Pâmela

A segurança energética é um dos principais objetivos do Governo de Roraima e para agilizar o processo de instalação das empresas ganhadoras do primeiro leilão de energias renováveis, o governador Antonio Denarium esteve reunido nesta segunda-feira, dia 24, com secretários de Estado e representantes da empresa Uniagro, uma das ganhadoras do leilão.

A reunião, que ocorreu no Palácio Senador Hélio Campos, teve como foco esclarecer, ajustar e agilizar os trâmites para o início das obras das usinas de geração de energia elétrica.

Conforme Denarium, a construção das usinas vai gerar, pelo menos, três mil empregos, garantindo renda para a população e movimentação do comércio e serviço.

“Várias empresas ganharam o leilão para o fornecimento de energia de fontes renováveis. Recebemos a empresa Uniagro, que vai fornecer energia de biomassa, que é um grande investimento para Roraima, que vai trazer geração de emprego e renda. A previsão é que até junho de 2021, a população já esteja recebendo energia de qualidade e confiável dessas empresas”, pontuou o governador.

Eduardo Fleuri, representante da empresa Uniagro, destacou a preocupação com o Meio Ambiente nesse primeiro momento. “Nosso projeto é totalmente sustentável, e as usinas deverão ser instaladas em quatro locais, então nossa preocupação é saber as informações sobre o licenciamento ambiental, e a possibilidade de plantio da madeira, como a acácia, que também pode vir a ser substituído por eucalipto. Sabemos que podemos contar com a boa vontade do governo para nos ajudar nesses procedimentos”, frisou.

A Uniagro investiu R$ 227.400.000,00 com potência de 40 MW, totalizando os 293,869 MW contratados.

O secretário de Planejamento e Desenvolvimento, Marcos Jorge, colocou que a situação energética é um problema sério enfrentado pelo Estado e por isso o governador Antonio Denarium pediu o empenho de todos os secretários envolvidos, para que dentro da legislação facilitem a vinda desses empreendimentos para o Estado.

“O sucesso do leilão também teve a participação Governo, que tem tido todo cuidado para verificar de que forma pode ser feito o licenciamento ambiental. A Seplan dentro de suas competências está tirando todas dúvidas sobre o que o Estado tem de legislação local, bem como, o que precisa ser observado para que os empreendimentos sejam efetivados. Tanto os empresários estão se demonstrando satisfeitos com a atenção que o governo tem dado, como secretários estão empenhados para facilitar de forma mais acelerada a instalação dessas empresas”, explicou Marcos Jorge.

Com o primeiro leilão de energias renováveis, o Estado de Roraima garantiu redução de 35% no valor do MWh (Megawatt por hora). 

Atualmente, o valor da energia gerada pelas térmicas é de R$ 1.287,00/MWh e a partir de junho de 2021, quando as empresas passarão a fornecer energia haverá redução de 35%, com o novo valor médio de R$ 833/ MWh.

FONTES RENOVÁVEIS – O leilão proporcionou a contratação de 293,869 MW que permitirão ao consumidor maior segurança energética, a um preço mais justo para a sua energia.

Ao todo, serão nove tipos de usinas para geração de energia por meio de gás natural, bioenergia, biomassa de madeira, energia solar e óleo diesel em menor quantidade, que substituirão o uso integral de diesel, hoje utilizado nas termelétricas que abastecem Boa Vista.

O investimento será em torno de R$ 1,6 bilhão, que vai contemplar tanto a construção das usinas, quanto o pagamento da mão de obra. A previsão é que a operação comercial inicie em junho de 2021.

Cinco empresas vão produzir energia renovável

Ao todo, cinco empresas serão contratadas para o fornecimento de energia. A empresa Oliveira foi a única que ganhou para fornecer energia por meio de óleo diesel. O investimento foi de R$ 126.983.750,00 com potência nominal de 38,116 MW.

