Segunda, 25 Março 2019 13:48

CBMRR combate Incêndio em matagal e realiza proteção de residências e de escola Destaque

Escrito por MACKSUEL LOPES
Por causa das condições climáticas, o fogo se alastrou rapidamente em direção às residências próximas Por causa das condições climáticas, o fogo se alastrou rapidamente em direção às residências próximas ACI/CBMRR

As guarnições da 3ª Companhia do CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar de Roraima), em Pacaraima, atenderam, na noite dessa sexta-feira, 22, uma solicitação de apoio para combate a incêndio em uma área de mata que ameaçava várias residências e a Escola Estadual Cícero Vieira Neto.

Devido às condições climáticas do município, que registra temperaturas de 38 graus, o fogo se alastrou rapidamente e progrediu em direção às residências próximas. Com atendimento eficaz, as guarnições do Caminhão de Combate a Incêndio e de incêndio florestal conseguiram proteger as casas e a escola.

Testemunhas informaram aos bombeiros que o incêndio teria sido provocado por duas pessoas. “Temos informações de que o incêndio iniciou-se de forma proposital. Isso é extremamente preocupante considerando a situação climática do Estado. Além de lidar com os incêndios florestais naturais, temos que lidar com incêndios provocados intencionalmente”, disse o oficial de Operações de Serviço, tenente Nixon.

O CBMRR orienta, em casos, assim que os proprietários dos imóveis prejudicados procurem a Delegacia de Polícia Civil, para registrar a ocorrência e informar que deseja a realização de perícia. O delegado então encaminha ao CBMRR a solicitação.

Além disso, com o intuito de minimizar os efeitos nocivos à população e a degradação do meio ambiente, ocasionados pela prática de queima irregular no perímetro urbano, o CBMRR alerta a população para que não ateie fogo, tendo em vista que tal prática é considerada transgressão pela lei de crimes ambientais, Lei N° 9.605 de 1998.

Conforme a legislação, causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana, ou que provoquem a mortandade de animais ou a destruição significativa da flora é crime passível de punição. A pena para quem comete o crime de poluição é de reclusão, podendo o período variar de seis meses a quatro/cinco anos, além do pagamento de multa.