Quarta, 01 Junho 2022 15:05

Corpo de Bombeiros orienta como evitar casos graves de incêndio Destaque

Escrito por Júlia Rocha
Corpo de Bombeiros orienta como evitar casos graves de incêndio Secom-RR

Para garantir a segurança e o bem-estar da população, o CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar de Roraima) tem alertado aos roraimenses sobre como agir diante de focos de incêndios em grandes ou pequenas proporções.

O objetivo da Corporação é trabalhar com máxima eficiência e rapidez no controle de chamas, quando acionados, mas é necessária a sensibilização de todos.

Em 2022 foram registrados 38 incêndios em residências e 12 incêndios em edificações públicas e privadas. No ano passado, foram 52 atendimentos em residências e 34 em edificações.

As principais causas são simples, como por exemplo: deixar tapetes e cortinas compridas perto de fios elétricos, falta de cuidado com velas, não dar um fim adequado para as bitucas de cigarro ou até mesmo não ficar atento com o que está no fogão.

O ferro de passar roupa e o microondas são aparelhos que têm grande potencial de causar um incêndio e é importante certificar-se que estão longe do alcance de crianças e desligados após o uso.

LIGAR PARA O 193

Assim que notar o foco do incêndio, a pessoa deve ligar para o número 193 e relatar a ocorrência para o atendente, que enquanto coleta as informações sobre o incêndio, faz o acionamento das equipes do CBMRR e mantém o solicitante na linha até a chegada das equipes.

Em casos de incêndio em residências, veículos e em edificação, seja pública ou privada, é encaminhado o trem de socorro que envolve todas as viaturas do serviço operacional. Um caminhão ou mais, dependendo da gravidade, uma ambulância para atender as vítimas queimadas, viatura de salvamento para o resgate de pessoas e a viatura do oficial do dia, para gerir toda a ocorrência.

O major Macksuel Lopes explicou que é necessário ter muito cuidado com as sobrecargas nas instalações elétricas. “Sempre devem ser utilizados disjuntores, não tentar realizar trabalhos que envolvem a rede elétrica, por mais fáceis que pareçam ser. É preciso chamar um eletricista e fazer uma vistoria a cada 10 anos na parte elétrica da residência”, pontuou.

Aparelhamento do CBMRR garante eficiência no atendimento das demandas

A eficiência no trabalho de combate a incêndios e as demais demandas atendidas pelo CBMRR, dependem de investimentos no aparelhamento. O Governo do Estado investiu mais de R$ 20 milhões nos últimos três anos.

Os recursos foram aplicados na aquisição de itens como caminhonetes 4x4, 18 kits Pick-up para combate a incêndio florestal, 138 conjuntos de aproximação (blusão e calça), 98 abafadores, 30 esguichos de combate a incêndio, 20 lanternas tipo cotovelo e 50 Equipamentos de Respiração Autônoma

Com recursos próprios do Estado, também foram adquiridos materiais para o resgate, equipes de salvamento e setores administrativos. Entre os itens comprados estão 1 mil pacotes de atadura, quatro micro retíficas, seis aspiradores de secreção elétrica, 102 cadeiras tipo secretária e 15 notebooks. O Corpo de Bombeiros também recebeu 58 novos equipamentos para serem utilizados pela corporação durante as ocorrências.

PROMOÇÃO MILITAR

Além do aparelhamento, o governo tem valorizado os bombeiros militares. Somente na atual gestão foram promovidos 474 bombeiros, sendo 121 bombeiros em 2019, 74 em 2020, 145 em 2021 e 134 em 2022.