A empresa Azulao investiu R$ 425.410.800,00 para gerar 126,290 MW. A empresa BFF fez investimento de R$ 97.416.022,00 para fornecimento de energia via Biocombustível e biomassa, e R$ 573.759.883,00 para energia de origem de Biocombustível e radiação solar. A potência é de 17,616 MW e 56,218 MW, respectivamente.

Outra empresa que ganhou o leilão para fornecimento energético por meio de Biocombustível e radiação solar foi a Enerplan. O investimento é de R$ 70.355.713,00 com potência de 11,490 MW.

Em busca de alternativas que possam fortalecer o desenvolvimento econômico do Estado, o governador de Roraima Antonio Denarium recebeu mais um grupo de empresários, dessa vez de Ponta Grossa, do Paraná.

A reunião ocorreu nesta terça-feira, 18, com investidores de vários setores econômicos. Entres eles, o desembargador do Estado do Paraná, e também proprietário da Cescage (Centro de Ensino Superior dos Campos Gerais), Fagundes Cunha e também o diretor geral dos cartorários do Brasil, Valter Samara.

Dentro de uma sequência de visitas, esse é o terceiro grupo de investidores, de um total de 18 grupos que virão conhecer as potencialidades do Estado. O encontro tem como propósito desenvolver e fomentar a economia do Estado de Roraima com a instalação definitiva desses investidores.

"Estamos com mais um grupo de investidores do Paraná. Recebemos o proprietário da Cescage, uma empresa renomada com interesse em se instalar em Roraima. Nosso propósito é atrair novos investidores e valorizar os que temos", ressaltou Denarium, ao acrescentar que vai atender pessoalmente cada um deles apresentando o potencial de Roraima, os nossos secretários e para eles tenham a confiança e credibilidade no nosso trabalho.

Denarium lembrou ainda que o proprietário da Cescage, pretende fazer investimentos na parte educacional e tecnológica em Roraima.

"É importante lembrar que o desembargador Cunha já trabalha com melhoramento genético, inseminação in vitro, transferência de embrião, inseminação artificial e quer trazer essa tecnologia para o Estado de Roraima, e assim, nós vamos agregar valor ao nosso produto e atrair muito mais investidores", ressaltou o governador.

EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA

Conceituada como uma referência no ensino superior do Paraná, a Cescage possui 18 Faculdade, cerca de 30 cursos de pós-graduação e nota máxima do MEC (Ministério da Educação) para graduação de ensino à distância.

"Nós vamos instalar um pólo de ensino a distância aqui em Roraima e o primeiro será na capital. Com isso, implantaremos também os cursos de pós-graduação em agronegócio, com a integração de lavoura, pecuária e floresta, enfim, um curso tecnológico na gestão de agronegócio", disse Cunha.

Ainda de acordo com ele, a Cescage está em diálogo com Seed (Secretaria Estadual de Educação e Desporto) para ver a possibilidade de instalação do Colégio Técnico Agropecuário.

"Pretendemos instalar em 2020 o Colégio Técnico Agropecuário. Nossa ideia é fazer um colégio semipresencial, instalar todos os laboratórios para aulas práticas presenciais e trazer para lecionar nesse colégio os melhores docentes, metres e doutores das nossas faculdades, que tem as mais altas avaliações do país", relatou.

OUTROS SEGUIMENTOS

Além dos investidores do setor agropecuário, vieram também para o Estado, empreendores interessado em investir no setor imobiliário e comércio de combustíveis.

"Estamos aqui a convite do governador e quero agradecer a oportunidade de vir ao Estado de Roraima visitar as possibilidades de investimentos. A princípio pretendo investir em postos de combustíveis, mas queremos fazer parceria no setor imobiliário", observou Vilmar Trucullo.

Para os empreendedores, além da mão de obra, o grande atrativo do agronegócio está sendo o valor comercial das terras, que de acordo com eles é muito mais barato adiquirir uma propriedade em Roraima, do que na região Sul do Brasil.

