O Fórum Estadual de Educação de Roraima (FEE/RR) realiza nesta quarta-feira, 17, a 1° reunião ampliada com o tema ‘Base Nacional Comum Curricular (BNCC)’. O evento será partir das 14h, no auditório da Univirr (Universidade Virtual de Roraima) do bairro Pricumã.

O objetivo da reunião é apresentar os princípios norteadores da BNCC para construção do currículo do território das redes estadual e municipal assim como, socializar o Documento Curricular de Roraima (DCRR) com ênfase na 1ª Etapa da Educação Básica (Educação Infantil).

“A partir do 2° semestre deste ano, vamos realizar reuniões ampliadas com temas de relevância para a melhoria da qualidade da educação do Estado. Além de cumprir o cronograma e calendário temático aprovado pelo colegiado”, explicou a coordenadora Fórum, Simone Batista.

A secretária de Educação e Desporto Leila Perussolo participará da programação do Fórum apresentando os fundamentos e princípios da BNCC. Toda a construção do DCRR será explicada pela Coordenadora Estadual Pedagógica da BNCC, Márcia Helena maia de Lima.

Na sequência das atividades, o coordenador administrativo da BNCC e secretário executivo da Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação), Kenedy Leite abordará o processo de implementação do DCRR no Estado e municípios.

Já a professora Francimeire de Souza Almeida fará a apresentação da 1ª Etapa da Educação Básica (Educação Infantil) constante no DCRR.  Além disso, haverá debate com o tema ‘O currículo da Educação Infantil e a formação de professores: creches e pré-escolas’.

“É importante que haja esses espaços para debates sobre a política nacional e foco regional de educação, para acompanhar e avaliar a implementação do Plano Estadual de Educação, entre outras questões”, ressaltou a coordenadora Simone.

Participam da reunião setores que trabalham de forma direta e indireta com a educação, instituições que são componentes e membros do Fórum. Cada membro que participará da reunião terá direito a levar até cinco acompanhantes.

FÓRUM - O Fórum Estadual de Educação de Roraima (FEE/RR) é um espaço de interlocução permanente entre a sociedade civil e a comunidade educacional em nível nacional e local e foi criado por meio da Portaria N° 3016/18/SEED/GAB/RR de 24 de setembro de 2018.

Entre os membros que compõem o Fórum estão representantes da Seed, CEE (Conselho Estadual de Educação), Undime, UFRR (Universidade Federal de Roraima), Sinter (Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Roraima), Opirr (Organização dos Professores Indígenas de Roraima), UERR (Universidade Estadual de Roraima), UCME (União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação), entre outros.

BNCC E DCRR - A Base Nacional Comum Curricular é um documento de caráter normativo que define o conjunto orgânico e progressivo de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidades da Educação Básica.

Já o Documento Curricular de Roraima é um documento construído de acordo com as diretrizes da BNCC que irá nortear o currículo e os conteúdos a serem ministrados nas escolas de Educação Infantil e Ensino Fundamental da rede pública de ensino.

O DCRR foi elaborado em regime de colaboração por meio de uma parceria entre a Seed e a Undime com a efetiva participação dos redatores (professores que atuam nas redes de ensino). O DCRR será implementado no Estado e atualmente ocorre a fase de formação dos profissionais da Educação.

Publicado em Educação

A Seed (Secretaria de Educação e Desporto) irá implantar a primeira escola bilíngue no Estado para alunos Surdos. A instituição de ensino funcionará na Escola Estadual Monteiro Lobato e contará com a parceria da UFRR (Universidade Federal de Roraima).O objetivo da escola bilíngue é que todos os alunos e servidores da instituição falem em Libras até o final de 2020.

A escola funcionará nos turnos matutino e vespertino e atenderá alunos do 6° ao 9° ano do Ensino Fundamental. Os alunos matriculados na escola bilíngue frequentarão no horário oposto o CAS (Centro Estadual de Atendimento as Pessoas com Surdez).

