Quarta, 24 Novembro 2021 15:25

PLANIFICA SUS | Governo discute com municípios ampliação de ações em parceria com a atenção primária Destaque

Escrito por Lucas Sechi
PLANIFICA SUS | Governo discute com municípios ampliação de ações em parceria com a atenção primária Ascom/Sesau

Com o objetivo de fortalecer o trabalho integrado com os municípios e garantir que a população seja melhor atendida, o Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), está realizando mais uma etapa do Projeto Planifica SUS, que visa integrar as redes da atenção primária e especializada no Estado.

O encontro, que começou nesta terça-feira, 23 segue até quinta-feira, 25, na Escola Técnica da Sesau, reúne profissionais dos municípios de Boa Vista, Alto Alegre, Mucajaí, Bonfim, Cantá, Normandia, Pacaraima, Uiramutã e Amajari.

“Para executar bem é importante planejar, e a discussão integrada que está sendo realizada por meio do Planifica SUS, é de grande importância para o nosso planejamento de reestruturação da saúde pública de Roraima. São medidas a médio e longo prazo que estão sendo trabalhar para garantir a melhor assistência à população”, destacou o governador Antonio Denarium.

Trata-se da temporada 2021 de debates do Planifica SUS, criado em 2019, com foco na busca de estabelecer um fluxo de atendimento completo, desde o ingresso do paciente na Atenção Primária até o encaminhamento para a Atenção Especializada.

“O Sistema Único de Saúde precisa estar muito mais qualificado para responder as demandas sociais no campo da saúde que a população precisa da gente, principalmente, nesse momento de pandemia e pós-pandemia. E o Estado precisa estar em constante organização para cumprir a missão de assistir os usuários com mais capacidade resolutiva dos problemas”, complementou o secretário de saúde, Leocádio Vasconcelos.

Outras Unidades serão incluídas no Projeto PlanificaSUS 

De acordo com o coordenador do Planifica SUS em Roraima, Namis Levino, além do CRSM (Centro de Referência de Saúde da Mulher), o Hospital Coronel Mota deverá ser a próxima unidade a fazer parte do processo de qualificação da atenção em saúde.

“Nessa primeira fase, temos o Centro de Referência trabalhando no aprimoramento da atenção materno-infantil. Agora, um dos objetivos é trabalhar na elaboração de medidas que reduzam o indicador de mortalidade materno-infantil, por isso, existe a proposta de incluir o HCM, para que possamos reorganizar a linha de atenção aos hipertensos e diabéticos, reduzindo filas de espera para acesso e tratamento contínuo das doenças crônicas, em especial a este público, ou seja, que a atenção com o tratamento seja unificada e continuada entre a unidade Especializada e Básica”, disse.

Profissionais falam da experiência positiva do trabalho integrado

De acordo com a diretora do CRSM, Marilia Pinto, o Planifica SUS é uma iniciativa ímpar para a evolução do trabalho de atenção ao paciente em Roraima.

"Quando recebemos a proposta do Planifica ficamos encantados ao ver o que seria alcançado com esse projeto e, quando nos desafiamos e começamos a colocar em prática as atividades, foi ainda mais gratificante, pois os desafios vieram, mas sem medo tivemos uma equipe toda envolvida e o resultado não poderia ser diferente. É com muita alegria e satisfação que temos, hoje, uma linha de cuidados bem mais fortalecida e organizada juntamente com a atenção primária e quem ganha com isso é a população”, reforçou a diretora.

Representante técnica de Pacaraima nos encontros, a coordenadora da Atenção Básica do município do extremo norte, Dayanna Silva, revela que com o Planifica SUS tem sido possível encontrar soluções para os desafios no serviço de saúde que Pacaraima tem enfrentado.

“Nós temos a demanda da imigração, atenção em saúde aos indígenas, moradores de rua, controle de agravos sanitários, e o Planifica está somando muito na forma como a gente deve se alinhar para resolver, com o acolhimento, melhoria da atenção, ajustes do fluxo de encaminhamento e buscar ao máximo a redução dos erros, que é algo que não podemos em hipótese alguma cometer, se tratando da área da saúde”, ressaltou.