"O maio atrativo hoje é o preço das terras. O pessoal está querendo expandir, tem muita gente vindo. Eu estou aqui desde o ano passado e vamos colher a segunda safra", pontuou Edgar Szabo, que é produtor de soja e milho.

A Aderr (Agência de Defesa Agropecuária de Roraima) criou o Grupo Gestor do Plano Estratégico para retirada da vacina contra febre aftosa. O grupo vem se reunindo para articular ações de substituição, visando o controle e proteção do rebanho bovino contra a doença. Roraima deve conquistar o status de zona livre de aftosa sem vacinação no próximo ano de 2020, de acordo com o cronograma do MAPA (Ministério da Agricultura).

O principal ganho da pecuária em Roraima é a abertura de novos mercados, possibilitando aos produtores a exportação para outros Estados e para fora do Brasil. Há países - como o Japão, por exemplo - que só compram carne de países que não usam a vacina.

Para o presidente da Coopercarne (Cooperativa de Carne), Nadisson Pinheiro, que é um dos participantes do grupo, disse que a diminuição de custos, o acesso a outros mercado, além da redução do trabalho de manejo do rebanho, vão trazer benefícios ao produtor 

“No primeiro momento, o custo será minimizado com a compra da vacina e o trabalho de levar o gado a cada seis meses no curral, além do benefício de oportunizar novos mercados. Mas devemos lembrar que vai aumentar a responsabilidade do pecuarista com obrigação de sempre prestar informações sobre o rebanho ao órgão fiscalizador, no caso a ADERR”, disse Nadisson.

O que prever o PNEFA

O PNEFA (Plano Estratégico de Erradicação e Erradicação da Febre Aftosa) prevê as seguintes diretrizes: gestão compartilhada entre governos e iniciativa privada, aperfeiçoamento das capacidades do SVO (Serviço Veterinário Oficial), regionalização das ações, sustentação financeira, adequação e fortalecimento do sistema de vigilância, agilidade e precisão no diagnóstico, previsão de imunógeno (partícula, molécula estranha ou organismo capaz de induzir uma resposta imunológica) para emergências veterinárias, cooperação internacional e educação em saúde animal.

Divisão em blocos para retirada

No Plano, o país foi dividido em cinco blocos para que seja feita a transição de área livre da aftosa com vacinação para sem vacinação. Integram o Bloco I, Acre e Rondônia; o Bloco II, Amazonas, Amapá, Pará e Roraima; o Bloco III, Alagoas, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte; o Bloco IV, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Sergipe e Tocantins; e o Bloco V, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Doar sangue é doar vida, além de ser um ato de amor ao próximo. Para celebrar esse gesto de solidariedade, a Sesau (Secretaria de Saúde), por meio do Hemoraima (Centro de Hemoterapia e Hematologia de Roraima), deu início hoje, 10, à Semana Estadual do Doador.

A programação segue até a próxima sexta-feira, 14,  e conta com rodas de conversa, panfletagens, apresentações culturais, entre outras atividades, para engajar a população em prol do estoque de sangue do Estado. Alunos de instituições privadas de ensino darão suporte em algumas dinâmicas durante a semana.

A importância das ações é bem maior este ano, pois o estoque atual está extremamente baixo para todas as tipagens, em especial os fatores RH O+ e O-.

“Além de homenagear pessoas envolvidas com a causa da doação de sangue, que vêm aqui para somar conosco, a programação também foi pensada para reverter essa situação crítica no banco de sangue”, disse Edna Félix, assistente social do Hemoraima.

A equipe da unidade atendeu, na manhã desta segunda-feira, doadores que deram o pontapé inicial nas ações, como Vitor Augusto da Silva, doador regular do Hemoraima. “Em poucos minutos você pode ajudar pessoas que estão nos hospitais, em uma mesa de cirurgia, precisando de você. E isso é gratificante”, afirmou.

