Mostrando itens por marcador: governoderoraima

Gestores e secretários escolares devem ficar atentos. Encerra na próxima sexta-feira, 20, o prazo da segunda etapa de coleta dos dados do Censo Escolar 2019. Em todo Estado, contabilizando as redes estadual, municipal, privada e federal, 4.180 alunos precisam ser informados no sistema Educacenso.

Esta segunda etapa do Censo Escolar é chamada de Situação Aluno e é nesta etapa que são coletados dados, referente ao ano 2019 sobre transferências, abandono ou falecimento de estudantes e ainda sobre o rendimento do aluno, ou seja, se o estudante foi aprovado ou reprovado no ano letivo.

“Estamos na reta final do Censo Escolar e ainda temos mais de quatro mil alunos transferidos e não informados. O aluno que sai de uma escola transferido deve aparecer em outra. Precisamos localizar esse aluno para inserção no Censo Escolar”, alertou Rosalete Saldanha, coordenadora do Censo Escolar na Seed (Secretaria de Educação e Desporto).

Os dados são coletados pelas escolas e informados no Sistema Educacenso. A responsabilidade da inserção dos dados no sistema é dos secretários escolares que atuam nas instituições de ensino. O prazo encerrará no próximo dia 20. Depois desse prazo, o sistema será aberto para eventuais correções, na primeira quinzena de abril e em maio, será divulgado o resultado final.

É importante que as informações sejam inseridas corretamente e da forma mais fidedigna possível, pois é com base no Censo Escolar que são definidas várias políticas públicas educacionais. Por meio da coleta de dados, é possível obter informações individualizadas de cada estudante, professor, turma e escola do Brasil, de todas as redes, públicas (municipais, estaduais e federais) e privadas.

O Censo Escolar é coordenado em todo o País pelo INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira). A coleta dos dados sempre inicia na última quarta-feira do mês de maio de cada ano.

Por meio do Censo Escolar, é possível realizar o monitoramento e o desenvolvimento da Educação, através de indicadores como o IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), taxas de rendimento, distorção idade-série, entre outros. Além disso, os dados coletados também servem de base para estabelecer as políticas públicas na área da Educação e também para o repasse de recursos do Governo Federal para o fomento das ações educacionais.

Em Roraima, de acordo com os dados do Censo Escolar 2019, existem 374 escolas e 75.386 alunos matriculados. Na capital Boa Vista, são 57 escolas e 40.633 estudantes.

 

Publicado em DESTAQUES

Como forma de ampliar as estratégias de combate ao novo coronavírus (COVID-19), o Ministério da Saúde decidiu encaminhar aos estados, kits que auxiliam na detecção da doença. Em Roraima, os materiais já estão no Lacen-RR (Laboratório Central de Saúde Pública de Roraima), que será uma das unidades de referência laboratorial na região Norte.  

“Quando começou a se verificar a questão da dispersão do vírus, eles selecionaram alguns laboratórios centrais que já possuem equipe técnica capacitada para atuar nesse tipo de trabalho, e Roraima, juntamente com o Pará e o Amazonas, foi selecionado na Região Norte pra trabalhar com esse tipo de mecanismo. Isso vai ajudar a diminuir o tempo de resposta, já que não será mais necessário encaminhar as nossas amostras para análise fora do Estado”, destacou a diretora técnica do Lacen-RR, Cátia Meneses.

Ao todo, a CGLAB/SVS (Coordenação Geral de Laboratórios do Ministério da Saúde), encaminhou 10 kits para Roraima, quantidade suficiente para que o Lacen consiga realizar em torno de 200 a 220 exames. Um novo quantitativo foi solicitado e o Estado aguarda retorno por parte da CGLAB.

 “Vale lembrar que, apesar das frequentes atualizações, o Ministério da Saúde preconiza como critério de definição para a realização do exame os casos de pessoas que estiveram em países ou até mesmo em estados brasileiros com circulação ativa do vírus nos últimos 14 dias, ou que entraram em contato com casos confirmados da doença. A Fiocruz é responsável pela produção desses kits e eles vão liberando esse material conforme a disponibilidade, uma vez que a demanda é muito alta”, completou.