Na disciplina de Língua Portuguesa os estudantes terão aula de na modalidade escrita, junto com os outros alunos, e com os professores bilíngues de forma separada em libras.

“Os alunos Surdos vão ter aulas com os demais estudantes normalmente. As aulas de Português ocorrerão em Libras para esses estudantes, pois precisamos estimular a parte escrita com as concordâncias e outras regras da disciplina”, explicou a gestora do CAS.

Durante as aulas na escola bilíngue, os professores terão o apoio de intérpretes em Libras. “Estamos trabalhando para que ocorra um ensino pedagógico de melhor qualidade para todos os alunos da rede estadual de ensino, principalmente para esse público”, disse Cynara.

No decorrer da implantação da escola bilíngue será realizada formação dos professores para atuarem dentro da instituição, além de toda a comunidade escolar. “Vamos capacitar todos que atuam na escola para que aprendam a se comunicar em libras, pois essa é a forma verdadeira para que ocorra a real inclusão da pessoa surda”, ressaltou Cynara.

Atualmente o Estado conta com a Educação Especializada através do CAS, que atende 21 alunos duas vezes por semana e conta com o auxilio de 18 professores. Os estudantes são atendidos em três momentos: atendimento em Libras, onde são trabalhadas áreas especificas; Língua Portuguesa como segunda língua na modalidade escrita e Libras.

A escola bilíngue é uma parceria entre a Seed, CAS e UFRR (Universidade Federal de Roraima). Na última quinta-feira, 11, o consultor Educacional em Educação Bilíngue do MEC (Ministério da Educação) Andre Reichert esteve em Roraima para conhecer o projeto da escola bilíngue. O consultor está visitando vários estados brasileiros para implantação da escola bilíngue no país. 

A rede estadual de ensino conta com 32 alunos com deficiência auditiva distribuídos em 22 escolas.

INCLUSÃO- Este ano, a Seed realizou processo seletivo para contratação de intérpretes em Libras para atuação nas escolas estaduais. O processo seletivo contou com avaliação prática, ou seja, os candidatos passaram por uma banca de avaliação.

“Isso foi algo inédito aqui no Estado e sem dúvidas fez uma grande diferença, pois estamos com pessoas capacitadas para atenderem da melhor forma possível nossos alunos”, destacou Cynara.

A Seed ofertou 52 vagas no processo seletivo e entre as atribuições do cargo de intérprete de Libras estão fazer traduções de textos da Língua Portuguesa para Libras e de Libras para Língua Portuguesa, intermediar a comunicação entre surdos e ouvintes, prestar serviços de tradução e interpretação em seminários e palestras.

Publicado em Educação

Durante toda esta semana a Delegacia Geral cumpre uma agenda especial para comemorar os 15 anos de institucionalização da PCRR (Polícia Civil de Roraima), marcada pela posse da primeira turma de policiais civis do quadro efetivo do Estado. Culto ecumênico, doação de sangue, ações de saúde e de esporte (como a corrida de rua), também fazem parte da agenda de atividades.

A programação iniciou nesta segunda-feira, 15, e encerra no domingo, dia 21. Até sexta, dia 19, ocorrerá uma campanha social para incentivar os policiais a doarem sangue no Hemocentro.

Hoje, terça-feira, dia 16, a partir das 19h, será realizado um culto ecumênico no Templo Central da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, localizada na Avenida Benjamin Constant, 2042, Centro.

Na sexta-feira, dia 19, estão previstas três ações. A primeira será uma ação de saúde, voltada aos policiais, com avaliação de bioimpedância e degustação de alimentos, oferecidos pelo SESI através do Cozinha Brasil, das 15 às 16h30. Em seguida teremos das 15 à18 horas um treinamento de Muay Thai na APICS (Academia Integrada Coronel Santiago), voltado somente para as mulheres policiais com sorteio de camisetas.

