Avalie este item
(0 votos)

Para melhorar o serviço prestado pelo Iper Instituto de Previdência do Estado de Roraima) e estreitar a relação  com os segurados, a Ouvidoria instalou, na sala de atendimento presencial, uma urna de manifestações, que permite o registro de reclamações, sugestões, denúncias, elogios e solicitações de informações, garantindo mais uma ferramenta de comunicação para ouvir os segurados. 

O Iper já dispõe de outros canais de comunicação com os beneficiários, que podem fazer suas manifestações pelos emails Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.,  e pelo site Fala BR (falabr.cgu.gov.br) .

Para a presidente do Instituto, Adriana Padilha, o importante é manter o diálogo com os aposentados e pensionistas.

“Queremos ouvir os nossos beneficiários para estar sempre melhorando nossos serviços e criar essa relação de confiança,” afirmou.

A ouvidora Luanny Neves de Mesquita explica que a urna de manifestações é um espaço livre e sigiloso e visa estreitar os laços com os beneficiários do Iper.

“As pessoas podem fazer algum elogio, critica ou sugestão. Lembramos que os dados são sigilosos e a Ouvidoria estará monitorando todos os dias essas informações e entrando em contato para dar uma resposta sobre as demandas”, explicou a Ouvidora.

As manifestações coletadas serão cadastrados no site Fala BR, um sistema desenvolvido pela CGU (Controladoria-Geral da União) que integra as ouvidorias do País. 

Avalie este item
(0 votos)

O Etnoturismo é o tipo de turismo em que os viajantes conhecem de perto a vida, os costumes e a cultura de um determinado povo, especialmente povos indígenas.

Roraima, estado brasileiro que concentra os maiores territórios indígenas, está iniciando a prática do turismo nas comunidades, evidenciando os costumes desses povos. E tudo isso está em destaque na revista “RORAIMA, Um Destino, Mil Roteiros – Edição Etnoturismo”, que conta com a parceria institucional da Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Roraima).

A digital influencer escreve as histórias de viagem de família e amigos para o blog https://elizabethwerneck.com/, uma mistura de experiência compartilhada com todos que adoram conhecer destinos turísticos e uma forma de agradecer devolvendo um pouco das informações já recebidas. Além disso, a influencer tem mais de 130 mil seguidores no Instagram.

“O intuito da publicação é apresentar as comunidades indígenas que hoje operam com etnoturismo, que estão com o plano de visitação aprovados pela Funai [Fundação Nacional do Índio] e que já vem trabalhando com o receptivo turístico nas suas comunidades”, alegou o diretor do Departamento de Turismo do Governo de Roraima, Bruno Muniz.

Além do etnoturismo, a revista apresenta outros atrativos do Estado como a Serra do Tepequém, Serra Grande, a pesca esportiva no Baixo Rio Branco e o famoso Monte Roraima. Também é possível encontrar na revista um mapa legendado, especificando municípios turísticos, localidades, hidrografia, limites municipais, limites estaduais e limites internacionais.

“A partir desses roteiros, vamos ampliar o número de produtos turísticos do nosso Estado. As comunidades que estão presentes na revista ganham notoriedade, destaque e é um compromisso da atual gestão do governo em desenvolver diversas oportunidades de negócios e de empreendimentos nas comunidades indígenas, e uma dessas grandes oportunidades é o turismo”, explicou Muniz.

A revista também está disponível para download no link: https://www.portal.rr.gov.br/etno.

OUTRAS EDIÇÕES

No dia 19 de maio de 2021, a primeira edição da revista “RORAIMA, Um Destino, Mil Roteiros” foi lançada com o tema Turismo e Pesca Esportiva. A ação ocorreu durante o evento de lançamento do Roraima Fishing Show, 1º Simpósio da Pesca Esportiva no Estado.

Avalie este item
(0 votos)

A Sesau (Secreatria de Saúde) anunciou a retomada das biópsias de próstata na Clínica Médica Especializada Coronel Mota nesta terça-feira, dia 24. O exame é indispensável para detectar lesões malignas ou nódulos suspeitos que possam resultar no câncer de próstata.

Anteriormente, o procedimento era ofertado por meio de uma clínica conveniada. Agora, o serviço passa a ser realizado todas às sextas-feiras, na própria unidade, que fica localizada na rua Coronel Pinto, 636 Centro.

“Para o paciente que necessitar realizar o exame, basta comparecer na recepção do Coronel Mota com o pedido médico e as cópias de identidade, CPF, cartão do SUS e comprovante de residência. Será feito o agendamento de uma consulta prévia para o especialista avaliar esse paciente antes do procedimento”, destacou a diretora geral do Coronel Mota, Rayane Phranklismar.

Além da apresentação das cópias documentais, o paciente também precisa apresentar ao médico urologista que fará o exame prévio, outros exames complementares, como PCA, hemograma, entre outros.

No dia da consulta, serão analisados os exames já feitos pelo paciente para que o especialista identifique possíveis alterações, para em seguida encaminhá-lo ao procedimento, que acontece todas às quartas-feiras.

“Na consulta prévia, o paciente vai receber todas as orientações necessárias, de como o exame é realizado, o preparo que precisa ter antes da realização da biópsia, os aspectos do pós-exame, entre outras situações. Depois da coleta do material, o paciente levará essa amostra para o Laper [Laboratório de Anatomia e Patologia de Roraima]”, completou.

A IMPORT NCIA DO EXAME

Exame de próstata é um procedimento preventivo capaz de identificar alterações presentes nas glândulas, inclusive da próstata. A avaliação das alterações precisa ser complementada para definir se é compatível com hiperplasia, infecções, inflamações ou câncer.

Recomenda-se que os homens façam exames de próstata periodicamente a partir dos 40 anos. Se houver casos na família de câncer de próstata, a melhor idade para iniciar os exames deve ser previamente conversada com um médico, uma vez que a hereditariedade é um dos principais fatores de risco para a doença.

 

Avalie este item
(0 votos)

O Censo Escolar 2022, maior pesquisa educacional do país, terá início nesta quarta-feira, dia 25 e seguirá até o dia 1° de agosto. Neste período, serão coletados dados importantes sobre a Educação no Brasil.

O Censo é coordenado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) e realizado em regime de colaboração entre as secretarias estaduais e municipais de educação, com a participação de escolas públicas e privadas.

Durante a pesquisa, são coletados dados de todas as etapas e modalidades de ensino como Educação Infantil, Ensino Fundamental, Médio, além de Educação Especial, EJA (Educação de Jovens e Adultos) e Educação Profissional. As informações são inseridas por gestores e secretários escolares no Sistema Educacenso.

Nesta primeira etapa, os responsáveis preenchem questionários sobre a escola, quantitativo de alunos, dados de professores e gestores, bem como informações sobre o funcionamento da instituição. Neste ano, também serão coletados dados sobre o Novo Ensino Médio em escolas que já aderiram ao modelo.

“Convido todos os gestores e secretários de escola, envolvidos na realização do Censo Escolar a se engajarem nessa importante tarefa”, ressaltou a coordenadora estadual do Censo Escolar, Rosalete Saldanha.

CENSO ESCOLAR

O Censo Escolar ocorre de forma simultânea e programada em todos os estados do país. Por meio da coleta de dados, é possível obter informações individualizadas de cada estudante, professor, turma e escola do Brasil, de todas as redes, públicas (municipais, estaduais e federais) e privadas.

O Censo é uma importante ferramenta para o processo de ensino, uma vez que é com base nos dados coletados que são definidas as políticas públicas educacionais e o repasse de recursos do Governo Federal para o fomento das ações na área da educação.

No ano passado, o Censo Escolar da Educação Básica registrou 46,7 milhões de matrículas, em 178 mil escolas da Educação Básica. O Estado de Roraima registrou a matrícula de 77.313 estudantes em 346 escolas.

Avalie este item
(0 votos)

Como parte da programação da campanha Maio Amarelo, o Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima) promove o I Workshop Segurança no Trânsito. Será no dia 27 deste mês, das 8h às 12h e das 14h às 18h, no auditório da OAB-Roraima.

Durante o workshop, representantes do Detran-RR, Sest-Senat (Serviço Social do Transporte e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte), Polícia Rodoviária Federal , Corpo de Bombeiros Militar de Roraima, Polícia Militar de Roraima e Ministério Público de Roraima irão ministrar palestras sobre primeiros socorros, equipamentos de segurança e prevenção de acidentes.

O evento é aberto à população e acadêmicos de universidades e faculdades podem participar, fazendo a inscrição no site do Detran-RR (www.detran.rr.gov.br). Ao final, irão receber certificado de horas complementares.

O workshop faz parte da campanha Maio Amarelo, dedicada à segurança viária. O movimento é internacional e tem o objetivo de conscientizar a população sobre a segurança no trânsito. Foi instituído com base em uma resolução da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), publicada em 11 de maio de 2011, por isso maio foi escolhido como o mês para o evento.

PROGRAMAÇÃO

I WORKSHOP SEGURANÇA NO TRÂNSITO

LOCAL: Auditório da OAB-RR

Dia: 27/05

Horário: Das 8h às 12h e das 14h às 18h

MANHÃ

RECEPÇÃO

ABERTURA

PRF-RR

Tema: Equipamentos obrigatórios: dispositivos para preservar vidas e bens

Palestrante: PRF Adriano Bom Jesus

DETRAN-RR

Tema: Álcool e direção

Palestrante: Agente de trânsito Vilmar Florêncio Barbosa

TARDE

CORPO DE BOMBEIROS

Tema: Primeiros socorros em acidentes envolvendo motociclista

Palestrante: Sargento Gabriel Oliveira de Araújo

POLÍCIA MILITAR

Tema: Educação para o trânsito, quando e onde começa?

Palestrante: SGT PM Josué Figueiredo

SEST-SENAT

Tema: Prevenção de acidentes

Palestrante: Daniel Gameiro - responsável técnico pela clínica de saúde do SEST-SENAT

MINISTÉRIO PÚBLICO

Tema: O rigor das leis para prevenção no trânsito

Palestrante: Promotor Silvio Hadad Macias

MESA REDONDA

COQUETEL

Avalie este item
(0 votos)

A maior competição esportiva estudantil do Estado de Roraima está de volta. Após dois anos de pandemia, o Governo de Roraima promoverá a 49ª edição dos JER’S (Jogos Escolares de Roraima).

“O esporte é uma ferramenta importante para educação, socialização e inclusão. Em minha gestão tenho incentivado nossos jovens e adolescentes a participarem de eventos nacionais e internacionais e temos visto bons resultados, com muitos destaques em competições. Mas, acima dos resultados, estão os valores que são ensinados por meio dos treinos e convivência diária em cada modalidade esportiva”, destacou o governador Antonio Denarium.

O Governo de Roraima, por meio da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), realiza o evento que envolve várias equipes como arbitragem, alojamento, alimentação e logística de transporte. Toda a organização dos JER’S é de responsabilidade do IDRR (Instituto do Desporto de Roraima).

Inscrições e fases da competição

As inscrições para participação nos 49° JER’S já estão abertas e ocorrem de 23 de maio a 3 de junho.  Para as escolas da Capital, as inscrições são presenciais, na sede do IDRR, localizada no Estádio Canarinho, das 8h às 12h e das 14h às 17h30. As escolas devem enviar as fichas de inscrição devidamente preenchidas.

Para as escolas do interior, a inscrição será on line, via e-mail. E as fichas de inscrição devem ser enviadas no formato PDF.

Este ano, os JER’S serão realizados em seis fases, sendo quatro fases regionais, fase capital e fase final. A Regional I ocorrerá em Normandia, no período de 1° a 4 de julho e envolverá os municípios de Bonfim e Cantá. As inscrições da Regional I devem ser enviadas para o email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

A Regional II ocorrerá em Rorainópolis, entre os dias 7 a 10 de julho, para os municípios de Caroebe, São João Baliza e São Luiz. As inscrições deverão ser enviadas para o email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

A Regional III será realizada em Caracaraí, de 13 a 16 de julho, para atender os estudantes dos municípios de Mucajaí e Iracema. As inscrições devem ser enviadas para o email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

A Regional IV será em Amajari, de 20 a 23 de julho, e contemplará os municípios de Pacaraima, Alto Alegre e Uiramutã. As inscrições devem ser enviadas ao email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

A etapa Capital será realizada em Boa Vista, de 27 a 30 de julho, atendendo alunos-atletas de escolas da cidade de Boa Vista e da Zona Rural. As inscrições de atletas da região Boa Vista Rural devem ser enviadas para o email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

A fase final, que reunirá as equipes e atletas classificados nas fases regionais e capital, está marcada para ocorrer em Boa Vista, no período de 3 a 10 de agosto.

“Estamos retornando esse momento histórico para a vida estudantil de nossos alunos, que terão a oportunidade de se reencontrar, socializar, dividir esse momento de alegria após um período pandêmico. A Secretaria de Educação está empenhada em fazer uma bonita festa e cumprir a determinação do governador Antonio Denarium para realizar mais uma edição dos tradicionais Jogos Escolares de Roraima”, disse Nonato Mesquita, secretário de Educação e Desporto. 

A última edição dos Jogos Escolares de Roraima, realizada em 2019, reuniu 3.304 alunos-atletas de 127 escolas da Capital e do Interior.

Modalidades disputadas

Os alunos-atletas vão disputar medalhas e o lugar mais alto do pódio em dez modalidades individuais (atletismo, ciclismo, judô, karatê, natação, taekwondo, tênis de mesa, vôlei de praia, xadrez e ginástica rítmica) e em quatro coletivas (basquetebol, futsal, handebol e voleibol) nas categorias 12 a 14 anos e 15 a 17 anos, nos naipes masculino e feminino.

No xadrez, somente haverá disputa na categoria 15 a 17 anos e a ginástica rítmica, na categoria 13 a 15 anos, somente no naipe feminino. Já a modalidade de futebol de campo será disputada em um outro evento escolar que será organizado pelo IDRR, no segundo semestre deste ano.

Avalie este item
(0 votos)

Nesta terça-feira, 24 de maio, a Secult (Secretaria de Cultura e Turismo) receberá a digital influencer Elizabeth Werneck, que vem ao Estado com o intuito de conhecer o etnoturismo e explorar o trade indígena, os novos roteiros, evidenciando assim a cultura indígena e belezas naturais.

Elizabeth inicia a visita por Boa Vista e no dia 25 de maio, quarta-feira, viaja com destino à Comunidade Indígena Raposa I, em Normandia.

A digital influencer escreve as histórias de viagem de família e amigos para o blog https://elizabethwerneck.com/, uma mistura de experiência compartilhada com todos que adoram conhecer destinos turísticos e uma forma de agradecer devolvendo um pouco das informações já recebidas. Além disso, a influencer tem mais de 130 mil seguidores no Instagram.

A ação faz parte do programa Voar De Novo, uma parceria entre o Governo de Roraima, com a Abaer (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) e o Fornatur (Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo).

A comunidade da Raposa l foi a primeira comunidade indígena de Roraima a protocolar um plano de visitação aprovado pela Funai (Fundação Nacional do Índio) a fim de operar o turismo em terras indígenas em Roraima.

“Ela vai ter uma vivência junto com a família sobre toda a experiência do etnoturismo aqui no estado de Roraima. Vai vivenciar lá as experiências da elaboração da panela de barro, pintura corporal, oficina de etnojoias e vai visitar os atrativos turísticos da comunidade”, explicou o diretor do Departamento de Turismo, Bruno Muniz.

A Secult também terá a parceria das agências Roraima Adventure e Fui Trilhar. As duas agências operam com o turismo em terras indígenas, oferecendo todo o apoio necessário. Outro parceiro será o Hotel Aipana, onde Elizabeth ficará hospedada durante grande parte do período de visitação, pois também passará alguns dias na comunidade.

“Recebemos na semana passada o Guilherme Serpa, influenciador de observação de aves e agora a Elizabeth que é especializada em turismo de família. Então a aposta do Governo do Estado é que o turismo se transforme em um roteiro que possa ser visitado tanto pelas as famílias roraimenses quanto as famílias de todo o mundo”, reforçou Bruno.

Avalie este item
(0 votos)

Nesta quarta-feira, dia 25, serão entregues as camisetas para os inscritos no 3º Passeio Ciclístico do Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima), que acontece neste próximo domingo, dia 29. No ato do recebimento é necessário apresentar um documento com foto.

A entrega será feita das 8h às 14h, na Assessoria de Comunicação do Detran-RR. Ainda há vagas abertas e o valor da inscrição, que pode ser feita no www.eventbrite.com.br, custa R$ 10,00. O arrecadado será revertido em alimentos para doações.

O evento acontece em alusão à Campanha Maio Amarelo, com a finalidade de chamar atenção dos condutores para um trânsito mais seguro e humanizado.

Este ano, o tema da campanha Maio Amarelo é “Juntos Salvamos Vidas”, uma vez que todos podem ajudar na segurança viária, com mais responsabilidade afetiva e paciência com as pessoas no trânsito.

PERCURSO

A concentração do passeio acontece a partir das 7h30, em frente à sede do Detran-RR. Em seguida, os ciclistas irão seguir por dentro da UFRR (Universidade Federal de Roraima), Avenida Ene Garcez, Parque do Rio Branco, pela Avenida Jaime Brasil e depois retornam para o local de origem.

Terça, 24 Mai 2022 10:10

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 413.630 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.679 foram confirmados, sendo 30.241 por RT-PCR e 125.438 por teste rápido, 257.951 descartados, sendo 69.703 por RT-PCR e 188.248 por teste rápido e 2.152 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.219 em Alto Alegre, 1.358 no Amajari, 119.823 casos foram notificados em Boa Vista, 2.893 em Bonfim, 3.723 no Cantá, 3.176 em Caracaraí, 2.463 em Caroebe, 1.632 em Iracema, 2.926 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.788 em Pacaraima, 3.905 em Rorainópolis, 1.934 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.406 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.842 em Alto Alegre, 2.421 em Amajari, 201.735 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.552 em Bonfim, 4.368 no Cantá, 4.119 em Caracaraí, 3.477 em Caroebe, 1.875 em Iracema, 3.941 em Mucajaí, 1.081 em Normandia, 7.830 em Pacaraima, 6.521 em Rorainópolis, 3.138 em São João da Baliza, 2.057 em São Luís e 1.128 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.152 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.621 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 54 de Pacaraima, 72 de Rorainópolis, 14 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 153.423 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.180 em Alto Alegre, 1.332 em Amajari, 118.129 são de Boa Vista, 2.856 de Bonfim, 3.675 no Cantá, 3.101 em Caracaraí, 2.442 em Caroebe, 1.609 em Iracema, 2.878 em Mucajaí, 962 em Normandia, 2.732 em Pacaraima, 3.833 em Rorainópolis, 1.918 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.383 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

O Dia Nacional do Calcário Agrícola, celebrado em 24 de maio, técnicos do Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural), do Governo de Roraima, explicam a importância do insumo para a correção da acidez do solo.

Além disso, o Iater oferece assistência especializada para o pequeno produtor rural. É o extensionista que vai orientar a quantidade adequada de corretivo, com base no resultado da análise de solo.

Segundo a engenheira Agrônoma do Iater, Rosianne Thomé, a acidez dos solos roraimense é elevada e, por isso, se faz necessário realizar a correção para que a produção não seja afetada. “Quando se aplica o calcário, ele anula o alumínio que é um elemento tóxico para as plantas e vai aumentar o pH para uma faixa ideal, que as plantas conseguem tirar os nutrientes do solo. Então, o calcário faz com que os nutrientes estejam disponíveis para a planta absorver, se nutrir e produzir os frutos”, explica a especialista.

O presidente do Iater, Marlon Buss, destaca a atuação dos técnicos para auxiliar os pequenos produtores com a correção do solo de forma adequada e exitosa. “O calcário é o principal ingrediente para iniciarmos qualquer atividade de produção agrícola, é o elemento básico para iniciarmos a produção. E diante disso, nossa equipe técnica está acompanhando cada produtor, mesmo que seja uma área que esteja iniciada, como também área que já esteja produzindo. Fazer uma avaliação de análise de solo, interpretando qual seria as necessidades, para darmos um equilíbrio, que dê uma alta produtividade, na correção do solo com a aplicação do calcário”, detalhou.

SOBRE A CALAGEM

A calagem é uma prática utilizada para correção da camada superficial do solo, de zero a 20 centímetros de profundidade, explica Rosianne.

“A partir dessa prática, se consegue elevar o valor do pH do solo para o intervalo de 5,5 a 6,3, o que possibilita o bom crescimento e desenvolvimento da maioria das culturas. A calagem bem feita, neutraliza o alumínio, e hidrogênio do solo e fornece cálcio e magnésio como nutrientes para as plantas”, frisou a engenheira agrônoma.

Além disso, a calagem permite o maior crescimento e desenvolvimento das plantas devido melhorar as propriedades físicas do solo, o que facilita a absorção e a utilização dos nutrientes e da água.

Os corretivos agrícolas mais utilizados para neutralizar a acidez do solo, são os calcários. Usualmente, o calcário é aplicado de modo uniforme na superfície, em toda a área de cultivo e, em seguida, incorporado ao solo. “Essa prática corrige todo o volume de solo propiciando melhores condições para o crescimento das raízes em toda a área corrigida, pois não haverá limitações na absorção de água e de nutrientes pelas plantas”, completou Rosianne.

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

Caso o produtor rural esteja precisando de orientação técnica para a devida aplicação de calcário, Marlon Buss informa como proceder. “O produtor rural pode entrar em contato com qualquer Iater do Estado, ou com a nossa sede aqui na Capital. Nos procurar que daremos um atendimento ideal para a cultura que ele venha a precisar para dar a aplicação de calcário”, informou.

Avalie este item
(0 votos)

Quando o assunto é alimentação não tem jeito, é preciso estar bem alimentado para deixar o corpo pronto para a rotina. E é com o compromisso de levar comida de qualidade para a mesa de quem mais precisa que o Governo de Roraima, por meio da Setrabes (Secretaria de Trabalho e Bem-estar Social), executa o Programa Cesta da Família, que até o momento alcançou cerca de 50 mil famílias na Capital e no Interior, e Comunidades Indígenas.

Cada cesta é composta por itens fundamentais para uma alimentação balanceada, rica em vitaminas e minerais, elaborada com base nas orientações de um profissional de nutrição.

“O objetivo é levar comida para a mesa de famílias que não têm condições de arcar com todas as despesas e precisam de auxílio para ter o que comer, o Governo criou o Programa com o propósito de atender essas pessoas porque o objetivo é desenvolver o Estado e para isso é fundamental dar condições às pessoas mais carentes”, esclareceu a secretária da Setrabes, Tânia Soares.

CALENDÁRIO NO INTERIOR

Esta semana serão atendidos os moradores de dois municípios do interior. Nos dias 24 e 25 as equipes da Setrabes estarão em Pacaraima, na sede e nas vilas Sorocaima I e II, Surumu e Contão.

Entre os dias 25 e 27 serão atendidas as famílias que vivem em Amajari, na sede e nas vilas Trairão/Vila Nova, Tepequem, Bom Jesus, Garagem, Cajueiro e Monte das Oliveiras, Anamás, Leão de Ouro e Santa Inês, P.A/Amajari, Novo Paraíso, Guariba, Aningal e Vida Nova, Três Corações, Nova União, Ponta da Serra, Juracy e Urucury, Anaro, Ouro e São Francisco, Mangueira e Mutamba, Araçá.

“É importante que cada família cadastrada fique atenta aos locais atendidos, aos horários de entrega e a todas as informações importantes para poder receber o cartão ou a Cesta”, complementou a secretária.


Projetos em comunidades indígenas contribuem para a segurança alimentar

O Governo também investe no plantio de grãos, avicultura, psicultura e hortaliças em terras indígenas com o foco no desenvolvimento sustentável de Roraima e segurança alimentar dos povos indígenas.

Nas áreas indígenas é trabalhada atualmente a produção das culturas de milho e feijão caupi em mais de 100 comunidades indígenas localizadas nos municípios de Alto Alegre, Amajari, Boa Vista, Bonfim, Cantá, Normandia, Pacaraima, São João da Baliza e Uiramutã.

Entre os municípios, Uiramutã surpreendeu na produção de grãos graças ao trabalho realizado pelo Governo por meio da Secretaria do índio no ano passado que resultou no cultivo de aproximadamente 70 hectares, com bom desempenho. E esse ano a área de plantio foi ampliada com expectativa de produção em 230 hectares.

“O foco é promover a segurança alimentar para as famílias que vivem em Roraima, incluindo as comunidades indígenas que têm na produção de milho e feijão caupi a alternativa para alimentação e venda do excedente como estratégia para a auto sustentabilidade. Paralelo a esse trabalho, a iniciativa do Governo de levar o Cesta da Família para as comunidades ajuda a amenizar o impacto que o inverno tem causado, principalmente por conta das enchentes que fizeram muitas famílias perder a produção, e com esse auxílio tem a alimentação de qualidade”, acrescentou o secretário do Índio, Marcelo Pereira.

Avalie este item
(0 votos)

Otimizar as notificações de casos da malária, melhorando as ações de combate à doença em Roraima. É com esse objetivo que o Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), deu início nesta segunda-feira, dia 23, ao Curso Básico de Epidemiologia Aplicada à Vigilância das Doenças Transmissíveis.

Realizada em parceria com o Ministério da Saúde, o curso terá duração de 180 horas, com realização de três encontros presenciais, sendo este o primeiro das atividades. Todo o acompanhamento está sendo realizado no IERR (Instituto de Educação de Roraima), na avenida São Sebastião, no bairro Santa Tereza.

Segundo a consultora do Ministério da Saúde Etna Leal, as atividades são voltadas para os profissionais de saúde pública das secretarias estadual e municipal de saúde, responsáveis pela vigilância da malária - coleta de dados, monitoramento, análise e resposta da malária.

“O objetivo desse curso é fortalecer a vigilância da malária no território e, principalmente, reforçar a atenção nesses municípios, que são prioritários na malária. Vamos trabalhar um pouco do ciclo de vigilância da malária com os participantes, prevenção e as etapas de surtos”, reforçou Etna.

Para o gerente do Núcleo de Controle da Malária, Gerson Castro, a capacitação é primordial para se ter um controle maior dos agravos recebidos pela unidade.

“O curso tem uma importância muito grande para os gestores municipais [de endemias], e vem justamente para atualizar o conhecimento deles e melhorar de maneira mais focada, econômica e prática, o trabalho no seu município”, destacou.

Nesse primeiro curso participam oito municípios: Alto Alegre, Amajari, Rorainópolis, Cantá, Caracaraí, Pacaraima, Mucajaí e Iracema.

O gerente de Endemias do município do Cantá, Gleison Barbosa, ressaltou que é de suma importância não só para os municípios como também para o Estado, saber trabalhar de maneira mais eficaz.

“O curso é muito importante não só para os municípios, como também para o Estado. Levar melhoria para o município e trabalhar em cima do controle da malária e na redução”, afirmou Barbosa.

As ações do curso serão finalizadas em agosto.

 

Avalie este item
(0 votos)

Em alusão à campanha Maio Amarelo, o Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), deu início nesta segunda-feira, dia 23, às atividades do curso sobre prevenção e combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.

As ações ocorrem até sexta-feira, dia 27, na ETSUS (Escola Técnica do Sistema Único de Saúde), no bairro São Vicente, em Boa Vista, sendo totalmente voltadas para os agentes do SUS que atuam na área da Assistência Social.

“Esse tipo de capacitação é imprescindível dentro do organograma da saúde, pois ela trabalha a educação continuada dos entes que atuam nas nossas unidades”, destacou o diretor pedagógico da ETSUS, Braz Barros.

O curso seguirá até a sexta-feira, com atividades ocorrendo somente no turno matutino. Além disso, alguns conteúdos serão ainda disponibilizados numa sala virtual, servindo de complemento para o aprendizado dos servidores.

“O objetivo é capacitar os profissionais, porque, quanto mais o servidor se capacita, melhor ele exerce o seu trabalho na sua área de atuação”, frisou a assistente social a Cinthya Malveira.

Com a atividade em curso, os organizadores esperam melhorar a percepção dos profissionais participantes, auxiliando-os a agirem da melhor forma diante de casos envolvendo abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.

“Essa capacitação veio para contribuir e somar no meu trabalho e nas minhas ações cotidianas dentro da UBS”, ressaltou o assistente social da Unidade Básica de Saúde do bairro Jóquei Clube, Ivan Santos.

CAMPANHA MAIO LARANJA

A campanha Maio Laranja é uma ação alusiva ao dia 18 de maio, data em que é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Ela foi instituída por meio da Lei Federal 9.970/2000, como uma forma de homenagear a menina Araceli Cabrera Sánchez Crespo.

Araceli tinha oito anos quando foi raptada, violentada e brutalmente assassinada. O caso aconteceu no dia 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória, no Espírito Santo, e está impune até hoje.

Caso presencie ou desconfie de qualquer tipo de violência contra crianças e adolescentes, o cidadão pode realizar denúncia pelo Disque 100. O serviço funciona 24 horas, incluindo finais de semana e feriados.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio do Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural), firmou um acordo de cooperação com o Governo da Guiana, no sábado, dia 21, para a troca de informações, tecnologia, conhecimento e boas práticas agrícolas com o país vizinho.

