Quinta, 01 Setembro 2022 09:53

SETEMBRO AMARELO | Coronel Mota amplia atendimentos de psiquiatras e psicólogos Destaque

Escrito por Suyanne Sá
SETEMBRO AMARELO | Coronel Mota amplia atendimentos de psiquiatras e psicólogos Ascom/Sesau

Em alusão ao Setembro Amarelo, a Clínica Médica Especializada Coronel Mota vai realizar uma série de ações em prol da valorização da vida, dentre elas a ampliação da quantidade de vagas para os atendimentos com os psicólogos e psiquiatras da unidade. 

“No dia 1º faremos a abertura do Setembro Amarelo, chamando os servidores e usuários para o cuidado com a saúde mental. Durante o mês, estaremos realizando rodas de conversa para sensibilizar as pessoas sobre o suicídio, de forma a trabalhar com a prevenção”, afirmou a diretora do Coronel Mota, Rayane Santos.

Em julho deste ano, a unidade registrou um total de 1.573 atendimentos com os psiquiatras e psicólogos. Com isso, a direção decidiu ampliar o número de agendamentos para as duas especialidades.

“Ampliamos o número de vagas das consultas médicas para atender um pedido da população. Além disso, um médico que estava afastado retornou às atividades, o que aumenta a quantidade de vagas”, ressaltou Rayane.

A IMPORTÂNCIA DO MÊS

Criado em 2015, o Setembro Amarelo é uma iniciativa nacional que visa a prevenção ao suicídio. O assunto é considerado tabu entre as pessoas, por isso é necessário discutir o tema, uma vez que a incidência de casos é alta e considerado um grave problema de saúde pública.

O médico psiquiatra do Coronel Mota, Alessandro Leipnitz, explicou que o suicídio é a segunda causa de morte em jovens de 15 a 29 anos, um problema agravado pela pandemia.

“Nós estamos vivendo um período pós-pandemia onde muitas pessoas ainda estão vivendo luto, alguns podendo levar a uma depressão mais grave com ideações suicidas. E também, muitos infectados [pela covid-19] apresentaram sequelas psiquiátricas em decorrência disso”, destacou.

O motorista Andrelino Silveira, de 35 anos, precisou se afastar do trabalho para cuidar da sua saúde mental após sentir os sintomas graves da depressão. Ele afirmou que decidiu procurar apoio psicológico após pesquisar mais sobre o assunto e entender a gravidade da doença.

“Sou motorista e no momento estou afastado do trabalho, porque os profissionais de saúde falam que a depressão é a doença do século. A procura está grande, mas o atendimento aqui no Coronel Mota é rápido e tranquilo”, disse.

Atualmente, o Coronel Mota conta com cinco profissionais especializados no atendimento à saúde mental. As consultas ocorrem regularmente na unidade, de segunda a sexta-feira. 

Além das unidades de saúde, a população também pode contar com o suporte de orientação do CVC (Centro de Valorização da Vida), por meio do número de telefone 188. Os profissionais dão apoio emocional e preventivo contra o suicídio, de forma voluntária e gratuita.