Também no dia 19, terá início a uma exposição de artefatos da Polícia Civil e ações táticas do GRT (Grupo de Resposta Tática), que vai acontecer em um espaço do Garden Shopping. A exposição se encerra no sábado, dia 20.

Para fechar a programação, no domingo, dia 21, será realizada a 2ª Corrida de Rua, com a participação de 300 pessoas, com concentração às 17h e largada as 17h30, em frente à Cidade da Polícia Civil. Tanto antes, quanto após a corrida, serão realizadas atividades recreativas e de confraternização no local.

Para o delegado Geral, Herbert de Amorim Cardoso, nestes 15 anos a Polícia Civil teve muitos ganhos, como também enfrentou e enfrenta muitas dificuldades, dado à crise financeira e econômica que se abateu no Brasil, com grandes reflexos em Roraima. Entretanto, destacou, a Instituição vem contribuindo e colaborando com a sociedade para coibir a impunidade com a elucidação de crimes e prisão de inúmeros foragidos.

“Reconhecemos que estamos passando por sérias dificuldades em vários aspectos, sendo os principais deles a questão estrutural, uma vez que em administrações anteriores algumas ações deixaram de ser feitas no Executivo e que nos trouxe grandes problemas. Estamos tentando, juntamente com o governador Antônio Denarium solucionar, mas são situações que não se resolvem da noite para o dia. Portanto, estamos envidando esforços para realizar projetos e assegurar recursos para melhorar a estrutura da Polícia Civil”, destacou o delegado geral.

Cardoso disse que a Polícia Civil é formada por excelentes profissionais e enalteceu o esforço concentrado de toda a equipe para prestar um excelente serviço à sociedade.

“Sabemos que as pessoas são falhas, mas temos uma equipe de profissionais competentes, bem preparados, que se doam dia e noite para atender a sociedade. Claro que queremos melhorar a estrutura da Polícia Civil não somente para atender ao cidadão, mas principalmente para atender aos nossos policiais, vez que estes passam grande parte do dia e da noite trabalhando e merecem condições justas de trabalho”, disse.

PRIORIDADE – Para Cardoso, a prioridade da Polícia Civil é trabalhar para que ocorra a conclusão da construção do 1º DP, no Centro e do 2º DP, no bairro Buritis, bem como da Delegacia de Caracaraí. Também, de articulação junto ao Governo do Estado para se realize o concurso público, tendo em vista que há uma grande defasagem de efetivo.

INGRESSO – A primeira turma de policiais civis do quadro efetivo do Estado, ao todo 1.200 profissionais da Segurança Pública, foram formados no antigo ISSeC - Instituto Superior de Segurança e Cidadania, hoje API - Academia de Polícia Integrada e tomaram posse no dia 19 de julho de 2004.

Publicado em Segurança Pública

Para reverter a estagnação do Ensino Médio no País e como forma de incentivar o protagonismo juvenil, o Programa Novo Ensino Médio vem sendo implementado nas escolas de Ensino Médio de todo o Brasil.

Na tarde desta segunda-feira, 15, os gestores escolares de Roraima participaram de um encontro sobre o Programa. O evento foi no auditório da Seed (Secretaria de Educação e Desporto).

Em Roraima, 145 escolas ofertam o Ensino Médio e o Programa será implementado inicialmente em 21 instituições de ensino, sendo 09 da capital, 07 do interior e 05 indígenas.

O Programa traz três principais mudanças nesta etapa de ensino, sendo a primeira delas a ampliação da carga horária anual que sairá das 880 horas para 1.000 horas e ainda a expansão das EMTI (Escolas de Ensino Médio de Tempo Integral).

