Mostrando itens por marcador: governoderoraima

Quarta, 29 Julho 2020 20:10

COMUNICADO

A Sesau (Secretaria de Saúde) informa que, nesta quinta-feira, dia 30 de julho, das 10h às 16h, o fornecimento de energia elétrica no HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento) será interrompido.


A suspensão temporária do serviço será necessária para a realização de manutenção corretiva no sistema de média tensão.

Durante a suspensão os geradores de energia da Unidade permanecerão ligados, para evitar que os blocos do complexo sejam afetados, e garantir o atendimento integral à população.

A empresa Roraima Energia já foi informada sobre o planejamento da ação. As equipes de engenharia também foram acionadas para prestar o acompanhamento e assessoria necessários.

A Sesau ressalta que a suspensão será parcial e, desta forma, não comprometerá o atendimento ao público.

Publicado em DESTAQUES

Roraima é um dos poucos estados do Brasil que utilizam a multibiometria para reconhecimento facial. A tecnologia é de extrema importância para a investigação policial, vez que permite identificar em minutos o suspeito ou vítima de um crime. Para o diretor do IIOC (Instituto de Identificação Odílio Cruz), Amadeu Triani, o resultado da implantação desta tecnologia dá mais celeridade no atendimento das demandas das unidades policiais.

“A solução experimentada tem um suporte no banco de dados provido pela Polícia Civil, por meio do Instituto de Identificação. Trata-se de um aparato tecnológico de grande valia para a elucidação de crimes, com a identificação dos suspeitos”, destacou o diretor.

Conforme Amadeu Triani, atualmente conhecido como Abis (Sistema Automático de Identificação Multibiométrica), o sistema tem apresentado excelentes resultados quando somado à participação efetiva dos peritos papiloscopistas. “É uma ferramenta que proporciona celeridade e eficiência em situações como a identificação de cadáveres desconhecidos no IML, cenas de crimes violentos e também no dia a dia das delegacias”, ressaltou.

Fragmentos de digitais

No Instituto de Identificação, os papiloscopistas vêm utilizando outra metodologia de trabalho, por meio de um aplicativo de celular criado pelos próprios peritos em Roraima. “Este trabalho inicia quando os peritos realizam a coleta do material a ser investigado, que passa por um processo químico na cena do crime ou junto ao suspeito ou vítima, e a submete ao sistema. O programa é confiável e nos aponta a solução da pesquisa, indicando o suspeito”, detalhou.

Amadeu Triani apontou ainda que, além de suas capacidades multimodais, o sistema processa tudo em segundos e apresenta uma média de 10 possíveis resultados. É neste momento, disse o diretor, em que a expertise do perito entra “em campo”.

“Os peritos papiloscopistas fazem o levantamento na cena do crime e, com o apoio de outro perito que fica na base utilizando uma fotografia de celular, o sistema faz o processamento e com a expertise do perito é possível identificar o suspeito. Esse trabalho tem levado uma média de 40 minutos para ser concluído, dando uma agilidade sem igual ao trabalho da perícia e investigação em tempo recorde no Estado”, ressaltou o diretor.

O SISTEMA AUTOMATIZADO – Conhecido como Afis (Sistema Automatizado de Identificação de Impressões Digitais), foi implantado em alguns institutos do País em 2003, patrocinado pelo Governo Federal, via Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública). Porém, em 2016 o sistema e os equipamentos ficaram obsoletos. Em Roraima, a atualização do Sistema foi realizada com os recursos próprios do Instituto de Identificação, por meio da arrecadação da taxa da  2ª via do documento de identidade.

“Com isso o sistema, que antes só trabalhava com a digital, recebeu a atualização para o reconhecimento facial, mudando a nomenclatura para Abis (Automatic Biometric Identification System) que em português significa Sistema Automático de Identificação Multibiométrica”, ressaltou.

CASOS SOLUCIONADOS EM RORAIMA – O primeiro caso solucionado com a atualização do sistema Abis ocorreu em 19 de maio de 2018, quando após ser flagranteado tentando roubar motocicletas no Centro de Boa Vista, o suspeito A. M. O., se apresentou à polícia como  como A. S. C.

