Segunda, 20 Dezembro 2021 12:07

AGROINDÚSTRIA | Roraima tem forte crescimento na produção de ovos e carnes em 2021 Destaque

Escrito por Elias Venâncio
AGROINDÚSTRIA | Roraima tem forte crescimento na produção de ovos e carnes em 2021 Ascom/Aderr

Roraima produziu 60 milhões de ovos destinados ao consumo interno e foram registrados 35.796 abates, entre bois e vacas, nos abatedouros frigoríficos. Esse é o levantamento da produção da agroindústria feito pelo Governo do Estado, por meio da Aderr (Agência de Defesa Agropecuária), correspondente ao período de janeiro a outubro de 2021.

A venda da carcaça de bovinos (produto pós abate) movimentou no comércio local, R$ 178.980.000.00, gerando uma estimativa de arrecadação para o Estado de R$ 2.684.700,00 do produto final, e R$ 1.472.907.00 da venda do bovino para o abate. Os números são referentes aos animais abatidos em frigoríficos sob Inspeção Estadual.

No segmento de produção de ovos, o valor movimentado do produto chegou a R$ 25.972.222.00. A previsão da arrecadação para o final de 2021 é de R$ 389.583,33.

O governador Antonio Denarium enfatizou que a agroindústria em Roraima tem crescido pelo investimento que vem sendo feito, a fim de tornar o Estado forte no agronegócio, gerando emprego e renda para as famílias roraimenses.

“Estamos trabalhando muito em todas as áreas para fortalecer a produção do campo e o resultado são esses números que refletem todo nosso trabalho”, destacou.

O presidente da Aderr, Kelton Lopes complementou que a procura pelo ovo está cada vez maior, porque se trata de um alimento de alto valor nutricional, além de ser uma alternativa mais em conta do que a carne. 

O SIE GARANTE A SEGURANÇA ALIMENTAR

Responsável por garantir a sanidade dos alimentos que são consumidos pelos roraimenses, a Aderr tem incentivado os produtores a procurarem a regularização com o cadastro no Serviço de Inspeção Estadual (S.I.E). O selo de inspeção garante o consumo saudável e permite que os produtos possam ser vendidos em todo Estado.

“Nós estamos prontos para atender qualquer empreendedor que queira ter seu produto legalizado e preparado para conquistar o mercado. A Aderr está de portas abertas para informações sobre o registro. Lá temos um manual onde explicamos passo a passo como fazer para obter o selo de inspeção”, disse Kelton Lopes.

Diego Costa, gerente de Inspeção de Produtos de Origem Animal da Aderr, completou que os produtores registrados passam por fiscalização rotineira nos seus estabelecimentos e cumprem e respeitam uma série de exigências tecnológicas e estruturais para garantir que os produtos vendidos tenham qualidade e sejam sanitariamente seguras.