A segunda principal mudança vem com os itinerários formativos pelos quais os alunos poderão escolher caminhos de aprofundamento do que desejam realmente estudar. Esse aprofundamento poderá ser por meio de áreas do conhecimento ou por formações técnico-profissionais. Também será obrigatória a elaboração do Projeto de Vida, relacionado com seus talentos e vontades. Por meio do Projeto de Vida, o estudante poderá refletir sobre os seus desejos e objetivos, conhecer e valorizar a diversidade de saberes e vivências culturais, além de apropriar-se de conhecimentos e experiências e, a partir daí, poderá fazer escolhas alinhadas aos seus interesses.

O terceiro ponto principal está atrelado à BNCC (Base Nacional Comum Curricular), documento que define as aprendizagens essenciais para o jovem nesta etapa de ensino, por meio dos conhecimentos garantidos, ou seja, as disciplinas do currículo comum, como Língua Portuguesa, Matemática, Biologia, Física, entre outras, e por meio do desenvolvimento de competências importantes para a sua vida em sociedade.

“O Programa Novo Ensino Médio é realmente desafiador e vem para melhorar a qualidade de nossa Educação, porém, será preciso muito comprometimento dos gestores escolares, professores e demais profissionais envolvidos no processo”, destacou Leila Perussolo.

A previsão é que até o ano de 2022 todas as escolas de Ensino Médio tenham aderido ao Programa. Carleide Schramamm, chefe da DIEMP (Divisão de Ensino Médio e Profissional) do DEB (Departamento de Educação Básica) da Seed, explicou como ocorrerá o processo de implementação no Estado.

“Com esse programa, nós vamos levar aos nossos alunos aulas com metodologias ativas, mais dinâmicas e significativas e que terão um maior aproveitamento. Para isso, este ano trabalharemos a construção da matriz curricular e em 2020 as formações com os professores, para quem em 2021 o Programa esteja de fato implantado no Estado”, explicou Carleide Schramamm.

Conheça as escolas que serão inicialmente contempladas com o programa:

Localidade

Escolas

01

 

 

 

 

Boa Vista

Escola Estadual Vitória Mota Cruz

02

Escola Estadual Lobo D’Almada

03

Escola Estadual Major Alcides

04

Escola Estadual Mário David Andreazza

05

Escola Estadual Monteiro Lobato

06

Escola Estadual Maria dos Prazeres Mota

07

Escola Estadual Camilo Dias

08

Escola Estadual Carlo Casadio

09

Escola Estadual Hildebrando Ferro Bitencourt

10

Bonfim

Escola Estadual Escola São Francisco

11

Cantá

Escola Estadual Genira Brito

12

Escola Estadual Indígena Ednilson Lima Cavalcante

13

Caracaraí

Escola Estadual Presidente Castelo Branco

14

Caroebe

Escola Estadual Clóvis Nova da Costa

15

Iracema

Escola Estadual Manoel Agostinho de Almeida

16

Mucajaí

Escola Estadual Venceslau Catossi

17

Pacaraima

Escola Estadual Indígena José Marcolino

18

Escola Estadual Indígena Tuxaua Lobato

19

Rorainópolis

Escola Estadual Tenente João de Azevedo Cruz

20

Uiramutã

Escola Estadual Indígena São Sebastião do Cailã

21

Amajari

Escola Estadual Indígena Santa Luzia

Publicado em Educação

Como forma de reconhecimento pelos relevantes serviços prestado ao Estado, o Governo de Roraima concedeu nesta sexta-feira, dia 12, a Medalha Ordem do Mérito Forte São Joaquim, ao grau de Oficial, para o comandante da Força Nacional no Estado, capitão Souza Neto. Após cumprir sua missão em Roraima, ele seguirá para Ponta Porã (MS).

A cerimônia de entrega da comenda ocorreu na sala de reuniões do Palácio Senador Hélio Campos. A Medalha Forte São Joaquim é a maior comenda do Estado, concedida a autoridades e personalidades que de alguma forma contribuíram para o desenvolvimento de Roraima.

