Quarta, 18 Mai 2022 16:01

PRODUÇÃO RURAL | Produtores do Centro-Oeste e Sul visitam Roraima em busca de investimentos Destaque

Escrito por Michel Sales
PRODUÇÃO RURAL | Produtores do Centro-Oeste e Sul visitam Roraima em busca de investimentos Ascom/Seadi

Empresários do setor agrícola do Mato Grosso do Sul, Paraná e Rio Grande do Sul estiveram esta semana em Roraima para conhecer as potencialidades que o estado oferece para a produção.

Eles se reuniram com o secretário estadual Emerson Baú, da Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação (Seadi) e os presidentes Marlon Buss (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural), Márcio Grangeiro (Instituto de Terras de Roraima), Glicério Fernandes (Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos) e Marcelo Parisi (Agência de Defesa Agropecuária de Roraima).

O encontro ocorreu na Seadi, onde foram discutidos investimentos na produção de alimentos, tecnologia, ciência do campo, clima, regularização ambiental e negócios fronteiriços.

A convite do governador Antonio Denarium, a comitiva veio testemunhar in loco os potenciais de investimento agropecuário e agroindustrial de Roraima. “Nosso clima favorece o desenvolvimento rural e acelera os ciclos de cultura, privilegiando o estado no setor produtivo, tecnológico e econômico”, destacou Baú.

Marlon Buss citou o saldo positivo dos cofres públicos do Governo atual, que sanou bilhões em dívidas das gestões passadas. “Hoje, Roraima tem caminhado no desenvolvimento com mais de mil obras em andamento e muitas delas sendo realizadas no interior. E nos últimos anos, com a presença de agricultores de outros estados, percebemos uma grande evolução no cenário em várias culturas produtivas”, disse.

Sobre os trâmites burocráticos para o licenciamento de terras, Márcio Grangeiro reforçou que o Estado está desenvolvendo modelos de simplificação dos protocolos. “Nossa intenção é diminuirmos a discricionariedade das documentações, padronizando a vistoria técnica. E esta sistematização deverá encurtar toda a papelada exigida, proporcionando celeridade das certidões e segurança jurídica”, frisou.

O produtor gaúcho Emerson Walter positivou a reunião e agradeceu a recepção da equipe técnica do Governo de Roraima. “Este encontro possibilitou esclarecimentos e orientação para a comitiva, referindo fatores importantes da produção, aquisição de terras, zoneamento agrícola, entre outros. E visitando Roraima, analisamos a logística dos municípios, conversamos com produtores locais e tivemos uma boa impressão das áreas rurais. Visitamos a Embrapa e ainda conversamos com o secretário Emerson Baú e o governador Antonio Denarium que juntos têm trabalhado para o desenvolvimento rural do Estado. Ou seja, levantamos informações diversas para em seguida sentarmos novamente e tomarmos decisões”, pontuou.

O engenheiro agrônomo Tiago Carlet é produtor de soja e milho no Paraná. “Nosso intuito é expandir o horizonte de serviços com investimento em Roraima. Dessa forma, estamos observando como o Estado está se preparando para receber grandes investimentos no setor agrícola. E não é qualquer estado do Brasil que proporciona essa oportunidade”, complementou.

Para o governador Antonio Denarium, Roraima tem se destacado cada vez mais nos negócios. "As famílias do campo estão prosperando com o trabalho e as oportunidades da indústria e do agronegócio. Os roraimenses estão plantando e colhendo bons frutos e este esforço é um orgulho para todos nós", reforçou.

ZONEAMENTO ECOLÓGICO

“Atualmente, estamos realizando um avanço na atualização dos mapas de zoneamento ecológico econômico, observando as aptidões de cada região, ampliando as expectativas dos municípios com a produção rural, aperfeiçoando também a logística para entrada e saída de insumos, negociando acessos com o porto da Guiana e com a Venezuela”, adiantou o secretário da Seadi durante a reunião com os empresários.

Além disso, completou Baú, dessa forma, a infraestrutura de Roraima está sendo fortalecida para a ampliação dos negócios com as indústrias e agroindústrias de outras regiões. “Tudo isso em um momento crucial de consolidação do setor energético com a construção do linhão de Tucuruí - que deve ampliar ainda mais a economia de Roraima, oportunizando qualidade de vida para a população”, complementou.