Quarta, 15 Junho 2022 11:33

São João do Anauá vai gerar mais de 300 postos de trabalho Destaque

Escrito por Isaque Santiago
São João do Anauá vai gerar mais de 300 postos de trabalho Fernando Oliveira

Os preparativos para o São João do Anauá estão a todo vapor. O festejo vai movimentar a economia, gerando mais de 300 postos de trabalho durante os oito dias de evento. Nesta segunda-feira, dia 13, foi feito o sorteio das barracas e demais espaços para venda de bebidas e comidas típicas.

O diretor de Promoção Cultural da Secult, Enos de Almeida, informou que as inscrições ocorreram entre os dias 30 de maio a 8 de junho.

“Fizemos o sorteio dos espaços que vão oportunizar uma renda extra para estes empreendedores, que foram muito prejudicados pelas restrições impostas pela pandemia. Essa é uma política do Governo do Estado, atender aos micro e pequenos empreendedores, assim como foi feito durante a pandemia com o auxílio empreendedor”, disse.

Ao todo, são 200 barracas rotativas pré-fabricadas pelo patrocinador do evento para o fluxo de bebidas e alimentação; 20 barracas fixas que serão de alimentação; 20 espaços de brinquedos; 20 ambulantes rotativos com bebida, algodão doce, pipoca; 24 trailers e carrinhos de máquinas especiais, além de circuito de tiro ao alvo e pescaria. Também serão montados quatro restaurantes maiores.

A ambulante Socorro Lima foi uma das sorteadas para o São João do Anauá de 2022. Ela já participou de outras edições do festejo ao longo dos últimos 20 anos. Ela espera faturar uma renda extra boa, após dois anos de pandemia. “A expectativa para esse ano é superar as vendas. Vai ser o melhor arraial, se Deus quiser”, declarou.

Antes do São João do Anauá começar, todos os empreendedores que vão trabalhar com a venda de alimentos e bebidas vão receber um treinamento da vigilância sanitária.

“Na sexta-feira, dia 17, eles vão passar por esse treinamento. No dia 21 será feita a assinatura dos termos de responsabilidade e, no dia 22, dois dias antes do início do evento, vamos entregar os espaços para que eles comecem a se organizar”, detalhou Enos Almeida.