“Estamos concedendo a Medalha Ordem do Mérito Forte São Joaquim ao capitão Souza Neto, pelos relevantes serviços prestados a toda a sociedade roraimense, onde está sendo substituído por um novo capitão. A Força Nacional é nossa parceira e sempre em ação conjunta com a Polícia Militar de Roraima e a Polícia Civil tem mostrado um excelente desempenho”, destacou Antonio Denarium.

Após seis meses atuando na Segurança Pública do Estado de Roraima, o capitão Souza Neto passa o comando da Força Nacional em Boa Vista para o capitão Artur Silva, que dará continuidade ao trabalho que vinha sendo desempenhado pela tropa.

“É uma honra, uma satisfação estar sendo reconhecido. Tenho certeza que minha passagem pelo Estado foi um grande aprendizado”, disse Souza Neto.

Com a missão de substituir Souza Neto, o capitão Artur Silva disse que a prioridade será manter os trabalhos até aqui desenvolvidos. “O objetivo inicial é manter o que o capitão vinha fazendo, cumprir as determinações e apoiar as instituições para dar mais tranqüilidade à população”, declarou.

Participaram da solenidade o secretário-chefe da Casa Militar, coronel Elson Paiva; o comandante da PMRR, coronel Elias Santana; o subcomandante da PMRR, Eliabe Campos; o subcomandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Anderson Carvalho; o secretário de Administração, Pedro Cerino; e a chefe do Cerimonial do Governo, Bruna Sacke.

HISTÓRICO - O capitão QOPM Joaquim Vieira de Souza Neto é natural de Cocais (PI), graduado como Bacharel em Direito pela Universidade em São Paulo, e pós-graduado em Ciências Jurídicas pela Universidade Cruzeiro do Sul. Ingressou nas fileiras da corporação da Polícia Militar do Maranhão em 2010, como cadete, o 1º ano no CFO (Curso de Formação de Oficiais).

Em 2014 foi declarado aspirante a Oficial PM, sendo designado para servir ao 8º Batalhão da PM, Jerônimo de Albuquerque, sediado na capital de São Luiz (MA). Em 2015 foi transferido para 10º BPM (Batalhão de Polícia Militar) da cidade de Timor (MA), assumindo o comando do Policiamento Especializado.

Em meados de 2015, concluiu com êxito o curso de INC (Instrução e Nivelamento de Conhecimento) da FN (Força Nacional de Segurança Pública).

Em 2016, foi convocado pela primeira vez para participar da segurança pública nas Olimpíadas do Rio de Janeiro. Em 2017, de volta ao Estado de origem, realizou o curso de Técnicas e Táticas Urbanas.

Em 2018, foi novamente convocado a operar na FN, concluindo com êxito a 4º readaptação da base em Brasília (DF), tendo sido designado ao termino do curso a atuar em Manaus (AM), onde atuou como subcomandante da operação no sistema prisional do Estado.

Em 2019, foi designado para assumir o comando da Operação Boa Vista, na operação dos órgãos de segurança pública do Estado de Roraima.

Publicado em Cidadania

Ainda como parte das celebrações das festas juninas, algumas escolas estaduais promovem nesta sexta-feira, 12, e sábado, 13, arraial e festas típicas caipiras, como forma de integração social com a comunidade escolar.

Neste sábado, 13, a Escola Estadual Euclides da Cunha, no centro da Capital Boa Vista, promoverá o “Arraiá do Cunha” a partir das 19h. Na programação, apresentações de quadrilhas e outras danças típicas, além de barracas com guloseimas diversas.

Também no sábado, 13, outra unidade de ensino que estará em festa é a Escola Estadual Penha Brasil, localizada no bairro Aparecida, com o já tradicional “Arraiá do Generá” a partir das 19h, em sua quadra poliesportiva. Comidas e danças típicas da época farão parte da festa.