“Na delegacia, o nome que ele apresentou não constava no banco de dados nacional, deste modo, submetemos a digital dele no sistema e encontramos sua verdadeira identidade. Assim, foram descobertas suas passagens na polícia por roubo com emprego de arma e concurso de pessoa”, disse o diretor.

Outro caso destacado por Triani foi o do agente penitenciário Alvino Mesquita, de 28 anos. Na época, segundo Triani, o caso teve grande repercussão no Estado. O agente foi morto por bandidos em abril de 2017, no bairro Senador Hélio Campos, quando comemorava o aniversário da filha de seis anos e teve a casa invadida. Os criminosos mandaram todos que estavam na casa saírem do local e atiraram na cabeça do agente.

“Durante as investigações, fizemos a perícia no veículo que foi abandonado na fuga e conseguimos identificar um dos possíveis autores. Esses são só alguns dos exemplos. A perícia tem trabalhado diariamente e arduamente na identificação de pessoas, o que tem sido de grande importância para que a Polícia Civil produza provas eficientes para subsidiar as investigações, auxiliando a Justiça na aplicação da lei”, enfatizou.

Publicado em DESTAQUES

A edição 2020 do programa, Agro em Campo. Retoma suas atividades no dia 3 de agosto. O programa é uma ação do Governo do Estado, coordenada pela Seapa (Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento), que reúne todos os órgãos da estrutura estadual voltados para o atendimento ao setor produtivo em Roraima.

Para o governador Antonio Denarium, estar mais próximo do setor rural é um dos pilares do programa governamental, que foi criado no ano passado. “O Agro em Campo consiste em fazer um estudo para avaliar as principais demandas do setor agropecuário, além de criar políticas para assistir com mais exatidão as necessidades do homem do campo”, explicou.

Conforme o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento e coordenador da ação, Emerson Baú, o Agro em Campo retorna em um momento importante para auxiliar o pequeno produtor rural, principalmente porque o setor da agricultura foi um dos poucos que não pararam durante a quarentena.

“O produtor rural, em muitos momentos, tem a dificuldade de vir para a capital para tentar encontrar maneiras de melhorar sua produção, porque demanda tempo e dinheiro, então, o pequeno agricultor até consegue vir, porém, com poucos recursos para se manter aqui enquanto tenta ser atendido. O Agro em Campo veio para resolver esta situação. Somos nós que levamos as ações do Governo até ele, na propriedade dele”, frisou Emerson Baú.

De 3 a 7 de agosto, os atendimentos serão em Campos Novos (município de Iracema); de 10 a 14 de agosto será a vez de Roxinho (Mucajaí); de 17 a 21 de agosto, as ações serão em Ajarani (Caracaraí) e, finalizando o mês de agosto, de 25 a 28, o Agro em Campo, estará visitando os produtores rurais do Apiaú (Mucajaí).

Por conta da pandemia ocasionada pela COVID-19, não foi possível realizar ações no primeiro semestre de 2020 e, com a retomada das atividades no Estado, todos os servidores envolvidos receberão as recomendações para o cuidado de prevenção em relação ao Coronavírus.

PARCERIAS- A coordenação do Agro em Campo é feita pela Seapa e conta com o apoio da Aderr (Agência de Defesa Agropecuária de Roraima), Femarh (Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos), Iteraima (Instituto de Terras e Colonização de Roraima), Desenvolve-RR (Agência de Desenvolvimento de Roraima) e Seplan (Secretaria de Planejamento).

O projeto também conta com a parceria de órgãos federais, como o Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e Sebrae-RR (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas). Também estão presentes instituições financeiras, como o Banco do Brasil e o Banco da Amazônia.

De acordo com o presidente da Aderr, Gelb Platão, diversas ações estarão presentes no Agro em Campos, como as UDAs (Unidades de Defesa Agropecuária) e os EACs (Escritórios de Atendimento à Comunidade), que prestam serviços de emissão de GTA (Guia de Trânsito Animal), monitoramento e controle de pragas, vacinação assistida e fiscalizada, vigilância ativa e passiva, vigilância em área de risco, emissão de atestado de vacinação, fiscalização de eventos (vaquejadas, rodeios e corrida de cavalos), além de fiscalização móvel para controlar o trânsito de animais e de frutas hospedeiras da mosca da carambola.

