Quinta, 25 Novembro 2021 11:35

MALÁRIA | Governo capacita profissionais para reforçar combate à doença em Roraima Destaque

Escrito por Aymê Tavares
MALÁRIA | Governo capacita profissionais para reforçar combate à doença em Roraima Ascom/Sesau

Com o objetivo de fortalecer as ações de prevenção e combate à malária nos 15 municípios, o Governo de Roraima por meio da CGVS (Coordenação Geral de Vigilância em Saúde) e do Núcleo de Controle da Malária está realizando a capacitação de profissionais de saúde sobre o novo Guia de Tratamento da Malária no Brasil, criado pelo Ministério da Saúde.

A capacitação que começou na terça-feira, dia 23, segue encerra nesta quinta-feira, dia 25, às 17h, no auditório do ETSUS (Escola Técnica de Saúde do SUS de Roraima). Participam microscopistas, técnicos em enfermagem, gerentes, coordenadores que atuam no controle da malária nos municípios, médicos, enfermeiros e farmacêuticos.

“É importante que os profissionais de Saúde estejam alertas e que as medidas adequadas sejam instituídas imediatamente e, para isso, estamos garantindo a capacitação de diversos profissionais, ações de apoio aos municípios, promovendo reuniões de avaliação e planejamento das ações a serem desenvolvidas”, esclareceu o governador Antonio Denarium. 

De acordo com o secretário de saúde, Leocádio Vasconcelos, cerca de 200 profissionais da Capital e do Interior, incluindo distritos indígenas, estão sendo capacitados.

“Estamos abordando as manifestações clínicas da malária não complicada, da malária complicada, esquemas de tratamentos recomendados e eventos adversos associados ao uso de antimaláricos”, destacou.

Profissionais estão sendo orientados por equipe da Fundação Oswaldo Cruz

A gerente do Núcleo de Controle da Malária, Dulcineia Barros, ressalta que as orientações sobre o novo Guia de Tratamento da Malária no Brasil, criado pelo MS, estão sendo executadas com apoio de especialistas do Instituto Evandro Chagas (IEC).

“O IEC é um dos laboratórios referência para a região Norte e, por isso, buscamos essa parceria, para que tenhamos todas as informações completas sobre as mudanças e os profissionais tanto da Capital como dos municípios, possam sair daqui com todas as dúvidas esclarecidas e preparados para manter, de forma ampla e eficaz, o trabalho de prevenção da malária”, complementou. 

O médico infectologista do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, da Fundação Oswaldo Cruz, um dos elaboradores do novo guia de tratamento da malária, é um dos especialistas que ministram a capacitação, e destaca que a nova versão traz medidas concretas a serem seguidas pelos profissionais.

“Nessa nova versão, abordamos situações de campo, com os eventos adversos dos medicamentos, casos de falha e o que pode ser feito, algo que não tinha na versão anterior, é uma orientação concreta para os profissionais da ponta na linha de frente. Esse momento é fundamental para tirar dúvidas nos aspectos práticos do combate à malária”, destacou o especialista.

Para o coordenador de Vigilância Epidemiológica de Mucajaí, Lucélio Batista Catão, o número de casos de malária tem caído gradativamente no município, no entanto, a preocupação continua nas regiões indígenas e de garimpo que possuem a maior incidência.

"A capacitação vem em um momento de necessidade. Não só Mucajaí, mas todos os municípios não têm medido esforços para o controle da malária. As áreas de garimpo e o aumento de casos de malária em indígenas são grandes preocupações, por isso essa capacitação vai fortalecer o combate no município”, completou.