Avalie este item
(0 votos)

A diretoria instituiu um Comitê no dia 18 de março para planejamento ações de prevenção ao Coronavírus coordenado pelo setor de Segurança no trabalho para propor medidas imediatas envolvendo a área de segurança no trabalho, área comercial e de gestão de pessoas.

Todos foram identificados e relacionados pelo Comitê sendo orientados pelas suas respectivas gerências e chefias de divisão e encaminhados para a área se segurança no trabalho para instrução sobre as recomendações da (OMS) Organização Mundial de Saúde e MS (Ministério da Saúde).

“Eles foram orientados quanto aos cuidados na prevenção para evitar a contaminação e propagação do vírus, incluindo, o isolamento social sem prejuízo dos salários”, disse o presidente da Companhia, James Serrador.

Além disso, os colaboradores do setor de Serviços Gerais passaram por treinamento para realizar a limpeza adequada em maçanetas de portas, telefones, computadores, etc; O ponto eletrônico foi substituído pela folha física de frequência; O caixa eletrônico do Banco do Brasil, instalado na parte interna da Caer está desativado, devido ao grande fluxo de pessoas e o acesso por biometria; e os Colaboradores com sintomas de gripe serão encaminhadas para o SESMT para providências cabíveis.

O presidente orienta aos clientes que procurem a empresa para atendimento presencial apenas em casos de negociação e/ou parcelamento; averbação e restabelecimento de ligações de água suprimidas.

“Para estes casos, os colaboradores estarão preparados e devidamente orientados sobre os procedimentos básicos para higienização das mãos e uso de máscaras. Mas pedimos que as pessoas busquem o atendimento virtual para evitar a propagação de contágio e preservar a saúde tanto do cliente quanto dos colaboradores, afirmou James.

ATENDIMENTO - A empresa adotou ainda uma série de medidas vigentes até o dia 31 de março, passíveis de prorrogação, conforme orientações das instituições de saúde pública. O atendimento virtual foi reforçado para que os clientes não tenham que se dirigir à agência e evitar assim a aglomeração de pessoas, vejamos:

Nos canais digitais, como site www.caer.com.br; Call Center (0800-280-9520) e o aplicativo Caer Mobile (disponível no sistema Android, podendo ser baixado no link https://play.google.com/store/apps/details?id=com.caer.caerMobileApp e também no IOS os clientes poderão ter acesso ao histórico de Consumo; solicitação de conta em Braille; recebimento de fatura por e-mail; consultar pagamento e alteração de vencimento de faturas.

Além de Emissão de segunda via de faturas; Religação de água; Reparo em geral para rede de águas ou esgoto; Certidão Negativa de Débito; Vazamento no ramal/ cavalete; Contestação de fatura e Aferição de hidrômetro.

A empresa dispõe ainda do WhatsApp 98404-5313 ou https://bit.ly/386V1VQ para reclamações sobre problemas na rede de extravasamento ou de fornecimento de água.

Avalie este item
(0 votos)

No início da semana, o MEC (Ministério da Educação) anunciou o repasse de R$ 450 milhões para as escolas públicas de todo o Brasil para auxiliar nas ações de prevenção ao COVID-19. Em Roraima, 97 escolas da rede estadual estão aptas para receber os recursos.

Até o momento, 13 escolas, sendo 11 da capital, uma do Cantá e uma escola indígena do Amajarí, já estão com o dinheiro em conta. Juntas, as escolas já receberam R$ 107.130. Os valores por escola variam entre R$ 2.668 a R$ 19.200 reais.

Os recursos devem ser utilizados para a compra de materiais de higiene pessoal como álcool em gel, sabonete líquido, papel toalha, entre outros. Os recursos são oriundos do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica).

As escolas estão recebendo duas parcelas antecipadas do PDDE Básico (Programa Dinheiro Direto na Escola), referente aos meses de abril e setembro. Os recursos são enviados para as escolas via APM (Associação de Pais e Mestres).

Só podem receber os valores as escolas que estiverem com a prestação de contas da APM em dia e com o cadastro atualizado no Sistema PDDEweb. Das 97 escolas estaduais que estão aptas a receber os recursos, 48 são da capital Boa Vista, 21 do interior e 28 indígenas.

Maria Aparecida de Oliveira, diretora do DEPE (Departamento de Desenvolvimento de Políticas Educacionais) da Seed (Secretaria de Educação e Desporto) destacou a importância dos gestores escolares lerem os documentos enviados pela secretaria e observarem todos os critérios do Programa.

“É muito importante que a escola faça o seu planejamento de gastos e um cronograma de compras e que se atentem que se trata de um adiantamento de duas parcelas das quais os recursos de custeio serão utilizados para compra de material de higiene para o combate do novo coronavírus. As escolas precisam obedecer todos os critérios do Programa”, destacou.