Segundo o secretário Emerson Baú, as atividades nas propriedades terão uma composição de equipe multifuncional. “No carro, teremos pessoas de várias secretarias para fazer esse atendimento. O Iteraima, por exemplo, vai verificar a situação do imóvel, como está a questão da documentação; a Femarh vai trabalhar a questão das licenças ambientais; já a Seapa, vai fazer todo o trabalho de assistência técnica de levantamento de demandas, verificar a necessidade do acesso ao crédito rural e também a todas as ações e produtos que o produtor pode receber conforme a necessidade dele”, informou Baú.

PROGRAMAÇÃO - De 3 a 7 de agosto, os atendimentos serão em Campos Novos (município de Iracema); de 10 a 14 de agosto será a vez de Roxinho (Mucajaí); de 17 a 21 de agosto, as ações serão em Ajarani (Caracaraí) e, finalizando o mês de agosto, de 25 a 28, o Agro em Campo, estará visitando os produtores rurais do Apiaú (Mucajaí).

Por conta da pandemia ocasionada pela COVID-19, não foi possível realizar ações no primeiro semestre de 2020 e, com a retomada das atividades no Estado, todos os servidores envolvidos receberão as recomendações para o cuidado de prevenção em relação ao Coronavírus.

HISTÓRICO DO PROGRAMA - Em 2019 foi realizado o primeiro Agro em Campo no município de Rorainópolis, onde o projeto de fruticultura e citricultura teve atenção especial com os produtores da Roraicitrus (Cooperativa dos Citricultores do Sul de Roraima). Em seguida, foi realizado atendimento em Campos Novos (Iracema) e Roxinho e Apiaú (em Mucajaí). Este ano, o formato de atendimento foi modificado: cada instituição irá compor uma equipe com quatro integrantes. A ideia é que cada carro visite uma propriedade. O objetivo é passar por todas as vicinais da localidade escolhida.

Publicado em DESTAQUES
Quarta, 29 Julho 2020 01:21

COMUNICADO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR
(Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a
divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O
CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano
de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As
publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no
portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 5
7.272 notificações
para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da
Saúde.

Destes, 30.
996 foram confirmados, sendo 7.912 por RT-PCR e 23.084 por teste
rápido, 2
6.276 foram descartados e 493 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 38
6 em Alto Alegre, 240 no
Amajari, 2
3.132 casos foram notificados em Boa Vista, 352 em Bonfim, 711 no
Cantá, 4
94 em Caracaraí, 693 em Caroebe, 185 em Iracema, 445 em Mucajaí, 243
em Normandia, 1.
109 em Pacaraima, 1.178 em Rorainópolis, 654 em São João da
Baliza, 16
1 em São Luiz e 471 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 42
9 em Alto Alegre, 246 em Amajari, 19.950
notificações ocorreram em Boa Vista,
357 em Bonfim, 356 no Cantá, 430 em
Caracaraí, 411 em Caroebe, 25
5 em Iracema, 735 em Mucajaí, 182 em Normandia,
24
7 em Pacaraima, 1.375 em Rorainópolis, 436 em São João da Baliza, 174 em São
Luís e 156 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 49
3 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 09 em Alto
Alegre, 0
5 em Amajarí, 398 no município de Boa Vista, 06 no Bonfim, 07 no Cantá,
06 em Caracaraí, 02 em Caroebe, 04 em Iracema, 07 em Mucajaí, 09 em
Normandia, 20
em Pacaraima, 15 em Rorainópolis, 02 em São João da Baliza, 01
São Luiz e 02 em Uiramutã.