Paralelo à estruturação das atividades para o atendimento de possíveis casos de COVID-19, a equipe do laboratório de Biologia Molecular do Lacen também está passando por atualização.

“O técnico responsável já está Belém, no Pará, onde participa de uma atualização no laboratório do Instituto Evandro Chagas. Ele deve retornar ao Estado amanhã, dia 19, e replicará tudo que aprendeu aos profissionais do Lacen. Isso é muito importante, pois se trata de teste molecular e só nós temos a autorização para fazê-lo”, pontuou.

Publicado em DESTAQUES

Para resguardar cidadãos e servidores da Polícia Civil, o Consupol (Conselho Superior de Polícia) se reuniu nesta terça-feira, dia 17, e deliberou sobre as medidas temporárias de prevenção ao contágio pelo novo Coronavírus (COVID-19) a serem adotadas na Instituição.

Os registros de Boletim de Ocorrência deverão ser realizados de forma online e somente em casos extremos podem ocorrer presencialmente. Entretanto, esses serviços foram suspensos na Central de Flagrantes, que funciona na sede do 5º Distrito Policial.

Dentre as mais diversas medidas adotadas, ficou estabelecido que o atendimento presencial em todas as delegacias de polícia e demais unidades da Delegacia-Geral da Polícia Civil fica condicionado ao critério do delegado responsável, com ressalvas aos casos urgentes.

Neste aspecto, são considerados urgentes os casos de homicídios; latrocínios; remoções de cadáver; violência doméstica e contra criança e adolescentes; casos em que possam ocorrer o perecimento da prova, demandando imediata intervenção policial; ainda os casos de estupro; sequestro; cárcere privado; ações de grupos criminosos e quadrilhas e autos de prisão e de apreensão em flagrante.

Quanto ao atendimento e orientação aos usuários dos serviços presenciais da Polícia Civil, ficou estabelecido que devem ser observadas as condições de segurança de todos.

Caberá às chefias das unidades que permanecerem com atendimento ao público restringir a entrada simultânea ou aglomeração de pessoas nas suas dependências, especialmente nas áreas de plantão e salas de espera, podendo utilizar de recursos como agendamento de horário e distribuição de senhas.

 Os delegados das unidades policiais que verificarem a necessidade de outras medidas preventivas, de acordo com a situação vivenciada, e dentro dos parâmetros estabelecidos da Secretaria de Saúde de Roraima e do Ministério da Saúde, deverão submetê-las à Delegacia Geral. O Consupol definiu ainda que nas unidades policiais que tenham carceragens, os delegados enviarão à Delegacia Geral, no prazo máximo de dois dias, a relação nominal dos presos que se encaixem em grupos de risco.

Quanto à necessidade de encaminhamento de vítimas de crimes aos hospitais públicos para atendimento aos protocolos existentes, dependerá de verificação prévia de viabilidade do serviço médico junto à administração hospitalar local, reservada a necessidade de intervenção médica em casos de emergência.

Outro ponto estabelecido será quanto aos registros de Boletim de Ocorrência. Na capital, o delegado Geral e no interior os delegados de cada unidade policial, são os responsáveis pelas tratativas institucionais com o Poder Judiciário e Prefeituras Municipais, Ordem dos Advogados do Brasil, Policia Militar e Ministério Público e assegurar a ampla informação à comunidade da forma que o atendimento ao público externo nas delegacias de polícia será prestado, sendo preferencialmente por meio eletrônico ou qualquer outro disponível não presencial. O registro será feito presencialmente caso o cidadão declare não possuir meios de fazê-lo de forma remota ou assim o exigir.

Outra decisão é que serão afixados avisos em locais visíveis e de acesso fácil ao público, preferencialmente na entrada das unidades policiais informando o rol de delitos registráveis pelo boletim de ocorrência eletrônico e o respectivo endereço, que se encontra no site da Instituição pelo acesso www.pc.rr.gov.br, clicando em Delegacia Online.

