Mostrando itens por marcador: governoderoraima

Localizado ao sul do Estado de Roraima, o município de Caroebe (bastante conhecido pela produção de banana) contará com mais investimentos do Governo de Roraima na área de infraestrutura.

O governador Antonio Denarium assinou duas ordens de serviço neste sábado, 17, para a pavimentação urbana no município.

A primeira ordem é para a construção de pontes de madeira, com extensão de 130 metros, nas vicinais 6, 14 e 37 de Caroebe. A outra obra é a pavimentação urbana de quase 80% das ruas e avenidas da vila Entre Rios, também no Caroebe, com paralelepípedos, calçadas, meio fio, sarjeta e toda urbanização. Os recursos são de emendas do deputado Jhonatan e do senador Mecias de Jesus no valor de R$ 5,5 milhões no total.

Desde que assumiu a gestão, Denarium vem trabalhando em todos os municípios em um projeto para reconstruir Roraima.

“Caroebe passou a receber nossa atenção especial. Nossa prioridade está na recuperação da malha viária e na construção de oito pontes, beneficiando moradores das vicinais, que sempre foram abandonados pelo poder público. Tudo para início de imediato. Vamos reconstruir as pontes aqui no município o que vai facilitar a vida de quem trabalha e produz, além de fazer calçadas e paralelepípedo. Os municípios do interior merecem os investimentos que vão receber”.

O secretário de Infraestrutura, Edilson Damião, explicou que as obras começam ainda neste mês e terão um prazo de 180 dias para serem concluídas. A equipe técnica da Seinf está trabalhando para fazer o levantamento das necessidades do município. “Temos uma equipe trabalhando todos os dias em todos os municípios, fazendo o levantamento das demandas que podemos atender. Apresentamos ao governador o que precisa ser resolvido para que sejam garantidos os recursos necessários para executarmos os trabalhos”, explicou.

Obras executadas em Caroebe

Em Caroebe, o Governo do Estado já inaugurou a Unidade Mista de Saúde. Totalmente reformada e ampliada, hoje a unidade conta cinco salas de enfermagem, 17 leitos, além de salas para odontologia e ultrassonografias com emenda do senador Mecias de Jesus (PRB-RR), que destinou para a reforma do hospital R$ 1,1 milhão.

Também foi reformada, na gestão do governador Antonio Denarium, a Escola Estadual Professor Vidal da Penha, na vila Entre Rios, com investimento total de R$ 392 mil. Também foram construídas oito pontes de madeiras em Caroebe, com extensão total de 109m, com investimento de R$ 538 mil.No mesmo ano, o Governo estadual recuperou oito vicinais por meio da Patrulha Mecanizada, totalizando 105km de extensão. Foram investidos R$ 538 mil. Todas essas obras foram feitas com recursos do tesouro estadual.

Publicado em DESTAQUES

O Governo de Roraima está intensificando as ações de segurança pública em todos os municípios do Estado, com o propósito de impedir os crimes e proteger a sociedade. Este é o objetivo da Operação Interior Mais Seguro, realizada pela PMRR (Polícia Militar de Roraima), com a coordenação do CPI (Comando de Policiamento do Interior), nos 14 municípios do interior neste fim de semana, entre os dias 16 e 18.

“A Operação Interior Mais Seguro é desenvolvida nos 14 municípios do interior, com intensificação do combate ao crime organizado, tráfico de drogas, tráfico de armas, porte ilegal de armas de fogo e outros delitos correlacionados com as ações criminosas que ocorrem no interior”, explicou o comandante de Policiamento do Interior, major Igor Mayko.

O efetivo da Polícia Militar, de todas as localidades, está empenhado nas ações. “O objetivo principal da Polícia Militar é impedir que os crimes aconteçam. Estamos com a presença dos policiais trabalhando de forma preventiva, realizando ações de bloqueio viário, abordagem em bares e em vias e praças públicas, nas vicinais, tudo isso para oferecer mais segurança aos moradores do interior”, reforçou o comandante do CPI.

