários, pais e principalmente as crianças, nossos protagonistas”, disse.  

A gestora da Escola São José, Jeane Soares, destacou o esforço da equipe diante das dificuldades impostas pela pandemia.

“A equipe da Escola São José recebeu com grande alegria o resultado do Ideb, pois saímos da média 4,4 para 5,0, e isso demonstra que, mesmo diante das dificuldades no período da pandemia, a escola privilegiou o esforço conjunto da equipe que buscou desenvolver estratégias com foco na recomposição da aprendizagem e também no acolhimento do professor e dos alunos”, ressaltou.

Vale destacar que os índices nacionais entre as escolas públicas e privadas do País para o Ensino Fundamental, anos finais (6º a 9º ano), foram 5,0 e 6,3, respectivamente. O Ensino Médio Regular no Brasil obteve 5,0, e a rede estadual em Roraima alcançou o índice de 3,9.

 

Região Norte

 

Nos índices regionais, Roraima obteve nota 4,6 para os anos finais (6° ao 9° ano), enquanto a média das escolas públicas da Região Norte foi 4,5. Já para o Ensino Médio, o Ideb ficou em 3,4 na Região, e Roraima alcançou 3,7.

Outras escolas da capital que ofertam o Ensino Fundamental anos finais que merecem destaque com a nota do Ideb são o CEM (Colégio Estadual Militarizado) Irmã Maria Teresa Parodi que obteve 4,9, Escola Estadual Presidente Costa e Silva com a nota 4,7 e Escola Estadual Professora Antônia Coelho de Lucena que alcançou 4,6.

Embora Roraima tenha alcançado bons resultados, algumas unidades de ensino não apresentaram nota do Ideb 2021. Os percentuais de municípios do Estado com Ideb divulgados para o ensino fundamental foram 27%, para os anos iniciais, e 20%, para anos finais. Em 2019, esse percentual foi de 60% e 73% respectivamente.

O fato se deu em razão da necessidade da oferta do ensino remoto durante o período crítico da pandemia da Covid-19 e, como consequência, houve a redução da participação dos estudantes no exame.

A situação atípica do Estado foi esclarecida por meio de uma Nota Técnica publicada pelo Inep.

 

O IDEB

 

O Ideb é um importante indicador utilizado para avaliar a qualidade do aprendizado das escolas do Brasil. Foi criado em 2007 e é realizado em todo o País pelo Inep, a cada dois anos.

O Ideb é calculado mediante os dados de aprovação do Censo Escolar juntamente com as médias de desempenho das provas do Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica).

O Saeb é formado por três avaliações: a Aneb (Avaliação Nacional da Educação Básica), Anresc (Avaliação Nacional do Rendimento Escolar), também conhecida como Prova Brasil, e a Ana (Avaliação Nacional de Alfabetização).

Com esses resultados, o MEC (Ministério da Educação) possui panorama da educação brasileira e, a partir dessas informações, pode elaborar políticas públicas voltadas para a melhoria da qualidade do ensino.

Outras informações sobre o Saeb, bem como os resultados do Ideb, estão disponíveis para consulta no site do Inep: https://www.gov.br/inep/pt-br.

Avalie este item
(0 votos)

Os 324 alunos que concluíram o segundo Curso de Formação da Polícia Penal de Roraima participaram da cerimônia de formatura, na noite deste sábado, 15, no CAF (Centro Amazônico de Fronteira) da UFRR (Universidade Federal de Roraima).

A solenidade marcou o encerramento do curso e contou com a presença de familiares dos novos policiais penais, além de diversas autoridades, entre as quais, o governador Antonio Denarium e o secretário de Justiça e Cidadania, André Fernandes.

Esses alunos fazem parte da turma mais recente de aprovados no concurso público realizado pelo Governo do Estado, por meio da Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania), sendo 86 mulheres e 238 homens. O término do processo de formação é a segunda fase do certame, e a data da nomeação dos concursados ainda será definida.

Com o ingresso deles no serviço público, o efetivo total dos policiais penais do sistema penitenciário passará para 800 servidores, quase o triplo do efetivo existente no início da atual gestão, quando contava com apenas 277 servidores.

O governador Antonio Denarium destacou o trabalho desenvolvido desde o início de sua gestão e os resultados obtidos ao longo de quatro anos.

“O Governo está trabalhando para Roraima ser o primeiro Estado do Brasil a acabar com o déficit carcerário. Esse trabalho vem sendo executado desde o primeiro dia de governo. Na nossa gestão, o sistema prisional está sob controle. Com essa nova equipe de policiais penais trabalhando e com a inauguração dos novos presídios, teremos uma segurança pública modelo para todo o País”, afirmou.

O secretário André Fernandes enfatizou que os novos policiais penais ajudarão principalmente no trabalho de ressocialização dos internos.

“São 324 formandos do curso da Polícia Penal que já estão prontos para integrar nossas fileiras. Eles serão nomeados, lotados em várias unidades e ajudarão principalmente na ressocialização dos internos. Esse é nosso maior dever e a nossa maior função. Teremos nosso quadro completo e conseguiremos oferecer o melhor serviço à sociedade, aos internos do sistema e aos seus familiares”, ressaltou.

 

Curso segue padrão estabelecido pelo Departamento Penitenciário Nacional

 

O secretário-adjunto de Justiça e Cidadania e coordenador-geral do Curso de Formação da Polícia Penal, Hércules Pereira, salientou o processo de instrução baseado na doutrina aplicada pela Espen (Escola Nacional de Serviços Penais). 

“O curso de formação para o ingresso na Polícia Penal é a segunda fase do concurso público. A carga horária total foi de 400h/aula, sendo 80 horas dedicadas ao estágio supervisionado nas unidades prisionais, quando os alunos foram submetidos à rotina desses locais e dos demais setores da Secretaria. Foram empregados cerca de 100 instrutores e formamos os 324 policiais penais, que estão prontos para exercer a função”, explicou.

Ele frisou também a evolução da Polícia Penal do Estado. “A Polícia Penal de Roraima vem passando por uma transformação ao longo dos anos. Todas as unidades prisionais estão reformadas e o policial penal tem hoje uma formação que pode ser considerada uma das melhores do País, voltada para execução da atividade finalística e também da atividade administrativa”, afirmou. 

 

Formandos destacam a conclusão do curso e a expectativa da nomeação

 

A formanda Gislayne Silva, de 33 anos, falou da superação dos obstáculos e da ansiedade de aguardar a nomeação.

“Foram 75 dias de muita luta, muito cansaço e também de muito ensinamento. Aprendemos sobre o sistema, estagiamos e vimos a necessidade de mais servidores dentro das unidades, inclusive para que os projetos de ressocialização sejam ampliados. Concluímos hoje essa etapa e agora esperamos que todos os alunos que se formaram sejam nomeados”, disse.

Thaís Jhennifer Leite, de 29 anos, enfatizou a dedicação durante a preparação para o concurso e a sensação atual de sonho realizado.

“Desde o princípio é uma renúncia que a gente faz. A partir do momento em que você começa a estudar para o concurso, renuncia a momentos com a família e com os amigos, abre mão de tudo para se dedicar a um sonho, e este momento para mim é de realização. Durante o processo de formação, passei por coisas que imaginei que não suportaria. Hoje estou aqui e vejo que é possível. O sonho se tornou realidade. Estou realizada e feliz”, afirmou.

Rodrigo Araujo Carneiro, de 25 anos, mencionou ter alcançado o objetivo de trabalhar na segurança pública.

“Trabalhar na área de segurança pública para mim sempre foi um sonho. Hoje estamos concluindo essa etapa que possibilita ingressar na segurança pública para poder proteger e servir a toda a população. Tivemos muitas aulas teóricas e práticas, estágio dentro das unidades prisionais, para que possamos exercer as atribuições necessárias após a nossa nomeação. Acredito que nossa missão foi cumprida. Estamos muito satisfeitos e esperamos logo o momento de iniciar os trabalhos e contribuir com o Governo de Roraima”, concluiu.

Avalie este item
(0 votos)

Com o apoio do Governo do Estado e organização da FJJER (Federação de Jiu-Jitsu do Estado de Roraima), o Campeonato Norte Internacional de Jiu-Jitsu 2022 reúne mais de mil atletas e ocorre neste sábado, 15, e no domingo, 16, no Ginásio de Esportes Hélio Campos.

Os competidores são de Roraima, do Amazonas, do Pará, da Venezuela e da Guiana, com idades entre 4 e 70 anos.

O governador Antonio Denarium prestigiou o evento e ressaltou a importância do apoio do Governo do Estado ao esporte, em várias modalidades. Ele destacou que, por meio do Projeto Compete Roraima da Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social), 139 atletas estão participando de competições fora do Estado, inclusive, dois atletas estão competindo nos Estados Unidos.

“O Campeonato Norte Internacional de Jiu-Jitsu reúne atletas da Venezuela, da Guiana, do Amazonas, do Pará e de Roraima. São mais de mil atletas participando com o apoio do Governo de Roraima.  Minha gestão tem apoiado o esporte em suas várias modalidades para os atletas participarem de campeonatos regionais, estaduais, brasileiros, sul-americano e mundiais e eles estão trazendo muitas medalhas para Roraima. O nosso compromisso é continuar apoiando todas as atividades esportivas”, disse o governador.

Ele destacou também que os espaços para as práticas esportivas estão sendo revitalizados, para que os esportistas possam ter locais apropriados para treinamentos e competições.

“Estamos reformando todos os ginásios do Estado de Roraima e vai começar também a obra do Totozão. Dentro do Parque Arauá, serão construídos diversos espaços, entre os quais, a pista de atletismo, homologada pela Federação Brasileira de Atletismo”, afirmou.

O diretor do Instituto de Desporto da Secretaria estadual de Educação, Dinaildo Barreto, falou do empenho do Governo do Estado para incentivar o esporte roraimense.

“É sempre muito importante o apoio do Governo nessa parceria com a Federação de Jiu-Jitsu que é o órgão principal que leva esse esporte para fora com essa quantidade de talentos que temos em Roraima. Essa união entre a Federação e o Governo do Estado é muito importante para o desenvolvimento das nossas crianças e dos nossos atletas”, disse.

 

Federação destaca a importância do apoio governamental

 

O diretor técnico da Federação de Jiu-Jitsu e um dos organizadores do campeonato, Daniel Trindade, frisou a importância do apoio do Governo.

“O principal apoiador é o Governo do Estado, que acredita no esporte. Hoje somos uma referência nacional e internacional no jiu-jitsu. É um trabalho que está se concretizando de ano em ano. Com a parceria efetiva do Governo, somos uma referência fora do nosso Estado”, ressaltou.

Ele destacou também o número de atletas inscritos e a perspectiva social da competição.

“Este ano quebramos o recorde de inscrever mil atletas. São 72 academias participantes. Para as inscrições, pedimos dois quilos de alimentos não perecíveis, e a entrada no ginásio é um quilo de alimento não perecível. Vamos reunir todos esses alimentos e depois vamos fazer uma ação social nas academias que atuam com projetos sociais em Roraima”, explicou Trindade.

 

 

Familiares e atletas comentam a participação no campeonato

 

O funcionário da prefeitura de Cantá, Jefferson Vasconcelos, estava acompanhando as filhas Raiane, de 7 anos, e Raimara, de 13 anos, que estão competindo.

 “A minha filha Raiane foi medalha de ouro. É uma satisfação imensa ver nossos filhos se devolvendo por meio do esporte. Agradeço aos organizadores do evento e estou feliz por elas serem de uma academia do município de Cantá”, afirmou.

Aluna do 2º ano da Escola Municipal Tia Ercília, Raiane Vasconcelos estava emocionada com sua medalha de ouro.

“Eu gosto do jiu-jitsu porque é um esporte que desenvolve o físico, e eu amo”, disse.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde, levou neste sábado, 15, atendimentos médicos com clínico geral e especialistas para as servidoras da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação) e seus familiares. A ação ocorreu na sede da Seadi, no bairro São Francisco, beneficiando mais de 400 pessoas.

Alusiva à campanha Outubro Rosa, marcada por atividades afirmativas relacionadas à prevenção e diagnóstico do câncer de mama e do colo do útero, a ação foi realizada durante todo o período da manhã.

Foram ofertadas consultas com otorrinolaringologista, ortopedista, dermatologista, cardiologista, ginecologista, oftalmologista e clínico geral, e 420 pessoas foram atendidas.

“É uma satisfação da Secretaria de Saúde atender a um ofício do secretário Emerson Baú [titular da Seadi), em referência ao “Outubro Rosa”, promovendo a valorização do servidor. Ficamos felizes de trazer esses especialistas e suprir a demanda, valorizando os servidores e seus familiares. Para melhorar o Estado, o funcionalismo precisa estar bem”, ressaltou o servidor do Departamento de Políticas de Saúde Itinerante da Sesau, Genival Ferreira.

A economista Maionara Ribeiro fez consultas e destacou a importância da ação. “Aproveitamos todos os médicos aqui. Fui ao cardiologista, ao dermatologista e ao otorrino. Um atendimento maravilhoso. Uma ação dessa para servidores e familiares nunca houve antes”, afirmou.

A servidora Edivânia de Souza também enfatizou a relevância de inserir os familiares dos servidores na ação. “A gente recebeu essa ação como uma benfeitoria para o servidor e para a família. Amei essa visão estendida não apenas para o servidor cuidar de si, mas para a família também se consultar com essa diversidade de médicos”, disse.

Nessa mesma linha, a funcionária Yara Amorim destacou a inserção dos familiares no atendimento e também o fato de poder ter acesso aos serviços oferecidos no fim de semana.

“Foi muito bom ter recebido essa ação aqui na Secretaria e principalmente em horário oposto ao nosso trabalho. Muito bacana o atendimento ter se estendido aos nossos familiares, porque assim diminuem os nossos receios sobre a saúde, cuidando também da nossa família, isso é muito importante”, afirmou.

Vera Pereira, familiar de uma funcionária da Seadi, se consultou com o clínico e com dois especialistas, oftalmologista e cardiologista, e elogiou o atendimento.

“Estava precisando muito, não conseguia consulta no posto de saúde e consegui aqui. Agradeço aos médicos e aos funcionários. Fui bem atendida e sou grata por isso”, disse.

Avalie este item
(0 votos)

Com o propósito de manter a sequência de capacitação dos servidores da Saúde do Estado, o Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), realizou neste sábado, 15, mais uma oficina para funcionários que atuam na CSL (Comissão Setorial de Licitação) e Núcleo de Processos da pasta.

 

Realizada pela manhã, a atividade ocorreu no auditório da ETSUS-RR (Escola Técnica do SUS em Roraima), que fica localizada no bairro São Vicente. Foram repassados conhecimentos práticos sobre prazos do pregão eletrônico, atrelados às leis 8.666/1993 e 14.133/2021, além de tirar dúvidas relacionadas às principais ocorrências no decorrer do processo até a conclusão dele na CSL.

 

“A oficina é de extrema importância não apenas para os servidores que são da Comissão de Licitação, mas para todos, pois é necessário que eles tenham conhecimento de como funciona o fluxo do pregão eletrônico dentro do Comprasnet. Desta forma, é possível compreender a variação de tempo entre a conclusão de um processo e outro”, ressaltou o presidente da CSL da Sesau, Bruno Uchôa.

