Sexta, 23 Agosto 2019 13:56

TROCA DE EXPERIÊNCIA ! Segurança Pública é debatida no I Seminário Internacional de Policiamento Comunitário em Área de Fronteira Destaque

Escrito por WESLEY OLIVEIRA
Resultados devem nortear as forças de segurança com estratégias de monitoramento da violência em áreas de fronteira   Resultados devem nortear as forças de segurança com estratégias de monitoramento da violência em áreas de fronteira Secom/RR

Encerrou nesta quinta feira, 22, o I Seminário Internacional de Polícia Comunitária em Área de Fronteira. O evento foi realizado pela PMRR (Polícia Militar de Roraima) no auditório da APICS (Academia de Polícia Integrada Coronel Santiago).

Foram dois dias de palestras com participação de representantes das Polícias Militares de Minas Gerais, São Paulo, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro e Paraná, onde foram debatidos assuntos importantes para o Estado de Roraima e para o Brasil.

Participaram ainda do evento, os representantes do policiamento comunitário de Roraima, apresentando as estratégias e experiências no policiamento comunitário praticado no Estado.

Segundo o comandante Geral da PMRR, coronel Elias Santana, o Congresso foi extremamente proveitoso e satisfatório. Os resultados devem nortear as forças de segurança com estratégias de monitoramento da violência na faixa de fronteira.

“Os objetivos foram plenamente atingidos. Isso porque buscamos expor aos entes federativos, junto a União, as nossas necessidades e potencialidades no tocante a Polícia Comunitária de Fronteira. Contamos com a participação de especialistas na área de vários Estados do Brasil e representantes da segurança pública da Embaixada do Japão, onde demonstramos em pontos focais nossa realidade de atuação do policiamento comunitário em Roraima”, ressaltou.

Para a diretora da Apics, Giuliana Castro, o Seminário representa um passo importante na melhoria da segurança pública para toda sociedade. Ela explicou que Roraima é o Estado com a segunda maior faixa de fronteira do Brasil e por esse motivo é preciso debater sobre o assunto.

“É importante que dialoguemos como todas as autoridades de segurança pública envolvidas nas relações fronteiriças para que possamos superar desafios que temos na segurança pública. Tivemos muitas autoridades, tivemos representantes da embaixada do Japão, do Consulado da Guiana e do Brasil. Então nós podemos trazer representantes de todo Brasil e internacionais para que a gente pudesse debater e trazer idéias para melhorar a segurança pública do Estado”, disse.

 MEDALHA DO MÉRITO - o Seminário ficou marcado com a assinatura o Decreto que cria a Medalha do Mérito Comunitário, que vai homenagear voluntários que participam do projeto, como forma de incentivar as pessoas a se engajarem cada vez mais nas ações de Polícia Comunitária.