As guarnições da 3ª Companhia do CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar de Roraima), em Pacaraima, atenderam, na noite dessa sexta-feira, 22, uma solicitação de apoio para combate a incêndio em uma área de mata que ameaçava várias residências e a Escola Estadual Cícero Vieira Neto.

Devido às condições climáticas do município, que registra temperaturas de 38 graus, o fogo se alastrou rapidamente e progrediu em direção às residências próximas. Com atendimento eficaz, as guarnições do Caminhão de Combate a Incêndio e de incêndio florestal conseguiram proteger as casas e a escola.

Testemunhas informaram aos bombeiros que o incêndio teria sido provocado por duas pessoas. “Temos informações de que o incêndio iniciou-se de forma proposital. Isso é extremamente preocupante considerando a situação climática do Estado. Além de lidar com os incêndios florestais naturais, temos que lidar com incêndios provocados intencionalmente”, disse o oficial de Operações de Serviço, tenente Nixon.

O CBMRR orienta, em casos, assim que os proprietários dos imóveis prejudicados procurem a Delegacia de Polícia Civil, para registrar a ocorrência e informar que deseja a realização de perícia. O delegado então encaminha ao CBMRR a solicitação.

Além disso, com o intuito de minimizar os efeitos nocivos à população e a degradação do meio ambiente, ocasionados pela prática de queima irregular no perímetro urbano, o CBMRR alerta a população para que não ateie fogo, tendo em vista que tal prática é considerada transgressão pela lei de crimes ambientais, Lei N° 9.605 de 1998.

Conforme a legislação, causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana, ou que provoquem a mortandade de animais ou a destruição significativa da flora é crime passível de punição. A pena para quem comete o crime de poluição é de reclusão, podendo o período variar de seis meses a quatro/cinco anos, além do pagamento de multa.

A primeira ação social realizada pela PCRR (Polícia Civil de Roraima), por meio do IIOC (Instituto de Identificação Odílio Cruz), para atender, de forma diferenciada a 80 pessoas, numa programação alusiva à Semana da Mulher, superou as expectativas. Dos 100 agendamentos, ocorreram 15 faltas, no entanto foram encaixadas outras mulheres e ao todo 111 foram atendidas, sendo que 58 tiraram a segunda via e 53 a primeira via da Carteira de Identidade.

A proposta da Polícia Civil foi contribuir por meio da de uma ação social, para emissão de primeira e segunda via da Carteira de Identidade exclusivamente para o público feminino.  Foi realizado um pré-agendamento na semana anterior, mas com apenas três dias já não tinha mais vagas.

Segundo o delegado-geral adjunto de Polícia, João Luiz Evangelista, a procura pelo documento foi muito grande, o que aponta a necessidade da Instituição em ofertar outras ações similares para auxiliar o público que precisa de um atendimento diferenciado.

“Uma equipe foi treinada para poder fazer o atendimento no sábado e a procura foi muito grande. Nossa ideia é realizarmos essas ações em outros dias, sempre comunicando à população de forma antecipada como forma de contribuir para que possa ter acesso facilitado ao documento”, disse.

A comerciante Patrícia da Silva Rocha, de 37 anos, é moradora do município do Cantá. Ao ser informada sobre a ação, ela disse que não teve dúvidas de que era a oportunidade que precisava para trocar seus documentos.

“Eu aproveitei para tirar a segunda via e já trouxe minha filha para tirar sua identidade também. Como moramos mais distante, é sempre mais difícil vir a Boa Vista, enfrentar fila para ser atendida. Com a ação foi rápida, fiz agendamento, marquei o horário e não tive nenhum problema. Estão de parabéns e que continuem, para que outras pessoas sejam beneficiadas”, observou.

A aposentada Marivânia Lima, de 63 anos, disse que sua Carteira de Identidade tinha mais de dez anos e precisava ser trocada.

“Vi pelo Facebook que a Polícia Civil iria fazer essa ação e já procurei o Instituto de Identificação para fazer meu agendamento. Tinha meses que precisava fazer a troca do documento, mas ao longo da semana ficava difícil. Esse atendimento aos sábados é muito importante para quem tem uma vida corrida ao longo da semana”, disse.