Para o presidente do Iater, Marlon Buss, este foi um passo importante na relação entre os dois países. “O momento que tivemos lá na Guiana, pode ter sido o maior marco da história na relação política, comercial e de desenvolvimento socioeconômico dos países entre Brasil e Guiana, onde também estiveram presentes países caribenhos que fazem parte do Caricom”, explicou o presidente do Instituto.

Buss ressaltou ainda que a assinatura representa a consolidação da gestão compromissada, do corpo técnico especializado. “Estamos trabalhando para o crescimento da agricultura do Estado, e quando outros países querem cooperação técnica, mostra o quanto estamos no caminho certo, o caminho do desenvolvimento”, pontuou.

Ele enfatizou ainda o interesse do país vizinho na expertise bem sucedida do Instituto. “O Iater foi a referência desse encontro, que por meio da assinatura do acordo de cooperação, nós levaremos conhecimento técnico, informação e experiências bem sucedidas no nosso Estado, para a Guiana e demais países caribenhos”, frisou Buss.

Sobre o Caricom

O Caricom (Mercado Comum e Comunidade do Caribe) é um bloco de cooperação econômica e política que, além de questões econômicas, aborda aspectos como política externa, saúde, meio ambiente, educação e comunicação.

Atualmente os países membros do Caricom são: Antígua e Barbuda, Bahamas, Barbados, Belize, Dominica, Granada, Guiana, Haiti, Jamaica, Montserrat, Santa Lúcia, São Cristóvão e Neves, São Vicente e Granadinas, Suriname e Trinidad e Tobago. Em 1998, Cuba foi aceita no grupo como país observador.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Aderr (Agência de Defesa Agropecuária), concedeu mais um título de registro do SIE (Serviço de Inspeção Estadual). Dessa vez foi para uma empresa de processamento de carnes e produtos cárneos.

O título de registro do SIE, de número 118, foi concedido para a Maboni, que está instalada no bairro Aparecida, em Boa Vista. Segundo o representante da empresa, com o selo, a produção poderá garantir inovações para o mercado local com a produção hamburgueres, carnes desossadas, charques e vários tipos de linguiças.

Marciano Maboni ressaltou a importância do SIE para as indústrias alimentícias de Roraima. “O selo é o ponto principal do nosso trabalho e tem valor inestimável, por uma questão de regularização e segurança dos nossos produtos para os consumidores.”

O objetivo do título do Serviço de Inspeção é dar garantia para os produtos, assegurando a sanidade e permitindo um consumo que não cause danos à saúde da população. Para o produtor é a regularização da sua produção, abrindo a oportunidade de atender todos os mercados no Estado, gerando empregos e maior lucro.

Conforme informou o gerente de Inspeção de Produtos de Origem Animal (GPOA), Diego Costa, a legalização não é uma chancela documental. Ela também leva em consideração estrutura física, materiais, funcionários e uma série de exigências que garantem a sanidade no processamento do produto.

“A legalização garante um produto de qualidade, pois o alimento é produzido de forma sanitariamente correta, obedecendo à legislação. Essa garantia se dá por fiscalizações periódicas no estabelecimento”, enfatizou o presidente da Aderr, Marcelo Parisi.

Avalie este item
(0 votos)

O sistema prisional é reconhecido como importante ferramenta da segurança pública e, na manhã desta segunda-feira, 23 de maio, a Secretaria de Justiça e Cidadania recebeu cinco motocicletas BMW F850 GS que serão usadas durante a escolta de detentos. A aquisição se deu por meio de emenda parlamentar, com investimento de R$ 425 mil.

Com essa nova aquisição, a Sejuc passa a ter uma frota de dois ônibus, oito veículos celas, cinco Hilux, cinco motos, e oito veículos administrativos.

“Desde o início da atual gestão, a Sejuc recebeu diversos investimentos com o objetivo de pacificação dentro das unidades e trazer mais segurança para todos nas unidades prisionais. Com esse reconhecimento e valorização do servidor, o policial penal entende o seu serviço a ser prestado, trazendo também a ressocialização dos internos como prioridade”, explicou o secretário de Justiça e Cidadania, André Fernandes, ao acrescentar que as motocicletas foram adquiridas por meio de emendas do deputado estadual Renan Filho.

Em janeiro deste ano, o governo entregou 400 pistolas da marca Taurus para os policiais penais empossados em 2021. Além das pistolas, foram entregues as munições para as armas e as credenciais provisórias desses policiais penais.

AVANÇOS NO SISTEMA

Entre as ações e investimentos, estão a contratação de 400 policiais aprovados em concurso público, e ainda o curso de formação de 444 aprovados da segunda turma, com previsão de início do curso para o mês de agosto de 2022.

Foram realizadas também melhorias na estrutura física das unidades incluindo a reforma e entrega do Bloco B da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, reforma da Cadeia Pública Masculina de Boa Vista, Cadeia Feminina e foi concluído o presídio de Rorainópolis, após 14 anos da obra paralisada.

RESSOCIALIZAÇÃO

A ressocialização também está presente na atuação da Sejuc. Está em execução o projeto Renascer, que busca dar oportunidades para os reeducandos que desejam voltar ao convívio social por meio da força do trabalho.

O projeto consiste em atividades em sete frentes: Mecânica; Posto de Lavagem; Lanternagem e Pintura; Borracharia; Serviços Gerais; Serralheria e Marcenaria.

Avalie este item
(0 votos)

Dando sequência aos investimentos na rede pública de Saúde, o Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), deu início nesta segunda-feira, dia 23, à convocação de 896 profissionais aprovados no seletivo da saúde.

Por conta da grande quantidade de candidatos, a Coordenadoria Geral de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde decidiu disponibilizar três salas da sede da Secretaria para o recebimento de documentação.

“Mais uma vez, nós estamos realizando a convocação [de candidatos] para reforçar os nossos serviços de saúde, mais especificamente do HGR. Esses dias, nós estarmos recebendo os enfermeiros e os técnicos [em enfermagem] hoje e amanhã, 23 e 24, e na quarta-feira, 25, os demais cargos”, destacou a assessora técnica da CGTES, Claudimar Rita Costa.

Somente de enfermeiros e técnicos em enfermagem, estão sendo convocados 537 candidatos. Na quarta-feira, dia 25, serão chamados os aprovados para os cargos de Assistente Social, Biomédico, Bioquímico, Farmacêutico, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Psicólogo, Nutricionista, Técnico em Laboratório, Técnico em Radiologia, Condutor de Ambulância, Atendente de Farmácia e Maqueiro.

“Nós vamos atender [esses candidatos] das 9h até às 13h e das 14h às 18h”, completou Claudimar.

Outras informações, incluindo a lista de documentos para apresentação pode. ser acessada no site www.saude.rr.gov.br. A equipe da CGTES também dará todo o suporte para que o candidato possa tirar todas as suas dúvidas antes da assinatura do contrato de posse imediata de vaga.

CONFIRA OS CARGOS E O QUANTITATIVO DE CONVOCADOS

Assistente Social – 26 Convocados;

Biomédico – 07 Convocados;

Bioquímico – 08 Convocados;

Enfermeiro – 128 Convocados;

Farmacêutico – 42 Convocados;

Fisioterapeuta – 79 Convocados;

Fonoaudiólogo – 10 Convocados;

Psicólogo – 15 Convocados;

Nutricionista – 47 Convocados;

Técnico em Laboratório – 56 Convocados;

Técnico em Enfermagem – 409 Convocados;

Técnico em Radiologia – 24 Convocados;

Condutor de Ambulância – 05 Convocados;

Atendente de Farmácia – 20 Convocados;

Maqueiro – 20 Convocados.

 

Avalie este item
(0 votos)

A LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) que define as principais metas e prioridades do Governo para o exercício de 2023 está tramitando na ALE-RR (Assembleia Legislativa de Roraima).

De acordo com a Seplan (Secretaria de Planejamento e Orçamento), o Projeto de Lei nº 213/2022 foi protocolado pelo Poder Executivo dentro do prazo definido em lei. A previsão orçamentária para 2023 é de R$ 6,4 bilhões em receitas e despesas.

“Roraima vem registrando acréscimo nas receitas, e a expectativa é que em setembro possamos encaminhar a Assembleia um orçamento equilibrado, sem déficit. Iniciamos o governo com um déficit orçamentário de R$ 1 bilhão, e nossa meta é zerá-lo este ano”, disse o governador Antonio Denarium.

A tramitação da LDO inicia a partir do momento em que a matéria é lida no expediente. Após a leitura, passa a tramitar nas comissões da Assembleia Legislativa para que os deputados apresentem emendas. Depois de aprovada em plenário, segue novamente para o Governo do Estado, para ser sancionada.

O titular da Secretaria de Planejamento e Orçamento, Diego Prandino, explicou que a Lei de Diretrizes Orçamentárias fixa os tetos para as propostas orçamentárias dos poderes Executivo, Legislativo, Judiciário e Ministério Público para o ano seguinte.

“Essa lei vem do Executivo traçando objetivos, metas, prioridades, onde os recursos serão aplicados, os limites, gastos com pessoal e o repasse do duodécimo para os Poderes. Assim como em nossas casas, em que precisamos organizar o orçamento, o governador precisa fazer essas adequações por meio de leis”, ressaltou.

PRÓXIMO PASSO

Após a votação da LDO, o próximo passo será o envio e a discussão da Lei Orçamentária Anual (LOA), que trata do orçamento anual do Estado. Esse projeto é elaborado com base nas prioridades determinadas pela Lei de Diretrizes Orçamentárias.

Na LOA estão detalhados todos os gastos do governo para o ano seguinte. Esta discussão na Assembleia Legislativa deve iniciar após 30 de setembro, que é o prazo para envio do projeto ao Poder Legislativo, como estabelece a Lei Complementar estadual n° 66/2003.

Avalie este item
(0 votos)

O bloco de cooperação econômica e política Caricom (Comunidade e Mercado Comum do Caribe), grupo composto por alguns países da região caribenha, se reuniu na Guiana entre os dias 18 e 21 de maio para um Fórum de Agricultura realizado no país vizinho.

Como parte da programação, o presidente da Guiana, Mohamed Irfaan Ali, e representantes de outros nove países, se reuniram na Fazenda Santa Fé, em Lethem, no sábado, dia 21, para um almoço com investidores do Brasil.

O objetivo é estreitar relações comerciais com o Brasil para o fornecimento de alimentos para os países que compõem o Caricom, garantindo a segurança alimentar da região.

Representando o governador Antonio Denarium, que não pode comparecer ao encontro, o secretário de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação, Emerson Baú, afirmou que a reunião também é uma continuidade das tratativas iniciadas com a visita do presidente Jair Bolsonaro, acompanhado do governador de Roraima, ao país vizinho no dia 6 de maio.

“Esse encontro de hoje tem a finalidade de apresentar produtores de alimentos brasileiros e fazer uma conexão com os países do Caricom, em especial a Guiana, para começar prospectivas de negócio entre as partes. Essa relação comercial já existe e nos próximos anos vai se solidificar ainda mais com a melhoria da infraestrutura da Rupununi Road, rodovia que liga a cidade de Lethem, na fronteira com o Brasil, até Linden, próximo ao litoral guianense”, explicou o secretário.

Para o presidente da Guiana, a parceria com Roraima é fundamental para garantir a segurança alimentar da Guiana e dos países do Caricom, onde a produção de alimentos não atende a demanda. “Essa região [Roraima] é a solução para este problema que enfrentamos no Caribe. Entendemos que, para essa relação se solidificar, é necessário infraestrutura de escoamento. Por isso, na sexta-feira (20), assinamos a Ordem de Serviço para o asfaltamento de 120 km da Rupununi Road, que liga Lethem ao nosso litoral”, anunciou Mohamed Irfaan Ali.

Além do presidente da Guiana, a comitiva do Caricom era composta por representantes de Barbados, Trinidad e Tobago, Jamaica, Suriname, Saint Vincent, Antígua e Barbuda, Montserrat (território ultramarino do Reino Unido), Dominica e Grenada.

Empresários comemoram estreitamento de relações

O empresário Yucatan Reis, que atua há mais de sete anos na Guiana, comemora a parceria com o Brasil. A empresa dele exporta milho e farelo de soja de Roraima para Georgetown por meio da Rupununi Road e de lá traz adubo que é utilizado para o plantio em solo brasileiro.

“Em Roraima, nós escutamos muito falar sobre essa ligação do Brasil com a Guiana. Essa visita do presidente da Guiana e líderes de países do Caricom demonstra a importância da segurança alimentar para os países do Caribe, isso é importante para Roraima, pois essa rota já acontece hoje de maneira pequena e tem de tudo para ser ampliada”, detalhou.

Para Felipe Castro, empresário do Grupo Falavinha, Roraima é um grande celeiro do Brasil e principalmente nessa região do extremo norte, onde tem a possibilidade de ser um importante produtor de alimentos para o Caribe.

“Roraima deve produzir 700 mil toneladas de alimento este ano. Pra você ter uma ideia, pelos números da Organização Mundial de Saúde, 700 mil toneladas de grãos alimentam 2 milhões de pessoas. Então, teremos condições de alimentar o estado de Roraima todo e a Guiana. Temos condições, com a produção estimada do estado, de alimentar além de Roraima, outros países circunvizinhos”, disse.

Castro anunciou ainda que o Grupo Falavinha está terminando a construção de uma esmagadora de soja que produz farelo e óleo vegetal. O farelo é a base da ração para os frangos, suínos e peixes, que são a base alimentar da Guiana.

“A partir do momento que essa indústria se instala, a gente passa a ter oferta local de um produto que antes viajava quase 3 mil quilômetros pra chegar a Roraima. Com isso conseguimos atender a demanda da proteína vegetal e animal no Estado, tendo ainda a possibilidade de exportação para o Caricom por meio da Guiana”, pontuou.

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO - Durante o encontro, o presidente do Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural), Marlon Buss, assinou um protocolo de cooperação com a Guiana para que o Governo de Roraima possa prestar assistência técnica para o plantio de trigo na fazenda Santa Fé.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), assinou, esta semana, um termo de compromisso com o IFRR (Instituto Federal de Roraima /Campus Novo Paraíso) para análise de solos da Agricultura Familiar.

Na oportunidade, o secretário Emerson Baú destacou o esforço científico entre o Instituto e o Governo somando forças para ampliar a qualidade da produção e agregar benefícios para o povo roraimense.

“Nesta parceria, o Governo do Estado fará a compra de vidrarias e reagentes via processo licitatório. Em campo, os serviços serão estruturados por técnicos extensionistas do Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural). E com o laboratório de análise de solos ativado, atuarão estagiários bolsistas do IFRR efetuando pesquisas mensais. Este esforço deverá agregar expertise profissional aos acadêmicos que, no término do curso, estarão preparados para o mercado de trabalho, podendo também empreender montando um laboratório particular”, destacou.

Para o pró-reitor de Desenvolvimento Institucional, Sivaldo Silva, a aproximação entre a educação e o trabalho é um fator importante para o desenvolvimento da sociedade. “Esta iniciativa prima na promoção rural. Dessa forma, avaliando o solo regional, encontraremos os meios necessários para gerar mais produtividade agrícola. E com a correção do solo, o plantio fornecerá qualidade alimentícia equilibrada e em maior escala”, pontuou.

A professora Vanessa Rufino também avaliou positivamente a parceria. “A ciência e a tecnologia geram conhecimentos que potencializam a transformação do solo. E estes fatores são importantes para o desenvolvimento da agricultura. Roraima é um Estado privilegiado no Norte do país, possuindo uma região fronteiriça favorável para a escoação das demandas de mercado de toda a cadeia produtiva, beneficiando o Caribe e a Europa, por exemplo”, reforçou a diretora geral do IFRR/Campus Novo Paraíso.

Conforme o governador Antonio Denarium, o Governo do Estado não mede esforços frente aos avanços que impulsionam a renda das famílias roraimenses. “Quando as atividades do campo funcionam bem, o agricultor e a população se orgulham consumindo um alimento de qualidade e saudável, sobretudo, sendo produzido em nosso Estado”.

 

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima entregou 97 Cadastros Ambientais Rurais, totalmente gratuitos, para agricultores familiares, neste sábado, 21, no município de Normandia. As equipes da Femarh (Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos) visitaram as propriedades, levantaram os dados e a documentação e entregaram os Cadastros sem nenhum custo para os produtores.

Para quem recebeu os documentos, o momento foi de muita emoção. Esse foi o primeiro CAR que os agricultores do município de Normandia receberam.

O Agenor Lima classificou esse dia como histórico e disse que só tem que agradecer por esse sonho realizado.

"São 29 anos morando nesta terra e nunca vi um documento desse. Agora posso ir atrás de investimento e vou poder aumentar minha produção. Só tenho a agradecer e comemorar", enalteceu.

A diretora de Pesquisa e Tecnologia da Femarh, Luana Tabaldi, destacou a atuação da Cooperativa Agropecuária do Vale do Maú, que procurou a Femarh para que os documentos fossem emitidos.

"Tudo começou com a mobilização da Cooperativa e nós iniciamos os trabalhos dia 31 de março, em parceria com a Cooperativa e com o Iater [Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural]", disse.

O CAR é obrigatório para todos os imóveis rurais, sendo um registro público eletrônico para integrar as informações ambientais das propriedades e posses rurais referentes às Áreas de Preservação Permanente - APP, de uso restrito, de Reserva Legal, de remanescentes de florestas e demais formas de vegetação nativa, e das áreas consolidadas, compondo base de dados para controle, monitoramento, planejamento ambiental e econômico e combate ao desmatamento, como explicou o presidente de Femarh, Glicério Fernandes.

"Esse documento é fundamental para que os agricultores familiares de Normandia possam fazer a regularização ambiental, possibilitando que os produtores tenham acesso a linhas de créditos", disse.

O Governo de Roraima, desde de 2020, já entregou mais de 12 mil Cadastros Ambientais Rurais gratuitos, incentivando a agricultura familiar e valorizando todos que trabalham e produzem.

Avalie este item
(0 votos)

Moradores do Nova Cidade e bairros adjacentes foram novamente contemplados, neste sábado, 21, com ações do Governo Sem Parar, programa desenvolvido pelo Governo de Roraima, com apoio de várias secretarias e autarquias estaduais.

Durante todo o período da manhã, as pessoas que compareceram ao Colégio Estadual Militarizado Dr. Luiz Rittler de Lucena tiveram acesso a uma variedade de serviços, nas áreas de saúde, assistência social e lazer.

“O Governo Sem Parar foi criado com intuito de oferecer os serviços prestados pelo Estado, só que de forma mais acessível, fazendo com que o cidadão não precise se deslocar muito para ter o atendimento de que necessita. Com isso, a gente garante um dos propósitos do Governo de Roraima, que é melhorar a vida da população, principalmente as pessoas mais carentes”, destacou a secretária de Saúde, Cecília Lorenzon.

Ao todo, foram realizados 2.292 atendimentos. A Secretaria de Saúde, por exemplo, ofereceu os serviços de oftalmologia, clínico geral, ginecologia, otorrinolaringologia, dermatologia e cardiologia. A Universidade Estadual de Roraima ficou responsável pela triagem, graças à participação de estudantes da área de enfermagem.  Houve ainda a entrega de cadeiras de rodas, pares de muletas, tipoias e colchões para usuários cadastrados no Núcleo Estadual de Reabilitação Física 05 de Outubro.

A ação deste sábado também contou com emissão de RG pelo IIOC (Instituto de Identificação Odílio Cruz); distribuição de mudas de stevia e maracujá pela Femarh (Fundação do Meio Ambiente e Recursos Hídricos); orientações sobre os programas Morar Melhor, da Codesaima (Companhia de Desenvolvimento de Roraima), e Colo de Mãe, da Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social); atendimentos do Procon estadual e exibição de filmes infantis pela Secult (Secretaria da Cultura).

Serviços de testagem e vacinação também foram oferecidos

Outro destaque da ação foi a oferta de vacinas e testagem rápida para detecção de covid-19 pela CGVS (Coordenação Geral de Vigilância em Saúde). As equipes do órgão também disponibilizaram teste para detecção de HIV, sífilis e hepatites virais.

Moradora do bairro Raiar do Sol, a dona de casa Dulcinéia Sobral aproveitou a oportunidade para conferir se a saúde estava em dia. Para ela, ações como essa facilitam a vida de muita gente.

“Às vezes é bastante complicado encontrar tempo durante a semana para fazer esses testes e tendo uma ação como essa, com vários serviços sendo oferecidos em um único lugar, certamente ajuda bastante”, completou.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde, vai promover na próxima semana, na ETSUS (Escola Técnica de Saúde do SUS), o Curso de Prevenção e Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

As inscrições poderão ser feitas online, por meio de documento disponibilizado às unidades na plataforma Google Docs. A programação do curso será iniciada a partir das 8 horas da próxima segunda-feira, 23, estendendo-se até a sexta-feira, 27.

"O objetivo principal é capacitar os profissionais da saúde para atuarem como agentes de prevenção e enfrentamento de casos de exploração e abuso sexual de crianças e adolescentes, fortalecendo a campanha nacional de promoção de uma cultura de não violência, de paz e respeito aos direitos humanos. Atuando também, sempre que necessário, na orientação sobre as redes de apoio e acolhimento às vítimas", destacou o diretor pedagógico da ETSUS, Brás Barros.

Ao todo, foram disponibilizadas 50 vagas. O curso será voltado para todos os profissionais da saúde, em especial para os que atuam na área da assistência social.

“No primeiro momento dessa capacitação, foram liberadas 50 vagas para os profissionais que atuam na rede de acolhimento”, completou.

A ETSUS fica localizada na Rua Uraricoera, nº 1346, bairro São Vicente, próximo à Feira do Produtor.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), está realizando consultas públicas para militarização de 15 escolas estaduais. As consultas iniciaram nesta semana e seguem até o fim deste mês.

“O Governo do Estado pretende ampliar a rede de colégios estaduais militarizados por ser um modelo de escola que vem dando bons resultados e que tem a aprovação e procura por parte da comunidade. Desta forma, pretendemos aumentar a oferta de vagas em outras instituições de ensino, tanto da capital quanto do interior”, explicou o secretário adjunto da Coordenação dos Colégios Estaduais Militarizados da Seed, José de Souza.

Será realizada consulta pública em 15 escolas, entre instituições de ensino localizadas em Boa Vista e também em municípios do interior do Estado. Pais, professores, equipe gestora, alunos e representantes de alunos são convidados para participar da solenidade.

No evento, o projeto de militarização da escola é apresentado para a comunidade. Logo após, é aberto um momento para debates, questionamentos e discussões e, ao final, é feita uma votação aberta, para saber se a comunidade escolar deseja ou não a militarização. Todo o processo é registrado em Ata.

“Estamos seguindo esse formato de consulta pública, que é uma forma democrática, utilizada inclusive em outros estados e também no Distrito Federal, para implantação de colégios cívico-militares”, esclareceu o secretário José.

Rede de Colégios Militarizados

Atualmente, em Roraima, 18 escolas integram a Rede de Colégios Militarizados, sendo 11 na capital e 6 no interior, além de um Colégio Militar Estadual. Juntos, os colégios atendem 15.830 alunos.

A Rede de Colégios Militarizados foi instituída com o objetivo de trabalhar dentro das unidades de ensino os princípios de hierarquia, civismo e cidadania como forma de disciplina e integração social.

Recentemente, o Governo de Roraima instituiu, na estrutura da Seed, a Secretaria Adjunta de Coordenação dos Colégios Estaduais Militarizados, por meio do Decreto Nº 31.822, com o objetivo de auxiliar na gestão educacional e garantir assistência específica para essas instituições.

Roraima também aderiu, em 2019, ao Pecim (Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares), instituído pelo Governo Federal por meio do Decreto Presidencial N° 10.004, de 05 de setembro de 2019.

Esse modelo de escola é baseado no conjunto de ações em três áreas específicas: educacional, didático-pedagógica e administrativa. O Programa é desenvolvido pelo MEC com apoio do Ministério da Defesa por meio das Forças Armadas Federais e, no Estado, a Escola Estadual Cívico-Militar Fagundes Varela é a instituição que integra o Pecim. 

Avalie este item
(0 votos)

Com intuito de fortalecer a cadeia produtiva de ovinos e caprinos em Roraima, o Governo do Estado, por meio da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), reuniu a categoria de criadores, nesta semana, para diagnosticar os entraves e definir soluções urgentes.

A discussão pontuou estratégias de lucro e mercado, demandas do abate, políticas de defesa sanitária animal e taxações.

“Diante da escassez de ovinos circulando em Roraima e regiões adjacentes como Manaus, os criadores estão perdendo força, deixando de obter renda, lidando apenas com uma produtividade mais ‘recreativa’. Nosso objetivo é impulsionar a produção e os negócios de uma turma desacreditada e reorganizá-los, inicialmente, no mercado boa-vistense”, destacou o coordenador de Desenvolvimento Agroambiental, Marcelo Hentges.

Marcelo ainda avaliou a reativação da Associação de Ovinocultura. “A categoria precisa reanimar a associação para que todos usufruam dos benefícios já adquiridos. Contudo, a Seadi pretende resolver os entraves de fiscalização, logística, legalização do abate, padronização, selo de qualidade da produção e demais necessidades”, concluiu.

Para o técnico agrícola Claudionei Simon, a ovinocultura em Roraima oportuniza segurança alimentar e economia para muitos produtores.

“Todavia, a categoria tem sofrido bastante com a falta de apoio governamental refletida por gestões anteriores. Hoje, percebemos um Governo engajado nos negócios do campo. E com força de vontade, esperamos, finalmente, prosperar neste ofício, superando os entraves das taxações abusivas, distribuição das carcaças, etc.”, avaliou.

Há 17 anos trabalhando com a produção de ovinos e caprinos no Estado, o cearense Manoel Leopoldo ressaltou que o rebanho roraimense está praticamente na estaca zero. “Hoje, estamos retomando as atividades da associação, investindo motivação e reorganização da cadeia produtiva, porque a demanda existe em Roraima, onde vivem muitos nordestinos. E atendendo este alvo interno, logo também poderemos ampliar e externar os serviços”, frisou.

O secretário Emerson Baú destacou que as demandas mais urgentes da categoria logo serão sanadas com empenho e celeridade, “A ovinocultura é mais uma necessidade alimentar da população roraimense e que muito contribui e reforça o agronegócio. Com isso, o Governo de Roraima está trabalhando, incessantemente, para desenvolver e alavancar o orçamento das famílias agrícolas em todos os setores de produção”, disse.

Para o governador Antonio Denarium, a segurança alimentar e a qualidade dos produtos estão entre as exigências do mercado global. “O Governo do Estado empenha esforços para o desenvolvimento de toda a produção roraimense, modernizando o campo, ampliando as safras, produzindo investimento e capital de giro”, concluiu.

Ovinocultura

No Brasil, a produção de carne ovina é uma atividade que vem se desenvolvendo gradativamente, viabilizando sistemas de produção animal em pequenas propriedades como na agricultura familiar, sendo uma alternativa de investimento agropecuário.

Dados do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) apontam que o rebanho nacional de ovinos gira em torno de 18,2 milhões de cabeças. Em 2020, até setembro, o volume importado foi de 3.110 toneladas, gerando receita de US$ 22,2 milhões.

Avalie este item
(0 votos)

A delegação de Roraima que disputa o Campeonato Brasileiro de Karatê 2022, realizado de 19 a 22 deste mês em Cuiabá, Mato Grosso, alcançou um resultado expressivo.

A competição teve a participação de nove atletas e dois integrantes na comissão técnica. Camila Magalhães, Sub 12, divisão especial faixa Roxa a preta, conquistou a medalha de ouro no Kata. Geovana Magalhães e Rafaelle Vitoria categoria feminino sub 14, divisão especial, especial faixa Roxa a preta, foram Bronze no Kata, enquanto, Thylor Kayky, categoria Cadete masculino, divisão especial, faixa Roxa a preta, foi Prata no Kata. E Rafael Maciel, da divisão Sênior de novos da faixa branca a verde, foi ouro no Kata.

Os atletas receberam o apoio do Governo de Roraima, por meio do programa Compete Roraima, da Setrabes, que concedeu as passagens para os competidores e técnicos.

Segundo o chefe da delegação, Rogério Uchôa Martins, a equipe estava com foco e concentração redobrada buscando o melhor resultado.

A secretária Tânia Soares, destacou a garra dos competidores com o expressivo resultado, ainda no segundo dia de competições, uma vez que ainda terão outras disputas até domingo.

 "Estou feliz com o resultado e deixo minhas felicitações aos nossos atletas de Roraima pela sua determinação em alcançar com brilhantismo este resultado, elevando o nome de nosso Estado no cenário nacional do esporte", destacou.

