Segunda, 23 Mai 2022 17:24

MAIO LARANJA | Sesau promove curso sobre combate ao abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes Destaque

Escrito por Ascom/Sesau
MAIO LARANJA | Sesau promove curso sobre combate ao abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes Ascom/Sesau

Em alusão à campanha Maio Amarelo, o Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), deu início nesta segunda-feira, dia 23, às atividades do curso sobre prevenção e combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.

As ações ocorrem até sexta-feira, dia 27, na ETSUS (Escola Técnica do Sistema Único de Saúde), no bairro São Vicente, em Boa Vista, sendo totalmente voltadas para os agentes do SUS que atuam na área da Assistência Social.

“Esse tipo de capacitação é imprescindível dentro do organograma da saúde, pois ela trabalha a educação continuada dos entes que atuam nas nossas unidades”, destacou o diretor pedagógico da ETSUS, Braz Barros.

O curso seguirá até a sexta-feira, com atividades ocorrendo somente no turno matutino. Além disso, alguns conteúdos serão ainda disponibilizados numa sala virtual, servindo de complemento para o aprendizado dos servidores.

“O objetivo é capacitar os profissionais, porque, quanto mais o servidor se capacita, melhor ele exerce o seu trabalho na sua área de atuação”, frisou a assistente social a Cinthya Malveira.

Com a atividade em curso, os organizadores esperam melhorar a percepção dos profissionais participantes, auxiliando-os a agirem da melhor forma diante de casos envolvendo abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.

“Essa capacitação veio para contribuir e somar no meu trabalho e nas minhas ações cotidianas dentro da UBS”, ressaltou o assistente social da Unidade Básica de Saúde do bairro Jóquei Clube, Ivan Santos.

CAMPANHA MAIO LARANJA

A campanha Maio Laranja é uma ação alusiva ao dia 18 de maio, data em que é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Ela foi instituída por meio da Lei Federal 9.970/2000, como uma forma de homenagear a menina Araceli Cabrera Sánchez Crespo.

Araceli tinha oito anos quando foi raptada, violentada e brutalmente assassinada. O caso aconteceu no dia 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória, no Espírito Santo, e está impune até hoje.

Caso presencie ou desconfie de qualquer tipo de violência contra crianças e adolescentes, o cidadão pode realizar denúncia pelo Disque 100. O serviço funciona 24 horas, incluindo finais de semana e feriados.