Para o diretor do Instituto de Identificação, Amadeu Triani, a ação alcançou o objetivo devido ao agendamento prévio. “Com o agendamento prévio, evitamos tumultos. As mulheres tiveram um atendimento diferenciado, com mais conforto. Com essa iniciativa da Delegacia Geral, a nossa meta é darmos continuidade para que outras ações como esta sejam realizadas”, destacou.

Publicado em Secom

A Caerr (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) tem realizado em ritmo acelerado as estratégias de ação para manter o abastecimento de água  na capital e no interior.

Esta semana, o trabalho foi concluído no município de Normandia, onde foi alcançado o reforço no sistema, por meio da utilização de duas novas caixas d´água.

“Com os reservatórios extras vai ser possível aumentar a reserva e com isso amenizar o problema de falta de água, devido à forte estiagem”, esclareceu o presidente James Serrador.

Cada caixa d´água possui capacidade para armazenar cerca de 15.000 litros de água, somando 30.000 litros de reserva. Os dois novos reservatórios integrarão os outros cinco reservatórios de 15.000 litros cada, que já estavam sendo utilizados na localidade. 

Atualmente, o abastecimento de água no município de Normandia é feito com a utilização de 13 poços ativos e uma Estação de Tratamento de Água. O tratamento é complementado também por filtro russo, o que possibilita maior quantidade de produção de água tratada aos moradores.  

“Esse é um reforço importante que vai contribuir de forma significativa para a manutenção do abastecimento na região, que tem sofrido com a diminuição de água bruta, devido ao verão rigoroso”, enfatizou o presidente.

Publicado em Secom

Para alinhar o planejamento e apresentar a Denaisp (Doutrina Nacional de Atuação Integrada) a ser adotada pela Seopi (Secretaria de Operações Integradas), do MJSP (Ministério da Justiça e Segurança Pública), foi realizado, nos dias 21 e 22, um encontro em Brasília. Roraima enviou representantes de cada Instituição do Sistema Estadual de Segurança Pública.

A expertise adquirida com a realização das operações integradas no ano de 2018 e o avanço na integração com órgãos federais, estaduais e municipais resultaram na construção da Doutrina Nacional de Atuação Integrada de Segurança Pública, que contou com a colaboração dos representantes dos Estados, presentes no CICCN (Centro Integrado de Comando e Controle Nacional).

O objetivo do encontro foi promover a atuação integrada dos órgãos em operações de segurança pública, a partir das diretrizes previstas na Doutrina de Atuação Integrada.

A Sesp (Secretaria Estadual da Segurança Pública) foi representada pelo chefe do Departamento de Inteligência, Ellan Wagner, a Polícia Militar, pelo Capitão PM Izael Salazar Rocha Jansem, o Corpo de Bombeiros, pelo Cel. BM Gewrly Batista Melo, e a Polícia Civil pela delegada Ednéia Santos e o escrivão de Polícia Dimar Mesquita Júnior.

O evento reuniu representantes de todos os estados com o objetivo de alinhar a conduta dos órgãos de segurança para a integração entre as forças.

Além das forças de segurança de cada estado da Federação, também estiveram presentes os representantes de outros órgãos vinculados ao MJSP (Ministério da Justiça e Segurança Pública), como a Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública), PF (Polícia Federal), PRF (Polícia Rodoviária Federal) e Depen (Departamento Penitenciário Nacional).

O evento possibilitou uma troca de experiências na área de segurança pública, para se criar uma padronização em situações que se necessite de uma atuação integrada.

De acordo com o chefe do Departamento de Inteligência (Sesp), Ellan Wagner, Roraima ainda não possui CICCE (Centro Integrado de Comando e Controle Nacional) e o objetivo é implantar essa doutrina nacional com aplicabilidade em Centros Integrados de Comando e Controle. Alguns estados que participaram de grandes eventos como Copa do Mundo já possuem esses centros.

“O intuito do Governo Federal é implantar esse CICC em Roraima e promover operações em nível nacional com integração de unidades de segurança pública”, disse.

DOUTRINA - A Doutrina Nacional de Atuação Integrada de Segurança Pública foi aprovada conforme Portaria Nº 222, de 28 de dezembro de 2018, e busca preencher uma lacuna do Governo Federal, na gestão do processo de atuação integrada com os órgãos de segurança pública, apresentando uma proposta de orientação e padronização para o desenvolvimento dos ciclos de planejamento, execução, monitoramento, avaliação e consolidação das ações e operações integradas de segurança pública no Brasil.

