Quarta, 31 Agosto 2022 18:09

BAIXO RIO BRANCO | Polícia Militar de Roraima implanta policiamento fixo na comunidade ribeirinha de Caicubi Destaque

Escrito por tenente-coronel PM Weslley Santos e Wesley Oliveira
BAIXO RIO BRANCO | Polícia Militar de Roraima implanta policiamento fixo na comunidade ribeirinha de Caicubi Ascom-PM

A PMRR (Polícia Militar de Roraima) efetivou nesta terça-feira, 30, a implantação do destacamento fixo de policiamento na comunidade ribeirinha de Caicubi, na região do Baixo Rio Branco, no município de Caracaraí, sul do Estado.

A cerimônia de inauguração contou com a presença da comandante de policiamento do interior, tenente-coronel Carla Meneses, além de oficiais e praças da divisão e de moradores de Caicubi.

A presença da Polícia Militar na comunidade atende a um anseio antigo da população. As comunidades do Baixo Rio Branco já contavam com a presença de policiais militares na comunidade de Santa Maria do Boiaçu, em Rorainópolis, mas não tinham este novo reforço, considerando que estão em um local mais ao sul de Roraima, próximo à divisa com o Amazonas.  

Após levantamento de viabilidade, a PMRR intensificou as ações preventivas nesta região do Estado, levando mais segurança à população das mais de 20 comunidades ali presentes.

“A implantação desse policiamento nessa região tão importante do nosso Estado é um marco para a Polícia Militar e para a segurança pública de Roraima. Com a efetivação, a PM reforça a capilaridade e garante a ordem nas comunidades ribeirinhas até o Rio Negro”, declarou o comandante-geral da PMRR, coronel Francisco Xavier.

EM TODO O ESTADO

Criada há 46 anos, a Polícia Militar de Roraima tem feito um grande esforço para levar segurança pública aos quatro cantos do Estado. No Baixo Rio Branco, a instituição atua preventivamente nas comunidades, vias de transporte e arredores da região, além de rios e igarapés.

“Vamos atuar de forma preventiva, buscamos evitar a ocorrência de crimes e de forma repressiva, quando nos deparamos com o crime em flagrante delito. Nossa polícia visa coibir todo o tipo de crime, mas a região é muito vulnerável para a prática de crimes ambientais e tráfico de drogas, diante disso, o combate a estes tipos penais será intensificado”, reforçou Xavier.