Terça, 02 Agosto 2022 09:01

CAPITAL E INTERIOR | Governo revitalizou 34 escolas e 22 unidades estão passando por manutenção Destaque

Escrito por Mágida Azulay Khatab
CAPITAL E INTERIOR | Governo revitalizou 34 escolas e 22 unidades estão passando por manutenção Acom/Seed

A educação é uma das principais ferramentas de transformação da sociedade, ciente isso, o Governo de Roraima tem investido muito no setor e a recuperação dos prédios escolares tem sido uma das prioridades da atual gestão. Nos últimos três anos, o Governo revitalizou 34 escolas, o que beneficiou mais de 14 mil estudantes da rede estadual de ensino. Os recursos do Tesouro Estadual na ordem de R$ 15 milhões.

“Ao concluirmos as reformas e revitalizações, entregamos para a sociedade uma escola com mobiliários novos, como carteiras escolares, quadros brancos, armários, ou seja, com todo o suporte necessário para que as atividades pedagógicas possam ser desenvolvidas com excelência, que é justamente o objetivo do Governo de Roraima, oferecer um ensino de excelência e de qualidade para nossa população”, destacou Nonato Mesquita, secretário de Educação e Desporto.

Na Capital, foram concluídas as revitalizações de nove escolas, que receberam também mobiliários novos: Lobo D’Almada, Ana Libória, Fernando Grangeiro, Olavo Brasil, Carlo Casadio, Carlos Drumond de Andrade e os Colégios Estaduais Militarizados Maria de Lourdes Neves e Wanda David Aguiar.

Além disso, em outubro de 2020, o Governo concluiu a reforma da Escola Estadual 13 de setembro. A obra iniciou em 2013 e ficou paralisada por sete anos. Hoje, a unidade de ensino está à pleno vapor atendendo mais de 380 estudantes no bairro no qual está inserida.

Ainda na Capital, a previsão é que mais quatro escolas que passam por serviços de revitalização sejam entregues para a comunidade em julho, no retorno das férias escolares. São elas: Dom José Nepote, Francisca Élzika, Voltaire Pinto e Maria Raimunda Mota de Andrade.

Para o mês de agosto, a previsão é de entrega dos Colégios Estaduais Militarizados Luiz Ribeiro de Lima, Conceição Costa e Silva, Tancredo Neves e Escola Maria Sônia de Brito Oliva.

Infraestrutura escolar atende todo o Estado

Pelo Interior e Comunidades Indígenas, foram 25 escolas entregues. Entre elas, a Escola Estadual Indígena Tuxaua Pedro Terêncio, na comunidade indígena Marupá, no Bonfim. Os moradores da região aguardaram 12 anos pela construção da escola. Uma obra iniciada com recursos federais em 2008 e abandonada pelas gestões passadas.

Em novembro de 2020 o Governo de Roraima entregou o prédio para a comunidade indígena com quatro salas de aula, banheiros, biblioteca, salas administrativas, pátio coberto, área de serviço, cozinha, almoxarifado e sala de informática. A unidade também recebeu 120 carteiras escolares, 10 cadeiras para professor e 06 kits refeitórios.

Em Mucajaí foram cinco escolas revitalizadas, em Iracema, Caroebe e Alto Alegre, uma em cada município. Em Caracaraí, foram três escolas, no Cantá, duas. Em Normandia, quatro, sendo três delas indígenas: Tuxaua Evaristo (comunidade Xumina), Índio Macuxi (Napoleão) e Índio Marajó (Guariba).

“Há mais de dez anos a escola aguardava essa manutenção. Teve pintura em toda escola, na quadra, nas salas de aulas, espaços administrativos. Além da revitalização, recebemos carteiras para alunos, e todo equipamento de mobília para gestão, coordenação, biblioteca. Esse Governo proporcionou um ambiente mais aconchegante para toda a comunidade escolar, foi uma grande alegria”, destacou o gestor da Escola Estadual Vereador Francisco Pereira Lima, de Mucajaí, Adilson Lima.

Em Rorainópolis, duas escolas foram revitalizadas e a infraestrutura chegou inclusive ao Baixo Rio Branco, com a revitalização da Escola José Bonifácio e na Vila Jundiá, a Escola Estadual Leopoldo Campelo. Em São Luiz, foram duas escolas e no Uiramutã, mais duas unidades de ensino revitalizadas.

EM REFORMA OU MANUTENÇÃO

Os investimentos na infraestrutura dos prédios escolares seguem ocorrendo. Neste momento, 22 escolas estão com reformas e revitalizações em andamento. Na capital Boa Vista são 13, sendo 11 revitalizações e uma escola em reforma, a Maria das Neves Rezende, no bairro Asa Branca.

No Interior, são mais nove escolas sendo cinco reformas e outras quatro revitalizações. Entre as revitalizações estão a Escola Indígena Santa Luzia em Amajari, Venceslau Catossi em Mucajaí, com previsão de entrega para o final de julho, e outras duas em Pacaraima (Indígenas Antônio Horácio e Bento Louredo).

As que estão sendo reformadas são: José Pereira de Araújo, em Iracema e as Indígenas Lauro Melquior e São Mateus, em Pacaraima, com recursos do Tesouro Estadual na ordem de R$ 4,4 milhões.

As outras duas unidades em reforma no interior são Dom Pedro II em Iracema e Henrique Dias em São João da Baliza, estas com recursos de emendas parlamentares do Deputado Federal Jhonatan de Jesus na ordem de R$ 6,5 milhões mais contrapartida do Estado no montante de R$ 1,5 milhões.