“A participação de Roraima no evento é importante, pois demonstra o interesse do Estado em participar das operações nacionais. A partir de agora, a aplicação da Denaisp em nível de Estado, possibilitará uma melhor organização das operações conjuntas de segurança pública”, enfatizou a delegada Edneia Santos.

O secretário de Segurança Pública, Márcio Amorim, destaca a importância da participação de Roraima nesse contexto nacional, no momento em que normativas estão sendo avaliadas para se construir um trabalho integrado para o Sistema de Segurança Pública entre o Governo Federal e os estados brasileiros. 

Publicado em Secom

Um dia celebração, homenagens e reconhecimento por cinco décadas de muito trabalho e compromisso com o bem estar da população. Assim foi a sexta-feira, dia 22, para os colaboradores da Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima), durante a cerimônia do Jubileu de Ouro da Companhia. 

A cerimônia contou com a apresentação da Banda de Música da Polícia Militar de Roraima, hasteamento das bandeiras Nacional, Estadual e da Caer, certificação do Auditório Dagmar Ramalho, benção em ação de graças e coquetel. Participaram todos os colaboradores da empresa e autoridades civis e militares e convidados.

“É importante comemorar 50 anos de trabalho, principalmente uma Companhia que leva água, saúde e bem estar para a população. E o Governo do Estado está empenhado cada vez mais em fazer o melhor para a população. A presidência da Caer está de parabéns, pois o esiado enfrenta muitas dificuldades e para administrar uma empresa desse porte é um desafio e requer competência. Toda a equipe está de parabéns”, parabenizou o secretário de Comunicação Social, Marcos Marques, que representou o governador Antonio Denarium.

“Para a empresa celebrar esse momento nos deixa com o sentimento de dever cumprido, pois a Caer tem prestado um bom serviço para a população. A Companhia tem oferecido um produto de qualidade, a água da Caer é um das melhores do Brasil. Mas temos ainda o sentimento de desafio, pois a empresa se encontra em uma situação de dificuldade financeira em que é preciso investir e nesse bem precioso e finito”, enfatizou o presidente James Serrador.

HOMENAGENS - O ponto alto da cerimônia foi no momento das homenagens aos colaboradores que atuaram por mais de quatro décadas na empresa, com compromisso e zelo pelo trabalho.

“Para a Empresa é de suma importância reconhecer o empenho e a dedicação desses colaboradores que cumpriram suas funções na empresa com ética e presteza”, agradeceu o presidente.

HOMENAGEM PÓSTUMA - Outro momento importante da solenidade foi a certificação do auditório que recebeu o nome de Dagmar Vieira Ramalho, em homenagem póstuma ao colaborador que atuou por quase 30 anos na empresa, com destaque em projetos desenvolvidos na “Conscientização do uso racional da Água”.

“O sentimento que temos é de gratidão pelo reconhecimento de todo o legado que ele deixou, após em quase três décadas de muito trabalho na empresa”, agradeceu Sônia Ramalho em nome da família.

Publicado em Secom

A alta temperatura durante o período de verão motiva a população a procurar os rios e balneários como forma de lazer. Para manter a segurança dos banhistas, o CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar de Roraima) mantém uma Guarnição de Guarda-Vidas da Companhia de Busca e Salvamento, que atua em dois pontos da margem do rio Branco: Praia Grande e Jardim das Copaíbas.

Para desenvolver as atividades, a equipe de seis bombeiros utiliza um barco e uma moto aquática, além de equipamentos de mergulho, flutuação e estabilização, para atendimentos de casos de afogamento.

“Os guarda-vidas realizam trabalho de monitoramento e atendimento imediato na Praia Grande e Jardim das Copaíbas, com a verificação de possíveis situações que possam vir a colocar em risco a vida dos banhistas. As demais praias e locais de balneários de Boa Vista ficam sob a responsabilidade da Defesa Civil municipal”, explica o tenente do CMBRR, Fábio Waisman.