 

Conforme a palestrante da capacitação, Inaiara Albuquerque, os conhecimentos adquiridos pelos servidores contribuirão para o melhor desenvolvimento dos trâmites dos processos. “A principal contribuição será acelerar os processos, detectar onde estão travando e prestar esclarecimentos para um melhor andamento do processo no pregão”, destacou.  

 

Para a servidora da equipe de apoio da Comissão Estrutural de Licitação, Sara Souza, a melhor parte da oficina foi entender sobre a nova lei que logo será usada nos fluxos da Secretaria.

 

“Essa oficina foi importante para adquirir conhecimento sobre o fluxo do processo, quando ele chega aqui na Comissão Setorial de Licitação e também como vai funcionar com a aplicação dessa nova Lei de Licitação”, pontuou.

Avalie este item
(0 votos)

Diante da demanda produtiva local que precisa ser escoada para novos mercados, o Governo de Roraima tem alinhado estratégias de negócios com países da Caricom (Comunidade do Caribe), visando oportunizar a exportação de gêneros alimentícios.  

Nesta semana, a embaixadora de Barbados, Tonika Sealy-Thompson, esteve em Roraima discutindo acordos transfronteiriços, objetivando segurança alimentar, cooperação técnica e intercâmbio linguístico.

Representando o governador Antonio Denarium, o secretário Emerson Baú, titular da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), percorreu o Estado acompanhado da embaixadora, durante quatro dias, visitando propriedades rurais de grande e pequeno porte.

 “Nossa maior necessidade é a segurança alimentar, e estamos na fronteira de várias oportunidades que podem transformar a vida de todos os envolvidos num momento em que buscamos superar os abalos da pandemia e da guerra entre Ucrânia e Rússia. Em Roraima, a nossa rotina nos últimos dias tem sido de visitação a fazendas de fruticultura, horticultura, pecuária, suinocultura e grãos, também aprendendo técnicas específicas do agronegócio, além de políticas que viabilizem o sucesso do empreendedorismo com o transporte de cargas e o turismo numa região que desenvolve depressa a oportunidade dos negócios internacionais”, destacou a embaixadora.

Segundo o secretário Baú, o governador Denarium tem possibilitado o desenvolvimento do setor primário, potencializando o agronegócio e a agroindústria roraimense e beneficiando quem trabalha e produz.

“A vinda da embaixadora de Barbados ao nosso Estado reflete a gestão de bons projetos, elevando a economia regional, ampliando as oportunidades de sustentabilidade com sinergia entre as instituições que fomentam a produtividade através da tecnologia e da inovação, pensando de forma estratégica também para suprir as necessidades da Caricom”, pontuou.

O presidente da Aderr (Agência de Defesa Agropecuária), Marcelo Parisi, também referiu as potencialidades de Roraima em favor da Caricom. “Nosso Estado está avançando rapidamente na produção e no empreendedorismo, fatores que têm despertado a atenção de investidores, também podemos evoluir economicamente com a Caricom na eficiência logística diante da segurança alimentar”, reforçou.

 

Trânsito de cargas e turismo

 

Na análise do coordenador de Negócios Internacionais, Eduardo Oestreicher, a visita da embaixadora Tonika Sealy-Thompson reforça os acordos entre o governador Antonio Denarium, o presidente da Guiana Irfaan Ali e a primeira ministra de Barbados, Mia Mottley, gerando escala de produção para abastecer a Caricom.

“Dentro da agricultura familiar e agroindústria roraimense estão sendo elaboradas as necessidades contínuas de exportação para suprir o bloco econômico caribenho, atendendo a Jamaica, Trinidad Tobago, Dominica, Santa Lúcia e outros países, possibilitando de imediato a exportação de frutas e carnes. Nesse objetivo, estamos ainda fomentando a capacitação técnica, buscando também romper os demais obstáculos, dentre eles a logística terrestre e aérea com acordo de transportes, além da barreira da língua, ampliando todo este esforço com segurança e sucesso econômico”, comentou.

 

Visita a Embrapa

 

Durante encontro com a embaixadora Tonika na Embrapa, o chefe-geral da instituição, Edvan Chagas, destacou as possibilidades de uma parceria técnica da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária com Barbados.

“A República de Barbados é uma ilha localizada no Caribe Oriental, onde o turismo é a principal atividade econômica. Sua população praticamente não produz nada de agricultura. Nesse objetivo, Roraima pode exportar alimentos, além de promover cooperação técnica para a subsistência agrícola do país”, comentou.

Edvan reforçou a atuação das empresas de pesquisa, do Governo do Estado, Universidades e a produção de novas políticas públicas aproximando o setor primário roraimense com a nação caribenha.

“Somos totalmente capazes de promover uma receita de sucesso sustentável e econômico para Barbados, consolidando estratégias tecnológicas na agricultura e pecuária”, concluiu.

 

Indústria e exportação

 

Recepcionada na Agroindústria Serra Verde, a embaixadora vivenciou todo o processo de mecanização da esmagadora de soja na produção de óleo vegetal e demais produtos alimentícios.

“Há 10 anos atuamos no mercado de soja em Roraima e hoje estamos iniciando o esmagamento de mil toneladas de soja por dia, trabalhando 87 mil toneladas de grãos já armazenados em nossa estrutura. Com a visita da embaixadora Tonika Sealy-Thompson, entendemos as necessidades do mercado caribenho no consumo alimentício de Barbados e demais ilhas, onde as populações locais e o turismo demandam de diversos produtos provenientes da soja. Essa perspectiva para Roraima fortalece o nosso mercado, ampliando as possibilidades de emprego e renda, sobretudo, fomentando a sustentabilidade das nações fronteiriças diante de uma logística mais acessível”, destacou o empresário Felipe Falavinha.

 

Opinião de produtores

 

Na zona Rural de Boa Vista, o produtor Edson Rodrigues planta frutas e hortaliças com suporte da Agricultura Familiar. “A visita da embaixadora de Barbados proporcionou o compartilhamento de conhecimentos, sobretudo, viabiliza aos pequenos agricultores do Estado novas possibilidades de escoação da produção”, analisou.  

Em Bonfim, o produtor Victor Spiens lida com melancia, pecuária e grãos. Ele avaliou com positividade a vinda de Tonika Sealy-Thompson a Roraima.

“A proximidade dos países caribenhos buscando conhecimento e fechando negócios com o nosso Estado possibilita desenvolvimento produtivo, já trabalhamos com empenho a qualidade alimentícia sustentável, sendo Roraima um local privilegiado para atender as demandas da Caricom”, reforçou.

Avalie este item
(1 Votar)

Estudantes do CEM (Colégio Estadual Militarizado) Camilo Dias, localizado no bairro Liberdade, em Boa Vista, venceram a Obsma (Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente) da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) na categoria Projeto de Ciências para o Ensino Fundamental entre os concorrentes da Região Norte. Agora elas concorrem na etapa nacional.

 

As alunas Ellen Edna Alves da Rosa, Thaeme Myshara Santana da Silva e Javimar Alejandra Rodriguez Gouveia, supervisionadas pelas professoras e irmãs Tamires, Tatiana e Mara Maia apresentaram um podcast intitulado “EmPODeradas: Lei Maria da Penha na escola”.

 

“A professora Tamires me chamou para participar do projeto. Quando chegamos para gravar o podcast, minhas colegas, professoras e eu debatemos sobre o assunto. Acho essencial trazer esse tipo de diálogo para a escola, incentivar as meninas a não ficarem caladas. Eu gostei muito da experiência de participar do projeto e espero realmente que motivem o público a não ficar calado e nem aceitar que a violência seja a melhor opção”, disse a aluna Ellen Edna.

 

O objetivo do projeto é em alusão à Lei 14.164/21 que cria a ‘Semana escolar de combate à violência contra a mulher’ mobilizando a comunidade escolar para uma conversa franca sobre violência doméstica e sobre a Lei Maria da Penha (11.340/06).

 

“Em cada região foram escolhidos seis projetos, dois de cada modalidade (Produção Audiovisual, Projeto de Ciências e Produção de Texto). Nós ficamos entre os seis da região norte, porém o prêmio é nacional. As gravações do projeto foram feitas com o celular, de forma bem simples com uma roda de conversa”, salientou a coordenadora geral, Mara Maia.

 

A premiação acontece de 6 a 9 de dezembro, no Rio de Janeiro.

 

A OLIMPÍADA

 

A Obsma, criada em 2001, está em sua 11ª edição e visa estimular o desenvolvimento de atividades interdisciplinares nas escolas públicas e privadas de todo o país.

 

As frentes de trabalho das olimpíadas são educação, meio ambiente e saúde, reconhecendo os trabalhos desenvolvidos por professores e alunos nas escolas e a cooperação com a divulgação de ações governamentais.

 

A Olimpíada é voltada aos alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, de escolas públicas e privadas do Brasil, reconhecidas pelo Mec (Ministério da Educação).

Avalie este item
(1 Votar)

Foi divulgado nesta sexta-feira, 14, o gabarito oficial da prova objetiva do cargo de delegado de Polícia do concurso público da PCRR (Polícia Civil de Roraima), que foi aplicada no dia 25 de setembro.

 

De acordo com o diretor administrativo da PCRR, delegado Jimmy Santana, o gabarito está disponível no site da Vunesp (Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista). https://www.vunesp.com.br

 

“Também foi disponibilizado o edital de convocação dos candidatos que vão fazer as provas nos dias 5 e 6 de novembro. O candidato pode conferir o local que irá fazer a prova através do site da Vunesp”, disse o delegado.

 

Jimmy ressaltou que as dúvidas também podem ser esclarecidas através do telefone (11) 3874-6300. A lista contendo as orientações aos candidatos que vão fazer a prova também será disponibilizada no DOE (Diário Oficial do Estado), com acesso pelo site da publicação. https://www.imprensaoficial.rr.gov.br

 

Conforme o delegado, é importante que os candidatos confiram com atenção os locais e horários das provas, que seguem o horário de Brasília, e aqui serão aplicadas uma hora mais cedo. Bem como devem estar atentos aos locais onde prestaram o exame, que não é o mesmo da prova que foi suspensa em agosto.

 

“Os candidatos devem estar atentos. No período da tarde, as provas terão início às 16h [15h no horário local]. Os candidatos devem conferir o local de aplicação e chegar com a antecedência necessária portando o documento oficial de identificação, conforme previsto no edital do concurso. Ainda há tempo para os candidatos estudarem e se prepararem de forma adequada para as provas”, frisou Jimmy.

 

O delegado-geral da Polícia Civil, Eduardo Wayner, ressaltou que esse é mais um momento importante, com a realização das provas e por conseguinte será dado andamento às demais fases do concurso da instituição.

 

5 E 6 DE NOVEMBRO

 

No dia 5 de novembro pela manhã serão aplicadas as provas objetiva e discursiva pela manhã para os candidatos aos cargos de médico-legista, odontolegista e perito criminal.

 

No período da tarde, no dia 5, serão aplicadas as provas objetiva e discursiva para o cargo de perito papiloscopista.

 

No dia 6 de novembro será aplicada a prova objetiva para quem vai concorrer às vagas ao cargo de auxiliar de necropsia no período da manhã.

 

À tarde do dia 6 de novembro serão aplicadas as provas objetiva e discursiva para o cargo de escrivão.

Avalie este item
(1 Votar)

As atividades do segundo curso de formação dos policiais penais de Roraima encerram nesta sexta-feira, dia 14. Os 324 alunos fazem parte da turma mais recente de aprovados no concurso público realizado pelo Governo do Estado por meio da Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania), sendo 86 mulheres e 238 homens.

 

No início da gestão do governador Antonio Denarium, o sistema prisional tinha 277 agentes penitenciários (à época, era o termo aplicado. Depois de alteração na lei, passou a se chamar policial penal). Após a nomeação dos aprovados, o efetivo total dos policiais penais do sistema penitenciário passará para 800 servidores, quase o triplo do efetivo quatro anos atrás.

 

O curso de formação dos novos policiais teve duração de 75 dias e carga horária de 400 horas. Eles seguem o legado da primeira turma de policiais penais do Brasil, empossada em Roraima no dia 29 de novembro de 2021. Nesse segundo curso de formação se inscreveram 360  alunos e se formaram com êxito um total de 324. Assim que tomarem posse, começarão a atuar dentro do sistema prisional do Estado.

 

A FORMAÇÃO

 

O curso de formação dos policiais penais de Roraima é resultado do compromisso e dos investimentos em segurança feitos pelo Governo de Roraima.

 

Os policiais tiveram disciplinas teóricas e práticas que fazem parte do currículo previsto pelo Depen (Departamento Penitenciário Nacional), órgão do Ministério da Justiça responsável pelas políticas de execução penal do país.

 

Foram disciplinas como de Direitos Humanos, ferramentas de gestão penitenciária, tratamento penitenciário, uso progressivo e proporcional da força, intervenção tática, imobilizações e algemamentos, armamento e tiro, ética profissional, entre outras disciplinas.

 

Para o governador Antonio Denarium, esse é um compromisso da gestão, em manter o sistema prisional organizado, controlado e com boas condições de vivência para os presos e para os servidores que atuam nos presídios. “São investimentos importantes para garantir a segurança pública”, enfatizou.

 

CERIMÔNIA DE FORMATURA

 

A cerimônia de formatura que marca o encerramento do segundo curso de formação de policial penal ocorrerá no dia 15, sábado, no CAF (Centro Amazônico de Fronteira) da UFRR (Universidade Federal de Roraima), às 18h30.

 

O secretário de Justiça e Cidadania, André Fernandes, destacou a importância do momento solene para os alunos. “A cerimônia de formatura é um dos mais belos momentos da jornada. Com ela se compartilha a alegria entre os formandos e familiares, assim, como expressa o reconhecimento para aqueles que, de alguma forma, contribuíram para essa vitória”, disse.

 

Ele ressaltou que os profissionais assim que tomarem posse,  trabalharão e desenvolverão as atividades de forma a garantir a segurança dos estabelecimentos penais. “Eles também atuarão para garantir aos internos do sistema prisional um tratamento humanizado e condizente com a legislação brasileira”, complementou.

 

Investimentos proporcionam melhores condições de trabalho

 

Nos últimos três anos, os policiais penais tiveram os pagamentos de progressões funcionais, reajuste salarial em 11%, cursos de capacitação continuada, compra de armamento (pistolas. 40, calibre 12, fuzis .556), coletes balísticos, algemas, munições reais, de treinamento, impacto controlado, granadas, gás e etc.

 

Para o transporte dos policiais, locomoção e transferência dos reeducandos, foram adquiridas novas viaturas (caminhonete 4x4, motocicletas, ônibus, viaturas adequadas para transporte de presos).

 

Além disso, houve modernização em todos sistemas de informação, com a compra de computadores, impressoras e etc. Também teve a implantação do Sistema SEI (de tramitação documental digital) em todas as unidades prisionais, assim como a implantação da Central de Monitoramento eletrônico, monitoração por câmeras em todas as unidades prisionais e  no edifício sede da Sejuc. Foram reformadas ainda  a sede do Desipe (Departamento do Sistema Prisional), da Dicap (Divisão de Inteligência e Captura); compra e instalação de equipamentos de inspeção corporal em todas as unidades prisionais.

