Terça, 02 Agosto 2022 09:11

EM RORAIMA | Equipe do Ministério da Agricultura analisa Programas de Agricultura Destaque

Escrito por Michel Sales
EM RORAIMA | Equipe do Ministério da Agricultura analisa Programas de Agricultura Ascom/Seadi

Uma comitiva do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) está em Roraima para definir com produtores rurais, estratégias e ações do Plano Norte Mais Sustentável. O primeiro encontro ocorreu na manhã desta quinta-feira, 14, no auditório da Fier (Federação das Indústrias de Roraima).

A equipe técnica do Governo Federal está priorizando em sua visita a análise das cadeias produtivas estratégicas, infraestrutura e logística, produtores e regularização fundiária, ecossistemas de inovação, além dos critérios de ações públicas em andamento.

Representando a Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), o coordenador-técnico Régis Monteiro destacou as ações efetivadas pelo Governo de Roraima, principalmente, no fomento à segurança jurídica dos produtores rurais.

“A regularização de terras, o cadastro ambiental rural, o fomento ao crédito, assistência técnica, incentivos fiscais e demais necessidades que proporcionam segurança econômica e jurídica e geram mais investimentos para Roraima já estão sendo concluídas com o setor primário. O projeto Agro em Campo do Governo do Estado é o que mais reforça estas ações”, destacou.

Para Raquel Santori, representante do Governo Federal, as articulações das ações focadas na Amazônia Legal viabilizam o fortalecimento das localidades produtivas conforme o potencial de cada Estado.

“Neste processo de formação estão definidos quatro eixos: Realização Fundiária e Ambiental; Estruturação da produção na perspectiva de ampliar a capacidade produtiva; Agregação de valor e mercado; Inovação tecnológica entendo a importância da conectividade para o público da Agricultura Familiar, compreendendo ainda assentados da reforma agrária, povos das comunidades tradicionais e pequenos e médios produtores rurais”, comentou.

No setor produtivo, Santori também destacou Roraima como uma região prioritária e muito importante para o Brasil, Venezuela e Guiana, e reforçou.

“Roraima possui forte consolidação do cooperativismo e associativismo junto ao setor primário, onde milhares de produtores buscam autonomia diante da perspectiva empreendedora. E neste esforço com a Agricultura Familiar, temos buscado dados efetivos para compreendermos melhor o cenário dos programas realizados nos demais estados do Norte, verificando quais melhorias dentre as ações do Mapa e demais parceiros do Governo Federal, podem ainda ser definidas para potencializar as demandas”, concluiu.

O produtor rural Gilvan Paiva avaliou a reunião com o Mapa e também destacou as dificuldades de encontrar insumos orgânicos no mercado local. “A Agricultura Familiar está mudando a cara da produção em nosso estado, mas os insumos que vem de outras regiões do Brasil acabam inviabilizando a produção de muitas famílias que sobrevivem da renda do campo. Todavia, a aplicação de tecnologia e a assistência técnica têm reforçado os trabalhos da roça como incentivos para a produção. Reuniões como esta precisam ser frequentes para verificar a realidade da produtividade em Roraima e implementar estratégias de desenvolvimento”, comentou.

Para o governador Antonio Denarium, a Agricultura Familiar e indígena tem fundamental importância para o abastecimento do mercado interno e controle da inflação dos alimentos do Brasil. “A Agricultura Familiar produz enormes quantidades de grãos, mandioca, leite, frutas, suínos, aves e bovinos que chegam a mesa dos brasileiros. E estes produtos tem como mão de obra os núcleos familiares. Por isso, o Governo tem auxiliado os pequenos produtores, fomentando desenvolvimento com trabalho e renda”, concluiu.