Promover a aquisição de novos conhecimentos relacionados à saúde, meio ambiente e qualidade de vida. Estes são alguns dos objetivos das oficinas pedagógicas que serão promovidas pela Seed (Secretaria Estadual de Educação e Desporto) em parceria com a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz).

Participarão das oficinas 220 professores, sendo 100 da capital e 120 do interior do Estado. A abertura do evento está agendada para a próxima segunda-feira, 09, às 8h, no auditório do Colégio Militar Estadual Cel PM Derly Luiz Vieira Borges, localizado na Avenida Getúlio Vargas, n°4193, bairro Canarinho, em Boa Vista.

As oficinas serão ministradas de 09 a 11 de setembro para os professores da capital, no horário das 8h às 12h e das 14h às 18h, no Colégio Militar. As oficinas serão presenciais, ministradas por técnicos da Fiocruz. Os cursos terão as modalidades de elaboração de texto, produção audiovisual e projeto de ciências. Cada temática terá a duração de oito horas. Os participantes terão aulas práticas e teóricas.

O objetivo das oficinas é fazer com que os professores adquiram novos conhecimentos relacionados à saúde, meio ambiente e qualidade de vida. Além de estimular a participação na 10ª OBSMA (Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente), realizada pela Fiocruz.

 INTERIOR - O Estado foi contemplado com dois cursos, com três oficinas cada. Além dos professores da capital, os docentes do interior também receberão o curso. Está é a segunda vez que técnicos da Fiocruz vêm a Roraima ministrar palestras para os profissionais da educação.

 No interior, as oficinas serão realizadas nos dias 12 e 13 de setembro no município de Mucajaí, na Escola de Ensino Médio de Tempo Integral Padre José Monticone.

 OBSMA - A Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente é um projeto educativo criado para estimular o desenvolvimento de atividades interdisciplinares nas escolas públicas e privadas brasileiras. A Olimpíada contempla projetos realizados nas categorias de 6° ao 9° do Ensino Fundamental e 1° ao 3° do Ensino Médio.

Publicado em Educação

Durante a largada da colheita da soja safra 2019, na quarta-feira, 4, na fazenda MPV Terra Fértil, na região do Bom Intento, zona Rural de Boa Vista, o governador Antonio Denarium anunciou que o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) revogou a Resolução n.° 6, de 13 de junho deste ano, que decretava oito localidades de Roraima como áreas de quarentena para a praga da mosca-da-carambola.

 Com a nova decisão, os frutos produzidos no Estado voltam a ser exportados para outras localidades, incluindo o Amazonas.

 Os municípios que estavam impedidos de exportar os frutos hospedeiros da praga eram Alto Alegre, Normandia, Uiramutã, Pacaraima e Amajari, além do Norte de Boa Vista e Bonfim.

 Por entender a importância econômica da atividade, o Governo do Estado buscou diálogo com o Governo Federal, por meio do MAPA e Ministério da Economia, e intensificou o trabalho de defesa vegetal com barreiras móveis nas entradas e saídas das regiões onde havia foco da mosca. Além disso, a Aderr (Agência de Defesa Agropecuária de Roraima) aumentou o número de armadilhas para captura do inseto.

 O governador Antonio Denarium explicou a importância de fazer o combate à praga de forma linear em todos municípios. “A presença da praga afeta diretamente a economia de todo o Estado, pois os produtores da região com foco ficam impedidos de comercializar os frutos para que a praga não seja levada de uma região para a outra”, disse.

Denarium ressaltou ainda que esse esforço reflete o compromisso do Governo do Estado com o setor produtivo e com o desenvolvimento econômico. “Estamos valorizando todos que trabalham e produzem, desde a agricultura indígena, passando pela familiar, até a empresarial, que é o agronegócio. Como sempre falo, todos que trabalham e produzem são muito importantes. Estamos valorizando os que aqui estão e atraindo novos investidores, é assim que Roraima vai crescer e desenvolver”, declarou.

 SOJA – Ainda durante a cerimônia de colheita da soja, o governador Antonio Denarium comemorou o crescimento de 20% na produtividade comparada ao ano de 2018. “No ano passado colhemos 100 mil toneladas, este ano será 120 mil. Na safra anterior a área plantada era de 36 mil hectares e este ano passou para 40 mil. É uma cultura que cresce a cada ano e gera cada vez mais emprego e renda”, disse.