 

UNIDADES PRISIONAIS REFORMADAS

 

O Governo de Roraima realizou reformas em todas as unidades prisionais do Estado. Foram investidos mais de R$50 milhões.

 

Entre as unidades prisionais reformadas e prontas para uso estão: o edifício sede da Sejuc, a PAMC (Penitenciária Agrícola do Monte Cristo), CPMBV (Cadeia Pública Masculina de Boa Vista), CPFBV (Cadeia Pública Feminina de Boa Vista) CME (Central de Monitoração Eletrônica), e construção do Presídio de Rorainópolis (transferência de reeducandos em andamento). Todas as unidades estão em pleno funcionamento.

 

Ainda em fase de construção e reforma estão a construção da Cadeia Pública de Monte Cristo, o novo Centro de Progressão Penitenciária, Prisão Especial, e o Centro de Triagem e Observação Criminológica.

Avalie este item
(1 Votar)

Neste dia 15 de outubro, data que celebra o Dia do Professor, os profissionais da rede estadual podem comemorar muitos avanços conquistados para a categoria em Roraima. Neste sentido, o Governo do Estado contribuiu e reforçou o setor com a posse de novos professores concursados e o pagamento de retroativos de progressões verticais, estão entre algumas das ações que merecem destaque.

 

Somente de progressões verticais, o Governo de Roraima saldou, em três anos e meio de gestão, uma dívida de 14 anos com a categoria, pagando R$ 26,5 milhões de retroativos a 2.051 docentes que aguardavam a efetivação de seus direitos. Um deles é o professor Antônio Nilson de Almeida Silva, que atua como gestor na Escola Estadual Padre José Monticone, em Mucajaí.

 

“Eu tinha esperança em receber essas progressões e essa esperança se tornou realidade. Agradeço ao governador Denarium que é um político diferenciado que valoriza a educação, com escolas revitalizadas, mobiliadas, escolas essas hoje que contam com profissionais valorizados e motivados. Neste dia, só tenho a agradecer”, disse Nilson, que é educador físico concursado do Estado desde o ano de 2002.

 

CONCURSOS PÚBLICOS

 

Outro marco da atual gestão que demonstra o respeito e valorização da carreira docente foi a realização de dois concursos públicos, aguardados há 15 anos. O concurso para professor da Educação Básica foi realizado em outubro de 2021 e ofertou 650 vagas imediatas e até o momento, foram empossados 617 docentes.

 

Já o primeiro concurso público específico e diferenciado para professor indígena do Brasil, com a oferta de mil vagas, ocorreu em março deste ano e até agora, 548 docentes foram empossados e já estão atuando nas escolas indígenas.

 

Juliana Morais é professora de Língua Portuguesa recém concursada. Empossada no início deste ano, foi lotada na Escola Estadual Tancredo Neves, unidade de ensino que estudou e que hoje atua como docente, fato este que é motivo de orgulho e de dedicação à sala de aula.

 

“Há dez anos trabalho com a educação, já fui professora ‘seletivada’ e agora sou efetiva do Estado. Hoje estou trabalhando na mesma escola que terminei o Ensino Médio e tenho o prazer de trabalhar ao lado de colegas que foram meus professores e que tenho muita admiração. Espero contribuir e ser exemplo para meus alunos assim como meus professores foram exemplo para mim”, disse Juliana.

 

QUALIFICAÇÃO

 

Estimular a capacitação de professores é outro foco da atual gestão em busca da melhoria da qualidade do ensino. A fim de alcançar a excelência do processo educacional, o secretário de Educação e Desporto Nonato Mesquita anunciou a oferta de curso de Mestrado para o próximo ano.

 

“Sabemos da responsabilidade do professor em sala de aula, motivo pelo qual estamos preocupados com a formação deles. Estamos fechando uma parceria com a Universidade Federal de Juiz de Fora para trazer o curso de Mestrado para Roraima, a partir do ano de 2023, contemplando 70 professores na primeira turma”, disse Nonato Mesquita.

 

Ainda dentro da área de formação e capacitação, o Governo do Estado por meio do Ceforr (Centro Estadual de Formação de Professores) ofertou 91 cursos de formação continuada nos últimos três anos e meio, realizando mais de dez mil capacitações.

Avalie este item
(1 Votar)

O Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima) divulgou o edital com o resultado da comprovação de dados cadastrais da 3ª seleção da capital Boa Vista e da 1ª seleção realizada no interior do projeto social do órgão, a CNH Cidadã.

 

A relação pode ser conferida no link disponibilizado pelo Detran-RR. https://www.detran.rr.gov.br/wp-content/uploads/2022/10/SEI_19301.008431_2021.91-1.pdf

 

No documento consta a lista com as inscrições deferidas e indeferidas. Quem teve a comprovação de dados cadastrais indeferida pode entrar com recurso nesta sexta-feira, 14, até às 14h, e na segunda-feira, 17, das 8h às 14h, na sede do Detran.

 

O contemplado que resida em município do interior também pode entrar com recurso na sede da Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito), tendo o mesmo período para interpor recurso.

 

Não será aceito recurso protocolado via e-mail, aplicativos de mensagens e/ou outro meio que não seja o presencial. Também não será recebido recurso protocolado fora do prazo estipulado, ou seja, nos dias 14 e 17 deste mês.

 

O presidente do Detran-RR, Álvaro Duarte, informou que o contemplado com inscrição deferida deve aguardar agora a publicação da portaria de homologação da inscrição para então dar início ao processo de obtenção da CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

 

“Para conferir a relação, basta acessar o site do Detran e clicar em Habilitação (CNH) ou mesmo as redes sociais do órgão para verificar se teve o nome deferido ou indeferido, e nesse último caso, saber o motivo do indeferimento. Caso tenha sido indeferida, a pessoa deve comparecer hoje [14] e segunda-feira [17] na sede do Detran, trazendo a documentação probatória para entrar com recurso sobre o indeferimento”, explicou o presidente.

 

Na terça-feira ,18, será publicado edital com resultado de quem entrou com recurso e teve o nome deferido, e a homologação com a relação de todos os contemplados da terceira turma de Boa Vista e primeira do interior.

 

Posteriormente, na quarta-feira, 19, o Detran vai divulgar o edital de chamamento dos beneficiários às vagas remanescentes para concluir o processo de seleção para a CNH Cidadã. O contemplado deverá aguardar a convocação para a realização da biometria e posterior matrícula na autoescola.

Avalie este item
(1 Votar)

O CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar de Roraima) registrou, nos primeiros nove meses de 2022, um aumento no número de ocorrências de incêndios em rede elétrica em Roraima. A instituição considera incêndio em rede elétrica qualquer incêndio ocasionado por sobrecarga, curto-circuito, entre outros na rede elétrica.

 

De janeiro a setembro deste ano, o CBMRR registrou um total de 45 ocorrências. Já no mesmo período de 2021, a corporação havia registrado apenas 18, um aumento de 150%.

 

“Registramos um aumento significativo no número de atendimentos de incêndios em rede elétrica. As oscilações, sobrecargas e curto circuitos são os principais responsáveis pelo início dos incêndios que podem se propagar e causar danos maiores”, disse o capitão Claudevam Farias, comandante da Companhia de Combate a Incêndio do CBMRR.

 

RECOMENDAÇÕES

 

O Corpo de Bombeiros reforça os cuidados necessários com a rede elétrica para evitar ocorrências de incêndio.

 

A manutenção da rede elétrica deve ser realizada a cada dez anos, visando o desgaste natural da fiação, que pode causar curtos circuitos e sobrecargas, ou por motivos de adição de novos aparelhos, pois deve ser realizado um redimensionamento de carga na residência.

 

A troca da fiação antiga ou readequação na rede trará maior segurança e economia. O CBMRR destaca que as manutenções devem ser realizadas sempre por profissionais especializados na área.

 

A utilização de sistema de disjuntores independentes e internos na residência ou edificação comercial traz maior segurança, uma vez que os disjuntores desligam a rede para evitar danos e, consequentemente, as sobrecargas.

 

O CBMRR também recomenda que não sejam instalados equipamentos que consomem muita carga elétrica (Microondas, Fritadeira Elétrica, Centrais de Ar, etc) na mesma fiação ou com adaptadores (multiplicador de tomadas).

Avalie este item
(1 Votar)

O mês de outubro é voltado a sensibilização sobre a importância da prevenção e diagnóstico do câncer de mama. Pensando nisso, nesta sexta-feira, 14, a partir de 10h, o Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural) e a LRCC (Liga Roraimense de Combate ao Câncer) realizam palestra sobre a temática. O evento ocorre na sala interativa do órgão.

 

A palestra será ministrada pela presidente da LRCC, Magnólia Rocha, onde o público feminino atendido pelo órgão e as servidoras da instituição vão receber informações primordiais sobre a temática.

 

A responsável pela Comunicação Técnica do Iater, Eduarda Franco, explicou que o Iater realizou o convite para a Liga, visando levar essa informação necessária ao público-alvo. Ela também acrescentou que a convidada irá participar do evento de abertura.

 

“Foi feito o convite para que a presidente Magnólia Rocha pudesse fazer a palestra, pois ela trabalha com patologista clínica e também é ginecologista. Com a ideia da parceria, a Liga nos respondeu muito prontamente e aceitou a colaboração”, explicou Eduarda.

 

Até o fim de outubro, mais ações dentro do Iater voltadas à conscientização sobre a prevenção e diagnóstico do câncer de mama para as demais unidades do órgão em todo o Estado, para atingir um público maior com a discussão.

 

“A intenção é utilizar os profissionais de saúde para levar informação e maneiras de prevenir a doença para o nosso público, que são as agricultoras, produtoras rurais, assim também como pra servidoras da sede aqui do Iater”, complementou.

 

NA SEADI

 

Para valorizar os servidores da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), o Governo de Roraima realizará, neste sábado, 15, a partir das 7h, uma ação de saúde alusiva ao Outubro Rosa.

 

No local, serão ofertados aos trabalhadores da Seadi atendimentos de oftalmologista, ginecologista, ortopedista, clínico-geral e dermatologista.

Avalie este item
(1 Votar)

O Governo do Estado está finalizando a obra de construção do estande de tiros do Quartel do Comando Geral da PMRR (Polícia Militar de Roraima). Em breve, os agentes de segurança pública terão um ambiente com 470 metros quadrados e isolamento acústico antichamas para treinos de disparos curtos e longos de armas de fogo. O investimento foi de R$ 577.886,38.

 

“Com este investimento, nossos policiais militares poderão se profissionalizar de forma segura e em um ambiente adequado. Estamos valorizando e equipando a nossa PM com aquisição de viaturas, armamentos e munições, além de equipamentos de segurança para uso militar no dia a dia”, destacou o governador Antonio Denarium.

 

Os recursos são oriundos de emenda parlamentar da deputada Shéridan Oliveira e contrapartida do Governo de Roraima.

 

O local vai contribuir para o treinamento dos cursos de formação e também no aprimoramento da tropa, pois o espaço poderá ser utilizado pelos policiais da corporação.

 

O titular da Seinf (Secretaria de Infraestrutura), Emerson de Paula, lembra que o estande era uma reivindicação antiga da Polícia Militar. “Quando chovia, os policiais ficavam impedidos de treinar. Além disso, por conta da luz natural, as instruções tinham limitação de horário. Agora os alunos e policiais vão poder utilizar o espaço em qualquer horário. Esta é mais uma ação em favor da segurança pública” disse.

 

QUARTEL DO GIRO

 

Os investimentos do Governo na área de segurança pública não param por aí. Também está em construção o novo quartel do GIRO (Grupamento de Intervenções Ostensivas), da Polícia Militar de Roraima. Já foram executados no prédio os serviços de instalações hidráulicas, sapatas e armações de laje, além da parte de alvenaria, com a vedação de blocos cerâmicos.

 

A construção está orçada em mais de R$ 1,2 milhão, sendo R$ 764 mil de emenda do deputado federal Ottaci Nascimento, com contrapartida do Governo.

Avalie este item
(1 Votar)

Em alusão ao Dia Nacional do Fisioterapeuta e Terapeuta Ocupacional, celebrado nesta quinta-feira, 13, o HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento) promove um ciclo de palestras para ressaltar a importância dos trabalhos que são realizados pelos profissionais. A atividade segue até esta sexta-feira, 14, no auditório da unidade, no bairro Aeroporto.

 

“Essas palestras vão envolver toda nossa equipe multiprofissional, para abordar as relações de trabalho [desses profissionais], visando sempre levar a melhor assistência para os usuários do SUS”, destacou o coordenador da fisioterapia clínica do HGR, Geraldo Medeiros.

 

Outro ponto que será destacado será os avanços estruturais que ocorreram no HGR nos últimos anos. Ao todo, a unidade conta com 165 fisioterapeutas que foram divididos nos três turnos, suprindo assim as demandas dos setores de pronto atendimento, emergências médicas, enfermarias e UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

 

“As salas de reabilitação, assim como outros setores, foram criadas no pós-pandemia para podermos especificar e levar um melhor atendimento ao usuário que está internado aqui no HGR. Os serviços são bem específicos, abrange todo o hospital, e nossa equipe está preparada e engajada para levar uma melhor assistência aos pacientes”, explicou Geraldo.

 

Dentre os profissionais que atuam na área de fisioterapeuta está Iara Dias. Ela fala do orgulho de contribuir para a recuperação dos inúmeros pacientes que recorrem ao atendimento do HGR.

 

“O nosso sentimento aqui é de gratidão, ao poder devolver um paciente ao seu lar. Às vezes pegamos alguém muito fragilizado, com pouca expectativa de voltar para a sua vida e seu trabalho. Ver ele se recuperar e voltar para sua rotina é muito gratificante”, disse.

 

OUTRAS UNIDADES

 

Além do HGR, as comemorações pelo Dia do Fisioterapeuta e Terapeuta Ocupacional também ocorreram no Hospital das Clínicas Dr. Wilson Franco Rodrigues e Pronto Atendimento Cosme e Silva. Os servidores das duas unidades foram contemplados com um delicioso café da manhã e um culto de ações de graças.

 

“Além de celebrar a data de hoje, a proposta deste café da manhã é ressaltar a importância desses profissionais, dentro e fora da unidade”, ressaltou a coordenadora de fisioterapia da unidade, Camila Dias.

 

Para o coordenador da fisioterapia do Cosme e Silva, Gil Gleydson, a contribuição dos fisioterapeutas para as atividades da unidade é notória, principalmente levando em consideração que o serviço de emergência funciona 24 horas por dia.

 

“Durante a pandemia, nós percebemos que a profissão teve o seu reconhecimento, e hoje a fisioterapia é suma importância dentro das unidades hospitalares. Tanto no Cosme e Silva quanto no HC, essa profissão só vem crescendo, vem ampliando o número de profissionais e atuamos em várias áreas”, enfatizou.