Segunda, 23 Mai 2022 10:00

COMUNICADO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 413.398 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.655 foram confirmados, sendo 30.241 por RT-PCR e 125.414 por teste rápido, 257.743 descartados, sendo 69.660 por RT-PCR e 188.083 por teste rápido e 2.152 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.219 em Alto Alegre, 1.358 no Amajari, 119.810 casos foram notificados em Boa Vista, 2.893 em Bonfim, 3.723 no Cantá, 3.169 em Caracaraí, 2.463 em Caroebe, 1.632 em Iracema, 2.924 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.788 em Pacaraima, 3.905 em Rorainópolis, 1.934 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.406 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.841 em Alto Alegre, 2.421 em Amajari, 201.662 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.546 em Bonfim, 4.367 no Cantá, 4.119 em Caracaraí, 3.472 em Caroebe, 1.873 em Iracema, 3.933 em Mucajaí, 1.081 em Normandia, 7.828 em Pacaraima, 6.521 em Rorainópolis, 3.138 em São João da Baliza, 2.042 em São Luís e 1.038 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.152 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.621 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 54 de Pacaraima, 72 de Rorainópolis, 14 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 153.417 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.180 em Alto Alegre, 1.332 em Amajari, 118.123 são de Boa Vista, 2.856 de Bonfim, 3.675 no Cantá, 3.099 em Caracaraí, 2.442 em Caroebe, 1.613 em Iracema, 2.877 em Mucajaí, 962 em Normandia, 2.732 em Pacaraima, 3.833 em Rorainópolis, 1.918 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.383 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

Profissionais que atuam no atendimento a pacientes no Hospital das Clínicas Dr. Wilson Franco Rodrigues ganharam uma programação especial para comemorar o Dia do Técnico e Auxiliar de Enfermagem. A data é comemorada em todo o país nesta sexta-feira, 20.

Além de promover roda de conversa, a programação contou ainda com um delicioso coquetel e sorteio de brindes, tudo isso para agradecer a dedicação dos profissionais que desenvolvem funções básicas dentro da unidade, como auxiliar no banho, alimentação, administração de medicamentos do paciente, e até mesmo em procedimentos cirúrgicos.

“Sem o técnico e o auxiliar, a gente não consegue ter uma conduta mais especial com aquele que está precisando. Sem eles, as unidades não andam. Por isso precisamos realmente reconhecer que essa profissão é de suma importância”, destacou a coordenadora de Enfermagem dos blocos 3 e 4, Jessica Alaides.

O diretor de Enfermagem da unidade, Gutemberg Faustino revelou que começou a atuar na área de saúde como auxiliar em enfermagem, há pouco mais de 20 anos. Ele acredita que a forma mais importante de valorização é escutar o anseio de cada um dos profissionais, fazendo com que se sintam motivados a realizarem um trabalho benéfico para a população.

“São eles que trazem as principais demandas e melhorias. Porque é ele que está no dia a dia com o paciente e é ele que identifica precocemente uma necessidade que a gente de longe não consegue observar”, expressou o diretor. 

UNIÃO QUE FAZ A DIFERENÇA

Atualmente, 75% da classe da área da saúde e enfermagem que atuam no Hospital das Clínicas é composta por profissionais dessas duas funções, sendo 259 profissionais técnicos e 68 enfermeiros, distribuídos em 06 blocos.

A assistência de enfermagem da unidade é ofertada de forma ininterrupta, dividida nos turnos matutino, vespertino, noturnos, com carga horária de 30 horas semanais.

“O médico nos orienta o que prescreve e diz o que devemos fazer, mas o técnico e o auxiliar de enfermagem é quem executa toda a ação demandada. Nós somos a ponta, nós que estamos ligados com o paciente diretamente”, reforçou a técnica de Enfermagem, Rayanne Almeida.

Além do Hospital das Clínicas, a programação alusiva ao Dia do Técnico e Auxiliar de Enfermagem também se estenderá aos profissionais do Pronto Atendimento Cosme e Silva, que comemorarão a data em uma programação prevista para ocorrer neste sábado, 21.

Avalie este item
(1 Votar)

A estudante Rafaela Marques Silva, de 17 anos conquistou medalha de ouro durante os Jogos Estudantis na Gymnasiade, maior evento esportivo escolar do planeta realizado na região da Normandia, na França, título que consagra o amor da jovem pelo boxe.

O caminho até o título na categoria até 60 kg teve três lutas, contra atletas da Turquia e Ucrânia. Na final, a roraimense derrotou a representante do Cazaquistão.

A conquista é inédita para o desporto escolar de Roraima e foi muito comemorada pela atleta, que contou com o apoio do Governo de Roraima na trajetória que antecedeu o ouro na França, como a disputa do Campeonato Brasileiro da modalidade.

Aluna do 3º ano do Ensino Médio, da Escola Militarizada Professora Maria dos Prazeres Mota, a jovem promessa que participou de competições nacionais, agora conquistou o primeiro título internacional.

“Foi uma emoção muito grande chegar ao primeiro lugar e esse momento vou guardar pra sempre na lembrança porque foi uma vitória suada, com treinos bem puxados e um ritmo intenso. Em primeiro lugar agradeço a Deus que e à minha família que me apoia desde o início da minha trajetória, agradeço também aos meus professores e amigos de escola que me ajudaram com os estudos. Quero agora descansar e quando voltar para Roraima festejar com meus amigos”, disse a jovem. 

A COMPETIÇÃO

A Gymnasiade é a competição que reúne estudantes-atletas de todo o mundo, o evento esportivo é organizado pela Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF).

Este ano, a competição tem a participação de 3.399 estudantes-atletas de 69 países, em 20 modalidades durante os nove dias de evento.

Além da Rafaela, a delegação da CBDE (Confederação Brasileira do Desporto Escolar) conta com 345 integrantes (atletas, técnicos, árbitros e equipe médica). É a maior delegação da competição com 230 estudantes-atletas, de 22 estados competindo em 18 modalidades.

AS MODALIDADES

Tiro com arco, atletismo, badminton, basketball 3x3, vôlei de praia, boxe, dança esportiva [breaking], esgrima, ginástica artística, ginástica rítmica, judô. orientação, rugby 7, natação, tênis de mesa, taekwondo, wrestling, para atletismo, para judô, para natação.

A NORMANDIA

Como um dos territórios mais famosos do mundo, Normandia não é apenas conhecida por sua história, monumentos culturais em várias cidades e, claro, sua gastronomia, também é conhecida por sua visão esportiva. Um quarto de sua população tem menos de 20 anos e a região é voltada para a juventude.

As competições acontecem nas cidades de Caen, Deauville, La Havren, Pont Audamer, Rouen, Val de Reuil, Grandville & Radon e Montivilliers.

 

Avalie este item
(1 Votar)

O Projeto ‘Dorinha pelo Brasil - Inclusão sem Barreiras’, iniciativa voltada para crianças com deficiências visuais do Brasil, foi lançado em Roraima nesta quinta-feira, 20. O evento aconteceu no auditório da Escola Estadual Lobo D’Almada.

O evento contou com a participação de profissionais e alunos do (CAP-DV/RR (Centro Estadual de Apoio Pedagógico aos Deficientes Visuais de Roraima) e familiares, da primeira-dama do Estado, Simone Denarium, do secretário de Educação e Desporto, Nonato Mesquita e da representante da Fundação Dorina Nowill, Perla Assunção.

Idealizado pela Fundação Dorina Nowill em parceria com o Instituto Maurício de Souza, o Projeto distribui para todos os estados do Brasil, kits de livros infantis acessíveis para deficientes visuais, adaptados com escrita braile, fontes ampliadas e audiodescrição. O CAP-DV/RR recebeu 20 kits para os alunos.

Para a primeira-dama Simone Denarium, os livros do Projeto ‘Dorinha pelo Brasil - Inclusão sem Barreiras’ são mais uma ferramenta para os alunos do CAP-DV, para que possam aprender de forma lúdica e inclusiva.

“Eu acredito que é dessa forma que estamos sempre construindo acessos e derrubando barreiras, incluindo as nossas crianças. É uma bandeira que eu levanto como mãe especial e como primeira dama, cuidar das pessoas com muito carinho”, ressaltou.

SOBRE OS KITS

Cada kit contém cinco livros infantis e cd’s com áudio livro que contam de forma lúdica as aventuras da protagonista deficiente visual Dorinha, que sai do bairro do Limoeiro, em São Paulo junto com os amigos da Turma da Mônica, para conhecer as culturas, músicas, culinária e costumes das cinco regiões do país.

“Junto ao Instituto Maurício de Souza, nós produzimos a coleção Dorinha pelo Brasil, com o foco em apresentar um pouquinho de cada região do país, sobretudo mostrando as brincadeiras regionais”, disse Perla Assunção.

A representante ainda contou que a personagem Dorinha é inspirada na Dorina Nowill, que foi a primeira professora cega do Brasil, sendo uma das precursoras da educação especial no país.

Perguntada sobre o que achou dos livros, a jovem aluna do CAP-DV/RR, Anny Estefanne Silva, de apenas 14 anos, disse ter ficado encantada com as histórias. “Eu achei tão lindas as histórias, me emocionei, até chorei. Estou tão empolgada para ler que meu coração está até acelerado”, disse Anny, deficiente visual atendida pelo CAP-DV.

Para o secretário de Educação e Desporto, Nonato Mesquita, o material vai potencializar o processo de ensino das crianças e adolescentes atendidos no CAP-DV.

“Para trabalhar com a educação especial tem que existir o amor, o carinho, a atenção, o afeto, e foi isso que nós vivenciamos na tarde de hoje. Essa parceria entre a Fundação Dorina e o Governo do Estado, irá contribuir com o ensino-aprendizagem desses alunos”, disse Nonato Mesquita.

O evento contou ainda com apresentações musicais e relatos dos alunos atendidos no CAP-DV/RR, e exposição de materiais adaptados utilizados no Centro como jogos, livros e instrumentos em braile e exposição dos livros de poesias em braile e tinta, produzidos por Ronald Melville, usuário do CAP-DV que faleceu de Covid-19.

Avalie este item
(1 Votar)

As ações de fortalecimento da agricultura familiar em áreas indígenas executadas pelo Governo de Roraima, por meio da Secretaria do índio, têm contribuído para o alcance da sustentabilidade, geração de emprego e renda em mais de 105 comunidades, distribuídas em nove municípios.

Em 2022, o Governo do Estado repassou os insumos necessários para 90% dos polos de produção que estão preparados para o início do plantio em 1.500 hectares, para as culturas de milho e feijão caupi. No ano passado, o plantio contemplou pouco mais de 800 hectares.

“Com a produção de milho e feijão caupi queremos garantir a segurança alimentar, sustentabilidade de desenvolvimento para Roraima, envolvendo áreas indígenas e não indígenas. O foco é possibilitar autonomia para que as comunidades possam produzir o alimento e com isso ter segurança alimentar e ainda ter geração de emprego e renda nestas áreas com a venda do excedente”, esclareceu o governador Antonio Denarium.

Segundo o secretário do Índio, Marcelo Pereira, o plantio contempla comunidades indígenas localizadas nos municípios de Pacaraima, Uiramutã, Normandia, Amajari, Boa Vista, Bonfim, Cantá, São João da Baliza e Alto Alegre.

Ele explica que a cultura do milho na variedade recomendada pela Embrapa foi plantada no ano passado e mostrou ótimos resultados.

“Em 2021 o Governo conseguiu colocar em prática várias ações de incentivo à agricultura, além disso foi possível nivelar e baixar o preço do milho em Roraima, uma vez que a quantidade de milho produzida foi significativa e possibilitou a redução no mercado regional, e o bom é que resultou na comercialização de aproximadamente R$ 1,5 milhão de produção pelas comunidades indígenas”, esclareceu o secretário.

Menos gastos com insumos

O aumento na produção de grãos no ano passado possibilitou também benefícios indiretos para os produtores em Roraima. A alta produção de milho ajudou a reduzir os gastos com alguns insumos, como a alimentação utilizada na avicultura, suinocultura, bovinocultura e equinocultura, entre outras.

“Com a produção em larga escala foi possível aproveitar o excedente também na alimentação de animais criados em Roraima, pois o produtor não precisou comprar fora de Roraima e com isso houve ganho em todas as atividades relacionadas direta e indiretamente à agricultura indígena”, salientou Pereira. 

Uiramutã surpreende na produção

De acordo com o diretor de Apoio à Produção Indígena da Secretaria do Índio, Claudionei Simon, o município de Uiramutã tem uma particularidade especial porque era conhecido como uma região historicamente inviável para a produção de grãos, por ser uma região de muitas serras, mas no ano passado o Governo enfrentou o desafio e cultivou cerca de 70 hectares, com bom desempenho.

“E diante desse resultado em 2022 foi ampliada a área de plantio podendo chegar a 230 hectares de produção somente em Uiramutã, o que é muito positivo porque a produção de milho e feijão caupi vem com a alternativa principal garantir a produção da alimentação das famílias e também utilizar esse cultivo como um projeto de auto sustentabilidade”, reforçou o diretor.

 

Avalie este item
(1 Votar)

O Encceja (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos) é a oportunidade para que todo jovem ou adulto que não concluiu as etapas escolares possa obter o diploma do Ensino Fundamental ou Médio e dar continuidade em sua vida escolar.

O INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) é o órgão responsável pela organização do Encceja em todo o país.

Para 2022, as inscrições vão de 24 de maio até 4 de junho e podem ser realizadas gratuitamente pelo site do Inep, por meio do site http://enccejanacional.inep.gov.br/encceja.

A inscrição na modalidade de Ensino Fundamental, o candidato deve ter no mínimo 15 anos completos e na modalidade de Ensino Médio, 18 anos completos.

O Exame deste ano será realizado no dia 28 de agosto em todos os Estados do Brasil. A prova contém 120 questões objetivas e uma redação e é realizada em apenas um dia, dividido em 2 períodos (manhã e tarde).

“A inscrição é online e individual por que gera uma senha pessoal, para que a pessoa tenha acesso às informações, certificações e demais documentos. A rede de Ensino, por meio da DIEJA [Divisão de Educação de Jovens e Adultos] tem um material de estudo para destinada aos candidatos. Os interessados podem procurar a Divisão para que esse conteúdo seja disponibilizado”, ressaltou a chefe da Dieja, da Secretaria de Educação e Desporto, Rosangela Viana.

A Dieja está localizada no prédio da antiga Escola Estadual Princesa Isabel, localizada na Av. Jaime Brasil, Nº 527 - Centro.

Editais, locais de prova, resultados e demais informações podem ser obtidas diretamente no site do INEP https://www.gov.br/inep/pt-br.

Sexta, 20 Mai 2022 09:39

COMUNICADO

Escrito por
Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 413.308 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.650 foram confirmados, sendo 30.241 por RT-PCR e 125.409 por teste rápido, 257.658 descartados, sendo 69.606 por RT-PCR e 188.052 por teste rápido e 2.152 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.219 em Alto Alegre, 1.358 no Amajari, 119.806 casos foram notificados em Boa Vista, 2.893 em Bonfim, 3.722 no Cantá, 3.169 em Caracaraí, 2.463 em Caroebe, 1.632 em Iracema, 2.924 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.788 em Pacaraima, 3.905 em Rorainópolis, 1.934 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.406 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.840 em Alto Alegre, 2.421 em Amajari, 201.614 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.546 em Bonfim, 4.363 no Cantá, 4.119 em Caracaraí, 3.472 em Caroebe, 1.868 em Iracema, 3.917 em Mucajaí, 1.081 em Normandia, 7.827 em Pacaraima, 6.514 em Rorainópolis, 3.138 em São João da Baliza, 2.042 em São Luís e 1.038 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.152 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.621 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 54 de Pacaraima, 72 de Rorainópolis, 14 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 153.414 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.180 em Alto Alegre, 1.332 em Amajari, 118.123 são de Boa Vista, 2.856 de Bonfim, 3.675 no Cantá, 3.097 em Caracaraí, 2.442 em Caroebe, 1.613 em Iracema, 2.876 em Mucajaí, 962 em Normandia, 2.732 em Pacaraima, 3.833 em Rorainópolis, 1.918 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.383 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima deu início à obra de construção do Centro de Atendimento à Criança e ao Adolescente da Polícia Civil, onde vai funcionar a DDIJ (Delegacia de Defesa da infância e Juventude) e a DPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente).

Serão investidos R$ 2.053.160,77 na construção, com previsão para ser concluída até o final do ano de 2022.

De acordo com o governador Antonio Denarium, a obra, que tem grande importância para estrutura da PCRR, está sendo construída com recursos provenientes de um convênio entre o Governo do Estado e o MJSP [Ministério da Justiça e Segurança Pública], decorrente de emenda da ex-senadora Ângela Portela.

O delegado Geral da Polícia Civil, Eduardo Wayner, destacou que essas construções atendem a política de atendimento à criança e ao adolescente estabelecida no ECA [Estatuto da Criança e do Adolescente].

“Além de a estrutura adequada, os atendimentos às crianças e adolescentes, sejam elas em condições de infração ou vítima, estarão em consonância com a legislação que prevê que o trabalho policial ocorra em ambiente humanizado”, enfatizou o delegado Geral.

Conforme o diretor Administrativo da PCRR, delegado Jimmy Santana, são dois prédios independentes, com área construída de aproximadamente 380m² cada um.

O Centro de Atendimento à Criança e ao Adolescente está sendo erguido na Av. Nazaré Filgueiras, ao lado do 2º BPM (Batalhão da Polícia Militar, onde funcionou o 4º DP (Distrito Policial). Além dos novos prédios, houve a reserva do espaço necessário à construção, no futuro, das novas instalações do 4º DP.

“Nossas expectativas é que toda a obra esteja pronta até o final do ano, e em seguida, seja inaugurada prestando um serviço de qualidade a população”, frisou Jimmy.

Avalie este item
(1 Votar)

A reestruturação do sistema prisional de Roraima é destaque no novo levantamento de informações penitenciárias do Depen (Departamento Penitenciário Nacional), publicado no dia 17 de maio. Roraima ficou em primeiro lugar entre os estados brasileiros que mais criaram vagas no sistema prisional no ano de 2021, com 950 novas vagas, seguido de Tocantins e Ceará. 

A pesquisa foi publicada no dia 17 de maio e mostra que as vagas no sistema penitenciário brasileiro aumentaram 2,7% durante o ano de 2021. De acordo com o Secretário de Justiça e Cidadania, André Fernandes, os dados contidos no levantamento de informações penitenciárias refletem as mudanças positivas que vêm sendo conquistadas em Roraima graças ao empenho da gestão estadual em colocar em prática medidas estratégicas e fundamentais para o atendimento desse público. 

“Roraima foi o estado brasileiro que ficou em primeiro lugar na criação de mais vagas no sistema prisional. Isso mostra que o trabalho está sendo bem feito, está sendo planejado e com muita responsabilidade de forma constante, possibilitando que Roraima caminhe para acabar com o déficit prisional”, esclareceu o secretário. 

Investimentos foram fundamentais para melhorar o sistema 

A pesquisa deste ano mostra que na comparação com os dados de 2020, não houve alteração significativa no total de presos. Os dados mostram que Roraima possui cerca de três mil reeducandos que integram o sistema prisional. 

E para que o atendimento a esse público seja prestado de forma adequada o Governo de Roraima, por meio da Sejuc tem intensificado as medidas de reestruturação das unidades prisionais. Entre as ações estão a contratação de 400 policiais penais aprovados em concurso público, e ainda o curso de formação de 444 aprovados da segunda turma, com previsão de início do curso para o mês de agosto de 2022.

Foram realizadas também melhorias na estrutura física das unidades incluindo a reforma e entrega do Bloco B da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, com 154 celas, reforma da Cadeia Pública Masculina de Boa Vista que passou por reforma e ganhou 480 novas vagas, e com isso a capacidade de atendimento subiu de 120 para 600 vagas. A Cadeia Feminina, localizada no bairro Asa Branca, também passou por reestruturação com capacidade para 260 reeducandas e foi concluído o presídio de Rorainópolis com capacidade para 178 presos, após 14 anos da obra iniciada. 

Os investimentos incluem a construção do novo presídio de segurança máxima, na área externa da Pamc, com capacidade para 286 vagas. A obra está mais de 70% concluída e a previsão é que o prédio esteja pronto até junho de 2022. A antiga Casa do Albergado passa por uma reestruturação para instalação do CPP (Centro de Progressão Penitenciária). Além disso, o Governo está executando a obra de reforma e ampliação do Centro de Progressão Penitenciária para Implantação de uma Prisão Especial para policiais e autoridades. 

Medidas incluem ressocialização e cuidados com saúde mental

Para melhorar o serviço prestado pelo sistema prisional estão em prática ações de reinserção de reeducandos na sociedade. Entre eles o Projeto “Costurando Recomeços”, apoiado pela Sejuc para dar oportunidade às reeducandas da Cadeia Pública Feminina de Boa Vista. Criado em 2021 tem como foco reforçar o trabalho de reinserção na sociedade de mulheres que, por algum motivo, passaram a fazer parte do sistema prisional. 

Outra medida é o treinamento em Inteligência Emocional disponibilizado em 2022 para quase 600 detentos da cadeia pública masculina, cadeia pública feminina e Centro de Progressão Penitenciária. O Método CIS (Método de inteligência emocional) teve como objetivo despertar o interesse dos reeducandos para o auxílio na área da saúde emocional, fundamental necessário para que o trabalho de ressocialização.

“Para o estado de Roraima ver essa notícia é um reconhecimento muito importante, pois tínhamos um sistema penitenciário falido e graças aos investimentos do governo do estado na infraestrutura e na capacitação dos policiais penais conseguimos reverter essa realidade. E é diante desse novo momento é com muita alegria que recebemos essa notícia do Departamento Penitenciário Nacional”, esclareceu o secretário. 

Avalie este item
(1 Votar)

O Banco de Leite Humano do Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth realizou nesta quinta-feira, dia 19, uma blitz educativa para sensibilizar mães lactantes sobre a importância da doação de leite materno.

Alusiva ao Dia Nacional da Doação de Leite Materno, a ação desta manhã contou com a participação de acadêmicos de medicina das universidades Federal e Estadual de Roraima. Eles se dividiram em grupos, tudo com o intuito de divulgar o processo de doação e como as voluntárias podem ajudar a unidade.

“Os alunos de Medicina possuem, em seu período de estágio dentro da maternidade, uma passagem pelo Banco de Leite. No ‘Dia D’, eles foram convidados a somar forças com a unidade para realizar uma blitz de doação de leite humano”, explicou a diretora de Ensino do HMINSN, Raissa Sampaio.

Durante três horas, os estudantes conversaram com as pacientes, ocasião onde puderam tirar as dúvidas de cada uma delas.

“A gente está passando com as mães que estão amamentando aqui na ala das Rosas do HMI e instigando-as, esclarecendo todas as dúvidas sobre a doação e, se possível, realizar algum cadastro de mãe”, ressaltou o estudante Phelipp Borges, da UERR.

Para a Semira Jales, representante da UFRR, além de enfatizar os benefícios da amamentação, a atividade também reforçou junto às mães a importância da doação do excedente de leite.

“Muitas mulheres já sabem que nos seis primeiros meses de vida, o ideal é que a criança se alimente apenas do leite materno, uma vez que o sistema digestório do bebê não está completamente formado. Entretanto, existem aquelas que têm dificuldade de produzir leite para os seus próprios filhos, e aí elas recorrem ao banco de leite”, completou.

A IMPORTÂNCIA DE REFORÇAR O ESTOQUE

De acordo com a coordenadora do Banco de Leite Humano da Maternidade, Sílvia Furlin, ao todo, 1.533 mães realizaram doações para a unidade no ano de 2021, gerando um total de 771 litros de leite humano, que foram distribuídos aos bebês prematuros internados na Maternidade. Números que têm crescido cada vez mais após a diminuição dos números de novos casos da covid-19.

Atualmente, 35 bebês encontram-se internados na UTI Neonatal do HMINSN e o Banco de Leite tem recebido uma média mensal de 100 doações.

“É muito importante que mesmo com o estoque satisfatório a gente não pare de fazer campanha, porque na nossa UTI sempre está dando entrada bebês prematuros”, ressaltou Sílvia.

UM DOS MELHORES DO BRASIL

Outro fato que torna o BLH de Roraima como um dos melhores do país é o trabalho desenvolvido em parceria com o Corpo de Bombeiros.

Por meio do projeto “Bombeiros Amigos do Peito”, as mães podem fazer sua doação de sua própria residência, uma vez que uma equipe é destinada para fazer a coleta e o encaminhamento para a maternidade.

Segundo o soldado bombeiro Wendell Sales, a coleta do leite ocorre a cada cinco dias, de segunda a sexta, com rotas programadas pela equipe do BLH. Para ele, o serviço é indispensável para salvar a vida de muitos recém-nascidos.

“É sempre uma sensação de dever cumprido, pois nós bombeiros temos um lema, que é ‘Vidas alheias, riquezas salvar’. Então, aqui no Banco de Leite, a gente faz isso diariamente e com muita satisfação”, salientou.

Mãe de um bebê prematuro de 29 semanas, Wendela Lima é uma das receptoras atendidas pela unidade. Ela tinha entendimento sobre as atividades do BHL, mas nunca pensou que passaria pelas dificuldades que muitas mães passam a ter para amamentar um filho.

“A importância desse leite é o salvamento de vidas e eu passei a enxergar isso agora. Tem criança prematura que realmente precisa desse leite, porque tem mãe que tem dificuldade em amamentar”, completou.

COMO DOAR

Para as mães interessadas em doar, além de estar com boa saúde, é importante que tenha uma produção de leite maior do que as necessidades de seu próprio filho, além de não fazer uso de medicamentos contraindicados para a amamentação.

A apresentação de exames pré-natal também é indispensável para facilitar no cadastro.

Para a manutenção das atividades do Banco de Leite, é necessário também o uso de frascos de vidro com tampa plástica, que servem para armazenar o leite humano, sem perder as características. Qualquer pessoa pode doar frascos de vidros, podendo entrar em contato pelo telefone (95) 98414-0772.

 

Avalie este item
(1 Votar)

Ao longo da manhã desta quinta-feira, dia 19, inserida na programação da Polícia Civil de Roraima (PCRR), alusiva ao Maio Laranja, de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, foi realizada uma Roda de Conversa com o tema “Desenvolvendo competências para acolher pessoas em situação de vulnerabilidade". A palestra foi ministrada pela psicóloga Mônica Lopes, do CQV (Centro de Qualidade de Vida), da Sesp (Secretaria de Segurança Pública).

A ação teve como alvo os policiais lotados no NPCA (Núcleo de Proteção à Criança e Adolescente). O bate-papo teve como foco filtrar as emoções e identificar áreas da vida que precisam receber mais atenção, para que estes policiais possam acolher melhor as pessoas que buscam atendimento nas delegacias, além de promover melhores relações tanto em casa, como no ambiente de trabalho.

Outro método trabalhado com os servidores foi a relação interpessoal e intrapessoal de cada um.

Para a diretora do DPE (Departamento de Polícia Especializada), delegada Elivânia Aguiar, a ação foi excelente, pois trouxe um maior despertamento aos policiais, levando-os a ter um olhar mais acolhedor aos mais vulneráveis, como crianças e adolescentes.

A psicóloga Mônica Lopes ressaltou que o encontro foi um momento de bastante descontração durante as dinâmicas de grupo.

 

Avalie este item
(1 Votar)

Entre os dias 20 e 21 de maio, no Teatro Hélio Melo, em Rio Branco, no Acre, acontece o 1º Encontro Internacional de Etnoturismo da Amazônia. O evento, proposto pelo Detur (Departamento de Turismo de Roraima) da Secult (Secretaria de Cultura e Turismo de Roraima), conta com a parceria da RAI (Rotas Amazônicas Integradas), grupo de trabalho organizado pelos gestores de turismo dos estados da Amazônia.

O diretor do Detur, Bruno Muniz, explicou que o evento visa divulgar e fortalecer o etnoturismo na região. Estarão presentes no evento os secretários da região Norte, o presidente do Fornatur (Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo) e o presidente da Embratur (Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo).

“Na última reunião realizada ano passado, chegamos ao consenso de que o próximo segmento a ser trabalhado seria o etnoturismo da Amazônia. Na abertura do evento ocorrerá o lançamento do novo ciclo promocional”, detalhou.

Em conjunto, Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins visam divulgar e fortalecer o turismo da região. “Cada Estado preparou o seu material. Nós produzimos uma revista e um vídeo promocional sobre o etnoturismo em Roraima e vamos divulgar junto com as nossas rotas para o mercado nacional e internacional. Tudo isso com o apoio do Ministério do Turismo e da Embratur”, pontuou Muniz.

Roraima será representado no evento com a palestra “Estratégias para o fortalecimento do Turismo na Amazônia”, nesta sexta-feira, dia 20. “Vamos falar sobre a promoção do etnoturismo para 2022 e 2023, desenvolvendo a atividade junto às comunidades com a valorização do artesanato, gastronomia, cultura, música, danças típicas e línguas maternas”, afirmou.

Confira a programação desta sexta-feira, 20

MANHÃ

09h - Abertura

09h05 - Composição do dispositivo de honra

10h25 - Apresentação das Políticas Públicas do Governo através da SEET para o Etnoturismo e Sustentabilidade. Taiane Santos - Diretora Técnica da Secretaria de Estado de Empreendedorismo e Turismo- SEET. Rio Branco/AC.

10h35 - Apresentação do Plano de Desenvolvimento do Turismo nas Terras Indígenas da Região do Alto Rio Purus e Alto Rio Juruá do Estado do Acre. Camila Canova - Empresa IAPERON. Porto Velho/RO.