Quanto à permanência de pessoas alheias ao quadro de servidores da Polícia Civil na Central de Flagrantes. Somente será permitida a presença de pessoas envolvidas no procedimento policial a ser lavrado na Unidade Policial.

O Consupol estabeleceu ainda que poderão desempenhar, em domicílio, em regime excepcional de trabalho remoto, através de ferramentas de tecnologias da informação, as funções determinadas pela chefia imediata, servidores que são portadores de doenças crônicas comprovadas, tais como, diabetes, doenças pulmonares, hipertensão arterial, cardiopatias, doenças autoimunes, neoplasias, doenças renais etc.

Também, os servidores que coabitam com idosos portadores de doenças crônicas, os maiores de 60 anos ou que viajaram ou coabitam com pessoas que estiveram no exterior nos últimos sete dias, mulheres em período de gravidez ou amamentação, e, os casos em que for oportuno e conveniente como medida de precaução, mediante avaliação dos aspectos particulares apresentados.

 Ficou estabelecido ainda que a solicitação do trabalho remoto deverá ser encaminhada ao superior imediato, que poderá autorizar a medida de plano, desde que de modo fundamentado, com documentos comprobatórios.

Outra medida adotada é que no caso de impossibilidade de trabalho remoto, a chefia imediata poderá conceder antecipação de férias, flexibilizar a jornada de trabalho, com efetiva compensação e ainda abonar a frequência, devendo os atos serem submetidos à Delegacia Geral de Polícia para ciência e controle.

Caso não haja prejuízos às escalas de serviço, sempre que possível, será imediatamente concedido o usufruto de banco de horas aos servidores que tenham direito.

De forma excepcional, não será exigido o comparecimento pessoal para a entrega de atestado médico daqueles que forem diagnosticados como caso suspeito ou confirmado de contaminação pelo COVID- 19.

Entretanto, o servidor que não apresentar sintomas ao término do período de afastamento deverá retornar às suas atividades normalmente, devendo procurar nova avaliação médica apenas se os sintomas persistirem.

ROTINAS DE LIMPEZAS - Foi estabelecido também pelo Consupol que o Departamento de Administração da Polícia Civil orientará os gestores de contratos de prestação de serviço de limpeza, onde houver tal serviço, quanto à necessidade de aumentar a frequência de limpeza dos banheiros, corrimãos, maçanetas, mesas, computadores e balcões de atendimento em todas as unidades da Instituição.

Outro ponto definido é que os servidores e colaboradores da Polícia Civil deverão observar as recomendações do Ministério da Saúde no que se refere aos aspectos de higienização pessoal e condutas de boa etiqueta respiratória. Desta forma, ao iniciar a jornada de trabalho, os servidores e colaboradores da Polícia Civil deverão proceder à higienização das mãos, lavando-as com água e sabão e, sempre que possível, utilizando álcool em gel.

 SUSPENSÕES - Ficou acertado ainda que as unidades que realizam apenas atividades administrativas, sem atendimento ao público, poderão estabelecer regime de revezamento entre todos os servidores, a fim de garantir o mínimo necessário de servidores em trabalho presencial, com a manutenção das atividades essenciais ao funcionamento da Polícia Civil, submetido o ato à Delegacia Geral para ciência e controle.

Foram suspensas por 30 dias as atividades de capacitação, de treinamento ou de eventos coletivos realizados pelos órgãos subordinados. Também a visitação pública a detentos no âmbito da Polícia Civil, exceto por advogados. A participação de servidores da Polícia Civil em eventos ou em viagens internacionais ou interestaduais de caráter oficial. Também estão suspensos o recadastramento de inativos e pensionistas e a concessão de licença para atividades de jogos e diversões, observadas as regras transitórias aplicáveis à espécie.

