Quinta, 31 Março 2022 08:50

INVESTIMENTO E MODERNIZAÇÃO | Caer adquire equipamentos de Georadar para detectar ligações irregulares e reduzir perdas Destaque

Escrito por Ascom Caer
INVESTIMENTO E MODERNIZAÇÃO | Caer adquire equipamentos de Georadar para detectar ligações irregulares e reduzir perdas Arquivo/ Caer

A Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) investiu R$ 580 mil na aquisição de equipamentos geofísicos, tipo radar de penetração de solo, com capacidade para identificação de ligações clandestinas e que serão utilizados por diversos setores da empresa para auxiliar no combate à ligações irregulares e mapeamento dos sistemas de água e esgotamento sanitário.

A tecnologia visa diminuir custos, evitando escavações desnecessárias, minimizando os transtornos ocasionados pela demolição de pavimentação asfáltica e calçadas para a localização de tubulações das redes de saneamento, além de ser um poderoso aliado no combate às ligações irregulares, mapeamento e atualização do cadastro técnico do serviço de fornecimento de água e de tratamento do esgotamento sanitário.

 “Os equipamentos adquiridos pela Caer são de extrema importância, principalmente, para a identificação de tubulações irregulares, que não seria possível sem o equipamento. E também pelo fato de não precisar fazer uma escavação ou interferência no subsolo que possa trazer algum tipo de prejuízo para Companhia”, explicou o técnico Tiago Duck, que realizou o treinamento dos colaboradores.

Para operar os georadares, os colaboradores da companhia passaram por uma capacitação técnica nos dias 29 e 30 de março. O treinamento teórico ocorreu no auditório da Caer e as aulas práticas em locais mapeados pela empresa.

Com o auxílio desse equipamento, a Caer pretende intensificar as fiscalizações para a erradicação das ligações clandestinas, conhecidas como “gatos”; by pass, ligação paralela à oficial, ou seja, uma tubulação conectada na entrada até a saída da água, sem passar pelo hidrômetro. E a localização de ramais domiciliares para a adequação das caixas onde estão situados os hidrômetros, facilitando a leitura e manutenção dos equipamentos, reduzindo as perdas não físicas ou comerciais, que correspondem aos volumes de água que são consumidos, mas não são contabilizados pela empresa, principalmente devido às irregularidades.

Outra utilidade do GPR será auxiliar na redução das perdas físicas ou reais, que correspondem aos volumes de água que não são consumidos, por serem perdidos através de vazamentos nas redes de abastecimento de água. Para tanto, serão realizados o mapeamento e a atualização constante do cadastro técnico de água e também de esgotamento sanitário, visando a identificação e correção imediata dos pontos de vazamentos identificados.

"O investimento da Caer nesses dispositivos vai facilitar as fiscalizações. Essas ligações clandestinas configuram crime e geram perdas na arrecadação da empresa, pois o consumidor deixa de pagar pela água consumida. Portanto, trata-se de um avanço para a companhia”, declarou o presidente da Caer, James Serrador.

GPR – Ground Penetrating Radar (Radar de Penetração no Solo) ou georadar

Os equipamentos são de investigação geofísica não destrutivo, capaz de realizar detecções e localizações de tubulações, sem a necessidade de quebra de asfalto e calçadas. Este equipamento emprega ondas de rádio em frequências muito altas que permitem localizar estruturas e feições geológicas rasas de subsuperfície e objetos enterrados pelo homem como tubos de água, esgoto, drenagem de águas pluviais e fibra óptica.

Sua metodologia de aquisição de dados é comparada à técnica de reflexão sísmica e a técnica de sonar, com a diferença de que o GPR é baseado na reflexão de ondas eletromagnéticas. O modelo adquirido pela companhia opera com duas frequências, permitindo visualizar, em tempo real, as interferências rasas e profundas, presentes no subsolo.