10h45 - Ações da EMBRATUR no fortalecimento do Etnoturismo. (Brasília). Gentil Venâncio Palmeira Filho. Coordenador Especial do Turismo Náutico. Brasília/DF.

10h55 - Estratégias para Fortalecimento do Turismo na Amazônia. Prof. Dr. Bruno Dantas. Boa Vista/RR.

12h - Encerramento. Almoço: Restaurante Mata Nativa - Custo individual. 

TARDE

14h30 - Abertura - Interação cultural indígena (Etnia Shanenawa).

14h40 - Painel Case de Sucesso: Etnoturismo na Aldeia Indígena Morada Nova. Cacique Carlos Shanenawa. Feijó/AC.

14h50 - Painel Case de Sucesso: Grupo Associação Metareilá - Povo Indigena Surui. Porto Velho/RO.

15h - Painel Case de Sucesso: Made in Acre. Juliana Pejon e Rayssa Alves. Rio Branco/AC

15h20 - Painel Case de Sucesso: Organização de Viagens às Terras Indígenas - Tereza Lundgren. Rio Branco/AC.

15h30 - Desfile Artesanato Indígena.

15h45 - Intervalo

16h - Roda de conversa com trade turístico de Rio Branco/AC Cassiano Marques, Diogo Lemos e Rizomar Araújo.

16h15 - Aqui Tem Turismo / Vai Turismo. João Bosco Nolasco Nunes. Fecomércio. Rio Branco/AC.

Avalie este item
(1 Votar)

Com o início do período chuvoso, diariamente, a Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) tem recebido demandas relacionadas a problemas na rede de esgotamento sanitário. E, frequentemente, os técnicos têm se deparado com resíduos que não deveriam ser despejados nos ralos ou diretamente na própria rede.

A diretora de Engenharia e Gestão Ambiental da Caer, Elisângela Rodrigues, explica que, somado à precipitação pluviométrica e aos furtos das tampas dos Poços de Visita da empresa, parte da obstrução da rede é provocada pelo uso indevido por parte dos usuários.

“Com o furto das tampas dos Poços de Visita é comum encontrarmos sacolas plásticas, latas, garrafas e outros materiais como redes de nylon e até mesmo peças de aço ou ferro. A limpeza e manutenção nestes casos tomam tempo e elevam os gastos da empresa, que poderiam ser direcionados a outras melhorias no sistema da Companhia”, explicou Elisângela.

Segundo a diretora, óleo de cozinha, pontas de cigarro, cotonetes, fios de cabelo e absorventes íntimos lideram a lista de produtos ou objetos que são descartados de forma incorreta e acabam entupindo a tubulação.

Todos estes materiais devem ser descartados no lixo, com exceção do óleo de cozinha, que pode ser armazenado em garrafas pets e entregue nos pontos de recolhimentos, ou na própria sede da Caer, no bairro São Pedro, para que seja doado às igrejas e cooperativas que produzem sabão.

 

Avalie este item
(1 Votar)

Teve início na manhã desta quinta-feira, dia 19, o 'I Seminário de Educação Escolar dos Povos Indígenas Originários da Venezuela no Brasil’. O evento acontece no auditório do Colégio Militar Estadual Derly Luiz Vieira Borges, no bairro Canarinho, até esta sexta-feira, dia 20.

O Seminário é uma ação integrada envolvendo o MPF (Ministério Público Federal), Funai (Fundação Nacional do Índio), Governo de Roraima, Seed (Secretaria de Educação e Desporto), Prefeitura de Pacaraima e Prefeitura de Boa Vista.

O objetivo é definir estratégias e ações para garantir a oferta da educação para aproximadamente 1.700 crianças e adolescentes venezuelanos indígenas em idade escolar os quais vivem em abrigos e que, por algum motivo, ainda não estão matriculados nas escolas, seja das redes municipais ou estadual. 

“Teremos dois dias de evento para ouvir os povos indígenas e discutir a melhor forma de atendê-los. É um dever nosso corrigir alguma deficiência que ainda possa existir na oferta da educação escolar indígena. O Governador Antonio Denarium tem uma preocupação muito grande com os povos indígenas e a determinação é atender da melhor maneira possível”, destacou Raimundo Nonato Mesquita, secretário de Educação e Desporto.

O procurador do MPF Alisson Marugal falou sobre o desafio de garantir a oferta educacional aos povos indígenas venezuelanos que moram no Brasil e destacou sobre o trabalho que vem sendo feito entre as instituições envolvidas.

“O evento de hoje é resultado de um diálogo que o Ministério Público Federal tem mantido com as secretarias de Educação do Estado, de Boa Vista, de Pacaraima e Funai em busca de oferecer uma educação culturalmente diferenciada, o que é um desafio bem significativo. O Seminário propõe discutir como os indígenas desejam essa educação culturalmente diferenciada a partir da legislação brasileira”, explicou o procurador.

Plano de ação será apresentado durante o Seminário

Na programação, haverá exposições de representantes de instituições como o CIR (Conselho Indígena de Roraima), Instituto Insikiran da UFRR (Universidade Federal de Roraima), Sebrae/RR (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Roraima), Amirr (Associação dos Migrantes Indígenas de Roraima), além de apresentações de professores que atuam nas redes de ensino.

A professora Stela Damas, diretora do Ceforr (Centro Estadual de Formação dos Profissionais de Educação de Roraima), explicou que durante o Seminário será apresentado um Plano de Ação. A garantia da matrícula escolar, o estreitamento do diálogo com as famílias dos estudantes, formação continuada de professores estão entre os temas abordados no documento.

“O plano de ação é fruto de uma ação integrada entre Governo do Estado, prefeituras de Boa Vista e Pacaraima, e Funai, acompanhados pelo Ministério Público Federal que apresenta ações estratégicas para que possamos atender essas crianças e adolescentes não apenas com o acesso, mas também com a permanência deles nas escolas”, explicou Stela Damas.

O ‘I Seminário de Educação Escolar dos Povos Indígenas Originários da Venezuela no Brasil’ conta com a parceria da Operação Acolhida, Acnur (Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados), Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e Fraternidade.

Avalie este item
(1 Votar)

A população poderá conhecer os equipamentos e veículos utilizados pelo Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima) e pela PRF (Polícia Rodoviária Federal).

A exposição ocorre no sábado, dia 21, no Garden Shopping, no Caçari, das 10h às 22h. No dia 28 de maio, o evento será no Pátio Roraima Shopping, no mesmo horário.

O chefe da Divisão de Prevenção e Educação para o Trânsito, do Detran-RR, Milton Emílio Melo de Oliveira, disse que a exposição tem a finalidade de expor a funcionalidade dos equipamentos que os agentes usam no dia a dia.

“Iremos expor também uma ‘minicidade’, que recria um ambiente simulando as condições encontradas nas cidades, como cruzamentos, faixa de pedestres, calçadas, placas de sinalização, ciclovia, entre outras”, adiantou.

Haverá ainda a entrega de panfletos educativos, com informações sobre a educação no trânsito. Além dos agentes de trânsito do Detran, o evento contará com a participação de profissionais da PRF, que fará exposição de seus veículos e acessórios de trabalho.

A exposição faz parte da programação da campanha Maio Amarelo, que o Detran promove desde o início deste mês, com o objetivo de conscientizar motoristas, motociclistas e pedestres sobre a segurança viária.

Avalie este item
(1 Votar)

Ao todo, 350 professores da rede estadual de ensino estão participando do Encontro Formativo para Implementação do DCRR (Documento Curricular de Roraima) - Segunda Etapa Boa Vista.

A abertura do evento ocorreu na tarde de quarta-feira, dia 18, no auditório do Palácio da Cultura Nenê Macaggi e contou com a participação do professor João Paulo Cêpa, articulador do Movimento pela Base. E segue com a programação nesta quinta-feira, dia 19.

O secretário de Educação e Desporto, Nonato Mesquita prestigiou a abertura, ao lado do secretário adjunto Semaias Alexandre Silva e da coordenadora da equipe Pró-BNCC em Roraima, Simone Batista.

Voltado para a formação de professores do Ensino Fundamental do 6° ao 9° ano, o Encontro Formativo tem o objetivo de capacitar e ampliar os conhecimentos profissionais e fortalecer a prática docente, para efetivar a implementação do DCRR nas escolas.

Para o professor João Paulo, a implementação da BNCC (Base Nacional Comum Curricular) é um grande desafio que deve ser enfrentado por todos, com foco na recomposição das aprendizagens, principalmente neste período pós-pandemia.

“Sabemos que estamos em um cenário complexo e é na construção do processo pedagógico da escola e no planejamento que muitas respostas vão aparecer. Mas o desafio, a responsabilidade é de todos, das secretarias, escolas, professores, gestores, sociedade civil. Nosso objetivo é a melhoria da educação brasileira”, destacou João.

PROGRAMAÇÃO DE HOJE

O Encontro Formativo segue durante toda esta quinta-feira, 19. As atividades práticas ocorrem na Escola Estadual Oswaldo Cruz, com a equipe de formadores do Ceforr (Centro Estadual de Formação dos profissionais da Educação de Roraima).

A professora Stela Damas, diretora do Centro de Formação explicou que a capacitação está baseada em três importantes pilares: conhecimento, prática profissional e engajamento.

“Nós fizemos um primeiro momento para que o professor tenha um panorama conceitual do que o DCRR traz, depois propomos a prática, que é a efetivação do planejamento em si, a partir das competências e habilidades que a Base propõe. Por fim, estamos fazendo um trabalho de sensibilização dos professores sobre a importância do documento, pensando então no seu engajamento”, explicou Stela Damas.

A BNCC (Base Nacional Comum Curricular) é um documento de caráter normativo que define o conjunto de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidade da Educação Básica. Sua implementação ocorre em todo o Brasil.

O DCRR foi construído à luz das diretrizes estabelecidas na BNCC e é um instrumento estadual que direciona as políticas públicas educacionais e o currículo a ser ministrado em todas as escolas das redes estadual e municipal, tendo como foco os direitos de aprendizagem e a formação integral do aluno.

“É importante essa formação, pois é uma base comum nacional, isso significa que não só no cenário regional, mas nacional, todos os estudantes terão o mesmo nível de acesso ao conhecimento”, destacou o professor de História Saulo Chaves.

Governo já realizou quatro encontros formativos

Este já é o quarto encontro formativo. O primeiro aconteceu em Boa Vista (primeira etapa), no mês de março com a participação de 400 professores, o segundo em abril foi realizado em Normandia para 400 professores e o terceiro em Uiramutã, na semana passada, que contou com a presença de 420 docentes.

A formação para implementação do DCRR e BNCC ocorre em regime de colaboração entre Estado e municípios, Consed (Conselho Nacional dos Secretários de Educação) e Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação).

Avalie este item
(1 Votar)

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, celebrado em 18 de maio, é marcado por programações que visam a ampla divulgação dos meios de combate à exploração infantil.

Por ser uma instituição que trabalha diretamente nesta causa, a PCRR (Polícia Civil de Roraima), por meio da DPE (Departamento de Polícia Especializado) em parceria com o NPCA (Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente), realiza durante todo o mês de maio, ações que visam sensibilizar e alertar a sociedade para o tema.

No dia 18 de maio, o delegado titular da DDIJ (Delegacia de Defesa da Infância e Juventude), Alberto Correia de Oliveira Filho, ministrou palestra na manhã desta terça-feira (18), no Auditório do Senai, a convite do CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) Centro, com o tema “Riscos da Internet”.

Hoje, dia 19, às 14h30, no Espaço Cultural do Campus Novo Paraíso, do IFRR (Instituto Federal de Roraima), em Rorainópolis, a delegada Suébia Cardoso, ministrará palestra com o tema “Enfrentamento ao abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes).

A diretora do DPE, delegada Elivânia Aguiar, destacou que as duas palestras têm abordagens diferentes, mas muito importantes.

“Os pais e responsáveis precisam estar sempre atentos às crianças, e os jovens precisam entender quando algo ruim acontece e se sentirem encorajados a procurar ajuda. Muitas vezes essa conscientização ocorre ao longo de palestras educativas”, disse a delegada.

Ainda na programação, está prevista também, para esta quinta-feira (19), uma Roda de Conversa com o tema “Desenvolvendo competências para acolher pessoas em situação de vulnerabilidade", a ser ministrada pela psicóloga Mônica Lopes, do Centro de Qualidade de Vida, voltada para os policiais lotados no NPCA.

CAMPANHA DE ARRECADAÇÃO

Além disso, conforme explicou a delegada titular do DPE, durante todo o mês de maio a PCRR estará arrecadando brinquedos para reformular o Espaço Acalento.

“O espaço funciona dentro do NPCA, utilizado no pré-atendimento de crianças vítimas de violência, que precisam ir até a delegacia especializada para serem ouvidas pelas autoridades policiais. Por isso ele precisa ser local onde essas vítimas se sintam seguras e acolhidas”, explicou a delegada.

Ainda de acordo com delegada Elivânia Aguiar, ao longo deste mês o Espaço Acalento do NPCA deve ser reinaugurado. Ela destacou também, que está sendo apresentado ao Consupol (Conselho Superior de Polícia), a proposta para que o Espaço Acalento seja implantado em todas as Delegacias do Interior.

“É de extrema importância que todas as Delegacias do Interior e, o NPCA, em Boa Vista, tenham o Espaço Acalento. A meta é atender a criança vítima de violência em um espaço mais humanizado, no momento em que esteja em atendimento nas unidades da Polícia Civil”, disse a diretora.

Quem tiver interesse em participar da campanha, pode entregar os brinquedos no NPCA, localizado na Cidade da Polícia, 1ª casa a direita. Ou pode fazer contato pelo telefone (95) 98414 7674 que a equipe do NPCA vai buscar.

Avalie este item
(1 Votar)

Quarta-feira, 18 de maio, é considerado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes e a Escola Estadual Euclides da Cunha realizou pela manhã uma programação voltada ao tema com palestras, apresentações e exposições. O evento contou com o apoio da OAB/RR (Ordem dos Advogados do Brasil de Roraima).

Estiveram presentes no evento profissionais da Educação, advogados representantes da OAB/RR, a delegada da Polícia Civil Simone Arruda e o diretor da Faculdade Cathedral, professor Marcos Pereira.

Os profissionais explicaram aos estudantes o motivo desta data, além de esclarecer sobre o que é abuso, exploração sexual, informando sobre os principais sinais que uma pessoa violentada emite e destacaram que todos devem ficar alerta a esses sinais.

Foi reforçado também sobre o papel da escola, que, por sua vez serve como um local seguro, em que os jovens e adolescentes podem pedir ajuda e proteção.

O ‘Maio Laranja’ foi definido também para chamar atenção da sociedade para esse tema tão delicado e busca reforçar a necessidade de um olhar apurado sobre os casos de abuso contra crianças e adolescentes.

ESCOLA QUE PROTEGE

Durante todo o ano, a Escola Estadual Euclides da Cunha, por meio da equipe da Orientação Educacional da escola composta pelas professoras Gabriela Gusmão e Rosiane Oliveira, realiza projetos de sensibilização junto aos mais de 500 estudantes da instituição de ensino sobre combate ao suicídio e ao abuso e violência sexual contra crianças e adolescentes.

“O projeto da escola para o ano de 2022 é: ‘Escola que Protege’. Ao longo do ano haverá diversas ações para que o aluno se sinta acolhido, abrigado emocionalmente e para que retorne os laços neste período pós pandemia. E também para que tenha segurança e conheça seus direitos e deveres”, explicou a gestora da Escola, Flávia Coelho.

A denúncia é uma das principais formas de combater o abuso e a violência sexual. Caso haja suspeitas de alguma criança ou adolescente que esteja sofrendo violação dos seus direitos, é possível fazer uma denúncia por meio do Disque 100.

Quarta, 18 Mai 2022 20:54

COMUNICADO

Escrito por
Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 413.232 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.650 foram confirmados, sendo 30.241 por RT-PCR e 125.409 por teste rápido, 257.582 descartados, sendo 69.530 por RT-PCR e 188.052 por teste rápido e 2.152 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.219 em Alto Alegre, 1.358 no Amajari, 119.806 casos foram notificados em Boa Vista, 2.893 em Bonfim, 3.722 no Cantá, 3.169 em Caracaraí, 2.463 em Caroebe, 1.632 em Iracema, 2.924 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.788 em Pacaraima, 3.905 em Rorainópolis, 1.934 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.406 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.839 em Alto Alegre, 2.420 em Amajari, 201.547 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.546 em Bonfim, 4.362 no Cantá, 4.118 em Caracaraí, 3.472 em Caroebe, 1.868 em Iracema, 3.914 em Mucajaí, 1.081 em Normandia, 7.827 em Pacaraima, 6.514 em Rorainópolis, 3.138 em São João da Baliza, 2.042 em São Luís e 1.038 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.152 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.621 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 54 de Pacaraima, 72 de Rorainópolis, 14 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 153.409 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.180 em Alto Alegre, 1.332 em Amajari, 118.121 são de Boa Vista, 2.856 de Bonfim, 3.675 no Cantá, 3.094 em Caracaraí, 2.442 em Caroebe, 1.613 em Iracema, 2.876 em Mucajaí, 962 em Normandia, 2.732 em Pacaraima, 3.833 em Rorainópolis, 1.918 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.383 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde, deu início nesta quarta-feira, 18, no auditório da Coordenação Geral de Vigilância em Saúde, às atividades de uma oficina que visa fortalecer ainda mais a gestão estadual do Sistema Único de Saúde.

Até esta quinta-feira, 19, a atividade será realizada para representantes de áreas técnicas que são primordiais para o funcionamento das atividades do SUS no Estado. A principal é que eles tenham total entendimento da boa execução orçamentária e financeira da pasta.

“Será um momento reflexivo para a melhoria do desenvolvimento de trabalhos e projetos em andamento”, ressaltou a diretora do Departamento do Planeja-SUS, Waléria Tupinambá.

A oficina será uma continuação do projeto Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS – PROADI-SUS, que auxilia na construção de gestões fortalecidas de saúde, além de permitir o planejamento estratégico situacional que identifica as maiores necessidades da população.

Além disso, o PROADI-SUS reúne hospitais sem fins lucrativos que são referência em qualidade médico-assistencial e gestão em saúde, conforme ressalta o mediador da oficina e professor doutor do Hospital Alemão Oswaldo Cruz – HAOC, Manoel Geraldo.

“Neste momento do projeto, onde olhamos o monitoramento e avaliação dos resultados, o PROADI é fundamental para possamos tomar outros caminhos para resolver aquilo que não foi resolvido e melhorar o que precisa ser mantido”, frisou.

Técnico responsável pelo planejamento e orçamento das ações de Vigilância em Saúde, Jander Arruda comentou a importância da oficina para a ampliação dos conhecimentos dos participantes convidados.

“É importante esse ponto que podemos trabalhar todas as áreas da secretaria de uma forma que vá beneficiar todo mundo. Como um organismo que tenta entender todos os lados da Secretaria”, completou.

Além de dinâmicas em dupla e apresentação de dados, a atividade contará também com momentos de reflexão, de modo que todos os participantes possam dar as suas impressões pessoais do que aprenderam na ação.

 

Avalie este item
(1 Votar)

A Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação) iniciou um diálogo com empresários do setor de suinocultura para discutir estratégias de desenvolvimento para o setor.

A discussão pontuou a execução de um calendário de vacinação, fiscalização sanitária, isenção de taxas, transporte de frios, escala veterinária, comercialização, além da criação de salas de abate artesanal nas propriedades rurais para facilitar a logística de transporte e coibir a clandestinidade.

“Essa reunião é uma atitude inovadora situando as demandas dos suinocultores do Estado. Com isso, estamos avaliando as diferentes realidades da categoria, enumerando as dificuldades, buscando ações imediatas”, disse o coordenador de Desenvolvimento Agroambiental da Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação, Marcelo Hentges.

O coordenador ainda referiu as ações da Agricultura Familiar que ajudam a fortalecer a produtividade em Roraima. “Dentre os principais motivos do projeto de grãos está a produção de insumos para a criação de aves e suínos. Grande parte da ração destes animais é composta de milho, 80%, e o preço dos insumos está custando caro no bolso do produtor e pode piorar. Outras problemáticas vivenciadas pelos suinocultores são o abate, a logística e demais taxações que impõem barreiras. Com a fundação da Cooperativa, o intuito é darmos suporte técnico, organização de crédito, normativas, regulamentações e outras necessidades”, detalhou Marcelo. 

Produtor na região do Cantá, Luiz Cruz destacou que em Roraima existe muita gente envolvida no segmento de suínos, mesmo trabalhando em pequena escala e reforçou. “Recentemente, compramos matrizes do Paraná e trouxemos para fortalecer a genética local. O governo também tem avaliado as necessidades de desenvolvermos este serviço. Com isso, aguardamos a diminuição dos custos de produção, baixando o preço de insumos, combustível e outras necessidades, possibilitando aos empresários mais investimentos na suinocultura”, disse.

O suinocultor Frank Júnior avaliou a fundação de uma cooperativa que atenderá mais de 250 criadores de suínos em Roraima. “Temos um registro contabilizando 242 suinocultores, além de outros 26 empresários já engajados na fundação da Cooperativa. Nosso objetivo é integrar os criadores de suínos, auxiliá-los e caminharmos juntos no planejamento da venda local e exportação da demanda também com a Venezuela e Guiana”, disse.

Da região de Amajari, o produtor Taylor Filgueiras analisou positivamente a reunião da categoria de suínos. “Esse é um segmento que beneficia o investidor em um mercado amplo, mas precisamos do apoio do Governo do Estado adequando os benefícios necessários para o desenvolvimento da suinocultura. Contudo, percebemos que o secretário Emerson Baú e o governador Antonio Denarium já estão à frente destas decisões fundamentais com esforço técnico dos órgãos competentes, formalizando o acesso ao pequeno e médio produtor solucionar a renda das famílias roraimenses no campo”, complementou.

Para o secretário Emerson Baú, a suinocultura brasileira se destaca mundialmente. “A produção de suínos é uma das cadeias mais produtivas e avançadas - utilizando alta tecnologia genética, nutrição, manejo e instalações. Dessa forma, o padrão de qualidade do alimento é uma preocupação constante e o Brasil é uma referência mundial dentre os principais países produtores de carne suína”, referiu.

O governador Antonio Denarium reforçou o esforço do Estado contra os entraves dos insumos. “A ração contabiliza demasiadamente os custos necessários para suprir a criação dos animais, e resolver esta questão é mais uma prioridade do Governo de Roraima que não cessa os trabalhos”, destacou. 

Dados da Suinocultura no Brasil

Competir no mercado globalizado é um grande desafio, pois requer posicionamento estratégico constante. Uma pesquisa realizada pala United States Department of Agriculture (Usda), destacada pelo anuário 2022 da Suíno Cultura Industrial, revelou que a suinocultura brasileira - no cenário global - vem atingindo patamares recordes de produção, ganhando destaque nas exportações mundiais, passando de 7,4% dos volumes em 2018 para 10,4% em 2021, com previsão de atingir 10,9% em 2022.

Os números evidenciam o Brasil respondendo a uma crescente demanda internacional ainda puxada pelos efeitos dos surtos de PSA na Ásia e pelos preços internacionais da carne suína, gerando receitas cambiais próximas a US$ 3 bilhões.

  

Avalie este item
(1 Votar)

Melhorar a assistência aos bebês que nascem no Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth sempre foi prioridade para o Governo de Roraima. Além de realizar a reforma da estrutura física da unidade, a gestão Antonio Denarium também tem aplicado uma série de investimentos na aquisição de equipamentos.

Nessa segunda-feira, dia 16, o hospital foi contemplado com cinco novas incubadoras de transporte, para auxiliar na preservação da saúde de bebês prematuros. O valor do investimento foi de R$ 170 mil, fruto de convênio do Ministério da Saúde com emenda parlamentar do senador Telmário Mota.

Diretora Clínica e pediatra da Maternidade, Dra. Flávia Bonini explica que a principal função dos novos equipamentos é manter as condições de temperatura do recém-nascido dentro dos padrões necessários, garantindo a preservação de sua saúde e culminando em uma boa evolução.

“Nós do HMI ficamos muito felizes em receber esses equipamentos. A principal função de uma incubadora e a sua importância é manter a temperatura de recém-nascidos prematuros, que perdem calor com muita facilidade”, ressaltou.

Flávia destaca ainda que a maternidade realiza em torno de 900 partos mensais, entre normais e cesarianas. Ao todo, 36 incubadoras dão suporte às ações de unidade, sendo 17 dessas incubadoras de transportes, que auxiliam no transporte intersetorial, ou seja, dentro e fora do próprio HMI.

“Nós temos, diariamente, em torno de 35 pacientes internados em nossa unidade de terapia intensiva e semi-intensiva, com certeza os equipamentos contribuirão para melhor evolução e qualidade de atendimento dos nossos bebês”, completou.

 

 

Avalie este item
(1 Votar)

O Iper (Instituto de Previdência do Estado de Roraima) realizou nesta quarta-feira, dia 18, treinamento técnico sobre gestão de transações bancárias e fundos financeiros para os militares que administram o Sistema de Proteção Social do Estado de Roraima.

O treinamento ocorreu na sala de reunião do Instituto e foram apresentados os trâmites sobre as operações bancárias, controle financeiro e contábil, recursos e aplicações pertinentes  aos  militares do Roraima.  E foi coordenado pelo diretor de Administração e Finanças, Rafael Alencar e pelo gerente Financeiro, Anderson Ribeiro.

Segundo o diretor da Previdência Militar, Cel. Doriedson Ribeiro, após o Ato Delegatório assinado pela presidente do Iper, Adriana Padilha, os servidores militares podem atuar no gerenciamento. “Estamos cumprindo todos os trâmites da Lei Complementar Estadual nº 305/2022, que criou o Sistema de Proteção Social dos Militares de Roraima, que será o órgão para gerenciar todos os processos previdenciários desde a arrecadação até a concessão de benefícios”, esclareceu.

Este é o primeiro treinamento de circuito que deverá ocorrer durante o ano para adequações dos trabalhos. Participaram desta reunião o gerente Militar de Proteção Social, Cap. Dagmar Vieira Ramalho e o chefe de Benefícios Militar Ten. Lindberg Kent dos Santos Castro.

 

Avalie este item
(1 Votar)

Empresários do setor agrícola do Mato Grosso do Sul, Paraná e Rio Grande do Sul estiveram esta semana em Roraima para conhecer as potencialidades que o estado oferece para a produção.

Eles se reuniram com o secretário estadual Emerson Baú, da Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação (Seadi) e os presidentes Marlon Buss (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural), Márcio Grangeiro (Instituto de Terras de Roraima), Glicério Fernandes (Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos) e Marcelo Parisi (Agência de Defesa Agropecuária de Roraima).

O encontro ocorreu na Seadi, onde foram discutidos investimentos na produção de alimentos, tecnologia, ciência do campo, clima, regularização ambiental e negócios fronteiriços.

A convite do governador Antonio Denarium, a comitiva veio testemunhar in loco os potenciais de investimento agropecuário e agroindustrial de Roraima. “Nosso clima favorece o desenvolvimento rural e acelera os ciclos de cultura, privilegiando o estado no setor produtivo, tecnológico e econômico”, destacou Baú.

Marlon Buss citou o saldo positivo dos cofres públicos do Governo atual, que sanou bilhões em dívidas das gestões passadas. “Hoje, Roraima tem caminhado no desenvolvimento com mais de mil obras em andamento e muitas delas sendo realizadas no interior. E nos últimos anos, com a presença de agricultores de outros estados, percebemos uma grande evolução no cenário em várias culturas produtivas”, disse.

Sobre os trâmites burocráticos para o licenciamento de terras, Márcio Grangeiro reforçou que o Estado está desenvolvendo modelos de simplificação dos protocolos. “Nossa intenção é diminuirmos a discricionariedade das documentações, padronizando a vistoria técnica. E esta sistematização deverá encurtar toda a papelada exigida, proporcionando celeridade das certidões e segurança jurídica”, frisou.

O produtor gaúcho Emerson Walter positivou a reunião e agradeceu a recepção da equipe técnica do Governo de Roraima. “Este encontro possibilitou esclarecimentos e orientação para a comitiva, referindo fatores importantes da produção, aquisição de terras, zoneamento agrícola, entre outros. E visitando Roraima, analisamos a logística dos municípios, conversamos com produtores locais e tivemos uma boa impressão das áreas rurais. Visitamos a Embrapa e ainda conversamos com o secretário Emerson Baú e o governador Antonio Denarium que juntos têm trabalhado para o desenvolvimento rural do Estado. Ou seja, levantamos informações diversas para em seguida sentarmos novamente e tomarmos decisões”, pontuou.

O engenheiro agrônomo Tiago Carlet é produtor de soja e milho no Paraná. “Nosso intuito é expandir o horizonte de serviços com investimento em Roraima. Dessa forma, estamos observando como o Estado está se preparando para receber grandes investimentos no setor agrícola. E não é qualquer estado do Brasil que proporciona essa oportunidade”, complementou.

Para o governador Antonio Denarium, Roraima tem se destacado cada vez mais nos negócios. "As famílias do campo estão prosperando com o trabalho e as oportunidades da indústria e do agronegócio. Os roraimenses estão plantando e colhendo bons frutos e este esforço é um orgulho para todos nós", reforçou.