“Teremos apresentação da quadrilha Sinhá Benta, da quadrilha da Escola Estadual Carlo Casadio, de dois grupos de dança e também um bingo com vários brindes”, destacou Raimundo Francisco, gestor da escola.

No bairro São Vicente, ocorrerá o “Arraiá do Vicentão” na Escola Estadual São Vicente de Paula. O evento será das 15h às 20h30.

EM PACARAIMA

No município de Pacaraima, o Colégio Estadual Militarizado Cícero Vieira Neto promove hoje, 12, e amanhã, 13, o I Festival De Inverno Caipira. Na programação, apresentações culturais e tradicionais, como quadrilha, dança do boi, dança caribenha, carimbó, grupo de dança de Santa Helena (Venezuela), entre outras. Haverá ainda a escolha do rei e rainha do festival, comidas típicas, rifa, leilão, bingo e banda de forró para encerrar a noite.

“Estamos preparando tudo com muito carinho. Serão dois dias de festa e contamos com a participação da comunidade para prestigiar os nossos alunos”, afirmou Maria de Jesus, gestora pedagógica da instituição.

Publicado em Educação

A fim de deixar as aulas das disciplinas de Física e Matemática mais interessantes, o professor Dilson Teixeira desenvolveu o projeto Lançamento de Projéteis - mais popularmente conhecidos como foguetes. A culminância do projeto ocorre neste sábado, 13, na pista de aeromodelismo do Parque Anauá, das 8h às 11h.

Durante o desenvolvimento das atividades, os alunos tiveram que calcular a velocidade dos foguetes, altura, alcance, entre outras questões. Para criar os projéteis, os estudantes participaram de oficinas para montagem e base de lançamento.

“Essa é uma forma de mostrarmos na prática o que a parte teórica quer dizer, pois só assim o aluno é capaz de compreender da melhor forma o que está nos livros, além de deixar as aulas mais dinâmicas e interessantes”, explicou o coordenador do projeto, Dilson Teixeira.

O projeto é desenvolvido com alunos do Ensino Médio da instituição de ensino. Cerca de 30 foguetes foram confeccionados. Alguns dos materiais utilizados são recicláveis, como garrafa pet e caixa de arquivo. Os demais são de P.V.C e materiais de encanamento.

“Além dos alunos aprenderem na prática o conteúdo ministrado em sala de aula, eles estarão contribuindo com o meio ambiente, pois buscamos reutilizar alguns materiais para confecção dos foguetes”, ressaltou Teixeira.

No decorrer dos lançamentos no Parque, as turmas participantes irão competir: vence a que o foguete tiver maior alcance. A turma vencedora ganhará um troféu desenhado por um dos alunos da instituição.

“A competição é uma forma de estimular ainda mais os alunos a participarem do projeto. Estamos satisfeitos com a interação e participação dos estudantes, pois estão empenhados em desenvolver um bom trabalho”, afirmou o coordenador.

Cinco estudantes irão representar a escola na 13° MOBFOG (Mostra Brasileira de Foguetes), em novembro, no Rio de Janeiro (RJ). A mostra é uma olimpíada inteiramente experimental, pois consiste em construir e lançar foguetes o mais distante possível.

I CONCURSO DE FOGUETES - Além da Ayrton Senna, a Escola Monteiro Lobato também desenvolve um projeto de lançamento de foguetes e, neste sábado, 13, irá realizar o I Concurso de Foguetes. O evento terá a participação das escolas estaduais Maria das Dores Brasil, América Sarmento Ribeiro e Antonio Carlos da Silva Natalino.

O projeto é desenvolvido desde o início deste ano na disciplina de Física e abrange as turmas do Ensino Médio. A escola já confeccionou cerca de 30 foguetes para a competição. Entre os materiais utilizados estão garrafas pet e encanamento, entre outros itens.