Conforme ele, os rios e balneários são uma opção de lazer e nesses locais as pessoas costumam ingerir bebidas alcoólicas, o que pode resultar em perigo para a segurança desses banhistas. “O que as pessoas não se atentam é que esse ato [consumo de bebida alcoólica] acaba reduzindo os reflexos e a coordenação motora; e os locais com água se tornam extremamente perigosos”, pontuou. 

Outra situação preocupante para os bombeiros é a seguranças das crianças. “Muitos pais acabam levando os filhos para se divertir nas praias, porém, em um momento de descuido, as crianças podem sair do campo de visão, indo em direção à água, o que pode ocasionar o afogamento. Por isso, orientamos sempre atenção redobrada por parte dos responsáveis, quando estiverem com crianças, a fim de evitar afogamentos”, alertou o tenente.

ATAQUES DE PIRANHAS - Waisman reforça ainda os cuidados para evitar ataques de piranhas, que têm sido frequentes nas praias de Boa Vista. “O Corpo de Bombeiros mantém placas de sinalização em áreas de possível ataques de piranhas. Para evitar incidentes dessa natureza, as pessoas não devem consumir alimentos dentro da água, pois os resíduos das comidas atraem os peixes”, destacou.

Ele ressalta que, em caso de urgência e emergência, em quaisquer locais de praias e balneários, a população pode acionar o Corpo de Bombeiros por meio do número 193.

COMPANHIA - A CBS (Companhia de Busca e Salvamento) do CBMRR é responsável por vários serviços na área operacional, dentre eles, o resgate e captura de animais, controle de insetos (abelha), salvamento terrestre, resgate em estruturas colapsadas, buscas de perdidos em matas, resgate veicular, salvamento em altura, resgate em planos elevados, serviços de guarda-vidas, prevenção de afogamentos, missões de mergulho, busca de bens imersos em líquidos (rios, lagos, etc.), e busca e recuperação de afogados.

Com objetivo buscar soluções para os problemas estruturais dos bairros Pedra Pintados e João de Bairro, o governador Antonio Denarium, recebeu nesta sexta-feira, dia 22, representantes das Associações dos Moradores dos bairros, acompanhados do presidente do Conselho Estadual das Cidades, Ricardo Matos, do deputado estadual, coronel Gerson Chagas e da vereadora, Aline Rezende.

A principal reivindicação dos moradores dos dois bairros é o problema de fornecimento de água nas localidades.

Para o bairro Pedra Pintada, foi solicitado que Denarium autorize à retomada das obras de perfuração de poços artesiano e construção das caixas d’água dos bairros Pedra Pintada e João de Bairro, que recebeu R$ 300 mil de emenda parlamentar do deputado estadual, coronel Chagas, para ser executada, porém, estão paralisadas desde o ano passado.

“Sabemos da necessidade dos moradores e assim que aprovado o orçamento estadual, vamos viabilizar a retomada da obra no bairro Pedra Pintada. Não estamos fazendo política para se reeleger daqui quatro anos, estamos fazendo política para resolver os problemas da população”, mencionou Denarium. 

Ricardo Matos, presidente do Conselho Estadual das Cidades, fez a mediação entre o governo e as entidades para que o essa reunião acontecesse. “Além dessa demanda do fornecimento de água, precisamos articular soluções para outros pontos, como o reforço de rondas policiais, e a celeridade na regulação do bairro”, pontuou.

A vereadora Aline Rezende avaliou a reunião como positiva. “O governo foi sensível as essas demandas dos moradores, e disse que vai dar continuidade à obra que está paralisada. Os moradores do Pedra Pintada desde 2014 lutam por essa melhoria, assim como os moradores do João de Bairro que vêm sofrendo há muito tempo com a falta de água”, disse a vereadora.

Para Débora Fonseca, presidente da Associação de Moradores do Pedra Pintada, a obra vai melhorar a qualidade de vida dos moradores.

“Água é elemento primordial para sobrevivência e necessitamos a retomada da obra. Esclarecemos a situação ao governador [Denarium] e ele foi muito receptivo e sensível a nossa causa, ao se comprometer em desbloquear as obras. São mais de 5 anos que sofremos com a falta de estrutura básica no bairro”, relatou Débora.