Por outro lado, novos doadores também apareceram, que é o caso de Paulo Henrique Nascimento. O militar doou sangue pela primeira vez hoje. “A princípio, dá medo, mas a gratificação ao ajudar outras pessoas é maior. Espero que mais gente venha e salve outras vidas”, disse.

PROGRAMAÇÃO – Nesta terça-feira, 11, alunos do curso de Farmácia da Faculdade Cathedral estarão na frente do Hemocentro, das 16h às 17h, realizando uma Blitz Educativa.

Já quem for à unidade na quarta-feira, 12, poderá curtir uma massagem relaxante e higienização facial. Além disso, no período da tarde cantores locais farão uma apresentação cultural.  

Na quinta-feira, 13, os doadores ainda poderão experimentar uma massagem relaxante e fazer um corte de cabelo durante o todo o dia.

O encerramento será sexta-feira, 14 de junho, que é o Dia Mundial do Doador de Sangue. Na programação, está marcado um lanche diferenciado e apresentação do Grupo Pirilampos.

COMO DOAR – Para ser um doador, a pessoa deve estar bem de saúde e pesar mais que 50kg. No caso de adolescentes a partir de 16 anos de idade, é necessário o acompanhamento dos pais ou responsável legal. Para quem já é doador assíduo, a idade permitida é até 69 anos.

No ato da doação, é preciso levar um documento oficial com foto, estar bem alimentado, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas ou ter fumado nas últimas duas horas e ter dormido pelo menos seis horas na noite anterior.

O Hemoraima funciona de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 12h e das 13h30 às 18h. Vale lembrar que a área de coleta está funcionando em um prédio anexo à unidade, na Rua Amsterdã, no bairro Aeroporto, ao lado do PAAR (Pronto Atendimento Airton Rocha). O doador também pode agendar a coleta pelo telefone (95) 2121-0874.

 Na manhã desta sexta-feira, dia 31, os servidores da Seapa (Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento) tiveram a oportunidade de participar da palestra “O Poder da Ação”, ministrada pelo master coach Max Fraga. O objetivo da ação foi fazer com que as pessoas busquem solucionar os conflitos na vida pessoal e profissional para que possam atingir a alta performance em diversas áreas da vida.

O titular da Seapa, Emerson Baú, explicou que a palestra faz parte de um projeto em execução na Seapa, que toda sexta-feira proporciona uma capacitação para os servidores nos mais diversos temas. “Já tivemos algumas palestras em parceria com a Embrapa voltada para os nossos técnicos. Temos planejamento de palestras para a área administrativa e demais setores”, destacou.

O palestrante, o coach Max Fraga, explicou que o objetivo da palestra é trazer à consciência como que a pessoa está em seu interior. “A partir do momento que a pessoa tem essa autoconsciência, nós trabalhamos alguns pilares para eles melhorarem. Utilizamos algumas ferramentas para que eles possam melhorar, buscar alta performance nos pilares da vida que estão ruins, seja profissional, pessoal, saúde, relacionamento conjugal e com os filhos”, detalhou.

Fraga ressaltou que para desempenhar bem as funções e ser produtivo, o servidor precisa estar bem internamente. “Ninguém consegue ter alta performance com problemas em casa. A primeira coisa é trazer o problema à consciência, se perguntar onde está errando, em que pilar ocorre a falha, o que fazer para melhorar. A palestra trabalha a inteligência emocional para que a pessoa possa atingir a alta performance tanto na vida pessoal como na profissional”, disse.

A servidora Luiama Azevedo avaliou de forma positiva a capacitação proporcionada aos funcionários da Seapa. “Foi sensacional essa intenção da Seapa em trazer o Max Fraga para falar sobre o poder da ação. Acontece muito com os servidores de um modo geral, eles estão desmotivados, vêm trabalhar sem ânimo, cumprem as tarefas apenas pela obrigação de executá-las, não vêm com vontade de servir ao público. Essa palestra ajuda nesse sentido, nos motiva a melhorar, a servir e ter um melhor desempenho tanto na vida profissional como na vida pessoal”, pontuou.