A turma que tiver a melhor equipe, o lançamento mais distante, entre outras especificidades, ganhará medalhas e certificados. “Os alunos estão empolgados. Nós e eles ficamos felizes quando o foguete atinge o alcance e velocidade desejados. Sem dúvidas, o projeto é a prática dos conhecimentos adquiridos em sala de aula”, ressaltou Moisés Gonçalves, diretor da escola Monteiro Lobato.

Publicado em Educação

Está quase tudo pronto para o “Arraial Pingo D’água”, a tradicional festa junina  realizada pela Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) para colaboradores e familiares. As atividades iniciarão a partir das 19h, nesta sexta-feira, 12, no Clube da Caer - Restaurante da Vizinha -, na Avenida Santos Dumont, 302, bairro São Pedro, em Boa Vista.

“Será uma noite muito especial, com ambiente agradável, boa música e muita alegria. Por isso, contamos com a participação de todos os colaboradores e amigos”, esclareceu o presidente da Caer, James Serrador. 

A programação inclui a apresentação da quadrilha “Coração Caipira”, barracas com comidas típicas, bebidas, pescaria, brinquedos infantis (incluindo pula-pula) e bingo. A animação ficará por conta da banda Forró Kangaia, com música ao vivo.

“Dessa vez a novidade é que a festa será aberta ao público externo e assim esperamos aproximar ainda mais a Companhia da comunidade”, finalizou o presidente.

Publicado em Secom

Escolas da rede estadual de ensino da capital e também do interior já começaram a trabalhar com as hortas e algumas já estão com a produção a todo o vapor. Em busca de potencializar essa produção e implementar a ação nas demais instituições de ensino, a Seed (Secretaria de Estado da Educação e Desporto) desenvolverá o Projeto Horta na Escola.

Em Boa Vista, as escolas Major Alcides, Antônia Coelho de Lucena, Maria das Neves Rezende, Oswaldo Cruz, Caranã, Dom José Nepote, Olavo Brasil, Diva Lima, além dos Colégios Estaduais Militarizados Luiz Ribeiro de Lima, Luiz Rittler Brito de Lucena e Colégio Militar Estadual Derly Luiz Vieira Borges já estão trabalhando a horta. Algumas estão no processo inicial de preparo da terra e do espaço e outras já usufruindo da própria produção, como é o caso por exemplo da Escola Caranã.

De acordo com a gestora da unidade de ensino, Luzinete Mota, os alunos e professores trabalharam juntos para a confecção da horta. “A horta já existia na escola e este ano estamos dando continuidade ao projeto. Alunos e professores se envolvem com a limpeza, cuidado e recolhimento da produção”, explicou a gestora.

Ela destacou ainda que os alunos têm um tempo reservado para cuidar da horta. Hoje, a escola produz cheiro-verde, pimentão, abóbora, rúcula, limão, macaxeira, tomate, berinjela, maxixe, quiabo, além de plantas medicinais, como capim santo, malva santa e boldo. No interior do Estado, a Escola Estadual Presidente Castelo Branco, em Caracaraí, também já desenvolve um trabalho de produção com hortas.

A Seed, por meio do Projeto Horta na Escola, vai estimular esses plantios, sensibilizando a comunidade escolar quanto à importância da alimentação saudável, empreendedorismo e com a possibilidade de complementação da renda familiar, uma vez que os conhecimentos adquiridos na escola poderão ser implementados nas casas das famílias dos estudantes, fomentando a pequena produção.

Para esta ação, a Seed contará com a parceria da Seapa (Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento), que disponibilizará as tecnologias a serem utilizadas e orientações. A deputada Angela Águida Portela será outra parceira, trazendo a expertise dos Projetos Verde Vivo e Carijó, desenvolvidos anteriormente por ela em algumas escolas do interior do Estado.

A Seed deve começar a implementar o Projeto Horta na Escola já no segundo semestre deste ano.

