Quarta, 19 Outubro 2022 17:14

SUSTENTABILIDADE | Seadi trabalha planejamento produtivo para o Baixo Rio Branco Destaque

Escrito por Michel Sales
SUSTENTABILIDADE | Seadi trabalha planejamento produtivo para o Baixo Rio Branco Ascom/Seadi

O Governo de Roraima, por meio da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), iniciou no último mês de setembro a Missão Baixo Rio Branco de Subsistência Extrativista e Produção Agrícola. A pesquisa em campo forneceu dados da realidade comunitária ribeirinha, que vão fomentar novas políticas públicas de desenvolvimento sustentável.

 

Ao todo, foram visitadas 16 comunidades: Bela Vista, Cachoeirinha, Caicubi, Canauani, Floresta, Itaquera, Lago Grande, Panacarica, Remanso, Sacaí, Samaúma, Santa Maria do Boiaçú, Santa Maria Velha, Terra Preta e Xixuaú.

 

As comunidades analisadas permeiam as margens dos rios Branco, Várzea do Negro, Jufari e Jauaperi, nos municípios de Rorainópolis e Caracaraí.

 

“Realizamos um diagnóstico socioeconômico nestas localidades verificando as atividades de produção primária, onde é comum o plantio de açaí, bananas, castanha-do-brasil, pescado, macaxeira, milho, feijão, melancia, pupunha e cupuaçu como modelos de subsistência”, explicou o engenheiro agrônomo Vanderson Mesquita.

 

Em Santa Maria do Boiaçu, com intuito de atender os serviços rurais na localidade, o Governo do Estado disponibilizou um trator na casa de apoio do Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural). Na oportunidade, o produtor Alexandro Barroso observou a necessidade de mais implementos agrícolas operacionais para desenvolver a produção comunitária.

 

“Com a chegada do trator, daremos continuidade a abertura das áreas de plantio, mas ainda necessitamos de mais e, principalmente, da atenção política recuperando 17 quilômetros de vicinais, que hoje está intrafegável, inviabilizando o escoamento da nossa produção”, disse Barroso.

 

Na comunidade Santa Maria Velha, em Rorainópolis, o pescador Antônio Batista pediu a atenção das secretarias municipal e estadual com a agricultura familiar. “Onde vivemos, o acesso continua remoto. Aqui ainda precisamos de água tratada, estradas, eletricidade e conexão permanente”, reforçou.

 

Para o titular da Seadi, Emerson Baú, o diagnóstico realizado no Baixo Rio Branco subsidiará projetos de subsistência produtiva na região. “O Governo atenderá as necessidades rurais e de infraestruturas nas comunidades ribeirinhas fomentando produção de arroz, milho, suinocultura, avicultura, criação de casas de farinha, fábrica de gelo, além de assistência técnica, acompanhando a evolução de projetos de curto, médio e longo prazo. É um compromisso do governador Antonio Denarium com quem produze e gera renda no Estado”, concluiu.