ZONEAMENTO ECOLÓGICO

“Atualmente, estamos realizando um avanço na atualização dos mapas de zoneamento ecológico econômico, observando as aptidões de cada região, ampliando as expectativas dos municípios com a produção rural, aperfeiçoando também a logística para entrada e saída de insumos, negociando acessos com o porto da Guiana e com a Venezuela”, adiantou o secretário da Seadi durante a reunião com os empresários.

Além disso, completou Baú, dessa forma, a infraestrutura de Roraima está sendo fortalecida para a ampliação dos negócios com as indústrias e agroindústrias de outras regiões. “Tudo isso em um momento crucial de consolidação do setor energético com a construção do linhão de Tucuruí - que deve ampliar ainda mais a economia de Roraima, oportunizando qualidade de vida para a população”, complementou.

Avalie este item
(1 Votar)

Pensando em fortalecer o empreendedorismo nas áreas indígenas, o Governo de Roraima tem colocado em prática estratégias para possibilitar que mais pessoas tenham acesso às linhas de crédito, criadas pelo Governo, com juros mais baixos e melhores condições de pagamento. 

Para atender aos moradores das comunidades indígenas, desde terça-feira, 17, o governo está com uma ação integrada entre a Secretaria do Índio, Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação, Desenvolve Roraima, Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural, Banco da Amazônia, prefeitura de Amajari e a empresa Confiança que atua na elaboração de projetos agrícolas.

Mais de 100 pessoas de 18 comunidades indígenas entre produtores, lideranças indígenas e coordenadores de polos de produção participaram do primeiro dia da ação realizada no Centro Regional de Educação Indígena, na comunidade da Mangueira, no município de Amajari. As atividades seguem até sexta-feira,20, em outras comunidades.

Segundo o secretário do Índio, Marcelo Pereira, o objetivo é levar informações e orientar o homem do campo sobre as medidas disponíveis criadas pelo governo para o fomento da economia e a geração de emprego e renda em Roraima.

“Nesse sentido o nosso foco é levar informações e orientá-los sobre como é possível ter acesso às linhas de crédito para a abertura do próprio negócio ou ampliação do investimento, e para isso reunimos as principais instituições ligadas a essa política para esclarecer as dúvidas daqueles que tenham interesse em atuar no empreendedorismo”, esclareceu o secretário.

Pereira ressalta que a ação permitirá fazer um levantamento de todas as pessoas que têm interesse em desempenhar alguma iniciativa ligada ao microcrédito ou crédito rural e como elas podem se enquadrar nos critérios exigidos para ter acesso.

“A intenção é atender todas as pessoas que atuam em atividades não agrícolas como a panificação, produção e venda com doces, venda de espetinho, borracharia e que podem ter acesso ao microcrédito e expandir o seu negócio, bem como atender aqueles que atuam na agricultura com o crédito rural”, complementou.

NOME LIMPO NA PRAÇA

Durante a ação ficou definido ainda que será feito o levantamento das pessoas que têm interesse de acessar as linhas de crédito para verificação se há a necessidade de regularização do CPF junto às instituições financeiras, para que fiquem aptas aos financiamentos. 

“O objetivo é verificar futuramente com as instituições se estas pessoas têm alguma pendência e informá-las se for necessária a regularização, ou seja, estamos levando informações, dando as orientações e ajudando no que for preciso para que todas as etapas fundamentais sejam concluídas e efetivada a liberação dos recursos”, alertou Pereira.

Governo investiu quase R$ 5 milhões

A Desenvolve Roraima oportuniza a liberação do Crédito Rural para agricultores e Microcrédito Empreendedor que é um programa permanente.

O empreendedor, formal ou autônomo, que seja contemplado com o crédito tem seis meses de carência para começar a pagar o valor recebido, com juros de 0.99% e até 30 parcelas para pagamento.

Nos últimos anos o Governo de Roraima investiu quase R$ 5 milhões em linhas de crédito por meio da Desenvolve Roraima, sendo R$ 3,7 milhões até 2021 e mais de R$ 1 milhão e duzentos nos primeiros cinco meses de 2022.

Podem ser contemplados o dono do próprio negócio com os empreendimentos estabelecidos tanto na capital Boa Vista quanto nos municípios, nos diversos segmentos incluindo alimentação, corte e costura, confecção, setor do comércio ou serviço.

 

Avalie este item
(1 Votar)

Garantir a inclusão de pessoas com deficiência no processo de ensino-aprendizagem é uma das bandeiras do Governo de Roraima. De encontro com essa política pública estadual, o CAP-DV/RR (Centro de Apoio Pedagógico às Pessoas com Deficiência Visual de Roraima) receberá vinte kits de livros paradidáticos doados pela ‘Fundação Dorinha Nowill para Cegos’.

A ação ocorrerá na quinta-feira, dia 19, às 15 horas, no auditório da Escola Estadual Lobo D’Almada, no Centro de Boa Vista. A programação contará com apresentações musicais, depoimentos de alunos atendidos pelo Centro, leitura de textos, exposição de materiais adaptados e específicos utilizados no CAP-DV/RR, roda de conversa e coquetel de confraternização.

Para a diretora do CAP-DV, Maria Francinete Queiroz, o material trará grandes benefícios aos usuários do Centro e possibilitará atividades pedagógicas lúdicas e divertidas.

“Esses kits que serão entregues aos nossos alunos na faixa etária de 7 a 11 anos, serão mais uma ferramenta para auxiliar os alunos e professores, sanando algumas dificuldades. É muito importante para nós essa parceria com a Fundação Dorinha”, ressaltou Francinete.

Sobre os Kits

Os kits que serão recebidos pelo CAP-DV fazem parte da coleção “Dorinha pelo Brasil – Inclusão sem barreiras” e cada kit possui 10 títulos inéditos, sendo cinco livros em formato acessível (braile, fonte ampliada e com audiodescrição) e cinco histórias diferentes em audiolivro, desenvolvidos em parceria com o Instituto Maurício de Souza, a fim de propiciar a inclusão e o respeito a todos.

Nas histórias dos livros, as crianças acompanharão a personagem com deficiência visual chamada Dorinha, que sai do bairro do Limoeiro, em São Paulo, ao lado de seu cão-guia Radar e de toda a Turma da Mônica, para conhecer as riquezas culturais, aprender sobre as comidas típicas, música e folclore de cada uma das cinco regiões do Brasil.

O CAP-DV

O CAP-DV/RR está localizado na Avenida Santos Dumont, N° 439, no bairro São Pedro, e integra a estrutura da Seed. A unidade atende atualmente 47 pessoas com deficiência visual, sendo 20 alunos em idade escolar, matriculados em instituições de ensino regular.

“Nós damos o suporte no horário oposto ao escolar, na parte pedagógica. Os alunos aprendem o braile, a manusear o computador, além de participarem de momentos de convivência, e dessa forma, tentamos diminuir as barreiras que eles enfrentam no dia-a-dia”, explicou Francinete.

Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima por meio do IIOC (Instituto de Identificação Odílio Cruz) da PCRR (Polícia Civil), realizou ao longo desta segunda-feira, dia 16, atendimentos de cidadania inseridos no programa “RG na Mão”, na comunidade indígena de São Mateus, no município de Uiramutã.

Ao todo, mais de 40 alunos foram atendidos com carteiras de identidade, entre crianças e adolescentes. A ação, visou atender a uma solicitação da direção da Escola São Mateus, que demonstrou preocupação em relação ao número de alunos que não tinham o documento de identidade.

Para o delegado Geral, Eduardo Wayner, a ação de Governo visa levar mais cidadania às pessoas, facilitando a vida dos que vivem em locais mais distantes e que têm dificuldades para buscar os serviços.

Na ocasião, também atendendo a solicitação da comunidade, foi ministrada palestra sobre os malefícios das drogas; a atuação de criminosos captando jovens para o crime organizado; os malefícios do alcoolismo e sobre crimes de violência sexual.

Avalie este item
(1 Votar)

O governador de Roraima, Antonio Denarium, anunciou na manhã desta terça-feira (17), a realização de concurso público para a Seplan (Secretaria de Planejamento e Orçamento). Serão ofertadas 50 vagas para o cargo de Analista de Planejamento e Orçamento, sendo 35 vagas para preenchimento imediato e 15 para o cadastro de reserva.

O certame será realizado em duas especialidades: 45 vagas para atuação na área de Planejamento de Orçamento e 05 vagas para Tecnologia da Informação. Para participar é necessário ter nível superior em qualquer área. A remuneração é de R$ 5.853,30 com uma jornada de trabalho de 30h semanais.

“Foi um importante passo que demos, criando a carreira de Analista de Planejamento e Orçamento. Um momento histórico que coloca Roraima ao lado de outros 21 estados que já possuíam esta área específica de atuação. Nós enviamos à Assembleia Legislativa o Projeto de Lei para realização do concurso, que foi aprovado e hoje estamos aqui anunciando o certame. Muito em breve faremos o lançamento do edital”, disse o governador Antonio Denarium.

O secretário da Seplan, Diego Prandino explicou que a realização do concurso já teve parecer favorável da Segad [Secretaria de Gestão Estratégica e Administração] e da Seplan e, agora, segue as etapas administrativas para confecção do edital, que tem previsão para ser lançado ainda no segundo semestre de 2022.

“A próxima fase agora é a criação da Comissão, que definirá todos os direcionamentos de elaboração do edital, respeitando os prazos legais, inclusive, considerando também a existência de algumas restrições, visto que estamos em um ano eleitoral. Nosso objetivo é dar andamento ao processo, para que o certame seja realizado este ano e concluído no primeiro semestre de 2023”, destacou o titular da Seplan.

Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima inicia nesta terça-feira, dia 18, as manobras executadas pela Companhia de Águas e Esgotos de Roraima (Caer) no sistema de água que abastece o Bairro São Bento. Dentre os serviços, está a recuperação do poço artesiano localizado na Rua Bem Te Vi, que tem apresentado um alto teor de dureza e gerado reclamações por parte dos moradores.

Conforme o gerente do Sistema de Águas da Caer, Paulo Anderson Amorim, os serviços ocorrerão num período de sete dias para a retirada do conjunto motobomba e aplicação de brita e calda de cimento para selar a entrada de água que apresenta as características de dureza.

"Durante a execução dos serviços, a pressão na rede de distribuição no abastecimento do Bairro será reduzida, porém, não haverá suspensão do abastecimento", disse.

Os serviços são necessários para ofertar água de qualidade aos moradores e ressalta que a produção do São Bento atende aos critérios estabelecidos pela Portaria nº 888/21 do Ministério da Saúde.

PARÂMETRO DE QUALIDADE

A dureza da água ocorre da presença, principalmente, de cálcio e magnésio (CaC03), ou de outros metais em menor intensidade que alteram o sabor e podem afetar as tubulações.

A classificação da água em termos de dureza fica entre 50 miligramas por litro (mg/l) a 300 mg/l, variando entre água mole, água com dureza moderada, água dura e água muito dura. Quando essa classificação ultrapassa 100 mg/l, a água apresenta alteração no sabor ficando salobra e recebe tratamento para retirar o gosto.

Para garantir que a água chegue às residências incolor, inodora e insípida, a empresa realiza por meio do Núcleo de Controle de Qualidade (NCQ) a análise semanal da produção e controle em toda a cidade de Boa Vista, tanto na rede de distribuição quanto nos poços. Nos poços é feita a análise de ferro, dureza total e dureza de cálcio mensalmente, de maneira que nenhuma alteração passa despercebida.

O poço do Bairro São Bento foi ativado no dia 15 de outubro para reforçar o abastecimento da Comunidade Nova Vida e parte do bairro São Bento, que há anos enfrentava problemas no fornecimento de água potável.

Avalie este item
(1 Votar)

Incentivar o desenvolvimento sustentável nos estados da Amazônia, aliando progresso tanto na economia como no meio ambiente, é a proposta do Amazônia Que Eu Quero, projeto desenvolvido nos estados do Amazonas, Acre, Amapá, Rondônia e Roraima pela Fundação Rede Amazônica (FRAM), braço institucional do Grupo Rede Amazônica.

Roraima participa do projeto por meio da Seplan (Secretaria de Planejamento e Orçamento), com a integração do secretário-adjunto da pasta, Fábio Martinez, ao comitê Modelo Econômico da Amazônia. O secretário é economista de carreira da secretaria, mestre em Desenvolvimento pela Ufam (Universidade Federal da Amazônia) e atual presidente do Corecon (Conselho Regional de Economia de Roraima).

Conforme Martinez, os comitês do Amazônia Que Eu Quero são instâncias formadas com especialistas de cada tema abordado, dispostos a articular e discutir ações do Plano Econômico da Amazônia.

“Recentemente, a Fundação Rede Amazônica divulgou uma lista de soluções do fórum da plataforma Amazônia Que Eu Quero. São propostas sobre modelos econômicos na Amazônia, que foram elaboradas pelo comitê que nós integramos. Elas serão expostas nas multiplataformas do Grupo Rede Amazônica e se juntarão às propostas das outras câmaras temáticas do projeto, em um caderno que será entregue em setembro de 2022 aos parlamentares”, disse.

Fábio explicou que a plataforma Amazônia Que Eu Quero foi lançada no ano passado e chama todos à reflexão: qual a Amazônia que você quer para o futuro?

“Essa plataforma busca incentivar uma ação democrática que leve a população a exigir seus direitos junto aos representantes legais. E, para isso, serão realizados painéis, fóruns de debates on-line e ações presenciais para discussão e engajamento da população nos 5 estados da Amazônia”, frisou.

Veja as propostas sobre modelo econômico

 

  1. Manter e fortalecer a atual legislação de incentivos fiscais para a Amazônia Ocidental (Estados do Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima) e Áreas de Livre Comércio através da sensibilização sobre os benefícios da Zona Franca Verde. Criação de campanhas regionais educativas direcionadas aos pequenos e médios empresários.

 

  1. Implementar Agências de Inovação (AGINs) nas universidades na Amazônia baseadas na agenda “economia da era do conhecimento”, conectando conhecimento da academia e setor privado.

 

  1. Incentivar a criação da política nacional de Bioeconomia específica para a Amazônia, e em consonância com a Lei da Biodiversidade e o Protocolo de Nagoya.

 

  1. Incluir as Unidades de Conservação da Amazônia no programa BNDES Parques e Florestas, fortalecendo o desenvolvimento do mercado de Concessões Públicas de Parques e Florestas como alternativa sustentável para atividades madeireiras e turísticas, com base na Lei de Gestão de Florestas Públicas.

 

  1. Incentivar a agricultura sustentável voltada para cadeias globais de valor com redução de emissões de gases de efeito estufa, conforme Lei de Pagamento por Serviços Ambientais (14.119/21).

 

  1. Incentivar o Etnoturismo sustentável e outras potencialidades naturais como a pesca esportiva, o ecoturismo, turismo de aventura e o turismo de base comunitária, como fonte de renda, fortalecimento cultural e conservação das florestas. Em terras indígenas as atividades são disciplinadas pela Instrução Normativa Nº 3, da Funai (Fundação Nacional do Índio).

 

  1. Regulamentar e monitorar mercado de crédito de carbono da Amazônia baseado na Política Nacional de Mudança do Clima, em 2009, que previu o desenvolvimento do Mercado Brasileiro de Redução de Emissões (MBRE)

 

  1. Investir em projetos REDD+ como um mecanismo importante para a conservação das florestas e incentivo ao processo dos créditos de carbono.

 

  1. Estimular a implementação efetiva das Zonas de Processamento de Exportações (ZPE), como forma de induzir o desenvolvimento industrial e ampliar as exportações.

 

  1. Incentivar a implementação de Free Shops (lojas francas) em municípios de fronteira caracterizados como cidades gêmeas, que foi autorizada pela lei 12.723 ainda em 2012 - incentivar, divulgar, estimular - regulamentar instalações de empresas que têm isenção de tributos.

 

Terça, 17 Mai 2022 14:27

Vaqueiros são localizados em Rorainópolis

Escrito por
Avalie este item
(1 Votar)
Os dois vaqueiros que estavam desaparecidos desde a manhã de sábado (14), em Rorainópolis, foram localizados às 12 horas desta segunda-feira (16).
 
A equipe do Corpo de Bombeiros já tinha iniciado as buscas quando os desaparecidos surgiram 2km acima do ponto de entrada, na mesma vicinal, em Rorainópolis.
 
Os vaqueiros estavam tranquilos e orientados e sem nenhum problema de saúde. Eles informaram que só se alimentaram no fim do segundo dia com fruto coquinho e palmito de açaí.
 
Eles disseram também que em cada dia fizeram uma barraca com palha, para se abrigar e pernoitar, e somente nesta segunda-feira conseguiram se orientar pelo sol para sair da mata.
 
A equipe do Corpo de Bombeiros prestou o apoio levando-os para as residência em Nova Colina e ajudou as demais equipes de mateiros a sair da mata.
 
DESAPARECIDOS
 
Os dois vaqueiros, um de 35 e outro de 21 anos, estavam desaparecidos desde sábado (14), quando saíram para verificar um lote na Vila Equador, Vicinal Arara Vermelha.
 
Após a comunicação do desaparecimento, o Corpo de Bombeiros montou uma equipe para iniciar as buscas. A guarnição iniciou os trabalhos às 10 horas de segunda-feira, e logo depois, às 12 horas, recebeu a confirmação da localização das vítimas.
Avalie este item
(1 Votar)

Ser reconhecido pelo esforço é animador para qualquer estudante, e nesta semana, os CEM (Colégios Estaduais Militarizados) Irmã Maria Teresa Parodi e Professor Jaceguai Reis Cunha realizam cerimônias de formaturas para entrega da Boina Grená, Alamares e Promoção de alunos.

A solenidade no CEM Irmã Maria Teresa Parodi, localizado no Residencial Vila Jardim, bairro Cidade Satélite, ocorrerá nesta terça-feira, dia 17, às 17h30, na quadra esportiva da escola. Já o CEM Jaceguai Reis Cunha, no bairro Asa Branca, realizará a cerimônia na quarta-feira, dia 18, às 16h30, também na quadra da instituição.

Durante o evento no CEM Teresa Parodi, haverá a promoção do batalhão escolar, a condecoração com Alamar para 200 alunos e também a entrega da Boina Grená para os novos alunos. A instituição atualmente possui 1.480 estudantes.

A Boina Grená é entregue para os novos alunos da escola, após passarem por um período de adaptação. O Alamar é uma condecoração destinada aos estudantes que obtiveram média superior a 8,5 em todas as disciplinas no bimestre. A formatura, é o momento em que os alunos que se destacaram recebem patentes dentro do batalhão, as quais vão de cabo a coronel aluno.

“O intuito das nossas condecorações é incentivar nossos alunos a ocuparem posições de destaque e liderança, através da dedicação, compromisso e disciplina com o seu próprio processo de ensino-aprendizagem”, disse a sargento Riane, monitora do corpo de aluno do CEM Teresa Parodi.

No CEM Jaceguai, serão entregues Boinas Grenás e Alamares para 200 alunos que obtiveram bom desempenho no bimestre. Também ocorrerá a formatura dos novos integrantes do Batalhão Escolar. A instituição de ensino atende atualmente 630 estudantes.

“Durante o mês de maio, todos os 18 colégios militarizados tanto da Capital quanto do Interior, realizarão as solenidades de incorporação, entrega de Alamar e Promoção de alunos. É uma forma de incentivar os alunos a se dedicarem ainda mais aos seus estudos”, ressaltou o secretário adjunto de Coordenação dos Colégios Militarizados, José de Souza.

Rede de Colégios Militarizados

Em Roraima, 18 escolas integram a Rede de Colégios Militarizados, sendo 11 na Capital e seis no Interior, além de um Colégio Militar Estadual. Juntos, os colégios atendem a 15.830 alunos.

A Rede de Colégios Militarizados foi instituída em 2018 por meio do Decreto Nº 25.974, com o objetivo de trabalhar dentro das unidades de ensino, os princípios de hierarquia, disciplina, civismo e cidadania como forma de integração social.

Recentemente o Governo de Roraima instituiu na estrutura da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), a Secretaria Adjunta de Coordenação dos Colégios Estaduais Militarizados, por meio do Decreto Nº 31.822, com o objetivo de auxiliar na gestão educacional e garantir assistência específica para essas instituições.

Roraima também aderiu ao Pecim (Programa Nacional das Escolas Cívico Militares), instituído pelo Governo Federal por meio do Decreto Presidencial N° 10.004 de 05 de setembro de 2019.

Esse modelo de escola é baseado no conjunto de ações em três áreas específicas: educacional, didático-pedagógica e administrativa. O Programa é desenvolvido pelo MEC com apoio do Ministério da Defesa por meio das Forças Armadas Federais.

E no Estado, a Escola Estadual Cívico-Militar Escola Fagundes Varela, no bairro Nova Cidade, é a instituição que integra o PECIM.

Avalie este item
(1 Votar)

Nesta segunda-feira, dia 16, Roraima recebeu o ministro da Infraestrutura Marcelo Sampaio para visita técnica nas obras de duplicação da BR-401 e pavimentação da BR-432, executadas pelo Governo Federal no Estado.

O governador Antonio Denarium acompanhou o ministro juntamente com deputado federal Antonio Carlos Nicoletti, o senador Chico Rodrigues, os secretários de Infraestrutura do Governo, Emerson de Paula e Delchelly Oliveira, o prefeito do Cantá, André Castro, o diretor geral do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), general Santos Filho e o secretário Nacional de Transportes Terrestres do DNIT, Felipe Queiroz.

A primeira parada foi na obra de duplicação da BR-401, onde as atividades são executadas pelo DNIT e integram parte do planejamento de ações do Governo Federal para Roraima.

“Quero agradecer a parceria com o Governo de Roraima especialmente no que refere a essa obra que é um trecho tão aguardado pois essa duplicação [da BR-401] traz segurança para quem transita por essa área, possibilita competitividade e eficiência e essa é a tônica do Governo Federal que tem trabalhado com o lema mais Brasil e garantindo a identificação das maiores necessidades nos estados brasileiros e elegendo o que deve ser prioridade, então ficamos muito satisfeitos de ver que a população terá esse acesso melhor que é um anseio antigo que está sendo atendido agora”, esclareceu o ministro Marcelo Sampaio.

"Recebemos o ministro da Infraestrutura e mostramos um pouco do que Roraima necessita e tem a ganhar com a conclusão de obras como essa duplicação da BR-401. São investimentos importantes e fundamentais para o crescimento de Roraima", complementou o governador Antonio Denarium.

OBRAS NA BR-432
O ministro foi até a BR- 432, onde o trabalho de pavimentação é realizado pelo Exército Brasileiro. A obra envolve 12 quilômetros de extensão e nove estão prontos. Essa é a principal forma de acesso aos municípios do Cantá e Caracaraí.

De acordo com o ministro a meta é finalizar até o final do ano a pavimentação da BR-432 e com isso encurtar a distância entre Roraima e Manaus, além de outros municípios e possibilita benefícios para os produtores que atuam na produção de grãos e que terão uma estrada confiável que é fundamental para o desenvolvimento regional.

"Essa é uma das obras que faz parte das obras antigas que estavam paradas e que na gestão do presidente Bolsonoro foram retomadas e estamos conseguindo avançar ainda mais na infraestrutura no estado de Roraima e encurtando a distância de Boa Vista a Manaus e aos municípios utilizam essa estrada para ter acesso à Capital, ou seja, é uma obra que está sendo concluída porque esse é um papel do Governo Federal que tem feito para promover ações importantes para o desenvolvimento do Estado, e em relação às estradas no trecho até Bonfim está todo recuperado", enfatizou.

Ministro inspeciona trabalho de reestruturação do Aeroporto

A agenda ministerial incluiu também a visita técnica no Aeroporto Internacional de Boa Vista Atlas Catanhede, que é administrado pela empresa francesa Vinci Airports.

"Ficamos satisfeitos com a proposta da empresa de fazer a ampliação e reforma do Aeroporto, construir novas áreas de embarque e desembarque e praça de alimentação. Com foco em ofertar a infraestrutura necessária para que as companhias aéreas possam atuar e o público ter um serviço melhor mais voos comerciais. Entendemos que o transporte aeroportuário precisa melhorar e para isso uma das alternativas foi transferir o aeroporto para o setor privado porque há a necessidade de ampliar e reforçar as ações e essa parceria com os governos estaduais é fundamental para o bom resultado", disse o ministro.

A revitalização do aeroporto vai ter investimentos de mais de R$ 170 milhões e mais de 200 empregos diretos.

“Uma das medidas do Governo do Estado foi a aprovação junto ao Ministério da Economia para a internacionalização do terminal de cargas do aeroporto e com isso novas empresas poderão se instalar em Roraima para nacionalizar as cargas aqui e distribuir para todo o Brasil, e além disso, reduzimos para 3% o valor do ICMS do combustível de aviação desde que a empresa tenha frequência mínima de um voo semanal. Com as mudanças o aeroporto terá cinco terminais de voo, vai aumentar o fluxo de passageiros em Roraima, ou seja, é um avanço significativo para o estado de Roraima”, complementou Antonio Denarium.

Avalie este item
(1 Votar)

A partir desta segunda-feira, dia 16, a Seed (Secretaria de Educação e Desporto) possui novo titular. Assume a pasta o professor Raimundo Nonato Carneiro de Mesquita.

O governador Antonio Denarium esteve na sede da Secretaria no primeiro horário da manhã desta segunda-feira para despacho administrativo com os secretários e alinhar as principais ações da Pasta.

“Foram muitos avanços na área da Educação até aqui, com entrega de 33 escolas revitalizadas, aquisição de novos mobiliários e equipamentos para a sede e para as escolas, investimento em tecnologia educacional e valorização de servidores. Agradeço o empenho e dedicação da ex-secretária Leila Perussolo. Vamos continuar atuando para transformar a Educação de Roraima, agora com novo secretário à frente da Pasta”, destacou Antonio Denarium.

O secretário Nonato Mesquita visitou todos os setores e Departamentos da Seed; cumprimentou servidores e falou sobre a linha de atuação que adotará à frente da Pasta.

“São muitos os desafios da Educação, vamos valorizar e potencializar o trabalho que a secretária Leila vinha desenvolvendo, e cuidar principalmente das escolas e ginásios que apresentam deficiências estruturais, sem esquecer o lado pedagógico, fundamental que tenha uma atenção especial”, destacou o secretário Nonato.

PERFIL

Raimundo Nonato Carneiro de Mesquita é professor do quadro efetivo do Estado desde 1995, com atuação nas escolas da rede estadual de ensino como docente.

Entre os anos de 1996 a 2004, atuou como gestor escolar e no ano de 2014, assumiu a titularidade da Seed. Antes de assumir pela segunda vez a titularidade da Seed, Nonato exercia o cargo de superintendente Geral da Assembleia Legislativa de Roraima.

Avalie este item
(1 Votar)

Segundo dados do Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima), no ano passado foram registrados 2.329 acidentes no Estado. Comparando com 2020, que teve 2.254, houve um aumento de 3,3%.

Ainda em 2021, o trânsito roraimense matou 139 pessoas, sendo que o maior número de mortos foi de motociclistas, com 66 vítimas; seguido por pedestres, 21 óbitos; 14 garupas; 13 ciclistas e 10 condutores de veículos. Em 2020, houve 137 mortes em Roraima.

As vítimas fatais em 2021 eram jovens com idade entre 18 a 23 anos, totalizando 26 pessoas. De 24 a 29 anos, morreram 18, e também 18 pessoas, de 30 a 35 anos, vieram a óbito nas ruas e estradas do Estado.

Ainda segundo as estatísticas, em 2021 o gênero masculino liderou o ranking de vítimas fatais, com 113 homens mortos em acidentes de trânsito. O número de mulheres foi de 24 vítimas e em dois óbitos registrados nos relatórios de ocorrência policial o sexo não foi informado.

O presidente do Detran-RR, coronel Álvaro Duarte, fala sobre a importância de motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres terem atitudes conscientes para a construção de um trânsito mais seguro.

“Temos feito e vamos continuar realizando ações como blitze educativas e fiscalizatórias, com a finalidade de sensibilizar, estimular boas práticas e a mudança de comportamento no trânsito roraimense, para salvar vidas”, disse.

Ele afirma que, durante as operações de fiscalização de trânsito, ainda são constantes os flagrantes de motoristas sem habilitação ou conduzindo veículos sob influência de álcool.

“São condutas graves que colocam em risco a vida do motorista e de outras pessoas”, ressaltou o presidente do Detran-RR, ao informar que os acidentes por embriaguez ocorridos em 2021 cresceram 30% em relação ao ano anterior.

EM BOA VISTA

No ano de 2021, as avenidas da capital roraimense onde mais ocorrem acidentes de trânsito foram: avenida Ataíde Teive 152; Carlos Pereira de Melo, 76; Ville Roy com 74, e Mário Homem de Melo com 53 acidentes.

Já os bairros que lideram o número de acidentes de trânsito: Centro, 140; São Vicente, 101; Asa Branca, 96; Caranã, 83; Cidade Satélite, 76; Senador Hélio Campos, 71.

