Quinta, 14 Outubro 2021 17:51

CSE | Adolescentes fazem prova do Encceja para conclusão do ensino fundamental e médio Destaque

Escrito por Ricardo Gomes
CSE | Adolescentes fazem prova do Encceja para conclusão do ensino fundamental e médio Ascom Setrabes

Os adolescentes do CSE (Centro Socioeducativo) participaram nesta quinta-feira, 14, das provas do Exame Nacional Para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (ENCCEJA), criado para atender pessoas que não tiveram oportunidade de concluir seus estudos na idade apropriada para cada nível de ensino. As provas foram aplicadas na própria unidade do CSE.

Segundo o coordenador pedagógico, Breno Martins, a aplicação do exame representa uma grande oportunidade para os adolescentes privados de liberdade, avançarem no processo de escolarização e terem a oportunidade de conclusão de seus estudos. “Com o exame será possível garantir um passo importante aos adolescentes, oportunizando caminhos e motivação para trilhar um novo projeto de vida ao saírem do sistema socioeducativo”, ressaltou.

Na avaliação do diretor do CSE, Sheine Castro, a aprovação no Encceja garante aos socioeducandos a possibilidade de prosseguir com os estudos, mesmo privados de liberdade. “O exame é uma importante alternativa para quem não concluiu os estudos na idade adequada e serve como oportunidade de obter os certificados dos ensinos fundamental e médio. Temos incentivado os adolescentes a estudarem e com parcerias, mantemos ininterruptamente as aulas em nossa unidade”, informou.

A secretária Tânia Soares, avaliou como importante a aplicação do exame e enfatizou que este processo é uma das medidas de ressocialização, garantindo aos adolescentes a oportunidade de conclusão de seus estudos, mesmo estando momentaneamente privados de liberdade.

“O processo de ressocialização requer uma série de planejamentos visando o bem-estar dos adolescentes que, no momento, cumprem medidas socioeducativas, a exemplo da continuidade do processo de escolaridade. Nossa missão é possibilitar que este indivíduo retorne para a sociedade em uma melhor condição de quando chegou ao CSE”, declarou.