TEMPO INTEGRAL - As EMTI (Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral) também irão trabalhar o Projeto Horta, porém em uma proposta diferenciada. A Educação em Tempo Integral é um projeto educativo integrado, onde o aluno, além do desenvolvimento intelectual, tem possibilidades diversas de aprendizado voltadas à criatividade, ao empreendedorismo, à produção de arte e valorização de sua história, entre outros, a fim de se tornar um cidadão consciente de seus direitos e deveres.

Dentro dessa proposta da EMTI, a horta aparece como uma unidade curricular (eletiva) a ser desenvolvida por meio de projetos interdisciplinares, dentro da parte flexível do currículo. A sua implementação será de forma sistematizada, com o cumprimento de etapas. A primeira delas será a escuta com a comunidade escolar, professores, alunos e comunidade externa sobre a implementação da horta na escola.

A segunda etapa compreenderá os estudos sobre a importância da horta a partir dos conhecimentos teóricos e pesquisas, incluindo também visitas técnicas em hortas já estabelecidas e em instituições como, por exemplo, a Embrapa. Por fim, a terceira etapa será a parte da execução, ou seja, o plantio e a construção da horta.

“O objetivo dessa atividade, por meio da eletiva, é aprofundar e ampliar a aprendizagem dos alunos, fazer com que possam desenvolver competências e habilidades dentro de aspectos como o empreendedorismo e a iniciação científica. O envolvimento deles com a pesquisa vai fazer com que realizem a atividade com sucesso na prática”, destacou Cátia Maria dos Santos Costa, coordenadora da EMTI.

O Projeto Horta, dentro do contexto da EMTI, busca educar pela pesquisa e também proporcionar aos estudantes a sensibilização quanto à alimentação saudável, aos cuidados com o meio ambiente, a valorização de técnicas agrícolas, o empreendedorismo e senso do trabalho em equipe, por meio de uma aprendizagem colaborativa.

Em Roraima, existem cinco Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral: Maria das Dores Brasil e América Sarmento em Boa Vista; José de Alencar, em Rorainópolis; Padre José Monticone, em Mucajaí; e José Vieira Sales Guerra, em Caracaraí.

No momento, as instituições de ensino realizam a primeira etapa, que é a escuta da comunidade escolar. As demais fases também terão continuidade no segundo semestre de 2019.

Publicado em Educação

O PCS (Programa Cuidando do Servidor), desenvolvido pela Segad (Secretaria de Gestão Estratégica e Administração), por meio da Escola de Governo, realizou de maio a julho ações em seis unidades estaduais. Foram mais de 1,5 mil servidores atendidos por diversos serviços ofertados pelos parceiros.

O Programa percorre todas as secretarias estaduais com informações e atendimentos aos servidores efetivos, comissionados e federais. Os atendimentos preventivos à saúde são feitos pelos cursos superiores do Centro Universitário Estácio da Amazônia. Também há atendimento do Procon Roraima.

Iniciado em 06 de maio na sede da Setrabes (Secretaria de Estado do Bem-Estar Social), o PCS beneficiou até julho 1.512 servidores, com avaliação de anamnese pelo curso de Serviço Social, além de serviços de Enfermagem (aferição de pressão, medição de glicose, vacinação e consulta de enfermagem), Nutrição (antropometria nutricional e diagnóstico dietético), Fisioterapia (avaliação da cinético funcional), Educação Física (avaliação funcional e dinâmica laboral) e Procon Roraima (com orientação financeira).

Clube de Benefício do Servidor - Também coordenado pela Escola de Governo, o Programa Clube de Benefício do Servidor emitiu 1.706 carteirinhas destinadas aos servidores e dependentes, que garantem descontos nas empresas conveniadas.

Atualmente, são 51 empresas de diversos segmentos que assinaram os termos de adesão ao programa, como educação, lazer, cultura, saúde, estética, serviços e alimentos. A relação completa das empresas pode ser consultada no site www.servidor.rr.gov.br ou na sede da Segad, segundo Piso – sala 19.

Publicado em Secom
Página 1 de 17