Publicado em DESTAQUES

Com a antecipação do recesso em Roraima a Seed estará evitando o deslocamento de 75 mil alunos e mais de 5 mil professores, impedindo a aglomeração de pessoas e a proliferação do COVID-19

Além da antecipação das férias escolares na rede estadual de ensino anunciadas pelo Governo do Estado de Roraima, a Seed (Secretaria de Educação e Desporto) também suspendeu todos os eventos agendados para os próximos quinze dias, em busca de combater a proliferação do coronavírus no Estado.

Os eventos programados pela Seed que reuniriam mais de 100 pessoas foram suspensos, entre eles, os cursos de formação continuada promovidos pelo Ceforr. O Ceforr estava com cinco cursos em andamento, dois tiveram início na semana passada, “Educação Inclusiva” e “Gestão Ambiental Escolar”.

Outros três cursos estavam previstos para iniciar nesta semana, “Dinamização da Biblioteca”, “Correção de Fluxo” e “Libras”. Todos foram suspensos. Cada curso possui mais de 120 pessoas inscritas.

Outras atividades como as aulas de Zumba no Parque Anauá e os encontros formativos para a implementação da BNCC (Base Nacional Comum Curricular) também estão suspensas pelo menos pelos próximos quinze dias. Reuniões e encontros pedagógicos também não vão ocorrer neste período. Assim que forem definidas novas datas, serão amplamente divulgadas pela Seed.

Os servidores administrativos que atuam na sede da secretaria foram orientados a utilizarem álcool em gel para higienizar as mãos, a evitar compartilhamentos de objetos pessoais (como copos e telefones celulares), contato físico (abraços, apertos de mão) e a manter as salas com as janelas e portas abertas sempre que possível para arejar o ambiente.

 “Também estamos mapeando nossos servidores, as mulheres grávidas, pessoas acima de sessenta anos e com problemas de pressão alta estão sendo recomendadas a ficarem em casa. Também estamos estudando formas de diminuir o fluxo de pessoas no ambiente de trabalho”, explicou Leila Perussolo.

Servidores doentes, com sintomas ou que estejam retornando de viagens internacionais serão orientados a não irem trabalhar e procurarem imediatamente uma unidade básica de saúde.

Nesta terça-feira, 17, os 26 estados da federação e o Distrito Federal paralisaram as atividades letivas na rede pública estadual de ensino. Além de Roraima, outros quatro Estados: Goiás, Mato Grosso, Paraíba, Piauí e o Distrito Federal,  anteciparam o recesso escolar.

O CNE (Conselho Nacional de Educação) emitiu nota reforçando a autonomia e responsabilidade das secretarias estaduais de educação na reorganização das atividades acadêmicas em função da paralisação das atividades escolares como ação preventiva ao COVID-19. Na nota, o CNE reforçou a condução dos projetos pedagógicos pelas secretarias, respeitando os parâmetros legais estabelecidos como o cumprimento dos 200 dias letivos e as 800h de aula.

A antecipação do recesso escolar não irá comprometer as atividades previstas no Calendário Escolar e nem implicará em reposição de aulas. O recesso escolar antecipado é para professores, orientadores educacionais, professores auxiliares, cuidadores, assistentes de alunos, orientadores de tecnologia, professores das salas de recursos multifuncionais e alunos, ou seja, para as mesmas pessoas que entrariam de recesso no meio do ano, previsto anteriormente para o período de 3 a 17 de julho.

Dessa forma, as atividades administrativas das escolas como, por exemplo, a secretaria escolar, continuam funcionando normalmente. A medida adotada é para diminuir a aglomeração de pessoas. Somente nas escolas da capital Boa Vista são 40.633 estudantes que se deslocam para ir às escolas todos os dias.

Em todo o Estado, são 75.386 alunos se deslocando para irem às 374 escolas e mais de cinco mil professores. O recesso escolar antecipado segue até o dia 31 de março.

Com a suspensão das aulas, a Seed evita a aglomeração de pessoas em um só espaço físico, como em salas de aula, quadras e pátios, além de evitar o compartilhamento de objetos pessoais, como copos, pratos e talheres, utilizados pelos alunos na hora da alimentação escolar e também o contato físico com apertos de mãos, abraços e beijos.

