Quarta, 24 Agosto 2022 08:39

GOLPE | Polícia Civil alerta sobre compras de veículos com documentos falsos Destaque

Escrito por Márcia Fernanda
GOLPE | Polícia Civil alerta sobre compras de veículos com documentos falsos Ascom/PCRR

A PCRR (Polícia Civil de Roraima) faz uma alerta aos donos de concessionárias para não caírem em golpes aplicados por estelionatários que utilizam documentos falsificados para compra de veículos.

De acordo com o delegado titular da DRRVAT (Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores Terrestres), Glauber Carneiro Lorenzini, um desses casos está em investigação, sob sigilo policial. Duas caminhonetes zero quilômetros foram adquiridas em uma concessionária da capital em uma operação fraudulenta, com documentação falsificada em nome do proprietário de um CNPJ regular.

Lorenzini alerta às concessionárias locais sobre negociações de compras de veículos e lembra que o preenchimento de cadastro e recolhimento de documentos nas negociações devem ser realizados de forma presencial, inclusive com o recolhimento de cópias de documentos, principalmente nas modalidades de compra sem entrada.

“Estelionatários compram os veículos com documentação falsificada, encaminhada por meios eletrônicos, de forma parcelada, sem qualquer tipo de depósito ou transferência para abater do valor total do bem”, explicou o delegado.

Ele ressaltou que os criminosos normalmente desejam levar os veículos de forma fraudulenta ou de graça para posteriormente utilizá-los em outros golpes.

Glauber faz ainda um alerta às revendedoras para evitarem fraudes em nomes de terceiros e uso de documentos falsos.

“É muito importante estar atento aos documentos utilizados nessas negociações e transações de vendas. Se a pessoa desconfiar de golpe, pedimos que pare a negociação imediatamente e procure a Polícia”, finalizou Lorenzini.

Em qualquer caso de ocorrência de crimes envolvendo veículos, orienta-se que as vítimas ou envolvidos procurem a DRRFVAT, situada na Av. Ville Roy, no prédio da Sesp (Secretaria de Segurança Pública) para registro da devida ocorrência e adoção de outros procedimentos.