 

A paciente Zonia Coromoto, de 55 anos, é cardiopata e após a cirurgia no coração iniciou o tratamento para reabilitar algumas funções motoras. Apesar da progressão lenta, ela conta que já consegue fazer algumas atividades, como levantar da cama e ir ao banheiro.

 

“Estou muito agradecida pelas fisioterapeutas, e elas têm me tratado bem e me ajudado muito”, relatou.

Avalie este item
(1 Votar)

Alunos e professores que ainda desejam inscrever trabalhos para a XXIX Fecirr (Feira Estadual de Ciências de Roraima) devem se apressar. As inscrições encerram nesta sexta-feira, 14. O maior evento de iniciação científica da Educação Básica do Estado ocorrerá entre os dias 24 e 25 de novembro de forma presencial no Parque Anauá.

 

Cada instituição de ensino pode inscrever até sete projetos científicos. O meio para se inscrever continua sendo a internet, por meio do (https://forms.gle/xCt99mXdpU8qsYhaA).

 

A XXIX Fecirr é uma iniciativa do Governo de Roraima, por meio da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), em parceria com o Sebrae-RR (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Roraima).

 

No ato da inscrição, o representante da escola deverá inserir alguns documentos na plataforma, como relatório de pesquisa, diário de pesquisa (ou de bordo), quadro de atividades do projeto de pesquisa e termo de autorização dos pais ou responsáveis dos estudantes, entre outros critérios constantes no edital.

 

“A meta é atingir 150 inscrições. O tema deste ano é ‘Roraima: 33 anos de Ciência, Tecnologia e Inovação”, ressaltou uma das coordenadoras da Fecirr, professora Gisele Oliveira.

 

A Seed premiará os projetos que possuam as melhores pontuações de todo o evento.  Além disso, os cinco melhores colocados receberão troféus, certificados e medalhas. Os primeiros colocados de cada etapa de ensino receberão também Menção Honrosa.

Avalie este item
(1 Votar)

Os 324 alunos do curso de formação da Polícia Penal da Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania), iniciaram na manhã desta quinta-feira, 13, mais uma ação de doação de sangue para o Hemoraima (Centro de Hemoterapia e Hematologia de Roraima). A ação segue até esta sexta-feira, 14, com grupos de 50 pessoas por turno (manhã e tarde).

 

O secretário da Sejuc, André Fernandes, falou sobre a importância do ato solidário. “Doar sangue é doar vidas. Os alunos da Polícia Penal, se prontificaram para fazer essa doação e abastecer os bancos de sangue do Hemoraima, e principalmente para que as cirurgias que já estão acontecendo continuem ocorrendo sem alteração. Isso é a Polícia Penal contribuindo ainda mais para sociedade de Roraima”, disse.

 

O aluno Célio Roberto Feitosa, de 42 anos, afirmou que foi a primeira vez que doou sangue e ficou feliz em ajudar. “É uma experiência única. Às vezes para quem nunca veio, pode sentir um pouco de medo ou receio, até mesmo porque é algo novo. Mas o pelotão do segundo curso, abraçou a causa e nos sensibilizamos, e vejo que quem doa sangue, está doando vida. Fiquei muito feliz e tudo foi muito rápido. Quem nunca doou sangue, venha e faça parte de um seleto grupo de salvar vidas”, destacou o voluntário.

 

REQUISITOS PARA SER DOADOR

 

O doador é cadastrado e encaminhado para uma entrevista, para em seguida passar por uma triagem. Precisa pesar mais de 50 quilos. Não havendo nenhum impedimento, ele é encaminhado para a sala de coleta onde é feita a doação, que dura no máximo 10 minutos.

 

O Hemoraima fica localizado na Avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, próximo ao HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento). O horário de funcionamento da unidade é de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 11h e de 13h30 às 17h.

 

Outras informações podem ser obtidas por meio do número (95) 98404-9593.

Avalie este item
(1 Votar)

Em breve, os moradores do município de Pacaraima vão contar com um novo espaço para a prática esportiva. O Governo de Roraima está finalizando a obra de reforma e revitalização do ginásio poliesportivo do município, com investimento de aproximadamente R$ 1 milhão.

 

A obra foi iniciada em dezembro do ano passado pela Seinf (Secretaria de Infraestrutura do Estado) e está com 80% dos serviços executados.

 

“A quadra de esportes será entregue ainda neste mês de outubro, e esperamos que seja bem utilizada por crianças, jovens e adultos, enfim, toda a comunidade de Pacaraima, que precisava e pedia a recuperação desse espaço tão importante. O ginásio pode ser utilizado para diversas modalidades esportivas como futsal, vôlei e basquete”, declarou o governador Antonio Denarium.

 

O Governo do Estado também está reformando os ginásios dos municípios de São João da Baliza, São Luiz do Anauá, Rorainópolis, Caroebe, Alto Alegre, Iracema e Cantá.

 

INVESTIMENTO

 

No ginásio, o Governo realizou, entre vários serviços, a substituição total da cobertura, recuperação estrutural interna e externa, banheiros e vestiários com louças e metais novos e pintura total dos muros externos e internos do local.

 

Também fez os forros nos vestiários e banheiros, instalou portas de madeira e de proteção, portão principal em aço, substituiu todas as louças do banheiro, fez sinalizações de acessibilidade (piso tátil com alerta direcional), substituiu totalmente as grades de proteção da quadra, realizou as instalações elétricas e trocou todos os cabos existentes, além da iluminação em led, construção de castelo d’água e combate a incêndio.

 

“Quando a bola voltar a rolar no salão, a arquibancada do ginásio será utilizada. Por isso a obra contempla também a reforma dos alambrados, substituição de telas, pintura, além de melhorias na iluminação do local”, destacou o secretário de Infraestrutura, Emerson de Paula.

Avalie este item
(1 Votar)

A Praça Interativa José Renato Hadad, reinaugurada no dia 27 de setembro, foi palco para a celebração do Dia das Crianças, nesta quarta-feira, 12, e centenas de famílias aproveitaram o espaço para comemorar a data com muita diversão, banho nas fontes luminosas e músicas infantis.

O governador Antonio Denarium falou sobre a data comemorativa e enfatizou os investimentos do Governo do Estado que estão em execução no Parque Anauá, destacando a reabertura da Praça Interativa José Renato Hadad.

“Hoje é um dia muito especial, 12 de outubro, Dia das Crianças e também dia de Nossa Senhora  Aparecida. Esse é um evento bacana, com muita alegria e descontração. A Praça Interativa foi totalmente revitalizada, está com cores lindas e maravilhosas; a meninada se divertindo nesse período de calor intenso e se refrescando nas fontes luminosas. Esse é apenas o início da reforma geral e revitalização do Parque Anauá, que vai ser todo reconstruído. O Governo do Estado tem trabalhado muito, primando pelo lazer, pelo esporte, pela cultura, pela diversão e pela melhoria da qualidade de vida do nosso povo”, ressaltou.

O secretário de Cultura, Shérisson Oliveira, também destacou a revitalização da Praça Interativa e a reforma total do maior parque urbano de Roraima e um dos maiores da região Norte. 

“A Praça Interativa foi uma grande entrega feita pela gestão do governador Denarium recentemente. Ainda tem a previsão de entregar, ao longo dessa nova gestão nesse novo mandato, todo o complexo. É um espaço que estava desativado há mais de dez anos e, em uma cidade quente como a nossa, nada mais justo do que ter um local como esse. Desde a inauguração, está sendo muito prestigiado por todos. As crianças estão felizes e têm todo o apoio dos Bombeiros e da PM [Polícia Militar]. É um ganho para a população. Funciona a partir das 6 horas e tem sido um grande ponto de encontro das famílias roraimenses, principalmente nos finais de semana. E hoje, Dia das Crianças, nada melhor do que um lugar como esse para comemorar”, disse.

 

Frequentadores ressaltaram a importância da reabertura da Praça

 

Joice Araújo Veras levou os filhos e salientou a importância da reabertura do espaço de lazer.  “Há muito tempo trouxe a esse local a minha filha que hoje tem 22 anos e agora retornei com meus outros filhos. Foi bacana a reabertura da Praça, estava precisando, porque ficou muito tempo esquecida e agora surgiu esse novo projeto”, disse.

A adolescente Vitória Maria, de 13 anos, foi com parentes e amigos e ressaltou a alegria de aproveitar o Dia das Crianças na Praça Interativa. “Estou gostando muito. É uma experiência que nunca tinha tido. Vim com minha tia e meus primos. Estou também com muitos amigos aqui. Temos música para nos alegrar e água para banhar à vontade. Está sendo muito divertido”, falou. 

Eder dos Santos levou a filha para aproveitar o espaço e falou do ambiente e da segurança. “Eu tinha ouvido falar, mas nunca tinha vindo a essa praça. Hoje estava de folga e lembrei dessa pracinha, meus parentes me deram a dica, disseram que estava funcionando e resolvi trazer minha filha. Está tudo ótimo, bom para as crianças, ambiente familiar, tem segurança, bem legal”, concluiu.

 

Avalie este item
(1 Votar)

Nesta quinta (13) e sexta-feira (14), a partir das 15h, o Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima) receberá em sua sede, localizada na Avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, as pessoas contempladas com o Projeto Social CNH Cidadã.

 

O setor de Biometria do Detran funcionará nestes dois dias, a partir das 15h, para atender as 91 pessoas já contempladas e com os nomes homologados, que irão iniciar o processo para emissão da primeira CNH (Carteira Nacional de Habilitação), para posterior encaminhamento para a autoescola e para fazer os exames.

 

“Isso ocorre após toda a fase interna realizada pelo Detran, para contratação de autoescola e credenciamento de clínicas médica e psicológica, para atender o projeto CNH Cidadã e as pessoas contempladas”, disse o diretor de Controle de Condutores e Veículos, Diego Aragão

 

O diretor informou também que na terça-feira, dia 18, o Detran homologará o resultado com os nomes dos contemplados da segunda turma de Boa Vista e da primeira turma do interior. “O próximo passo é dar publicidade, informando os beneficiados”, comentou Aragão.

 

Na quarta-feira (19), o Detran vai divulgar o edital de chamamento dos beneficiados às vagas remanescentes, para concluir o processo de seleção para a CNH Cidadã. “Quem se inscreveu fique atento”, ressaltou o diretor.

 

Diego Aragão disse ainda que, nesta primeira versão do projeto, serão contempladas 400 pessoas, sendo 65% da capital e 35% do interior, além da reserva de vagas para pessoas com deficiência.

 

BENEFICIÁRIOS – São pessoas de baixa renda que estejam desempregadas há mais de um ano, que sejam beneficiárias do programa Bolsa Família e egressas do sistema prisional, além da renovação de CNH para condutores profissionais de baixa renda, que comprovem o exercício da profissão.

 

CNH CIDADà- O Projeto Social de Formação, Qualificação e Habilitação Profissional de Condutores de Veículos – CNH Cidadã foi instituído pela Leis número 338/2002 e 1.011/2015, regulamentadas pelo Decreto Estadual número 29.492-E, de 19 de outubro de 2020. A iniciativa concede às pessoas de baixa renda a oportunidade de obtenção da Carteira de Habilitação gratuita.

Avalie este item
(1 Votar)

O IIOC (Instituto de Identificação Odílio Cruz), da PCRR (Polícia Civil de Roraima), está realizando nesta semana atendimentos de emissão de RG destinado a servidores da SEI (Secretaria de Estado do Índio) e seus familiares.

 

O serviço será interrompido somente nesta quarta, 12, devido ao feriado alusivo à Nossa Senhora Aparecida, mas volta na quinta-feira, 13.

 

A ação visa atender uma solicitação feita pela SEI, em alusão ao Dia do Servidor Público, celebrado nacionalmente no dia 28 de outubro, e tem como intuito valorizar o trabalho prestado pelos servidores públicos ao Estado de Roraima.

 

Segundo o diretor do IIOC, Hênio Stânio Lima de Andrade, a ação na Secretaria do Índio ocorrerá somente nesta semana, das 7h30 às 13h30.

 

“A Polícia Civil tem sido uma grande parceira com as diversas instituições do Estado. Esta é uma maneira de levar mais cidadania às pessoas que necessitam dos nossos serviços e facilitar a vida do servidor público”, destacou o diretor.

Avalie este item
(1 Votar)

O Dia das Crianças está se aproximando, e com isso, o Governo de Roraima, por meio do Ipem-RR (Instituto de Pesos e Medidas de Roraima), realiza ação especial de fiscalização em vários estabelecimentos comerciais da capital e do interior de Roraima.

 

A operação especial, intitulada “Dia das Crianças”, ocorreu entre os dias 3 a 7 de outubro, e tem como principal objetivo, verificar se os brinquedos expostos estão em conformidade com as normas do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), tanto em relação à presença do selo de conformidade do Inmetro, quanto à simbologia, que indica a faixa etária de uso do item.

 

Foram fiscalizados cerca de 25 estabelecimentos que comercializam produtos infantis, como brinquedos, bicicletas de uso infantil, berços infantis, carrinhos de bebê e cadeiras de alimentação para bebês.

 

Segundo a presidente do Ipem-RR, Isabella Dias, antes de realizar a compra para a meninada, é preciso que o responsável siga algumas orientações importantes.

 

“O consumidor deve observar se na embalagem do brinquedo, por exemplo, consta o selo do Inmetro, que é a principal evidência de que o produto passou pelo processo de certificação e está em conformidade com os requisitos técnicos estabelecidos no regulamento e na norma”, pontuou Isabella Dias.

 

Outro ponto bastante importante para ser levado em consideração na hora da compra do brinquedo, é a indicação da faixa etária de uso do item, para que esse não venha oferecer riscos à segurança da criança.

 

“Isso evita, por exemplo, que a criança se engasgue por ingestão de pequenas peças e ou partes de um brinquedo. Alguns produtos exigem inclusive a presença de um adulto para preparo e entrega à criança, e outros necessitam da supervisão contínua dos responsáveis pelos pequenos. É preciso ter cuidado também com peças pontiagudas, com bordas que podem causar cortes, e com produtos tóxicos, como tinturas”, concluiu Dias.

 

A embalagem do produto também deve conter outras informações obrigatórias, como: dados do fabricante ou do importador, CNPJ da empresa fabricante, país de origem e material de composição, tudo isso em português.

 

OUVIDORIA

 

O consumidor pode tirar dúvidas e apresentar denúncias ou sugestões por meio da ouvidoria do Ipem-RR, no telefone (95) 99971-6066 ou (95) 99135-3061. O órgão está localizado na avenida Surumu, nº 1719, bairro São Vicente, com atendimento de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 13h30.

Avalie este item
(1 Votar)

Em alusão à campanha Outubro Rosa, o Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), vai reforçar as suas ações junto às mulheres com a finalidade de reforçar a prevenção contra o câncer de mama.

 

O Centro de Referência de Saúde da Mulher Maria Luiza Castro Perin, localizado no bairro Aparecida, realizará atendimento estendido para o rastreio do câncer de mama. Serão 50 vagas diárias com mastologistas e ginecologistas, além de oferta de exames de mamografia nos turnos matutino, vespertino e noturno.

