Quarta, 15 Dezembro 2021 09:44

POTENCIALIZANDO MULHERES | Governo oferta crédito e capacita mulheres em vulnerabilidade social Destaque

Escrito por Júlia Rocha
POTENCIALIZANDO MULHERES | Governo oferta crédito e capacita mulheres em vulnerabilidade social Carlos Vieira

Para transformar a vida de mulheres que foram impactadas pela pandemia da covid-19, o Governo de Roraima, lançou o projeto “Potencializando Mulheres”.

Por meio de uma parceria entre a Setrabes e a Desenvolve Roraima, o governo concederá créditos de até 5 mil reais, para empreendedoras que terão direito a uma taxa baixa de 0,99% ao mês. As beneficiárias terão 6 meses de carência para pagarem a primeira parcela e três anos para pagamento do restante em 30 parcelas de R$ 219,00 mensal.

“O projeto faz parte da série de incentivos governamentais para minimizar os impactos da pandemia e fortalecer o empreendedorismo feminino e inserção das mulheres no mercado de trabalho, garantindo mais geração de renda. Vou ajudar essas mulheres assim como ajudamos todos que trabalham e produzem” explicou o governador Antonio Denarium.

Serão atendidas inicialmente pelo Microcrédito Empreendedor, da Desenvolve Roraima, 45 mulheres. O total de recursos investidos para esta primeira fase em financiamentos será de R$ 205 mil. Na área de alimentação está inserido confeiteira, lanchonetes e restaurantes e fornecimento de marmitas.

Para a doceira Juciana Oliveira, esse benefício veio no momento certo. “Pretendo comprar um forno maior, um micro-ondas e mais insumos para produzir meus doces. Os que tenho em casa dão para o gasto, mas já estão bem velhinhos. Então vou usar todo esse crédito para aumentar o meu negócio e melhorar a qualidade dos meus produtos”, afirmou.

CONTEMPLADAS

O foco do projeto é atender 2.500 mulheres no estado de Roraima, oportunizando as mesmas, um novo modo de vida. Serão ofertados seis cursos, contemplando os segmentos de culinária, beleza, corte e costura, artesanato, horticultura e turismo rural. Após o atendimento da capital Boa Vista, com a conclusão do primeiro módulo, serão contemplados os demais municípios.

O público alvo será formado por mulheres urbanas e rurais, como artesãs, indígenas, extrativistas, egressas do sistema prisional, imigrantes, refugiadas, ribeirinhas, membros da comunidade LGBTIQA+ e vítimas de violência.

O projeto também trará benefícios a aquelas mulheres vítimas de violência doméstica, auxiliando-as a romper com esse ciclo abusivo, fator essencial para que as mulheres possam prover seu sustento e decidir por suas próprias vidas, possibilitando uma maior autonomia para realizar escolhas, criando condições favoráveis para se qualificar e aumentar sua autoestima. 

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO

- Ser mulher e/ou de identidade LGBTQI+

- Ter faixa etária acima de 18 anos;

- Morar no município onde será realizada implementado o projeto

- Que desenvolva alguma atividade produtiva em alguns dos segmentos de iniciativa econômica do projeto, com experiência de no mínimo 6 meses;

- Ser um Microempreendedor Individual, ou seja, um profissional autônomo;

- Não ter parentesco de até segundo grau com outra beneficiária do projeto;

- Que tenha habilidade para desenvolver as atividades do curso desejado, se possível que sua renda seja oriunda das atividades produtivas desenvolvidas;

- Se comprometer em dar continuidade, aplicando na prática o conhecimento adquirido;

- Mulher em situação de violência doméstica/ familiar;

- Que faça parte de alguma organização local, como associação, cooperativa ou sindicato.