Além disso, 8.862 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de
isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 139 em Alto Alegre, 54 em Amajari, 6.289 são de Boa Vista, 77 de Bonfim, 396 no Cantá, 58 em Caracaraí, 232 em Caroebe, 48 em Iracema, 138 em Mucajaí, 13 em Normandia, 370 em Pacaraima, 595 em Rorainópolis, 190 em São João da Baliza, 92 de São Luiz e 32 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde)
declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

A terceira fase do concurso público da PMRR (Polícia Militar de Roraima), ocorrido em 2018, será realizada nos dias 4, 5 e 6 de setembro. O anúncio foi feito nesta terça-feira, 28, no Palácio Senador Hélio Campos pelo governador Antonio Denarium, acompanhado do deputado federal Ottaci Nascimento e dos deputados estaduais Jânio Xingu e Renan Filho e na presença de todos os candidatos já aprovados em fases anteriores, que aguardavam a continuidade do certame.

De acordo com o governador, a realização de todas as etapas é um compromisso do Governo de Roraima e deve ocorrer normalmente até o fim deste ano. “Valorizando todos os concurseiros, estamos anunciando aqui em primeira mão o início da terceira fase do concurso da Polícia Militar, que são os exames técnicos psicológicos para os dias 4, 5 e 6 de setembro. Finalizando essa etapa, será feita a investigação social. Logo após, pretendemos dar início ao curso de formação dos policiais aprovados para a primeira semana de 2021”, destacou.

Para Lucas Barreto, membro da comissão dos concurseiros de Roraima, o momento do anúncio era bastante aguardado por todos os integrantes. “Durante dois anos, aguardávamos por uma data provável da homologação do concurso público. Quem é concurseiro sabe que você só tem o direito certo e garantido após a homologação do concurso. Era isso que nós buscávamos, o direto de um dia tomar posse do nosso concurso. Hoje, recebemos em primeira mão do governador a notícia que até o fim do ano serão cumpridas todas as etapas e também a homologação do concurso da PM”, pontuou.

Denarium também conversou com representantes da comissão de concurseiros, que solicitaram a retificação do subitem, 2.5 do edital, com abertura para o cadastro de reserva. “Recebemos também a comissão dos concurseiros que nos solicitaram a retirada do subitem 2.5, que trata sobre a classificação no cadastro de reserva. Imediatamente repassamos o pedido para a PGE [Procuradoria Geral do Estado], que vai fazer uma avaliação jurídica referente à possibilidade de retificação. Então, aguardaremos um posicionamento da PGE para saber se é possível, ou não, retirar o subitem em questão. Nosso objetivo é atender a todos que realizaram o concurso da Polícia Militar”, declarou.

Subitem 2.5 do edital

De acordo com o edital, o candidato classificado na 1ª etapa (prova objetiva) que figurar a partir da posição imediatamente subsequente à expressa na tabela disposta no subitem 2.4, dentro de sua respectiva região, não terá classificação alguma no certame e estará eliminado do concurso. Como parte integrante da comissão que busca a retificação do subitem 2.5, Rogelma Rodrigues disse acreditar que tudo será feito dentro da legalidade.

“Primeiramente, quero agradecer a sensibilidade do governador, pois sabemos que essas questões de retificação precisam ser feitas dentro da legalidade. Não há inconstitucionalidade para a retificação de um edital com o concurso em andamento. Dessa forma, estamos buscando o entendimento entre os poderes. Saímos daqui hoje satisfeitos pela sensibilidade, tanto do Executivo quanto da Procuradoria”, disse.

Rogelma acrescentou que confia na análise jurídica da PGE. “Agora nossa causa vai passar pelo setor jurídico da PGE, onde será feito uma análise minuciosa para que não haja nenhuma ilegalidade, não fira o princípio da impessoalidade. Acreditamos na retificação subitem 2.5, tanto que já chegamos até aqui e contamos exatamente com a divulgação do cronograma dos aprovados para que, o quanto antes, assumam a academia e com isso o suposto cadastro de reserva venha tomar as vagas conforme a oportunidade e conveniência do Estado”, confiou.

Linha do tempo concurso da PMRR

Maio/2018: PMRR publica o edital do certame com 400 vagas para o Cargo de Soldado PM 2ª Classe do Quadro de Praças Combatentes da Polícia Militar  QPCPM.

Agosto/2018: As datas das inscrições e a data da realização da prova objetiva são alteradas. As inscrições, que seriam realizadas nos meses de maio e junho de 2018, passaram para o mês de outubro. A prova objetiva estava marcada para o dia 24 de agosto, mas foi remarcada para 9 de novembro.