 

“Aumentos as ofertas de exames de mamografia e estendemos neste mês de outubro os exames para o horário noturno. Também colocamos alguns médicos, ginecologistas e mastologistas à disposição de mulheres que não são usuárias dos nossos serviços, mas que possuem alguma queixa relacionada à mama”, destacou a diretora-geral do Centro de Referência, Marília Pinto.

 

Conforme a diretora, o diagnóstico precoce da doença ajuda a ampliar de forma positiva a respostas terapêuticas durante o tratamento, aumentando as chances de cura em mais de 90%.

 

Para isso, é necessário que a paciente esteja atenta a qualquer sinal de alteração na mama, como surgimento de caroço, espessamento da pele na região mamária, vermelhidão, descarga papilar, entre outros.

 

“O Centro de Referência possui o mamógrafo digital bastante completo e sensível, e nós realizamos mamografias durante todo ano. Neste ano estamos intensificando e conscientizando as pacientes que estão vindo à procura de outros serviços aqui na unidade, e sobre a necessidade desse cuidado a partir dos 40 anos”, reforçou Marília.

 

ORIENTANDO A PACIENTE

 

Durante este mês, a equipe multiprofissional da unidade realizará palestras de conscientização nas salas de espera. A assistente social Danuza Assunção ressalta a importância da atividade.

 

“Montamos várias equipes para fazer uma atividade diferente a cada dia, buscando a sensibilização das mulheres na detecção do câncer precoce de mama, porque vamos priorizar a informação”, completou.

 

A servidora pública Stefany Mambaru foi até a unidade para marcar uma consulta para a irmã. Ela afirmou que a iniciativa do Centro de realizar atendimentos noturnos é muito oportuna e interessante, além de dar maior conforto e tranquilidade para as pacientes.

 

“O Centro de Referência é bem equipado para que as mulheres possam se cuidar, e abriram mais vagas à noite. Isso é muito importante, porque tem mulheres que trabalham pela manhã e à tarde e só têm a noite para fazer algumas coisas”, disse.

 

ENDEREÇO

 

O Centro de Referência de Saúde da Mulher Maria Luiza Castro Perin está localizado na avenida Capitão Júlio Bezerra, nº 1632, bairro Aparecida.

Avalie este item
(1 Votar)

Instrumento que liga o cidadão aos órgãos e entidades que compõem o SUS (Sistema Único de Saúde), a OGSUS-RR (Ouvidoria-Geral da Rede Estadual do SUS) está funcionando em novo endereço. O órgão agora está localizado na avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, 1364, Bairro dos Estados, mesmo prédio do TFD (Tratamento Fora de Domicílio).

 

A mudança visa melhorar a qualidade dos serviços que são oferecidos nas unidades de saúde do Estado, conforme destaca a coordenadora do órgão, Danielle Braga.

 

“Nas ouvidorias os cidadãos podem fazer reclamações, denúncias, dar sugestões, fazer elogios e solicitar informações [sobre os serviços oferecidos pela saúde]. Mas a maior importância é intermediar as relações da população com os gestores do SUS e promover uma boa comunicação, a formação de laços de confiança e colaboração mútua”, disse.

 

As demandas podem ser feitas pela população tanto de forma presencial quanto on-line, por meio do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. De maio a agosto deste ano, a OGSUS-RR recebeu um total de 489 solicitações. Ao todo, o setor dispõe de quatro servidores.

 

Para aqueles que optarem pelo serviço presencial, o atendimento acontece de segunda à sexta-feira, das 7h às 13h. Há ainda o número de telefone (95) 984100-6188.

 

O cidadão também pode mandar suas sugestões ou queixas por meio das ouvidorias que funcionam dentro das unidades de saúde do Estado, sendo elas o Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento, Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth, Hospital das Clínicas Dr. Wilson Franco Rodrigues, Pronto Atendimento Cosme e Silva e Clínica Médica Especializada Coronel Mota.

 

Avalie este item
(1 Votar)

Como parte das atividades da 11ª Semana da Leitura, em alusão ao Dia Nacional da Leitura, celebrado em 12 de outubro, a Escola Estadual General Penha Brasil, no bairro Aparecida, em Boa Vista, está realizando uma série de atividades até sexta-feira, 14, que finaliza com uma exposição de dioramas (maquetes artísticas tridimensionais).

 

Todas as turmas estarão envolvidas no projeto, e a exposição dos trabalhos segue o plano de leitura bimestral da escola. Na manhã desta segunda-feira, 10, aconteceu a abertura da semana com exibição do filme “O Pequeno Príncipe” para os alunos das turmas do 6º ano do Ensino Fundamental.

 

“Nossa escola desenvolve bimestralmente um plano de leitura, onde cada aluno de nossa unidade tem a oportunidade de receber um livro previamente escolhido pela Sala de Leitura para realizar uma leitura autônoma”, disse a mediadora da Sala de Leitura da escola, a professora Marly Maia.

 

Além desse momento em casa, dentro da escola são realizadas leituras compartilhadas na Sala de Leitura ou ainda dentro de sala de aula com o professor titular.

 

Como culminância do processo de aprendizagem desse bimestre, os alunos farão uma exposição de dioramas, que são maquetes de apresentação artística que ilustram, de forma tridimensional, trechos dos livros lidos pelos alunos.

 

“A gente sabe que a leitura é algo fundamental na vida dos estudantes, principalmente para os adolescentes e jovens, público alvo de nossa escola. Tentamos ao máximo desenvolver esta habilidade nos alunos, portanto, esta data não poderia ficar em branco e gostaria de convidar a comunidade escolar para prestigiar a nossa exposição”, disse Marly.

 

SEMANA DA LEITURA

 

A exibição do filme desta segunda-feira foi a versão de 1974 após a leitura do clássico de Antoine de Saint Exupéry. Durante a semana os alunos serão presenteados com lembrancinhas, haverá ainda a premiação do mais bem produzido diorama.

 

Os alunos dos 6º anos interpretarão a música “Cativar” e no último dia, além da exposição, os alunos receberão uma palestra com a professora Celina do Espaço Saber sobre incentivo à leitura.

 

INCENTIVO

 

A data foi instituída através da Lei 11.869 de 8 de janeiro de 2009 em conformidade com a data mundial de incentivo à leitura comemorada no mesmo dia. Durante toda a semana, as escolas da rede estadual estarão realizando atividades para incentivar seus alunos à prática da leitura visando a melhoria do raciocínio, vocabulário e interpretação textual.

Avalie este item
(2 votos)

Estimular uma gestão participativa e colaborativa, valorizar ações que fortalecem a relação escola-comunidade e destacar as boas práticas de gestão no ambiente escolar. Estes são alguns dos objetivos do Prêmio Estadual de Gestão Escolar Professora Maria Odete Calheiros Pena, que já está na sua terceira edição.

 

O lançamento oficial do PGE 2022 acontece nesta terça-feira, 11, no auditório do Centro Estadual Profissionalizante Professor Antônio de Pinho Lima, no bairro Caranã, às 16h. O evento é organizado pela Seed (Secretaria de Educação e Desporto) por meio do Depe (Departamento de Desenvolvimento de Políticas Educacionais).

 

“Esse ano o prêmio tem como objetivo reconhecer e homenagear as escolas que se destacam pela gestão competente e participativa no desenvolvimento de ações e atividades capazes de impulsionar o processo administrativo e pedagógico, contribuindo assim para a melhoria da aprendizagem”, destacou Rosilda Garcia, diretora do Depe.

 

PÓDIO

 

Todas as escolas da rede estadual de ensino podem concorrer. Este ano, o PGE distribuirá R$ 33 mil reais em premiação para as escolas vencedoras, sendo R$ 15 mil para o primeiro lugar, R$ 10 mil para o segundo lugar e R$ 8 mil para o terceiro lugar. Os valores devem ser investidos na instituição de ensino.

 

No ano passado, a Escola Estadual Geraldo da Silva Pinto, do município de Alto Alegre, foi a vencedora com o projeto intitulado “Realidade da Comunidade Escolar durante a pandemia da Covid-19”. A escola conquistou o prêmio de R$ 8 mil reais.

 

“Esse prêmio trouxe para a escola uma valorização dos nossos servidores, desde o porteiro ao professor. Também nos proporcionou diversificar e dinamizar o nosso trabalho para que o aluno possa absolver melhor os conteúdos. Os estudantes ficaram mais motivados aos estudos. Só trouxe coisas positivas o que nos motiva a querer participar cada vez mais”, destacou André Viana, gestor da Escola Geraldo Pinto.

 

Na segunda colocação, ficou a Escola Estadual Cívico Militar Fagundes Varela, de Boa Vista, com o projeto ‘Aulas de Superação: Desafios e Reformulação do Ensino em Tempos de Pandemia’ com o prêmio de R$ 5 mil reais e em terceiro, a Escola Estadual Lobo D’Almada com o projeto “Ensino Colaborativo como Apoio a Educação Inclusiva em Tempo de Pandemia da COVID-19”, com o prêmio de R$ 3 mil reais.

 

COMO FAZER A INSCRIÇÃO?

 

Para participar, a equipe gestora deve inscrever a escola por meio do preenchimento de um formulário de inscrição e apresentação do ‘Relato de Boas Práticas’. A inscrição é on line, por meio do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. no período de 13 de outubro a 04 de novembro.

 

O regulamento completo com todas as informações para participação já foi publicado no DOE (Diário Oficial do Estado) e está disponível para consulta no endereço https://www.imprensaoficial.rr.gov.br no dia 30 de setembro.

 

De acordo com o cronograma do edital, entre os dias 07 a 18 de novembro ocorrerá a avaliação das inscrições e dos Relatos de Boas Práticas, que será realizada pelo Comitê Estadual de Avaliação. Serão selecionadas dez escolas, as quais receberão visita do Comitê entre os dias 23 a 30 de novembro. Das dez, serão escolhidas três escolas.

 

No dia 06 de dezembro será divulgada a seleção das três escolas classificadas e no dia 16 de dezembro, a divulgação do resultado e cerimônia de premiação. Todas as escolas que efetivarem a inscrição no Prêmio receberão certificados de participação.

 

PRÊMIO GESTÃO ESCOLAR

 

O PGE (Prêmio Gestão Escolar) Maria Odete Calheiros Pena foi instituído pelo governador Antonio Denarium por meio do Decreto N° 29.112-E de 13 de agosto de 2020.  Seguindo os moldes da edição especial do PGE promovido pelo Consed (Conselho Nacional de Educação), o Prêmio Estadual de Gestão Escolar ‘Professora Maria Odete Calheiros Pena’ foi criado para valorizar as boas práticas escolares em tempos de pandemia.

 

Na primeira edição, realizada em 2020, o prêmio contou com a participação de 55 escolas, sendo 42 da capital, 11 do interior e 02 escolas de comunidades indígenas. A escola Estadual Major Alcides foi a vencedora desta edição.

 

Em 2021, na segunda edição, participaram 43 escolas sendo 40 da capital, uma indígena (Escola Estadual Indígena David de Souza) e duas do interior: Escola Estadual Geraldo da Silva Pinto de Alto Alegre e Colégio Estadual Militarizado Tenente João de Azevedo Cruz, de Nova Colina, Rorainópolis.

Avalie este item
(2 votos)

Dando continuidade aos negócios transfronteiriços entre as nações que compõem a Caricom (Mercado Comum e Comunidade do Caribe), o Governo de Roraima recebeu nesta segunda-feira, 10, a visita da embaixadora de Barbados, Tonika Sealy-Thompson buscando estreitar o mercado econômico entre os povos na perspectiva do desenvolvimento sustentável.

 

Na oportunidade, o governador Antonio Denarium recebeu a comitiva internacional no Palácio Senador Hélio Campos. Participaram ainda secretários estaduais, empresários, presidentes de associações e cooperativas de Roraima.

 

Para o governador, a aproximação de Roraima com os mercados caribenhos impulsiona o crescimento econômico regional. “Este novo encontro é mais um passo no nosso trabalho de viabilizar o escoamento da produtividade estadual com os países próximos do nosso Estado. É uma grande oportunidade para o desenvolvimento roraimense que vai nos permitir continuar investindo e gerando oportunidades de trabalho e renda”, declarou Denarium.

 

A embaixadora Tonika Sealy-Thompson avaliou a importância do esforço de Roraima e Barbados fomentando o desenvolvimento. “Construir relações comerciais com bons parceiros é o nosso intuito, onde consigamos alinhar os mercados, favorecer treinamento técnico e recursos humanos, além de promover intercâmbio linguístico em uma troca de experiências que seja duradoura e tenha resultados concretos e de curto prazo”, frisou.

 

O crescimento das áreas plantadas, infraestrutura e o estímulo ao agronegócio também foi discutido com a embaixadora Tonika. “Diante do potencial roraimense, nosso setor primário tem se multiplicado a cada ano, e na relação com Barbados, já estamos iniciando o processo de exportação de mercadorias para compor as demandas da ilha, onde são concentrados 67% da economia nos serviços turísticos”, informou o secretário titular da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), Emerson Baú.

 

Ele destacou ainda o desempenho do Governo estadual na atração de novos investidores ampliando a infraestrutura roraimense.

 

“Nosso maior desafio é o escoamento da produção estadual passando pela Guiana, onde as estradas naquela região ainda estão recebendo asfaltamento e vão ganhar novas pontes até Georgetown. Isso vai facilitar o tráfego de Roraima direto aos países caribenhos e vamos poder exportar carnes, frutas e grãos. Isso sem falar em uma oportunidade logística sem precedentes para o turismo”, explicou.

 

A programação da comitiva em Roraima segue até quarta-feira, 12, com visitas técnicas a propriedades rurais de citricultura, fruticultura, pecuária, suinocultura e grãos.

Avalie este item
(2 votos)

A partir desta segunda-feira, 10, os proprietários de veículos registrados em Roraima podem verificar no site do Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima) todas as infrações de trânsito aplicadas pela Smtran (Superintendência Municipal de Trânsito) da prefeitura de Boa Vista.

 

O chefe da DCVV (Direção de Controle e Condução de Veículos) do órgão estadual, Diego Aragão, informou que desde 2018, quando o município de Boa Vista entrou no Sistema Nacional de Trânsito, houve problemas de migração com as bases de infração, o que impossibilitou os proprietários de veículos de verificarem no site do Detran-RR as multas aplicadas pela prefeitura.

 

“Os motoristas consultavam a situação financeira de seu veículo no site do Detran, mas só acessavam informações sobre IPVA [Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores], licenciamento e outras taxas, além de multas do federais, de Roraima e até de outros estados. A exceção eram as infrações de responsabilidade da prefeitura de Boa Vista. Ou seja, para concluir a pesquisa, era preciso acessar dois sites para atingir o mesmo fim”, ressaltou.

 

Ele explicou ainda que, desde o ano passado, o Detran-RR trabalhava na migração da alimentação referente às multas, o que já foi concluído.

 

“Agora o cidadão terá a segurança de acessar apenas o site do Detran e conseguir visualizar todos os débitos de seu veículo sem ter que se dirigir à Smtran ou acessar o site da prefeitura. A fonte agora é unificada de informações e emite boletos e débitos de todas as instituições que compõem o trânsito”, garantiu Aragão.

