Quinta, 10 Novembro 2022 16:05

PACARAIMA Polícia Civil faz palestras educativas de prevenção às drogas em comunidades indígenas Destaque

Escrito por Márcia Fernanda
PACARAIMA  Polícia Civil faz palestras educativas de prevenção às drogas em comunidades indígenas Ascom/PCRR

O combate ao tráfico de drogas por meio de ações preventivas é uma das metas da PCRR (Polícia Civil de Roraima). Esse trabalho é desenvolvido por meio de palestras educativas.

 

Nesta semana, durante os dias 9, 10 e 11 de novembro, agentes do Denarc (Departamento de Narcóticos), da PCRR, estão nas comunidades indígenas de Pacaraima.

 

A prática educativa foi solicitada pelos líderes das comunidades, tendo em vista o aumento de ocorrências relacionadas ao consumo e tráfico de drogas.

 

Durante as ações estão sendo realizadas palestras e exposições de mostruário de tipos de drogas, além de registros de ocorrências.

 

De acordo com a delegada-geral adjunta, Darlinda Moura, o foco principal das atividades é alertar os jovens sobre os danos que as drogas podem causar em suas vidas e de toda a família.

 

“O Denarc tem o objetivo de mostrar, especialmente aos jovens, o quanto é perigoso o envolvimento deles com o mundo das drogas, além de familiarizá-los com o trabalho da Polícia Civil”, disse a delegada.

 

Nesta quarta-feira, 9, os trabalhos dos policiais civis ocorreram na Comunidade do Barro. Participaram cerca de 250 pessoas entre crianças, adolescentes e outros moradores.

 

Na quinta-feira, 10, as atividades serão nas comunidades Taxí I e Taxí II.

 

Na sexta-feira, 11, as palestras e atendimentos para registros de ocorrências serão disponibilizados no Contão.

 

TRABALHO PREVENTIVO

 

Conforme Darlinda, esse tipo de trabalho educativo já é desenvolvido na capital e pode ser estendido para as cidades do interior. Para isso, basta haver interesse de alguma entidade ou organização da sociedade civil, que faz uma solicitação ao Departamento de Narcóticos da Polícia Civil, pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

 

“Nossa intenção é sempre aproximar a instituição do cidadão, indo nas escolas e comunidades, realizando um trabalho social, preventivo, sempre em busca de alertar sobre os prejuízos causados pelo crime, principalmente no combate ao uso e tráfico de drogas”, declarou a delegada.