“A Secretaria de Educação comporta um grande número de alunos que cotidianamente se dirigem para nossas escolas em transportes públicos e isso poderia causar um impacto muito grande na proliferação do coronavírus. Em razão disso, antecipamos o recesso escolar de 15 dias para que não tenhamos aglomeração de pessoas em nossas escolas”, disse a secretária de Educação e Desporto, Leila Perussolo.

Também nesta terça-feira, 17, o MEC (Ministério da Educação) anunciou o repasse de R$ 450 milhões para as escolas públicas de todo o Brasil para auxiliar na prevenção do COVID-19. Serão antecipadas duas parcelas do PDDE (Programa Dinheiro Direto na Escola) os recursos serão destinados para aquisição de produtos de higiene como álcool em gel, papel toalha, entre outros.

Os recursos serão repassados para as escolas que estão com cadastros atualizados no sistema PDDEweb e que estiverem com a prestação de contas em dia. Em Roraima, 93 escolas estão aptas a receber os recursos sendo 44 escolas da Capital, 21 do interior e 18 indígenas.

 

Publicado em DESTAQUES
Terça, 17 Março 2020 23:54

COMUNICADO

A Secretaria de Saúde, por meio do COE-RR (Centro de Operações Emergenciais em Saúde Pública de Roraima), torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica do país com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado e as publicações vão ocorre diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br), pelas redes sociais e na imprensa local.

A nova atualização do MS (Ministério da Saúde) aponta para um aumento nos casos positivos, que foram de 234 para 290 registros. Também foi confirmado o 1º óbito pela doença em São Paulo.

Ainda segundo o órgão ministerial, o número de casos suspeitos da doença também subiu, indo de 2.064 para 8.819 notificações. O estado de Roraima já contabiliza 09 casos suspeitos que atendem aos os critérios de definição para o COVID-19, sendo que cinco já foram lançados na plataforma de monitoramento do Ministério da Saúde. Os demais aguardam a atualização no FormSUS, o que deve ocorrer amanhã.

Com relação aos casos descartados, o novo boletim apontou para um aumento de registros, indo de 1.624 para 1.890 notificações. Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

O Estado de Roraima foi representado pelo delegado da Polícia Civil, Volmir Vargas, na I Etapa do XXXIII Campeonato Brasileiro e no Open Internacional IPSC Handgun e Pistol Caliber Carbine 2020, que foi realizada entre os dias 12 e 15 de março, na Sopesca (Associação de Caça e Pesca Alto Petrópolis) na cidade de Viamão no Rio Grande do Sul.

Vargas ficou em terceiro lugar na categoria policial (Law Enforcement), quarto lugar na categoria sênior e décimo quinto lugar na classificação geral. A competição contou com a participação de 283 atletas.

“Participamos da competição e trouxemos bons resultados, além de representar dois clubes de tiros, ainda tivemos a oportunidade de garantir um bom resultado na categoria para policiais a qual represento, como integrante da Polícia Civil de Roraima”, disse Vargas.

A 2ª Etapa do XXXIII Campeonato Brasileiro e Open Internacional de IPSC Handgun e CCP 2020 será realizada em Espírito Santo, na cidade de Vitória, dos dias 30 de abril a 3 de maio de 2020.Delegado da Polícia Civil se classifica em terceiro lugar em campeonato de tiro.

 

--

Publicado em DESTAQUES
Terça, 17 Março 2020 23:31

COMUNICADO

A Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) informa que está atenta às orientações do Ministério da Saúde para evitar a contaminação com o coronavírus (COVID-19) entre usuários e colaboradores.
 
Para atendimento presencial a Companhia está funcionando com os seguintes serviços:
• Negociação e/ou parcelamento;
• Averbação;
• Restabelecimento de ligações de águas suprimida.
 
Sabendo que o momento é de conscientização e cuidado, ressalta que os colaboradores estão devidamente orientados sobre as medidas de prevenção.
 
A Caer recomenda aos clientes, a utilização dos serviços para atendimento a distância, por meio dos canais digitais, como site, call center e o aplicativo Caer Mobile, para acessar os seguintes serviços:
• Emissão de segunda via de faturas;
• Religação de água;
• Reparo em geral para rede de águas ou esgoto;
• Certidão Negativa de Débito;
• Vazamento no ramal/ cavalete;
• Contestação de faturas;
• Aferição de hidrômetro.
 
No site da Companhia, no endereço eletrônico http://www.caer.com.br, o cliente também tem acesso:
• Histórico de Consumo;
• Solicitação de conta em Braille;
• Recebimento de fatura por e-mail;
• Consultar pagamento;
• Alteração de vencimento de faturas.
 
App Caer Mobile é mais uma ferramenta de atendimento disponível para Android na Google Play Store (https://play.google.com/store/apps/details?id=com.caer.caerMobileApp) e IOS na App Store.
 
Os usuários também podem entrar em contato direto com a Caer por meio do whatsapp (95) 98404-5313 ou clicando no link: https://bit.ly/386V1VQ para tratar de problemas de extravasamento de esgoto ou na rede de distribuição de água – funcionamento das 8h às 22h.
 
Para demais assuntos, a empresa disponibiliza ainda o Call Center: 0800.280.9520

 
 
 
Publicado em DESTAQUES

A Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) instituiu nesta terça-feira, dia 17, um comitê emergencial contra o novo Coronavírus (COVID-19). O grupo tem um prazo de 72 horas para apresentar à Diretoria Executiva da empresa um plano de ação emergencial com propostas para evitar a disseminação do COVID-19 entre os colaboradores e ao público externo que procura atendimento na Companhia.

James Serrador, presidente da Caer, destacou a importância do Comitê considerando as orientações da OMS (Organização Mundial da Saúde). “O mundo inteiro está tomando medidas drásticas para combater a propagação do coronavírus. Percebemos que algumas pessoas da nossa sociedade ainda não tem tido toda essa preocupação. Nós, no âmbito da Caer, estamos efetivamente preocupados e por isso, criamos o comitê, para gerenciar ações efetivas que possam abranger nossos colaboradores e também a população que procura atendimento”, explicou.

O Comitê que vai ser coordenado pelo setor de Segurança no Trabalho possui sete membros que vão propor medidas imediatas envolvendo a área de segurança no trabalho, área comercial e de gestão de pessoas.

“O momento é de conscientização e cuidado, e por isso, nosso Comitê vai definir as ações no âmbito da Caer, alinhadas com o decreto assinado pelo governador e as orientações da Sesau (Secretaria Estadual de Saúde). Entre as propostas estão, campanhas educativas no âmbito interno, bem como, definição de critérios de atendimento presenciais e à distância, com a ampliação dos atendimentos por meio de canais digitais e eletrônico, por meio do site, app Caer Mobile, Watsapp Caer e Call Center-0800”, pontuou o presidente.

 Para se prevenir contra o COVID-19 as autoridades de Saúde recomendam:

  • Evitar contatos corporais, como aperto de mãos, abraços e beijos;
  • Cobrir o rosto quando tossir ou espirrar, de preferência usando um lenço ou braço sobre o rosto;
  • Evitar aglomerações, reuniões e eventos, principalmente se você estiver sentindo sintomas de gripe como coriza, dor de cabeça ou tosse;

• Lavar as mãos com frequência e utilizar álcool em gel.    

Publicado em DESTAQUES
Terça, 17 Março 2020 18:07

Comunicado Seapa

Após decreto publicado pelo Governador de Roraima, Antonio Denarium, nesta terça-feira, 17 de março, a Seapa (Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento), determinou várias ações para adotar dentro da secretaria.

Segundo Emerson baú, secretário da pasta, a preocupação maior é com a saúde dos servidores públicos e dos produtores rurais que diariamente estão presentes na instituição.

A primeira medida é a liberação dos servidores públicos com mais de 60 anos, mulheres grávidas e pessoas com problemas pulmonares comprovados.

Outra medida será a mudança nos atendimentos ao público externo, as demandas serão filtradas na própria recepção. Outra determinação é  evitar reuniões e aglomerações de pessoas.

