Terça, 22 Novembro 2022 09:03

PESQUISA E INOVAÇÃO | Governo abre II Conferência de Ciência e lança programa de inovação com presença de ministro em Roraima Destaque

Escrito por Gabriela Garcia e Wesley Oliveira
PESQUISA E INOVAÇÃO | Governo abre II Conferência de Ciência e lança programa de inovação com presença de ministro em Roraima Secom-RR

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Paulo Alvim, participou nesta segunda-feira, 21, da cerimônia de abertura da II Conferência Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, promovida pelo Governo de Roraima, por meio da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação).

 

A abertura da conferência ocorreu no Palácio Senador Hélio Campos, com presença do governador Antonio Denarium e a programação segue até quarta-feira, 23. Durante a solenidade, o ministro falou sobre o lançamento oficial do Programa Centelha Roraima, que será gerenciado pela Faperr (Fundação de Amparo à Pesquisa de Roraima), instituição criada pela atual gestão do Governo do Estado. O Estado era o único do Brasil que não contava com uma agência de fomento do tipo.

 

O governador Antonio Denarium discursou na abertura da Conferência, ressaltando a importância da Faperr e de todos os setores de ciência e de estímulo à inovação para os avanços no desenvolvimento do Estado.

 

“A conferência é aberta para toda a comunidade acadêmica e a participação da população é muito importante, porque o incentivo à pesquisa é fundamental. O Governo fomenta e apoia todas as práticas de empreendedorismo inovadoras, estimula a criação de soluções e gera crescimento econômico, emprego, renda e desenvolvimento”, disse.

 

CENTELHA RORAIMA

 

Na oportunidade, o ministro Paulo Alvim explicou sobre o lançamento do Programa Centelha, uma iniciativa do Governo Federal no sentido de alavancar o empreendedorismo inovador.

 

“O Centelha estimula a criação de empreendimentos inovadores a partir da geração de novas ideias e dissemina a cultura da inovação. Aqui em Roraima ele será desenvolvido pelo Governo do Estado”, disse Alvim.

 

O Centelha Roraima será executado por meio da Faperr com apoio das instituições federais ligadas ao Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação, como a Finep (Financiadora de Estudos e Projetos) em parceria com o CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), Confap (Tecnológico o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa) e outros.

 

De acordo com o presidente da Faperr, Pedro Cerino, o programa é uma ferramenta que traz para o público jovem incentivos ao empreendedorismo. 

 

“É um projeto do Finep, órgão do Ministério da Ciência e Tecnologia. Esse projeto vem trazendo inovações voltadas ao incentivo ao empreendedorismo. Então, foi apresentado hoje como mais uma ferramenta de desenvolvimento e sustentabilidade dos negócios, os micros e pequenos negócios. Quando falamos em novos negócios, muitos deles são feitos por jovens empreendedores nas startup, que são empresas de tecnologia e precisam de oportunidades para entrarem no mercado, se estabelecerem e gerarem emprego e renda,” declarou.

COMO PROPOR AO PROGRAMA

Até o dia 9 de janeiro de 2023, as propostas para o Centelha em Roraima podem ser submetidas por pessoas físicas, vinculadas ou não a empresas com até 12 meses de existência anteriores à data de publicação do edital, e que tenham faturamento bruto anual de até R$ 4,8 milhões sediadas no Estado.

Serão destinados à concessão de subvenção econômica à inovação, em apoio às propostas aprovadas, recursos no valor global de R$ 800 mil, sendo R$ 600 mil, oriundos do FNDCT (Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) do Finep e R$ 200 mil provenientes de contrapartida do Governo do Estado.

Os recursos disponibilizados serão destinados à subvenção de até 15 projetos de inovação, cada um com valor unitário de até R$ 40 mil com recursos do FNDCT do Estado.

Os proponentes devem apresentar suas ideias de produtos (bens e/ou serviços) ou processos inovadores com potencial para se transformar em empreendimentos que incorporem novas tecnologias aos setores econômicos listados na chamada pública.

Para ter acesso ao edital, basta acessar o site oficial da Faperr.

A CONFERÊNCIA

 

Durante os três dias, o evento conta com a participação de várias instituições de ensino e da sociedade civil, estudantes, pesquisadores e gestores empresariais. No encontro, também haverá debates, discussões e proposições.  

  

O titular da Seadi, Emersom Baú, afirmou que as ações vão ser balizadoras para Roraima avançar rumo ao crescimento e desenvolvimento. De acordo com o secretário, com a conferência e a estruturação da Faperr pelo governador Antonio Denarium, começamos a andar de maneira estruturada em termos de tecnologia.

 

“É um trabalho diferenciado feito por pesquisadores, cientistas e sociedade para discutir e definir as diretrizes da política estadual de ciência e tecnologia e inovação, ou seja, buscar da sociedade a gestão pública. Essas diretrizes estabelecem uma mudança de mentalidade da gestão com novos procedimentos no sentido de o Estado atender melhor e com mais qualidade a sociedade”, explicou.