Segunda, 31 Outubro 2022 18:53

FORMAÇÃO | Governo de Roraima e Sebrae capacitam professores do Novo Ensino Médio Destaque

Escrito por Mágida Azulay Khatab
FORMAÇÃO | Governo de Roraima e Sebrae capacitam professores do Novo Ensino Médio Ascom/Seed

Reforçando a política de formação de professores para atuação no Novo Ensino Médio, o Governo de Roraima, em parceria com o Sebrae-RR (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), vai realizar uma semana de formação continuada que contará com palestras e oficinas.

 

A palestra de abertura ocorre no dia 7 de novembro, em dois horários: das 8h30 às 10h30 e das 14h às 16h, no Palácio da Cultura Nenê Macaggi. O tema será “Interfaces entre as competências gerais da BNCC e as características do comportamento empreendedor no Ensino Médio”. As palestrantes serão Vânia Rego e Márcia Gomes.

 

Para participar da palestra, os professores precisam fazer uma rápida inscrição online, escolhendo o horário que deseja participar. Os interessados na palestra no turno matutino devem se inscrever neste link com o formulário. Quem quiser participar no turno vespertino, a inscrição deve ser feita por meio deste link.

 

De acordo com a coordenadora estadual do Novo Ensino Médio da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), Fernanda Rodrigues do Nascimento, o objetivo do evento é trazer a materialidade das reformas da BNCC (Base nacional Comum Curricular) para a prática dos planos de aulas, em consonância com a nova legislação do Ensino Médio, focando nos eixos estruturantes.

 

“Na formação, vamos demonstrar de que forma podemos colocar em prática a legislação referente a implementação do Novo Ensino Médio, à luz da BNCC, focando principalmente no protagonismo do aluno”, destacou Fernanda.

 

NEM

 

O NEM (Novo Ensino Médio), que tem como base legal a Lei 13.415/17, traz algumas mudanças principais nesta etapa de ensino, entre as principais estão a ampliação da carga horária anual (de 800 horas para 1.000 horas) e os Itinerários Formativos, (a parte flexível do currículo), a qual deve se desenvolver em três componentes: Aprofundamento, Eletivas e Projeto de Vida.

 

Esses componentes devem estar interligados a quatro eixos estruturantes, também trazidos por este novo modelo de ensino, sendo Investigação científica; Processos criativos; Mediação e intervenção social e Empreendedorismo.

 

OFICINAS

 

Entre os dias 8, 9 e 10 de novembro, serão realizadas na Uerr (Universidade Estadual de Roraima), oficinas de formação por componente curricular, no horário das 8h às 18h. No dia 08, a formação é destinada aos gestores escolares com o tema “A BNCC do Ensino Médio e o Eixo Estruturante Empreendedorismo nos Itinerários Formativos”.

 

Nos dias 9 e 10, o encontro é para professores, com o tema “A BNCC do Ensino Médio e o Eixo Estruturante Empreendedorismo na prática Docente – Planejamento sobre competências empreendedoras integradas à BNCC”. Vão ser trabalhadas as temáticas “Ciências da Natureza e suas tecnologias”, “Ciências Humanas e Sociais aplicadas”, “Linguagem e suas tecnologias” e “Matemática e suas tecnologias”.

 

“Um dos eixos trazidos pelo Novo Ensino Médio é o empreendedorismo, que também estão presentes na BNCC. Na formação, vamos auxiliar os docentes a realizarem um planejamento integrado à Base, mostrando como eles podem inserir os eixos estruturantes nas eletivas, no projeto de vida e no planejamento diário”, explicou Fernanda.

 

EM RORAIMA

 

A implementação do NEM teve início este ano obrigatoriamente em todo país com as primeiras séries, de acordo com a realidade de cada Estado. Atualmente, das 153 escolas que ofertam na rede estadual, 14 já implementaram o NEM.

 

As escolas inseridas neste novo modelo são: Lobo D’Almada, Monteiro Lobato, Maria das Dores Brasil, Major Alcides Rodrigues dos Santos, Mário David Andreazza, América Sarmento Ribeiro, Antônio Carlos Natalino e Ana Libória.

 

Escola Indígena José Marcolino (Pacaraima), Presidente Castelo Branco (Caracaraí), José Vieira de Sales Guerra (Caracaraí), José de Alencar (Rorainópolis), Padre José Monticone (Mucajaí) e Geraldo da Silva Pinto (Alto Alegre). Serão alcançados inicialmente 8.825 estudantes nesta primeira etapa.

 

Até 2023, as demais 139 escolas devem concluir o ciclo de implementação. Para auxiliar a equipe gestora das escolas, a Seed promove uma série de oficinas de formação e qualificação curricular.