PREVENÇÃO

Algumas atitudes simples podem evitar acidentes e até mortes no trânsito como: não usar o celular enquanto dirige, trafegar sempre na velocidade permitida para a via, usar o cinto de segurança e dispositivos de sinalização dos veículos, como setas e faróis, além de manter sempre o veículo em boas condições de trafegabilidade.

Avalie este item
(2 votos)

O controle das infecções hospitalares é sempre uma grande prioridade dentro de qualquer unidade de saúde. Por esse motivo, no Dia Nacional de Controle das Infecções Hospitalares, comemorado neste domingo, 15, o Governo de Roraima, através da Secretaria de Saúde, vem reforçando o tema junto a profissionais e usuários do SUS.

Instituída por meio da Lei nº 11.723/2.008, a data visa lembrar às autoridades sanitárias, diretores de hospitais e trabalhadores de saúde sobre a necessidade de haver um controle das infecções hospitalares, além de aumentar a consciência pública sobre o problema e a necessidade de sua contenção.

“Para melhorar o controle dessas infecções é necessário que as unidades hospitalares realizem a busca ativa de casos, identifiquem o microrganismo causador da infecção, reforcem as equipes de controle de infecções, e notifiquem os casos por meio dos relatórios mensais”, destacou a gerente do NCIHSP (Núcleo Estadual de Controle de Infecção Hospitalar e Segurança do Paciente), Suelen Belo.  

Graças ao NCIHSP, órgão subordinado ao Departamento Estadual de Vigilância Sanitária, a Sesau consegue fazer o controle das infecções hospitalares das unidades estaduais de saúde. Esse monitoramento pode se dar por meio de relatórios mensais e visitas presenciais. 

“O nosso Estado possui um programa estadual de prevenção e controle de infecções relacionadas à assistência em saúde e possui ações estratégicas e metas que devem ser alcançadas pela Vigilância Sanitária, por meio do nosso Núcleo Estadual, pelas unidades [de saúde], através das CCIHs [Comissões de Controle de Infecção Hospitalar], para consolidar o Sistema Estadual de Vigilância Epidemiológica das Infecções relacionadas à assistência em saúde”, completou.

“A importância dessa data se dá justamente pela questão da responsabilidade que nós funcionários devemos ter com os nossos pacientes, desde o cuidado com a lavagem das mãos até o uso dos utensílios que manuseamos [nos procedimentos cirúrgicos]. Toda essa preocupação corrobora no sentido de evitar que o hospital seja o agente causador da doença no paciente”, pontuou o diretor geral do Pronto Atendimento Airton Rocha, Dr. Raphael Brunelli.

Atualmente, o Estado se encaminha para a finalização do Plano de Contingência para Infecções causadas por Microrganismos Multirresistentes em Serviços de Saúde, sendo este um importante instrumento que vai nortear as ações das unidades no combate às infecções hospitalares. 

Encontro sobre segurança do paciente será realizado no dia 26

Sobre as ações alusivas à data, Suelen destaca a realização do 1º Encontro Estadual de Segurança do Paciente. A atividade ocorrerá no dia 26, no auditório da Coordenação Geral de Vigilância em Saúde, que fica na rua Dr. Arnaldo Brandão com Avenida Capitão Júlio Bezerra, nº 283, bairro São Francisco.

O evento contará com a presença dos gerentes dos núcleos de segurança do paciente das unidades hospitalares da capital e interior, para reforçar a necessidade de consolidação dos núcleos estaduais e das ações de monitoramento.

“É importante o trabalho em parceria entre a Segurança do Paciente e o Controle de Infecções por meio das Comissões de Controle de Infecção Hospitalar”, finalizou a gerente.

Sobre as infecções hospitalares

As infecções hospitalares são problemas que podem ocorrer após a admissão de paciente em unidade hospitalar, podendo elas se manifestarem durante a internação ou após a alta médica.

A forma mais simples e efetiva de evitar a transmissão de infecções em ambiente hospitalar é a higienização de mãos, seja com água e sabão ou álcool 70%. A recomendação vale tanto para os profissionais de saúde quanto para os visitantes e pacientes.

Avalie este item
(2 votos)

O Governo de Roraima promoveu neste sábado, 14, mais uma edição do Governo Sem Parar, programa que leva vários serviços de secretarias e autarquias do Estado para localidades da capital e municípios do interior.

“Nossa intenção é sempre aproximar os serviços [do Governo de Roraima] para a população, de modo que ela seja melhor atendida e, consequentemente, tenha o menor deslocamento possível da sua residência até o serviço, conforme idealizado

 por nosso governador Antonio Denarium”, destacou a secretária de Saúde, Cecília Lorenzon. 

Durante todo o período da manhã, os moradores do bairro Tancredo Neves e áreas adjacentes tiveram acesso aos mais diversificados serviços na Escola Estadual Professor Coema Souto Maior, com destaque para as especialidades de oftalmologia e cardiologia.

A diarista Iolanda Machado aproveitou o dia de folga para ver se a visão está em dia. Para ela, ações como essa fazem toda a diferença na vida da população.

“Eu gosto bastante quando há esse tipo de iniciativa, pois torna o serviço mais acessível para a população, principalmente quem não tem condição de fazer um exame como esse”, completou.

Segundo o levantamento da organização do evento, quase 2 mil pessoas foram atendidas no evento de hoje, que contou com serviços de cardiologia, oftalmologia, ginecologia, pediatria, otorrinolaringologia, emissão de RG, entre outros.

Foram realizadas também aplicação de vacinas e feitos testes rápidos para detecção de HIV/Sífilis e Hepatites B e C, além da entrega de 44 cadeiras para usuários com mobilidade reduzida e permanente cadastrados no Núcleo Estadual de Reabilitação Física 05 de Outubro.

Avalie este item
(2 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde, retomou neste sábado, 14, a realização de cirurgias eletivas de otorrinolaringologia. A meta é zerar a fila de espera de pacientes que aguardam pela especialidade.

Hoje, quatro pacientes foram atendidos, sendo divididos nos horários da manhã e tarde. A meta da unidade é realizar oito cirurgias por dia, atendendo pacientes previamente avaliados e que tiveram o procedimento agendado.

“O nosso governador não mede esforços para acabar com a fila de cirurgia eletiva no Estado, e para a gestão é muito positivo ver na prática os primeiros resultados positivos do empenho de toda uma equipe compromissada com a população. Com a inauguração do novo HGR [Hospital Geral de Roraima], contratação de mais médicos, compra de insumos e equipamentos, iremos promover uma verdadeira revolução na saúde do nosso Estado”, pontuou a secretária de Saúde, Cecília Lorenzon.

Coordenador da especialidade no HGR, Dr. Antenor Rodrigues destaca que, para esta ação, estão envolvidos quatro médicos na área, além da equipe de profissionais dos setores clínico e administrativo que atuam na unidade hospitalar.

“Retomamos as cirurgias de otorrinolaringologia após o seletivo, pois ingressaram quatro novos médicos da área. E nós estamos organizando as cirurgias, e, junto com a equipe do hospital, fizemos o resgate de toda a lista de espera e estamos chamando os pacientes para realizar os procedimentos”, afirmou Rodrigues.

O médico declarou ainda que será realizado um mutirão para zerar a fila de espera, ainda este mês.

“Estamos organizando mutirões, em média oito pacientes por dia. A nossa ideia é otimizar o máximo possível o atendimento e assim zerar essa fila de espera”, salientou.

Para a funcionária pública Dolores Melo, de 36 anos, irmã de uma das pacientes que aguardava há quase três anos pelo procedimento, a sensação é de alegria.

“Ela já aguardava por essa cirurgia cerca de dois anos e oito meses, e foi um alívio pra nós, enfim essa espera acabou. Foi relativamente rápido a partir do momento em que fez os exames para avaliação do risco cirúrgico. Graças a Deus, estamos todos bem aliviados”, finalizou Dolores.

Governo reforça a saúde com contratação de mais de 5 mil profissionais

Ao longo do ano, o Governo do Estado contratou cerca de 5 mil profissionais, ou seja, mais de 90% de todos os candidatos aprovados nos processos seletivos foram chamados e estão atuando nas unidades da rede estadual de saúde e também na ampliação das cirurgias eletivas.

Para a realização das cirurgias eletivas, médicos de diversas especialidades foram contratados, logo no primeiro mês do ano, entre eles: especialista em cirurgia de cabeça e pescoço, especialista em cirurgia geral, especialista em cirurgia plástica, especialista em cirurgia torácica, especialista em cirurgia vascular, especialista em clínica médica e otorrinolaringologista.

Avalie este item
(2 votos)

A Secretaria de Saúde, por meio da Etsus (Escola Técnica do SUS), finalizou neste sábado, dia 14, o Curso de Atualização em APH (Atendimento Pré-Hospitalar) para socorristas do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) dos municípios de Roraima. A última atividade da qualificação foi uma simulação realística na Praça do Centro Cívico.

Participaram desse primeiro curso 40 alunos socorristas dos municípios de Mucajaí, Caracaraí, Iracema, Uiramutã, Rorainópolis, Cantá, Pacaraima e São Luiz do Anauá.

A enfermeira e diretora da Etsus, Renata Garcia, ressaltou que o curso começou na última quinta-feira, dia 12, e outros iguais a esse serão realizados para que mais socorristas possam participar.

“Estamos encerrando a primeira turma com essa simulação. A gente constrói um cenário, simulando acidente de moto, de carro, uma pessoa com parada cardiorrespiratória; e os alunos têm a oportunidade de colocar em prática tudo o que aprenderam e treinaram realisticamente lá na Etsus. Nesse momento, os alunos são avaliados para o recebimento da certificação. Estamos qualificando todos os integrantes do Samu dos municípios do interior do Estado. Serão quatro turmas, os próximos cursos ocorrerão em junho e julho”, explicou.

O gerente do Núcleo da Central de Regulação de Urgências e Emergências Médicas do Governo de Roraima, enfermeiro Raimundo Sóter, é um dos instrutores do curso e destacou a importância da qualificação profissional para os socorristas.

“A Central de Regulação possui um núcleo de educação permanente que é responsável por essas atualizações dos profissionais. Estamos cumprindo uma prerrogativa da Secretaria Estadual de Saúde, que temos que manter, para que os profissionais possam melhorar cada vez mais o atendimento à população”, disse.

Ele ressaltou ainda que as unidades do Samu do interior são coordenadas pela Central do Estado e o Núcleo de Educação Permanente está muito bem equipado.

“Possuímos vários desfibriladores, várias bolsas de atendimento, vários respiradores, entre outros equipamentos. A maioria das unidades é suporte básico, mas o Núcleo possui esses equipamentos para que os socorristas sejam bem treinados”, afirmou.

Segundo Sóter, para executar esse tipo de treinamento, um grupo de profissionais foi enviado pelo Governo do Estado para receber instruções em São Paulo, no Hospital Albert Einstein, com instrutores de simulação realística. 

Socorristas destacaram a relevância da qualificação para melhorar o atendimento

Um dos participantes do treinamento, Magdiel Gomes, do município de Iracema, disse que se sente feliz em receber novos conhecimentos e compartilhar com os amigos.

“Essa capacitação veio para somar ao nosso conhecimento e aprimorar nossa técnica. Levamos esse aprendizado para compartilhar com os amigos que não tiveram essa oportunidade neste primeiro momento”, enfatizou.

O técnico de enfermagem de Caracaraí, Oziel Chagas, que está desde 2013 no Samu, também ficou satisfeito com os conhecimentos adquiridos durante a qualificação.

“Levamos uma experiência ampla para o nosso município, que é a questão do atendimento pré-hospitalar. Isso é muito bom para a gente que atende vítimas diariamente. Espero que tenhamos outras oportunidades para dar continuidade ao aprendizado”, finalizou.

Avalie este item
(2 votos)

Na próxima terça-feira, 17, ocorrerá a cerimônia de premiação da I Feira Virtual de Ciências de Roraima. O evento será no auditório do Colégio Militar Estadual Cel. PM Derly Luiz Vieira Borges, localizado na Av. Getúlio Vargas, n° 4.193, bairro Canarinho.

Serão entregues 96 premiações para professores e estudantes que foram destaque na Feira. Serão distribuídos troféus, medalhas e certificados para os três primeiros lugares de cinco categorias: Educação Infantil, Ensino Fundamental I, Ensino Fundamental II, Ensino Médio e EJA (Educação de Jovens e Adultos).

Professores destaque também receberão certificados de 'Menção Honrosa'. A I Feira Virtual de Ciências de Roraima foi realizada em 2021 pelo Governo de Roraima, em parceria com o Sebrae Roraima (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Roraima).

A professora Esterline Félix dos Reis foi orientadora de um dos trabalhos premiados na Feira. Com o tema “A energia solar como inovação tecnológica em Roraima”, o projeto desenvolvido com estudantes do 8° ano do Ensino Fundamental foi classificado em primeiro lugar na categoria ‘Ensino Fundamental II’.

Para ela, foi realmente um desafio trabalhar com os estudantes um projeto científico de forma remota.

"Foi desafiador realizar o trabalho ainda mais porque estávamos em período pandêmico. Parte do trabalho foi desenvolvido via WhatsApp, depois fizemos encontros presenciais. O objetivo foi mostrar como elaborar um projeto científico. Os alunos se envolveram, gostaram muito da experiência e já querem ser bicampeões esse ano", enfatizou.

Feira Virtual

A I Feira Virtual de Ciências de Roraima ocorreu no período de 24 a 26 de novembro de 2021, de forma on line. Estudantes e professores fizeram exposição de mais de 100 projetos científicos em uma plataforma virtual abordando o tema “Transversalidade da Ciência e Tecnologia e Inovações para o Planeta”.

O formato inovador da já tradicional Feira de Ciências do Estado de Roraima surgiu em razão da pandemia da Covid-19, quando o processo de ensino passou por várias adaptações, com a oferta de aulas remotas, mediadas por tecnologias.

“Com a pandemia, tanto a Secretaria de Educação quanto as escolas precisaram se reinventar. Professores, gestores, alunos aprenderam uma nova maneira de trabalhar. Superadas algumas questões de internet, muitas escolas do interior conseguiram participar do evento. A Feira Virtual foi uma boa iniciativa”, destacou Marilene Kreutz, professora da Escola Estadual Geraldo Pinto, do município de Alto Alegre, que conquistou o segundo lugar na categoria EJA com um projeto sobre 'Políticas públicas no enfrentamento à Covid-19 no município de Alto Alegre'.

A Feira ficou on line e disponível para a visitação do público. Mais de três mil visitantes acessaram a plataforma virtual para conferir e curtir os trabalhos expostos. Os avaliadores também analisaram os trabalhos via plataforma.

Avalie este item
(2 votos)

O Governo do Estado, por meio da Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima), assinou neste sábado, dia 14, a ordem de serviço para iniciar a construção do sistema de abastecimento de água do bairro João de Barro, na zona Leste de Boa Vista. Um investimento de mais de R$ 11 milhões em saneamento, que vai beneficiar mais de 15 mil pessoas com água potável.

A obra tem prazo para ser entregue em seis meses. O novo sistema inclui a construção de um CRD (Centro de Reservação e Distribuição), uma Estação Elevatória de Tratamento de Água com dois conjuntos de motobomba de 10cv cada, e mais de 44 mil metros de extensão de rede de água, que vai permitir a regularização de 3.800 ligações domiciliares.

O CRD vai contar com três poços artesianos que, juntos, vão produzir 150 mil litros por hora e dois reservatórios com capacidade para 900 mil litros de armazenamento de água.

“A estrutura de saneamento básico do João de Barro era um sonho antigo que está se tornando realidade. Hoje estamos assinando a ordem de serviço para implantação do sistema completo de água do bairro, uma determinação do Governo do Estado que, por meio do Programa Água Para Todos, está investindo R$ 60 milhões em obras de saneamento para levar mais qualidade de vida à população”, destacou o presidente da Caer, James Serrador.

A presidente da associação do loteamento João de Barro, Geice Brito, falou da satisfação de ver a obra iniciada.

“O início dessa obra traz uma sensação muito boa, principalmente porque há oito anos estamos lutando para que seja investido em infraestrutura e saneamento básico aqui. Temos uma estrutura precária, apenas com água bruta, e essa obra vai trazer muitos benefícios, como água encanada, água potável e qualidade de vida. Então só temos que agradecer ao Governo do Estado que, por meio da Caer, está trazendo essa obra para o bairro”, ressaltou.

Avalie este item
(2 votos)

Dando continuidade à programação de capacitação continuada voltada especificamente aos policiais civis, estão abertas as inscrições para a palestra “Políticas e Processos da Plataforma do Tik Tok em Suporte a Requisições da Autoridade Policial”.

De acordo com a diretora do DPE (Departamento de Polícia Especializada), delegada Elivânia Aguiar, a palestra será proferida pelo gerente de Relação com Autoridades da Persecução Criminal do Tik Tok Brasil, Paulo. R. A. de Deus.

“Serão abordadas questões de como são tratados os procedimentos internos da plataforma Tik Tok sobre as políticas e processos em relação às demandas policiais”, disse a delegada.

As inscrições seguem até o dia 26 de maio e podem ser feitas através do NUPEN (Núcleo de Ensino e Pesquisa) que realizará o acompanhamento da execução do curso, desde a inscrição até a expedição do certificado, ou pelo telefone 95 98414- 8100.

Estão sendo ofertadas 123 vagas. A palestra será realizada no auditório da APICS (Academia de Polícia Integrada Coronel Santiago), das 9h às 10h30, no dia 1º de junho.

A palestra está inserida na programação de capacitação continuada da Delegacia Geral, que visa atender de forma antecipada a Lei Complementar 312/2022, de março de 2022, que prevê interstício de cinco anos para a promoção de policiais civis, devendo os profissionais participarem da capacitação continuada.

Avalie este item
(2 votos)

O Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento foi cenário de um casamento na tarde desta sexta-feira, 13. A cerimônia que uniu Odileia Lopes, de 45 anos, Euzo Araújo, 46 anos, foi planejada pela equipe da Unidade de Alta Complexidade em Oncologia de Roraima.

"O sonho dela era ter esse casamento, é uma união que vem de uma história muito bonita, de 35 anos onde eles já se conheciam e hoje se reencontraram e resolveram selar essa união”, destacou a psicóloga da Unacon-RR, Michelle Coura.

Conforme a psicóloga, a paciente sempre manifestou o desejo de se casar, mas a necessidade de manter o tratamento a impediu de concretizar esse sonho por duas oportunidades.  

“Nós abraçamos esse sonho, nos empenhamos junto com a família em realizar essa união, e assim poder proporcionar um momento feliz, de humanização, que é o contexto da oncologia", completou.

Com direito a vários convidados, entre familiares e enfermeiros, a união dos dois foi realizada tanto no civil, quanto no religioso. Até mesmo o clima resolveu contribuir com a celebração, emanando raios de sol calorosos.  

"Não dá para explicar a sensação que estou sentindo, porque é um conjunto de tantas coisas. [sentimentos] de alegria, de gratidão, de vontade de viver mais e mais. A alegria tomou conta e parece que eu não estou doente", destacou Odileia.

Para o noivo, mesmo diante de um local atípico para um casamento, o mais importante de tudo foi consagrar os laços de um amor que vem desde a época de adolescência, e que sobreviveu ao tempo e a muitas idas e vindas.

"A sensação é de gratidão a Deus por tudo que estamos vivendo hoje, pois é um momento muito feliz e era um desejo dela [se casar]. A gente tem uma história muito linda, que superou tudo, graças a Deus", completou Euzo.

SOBRE A UNACON-RR

A Unidade de Alta Complexidade em Oncologia de Roraima é a principal referência do estado para o tratamento de pacientes com câncer.  A unidade é credenciada pelo Ministério da Saúde, oferecendo tratamento clínico, cirúrgico e quimioterápico para todos os tipos de neoplasia em pessoas acima de 18 anos.

A unidade dispõe de uma equipe multidisciplinar, com cerca de 80 profissionais, oferecendo 31 diferentes serviços em diversas especialidades, desde o tratamento médico ao atendimento psicológico e terapêutico, atendendo assim a todas as necessidades do paciente.

Com a apresentação de exames, um especialista passa a fazer o acompanhamento do paciente, conforme o tipo de câncer que ele precisará tratar. Feito a análise do caso, o mesmo contará com toda a estrutura necessária para garantir o melhor tratamento para a doença.

 

Avalie este item
(2 votos)

Moradores da comunidade Campo Alegre, na zona Rural de Boa Vista, foram contemplados com ações do Governo Sem Parar, programa do Governo de Roraima que reúne uma série de serviços das Secretarias e Autarquias do Estado.

As atividades desta sexta-feira, 13, foram realizadas no período da manhã, na Escola Estadual Indígena Lino Augusto da Silva. Ao todo, foram atendidas 637 pessoas na ação.

O Governo trouxe para comunidade, serviços de saúde como oftalmologia, dispensação de óculos para quem precisa, ginecologia, entretenimento para crianças, Defensoria Pública. Essa é uma forma de aproximação e desburocratização, facilitação do acesso à saúde e aos serviços essenciais para toda população roraimense, detalhou a secretária de Saúde, Cecília Lorenzon.

Além das consultas médicas, a população contou com a oferta de vacinas e de testes para detecção de doenças. "Oferecemos para a população vacina contra hepatite, tríplice viral, dupla viral, testagem rápida para detecção de HIV, Sífilis, Hepatite B e C, vacina contra a covid-19, além de entrega de preservativo", declarou a técnica Geral do Núcleo de Controle de DST/HIV, Ângela Aparecida Santos.

Para a professora de História, Deronilde Pereira Melchior, de 47 anos, que mora na comunidade há 18 anos, foi importante ter a ação para atender a comunidade, principalmente por conta da oferta de teste de covid-19.

"Eu aproveitei a ação para fazer o teste da covid e também de HIV, e tentar aproveitar todos os outros serviços oferecidos gratuitamente. Só não aproveita quem não quer, já que está na porta da nossa casa, completou.

Trabalhadora de serviços Gerais, Aline Costa Evaristo, de 36 anos, aproveitou o evento para se consultar e levar a filha de 5 anos para realizar a consulta com o pediatra.

“Fui muito bem atendida, tanto eu como minha filha, como não têm essa consulta com pediatra aqui, eu teria que descer para Boa Vista, para poder verificar o que ela tem. Mas graças a Deus, veio essa ação e abençoou a minha filha e me abençoou, e creio que está abençoando os demais da nossa comunidade e estou muito feliz por isso, pontuou.

Sábado, 14 Mai 2022 13:26

COMUNICADO

Escrito por
Avalie este item
(2 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau(Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 412.940 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.627 foram confirmados, sendo 30.241 por RT-PCR e 125.386 por teste rápido, 257.313 descartados, sendo 69.391 por RT-PCR e 187.922 por teste rápido e 2.151 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.219 em Alto Alegre, 1.358 no Amajari, 119.790 casos foram notificados em Boa Vista, 2.893 em Bonfim, 3.722 no Cantá, 3.163 em Caracaraí, 2.463 em Caroebe, 1.632 em Iracema, 2.922 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.788 em Pacaraima, 3.905 em Rorainópolis, 1.934 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.406 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.835 em Alto Alegre, 2.418 em Amajari, 201.378 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.530 em Bonfim, 4.357 no Cantá, 4.117 em Caracaraí, 3.472 em Caroebe, 1.868 em Iracema, 3.913 em Mucajaí, 1.081 em Normandia, 7.825 em Pacaraima, 6.514 em Rorainópolis, 3.137 em São João da Baliza, 2.042 em São Luís e 981 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.151 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.621 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 54 de Pacaraima, 72 de Rorainópolis, 13 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 153.394 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.180 em Alto Alegre, 1.332 em Amajari, 118.117 são de Boa Vista, 2.855 de Bonfim, 3.675 no Cantá, 3.084 em Caracaraí, 2.442 em Caroebe, 1.613 em Iracema, 2.874 em Mucajaí, 962 em Normandia, 2.732 em Pacaraima, 3.833 em Rorainópolis, 1.919 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.383 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Sexta, 13 Mai 2022 18:52

COMUNICADO

Escrito por
Avalie este item
(2 votos)

O Departamento Estadual de Trânsito de Roraima alerta a população sobre golpes que estão sendo aplicados envolvendo o nome da autarquia.

As ações são praticadas por meio de perfis falsos criados nas redes sociais, em que estelionatários estão agindo como se fossem servidores do Detran-RR.

O Detran-RR orienta a população a ficar atenta sobre compra e venda de veículos; ao recebimento de boletos falsos e cobranças de serviços; venda de Carteira Nacional de Habilitação, solicitações de documentos; cobrança de serviços, via telefone, e-mail, SMS, redes sociais e outros canais.

Orienta ainda a população que, durante a negociação de compra e venda de veículos, peça para ver in loco o carro ou a motocicleta. E também que a vítima faça o registro de um Boletim de Ocorrência em uma Delegacia de Polícia.

O órgão alerta que não solicita o envio de documentos ou pagamentos por meio destes canais. Para não cair no golpe, além de ficar sempre atento, é preciso acessar o portal www.detran.rr.gov.br e as redes sociais oficiais do Detran-RR, ou entrar em contato pelo telefone 95-3621-3701.

Avalie este item
(2 votos)

Na madrugada desta sexta-feira, dia 13, criminosos furtaram novamente os de cabos de cobre de 95 milímetros da rede adutora que distribui água para a sede do município de Mucajaí, prejudicando em 70% a capacidade de produção e gerando prejuízos a Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima).

De agosto de 2021 até maio deste ano, os cabos de cobre do Centro de Captação de Água Bruta do município de Mucajaí já foram furtados cinco vezes. Em julho do ano passado foram furtados 180 metros, em outubro 150 m e em dezembro mais 100 m. Em março deste ano foram 180 metros e desde o começo do mês de maio foram furtados mais 130 m, totalizando cerca de 700 metros de cabos.

Os cabos são responsáveis por conduzir energia elétrica até o sistema de captação do município, e sem eles, a maior parte da população fica sem o serviço essencial. O material do qual eles são confeccionados tem cotação alta no mercado, que comercializa ilegalmente estes produtos. Quando furtados, os gastos da Companhia para a recomposição do material, somados aos serviços e mão de obra aumentam consideravelmente. 

Para coibir a ação dos criminosos, a Caer já instalou monitoramento eletrônico, iluminação e reforço na cobertura nos canos que protegem os cabos. Além disso, policiais realizam ronda ostensiva no local. Entretanto, o sistema é desligado entre o horário de meia-noite às 4 horas, período em que os criminosos aproveitam para agir.

A alternativa encontrada pela diretoria é planejar novas medidas de segurança e adotar providências para coibir este tipo de crime contra a administração pública.

“Estamos pedindo providências por parte da Polícia Militar, investigação pelo setor de inteligência da Polícia Civil para localizar os infratores e apoio do Ministério Público para que os mesmos sejam responsabilizados. Pois, a maior prejudicada com este crime é a população”, afirmou James Serrador, presidente da Caer.

A equipe técnica da empresa se deslocou até o local para realizar a reposição dos cabos e garantir o fornecimento de água potável para a população. Durante o trabalho de recomposição do sistema, o abastecimento de água na sede do município será mantido pelos nove poços artesianos ativos.

Avalie este item
(2 votos)

Com foco no desenvolvimento sustentável, o Governo de Roraima, por meio da Secult (Secretaria de Cultura e Turismo), tem colocado em prática ações estratégicas para fortalecer o turismo no estado. A medida mais recente é uma parceria com a ABEAR (Associação Brasileira das Empresas Aéreas), para a promoção de um roteiro turístico com foco no observatório de aves endêmicas existentes apenas em Roraima.

Para estabelecer o novo atrativo turístico, o Departamento de Turismo da Secult, trará ao estado o “Programa Voar de Novo”, entre os 14 e 18 de maio, com a visita do influenciador digital especializado em observação de aves, Guilherme Serpa, para visitação aos municípios de Caracaraí e Amajari, que concentram o maior número de aves para observação.

O diretor do Departamento de Turismo da Secult, Bruno Muniz de Brito, explica que o roteiro será guiado pelo fotógrafo e guia especializado em observação de aves, Jorge Pavani, e tem como objetivo identificar as possibilidades de fomento do turismo utilizando as belezas que a natureza oferece, com a identificação das espécies e conhecimento pela sociedade.

“Essa será a primeira vez que o Governo do Estado junto a ABEAR coloca em prática essa iniciativa para dar início ao Programa de forma parceira, e nesse sentido trazer influenciadores para conhecer os roteiros turísticos do Estado por segmento é fundamental, e com isso montar o plano de trabalho de trabalho para fortalecimento desse setor”, esclareceu o diretor.

Bruno ressalta que em Caracaraí será visitado o Parque Nacional do Viruá, o principal atrativo turístico para os observadores de aves de Roraima. Em seguida, no município de Amajari, será visitada a região que compreende a Serra do Tepequém, onde serão avistadas de muitas espécies de aves endêmicas localizadas naquela região.

“Essa medida é importantíssima para a divulgação de novos produtos, roteiros e serviços para alavancar o setor turístico, que vem se especializando desde 2019, graças ao apoio do Governo, e para tanto é fundamental divulgar os novos produtos, serviços e trades turísticos, dando novo destaque ao turismo, e na medida em que o Governo realiza parcerias como essa, melhora ainda mais a imagem do turismo local”, complementou o diretor.

