Segunda, 21 Novembro 2022 08:33

EXPOFERR 2022 | Feira supera estimativas e movimenta mais de R$ 300 milhões em volume de negócios Destaque

Escrito por Michel Sales
EXPOFERR 2022 | Feira supera estimativas e movimenta mais de R$ 300 milhões em volume de negócios Fernando Oliveira

O sucesso da Expoferr 2022 (Exposição Feira Agropecuária de Roraima) foi assunto na programação do Agenda da Semana, na Rádio Folha FM 100.3, deste domingo, 20, com a presença do titular da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), o economista Emerson Baú.

Com arrecadação de mais de R$ 300 milhões em volume de negócios, a Expoferr 2022 também contabilizou uma média recorde de mais de 70 mil visitantes por dia, movimentando, ao todo, mais de 350 mil pessoas, nos cinco dias do evento, curtindo os shows e demais atrativos instalados no Parque de Exposições Dandãenzinho.

Diante de números tão expressivos, o secretário Emerson Baú ressaltou que a Feira superou todas as expectativas planejadas.

“Passados cinco anos da Expoferr 2017, a expectativa da população foi realmente grande em 2022, e nossa estimativa do evento era movimentar cerca R$ 100 milhões em volume de negócios, o que foi superado e muito, chegando a 300 milhões na contabilização final”, reforçou Baú.

Ele destacou também a aprovação do público e a estrutura da Expoferr, que este ano comportou mais de 190 expositores dos mais variados segmentos, além de 140 bares e restaurantes, que contabilizaram vendas e lucros.  

“A aceitação dos expositores, instituições parceiras e, principalmente, da sociedade, foi maciça durante todo o evento. O Governo de Roraima e a Seadi contabilizam todo esse esforço conjunto com os frequentadores e expositores, considerando também a infraestrutura, organização, revitalização do Parque, variedade de produtos e limpeza do evento, sobretudo, para que possamos evoluir ainda mais com nosso trabalho”, destacou o titular da Seadi.

 

Agricultura Familiar

 

Na Feira, o Executivo, por meio da Seadi, Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural de Roraima) e SEI (Secretaria Estadual do Índio), viabilizou a liberação de crédito do Basa (Banco da Amazônia) no valor de R$ 3 mil para cada beneficiário, que serão pagos sem juros e com 30% de desconto do valor total, beneficiando as comunidades indígenas de Pacaraima, Amajari, Cantá e Uiramutã.

“Tivemos um misto em operações de custeio e de pessoas atendidas. Um exemplo, foi uma operação do Banco da Amazônia, que atendeu as comunidades indígenas, por meio do Pronaf digital. Mais de 100 produtores indígenas foram financiados. Isso demonstra o empenho do Governo no financiamento para a agricultura familiar. Além disso, o ambiente é tão favorável que estimamos a operação em R$600 milhões somente pelo Banco da Amazônia em Roraima, dinheiro novo sendo aplicado na praça”, disse Baú.

 

Negócios

 

As instituições financeiras instaladas na Expoferr 2022: o Banco do Brasil, Banco da Amazônia, Caixa Econômica Federal, Sicredi, Sicoob e a Desenvolve Roraima aplicaram mais de R$ 200 milhões dentro do Parque Dandãezinho.

“Durante o evento, as linhas de crédito e financiamentos foram atuantes na realização dos negócios, bem como os segmentos variados de expositores que lucraram com a venda de veículos leves e pesados, máquinas e equipamentos agrícolas, produtos agropecuários, serviços, movelaria, setor de gastronomia, entre outros, também favorecidos pela setorização da Feira, além da divulgação televisiva, redes sociais e rádio. Todos ficaram satisfeitos com o retorno e só temos a agradecer por terem acreditado no que fizemos”, ressaltou o secretário.

 

Expectativas

 

Sobre o futuro do ambiente de negócios em Roraima, Emerson Baú frisou a tendência de crescimento da economia.

“Temos perspectivas de ampliação de área de produção e fortalecimento da economia. A nova safra começa em novembro e dezembro e o clima está ajudando bastante. Temos pesquisa com novos produtores e, em cenário de grandes culturas, como milho, soja e feijão, chegamos a 200 mil hectares plantados. Não temos razões para sermos pessimistas. A política de fortalecimento do empreendedorismo está sendo ampliada, nossas metas e indicadores estabelecidos. Temos várias empresas se instalando aqui e muitas das grandes investindo o dinheiro que está circulando no Estado. Temos novos investidores em Roraima e o cenário é otimista”, concluiu Emerson Baú.