Quarta, 30 Novembro 2022 16:42

INVESTIMENTO NA SAÚDE | Governo de Roraima realizou quase 30 mil procedimentos cirúrgicos em 2022 Destaque

Escrito por Joselinda Lotas
INVESTIMENTO NA SAÚDE | Governo de Roraima realizou quase 30 mil procedimentos cirúrgicos em 2022 Ascom/Sesau

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), não mede esforços para melhorar o atendimento à população roraimense, investindo em inovações tecnológicas de modo seguro e responsável.

 

No período de janeiro a novembro de 2022, foram realizados 29.838 procedimentos cirúrgicos nas unidades hospitalares estaduais, um número que vem crescendo, principalmente por conta da execução de estratégias para diminuir a fila de espera do SUS (Sistema Único de Saúde).

 

“Desde que assumi o Governo, tínhamos demandas urgentes para resolver, e uma das mais importantes era a saúde. Com ajuda de todos os profissionais, nós conseguimos virar a página e os resultados estão chegando para população de Roraima”, declarou o governador Antonio Denarium.

 

Levando em consideração somente as cirurgias eletivas, o Estado já realizou 16.044 procedimentos. Esse resultado foi possível graças ao retorno de cirurgia de vesícula, correção de hérnias e cirurgias ortopédicas, além das oftalmológicas, bariátricas, cardiológicas (retomadas após 16 anos), urologia e vasculares.

 

Outros 13.794 atendimentos estão incluídos entre os procedimentos emergenciais, partos normais e cesarianas.

 

Além da aquisição de equipamentos, a atual gestão também realizou investimentos em contratação e capacitação de profissionais.

 

“O Governo trabalha com responsabilidade, compromisso e dá condições de trabalho aos profissionais para que os procedimentos sejam bem executados, além de manter insumos e o fluxo necessário de medicamentos para realização das cirurgias”, destacou a secretária de Saúde, Cecília Lorenzon.

 

“Um conjunto de cirurgias estão sendo contempladas, como vesícula, cirurgias ortopédicas, pequenas cirurgias, cabeça e pescoço, otorrino, urologia, herniorrafia. Isso restabelece a qualidade de vida dos roraimenses”, completou a diretora do HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento), Patrícia Renovato.

 

A estudante Maria Rafaela Vieira Sousa, de 18 anos, falou sobre a experiência que teve quando precisou recorrer aos serviços do HGR, para retirada de vesícula.

 

“O processo da cirurgia foi muito tranquilo. A equipe de enfermeiros, médicos e anestesistas, foram extremamente atenciosos e muito profissionais. O cirurgião, após a operação, foi ao meu quarto para ver como eu estava. Tive acompanhamento de psicólogo, nutricionista que fez a minha dieta. Percebi que a equipe foi super comprometida com a minha recuperação, só tenho a agradecer”, relatou.

 

REFORÇOS NO HGR

 

Para acelerar a realização das cirurgias no Estado, foram comprados para o HGR aparelhos de sistema de vídeo laparoscópico, bombas de infusão, colposcopia com braço pantográfico, oxicapnógrafo, capnógrafos, aspirador de vapores, garrote pneumático eletrônico/manual, bombas de infusão, monitores multiparâmetro, litotriptor intracorpóreo, mesas cirúrgicas, camas para obesos entre outros itens.

 

Também para cirurgias neurológicas foram adquiridos dois equipamentos de imagem tridimensional, os neuronavegadores, que possibilitam a realização de cirurgias com maior precisão e segurança, além de aparelhos de anestesia, ultrassonografia, torres de videolaparoscopia, monitores multiparâmetro, desfibriladores, coloscópios, ventiladores de transporte, camas elétricas, mesas cirúrgicas e focos auxiliares.

 

Em maio deste ano, também chegaram 170 escadas com dois degraus, 120 colchões hospitalares, 60 poltronas para acompanhantes, 15 carros de emergência e 9 balanças hospitalares, além de 7 guindastes para auxiliar na locomoção de pacientes com quadro de obesidade.

 

Além disso, adquiriu 12 aparelhos de anestesia com monitorização de agentes anestésicos; dois desfibriladores cardioversor, com funções adulto; 10 eletrocardiogramas; 54 monitores multiparâmetro, dois microscópios cirúrgicos, para uso em neurocirurgia no HGR; dois sistemas de cirurgias guiadas por imagens, neuronavegador e 30 desfibriladores, totalizando 114 equipamentos

 

O Governo de Roraima também investiu na compra de medicamento indicado para o tratamento do infarto agudo do miocárdio e mantém o estoque abastecido.

 

Tudo isso, aliado à estrutura do Novo HGR, com 120 leitos, 10 centros cirúrgicos, 40 UTIs, tornam a realização de cirurgias ainda mais segura para os pacientes.