Para a realização do roteiro o Governo conta com a parceria do Aipana Plaza Hotel, empresa Birding Roraima, RR Adventures e as prefeituras de Caracaraí e Amajari. As atividades encerrarão com um passeio de barco na Orla do rio Branco, no centro da cidade, com apreciação do pôr do sol.

“Esperamos a partir desse encontro dar novo destaque ao setor de turismo para que a sociedade aproveite e valorize as belezas de Roraima, garantindo o desenvolvimento sustentável do estado”, acrescentou.

O PROGRAMA

O “Voar de Novo” é um programa de divulgação de destinos turísticos brasileiros e do papel da aviação na retomada segura das viagens, pós crise covid-19. Em Roraima, os segmentos trabalhados serão: Observação de Aves, Etnoturismo, Ecoturismo, Turismo Gastronômico, Turismo de Lazer e Turismo de Pesca Esportiva.

Roraima é um dos estados que aderiram ao Programa, que visa incentivar a retomada das viagens de avião para destinos turísticos nacionais, divulgar a malha aérea das companhias associadas, com destaque para novos destinos e voos regionais e demonstrar a segurança do transporte aéreo, com protocolos de segurança em toda a operação.

Avalie este item
(2 votos)

O Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima) traz novidades no site detran.rr.gov.br, com a finalidade de facilitar o acesso dos usuários aos serviços ofertados pelo órgão, sem precisar se dirigir à sede da autarquia. Essa iniciativa faz parte de uma das ações da campanha Maio Amarelo.

Uma das mudanças no site é o novo layout, que apresenta maior facilidade para o usuário identificar os serviços que deseja acessar, com mais praticidade e agilidade.

Na página on-line, o cidadão pode resolver de maneira mais rápida serviços como: agendamento de vistoria, emissão de CRLVe, consulta de débitos, inclusão de atividade remunerada, emissão da taxa de reteste, recurso de infração. O site disponibiliza ainda um chat para quem tiver dúvidas ou precise de alguma informação, como por exemplo, se informar sobre a finalização de um processo, entre outras questões.

“Os usuários dos serviços do Detran podem acessar o aplicativo do Banco do Brasil, e realizar o pagamento de todas as taxas do Detran, mas, por enquanto está funcionado para correntistas”, informou Eduardo Ferreira Campos, chefe da Divisão da Tecnologia e Informação (DIT).

AGENTES DE TRÂNSITO

O Detran também implantou novas ferramentas para melhorar ainda mais o trabalho realizado pelo setor administrativo da autarquia e despachantes credenciados. Entre essas novidades está o Renavan Digital, que vai facilitar a tramitação processual dentro do Detran, no que se refere à compra e venda de veículos.

Os agentes de trânsito da Diretoria de Segurança e Trânsito (DESEG) e da Divisão de Fiscalização e Trânsito (DIFT) têm disponíveis o REACTRA (Registro Acidente de Trânsito), com classificação de monta.

Outra novidade é o E-DAT (Declaração de Acidente de Trânsito), um sistema da PRF (Polícia Rodoviária Federal) disponibilizado para o Detran, em que o condutor envolvido em acidente de trânsito em rodovia federal, estadual ou municipal poderá fazer o registro da ocorrência, via internet.

“O E-DAT poderá ser utilizado pelos condutores durante ocorrências, quando não forem atendidos presencialmente pelos agentes da PRF, Detran, Smtran ou Polícia Militar”, informou Eduardo Campos.

NOVO PROJETO

O Detran lança um novo projeto, o Patrulhamento Rodoviário Estadual, quando serão realizadas ações de patrulhamento, que visam induzir reflexões sobre segurança e cidadania, a partir da adoção de condutas positivas, e a humanização do trânsito por meio de intervenções inovadoras, focadas nos diferentes atores do trânsito e em temas relevantes a cada segmento que se busca alcançar.

“Primeiramente, serão realizadas as blitzen educativas para orientar os condutores sobre a importância de seguir a legislação de trânsito”, explicou Eduardo.

Avalie este item
(2 votos)

A jovem Dinitine Savanele, de 16 anos, estudante da 2ª série do Ensino Médio da Escola Estadual Lobo D’Almada, foi a vencedora de Roraima do Programa Jovem Senador 2022.

Ela concorreu com outros 16 alunos no Estado e por sua redação alusiva ao tema proposto pelo Programa “200 anos de Independência: lições da história para a construção do amanhã”, foi selecionada para ser a representante de Roraima.

Para Dinitine, receber esse reconhecimento pelo seu trabalho é muito gratificante, e é resultado de muito esforço e dedicação. “Eu estudei muito, principalmente à noite. Me senti muito feliz com o resultado. Recebi um prêmio pelo meu esforço”, disse.

Dinitine, que recebeu orientação da professora Maria Veneranda Gutierrez, se sente mais confiante para a prova do Enem. “Vou fazer o Enem e agora já tenho outras expectativas com a nota da minha redação”, ressaltou.

O Jovem Senador é um programa do Senado Federal, realizado anualmente, que proporciona aos estudantes de Ensino Médio de todo o País, conhecimento sobre a estrutura e o funcionamento do Poder Legislativo no Brasil.

Todo ano é proposto um tema de redação e os estudantes devem desenvolver textos sobre o tema. Os vencedores têm a oportunidade de passar uma semana no Senado Federal, em Brasília-DF, conhecendo toda a jornada legislativa.

“O concurso de redação do programa Jovem Senador tem por objetivo estimular nos alunos a reflexão sobre política, democracia e o exercício da cidadania. O tipo de redação usado é o dissertativo-argumentativo, o mesma usada no Enem, então, o aluno tem a oportunidade de exercitar a sua escrita e a sua interpretação”, afirmou Leandra Teixeira, coordenadora do Jovem Senador em Roraima.

Vivência Legislativa

Em todo o Brasil, 27 estudantes de escolas públicas, um de cada Estado da federação, participarão, no período de 27 de junho a 1° de julho, da chamada ‘Semana de Vivência Legislativa’, no Senado Federal, onde terão a oportunidade de conhecer o processo de discussão e elaboração das sugestões de leis.

Todas as despesas, como translado aéreo, hospedagem, alimentação e transporte durante a viagem, são custeados pelo Programa. Os vencedores, estudantes e professores, também recebem cada um, um notebook como parte da premiação.

O Programa Jovem Senador é uma iniciativa do Senado Federal em parceria com o MEC (Ministério da Educação), Consed (Conselho Nacional dos Secretários de Educação), e conta com o apoio das secretarias de Educação dos estados e do Distrito Federal.

Quinta, 12 Mai 2022 19:23

COMUNICADO

Escrito por
Avalie este item
(2 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau(Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 412.817 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.600 foram confirmados, sendo 30.241 por RT-PCR e 125.359 por teste rápido, 257.217 descartados, sendo 69.391 por RT-PCR e 187.826 por teste rápido e 2.151 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.219 em Alto Alegre, 1.341 no Amajari, 119.787 casos foram notificados em Boa Vista, 2.893 em Bonfim, 3.715 no Cantá, 3.163 em Caracaraí, 2.463 em Caroebe, 1.632 em Iracema, 2.922 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.788 em Pacaraima, 3.905 em Rorainópolis, 1.934 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.406 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.835 em Alto Alegre, 2.418 em Amajari, 201.361 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.522 em Bonfim, 4.356 no Cantá, 4.117 em Caracaraí, 3.469 em Caroebe, 1.868 em Iracema, 3.912 em Mucajaí, 1.081 em Normandia, 7.825 em Pacaraima, 6.514 em Rorainópolis, 3.137 em São João da Baliza, 2.042 em São Luís e 915 em Uiramutã.

 

O estado também contabiliza 2.151 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.621 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 54 de Pacaraima, 72 de Rorainópolis, 13 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

 

Além disso, 153.370 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.180 em Alto Alegre, 1.315 em Amajari, 118.117 são de Boa Vista, 2.855 de Bonfim, 3.668 no Cantá, 3.083 em Caracaraí, 2.442 em Caroebe, 1.614 em Iracema, 2.874 em Mucajaí, 962 em Normandia, 2.732 em Pacaraima, 3.833 em Rorainópolis, 1.919 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.383 em Uiramutã.

 

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(2 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde, iniciou nesta quinta-feira, dia 12, o curso de atualização em atendimento pré-hospitalar com uso de simulação realística para os socorristas do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) dos municípios de Roraima.

A solenidade de abertura ocorreu pela manhã, no auditório da Etsus (Escola Técnica do Sistema Único de Saúde). A Secretária de Saúde, Cecília Lorenzon, ressaltou a importância da atividade para a formação dos profissionais.

“Eu fico extremamente satisfeita em saber que a cada passo dado, nós reforçamos a nossa intenção de melhorar os serviços [do Samu] para a população, oferecendo um atendimento de qualidade e respeito. Essa é a forma de trabalhar do Governo do Estado, dando qualificação aos nossos profissionais, e assim melhorar a cada dia o atendimento para quem precisa da saúde”, disse.

O curso é baseado na metodologia adotada pelo hospital Albert Einstein, no qual os instrutores são formados. 80% das atividades práticas faz uso utilizo manequins e atores, e a programação contará também com uma simulação realística que está programada para acontecer no sábado, dia 14, às 13 horas na Praça do Centro Cívico.

Segundo o gerente da Regulação de Urgências e Emergências Médicas do Samu Roraima, Raimundo Soten, a ideia da simulação é avaliar a postura dos participantes diante de um desastre real, fazendo com que eles possam colocar em prática tudo o que aprenderam junto aos instrutores do curso.

“A gente expõe nessa simulação as várias intempéries que possam acontecer, ou seja, chuva intensa, um calor mais forte, a pressão da população nessas situações. E nisso, nós fazemos a observação do atendimento, a avaliação primária e principalmente testar o psicológico desse profissional”, reforçou.

Sofer destacou ainda que o curso é apenas um dos investimentos feitos pelo Governo do Estado nas unidades do Samu. As atividades desenvolvidas ganharão ainda o reforço do Samu+, que é uma growth start-up especializada em sistema integrado de atendimento em urgência e emergência. A novidade está em fase de implantação e ajudará a otimizar o atendimento ao público e a comunicação entre as bases.

“A prática é essencial para que essas equipes atuem, e pra isso, eles precisam de treinamentos e capacitações recorrentes”, acrescentou.

MELHORANDO O CONHECIMENTO

Ao todo, cerca de 60 alunos estão participando do curso. Diretora Geral da Etsus, Renata Garcia revelou os profissionais foram separados em quatro turmas, sendo a grande maioria delas formada por iniciantes nos serviços do Samu.

“São quatro turmas, sendo três delas com os novos profissionais do Samu que vão estar em três dias intensos, em horário integral, e nós finalizaremos cada etapa dessa com a simulação realística que vai acontecer na Praça do Centro Cívico, onde eles terão a oportunidade de colocar em prática o que elas aprenderam no decorrer desses dias”, pontuou.

Além de instrutores locais, o curso também conta com a presença de profissionais que atuam em outros estados, como é o caso do enfermeiro José Helinado Costa, do Corpo de Bombeiros do Amazonas.

“As expectativas são as melhores, pois estaremos realizando essa simulação da forma mais realista, com manequins, atores e uso maquiagem cenográfica. A intenção de tudo isso é qualificar os socorristas, para que eles possam realizar o atendimento da melhor forma possível”, completou.

Para a enfermeira Tarcila Aberth, a ação é uma oportunidade para que todos os profissionais possam melhorar ainda mais os seus conhecimentos sobre o órgão onde atuam.

“Eu espero que cada profissional possa aproveitar bastante [o curso], que eles possam usufruir, tirar as suas dúvidas que realmente seja um curso que tire a dúvida de cada um [dos participantes]”, salientou.

 

Avalie este item
(2 votos)

Está em funcionamento o serviço de inspeção veicular para proprietários de veículos de Roraima, que antes precisavam se deslocar até Manaus (AM). Foi inaugurada na manhã desta quinta-feira 12, uma Instituição Técnica Licenciada , empresa credenciada ao Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito em Roraima), que fica localizada na Rua Raimundo Alves de Souza, 2362 – bairro Senador Hélio Campos, funcionando das 8h às 12h e das 14h às 18h.

O diretor técnico da empresa, João Nery, esclareceu que estão sendo disponibilizados vários serviços como modificações e transformações, troca de carroceria, suspensão do veículo, entre outros.

“Vamos atender veículos leves, abaixo de 4.300 quilos, como motocicletas e automóveis, e iremos também trabalhar com veículos pesados, acima de 4 mil quilos como caminhões, caminhonetes”, ressaltou.

Ele disse que o maior benefício com essa vistoria veicular, é que os motoristas terão redução de custos. “Antes, eles iam para Manaus e tinham que pagar para o veículo ser levado em uma prancha, cegonha ou mesmo rebocado, além de outras despesas na capital amazonense. Quanto aos valores que serão cobrados aqui, são muito próximos aos praticados em outros estados da região Norte”, garantiu Nery.

O presidente do Detran-RR, Álvaro Duarte, falou sobre as expectativas com a instalação da empresa em Roraima. “É a melhor possível, porque realmente o estado está precisando e vai ganhar muito com a nossa ITL, que era um anseio não só do Detran, mas também para os usuários da autarquia. E só pelo fato de os motoristas não terem mais que se deslocar até Manaus, ida e volta, realmente é um dos fatores mais importantes”.

O governador Antonio Denarium disse que o serviço de inspeção veicular chegou em boa hora em Roraima, porque existe uma grande demanda no Estado. “Quero aqui destacar o trabalho do Detran para que esse serviço fosse colocado em prática. Além de benefícios, como a redução de acidentes causados por automóveis em mau estado de conservação, os condutores de veículos não precisam mais ir até a capital do Amazonas. Parabenizo toda a diretoria da WR Inspeção Veicular que a partir de agora vai gerar renda e emprego no Estado”.

Avalie este item
(2 votos)

O Governo de Roraima levará o programa Governo Sem Parar para os moradores da vila Campo Alegre, situada na região rural do município de Boa Vista. A ação ocorrerá nesta sexta-feira, dia 13, na Escola Estadual Indígena Lino Augusto da Silva. Os atendimentos começam a partir das 8h.

A população da região poderá contar com consultas médicas com oftalmologista, ginecologista, cardiologista e pediatra, além de vacinação contra a Covid-19, Dupla Adulto, Hepatite B, Febre Amarela e Tríplice. Será realizada também testagem rápida para HIV, Sífilis e Hepatites B e C.

“É mais uma região que será contemplada pela ação Governo Sem Parar. Estamos dando continuidade ao trabalho, de acordo com a programação. São atendimentos com oftalmologista, confecção de óculos, através de uma ótica conveniada, consulta com pediatra, com clínico geral, dentre outros”, destacou a secretária de Saúde, Cecília Lorenzon.

Para facilitar o atendimento, é necessário estar munido de toda a documentação, RG, CPF, Cartão do SUS e comprovante de residência, original e cópia. Quem for vacinar é necessário levar o cartão de vacina.

Avalie este item
(2 votos)

As ações voltadas para a retirada da vacina contra febre aftosa continuam sendo conduzidas pelo Governo do Estado, por meio da Aderr (Agência de Defesa Agropecuária de Roraima), e pelos pecuaristas. Na manhã desta quinta-feira, dia 12, no auditório da Uerr(Universidade Estadual de Roraima), campus de Rorainópolis, foi realizado mais um Fórum para discutir os próximos passos a serem dados, visando o fim da vacinação.

No Fórum, o debate sobre o Plano Estratégico do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa, que prevê ações compartilhadas entre o poder público, pecuarista e a sociedade civil, a fim de fortalecer o sistema de vigilância sanitária, a participação social, a precisão nos diagnósticos, agilidade na emissão do GTA (Guia de Trânsito Animal), dentre outras.

Com a participação de Francisco Olavo Pugliesi de Castro, presidente da Comissão Nacional de Bovinocultura de Corte, da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), que palestrou por transmissão de vídeo sobre a Responsabilidade Compartilhadas entre o setor público e privado na prevenção da febre aftosa, o evento contou com vários produtores de Rorainópolis e da região sul do Estado.

Além de Francisco de Castro, o Fórum da retirada da vacina teve como palestrantes Marcos Duarte e Sylvio Botelho, médicos veterinários da Aderr. Eles falaram sobre o Plano Estratégico e da importância da sanidade animal.

O governado Antonio Denarium destacou o empenho de todos em implantar ações necessárias para a retirada da vacina. “Nossa luta em conjunto é para a pecuária desenvolver com a sanidade assegurada, gerando emprego e renda para a população, impulsionando o setor para a ajudar Roraima a crescer”.

Já o presidente da Aderr, Marcelo Parisi enfatizou que o trabalho de retirada da vacina precisa envolver toda sociedade civil, técnicos da Aderr e pecuaristas de Roraima. “Estamos realizando vários fóruns para debater a retirada da vacina. Hoje, em Rorainópolis, contemplamos os produtores da região sul, levando informações para que todos entendam o que teremos que fazer, pois defesa animal não se faz sozinho”.

Aumento da Responsabilidade

Para o produtor, a retirada da vacina vai trazer muitos benefícios, mais comodidade e menos gastos, transformando a realidade atual e melhorando os negócios. De acordo com o presidente da Coopecarne, André Araújo, a retirada vai diminuir o trabalho, o desgaste em manejar os animais e os gastos com a vacina. Mas, alertou ele, “aumentará também a responsabilidade, pois temos que redobrar os cuidados com o rebanho”.

Avalie este item
(2 votos)

Nesta quinta-feira, 12 de maio, o Governo do Estado autorizou o início da obra de ampliação e duplicação da RR-205 em Boa Vista. O trecho compreende 7,476 km de extensão da área urbana da rodovia, a partir da entrada do bairro Cidade Satélite até o Anel Viário. A ação faz parte do programa Aqui tem Obra.

A RR-205 é a principal via de ligação entre Boa Vista e o município de Alto Alegre e receberá serviços de duplicação, ampliação, ciclovia, calçadas, além de drenagem e sistema de iluminação.

Para a obra serão investidos R$ 23,8 milhões, oriundos de emenda parlamentar do senador Chico Rodrigues e contrapartida do Governo do Estado. Os serviços, que iniciam nesta quinta-feira, têm previsão de conclusão para dezembro deste ano, dependendo das condições climáticas, uma vez que Roraima está no período chuvoso (inverno).

“Essa obra vai ser muito importante para toda a população da região porque vai trazer mais segurança tanto para quem está dirigindo um veículo, quanto para os ciclistas e pedestres”, detalhou o secretário de Infraestrutura, Emerson de Paula.

AQUI TEM OBRA

Em 2021, o Governo do Estado lançou o programa "Aqui tem Obra. Entre as obras estão a reestruturação de prédios públicos, construção de escolas, pontes, recuperação de vicinais e o novo Parque Anauá, o primeiro parque inclusivo do Brasil. Ao todo, serão mais R$ 372 milhões em investimentos.

O asfalto vai chegar aos lugares mais distantes do Estado. Serão 260 km de estradas asfaltadas, mais de 200 pontes de madeira recuperadas e 3.000km de estradas vicinais, garantindo novos caminhos para o produtor escoar a produção e a população se locomover com segurança.

Avalie este item
(2 votos)

Com o objetivo de dar agilidade e condições de trabalho aos extensionistas no Estado, nesta quarta-feira, dia 11, o Governo de Roraima, por meio do Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural), entregou 30 impressoras multifuncionais, três smartfones, 15 teclados e 80 pendrives, para os extensionistas das unidades do órgão nos municípios

A aquisição foi realizada por meio do Fundater (Fundo Especial da Assistência Técnica e Extensão Rural), no valor de R$ 65.434,85, recursos oriundos da capacidade produtiva dos técnicos na elaboração e assistência aos projetos agropecuários do Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) e Funder (Fundo desenvolvimento econômica e social do Estado de Roraima), junto aos agentes financeiros parceiros do crédito rural.

Para Marlon Buss, presidente do Iater, ter salas bem equipadas para receber o produtor rural, é essencial para o desenvolvimento das atividades dos extensionistas. “A impressora multifuncional em todas as unidades, garante agilidade, seja na hora de scanear, imprimir ou fazer cópias de documentos, isso ajuda diretamente no atendimento do produtor rural, pois todo o processo irá ocorrer de forma célere”, frisou.

A engenheira agrônoma, Mariana Ramos Alencar, chefe da Unidade Iater do município do Cantá, comemorou o recebimento da impressora multifuncional.

“Receber um equipamento desse, é muito importante, porque muitas das vezes a gente precisava se deslocar, do Interior pra Capital, pra poder ter acesso ao equipamento, e em nossa unidade ainda não tinha esse acesso, então com esse equipamento agora, a gente vai poder agilizar agora os nossos trabalhos e levar com mais rapidez ao homem do campo”, explicou.

 

Avalie este item
(2 votos)

Seguindo com a política de valorização dos servidores públicos, marca registrada da atual gestão, o Governo de Roraima vai efetuar o pagamento retroativo de anuênios, adicionais salariais devidos a servidores da Educação, que atuaram entre os anos de 1995 a 2000.

“É mais uma ação do Governo de Roraima que demonstra compromisso e respeito com os servidores. Os profissionais da Educação aguardavam esse pagamento desde 1995. Mais uma dívida do passado que estou saldando na minha gestão”, destacou o governador Antonio Denarium.

Tramita na Seed (Secretaria de Educação e Desporto), processos de servidores solicitando o pagamento de ‘Adicional por tempo de serviço’, conhecido por ‘anuênio’. Era um adicional no valor 1% por ano de serviço público efetivo, previsto na antiga Lei Complementar N° 010 de 1994 (Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos).

Fazem jus a esse pagamento, 290 profissionais que tiveram o direito concedido no período compreendido entre os anos de 1995 a 2000. No total, será pago o montante de R$ 8 mil reais.

A Lei N° 053/2001, que instituiu novo Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis do Estado de Roraima extinguiu o referido ‘anuênio’.

“A situação financeira saudável do Estado de Roraima nos permite hoje saldar débitos antigos com os servidores, garantindo a efetivação de seus direitos. Além disso, vamos finalizar 290 processos administrativos que tramitavam na Secretaria”, ressaltou Leila Perussolo, secretária de Educação e Desporto.

O secretário adjunto da Gestão do Sistema Educacional da Seed, Semaias Alexandre, explicou sobre a efetivação do pagamento.

“O pagamento será realizado por meio de uma folha suplementar, após finalização de alguns procedimentos administrativos. Em breve anunciaremos a data”, disse.

 

Quinta, 12 Mai 2022 08:15

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(1 Votar)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde (Sesau), e do Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima (COERR) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 412.665 notificações para a Covid-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.582 foram confirmados, sendo 30.240 por RT-PCR e 125.342 por teste rápido, 257.083 descartados, sendo 69.341 por RT-PCR e 187.742 por teste rápido e 2.151 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.219 em Alto Alegre, 1.334 no Amajari, 119.778 casos foram notificados em Boa Vista, 2.892 em Bonfim, 3.715 no Cantá, 3.163 em Caracaraí, 2.463 em Caroebe, 1.632 em Iracema, 2.922 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.788 em Pacaraima, 3.905 em Rorainópolis, 1.933 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.406 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.832 em Alto Alegre, 2.418 em Amajari, 201.281 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.512 em Bonfim, 4.352 no Cantá, 4.116 em Caracaraí, 3.465 em Caroebe, 1.868 em Iracema, 3.908 em Mucajaí, 1.081 em Normandia, 7.818 em Pacaraima, 6.502 em Rorainópolis, 3.136 em São João da Baliza, 2.042 em São Luís e 914 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.151 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.621 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 54 de Pacaraima, 72 de Rorainópolis, 13 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 153.351 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.180 em Alto Alegre, 1.308 em Amajari, 118.109 são de Boa Vista, 2.855 de Bonfim, 3.667 no Cantá, 3.080 em Caracaraí, 2.442 em Caroebe, 1.614 em Iracema, 2.874 em Mucajaí, 962 em Normandia, 2.732 em Pacaraima, 3.833 em Rorainópolis, 1.919 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.383 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(2 votos)

O serviço de inspeção veicular passará a ser disponibilizado para os motoristas de Roraima. Nesta quinta-feira (12), será inaugurada uma Instituição Técnica Licenciada, empresa credenciada ao Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito em Roraima), que vai fazer esse trabalho no Estado. A empresa está localizada na Rua Raimundo Alves de Souza, 2362 – bairro Senador Hélio Campos.

Segundo o presidente do Detran-RR, coronel Álvaro Duarte, a empresa vai atender aqueles motoristas que queiram fazer uma alteração de característica do veículo, regularização do carro, troca de motor, entre outras situações.  

“Antes, os proprietários de veículos tinham que se deslocar até Manaus, no Amazonas, com o carro em cima de uma prancha ou de um caminhão cegonha e até mesmo rebocado por outro veículo, para que fosse emitido o CSV (Certificado de Segurança Veicular). Agora, podem fazer aqui mesmo em Roraima”, ressaltou Álvaro Duarte.

Ele garante que, com esse serviço sendo realizado por essa empresa, haverá uma redução de custos para os motoristas que agora podem fazer a inspeção veicular e ainda receber o CSV. “Quem poderia fazer era o Inmetro, mas não temos aqui. O Ipem até realizava esse serviço, mas com uma resolução do Senatran [Secretaria Nacional de Trânsito], deixou de fazê-lo”, disse.

O presidente do Detran-RR comentou que, o motorista que tiver o CSV prova que o automóvel está em dia com a legislação e com as modificações permitidas. “Além disso, o CSV atesta a segurança do carro e valoriza o veículo na hora da venda, pois mostra que o dono do carro tem responsabilidade com o veículo”, frisou o presidente do Detran-RR.

Inspeção veicular

A necessidade de inspeção veicular é uma Lei que está prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) desde 1997, criada com a finalidade de garantir que todos os veículos estejam rodando dentro das normas de segurança e ambientais exigidas. Os artigos 104 e 106 da Lei 9.503 determinam que os automóveis em circulação tenham suas condições de segurança, emissão de gases poluentes e de ruídos avaliadas em inspeção periódica.

Avalie este item
(2 votos)

Uma manhã muito especial foi promovida para os servidores da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), nesta quarta-feira, dia 11.Por meio do Programa Cuidando do Servidor, o Governo de Roraima realizou uma série de atividades. A ação éuma iniciativa da Escola de Governo da Segad (Secretaria de Gestão Estratégica e Administração).

O programa tem percorrido os demais órgãos do estado reforçando atenção social e melhoria na qualidade de vida de servidores efetivos e comissionados, levando atendimento nutricional, farmacêutico, enfermagem e fisioterapia, além de assistência jurídica e contábil.

Para o coordenador Hygho Robson, o Cuidando do Servidor atenta para o corpo e gera bem-estar para todos, “O Programa apresenta um leque de serviços de saúde e outros, no qual o servidor deve transitar em todo o fluxo de atendimento, entre eles a testagem de covid, sífilis, hepatite, HIV e pode também resolver situações com o Procon, Caer, Poder Judiciário e Detran”, destacou.

A servidora Ivaníria Franquinella aproveitou a programação para reforçar sua vacinação, “Com esse serviço, percebemos o grande empenho do governo com o trabalhador - e isso tem sido constante na Capital e igualmente no interior - mobilizando utilidade pública na porta da povo, desburocratizando as mais diversas situações”, disse.

O coordenador Guilherme Viana, da Ugam (Unidade Gestora de Atividades Meio), reforçou a importância do Programa nas secretarias, “O Governo do Estado vem proporcionando mais qualidade de vida aos nossos servidores mobilizando ações fundamentais, garantindo as necessidades que a população mais precisa”, concluiu.

O secretário da Seadi, Emerson Baú também reiterou a amplitude da ação, "O Cuidando do Servidor contabilizou 110 passaportes de atendimento, distribuídos entre o Clube de Benefícios, Direito, Testagem, Vacinas, Biomedicina e demais serviços. Esse é um trabalho inovador e muito importante para o desenvolvimento do nosso Estado", concluiu.

A programação contou com as parcerias da Faculdade Estácio, Unicesumar, Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima), Detran (Departamento Estadual de Trânsito) e Procon.

Avalie este item
(2 votos)

Mais de 200 famílias do residencial Nova Esperança, no bairro Equatorial, agora podem contar com água de qualidade e com pressão adequada em suas residenciais.  Nesta terça-feira, dia 10, a Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) ativou um novo poço artesiano para reforçar o fornecimento de água para a população do bairro Equatorial e Cruviana.

Com 80 metros de profundidade e vazão de 83 mil litros de água por hora, o poço entrou em operação após a realização de testes de qualidade da água feitos pela equipe do NCQ (Núcleo de Controle de Qualidade) da Companhia.

James Serrador, presidente da Caer, destacou que apesar de o novo poço produz mais de 80 mil litros de água por hora, apenas 30 mil litros serão injetados na rede, o que será mais que o suficiente para atender todos os moradores.

"Esse é o 27º poço entregue na gestão do governador Antonio Denarium desde 2020. O governo, por meio da Caer, vem priorizando a perfuração de poços em todo Estado. Entregar esse poço é motivo de muita felicidade, é uma obra que vai levar dignidade e água de qualidade aos moradores do Nova Esperança", afirmou.