Publicado em Secom

O Governo de Roraima assinou com o Banco da Amazônia um protocolo de intenções que disponibiliza mais de R$ 282 milhões ao Estado, relativos ao plano de aplicação do FNO (Fundo Constitucional de Financiamento do Norte). A formalização ocorreu na manhã desta sexta-feira, dia 22, no Salão Nobre do Palácio Senador Hélio Campos.

Um crédito com taxa de juros menor que tem por finalidade facilitar o processo de aquisição de máquinas e equipamentos ao produtor rural, possibilitando o desenvolvimento da produção e desenvolva ao Estado.

O governador de Roraima Antonio Denarium destacou a importância dessa assinatura e disse que o investimento pode ser ainda maior. “É um momento muito importante onde foi anunciado um investimento de mais de R$ 280 milhões e têm a garantia do presidente do Banco da Amazônia que temos o potencial de investir R$ 500 milhões no setor produtivo do Estado”, disse.

A linha de crédito já está disponível para os interessados em investir no Estado. Para o presidente do Banco da Amazônia, Valdecir Tose, essa parceria com o Governo de Roraima vai trazer muito desenvolvimento para o Estado.

“Não há problema de recurso. O empresário que queira vir para Roraima pode vir tranquilamente que terá recurso do Banco da Amazônia com taxas baixas. O Estado faz a parte dele, arrumando a questão fundiária e ambiental. Busca os investidores e o banco vai financiar, que é o que o empresário precisa. Essa parceria vai trazer muito desenvolvimento para o estado de Roraima”, enfatizou.

O empresário José Virgílio veio de Goiás para conhecer Roraima. Ele disse que ficou encantado com o Estado e seu potencial. Para Virgílio o trabalho sério do Governo de Roraima trouxe confiança para que ele e outros empresário decidissem investir nas ‘Terras de Makunaima’.

“Apesar de ser um Estado pequeno, tem alto índice de produtividade, clima bom, chuva boa então nós estamos com todo incentivo para investir. O que mais me deixou animado foi à seriedade do governador, a postura dele em relação a nós empresário. Vamos trazer outros empresários de Goiás pra cá para investir tanto no mercado imobiliário quanto no mercado rural”, adiantou.

O secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Emerson Baú, disse que todo produtor rural pode buscar a Seapa para tirar as dúvidas de como ter acesso a esse crédito.

“A Secretaria tem técnicos especializados para orientar o produtor em especial o da agricultura familiar, para que ele tenha acesso ao crédito. Fazendo um plano de negócio, apresentando ao banco e trabalhando a assistência técnica desse produtor”, complementou.

Ações do governo para o desenvolvimento do agronegócio

O Governo de Roraima trabalha na regularização fundiária do Estado, para trazer mais segurança ao produtor rural e a investidores. Nesta sexta-feira (22) foram entregues os primeiros títulos definitivos e a autorização de ocupação.

De acordo com o Denarium, essa medida valoriza os investidores. “Estamos valorizando os investidores que aqui estão, estamos entregando o primeiro título definitivo e também a autorização de ocupação para dar mais segurança aos investidores. Transferimos ao Estado duas glebas, Ereu e Equador com mais de 400 mil hectares e em seis meses estaremos transferindo todas as áreas para o Estado”, disse.

Publicado em Secom

A tecnologia utilizada no setor produtivo em Roraima, tanto na agricultura, quanto na pecuária, chamou a atenção da Nigéria. O País africano, que possui condições climáticas semelhantes as de Roraima, por também estar localizado logo acima da linha do Equador, ainda não experimentou o desenvolvimento do setor primário.

Em busca deste crescimento, o embaixador da Nigéria no Brasil, Christopher Nneke, se reuniu com o governador Antonio Denarium, nesta quinta-feira, dia 21, no Palácio Senador Hélio Campos, em busca de parceria para a transferência de tecnologia.

Nneke afirmou que historicamente, a Nigéria sempre dependeu de Países europeus no que se refere ao desenvolvimento da agricultura. Esses países sempre estiveram dispostos a oferecer a tecnologia que tinham à disposição, porém, devido às diferenças climáticas, não se adequavam à realidade nigeriana.

“O Brasil é o único País do mundo com a agricultura completamente tropical. A tecnologia disponível no Brasil pode ser utilizada por Países da Ásia e da África que possuem clima semelhante, pois funcionam de forma efetiva nos trópicos”, explicou.

