Sexta, 04 Novembro 2022 16:50

40 ANOS | Profissionais ressaltam a importância do Hospital Materno Infantil para a população roraimense Destaque

Escrito por Minervaldo Lopes
40 ANOS | Profissionais ressaltam a importância do Hospital Materno Infantil para a população roraimense Ascom/Sesau

Considerado o coração da saúde do Estado, o HMI (Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth) celebra o 40º aniversário de implantação neste sábado, 5. No entanto, as comemorações na unidade foram antecipadas para esta sexta-feira, 4.

 

“Durante 40 anos tivemos avanços significativos e as melhorias que realizamos se reverteram em benfeitorias para a população, em especial às mães e os recém-nascidos. A tendência agora é melhorar o serviço, entregando a reforma da nossa sede e valorizar todos os servidores que realizam a humanização do atendimento”, destacou a titular da Sesau (Secretaria de Saúde), Cecília Lorenzon.

 

A programação foi iniciada pela manhã, com a realização de serviços de estética e bem-estar. A diretora-geral da unidade, Ana Brum Marques, ressaltou a importância da ação junto aos servidores.

 

“Alguns dos servidores que trabalham aqui estão praticamente desde a criação da unidade. Essa foi uma maneira que encontramos de comemorar a data. A Maternidade tem sempre evoluído, principalmente no aspecto tecnológico, justamente para garantir a qualidade do serviço que é prestado para a população”, disse.

 

Visitadora do programa Colo de Mãe, Zanandrea Andrade aproveitou a oportunidade para usufruir dos serviços que foram oferecidos durante a ação.

 

"Hoje está sendo um dia maravilhoso para todos, com essas ações sendo realizadas aqui. Nós passamos o dia todo trabalhando e chega uma hora que ficamos sobrecarregados. Esse tipo de atividade só vem a trazer benefícios para a nossa saúde", ressaltou.

 

Outro momento importante da comemoração foi a homenagem aos servidores mais antigos. Dentre aqueles que tiveram o seu reconhecimento valorizado pela atual gestão está a auxiliar de enfermagem Rosilda Mangabeira, que há 36 anos atua na unidade.  

 

“O sentimento é de gratidão, não só pelos profissionais que estão aqui e pelos que já passaram pela Maternidade, mas também a Deus por me permitir salvar a vida de muitos recém-nascidos e mães. Isso me deixa muito contente”, declarou.