Quinta, 08 Agosto 2019 15:33

AVANÇO NA AGRICULTURA | Roraima é o primeiro Estado a iniciar elaboração de Plano Estadual de Desenvolvimento da Fruticultura Destaque

Escrito por ISAQUE SANTIAGO
Documento é uma convergência de políticas públicas voltadas para o crescimento do setor   Documento é uma convergência de políticas públicas voltadas para o crescimento do setor Raimundo Lima

A previsão é que o Plano seja apresentado no início de setembro.

 O Governo do Estado por meio da Seapa (Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento), em parceria com a Faerr (Federação da Agricultura e Pecuária de Roraima) e Abrafrutas (Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de frutas e Derivados) iniciou a elaboração do Plano Estadual de Desenvolvimento da Fruticultura.

 O documento tem como base o Plano Nacional e Roraima será a primeira unidade da Federação a ter um em nível estadual.

 O titular da Seapa Emerson Baú, explicou que o Plano é uma convergência de políticas públicas, um processo de sinergia das instituições e entidades que querem trabalhar e apoiar o produtor desse setor.

 Ele frisou que a fruticultura é um setor extremamente estratégico para o Estado com valor agregado elevado e uma alta demanda de mão de obra.

 Ele também afirmou que o Plano vai facilitar o surgimento de agroindústrias para o beneficiamento das frutas.

 "Roraima não pode ser apenas um exportador de commodities, ou seja, um exportador de matéria prima pura, nós temos que fazer um trabalho mínimo de processamento para poder entrar no mercado com valor agregado. A ideia é fazer um trabalho de packing house [beneficiamento],  e a partir daí gerar valor ainda maior para esse produto”, explicou Baú.

  A defesa sanitária é um dos pontos de destaque do Plano. “É importante destacar que um dos pontos do Plano de Desenvolvimento da Fruticultura é justamente fazer uma estratégia de defesa conjunta do setor, não apenas da mosca da carambola, mas de qualquer outra praga que venha a surgir no nosso Estado. A ideia é conseguir de maneira articulada prevenir para não chegar na situação que estamos hoje, que é o impedimento de exportar as frutas aqui produzidas”, pontuou o secretário.

  O presidente do Sistema Faerr, Silvio de Carvalho, explicou que a união do Poder Executivo com entidades do setor e os  produtores é de fundamental importância para que se tenha um plano que realmente atenda as demandas do setor.

  “Esta é a segunda ação que o Governo faz para fortalecer a fruticultura em Roraima. Há cerca de 40 dias tivemos uma visita determinada pelo Governo do Estado, alguns secretários estiveram em Brasília e procuraram a CNA [Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil], organização da qual a Faerr faz parte, e lá quando conversaram sobre o fortalecimento da fruticultura em Roraima e pediram o nosso apoio na construção desse plano”, disse.

 Para a Abrafrutas, o Plano trará segurança para investidores.

O diretor executivo da Abrafrutas, Eduardo Brandão, explicou que o Plano Estadual de Desenvolvimento da Fruticultura trará mais tranquilidade para quem já investe no setor em Roraima e vai atrair novos investidores. Além de dar segurança ao investidor, o Plano vai proporcionar uma maior organização para a cadeia de frutas em Roraima.

 Ele destacou que o Plano tem alguns pontos específicos, entre eles estão a defesa sanitária e a exportação. “Quando o técnico tiver uma demanda específica, que esteja elencada  naqueles pontos, ele pode exigir do Governo que atue com prioridade, por conta de um compromisso firmado anteriormente”, detalhou.

 Brandão pontuou ainda que o Plano pode tornar Roraima, em um curto espaço de tempo, em um Estado produtor de frutas, porque as condições de insolação, clima e solo são perfeitos para isso. “Já viemos aqui e fizemos esse levantamento e vimos a potencialidade. Queremos dar segurança a quem já produz e para aqueles que desejam aqui investir. Vamos organizar a cadeia e firma um compromisso entre todos os setores envolvidos”, disse.