Segundo ele, a Operação Interior Mais Seguro é intensificada e ininterrupta nos fins de semana, de sexta-feira até domingo, porque há um registro maior de ocorrências policiais nesse período. As ações garantem a segurança da sociedade e a redução da criminalidade. O resultado geral das atividades da Operação será divulgado nesta segunda-feira, dia 19.

Publicado em DESTAQUES

As forças policiais do sistema de segurança pública do Governo de Roraima prosseguem com ações na capital e no interior, com a finalidade de combater a criminalidade e proteger a população.

Uma das atividades em andamento é a Operação Cidade Blindada realizada pela PMRR (Polícia Militar de Roraima), por meio dos Comandos de Policiamento da Capital (CPC) e do Interior (CPI).

A Operação ocorre com a fiscalização de veículos de transporte coletivo e de bares, além de abordagens com intuito de prevenir o tráfico de entorpecentes e de armas e localizar foragidos da Justiça, entre outras realizações.

Neste fim de semana, a ação resultou na prisão de um homem, em Alto Alegre, por posse e venda ilegal de munições de calibre restrito e na apreensão de munições, combustível, dinheiro e material aparentando ser entorpecente.

Os trabalhos foram desenvolvidos por policiais da 4ª CIPMFron (Companhia Independente de Polícia Militar de Fronteira).

Durante a Operação Cidade Blindada 7, a equipe da PMRR recebeu uma denúncia anônima de que na Vila Paredão, nas proximidades da Vicinal 5, havia um ponto de apoio para venda de drogas, munições e armas, além do armazenamento de combustíveis de forma irregular.

Chegando ao local informado, os policiais conversaram com o dono da residência.  Após ser indagado sobre a denúncia, ele informou que não havia nada de ilegal dentro da propriedade autorizou a entrada da equipe.

No decurso das buscas, foram encontradas diversas munições de calibre restrito, além de material aparentando ser entorpecente e uma grande quantia em espécie, cuja procedência não foi informada.

Diante dos fatos, o suspeito, E. R. S., de 29 anos, foi conduzido à Delegacia da Polícia Civil em Alto Alegre para as providências cabíveis.

Foram apreendidos nove munições de calibre 9 mm; 51 munições de calibre .40; 140 munições de calibre .380; a quantia em espécie de R$28 mil, 250 litros de gasolina, um invólucro de substância aparentando ser cocaína e um veículo.

A ação resultou no prejuízo de R$32 mil para o crime.

 

Publicado em DESTAQUES

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br. 

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 222.230 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 93.752 foram confirmados, sendo 22.025 por RT-PCR e 71.727 por teste rápido, 128.478 descartados, sendo 31.388 por RT-PCR e 97.090 por teste rápido e 1.445 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 1.197 em Alto Alegre, 829 no Amajari, 71.088 casos foram notificados em Boa Vista, 2.042 em Bonfim, 1.777 no Cantá, 2.139 em Caracaraí, 1.587 em Caroebe, 891 em Iracema, 1.907 em Mucajaí, 435 em Normandia, 1.967 em Pacaraima, 2.645 em Rorainópolis, 1.081 em São João da Baliza, 507 em São Luiz e 1.146 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 1.709 em Alto Alegre, 1.371 em Amajari, 100.211 notificações ocorreram em Boa Vista, 3.704 em Bonfim, 1.848 no Cantá, 2.771 em Caracaraí, 2.008 em Caroebe, 1.272 Iracema, 2.637 em Mucajaí, 479 em Normandia, 1.572 em Pacaraima, 3.734 em Rorainópolis, 1.493 em São João da Baliza, 824 em São Luís e 452 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 1.445 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 26 em Alto Alegre, 18 em Amajarí, 1.110 no município de Boa Vista, 24 no Bonfim, 25 no Cantá, 41 em Caracaraí, 17 em Caroebe, 13 em Iracema, 31 em Mucajaí, 26 em Normandia, 32 em Pacaraima, 45 em Rorainópolis, 06 em São João da Baliza, 08 São Luiz e 09 em Uiramutã.