Confira as escolas que já receberam recursos:

Localidade

Escola Estadual

Valores

01

 

 

 

 

 

Boa Vista

América Sarmento

R$ 6.144,00

02

Fagundes Varela

R$ 19.200,00

03

Carlo Casadio

R$ 14.392,00

04

Diva Lima 

R$ 10.176,00

05

Vanda Pinto

R$ 6.784,00

06

Buriti

R$ 6.784,00

07

Hildebrando Ferro Bitencourt

R$ 5.216,00

08

São José

R$ 7.546,00

09

Presidente Costa e Silva

R$ 5.852,00

10

Senador Hélio Campos

R$ 6.672,00

11

Ana Libória

R$ 11.788,00

12

Amajarí

Indígena Apolinário Gimenez

R$ 2.688,00

13

Cantá

Santa Catarina

R$ 3.888,00

Avalie este item
(0 votos)

O Governo do Estado, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), vai prorrogar até a próxima quinta-feira, dia 26, o Mutirão de Saúde para detentos da Pamc (Penitenciária Agrícola de Monte Cristo). A expectativa é atender cerca de 2.100 reeducando daquela unidade.

Conforme o coordenador geral de Assistência Básica da Sesau, Erivan França, a ação ocorre de forma organizada, garantindo assim segurança e maior atenção às demandas dos apenados da Pamc.

“A intenção da Secretaria com essa ação é prestar um atendimento mais humanizado, com mais cautela, identificando as necessidades e possibilitando uma avaliação mais detalhada do estado de saúde desses pacientes”, destacou.

Na ocasião, eles estão tendo acesso a vários tipos de serviços, como consultas médicas, fornecimento de medicação e vacinação. A ação conta ainda com o apoio da Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania) e do MPRR (Ministério Público de Roraima).

“A presença do Ministério Público é para que eles possam ver que as ações estão ocorrendo, visto também que houve uma pactuação com as Secretarias envolvidas. É válido destacar também que a intenção é tornar esse mutirão uma atividade mais presente, tanto que a nossa pretensão e realizá-lo a cada três meses”, ressaltou.

Até quinta-feira, 20, mais de 1.400 atendimentos foram realizados; sendo 883 na área clínica geral, 318 para a infectologia e 251 na especialidade de dermatologia. Apenas seis detentos precisaram de encaminhamento para o HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento) para atendimento especializado

A presença desses profissionais só foi possível graças à participação do Departamento de Políticas de Saúde Itinerante, que prontamente atendeu ao chamado da Secretaria.

“A importância dessa ação é justamente dar um tratamento decente e humanizado, pois sabemos que as carências dessas pessoas são bastante grandes”, salientou o coordenador da Saúde Itinerante, Tony Pinheiro.

 

 

 

Avalie este item
(0 votos)

A Sesau (Secretaria de Saúde) tem reforçado o trabalho de combate ao avanço do Coronavírus em Roraima, bem como a orientação para profissionais de instituições ligadas direta ou indiretamente à área de saúde. Esta semana, o secretário de Saúde, Francisco Monteiro Neto, acompanhado da secretária-adjunta, Patrícia Renovato, esteve reunido com membros do CRM-RR (Conselho Regional de Medicina de Roraima).

Durante o encontro, na sede do CRM, o secretário explanou sobre todas as ações que estão sendo realizadas no Estado com foco reorganização das unidades de saúde para o combate ao Covid-19.

“Nosso objetivo é aproveitar momentos como este para mostrar tudo o que estamos fazendo para atender às demandas dos profissionais de saúde, pois são estes guerreiros que estão na linha de frente do trabalho de combate ao Coronavírus. Nosso papel é promover condições para que eles possam desempenhar suas tarefas com dignidade e segurança”, esclareceu o secretário.

Na reunião, foram apresentadas algumas das ações executadas no Estado, por meio do COE (Centro de Operações Emergenciais em Saúde Pública de Roraima). Na oportunidade, os profissionais tiraram dúvidas sobre quais as orientações do Ministério da Saúde para as unidades de saúde, públicas e particulares, a partir de agora.

“Foi um momento muito importante e esclarecedor. Quero agradecer ao secretário de Saúde, que reservou um momento da agenda de trabalho para estar aqui conosco dialogando e esclarecendo tudo sobre esse momento tão delicado”, agradeceu a presidente do CRM, Dra. Rosa Leal.

“É muito salutar e construtivo esse tipo de diálogo, pois trocamos informações, dividimos opiniões e construímos soluções que atendam a todos. O importante é reforçar que as dificuldades existem, mas a gestão de governo está empenhada em melhorar as condições de atendimento nas Unidades Hospitalares para que a população roraimense e as pessoas que escolheram Roraima para viver sintam-se satisfeitas com a prestação dos serviços”, finalizou o secretário.

Domingo, 15 Março 2020 14:28

COMUNICADO

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

A Secretaria de Saúde, por meio do COE-RR (Centro de Operações Emergenciais em Saúde Pública de Roraima), torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica do país com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado e as publicações vão ocorre diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br), pelas redes sociais e na imprensa local.

A nova atualização do MS (Ministério da Saúde) aponta para um aumento nos casos positivos, que foram de 98 para 121 registros.

Ainda segundo o órgão ministerial, o número de casos suspeitos da doença também subiu, indo de 1.485 para 1.49 notificações. O estado de Roraima já contabiliza 04 casos suspeitos que atendem aos os critérios de definição para o COVID-19. As notificações já foram encaminhadas no FormSUS, devendo em breve constar na plataforma de monitoramento do Ministério da Saúde.

Com relação aos casos descartados, o novo boletim apontou para um aumento de registros, indo de 1.344 para 1.413 notificações. Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.