Fevereiro/2019: Durante entrevista coletiva, o Governo estadual anunciou o cancelamento do certame para buscar equilíbrio das contas públicas. Além do concurso da PMRR, a suspensão pelo Governo também atingiu os concursos da PCRR (Polícia Civil de Roraima), Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social), e da Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania).

Fevereiro/2019: Os candidatos que prestaram o concurso fazem protestos e, dois dias depois do cancelamento, o governador de Roraima começa a analisar a situação do certame.

Junho/2019: O governador Antonio Denarium anuncia que o concurso PM/RR continuaria vigente, no entanto, não foi divulgada nenhuma retificação do edital.

Julho/2019: É finalmente divulgado o Edital nº 009/2019, oficializando a revogação de suspensão do concurso da PM/RR, além da troca de banca organizadora. Antes, a instituição responsável era a UERR (Universidade Estadual de Roraima), agora, passa a ser a UFRR (Universidade Federal de Roraima).

 

O concurso da PMRR

 

As 400 vagas do concurso da PMRR foram divididas entre 340 para o sexo masculino e 60 para o sexo feminino. O certame tem 4 etapas, especificadas abaixo:

 

1ª Etapa: Prova objetiva eliminatória e classificatória - concluída;

2ª Etapa: Exames médicos, odontológicos, toxicológicos, e o de aptidão física, eliminatório - concluída;

3ª Etapa: Avaliação psicológica - eliminatório;

4ª Etapa: Investigação social - eliminatório.

 

Cronograma

 

2019

29/11 - Resultado preliminar dos exames médicos, odontológicos e toxicológicos;

2 a 4/12 - Interposição de recurso contra o resultado preliminar;

20/12 - Resultado definitivo dos exames médicos, odontológicos e toxicológicos;

 

2020

8/01 - Publicação do edital específico de convocação para a etapa de aptidão física;

15/03 a 30 - Exames físicos dos candidatos aprovados na etapa anterior;

11/05 - Resultado preliminar dos exames de aptidão física;

12 a 14/05 - Interposição de recurso contra o resultado preliminar;

16/06 - Resultado definitivo de aptidão física;

30/06 - Publicação do edital de convocação para avaliação psicológica dos candidatos aprovados no exame de aptidão física;

21/07 - Resultado preliminar dos exames psicológicos;

22 a 24/07 - Interposição de recurso contra o resultado preliminar;

05/08 - Resultado definitivo da avaliação psicológica.

 

Publicado em MANCHETES
Terça, 28 Julho 2020 07:07

COMUNICADO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR
(Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a
divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O
CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano
de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As
publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no
portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 5
6.046 notificações
para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da
Saúde.

Destes,
30.316 foram confirmados, sendo 7.912 por RT-PCR e 22.404 por teste
rápido, 25.
730 foram descartados e 479 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 38
4 em Alto Alegre, 239 no
Amajari, 22.5
84 casos foram notificados em Boa Vista, 339 em Bonfim, 694 no
Cantá, 4
81 em Caracaraí, 688 em Caroebe, 184 em Iracema, 442 em Mucajaí, 235
em Normandia, 1.0
94 em Pacaraima, 1.156 em Rorainópolis, 653 em São João da
Baliza, 1
60 em São Luiz e 448 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 427
em Alto Alegre, 246 em Amajari, 19.526
notificações ocorreram em Boa Vista, 2
99 em Bonfim, 354 no Cantá, 420 em
Caracaraí, 411 em Caroebe, 2
51 em Iracema, 734 em Mucajaí, 182 em Normandia,
24
4 em Pacaraima, 1.343 em Rorainópolis, 434 em São João da Baliza, 174 em São
Luís e 156 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 47
9 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 09 em Alto
Alegre, 04 em Amajarí, 38
5 no município de Boa Vista, 06 no Bonfim, 07 no Cantá,
06 em Caracaraí, 02 em Caroebe, 04 em Iracema, 07 em Mucajaí, 09 em
Normandia, 20
em Pacaraima, 15 em Rorainópolis, 02 em São João da Baliza, 01
São Luiz e 02 em Uiramutã.

