Segunda, 23 Mai 2022 10:03

MERCADO | Governo de Roraima quer ampliar a ovinocultura de corte Destaque

Escrito por Michel Sales
MERCADO | Governo de Roraima quer ampliar a ovinocultura de corte Ascom/Seadi

Com intuito de fortalecer a cadeia produtiva de ovinos e caprinos em Roraima, o Governo do Estado, por meio da Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação), reuniu a categoria de criadores, nesta semana, para diagnosticar os entraves e definir soluções urgentes.

A discussão pontuou estratégias de lucro e mercado, demandas do abate, políticas de defesa sanitária animal e taxações.

“Diante da escassez de ovinos circulando em Roraima e regiões adjacentes como Manaus, os criadores estão perdendo força, deixando de obter renda, lidando apenas com uma produtividade mais ‘recreativa’. Nosso objetivo é impulsionar a produção e os negócios de uma turma desacreditada e reorganizá-los, inicialmente, no mercado boa-vistense”, destacou o coordenador de Desenvolvimento Agroambiental, Marcelo Hentges.

Marcelo ainda avaliou a reativação da Associação de Ovinocultura. “A categoria precisa reanimar a associação para que todos usufruam dos benefícios já adquiridos. Contudo, a Seadi pretende resolver os entraves de fiscalização, logística, legalização do abate, padronização, selo de qualidade da produção e demais necessidades”, concluiu.

Para o técnico agrícola Claudionei Simon, a ovinocultura em Roraima oportuniza segurança alimentar e economia para muitos produtores.

“Todavia, a categoria tem sofrido bastante com a falta de apoio governamental refletida por gestões anteriores. Hoje, percebemos um Governo engajado nos negócios do campo. E com força de vontade, esperamos, finalmente, prosperar neste ofício, superando os entraves das taxações abusivas, distribuição das carcaças, etc.”, avaliou.

Há 17 anos trabalhando com a produção de ovinos e caprinos no Estado, o cearense Manoel Leopoldo ressaltou que o rebanho roraimense está praticamente na estaca zero. “Hoje, estamos retomando as atividades da associação, investindo motivação e reorganização da cadeia produtiva, porque a demanda existe em Roraima, onde vivem muitos nordestinos. E atendendo este alvo interno, logo também poderemos ampliar e externar os serviços”, frisou.

O secretário Emerson Baú destacou que as demandas mais urgentes da categoria logo serão sanadas com empenho e celeridade, “A ovinocultura é mais uma necessidade alimentar da população roraimense e que muito contribui e reforça o agronegócio. Com isso, o Governo de Roraima está trabalhando, incessantemente, para desenvolver e alavancar o orçamento das famílias agrícolas em todos os setores de produção”, disse.

Para o governador Antonio Denarium, a segurança alimentar e a qualidade dos produtos estão entre as exigências do mercado global. “O Governo do Estado empenha esforços para o desenvolvimento de toda a produção roraimense, modernizando o campo, ampliando as safras, produzindo investimento e capital de giro”, concluiu.

Ovinocultura

No Brasil, a produção de carne ovina é uma atividade que vem se desenvolvendo gradativamente, viabilizando sistemas de produção animal em pequenas propriedades como na agricultura familiar, sendo uma alternativa de investimento agropecuário.

Dados do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) apontam que o rebanho nacional de ovinos gira em torno de 18,2 milhões de cabeças. Em 2020, até setembro, o volume importado foi de 3.110 toneladas, gerando receita de US$ 22,2 milhões.