Terça, 19 Outubro 2021 17:29

ALIMENTAÇÃO ESCOLAR | Governo distribui kits da agricultura familiar para estudantes da rede estadual Destaque

Escrito por Francis Silva/ Mágida Azulay Khatab
ALIMENTAÇÃO ESCOLAR | Governo distribui kits da agricultura familiar para estudantes da rede estadual Ascom/Seed

Empenhado em garantir alimentação de qualidade aos estudantes em situação de vulnerabilidade social, matriculados na rede estadual de ensino, o Governo de Roraima começou a distribuição de kits de gêneros alimentícios da agricultura familiar, como parte das ações do Programa Merenda em Casa.

“Já distribuímos 230 toneladas de alimentos não perecíveis por meio do Programa Merenda em Casa, para 30 mil estudantes. Agora iniciamos a entrega dos produtos da agricultura familiar, atendendo os alunos em situação de vulnerabilidade social e os que voltaram à escola para as aulas presenciais, garantindo segurança alimentar”, destacou o Governador Antonio Denarium.

Os produtos são distribuídos por meio de quatro Cooperativas: Coopercinco, Coophorta, Copana e Aagriprorr, que foram as vencedoras da Chamada Pública realizada pela Seed (Secretaria de Educação e Desporto). Foram investidos com recursos do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar), pouco mais de R$ 5 milhões.

Com a aquisição dos produtos direto dos pequenos agricultores, o Governo de Roraima fomenta a economia local, valoriza os agricultores familiares e cumpre o estabelecido na Lei 11.947/09 e nas Resoluções do FNDE N°26/13 e N° 02/20.

A legislação vigente determina que no mínimo 30% dos recursos repassados pelo FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) para aquisição da merenda escolar, deve ser utilizado na aquisição de gêneros alimentícios diretamente da agricultura familiar do empreendedor rural ou de suas organizações.

Até o momento já foram entregues em 40 escolas da capital, interior e indígenas, mais de 7 mil kits. A entrega é feita diretamente para as escolas que já retornaram com as aulas presenciais, sendo 63 no interior e 19 na capital.

Estudantes em aulas remotas cadastrados no Bolsa Família também recebem os alimentos.

Segundo o diretor do DAE (Departamento de Apoio ao Educando) da Seed, Naicon Rodrigues, os estudantes que permanecem em aulas remotas também serão contemplados com os alimentos.

“Neste acaso, os kits são entregues à gestão da unidade escolar que no decorrer dos dias, aciona os pais ou responsáveis pelo estudante que possui cadastro no Programa Bolsa Família e faz a entrega dos kits”, ressaltou o diretor. Ele acrescentou ainda que todos os 17.149 estudantes matriculados em escolas estaduais indígenas serão contemplados com os kits.

Os kits da agricultura familiar são compostos por produtos como frutas (abacaxi, banana, mamão, melancia, melão), hortaliças (alface, couve, cheiro verde) além de polpa de frutas, arroz, farinha, feijão, macaxeira, entre outros.

O nutricionista e chefe da DIAL (Divisão de Alimentação Escolar) da Seed, Bruno Bezerra Tavares, destaca a importância do consumo desses alimentos.

“O consumo de frutas auxilia na demanda de macronutrientes que os alunos necessitam para um bom desenvolvimento. Além de serem alimentos minimamente processados, que devem ser a base da nossa alimentação, conforme preconiza o guia alimentar para a população brasileira”, enfatizou o especialista.