Domingo, 26 Junho 2022 13:09

CAMINHADA LITERÁRIA | Sarau Literário encerra oficina sobre Literatura de Cordel Destaque

Escrito por Mágida Azulay Khatab
CAMINHADA LITERÁRIA | Sarau Literário encerra oficina sobre Literatura de Cordel Ascom/Seed

Muita poesia, leitura e educação ambiental. Esse foi o clima do Sarau Literário que encerrou a oficina sobre ‘Literatura de Cordel’ na manhã desta sexta-feira, dia 24, no programa Caminhada Literária. A oficina ocorreu durante a semana e foi destinada aos mediadores de leitura e professores que atuam em salas de leitura e bibliotecas das escolas da Capital.

Os docentes trabalharam a obra “O Reino de Makunaima e sua chefia da fauna", do cordelista Zezé Maku, responsável pela oficina, que contou com 37 participantes.

A coordenadora pedagógica do programa Caminhada Literária da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), Valdenice Cardoso, disse que a oficina buscou apresentar a arte do cordel e também incentivar trabalhos com obras literárias regionais.

“Essa foi uma grande oportunidade de levar aos mediadores de leitura uma sugestão de atividade com a leitura regional, que é uma orientação inclusive da BNCC [Base Nacional Com Curricular] e também do Novo Ensino Médio, além de incentivar o contato com o livro físico e o hábito da leitura, que tem perdido um pouco de espaço em função do grande avanço da tecnologia”, destacou Valdenice.

Na oficina os docentes trabalharam a técnica da construção de um poema de cordel. Também foi abordado sobre ambientação cenográfica, ou seja, decoração do espaço para tornar o momento de leitura atrativo aos estudantes. Os profissionais também conheceram mais sobre a flora e fauna da Amazônia e a importância da sua preservação.

“A oficina foi voltada para a poesia, buscando o engajamento na educação, o estímulo ao exercício da leitura para o aluno, a sensibilidade e a educação ambiental, que além da didática do ensino, tem também a didática da conscientização”, disse o cordelista e oficineiro Zezé Maku.

Soraya Magalhães, mediadora de leitura na Escola São Vicente de Paula, ficou encantada com a oficina e disse que será multiplicadora do conhecimento adquirido, na instituição de ensino em que atua.

“Parabenizo o Governo do Estado e a Seed pela oficina, que nos oportunizou conhecer e construir poesias de cordel. Nós, ao chegarmos nas escolas, vamos multiplicar esse conhecimento para os nossos estudantes e apresentar a eles também essa obra regional de Zezé Maku”, destacou.

Socialização das práticas nas escolas

Os participantes da oficina vão aplicar os conhecimentos adquiridos nas salas de leitura e biblioteca e, daqui a três meses, será realizado um encontro para socializar os trabalhos desenvolvidos nas escolas. 

“Daqui a três meses veremos o retorno e os frutos dessa oficina. Teremos um novo encontro, onde os professores vão poder socializar as experiências e as práticas realizadas nas escolas envolvendo a literatura de cordel e essa obra regional”, explicou Valdenice.

A coordenadora disse ainda que a equipe do Programa estuda a possibilidade de levar a oficina para os municípios do interior do Estado. Ela também adiantou que em breve será ofertado um curso sobre ‘Literatura Regional’ e que o programa continuará subsidiando os professores para potencializar o trabalho nas salas de leituras e bibliotecas das escolas da rede.