 

Criado em 1987 pela OMS (Organização Mundial da Saúde), o Dia Mundial sem Tabaco, comemorado no dia 31 de maio, busca alertar a população sobre as doenças e mortes relacionadas ao tabagismo. Em alusão a essa data, o Departamento de Políticas de Atenção à Oncologia da Sesau (Secretaria de Saúde), organizou uma programação especialmente voltada à temática.

A primeira ação dessa programação ocorreu nesta quinta-feira, 30, no CECM (Clínica Especializada Coronel Mota) e segue até esta sexta-feira, 31, quando é celebrada a data. A ação ocorrerá na sede da Secretaria.

Na ocasião, os pacientes da própria unidade participaram de uma roda de conversa sobre os malefícios do hábito de fumar. Além disso, foram feitos aferição de pressão e teste de fagerstrom, avaliação escrita que mede o nível de dependência de nicotina do entrevistado.

Diretora do departamento à frente da programação, Cláudia Almeida explicou que a campanha objetiva mostrar e sensibilizar sobre a importância do Dia Mundial sem Tabaco. “Tem-se um impacto muito negativo com o uso do tabaco e a exposição ao fumo passivo, que exerce também a saúde pulmonar, como câncer e outras DRCs [Doenças Respiratórias Crônicas]”.

Cláudia enfatizou que a ação busca atingir todo o público de fumantes do Estado e pontuou os elementos maléficos presentes nos cigarros. “Infelizmente a dependência faz os fumantes inalarem 4.720 substâncias tóxicas, como o monóxido de carbono, e 43 substâncias cancerígenas, a exemplo do arsênio, níquel e chumbo”.

O tabagismo foi apresentado na palestra como uma espécie de dependência química. Uma das palestrantes do evento, a enfermeira Liliana Bezerra, relatou que a campanha é importante para sensibilizar os próprios fumantes e suas famílias.

“Na palestra, tratamos não só dos males do cigarro, mas principalmente as vantagens que esse paciente tem depois de parar de fumar. Você poder abraçar e estar com seus familiares sem exalar o cheiro do cigarro, sem ficar de fora, é maior que qualquer dependência química”, declarou a palestrante.

A funcionária pública Maria de Fátima Serrão, de 61 anos, é fumante há mais de 40 anos e participou da palestra. Ela deu suas considerações sobre as ações desta quarta. “É um incentivo às pessoas que enfrentam esse problema do tabagismo, assim como eu. Com certeza irei começar a rever esse meu hábito daqui para frente e tentar parar”, finalizou Maria de Fátima.

A PMRR (Polícia Militar de Roraima) intensificou o policiamento com a Operação Saturação no município de Mucajaí e adjacências. As ações iniciadas nesta quarta-feira, dia 29, seguem até dia 02 de junho, em toda a região.

No primeiro dia de Operação, foram realizadas 66 abordagens, sendo 45 a pessoas, 05 a carros, 14 motocicletas e duas bicicletas.

Ainda na ação, foi capturado o foragido M. P. V. da S., conhecido por Mayke, que foi devidamente apresentado na DICAP (Divisão de Captura da Secretaria de Justiça e Cidadania), em Boa Vista. Duas pessoas também foram conduzidas e apresentadas à Delegacia de Mucajaí, por tráfico de drogas.

Conforme o comandante Geral da PMRR, coronel Elias Santana, a atuação ocorre com policiamento ostensivo, repressivo e preventivo no município e principais vias de acesso.

“A Operação Saturação visa potencializar a sensação de segurança da população, principalmente nas rodovias e viciais do interior, além de prestar orientação aos condutores sobre medidas preventivas para evitar roubo e outros crimes. Nosso foco é garantir a ordem, coibir e combater ações criminosas”, pontuou o comandante.