Além disso, 88.283 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 1.127 em Alto Alegre, 799 em Amajari, 66.813 são de Boa Vista, 1.930 de Bonfim, 1.699 no Cantá, 1.983 em Caracaraí, 1.526 em Caroebe, 851  em Iracema, 1.841 em Mucajaí, 407 em Normandia, 1.906 em Pacaraima, 2.502 em Rorainópolis, 1.068 em São João da Baliza, 222 de São Luiz e 1.136 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

As Forças de Segurança Pública de Roraima desencadearam no final da tarde desta sexta-feira, 16, a Operação Sicarius, uma medida de repressão às práticas ilícitas e de preservação da paz pública.  A operação policial teve início pelo bairro Treze de Setembro e se encerrou à noite no bairro Nova Cidade.

A ação de Governo foi realizada em um trabalho integrado entre as Polícias Civil, por meio do GRT (Grupo de Resposta Tática), e Militar, por meio das guarnições do Choque, GIRO e Força Tática. A presença dos policiais gerou mais visibilidade das Instituições e consequente sensação de segurança subjetiva e objetiva por parte da comunidade.

A operação de rua foi coordenada pelo tenente Catão, da Força Tática. Em quatro horas de trabalho, os policiais percorreram os bairros Treze de Setembro, Pérola e Nova Cidade.

No bairro Treze de Setembro, que recentemente foi alvo de várias reclamações por parte dos moradores sobre a atuação de criminosos, os policiais fizeram abordagens em frente a uma vila, nas ruas próximas ao Rio Branco e na Praça do Bairro. 

Após o bairro Treze de Setembro, o aparato policial percorreu praças e pontos considerados sensíveis pelas forças de segurança nos bairros Pérola e Nova Cidade. A ação abordou aproximadamente 170 pessoas em todos os lugares percorridos. Ninguém foi preso na ação.

Conforme o delegado Geral, Herbert de Amorim Cardoso, a intensificação do policiamento preventivo e integrado das forças de segurança nos bairros de Boa Vista é uma determinação do governador Antonio Denarium, visando levar mais segurança ao cidadão e promover um ambiente de paz. Segundo ele, essa integração fortalece ainda mais as ações de combate ao crime organizado.

“Tanto os policiais civis, quanto os policiais militares são profissionais preparados para o combate à criminalidade. A presença da Polícia nas ruas inibe a atuação de criminosos. Trata-se de uma ação de Governo que terá continuidade e ganhará muito mais reforço, tendo em vista todas as ações que o governador Antonio Denarium, por meio das Instituições de Segurança, tem promovido, como concurso público, aquisição de mais viaturas, armamentos e outras ferramentas que darão maior suporte aos trabalhos”, assegurou.

O comandante da Polícia Militar, coronel Francisco Xavier, destacou que a operação Sicarius é um esforço coletivo das forças de Segurança que atuam na Capital.

“Após algumas ocorrências relacionadas aos crimes violentos, praticadas por organizações criminosas, o Governo do Estado determinou que, através da Secretaria de Segurança Pública, fosse organizada uma operação de caráter pontual e assim tem sido feita semanalmente em determinados bairros. As forças de segurança têm atuado de forma conjunta, com a intenção de reprimir pontualmente situações relacionadas ao tráfico de drogas, à localização de armas, de foragidos e de veículos oriundos de furto e roubo, que são o que movimentam o crime organizado”, observou.

Para o comandante, a operação Sicarius tem uma grande importância pela ação efetiva da presença policial nas ruas.

“Além da presença da Polícia, secundariamente reforçamos a ação integrada das corporações. Ressaltamos que estamos vivendo um excelente momento de integração operacional entre os órgãos de segurança, seja no âmbito estadual, quanto federal”, ressaltou.

OPERAÇÃO SICARIUS – A Operação Sicarius foi lançada pelo Governo de Roraima em fevereiro deste ano e tem por objetivo principal massificar a presença das Polícias nas ruas, para um enfrentamento mais qualificado à criminalidade. O nome da operação se refere a “assassinos contratados”, relacionado ao crime organizado.

Publicado em DESTAQUES

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 221.668 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde 

Destes 93.574 foram confirmados, sendo 21.977 por RT-PCR e 71.597 por teste rápido, 128.094 descartados, sendo 31.236 por RT-PCR e 96.858 por teste rápido e 1.445 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 1.195 em Alto Alegre, 829 no Amajari, 70.932 casos foram notificados em Boa Vista, 2.037 em Bonfim, 1.774 no Cantá, 2.139 em Caracaraí, 1.587 em Caroebe, 891 em Iracema, 1.902 em Mucajaí, 435 em Normandia, 1.967 em Pacaraima, 2.640 em Rorainópolis, 1.081 em São João da Baliza, 507 em São Luiz e 1.146 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 1.707 em Alto Alegre, 1.371 em Amajari, 99.872 notificações ocorreram em Boa Vista, 3.704 em Bonfim, 1.824 no Cantá, 2.771 em Caracaraí, 2.008 em Caroebe, 1.271 Iracema, 2.637 em Mucajaí, 477 em Normandia, 1.572 em Pacaraima, 3.724 em Rorainópolis, 1.493 em São João da Baliza, 824 em São Luís e 452 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 1.445 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 26 em Alto Alegre, 18 em Amajarí, 1.110 no município de Boa Vista, 24 no Bonfim, 25 no Cantá, 41 em Caracaraí, 17 em Caroebe, 13 em Iracema, 31 em Mucajaí, 26 em Normandia, 32 em Pacaraima, 45 em Rorainópolis, 06 em São João da Baliza, 08 São Luiz e 09 em Uiramutã.

Além disso, 88.283 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. Deste total, 1.127 em Alto Alegre, 799 em Amajari, 66.813 são de Boa Vista, 1.930 de Bonfim, 1.699 no Cantá, 1.983 em Caracaraí, 1.526 em Caroebe, 851  em Iracema, 1.841 em Mucajaí, 407 em Normandia, 1.906 em Pacaraima, 2.502 em Rorainópolis, 1.068 em São João da Baliza, 222 de São Luiz e 1.136 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

Semana encerrando com boas notícias para Roraima. O Estado recebeu 10.600 novas vacinas nesta sexta, 16, do MS (Ministério da Saúde), sendo 4.600 CoronaVac, produzidas pelo Instituto Butantan, e 6.000 AstraZeneca, fabricadas pela Fundação Oswaldo Cruz. Até o momento, Roraima já recebeu 154.460 vacinas e já distribuiu 130.741 doses, mais de 85% de distribuição do total recebido pelo MS.

Os insumos chegaram na tarde desta sexta-feira ao Aeroporto Internacional de Boa Vista e, após o trabalho de recebimento e conferência pelas equipes no MS, foram levados para a sede do Nepni (Núcleo Estadual do Programa Nacional de Imunização), com o apoio da Polícia Federal.

Segundo a gerente do Nepni, Alice Dantas, as novas vacinas farão parte do quantitativo necessário para manter a vacinação de idosos acima dos 60 anos. “Daremos continuidade ao Plano Estadual de Imunização e, assim, as novas vacinas serão utilizadas para reforçar a vacinação desse público de idosos de 60 anos ou mais. Os imunobiológicos servirão também para manter a segunda dose dos grupos que já iniciaram a imunização, ou seja, será para reforçar a continuidade da campanha”, esclareceu.

Trabalho de imunização pode ser acompanhado pelo vacinômetro

Até o momento, já foram aplicadas em Roraima 88.220 doses de vacina, sendo 60.264 primeira dose e 27.956 da segunda. Nas pessoas da faixa etária acima dos 60 anos, foram aplicadas mais de 38 mil doses de vacinas. Em idosos com mais 80 anos já foram aplicadas 6.043 doses até agora. Na faixa etária de 60 a 64 anos foram aplicadas 9.432 doses; de 65 a 69 anos, 9.396 doses; de 70  a 74 anos, 9.344 e na faixa etária de 75 a 79 anos foram aplicadas 4.232 doses.

De acordo com o governador Antonio Denarium, graças ao planejamento realizado pelo Governo de Roraima, o Estado tem mais de 75% dos idosos imunizados na faixa etária acima dos 80 anos.

“Não temos medido esforços para fortalecer o trabalho de vacinação da população de Roraima. Todas as nossas equipes têm mantido o planejamento e a entrega de forma organizada e sem burocracia, para que a vacina chegue rápido ao destino certo e o maior número de pessoas tenham acesso. Esse é o nosso compromisso com o povo de Roraima: levar saúde para quem precisa”, enfatizou Denarium.

Publicado em DESTAQUES

A Agência de Defesa Agropecuária de Roraima concedeu na manhã desta sexta-feira (16) o título de registro do Serviço de Inspeção Estadual (S.I.E.) de número 112. Uma Granja, do Município de Bonfim, recebeu o certificado e está legalizada para comercializar os produtos, ampliando a produção e estrutura para atender ao mercado estadual.

“Estamos incentivando a produção das granjas, para gerar emprego e renda para a população. Destravando a burocracia para que os empreendedores atuem dentro da legalidade, com os certificados necessários para as atividades. Isso contribui para o desenvolvimento econômico do nosso Estado”, alegou o governador Antonio Denarium.

Sobre o certificado de número 112 o presidente da Aderr, Kelton Lopes, ressaltou a importância do S.I.E. para o Estado. “Isso significa mais desenvolvimento para Roraima, mais renda, emprego, e também para garantir a segurança alimentar da sociedade”, disse.

O trabalho de regularização com o S.I.E das indústrias de agronegócio em Roraima é importante, porque fortalece a cadeia produtiva, ajuda a impulsionar a economia, abrindo espaço para um alcance maior dos produtos, possibilitando a venda em todo Estado. Já para o consumidor é a certeza de estar consumindo um alimento saudável.

A GRANJA 

Localizada às margens da BR-401, a Granja conta com 34 mil aves, destas 20 mil em produção e 14 mil pintos. É o primeiro empreendimento desse segmento no município de Bonfim, além de ter como diferencial a criação de galinhas livres de gaiola, produzindo ovos caipiras.

Conforme informou a proprietária da Granja, Cínthia Medeiros Lima, hoje a produção de ovos, cerca de 18 mil, é comercializada nos Municípios de Bonfim, Normandia e Boa Vista. “Estamos expandindo nossas vendas para outras praças. Já estamos em negociação para levarmos os ovos para Alto Alegre. O objetivo é atender ao Estado”, enfatizou.

Cresce a produção de ovos de galinha

O Governo de Roraima vem incentivando a indústria de ovos, gerando emprego e renda para a população. Em 2020 foram produzidos 65 milhões de ovos e nos últimos três anos 175.167.693 unidades.

A tendência é aumentar, pois o consumo de ovos tem crescido, destaca Diego Costa, chefe da Gerência de Produtos de Origem Animal. Atualmente estão registradas no Serviço de Inspeção Estadual 10 granjas avícolas, e duas em processo de cadastramento.

A grande maioria das granjas está estabelecida em Boa Vista, uma em Bonfim e uma que está sendo montada no Sul do Estado.

Publicado em DESTAQUES

A reestruturação da saúde promovida pelo Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde, passa pelo fortalecimento da equipe profissional. Desta vez estão sendo convocados 60 motoristas socorristas, aprovados no Processo Seletivo Simplificado para cadastro de reserva de profissionais da Saúde, realizado em fevereiro. Eles vão reforçar a equipe de trabalho nas Unidades Hospitalares que integram a rede estadual.

Os candidatos convocados nessa primeira chamada devem se apresentar na sede da Sesau, na sala da CGTES (Coordenadoria Geral de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde) até o meio dia desta sexta-feira, 16. Os novos profissionais terão carga horária de 30h e salário de 1.326,00 mediante o exercício da função. 

Serão atendidos os municípios de Alto Alegre, Amajari, Boa Vista, Bonfim, Caracaraí, Caroebe, Mucajai, Normandia, Pacaraima, Rorainópolis, São Luís do Anauá, São João da Baliza e Uiramutã e a ainda a região da Maloca da Barata.

“Estamos organizando a saúde e contratar mais profissionais reforça o atendimento para a população que precisa das unidades de saúde da rede estadual. Estamos trabalhando também na reforma, ampliação e adequação de vários hospitais na Capital e interior. O HGR, por exemplo, ainda este ano se tornará um complexo hospitalar”, disse o governador Antonio Denarium.

Conforme o secretário de Saúde, Marcelo Lopes, a intenção é promover as mudanças necessárias para que a Administração Pública possa de forma planejada atender as necessidades de cada Unidade.

“O Governo do Estado continua trabalhando para reforçar a mão de obra na área de saúde, tanto na Capital quanto no interior. E a convocação destes motoristas faz parte desse planejamento e é mais uma medida importante para que as Unidades tenham condições de atender todas as demandas”, esclareceu Lopes.

De acordo com Mônica Trindade, membro da Comissão Setorial do Processo Seletivo, esse chamamento será de grande importância também para as pessoas que estão à procura de oportunidade no mercado de trabalho.

“Nós estamos ampliando mais uma área importante para o bom funcionamento da saúde do Estado, especialmente no interior, onde a demanda pela prestação desse serviço se faz cada vez mais presente e além disso, precisamos gerar emprego para quem tanto precisa nesse período”, complementou.

Candidatos devem se atentar à documentação completa

Os candidatos com nome homologado na primeira chamada da convocação devem se apresentar as cópias dos seguintes documentos:

- Documento de identificação com foto: RG ou Carteira de trabalho ou Passaporte ou Carteira de Habilitação;

- PIS; -CPF;

- Comprovante bancário do Banco do Brasil;

-Título de eleitor;

- Registro no Conselho de Registro Profissional;

-Autodeclaração de aptidão física e de sanidade Mental; 

- Declaração de não acúmulo de cargo, em caso de acúmulo legal de cargos, declaração de compatibilidade de horário;

- Comprovante de residência (fatura de água ou energia elétrica, contrato de locação ou declaração com firma reconhecida no cartório);

- Comprovante de qualificação cadastral do e-Social; (http://consultacadastral.inss.gov.br/Esocial/pages/index.xhtml)

- Nada consta de Carteira Nacional de Habilitação expedido pelo Departamento Estadual de Trânsito de Roraima (DETRAN/ RR).

 

Publicado em DESTAQUES

Depois de dois anos de estudo preparatório, Salomão Marinho teve que sair do emprego para não desistir do seu objetivo de se tornar um policial militar. Por conta disso precisou em plena pandemia superar as dificuldades trazidas pela falta de renda.

“Tive dois anos estudando em cursinhos e em casa também e as vezes eu estudava oito ou 12 horas. Próximo a prova eu saí do emprego, perdi o transporte e tive que ir de bicicleta para o cursinho, mas graças a Deus eu tenho a satisfação e a realização pessoal de estar fazendo parte do curso de formação da Polícia Militar. Eu agradeço a Deus porque é uma realização pessoal”, destacou.

Todo o esforço valeu a pena e hoje ele é um dos cerca de 389 alunos do Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar de Roraima, que foram empossados pelo governador Antonio Denarium na noite desta quinta-feira, 15.

A assinatura do decreto de posse marcou o início da vida administrativa dos soldados que agora continuam no curso de formação, porém empossados como soldados de 2ª classe. A duração prevista do curso é de seis meses e em seguida, serão promovidos à categoria de soldados de 1ª classe.

O comandante-geral da PMRR, coronel Francisco Xavier, explicou mais detalhes da preparação dos alunos da APICS (Academia de Polícia Integrada Coronel Santiago). “Durante o curso eles passarão por um extenso treinamento que lida tanto com a parte prática como com a teórica e serão preparados para atendimento de segurança pública”, ressaltou.

A cerimônia fechada aconteceu no Ginásio Hélio Campos para manter as medidas sanitárias da pandemia.

Esta é o maior número de soldados em formação já registrado na história da PMRR e a contratação de soldados vai reforçar o quadro de praças combatentes.

“Essa posse hoje foi a maior que já houve na Polícia Militar de Roraima. Valorizamos a segurança pública com a formação desses quase 400 policiais e com a aquisição de novas viaturas que vamos colocar nas ruas para dar mais segurança à população”, afirmou Denarium.

Publicado em DESTAQUES
Página 1 de 288