Quarta, 24 Agosto 2022 08:43

AMPARO À PESQUISA | Faperr apresenta primeira composição de conselho deliberativo da instituição

Escrito por Gabriela Garcia
AMPARO À PESQUISA | Faperr apresenta primeira composição de conselho deliberativo da instituição Ascom/Faperr

Nesta terça-feira, 23, a Faperr (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Roraima) realizou na sede da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), a primeira apresentação aos representantes do Conselho Deliberativo Superior.

O conselho tem como objetivo principal determinar a orientação geral da Faperr, além de elaborar ou modificar estatuto, aprovar proposta orçamentária, julgar contas, apreciar relatórios e também o Plano Anual de Atividades da instituição.

Além de um diretor da instituição, fazem parte do conselho representantes de vários órgãos e autarquias estaduais, legislativo e instituições de ensino superior, universidades públicas e privadas de Roraima, além de empresas estatais, entidades patronais e federações.

Durante o primeiro encontro, foram apresentados aos futuros conselheiros o estatuto, o regimento interno e a estrutura organizacional da Fundação. De acordo com o presidente da Fundação, Pedro Cerino, a Faperr já dá seus primeiros passos.

“É um dispositivo legal previsto na lei nº 1.641/22, que a Fundação precisa ter a participação dessas entidades e que têm similaridade com as ações da Faperr. Sem dúvidas teremos grandes resultados”, destacou Cerino.

O secretário da Seadi, Emerson Baú, explicou que com o início das atividades, a Faperr ganhou ainda mais força.

“Lutamos muito e nos enche de orgulho termos uma fundação de amparo à pesquisa e vê-la dando os primeiros passos no Estado. É o início de um longo e árduo trabalho com um único objetivo: desenvolver Roraima”, disse.

O reitor da UFRR, Geraldo Ticianelli, destacou que este é um momento importante para a pesquisa e a ciência local.

“É um momento histórico para a iniciação científica em Roraima elaborar o estatuto e o regimento da Faperr. É uma expectativa de todos nós, principalmente dos pesquisadores que enfrentam inúmeras dificuldades na hora de realizar seu objetivo de pesquisa”, afirmou Ticianelli.

Edvan Chagas, presidente da Embrapa, ressaltou que desde 2009 se discutia a criação de uma instituição como a Faperr.

“Um ganho para todos nós que estávamos esperando há anos pelo direito de termos uma instituição de pesquisa que pudesse amparar nossa tecnologia, pesquisa e inovação.”, destacou Chagas.

Representando o setor industrial, a superintendente da FIER (Federação das Indústrias de Roraima), Almecir Câmara afirmou que é necessário desenvolver uma pesquisa com qualidade.

“É muito bom estar neste movimento científico porque queremos ver uma indústria forte e cada vez mais avançada. Hoje, estamos criando uma aliança em prol da evolução do nosso estado.”, ressaltou.

O Conselho Deliberativo Superior da Faperr irá realizar encontros mensais com todos os representantes dos órgãos e instituições citados que forem nomeados pelo Governo de Roraima. Cada representante tem mandato de dois anos, podendo ser renovado uma vez e não terá remuneração.

CONSELHEIROS DA FAPERR

Farão parte do Conselho Deliberativo Superior, além de um diretor da Faperr, representantes dos seguintes órgãos e instituições: Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação); Seed (Secretaria de Estado da Educação); Sesau (Secretaria de Estado da Saúde); Sefaz (Secretaria de Estado da Fazenda); Femarh (Fundação de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado); Uerr (Universidade Estadual de Roraima); Ierr (Instituto Estadual de Roraima); ALE RR (Assembleia Legislativa de Roraima); UFRR (Universidade Federal de Roraima); IFRR (Instituto Federal de Roraima); Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária); FIER (Federação das Indústrias de Roraima); FAER (Federação de Agricultura de Roraima) e também representantes das Instituições de Ensino Superior privadas sediadas no Estado.