Sábado, 30 Abril 2022 17:39

FATO INÉDITO | Governo de Roraima adquire produtos da agricultura familiar indígena Destaque

Escrito por Mágida Azulay Khatab
FATO INÉDITO | Governo de Roraima adquire produtos da agricultura familiar indígena Ascom/Seed

Pela primeira vez na história de Roraima, o Governo do Estado, por meio da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), vai adquirir gêneros alimentícios direto da agricultura familiar indígena para compor a alimentação escolar. Além de fomentar a produção das comunidades indígenas, o Estado também cumpre determinação prevista no PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar).

“Estamos valorizando a agricultura das comunidades indígenas e oferecendo alimentos saudáveis produzidos na região em que a escola está inserida. É mais uma ação inovadora da minha gestão para dar valor à produção indígena e fomentar a economia local”, destacou o governador Antonio Denarium.

Serão investidos R$ 2,5 milhões na aquisição destes produtos, direto dos produtores indígenas. Para isso, foi realizada uma Chamada Pública e neste certame foram vencedores três grupos formais: AARCAF (Associação Agropecuária da Região Central Água Fria) da Comunidade Indígena Água Fria em Uiramutã, MAYU (Associação Indígena de Agricultura Orgânica Familiar), da sede de Uiramutã e a COOP’AGI (Cooperativa Agropecuária Indígena de Pacaraima), da sede de Pacaraima.

Além de um grupo informal (Grupo Aurora do Campo), do P.A. Nova Amazônia (Boa Vista Rural) e seis fornecedores individuais, sendo cinco de Normandia, das Comunidades Indígenas Sarabatana, Pium e Santa Rita e um de Pacaraima, da Comunidade Indígena Bananal.

“Mais uma vez a Educação vem superando desafios. Nós iniciamos um processo de diálogo com o MPF [Ministério Público Federal], FNDE [Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação] e comunidades indígenas para chegarmos nesse resultado de ter pela primeira vez uma chamada pública exclusiva para a agricultura familiar indígena, mostrando que gestão pública se faz com qualidade, compromisso e respeito às normas legais”, destacou a secretária de Estado da Educação e Desporto, Leila Perussolo.

PRODUÇÃO LOCAL

Os fornecedores individuais e os grupos formais e informais vão fornecer produtos regionais cultivados nos municípios onde estão inseridos (Uiramutã, Normandia, Pacaraima e Boa Vista Rural) e atender instituições de ensino destas localidades, por um período de seis meses.

Entre os produtos estão beiju, castanha do Pará, cará branco e roxo, caruru, farinha de tapioca, farinha de mandioca, farinha de tapioca, café, feijão verde, galinha caipira, peixe regional, carne, ovo de galinha caipira, pimenta.

 

Além de frutas como banana, abacaxi, laranja melancia, limão, e ainda abóbora, couve, cheiro verde, macaxeira, batata doce, inhame, milho verde e polpa de frutas de buriti, bacaba, açaí, cupuaçu e taperebá.

 

A Chamada Pública já foi finalizada pela Seed e a previsão é que os produtos comecem a ser distribuídos nas escolas dentro da primeira quinzena do mês de maio.