 

Ainda segundo o diretor da DCCV, é possível que ocorram algumas inconsistências isoladas, mas, em caso de dúvidas, os condutores de veículos devem entrar em contato com a Coordenação do Sistema Renainf (Registro Nacional de Infrações de Trânsito) ou com a Divisão de Multas do Detran-RR.

Avalie este item
(1 Votar)

A Seed (Secretaria de Educação e Desporto) e o IFRR (Instituto Federal de Roraima) Campus Bonfim, assinaram, nesta segunda-feira, 10, um termo de cooperação para oferecer cursos técnicos a alunos do CEM (Colégio Estadual Militarizado) Aldébaro José Alcântara.

 

As aulas dos cursos técnicos serão ministradas no polo do Instituto com a participação de 120 estudantes distribuídos em quatro turmas sendo duas do curso técnico em Agroecologia, e outras duas turmas do curso técnico em Administração.

 

Em 2019, o Instituto Federal de Roraima procurou a gestão do colégio propondo a parceria para a oferta de cursos técnicos profissionalizantes concomitantes, ou seja, simultâneos às aulas regulares, para os estudantes do Ensino Médio.

 

“O diálogo com o IFRR iniciou, mas foi adiado pela pandemia. Retomamos a ideia em 2021, quando o instituto e a Seed firmaram o acordo e escolheram o Colégio Aldébaro”, disse Álvaro Flávio Rodrigues, gestor pedagógico do colégio estadual.

 

AULAS

 

Os alunos farão as aulas técnicas no horário oposto ao das convencionais e em dias alternados, de forma a não sobrecarregar os alunos. Os cursos terão duração mínima de três semestres e duração máxima de seis para atender estudantes das 1ª e 2ª séries do Ensino Médio da unidade. As matrículas foram efetuadas em setembro.

 

A parceria entre as instituições vem de encontro ao que propõe o Novo Ensino Médio, que está sendo implementado em todo o país.

 

O novo modelo propõe mudanças como o aumento da carga horária anual de 800 horas para 1000 horas, a inclusão de disciplinas eletivas (voltadas ao interesse dos estudantes), além de projeto de vida e itinerários formativos que contemplem a formação técnica profissional.

 

Atualmente, de 153 escolas estaduais de Roraima que ofertam o Ensino Médio, 14 já estão inseridas no novo modelo. Até 2024, 139 escolas devem concluir a implementação.

Avalie este item
(1 Votar)

O Corpo de Bombeiros Militar de Roraima informa à população que já registrou os primeiros focos de incêndio em vegetação em Roraima referentes ao verão 2022/2023. A ocorrência de incêndios em vegetação, conhecida como incêndios florestais, são sazonais em Roraima e sempre ocorrem no período do verão.

 

Em 2022, o CBMRR registrou algumas ocorrências no início do ano e, após o inverno, voltou a realizar alguns atendimentos.

 

“Apesar de ainda termos chuvas em todo o Estado, já é possível perceber um aumento normal da temperatura e, consequentemente, o aumento das ocorrências de incêndio em vegetação”, disse o gerente de Proteção e Defesa Civil de Roraima, capitão Rodrigo Maciel.

 

Para atender as primeiras demandas que estão surgindo, o CBMRR já trabalha com o emprego de guarnições de combate a incêndios florestais em Boa Vista.

 

“Devido à demanda crescente, começamos a trabalhar desde o início de outubro com duas guarnições exclusivas para atender as solicitações referente a incêndios florestais. As guarnições mistas, Bombeiros Militares e Brigadistas de Proteção e Defesa Civil, estão preparadas e equipadas para atuar em caso de necessidade", informou o Coronel Anderson Carvalho de Matos, Comandante Geral do CBMRR e Coordenador Estadual de Proteção e Defesa Civil.

 

OCORRÊNCIAS POR PERÍODOS

 

De janeiro a setembro de 2022, o Corpo de Bombeiros Militar de Roraima registrou 389 ocorrências envolvendo incêndios florestais. No mesmo período do ano passado, a corporação havia registrado 119, ou seja, um aumento de 227%.

 

Os anos de 2019 e 2020 foram os que mais registraram atendimentos de incêndio florestais. Entre janeiro e setembro de 2019 e 2020, o CBMRR verificou, respectivamente, 1094 e 747.

 

“O ano de 2021 foi diferente da normal climatológica. Tivemos um inverno rigoroso e prolongado, com chuvas que iniciaram muito cedo e demoraram para terminar. Isso diminuiu bastante a quantidade de ocorrências no ano passado. Em 2022, a expectativa é que tenhamos o retorno à normalidade”, disse o capitão Rodrigo Maciel.

 

RECOMENDAÇÕES

 

O CBMRR reforça que a queima de vegetação sem a devida autorização dos órgãos competentes é crime ambiental, passível de sanções civis e criminais.

 

 

A corporação orienta a população a não atear fogo para limpeza de terrenos urbanos, lotes rurais ou queima de lixo. O clima quente e a vegetação seca, juntamente com ventos fortes, auxiliam na propagação das chamas, fazendo com que o incêndio atinja áreas adjacentes, podendo causar danos às pessoas, aos animais, ao meio ambiente e ao patrimônio.

Avalie este item
(2 votos)

O Governo de Roraima inicia, na próxima segunda-feira, 10, a Agulha Oficial, vacinação contra febre aftosa dos rebanhos das comunidades indígenas, com o deslocamento das equipes da Aderr (Agência de Defesa Agropecuária de Roraima), em parceria com o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). O trabalho será feito nos municípios de Pacaraima, Uiramutã e Normandia, na região das terras indígenas Raposa/Serra do Sol e São Marcos.

 

A meta é vacinar 50 mil cabeças distribuídas em 450 rebanhos nas comunidades indígenas. Entre 10 a 23 de outubro, seis equipes irão trabalhar em uma ação conjunta entre Aderr, Mapa e Funai (Fundação Nacional do Índio).

 

O presidente da Aderr, Marcelo Parisi, lembrou que na última campanha, foram vacinados 48.364 animais. A tendência é o aumento da imunização, já que o rebanho das comunidades tem aumentado. Ele também destacou a participação importante dos indígenas na Agulha Oficial.

 

“Vale ressaltar a colaboração valiosa dos indígenas, que a cada campanha têm participado efetivamente, prendendo os animais, consertando os currais, dando o suporte para os raposeiros e nos recebendo com muita cordialidade. Hoje eles têm muita consciência da importância da vacinação na proteção dos rebanhos.”

 

Segundo a Coordenadora Agropecuária Região Norte, Ingryd Mota, que atua como supervisora durante a Agulha Oficial, serão 45 dias de trabalho nas comunidades.

 

“Em um primeiro momento a gente faz [a Agulha Oficial] na região de São Marcos, em Pacaraima, avançando na segunda quinzena para o Uiramutã, e finalizamos a vacinação no município de Normandia”, ressaltou Ingryd.

 

PECUÁRIA INDÍGENA

 

De acordo com historiadores, quando os indígenas trabalhavam nas fazendas locais na década de 1970, eles aprenderam o manejo com os bovinos, o que ajudou a criar uma cultura entre eles de ter seus próprios animais. Com a saída dos fazendeiros, eles assumiram os pastos e começaram a investir na pecuária, que é feita de forma comunitária.

 

Com aproximadamente 50 mil animais, o rebanho das comunidades indígenas tem crescido ao longo dos anos e a tendência é aumentar, pois eles estão cada vez mais se aperfeiçoando e melhorando técnicas, genética, estrutura física e compreendendo o valor da pecuária para a própria economia.

 

“A Agulha Oficial, que neste ano completa 12 anos de trabalho, é uma ação importante para a imunização dos rebanhos nas comunidades indígenas. É um serviço feito pelo Mapa, Funai e Governo de Roraima, por meio da Aderr, que ajuda a manter a sanidade dos rebanhos na região de fronteira, além de garantir nosso status de área livre de febre aftosa com vacinação”, enfatizou o governador Antonio Denarium.

 

OBSTÁCULOS

 

O presidente da Aderr, Marcelo Parisi, lembrou das dificuldades que foram enfrentadas pelos vacinadores da Agulha Oficial para cumprir com a cobertura vacinal projetada nas campanhas.

 

“Foram muitos obstáculos nesses 12 anos, mas, apesar dos obstáculos, sempre houve êxito nas ações. Hoje, existem rotas georreferenciadas, comunicação por internet, participação massiva dos indígenas, melhorias nas estruturas físicas, dentre outros benefícios que facilitam os trabalhos dos vacinadores”, disse.

Avalie este item
(1 Votar)

O titular da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), Emerson Baú, foi entrevistado, nesse sábado, 8, pelo jornalista Ribamar Rocha, apresentador do Programa Gestão em Foco da Rádio Roraima AM-590.

Na oportunidade, ele destacou o crescimento econômico estadual conquistado nos últimos anos, além da projeção do Plano Roraima 2030 impactando na Agricultura Familiar e Indígena, Indústria, Comércio, Serviços, Infraestrutura, Segurança, Educação, Bem-Estar, Saúde e Desenvolvimento Sustentável.

“A cada ano, o Governo de Roraima vem elevando os indicadores econômicos do Estado, promovendo trabalho e renda para o povo. Nesse intuito, nosso esforço contínuo tem sido destaque na imprensa geral, além do Tesouro Nacional que pela segunda vez consecutiva avaliou Roraima com nota A, a máxima em Capacidade de Pagamento, indicando a situação fiscal de Municípios e Estados capazes de sanar suas dívidas”, explicou Baú.

 

Plano Roraima 2030

 

Segundo o secretário, até 2027 o governo já projeta uma performance de 100% no alcance do Plano Roraima 2030. “Trabalhamos no intuito de antecipar as metas desta gestão, também para mantermos nossa credibilidade com o serviço público estadual diante do reconhecimento regional, nacional e internacional, já que Roraima agrega uma tríplice-fronteira estratégica para o agronegócio, agroindústria, turismo e cultura”, disse.

Ainda cruzando os objetivos do Roraima 2030, Baú reforçou a garantia da propriedade urbana e rural, destacou a gestão integrada do Governo do Estado e o trabalho desenvolvido para promover o crescimento socioeconômico.

“Trabalhando de forma integrada, as secretarias têm fomentado segurança jurídica, assistência técnica, além de crédito para o pequeno empreendedor investir e crescer de forma autônoma. Vivemos ainda o melhor período em Roraima na valorização do patrimônio. E nesse caminho, também trabalhamos a transição da independência do setor público, num momento em que 48,5% da nossa economia ainda circula nesse sentido. Contudo, até 2030 nossa estimativa é reduzir o percentual de participação da gestão pública para 30%, favorecendo um crescimento médio da nossa produção interna bruta de 5% ao ano”, observou.

 

Agricultura Familiar

 

Na Agricultura Familiar, Baú destacou a atuação do governo estadual na atração de investidores de maior porte junto aos pequenos produtores. “Estamos estruturando as cadeias produtivas da suinocultura, avicultura, fruticultura, citricultura, horticultura, grãos e outros, viabilizando suporte, além do incentivo para a capacitação técnica operacional, com apoio do Sistema S, das Federações e das Universidades Estadual e Federal que asseguram a formação profissional, fomentando o desenvolvimento com técnicas de inovação para quem trabalha e produz suprir a necessidade dos investidores”, referiu.

 

Distrito Industrial

 

Sobre o Distrito Industrial, o secretário destacou avanços na implantação de médias e grandes empresas no local e reforçou que novos polos serão implantados no interior.

“A gestão atual do governo é bastante expressa na articulação dos negócios. Com o Distrito Industrial na Capital, observamos hoje uma vitrine de obras a céu aberto. Também vem acontecendo a revitalização de ruas e avenidas, iluminação e demais obras de melhorias necessárias, além da regularização de lotes e empresas. Já no interior, o mesmo favorecimento econômico será implantado, tendo Rorainópolis e Bonfim seus polos industriais, enquanto Roraima se destaca entre os Estados que mais recebem investidores de outras regiões e países, favorecendo a circulação da moeda interna com efeito multiplicador”, exclamou.

 

Desenvolvimento Estadual

 

Concluindo a entrevista, Baú falou sobre inovação e reforçou a atuação da Seadi junto ao eixo de desenvolvimento estadual.

“O Governo de Roraima está transformando o nosso Estado também com inovação. Estamos melhorando os benefícios fiscais e logo os problemas energéticos e de internet também serão sanados. Este esforço, além da Seadi, é um conjunto de atitudes da Femarh (Fundação Estadual Meio Ambiente e Recursos Hídricos), Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural), Desenvolve Roraima, Iteraima (Instituto de Terras e Colonização de Roraima), Aderr (Agência de Defesa Agropecuária), Codesaima, (Companhia de Desenvolvimento de Roraima) e SEI (Secretaria do Índio)”, finalizou.

Avalie este item
(1 Votar)

O trabalho de divulgação do Estado realizado pelo Governo de Roraima, por meio de parcerias e mostras em feiras e eventos voltados ao turismo, tem atraído os olhares de turistas de todo o Brasil. Entre esses olhares, estão o de influenciadores digitais, que chegam para mostrar o que temos de melhor.

 

Entre esses influenciadores digitais, estão o casal de jornalistas Carina Furlanetto e João Paulo Mileski, responsáveis pela página do Instagram Crônicas na Bagagem, com 134 mil seguidores na plataforma, além de outros 21 mil no Facebook.

 

A bordo de um carro popular, o casal de Bento Gonçalves (RS) está há mais de 500 dias explorando as belezas naturais do Brasil e, na terça-feira, 4, chegaram à Roraima para conhecer vários pontos turísticos dos municípios do Estado. Eles também devem subir o Monte Roraima.

 

VOLTA AO ESTADO

 

A viagem pelo Brasil é, na verdade, uma continuação da aventura de 14 meses por dez países da América do Sul, iniciada em 2019. As experiências dessa viagem foram contadas no livro “Crônicas na Bagagem: 421 dias na estrada - uma jornada de desprendimento pela América do Sul”, escrito por Carina e João Paulo.

 

O trajeto foi interrompido em 2020, quando teve início o período de pandemia da Covid-19. A essa altura, o casal já havia conhecido alguns Estados da Região Norte, dentre eles, Roraima. Agora eles voltam para conhecer melhor o Estado, e contaram com o apoio da Secult (Secretaria de Cultura e Turismo). “Retomamos em maio do ano passado e voltamos para a estrada com o objetivo de passar por todos os Estados do Brasil numa única expedição. A gente repetiu os lugares que já tínhamos passado. Roraima é um desses destinos, mas decidimos voltar porque ficaram alguns atrativos para conhecer”, explicou Carina. O casal deve ficar por volta de 30 a 40 dias conhecendo o Estado.

 

Programa do Governo de Roraima possibilitou vinda de influenciadores

 

Durante o ano de 2022, o Governo de Roraima firmou várias parcerias para fomentar o turismo local. Uma dessas parcerias foi com a Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) e a Fornatur (Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo). 

