Segunda, 24 Agosto 2020 14:16

Detran-RR implementa o SEI para agilizar processos públicos Destaque

Escrito por Ascom/Detran-RR
 presidente do Detran-RR, Igo Brasil presidente do Detran-RR, Igo Brasil Ascom/Detran-RR

A fim de oferecer ainda mais comodidade aos usuários durante a pandemia do Coronavírus (COVID-19), o Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima)  implementa nesta segunda-feira (24), o SEI (Sistema Eletrônico de Informação), onde todos os contratos, licitações, documentos e processos públicos serão administrados de forma digital.

Por meio do SEI, os documentos poderão ser consultados por todos os órgãos de controle e pela sociedade. Além disso, é uma ferramenta fundamental para garantir a segurança das informações de qualquer órgão público. O sistema é um marco para o Detran-RR, devido à gama de serviços oferecidos à população e pela sua complexidade.

Para o presidente do Detran-RR, Igo Brasil, o sistema dará mais celeridade aos trâmites da autarquia. “Isso vai fazer com que o Detran-RR seja mais ágil para os cidadãos e que tenhamos cada vez mais transparência nos processos. É uma ajuda aos roraimenses que confiam e precisam dos serviços da autarquia”, afirmou.

Sobre o SEI

O SEI, desenvolvido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), é uma plataforma que engloba um conjunto de módulos e funcionalidades que promovem a ciência administrativa. Trata-se também de um sistema de gestão de processos e documentos eletrônicos, com interface amigável e práticas inovadoras de trabalho, tendo como principais características a libertação do paradigma do papel como suporte físico para documentos institucionais e o compartilhamento do conhecimento com atualização e comunicação de novos eventos em tempo real.

O SEI foi escolhido como a solução de processo eletrônico no âmbito do projeto PEN (Processo Eletrônico Nacional), iniciativa conjunta de órgãos e entidades de diversas esferas da

administração pública, com o intuito de construir uma infraestrutura pública de processos e documentos administrativos eletrônicos.

Com a cessão gratuita do SEI, a economia do dinheiro público é incomensurável, uma vez que as instituições que o adotam deixam de gastar alguns milhões de dólares com a compra de soluções de mercado que, não raro, não solucionam as demandas para as quais são adquiridas.

É a inovação advinda da implantação de uma cultura de socialização do conhecimento desenvolvido pela administração pública com os outros entes que a compõem. Se tal prática for mantida, será inegável que a gestão do orçamento público, a cada dia mais contingenciado, será sensivelmente mais racional. Não há mais espaço para aquisições milionárias quando há soluções gratuitas disponíveis.