Sexta, 15 Outubro 2021 08:23

FEBRE AFTOSA | Roraima tem um dos melhores índices de vacinação do Brasil Destaque

Escrito por Elias Venâncio
FEBRE AFTOSA | Roraima tem um dos melhores índices de vacinação do Brasil Ascom/Aderr

A cobertura vacinal contra febre aftosa em Roraima é uma das mais consistentes entre os estados brasileiros, durante a pandemia. O índice de vacinação das últimas campanhas tem se mantido acima de 95%, enquanto em outros Estados os números caíram nos últimos dois anos.

De acordo com o médico veterinário e fiscal agropecuário Marcos Duarte, Chefe do Programa Estadual de Vigilância da Febre Aftosa da Aderr o produtor rural tem papel fundamental na manutenção deste índice, pois já consolidou uma consciência capaz de assegurar a sanidade de seu rebanho, independente da realização das Campanhas de vacinação.

“O produtor está realmente envolvido no processo de sanidade animal. Ele hoje é consciente da importância da saúde do seu rebanho e isso realmente é um marco para Roraima porque nos projeta para um futuro promissor nesse segmento, colocando nossa pecuária em vantagem em relação a muitos outros estados”, enfatizou o governador Antônio Denarium.

Marcos Duarte destaca que mesmo no período pandêmico a cobertura vacinal bateu todas as metas, assegurando para Roraima o status de área livre da aftosa, fruto do trabalho constante do pecuarista roraimense, que teve respaldo do governo do estado, que investe anualmente cerca de 66 milhões de reais na Defesa Agropecuária.

“Vários motivos podemos elencar para justificar o aumento dessa conscientização por parte do produtor rural. Por exemplo, a presença do governo do estado, por meio da Aderr, no interior fazendo essa educação, orientando o produtor sobre a importância de cuidar da sanidade do rebanho, pois ele rende mais, os ganhos são maiores”, ressaltou Duarte.

Comprometimento do Pecuarista

A manutenção de índice satisfatório durante a pandemia, campanhas que foram feitas obedecendo todas as orientações de cuidados determinadas pelos órgãos de saúde pública, comprova o que os técnicos da Aderr já observavam há tempo em Roraima, conforme destacou o presidente da Agência Kelton Lopes. “O produtor está mais consciente sobre a sanidade animal. Não resta dúvidas”.

Campanha de Vacinação

A campanha de vacinação contra febre aftosa vai até o dia 31 de outubro. O Governo do Estado, por meio da Aderr está trabalhando para atingir a meta de imunizar cerca de 380 mil animais de 0 a 24 meses.

Os produtores devem ficar atentos para a atualização dos dados cadastrais. A retirada da vacina está prevista para 2023, prazo que ainda será confirmado pelos Estados integrantes do Bloco 2, composto por Roraima, Amazonas, Amapá e Pará.

Com a retirada a cadeia produtiva da carne bovina desses Estados terá vários benefícios, como: diminuição de custos, possibilidade de novos mercados, trabalho e desgaste no manejo dos animais.

Notificação da vacinação

O produtor tem até o dia 15 de novembro para fazer a notificação de vacinação junto à Aderr. Para isso, basta apresentar as notas fiscais da vacina e os dados do rebanho, que inclui sexo e idade dos animais. Mas a partir do momento que vacinar, o produtor já pode fazer a declaração, não deixando para a última hora.