 

A atual gestão e a instituição trouxeram, pelo programa “Voar de Novo”, cinco influenciadores digitais, que conheceram o Estado em vários segmentos, sendo eles:

 

Guilherme Serpa: influenciador digital especializado em observação de aves, viajou para os municípios de Caracaraí e Amajari, locais com a maior concentração de aves do Estado;

 

Elizabeth Werneck: influenciadora digital com 137 mil seguidores no Instagram, veio à Roraima para conhecer o etnoturismo na comunidade Raposa I, em Normandia;

 

Vergílios na Trip: Pai e filho, os influenciadores digitais Cristiano e Leonardo Vergilio possuem, somente no TikTok, cerca de 1,3 milhão de seguidores. Em Roraima, conheceram parques aquáticos, balneários e cachoeiras dos municípios turísticos;

 

Mariella Lazaretti: editora da revista “Prazeres da Mesa”, conheceu um pouco da culinária roraimense. Na rota gastronômica, esteve os municípios de Boa Vista, Pacaraima e Amajari;

 

Lucian Grillo: administrador da página “Os Lugares Incríveis do Brasil”, possui mais de 1 milhão de seguidores no Instagram. Veio a Roraima para conhecer os roteiros de ecoturismo na Serra do Tepequém e de etnoturismo na região de Uiramutã.

 

O diretor do Departamento de Turismo da Secult, Bruno Muniz de Brito, disse que 2022 foi um ano desafiador por conta do crescimento do setor em Roraima. Porém, o resultado desse esforço trouxe um novo olhar para o Estado, o que inclui a vinda dos influenciadores digitais. “Isso é motivo de orgulho pra nós, pois vai oportunizar ainda mais a nossa divulgação junto a esses públicos influenciadores, junto a esses profissionais que trabalham com comunicação e que apresentam a sua experiência de viagem para um número cada vez maior de pessoas que certamente ficarão muito interessados e estimulados a nos visitar”, disse Bruno.

Avalie este item
(1 Votar)

A PCRR (Polícia Civil de Roraima) iniciou nesta quinta-feira, 6, o Curso de Autoproteção Policial e Saque Velado, ofertado exclusivamente para policiais civis.

 

De acordo com a diretora do DPE (Departamento de Polícia Especializada), delegada Elivânia Aguiar, o curso integra o Programa de Capacitação Continuada, e tem como objetivo, aprimorar os policiais sobre técnicas para autoproteção dentro e fora do ambiente de trabalho.

 

“Ao todo, estão inscritos no curso 30 policiais de diversas unidades e áreas. Capacitações como estas visam aperfeiçoar os profissionais em relação à proteção pessoal de cada um”, destacou a delegada.

 

A instrução está sendo ministrada pelo agente carcerário James Vasconcelos e o policial penal da Paraíba, Lucas Leal.

 

Segundo Leal, o curso é fundamental para que os policiais saibam como se portar em momentos de risco, que geralmente acontecem em horário de folga.

 

“É imprescindível que o policial saiba como se proteger da maneira correta durante sua folga, proteger sua família ou em caso de legítima defesa”, disse o instrutor.

 

PRÓXIMA TURMA

 

O curso terá uma nova turma no dia 18 deste mês. As inscrições serão realizadas entre os dias 10 a 14 de outubro, exclusivas para policiais civis.

 

Avalie este item
(1 Votar)

A partir de segunda-feira, dia 10 de outubro, a Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania) vai retornar com as visitas das crianças e adolescentes nas unidades prisionais do Estado. A visitação ocorrerá durante todo esse mês de outubro, sendo retomada a cada três meses.

 

A medida leva em consideração a necessidade de reforçar, resgatar e preservar vínculos afetivos, sociais e familiares, de modo a contribuir com a reinserção social do reeducando junto à sociedade.

 

A proposta vai beneficiar as crianças com idade entre cinco e 12 anos e adolescentes de 12 a 18 anos, conforme explicou o secretário de Justiça e Cidadania, André Fernandes. “Nós vamos retornar com as visitas das crianças agora no mês de outubro. A partir de segunda-feira nós daremos início às visitas em nossas unidades”, reforçou.

 

A iniciativa vale para aqueles que possuem o cadastro no sistema e estejam acompanhados dos pais ou responsáveis, que poderão visitar os familiares internos do sistema prisional.

 

COMUNICADO

 

Além disso, a direção informou por meio de um comunicado que será exigido, obrigatoriamente, por medida de preservação da saúde dos reeducandos, o teste negativo de covid-19 para todos os visitantes, inclusive crianças, realizado no máximo 72h antes da data da visita.

 

Para facilitar o atendimento, a Sejuc informou ainda que vai fornecer através do Estado, em parceria com a Sesau (Secretaria de Saúde) um ponto de apoio na secretaria de Justiça para a realizar as testagens.

 

Os exames já podem ser realizados nos dias 7, 10, 11, 12 e 15 de outubro. Os horários para os atendimentos se iniciam pela manhã das 8h às 12h e pela tarde, das 14h às 17h30.

 

REGULAMENTO

 

A Sejuc publicou também, nesta segunda-feira, 6, a portaria Nº 783, que traz todos os regulamentos de entrada de crianças e adolescentes para visitas nas unidades prisionais de Roraima.

 

Para facilitar o processo de visitação, os interessados poderão ter acesso às informações contidas no documento afixado no mural da secretaria.

 

Avalie este item
(1 Votar)

Profissionais da Sesau (Secretaria de Saúde) e acadêmicos de cursos voltados para a área de saúde participaram nesta quinta-feira, 6, de uma qualificação voltada para a melhoria de fluxos de trabalho em hospitais públicos. A ação é uma iniciativa do Ministério da Saúde com o Hospital Sírio Libanês e o Conass (Conselho Nacional das Secretarias de Saúde).

 

Realizada pela manhã, a atividade teve como foco a gestão de programas de residência médica, em complementação aos cursos de preceptoria e especialização do SUS e qualificação de segurança do paciente. 

 

O secretário-adjunto da Sesau, Edson Castro, ressaltou a importância do curso para o HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento) e o HMI (Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth), consideradas as duas unidades de referência hospitalar do Estado.

 

“Como a saúde vem passando por transformações nos últimos meses, essa parceria é mais um fator que nos ajuda a reavivar os nossos programas de residência médica, tanto no HGR quanto na Maternidade. Ou seja, analisar os fluxos, os protocolos e as dinâmicas que são aplicadas em São Paulo, nos grandes centros [urbanos], e trazer para o nosso estado”, afirmou.

 

Ao todo, a atividade de hoje contou com a participação de 40 pessoas que fizeram a apresentação de seus projetos para os representantes da Maternidade e HGR.

 

“Os cursos estão acontecendo em Boa Vista desde fevereiro de 2022. São três cursos de especialização que qualificam nos programas de residência e do cuidado com o paciente, refletindo na melhoria da assistência à população no SUS”, pontuou representante do Sírio Libanês, Akemi Fuonke.

 

Segundo a diretora do DGES (Departamento de Gestão da Educação na Saúde), Márcia Máximo, o principal intuito é colocar em prática os projetos propostos pelos acadêmicos, resultando em melhorias na assistência aos pacientes do SUS.

 

“A importância desse evento é exatamente atender aos anseios que os gestores e os servidores tem, que é estar em constante capacitação dos profissionais. Esse curso é um dos melhores, estão se especializando para orientar os nossos próprios alunos e servidores”, enfatizou a diretora.

 

Fisioterapeuta do HGR há 10 anos, Evair Rocha foi um dos servidores selecionados para participar da especialização. Ele afirmou que apresentou para os representantes do Sírio Libanês uma proposta de qualidade e segurança do paciente.

 

“O curso tem sido muito importante, porque na formação acadêmica não somos acostumados a trabalhar essa prática de segurança. Para a população, isso dará a garantia de que ela será recebida com segurança, humanização, qualidade e que ela possa ter o seu problema resolvido de forma justa e adequada dentro da unidade”, salientou.

Avalie este item
(0 votos)

A Aderr (Agência de Defesa Agropecuária do Estado de Roraima) retornou com as atividades de educação sanitária em escolas públicas e privadas. O objetivo é esclarecer a um público específico da sociedade sobre o cuidado com os alimentos consumidos.

 

Segundo o presidente da Aderr, Marcelo Parisi, a meta é que a GPOA (Gerência de Produtos de Origem Animal), do órgão, leve informações mais precisas para adolescentes em idade escolar para torná-los consumidores conscientes. Serão ministradas diversas palestras nos próximos meses em escolas públicas e privadas da rede estadual.

 

“Estamos levando um conhecimento para o público jovem para que se tornem multiplicadores, conscientizando suas famílias e amigos sobre a necessidade do consumo saudável para evitar doenças que podem levar até a morte”, destacou Parisi.

 

PALESTRA

 

O fiscal agropecuário e médico veterinário Haroldo Trajano e a técnica e fiscal agropecuária Raqueline Sousa, ministraram palestra, nesta quinta-feira, 6, sobre educação sanitária para alunos do Colégio Adventista de Boa Vista.

 

Na ocasião foram abordados temas relativos ao consumo de produtos de origem animal legal, segurança dos alimentos e a atuação do médico veterinário na cadeia alimentar. Ao todo foram duas palestras, pela manhã e pela tarde, com um público aproximado de 240 crianças.

 

Carnes, leites, embutidos, mel, ovos e derivados podem ser consumidos com segurança, basta que se tomem os cuidados recomendados pelos técnicos, como, por exemplo, produtos que sejam inspecionados e fiscalizados, identificados pelo carimbo do serviço de inspeção pública.

 

“Nosso trabalho é levar informações ao público adolescente das escolas públicas e privadas com o objetivo de formar consumidores conscientes de seus direitos previstos no código do consumidor”, enfatizou Trajano.

Avalie este item
(0 votos)

O Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima) participa do Encontro Regional de Educadores Etapa Norte, promovido pela Senatran (Secretaria Nacional de Trânsito). O evento ocorre nesta quinta, 6, e sexta-feira, 7, em Palmas, capital do Tocantins.

 

Nesses dois dias, acontecem oficinas e palestras que abordam várias questões como redução de acidentes, a segurança e a paz no trânsito, estratégias de mobilidade, entre outros assuntos.

 

O Encontro Regional de Educadores, realizado em todo o País, é dividido por regiões, tem como objetivo aproximar a Senatran das entidades e órgãos do SNT (Sistema Nacional de Trânsito), no campo da educação para o trânsito, identificando desafios e buscando a construção de uma agenda conjunta, tendo como base o Pnatrans (Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito).

 

Para o Educatran, os Detrans do Norte enviaram, previamente, dez temas e cinco foram escolhidos para serem apresentados no evento. O Detran-RR participa com o tema “Ações educativas para o trânsito com alunos do ensino médio, fundamental, EJA (Educação de Jovens e Adultos), empresas públicas e privadas e servidores”.

 

O órgão de Roraima está sendo representado pelo chefe da DPET (Divisão de Prevenção e Educação para o Trânsito), Milton Emílio Melo de Oliveira.

 

“É importante nossa participação nesse evento, porque podemos contribuir de maneira significativa para mudar o atual quadro do trânsito no País, por meio dessa ação que já desenvolvemos em Roraima”, ressaltou Milton Emílio.

 

“Os motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres precisam de mais ações de conscientização e aí é que entra a educação para o trânsito, que é capaz de construir valores, para nos tornarmos mais solidários, gentis e responsáveis para salvarmos vidas”, finalizou.

 

Avalie este item
(0 votos)

Responsável por atender as demandas de mães que possuem dificuldade de produção de leite materno, o BLH (Banco de Leite Humano) do HMI (Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth) encontra-se atualmente com o seu estoque baixo.

 

Durante todo o mês de setembro, a unidade conseguiu coletar 38.110 litros de leite, 20 litros a menos do que foi coletado em agosto. A demanda em todo o estado é alta, uma vez que os recém nascidos precisam ser alimentados a cada 3 horas.

 

“O leite materno é o melhor alimento para um bebê e principalmente quando ele é prematuro e está na UTI neonatal. Nós precisamos desse leite para que os nossos recém-nascidos sejam alimentados”, reforçou a coordenadora do BLH, Sílvia Furlin.

 

Para ser uma doadora, a interessada não precisa sair de casa. Basta entrar em contato pelo número (95) 98117-1995 ou pelo link do formulário do Google.

 

Além de estar com boa saúde, é importante que a voluntária tenha uma produção de leite maior do que as necessidades de seu próprio filho e que não faça uso medicamentos contraindicados para a amamentação.

 

A vendedora Íris Santos, de 36 anos, conheceu as atividades do BLH por meio da equipe de enfermagem da unidade. Seu interesse pelo assunto fez com que ela se comprometesse com a causa, principalmente em razão de ter bom excedente de leite.

 

“Eu descobri sobre o Banco de Leite na maternidade e achei muito importante fazer a doação do leite para ajudar as criancinhas que precisam, e também porque meu seio estava machucando por conta que tenho muito leite”, relatou.

 

Além da doação presencial, a voluntária também pode recorrer ao serviço de doação em domicílio, que funciona graças ao projeto Bombeiros Amigos do Peito, uma parceria do BLH com o CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar de Roraima).

 

Por meio de agendamento, a equipe vai até a residência da lactante para fazer a coleta em frascos. O serviço funciona de segunda a sexta-feira.

 

“É muito gratificante fazer a coleta para o Banco de Leite. É uma parceira muito antiga do Corpo de Bombeiros com a Maternidade. Nós vamos na casa das doadoras e pegamos em média 20 frascos diariamente”, salientou o cabo do CBMRR, Gilson Mário de Oliveira.

 

Doadora de leite desde 2015, a dona de casa Monique de Souza, sabe muito bem da importância de ajudar recém-nascidos. Ela inclusive socorreu a própria sobrinha, que precisou ficar internada na UTI Neonatal do HMI.

 

“Eu quero incentivar as mães a doarem leite, pois é super importante para os bebês. Às vezes estamos com o seio muito cheio e já ouvi relato de mulher que faz a extração do leite e joga na pia. Isso é triste”, pontuou.

Avalie este item
(0 votos)

Roraima chega aos 34 anos de história com muitos avanços. Foi um longo período até chegar ao atual momento, em que há um Estado com vários investimentos, uma economia forte e com conquistas durante a atual gestão.

 

Em janeiro de 2019, o Estado enfrentava a pior crise financeira. Salários dos servidores atrasados e uma dívida histórica de R$ 8,9 milhões referentes a precatórios, dívida pública, previdência estadual e federal, Imposto de Renda, empréstimos consignados dos servidores, transferências constitucionais, restos a pagar, empenhos cancelados, processos judiciais, duodécimos dos poderes, retiradas indevidas de convênios, além de dívidas água e energia.

 

Agora, quatro anos depois, no aniversário do Estado, a situação é bem diferente: Roraima é nota A em Capacidade de Pagamento, segundo estudo do Tesouro Federal, que leva em consideração a liquidez, a poupança e o endividamento de estados e municípios de todo o país.

 

Esse resultado se deve ao trabalho de equilíbrio das contas do Estado feito pela atual gestão. Dívidas foram pagas, incluindo aquelas com servidores estaduais, mostrando o respeito da atual gestão com o trabalhador.