Ele também afirmou que com investimentos nas áreas corretas, segurança jurídica de terras e energia de qualidade, a previsão é que em 2023 Roraima atinja a marca de 200 mil hectares de grãos plantados. “O setor primário é a saída para a mudança da nossa matriz econômica, que ainda depende muito do poder público para funcionar”, pontuou.

O proprietário da fazenda MPV Terra Fértil, Marcos Paulo Viecilli, reconheceu os investimentos feitos pelo Governo do Estado no decorrer do ano. “É de fundamental importância incentivos fiscais e melhoria de infraestrutura de estradas e vicinais. O que queremos é proporcionar condições favoráveis para desenvolver nosso Estado”, disse.

Publicado em DESTAQUES

Após a abertura oficial da feira Roraima Agroshow, no Parque de Exposições Dandãezinho, o presidente da John Deere do Brasil, Paulo Herrmann, deu início nesta quarta-feira, 04, à noite à palestra de abertura sob o tema "Potencialidades e vocações do Brasil e Roraima para o agronegócio".

Aberta ao público, a palestra apresentou aos produtores um estudo sobre o crescimento populacional, o crescimento da produção e consumo alimentos e mercado de exportação no mundo. O palestrante também mostrou como produtores do Brasil e de Roraima devem fazer para alcançar o desenvolvimento.

 Na apresentação, Paulo Herrmann ressaltou a vocações do Brasil e do Estado para o agronegócio, mas mantendo equilíbrio entre a produção de grãos e a biodiversidade.

 "É minha primeira vez em Roraima e estou encantado com o potencial produtivo e pela força dos agricultores que encontrei hoje. Na minha palestra, disse que temos que ser equilibrados para tudo e aqui temos um grande um grande exemplo, que é mostrar para o mundo que Roraima pode ser um Estado verde, que equilibra a proteção ambiental com a produção racional da agricultura", explicou.

 Presente na palestra, o governador Antonio Denarium destacou a importância do presidente da John Deere do Brasil, Paulo Herrmann que, segundo ele, é um dos maiores formadores de opinião do agronegócio no Brasil.

 "A palestra foi muito importante para os produtores de Roraima visualizarem as potencialidades do agronegócio no Brasil e em especial em Roraima", disse, ao ressaltar que o Governo do Estado está trabalhando para fortalecer o setor e gerar emprego para a população.

 MAIS CRÉDITO - Durante a abertura do evento, produtores dos municípios de Bonfim, Alto Alegre, Boa Vista e Caroebe receberam simbolicamente do Banco do Brasil e do Basa uma carta de crédito para investimentos no agronegócio.

Somandos os valores das duas instituições, em 2019 serão disponibilizados R$ 1 bilhão em crédito para o setor produtivo do Estado, valores esses que já estão sendo disponibilizados e devem movimentar ainda mais os quatro dias de feira.

Conforme o presidente do Basa, Valdecir Tose, foram entregues pelo banco R$ 25 milhões, sendo que R$ 306 milhões de limite de crédito já foram aprovados do início do ano até 4 de setembro. A previsão é que sejam disponibilizados até o fim do ano R$ 500 milhões.

 "O Banco da Amazônia prestigia muito o Estado de Roraima, fazendo ações consistentes para que o crédito chegue a esse produtor rural. O Basa está indo junto ao Governo em vários Estados mostrar que temos terras e recursos para investir em Roraima. Hoje, nós disponibilizamos R$ 25 milhões que já estão na conta dos produtores rurais para que possam utilizar na compra de animais, máquinas e equipamentos", destacou.

O Banco do Brasil também apoia a feira do Agroshow. De acordo com diretor de agronegócio, Marco Tulio Moares da Costa, o Banco do Brasil, junto ao Governo, está promovendo o Estado de Roraima.

 "O Banco do Brasil se sente horando em participar da feira. Estamos disponibilizando R$ 500 milhões para serem aplicados no Estado, tanto para investimentos quanto para custeio, atendendo ao pequeno, médio e grandes produtores. Então, essa é a vocação do Banco do Brasil: contribuir para o desenvolvimento do Estado", afirmou.

 Os créditos também já estão disponíveis, bastando que o produtor tenha o cadastro atualizado para comprar os produtos disponíveis na feira.

Publicado em DESTAQUES

Uma equipe do GRT (Grupo de Resposta Tática) da PCRR (Polícia Civil de Roraima) estará presente para reforçar a segurança durante a feira Roraima AgroShow, promovida pela Faerr (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Roraima) e COC Soja (Comissão Organizadora da Colheita da Soja), em parceria com o Governo do Estado.