Além disso, 8.824 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de
isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 139 em Alto Alegre, 54 em Amajari, 6.289 são de Boa Vista, 77 de Bonfim, 359 no Cantá, 58 em Caracaraí, 232 em Caroebe, 48 em Iracema, 138 em Mucajaí, 13 em Normandia, 370 em Pacaraima, 595 em Rorainópolis, 190 em São João da Baliza, 91 de São Luiz e 32 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde)
declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES
Segunda, 27 Julho 2020 07:34

COMUNICADO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR
(Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a
divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O
CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano
de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As
publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no
portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 5
5.382 notificações
para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da
Saúde.

Destes, 29.
902 foram confirmados, sendo 7.910 por RT-PCR e 21.992 por teste
rápido, 25.4
80 foram descartados e 474 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 380
em Alto Alegre, 238 no
Amajari, 22.2
53 casos foram notificados em Boa Vista, 330 em Bonfim, 688 no
Cantá, 4
63 em Caracaraí, 688 em Caroebe, 183 em Iracema, 441 em Mucajaí, 218
em Normandia, 1.08
6 em Pacaraima, 1.149 em Rorainópolis, 653 em São João da
Baliza, 15
9 em São Luiz e 441 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 427
em Alto Alegre, 246 em Amajari, 19.336
notificações ocorreram em Boa Vista, 28
2 em Bonfim, 352 no Cantá, 413 em
Caracaraí, 411 em Caroebe, 249 em Iracema, 73
3 em Mucajaí, 180 em Normandia,
243
em Pacaraima, 1.331 em Rorainópolis, 433 em São João da Baliza, 164 em São
Luís e 156 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 47
4 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 08 em Alto
Alegre, 04 em Amajarí, 38
2 no município de Boa Vista, 06 no Bonfim, 07 no Cantá,
06 em Caracaraí, 02 em Caroebe, 04 em Iracema, 07 em Mucajaí, 09 em
Normandia, 20
em Pacaraima, 14 em Rorainópolis, 02 em São João da Baliza, 01
São Luiz e 02 em Uiramutã.

 

Além disso, 8.873 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de
isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 139 em Alto Alegre, 54 em Amajari, 6.289 são de Boa Vista, 77 de Bonfim, 359 no Cantá, 58 em Caracaraí, 232 em Caroebe, 48 em Iracema, 128 em Mucajaí, 13 em Normandia, 370 em Pacaraima, 595 em Rorainópolis, 190 em São João da Baliza, 150 de São Luiz e 32 em Uiramutã.

 

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde)
declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

 

Publicado em DESTAQUES
Domingo, 26 Julho 2020 01:14

COMUNICADO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR
(Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a
divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O
CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano
de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As
publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no
portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 5
5.241 notificações
para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da
Saúde.

Destes, 29.
829 foram confirmados, sendo 7.910 por RT-PCR e 21.919 por teste
rápido, 25.
412 foram descartados e 473 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 3
80 em Alto Alegre, 238 no
Amajari, 2
2.212 casos foram notificados em Boa Vista, 330 em Bonfim, 687 no
Cantá, 4
41 em Caracaraí, 688 em Caroebe, 183 em Iracema, 441 em Mucajaí, 218
em Normandia, 1.08
5 em Pacaraima, 1.142 em Rorainópolis, 653 em São João da
Baliza, 158
em São Luiz e 441 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 427
em Alto Alegre, 227 em Amajari, 19.306
notificações ocorreram em Boa Vista, 2
81 em Bonfim, 352 no Cantá, 411 em
Caracaraí, 411 em Caroebe, 249 em Iracema, 7
30 em Mucajaí, 179 em Normandia,
2
43 em Pacaraima, 1.321 em Rorainópolis, 433 em São João da Baliza, 164 em São
Luís e 156 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 473
óbitos por Coronavírus (COVID-19), 08 em Alto
Alegre, 04 em Amajarí, 381
no município de Boa Vista, 06 no Bonfim, 07 no Cantá,
06 em Caracaraí, 02 em Caroebe, 04 em Iracema, 07 em Mucajaí, 09 em
Normandia, 20
em Pacaraima, 14 em Rorainópolis, 02 em São João da Baliza, 01
São Luiz e 02 em Uiramutã.

