Quinta, 19 Mai 2022 16:30

Banco de Leite e estudantes de medicina sensibilizam sobre a doação de leite Destaque

Escrito por Ascom/Sesau
Banco de Leite e estudantes de medicina sensibilizam sobre a doação de leite Ascom/Sesau

O Banco de Leite Humano do Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth realizou nesta quinta-feira, dia 19, uma blitz educativa para sensibilizar mães lactantes sobre a importância da doação de leite materno.

Alusiva ao Dia Nacional da Doação de Leite Materno, a ação desta manhã contou com a participação de acadêmicos de medicina das universidades Federal e Estadual de Roraima. Eles se dividiram em grupos, tudo com o intuito de divulgar o processo de doação e como as voluntárias podem ajudar a unidade.

“Os alunos de Medicina possuem, em seu período de estágio dentro da maternidade, uma passagem pelo Banco de Leite. No ‘Dia D’, eles foram convidados a somar forças com a unidade para realizar uma blitz de doação de leite humano”, explicou a diretora de Ensino do HMINSN, Raissa Sampaio.

Durante três horas, os estudantes conversaram com as pacientes, ocasião onde puderam tirar as dúvidas de cada uma delas.

“A gente está passando com as mães que estão amamentando aqui na ala das Rosas do HMI e instigando-as, esclarecendo todas as dúvidas sobre a doação e, se possível, realizar algum cadastro de mãe”, ressaltou o estudante Phelipp Borges, da UERR.

Para a Semira Jales, representante da UFRR, além de enfatizar os benefícios da amamentação, a atividade também reforçou junto às mães a importância da doação do excedente de leite.

“Muitas mulheres já sabem que nos seis primeiros meses de vida, o ideal é que a criança se alimente apenas do leite materno, uma vez que o sistema digestório do bebê não está completamente formado. Entretanto, existem aquelas que têm dificuldade de produzir leite para os seus próprios filhos, e aí elas recorrem ao banco de leite”, completou.

A IMPORTÂNCIA DE REFORÇAR O ESTOQUE

De acordo com a coordenadora do Banco de Leite Humano da Maternidade, Sílvia Furlin, ao todo, 1.533 mães realizaram doações para a unidade no ano de 2021, gerando um total de 771 litros de leite humano, que foram distribuídos aos bebês prematuros internados na Maternidade. Números que têm crescido cada vez mais após a diminuição dos números de novos casos da covid-19.

Atualmente, 35 bebês encontram-se internados na UTI Neonatal do HMINSN e o Banco de Leite tem recebido uma média mensal de 100 doações.

“É muito importante que mesmo com o estoque satisfatório a gente não pare de fazer campanha, porque na nossa UTI sempre está dando entrada bebês prematuros”, ressaltou Sílvia.

UM DOS MELHORES DO BRASIL

Outro fato que torna o BLH de Roraima como um dos melhores do país é o trabalho desenvolvido em parceria com o Corpo de Bombeiros.

Por meio do projeto “Bombeiros Amigos do Peito”, as mães podem fazer sua doação de sua própria residência, uma vez que uma equipe é destinada para fazer a coleta e o encaminhamento para a maternidade.

Segundo o soldado bombeiro Wendell Sales, a coleta do leite ocorre a cada cinco dias, de segunda a sexta, com rotas programadas pela equipe do BLH. Para ele, o serviço é indispensável para salvar a vida de muitos recém-nascidos.

“É sempre uma sensação de dever cumprido, pois nós bombeiros temos um lema, que é ‘Vidas alheias, riquezas salvar’. Então, aqui no Banco de Leite, a gente faz isso diariamente e com muita satisfação”, salientou.

Mãe de um bebê prematuro de 29 semanas, Wendela Lima é uma das receptoras atendidas pela unidade. Ela tinha entendimento sobre as atividades do BHL, mas nunca pensou que passaria pelas dificuldades que muitas mães passam a ter para amamentar um filho.

“A importância desse leite é o salvamento de vidas e eu passei a enxergar isso agora. Tem criança prematura que realmente precisa desse leite, porque tem mãe que tem dificuldade em amamentar”, completou.

COMO DOAR

Para as mães interessadas em doar, além de estar com boa saúde, é importante que tenha uma produção de leite maior do que as necessidades de seu próprio filho, além de não fazer uso de medicamentos contraindicados para a amamentação.

A apresentação de exames pré-natal também é indispensável para facilitar no cadastro.

Para a manutenção das atividades do Banco de Leite, é necessário também o uso de frascos de vidro com tampa plástica, que servem para armazenar o leite humano, sem perder as características. Qualquer pessoa pode doar frascos de vidros, podendo entrar em contato pelo telefone (95) 98414-0772.