De acordo com o delegado geral da Polícia Civil, Herbert de Amorim Cardoso, durante os quatro dias de feira a equipe do GRT estará dando suporte às ações de segurança pública, juntamente com outras forças do Sistema de Segurança.

 Todas as ocorrências que porventura ocorram no local serão encaminhadas para atendimento na Central de Flagrantes. Para o delegado geral, como essa feira é de extrema importância para o agronegócio em Roraima e que vai movimentar a economia local, é necessário cautela no deslocamento para o Parque de Exposições Dandãezinho, onde ocorrerá o evento.

 “É um evento importante para a economia de Roraima. Haverá um grande tráfego para o local do evento e é importante que as pessoas redobrem os cuidados. Por exemplo, se forem beber, evitem dirigir, cuidado com os excessos e até mesmo com as condições de seus veículos. Dessa forma, evitamos transtornos e garantimos um período de tranquilidade e segurança”, disse.

Publicado em Segurança Pública

Como parte das comemorações da Semana da Pátria, no próximo sábado, 7, acontecerá na Avenida Ene Garcez, o tradicional desfile cívico-militar. O evento terá início às 7h30 e contará com a participação dos alunos da rede estadual de ensino.

Devem desfilar na avenida, cerca de dois mil estudantes de 35 escolas estaduais, quatro escolas particulares e duas instituições da rede pública federal de ensino. Cada unidade escolar será representada na avenida por um pelotão de 42 alunos.

  Além disso, 15 fanfarras abrilhantarão o desfile com a participação de uma média de 30 a 40 integrantes cada. Na rede estadual de ensino, 11 escolas militarizadas também levarão sua representação para a avenida.

 A Escola Estadual Indígena Genival Thomé Macuxi localizada na Zona Rural de Boa Vista participará do desfile cívico-militar representando as 260 unidades escolares indígenas do Estado.

 “Será um grande desfile, com um número representativo dos alunos de nossas escolas, com o envolvimento de professores, gestores escolares e servidores. Convidamos toda a sociedade para prestigiar esse evento, não só os pais dos alunos, mas toda a população como um exercício de cidadania”, destacou a secretária de Educação e Desporto, Leila Perussolo.

7 DE SETEMBRO - O desfile cívico-militar é organizado pelo Governo do Estado de Roraima e pelas organizações militares.

O evento terá início às 7h30 com a revista do governador Antonio Denarium às tropas militares.

Após as honras militares, terá início o desfile com a representação dos projetos sociais do Governo. Em seguida, passam pela avenida as escolas das redes pública, particular e federal. Na sequência, as representações das entidades civis.

Fechando o evento, desfilam na avenida as representações militares do Exército e também da Polícia Militar de Roraima, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar de Roraima, Corpo de Bombeiro Civil entre outras organizações militares e da segurança pública do Estado. Haverá ainda desfile de tropas mecanizadas. 

As comemorações da Semana da Pátria serão finalizadas em uma cerimônia no Palácio Senador Hélio Campos, no dia 7 de setembro às 18 horas.

 
Publicado em DESTAQUES

O Governo de Roraima recebeu nesta terça-feira, 3, empresários do setor agropecuário. Eles vieram do Mato Grosso, Bahia, Goiás, Paraná e Rio Grande do Sul participar do Roraima Agroshow - evento que tem apoio do governo - e conhecer o potencial agrícola do Estado.

O encontro ocorreu no Palácio Senador Hélio Campos e contou também com a presença dos secretários da Casa Civil, Disney Mesquita, da Seapa (Secretaria de Pecuária e Abastecimento) Emerson Baú, da Aderr (Agência de Defesa Animal) Gelb Platão, e do IACTI (Instituto de Amparo Ciência e Tecnologia) Aluízio Nascimento.

A reunião teve como objetivo buscar novos investidores para fortalecer o setor produtivo. Na ocasião, Antonio Denarium, apresentou as ações que o Governo de Roraima está desenvolvendo em parceria com o Governo Federal para alavancar a economia do Estado, como realização do leilão para instalação de energia sustentável, a interligação com Sistema Nacional de Energia Elétrica através do Linhão de Tucuruí, a regularização fundiária e regularização ambiental do Estado.

"Esse é um momento muito importante para o crescimento econômico. É o resultado das visitas que tivemos em todo Brasil divulgando o Estado. Os agricultores e pecuaristas estão conhecendo as potencialidades de Roraima, vindo do Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Paraná, Goiás, ou seja, de vários Estados", disse.

