Quinta, 03 Novembro 2022 14:44

AGRICULTURA FAMILIAR | Comunidades indígenas de Roraima iniciam colheita de feijão-caupi Destaque

Escrito por Lidiane Oliveira
AGRICULTURA FAMILIAR | Comunidades indígenas de Roraima iniciam colheita de feijão-caupi Divulgação/SEI

Os investimentos realizados pelo Governo de Roraima na agricultura familiar têm fortalecido áreas de produção em todo o Estado. Entre os resultados positivos que demonstram a política de incentivo e desenvolvimento, existe, por exemplo, o cultivo do feijão-caupi nas comunidades indígenas, como o caso da comunidade da Serra do Truaru, na Região da Serra da Moça, zona rural de Boa Vista, que iniciou nesta semana a colheita dos primeiros hectares de produção da leguminosa.

 

Em Roraima, a ação integrada entre a SEI (Secretaria do Índio) e a Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação) resultou na plantação de 385 hectares da cultura do feijão-caupi em cinco municípios: Amajari, Boa Vista, Normandia, Pacaraima e Uiramutã, sendo que foram plantados cerca de 55 hectares de plantação de feijão nas áreas indígenas, incluindo a sede do Truaru, Campo Alegre, Darora e outras.

 

A produção de feijão é uma das medidas executadas pelo Governo para promover o fortalecimento da agricultura familiar e garantir a economia auto-sustentável.

 

“É uma das ações mais promissoras quando se fala em ampliar o potencial que Roraima possui na área. Por isso o Governo investe forte em capacitação, distribuição de insumos e infraestrutura, além de assessoria técnica para dar condições aos pequenos produtores de caminhar para o desenvolvimento”, declarou o governador Antonio Denarium.

 

De acordo com o secretário do Índio, Marcelo Pereira, há áreas aflorando que em breve serão somadas às áreas onde a colheita começou.

 

“O mais gratificante é ver que todas as comunidades indígenas apresentam os primeiros resultados de um trabalho que começou lá atrás, com muito esforço e dedicação. Temos áreas onde estamos colhendo o feijão verde e outras que estão aflorando, ou seja, logo todas terão a oportunidade de colher os bons frutos desse projeto”, complementou.

 

Pereira explica que a estimativa é colher ao todo cerca de 720 toneladas só em áreas indígenas para a cultura do feijão, além do plantio em outras áreas. 

 

“A previsão de colheita que serão distribuídas para os municípios de Uiramutã, Pacaraima, Amajari, Boa Vista, Bonfim, Cantá e São João da Baliza, para atendimento da demanda interna e venda do excedente”, ressaltou o secretário.

 

Outras culturas também vão ser colhidas em breve

 

De acordo com Pereira, a expectativa é colher ainda cerca 132 mil sacas de milho, correspondentes a, aproximadamente, 132 hectares de área plantada para o cultivo dessa cultura.

 

“Dessa forma, teremos em Roraima pouco mais de 1.500 hectares de produção de grãos, incluindo milho e feijão. Esse resultado nos deixa muito satisfeitos e com a certeza de que as ações executadas pelo Governo do Estado estão concretizando o planejamento proposto com muita responsabilidade e organização”, enfatizou.