Santana destacou ainda que a Operação Saturação vem sendo desencadeada em vários municípios do interior. “Entre as ações da Operação estão abordagens em pessoas que frequentam bares e festas, bloqueios a veículos com prioridade para abordagens a condutores de motocicletas. O objetivo é combater o contrabando de armas, munição, drogas, crimes ambientais, bem como a captura de foragidos da justiça”, complementou.

Além do efetivo da 4ª CIPMFron (4ª Companhia Independente de Policiamento de Fronteira), a Operação conta com apoio do CPC (Comando de Policiamento da Capital), por meio das unidades do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais) e do Giro (Grupamento de Independente de Intervenção Rápida Ostensiva).

A Polícia Civil de Roraima participa da Operação Cronos II, coordenada pelo CONCPC (Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil), com apoio do MJSP (Ministério da Justiça e Segurança Pública). A ação em Roraima cumpre 33 mandados de prisão com foco no encaminhamento, resolução e prisão de autores de crimes letais, como feminicídios e homicídios tentados e consumados.

Em Roraima o trabalho é coordenado pela Delegacia Geral de Polícia e a parte operacional é executada pelo DOPES (Departamento de Operações Especiais), com a participação do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção da Pessoa), DPE (Departamento de Polícia Especializada) e DPJI (Departamento de Polícia Judiciária do Interior). Conta com o envolvimento de unidades como GRI (Grupo de Resposta Imediata), GRT (Grupo de Resposta Tática) e o Plantão Diferenciado, composto por agentes de várias unidades policiais, com destaque à DGH (Delegacia Geral de Homicídios), POLINTER (Polícia Interestadual) e DDIJ (Delegacia de Defesa da Infância e Juventude). Ao todo, 40 policiais participam dos trabalhos.

A Operação ocorre no Distrito Federal e em 21 Estados, entre eles Roraima. De acordo com informações prestadas pelo Delegado Geral de Polícia, Herbert de Amorim Cardoso, para Roraima, a meta é o cumprimento de 28 mandados de prisão somente pela Polinter. Pela DGH são cinco mandados de prisão e um mandado de busca e apreensão em residência. A DDIJ cumprirá dois mandados de busca e apreensão de adolescentes. Totalizando 33 mandados de prisão, dois mandados de busca e apreensão de adolescentes e um de busca e apreensão em residência, a serem cumpridos durante a operação.

Cardoso destacou que foi realizado um levantamento em todos os procedimentos referentes aos crimes em questão e um mapeamento operacional, de forma a serem cumpridos. Até às 9 horas desta terça-feira, 11 mandados de prisão, um de busca e apreensão de adolescente e um de busca e apreensão em residência já haviam sido cumpridos.

“Trata-se de uma ação coordenada pelo Conselho Nacional dos Chefes de Polícia, em parceria com o Ministério da Justiça e as Polícias Civis dos estados. O monitoramento da operação é realizado no Centro Integrado de Comando e Controle Nacional do Ministério da Justiça, em Brasília. Em Roraima estamos acompanhando os trabalhos e somente no final da tarde poderemos apresentar mais resultados das ações que percorrem Boa Vista e outros municípios”, disse Cardoso.

Para muitas pessoas, os super-heróis são aqueles personagens que vemos em filmes e desenhos animados, mas para a estudante Elen Ji Chang, de 11 anos, aluna do Colégio Militar Estadual CEL PM Derly Luiz Vieira Borges, os caminhoneiros são os verdadeiros heróis. A aluna conquistou o 1° lugar na fase estadual do 48° Concurso Internacional de Redação de Cartas realizado pelos Correios.

O objetivo do concurso, que este ano tem como tema “Escreva uma carta sobre o seu herói”, é melhorar a alfabetização através da arte epistolar, ou seja, escrita de cartas, além de incentivar a expressão da criatividade e a melhora dos conhecimentos linguísticos de crianças e adolescentes.