 "Nós estamos trabalhando para valorizar os que aqui estão e atrair investidores. É bom lembrar que diversos empresários que vieram ao Estado já adquiriram terras. O maior problema do Estado é o desemprego, com a vinda dos investidores serão gerados novos postos de trabalho, no comércio, na agroindústria, agricultura e pecuária, que consequentemente vai arrecadar mais e gerar novos impostos. Essa é nossa meta, acabar com os entraves e gerar desenvolvimento para o Estado", explicou.

 Denarium aproveitou a ocasião e reforçou o convite aos empresários para que após conhecer as qualidades, que retornem ao Estado para investir no agronegócio. Para o produtor de sementes e grãos do estado da Bahia, Josué Firmino, o Estado é uma região muito promissora.

"Viemos a convite do governador e vimos que a região é muito promissora, com o privilégio de solo e logística, tem muitos atrativos para nós investidores. O que Roraima tem nenhum outro Estado tem, um governador que está literalmente apoiando a agricultura, isso é o grande diferencial", analisou.

 
Publicado em DESTAQUES

 

Secretário de Segurança ressalta que Laboratório traz novas técnicas a Roraima. Esclarecer crimes por meio de exame de DNA, já é uma realidade em Roraima, após a inauguração do Laboratório de Genética Forense que aconteceu na tarde desta sexta-feira, dia 03. O coordenador nacional da Rede Integrada de Bancos de Perfis Genéticos (RIBPG), Guilherme Jacques, participou do evento representando o Ministério da Justiça.

No Brasil, 22 Estados já dispõem do Laboratório de Genética Forense e a meta do Governo Federal é interligar todo o país em um grande banco de dados por meio desses Laboratórios. A tecnologia é considerada fundamental pela ciência, para solucionar crimes com mais celeridade e segurança, por meio de técnicas de genética e biologia molecular através da análise do DNA.

A inauguração aconteceu no Comando do Corpo de Bombeiros, pelo secretário de Segurança Pública, coronel Olivan Junior, que representou o governador Antonio Denarium e, o delegado Geral da Polícia Civil, Herbert de Amorim Cardoso.O Laboratório de Genética Forense será administrado pelo IC (Instituto de Criminalística).

O projeto de instalação do Laboratório Forense faz parte de um convênio da SENASP (Secretaria Nacional de Segurança Pública) do MJ (Ministério da Justiça) com o Governo de Roraima, por meio da SESP (Secretaria de Estado da Segurança Pública) que fez a doação e instalação de todos os equipamentos para o laboratório e treinamento de manuseio aos peritos.Foram investidos aproximadamente de R$ 3,5 milhões na aquisição de equipamentos para a implantação definitiva do laboratório em Roraima.

O diretor do IC, Sttefani Ribeiro, destacou a parceria com o Corpo de Bombeiros, através de um acordo de cooperação mútua, para o funcionamento do Laboratório Forense. Segundo ele,os peritos passaram por capacitação e estão aptos a atuar no Laboratório.

GESTORES - Para o delegado Geral de Polícia, Herbert de Amorim Cardoso, fortalecer o Sistema de Segurança Pública em Roraima, dando suporte às investigações e à Justiça, é uma das metas principais da Polícia Civil. Ele destaca que com a implantação do Laboratório Forense de DNA, o Estado terá uma redução de custos em até 412% e o laudo, que levava até oito meses para ser realizado, poderá ser concluído em até 10 dias.

“A economia e a celeridade no atendimento às demandas, resultarão na melhor prestação de serviço à sociedade. Os peritos terão a capacidade de atestar, com 100% de certeza, a autoria de determinado delito e de identificar pessoas que tenham sido mortas e que devido às condições em que o corpo foi encontrado, nunca foram identificadas”, destacou.

 Cardoso observa que sem o laboratório, se fossem feitas viagens regulares para a realização dos exames, o prazo médio seria de oito meses. Como as viagens não são regulares há casos esperando há uns 14 anos por uma solução.

 “A meta é fortalecer os métodos de investigação criminal que darão suporte nas investigações policiais e à Justiça”, disse o delegado.

 Para o secretário de Segurança Pública, coronel Olivan Junior a genética forense é atualmente um dos mais importantes instrumentos para identificação de autoria delitiva.

Ele destaca que com a instalação do Laboratório Forense será possível entre outras coisas, a agilidade nos procedimentos investigatórios, economia, segurança jurídica, sem o embargo da vinculação direta do aumento dos repasses financeiros do Governo Federal ao Sistema de Segurança Pública estadual.

 “Com essa ação, Roraima poderá se credenciar a fazer parte do Banco de Perfil Genético Nacional doado pelo FBI ao governo Brasileiro, o que representa pesquisas de perfis genéticos de criminosos em nível nacional diretamente pelos peritos criminais do Estado”, destaca.

 Outro ponto de suma importância, segundo o secretário de Segurança Pública é a maior rapidez para liberação de corpos por parte do IML (Instituto Médico Legal).

“Principalmente nos casos em que não são possíveis a liberação do corpo, devido a falta de exame de DNA, vez que nem sempre a identificação é possível por fragmentos papilares ou arcada dentária”O coordenador nacional do Banco de Perfis Genéticos, Guilherme Jacques, destaca que a implantação do laboratório em Roraima é um grande avanço não somente para Roraima, mas para o Brasil.

 “Até o final do ano, acreditamos que todo o País esteja integrado e Roraima entra nesse contexto de integração nacional. Como o DNA pode ser codificado e facilmente armazenado em banco de dados permitindo essa integração nacional, torna-se possível a identificação de um criminoso que atua em um Estado e depois migra para outro. A prova do DNA é considerada como padrão ouro nas ciências forenses, pois se trata de uma tecnologia que se desenvolveu nas universidades e é utilizada em pesquisas científicas, que se robusteceram ao longo dos anos para atestar com segurança se uma pessoa é ou não inocente. É uma grande aliada das Polícias e da Justiça”, afirmou.

Publicado em DESTAQUES

O CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar de Roraima) vai participar da feira Roraima AgroShow, promovida pela Faerr (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Roraima), Comissão Organizadora da Colheita da Soja (COC Soja), em parceria com o Governo do Estado.

O evento inicia nesta quarta-feira, 4, no Parque de Exposições Dandãezinho e vai até sábado, dia 7.

A feira tem como principal objetivo apresentar as potencialidades produtivas do Estado, na produção de grãos – como soja, milho e arroz – na bovinocultura, na avicultura e na fruticultura.

Na ocasião serão realizados cursos, palestras, rodadas de negócios, exposições de maquinários agrícolas e de tecnologias, leilões e a grande abertura da colheita da soja no cerrado de Roraima.

O CBMRR estará presente durante os quatro dias de evento e vai apresentar para os populares os materiais e equipamentos utilizados pelas equipes do Comando Operacional, responsáveis pelo atendimento das ocorrências diárias, e pela Diretoria de Prevenção e Serviços Técnicos (DPST).

O Corpo de Bombeiros Militar vai realizar também, através do Bombeiros Militares do Centro de Saúde, diversos testes de glicemia e aferição de pressão arterial para as pessoas que comparecerem nas tendas do CBMRR no evento.

 
Publicado em DESTAQUES

Nesta terça-feira, dia 03, será inaugurado o Laboratório de Genética Forense em Roraima, uma tecnologia fundamental para solucionar crimes com mais celeridade e segurança, por meio de técnicas de genética e biologia molecular através da análise do DNA.

A inauguração será às 16h, no Comando do Corpo de Bombeiros, pelo governador Antonio Denarium, o secretário de Segurança Pública, coronel Olivan Junior e o delegado Geral da Polícia Civil, Herbert de Amorim Cardoso. O Laboratório de Genética Forense será administrado pelo IC (Instituto de Criminalística).

As técnicas de identificação na análise direta do DNA são apontadas como a maior revolução científica na esfera forense, desde o reconhecimento das impressões digitais como característica pessoal.

Na esfera criminal, o exame de DNA permite, mesmo após um longo período de tempo, condenar e ou absolver um suspeito com uma única gota de sangue ou através de um fio de cabelo encontrado em uma cena de crime.

Em Roraima, há 118 processos que necessitam de laudos que devem ser realizados através de análise de DNA. Há processo que aguarda laudo desde o ano de 2005.

A realização desses exames em outras cidades do país tem alto custo. Em Roraima as demandas eram encaminhadas a Laboratórios do Amazonas e Pará. O exame de DNA com laudo, que poderia ser resolvido em até dez dias, levava em média oito meses para ser concluído.

De acordo com a perita criminal, Elisângela Ponchet, o DNA é reconhecido como prova material, sendo capaz de auxiliar na condenação ou absolvição de um suspeito.

“Esta técnica associada à Rede Integrada de Bancos de Perfis Genéticos [RIBPG] que já interliga vários Estados do país e que permite a comparação das informações em nível Nacional e consequente elucidação de crimes relacionados a um mesmo indivíduo”, detalhou a perita.