Além disso, 8.873 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de
isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 139 em Alto Alegre, 54 em Amajari, 6.289 são de Boa Vista, 77 de Bonfim, 359 no Cantá, 58 em Caracaraí, 232 em Caroebe, 48 em Iracema, 128 em Mucajaí, 13 em Normandia, 370 em Pacaraima, 595 em Rorainópolis, 190 em São João da Baliza, 150 de São Luiz e 32 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde)
declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

 

Publicado em DESTAQUES

Na manhã desta quinta-feira, 23, em ação conjunta, a equipe da Femarh (Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos) e agentes do ICMBIO (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), Cipa (Companhia Independente de Policiamento Ambiental da Polícia Militar de Roraima), Exército Brasileiro, com apoio do 6º Pelotão da Polícia Militar do município de Alto Alegre, foi realizada a apreensão de uma aeronave, juntamente com combustível e outros materiais que possivelmente abasteceriam região de garimpo.

De acordo com o diretor de Monitoramento Ambiental da Femarh, Glicério Fernandes, a ação, denominada "Operação Uraricoera/Mucajaí 2", visa a repressão no combate ao garimpo ilegal nas terras indígenas. “A aeronave foi encontrada em uma pista clandestina na região do município de Mucajaí e os infratores, ao perceberem a presença dos fiscais ambientais e dos demais agentes que fazem parte da equipe na operação, abandonaram a aeronave e se evadiram do local, deixando para trás o material”, disse o diretor.

Na ação, não foi possível identificar e prender os possíveis possuidores dos equipamentos apreendidos. Todo o material, juntamente com a aeronave, foram entregues à Polícia Federal.

OPERAÇÃO VERDE BRASIL 2 - A ação faz parte das atividades da Operação Verde Brasil 2, que atua por meio de ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais, direcionadas ao desmatamento ilegal, além do combate a focos de incêndio, prorrogada pelo Governo Federal através do Decreto nº 10.421, até novembro de 2020.

 

Publicado em DESTAQUES
Sábado, 25 Julho 2020 11:56

COMUNICADO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR
(Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a
divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O
CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano
de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As
publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no
portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 5
4.257 notificações
para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da
Saúde.

Destes, 2
9.394 foram confirmados, sendo 7.903 por RT-PCR e 21.491 por teste
rápido, 2
5.035 foram descartados e 473 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 37
6 em Alto Alegre, 238 no
Amajari, 21.
834 casos foram notificados em Boa Vista, 309 em Bonfim, 687 no
Cantá, 4
33 em Caracaraí, 685 em Caroebe, 183 em Iracema, 437 em Mucajaí, 218
em Normandia, 1.0
83 em Pacaraima, 1.135 em Rorainópolis, 653 em São João da
Baliza, 15
8 em São Luiz e 439 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 4
27 em Alto Alegre, 223 em Amajari, 19.003
notificações ocorreram em Boa Vista, 24
4 em Bonfim, 350 no Cantá, 409 em
Caracaraí, 411 em Caroebe, 249 em Iracema, 72
9 em Mucajaí, 178 em Normandia,
23
9 em Pacaraima, 1.307 em Rorainópolis, 433 em São João da Baliza, 162 em São
Luís e 156 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 4
73 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 08 em Alto
Alegre, 04 em Amajarí, 3
81 no município de Boa Vista, 06 no Bonfim, 07 no Cantá,
06 em Caracaraí, 02 em Caroebe, 04 em Iracema, 07 em Mucajaí, 09 em
Normandia,
20 em Pacaraima, 14 em Rorainópolis, 02 em São João da Baliza, 01
São Luiz e 02 em Uiramutã.

Além disso, 8.782 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de
isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 139 em Alto Alegre, 54 em
Amajari, 6.289 são de Boa Vista, 77 de Bonfim, 35
9 no Cantá, 58 em Caracaraí, 232
em Caroebe, 48 em Iracema, 1
28 em Mucajaí, 13 em Normandia, 370 em Pacaraima, 595 em Rorainópolis, 190 em São João da Baliza, 59 de São Luiz e 32 em Uiramutã.


Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde)
declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES