Mostrando itens por marcador: governoderoraima

As ações destinadas aos povos indígenas de Roraima recebem uma atenção especial por parte do governador Antonio Denarium, desde assumiu a atual gestão. Para tratar sobre a efetivação de novos projetos, o chefe do Executivo se reuniu com servidores na sede da SEI (Secretaria Estadual do índio), na manhã desta terça-feira, 9.

O encontro contou com a presença do novo titular da pasta, Marcelo Pereira, empossado no cargo na semana passada. Denarium parabenizou o trabalho desempenhado pelos servidores. “Quero parabenizar pelo esforço de cada servidor, que se dedica para colocar em prática os nossos projetos em benefício aos povos indígenas do Estado. Temos muito o que fazer, mas para isso precisamos alinhar nossos métodos de atuação”, reforçou.

Denarium apresentou o novo secretário aos servidores e reforçou a necessidade de um compromisso maior dos atores envolvidos na execução de políticas públicas destinadas às comunidades indígenas. “Nosso Governo tem se empenhado, dentro de suas condições, para estabelecer projetos e políticas públicas para garantir mais qualidade de vida aos povos indígenas. Acreditamos que, com o novo secretário, as ações serão reforçadas com um foco diferente”, destacou.

Marcelo Pereira disse que pretende estreitar ainda mais os laços com a Seapa (Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) para contribuir com o desenvolvimento da agricultura nas comunidades indígenas. “Tenho experiência na área de agricultura e, por esse motivo, pretendo usar meus conhecimentos para ampliar os projetos no seguimento aqui na secretaria para que os indígenas possam ter condições necessárias para exercer suas atividades agrícolas”, adiantou.

O titular da Seapa, Emerson Baú, que também participou do encontro com os servidores da SEI, reafirmou seu compromisso em ajudar nas ações da secretaria, que possui corpo técnico especializado para contribuir com os futuros trabalhos. “Já desenvolvíamos atividades conjuntas, mesmo na gestão da ex-secretária Joilma Teodoro, que conseguiu em pouco tempo reestruturar a Secretaria do Índio. Agora, vamos contribuir de uma forma diferente com o foco na agricultura indígena”, afirmou.

 Sobre a posse do novo titular da SEI

Marcelo Pereira, de 43 anos, foi empossado como novo titular da Secretaria do Índio na sexta-feira passada, 5. Ele já trabalhou na Funai (Fundação Nacional do Índio), já atuou na própria SEI à frente da Divisão de Apoio à Produção. Tem passagem pelo Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) e foi secretário de Agricultura do município de Pacaraima. O adjunto é Rodrigo Mota de Macedo.

 

 

Publicado em MANCHETES

Ainda em alusão ao Dia Mundial do Meio Ambiente, a Escola Estadual Hildebrando Ferro Bitencourt está realizando o 1° Concurso de Fotografia do Meio Ambiente com o tema "O Meio Ambiente em tempo de pandemia". O concurso é voltado para estudantes do Ensino Médio e tem como objetivo esclarecer e sensibilizar os alunos sobre os acontecimentos dos últimos anos em relação ao meio ambiente.

“A Educação Ambiental é para ser trabalhada o ano todo pelos professores. Mas, é intensificada no final do mês de maio e início de junho, quando é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente”,  explicou a coordenadora do projeto, Dilacy Sales, professora de Biologia.

A iniciativa surgiu após observar o comportamento dos estudantes, principalmente nas redes sociais, onde eles se expressam na maioria das vezes através de fotos. “Eu tenho alguns alunos nas minhas redes sociais e percebi que eles postam fotos da natureza e se interessam por esse assunto. Então, decidi criar o projeto e inseri no meu planejamento de aula para dar continuidade nos próximos anos”, esclareceu Dilacy.

As fotos devem ser tiradas pelos próprios alunos, acompanhadas de uma frase que represente a fotografia e enviadas através do aplicativo de mensagens WhatsApp. As primeiras fotografias enviadas foram de paisagens como pôr do sol, cachoeiras, cactos, flores, hortas feitas em tempo de pandemia, entre outras. “Temos tido muito envolvimento dos alunos e até mesmo dos professores, que começaram a se interessar pela temática e fazer registros do meio ambiente”, disse Dilacy.

REGULAMENTO – Para participar, os estudantes devem enviar a fotografia até o dia 12 de junho. Será aceita somente uma foto por participante, as fotos não podem ser tratadas (editadas), mas podem ser em preto e branco ou colorida. As fotos enviadas serão divulgadas na rede social Instagram da escola para votação. As 10 mais votadas serão enviadas para a banca examinadora, que irá escolher as três melhores.

O resultado será divulgado no dia 17 deste mês. Os três primeiros colocados serão premiados, sendo o primeiro lugar com uma pizza grande, o segundo com um pote de sorvete e o terceiro lugar uma caixa de chocolate. “Como estamos em isolamento social, os prêmios serão entregues na casa dos alunos vencedores. Essa é uma forma de incentivar a participação dos estudantes e reforçar para que fiquem em casa”, ressaltou a coordenadora.

O projeto é coordenado pelos professores da disciplina de Biologia, com o apoio dos docentes das disciplinas de Língua Portuguesa e Artes.

 

Publicado em DESTAQUES
Terça, 09 Junho 2020 06:25

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado.

As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 
10.193 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes, 
6.056 foram confirmados segundo município de residência, 4.137 foram descartados e 168 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 1
20 em Alto Alegre, 47 no Amajari, 4.628 casos foram notificados em Boa Vista, 99 em Bonfim, 211 no Cantá, 29 em Caracaraí, 91 em Caroebe, 20 em Iracema, 128 em Mucajaí, 26 em Normandia, 219 em Pacaraima, 206 em Rorainópolis, 73 em São João da Baliza, 55 em São Luiz e 25 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 10
5 em Alto Alegre, 27 em Amajari, 3.240 notificações ocorreram em Boa Vista, 69 em Bonfim, 87 no Cantá, 16 em Caracaraí, 111 em Caroebe, 23 em Iracema, 131 em Mucajaí, 14 em Normandia, 76 em Pacaraima, 59 em Rorainópolis, 67 em São João da Baliza, 57 em São Luiz e 04 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 1
68 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 03 em Alto Alegre, 01 em Amajarí, 144 no município de Boa Vista, 03 no Bonfim, 03 no Cantá, 01 em Caroebe, 01 em Iracema, 01 em Mucajaí, 03 em Pacaraima, 04 em Rorainópolis, 01 em São João da Baliza, 01 em São Luís e 01 em Uiramutã.

Além disso, 1.537 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 25 em Alto Alegre, 01 em Amajari, 1.273 são de Boa Vista, 23 de Bonfim, 07 do Cantá, 39 em Caroebe, 16 em Mucajaí, 02 em Normandia, 34 em Pacaraima, 70 em Rorainópolis,15 em São João da Baliza e 30 de São Luiz. Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

A transparência no Executivo estadual é uma das principais características da gestão do governador Antonio Denarium, que faz questão de informar a população sobre as ações executadas com os recursos públicos. No início da tarde desta segunda-feira, 8, Denarium e o comandante da PMRR (Polícia Militar de Roraima), coronel Elias Santana, concederam entrevista ao programa Roraima Notícias, da Rádio Roraima.

Denarium falou inicialmente sobre a posse de cinco novos secretários de Estado, realizada na sexta-feira passada, 5. "Essas mudanças fazem parte de um processo de reestruturação da gestão do Governo do Estado. Estamos fazendo um trabalho de governança participativa. Vamos buscar a melhoria da nossa relação com os outros poderes, dessa forma, teremos um Governo sem conflitos políticos", argumentou.

Ele afirmou que, assim como ocorre com o Governo Federal, que estabeleceu uma conduta de estreitamento dos laços com o Congresso Nacional, em Roraima não será diferente para que seja fortalecida a atuação de sua gestão.

"Precisamos do apoio da Assembleia Legislativa para executar nossas ações de maneira mais rápida e eficiente, evitando os conflitos. Hoje, temos os projetos de Governo mais estruturantes da história de Roraima nas áreas de saúde, segurança, infraestrutura, educação, regularização fundiária e ambiental. Vamos nos esforçar para aprová-los", explicou.

Denarium aproveitou para expressar a sua satisfação em ter o deputado estadual, Soldado Sampaio, como o atual chefe da Casa Civil, por possuir uma boa relação com a sua gestão desde o início.

"Estamos vivendo um novo momento político no Estado. O deputado Soldado Sampaio sempre foi da base de apoio do Governo. Ele tem um excelente relacionamento com todos os parlamentares. Chegou o momento de ter um interlecutor que converse ao mesmo tempo com o Governo e a Assembleia, para atender ao interesse da população", disse Denarium.

Obras na saúde

Outro assunto de destaque no programa foi a visita do governador às obras do bloco E, do HGR (Hospital Geral de Roraima), que seguem o novo cronograma para a conclusão. "A obra começou em 2013, com dinheiro emprestado. Infelizmente, estamos pagando juros para o banco porque essa obra foi financiada por gestões anteriores. A obra apresentou vários erros por ser incompleta. Fizemos o levantamento dos problemas apresentados e cancelamos o contrato com a empresa anterior", esclareceu.

De acordo com Denarium, reiniciadas em março deste ano, as obras do anexo do HGR contam com o serviço de uma nova empresa, que já estabeleceu um prazo para a conclusão dos trabalhos. "O bloco será concluído com recursos próprios do Estado. Ele terá 120 leitos de enfermaria, 40 leitos de UTİ [Unidade de Terapia Intensiva] e 10 novos centros cirúrgicos", enfatizou.

A obra de ampliação do grande trauma do HGR também foi citada pelo governador, assim como a reforma do bloco B. "Vamos ampliar na linha amarela e vermelha em 27 novos leitos para o atendimento em ortopedia. A obra foi possível graças à emenda parlamentar do deputado federal Dr. Hiran Gonçalves. Já a obra do bloco B, contou com a emenda parlamentar da ex-senadora Ângela Portela. Os blocos A, C e D também serão reformados em nossa gestão", garantiu o governador.

Ele citou, ainda, da construção do Hospital do Amor em Roraima, para o tratamento do câncer; da reforma e ampliação da UTİ neonatal e do centro cirúrgico do HMİNSN (Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazaré). "Assim que terminarmos essas obras na maternidade, iremos iniciar uma reforma ampla na unidade de saúde. Inclusive, vamos criar mais um bloco para aumentar a quantidade de leitos", mencionou.

Enfrentamento à pandemia

Ao falar sobre a atual situação do Estado, que sofre em decorrência da pandemia de Coronavírus (COVID-19), o governador Antonio Denarium disse que tem se empenhado ao máximo para salvar a vida dos pacientes acometidos pela doença. "A pandemia pegou todo mundo desprevenido. Nenhum país ou estado de mundo tinha um sistema de saúde preparado para fazer o atendimento aos casos da COVID-19. Infelizmente, já perdemos vidas de muitas pessoas em nosso Estado", lamentou.

Denarium disse que, para amenizar essa situação provocada pela pandemia, o Estado firmou uma parceria com o Exército Brasileiro, Prefeitura de Boa Vista e a UFRR (Universidade Federal de Roraima) para a implantação da APC (Área de Proteção e Cuidados), mais conhecida como Hospital de Campanha, para atuar no atendimento aos casos graves da COVID-19.

"Já fizemos a entrega de EPIs [Equipamentos de Proteção Individual], medicamentos e produtos médicos hospitalares. Mesmo enfrentando um grau de dificuldades, estamos concluído o processo de contratação de profissionais de saúde. Inclusive, entramos com uma ação na Justiça para contratar médicos estrangeiros para atuarem no Estado", informou.

Ele ressaltou que, apesar das mortes por COVID-19 registradas no Estado, muitos pacientes tratados no HGR já foram curados da doença e estão bem, graças às equipes médicas. "Eu quero aqui cumprimentar todos os profissionais de saúde, os médicos, os enfermeiros, os técnicos de enfermagem, os fisioterapeutas, os técnicos em radiologia, os nutricionistas, os farmacêuticos e os assistentes sociais. Todos estão de parabéns pelo enfrentamento à COVID-19", destacou Denarium

O governador ressaltou a boa relação que possui com o general Eduardo Pazuello, que foi comandante da Operação Acolhida em Roraima e que hoje está à frente do Ministério da Saúde. Segundo o governador, Pazuello tem contribuído de forma positiva para as ações contra a COVID-19 desenvolvidas pelo Estado.

"O general Pazuello já confirmou que vai participar da inauguração do Hospital de Campanha. Vale lembrar que solicitei à força tarefa do Ministério da Saúde para nos enviar médicos para Roraima, para ajudar no atendimento na APC. Agradeço à sua gestão que nos enviou recentemente 50 respiradores e 30 ventiladores para as UTİs de retaguarda", lembrou.




Publicado em MANCHETES

O isolamento, o distanciamento social e as novas formas de relação que surgiram nos últimos meses em função da pandemia do Coronovírus (COVID-19) mexeram muito com o aspecto emocional das pessoas. Na educação também não foi diferente. Professores, gestores escolares, coordenadores e toda a equipe pedagógica tiveram que se adaptar às novas formas de aprendizagem e também de se relacionar com colegas de trabalho e com os alunos.

Em busca de fomentar ações de apoio aos professores neste período, o Consed (Conselho Nacional dos Secretários de Educação) celebrou um acordo de cooperação técnica com o Instituto Península, para a oferta de cursos de formação sobre os aspectos emocionais.

Na manhã desta segunda-feira, 8, ocorre o lançamento oficial da plataforma por meio da webinar “Apoio e cuidado aos professores”, com a participação da secretária de Educação e Desporto, Leila Perussolo (que coordena a Frente de Formação Docente do Consed); da presidente do Consed, Cecília Mota; e da representante do Instituto Península, Mariana Breim.

Os cursos de formação vão abordar as dimensões do desenvolvimento de competências socioemocionais. A secretária Leila Perussolo destacou que o tema é importante e que vai auxiliar o trabalho dos professores neste período de pandemia em Roraima.

“Buscamos entender esse momento e, com isso, fazer um trabalho diferente, que possa apoiar os professores e as equipes das escolas para o desenvolvimento das competências socioemocionais. Essas competências são auxiliadoras para potencializar as demais competências mobilizadas nesse momento. O objetivo é  fazer com que o professor possa desenvolver empatia, relação de afeto e relação de acolhimento com todos os seus alunos e com seus pares”, explicou Leila Perussolo.

JORNADAS – Estão sendo ofertadas quatro jornadas de formação continuada aos professores da rede estadual de ensino, por meio da plataforma de aprendizado online Vivescer. Os cursos já estão disponíveis. As jornadas de formação vão abordar as dimensões do desenvolvimento de competências socioemocionais: "Corpo", "Emoções", "Mente" e "Propósito". Cada jornada é composta por quatro percursos de aprendizagem de 32 horas, totalizando 128 horas de formação.

Na jornada Corpo, serão os temas: "Experiências somáticas", "Corpo", "Cultura", "Sentidos" e "Alfabetização Ecológica". No curso Emoções, os temas serão: "Experiências emocionais", "Estilos de aprendizagem" e "Conexão e abertura". Na jornada Mente, serão trabalhadas as "Experiências Cognitivas", "Estratégias de Aprendizagens", "Perspectivas Múltiplas" e "Políticas públicas". E na jornada Propósito, temas como "Significa", "Coerência", "Perspectiva Global" e "Ética".

Cada vez que o cursista termina uma jornada, recebe certificação emitida pelo Instituto Singularidades, que é reconhecido pelo MEC (Ministério da Educação). Na plataforma também é possível fazer perguntas, compartilhar relatos, vídeos e trocar arquivos, como textos e planos de aula.

COMO ACESSAR A PLATAFORMA – O acesso é gratuito e a plataforma já está disponível no endereço eletrônico vivescer.org.br. Basta acessar, fazer o cadastro e iniciar os cursos.



Publicado em DESTAQUES
Segunda, 08 Junho 2020 01:58

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado.

As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 9.581 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes, 5.768 foram confirmados segundo município de residência, 3.813 foram descartados e 145 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 119 em Alto Alegre, 44 no Amajari, 4.423 casos foram notificados em Boa Vista, 95 em Bonfim, 211 no Cantá, 29 em Caracaraí, 89 em Caroebe, 20 em Iracema, 124 em Mucajaí, 26 em Normandia, 206 em Pacaraima, 187 em Rorainópolis, 63 em São João da Baliza, 46 em São Luiz e 13 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 104 em Alto Alegre, 22 em Amajari, 2.982 notificações ocorreram em Boa Vista, 67 em Bonfim, 85 no Cantá, 11 em Caracaraí, 111 em Caroebe, 20 em Iracema, 112 em Mucajaí, 10 em Normandia, 75 em Pacaraima, 54 em Rorainópolis, 62 em São João da Baliza, 57 em São Luiz e 01 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 145 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 03 em Alto Alegre, 01 em Amajarí, 122 no município de Boa Vista, 03 no Bonfim, 03 no Cantá, 01 em Caroebe, 01 em Iracema, 01 em Mucajaí, 03 em Pacaraima, 04 em Rorainópolis, 01 em São Luís e 01 em Uiramutã. 

Além disso, 1.440 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 25 em Alto Alegre, 01 em Amajari, 1.176 são de Boa Vista, 23 de Bonfim, 07 do Cantá, 39 em Caroebe, 16 em Mucajaí, 02 em Normandia, 34 em Pacaraima, 70 em Rorainópolis,15 em São João da Baliza e 30 de São Luiz. Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

O Governo de Roraima, por meio da Femarh (Fundação do Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos), inicia nesta segunda-feira, 8, o cadastramento de pequenos agricultores do município de Iracema no CAR (Cadastro Ambiental Rural). Serão atendidos, do dia 8 ao dia 19 de junho, proprietários de terras de até quatro módulos fiscais.

De acordo com Ana Carolina Rodrigues, chefe da Divisão de Educação Ambiental da Femarh, as atividades começarão nessa segunda-feira, dia 8, pelo PA (Projeto de Assentamento) Massaranduba.

“O atendimento aos pequenos produtores que possuem propriedade de até quatro módulos fiscais iniciará no dia 8 de junho, no PA Massaranduba, e seguirá até o dia 10. Em seguida, a equipe estará no PA Maranhão, nos dias 11 e 12, e nos dias 13, 14 e 15, no PA Japão, atendendo também os produtores do PA São José e demais interessados”, disse.

Na terça-feira, 16, a equipe estará em Campos Novos e, entre os dias 17 e 18 de junho, o atendimento será na sede do município.

Para realizar o cadastro, o produtor deve apresentar Carteira de Identidade e CPF. Se for casado ou possuir união estável, levar os documentos dos companheiros (as). Se o companheiro (a) for falecido, levar atestado de óbito. São necessários também mapa, memorial descritivo da propriedade, contrato de compra e venda, contrato de desistência de imóvel, título da propriedade, espelho (imóveis de assentamento), declaração de posse, ou qualquer outro documento da propriedade.

De acordo com o presidente da Femarh, Ionilson Sampaio, o projeto do CAR foi apresentado pela Femarh e aprovado junto ao Fundo Amazônia e BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e tem o objetivo de promover a inscrição de 14.249 imóveis rurais, no prazo de seis meses, em 12 municípios do Estado de Roraima, com exceção de Uiramutã, Pacaraima e Normandia.

Segundo Ionilson Sampaio, o projeto está reestruturado em dois componentes, um para pequenos produtores rurais (até quatro módulos fiscais) de nove municípios de Roraima inscritos no CAR, e outro de Instituições de monitoramento, controle e responsabilização ambiental fortalecidas.

“O CAR é obrigatório para todas as propriedades rurais que existem no país, e hoje é feito de forma declaratória através do Siscar (Sistema Nacional de Cadastro Ambiental Rural), em que o produtor informa a situação ambiental da sua propriedade, o que muitas das vezes demanda custos por não ser um procedimento simples. Assim, o Governo de Roraima, por intermédio da Femarh, através do convênio firmado com o BNDES com recursos do Fundo Amazônia, vai realizar o cadastro de forma gratuita para 14 mil imóveis rurais de até quatro módulos fiscais, beneficiando os produtores da agricultura familiar do Estado”, destacou Ionilson.

Após a realização do CAR, o órgão ambiental vai conseguir identificar quais são os passivos ambientais das propriedades bem como os ativos. “Aquele produtor que tiver um passivo em sua propriedade terá a oportunidade de se regularizar, aderindo ao PRA (Programa de Regularização Ambiental), que será definido posteriormente pela Femarh. Será a oportunidade para aquelas pessoas que se encontram com suas propriedades em situação ambiental irregular de vir para a legalidade”, destacou o presidente.

Ionilson Sampaio lembrou ainda da importância da realização do CAR. “Acredito que é uma ferramenta de extrema importância para que a gente possa depois utilizar dos nossos ativos, sabendo quanto temos de floresta, reserva legal, áreas de preservação permanente, para que isso também possa vir a ser utilizado em benefício ao produtor rural e consequentemente ao Estado”, disse.

Vale destacar ainda que, sem a realização do CAR, o produtor não consegue acesso ao crédito através das instituições financeiras. “O cadastro é obrigatório nas operações de crédito e agora o Governo do Estado vai promover isso de forma gratuita à agricultura familiar. Após a finalização dessa primeira etapa, em meados no mês de setembro, pretendemos já estar trabalhando para pleitear mais recursos, a fim de atender mais produtores do Estado com a ampliação do cadastro, fechando 100% da agricultura familiar”, destacou Ionilson.

CUIDADOS PARA EVITAR CONTÁGIO PELO COVID-19

Em razão da pandemia causada pelo Sars-Cov-2, todas as precauções estão sendo tomadas pela equipe de atendimento, a fim de evitar aglomerações.

Além disso, a orientação é seguir as recomendações preventivas, entre as quais, manter distanciamento físico; lavar as mãos com água e sabão constantemente, ou higienizá-las com álcool 70%; usar máscara. 

 

 

Publicado em DESTAQUES

Gratidão: É com esse sentimento que a fisioterapeuta Kathelly Ellen de Araujo, de 30 anos, celebrou a notícia da alta hospitalar, recebida essa semana, no HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento). Ela foi acometida pelo Coronavírus (COVID-19) e, depois de passar três dias internada, evoluiu bem ao tratamento, melhorou o quadro clínico e recebeu a liberação médica, para seguir com a recuperação em casa.

Foram dias difíceis, mas a fé foi um dos sentimentos que esteve sempre presente na vida dela.

“Eu estava meio que preparada para o resultado positivo, porque passei dez dias em casa com sintomas muito específicos, então segui confiante no tratamento, sempre com Deus à frente de todas as minhas orações. Essa semana ficará na minha memória com um significado muito especial. Marca um momento de vitória, de renovação.”, disse.

Kathelly trabalha na área de saúde há seis anos e percebeu o quanto os profissionais de saúde são importantes para a recuperação do paciente.

“Não foi fácil, tive complicações em casa, precisei ser internada. Não tive medo de contrair a doença, mas tive medo sim da evolução dela, porque senti muita falta de ar, e nenhuma posição melhorava, nada que eu fizesse tinha resultado positivo, então tive medo da doença evoluir e de eu precisar de uma ajuda de aparelhos. E cada colega que esteve ali ao meu lado teve um papel importante, porque todos me trataram muito bem, e esse cuidado nos conforta”, agradeceu.

Ela explica que muitas pessoas desafiam a doença e precisam estar atentas.

“Essa doença nos abala muito, o isolamento maltrata principalmente no meu caso que tenho dois filhos e a caçula ainda mama. O afastamento foi bem difícil, mas eu tentei evitar contato e graças a Deus meus filhos não têm nenhum sinal e nenhum sintoma.

Fé nunca me faltou, sempre tive em toda a minha vida e foi a fé em Deus que me manteve de pé e o apoio da minha família e amigos, que, mesmo de longe, sempre me fizeram sentir amada. As pessoas precisam valorizar a vida dos seus entes queridos e fazer o seu papel na prevenção e combate dessa doença”, enfatizou.

Outra fisioterapeuta que está entre as 1.440 pessoas que receberam diagnóstico de cura para a COVID-19 é a Melícia Lourdes Leitão Boni, de 37 anos.

Ela também foi acometida pela doença e precisou de um tempo maior para se recuperar.

Melícia explica que sentiu uma exaustão física e psicológica muito grande.

“No dia 28 de abril, durante o trabalho, eu comecei a sentir mal-estar, como se fosse uma gripe muito forte. Nesse dia eu tinha acordado sem sentir o cheiro das coisas e com o corpo muito dolorido e febre, por isso achei estranho. Fui trabalhar, mas os sintomas continuaram e então passei pelo médico e fui afastada por três dias”, disse.

A fisioterapeuta realizou o exame e o resultado foi positivo e já deu início ao tratamento em casa. Mas no começo não reagiu bem. 

“Eu fiquei debilitada, sentia muita dor de cabeça e náuseas, por isso decidimos que me filho ficaria na casa da minha mãe, e apenas eu e meu esposo ficaríamos em casa, porque eu não estava bem. Continuei com o tratamento, mas sentia muito cansaço, e cheguei a ficar de cama. Fiquei os 14 dias em casa e não melhorei. Passei por nova avaliação e fiquei mais sete dias em casa, porque sentia um cansaço excessivo. Graças a Deus eu melhorei e não precisei ficar internada”, explicou.

Depois da recuperação e da alegria de receber o diagnóstico de cura, Melícia voltou ao trabalho. Desta vez, com um olhar especial sobre a vida.