De acordo com ela, as perícias em genética forense também se inserem nas ocorrências de identificação humana, principalmente nos eventos em que o corpo humano esteja carbonizado, fragmentado ou em decomposição, como ocorre com as vítimas dos mais variados desastres.

PROJETO - O projeto de instalação do Laboratório Forense faz parte de um convênio da SENASP (Secretaria Nacional de Segurança Pública) do MJ (Ministério da Justiça) com o Governo de Roraima, por meio da SESP (Secretaria de Estado da Segurança Pública) que fez a doação e instalação de todos os equipamentos para o laboratório e treinamento de manuseio aos peritos.

Foram investidos aproximadamente de R$ 3,5 milhões na aquisição de equipamentos como Analisador genético, Quantificador de DNA, Macerador de ossos, Pipetador automático, Robô de extração, Centrífugas, Vortex, Seladora, Autoclave, Estufa de esterilização e secagem, Pipetas automáticas, Freezers e Geladeiras.

O diretor do IC, Sttefani Ribeiro, destaca que a contrapartida o Estado é adequar salas cedidas pelo Corpo de Bombeiros, através de um acordo de cooperação mútua, onde funcionará o Laboratório Forense.

“A parceria e a integração entre as Forças de Segurança Pública, especificamente entre a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros, foi de extrema importância para a implantação do Laboratório. É imprescindível destacar que um dos itens do pacote anticrime do Governo Federal, é justamente a coleta de perfil genético dos apenados do sistema penitenciário, ação essa que o Instituto de Criminalística já realizou”, disse Sttefani.

O diretor do Instituto de Criminalística ressaltou ainda que uma equipe de peritos passou por capacitação e estão aptos a atuarem no Laboratório. Além disso, o Estado vai custear a manutenção dos equipamentos, bem como ser responsável pela compra dos reagentes que serão utilizados na realização dos exames.

Publicado em DESTAQUES

Os estudantes da Escola Estadual Ayrton Senna da Silva terão um novo endereço escolar temporário. A unidade de ensino será transferida para o prédio da Escola Estadual Ana Libória, localizada no bairro Mecejana.

A Escola Ana Libória atende hoje 830 estudantes do Ensino Médio. O prédio agora será compartilhado e receberá mais 1.090 alunos do Ensino Médio da Escola Estadual Ayrton Senna.

A Seed (Secretaria de Educação e Desporto) esclarece que a atual gestão encontrou o prédio da Escola Ayrton Senna em situação muito precária, com diversos problemas estruturais.

No ano de 2014, foi firmado um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) entre a Seed e o Ministério Público do Estado em que foi recomendada e pactuada a reforma do prédio escolar. O TAC nunca foi cumprido pelas gestões anteriores.

Em razão do descumprimento do TAC, foi então instaurada a Ação Civil de Obrigação de Fazer e, recentemente, uma decisão judicial determinou a reforma imediata da escola dentro de um prazo de 60 dias. Ou seja, foi atribuído à atual gestão adotar providências imediatas as quais foram ignoradas pelos últimos cinco anos.

Desta forma, sendo o prazo de 60 dias insuficiente para a realização de reforma geral na unidade de ensino, com a transcorrência de todos os trâmites legais, não restou alternativa para a Seed a não ser a transferência da unidade escolar.

Laudos técnicos emitidos por instituições como Corpo de Bombeiros Militar de Roraima e Defesa Civil, a pedido da Seed, apontam precariedade e riscos iminentes a todas as pessoas que circulam no local, inclusive com recomendação de interdição total do prédio.

“A decisão de transferência foi extremamente necessária como medida de segurança e como um ato de compromisso e responsabilidade com os estudantes, professores e demais servidores da Escola Estadual Ayrton Senna”, enfatizou a secretária de Educação, Leila Perussolo.

Agora, a Seed está adotando as medidas necessárias no que tange às pequenas adequações no prédio da Escola Ana Libória, para recepcionar os estudantes. É importante destacar que duas unidades escolares distintas funcionarão no mesmo espaço, mantendo-se o mesmo quadro de docentes e servidores em cada escola.

Em função destas adequações, as aulas da Escola Ayrton Senna foram suspensas e serão retomadas no próximo dia 9 de setembro. Quanto ao prédio antigo, este ficará à disposição da administração pública para adoção de providências cabíveis.

 

 

 

Publicado em DESTAQUES