A estudante escreveu sobre a greve dos caminhoneiros, ocorrida em 2018. Segundo ela, os profissionais são importantes para o desenvolvimento do país e muitas vezes são invisíveis.

“Quando os caminhoneiros paralisaram, houve um colapso na economia do Brasil. Eles são essenciais para o funcionamento do país e é importante que as pessoas saibam disso”, explicou Elen, falando sobre o motivo da escolha do seu tema.

A professora de Língua Portuguesa e orientadora, Eliane Melo, destacou a importância do concurso como uma ferramenta estratégica para propor conhecimentos aos alunos. “Eu sempre incluo este concurso ao meu plano anual de aulas, pois ele serve como ferramenta para os alunos adquirirem novos conhecimentos”, revelou.

Para iniciar as atividades, a professora explicou que apresenta o tema em sala de aula para os alunos, explica a importância e dialogam sobre o assunto. Após isso, são realizadas pesquisas para execução dos textos.

“Os alunos escrevem, leio, sugiro mudanças, parabenizo os acertos, peço que sejam originais e criativos. Não podem copiar nada da internet, apenas usá-la como fonte de pesquisa para conhecimento do tema abordado”, explicou Eliane.

 As redações devem ser em formato de carta, escritas a mão, usando caneta esferográfica preta ou azul e conter no máximo 900 palavras. Segundo Eliane, não é só a premiação que importa e sim os conhecimentos que os estudantes irão adquirir.

“O aluno precisa ter contato com a leitura e escrita de diferentes textos que circulam na nossa vida diária e precisamos ir além dos muros da escola. Não é só a premiação que vale, mas, principalmente os conhecimentos que irão adquirir”, disse a professora.

 A gestora pedagógica do colégio, Rozmeri Binsfeld, destacou a participação da estudante no concurso. “Estamos muito felizes e orgulhosos, pois a Elen só tem 11 anos e fez uma redação brilhante. O concurso é uma forma de enriquecer, com temáticas variadas, os conhecimentos dos alunos, contextualizando o ensino e o currículo trabalhado na nossa escola”, finalizou Rozmeri.

 Além da carta sobre os caminhoneiros, a estudante também escreveu sobre os bombeiros e voluntários que auxiliaram no resgate das vítimas do rompimento da barragem Córrego do Feijão, em Brumadinho, Minas Gerais.

Os três primeiros colocados na fase estadual e as respectivas escolas recebem prêmios em dinheiro. O vencedor da fase nacional, além de troféu e R$ 5.000,00,

 Uma iniciativa da Marinha Brasileira, em parceria com o Governo de Roraima, por meio da (PCRR) Polícia Civil, possibilitou a realização do Curso Especial para Tripulação de Embarcações de Estado no Serviço Público.

No total, 29 policiais estaduais, sendo 28 da PCRR e um policial militar, participam do curso que acontece na APICS (Academia de Polícia Integrada Coronel Santiago). O curso teve início nesta segunda-feira, dia 06, e encerra-se na sexta-feira, dia 11.

 De acordo com o diretor do DPE (Departamento de Polícia Especializada), Renê de Almeida, o curso está sendo coordenado pelo NUPEN (Núcleo de Pesquisa e Ensino) da Polícia Civil. Os instrutores da Marinha irão capacitar os agentes estaduais para tripular embarcações ou conduzir pequenas embarcações de até seis metros de comprimento.

 Os policiais vão receber instruções a respeito da legislação, termos náuticos e navegação, entre outros, necessários à atividade de navegação.

 Ao término do curso, os alunos receberão uma carteira específica, habilitando-os para condução de veículos marítimos oficiais. O curso tem duração de duas semanas com 40 horas, sendo 34 de aulas objetivas e 6 de aulas práticas

Página 1 de 2