Moradora do bairro há mais de 10 anos, Socorro Santos, agradeceu o excelente trabalho que o Governo vem fazendo.

“O governador se comprometeu a fazer o poço artesiano e fornecer água potável para os moradores e cumpriu. Quero agradecer pelo novo poço, antes eu não podia nem lavar roupas na máquina e agora posso usar minha máquina de lavar roupas, tomar banho de chuveiro, pois água é vida", pontuou.

Água para Todos

Ao todo, R$ 60 milhões estão sendo investidos em saneamento básico em todo o Estado, por meio do programa Água para Todos. O programa está em andamento desde novembro de 2021 e só em poços artesianos, serão R$ 6 milhões investidos na perfuração de 40 novos poços artesianos, na Capital e  no Interior. Além de outros investimentos que vão levar água de qualidade para todo Estado.

Avalie este item
(2 votos)

O secretário da Seplan (Secretaria do Planejamento e Orçamento do Estado de Roraima), Diego Prandino, foi eleito, nessa terça-feira, dia 10, para o cargo de segundo vice-presidente do Conseplan (Conselho Nacional de Secretários de Estado de Planejamento). Entre os objetivos do colegiado está a valorização do planejamento como instrumento de melhoria da gestão e do gasto público, com foco no desenvolvimento dos Estados.

O titular da pasta classificou a integração ao Conselho como uma honra para Roraima. Para ele, a composição também reflete o bom desempenho que o Estado tem alcançado nos últimos três anos, o que colocou Roraima no cenário nacional de forma positiva pelo controle do orçamento público e financeiro.

“Isso fortalece a imagem que temos buscado para Roraima, como um Estado que tem conseguido reestruturar e reorganizar suas finanças e o seu planejamento. Com as contas organizadas, desde o início da gestão, o Governo tem realizado um grande volume de investimentos que tem feito Roraima crescer cada vez mais e melhorar a qualidade de vida dos roraimenses”, afirmou.

Para o secretário, também é importante destacar a troca de experiências que o Conseplan proporciona aos secretários de Estado do Planejamento, no que se refere aos desafios da gestão pública.

“Os Estados vivem o quarto ano de gestão, se organizando após o período mais acentuado da pandemia da Covid-19, quando foi preciso realizar grandes investimentos na área da saúde pública, com o desafio de manter o equilíbrio fiscal”, argumentou.

Na diretoria do Conseplan, eleita em reunião virtual extraordinária desta terça-feira, estão: Maria Emanuela Pedroso (ES), presidente; Gilmar Martins (PB), primeiro vice-presidente;  Diego Prandino (RR), segundo vice-presidente; e Luiza Barreto (MG), terceira vice-presidente. Martins estava respondendo pelo colegiado há um mês, após Valdemar Bernardo Jorge ter deixado a presidência por não mais ocupar o cargo de secretário de Planejamento do Paraná.

CONSEPLAN

Nos dias 10 e 11 de março deste ano, Roraima sediou, pela primeira vez, a 84º edição do Fórum do Conseplan(Conselho Nacional de Secretários de Estado do Planejamento). O encontro reuniu gestores de Planejamento de vários estados do Brasil. A iniciativa foi uma realização do Governo de Roraima, por meio da Seplan.

O conselho foi criado em 2006, durante a realização do 28º Fórum Nacional de Secretários do Planejamento, e constitui uma associação civil sem fins lucrativos com sede e foro em Brasília-DF.

Entre os objetivos do Conseplan estão funcionar como um órgão permanente de coordenação e articulação dos interesses das Secretarias do Planejamento dos Estados e do Distrito Federal, participar da formulação e implantação das políticas nacionais do planejamento público e propor políticas públicas no âmbito de atuação dos governos federal, estaduais e municipais e do Distrito Federal.

Avalie este item
(2 votos)

Para fortalecer os empreendimentos roraimenses, a Desenvolve Roraima liberou na manhã desta terça-feira, dia 10, mais de R$ 500 mil em recursos que serão investidos no negócio de cerca de 90 mulheres. A cerimônia de liberação de recursos ocorreu no Palácio Senador Hélio Campos, no Centro Cívico.

Parte destas mulheres atendidas pela Desenvolve Roraima vieram do Programa Potencializando Mulheres, da Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social).  A coordenação do programa selecionou aquelas que são donas do próprio negócio e as encaminhou para a análise de crédito com a equipe da Desenvolve Roraima.

O diretor-presidente da Desenvolve Roraima, Adailton Fernandes, ressaltou que o Microcrédito Empreendedor é um programa permanente. “Este é um programa que a qualquer momento o empreendedor pode procurar a agência, pois estaremos prontos para atender, proporcionando o desenvolvimento e o fomento dos recursos

O empreendedor, formal ou autônomo, que seja contemplado com o crédito tem seis meses de carência para começar a pagar o valor recebido, com juros de 0.99% e até 30 parcelas para pagamento.

Nesta etapa, foram contempladas exclusivamente mulheres donas do próprio negócio com empreendimentos estabelecidos tanto na capital Boa Vista, como nos demais municípios do Estado e de diversos segmentos; alimentação, corte e costura, confecção, do setor do comércio ou serviço.

Jaynne Helena de Sousa, de 27 anos de idade, é confeiteira, faz bolos e docinhos para manter as contas de casa e foi empreendendo que ela encontrou a motivação que precisava. Mãe de três filhos, ela revela que está grata por poder contar com o apoio do Governo.

“Agora posso realizar os meus sonhos. Com o crédito vou comprar materiais que eu não tinha condições de obter; um forno, uma panela mexedora para eu produzir maior quantidade em menos tempo”, contou a confeiteira.

“Ninguém potencializa o que não existe, então esse governo sabe reconhecer o saber, o talento e o potencial dessas mulheres que estão aqui. Que possamos ter sempre a força e sabedoria para superar os desafios que são constantes na vida empreendedora”, disse a secretária da Setrabes, Tânia Soares.

Terça, 10 Mai 2022 21:45

COMUNICADO

Escrito por
Avalie este item
(2 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau(Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 412.665 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.582 foram confirmados, sendo 30.240 por RT-PCR e 125.342 por teste rápido, 257.083 descartados, sendo 69.341 por RT-PCR e 187.742 por teste rápido e 2.151 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.219 em Alto Alegre, 1.334 no Amajari, 119.778 casos foram notificados em Boa Vista, 2.892 em Bonfim, 3.715 no Cantá, 3.163 em Caracaraí, 2.463 em Caroebe, 1.632 em Iracema, 2.922 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.788 em Pacaraima, 3.905 em Rorainópolis, 1.933 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.406 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.832 em Alto Alegre, 2.418 em Amajari, 201.281 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.512 em Bonfim, 4.352 no Cantá, 4.116 em Caracaraí, 3.465 em Caroebe, 1.868 em Iracema, 3.908 em Mucajaí, 1.081 em Normandia, 7.818 em Pacaraima, 6.502 em Rorainópolis, 3.136 em São João da Baliza, 2.042 em São Luís e 914 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.151 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.621 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 54 de Pacaraima, 72 de Rorainópolis, 13 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 153.351 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.180 em Alto Alegre, 1.308 em Amajari, 118.109 são de Boa Vista, 2.855 de Bonfim, 3.667 no Cantá, 3.080 em Caracaraí, 2.442 em Caroebe, 1.614 em Iracema, 2.874 em Mucajaí, 962 em Normandia, 2.732 em Pacaraima, 3.833 em Rorainópolis, 1.919 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.383 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(2 votos)

O Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima) está com inscrições abertas para o 3º Passeio Ciclístico, em alusão à campanha Maio Amarelo, que ocorre até o final deste mês. A finalidade é chamar atenção dos condutores para um trânsito mais seguro e humanizado.

Os interessados em participar devem pagar uma taxa de R$ 10, para receber a camiseta do evento, que acontece dia 29, com concentração às 7h30, em frente ao Detran. A inscrição pode ser feita por meio do endereço www.eventbrite.com.br.

O valor arrecadado será revertido em alimentos para futuras doações. Vale ressaltar que o evento não conta com um regulamento.

Este ano, o tema do Maio Amarelo é “Juntos Salvamos Vidas”, uma vez que todos podem ajudar na segurança viária, com mais responsabilidade afetiva e paciência com as pessoas no trânsito.

Avalie este item
(2 votos)

Com o propósito de estreitar os laços entre Roraima e regiões de fronteira, com foco no desenvolvimento econômico e sustentável, o Governo do Estado segue fortalecendo o contato institucional com os países vizinhos.

Nessa terça-feira, dia 10, o Governo de Roraima recebeu a visita oficial da comitiva do Suriname, coordenada pelo Ministro da Agricultura, Pecuária e Pesca, Parmanand Sewdien, o assessor especial da presidência, Stanley Dijksteel, a Secretária de Relações Exteriores, Ms. Bissumbar, e o empresário Henk Kasi.

O encontro contou também com a presença do presidente da Femarh (Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos), Glicério Fernandes, o presidente do Iteraima (Instituto de Terras e Colonização de Roraima), Márcio Grangeiro, o presidente da Desenvolve RR (Agência de Desenvolvimento de Roraima), Adailton Alves Fernandes, o presidente do Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural de Roraima), Marlon Buss, o presidente da Aderr (Agência de Defesa Agropecuária), Marcelo Augusto Parisi, o Secretário do Índio, Marcelo Pereira, e os empresários brasileiros Aluísio Nascimento, Geraldo Falavinha, Yucatan Reis e Moisés de Oliveira.

O governador Antonio Denarium apresentou algumas das ações executadas em Roraima e falou sobre a importância de ampliar o relacionamento com o Suriname para conquistas futuras em diversas áreas.

“Durante o encontro de hoje, tive a oportunidade de falar um pouco sobre as medidas de gestão que possibilitaram Roraima saltar de 18 milhões de dólares em exportação em 2018, para mais de 300 milhões de dólares exportados no ano passado, o crescimento na arrecadação, sem aumentar imposto e inclusive com redução do ICMS do gás de cozinha, bem como as medidas que foram colocadas em pratica para fortalecer a agricultura, garantindo ao Estado saltar de 5000 hectares de soja plantados em 2013, para cerca de 120 mil hectares esse ano. Colocamos Roraima à disposição para ampliar o volume de compra e venda com o Surimame e fortalecer ainda mais as relações comerciais”, esclareceu o governador Antonio Denarium.

O ministro ressaltou sobre o interesse do país em conhecer melhor o potencial de Roraima, após o convite do governador. Ele ressaltou que ele não fazia a ideia do que o governador estava falando na época e hoje após a visita in loco em algumas áreas de produção entendi exatamente o quê que o chefe do Executivo estava falando como, por exemplo, a segurança alimentar na área de agricultura.

“Quero, em nome da delegação, agradecer a atenção do governador, que reservou um tempo na agenda de compromissos para nos atender e dizer que vamos aprofundar as discussões e ver como o nosso país pode atender as necessidades de Roraima. Nessa primeira visita viemos conhecer o potencial e ter o primeiro contato com os empresários e conhecer sobre as ações que poderemos colocar em prática no nosso país. Na agricultura, por exemplo, temos cerca de 1.500 mil hectares de terra e viemos convidar empresários daqui e governador para visitar o Surimame e identificar os potenciais para ver onde a iniciativa privada pode colaborar”, complementou o ministro.

EXPORTAÇÃO E IMPORTAÇÃO

O encontro serviu para os chefes do Executivo dos dois países tratarem também sobre os avanços que poderão ser alcançados por meio da aproximação maior nos laços comerciais.

O governador explicou que Roraima precisa de fertilizantes incluindo calcário e fosfato, por exemplo, e ao passe que esses itens podem ser importados do Suriname o Estado de Roraima pode contribuir muito ao país com a exportação de grãos como arroz, milho e soja, além de ovos, frutas, carne e frango.

“O ministro ouviu que Roraima é um estado bom para viver, empreender e trabalhar e quis saber mais, então, eu expliquei pra ele que o primeiro passo foi realizar um trabalho forte apoio ao setor, por meio da regularização fundiária, liberando sem burocracia o documento da terra, que é o título definitivo e possibilitando o licenciamento ambiental, importantíssimo para garantir abertura de crédito. E assim como tem feito com outros estados podemos receber também mais investidores do Suriname”, ressaltou o governador.

Denarium explanou ainda sobre a importância de um Acordo de Cooperação Técnica para o transporte internacional de cargas, medida que vai diminuir o tempo de viagem de cargas e melhorar o trânsito via terrestre entre os dois países.

O ministro concordou com a proposta que pode contribuir também para o transporte de aproximadamente 10% da população do Suriname que são brasileiros.

“Então, é possível melhorar o sistema de transporte. E a vantagem é que o setor privado em Roraima tem o apoio do Governo, e esse exemplo precisa ser levado para o Suriname. Retornamos do encontro satisfeitos e esperançosos em aprofundar os contatos para manter a harmonia entre o Brasil e Suriname, principalmente nas relações comerciais", acrescentou o ministro.

Avalie este item
(1 Votar)

Visando estimular a prática pedagógica, na manhã desta terça-feira, dia 10, a Escola Estadual Buriti, lançou o I Prêmio Buriti Troféu Docência, uma iniciativa da gestão, com o objetivo de valorizar e reconhecer as atividades docentes que elevam a aprendizagem dos alunos.

O lançamento contou com a presença de Rosilda Garcia, diretora do DEB (Departamento de Educação Básica) da Seed (Secretaria de Educação e Desporto) e participação da Banda de Música da Polícia Militar de Roraima.

A ação tem como finalidade, premiar professores que se destacarem nas práticas educacionais que coloquem o lúdico em evidência, como parte do processo de ensino aprendizagem. Motivando essas atividades, a gestão escolar pretende tornar as aulas mais atrativas para os alunos e, assim, estimular a permanência dos discentes.

A escola, fundada em 1984, possui turmas de 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, e conta com 173 alunos e 36 servidores, sendo 17 professores. A gestora da instituição, Ivete Ivo, explicou a importância do projeto para toda a comunidade escolar.

“Nós temos como meta contribuir com ações conjuntas em parceria com a coordenação, gestão, orientação e com a comunidade, para que haja uma melhoria na qualidade de práticas significativas para o discente. Isso vai contar com metodologias que despertem maior participação dos alunos nas aulas, que evitem a desistência escolar e possa estimular os alunos a buscar essa aprendizagem”, disse.

O encerramento do projeto ocorrerá no dia 22 de dezembro, em uma cerimônia de premiação, onde a equipe gestora premiará os três professores destaques com prêmios em dinheiro. O primeiro lugar receberá R$ 1000, o segundo R$ 500 e o terceiro R$ 300.

O professor de Geografia, Felipe Malcher, disse que o projeto é uma forma de valorizar os professores da escola por seu trabalho e dedicação junto a seus alunos. “O prêmio foi criado para nós professores, mas os maiores beneficiados serão nossos alunos”, disse Felipe.

PROJETO FESTIVAL DE XADREZ

Durante o momento com os alunos, a equipe da escola também lançou o projeto Festival de Xadrez, com o objetivo de propagar a prática do xadrez dentro e fora do ambiente escolar. Os alunos aprenderão e treinarão a modalidade, durante as aulas de Educação Física, e participarão de um campeonato realizado pela escola.

“A gente entende que o xadrez envolve o pensamento lógico, o raciocínio rápido, e muitos outros fatores que contribuem para o desenvolvimento tanto intelectual, quanto moral e ético dos nossos alunos. Nosso objetivo é dar a oportunidade de conhecer o xadrez de forma bem ampla e, com isso, estimular neles todos os benefícios que o xadrez proporciona”, disse Thais Castro, professora de Educação Física da escola.

Alunos interessados em participar da competição, podem se inscrever gratuitamente, de 11 a 20 de maio, na Sala de Leitura da escola. As disputas ocorrerão de 4 a 6 de julho e os três primeiros colocados receberão uma premiação.

Avalie este item
(1 Votar)

Acabar com a demanda reprimida de pacientes que aguardam por um exame para realização de procedimentos cirúrgicos é uma prioridade para o Governo de Roraima. Por isso, a Sesau (Secretaria de Saúde), por meio do Hospital das Clínicas Dr. Wilson Franco Rodrigues, realizou um mutirão de ecocardiograma no mês de abril.

Os atendimentos foram feitos no ambulatório da unidade, no período de segunda a sexta-feira. Ao todo foram realizados 700 exames de ecocardiograma no mês de abril. Os exames são feitos pelos doutores Alison Siqueira, Alexandre Klipel, Hasan Syagha, Ricardo Carvalho e Wagner Tostes.

“Foi de suma importância o mutirão. Serviu para acabar com a demanda reprimida de muitos pacientes que aguardavam pelo exame. Com isso, aumentamos a assistência na saúde e melhoramos a qualidade de vida e tratamento do paciente. Tudo isso foi possível graças ao empenho do nosso governador Antonio Denarium, que trabalha incansavelmente para melhorar a cada dia a saúde do nosso Estado”, destacou a secretária de Saúde, Cecília Lorenzon

De acordo com o diretor do Hospital das Clínicas, Don Martins, o procedimento de ecocardiograma era uma das maiores demandas da área da cardiologia da unidade.

“Resolvemos realizar o mutirão de ecocardiografia, que era uma demanda grande da Sesau, pelos anos de pandemia que passamos e isso ocasionou o acúmulo de pacientes necessitando do exame e que estavam agendados até janeiro de 2023. Com o mutirão conseguimos puxar todos os pacientes que aguardavam pelo procedimento e zerar a fila de espera”, ressaltou.

Os exames de ecocardiograma são realizados por cardiologistas e têm duração de 30 a 40 minutos. Nesse cálculo, são somados o tempo do procedimento e a elaboração do laudo. São agendados através das Unidades Básicas de Saúde e na Clínica Médica Especializada Coronel Mota, após pedido do profissional cardiologista.

Para o motorista, Diones Batista dos Santos, de 45 anos, o atendimento foi rápido e ainda saiu com o resultado no mesmo dia.

“Eu estava sentindo fortes dores no peito, e na minha família já existem casos de infarto fulminante e isso me causou uma preocupação. Fiz a consulta com um cardiologista que solicitou um ecocardiograma e fui encaminhado ao Hospital das Clínicas, onde, graças ao mutirão foi tudo feio muito ágil e rápido. E já estou com consulta marcada com o cardiologista para avaliar o exame”, completou.

ECOCARDIOGRAMA

O ecocardiograma é um exame que utiliza ondas sonoras para produzir imagens do seu coração. Com o teste é possível que o médico avalie e identifique possíveis doenças cardíacas, além de ser fundamental para o planejamento terapêutico e prognóstico dela.

MAIS INVESTIMENTOS EM PROFISSIONAIS

Atualmente, a Secretaria de Saúde conta com 15 cardiologistas e contratou mais sete especialistas, por meio de Seletivo. Deste total, três são específicos de arritmologia, responsável pela realização do diagnóstico, prevenção e tratamento de pacientes com arritmia e colocações de marca-passo.

Avalie este item
(1 Votar)

Uma equipe da DMCPQ (Divisão de Mudanças Climáticas e Prevenção a Queimadas) da Femarh (Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos) foi enviada às vilas do Trairão, Bom Jesus e ao Projeto de Assentamento Amajari, para instruir os processos de autorização de queima controlada e dirimir dúvidas sobre o acesso a outros documentos que são essenciais as linhas de crédito ofertadas pelo Governo Federal, que são emitidos pela Fundação e pré-requisitos obrigatórios para a contratação do empréstimo junto aos Bancos.

Os fazendeiros da região são responsáveis pelo fornecimento de produtos de origem bovina. Carne, leite e queijos são vendidos no polo turístico do Tepequém e nas comunidades locais.

Para instruir o processo de queima, cada proprietário deve apresentar a documentação pessoal, Identidade e CPF, documentos do Lote, o mapa, memorial descritivo e o Cadastro Ambiental Rural (CAR).

Ao mesmo tempo, a Assessoria de Comunicação da Femarh, vem construindo a rede de contatos (o Rede Femarh) e analisando o nível de acesso à internet de cada comunidade atendida para aproximar o produtor rural da Femarh, via digital.

Segundo a produtora Anita Caetano, aprovou essa forma de atendimento que a Femarh vem adotando.

“Os técnicos conversam com a gente, fotografam os documentos e depois enviam a autorização em PDF. É muito interessante. Pela internet é tudo mais fácil”, disse sorrindo e segurando seu smartphone em uma das mãos.

Essa nova forma de atendimento vem do governador Antonio Denarium, que determinou a humanização, o acolhimento, a celeridade processual e o uso de tecnologias para a resolução de problemas junto a Femarh.

“Já estamos trabalhando. Em breve um novo site será lançado. A marca da nossa gestão será a humanização, acolhimento, celeridade e tecnologias”, explicou o presidente da Femarh, Glicério Fernandes.

Avalie este item
(0 votos)

O trabalho de atenção à sociedade com foco no desenvolvimento sustentável de Roraima poderá ter resultados ainda mais positivos nos próximos dias. Na tarde dessa segunda-feira, dia 9, foi realizada uma reunião técnica entre o Governo de Roraima e a comitiva da ONU (Organização das Nações Unidas), que visita o Estado essa semana.

Acompanhado dos secretários de Estado na área de Assistência Social, Tânia Soares, e Desenvolvimento, Emerson Baú, o governador Antonio Denarium recebeu a coordenadora residente da ONU no Brasil, Silvia Rucks, que participou do encontro acompanhada por Stéphane Rostiaux, chefe de missão, Federico Mertinez, representante adjunto, e Haroldo Machado Filho, oficial de parcerias e financiamento. 

Em pauta, as iniciativas que estão em execução pelas organizações pertencentes e parceiras ao sistema ONU e medidas que possam ser colocadas em prática para ampliar e reforçar o atendimento em áreas fundamentais como Saúde, Educação e Assistência Social.

“Atualmente, Roraima possui cerca de sete mil imigrantes abrigados e mais de 100 mil venezuelanos vivendo no Estado, e, no encontro de hoje, tive a oportunidade de apresentar algumas ações executadas em Roraima e falar sobre o trabalho realizado com recursos estaduais em várias áreas, para garantir que não falte escola e nem atendimento médico para ninguém, além de geração de emprego e renda e melhorias em outras áreas também”, esclareceu o governador Antonio Denarium.

“Eu queria visitar o estado de Roraima e conhecer as ações desenvolvidas aqui, ter a oportunidade de conhecer os esforços e saber mais sobre os desafios, conversamos sobre como o sistema das Nações Unidas poderá seguir acompanhando e apoiando o trabalho e oferecer algo mais para complementar as ações não só para imigrantes, mas também brasileiros e brasileiras que estão em Roraima. Foi um momento importante também para acompanhar alguns dos indicadores do governo do estado, levando em consideração as ações de enfrentamento da pandemia e como o estado tem trabalhado e a importância das parcerias com sistema das Nações Unidas”, complementou Silvia.

O governador apresentou algumas das medidas de gestão adotadas desde 2016, quando Roraima passou a atuar no atendimento a imigrantes. O encontro serviu também para a apresentação do Projeto 2030, que estabelece o desenvolvimento sustentável de Roraima com base em sete eixos de atenção para os próximos 10 anos.

A coordenadora das Nações Unidas parabenizou Roraima pelo modelo de atenção que foi colocado em prática e o trabalho integrado com a Operação Acolhida, medidas de Governo que possibilitaram o acolhimento e atenção de venezuelanos.

Trabalho da ONU junto aos estados da Amazônia legal

Durante o encontro foi debatido ainda sobre as ações necessárias para promover a proteção da Amazônia e o desenvolvimento sustentável a curto, médio e longo prazos.

Para o governador Antonio Denarium, é preciso pensar em políticas de governo que garantam à população a atenção necessária e promovendo ao Estado condições de ter estrutura e desenvolvimento.

"Vejo a importância do trabalho integrado e a necessidade do diálogo amplo e concreto sobre as particularidades de cada região e estado, onde seja avaliado, por exemplo, o crescimento populacional muito grande que Roraima teve nos últimos anos e os desafios que deixam o Estado em uma situação diferenciada", enfatizou o governador.

“Foi importante ouvir o governador, o que ele pensa e como o sistema pode avançar nas ações de seguridade humana e geração de emprego, empreendedorismo, ou seja, garantias de proteção da Amazônia, com base no desenvolvimento sustentável para todas as pessoas”, ressaltou a coordenadora.

Denarium finalizou o encontro reforçando que é preciso pensar no futuro e nos resultados positivos que o trabalho integrado pode proporcionar, por isso colocou a gestão de governo a disposição para debate e definição de ações estratégicas em prol do desenvolvimento de Roraima.

Terça, 10 Mai 2022 08:19

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 412.513 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 155.533 foram confirmados, sendo 30.240 por RT-PCR e 125.293 por teste rápido, 256.980 descartados, sendo 69.341 por RT-PCR e 187.639 por teste rápido e 2.151 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença 2.219 em Alto Alegre, 1.321 no Amajari, 119.761 casos foram notificados em Boa Vista, 2.892 em Bonfim, 3.713 no Cantá, 3.147 em Caracaraí, 2.463 em Caroebe, 1.632 em Iracema, 2.921 em Mucajaí, 998 em Normandia, 2.788 em Pacaraima, 3.905 em Rorainópolis, 1.933 em São João da Baliza, 883 em São Luiz e 1.406 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 3.832 em Alto Alegre, 2.418 em Amajari, 201.243 notificações ocorreram em Boa Vista, 5.500 em Bonfim, 4.340 no Cantá, 4.116 em Caracaraí, 3.465 em Caroebe, 1.868 em Iracema, 3.906 em Mucajaí, 1.081 em Normandia, 7.818 em Pacaraima, 6.501 em Rorainópolis, 3.136 em São João da Baliza, 2.042 em São Luís e 877 em Uiramutã.

O estado também contabiliza 2.151 óbitos por Coronavírus (COVID-19). Deste total 39 são de Alto Alegre, 25 de Amajari, 1.621 do município de Boa Vista, 36 do Bonfim, 46 do Cantá, 63 de Caracaraí, 21 de Caroebe, 18 de Iracema, 47 de Mucajaí, 36 de Normandia, 54 de Pacaraima, 72 de Rorainópolis, 13 de São João da Baliza, 14 de São Luiz e 23 de Uiramutã.

Além disso, 153.304 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 2.180 em Alto Alegre, 1.295 em Amajari, 118.097 são de Boa Vista, 2.855 de Bonfim, 3.664 no Cantá, 3.062 em Caracaraí, 2.442 em Caroebe, 1.614 em Iracema, 2.873 em Mucajaí, 962 em Normandia, 2.732 em Pacaraima, 3.833 em Rorainópolis, 1.919 em São João da Baliza, 869 de São Luiz e 1.383 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Avalie este item
(0 votos)

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde, iniciou nesta segunda-feira, 9, na sede da Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde, no bairro São Francisco, uma oficina para discutir a reorganização do fluxo de atendimento de demandas relacionadas à acidentes de trabalho com exposição de material biológico.

Ao todo, estão sendo convidados dois servidores da saúde de cada município, sendo um da área de vigilância e outro da atenção básica.

Maria Cecília Ribeiro, gerente do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador em Roraima, ressalta que a atividade tem como principal objetivo,  melhorar o monitoramento dos Cerests em todas as cidades do Estado, resultando em maior qualidade de vida para os servidores de saúde.

“A importância dessa oficina é que a gente consiga uma sensibilidade dos trabalhadores da saúde para ampliar esse olhar com relação ao acidente com exposição ao material biológico”, afirmou.

A última atualização na definição de casos relacionados à acidentes com material biológico, ocorreu em 2019. Entretanto, com a modificação, algumas situações deixaram de ser notificadas. Essa será uma das discussões chave na programação da oficina.

“A perspectiva é que a partir da implantação desse novo fluxograma, vai haver um registro dessas notificações que estão inexistentes”, reforçou Ronilson Magalhães, técnico em engenharia agronômica de Rorainópolis e um dos palestrantes do evento.

Coordenadora de programas de referência técnica do município de Bonfim, Taciane de Sousa, acredita que a atividade ajudará a melhorar os conhecimentos dos profissionais de saúde, norteando-os a agirem de forma imediata nos casos de acidentes.

“No nosso trabalho acontecem alguns acidentes e muitas das vezes, nós não sabemos onde recorrer. Com essa oficina nós vamos nos capacitar e depois em cada unidade, vamos levar o conhecimento para os profissionais de saúde”, completou.

Após a oficina, cada participante terá como meta se dirigir ao Cerest de seu município, para que em conjunto, montem uma proposta de construção de fluxo para melhorar a qualidade de vida dos servidores.

Vale lembrar que a programação da oficina será encerrada nesta quarta-feira, 10, às 16h30.

SOBRE AS ATIVIDADES DO CEREST RORAIMA

O Centro de Referência em Saúde do Trabalhador é a principal referência na promoção de ações voltadas para o melhoramento das atividades desenvolvidas pelo trabalhador. A unidade também atua no monitoramento dos agravos e acidentes relacionados ao trabalho.

Além do Cerest Roraima, que funciona no prédio da CGVS, o Estado possui ainda duas unidades regionais (Centro-Norte e Sul). O seu horário de funcionamento é das 7h30 até 13h30.