 

Isso permitiu que o servidor fosse ainda mais valorizado. Além do pagamento feito em dia, várias categorias dentro da estrutura governamental, como a Saúde e a Educação, foram contempladas com o PCCR (Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração) e com o pagamento de progressões, bem como o reajuste salarial de 11% para todos os servidores estaduais.

 

Na avaliação do governador Antonio Denarium, o governo avançou positivamente em todas as frentes de atuação. “Recuperamos a economia que estava fracassada quando assumimos o governo e hoje somos nota A, pagamos os salários dos servidores em dia, não devemos aos fornecedores. Avançamos na saúde, na infraestrutura, na educação e no social. Somos um governo que trabalha para o povo, de forma séria e compromissada”, enfatizou.

 

CONCURSOS E PROCESSOS SELETIVOS

 

O equilíbrio fiscal e as contas em dia permitiram a realização de concursos públicos e processos seletivos voltados para as áreas da Saúde, da Educação, Segurança Pública, Fazenda, Planejamento e Defesa Agropecuária, bem como para a UERR (Universidade Estadual de Roraima).

 

Somente na Educação, cerca de 1.650 professores foram empossados e atuarão na rede estadual de ensino. Desse total, 529 professores entraram por meio do concurso público específico e diferenciado para a educação indígena, enquanto que 572 foram empossados por meio do concurso público da Educação Básica.

 

A atual gestão convocou mais de 970 novos policiais militares, bem acima do quantitativo de vagas disponíveis em edital do concurso realizado em 2018, pela gestão anterior. Além disso, realizou concurso para contratação de policiais penais para o sistema prisional, totalizando 867 novos servidores efetivos. E o concurso da Polícia Civil, que está em andamento, com 175 vagas.

 

SOCIAL

 

Para atender às famílias em vulnerabilidade social, o Governo de Roraima deu criou o Cesta da Família.

 

A primeira entrega ocorreu em dezembro de 2020, em meio a pandemia de covid-19, quando cerca de dez mil famílias foram atendidas com entregas de cestas básicas e cartões com recargas mensais de R$ 200 e o programa tornou-se oficialmente permanente.

 

Desde então, o programa vem atendendo famílias de todo o Estado que estejam em vulnerabilidade social cadastradas no programa com as duas modalidades. Em 2021, cerca de 65 mil famílias foram atendidas pela iniciativa e, em 2022, são cerca de 50 mil famílias sendo atendidas até o momento.

 

SAÚDE

 

A saúde estadual também foi contemplada por grandes obras importantes. Dentre elas, o Bloco E Governador Anchieta Junior, do HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento). Com investimento de R$ 41 milhões no total, o novo espaço possui 120 leitos de enfermaria, 40 leitos de UTI e 10 salas no Centro Cirúrgico com capacidade para realizar mais de 100 cirurgias por dia.

 

No HGR, também foi entregue o Pronto Socorro Francisco Elesbão, que recebeu investimento de R$ 3,7 milhões para a reforma e ampliação para a unidade de emergência. Também foi entregue, nesta terça-feira (4), o Pronto Socorro Dr. Airton Rocha. A reforma e ampliação da unidade de urgência teve investimentos de R$ 3,4 milhões.

 

Em Rorainópolis, o Governo entregou a construção da Maternidade Thereza Monay Montessi, com investimentos de R$ 4 milhões e do Centro de Especialidades Médicas Dr. Alceste Madeira, com investimentos de R$ 1.087.375,26, bem como o Hospital De Santa Maria do Boiaçu, no baixo Rio Branco, tendo investimentos de R$ 1,1 milhão. Com essas unidades, a população do Sul do Estado terá um atendimento de maior qualidade, sem precisar se deslocar para a Capital.

 

EDUCAÇÃO

 

Na rede estadual de ensino, o Governo de Roraima reformou cerca de 36 escolas estaduais durante a atual gestão. Somente em Boa Vista, 17 unidades foram reformadas simultaneamente.

 

Durante o período mais forte da pandemia da covid-19, o governo buscou alternativas que suprissem o ensino presencial, que estava paralisado por conta das medidas de isolamento.

 

Uma dessas alternativas foi a adesão ao programa “Vamos Aprender”, iniciativa do Consed (Conselho Nacional dos Secretários de Educação) e Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação) com o objetivo de disponibilizar conteúdos educacionais de qualidade de forma gratuita para Estados e municípios.

 

Para o futuro, a população com novas escolas e a construção da nova sede da Seed (Secretaria de Educação e Desporto). Com investimentos de R$ 15 milhões, o prédio terá uma estrutura administrativa moderna, que irá atender os servidores, os profissionais da educação estadual e a comunidade escolar.

 

SEGURANÇA PÚBLICA

 

Uma das áreas prioritárias do Governo de Roraima nos últimos três anos e nove meses, a Segurança Pública recebeu um total de R$ 726.234.989,75 em investimentos, se somados todos os valores empregados nas corporações roraimenses com aquisição de equipamentos, armamentos e viaturas, bem como outros investimentos.

 

Dentro deste total, está o investimento de R$ 30 milhões no Polícia na Rua, considerado o maior programa da história voltado para a Segurança Pública. Somente para essa iniciativa, foram adquiridos 155 viaturas e 21 motos, bem como armamentos, munições e equipamentos para as Polícias Militar e Civil de Roraima e o Corpo de Bombeiros Militar de Roraima.

 

INFRAESTRUTURA

 

Para garantir a trafegabilidade da população e o escoamento da produção, o Governo do Estado investiu R$ 318.576.185,61 na revitalização de estradas e R$ 72.502.412,02 na reconstrução de pontes, perfazendo um total de R$ 391.078.597,63 investido nestes trabalhos de infraestrutura.

 

O investimento possibilitou a revitalização de 4.500 km de vicinais e a reconstrução de 300 pontes de madeira em todo o Estado, perfazendo quase 5.000 metros lineares de ponte. Além disso, 14 pontes de concreto foram executadas e/ou estão em execução, bem como 200 km de obras de pavimentação asfáltica estão em fase de execução.

 

Esses investimentos podem ser vistos em algumas das principais rodovias de Roraima, como a RR-203, que interliga a BR-174 com o município de Amajari e a Serra do Tepequém, e a RR-342, que liga a RR-205 – também recuperada na atual gestão – com a Vila do Taiano, bem como a construção de cinco pontes de concreto na RR-325.

 

O governo vai pavimentação da Vicinal Tronco-Malacacheta (que também abrange 5 km da RR-207), da RR-452 (que interliga a RR-207 à Vila São Silvestre), a Vicinal Tronco-Trairão (em Amajari), as Vicinais 26 e 28 (em São João da Baliza), entre outras estradas que estão sendo e serão recuperadas.

 

AGRICULTURA

 

A agricultura familiar e indígena teve grande destaque na atual gestão. Nas comunidades indígenas, o Governo desenvolve o Projeto de Grãos desde 2020. Somente em 2022, está prevista a aplicação de R$ 11.456.760,00 na iniciativa, bem como a colheita de 1.500 hectares da cultura de milho e feijão-caupi.

 

Por meio da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), o Governo de Roraima investiu R$ 49.856.345,00 na compra de equipamentos agrícolas, como tratores, grades aradoras e niveladoras, distribuidor de calcário, plantadeira de grãos, caixas individuais para sementes, pulverizadores, roçadeiras acopladas no trator, carretas agrícolas, perfurador de solo, enxadas e batedeira de cereais, para serem utilizados pela agricultura familiar de Roraima.

 

REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA

 

O programa Aqui tem Dono foi lançado em 17 de julho de 2019, com a finalidade de promover a regularização fundiária nos 15 municípios de Roraima.

 

Por meio do Iteraima (Instituto de Terras e Colonização de Roraima), o Governo do Estado entregou cerca de 2.500 títulos definitivos entre urbanos, rurais e no Distrito Industrial. A medida é uma garantia jurídica para os proprietários da terra, o que permite acesso a linhas de crédito, por exemplo.

Avalie este item
(0 votos)

O Lacen-RR (Laboratório Central de Saúde Pública de Roraima), em parceria com a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), deu início nesta segunda-feira, 3, a um treinamento sobre atualização de protocolos para a vigilância das variantes da covid-19. A atividade segue até a sexta-feira, 7, na própria unidade.

 

Ao todo, sete profissionais do setor de biologia molecular, entre biomédicos e bioquímicos, do Laboratório Central estão envolvidos na capacitação.

 

Conforme a coordenadora geral de Vigilância em Saúde da Sesau (Secretaria de Saúde), Valdirene Oliveira, a atividade é de suma importância, uma vez que sua temática é inteiramente voltada para o sequenciamento do SARS-CoV-2.

 

“A vigilância laboratorial é muito importante e é mais um instrumento na vigilância em saúde para conseguirmos monitorar o que circula no nosso estado. Os nossos técnicos estão passando pelo aprimoramento e se capacitando para melhorar a qualidade e a eficiência da resposta da covid-19”, enfatizou a coordenadora.

 

A parceria entre as duas instituições está inserida nas ações do Projeto Ciência, Saúde e Solidariedade no Enfrentamento à Covid-19, uma iniciativa que é desenvolvida pela Fiocruz Amazônia: ILMD (Instituto Leônidas e Maria Deane), USAID (Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional) e Palladium International NPI EXPAND.

 

“Desde o início da pandemia temos trabalhado juntos e agora trouxemos o protocolo que utilizamos em Manaus com uma experiência de quase 9 mil genomas feitos com ele, que é mais rápido, prático e dá melhores resultados”, salientou o pesquisador em saúde pública da Fiocruz Amazônia: ILMD, Felipe Naveca.

 

REFERÊNCIA EM RORAIMA

 

Referência laboratorial em todo o Estado, o Lacen-RR se destacou ainda mais na precisão de diagnósticos relacionados ao Coronavírus. Tudo isso ocorreu graças aos investimentos em tecnologia realizados pelo Governo de Roraima.

 

Após a aquisição de equipamentos mais modernos em abril deste ano, o Lacen-RR começou a realizar o sequenciamento genético, melhorando a eficiência da unidade.

 

“Inicialmente tínhamos três profissionais treinados para fazer o sequenciamento genético, e com a vinda dessa equipe, está sendo importante porque estamos tendo a oportunidade de capacitar todo o nosso setor, com uma atividade teórico-prática presencial”, completou a diretora técnica do laboratório, Cátia Meneses.

 

Bioquímica do Lacen-RR, Luísa Tajujá, ressaltou a importância desse aprimoramento para a sua vida profissional e também para o estado.

 

“O sequenciamento é essencial para a produção de vacinas e o controle epidemiológico, e isso para o nosso estado é um ganho muito importante porque sempre enviávamos para os laboratórios de referência, e hoje poder estar realizando esse serviço aqui é gratificante”, pontuou.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), vem fortalecendo o acesso da população a serviços de odontologia. Dentre as unidades que realizam este tipo de atendimento, está o CEO (Centro de Especialidades Odontológicas), que funciona no PACS (Pronto Atendimento Cosme e Silva).

 

“Por ser um centro de especialidades, ele atende a todos pacientes que possuem encaminhamento das Unidades Básicas de Saúde ou provenientes de hospitais conveniados do sistema SUS. Aqui, eles são submetidos a uma triagem, para em seguida serem avaliados pelos profissionais da unidade”, destacou o diretor geral do CEO, William Guedes. 

 

Em setembro, a unidade realizou 259 atendimentos, número que se soma aos quase 3 mil procedimentos realizados no primeiro semestre deste ano. Isso reforça a importância dos serviços prestados pelo CEO para a comunidade. 

 

“Esses números reforçam ainda mais a importância dos serviços que são feitos pelos profissionais, pois a boca não é separada do corpo e sim um órgão integrado, onde problemas na cavidade bucal podem inclusive interferir em cirurgias”, frisou a dentista Camila Sampaio.

 

Além de tratamento de canal, o CEO é responsável por realizar extrações complexas, tratamento com pacientes especiais, procedimento ortopedia dental, radiologia odontológica e periodontia.

 

Jorge Nattrodt, de 67 anos, é um dos pacientes que fazem acompanhamento na unidade. Esse ressaltou o acolhimento dado pelos profissionais que prestam todas as orientações sobre saúde bucal.

 

“É a terceira vez que venho aqui [no CEO], já fiz extrações de dentes e agora estou fazendo a limpeza dos dentes. Sempre fui bem tratado pelas dentistas daqui”, pontuou.

 

O Centro de Especialidades Odontológicas do Cosme e Silva fica localizado na rua Delman Veras, s/n, no bairro Pintolândia. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e 14h às 18h.

 

ITINERANTE

 

Outra novidade implantada pelo Governo é o Consultório Odontológico Itinerante, uma unidade móvel que leva os serviços de saúde bucal para mais perto da comunidade.

 

Em funcionamento desde o dia 24 de setembro, a unidade realiza procedimentos como limpeza, raspagem, restauração, extração, entre outros. Até o momento, mais de 100 pessoas usufruíram do serviço. 

 

A estrutura do consultório possui isolamento térmico, estrutura elétrica moderna e hidráulica com acionamento semiautomático, sistema de nivelamento, climatização, quatro cadeiras odontológicas, acessibilidade para cadeirantes, refletor e unidade de água.

Avalie este item
(0 votos)

A Direção Geral do HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento) realizou na tarde desta segunda-feira, 3, a apresentação dos dados do Projeto Lean sobre redução de superlotação dos setores da emergência. A ação foi voltada inteiramente para os profissionais que fazem parte da área técnica e administrativa da unidade.

 

“A importância do Lean é otimizar o tempo de atendimento nas portas de entrada dos hospitais que possuem atendimento de urgência e emergência. A maior dificuldade foi começar a desenvolver [o projeto] na unidade e com ele em funcionamento. Nisso, conseguimos visualizar um tempo de diminuição muito grande no atendimento aos pacientes que nos procuram”, destacou a secretária-adjunta da Sesau (Secretaria de Saúde), Adilma Rosas.

 

Criado pelo Ministério da Saúde, o projeto está sendo desenvolvido com apoio do Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo (SP). A metodologia é oriunda do Japão, atuando diretamente no aperfeiçoamento das equipes que prestam o atendimento direto aos pacientes que recorrem à unidade.

 

“O Projeto nos mostra a melhor alternativa, a melhor saída, com ferramentas internas. Fizemos todo o projeto sem nenhum custo, somente com a organização do fluxo interno dentro do Hospital. Hoje conseguimos trabalhar toda dinâmica ensinada e evitamos a superlotação no Pronto Socorro”, pontuou a diretora do HGR, Patrícia Renovato.

 

A assessora da direção de enfermagem da unidade, Ana Renata Guirro, esteve à frente da implantação do Projeto Lean desde o início. Ela conta que os indicadores tiveram resultados satisfatórios ao longo de cinco meses de trabalho.

 

“Um dos nossos indicadores que mais conseguimos resultado foi o Nedocs, que é o indicador que calcula o nível de saturação ou superlotação do nosso serviço de urgência. Foi nele que tivemos uma redução de 74% em comparação com o dado inicial de quando foi feito o diagnóstico da nossa unidade”, disse.

 

Os dados também apontaram uma redução de 95% no tempo de permanência do paciente dentro da unidade, desde a sua entrada até a sua saída.

 

“O temp