Terça, 13 Setembro 2022 14:53

MAIS SAÚDE | Governo de Roraima retoma cirurgias bariátricas no HGR Destaque

Escrito por Joselinda Lotas e Minervaldo Lopes
MAIS SAÚDE | Governo de Roraima retoma cirurgias bariátricas no HGR Neto Figueredo

Suspensas desde 2017, as cirurgias bariátricas voltam a ser realizadas com força total no HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento). A retomada foi possível graças aos investimentos em infraestrutura realizados pelo Governo do Estado.

 

O procedimento que marcou o retorno da especialidade ocorreu na noite desta segunda-feira, 12, no HGR, sendo uma realização da Sesau(Secretaria de Saúde), que tem melhorado o fluxo de atendimento das unidades da rede pública estadual.

 

A secretária de Saúde, Cecília Lorenzon, destacou o fato como uma vitória, uma vez que a volta da especialidade reforça não só o comprometimento da atual gestão em melhorar a qualidade da saúde em Roraima, mas sinaliza ainda um avanço na retomada de procedimentos eletivos que haviam sido impactados pela pandemia da covid-19.  

 

“Isso é mais uma demonstração de cuidado da gestão com a população. Passando o nosso marco de 21 mil cirurgias em 2022, os procedimentos bariátricos complementam o sucesso do esforço que o Governo está fazendo para que operemos todos os pacientes que necessitam”, afirmou,

 

A diretora do HGR, Patrícia Renovato, falou sobre a importância de o procedimento voltar a ser feito no estado.

 

“O HGR é o único hospital do estado especializado para realizar o atendimento bariátrico pelo Sistema Único de Saúde (SUS), e a expectativa é de que sejam atendidos os pacientes com obesidade grau 3, provenientes do ambulatório do Coronel Mota”, disse.

 

O PROCEDIMENTO

 

De acordo com o coordenador do serviço de cirurgia bariátrica do HGR, Gláucio Carneiro, a cirurgia foi realizada por meio de videolaparoscopia, método moderno e com eficácia comprovada cientificamente.

 

“Estamos voltando a fazer o procedimento, com material e equipamento de ponta, oferecendo o melhor para os pacientes. É uma alegria imensa para todo mundo, não só para o paciente, como para toda a equipe, porque agora sabemos que vamos começar a tratar essa complexa doença”, frisou.

 

O cirurgião ressalta sobre os cuidados que o paciente deverá ter antes e após o procedimento.

 

“De forma geral, o paciente crê que a cirurgia bariátrica é uma pílula mágica que vai solucionar todos os problemas da vida dele. Infelizmente não é só isso. Ele [paciente] tem que aderir a um processo para estar apto ao procedimento. Após a cirurgia, os cuidados são eternos, precisa seguir o protocolo dietético, aderir a exercícios físicos e ter ciência que a obesidade não tem cura, e seus cuidados após a cirurgias são eternos”, completou.

 

O primeiro paciente a ser atendido na retomada deste tipo de procedimento foi o professor Helder Barros, de 57 anos. Ele relatou como foi a espera pela cirurgia.

 

“Para mim, essa cirurgia vai ser libertação e uma segunda chance, porque vou deixar de ser diabético, ter pressão alta e voltar a ter mobilidade, uma coisa que me restringi um pouco, pela obesidade”, declarou.

 

O professor relatou ainda que, com a realização do procedimento, a vontade agora é voltar a ter uma rotina mais tranquila e com qualidade de vida.

 

“Vou voltar a dar minhas aulas com bastante dinâmica, retornar a dar aulas de judô para crianças especiais. Estar realizando essa cirurgia hoje, é uma segunda oportunidade que Deus está me dando”, enfatizou Barros.

 

INVESTIMENTOS

 

O Governo de Roraima investiu na compra de medicamentos, insumos, aparelhos de sistema de vídeo laparoscópico, bombas de infusão, colposcópiocom braço pantográfico, oxicapnógrafo, capnógrafos, aspirador de vapores, garrote pneumaticoeletrônico/manual, bombas de infusão, monitores multiparâmetro, litotriptor intracorpóreo, mesas cirúrgicas, camas para obesos.

 

Também adquiriu 170 escadas com dois degraus, 120 colchões hospitalares, 60 poltronas para acompanhantes, 15 carros de emergência e nove balanças hospitalares, além de sete guindastes para auxiliar na locomoção de pacientes com problemas de obesidade.