“Foi uma experiência única, sofrida, tensa, mas de reflexão também, principalmente sobre a importância da vida, do amor da família”, finalizou.

Em Roraima, os registros da doença podem ser acompanhados pelo Boletim Epidemiológico elaborado pelo CIEVS (Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde), divulgado pela Sesau.

“O Boletim é a única fonte oficial de informação sobre a situação epidemiológica relacionada ao Coronavírus (COVID-19), no Estado. E está disponível no site da Sesau, no endereço  www.sesau.rr.gov.br, e na plataforma roraimacontraocorona.rr.gov.br,  onde as pessoas podem ter acesso a informações importantes sobre a doença. É fundamental que as pessoas busquem informações oficiais e estejam bem informadas, e que também atendam às medidas de enfrentamento dessa doença”, reforçou a secretária-adjunta da Saúde, Fabiana  Zimmernann.

Publicado em DESTAQUES
Domingo, 07 Junho 2020 08:03

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado.

As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 9.209 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes, 5.529 foram confirmados segundo município de residência, 3.680 foram descartados e 142 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 116 em Alto Alegre, 44 no Amajari, 4.210 casos foram notificados em Boa Vista, 93 em Bonfim, 201 no Cantá, 29 em Caracaraí, 89 em Caroebe, 19 em Iracema, 124 em Mucajaí, 19 em Normandia, 203 em Pacaraima, 187 em Rorainópolis, 63 em São João da Baliza, 46 em São Luiz e 13 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 101 em Alto Alegre, 21 em Amajari, 2.863 notificações ocorreram em Boa Vista, 67 em Bonfim, 80 no Cantá, 11 em Caracaraí, 111 em Caroebe, 20 em Iracema, 111 em Mucajaí, 09 em Normandia, 75 em Pacaraima, 54 em Rorainópolis, 61 em São João da Baliza, 57 em São Luiz e 01 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 142 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 03 em Alto Alegre, 01 em Amajarí, 119 no município de Boa Vista, 03 no Bonfim, 03 no Cantá, 01 em Caroebe, 01 em Iracema, 01 em Mucajaí, 03 em Pacaraima, 04 em Rorainópolis, 01 em São Luís e 01 em Uiramutã.

Além disso, 1.440 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 25 em Alto Alegre, 01 em Amajari, 1.176 são de Boa Vista, 23 de Bonfim, 07 do Cantá, 39 em Caroebe, 16 em Mucajaí, 02 em Normandia, 34 em Pacaraima, 70 em Rorainópolis,15 em São João da Baliza e 30 de São Luiz. Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

Com intuito de mapear o campo cultural de Roraima e fazer um levantamento de dados mais amplo de toda a economia criativa do Estado, o CEC (Conselho Estadual de Cultura) está realizando um cadastramento de artistas, técnicos e espaços culturais. Além dos objetivos citados, o CEC também prevê contribuir para políticas públicas culturais, ajudando, assim, os cadastrados a terem acesso a recursos públicos. O cadastramento é inteiramente digital e segue até o dia 31 de agosto.

O cadastramento é um chamamento público, divulgado em todas as plataformas da Secult (Secretaria de Cultura) para reunir os envolvidos com a classe cultural do Estado de Roraima. O titular da pasta, Johnson Castro, ressaltou ser importante que os artistas e demais fazedores de cultura realizem o procedimento dentro do prazo estabelecido pelo CEC.
“O Conselho vai montar um banco de dados com todas as informações, não só dos nossos artistas, mas também de técnicos e espaços culturais. Assim, ficará mais fácil organizar eventos, além de dar mais visibilidade ao segmento com informações mais precisas. Todo tipo de organização é bem-vinda e isso, com certeza, facilitará várias ações futuras, sempre beneficiando a classe”, enfatizou.
De acordo com o vice-presidente do CEC, Cláudio Lavôr, o procedimento, por ser em plataforma digital, pode e deve ser feito de qualquer município de Roraima. De acordo com o CEC, um dos objetivos é ajudar os cadastrados a terem acesso a recursos públicos, como os do Fundo Estadual de Cultura, além de ser um passo necessário para as futuras eleições do Conselho, tanto como eleitor como candidato.  

CADASTRO – Para realizar o cadastramento, os artistas, técnicos ou responsáveis por espaços culturais devem acessar o link https://forms.gle/429bzV91zkj3nqs98 e preencher as informações. 

Publicado em DESTAQUES