Sexta, 14 Outubro 2022 15:57

OLIMPÍADA FIOCRUZ | Estudantes do colégio Camilo Dias conquistam prêmio com projeto sobre Lei Maria da Penha Destaque

Escrito por Layse Menezes
OLIMPÍADA FIOCRUZ | Estudantes do colégio Camilo Dias conquistam prêmio com projeto sobre Lei Maria da Penha Ascom/Seed

Estudantes do CEM (Colégio Estadual Militarizado) Camilo Dias, localizado no bairro Liberdade, em Boa Vista, venceram a Obsma (Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente) da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) na categoria Projeto de Ciências para o Ensino Fundamental entre os concorrentes da Região Norte. Agora elas concorrem na etapa nacional.

 

As alunas Ellen Edna Alves da Rosa, Thaeme Myshara Santana da Silva e Javimar Alejandra Rodriguez Gouveia, supervisionadas pelas professoras e irmãs Tamires, Tatiana e Mara Maia apresentaram um podcast intitulado “EmPODeradas: Lei Maria da Penha na escola”.

 

“A professora Tamires me chamou para participar do projeto. Quando chegamos para gravar o podcast, minhas colegas, professoras e eu debatemos sobre o assunto. Acho essencial trazer esse tipo de diálogo para a escola, incentivar as meninas a não ficarem caladas. Eu gostei muito da experiência de participar do projeto e espero realmente que motivem o público a não ficar calado e nem aceitar que a violência seja a melhor opção”, disse a aluna Ellen Edna.

 

O objetivo do projeto é em alusão à Lei 14.164/21 que cria a ‘Semana escolar de combate à violência contra a mulher’ mobilizando a comunidade escolar para uma conversa franca sobre violência doméstica e sobre a Lei Maria da Penha (11.340/06).

 

“Em cada região foram escolhidos seis projetos, dois de cada modalidade (Produção Audiovisual, Projeto de Ciências e Produção de Texto). Nós ficamos entre os seis da região norte, porém o prêmio é nacional. As gravações do projeto foram feitas com o celular, de forma bem simples com uma roda de conversa”, salientou a coordenadora geral, Mara Maia.

 

A premiação acontece de 6 a 9 de dezembro, no Rio de Janeiro.

 

A OLIMPÍADA

 

A Obsma, criada em 2001, está em sua 11ª edição e visa estimular o desenvolvimento de atividades interdisciplinares nas escolas públicas e privadas de todo o país.

 

As frentes de trabalho das olimpíadas são educação, meio ambiente e saúde, reconhecendo os trabalhos desenvolvidos por professores e alunos nas escolas e a cooperação com a divulgação de ações governamentais.

 

A Olimpíada é voltada aos alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, de escolas públicas e privadas do Brasil, reconhecidas pelo Mec (Ministério da Educação).