O embaixador ressaltou que com o desenvolvimento do setor agropecuário, a Nigéria pretende retribuir o apoio. “Com o crescimento que esperamos experimentar com essa parceria, vai ocorrer uma simbiose real. Hoje não podemos manter uma relação comercial sólida, pois nós temos apenas fertilizantes a oferecer, mas na medida em que formos nos desenvolvendo, esse cenário vai se modificando”, declarou.

Para o governador Antonio Denarium, a parceria é de suma importância. “É um momento de muito orgulho para o Estado de Roraima receber o embaixador da Nigéria, que é um País parceiro do Brasil, que reconhece e se espelha nosso desenvolvimento. O País africano é um grande produtor de ureia e de fosfato, fertilizantes que utilizamos para corrigir o solo tanto para a agricultura, como para a pecuária. Mais de 80% dessa produção vem para América do Sul, e boa parte fica no Brasil. Pretendemos expandir a parceria comercial nesse sentido”, afirmou.

O governador afirmou ainda que pretende firmar uma parceria para que estudantes de cursos como Agronomia e Medicina Veterinária na Nigéria, possam fazer um intercâmbio nas Universidades de Roraima. “Desta forma eles podem ter conhecimento das nossas práticas com a produção de carnes, frutas, peixes e de leite. É uma excelente oportunidade para estreitar a relação entre os dois Países”, pontuou Denarium.

Publicado em Secom

Esclarecer que jovens devem evitar todo tipo de contato relacionado ao uso e ao tráfico de drogas tem sido um grande desafio. Os dados do Denarc (Departamento de Narcóticos) da PCRR (Polícia Civil de Roraima) mostram que a faixa etária de pessoas entre 19 e 24 anos é a de maior incidência de crimes relacionados ao tráfico.

Para tentar mudar essa situação, trabalhos educativos e contínuos têm sido desenvolvidos pela Polícia Civil. Nesta quarta-feira, 20, os recrutas recém-incorporados no 6º BEC (6º Batalhão de Engenharia de Construção) de Boa Vista, receberam orientações sobre os tipos de crimes relacionados ao uso e tráfico de entorpecentes.

Os militares com idade entre 18 e 19 anos foram orientados sobre os tipos mais comuns de drogas, as leis de tráfico, e também sobre a importância de não se envolver com organizações criminosas.

A palestra ocorreu no auditório do 6º BEC e foi ministrada pelo diretor do Denarc, delegado Fernando Olegário e pelo delegado-adjunto da Polícia Civil, João Evangelista.

De acordo com Olegário, tem sido prioridade do Departamento fazer um trabalho de orientação voltado aos adolescentes e jovens.

“Precisamos orientar as pessoas para que conheçam a realidade e não caiam na conversa de traficantes. Os jovens com conhecimento vão orientar não só os amigos, mas também dentro da própria residência, a família”, disse.

O trabalho educativo foi solicitado pelo Comando do 6º BEC com objetivo de mostrar com maior clareza o trabalho da Polícia no combate ao tráfico de drogas.

Para o recruta Lucas Mendes, 18 anos, tratar da realidade sobre as drogas é importante principalmente quando as consequências do crime podem envolver o futuro dos jovens.

Para o comandante do 6º BEC, Ten. Cel Vandir Pereira Soares Júnior, esses jovens vão ter acesso a armamentos e munições e vão ter um conhecimento que interessa ao crime organizado, tornando-se alvos que podem ser cooptados pelo crime.

“Precisamos orientar, mostrar os riscos e as consequências que o tráfico de drogas pode representar para eles. Com acesso às informações eles podem evitar cair nessas armadilhas”, reforçou.

O delegado Geral adjunto da Polícia Civil, João Evangelista falou sobre os trabalhos de investigações, mostrou vídeos e fotos de operações que resultaram na prisão de traficantes e usuários.

“É preciso deixar bem claro que absolutamente nada que esteja relacionado ao crime compensa. As promessas utilizadas para levar os jovens à criminalidade são enganadoras e não valem a pena”, disse.

Além das explanações também foi realizada uma exposição com entorpecentes e materiais utilizados no consumo de drogas.

Publicado em Secom
Página 1 de 2