A recomendação também é aumentar a higienização das áreas de maior circulação de pessoas na Seapa e disponibilizar materiais individuais para autoproteção, como máscaras e álcool em gel.

 
 
Publicado em DESTAQUES

As ações voltadas para evitar a propagação do novo coronavírus continuam sendo executadas pelo Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde. Paralelo ao trabalho de contingenciamento desenvolvido pelo COE-RR (Centro de Operações de Emergências em Saúde de Roraima), as orientações sobre a importância da prevenção estão sendo reforçadas.

De acordo com o médico infectologista Alexandre Salomão, que integra o COE-RR, é fundamental que as medidas de prevenção sejam seguidas para evitar a propagação do novo coronavírus (COVID-19).

“Temos uma série de profissionais realizando cursos e capacitações dia e noite. Também temos o COE, formado por vários órgãos setores diferentes, com equipe multiprofissional que trabalha pela diminuição da propagação do vírus”, esclareceu.

As ações do Plano de Contingência Estadual seguem alinhadas ao Plano Nacional, incluindo as medidas de segurança, entre elas a higienização adequada das mãos.

ÁLCOOL GEL – O álcool em gel antisséptico 70% é um dos itens que pode ser utilizado para manter a higiene das mãos, mas de maneira correta.

“Não adianta passa o álcool em gel em seguida assoprar as mãos, ou aplicar o produto e em seguida utilizar um guardanapo ou toalha pra secar. Celular e teclado também devem ser limpos com álcool 70%, por terem contato constante com as mãos”, salientou.

ÁGUA E SABÃO – Água e sabão possuem eficiência equiparada no combate ao vírus. Mas não existe um número exato de quantas vezes devem-se lavar as mãos durante o dia. “O ideal é que essa higienização seja feita de forma correta, ou seja, por pelo menos 20 segundos, envolvendo os cantos dos dedos até o punho”, disse.

“Muitas vezes mãos transmitem o vírus para uma maçaneta, um corrimão, celular ou teclado de computador. O ideal seria lavar as mãos logo após chegar ao trabalho, por exemplo, seja vindo de transporte público ou serviço de aplicativo”, complementa.

MÁSCARAS – Muitas pessoas pensam que usar máscaras é o ideal para evitar a contaminação, mas esse é um pensamento errado. Sobre as máscaras, o infectologista ressalta que não ajudam na prevenção da forma que muitos acreditam, e ressaltou que o uso errado delas pode não só não proteger, como também expor a outras doenças.

“Somente uma pessoa com tosse, espirros ou dor de garganta que irá se locomover para uma unidade de saúde deve usar a máscara. Para quem não tem sintomas, não há necessidade alguma. A máscara deve ser tirada e colocada por trás, evitando tocar na parte em que se filtra o oxigênio. Não se pode ficar tirando a máscara a cada meia hora, e não usar ela o dia inteiro. Também é importante lavar a mãos antes de colocá-la e depois de tirá-la”, explicou. 

AGLOMERAÇÕES – Evitar aglomerações é uma orientação reforçada pelo Ministério da Saúde em todo o país. 

“Nas feiras, por exemplo, mesmo ventiladas, contam com aglomerações e inúmeras superfícies possivelmente contaminadas. Esses lugares podem ocasionar a transmissão comunitária do vírus, ou seja, em que não haja como traçar mais a origem dele. A recomendação é evitar aglomerações, viagens e, se possível, não sair de casa, principalmente para pessoas acima de 60 anos ou com doenças crônicas, tipo cardiovasculares, bronquite, rinite, diabetes, câncer e aids”, afirmou.

SITUAÇÃO EM RORAIMA – Atualmente, Roraima conta com cinco casos suspeitos do Novo Coronavírus, apenas uma pessoa está internada no Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento.

A Sesau reforça que tem divulgado todos os dias um boletim epidemiológico que é única fonte de informação oficial, onde consta a atualização nacional e mundial em relação a casos suspeitos e confirmados.

Publicado em DESTAQUES